Rede Social Plano de Ação 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rede Social Plano de Ação 2015"

Transcrição

1 Rede Social Plano de Ação

2 R E D E SOCIAL DO CONCELHO DE VILA DO BISPO Rede Social Rede Social do Concelho de Vila do Bispo PLANO DE AÇÃO 2015 Ficha Técnica Entidade Promotora: Câmara Municipal de Vila do Bispo Equipa Técnica (Núcleo Executivo): Carla Barão Câmara Municipal de Vila do Bispo Júlia Silva Centro Distrital de Segurança Social de Faro Serviço Local de Vila do Bispo Dulce Moreno - ACeS Algarve II Barlavento Unidade de Saúde de Vila do Bispo Sílvia Jesus IEFP - Centro de Emprego de Lagos Filipa Correia Centro Cultural e Social da Figueira Cláudia Navarro Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo Paulo Toste Agrupamento de Escolas do Concelho de Vila do Bispo 2

3 ENTIDADES PARCEIRAS DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE VILA DO BISPO Entidades do C.L.A.S Câmara Municipal de Vila do Bispo Centro Distrital de Segurança Social de Faro Centro de Saúde de Vila do Bispo IEFP Centro de Emprego de Lagos Agrupamento de escolas do Concelho de Vila do Bispo Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo Centro Cultural e Social da Figueira Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila do Bispo Guarda Nacional Republicana Associação de Pais, e Encarregados de Educação e Amigos do Agrupamento de Escolas do Concelho de Vila do Bispo Junta de Freguesia de Vila do Bispo Junta de Freguesia da Vila de Sagres Junta de Freguesia da Raposeira Junta de Freguesia de Budens Junta de Freguesia de Barão de S. Miguel Clube Recreativo Infante Sagres Projeto Novas Descobertas - Associação Educativa e Recreativa Clube Recreativo Praia da Salema Sociedade de Recreio e Instrução de Budens Sociedade Recreativa de Barão de S. Miguel APAV-. Associação de Apoio à Vitima Associação dos Ex-combatentes de Vila do Bispo Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Sagres Vicentina Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste Escola Livre do Algarve Associação Pedagógica de Estudos Waldorf 3

4 Conselheira Local para a Igualdade de Género Banco Alimentar Contra a Fome Núcleo Local de Inserção APPDA Associação Portuguesa para as Perturbações de Desenvolvimento e Autismo 4

5 Índice Entidades parceiras do CLAS... 3 Introdução... 6 Avaliação Plano de Ação Metodologia de ação..8 Plano de Ação Proposta de atividades... 9 Eixo de Desenvolvimento: Educação/Formação Eixo de Desenvolvimento: Saúde Eixo de Desenvolvimento: Organizações Eixo de Desenvolvimento: Criminalidade e Segurança Eixo de Desenvolvimento: Toxicodependências Eixo de Desenvolvimento: Equipamentos e Transportes Eixo de Desenvolvimento: Emprego/Formação/Qualificação Eixo de Desenvolvimento: Habitação Eixo de Desenvolvimento: Família Eixo de Desenvolvimento: Ambiente

6 INTRODUÇÃO O Plano de Ação para 2015 vem na sequência da atualização dos instrumentos de planeamento do CLAS Diagnóstico Social e PDS O presente Plano de Ação é um documento aberto, ou seja, é sempre possível incluir, modificar e reconsiderar novas acções, sempre que se justificar e em consonância com o Diagnóstico Social e Plano de Desenvolvimento Social. Assim sendo, o PA 2015 Identifica a atividade da Rede Social para um ano e exige um processo participado dos parceiros, implica uma dimensão de contratualização entre os mesmos, assim como deve ser executável e não um documento que apresente apenas intenções. 6

7 Avaliação do Plano de Ação 2014 O Plano de Ação traçado para o ano de 2014 pressupunha a execução de 12 ações gerais para os seus eixos de desenvolvimento e 37 ações específicas, 5 para o eixo educação e formação, 4 para o eixo saúde, 1 para o eixo organizações 1 para o eixo toxicodependências, 1 para o eixo equipamentos e transportes, 1 para o eixo emprego/formação/qualificação, 2 para o eixo habitação, 17 para o eixo família, 2 para o eixo ambiente, 1 para o eixo criminalidade e segurança Foram executadas 24 ações no total, nomeadamente no eixo da saúde onde foram realizadas 2 sessões de esclarecimento acerca do tema estilos de vida saudáveis que foram desenvolvidas em articulação com o Núcleo Local de Inserção (NLI) dando assim continuidade às sessões realizadas em planos de ação anteriores, No eixo das organizações foi realizada a 3º feira do associativismo; estiveram presentes várias associações do concelho, que tiveram a oportunidade de se dar a conhecer entre si, assim como à comunidade em geral. No eixo equipamentos e transportes reforçou-se junto das entidades responsáveis a existência das respostas sociais creche e lar de idosos (obra em fase de conclusão), no eixo de Emprego/Formação/Qualificação demos continuidade à divulgação de oferta de emprego e de medidas de incentivo ao emprego, no eixo família realizámos as sessões de sensibilização no âmbito da gestão doméstica em conjunto com as realizadas na área da saúde e realizamos todas as atividades de animação para idosos previstas durante o ano de De modo geral podemos concluir que foram concretizados muitos dos objetivos definidos, ou seja, 24 ações realizadas das 37 ações planeadas. 7

8 METODOLOGIA de ACÇÃO A construção do Plano de Ação 2015 foi realizada seguindo as linhas orientadoras do Plano de Desenvolvimento Social: Constituição de coordenadores de atividades de acordo com os eixos de intervenção; Realização de reuniões de trabalho a realizar com os diferentes parceiros para operacionalizar as actividades propostas. 8

9 PLANO DE AÇÃO 2015 Proposta de atividades 9

10 1.- Eixo de Desenvolvimento: Educação/Formação Objetivos Específicos: Valorizar os contactos até final de 2016; Promover o respeito pelos espaços escolares até final de 2016; Promover a razoável utilização dos recursos, até final de 2016; Promover aprendizagens globalizantes, até final de 2016; Fomentar a integração de estrangeiros na comunidade educativa até final de Ações/Atividades - Ações de Sensibilização para Associação de Pais. Nº de ações Previstas Calendarização Entidade (s) Promotora (s) 3 Outubro - Agrupamento de Escolas do Concelho de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Paulo Toste Possíveis Parceiros - Câmara Municipal de Vila do Bispo - Associação de Pais, Amigos e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas. - Criação de atividades nos Estabelecimentos de Ensino do Concelho com o objetivo do envolvimento dos pais no meio escolar e integração da comunidade estrangeira. 2 Setembro - Agrupamento de Escolas do Concelho de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Paulo Toste - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo - Associação de Pais, Amigos e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas; - Juntas de Freguesia do Concelho 10

11 2 - Eixo de Desenvolvimento: SAÚDE Objetivos específicos: Promover ações de sensibilização e formação no âmbito da Saúde junto da população, até final de Reforçar a necessidade de equipamento informática para unidade móvel, até final de Ações/Atividades - Continuação das sessões de esclarecimento sob o tema Direitos e Deveres dos cidadãos no acesso aos cuidados de saúde (Atividade conjunta com o NLI de Vila do Bispo). Nº de ações Previstas Calendarização 3 Outubro Novembro Entidade(s) Promotora(s) - ACES Algarve II Barlavento Unidade de Saúde de Vila do Bispo - Câmara Municipal de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Dulce Moreno Possíveis Parceiros - Centro Distrital de Segurança Social de Faro Serviço Local de Vila do Bispo - Juntas de Freguesia do Concelho -Sociedades/ Associações Recreativas do Concelho 11

12 Eixo de Desenvolvimento: ORGANIZAÇÕES Objetivos específicos: Criação de atividades (reuniões, feiras, convívios) para fomentar o Associativismo no Concelho de Vila do Bispo até final de 2017; Até final de 2017, reforça-se a necessidade da existência de um contrato local de desenvolvimento no Concelho de Vila do Bispo. Ações/Atividades - Organização de 1 Workshop para as Associações do Concelho (organização da feira do Associativismo e partilha de informação e recursos) Nº de ações Previstas Calendarização Entidade(s) Promotora (s) 1 Outubro/Novembro - Câmara Municipal de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Carla Barão Possíveis Parceiros - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo - Juntas de Freguesia do Concelho Realização da 4ª Feira do Associativismo do Concelho de Vila do Bispo 1 Janeiro - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Carla Barão - Juntas de Freguesia do Concelho 12

13 4 - Eixo de Desenvolvimento: CRIMINALIDADE E SEGURANÇA Objetivo estratégico: Desenvolver ações de sensibilização sobre criminalidade e segurança nas escolas para as crianças (Escola Segura) até final de 2017; Desenvolver ações de sensibilização sobre criminalidade e segurança para os idosos até final de Ações/Atividades Nº de ações Previstas Calendarização Entidade(s) Promotora (s) Possíveis Parceiros -Sessões de sensibilização acerca do tema Violência Doméstica (Atividade conjunta com o NLI Vila do Bispo) 1 Novembro -Câmara Municipal -Segurança Social -APAV ACES Algarve II Barlavento Unidade de Saúde de Vila do Bispo - Associações do Concelho 13

14 5 - Eixo de Desenvolvimento: TOXICODEPENDÊNCIAS Objetivos específicos: Promoção de ações de sensibilização acerca de problemas de toxicodependência (álcool, drogas, tabaco) e comportamentos de risco, até final de Ações/Atividades Nº de ações Previstas Calendarização Entidade(s) Promotora (s) Possíveis Parceiros - Continuação das Ações de Sensibilização envolvendo toda a comunidade educativa e a população em geral. 2 - Agrupamento de Escolas do Concelho de Vila do Bispo ACES Algarve II Barlavento Unidade de Saúde de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Dulce Moreno - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo - Associação de Pais, Amigos e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas; - Juntas de Freguesia do Concelho - GNR de Vila do Bispo 14

15 6- Eixo de Desenvolvimento: EQUIPAMENTOS E TRANSPORTES Objetivos específicos: Aumentar as respostas sociais para a infância, terceira idade e saúde mental até 2017; Reforço da necessidade dos transportes coletivos por parte da autarquia até final de 2017; Reforçar a necessidade de mais transporte para os bombeiros. Criar um espaço para crianças e jovens para tempos livres até final de Ações/Atividades -Reforçar a existência das respostas sociais: Creche e lar de Idosos Nº de ações Previstas Calendarização 1 Junho a Dezembro Entidade(s) Promotora(s) - Câmara Municipal de Vila do Bispo; - Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo; Possíveis Parceiros - Juntas de Freguesia do Concelho 15

16 7- Eixo de Desenvolvimento: EMPREGO/FORMAÇÃO/QUALIFICAÇÃO Objetivos específicos: Promoção de formação para dirigentes das entidades até final de 2016 Reforçar a necessidade de um GIP até final de 2017 Promover ações de formação para competências básicas até final de Ações/Atividades Nº de ações Previstas Calendarização Entidade (s) Promotora(s) Possíveis Parceiros - Divulgação de medidas de emprego 12 De Janeiro a Dezembro - IEFP Centro de emprego de Lagos Coordenador/a da/s atividade/s: Sílvia Jesus - Todas as entidades pertencentes à Rede Social 16

17 8 - Eixo de Desenvolvimento: HABITAÇÃO Objetivos específicos: Promoção de sessões de sensibilização para moradores da habitação social até final de 2016 Até final de 2017, existe um melhoramento das condições de habitabilidade de pessoas com deficiência Ações/Atividades - Sessões de sensibilização para os moradores da Habitação Social Nº de ações Previstas calendarização 2 Setembro Entidade(s) Promotora(s) - Câmara Municipal de Vila do Bispo; - Juntas de Freguesia; - Centro Distrital de Segurança Social de Faro Serviço Local de Vila do Bispo Possíveis Parceiros - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Carla Barão Júlia Silva 17

18 9 - Eixo de Desenvolvimento: FAMILIA Objetivos específicos: Promover reuniões periódicas (mensais) entre técnicos com intervenção na área social do concelho de Vila do Bispo, até final de Ações/Atividades - Ações de formação e sensibilização destinadas no âmbito da gestão doméstica e vida quotidiana. - Realização de reuniões mensais com os técnicos da área social do concelho de Vila do bispo Nº de ações Calendarização Previstas 2 Junho e Outubro 7 Junho a Dezembro Entidade(s) Promotora (s) - Centro Distrital de Segurança Social de Faro Serviço Local de Vila do Bispo - Câmara Municipal de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Carla Barão Júlia Silva Possíveis Parceiros - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo; - Juntas de Freguesia do Concelho; - Agrupamento de Escolas do Concelho de Vila do Bispo Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo; - Centro Cultural e Social da Figueira; ACES Algarve II Barlavento Unidade de Saúde de Vila do Bispo - Banco Alimentar Contra a Fome - Atividades de animação para idosos. 15 Janeiro a Dezembro - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo - Câmara Municipal de Vila do Bispo - Juntas de Freguesia do Concelho - Sociedades/ Associações Recreativas/ Instituições do Concelho de Vila do Bispo - Juntas de Freguesia do Concelho Coordenador/a da/s atividade/s: Carla Barão 18

19 10 - Eixo de Desenvolvimento: AMBIENTE Objetivos específicos: Desenvolver ações de Sensibilização/Formação no âmbito dos Resíduos e dos tipos de resíduos até final de 2016; Desenvolver ações de Sensibilização/Formação no âmbito da Reciclagem até final de Ações/Atividades - Ações de Sensibilização/Formação para a população acerca de temas relacionados com o Ambiente (reciclagem e utilização dos resíduos) Nº de ações Previstas Calendarização 2 Novembro e Dezembro Entidade(s) Promotora(s) - Câmara Municipal de Vila do Bispo Coordenador/a da/s atividade/s: Setor de Ambiente da Câmara Municipal de Vila do Bispo Possíveis Parceiros - Agrupamento de Escolas do Concelho de Vila do Bispo - Associação Vicentina 19

20 20

Rede Social PLANO DE AÇÃO

Rede Social PLANO DE AÇÃO Rede Social PLANO DE AÇÃO 2011 R E D E SOCIAL DO CONCELHO DE VILA DO BISPO 1 Rede Social Rede Social do Concelho de Vila do PLANO DE ACÇÃO 2011 Ficha Técnica Entidade Promotora: Câmara Municipal de Vila

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Rede Social de Aljezur Plano de Acção (2009) Equipa de Elaboração do Plano de Acção de 2009 / Parceiros do Núcleo Executivo do CLAS/Aljezur Ana Pinela Centro Distrital

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (MAIO 2014 ) REDE SOCIAL DE ALANDROAL

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (MAIO 2014 ) REDE SOCIAL DE ALANDROAL CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (MAIO ) REDE SOCIAL DE ALANDROAL CLAS /2015 Área de Intervenção: Equipamentos e Respostas Sociais e Serviços 1 Objetivo Geral Objetivos Específicos Ação População - Alvo

Leia mais

Proposta de Plano de Ação 2012/2013 CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE PENALVA DO CASTELO

Proposta de Plano de Ação 2012/2013 CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE PENALVA DO CASTELO Proposta de Plano de Ação 2012/ 1 Proposta de Plano de Ação 2012/ Eixo de Desenvolvimento: Promover a qualificação escolar/profissional, o empreendedorismo e a empregabilidade. Objetivo geral: Dinamização

Leia mais

PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social e do Trabalho PLANO DE ACÇÃO 2005-2006

PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social e do Trabalho PLANO DE ACÇÃO 2005-2006 PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social e do Trabalho PLANO DE ACÇÃO 2005-2006 Documento elaborado pelo: Conselho Local de Acção Social do Concelho do Núcleo

Leia mais

Plano de Acção. Conselho Local de Acção Social de Redondo CLASRedondo

Plano de Acção. Conselho Local de Acção Social de Redondo CLASRedondo Plano de Acção Conselho Local de Acção Social de CLAS 2014-2015 2 EIXO 1 - PROMOVER A EMPREGABILIDADE E QUALIFICAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL E INTEGRAÇÃO DE GRUPOS SOCIAIS (PRÉ-) DESFAVORECIDOS Combate

Leia mais

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012 Plano de Acção - Rede Social Plano de Acção Rede Social Conselho Local da Acção Social de Figueira de Castelo Plano de Acção Rede Social Acções a desenvolver Objectivos Resultados esperados Calendarização

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social de Ponte de Lima 2014-2017

Plano de Desenvolvimento Social de Ponte de Lima 2014-2017 Plano de Desenvolvimento Social de Ponte de Lima 2014-2017 Página 2 de 29 Plano de Desenvolvimento Social de Ponte de Lima 2014-2017 Índice Índice de Siglas. 4 Nota Prévia... 5 Exposição e Explicação dos

Leia mais

Plano de Ação MARÇO DE 2014

Plano de Ação MARÇO DE 2014 Plano de Ação 2014 MARÇO DE 2014 FICHA TÉCNICA Plano de Ação do Concelho de Águeda março de 2014 Equipa de elaboração: Núcleo Executivo do CLAS de Águeda Colaboraram neste documento os seguintes autores:

Leia mais

Rede Social no Concelho de Azambuja Plano de Ação 2014 PLANO DE ACÇÃO 2014

Rede Social no Concelho de Azambuja Plano de Ação 2014 PLANO DE ACÇÃO 2014 PLANO DE ACÇÃO 2014 1 EDUCAÇÃO ÁREA ATIVIDADES RESPONSAVEIS PARTICIPANTES/ INTERVENIENTES Calendarização Manter os projetos existentes nos Agrupamentos de Escolas (Fénix, tutorias, Aprender a Estudar,

Leia mais

Município de Freixo de Espada à Cinta PLANO DE ACÇÃO (2009-2010) Conselho Local de Acção Social de Freixo de Espada à Cinta

Município de Freixo de Espada à Cinta PLANO DE ACÇÃO (2009-2010) Conselho Local de Acção Social de Freixo de Espada à Cinta Município de Freixo de Espada à Cinta PLANO DE ACÇÃO (2009-2010) Conselho Local de Acção Social de Freixo de Espada à Cinta FICHA TÉCNICA Relatório do Plano de Acção de Freixo de Espada à Cinta Conselho

Leia mais

Introdução. 1 Direcção Geral da Administração Interna, Violência Doméstica 2010 Ocorrências Participadas às

Introdução. 1 Direcção Geral da Administração Interna, Violência Doméstica 2010 Ocorrências Participadas às Câmara Municipal da Departamento de Educação e Desenvolvimento Sociocultural Divisão de Intervenção Social Plano Municipal contra a Violência Rede Integrada de Intervenção para a Violência na Outubro de

Leia mais

Grupo de Trabalho para as Questões da Pessoa Idosa, Dependente ou Deficiente de Grândola REGULAMENTO INTERNO

Grupo de Trabalho para as Questões da Pessoa Idosa, Dependente ou Deficiente de Grândola REGULAMENTO INTERNO Grupo de Trabalho para as Questões da Pessoa Idosa, Dependente ou Deficiente de Grândola REGULAMENTO INTERNO Maio de 2011 Preâmbulo As alterações demográficas que se têm verificado na população portuguesa

Leia mais

Projecto GPS Gabinete de Proximidade para a Sustentabilidade

Projecto GPS Gabinete de Proximidade para a Sustentabilidade Projecto GPS Gabinete de Proximidade para a Sustentabilidade Actividade Formativa - Intervenção Comunitária Data - 1 de Abril de 2009 Local Auditório do Edifício Cultural Município de Peniche Participação:

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PLANO DE ACÇÃO 2011

AVALIAÇÃO DO PLANO DE ACÇÃO 2011 AVALIAÇÃO DO PLANO DE ACÇÃO 2011 Eixo de Desenvolvimento I: Emprego/Desemprego Desenvolver medidas com vista à redução do desemprego, ao aumento da estabilidade no emprego e facilitadores do ingresso dos

Leia mais

Rede Social - Conselho Local de Acção Social de Coruche (CLAS) PLANO DE ACÇÃO ANUAL 2009

Rede Social - Conselho Local de Acção Social de Coruche (CLAS) PLANO DE ACÇÃO ANUAL 2009 Rede Social - Conselho Local de Acção Social de Coruche (CLAS) PLANO DE ACÇÃO ANUAL 2009 1 1. ÁREA DE INTERVENÇÃO ACÇÃO SOCIAL Promover a integração social dos grupos socialmente mais vulneráveis * Romper

Leia mais

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social PLANO DE ACÇÃO 2007 Introdução O CLASA - Conselho Local de Acção Social de Almada, de acordo com a filosofia do Programa da Rede Social, tem vindo a suportar a sua intervenção em dois eixos estruturantes

Leia mais

Constituição dos Orgãos da Rede Social do Concelho de Valpaços 2. Constituição do Núcleo Executivo 4. Nota Introdutória 5

Constituição dos Orgãos da Rede Social do Concelho de Valpaços 2. Constituição do Núcleo Executivo 4. Nota Introdutória 5 ÍNDICE Constituição dos Orgãos da Rede Social do Concelho de Valpaços 2 Constituição do 4 Nota Introdutória 5 Eixo I Envelhecimento Populacional 7 Eixo II Qualificação e Integração Escolar e Sócio-Profissional

Leia mais

Conselho Local de Ação Social de Vila Nova de Cerveira. Núcleo Executivo

Conselho Local de Ação Social de Vila Nova de Cerveira. Núcleo Executivo Conselho Local de Ação Social de Vila Nova de Cerveira Núcleo Executivo 2 CLAS de Vila Nova de Cerveira Plano de Ação de 2015 Índice Nota Prévia... 6 Sumário... 7 Metodologia... 7 Planificação... 8 EIXO

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA REDE SOCIAL

PLANO DE AÇÃO DA REDE SOCIAL PLANO DE AÇÃO DA REDE SOCIAL 2014 Aprovado na reunião do Plenário de 11.06.2014 16 de janeiro Workshop e assinatura de protocolo com CIG Público-alvo: comunidade no geral Local: Edifício Paço dos Concelho

Leia mais

Fórum de Boas Práticas

Fórum de Boas Práticas Câmara Municipal de Torres Vedras Sandra Colaço Fórum de Boas Práticas Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 28 de Outubro de 2009 TORRES VEDRAS População -72 259(2001) Área 407 Km2 O concelho no país Na

Leia mais

EIXO 1 - Empreendedorismo, Empregabilidade e Educação

EIXO 1 - Empreendedorismo, Empregabilidade e Educação PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL de ODEMIRA 2014-2015 EIXO 1 - Empreendedorismo, Empregabilidade e Educação Promover o conhecimento e o acesso dos empresários aos apoios e incentivos no âmbito do empreendedorismo

Leia mais

A nossa população alvo são crianças e jovens com problemas comportamentais que condicionam as aprendizagens formais e não formais, assim como uma

A nossa população alvo são crianças e jovens com problemas comportamentais que condicionam as aprendizagens formais e não formais, assim como uma Apresentação A nossa população alvo são crianças e jovens com problemas comportamentais que condicionam as aprendizagens formais e não formais, assim como uma plena integração social e profissional; Crianças

Leia mais

1.1.1.1. Objectivo Especifico Garantir que os alunos de 1.º e 2.º Ciclo assistam a acções de prevenção primária da toxicodependência.

1.1.1.1. Objectivo Especifico Garantir que os alunos de 1.º e 2.º Ciclo assistam a acções de prevenção primária da toxicodependência. Conselho Local de Acção Social de de Ourique Cuba Plano de Acção 2008 - Rede Social Programação Anual. Prioridade Promover a melhoria das condições de vida das crianças, dos idosos e das famílias através

Leia mais

Regulamento. Núcleo de Voluntariado de Ourique

Regulamento. Núcleo de Voluntariado de Ourique Regulamento Núcleo de Voluntariado de Ourique Regulamento da Núcleo de Voluntariado de Ourique Nota Justificativa O presente Regulamento define as normas de funcionamento do Núcleo de Voluntariado de Ourique,

Leia mais

RELATO RIO DE EXECUÇA O/2014 PLANO DE AÇA O/2015

RELATO RIO DE EXECUÇA O/2014 PLANO DE AÇA O/2015 RELATO RIO DE EXECUÇA O/2014 PLANO DE AÇA O/2015 Elaborado por: Rede Social de 0 Índice Sumário Executivo... 2 Capítulo I - Avaliação do Plano de Ação/2014... 4 Capítulo II - Plano de Ação de 2015... 10

Leia mais

PLANODEAÇÃO DA REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA'14. Estrutura Resumida REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA

PLANODEAÇÃO DA REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA'14. Estrutura Resumida REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA PLANODEAÇÃO DA REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA'14 Estrutura Resumida REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA Ficha Técnica Responsáveis Técnicos: - Nélia Silva - Fundação S. Barnabé - Graça Loução Centro Distrital

Leia mais

Plano de Formação Sensibilização / Informação

Plano de Formação Sensibilização / Informação Plano de Formação 2008 Acção de Formação/ Dinamização Parcerias Partilha de Informação SETEMBRO Última Semana Dirigentes das Dirigentes e - Contactar Dr.ª Rosinha Madeira Saúde da U.A.) União das IPSS

Leia mais

Ação Social e Inclusão

Ação Social e Inclusão Ação Social e Inclusão Ação Social O campo de actuação da Ação Social compreende, em primeira instância, a promoção do bem estar e qualidade de vida da população e a promoção duma sociedade coesa e inclusiva,

Leia mais

Plano de Acção 2010. Concelho do Marco de Canaveses. CLAS mc. Conselho Local de Acção Social do Marco de Canaveses Fevereiro de 2010

Plano de Acção 2010. Concelho do Marco de Canaveses. CLAS mc. Conselho Local de Acção Social do Marco de Canaveses Fevereiro de 2010 Plano de Acção 2010 Concelho do Marco de Canaveses 2010 2011 CLAS mc Conselho Local de Acção Social do Marco de Canaveses Fevereiro de 2010 Nível de Incidência Principais Conteúdos CONCEPÇÃO Pertinência

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2013/2015

PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2013/2015 PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2013/2015 PLANO DE AÇÃO 2013. INDÍCE Pág. 1. Introdução. 2 2. Metodologia. 3 3. Eixos de Intervenção do P.D.S. 2013 a 2015. 5 4. Eixo I Grupos Sociais Desfavorecidos P.D.S.

Leia mais

PAREDES DE COURA INTRODUÇÃO

PAREDES DE COURA INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Após a elaboração do Plano de Desenvolvimento Social, definindo as linhas orientadoras de intervenção social até ao final de 2009, procedemos agora à formulação de um Plano de Acção para esse

Leia mais

Rede Social. Conselho Local de Ação Social do Entroncamento PLANO DE AÇÃO 2012

Rede Social. Conselho Local de Ação Social do Entroncamento PLANO DE AÇÃO 2012 Rede Social Conselho Local de Ação Social do Entroncamento PLANO DE AÇÃO 2012 2012 Índice Introdução... 3 1 - Eixo de Intervenção Famílias... 5 2 - Eixo de Intervenção Educação e Cidadania... 8 3- Eixo

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015

PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PLANO DE ATIVIDADES 2 ÍNDICE CARATERIZAÇÃO DO CENTRO DE REURSOS PARA A INCLUSÃO.. 3 FUNCIONAMENTO DO CENTRO DE RECUSOS PARA A INCLUSÃO 3 CARATERIZAÇÃO DA POPULAÇÃO

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Castelo Branco 2014-2017

Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Castelo Branco 2014-2017 Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Castelo Branco 2014-2017 Índice Plano de Desenvolvimento Social... 3 Definição dos Eixos de intervenção... 3 Operacionalização dos Eixos de Intervenção...

Leia mais

Plano de Acção 2014. Rede Social

Plano de Acção 2014. Rede Social Plano de Acção 2014 Rede Social Março/2014 Elaborado por: Núcleo Executivo do Conselho Local de Acção Social de Avis - Agrupamento de - Centro de Emprego e Formação Profissional de Portalegre/Serviço de

Leia mais

Avaliação do Projecto Curricular

Avaliação do Projecto Curricular Documento de Reflexão Avaliação do Projecto Curricular 2º Trimestre Ano Lectivo 2006/2007 Actividade Docente desenvolvida Actividade não lectiva Com base na proposta pedagógica apresentada no Projecto

Leia mais

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS SOCIAIS

EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS SOCIAIS EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS SOCIAIS Actividades Calendarização Recursos Humanos / Parceiros Recursos Materiais Organização Responsável 1. 1.1 Definição do projecto Centro de Recursos Educativos. 1.2 Contacto

Leia mais

NOTA INTRODUTÓRIA... 3 DESENHO E MONTEGEM DAS ACÇÕES...4. Eixo de Desenvolvimento 1: Situações de Risco Social... 5

NOTA INTRODUTÓRIA... 3 DESENHO E MONTEGEM DAS ACÇÕES...4. Eixo de Desenvolvimento 1: Situações de Risco Social... 5 INDICE NOTA INTRODUTÓRIA... 3 DESENHO E MONTEGEM DAS ACÇÕES...4 Eixo de Desenvolvimento 1: Situações de Risco Social... 5 Eixo de Desenvolvimento 2: Empregabilidade de Formação Profissional... 13 Eixo

Leia mais

Programa da Rede Social CLAS Mesão Frio. Plano de Acção. O Plano de Acção do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de

Programa da Rede Social CLAS Mesão Frio. Plano de Acção. O Plano de Acção do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de O do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de Desenvolvimento Social, onde estão definidos alguns Projectos (com o desejo de uma projecção num futuro próximo), a serem desenvolvidos para se concretizarem

Leia mais

Projecto Integrado da Baixa da Banheira

Projecto Integrado da Baixa da Banheira Projecto Integrado da Baixa da Banheira 1. INTRODUÇÃO O Projecto Integrado da Baixa da Banheira nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e o ICE tendo em vista induzir as Associações da

Leia mais

Centro Comunitário Bairro Social de Paradinha

Centro Comunitário Bairro Social de Paradinha A Cáritas Diocesana de Viseu no Bairro Social de Paradinha A Cáritas continua com um trabalho de relevante interesse social no Bairro Social de Paradinha. No ano de 2008, a Cáritas continuou a desenvolver

Leia mais

PROGRAMA DE AÇÃO 2015. Respostas sociais: O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais:

PROGRAMA DE AÇÃO 2015. Respostas sociais: O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais: PROGRAMA AÇÃO 2015 O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais: - Preservar a identidade da Instituição, de modo especial no que respeita a sua preferencial ação junto das pessoas, famílias e grupos

Leia mais

PROGRAMA DE AÇÃO 2016. Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental

PROGRAMA DE AÇÃO 2016. Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental PROGRAMA DE AÇÃO 2016 Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental ÍNDICE I - INTRODUÇÃO... 3 II EIXOS/OBJETIVOS ESTRATÉGICOS... 3 III AÇÕES E ATIVIDADES... 4 IV AVALIAÇÃO... 4 V

Leia mais

I EMJ 8 de Junho de 2013 Recomendações finais Participantes nos grupos de trabalho que produziram as recomendações:

I EMJ 8 de Junho de 2013 Recomendações finais Participantes nos grupos de trabalho que produziram as recomendações: Nr Área Recomendação Valido Abstenh o-me C/6 E/7 F/7 Voluntariado Aproveitar espaços sem utilização para fazer jardins, espaços para convívio e locais de desporto para a população. Promover a limpeza dos

Leia mais

II ENCONTRO DA CPCJ SERPA

II ENCONTRO DA CPCJ SERPA II ENCONTRO DA CPCJ SERPA Ninguém nasce ensinado!? A família, a Escola e a Comunidade no Desenvolvimento da criança Workshop: Treino de Competências com famílias um exemplo de intervenção e de instrumentos

Leia mais

FICHA TÉCNICA NÚCLEO EXECUTIVO DO CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE AMARANTE (CLAS)

FICHA TÉCNICA NÚCLEO EXECUTIVO DO CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE AMARANTE (CLAS) FICHA TÉCNICA NÚCLEO EXECUTIVO DO CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE AMARANTE (CLAS) Instituto da Segurança Social, I.P. Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso Associação Humanitária de Santiago

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE Ano letivo 2014/2015 1. Enquadramento Entre os objetivos prioritários da atual política educativa encontram-se os

Leia mais

03/12/2012 REDE SOCIAL DE LISBOA

03/12/2012 REDE SOCIAL DE LISBOA GRUPOS DE MISSÃO 03/12/2012 REDE SOCIAL DE LISBOA PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2013-20152015 Contextualização O PDS é um instrumento de planeamento da Rede Social que formaliza o conjunto de opções

Leia mais

Plano de Ação 2013/2014. Conselho Local de Ação Social de Mesão Frio

Plano de Ação 2013/2014. Conselho Local de Ação Social de Mesão Frio Plano de Ação 2013/2014 Conselho Local de Ação Social de 2 Conselho Local de Ação Social de Núcleo Executivo Municipal de Agrupamento de Escolas de Centro de Saúde de Santa Casa da Misericórdia de Centro

Leia mais

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO 2009 (Aprovado em CLASS de 13.3.2009) PARCEIRO RESPONSÁVEL

PLANO DE ACÇÃO 2009 (Aprovado em CLASS de 13.3.2009) PARCEIRO RESPONSÁVEL OBJECTIVO DO PDSS ACTIVIDADE/ACÇÃO PARCEIROS ENVOLVIDOS PARCEIRO RESPONSÁVEL INDICADORES DE AVALIAÇÃO EXECUÇÃO TEMPORAL SOLIDARIEDADE SOCIAL Reforçar o apoio alimentar concelhio Melhorar o conhecimento

Leia mais

Eixo 1 - Organização e Trabalho em Rede

Eixo 1 - Organização e Trabalho em Rede Eixo 1 - Organização e Trabalho em Rede E1_O1E1A1 E1_O2E1A1 E1_O2E2A1 E1_O3E1A1 E1_O3E1A2 E1_O3E1A3 E1_O3E1A4 Harmonizar os instrumentos de planeamento e avaliação, utilizados pelos diversos órgãos da

Leia mais

CLAS de CAMINHA Plano de Ação 2014. Plano de Ação 2014

CLAS de CAMINHA Plano de Ação 2014. Plano de Ação 2014 Plano de Ação 2014 Os Planos de Ação têm como objetivo operacionalizar os objetivos e as estratégias definidas em Plano de Desenvolvimento Social. O Plano 2014 procura reconhecer possíveis projetos e formas

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO 2010. Acções Calendarização Recursos Humanos Recursos Materiais. Dirigentes das IPSS`s. Outras Entidades Locais

PLANO DE ACÇÃO 2010. Acções Calendarização Recursos Humanos Recursos Materiais. Dirigentes das IPSS`s. Outras Entidades Locais PLANO DE ACÇÃO 2010 EIXOI PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO IDOSOS OBJECTIVO GERAL: Requalificação de Equipamentos e Serviços sociais de Apoio a Idosos Objectivos específicos Acções Calendarização

Leia mais

PROBLEMAS SOCIAIS. Recursos Humanos / Parceiros

PROBLEMAS SOCIAIS. Recursos Humanos / Parceiros PROBLEMAS SOCIAIS Actividades 1. 1.1 Definição do Projecto Gabinete de Apoio à Família. 1.2 Procura de Fontes de Financiamento. 1.3 Funcionamento do Gabinete. Calendarização Abr-Mai Set-Dez Recursos Humanos

Leia mais

Plano de Ação 2012. Conselho Local de Ação Social

Plano de Ação 2012. Conselho Local de Ação Social Plano de Ação 2012 Conselho Local de Ação Social Julho de 2012 IDENTIFICAÇÃO E FICHA TÉCNICA Título do documento: Plano de Ação 2012 Órgãos responsáveis: Órgão deliberativo: Conselho Local de Ação Social

Leia mais

Composição do Plenário do CLASO

Composição do Plenário do CLASO Composição do Plenário do CLASO 26 de novembro de 2012 Composição do Plenário do CLASO 1. (As) simetrias Associação Portuguesa de Combate à Exclusão Social; 2. Academia Arte & Dança Fitness Club; 3. Agrupamento

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO 2007/2008

PLANO DE ACÇÃO 2007/2008 REDE SOCIAL CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE MACEDO DE CAVALEIROS Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros PLANO DE ACÇÃO 2007/2008 Macedo de Cavaleiros, 16 de Dezembro de 2008 REDE SOCIAL REDE SOCIAL

Leia mais

Regulamento Interno. Preâmbulo

Regulamento Interno. Preâmbulo Regulamento Interno Preâmbulo A Resolução de Conselho de Ministros 197/97 de 18 de Novembro define a Rede Social como um fórum de articulação e congregação de esforços baseado na adesão livre das autarquias

Leia mais

Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais

Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais No seguimento do Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social (regulado pela portaria n.º396/2007 de 2 de abril e com alterações

Leia mais

Plano de Acção de 2011 Plano de Acção de 2010. Conselho Local de Acção Social de Monção. Conselho Local de Acção Social de Monção

Plano de Acção de 2011 Plano de Acção de 2010. Conselho Local de Acção Social de Monção. Conselho Local de Acção Social de Monção Plano de Acção de 2011 Plano de Acção de 2010 Conselho Local de Acção Social de Monção Conselho Local de Acção Social de Monção CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE MONÇÃO Actualmente a Rede Social de Monção

Leia mais

Plano de Ação 2015. Plano de Ação 2015

Plano de Ação 2015. Plano de Ação 2015 Plano de Ação PLANO DE AÇÃO DOCUMENTO ELABORADO PELO: Núcleo Executivo da Rede Social do Concelho do CONTACTOS: Câmara Municipal do Rede Social do Concelho do Av. Dr. Francisco Sá Carneiro 2550-103 Tel.

Leia mais

Cada utente é um ser Humano único, pelo que respeitamos a sua pessoa, os seus ideais, as suas crenças, a sua história e o seu projecto de vida.

Cada utente é um ser Humano único, pelo que respeitamos a sua pessoa, os seus ideais, as suas crenças, a sua história e o seu projecto de vida. 1. APRESENTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO A Casa do Povo de Alvalade foi criada em 1943, por grupo informal de pessoas, na tentativa de dar resposta às necessidades das pessoas que a esta se iam associando. Com o

Leia mais

Iniciativa Move-te, faz Acontecer

Iniciativa Move-te, faz Acontecer Iniciativa Move-te, faz Acontecer Entidades Promotoras: Associação CAIS (Projecto Futebol de Rua): Fundada em 1994, a Associação CAIS tem como Missão contribuir para o melhoramento global das condições

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO CONCELHIO DE PREVENÇÃO DAS TOXICODEPENDÊNCIAS (PECPT)

PLANO ESTRATÉGICO CONCELHIO DE PREVENÇÃO DAS TOXICODEPENDÊNCIAS (PECPT) PLANO ESTRATÉGICO CONCELHIO DE PREVENÇÃO DAS TOXICODEPENDÊNCIAS (PECPT) Plano de Actividades 2009/10 Odivelas 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO 1 1 IDENTIDADE E COMUNICAÇÃO 2 2 FUNCIONAMENTO DA REDE DE PARCERIA 4 2.2

Leia mais

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89 N 9º15'50. AGENDA 21 escolar Pensar Global, agir Local Centro de Educação Ambiental Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.84" O 918 773 342 cea@cm-tvedras.pt Enquadramento A Agenda

Leia mais

Distrito de Aveiro Concelho Ílhavo Freguesias: S. Salvador, Gafanha da Nazaré, Gafanha da Encarnação e Gafanha do Carmo

Distrito de Aveiro Concelho Ílhavo Freguesias: S. Salvador, Gafanha da Nazaré, Gafanha da Encarnação e Gafanha do Carmo IDENTIFICACÃO Atendimento Integrado e Núcleo Local de Inserção de Ílhavo Morada de Ílhavo Código Postal 3830-044 Ílhavo Localidade Ílhavo Distrito de Aveiro Concelho Ílhavo Freguesias: S. Salvador, Gafanha

Leia mais

EDUCAÇÃO ESPECIAL RESPOSTAS EDUCATIVAS

EDUCAÇÃO ESPECIAL RESPOSTAS EDUCATIVAS INSPEÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA PROGRAMA ACOMPANHAMENTO EDUCAÇÃO ESPECIAL RESPOSTAS EDUCATIVAS RELATÓRIO Agrupamento de Escolas Levante da Maia 2014-2015 RELATÓRIO DE ESCOLA Agrupamento de Escolas

Leia mais

Programa de Educação para a Sustentabilidade 2014/2015

Programa de Educação para a Sustentabilidade 2014/2015 Programa de Educação para a Sustentabilidade 2014/2015 Plano de Atividades Programa de Educação para a Sustentabilidade O Programa de Educação para a Sustentabilidade para o ano letivo 2014/2015 integra

Leia mais

CLAS de Melgaço Plano de Desenvolvimento Social 2014-2016 MELGAÇO, JULHO/2013

CLAS de Melgaço Plano de Desenvolvimento Social 2014-2016 MELGAÇO, JULHO/2013 1 PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2014-2016 MELGAÇO, JULHO/2013 2 ÍNDICE NOTA PRÉVIA Enquadramento e contextualização geográfica e temporal 3 Percurso dos documentos estratégicos 3 Metodologias utilizadas

Leia mais

CONTRATO LOCAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL (CLDS) ESPINHO VIVO

CONTRATO LOCAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL (CLDS) ESPINHO VIVO CONTRATO LOCAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL (CLDS) ESPINHO VIVO EIXO 1 EMPREGO, FORMAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E EMPREENDEDORISMO 01 - BALCÃO DE EMPREGABILIDADE; O Balcão de Empregabilidade pretende apoiar os desempregados

Leia mais

Regulamento Interno» Pré-Diagnóstico» Diagnóstico» PDS» Diagnósticos 2014» PDS 2015-2017»

Regulamento Interno» Pré-Diagnóstico» Diagnóstico» PDS» Diagnósticos 2014» PDS 2015-2017» Regulamento Interno» Pré-Diagnóstico» Diagnóstico» PDS» Diagnósticos 2014» PDS 2015-2017» A Rede Social foi criada através de uma Resolução do Conselho de Ministros, e 18 de Novembro de 1997, num contexto

Leia mais

Regulamento. Espaço Solidário de Ourique

Regulamento. Espaço Solidário de Ourique Regulamento Espaço Solidário de Ourique Regulamento Espaço Solidário de Ourique Nota justificativa O Espaço Solidário surge no âmbito da Rede Social, de acordo com o Diagnóstico Social do Concelho, constando

Leia mais

AGA - Associação de Guitarra do Algarve

AGA - Associação de Guitarra do Algarve Página 1 de 10 AGA - Associação de Guitarra do Algarve Plano de atividades e orçamento Página 2 de 10 Prefácio Dando cumprimento à alínea b) do artigo 22º dos nossos estatutos, a Direcção da Associação

Leia mais

Rede Social. Ourique

Rede Social. Ourique Rede Social Ourique Ficha Técnica Título: Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Ourique Autoria: Núcleo Executivo da Rede Social de Ourique Agrupamento Vertical de Escolas de Ourique Centro de

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO 2010 CPCJ

PLANO DE ACÇÃO 2010 CPCJ PLANO DE ACÇÃO 2010 CPCJ COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DO PESO DA RÉGUA Modalidade Alargada Divulgar os Direitos da Criança na Comunidade OBJECTIVOS ACÇÕES RECURSOS HUMANOS DA CPCJ RECURSOS

Leia mais

Plano de Ação 2013. I Eixo De Intervenção: QUALIFICAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES E RESPONSABILIDADE SOCIAL

Plano de Ação 2013. I Eixo De Intervenção: QUALIFICAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES E RESPONSABILIDADE SOCIAL 0 Plano de Ação I Eixo De Intervenção: QUALIFICAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES E RESPONSABILIDADE SOCIAL OBJETIVO GERAL: Dotar as Instituições do Município de competências na área da qualidade para melhorar a resposta

Leia mais

1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma sugestão de ação voluntária, uma competência especial ou específica

1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma sugestão de ação voluntária, uma competência especial ou específica Data última atualização: 05 Novembro de 2012 Índice 1 - Entidades parceiras promotoras de voluntariado 2- Projetos específicos de voluntariado 1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma

Leia mais

Relatório de Actividades 2008

Relatório de Actividades 2008 Relatório de Actividades 2008 Elaborado por: Grupo Dinamizador da Comissão Social de Freguesia de Stº Antº dos Cavaleiros, 2009 Nota Introdutória O presente documento tem como principal objectivo a avaliação

Leia mais

Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar

Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar Liderança 1.1 1.2 1.3 1.4 1. As decisões tomadas pelo Conselho Pedagógico, pela Direção e pelo Conselho Geral são disponibilizadas atempadamente. 2. Os vários

Leia mais

---------------------------- ACTA NÚMERO CINCO -----------------------------

---------------------------- ACTA NÚMERO CINCO ----------------------------- Rede Social de Pombal Município de Pombal Largo do Cardal 3-44 Pombal ---------------------------- ACTA NÚMERO CINCO ----------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR)

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Nota Introdutória Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Apoiar e promover os objetivos educativos definidos de acordo com as finalidades e currículo

Leia mais

Entidades Promotoras de Voluntariado Lourinhã

Entidades Promotoras de Voluntariado Lourinhã Entidades Promotoras de Voluntariado Câmara Municipal da Casa do Povo da Casa Pia de Lisboa Centro Social e Paroquial da ADAPECIL Associação Juvenil Tá a Mexer GEAL Junta de Freguesia de Ribamar LOURAMBI

Leia mais

Como sempre, e de acordo com a nossa missão, continuaremos a dar a conhecer a Síndrome de Asperger e a APSA à sociedade em geral.

Como sempre, e de acordo com a nossa missão, continuaremos a dar a conhecer a Síndrome de Asperger e a APSA à sociedade em geral. Plano de Atividades 2016 INTRODUÇÃO O Plano de Atividades para 2016 agora apresentado tem como mote central DAR SENTIDO. Dar Sentido a tudo o que fazemos, o que nos envolve e o que envolve os outros. Centrarse-á

Leia mais

Rede Social do Concelho de Lamego Regulamento Interno do CLAS de Lamego

Rede Social do Concelho de Lamego Regulamento Interno do CLAS de Lamego REGULAMENTO INTERNO Conselho Local de Acção Social de Lamego (CLASL) Rede Social do Concelho de Lamego Preâmbulo As alterações inerentes à evolução da sociedade actual evidenciam problemas e necessidades

Leia mais

Eventos. Eixo I Emprego, Formação e Qualificação. Acção: Bom Porto

Eventos. Eixo I Emprego, Formação e Qualificação. Acção: Bom Porto Eventos Eixo I Emprego, Formação e Qualificação Acção: Bom Porto - Gabinete de Empregabilidade e Empreendedorismo: Uma das acções do projecto consiste na criação de um Gabinete de atendimento na área da

Leia mais

PO AÇORES 2020 FEDER FSE

PO AÇORES 2020 FEDER FSE Apresentação pública PO AÇORES 2020 FEDER FSE Anfiteatro C -Universidade dos Açores -Ponta Delgada 04 de marçode 2015 8EIXO EMPREGO E MOBILIDADE LABORAL > Administração regional Objetivo Específico 8.1.1

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social do Município de Gondomar 2015-2020

Plano de Desenvolvimento Social do Município de Gondomar 2015-2020 Plano de Desenvolvimento Social do Município de Gondomar 2015-2020 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social de Gondomar 16 de março de 2015 Biblioteca Municipal de Gondomar Eixo 1 Capacitação,

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Moita. Plano de Melhoria. P r o v i s ó r i o P p P r o. Ano letivo 2013-14

Agrupamento de Escolas da Moita. Plano de Melhoria. P r o v i s ó r i o P p P r o. Ano letivo 2013-14 Agrupamento de Escolas da Moita Plano de Melhoria P r o v i s ó r i o P p P r o Ano letivo 2013-14 Moita, 22 de abril de 2015 A COMISSÃO DE AUTOAVALIAÇÃO o Célia Romão o Hélder Fernandes o Ana Bela Rodrigues

Leia mais

Rede Social de Gondomar

Rede Social de Gondomar Rede Social de Gondomar Plano de Desenvolvimento Social 2009 2011 Junho de 2009 (Aprovado em Reunião Plenária do CLAS G de 07 de Julho de 2009, Reunião de Câmara de 19 de Novembro de 2009 e Assembleia

Leia mais

c u r r i c u l u m v i t a e

c u r r i c u l u m v i t a e c u r r i c u l u m v i t a e Informação pessoal Nome Morada Telefone 912079346 Fax Sousa, Cláudia Cristina Assunção Rua Miguel Bombarda, n.º 3, 4ºDto Viseu Correio electrónico floresdelivro@gmail.com

Leia mais

Projecto co-financiado pelo FSE

Projecto co-financiado pelo FSE CLAS DE MONDIM DE BASTO PLANO DE ACÇÃO 2012 REDE SOCIAL DE MONDIM DE BASTO Projecto co-financiado pelo FSE ÍNDICE ÍNDICE DE TABELAS... 3 CAPÍTULO I... 4 INTRODUÇÃO... 4 CAPÍTULO II... 6 PLANO DE ACÇÃO

Leia mais

Associação de Apoio a Crianças e Jovens em Risco. Plano de Atividades 2015

Associação de Apoio a Crianças e Jovens em Risco. Plano de Atividades 2015 Associação de Apoio a Crianças e Jovens em Risco Plano de Atividades 2015 INTRODUÇÃO Depois de escalar uma montanha muito alta, descobrimos que há muitas mais montanhas por escalar. (Nelson Mandela) A

Leia mais

Casa do Povo de Vilarandelo. Plano de Ação 2015-2018

Casa do Povo de Vilarandelo. Plano de Ação 2015-2018 Plano de Ação 2015-2018 Eixo de Intervenção 1 Emprego, Formação e Qualificação a) Estabelecimento da Parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, I.P., com o objetivo de facilitar os processos

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2014-2016

PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2014-2016 PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2014-2016 MARÇO DE 2014 FICHA TÉCNICA Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Águeda março de 2014 Equipa de elaboração: Núcleo Executivo do CLAS de Águeda Colaboraram

Leia mais

25/05/2015 Candidaturas ecoxxi 2015 - Programa ECOXXI - para a construção do Desenvolvimento Sustentável. Associação Bandeira Azul da Europa

25/05/2015 Candidaturas ecoxxi 2015 - Programa ECOXXI - para a construção do Desenvolvimento Sustentável. Associação Bandeira Azul da Europa Candidaturas Candidaturas a município ECOXXI 2015 - Indicador 4 Município de Alfandega da Fé Participação Pública e Agenda 21 Local Sector Fonte Tipo de Indicador PER IP/IC IU/INU Pontuação Máxima Possível

Leia mais

Plano de Ação 2014 PROPOSTA

Plano de Ação 2014 PROPOSTA Plano de Ação 2014 PROPOSTA 0 Ficha Técnica: Titulo: Plano Ação 2014 Documento Elaborado Por: Núcleo Executivo do CLAS Coordenação: Cristina Farinha Presidente do Conselho Local de Ação Social Equipa Técnica:

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE ACTA Nº. 4 Ao dia nove de Setembro do ano dois mil e nove, nesta Vila de Castelo de Vide, reuniu na Biblioteca Municipal pelas 10,00 horas, o Conselho

Leia mais

PROJETO EDUCATIVO DE ESCOLA 2014-2017

PROJETO EDUCATIVO DE ESCOLA 2014-2017 ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ AFONSO SEIXAL CÓDIGO 401481 Av. José Afonso Cavaquinhas Arrentela 2840 268 Seixal -- Tel. 212276600 Fax. 212224355 PROJETO EDUCATIVO DE ESCOLA 2014-2017 ABRIL DE 2014 Índice 1. Introdução

Leia mais