DADOS COM MICROSOFT ACCESS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DADOS COM MICROSOFT ACCESS"

Transcrição

1

2

3 VIDAL DE CARVALHO ANA AZEVEDO ANTÓNIO ABREU BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS 2007 Portugal/2008

4 Microsoft is a registered trademark of Microsoft Corporation in the United States and/or other countries and is used by Centro Atlântico under license from owner. Bases de Dados com Microsoft Access 2007 is an independent publication not affiliated with Microsoft Corporation. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS 2007 Colecção: Tecnologias Autores: António João Vidal de Carvalho Ana Isabel Rojão Lourenço Azevedo António José Abreu da Silva Direcção gráfica: Centro Atlântico Revisão técnica: Vítor Emanuel Pereira Capa: Paulo Buchinho Centro Atlântico, Lda., 2008 Av. Dr. Carlos Bacelar, 968 Escr. 1 A V. N. Famalicão Rua da Misericórdia, Lisboa Portugal Tel Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Janeiro de 2008 ISBN: Depósito legal: /08 Marcas registadas: Todos os termos mencionados neste livro conhecidos como sendo marcas registadas de produtos e serviços foram apropriadamente capitalizados. A utilização de um termo neste livro não deve ser encarada como afectando a validade de alguma marca registada de produto ou serviço. O Editor e os Autores não se responsabilizam por possíveis danos morais ou físicos causados pelas instruções contidas no livro nem por endereços Internet que não correspondam às Home- -Pages pretendidas.

5 Índice PARTE I I.1 OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS ORGANIZAÇÕES Características de um Sistema A organização vista como um Sistema A Informação Características da informação A Informação nas organizações Tipos de informação nas organizações Os Sistemas de Informação Organizacionais Evolução histórica dos Sistemas de Informação Planeamento e desenvolvimento de Sistemas de Informação A introdução dos Sistemas de Informação nas organizações TERMOS CHAVE PARA REVER PARA INVESTIGAR I.2 AS BASES DE DADOS As raízes históricas: Ficheiros e Sistemas de Ficheiros Gestão de dados nos Sistemas de Ficheiros Dependência dados-aplicações Redundâncias nos dados Sistemas de Bases de Dados Características de um Sistema de Bases de Dados Intervenientes num Sistema de Bases de Dados As funções do Sistema de Gestão de Bases de Dados Arquitectura do Sistema de Gestão de Bases de Dados e Independência dos Dados Linguagens fornecidas pelo SGBD Classificação dos SGBD s... 48

6 6 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS Modelos de Bases de Dados Modelo Hierárquico Modelo em Rede O Modelo Relacional Novos modelos: Modelos Orientados a Objectos e Extensões ao Modelo Relacional Outras Aplicações das Base de Dados Data Warehouses OLAP s Data Mining Integração com a Web TERMOS CHAVE PARA REVER PARA INVESTIGAR I.3 O MODELO RELACIONAL DE BASES DE DADOS Terminologia básica Atributos Chave Super-Chave Chave Candidata Chave Primária Chave Estrangeira Um exemplo Regras de Integridade Integridade de Entidade Integridade Referencial Operadores da Álgebra Relacional O Operador SELECT O operador PROJECT O operador PRODUCT O operador UNION O Operador DIFFERENCE O Operador INTERSECT O operador JOIN O operador DIVIDE SQL Uma linguagem de bases de dados relacionais Definição de dados Inserção e actualização de dados Queries com SQL... 94

7 ÍNDICE As regras de Codd TERMOS CHAVE PARA REVER PARA INVESTIGAR I.4 MODELAÇÃO DE DADOS A importância da modelação de dados O modelo Entidade-Relacionamento (E-R) Entidades e Atributos Relacionamentos Entidades fracas Entidades compostas Uma comparação de notações Desenvolvendo um Diagrama E-R Correspondência entre o modelo E-R e o modelo relacional TERMOS CHAVE PARA REVER PARA INVESTIGAR I.5 DEPENDÊNCIAS FUNCIONAIS E NORMALIZAÇÃO A Importância da Normalização Dependências funcionais O processo de Normalização Primeira Forma Normal Segunda Forma Normal Terceira Forma Normal Forma Normal de Boyce-Codd Multi-dependência e Quarta Forma Normal Dependência de junção e Quinta Forma Normal TERMOS CHAVE PARA REVER PARA INVESTIGAR

8 8 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS 2007 PARTE II II.1 O MICROSOFT ACCESS Características gerais O Microsoft Access II.2 NOVIDADES DO MICROSOFT ACCESS Começar rapidamente a controlar as informações Excelentes modelos para introdução Criação rápida avançada utilizando o separador Criar Criação rápida de tabelas com a vista Folha de Dados melhorada Filtrar e classificar dados Campos com valores múltiplos Anexar documentos e arquivos à Base de Dados Texto formatado em campos Memo Calendário automático para selecção da data Linha de total nas folhas de dados Macros incorporadas Dividir formulários Visualizador de Ajuda melhorado Partilhar informações controladas com outros utilizadores Recolher dados usando o Outlook Colaboração na Web com o Windows SharePoint Services Trabalhar off-line com as listas do Windows SharePoint Services Integração com o fluxo de trabalho do Windows SharePoint Services Exportar para PDF e XPS Experiência melhorada de importação e exportação Criar e adaptar relatórios para responder às necessidades Edição dos modos Relatório e Esquema Painel de campos dos Relatórios Informações agrupadas em Relatórios Gerir e auditar informações confidenciais Segurança avançada Auditoria de dados Histórico da revisão Configuração de permissão Reciclagem

9 ÍNDICE 9 II.3 A INTERFACE DO MICROSOFT ACCESS Interface de utilizador orientada a resultados O friso Os separadores do friso Secções contextuais O Botão Microsoft Office Barra de Ferramentas de Acesso Rápido Painel de Navegação Barra de Estado II.4 CRIAÇÃO DE UMA BASE DE DADOS COM O ACCESS Compreender as Bases de Dados do Access Iniciar o Access Alternativas para a criação de uma Base de Dados Criar uma Base de Dados utilizando um Modelo Criar uma Base de Dados vazia Gravar e Abrir Base de Dados do Access Gravar Bases de Dados num formato diferente Abrir uma Base de Dados II.5 CONSTRUÇÃO DE TABELAS EFICIENTES Opções para a criação de uma tabela Criação de uma tabela com base num modelo predefinido Criação de uma tabela por Inserção de Dados Criação de uma tabela na vista de estrutura Escolher tipos de dados Propriedades dos campos Campo chave primária Relacionamentos entre tabelas Criação de relacionamentos Integridade Referencial Tipos de relacionamentos Alteração da estrutura de relacionamentos Navegação nos relacionamentos

10 10 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS Manipulação da Folha de Dados: Formatar, ordenar, filtrar e procurar Navegação na Folha de Dados Formatação da Folha de Dados Rearranjar Colunas Colunas escondidas Ordenação Filtragem Pesquisa Imprimir a Folha de Dados Importação e exportação de dados Importar dados Exportar dados Exercício guiado II.6 MANIPULAÇÃO DE DADOS COM CONSULTAS Tipos de consultas com o Access Criação de uma consulta simples com o assistente Criação de uma consulta com a Vista de Estrutura Descrição da janela para a criação de uma consulta Caracterização da grelha da consulta Inserção de campos nas consultas Visualizar a consulta através da Folha de Dados Especificar o tipo de ordenação Valores superiores Definição de critérios em consultas Criação de consultas com tabelas relacionadas Consultas com parâmetros Criação de campos calculados Consultas de Referência Cruzada Criação de uma consulta de referência cruzada com o Assistente Criar uma consulta de referência cruzada com a Vista de estrutura Consultas de Acção Impedir que o modo Desactivado bloqueie uma consulta Consulta criar tabela Consulta eliminação Consulta acrescentar Consulta actualização

11 ÍNDICE Consultas SQL Visualização ou modificação de uma declaração SQL Consultas SQL específicas Utilização de Subconsultas Exercício guiado II.7 CONSTRUIR UMA INTERFACE COM FORMULÁRIOS Aplicação de formulários Opções para a criação de formulários Formulário de Criação Rápida Formulários usando o Assistente Criação de um novo formulário com Assistente Formulários em branco Formulários usando a Vista de Estrutura Criação de um formulário com a Vista de Estrutura Secções do formulário Accionar as secções do formulário Alterar o tamanho de uma secção Seleccionar as propriedades de uma secção ou do próprio formulário Controlos num formulário Controlos dependentes, independentes e de cálculo Inserir campos na área do formulário Criar outros controlos Criar controlos que calculem valores Criar controlos tipo etiqueta Alterar as propriedades de um controlo já existente Grupo de Opções Caixa de Listagem e Caixa de Combinação Subformulários Cálculos num formulário Cálculos num subformulário Botões de comandos Quebras de página Moldura de objecto dependente e independente Tabelas Dinâmicas Efeitos especiais de construção Como obter uma grande selecção de cores Formatação dos controlos do formulário

12 12 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS Caixas de informação para os controlos Exercício guiado II.8 IMPRESSÃO DE RELATÓRIOS Aplicação de relatórios Modos de Criação de relatórios Relatório de Criação Rápida Relatórios usando o Assistente Relatórios em branco Relatórios usando a Vista de Estrutura Secções do relatório Controlos em relatórios Filtragem, Ordenação e Agrupamento Filtragem de um relatório Ordenação de dados Agrupamento dos dados Gráficos em relatórios Etiquetas com relatórios Impressão de um relatório Exportar relatórios Exercício guiado II.9 MACROS Acções e argumentos Criação de uma macro Execução e Teste de uma macro Executar uma macro a partir do Painel de Navegação Executar uma macro com recurso a um botão de comando Testar uma macro passo-a-passo Criação de grupos de macros Criar macros condicionadas Atribuir macros a acontecimentos

13 ÍNDICE Atribuir uma macro a um acontecimento Criar uma nova macro para um acontecimento Exercício Guiado II.10 GESTÃO DA BASE DE DADOS Sistema de Navegação Construção do Painel de Navegação Designação do Sistema de Navegação como formulário de arranque da aplicação Fazer Cópias de Segurança Utilizar uma palavra-passe para encriptar uma BD Encriptação utilizando uma palavra-passe Desencriptar e abrir uma base de dados Remover uma palavra-passe Segurança para Bases de Dados Distribuídas Divisão de Base de Dados Analisar o desempenho Analisar Tabelas PARTE III III. 1 INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO EM VBA III.2 CARACTERÍSTICAS DA PROGRAMAÇÃO EM VBA Programação Orientada por Objectos O ambiente de desenvolvimento do VBA Objectos e Classes Propriedades e Métodos Eventos

14 14 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS Procedimentos e Módulos SubProcedimentos Funções Janelas do Editor de Visual Basic VBE Windows Conceitos e Estruturas de Controlo em VBA Tipos de dados Variáveis e Constantes Variáveis declaradas e não declaradas Âmbito das variáveis e constantes Operadores Estruturas de controlo Funções do VBA III.3 MODELO DE OBJECTOS NO ACCESS 2007/VBA Arquitectura DAO Microsoft Data Access Objects Arquitectura ADO A Metodologia ADO no Access/VBA Modelo de Objectos ADO Objectos ADO no Access III.4 TRANSIÇÃO DA METODOLOGIA DAO PARA ADO ANEXO I: GLOSSÁRIO DE ABREVIATURAS ANEXO II: FUNÇÕES DO VBA BIBLIOGRAFIA

15 PARTE I Na primeira parte deste livro é feito um enquadramento teórico sobre bases de dados. Neste sentido, começamos por abordar os Sistemas de Informação organizacionais, dos quais fazem parte os Sistemas de Bases de Dados. Posteriormente veremos alguns conceitos importantes relacionados com estes assuntos. Exploramos também o modelo relacional de Bases de Dados, apresentando os operadores da Álgebra Relacional e fazendo uma breve abordagem à linguagem SQL. Seguidamente veremos o modelo Entidade-Relacionamento para modelação de dados. Abordaremos, por fim, o conceito de Dependência Funcional e a sua aplicação à Normalização de relações. No final de cada capítulo são apresentados os termos chave, algumas questões para revisão e alguns tópicos para investigação.

16 102 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS 2007 PARA REVER 23. Explique sucintamente o que entende por: a. Relação b. Atributo c. Tuplo d. Grau de uma relação e. Cardinalidade de uma relação f. Domínio g. Base de dados relacional h. Esquema de uma relação i. Super-chave j. Chave candidata k. Chave primária l. Chave estrangeira m. Regra de integridade n. Integridade de entidade o. Integridade referencial 24. Refira e explique sucintamente os oito operadores originais da Álgebra Relacional. 25. Para cada uma das tabelas seguintes identifique, a partir dos dados fornecidos, as super-chaves, as chaves candidatas e a chave primária: a.

17 I.4 MODELAÇÃO DE DADOS 137 PARA REVER 31. Explique por palavras suas cada um dos termos chave apresentados. 32. Em que medida é importante a modelação de dados? 33. Considere o seguinte esquema no modelo Entidade Relacionamento: comprimento Montanha 1 N origina Rio localização nome altitude nome Apresente as tabelas do modelo relacional associadas a este esquema. 34. Considere o diagrama E-R seguinte: Curso 1 divide M Professor 1 ensino M Turma M Contém N Aluno M requere N Sala a. Com base no diagrama, apresente uma descrição do sistema real. b. Transforme o diagrama de modo a conter apenas relacionamentos com cardinalidade 1:M.

18 282 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS Utilização de Subconsultas Uma SUBCONSULTA é uma declaração tipo SQL SELECT dentro de outra CONSULTA DE SELECÇÃO ou CONSULTA DE ACÇÃO, ou seja, a SUBCONSULTA é uma consulta que se baseia na consulta principal. É possível criar uma SUBCONSULTA que defina um campo, ou podemos usar uma SUBCONSULTA que defina o critério de um campo. Para definir um critério para um campo, insere-se a declaração SELECT na linha de critério na grelha de QBE. Podemos utilizar uma SUBCONSULTA para: Calcular totais; Testar a existência de algum resultado (se existe ou não uma certa palavra ou informação de um campo); Encontrar algum valor que seja maior, menor ou tão grande, como um valor da SUBCONSULTA; Criar SUBCONSULTA dentro de SUBCONSULTA EXERCÍCIO GUIADO Consideremos novamente a nossa base de dados para exemplificação das operações de consultas com o Access. Vamos fazer uma abordagem a grande parte dos procedimentos associados às consultas, recorrendo a exemplos que se enquadrem na utilização da base de dados Editora. Criação de consultas com base em várias tabelas Vamos começar por criar uma consulta que apresente os dados referentes às vendas dos livros da editora. A consulta deverá apresentar a data, o título, a quantidade e o preço unitário do livro. Para criar a nova consulta devemos accionar o separador CRIAR do friso. Posteriormente, seleccionamos o Botão ES- TRUTURA DA CONSULTA na secção OUTRO. A partir do quadro MOSTRAR TABELA adicionamos as tabelas cujos campos vão ser utilizados na consulta, nomeadamente Vendas, Venda/Livro e Livros.

19 II.6 MANIPULAÇÃO DE DADOS COM CONSULTAS 283 Figura II.6.45 Quadro MOSTRAR TABELA que permite a adição das tabelas cujos campos vão ser utilizados na consulta As referidas tabelas deverão aparecer na parte superior da janela da VISTA DE ESTRUTURA ligadas pelos respectivos relacionamentos. Em seguida seleccionamos os campos que pretendemos incluir na consulta. Vamos incluir nesta primeira consulta os campos Número, Data da venda, Título, Quantidade e PreçoUnitário do respectivo livro. Para inserir um campo na grelha de consulta, como já referimos, podemos arrastá-lo da respectiva tabela para a grelha ou seleccioná-lo na caixa de listagem, que podemos abrir na primeira linha da grelha. Figura II.6.46 VISTA DE ESTRUTURA da consulta Valor Vendas No final, a nossa consulta deve apresentar uma estrutura como a que pode ser vista na figura II Depois de concluída a primeira fase da elaboração da consulta, devemos efectuar a sua gravação. Para tal, clicamos no respectivo botão GUARDAR e digitamos o nome Valor Vendas na janela que aparece no ecrã.

20 284 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS 2007 Figura II.6.47 Caixa de diálogo usada para atribuir um nome e efectuar a gravação da consulta Estabelecer uma ordenação Vamos estabelecer uma ordenação dos registos da nossa consulta pela data da venda, de forma a aparecem primeiro as vendas mais recentes. Neste sentido, devemos premir com o rato no rectângulo em branco da coluna Data correspondente à opção ORDENAR. Em seguida, devemos escolher a opção DESCENDENTE que aparece na caixa de combinação. Figura II.6.48 Escolha da opção de ordenação na grelha da VISTA DE ESTRUTURA da consulta Valor Vendas Critérios para a consulta Podemos, a partir desta consulta, definir os mais variados critérios de selecção. Por exemplo, vamos elaborar a consulta que apresente apenas as Vendas do Livro Desenho e Implementação de bases de dados com Microsoft Access XP em Vamos chamar a esta consulta Vendas Access 2004, que terá a mesma estrutura de campos da consulta anterior. Em seguida, vamos introduzir na linha CRITÉRIO as respectivas condições, tal como mostra a figura. Figura II.6.49 VISTA DE ESTRUTURA da consulta que apresenta apenas as vendas do livro Desenho e Implementação de bases de dados com Microsoft Access XP em 2004

21 II.6 MANIPULAÇÃO DE DADOS COM CONSULTAS 285 Consultas com parâmetros Suponhamos que, ao abrir a consulta Vendas dos Livros, queríamos indicar um determinado intervalo de datas para visualizar as respectivas vendas, sem sermos obrigados a alterar a condição no modo VISTA DE ESTRU- TURA da consulta. Para resolver este problema, vamos criar uma nova consulta com o nome Vendas Access Mês que terá como base a consulta anterior. Adicionalmente, vamos impor que o intervalo de tempo será definido no início da sua execução. A figura seguinte apresenta a sequência dos procedimentos a adoptar, desde a configuração dos critérios da consulta, até à sua execução. Figura II.6.50 Consulta que apresenta as vendas do livro Desenho e Implementação de bases de dados com Microsoft Access XP nos meses de Agosto e Setembro 2004 Campos calculados Ainda recorrendo à consulta Vendas dos Livros, vamos efectuar algumas alterações que permitam introduzir um campo calculado. Neste caso, vamos inserir um novo campo que apresente o valor da venda de cada livro, ou seja, vamos multiplicar a quantidade pelo preço unitário de cada livro vendido. Uma vez aberta a consulta em VISTA DE ESTRUTURA, vamos posicionar o indicador do rato na linha CAMPO e na primeira coluna da grelha que estiver vazia. Nessa célula escrevemos Valor: que será a legenda a apresentar

22 460 BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS 2007 Figura III.2.95 Tabela Venda/Livro antes da aplicação da instrução UPDATE (SQL) Figura III.2.96 Tabela Venda/Livro depois da aplicação da instrução UPDATE (SQL), após confirmação Devemos ter algum cuidado na utilização deste tipo de consultas avançadas, visto podermos mesmo eliminar, acrescentar ou actualizar registos com valores não desejados. A pensar na eventual possibilidade de engano por parte do utilizador quer na actualização, eliminação e inserção de valores não desejados, o SQL nas consultas de acção, antes de realizar o UPDATE (actualização), interroga o utilizador, no sentido de confirmar a actualização. Esta interrogação é realizada através de uma caixa de diálogo (MsgBox), podendo o utilizador ter a última palavra no que concerne à actualização ou não, através dos botões sim ou não. O código VBA gerado para realizar este programa exemplo é o seguinte: Figura III.2.97 código VBA desenvolvido para o exemplo solicitado

23 III.2 CARACTERÍSTICAS DA PROGRAMAÇÃO EM VBA 461 NOTA: O carácter (_) em código de programação permite quebrar uma linha de código, continuando numa outra imediatamente abaixo sem originar erro de programação. Função IIF A função IIF() permite ao utilizador realizar diferentes acções consoante a avaliação da condição (expressão), devolvendo uma das partes. A sua sintaxe é a seguinte: IIF(expressão, ParteVerdadeira, ParteFalsa) O parâmetro expressão representa a expressão que queremos avaliar. Os parâmetros ParteVerdadeira e ParteFalsa, representam os valores de retorno, caso a expressão seja verdadeira ou falsa, respectivamente (figura III.2.100). Funções categoria Data e Hora As funções pertencentes a esta categoria assumem uma importância vital, nomeadamente as funções Date e Time, quando se pretende saber a hora e a data exacta em que um determinado registo foi introduzido ou então introduzir num formulário/relatório a data e hora. Vamos então enumerar algumas dessas funções: =Date() Esta função devolve um tipo de dados Variant contendo a data de sistema. =Time() Esta função devolve um tipo de dados Variant contendo a hora de sistema. =Now() Esta função combina as duas funções anteriores, devolvendo um valor Variant que especifica a data e a hora de acordo com o relógio interno do computador.

24

Centro Atlântico DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP

Centro Atlântico DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP Centro Atlântico DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP Ana Azevedo António Abreu Vidal de Carvalho DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP Reservados

Leia mais

MANTENHA-SE INFORMADO

MANTENHA-SE INFORMADO MANTENHA-SE INFORMADO * O leitor consente, de forma expressa, a incorporação e o tratamento dos seus dados nos ficheiros automatizados da responsabilidade do Centro Atlântico, para os fins comerciais e

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. Reservados todos

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Access 2010 Colecção: Software

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. Reservados todos

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-76-3 Depósito legal: 202574/03

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-76-3 Depósito legal: 202574/03 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. * O leitor consente,

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-73-9 Depósito legal: 201828/03

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-73-9 Depósito legal: 201828/03 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. * O leitor consente,

Leia mais

FICHEIROS COM EXEMPLOS

FICHEIROS COM EXEMPLOS FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos fichei Reservados todos os direitos por Centro Atlântico,

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt * O leitor consente, de forma expressa, a incorporação e o tratamento dos seus dados nos ficheiros automatizados da responsabilidade do Centro Atlântico, para os fins comerciais e operativos do mesmo.

Leia mais

FICHEIROS COM EXEMPLOS

FICHEIROS COM EXEMPLOS FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. Reservados todos

Leia mais

Base de dados I. Base de dados II

Base de dados I. Base de dados II Base de dados I O que é? Uma base de dados é um simples repositório de informação, relacionada com um determinado assunto ou finalidade, armazenada em computador em forma de ficheiros Para que serve? Serve

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Excel 2010 Colecção: Software

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

Índice. Introdução 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais 35

Índice. Introdução 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais 35 Introdução 31 1. Bases de Dados Relacionais 31 2. Modelação de Bases de Dados 31 3. Modelo de Classes UML 32 4. Linguagem SQL 32 5. Sobre o Microsoft" Access" 32 Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema

Leia mais

Base de dados I. Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade

Base de dados I. Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade Base de dados I O que é? Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade Para que serve? Serve para gerir vastos conjuntos de informação de

Leia mais

e-mail Guia Prático do correio-electrónico com Gmail, Microsoft Outlook e Windows Mail LIBÓRIO MANUEL SILVA

e-mail Guia Prático do correio-electrónico com Gmail, Microsoft Outlook e Windows Mail LIBÓRIO MANUEL SILVA e-mail Guia Prático do correio-electrónico com Gmail, Microsoft Outlook e Windows Mail LIBÓRIO MANUEL SILVA e-mail Guia Prático do correio-electrónico com Gmail, Microsoft Outlook e Windows Mail Autor:

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft PowerPoint 2010 Colecção: Software

Leia mais

MÓDULO 1 - Folha de Cálculo

MÓDULO 1 - Folha de Cálculo ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva Curso Profissional de Técnico de Restauração Cozinha - Pastelaria Disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Word 2010 Colecção: Software

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Outlook 2010 Colecção: Software

Leia mais

VÍTOR PEREIRA O GUIA PRÁTICO DO VISUAL BASIC 2005 EXPRESS

VÍTOR PEREIRA O GUIA PRÁTICO DO VISUAL BASIC 2005 EXPRESS VÍTOR PEREIRA O GUIA PRÁTICO DO VISUAL BASIC 2005 EXPRESS Portugal/2006 Microsoft is a registered trademark of Microsoft Corporation in the United States and/or other countries and is used by Centro Atlântico

Leia mais

Escola Secundária de Camarate

Escola Secundária de Camarate Escola Secundária de Camarate Ano Lectivo 2014/2015 Planificação da Disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde e Técnico de Restauração e Bar

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) Ano Letivo de 2014/2015 MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) Ano Letivo de 2014/2015 MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO Ensino Regular Diurno Disciplina: T.I.C. Professores: Margarida Afonso Curso Profissional - Técnico de Auxiliar de Saúde Ano: 10.º Turma(s): TAS MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO OBJECTIVOS Indicar as principais

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 2ª edição: Março de 2006 ISBN: 989-615-024-9 Depósito legal: 240.

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 2ª edição: Março de 2006 ISBN: 989-615-024-9 Depósito legal: 240. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Windows XP SP2, 2ª edição Colecção:

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007

Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007 Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007 TI2009/2010_1 Índice Iniciar a Aplicação e Abrir/Criar um Novo Ficheiro Comando Base de Dados Vazia Descrição do ambiente de trabalho

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

Conceitos, tabelas e consultas

Conceitos, tabelas e consultas MICROSOFT ACCESS Conceitos, tabelas e consultas 1. CONCEITOS Base de Dados é um conjunto de dados organizados SGBD (Sistema de Gestão de Base de Dados) programa que permite fazer a gestão da base de dados.

Leia mais

Manual de Microsoft Access 2007. Álvaro Neves

Manual de Microsoft Access 2007. Álvaro Neves Manual de Microsoft Access 2007 Álvaro Neves Ano 2009/2010 Índice O que é o Access... 6 Conceitos Fundamentais sobre Bases de Dados... 6 O que é uma Base de Dados... 6 Ficheiros, Tabelas, Registos e Campos...

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Janeiro de 2004

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Janeiro de 2004 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Outlook Express 6. Reservados

Leia mais

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados.

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados. O QUE É O ACCESS? É um sistema gestor de base de dados relacional. É um programa que permite a criação de Sistemas Gestores de Informação sofisticados sem conhecer linguagem de programação. SISTEMA DE

Leia mais

Ana Paula Afonso. Técnicas, Truques e Dicas para o Microsoft Office XP

Ana Paula Afonso. Técnicas, Truques e Dicas para o Microsoft Office XP Ana Paula Afonso Técnicas, Truques e Dicas para o Microsoft Office XP Portugal/2002 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Direcção Regional de Educação do Algarve

Direcção Regional de Educação do Algarve MÓDULO 1 Folha de Cálculo 1. Introdução à folha de cálculo 1.1. Personalização da folha de cálculo 1.2. Estrutura geral de uma folha de cálculo 1.3. O ambiente de da folha de cálculo 2. Criação de uma

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE MANUEL DA FONSECA Curso Profissional: Técnico de Gestão e Equipamentos Informáticos PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS GRUPO 550 CICLO DE FORMAÇÃO 2012/2015 ANO LECTIVO 2012/2013 DISCIPLINA:

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2012 Ap. 413 4760-056 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2012 Ap. 413 4760-056 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Windows 8 Colecção: Software

Leia mais

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos É um SGBD do tipo relacional para a utilização em windows. Ao abrirmos o Access, podemos efectuar várias operações: abrir uma base de dados existente, ou então criar uma nova base de dados. Se criarmos

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016 PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016 CURSO/CICLO DE FORMAÇÃO Técnico de Eletrotecnia e Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos / 2015/2018 DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Objectivos: Criar uma base de dados vazia. O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access Criar uma base dados vazia O Access é um Sistema de Gestão de Bases

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Fevereiro de 2006

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Fevereiro de 2006 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Nero 7 Colecção: Software Obrigatório

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Workshop (mínimo de 5 inscrições)

Workshop (mínimo de 5 inscrições) Workshop (mínimo de 5 inscrições) 6 horas (2 x 3 horas) Operar, em segurança, equipamento tecnológico, usado no quotidiano. Realizar operações básicas no computador Sistema operativo gráfico Conceitos

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC 10º C. Planificação de. Curso Profissional de Técnico de Secretariado

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC 10º C. Planificação de. Curso Profissional de Técnico de Secretariado Escola Básica e Secundária de Velas Planificação de TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC Curso Profissional de Técnico de Secretariado 10º C MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO Microsoft Excel Conteúdos

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Março de 2004 ISBN: 972-8426-81-X Depósito legal: 207877/04

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Março de 2004 ISBN: 972-8426-81-X Depósito legal: 207877/04 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Adobe Reader 6 Colecção: Software obrigatório

Leia mais

50 HACKS PARA O WINDOWS XP O ABC DO HACKER 2ª edição

50 HACKS PARA O WINDOWS XP O ABC DO HACKER 2ª edição Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. 50 HACKS PARA O WINDOWS XP O ABC DO HACKER

Leia mais

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.4 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2 2. REQUISITOS DO SISTEMA 3 3. CONTROLOS GERAIS DO WINDOWS 4 3.1 ESTRUTURA HIERÁRQUICA 4 3.2 CONTROLO DE DATA 5 4. INÍCIO DA UTILIZAÇÃO 8 5. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

EXCEL. Listas como Bases de Dados

EXCEL. Listas como Bases de Dados Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL Listas como Bases de Dados (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Índice. Introdução... 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais... 35

Índice. Introdução... 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais... 35 Introdução... 31 1. Bases de Dados Relacionais...31 2. Modelação de Bases de Dados...31 3. Modelo de Classes UML...32 4. Linguagem SQL...32 5. Sobre o Microsoft Access...32 Tutorial 1: O Microsoft Access

Leia mais

Spelling Tabelas Apagar linhas numa tabela Merge e Split numa tabela Alinhamento vertical da tabela Introduzir texto na vertical

Spelling Tabelas Apagar linhas numa tabela Merge e Split numa tabela Alinhamento vertical da tabela Introduzir texto na vertical Word II Título: Iniciação ao WORD 2003. Nível: 1 Duração: 2 Tempos Objectivo: Iniciar o estudo da aplicação Microsoft Office Word. Dar a conhecer algumas ferramentas do Microsoft Office Word. Microsoft

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2013 Ap. 413 4760 056 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2013 Ap. 413 4760 056 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Excel 2013 Colecção: Software

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR

PLANIFICAÇÃO MODULAR Direção Regional de Educação Centro AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA ESCOLA SECUNDÁRIA/3º DR.ª M.ª CÂNDIDA ENSINO PROFISSIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO POR MÓDULOS Curso Profissional em funcionamento no âmbito

Leia mais

Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação

Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação Autor: António Eduardo Marques Colecção: Soluções Revisão: Centro Atlântico Capa e paginação: António J. Pedro Centro

Leia mais

O GUIA PRÁTICO DAS REDES LOCAIS E WIRELESS

O GUIA PRÁTICO DAS REDES LOCAIS E WIRELESS ANTÓNIO EDUARDO MARQUES O GUIA PRÁTICO DAS REDES LOCAIS E WIRELESS Portugal/2007 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

Manual Prático 2007/2010

Manual Prático 2007/2010 Manual Prático Microsoft Access 2007/2010 2 P á g i n a Manual Prático Microsoft Access 2007/2010 Este manual foi desenvolvido tendo em atenção as novas regras do acordo ortográfico. P á g i n a 3 INDICE

Leia mais

Centro Atlântico. O Guia do. Internet Explorer 5

Centro Atlântico. O Guia do. Internet Explorer 5 Centro Atlântico O Guia do Internet Explorer 5 Pedro Remoaldo Centro Atlântico O Guia do Internet Explorer 5 Edições Centro Atlântico Portugal/1999 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda.

Leia mais

Manual do Utilizador. PowerPoint 2013. Carlos Diniz

Manual do Utilizador. PowerPoint 2013. Carlos Diniz Manual do Utilizador PowerPoint 2013 Carlos Diniz Índice 1. Acerca do PowerPoint 2013... 3 1.1. Principais caraterísticas do PowerPoint 2013... 3 2. Trabalhar no interface do PowerPoint 2013... 3 2.1.

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) /curriculum Julho de 2008 Versão 1.1 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador da Plataforma

Leia mais

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS 1 NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS Este primeiro capítulo aborda conceitos elementares relacionados com bases de dados. Os conceitos abordados neste capítulo são necessários para trabalhar adequadamente

Leia mais

Microsoft Access XP Módulo Um

Microsoft Access XP Módulo Um Microsoft Access XP Módulo Um Neste primeiro módulo de aula do curso completo de Access XP vamos nos dedicar ao estudo de alguns termos relacionados com banco de dados e as principais novidades do novo

Leia mais

INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico. Access 2003

INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico. Access 2003 Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico Access 2003 28/07/2009 [Manual de Microsoft Access.] FICHA TÉCNICA DESIGNAÇÃO DA COLECTÂNEA Manual de Microsoft Access AUTOR Carlos Serranheira DESTINATÁRIOS

Leia mais

Guia de Introdução. Obtenha ajuda Clique no ponto de interrogação para encontrar conteúdos de ajuda.

Guia de Introdução. Obtenha ajuda Clique no ponto de interrogação para encontrar conteúdos de ajuda. Guia de Introdução O Microsoft Access 2013 tem uma aparência diferente das versões anteriores, pelo que criámos este guia para o orientar na aprendizagem. Altere o tamanho do ecrã ou feche uma base de

Leia mais

Conteúdo de Formação

Conteúdo de Formação Microsoft Office Excel Iniciação Objetivos Gerais Este Curso tem como objetivo dotar os participantes dos conhecimentos e práticas sobre a folha de cálculo Microsoft Excel a nível completo. Objetivos Específicos

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

Microsoft Access. Nível I. Pedro Fernandes

Microsoft Access. Nível I. Pedro Fernandes Microsoft Access Nível I Introdução Objectivos Introdução; Criar tabelas; Fazer consultas; Elaborar formulários; Executar relatórios. 2 Introdução aos Sistemas de Gestão de Bases de Dados (SGBD) Desde

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS Planificação Anual da Disciplina de TIC Módulos 1,2,3-10.ºD CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE APOIO À GESTÃO DESPORTIVA Ano Letivo 2015-2016 Manual adotado:

Leia mais

EXCEL TABELAS DINÂMICAS

EXCEL TABELAS DINÂMICAS Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL TABELAS DINÂMICAS (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina Wanzeller

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Junho de 2005 ISBN: 989-615-011-7 Depósito legal: 229.

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Junho de 2005 ISBN: 989-615-011-7 Depósito legal: 229. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Windows Movie Maker Colecção: Software

Leia mais

Manual PowerPoint 2000

Manual PowerPoint 2000 Manual PowerPoint 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO 1 2. DIRECTRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE DIAPOSITIVOS 1 3. ECRÃ INICIAL 2 4. TIPOS DE ESQUEMA 2 5. ÁREA DE TRABALHO 3 5.1. ALTERAR O ESQUEMA AUTOMÁTICO 4 6. MODOS

Leia mais

MICROSOFT POWERPOINT

MICROSOFT POWERPOINT MICROSOFT POWERPOINT CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES. O QUE É O POWERPOINT? O Microsoft PowerPoint é uma aplicação que permite a criação de slides de ecrã, com cores, imagens, e objectos de outras aplicações,

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto

OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto FICHA 0 OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto Antes de começar a elaborar documentos com o Word é necessário que saiba o essencial sobre o funcionamento deste processador de texto. Não menos

Leia mais

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento Configurar o Word FIGURA 1.26 Serviços ligados 1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento O Microsoft Office 2013 apenas tem disponíveis ligações a serviços de armazenamento proprietários da Microsoft.

Leia mais

Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL

Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL OBJECTIVOS Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL O objecto DOCMD Este objecto permite o acesso a todas as operações sobre todos os objectos

Leia mais

Excel - VBA. Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam

Excel - VBA. Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam Excel - VBA Docente: Ana Paula Afonso Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam tarefas específicas, automatizando-as. Quando uma macro é activada, executa uma sequência de instruções.

Leia mais

Consultas (Queries) ou Interrogações

Consultas (Queries) ou Interrogações Consultas (Queries) ou Interrogações Principal finalidade das interrogações: Extracção, manipulação (inserção, alteração e remoção) e definição de dados. As interrogações mais comuns destinam-se a pesquisar

Leia mais

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira - Access - Programa de base de dados relacional funciona em Windows Elementos de uma Base de Dados: Tabelas Consultas Formulários

Leia mais

GUIA DE CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES MICROSOFT POWER POINT

GUIA DE CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES MICROSOFT POWER POINT Nuno Azevedo 2005/06 ESCOLA BÁSICA B INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO GUIA DE CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES MICROSOFT POWER POINT A Janela de apresentação do Programa Barras de menus, padrão e de formatação Área

Leia mais

Folha de Cálculo (Excel)

Folha de Cálculo (Excel) Tecnologias de Informação e Comunicação Folha de Cálculo (Excel) Professor: Rafael Vieira. 1. Introdução à folha de cálculo o nome folha de cálculo atribuído a este tipo de programas, deve-se, principalmente,

Leia mais

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BPstat manual do utilizador Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

MS-Excel 2010 Essencial (I)

MS-Excel 2010 Essencial (I) MS-Excel 2010 Essencial (I) Carga Horária: 20 horas Objetivos: Este curso destina-se a todos os profissionais que atuam nas áreas financeiras e administrativas, e que necessitem agilizar os seus cálculos,

Leia mais

Ficha Trabalho Access N.º1 21 de Janeiro de 2005 12.º Ano. Nome: N.º Turma: E. Criação de Tabelas

Ficha Trabalho Access N.º1 21 de Janeiro de 2005 12.º Ano. Nome: N.º Turma: E. Criação de Tabelas Ficha Trabalho Access N.º1 21 de Janeiro de 2005 12.º Ano Nome: N.º Turma: E I Desenho de uma Base de Dados Criação de Tabelas Vamos considerar uma situação de uma empresa fictícia, que comercializa determinado

Leia mais

Isabel Cristina Lopes e Mário Paulo Pinto

Isabel Cristina Lopes e Mário Paulo Pinto Isabel Cristina Lopes e Mário Paulo Pinto Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra.

Leia mais

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares Folha de cálculo Excel Agrupamento de Escolas de Amares Índice 1. Funcionalidades básicas... 3 1.1. Iniciar o Excel... 3 1.2. Criar um livro novo... 3 1.3. Abrir um livro existente... 3 1.4. Inserir uma

Leia mais

Deverá ser apresentada uma caixa de combinação para auxiliar o utilizador a escolher o distrito de residência do entrevistado.

Deverá ser apresentada uma caixa de combinação para auxiliar o utilizador a escolher o distrito de residência do entrevistado. 4.º PASSO PROGRAMAÇÃO DO CAMPO DISTRITO : PROJECTO COM ADO Deverá ser apresentada uma caixa de combinação para auxiliar o utilizador a escolher o distrito de residência do entrevistado. 1) Abra o formulário

Leia mais

Administração Regional de Saúde do Norte Formação em Informática Aplicada à Investigação (Tratamento de Dados) Microsoft Office Access 2007

Administração Regional de Saúde do Norte Formação em Informática Aplicada à Investigação (Tratamento de Dados) Microsoft Office Access 2007 Administração Regional de Saúde do Norte Formação em Informática Aplicada à Investigação (Tratamento de Dados) Microsoft Office Access 2007 Setembro 2011 Índice CONCEITOS GERAIS SOBRE BASES DE DADOS...

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS

Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS 1. A Linguagem Access Basic. 2. Módulos e Procedimentos. 3. Usar o Access: 3.1. Criar uma Base de Dados: 3.1.1. Criar uma nova Base de Dados. 3.1.2. Criar

Leia mais

Ana Paula Afonso. O Guia Prático do Microsoft Excel 2002

Ana Paula Afonso. O Guia Prático do Microsoft Excel 2002 Ana Paula Afonso O Guia Prático do Microsoft Excel 2002 Portugal/2001 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

Cypecad Cálculo de esforços de uma estrutura com introdução manual de acções verticais e horizontais

Cypecad Cálculo de esforços de uma estrutura com introdução manual de acções verticais e horizontais Cypecad Cálculo de esforços de uma estrutura com introdução manual de acções verticais e horizontais CAD 2 Rua Comendador Santos da Cunha, 304, Ap. 2330 4701-904 Braga Tel: 00 351 253 20 94 30 Fax: 00

Leia mais

Manual do Utilizador de Software

Manual do Utilizador de Software Manual do Utilizador de Software QL-500 QL-650TD QL-550 QL-1050/1050N 1 Índice Índice....................................................................................... 2.................................................................................

Leia mais

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Consultas... 5 3. Relatórios... 8 4. Conclusões... 11

Leia mais

Manual do Utilizador de Software. Introdução. Criar Etiquetas. Anexo

Manual do Utilizador de Software. Introdução. Criar Etiquetas. Anexo Manual do Utilizador de Software O conteúdo deste manual e as especificações do produto estão sujeitos a alteração sem aviso prévio. A Brother reserva o direito de alterar sem aviso prévio as especificações

Leia mais

FORMAÇÃO DE MICROSOFT EXCEL 2010

FORMAÇÃO DE MICROSOFT EXCEL 2010 FORMAÇÃO DE MICROSOFT EXCEL 2010 Mário de Almeida Pedro, M. Sc. Novembro 2013 Bemvindo Identificação da UFCD UFCD nº 0756 Folha de Cálculo, com a duração de 50 horas Microsoft Excel 2007 Objectivos: No

Leia mais

CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Informática de Gestão. Aplicações Informáticas e Sistemas de Exploração.

CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Informática de Gestão. Aplicações Informáticas e Sistemas de Exploração. Escola Básica e Secundária de Fajões CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Informática de Gestão Aplicações Informáticas e Sistemas de Exploração Módulo 2 Processador de Texto Avançado 2010/2011

Leia mais