Deployment e Segurança

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Deployment e Segurança"

Transcrição

1 Deployment e Segurança 5ª Conferência de Sistemas de Informação Código Seguro ESTG - Leiria José Pina Miranda Novembro 2004

2 Deployment e Segurança E agora que toda a plataforma aplicacional desenvolvida está finalizada, é só colocá-la acessível (na rede/internet) e... FACTURAR!!! Ponto de situação - Foram seguidas as regras de segurança no desenho da aplicação (estamos a falar de uma plataforma aplicacional central, acessível por rede); - Foi desenvolvido e integrado o software necessário, tendo-se seguido todas as regras de desenvolvimento de código seguro; - Foram efectuados todos os testes necessários que garantem a segurança da aplicação; - Foi definida a arquitectura de segurança. Só falta ligá-la à rede e que os clientes comecem a utilizá-la 2 2

3 Deployment e Segurança Só falta ligá-la à rede e que os clientes comecem a utilizá-la... Porque é que tenho que responder a estas questões Algumas chatas questões? Eu só quero é mesmo FACTURAR!!! - Qual a qualidade de serviço (QoS) que queremos dar aos nossos clientes? Que tempos de resposta? Funciona só no horário de expediente? O objectivo é ter um downtime mínimo ou isso não interessa? - Vai haver picos de utilização? Em que alturas (algumas horas do dia? Algumas época do ano?)? - Sei qual é o uso esperado? A infra-estrutura está correctamente dimensionada para esse uso? Está disponível através de redes abertas? - Se o uso aumentar rapidamente, a solução é escalavel? Horizontal ou Verticalmente? E é escalavel até que limites? - Se quiser disponibilizar uma nova versão da aplicação/plataforma, para introduzir uma nova funcionalidade ou reparar um bug, como é que o faço? O objectivo é downtime zero? É possível? E se algum dos sistemas com que estou integrado, deixar de funcionar? Há hipótese de continuar a fornecer serviço mínimo aos meus clientes?

4 Deployment e Segurança Porque é que tenho que responder a estas questões chatas? Eu só quero é mesmo FACTURAR!!! Dias de paragem do Sistema de Informação, mantendo o Negócio em funcionamento Sector MÉDIA Seguros Industria Outros Distribuição Financeiro Fonte - Estudo MIS Research Center Universidade Minnesota Dias

5 Deployment e Segurança Necessário estabelecer Plano de Continuidade de Negócio Objectivos - Garantir que o CPD (Centro de Processamento de Dados) está Porto preparado para assegurar a continuidade do serviço em termos da Infra-estrutura O necessária (Física e Tecnológica), dos Processos e procedimentos O a Aveiro seguir e, das necessidades em termos de Recursos Humanos Viseu O Coimbra - Analisar a capacidade de restabelecimento dos serviços prestados pelo CPD em caso de falhas Santarém O Bragança O Chaves - Em caso de ocorrência de uma catástrofe no CPD, analisar a capacidade de recuperação do serviço noutro CPD (utilização de Lisboa serviços de Disaster Recovery ou segundo CPD) B D C Nível 2 Negócio Plano de Continuidade de Negócio A 38 Nível 1 Física Infra-estrutura Tecnológica O Faro

6 Deployment e Segurança Disaster Recovery? Dois CPDs? Mas isso aumenta-me os custos tremendamente... Já não tenho negócio Há que pelo menos garantir o mínimo, ao nível da rede, hardware e software de base, SO e aplicações: - Redundância - Clustering (activo activo, activo passivo) - Load balancing - Tolerância a falhas - Fail over

7 Deployment e Segurança Clientes... a quanto obrigam

8 Deployment e Segurança... Afinal talvez ainda tenha negócio... se não inventarem mais custos!!! Para disponibilizar uma nova versão ao nível da rede, hardware e software de base, SO e aplicações, assim como para introduzir uma nova funcionalidade ou reparar um bug, ainda existem mais notícias: - As boas notícias é que se tivermos seguido as boas práticas anteriores, deverá ser fácil substituir uma componente por outra, sem downtimes no serviço; E se tiver que mudar todo hardware de um componente? E se mudar de instalações? - As más notícias é que não deve alterar os sistemas que os seus clientes estão a utilizar sem testar essas mudanças anteriormente em ambiente semelhante disaster de testes recovery nem deveráestou permitir tramado que os developers? efectuem alterações directamente no ambiente de testes e muito menos naquele que é acedido pelos clientes E se a componente principal falhar por completo, sem Três ambientes: deployment/exploração/produção, testes/certificação e desenvolvimento - Equipa com acesso a ambiente de desenvolvimento não tem acesso aos restantes ambientes - Procedimentos e processos de passagem a produção - Software de Controlo de Versões

9 Deployment e Segurança Como é que eu posso oferecer o serviço com estes custos todos??? Vou ter que começar a cobrá-lo... Falta a Segurança da infra-estrutura... : - Partimos do pressuposto que já tinha sido definida a arquitectura de segurança, pelo que já temos as várias DMZs, Firewalls, IDS (Intrusion Detection System), Anti-virus,... ; - Ainda falta a monitorização da infra-estrutura; - Ainda falta a administração da infra-estrutura; - Ainda falta efectuar testes de intrusão regulares; - Ainda falta análise de logs e reports das ferramentas de segurança (IDS, ) Fundamental a existência de Recursos Humanos competentes - Ainda falta estar atento aos novos ataques (por exemplo através de listas de mail ou de um CERT Computer Emergency Response Team) 9 9

10 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de monitorização Exemplo 10 10

11 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de monitorização Exemplo 11 11

12 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de monitorização Exemplo 12 12

13 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de monitorização Exemplo 13 13

14 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de monitorização Exemplo 14 14

15 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de monitorização Exemplo 15 15

16 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de monitorização Ligação em real-time a um sistema de monitorização de uma infra-estrutura de média dimensão 16 16

17 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de intrusão (www.estg.iplei.pt) 17 17

18 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de intrusão (www.ipleiria.pt) 18 18

19 Serviço básico de intrusão Serviços de Prevenção de Segurança - O que pode ser feito com a informação obtida através de um teste de intrusão (do ponto de vista da gestão da rede como do "atacante")? 19 19

20 Serviços de Prevenção de Segurança Serviço básico de intrusão (www.ipleiria.pt) 20 20

21 Deployment e Segurança 5ª Conferência de Sistemas de Informação Código Seguro ESTG - Leiria José Pina Miranda Novembro 2004

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Escola Naval Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Segurança da informação nas organizações Supervisão das Politicas de Segurança Computação em nuvem Fernando Correia Capitão-de-fragata

Leia mais

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.06 Data: 2010-11-15 SO CAMES 1 ÍNDICE A Apresentação do CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server - Sistema Operativo de

Leia mais

Segurança Operacional na EDP; porque importa vigiar a segurança da infra-estrutura IT

Segurança Operacional na EDP; porque importa vigiar a segurança da infra-estrutura IT Segurança Operacional na EDP; porque importa vigiar a segurança da infra-estrutura IT Direção de Sistemas de Informação 30 de Janeiro, 2013 Contexto da Segurança na EDP 2 O contexto da Segurança na EDP

Leia mais

Implementação de projetos - Siebel Versão 2.0 / Jan-2013

Implementação de projetos - Siebel Versão 2.0 / Jan-2013 Implementação de projetos - Siebel Versão 2.0 / Jan-2013 DSI Arquitectura Aplicacional COPYRIGHT 2011 Galp Energia, SA 1 de 12 Controlo de Versões Versão Descição da Versão Data Responsável V 1.0 Criação

Leia mais

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.05 Data: 2010-12-15 Appliance CAMES.GT 1 ÍNDICE A Apresentação da Appliance CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server B Características

Leia mais

Manual. Honeypots e honeynets

Manual. Honeypots e honeynets Manual Honeypots e honeynets Honeypots No fundo um honeypot é uma ferramenta de estudos de segurança, onde sua função principal é colher informações do atacante. Consiste num elemento atraente para o invasor,

Leia mais

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC PERGUNTAS VIA WEB CAST: Dado que vamos ter necessariamente durante o período de transição que efectuar lançamentos manuais na contabilidade,

Leia mais

Recrutamento de RH. Perfil de Administração de Base de Dados e Plataforma Aplicacional. ID do Documento:

Recrutamento de RH. Perfil de Administração de Base de Dados e Plataforma Aplicacional. ID do Documento: Recrutamento de RH Perfil de Administração de Base de Dados e Plataforma Aplicacional ID do Documento: Versão: Elaborado por: Aprovado por: Data de Re99visão: 1 Administração de Base de Dados e Plataforma

Leia mais

Gestix Certificação DGCI Gestix Business, POS, Life e Enterprise. Gestix.com

Gestix Certificação DGCI Gestix Business, POS, Life e Enterprise. Gestix.com Gestix Certificação DGCI Gestix Business, POS, Life e Enterprise Gestix Certificação DGCI A quem é exigido A utilização de versões Gestix certificadas pela DGCI é exigida a partir de 1 de Janeiro de 2011

Leia mais

Encontro de Utilizadores Esri 2013. Smart Cloud PT

Encontro de Utilizadores Esri 2013. Smart Cloud PT Encontro de Utilizadores Esri 2013 Smart Cloud PT Enabler de Orador: Inovação Hugo Rodrigues e Eficácia PT Enabler de Inovação e Eficácia EUE 2013 Telecomunicações TI/SI Soluções Internacionais Soluções

Leia mais

PROJECTO DE REDES INFORMÁTICAS E INFRA-ESTRUTURAS DE COMUNICAÇÕES

PROJECTO DE REDES INFORMÁTICAS E INFRA-ESTRUTURAS DE COMUNICAÇÕES MEIC-TP PGRI PROJECTO DE REDES INFORMÁTICAS E INFRA-ESTRUTURAS DE COMUNICAÇÕES PARA WISECHOICE INTERNATIONAL Coordenador Geral do projecto Prof. Rui Santos Cruz 2009/2010 1 Os Objectivos A MEIC-TP é uma

Leia mais

SEO LINKEDIN FACEBOOK GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE TWITTER UNICRE PAY PAL 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE

SEO LINKEDIN FACEBOOK GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE TWITTER UNICRE PAY PAL 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE LINKEDIN FACEBOOK TWITTER GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE PAY PAL SEO UNICRE 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE ACTUALIZE O SEU SITE VENDAS ONLINE MARKETING ONLINE A PLATAFORMA GCM

Leia mais

IPv6@ESTG-Leiria. Vítor A. C. Santos

IPv6@ESTG-Leiria. Vítor A. C. Santos IPv6@ESTG-Leiria Vítor A. C. Santos 7.ª Conferência em Redes e Serviços de Comunicação ESTG-Leiria, 3 de Maio de 2006 Agenda Objectivos e Motivação IPv6 Projectos Envolvidos Objectivos e Resultados Rede

Leia mais

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando Ensino Secundário Diurno Cursos Profissionais Técnico de Electrónica, Automação e Comando PERFIL DE DESEMPENHO À SAÍDA DO CURSO O Técnico de Electrónica, Automação e Comando é o profissional qualificado

Leia mais

1. Disposições Gerais

1. Disposições Gerais Instituto Politécnico de Santarém CiIPS Centro de Informática ANEXO REGULAMENTO INTERNO Junho de 2007 1. Disposições Gerais 1.1. Organização Interna 1.1.1. O CiIPS adopta uma forma de organização interna

Leia mais

Nota introdutória. PME em Números 1 IAPMEI ICEP

Nota introdutória. PME em Números 1 IAPMEI ICEP PME em Números PME em Números 1 Nota introdutória De acordo com o disposto na definição europeia 1, são classificadas como PME as empresas com menos de 250 trabalhadores cujo volume de negócios anual não

Leia mais

Melhoria de Conhecimentos em Garantia de Qualidade no Software. (Tipos de Teste)

Melhoria de Conhecimentos em Garantia de Qualidade no Software. (Tipos de Teste) Melhoria de Conhecimentos em Garantia de Qualidade no Software (Tipos de Teste) Av. Conde de Valbom, nº 30 8º 1050-068 Lisboa Telf: +351 213 510 540 Fax: +351 213 510 549 Controlo do Documento Elaborado

Leia mais

A experiência no domínio dos Serviços Partilhados em Saúde

A experiência no domínio dos Serviços Partilhados em Saúde A experiência no domínio dos Serviços Partilhados em Saúde Joaquina Matos Vilamoura, 23 Maio 2009 Quem Somos O que Somos? Visão Missão Ser referência como entidade de Serviços Partilhados na área da Saúde,

Leia mais

Micro Empresas. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação. Resultados 2005

Micro Empresas. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação. Resultados 2005 Micro Empresas Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2005 BREVE NOTA METODOLÓGICA Universo de referência: Universo das empresas em Portugal com menos de 10 trabalhadores

Leia mais

A falha em alguns destes pontos pode resultar num excessivo e desnecessário investimento/despesa

A falha em alguns destes pontos pode resultar num excessivo e desnecessário investimento/despesa Nuno Melo e Castro Segurança Infra-estruturas Hardware e software Políticas de autenticação Protecção dos dados Algoritmos de cifra Sistemas de detecção e prevenção de intrusões Medidas de segurança Devem

Leia mais

Solução Integrada de Segurança Serviços IGIF

Solução Integrada de Segurança Serviços IGIF Contrato de suporte a 3 anos Solução Integrada de Segurança Serviços IGIF CONTROLO DO DOCUMENTO Ref: 668/2007 Data: 23.05.2007 Autor: Nuno Pinto Âmbito dos serviços 1. Workshops Passagem do conhecimento

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC

Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC Coimbra, 18 de Março de 2004 As métricas O Projecto TIM, globalmente,

Leia mais

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Criada em Setembro de 2005 em Sacavém, a Explicolândia Centros de Estudo tem sido ao longo dos anos, uma

Leia mais

Arquitecturas de Sistemas de Informação

Arquitecturas de Sistemas de Informação Arquitecturas de Sistemas de Informação Arquitectura Tecnológica Arquitectura Tecnológica O que é: É a escolha dos tipos de tecnologia que devem ser utilizados para dar suporte a cada um dos sistemas e

Leia mais

Gestão Pessoal. Relatório Único. Manual preparação do software para o relatório único

Gestão Pessoal. Relatório Único. Manual preparação do software para o relatório único Gestão Pessoal Relatório Único Manual preparação do software para o relatório único Wincode, 30 Março de 2011 Introdução Este manual tem como principal objectivo ajudar o utilizador a preparar o software

Leia mais

Torrestir renova plataforma de TI com apoio da CESCE SI

Torrestir renova plataforma de TI com apoio da CESCE SI Torrestir renova plataforma de TI com apoio da CESCE SI CASO EM ESTUDO S IA G r oup Cliente Torrestir Localização A CESCE SI foi o parceiro escolhido para a conceção e implementação das novas soluções

Leia mais

Arquitecturas de Software Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores

Arquitecturas de Software Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Arquitecturas de Software Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores Exame 2 de Fevereiro de 2008, 9:00H 11:30H (duração 2:30H) Nome:

Leia mais

Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior

Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior Francisco Correia Departamento de Difusão e Promoção Instituto Nacional de Estatística Avenida António José de Almeida 1000-043 Lisboa Tel: 218426143

Leia mais

NOVO Panda Antivirus 2007 Manual resumido sobre a instalação, registo e serviços Importante! Leia a secção de registo on-line deste manual atentamente. As informações contidas nesta secção são essenciais

Leia mais

Meghan Desai Intel Corporation

Meghan Desai Intel Corporation A Intel e o respectivo logótipo são marcas ou marcas registadas da Intel Corporation ou das respectivas subsidiárias nos Estados Unidos e noutros países. *Outros nomes e marcas podem ser reivindicados

Leia mais

Importante! Leia atentamente a secção de Activação dos serviços deste guia. As informações contidas nesta secção são essenciais para manter o seu PC protegido. MEGA DETECTION Manual de instalação rápida

Leia mais

Hardware & Software. SOS Digital: Tópico 2

Hardware & Software. SOS Digital: Tópico 2 Hardware & Software SOS Digital: Tópico 2 Os objetos digitais são acessíveis somente através de combinações específicas de componentes de hardware a parte física do computador software programas para operar

Leia mais

Consulte a contra-capa para uma instalação rápida.

Consulte a contra-capa para uma instalação rápida. Manual do Utilizador Consulte a contra-capa para uma instalação rápida. Protegemos mais pessoas das crescentes ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Preocupa-se com o nosso Ambiente,

Leia mais

Enterprise 2007. A gama PHC Enterprise é um ERP desenvolvido de forma a satisfazer as exigentes necessidades das médias e grandes empresas.

Enterprise 2007. A gama PHC Enterprise é um ERP desenvolvido de forma a satisfazer as exigentes necessidades das médias e grandes empresas. Enterprise 2007 Descritivo completo A gama PHC Enterprise é um ERP desenvolvido de forma a satisfazer as exigentes necessidades das médias e grandes empresas. Com vista a satisfazer totalmente cada empresa

Leia mais

Tolerância a Faltas. 8/28/2003 José Alves Marques. Sistema Computacional

Tolerância a Faltas. 8/28/2003 José Alves Marques. Sistema Computacional Tolerância a Faltas Sistema Computacional Sistema computacional: Formado por um conjunto de componentes internas Contém um estado interno Está sujeito a um conjunto de entradas, ou estímulos externos Tem

Leia mais

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Descrição dos serviços Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Este serviço oferece serviços de Monitorização da infra-estrutura remota Dell (RIM, o Serviço ou Serviços ) conforme

Leia mais

Falhar não é opção, Recupere com rapidez

Falhar não é opção, Recupere com rapidez Backup & Recovery Falhar não é opção, Recupere com rapidez Apresentamos uma solução de recuperação premiada para dados, aplicações e sistemas destinada a ambientes físicos e virtuais. O StorageCraft disponibiliza

Leia mais

Segurança Física e Segurança Lógica. Aécio Costa

Segurança Física e Segurança Lógica. Aécio Costa Segurança Física e Segurança Lógica Aécio Costa Segurança física Ambiente Segurança lógica Programas A segurança começa pelo ambiente físico Não adianta investir dinheiro em esquemas sofisticados e complexos

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19)

Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19) Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19) Portaria n.º 701-E/2008 de 29 de Julho O Código dos Contratos Públicos consagra a obrigação das entidades adjudicantes de contratos

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia do Porto Administração de Sistemas Informáticos I Clusters

Instituto Superior de Engenharia do Porto Administração de Sistemas Informáticos I Clusters Instituto Superior de Engenharia do Porto Administração de Sistemas Informáticos I Clusters Trabalho elaborado por: 980368 - Sérgio Gonçalves Lima 1010949 - Nisha Sudhirkumar Chaganlal Clusters O que é

Leia mais

Principais correcções efectuadas

Principais correcções efectuadas GIAE Versão 2.0.5 Setembro de 2010 Com o objectivo de unificar a versão em todos os módulos do GIAE, incluindo o GestorGIAE, alguns módulos passam directamente da versão 2.0.x para a versão 2.0.5. Muito

Leia mais

melhor e mais inovador

melhor e mais inovador Conheça o melhor e mais inovador de Portugal. Prime TI s Mais de 2000 m2 850 Bastidores 4 Salas de alojamento 2 Salas networking Salas de staging Salas UPS Sala de clientes Sala bandoteca Serviços de storage,

Leia mais

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com Clínica Maló Paulo Maló CEO www.clinicamalo.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram em linguagem

Leia mais

PHC dfront. A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes

PHC dfront. A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes PHC dfront DESCRITIVO O módulo PHC dfront permite, não só a introdução das encomendas directamente no próprio sistema, bem como a consulta, pelo cliente, de toda a informação financeira que lhe diz respeito.

Leia mais

e Uso Abusivo da Rede

e Uso Abusivo da Rede SEGURANÇA FRAUDE TECNOLOGIA SPAM INT MALWARE PREVENÇÃO VÍRUS BANDA LARGA TROJAN PRIVACIDADE PHISHING WIRELESS SPYWARE ANTIVÍRUS WORM BLUETOOTH SC CRIPTOGRAFIA BOT SENHA ATAQUE FIREWAL BACKDOOR COOKIES

Leia mais

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida Português Índice Instalação do Software... 1 Instalação do Controlador e Actualização do Controlador... 4 Motic Images Plus 2.0 ML...11 Calibração

Leia mais

no domínio dos em Saúde Vilamoura, 23 Maio 2009 SUCH Serviço de Utilização Comum dos Hospitais

no domínio dos em Saúde Vilamoura, 23 Maio 2009 SUCH Serviço de Utilização Comum dos Hospitais A experiência no domínio dos Serviços Partilhados em Saúde Joaquina Matos Vilamoura, 23 Maio 2009 Quem Somos O que Somos? Visão Missão Ser referência como entidade de Serviços Partilhados na área da Saúde,

Leia mais

Carta de Segurança da Informação

Carta de Segurança da Informação Estrutura Nacional de Segurança da Informação (ENSI) Fevereiro 2005 Versão 1.0 Público Confidencial O PRESENTE DOCUMENTO NÃO PRESTA QUALQUER GARANTIA, SEJA QUAL FOR A SUA NATUREZA. Todo e qualquer produto

Leia mais

Administração de Sistemas (ASIST)

Administração de Sistemas (ASIST) Administração de Sistemas (ASIST) Recuperação em Caso de Desastre ( disaster recovery ) Plano de Continuidade de Negócio (BCP) Outubro de 2014 1 Recuperação em Caso de Desastre ( disaster recovery ) Perante

Leia mais

O Verde e a Virtualização nos Centros de Dados. A melhoria de eficiência como garante de redução de custos

O Verde e a Virtualização nos Centros de Dados. A melhoria de eficiência como garante de redução de custos 2VDatacenter O Verde e a Virtualização nos Centros de Dados A melhoria de eficiência como garante de redução de custos All content in this presentation is protected 2008 American Power Conversion Corporation

Leia mais

Direcção de Assistência Empresarial

Direcção de Assistência Empresarial Direcção de Assistência Empresarial Lisboa, 11 de Agosto de 2011 Missão das lojas da exportação Prestar apoio às empresas nas suas estratégias de exportação, facilitando e simplificando o acesso informação,

Leia mais

Juventude: O nosso compromisso!

Juventude: O nosso compromisso! Juventude: O nosso compromisso! QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS E DE TELECOMUNICAÇÕES TIC 003_3 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL

Leia mais

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE Devido a um bug detectado no motor da base de dados, situação agora corrigida pelo fabricante, esta nova actualização do GIAE é disponibilizada numa

Leia mais

Políticas de Entrega e de Serviços de Hosting Empresarial em Cloud Oracle Data Efectiva: 1 de Dezembro de 2014 Versão 1.4

Políticas de Entrega e de Serviços de Hosting Empresarial em Cloud Oracle Data Efectiva: 1 de Dezembro de 2014 Versão 1.4 Políticas de Entrega e de Serviços de Hosting Empresarial em Cloud Oracle Data Efectiva: 1 de Dezembro de 2014 Versão 1.4 Salvo indicação em contrário, as presentes Políticas de Entrega e de Serviços de

Leia mais

Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias

Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias ICare-EHR (ASP) ou Application Service Provider, é uma subscrição de Serviço online não necess ICare-EHR (Clássico)

Leia mais

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft A solução MB DOX oferece uma vantagem competitiva às empresas, com a redução do custo de operação, e dá um impulso à factura

Leia mais

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema.

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema. Caso de Sucesso Microsoft Canal de Compras Online da PHC sustenta Aumento de 40% de Utilizadores Registados na Área de Retalho Sumário País: Portugal Industria: Software Perfil do Cliente A PHC Software

Leia mais

15 de Junho a 7 de Julho Lisboa MOTIVAÇÃO Conhecer a informação que utilizamos diariamente, os seus processos de gestão e procedimentos directamente com ela associados, constituem formas de melhor compreendermos

Leia mais

Cartilha de Segurança para Internet

Cartilha de Segurança para Internet Comitê Gestor da Internet no Brasil Cartilha de Segurança para Internet Parte VII: Incidentes de Segurança e Uso Abusivo da Rede Versão 3.1 2006 CERT.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes

Leia mais

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem:

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem: Descrição de Serviços Serviços de Planeamento e Empresarial Os Serviços de Planeamento e Empresarial fornecem serviços de consultoria e prototipagem para facilitar a agenda do Licenciado relativa à inovação

Leia mais

Oprojecto SCS Sistemas de Continuidade de

Oprojecto SCS Sistemas de Continuidade de Interface Administração Pública 39 Iniciativas de Disaster Recovery e Business Continuity na AP Portuguesa O projecto SCS Sistema de Continuidade de Serviços Por António João P. Pina* Oprojecto SCS Sistemas

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

SAC- Sistema Apodemo de Certificação

SAC- Sistema Apodemo de Certificação SAC- Sistema Apodemo de Certificação APODEMO, Lisboa, 30/09/ 2013 Agenda 9h30 Credenciação e Pequeno Almoço 10h00 Introdução ao SAC 10h15 Como Funciona o SAC? 10h30 Onde Estamos Neste Momento? 11h00 Perguntas

Leia mais

Soluções de Gestão de Clientes e Impressão Universal

Soluções de Gestão de Clientes e Impressão Universal Soluções de Gestão de Clientes e Impressão Universal Manual do utilizador Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. As informações

Leia mais

Manual de Utilizador Plataforma de Estágios TIC. www.estagiostic.gov.pt

Manual de Utilizador Plataforma de Estágios TIC. www.estagiostic.gov.pt Manual de Utilizador Plataforma de Estágios TIC www.estagiostic.gov.pt 1 Índice 1 Introdução 3 1.1 Programa de Estágios TIC 3 1.2 Objectivo da plataforma 3 1.3 Perfis 4 1.3.1 Escola 4 1.3.2 Empresa 4 1.3.3

Leia mais

Q1 Há quanto tempo se graduou em Medicina Veterinária?

Q1 Há quanto tempo se graduou em Medicina Veterinária? Q1 Há quanto tempo se graduou em Medicina Veterinária? Respondidas: Ignoradas: 0 < 10 anos 10 a 20 anos 20 a 30 anos > 30 anos Opções de resposta < 10 anos 10 a 20 anos 20 a 30 anos > 30 anos Respostas

Leia mais

B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S.

B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S. Procedimentos Abertura/Fecho Ano Primavera V750 B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S.PT MCRC LISBOA 11492

Leia mais

Leia-me do QuarkXPress 9.5

Leia-me do QuarkXPress 9.5 Leia-me do QuarkXPress 9.5 ÍNDICE Índice Leia-me do QuarkXPress 9.5...4 Requisitos do sistema...5 Requisitos do sistema: Mac OS...5 Requisitos do sistema: Windows...5 Instalar: Mac OS...7 Efectuar uma

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado Manual de Configuração Serviço de Entregas V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Configuração... 3 4. Funcionamento Frontoffice... 4 a) Pedido normal... 4 b) Pedido baseado noutras encomendas...

Leia mais

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes.

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Descritivo completo PHC dfront A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Benefícios Aumento da qualidade e eficiência

Leia mais

> outsourcing > > consulting > > training > > engineering & systems integration > > business solutions > > payment solutions > Portugal

> outsourcing > > consulting > > training > > engineering & systems integration > > business solutions > > payment solutions > Portugal > outsourcing > > consulting > > training > > business solutions > > engineering & systems integration > > payment solutions > Portugal Há sempre um melhor caminho para cada empresa. Competências Outsourcing

Leia mais

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 A Manutenção do Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA consiste numa infra-estrutura de disponibilidade

Leia mais

TRABALHO #1 Sistemas de Informação Distribuídos: Reflexão sobre a segurança

TRABALHO #1 Sistemas de Informação Distribuídos: Reflexão sobre a segurança DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA INFORMÁTICA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Negócio Electrónico, 2006/2007 TRABALHO #1 Sistemas de Informação Distribuídos: Reflexão sobre a segurança

Leia mais

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic.

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. O seguinte Guia de Instalação de Hardware explica-lhe passo-a-passo como

Leia mais

Inquérito de Satisfação 2014

Inquérito de Satisfação 2014 Montijo Responderam Nº Total de Colaboradores 14 13 15 24 0 5 10 15 20 25 30 2014 2013 Eu As minhas ideias são ouvidas e reconhecidas mesmo quando não são implementadas pela empresa O trabalho que executo

Leia mais

A Gestão do Risco nos Grandes Hospitais

A Gestão do Risco nos Grandes Hospitais A Gestão do Risco nos Grandes Hospitais Eng.º Rui Gomes Director das Tecnologias e Informação do HPFF Patrocínio Principal Patrocinadores Globais Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de 2011 A Gestão

Leia mais

Segurança em Redes Análise de risco. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Segurança em Redes Análise de risco. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Segurança em Redes Análise de risco Redes de Comunicação de Dados Departamento de Engenharia da Electrónica e das Telecomunicações e de Computadores Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Atacantes:

Leia mais

Business Continuity: da implementação à execução. Vítor Duarte HP Business Continuity Team

Business Continuity: da implementação à execução. Vítor Duarte HP Business Continuity Team Business Continuity: da implementação à execução Vítor Duarte HP Business Continuity Team 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. The information contained herein is subject to change without notice

Leia mais

Segurança de Redes e. Sistemas. Seminário MGSI ADETTI/ISCTE. Paulo Trezentos. ( Paulo.Trezentos@adetti.iscte.pt. ISCTE / 2 de Junho 2002

Segurança de Redes e. Sistemas. Seminário MGSI ADETTI/ISCTE. Paulo Trezentos. ( Paulo.Trezentos@adetti.iscte.pt. ISCTE / 2 de Junho 2002 Segurança de Redes e Sistemas Seminário MGSI Paulo Trezentos ( Paulo.Trezentos@adetti.iscte.pt ) ADETTI/ISCTE ISCTE / 2 de Junho 2002 Sumário Arquitectura de rede (internas e externas) e processos para

Leia mais

NP EN ISO 9001:2008. 06 de Maio de 2008. Dulce Pacheco. Orador: Carla Pinto

NP EN ISO 9001:2008. 06 de Maio de 2008. Dulce Pacheco. Orador: Carla Pinto NP EN ISO 9001:2008 Principais alterações 06 de Maio de 2008 Dulce Pacheco Orador: Carla Pinto Local e Data: Coimbra, 30 Janeiro 2008 ISO 9001:2008 Principais alterações ç Motivações e processo de desenvolvimento

Leia mais

1. Contratos de aluguer automóvel

1. Contratos de aluguer automóvel 1. Contratos de aluguer automóvel Pretende-se desenvolver um Sistema Informático para apoio à gestão de Contratos de Aluguer automóvel de Longa-duração (SICAL) que permita efectuar, cancelar e modificar

Leia mais

IV Fórum do Sector Segurador e Fundos de Pensões. Lisboa, 15 de Abril de 2009

IV Fórum do Sector Segurador e Fundos de Pensões. Lisboa, 15 de Abril de 2009 IV Fórum do Sector Segurador e Fundos de Pensões Lisboa, 15 de Abril de 2009 Foi com todo o gosto e enorme interesse que aceitei o convite do Diário Económico para estar presente neste IV Fórum do sector

Leia mais

Claranet Service Description. Dedicated Hosting Linux

Claranet Service Description. Dedicated Hosting Linux Claranet Service Description Dedicated Hosting Linux Claranet Service Description - Dedicated Hosting Linux - 20100801.doc Página 2 de 8 Clara Dedicated Hosting Linux Pode escolher uma solução pré-definida

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

System Center Essentials permite à Cintra gerir a sua infra-estrutura de TI com um mínimo de custos e de recursos

System Center Essentials permite à Cintra gerir a sua infra-estrutura de TI com um mínimo de custos e de recursos Microsoft System Center Essentials 2007 Caso de Sucesso Cintra System Center Essentials permite à Cintra gerir a sua infra-estrutura de TI com um mínimo de custos e de recursos Sumário País Portugal Sector

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

www.phc.pt/snc Software PHC preparado para o SNC Descritivo completo Prepare desde já a sua empresa para o SNC, de forma eficaz com o Software PHC.

www.phc.pt/snc Software PHC preparado para o SNC Descritivo completo Prepare desde já a sua empresa para o SNC, de forma eficaz com o Software PHC. Software PHC preparado para o SNC Descritivo completo Prepare desde já a sua empresa para o SNC, de forma eficaz com o Software PHC. Benefícios Capacidade de cumprir o prazo de transição para o SNC; Cumprimento

Leia mais

Dynamic Data Center. A infra-estrutura de suporte às SOA. Francisco Miller Guerra Senior Product Manager Fujitsu Siemens Computers

Dynamic Data Center. A infra-estrutura de suporte às SOA. Francisco Miller Guerra Senior Product Manager Fujitsu Siemens Computers Dynamic Data Center A infra-estrutura de suporte às SOA Francisco Miller Guerra Senior Product Manager Fujitsu Siemens Computers As necessidades do negócio pressionam continuamente as infra-estruturas

Leia mais

Projecto: Definição do Programa de Transformação dos Sistemas de Informação da Saúde

Projecto: Definição do Programa de Transformação dos Sistemas de Informação da Saúde IGIF Instituto de Gestão Informática e Financeira da Saúde Projecto: Definição do Programa de Transformação dos Sistemas de Informação da Saúde Memorando de análise e diagnóstico da situação actual resumida

Leia mais

O que temos pra hoje?

O que temos pra hoje? O que temos pra hoje? Temas de Hoje: Firewall Conceito Firewall de Software Firewall de Softwares Pagos Firewall de Softwares Grátis Firewall de Hardware Sistemas para Appliances Grátis UTM: Conceito Mão

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES Publicação e actualizações Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de

Leia mais

Workshop Trabalhos em Altura Curso de Acesso a Estruturas. Programa 2011/2012. Academia Profissional de Técnicos de Espectáculos

Workshop Trabalhos em Altura Curso de Acesso a Estruturas. Programa 2011/2012. Academia Profissional de Técnicos de Espectáculos Academia Profissional de Técnicos de Espectáculos 2011/2012 Workshop Trabalhos em Altura Curso de Acesso a Estruturas Programa Coordenação: Nuno Várzea Direcção: Ana Coelho Workshop Trabalhos em Altura

Leia mais

GESTÃO DOS PROCESSOS DE INTERRUPÇÃO E RESTABELECIMENTO DO FORNECIMENTO A CLIENTES FINAIS

GESTÃO DOS PROCESSOS DE INTERRUPÇÃO E RESTABELECIMENTO DO FORNECIMENTO A CLIENTES FINAIS GESTÃO DOS PROCESSOS DE INTERRUPÇÃO E RESTABELECIMENTO DO FORNECIMENTO A CLIENTES FINAIS 1 INTRODUÇÃO Definição das regras e procedimentos a utilizar nos processos de interrupção e restabelecimento do

Leia mais

OGFI 2015 Group Project BAI07 Primeiro Relatório

OGFI 2015 Group Project BAI07 Primeiro Relatório Primeiro Relatório 62473 Pedro Vasconcelos 63563 Francisco Ferreira 73440 Filipe Correia 74211 Carolina Ferreirinha 82665 Nkusu Quivuna Sumário Este documento é o primeiro relatório de um projeto de análise

Leia mais

Entrevista com FTM Holding. Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso. Francisco Tavares Machado. Presidente

Entrevista com FTM Holding. Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso. Francisco Tavares Machado. Presidente Entrevista com FTM Holding Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso Francisco Tavares Machado Presidente Quality Media Press quais os principais sectores de actividade do Grupo FTM? R. O Grupo

Leia mais

4, 5 e 6/Novembro/2010 Curia Palace, Hotel Spa & Golf Curia, Tamengos, Portugal

4, 5 e 6/Novembro/2010 Curia Palace, Hotel Spa & Golf Curia, Tamengos, Portugal 4, 5 e 6/Novembro/2010 Curia Palace, Hotel Spa & Golf Curia, Tamengos, Portugal Objectivo: O Congresso de Inovação na Construção Sustentável (CINCOS 10), é um evento organizado pela Plataforma para a Construção

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Tópicos Motivação; Características; Histórico; Tipos de detecção de intrusão; Detecção de intrusão baseada na rede; Detecção

Leia mais

Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL

Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL INQUÉRITO AO CRÉDITO Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL Introdução O Inquérito ao Crédito Fevereiro 2009, realizado pela AIP-CE, teve como base uma amostra constituída

Leia mais