Marcelo de Souza Araujo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Marcelo de Souza Araujo"

Transcrição

1 Marcelo de Souza Araujo Cidade: Palhoça/SC/Brasil Telefone: (48) Objetivos Meu principal interesse é Pesquisa e Desenvolvimento em software s e equipamentos para rede de computadores e transmissão de dados. Experiência Intelbras S/A P&D inet Cargo: Analista de Produto Pleno Trabalhando - Pesquisa e desenvolvimento de dispositivos de rede para a comercialização no mercado Brasileiro. - Principal contato com o P&D dos fornecedores na ASIA. - Responsável por acompanhar o processo de Certificação de produtos com a Anatel e- Wi- Fi Alliance. - Principal desenvolvedor de FIRMWARE da linha BroadBand e WISP. - Eu implementei uma nova maneira de desenvolver nossos produtos de rede, agora estamos desenvolvendo o FIRMWARE diretamente no Brasil com o apoio dos nossos parceiros na Ásia, o principal resultado foi a velocidade no lançamento de novos produtos para o mercado brasileiro com todas os recursos que nossos clientes precisam. - Eu desenvolvi um assistente de instalação em Python + GTK para uma CPE ADSL2 +, que deixou Intelbras poupar dinheiro com a comprar de um WIZARD desenvolvido por terceiros, diminuindo o preço final do CPE, e trazendo como resultado direto no aumento nas vedas de 5K a 14K CPE mês. - Foi implementado no P&D da inet o mesmo padrão de controle de versão de software que estou usando no projeto FreeBSD.

2 Intelbras S/A P&D TPC Cargo: Analista Open Source. - Desenvolvido uma plataforma baseada em Asterisk chamado de Disc- OS, que foi transformado em um projeto Open Source. - Melhorado a biblioteca de sinalização de telefônia MFCR2 para suportar os padrões Brasileiros. - Responsável pela especificação da GUI e torna- lá fácil e amigável para usuários finais. - Reponsável pela parte de Quality Assurance do projeto e acompanhamento de BUGs relatados via Internet e localmente na equipe interna. - Responsável por desenvolver o ambiente adequado para colaboração externa seguindo os modelos de projetos Open Source existentes hoje. - Criado dois sitemas de bug tracker para seguir os pedidos de novas funcionalidades e relatos de BUGs. - Desenvolvido um CSM para criar uma comunidade no desenvolvimento do Disc- OS, foi usado SourceForget e outros recursos como ferramenta colaborativa. - Com este projeto a Intelbras teve como benefício um melhor entendimento sobre projetos colaborativos e tem agora uma maior visibilidade no que tanje a projetos usando o modelo Open Source. Intelbras S/A TI Cargo: Administrador de Redes Pleno. - Responsável pela gestão do parque de servidores e rede no Brasil, México e China. - Responsável por instalar e manter serviços de rede vitais para os negócios da empresa. 2

3 - Desenvolvido um sistema de anti- spam usando linguagem Python que ainda é usado até hoje na empresa. Com este sistema, foi possível ter uma economia de 60% de banda usada no link de Internet. - Descentralização de diversos serviços de rede, diminuindo o tempo de inatividade dos serviceos e aumentando do SLA. - Desenvolvido um sistema de balanceamento de carga e fail over usando FreeBSD e CARP para tonar a conexão com a Internet disponível no caso de congestionamento ou falha em um dos servidores. FreeBSD Project Cargo: Engenheiro de Software. - Um dos engenheiro responsável pela coleção de pacotes do sistema operacional chamado de PORTS. - Responsável por bug fixes, atualização, inserções e remoções de software da base do sistema operacional. - Atualmente mantenho 54 softwares de terceiros na base do sistema operacional. - Já treinei dois novos desenvolvedores para o projeto e hoje eles fazem parte do time de desenvolvimento do FreeBSD. Escolaridade Estacio de Sá Redes de Computadores Graduado pela Estacio de Sá em Redes de Computadores, meu projeto de conclusão de curso foi uma implementação de um modulo no IPFW(Firewall do FreeBSD) que contempla o uso de QoS baseado em IP, foi adicionado o suporte a IP PRECEDENCE, ToS e DSCP. Habilidades Idiomas: - Inglês: leitura, escrita e conversação em nível avançado. 3

4 - Chines(Mandarim): conversação em nível básico. Linguagem de programação: - Python (nível avançado). - Perl (nível avançado). - Shell(Csh, Ksh, Sh e Bash) (nível avançado). - AWK, SED e Regex (nível avançado). - C (nível intermediário). - Objective C (nível intermediário). - C++ (nível básico). Metodologia de desenvolvimento: - SCRUM (nível intermediário). - CMMI (nível básico). - PMI (nível básico). - Documentação usando DoxyGen e PyDOC (nível avançado). Sistemas Operacionais: - FreeBSD (Desenvolvedor). - Linux (Desenvolvedor). - MacOSX (usuário). - OpenBSD (nível avançado). - NetBSD (nível avançado). Redes de Computadores: - Protocolos de Rede (nível avançado). 4

5 - TCP/IPv4 (nível avançado). - VoIP e Codecs de audio (nível intermediário). - Estrutura de Redes (nível avançado). - Segurança de Redes (nível intermedário). - Normas e padrões(dod, OSI, RFC) (nível avançado). - Serviços de Rede (nível avançado). 5

Asterisk introdução. Carlos Gustavo A. da Rocha. Implantação de Serviços de VoIP

Asterisk introdução. Carlos Gustavo A. da Rocha. Implantação de Serviços de VoIP introdução Carlos Gustavo A. da Rocha Asterisk (the future of telephony) Uma das principais soluções para a implementação de PABX em software e gateways VoIP OpenSource Linux, solaris, FreeBSD, OpenBSD

Leia mais

TRANSPORTE. Prof. Me. Hélio Esperidião

TRANSPORTE. Prof. Me. Hélio Esperidião TRANSPORTE 1 Prof. Me. Hélio Esperidião DEFINIÇÃO Na arquitetura OSI, o serviço de transporte é realizado pela camada quatro. A camada de transporte fornece serviços à camada superior - de sessão Utiliza-se

Leia mais

DESEMPENHO APC 5M x Concorrente

DESEMPENHO APC 5M x Concorrente DESEMPENHO APC 5M x Concorrente 1. OBJETIVOS Efetuar testes comparativo de performance, utilizando como parâmetro o throughput e a taxa de pacotes por segundo (PPS) entre os equipamentos APC 5M, da Intelbras,

Leia mais

VOIP. Voz sobre Protocolo de Internet Transforma sinais de áudio analógicos em digitais Principal vantagem é chamadas telefônicas grátis

VOIP. Voz sobre Protocolo de Internet Transforma sinais de áudio analógicos em digitais Principal vantagem é chamadas telefônicas grátis Beatriz Vieira VOIP Voz sobre Protocolo de Internet Transforma sinais de áudio analógicos em digitais Principal vantagem é chamadas telefônicas grátis VOIP Surgiu ainda no início da década de 1990 Se tornou

Leia mais

SENTIDOS E DESAFIOS DE OTT PARA PROFISSIONAIS: BROADCAST TRADICIONAL E BROADCAST STREAMING. Vitor Oliveira

SENTIDOS E DESAFIOS DE OTT PARA PROFISSIONAIS: BROADCAST TRADICIONAL E BROADCAST STREAMING. Vitor Oliveira SENTIDOS E DESAFIOS DE OTT PARA PROFISSIONAIS: BROADCAST TRADICIONAL E BROADCAST STREAMING Vitor Oliveira 1 Agenda: 1. OTT SIGNIFICADOS 2. RISCO MORAL 3. DESAFIOS REGULATÓRIOS DO VoD 4. CONVERGÊNCIA E

Leia mais

*pfsense é uma marca registrada da Electric Sheep Fencing LLC.

*pfsense é uma marca registrada da Electric Sheep Fencing LLC. O E.A.D pfsense é o primeiro treinamento on-line de pfsense da Vantage Brazil. Onde aluno ficará capacitado a aplicar configurações em cenários de implantação, regras de firewall, configurações gerais

Leia mais

Manual sobre configuração de VPN para acesso completo dos conteúdos digitais fora da rede da Unisul

Manual sobre configuração de VPN para acesso completo dos conteúdos digitais fora da rede da Unisul Manual sobre configuração de VPN para acesso completo dos conteúdos digitais fora da rede da Unisul Configuração de VPN para os sistemas operacionais: Windows 8 Windows 7 Windows X Mac *Atenção: Em caso

Leia mais

ABINEETEC 2011 P&D PESQUISA E DESENVOLVIMENTO INVESTIMENTOS EM P&D EM 2010 22 Milhões 2010 0 62% 38% Lei de Informática P&D P&D PESQUISA E DESENVOLVIMENTO INVESTIMENTOS EM P&D EM 2011 27

Leia mais

Nota de aplicação. Descobrindo o endereço de IP de um STBNIP2212. Douglas da Silva Data: 23/11/16 Versão: V1.0

Nota de aplicação. Descobrindo o endereço de IP de um STBNIP2212. Douglas da Silva Data: 23/11/16 Versão: V1.0 Nota de aplicação Descobrindo o endereço de IP de um STBNIP2212 Douglas da Silva Data: 23/11/16 Versão: V1.0 Especificações técnicas Especificações Técnicas Hardware Firmware STBNIP2212 Software Advantys

Leia mais

Família de protocolos H.323

Família de protocolos H.323 Família de protocolos H.323 Carlos Gustavo A. da Rocha Histórico Grupo de trabalho ITU-T formado em maio de 1995 Objetivo: Provide a mechanism for transporting multimedia applications over LANs Versão

Leia mais

Wireless N 300 ADSL2+ Router GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA

Wireless N 300 ADSL2+ Router GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA Wireless N 300 ADSL2+ Router GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA CONTEÚDO DA EMBALAGEM CONTEÚDO Wireless N 300 ADSL2+ Router PORTUGUÊS ADAPTADOR DE ENERGIA ADAPTADOR CABO ETHERNET (CABO RJ-45) CONECTE O MODEM NO

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO DE GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS TEMA II: CONFIGURAÇÃO DE SERVIÇOS 2006/2007 1 1. Introdução A empresa WiZones

Leia mais

UMA EXPERIÊNCIA IP. Qdata Recolha e Tratamento de Dados

UMA EXPERIÊNCIA IP. Qdata Recolha e Tratamento de Dados UMA EXPERIÊNCIA IP Qdata Recolha e Tratamento de Dados Cristina Coutinho Paulo Catarino Lisboa, 1 de Abril 2008 1 AGENDA 1. Breve Apresentação 2. Objectivos 3. Dificuldades na fase de prospecção 4. Riscos

Leia mais

Gestão de Conteúdo com Plone. Luiz Ferreira

Gestão de Conteúdo com Plone. Luiz Ferreira Gestão de Conteúdo com Plone Luiz Ferreira Gestão de Conteúdo Conjunto de processos e tecnologias que provêem meios para coletar, administrar e publicar informação. Informação: tipicamente chamada de conteúdo.

Leia mais

Gerência de Redes Visão Geral

Gerência de Redes Visão Geral Gerência de Redes Visão Geral Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Sumário Gerenciamento de Redes Evolução do Gerenciamento Áreas Funcionais Elementos do Gerenciamento Plataformas

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO ROTEADOR INTELBRAS IWR-3000N

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO ROTEADOR INTELBRAS IWR-3000N MANUAL DE CONFIGURAÇÃO ROTEADOR INTELBRAS IWR-3000N AVISO IMPORTANTE CARO CLIENTE, A NAXI FIBRA disponibiliza em sua residência/empresa, por padrão, dois equipamentos: ONU (Modem Óptico / Dispositivo Branco);

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO TRABALHOS DE LABORATÓRIO DE GESTÃO DE REDES E DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS TEMA I: CONFIGURAÇÃO DE REDES 2006/2007 1 1. Introdução A empresa WiZones

Leia mais

Manual de Instrução Módulo de Configuração

Manual de Instrução Módulo de Configuração Manual de Instrução Módulo de Configuração NetControl Pacote 49 Versão 2.1 Data 31/01/2017 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Configuração do Módulo... 3 2.1 Configuração do Assistente de Configuração...

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas -VPN (Virtual Private Network)

Auditoria e Segurança de Sistemas -VPN (Virtual Private Network) Auditoria e Segurança de Sistemas -VPN (Virtual Private Network) Adriano J. Holanda 2/9/2016 VPN (Virtual Private Network) É a extensão de uma rede privativa que passa por compartilhamentos ou rede pública

Leia mais

Terminais Leucotron DESEMPENHO DESIGN NO MESMO ESPAÇO

Terminais Leucotron DESEMPENHO DESIGN NO MESMO ESPAÇO Terminais Leucotron DESEMPENHO e DESIGN NO MESMO ESPAÇO Com o telefone orbit.go IP é possível realizar ligações telefônicas como se estivesse utilizando um aparelho telefônico convencional. Condições básicas

Leia mais

Sincronização de relógio para servidores do acesso de rede do AS5xxx

Sincronização de relógio para servidores do acesso de rede do AS5xxx Sincronização de relógio para servidores do acesso de rede do AS5xxx Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Exemplo 1: NAS não-sincronizado a

Leia mais

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO 3º ANO / 2º SEMESTRE 2014 INFORMÁTICA avumo@up.ac.mz Ambrósio Patricio Vumo Computer Networks & Distribution System Group PPP - Point to Point Protocol Os acessos à Internet têm

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

Histórico e conceitos básicos. GSO I Gestão de Sistemas Operacionais

Histórico e conceitos básicos. GSO I Gestão de Sistemas Operacionais Histórico e conceitos básicos GSO I Gestão de Sistemas Operacionais História do Linux Em 1991, Linus Benedict Torvalds, um estudante Filandês, pela necessidade de estudar melhor sistemas operacionais desenvolve

Leia mais

Informática Básica Eletrotécnica/Mecânica

Informática Básica Eletrotécnica/Mecânica Informática Básica Eletrotécnica/Mecânica Edilson Hipolito da Silva edilson.hipolito@ifsc.edu.br - http://www.hipolito.info Aula 05 - Informática Básica - Internet Roteiro Histórico E-mail Dicas de segurança

Leia mais

Instalação e Configuração de Servidores Linux Server. Prof. Alex Furtunato

Instalação e Configuração de Servidores Linux Server. Prof. Alex Furtunato Instalação e Configuração de Servidores Linux Server Prof. Alex Furtunato alex.furtunato@academico.ifrn.edu.br Roteiro Definições Histórico Características Principais Distribuições Shell Partições Sistemas

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 ROK Reseller Option Kit O OEM Reseller Option Kit (ROK) é uma opção de distribuição de software que permite adquirir o Windows Server 2012 R2 independentemente do

Leia mais

OPORTUNIDADES: Analista de Sistemas Sênior

OPORTUNIDADES: Analista de Sistemas Sênior OPORTUNIDADES: Analista de Sistemas Sênior Experiência em projetos de desenvolvimento de sistemas Conhecimento de metodologia de desenvolvimento de sistema Experiência em levantamento de requisitos e elaboração

Leia mais

Plataforma de Jogos e Programas Manual de Instalação e Utilização

Plataforma de Jogos e Programas Manual de Instalação e Utilização VERSÃO 2.50.25.37 MANUAL DE INSTALAÇÃO E ULTILIZAÇÃO Desenvolvido por: Jones Rodrigues Rodrigo Silveira 1 Índice 1. Objetivo do Manual... 02 2. Requisitos... 02 3. Download... 03 4. Instalação... 04 5.

Leia mais

Sistema Operacionais II. Linux e Software Livre

Sistema Operacionais II. Linux e Software Livre Sistema Operacionais II Linux e Software Livre Objetivos Entender o que é um software livre; Conhecer as licenças livres mais populares; Conhecer basicamente o Linux e suas principais distribuições.. O

Leia mais

Índice. Introdução. Pré-requisitos. Requisitos. Componentes Utilizados

Índice. Introdução. Pré-requisitos. Requisitos. Componentes Utilizados Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Configuração alternativa SCE da corrente Instale ou promova SCOS e PQI Promova SCOS e PQI com GUI Promova SCOS com CLI Promova PQI com

Leia mais

Treinamento em GLPI - Help Desk e Service Desk Open Source

Treinamento em GLPI - Help Desk e Service Desk Open Source Treinamento em GLPI - Help Desk e Service Desk Open Source Sobre o treinamento GLPI é uma solução web Open-source completa para gestão de ativos e helpdesk. O mesmo gerência todos os seus problemas de

Leia mais

TV: Mais um passo em direção à. Convergência. IPTV WORLD FORUM LATIN AMERICA Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2007

TV: Mais um passo em direção à. Convergência. IPTV WORLD FORUM LATIN AMERICA Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2007 TV: Mais um passo em direção à Convergência IPTV WORLD FORUM LATIN AMERICA Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2007 ATUAÇÃO DO GRUPO TELEMAR DADOS DO ÚLTIMO BALANÇO SETEMBRO/2006 14,4 milhões de linhas fixas

Leia mais

Programação Orientada a Objetos (utilizando C#) Professor Emiliano S. Monteiro Versão 18 Dez/2016.

Programação Orientada a Objetos (utilizando C#) Professor Emiliano S. Monteiro Versão 18 Dez/2016. Programação Orientada a Objetos (utilizando C#) Professor Emiliano S. Monteiro Versão 18 Dez/2016 Como usar este material? Conhecendo o básico sobre C# e Visual Studio Material adicional Parte 1 Conceitos

Leia mais

Lista de exercícios - 1º bimestre 2016 REDES

Lista de exercícios - 1º bimestre 2016 REDES Lista de exercícios - 1º bimestre 2016 REDES Jean Nicandros Stragalinos Neto. Prontuário: 1616251. Curso: ADS 2º Módulo. 1) Desenhe duas redes com 7 e 8 computadores e defina a configuração IP de cada

Leia mais

Este curso pretende dotar os participantes dos conhecimentos e conceitos básicos envolvidos na operação dos sistemas operativos Linux (GNU/Linux).

Este curso pretende dotar os participantes dos conhecimentos e conceitos básicos envolvidos na operação dos sistemas operativos Linux (GNU/Linux). Linux Fundamentos Tecnologias de Informação - Redes e Sistemas Localidade: Lisboa Data: 05 Jun 2017 Preço: 420 ( Os valores apresentados não incluem IVA. Oferta de IVA a particulares e estudantes. ) Horário:

Leia mais

Programa de parceiros

Programa de parceiros Programa de parceiros Ofereça o céu aos seus clientes! Suas câmeras online e mais SEGURANÇA, SEGURANÇA e SEGURANÇA! Garanta ao seu cliente a máxima segurança evitando perder as imagens em caso de roubo,

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS CUP Disk Memoey CUP Memoey Disk Network CUP Memoey Disk Introdução aos Sistemas Distribuídos 1 Sumário Evolução Problema/Contexto O que é um Sistema Distribuído? Vantagens e Desvantagens

Leia mais

Objetivo: Praticar a aplicação de acesso remoto via protocolo RDP (Remote Desktop) em ambientes Microsoft Windows.

Objetivo: Praticar a aplicação de acesso remoto via protocolo RDP (Remote Desktop) em ambientes Microsoft Windows. AULA 7: Remote Desktop Objetivo: Praticar a aplicação de acesso remoto via protocolo RDP (Remote Desktop) em ambientes Microsoft Windows. Ferramentas: Máquina Virtual Windows 2003 Server; Máquina Virtual

Leia mais

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Na camada de redes (modelo OSI) operam os protocolos IP, ARP, RARP, ICMP etc. Em conjunto a esses protocolos, abordaremos

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Roteiro de Estudos Redes IP Conceitos Básicos IV O Portal Teleco apresenta periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam uma sugestão de tutoriais

Leia mais

Manual Básico de Configuração para Acesso Remoto ao Portal de Periódicos CAPES Versão 1.0

Manual Básico de Configuração para Acesso Remoto ao Portal de Periódicos CAPES Versão 1.0 Manual Básico de Configuração para Acesso Remoto ao Portal de Periódicos CAPES Versão 1.0 NTI Núcleo Técnico de Informações Março/2012 Manual Básico de Configuração para Acesso Remoto ao Portal de Periódicos

Leia mais

Internet Explorer 8.0 Navegador (Browser)

Internet Explorer 8.0 Navegador (Browser) Internet Explorer 8.0 Navegador (Browser) O Internet Explorer 8 foi projetado para facilitar a navegação e a interação com sites na Internet ou na intranet. Sempre que você usa a Internet, ou um software

Leia mais

Asterisk para Raspberry Pi

Asterisk para Raspberry Pi Asterisk para Raspberry Pi Gateway VoIP GSM com Chan_dongle Um gateway GSM VoIP altamente acessível pode ser obtido usando Huawei E155X ou modems USB compatíveis e chan_dongle, fornecendo chamadas de entrada

Leia mais

Firewall - Inspeção com estado. (Stateful Inspection)

Firewall - Inspeção com estado. (Stateful Inspection) Proxy e FIREWALL Firewall - Inspeção com estado. (Stateful Inspection) As primeiras gerações de firewall eram ditos "stateless". Cada pacote é analisado individualmente, sem levar em conta pacotes anteriores

Leia mais

Alexandre Dal Forno Diretor de Produtos

Alexandre Dal Forno Diretor de Produtos Serviços Corporativos Convergentes Alexandre Dal Forno Diretor de Produtos 2 Sumário A Intelig Telecom Portfólio Completo 3 A Intelig Telecom A Rede Intelig Telecom Investimento de R$ 2,8 bilhões em infra-estrutura

Leia mais

Internet rápida e segura com a menor possibilidade de queda

Internet rápida e segura com a menor possibilidade de queda Internet rápida e segura com a menor possibilidade de queda...e ainda mais: Soluções turn key para área de TI Equipamentos de qualidade Melhor custo benefício do mercado A NETSUN tecnologia e Serviços

Leia mais

Informática Básica. Aula 03 Internet e conectividade

Informática Básica. Aula 03 Internet e conectividade Informática Básica Aula 03 Internet e conectividade O Protocolo de comunicação O TCP (Transmission Control Protocol) e o IP (Internet Protocol) são dois protocolos que inspiraram o nome da rede. Eles englobam

Leia mais

Plano de Negócios. Chiplivre, desde Dezembro 2016

Plano de Negócios. Chiplivre, desde Dezembro 2016 Plano de Negócios Chiplivre, desde Dezembro 2016 Atividade: Revenda internet banda larga por chip. Sede: Rua Joaquim Carneiro da Silva, 53 - Pina - Recife - PE - CEP: 54.400-220 CNPJ: 26.765.181/0001-30

Leia mais

MODEM ROTEADOR ADSL2+ WIRELESS N 300 GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA

MODEM ROTEADOR ADSL2+ WIRELESS N 300 GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA MODEM ROTEADOR ADSL2+ WIRELESS N 300 GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA CONTEÚDO DA EMBALAGEM CONTEÚDO MODEM ROTEADOR ADSL2+ WIRELESS N 300 ADAPTADOR DE ENERGIA ADAPTADOR CABO ETHERNET (CAT5 UTP) CONECTE O ROTEADOR

Leia mais

Linguagens e Técnicas de Programação III Aula 01 Introdução ao Android

Linguagens e Técnicas de Programação III Aula 01 Introdução ao Android Aula 01 - Introdução ao Android 1 Linguagens e Técnicas de Programação III Aula 01 Introdução ao Android Prof. Othon Marcelo Nunes Batista othonb@yahoo.com Mestre em Informática Aula 01 - Introdução ao

Leia mais

III Workshop do POP-RS Serviços disponibilizados pelo PoP-RS

III Workshop do POP-RS Serviços disponibilizados pelo PoP-RS III Workshop do POP-RS Serviços disponibilizados pelo PoP-RS César Loureiro setembro/2010 III Workshop do POP-RS Agenda Serviços Internos: Backup de roteadores Registro e análise de logs Serviços Externos:

Leia mais

Instalação e Configuração de Servidores Web Server Apache. Prof. Alex Furtunato

Instalação e Configuração de Servidores Web Server Apache. Prof. Alex Furtunato Instalação e Configuração de Servidores Web Server Apache Prof. Alex Furtunato alex.furtunato@academico.ifrn.edu.br Roteiro Introdução Principais características Conceitos Instalação Arquivos de configuração

Leia mais

IDE Arduino para o módulo ESP Instalando o módulo para desenvolvimento firmware para o ESP01 na IDE do Arduino.

IDE Arduino para o módulo ESP Instalando o módulo para desenvolvimento firmware para o ESP01 na IDE do Arduino. IDE Arduino para o módulo ESP8266-01 1. Instalando o módulo para desenvolvimento firmware para o ESP01 na IDE do Arduino. Neste tutorial ensinaremos como utilizar o ambiente do Arduino para programar o

Leia mais

Manual de Instrução Módulo de Configuração

Manual de Instrução Módulo de Configuração Manual de Instrução Módulo de Configuração NetControl Pacote 49 Versão 2.0 Data 06/05/2015 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Configuração do Módulo... 3 2.1 Configuração do Assistente de Configuração...

Leia mais

Obrigado por adquirir o Mobile Broadband modem USB. Com o seu modem USB, você tem acesso à rede sem fio em alta velocidade.

Obrigado por adquirir o Mobile Broadband modem USB. Com o seu modem USB, você tem acesso à rede sem fio em alta velocidade. Obrigado por adquirir o Mobile Broadband modem USB. Com o seu modem USB, você tem acesso à rede sem fio em alta velocidade. Observação: Este manual fornece os atributos físicos do modem USB, além dos procedimentos

Leia mais

Netbeans 6.0. Thiago S. Gonzaga. Embaixador da Sun UNESP Rio Preto

Netbeans 6.0. Thiago S. Gonzaga. Embaixador da Sun UNESP Rio Preto Netbeans 6.0 Thiago S. Gonzaga Embaixador da Sun UNESP Rio Preto thi_gonzaga@yahoo.com.br Tópicos O que é Netbeans? O que há de novo no Netbeans 6? Características Demonstrações O que fazer/onde ir O que

Leia mais

Modelo OSI. Marcelo Assunção 10º13. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Disciplina: Redes de Comunicação

Modelo OSI. Marcelo Assunção 10º13. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Disciplina: Redes de Comunicação Modelo OSI Marcelo Assunção 10º13 Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Disciplina: Redes de Comunicação 2013/2014 Índice Modelo OSI Open System Interconnection (OSI)

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Prof. Gustavo Wagner. A camada de rede

Redes de computadores e a Internet. Prof. Gustavo Wagner. A camada de rede Redes de computadores e a Internet Prof. Gustavo Wagner Capitulo Capítulo 4 A camada de rede NAT: Network Address Translation resta da Internet 138.76.29.7 10.0.0.4 rede local (ex.: rede doméstica) 10.0.0/24

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS EM SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS EM SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS EM SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA AULA 01 APRESENTAÇÃO DO LINUX Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática Roteiro Introdução Linux Históriado Linux

Leia mais

AULA 2 - INTERNET. Prof. Pedro Braconnot Velloso

AULA 2 - INTERNET. Prof. Pedro Braconnot Velloso AULA 2 - INTERNET Prof. Pedro Braconnot Velloso Começo da Internet Lançamento do Sputnik I Primeiro satélite artificial Russo Reação dos EUA 1958 - Presidente Eisenhower Advanced Research Projects Agency

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO. Conexões VPN SSL (Rede a Rede)

GUIA DE CONFIGURAÇÃO. Conexões VPN SSL (Rede a Rede) GUIA DE CONFIGURAÇÃO Conexões VPN SSL (Rede a Rede) 1 Conexões VPN SSL (Rede a Rede) 1- Introdução Uma VPN (Virtual Private Network, ou rede virtual privada) é, como o nome sugere, uma rede virtual, criada

Leia mais

Gerenciamento e Administração de Redes

Gerenciamento e Administração de Redes Gerenciamento e Administração de Redes ITIL 1 O que é ITIL? Information Technology Infrastructure Library (ITIL) é uma biblioteca de boas práticas (do inglês best practices), de domínio público, desenvolvida

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 11

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 11 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 11 Índice 1. ROTEAMENTO...3 1.1 Introdução... 3 1.2 O roteamento e seus componentes... 3 1.3 Tabelas de roteamento... 3 1.4 Protocolos de roteamento... 3

Leia mais

Padrão IEEE PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg. Bruno Lucena Raissa Monego

Padrão IEEE PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg. Bruno Lucena Raissa Monego PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg Bruno Lucena Raissa Monego Histórico O primeiro sistema de computadores que empregou as técnicas de radiodifusão em vez de cabos ponto a ponto foi

Leia mais

Guia do AirPrint. Este Manual do usuбrio aplica-se aos seguintes modelos: DCP-J105, MFC-J200. Versão 0 BRA-POR

Guia do AirPrint. Este Manual do usuбrio aplica-se aos seguintes modelos: DCP-J105, MFC-J200. Versão 0 BRA-POR Guia do AirPrint Este Manual do usuбrio aplica-se aos seguintes modelos: DCP-J05, MFC-J00 Versão 0 BRA-POR Definições das observações Utilizamos os seguintes ícones ao longo deste manual do usuário: OBSERVAÇÃO

Leia mais

Guia de Instalação I. Instalação e Administração do Fluig. Título do documento

Guia de Instalação I. Instalação e Administração do Fluig. Título do documento Guia de Instalação I Instalação e Administração do Fluig Título do documento fluig.com 0800 882 9191 Av. Braz Leme 1717, Casa Verde 02511-000 São Paulo - Brasil 1 Sumário 1. Introdução... 3 1.1. Objetivos

Leia mais

Projectos para os Alunos da disciplina de Comunicações por Computador II Ano Lectivo de 2006/2007

Projectos para os Alunos da disciplina de Comunicações por Computador II Ano Lectivo de 2006/2007 Projectos para os Alunos da disciplina de Comunicações por Computador II Ano Lectivo de 2006/2007 Na disciplina de Comunicações por Computador II será realizado um pequeno projecto nas aulas práticas no

Leia mais

GERENCIADOR DE REDE NTOP

GERENCIADOR DE REDE NTOP GERENCIADOR DE REDE NTOP Anderson Escobar Hammes Rafael Schulte Marcos Pachola Horner Universidade Católica de Pelotas UCPel GERENCIAMENTO DE REDE Gerenciamento de rede é controlar todos os equipamentos

Leia mais

Sistema de webconferência Mconf. Sessão 3

Sistema de webconferência Mconf. Sessão 3 Sistema de webconferência Mconf Sessão 3 App Mconf-Mobile Disponível no Google Play (só buscar por Mconf) Acesso ao Mconf Através do navegador! A tela inicial do app dá acesso ao portal público mconf.org

Leia mais

Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP

Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.1 Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP Curso Técnico Integrado em Informática Turma: INT.INF.3M Arquitetura de Redes

Leia mais

UMG MODULAR 300. Aplicações Típicas. Principais Características. Visão Geral USER MEDIA GATEWAY E1, VOIP, GSM, FXS AND FXO

UMG MODULAR 300. Aplicações Típicas. Principais Características. Visão Geral USER MEDIA GATEWAY E1, VOIP, GSM, FXS AND FXO USER MEDIA GATEWAY E1, VOIP, GSM, FXS AND FXO Principais Características Aplicações Típicas Modular, de acordo com o cenário que será utilizado 2 portas Ethernet Giga 10 contas SIP + quantidade máxima

Leia mais

PT Aviso antes da instalação NOTA: Desligue a Câmara de Rede se vir fumo ou sentir cheiros estranhos.

PT Aviso antes da instalação NOTA: Desligue a Câmara de Rede se vir fumo ou sentir cheiros estranhos. 500024701G Aviso antes da instalação Desligue a Câmara de Rede se vir fumo ou sentir cheiros estranhos. Não coloque a Câmara de Rede em superfícies instáveis. Não introduza nenhum objecto dentro da Câmara

Leia mais

Monitorando o WiFi Livre SP

Monitorando o WiFi Livre SP Monitorando o WiFi Livre SP Fausto Nogueira Peralta Henrique de Moraes Holschuh GTER42-08/12/2016 Objetivo Expor como foi implementado o monitoramento do projeto WiFi Livre SP utilizando ferramenta SimetBox,

Leia mais

FAQ sobre a Quality of Service (QoS) nos Catalyst 2950 Series Switches

FAQ sobre a Quality of Service (QoS) nos Catalyst 2950 Series Switches FAQ sobre a Quality of Service (QoS) nos Catalyst 2950 Series Switches Perguntas Introdução Quais são os requisitos de versão de software dos recursos de QoS nos Catalyst 2950 Series Switches? Que recursos

Leia mais

REVISÃO - Questões de Redes em Concursos. Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013

REVISÃO - Questões de Redes em Concursos. Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013 Redes de Computadores REVISÃO - Questões de Redes em Concursos Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013 Disciplina: Redes de Computadores Professor: Jéfer Benedett Dörr Q234360 Prova: AOCP - 2012 - BRDE -

Leia mais

ACORDO DE NÍVEL DE SERVIÇO

ACORDO DE NÍVEL DE SERVIÇO ACORDO DE NÍVEL DE SERVIÇO Suporte Técnico DATACOM REVISÃO 1.0 SUMÁRIO 1 INFORMAÇÕES GERAIS... 1 1.1 Controle de Revisão... 1 2 APRESENTAÇÃO... 2 2.1 Objetivo... 2 2.2 Modalidades de Atendimento... 2 2.3

Leia mais

Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP

Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Ajuste o nome do grupo de trabalho para ser o Domain

Leia mais

Este documento é aplicável a toda a plataforma que executar a versão 4.0 do Windows NT.

Este documento é aplicável a toda a plataforma que executar a versão 4.0 do Windows NT. Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Determine que interrupções são usadas Instalar os drivers Informações Relacionadas Introdução O wizard de instalação do Cisco

Leia mais

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DE

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DE SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE VERSÃO EDUARDO SIEMANN ORIENTADOR: JHONY ALCEU PEREIRA ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Trabalhos Correlatos Desenvolvimento

Leia mais

NetFlow: O que acontece na sua?

NetFlow: O que acontece na sua? NetFlow: O que acontece na sua? Por Lorenzo Busatti apresentado em português por Guilherme Ramires MUM Belzonte 2016 Lorenzo Busatti, http://routing.wireless.academy 1 Sobre mim Lorenzo Busatti Fundador

Leia mais

Requisitos de Ambiente para Central SAVER OmniLink

Requisitos de Ambiente para Central SAVER OmniLink Documentação Técnica N. 0073/10 Requisitos de Ambiente para Central SAVER OmniLink Histórico de Alterações Revisão Data Autor Principais Alterações 3 27/07/2010 Marcilio Machado Criação do Documento 27/07/2010

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores FTP Prof. Thiago Dutra Agenda n Definição de FTP n Características do FTP n Usos Comuns do FTP n Funcionamento do FTP n Mensagens FTP n Códigos de Resposta

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO ROTEADOR DLINK DIR-615

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO ROTEADOR DLINK DIR-615 MANUAL DE CONFIGURAÇÃO ROTEADOR DLINK DIR-615 AVISO IMPORTANTE 2 CARO CLIENTE, A NAXI FIBRA disponibiliza em sua residência/empresa, por padrão, dois equipamentos: ONU (Modem Óptico / Dispositivo Branco);

Leia mais

IPTV. Fundamentos e Sistemas Multimídia. Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª.

IPTV. Fundamentos e Sistemas Multimídia. Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª. IPTV Fundamentos e Sistemas Multimídia Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª.: Débora IPTV Introdução Serviços IPTV Componentes da Infra-estrutura da Rede

Leia mais

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia,

Leia mais

Voz sobre IP VoIP telefonia IP telefonia Internet telefonia em banda larga voz sobre banda larga Públicas Privadas Telefonia IP

Voz sobre IP VoIP telefonia IP telefonia Internet telefonia em banda larga voz sobre banda larga Públicas Privadas Telefonia IP Voz sobre IP Voz sobre IP, também chamada de VoIP (Voice over Internet Protocol), telefonia IP, telefonia Internet, telefonia em banda larga ou voz sobre banda larga é o roteamento de conversação humana

Leia mais

ÍNDICE. 1. Requisitos de Sistema para o curso Smart English

ÍNDICE. 1. Requisitos de Sistema para o curso Smart English ÍNDICE 1. Requisitos de Sistema para o curso Smart English 2. Livro Digital Smart Course (EDO) a. Configuração de Navegadores b. Instalação Automática (System Check) das ferramentas para o EDO c. Solução

Leia mais

IrrRPG Builder Uma Ferramenta Livre Para Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos de RPG

IrrRPG Builder Uma Ferramenta Livre Para Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos de RPG IrrRPG Builder Uma Ferramenta Livre Para Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos de RPG Andres Jessé Porfirio Tony Alexander Hild Universidade Estadual do Centro Oeste Sumário Introdução Trabalhos Correlatos

Leia mais

Limite de Franquia de tráfego: faz sentido? Ayub, CTO da UPX

Limite de Franquia de tráfego: faz sentido? Ayub, CTO da UPX Limite de Franquia de tráfego: faz sentido? Ayub, CTO da UPX UPX Technologies CDN Para aceleração de sites (WAA) Para proteção de sites (WAF) Para transmissão de áudio e vídeo (streaming) IP Transit Provider

Leia mais

1. Abra o terminal e instale o Git, para que assim você possa obter o código fonte do programa e suas atualizações.

1. Abra o terminal e instale o Git, para que assim você possa obter o código fonte do programa e suas atualizações. Organon Instalando Ferramentas para PenTest Fnkoc October 17, 2016October 17, 2016 10 Comentários Organon é um software desenvolvido pela equipe do Ciência Hacker que visa facilitar a instalação de ferramentas

Leia mais

Prof. Antonio P. Nascimento Filho. Tecnologias de rede. Ethernet e IEEE Token ring ATM FDDI Frame relay. Uni Sant Anna Teleprocessamento e Redes

Prof. Antonio P. Nascimento Filho. Tecnologias de rede. Ethernet e IEEE Token ring ATM FDDI Frame relay. Uni Sant Anna Teleprocessamento e Redes Tecnologias de rede Ethernet e IEEE 802.3 Token ring ATM FDDI Frame relay Ethernet A Ethernet é uma tecnologia de broadcast de meios compartilhados. Entretanto, nem todos os dispositivos da rede processam

Leia mais

Jabra. Speak 810. Manual do Usuário

Jabra. Speak 810. Manual do Usuário Jabra Speak 810 Manual do Usuário 2015 Audio A/S (GN Netcom A/S). Todos os direitos reservados. Jabra é uma marca comercial registrada da Audio A/S (GN Netcom A/S). Todas as outras marcas comerciais incluídas

Leia mais

Ferramentas de Gestão de Testes

Ferramentas de Gestão de Testes Ferramentas de Gestão de Testes Teste e Qualidade de Software Mestrado em Engenharia Informática Teste e Qualidade de Software 1 Agenda Ferramentas de Gestão de Testes Bugzilla Test Runner Mercury Interactive

Leia mais

Aplicações com Banco de Dados e Cliente-Servidor

Aplicações com Banco de Dados e Cliente-Servidor Aplicações com Banco de Dados e Cliente-Servidor Aula #231 EBS 211 POO e UML Prof Luiz Fernando S Coletta luizfsc@tupaunespbr Campus de Tupã Roteiro Rede de computadores; Aplicação cliente/servidor; Sockets

Leia mais

Introdução. O que é o Eclipse? PARTE I

Introdução. O que é o Eclipse? PARTE I PARTE I Introdução Bem-vindo ao guia de bolso do Ambiente de Desenvolvimento Integrado Eclipse. Este livro é o pequeno manual do usuário definitivo para o IDE Eclipse, em particular, seu kit de ferramentas

Leia mais

Dicas para melhorar a performance do sistema

Dicas para melhorar a performance do sistema Dicas para melhorar a performance do sistema A baixa performance do sistema pode ser ocasionada por diversos fatores, com por exemplo, pouca memória para iniciar o banco de dados, problemas de rede, baixa

Leia mais

IDES E PROGRAMAÇÃO. Prof. Dr. Cláudio Fabiano Motta Toledo PAE: Maurício A Dias

IDES E PROGRAMAÇÃO. Prof. Dr. Cláudio Fabiano Motta Toledo PAE: Maurício A Dias 1 IDES E PROGRAMAÇÃO Prof. Dr. Cláudio Fabiano Motta Toledo PAE: Maurício A Dias {claudio,macdias}@icmc.usp.br 2 Agenda Conceitos Instalação e Configuração Compilação e Execução de Código IDEs Exemplo

Leia mais

Fornecemos soluções completas em comunicação, para Empresas e Prefeituras.

Fornecemos soluções completas em comunicação, para Empresas e Prefeituras. MINAS WIRELESS 2010 Quem Somos: A wkve é uma Operadora de Telecomunicações fundada em 1996, Anatel para atuação nacional. autorizada pela CREDIBILIDADE E SUCESSO Fornecemos soluções completas em comunicação,

Leia mais

Exemplos de editores de áudio

Exemplos de editores de áudio Exemplos de editores de áudio 1) Audacity Audacity é um software livre (open source) para gravação e edição sons. Permite gravar, reproduzir e importar/exportar sons nos formatos WAV, AIFF, MP3 e OGG.

Leia mais