Centro Atlântico DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Centro Atlântico DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP"

Transcrição

1 Centro Atlântico DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP

2

3 Ana Azevedo António Abreu Vidal de Carvalho DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP

4 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP Colecção: Tecnologias Autores: Ana Azevedo, António Abreu, Vidal de Carvalho Direcção gráfica: Centro Atlântico Revisão: Centro Atlântico Capa: Paulo Buchinho Centro Atlântico, Lda., 2002 Ap V. N. Famalicão Porto - Lisboa Portugal Tel Fotolitos: Centro Atlântico Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Julho de 2002 ISBN: Depósito legal: /02 Marcas registadas: todos os termos mencionados neste livro conhecidos como sendo marcas registadas de produtos e serviços, foram apropriadamente capitalizados. A utilização de um termo neste livro não deve ser encarada como afectando a validade de alguma marca registada de produto ou serviço. O Editor e os Autores não se responsabilizam por possíveis danos morais ou físicos causados pelas instruções contidas no livro nem por endereços Internet que não correspondam às Home-Pages pretendidas.

5 Agradecemos às nossas famílias pelo seu apoio e paciência, durante a realização deste projecto, à empresa FuturSoft e ao nosso editor, Dr. Libório Manuel Silva, pela disponibilidade, sugestões e apoio.

6

7 ÍNDICE INTRODUÇÃO PARTE I I.1. OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS ORGANIZAÇÕES Características de um sistema A organização vista como um sistema A Informação Características da informação A Informação nas organizações Tipos de informação nas organizações Os Sistemas de Informação Organizacionais Evolução histórica dos Sistemas de Informação Planeamento e desenvolvimento de Sistemas de Informação A introdução dos Sistemas de Informação nas organizações I.2. BASES DE DADOS As raízes históricas: Ficheiros e Sistemas de Ficheiros Gestão de dados nos Sistemas de Ficheiros Dependência dados-aplicações Redundâncias nos dados Sistemas de Bases de Dados Características de um Sistema de Bases de Dados Intervenientes num Sistema de Bases de Dados As funções do Sistema de Gestão de BD... 42

8 8 CENTRO ATLÂNTICO - DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP Arquitectura do SGBD e Independência dos Dados Linguagens fornecidas pelo SGBD Classificação dos SGBD s Vantagens e desvantagens dos Sistemas de BD Modelos de Bases de Dados Modelo hierárquico Modelo em rede O Modelo Relacional Novos modelos: Modelos Orientados a Objectos e Extensões ao Modelo Relacional Tendências futuras Data Warehouses OLAP s Data Mining Integração com a Web I.3. O MODELO RELACIONAL DE BASES DE DADOS Terminologia Básica Atributos Chave Regras de Integridade Integridade de Entidade Integridade Referencial Operadores da Álgebra Relacional O Operador SELECT O operador PROJECT O operador PRODUCT O operador UNION O Operador DIFFERENCE O Operador INTERSECT O operador JOIN O operador DIVIDE SQL Uma linguagem de bases de dados relacionais Definição de dados Inserção e actualização de dados Queries com SQL As regras de Codd... 92

9 ÍNDICE 9 I.4. MODELAÇÃO DE DADOS A importância da modelação de dados O modelo Entidade-Relacionamento (E-R) Entidades e Atributos Relacionamentos Entidades fracas Entidades compostas Uma comparação de notações Desenvolvendo um Diagrama E-R Correspondência entre o modelo E-R e o modelo relacional I.5. DEPENDÊNCIAS FUNCIONAIS E NORMALIZAÇÃO A Importância da Normalização Dependências funcionais O processo de normalização Primeira Forma Normal Segunda Forma Normal Terceira Forma Normal Forma Normal de Boyce-Codd Quarta e Quinta Formas Normais PARTE II II.1. MS ACCESS XP Definição Características Gerais Novidades do Microsoft Access XP Novas funcionalidades do Microsoft Access XP Iniciar o Access XP Opções no menu de arranque do Access XP Criar uma base de dados no Access XP Criar uma base de dados utilizando o Assistente de base de dados

10 10 CENTRO ATLÂNTICO - DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP Criar uma base de dados sem utilizar o Assistente de base de dados Os Objectos na janela de uma Base de Dados II.2. TABELAS Criação de uma tabela Como criar uma tabela com o Assistente de tabelas Como criar uma tabela por inserção de dados Como criar uma tabela sem o Assistente de tabelas Utilizar o Construtor de Campos Escolher tipos de dados Propriedades dos campos Campo chave primária Relacionamentos entre tabelas Criação de relacionamentos Integridade Referencial Tipos de relacionamentos Alteração da estrutura de relacionamentos A folha de dados de uma tabela Importação e Exportação de dados Importar dados Exportar dados Exercício Guiado II.3. CONSULTAS Definição Razões para aplicar uma consulta Criação de uma consulta Como criar uma consulta com o Assistente Como criar uma consulta sem o Assistente Descrição da janela para a criação de uma consulta Caracterização da grelha da consulta Inserção de campos nas consultas Visualizar a consulta através da folha de dados Especificar o tipo de ordenação Valores superiores Definição de critérios em consultas

11 ÍNDICE Criação de consultas com base em várias tabelas Consultas com parâmetros Criar campos calculados Consultas de Referência Cruzada Criar uma Consulta Tabela de referência cruzada com um Assistente Como criar uma consulta de referência cruzada sem o Assistente Especificar os cabeçalhos de colunas Consultas de Acção Consulta criar tabela Consulta eliminação Consulta acrescentar Consulta actualização Consultas SQL Como visualizar ou modificar uma declaração do SQL Consultas de SQL específicas Utilização de Subconsultas Exercício Guiado II.4. FORMULÁRIOS Definição Aplicação de formulários Modos de Criação de formulários Formulários com Formulários Automáticos Formulário Automático: Colunas Formulário Automático: Tabelas Formulário Automático: Folha de Dados Formulários usando os Assistentes Como criar um novo formulário com o Assistente Formulários usando a vista de estrutura Como criar um formulário sem o Assistente Inserir campos na área do formulário Secções do formulário Alterar o tamanho de uma secção Seleccionar as propriedades de uma secção ou do próprio formulário Controlos num Formulário

12 12 CENTRO ATLÂNTICO - DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP Controlos dependentes, independentes e de cálculo Criar outros controlos usando a Caixa de Ferramentas Criar controlos que calculem valores Criar controlos tipo etiqueta Alterar as propriedades de um controlo já existente Grupo de Opções Caixa de Listagem e Caixa de Combinação Subformulários Cálculos num formulário Cálculos num subformulário Botões de comandos Quebras de página Moldura de objecto dependente e independente Efeitos especiais de construção Como obter uma grande selecção de cores Formatação dos controlos do Formulário Caixas de informação para os controlos Impressão e gravação de um formulário Exercício Guiado II.5. RELATÓRIOS Definição Aplicação de Relatórios Modos de Criação de Relatórios Relatório com Relatórios Automáticos Relatório Automático: Colunas Relatório Automático: Tabelas Relatórios usando os Assistentes Como criar um relatório com o Assistente Como criar um relatório com o Assistente de etiquetas Relatórios usando a vista de estrutura Como criar um relatório sem o Assistente Secções do Relatório Controlos em Relatórios Ordenação e Agrupamento Ordenação de dados Agrupar os dados

13 ÍNDICE Impressão de um relatório Exportar Relatórios para o MSWord e MSExcel Exercício Guiado II.6. PÁGINAS DE ACESSO A DADOS Definição Utilização das Páginas de acesso a dados Modos de Criação de Relatórios Criar Páginas com Página Automática Criar Páginas com o Assistente Páginas usando a vista de estrutura Como criar uma página sem o Assistente Secções da Página Adicionar um tema a uma página Agrupar os dados de uma página Ver a página de acesso a dados Tornar disponíveis as páginas de acesso a dados Exercício Guiado II.7. MACROS Definição Acções e argumentos Criar uma macro Executar e Testar uma macro Executar uma macro a partir da janela BD Executar uma macro com recurso a um botão de comando Testar uma macro passo-a-passo Criar Grupos de Macros Criar Macros Condicionadas Atribuir Macros a Acontecimentos Atribuir uma macro a um acontecimento Criar uma nova macro para um acontecimento Exercício Guiado

14 14 CENTRO ATLÂNTICO - DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP PARTE III III.1. VBA - MICROSOFT VISUAL BASIC FOR APPLICATIONS Introdução à Programação em VBA Características da programação em VBA Programação Orientada por Objectos O ambiente de desenvolvimento do VBA Procedimentos e Módulos Janela do Editor de Visual Basic VBE Windows Conceitos e Estruturas de Controlo em VBA ANEXO I. GLOSSÁRIO DE ABREVIATURAS ANEXO II. FUNÇÕES DO VBA ANEXO III. PROTECÇÃO JURÍDICA DAS BASES DE DADOS ELECTRÓNICAS (POR MANUEL OEHEN MENDES) BIBLIOGRAFIA

15 Introdução A ideia de escrever este livro surgiu do facto de nós, os seus autores, com responsabilidades e diversos projectos desenvolvidos com estes conceitos e tecnologias, quer a nível académico quer a nível profissional, sentirmos a falta de um livro que englobasse todo o processo de concepção e implementação de um sistema de base de dados. Ao pensar na sua elaboração, pretendemos atingir um vasto leque de leitores. Em primeiro lugar, pretendemos abranger leitores no contexto das PME s portuguesas, dada a importância da utilização dos sistemas de bases de dados nesta área. Por outro lado, entendemos também que o nosso trabalho tem as características necessárias para que possa ser utilizado como ferramenta a nível académico, no apoio às disciplinas de Sistemas de Informação e de Bases de Dados. Salientamos os seguintes aspectos do livro: É feito um enquadramento teórico do tema das bases de dados, pois consideramos esse enquadramento fundamental; Nos aspectos teóricos serão referenciadas as últimas evoluções registadas nesta área, nomeadamente, novos modelos de bases de dados, Datawarehouses, Data Mining, etc. É feita a utilização de um exercício guiado uniforme em todo o livro e que será a base para o desenvolvimento dos procedimentos associados à elaboração de uma Base de Dados; Será feita a exploração das últimas potencialidades da nova versão do Microsoft Access XP (pois é o SGBD mais utilizado em Portugal quer nas PMEs quer nas aulas das disciplinas de Introdução às Bases de Dados nas Universidades), nomeadamente as funcionalidades associadas à Internet;

16 16 CENTRO ATLÂNTICO - DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP Este livro encontra-se estruturado em três partes distintas e complementares. Esta estruturação proporciona aos leitores uma sequência lógica dos procedimentos a adoptar na elaboração de uma base de dados, desde a estruturação inicial dos dados, passando pelas funcionalidades do Microsoft Access XP, até aos procedimentos mais avançados suportados pela programação em Visual Basic (VBA). Na primeira parte é feito um enquadramento teórico do tema das bases de dados. Neste sentido, começamos por abordar os Sistemas de Informação organizacionais, dos quais fazem parte os Sistemas de Bases de Dados. Posteriormente veremos alguns conceitos importantes relacionados com estes assuntos. Exploramos também o modelo relacional de Bases de Dados, apresentando os operadores da Álgebra Relacional e fazendo uma breve abordagem à linguagem SQL. Seguidamente veremos o Modelo Entidade-Relacionamento para Modelação de Dados. Abordaremos por fim o conceito de Dependências Funcionais e a Normalização de relações. Na segunda parte serão abordados os procedimentos e funcionalidades associados à concepção, implementação e manutenção de uma Base de Dados, com base na utilização do Sistema de Gestão de Base de Dados Microsoft Access XP. Com efeito, serão explorados na prática os diferentes objectos do MS Access XP nomeadamente, Tabelas, Consultas, Formulários, Relatórios, Páginas de acesso a dados e Macros. Na terceira parte serão abordados conceitos gerais sobre programação orientada a objectos, em particular, será abordada a linguagem de programação VBA como linguagem de manipulação de bases de dados com MS Access XP.

17 PARTE III O VBA permite de uma forma concreta manipular os diversos objectos existentes na Base de Dados. A sua utilização permite ao utilizador, mais experiente, a realização de acções, tais como, a tomada de uma decisão ou a repetição de várias acções, que seriam impossíveis sem o recurso a uma ferramenta de programação (VBA). Neste capítulo irão ser abordados os vários conceitos da estrutura VBA e sua metodologia, que permitirão ao utilizador, de uma forma clara, usar o recurso à informação, quer para pesquisa, alteração ou aperfeiçoamento com o objectivo de tornar mais eficiente e amigável o tratamento de dados.

18

19 VBA - Microsoft Visual Basic for Applications INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO EM VBA O objectivo deste capítulo é o de fornecer um conjunto de noções básicas e exemplos de programação em VBA, que permitam ao utilizador, com uma razoável experiência na utilização do MSAccess, construir pequenos programas que aumentem a eficiência e optimização das suas bases de dados. Ao longo deste capítulo serão abordados, de uma forma detalhada, os vários aspectos de programação em Visual Basic for Applications, bem como situações de programação que, embora associadas ao contexto da base de dados exemplo ( Consultório do Dr. Dentinho ), facilmente se adaptarão às próprias bases de dados do leitor. 1.2 CARACTERÍSTICAS DA PROGRAMAÇÃO EM VBA Programação Orientada por Objectos Com a utilização do VBA, o utilizador estará a tomar conhecimento dos diversos objectos existentes no VBA - Object Basic (derivado do Visual Basic), o qual é também a base do Visual Basic for Applications (VBA),

20 348 CENTRO ATLÂNTICO DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP que é, actualmente, o suporte de programação nas principais aplicações do Microsoft Office. Deste modo, aumenta-se a eficiência do programador, que encontrará métodos semelhantes no Word, Excel, Project, Access XP... O utilizador que já possui alguma experiência de programação, irá encontrar muitos conceitos e estruturas familiares, como variáveis, condições, ciclos repetitivos, entre outras. O VBA é uma linguagem de programação estruturada, que permite gerir as estruturas de dados e os objectos concebidos pelo próprio Access. Uma das necessidades mais importantes é a alteração da forma de pensar do programador. Torna-se fundamental ter sempre presente que o VBA no Access XP manipula objectos, que vão desde a própria base de dados, passando pelos nossos conhecidos formulários, relatórios, consultas,... até janelas, caixas de diálogo, folhas de cálculo do Excel, documentos do Word,.... Por outro lado, encontra-se uma filosofia de eventos (acções reconhecidas por um objecto), aos quais se associam determinados métodos, instruções e funções de VBA, que já se encontram disponíveis na própria linguagem, como por exemplo: efectuar um cálculo num formulário, após a escolha de uma determinada opção (OnClick) ou depois de passar com o rato sobre um botão (OnMouseMove); verificar se um valor é ou não válido, após a sua alteração (AfterUpdate); activar um conjunto de configurações do ambiente de trabalho, quando é aberto um determinado formulário (OnOpen); No entanto, e porque este capítulo parte do princípio de que o utilizador não é um programador experiente, serão abordados todos os conceitos básicos necessários O ambiente de desenvolvimento do VBA Como já referimos, o MSAccess XP suporta a linguagem de programação orientada por objectos VBA, possuindo para tal estruturas pró-

21 III.1. MICROSOFT VISUAL BASIC FOR APPLICATIONS - VBA 349 prias, tais como: colecção, objectos, propriedades, métodos e Eventos (Figura III.1.1), que passarei a descrever. Têm Associadas OBJECTOS OBJECTS Podem Responder a Têm Associados PROPRIEDADES PROPERTIES EVENTOS EVENTS CÓDIGO Que constitui A resposta A cada evento MÉTODOS METHODS Figura III.1.1 Forma esquemática de alguns dos elementos fundamentais da programação em VBA Objectos e Classes O Visual Basic for Applications é uma linguagem de programação orientada por objectos, como já foi referido. Os objectos são entidades das mais diversas origens, tais como carros, telemóveis, vídeos, etc. Os objectos no VBA possuem propriedades, executam métodos e respondem a eventos. Os objectos, tal como acontece na vida real, são agrupados por modelos ou espécies (os Siemens si45, Siemens s45 e Siemens 45 pertencem à classe dos telemóveis), também em VBA os objectos, por exemplo, Texto1, Texto2, Texto3, num Formulário, pertencem todos à classe Caixa de Texto (TextBox). O objecto Aplicação (Application) é considerado o objecto de mais alto nível da aplicação de Base de Dados, e a ele são acopladas todas as colecções de objectos abertos no momento, Formulários (Forms), Rela-

22 350 CENTRO ATLÂNTICO DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS XP tórios (Reports) e Módulos (Models). Cada um dos Formulários e relatórios contém, por sua vez, uma colecção de controlos. O objecto Aplicação (Application) possui ainda dois objectos especiais: o objecto Screen 1 e o objecto DoCmd 2. O objecto Screen possui algumas propriedades particularmente importantes e úteis: ActiveControl, ActiveDataSheet, ActiveForm, ActiveReport, PreviousControl e MousePointer. O objecto DoCmd permite executar a maior parte das acções das macros no VBA (Figura III.1.2 e Figura III.1.3). Figura III.1.2: Código exemplificativo da utilização dos objectos Screen e DoCmd Figura III.1.3: Resultado do Formulário na utilização dos objectos Screen e DoCmd 1 O objecto Screen pode ser utilizado para referenciar em particular um formulário, relatório ou controlo, que esteja activo naquele momento. 2 O objecto DoCmd permite que ao serem utilizados os vários métodos deste objecto possamos correr diversas acções do Microsoft Access XP a partir do Visual Basic for Applications. Por exemplo, podemos utilizar o método OpenForm do objecto DoCmd para abrir um formulário.

23 III.1. MICROSOFT VISUAL BASIC FOR APPLICATIONS - VBA 351 Propriedades e Métodos Em programação, o conceito de objecto tem associado a si não apenas o conceito de propriedade como também o conceito de método. As propriedades e os métodos caracterizam a aparência e o comportamento dos objectos. As propriedades assumem valores e os métodos fazem executar operações. A forma (sintaxe) de interligar um método ou uma propriedade a um objecto 3 é a seguinte: objecto.propriedade ou objecto.método. Por exemplo, TxtCodigo.BackColor especifica a propriedade da cor de fundo do objecto caixa de texto (TextBox) TxtCodigo num determinado formulário. Outro exemplo será Forms.Item (0), que se refere ao primeiro Formulário da colecção. O MSAccess XP numera os objectos dentro de uma colecção, a partir de zero (0) até NomeColecção.Count - 1. Por exemplo, poderíamos determinar o número de formulários abertos por referência à propriedade Count da Colecção Formulários: Forms.Count. Podemos ter acesso às propriedades de um objecto da base de dados, quando nos encontramos no modo de estrutura (Design View) e acedemos ao menu Ver, opção Propriedades, ou então, clicamos no botão propriedades da barra de ferramentas (Figura III.1.4 e Figura III.1.5). Figura III.1.4: acesso às propriedades dos objectos pela barra de ferramentas 3 O termo objecto está aqui referido no sentido de objecto individual (controlo) ou como colecção de objectos.

24

25

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. Reservados todos

Leia mais

DADOS COM MICROSOFT ACCESS

DADOS COM MICROSOFT ACCESS VIDAL DE CARVALHO ANA AZEVEDO ANTÓNIO ABREU BASES DE DADOS COM MICROSOFT ACCESS 2007 Portugal/2008 Microsoft is a registered trademark of Microsoft Corporation in the United States and/or other countries

Leia mais

MANTENHA-SE INFORMADO

MANTENHA-SE INFORMADO MANTENHA-SE INFORMADO * O leitor consente, de forma expressa, a incorporação e o tratamento dos seus dados nos ficheiros automatizados da responsabilidade do Centro Atlântico, para os fins comerciais e

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Access 2010 Colecção: Software

Leia mais

FICHEIROS COM EXEMPLOS

FICHEIROS COM EXEMPLOS FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. Reservados todos

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-76-3 Depósito legal: 202574/03

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-76-3 Depósito legal: 202574/03 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. * O leitor consente,

Leia mais

FICHEIROS COM EXEMPLOS

FICHEIROS COM EXEMPLOS FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos fichei Reservados todos os direitos por Centro Atlântico,

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt * O leitor consente, de forma expressa, a incorporação e o tratamento dos seus dados nos ficheiros automatizados da responsabilidade do Centro Atlântico, para os fins comerciais e operativos do mesmo.

Leia mais

e-mail Guia Prático do correio-electrónico com Gmail, Microsoft Outlook e Windows Mail LIBÓRIO MANUEL SILVA

e-mail Guia Prático do correio-electrónico com Gmail, Microsoft Outlook e Windows Mail LIBÓRIO MANUEL SILVA e-mail Guia Prático do correio-electrónico com Gmail, Microsoft Outlook e Windows Mail LIBÓRIO MANUEL SILVA e-mail Guia Prático do correio-electrónico com Gmail, Microsoft Outlook e Windows Mail Autor:

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

MÓDULO 1 - Folha de Cálculo

MÓDULO 1 - Folha de Cálculo ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva Curso Profissional de Técnico de Restauração Cozinha - Pastelaria Disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. Reservados todos

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-73-9 Depósito legal: 201828/03

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-73-9 Depósito legal: 201828/03 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. * O leitor consente,

Leia mais

Base de dados I. Base de dados II

Base de dados I. Base de dados II Base de dados I O que é? Uma base de dados é um simples repositório de informação, relacionada com um determinado assunto ou finalidade, armazenada em computador em forma de ficheiros Para que serve? Serve

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Outlook 2010 Colecção: Software

Leia mais

Índice. Introdução 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais 35

Índice. Introdução 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais 35 Introdução 31 1. Bases de Dados Relacionais 31 2. Modelação de Bases de Dados 31 3. Modelo de Classes UML 32 4. Linguagem SQL 32 5. Sobre o Microsoft" Access" 32 Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft PowerPoint 2010 Colecção: Software

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Excel 2010 Colecção: Software

Leia mais

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Objectivos: Criar uma base de dados vazia. O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access Criar uma base dados vazia O Access é um Sistema de Gestão de Bases

Leia mais

O GUIA PRÁTICO DAS REDES LOCAIS E WIRELESS

O GUIA PRÁTICO DAS REDES LOCAIS E WIRELESS ANTÓNIO EDUARDO MARQUES O GUIA PRÁTICO DAS REDES LOCAIS E WIRELESS Portugal/2007 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com

Leia mais

Escola Secundária de Camarate

Escola Secundária de Camarate Escola Secundária de Camarate Ano Lectivo 2014/2015 Planificação da Disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde e Técnico de Restauração e Bar

Leia mais

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS 1 NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS Este primeiro capítulo aborda conceitos elementares relacionados com bases de dados. Os conceitos abordados neste capítulo são necessários para trabalhar adequadamente

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) Ano Letivo de 2014/2015 MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) Ano Letivo de 2014/2015 MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO Ensino Regular Diurno Disciplina: T.I.C. Professores: Margarida Afonso Curso Profissional - Técnico de Auxiliar de Saúde Ano: 10.º Turma(s): TAS MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO OBJECTIVOS Indicar as principais

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Janeiro de 2004

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Janeiro de 2004 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Outlook Express 6. Reservados

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Microsoft Word Folha

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE MANUEL DA FONSECA Curso Profissional: Técnico de Gestão e Equipamentos Informáticos PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS GRUPO 550 CICLO DE FORMAÇÃO 2012/2015 ANO LECTIVO 2012/2013 DISCIPLINA:

Leia mais

Direcção Regional de Educação do Algarve

Direcção Regional de Educação do Algarve MÓDULO 1 Folha de Cálculo 1. Introdução à folha de cálculo 1.1. Personalização da folha de cálculo 1.2. Estrutura geral de uma folha de cálculo 1.3. O ambiente de da folha de cálculo 2. Criação de uma

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016 PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016 CURSO/CICLO DE FORMAÇÃO Técnico de Eletrotecnia e Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos / 2015/2018 DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 2ª edição: Março de 2006 ISBN: 989-615-024-9 Depósito legal: 240.

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 2ª edição: Março de 2006 ISBN: 989-615-024-9 Depósito legal: 240. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Windows XP SP2, 2ª edição Colecção:

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Tecnologias de Informação e Comunicação Página 1 de 5

Tecnologias de Informação e Comunicação Página 1 de 5 1. Descrição da prova A prova irá abranger várias tarefas de utilização do software do Microsoft Office2007 e software gráfico como o Adobe Photoshop CS4 ou Adobe Fireworks CS4. As principais áreas abrangidas

Leia mais

Centro Atlântico. O Guia do. Internet Explorer 5

Centro Atlântico. O Guia do. Internet Explorer 5 Centro Atlântico O Guia do Internet Explorer 5 Pedro Remoaldo Centro Atlântico O Guia do Internet Explorer 5 Edições Centro Atlântico Portugal/1999 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda.

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC 10º C. Planificação de. Curso Profissional de Técnico de Secretariado

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC 10º C. Planificação de. Curso Profissional de Técnico de Secretariado Escola Básica e Secundária de Velas Planificação de TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC Curso Profissional de Técnico de Secretariado 10º C MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO Microsoft Excel Conteúdos

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Planificações 2012/2013. Tecnologias da Informação e Comunicação. 2ºAno. Escola Básica Integrada de Pedome. C E F Apoio à Família e à Comunidade

Planificações 2012/2013. Tecnologias da Informação e Comunicação. 2ºAno. Escola Básica Integrada de Pedome. C E F Apoio à Família e à Comunidade Planificações 2012/2013 Tecnologias da Informação e Comunicação C E F Apoio à Família e à Comunidade 2ºAno Escola Básica Integrada de Pedome Grupo Disciplinar de Informática Planificação a Longo Prazo

Leia mais

Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL

Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL OBJECTIVOS Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL O objecto DOCMD Este objecto permite o acesso a todas as operações sobre todos os objectos

Leia mais

Excel - VBA. Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam

Excel - VBA. Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam Excel - VBA Docente: Ana Paula Afonso Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam tarefas específicas, automatizando-as. Quando uma macro é activada, executa uma sequência de instruções.

Leia mais

Ana Paula Afonso. Técnicas, Truques e Dicas para o Microsoft Office XP

Ana Paula Afonso. Técnicas, Truques e Dicas para o Microsoft Office XP Ana Paula Afonso Técnicas, Truques e Dicas para o Microsoft Office XP Portugal/2002 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com

Leia mais

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados.

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados. O QUE É O ACCESS? É um sistema gestor de base de dados relacional. É um programa que permite a criação de Sistemas Gestores de Informação sofisticados sem conhecer linguagem de programação. SISTEMA DE

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2012 Ap. 413 4760-056 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2012 Ap. 413 4760-056 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Windows 8 Colecção: Software

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS Planificação Anual da Disciplina de TIC Módulos 1,2,3-10.ºD CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE APOIO À GESTÃO DESPORTIVA Ano Letivo 2015-2016 Manual adotado:

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

12 EXCEL MACROS E APLICAÇÕES

12 EXCEL MACROS E APLICAÇÕES INTRODUÇÃO O principal objetivo deste livro é auxiliar o leitor na sua aprendizagem sobre os recursos avançados do Excel em especial na interligação com o Visual Basic for Applications (VBA). Pretende-se

Leia mais

Conteúdo de Formação

Conteúdo de Formação Microsoft Office Excel Iniciação Objetivos Gerais Este Curso tem como objetivo dotar os participantes dos conhecimentos e práticas sobre a folha de cálculo Microsoft Excel a nível completo. Objetivos Específicos

Leia mais

Microsoft Access XP Módulo Um

Microsoft Access XP Módulo Um Microsoft Access XP Módulo Um Neste primeiro módulo de aula do curso completo de Access XP vamos nos dedicar ao estudo de alguns termos relacionados com banco de dados e as principais novidades do novo

Leia mais

Conceitos, tabelas e consultas

Conceitos, tabelas e consultas MICROSOFT ACCESS Conceitos, tabelas e consultas 1. CONCEITOS Base de Dados é um conjunto de dados organizados SGBD (Sistema de Gestão de Base de Dados) programa que permite fazer a gestão da base de dados.

Leia mais

Formação Microsoft Excel Nível Intermédio

Formação Microsoft Excel Nível Intermédio Formação Microsoft Excel Nível Intermédio António Araújo Silva - 2010 INTRODUÇÃO O presente documento procura efectuar a Planificação de uma acção de formação a decorrer nas instalações da Escola EBI de

Leia mais

Base de dados I. Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade

Base de dados I. Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade Base de dados I O que é? Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade Para que serve? Serve para gerir vastos conjuntos de informação de

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação

Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação Autor: António Eduardo Marques Colecção: Soluções Revisão: Centro Atlântico Capa e paginação: António J. Pedro Centro

Leia mais

Workshop (mínimo de 5 inscrições)

Workshop (mínimo de 5 inscrições) Workshop (mínimo de 5 inscrições) 6 horas (2 x 3 horas) Operar, em segurança, equipamento tecnológico, usado no quotidiano. Realizar operações básicas no computador Sistema operativo gráfico Conceitos

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Word 2010 Colecção: Software

Leia mais

TIC Tecnologias da Informação e Comunicação 10º Ano

TIC Tecnologias da Informação e Comunicação 10º Ano TIC Tecnologias da Informação e Comunicação 10º Ano Unidades Conteúdos Objectivos Gerais Nº Aulas (tempos) Módulo 1 Folha de Cálculo Microsoft Excel 2010 Introdução à folha de cálculo o Personalização

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR

PLANIFICAÇÃO MODULAR Direção Regional de Educação Centro AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA ESCOLA SECUNDÁRIA/3º DR.ª M.ª CÂNDIDA ENSINO PROFISSIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO POR MÓDULOS Curso Profissional em funcionamento no âmbito

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Fevereiro de 2006

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Fevereiro de 2006 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Nero 7 Colecção: Software Obrigatório

Leia mais

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Consultas... 5 3. Relatórios... 8 4. Conclusões... 11

Leia mais

Folha de Cálculo (Excel)

Folha de Cálculo (Excel) Tecnologias de Informação e Comunicação Folha de Cálculo (Excel) Professor: Rafael Vieira. 1. Introdução à folha de cálculo o nome folha de cálculo atribuído a este tipo de programas, deve-se, principalmente,

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Junho de 2005 ISBN: 989-615-011-7 Depósito legal: 229.

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Junho de 2005 ISBN: 989-615-011-7 Depósito legal: 229. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Windows Movie Maker Colecção: Software

Leia mais

Ficha prática nº 7. SGBD Microsoft Access e SQL Server

Ficha prática nº 7. SGBD Microsoft Access e SQL Server Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Tecnologia Departamento de Informática Ficha prática nº 7 SGBD Microsoft Access e SQL Server Objectivo: Criação de uma aplicação em arquitectura

Leia mais

Folha de Exercícios Nº 2 Access Informática II

Folha de Exercícios Nº 2 Access Informática II Objjeecctti ivoss:: - Criar uma base de dados - Criar tabelas - Criar relações entre tabelas - Criar consultas - Criar formulários - Criar relatórios Os empregados de um gabinete de advocacia decidiram

Leia mais

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BPstat manual do utilizador Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L DEPARTAMENTO: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS ÁREA DISCIPLINAR: 550 - INFORMÁTICA DISCIPLINA: PSI CURSO: Profissional DE: Téc. de Gestão e Programação de Sist. Informáticos

Leia mais

INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico. Access 2003

INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico. Access 2003 Curso Educação e Formação de Adultos Nível Básico Access 2003 28/07/2009 [Manual de Microsoft Access.] FICHA TÉCNICA DESIGNAÇÃO DA COLECTÂNEA Manual de Microsoft Access AUTOR Carlos Serranheira DESTINATÁRIOS

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS...

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS... Índice 1 INTRODUÇÃO...2 1.1 JANELA ÚNICA DE ENTIDADES...3 1.2 PERMISSÕES POR UTILIZADOR...4 1.3 RESTRIÇÕES À VISUALIZAÇÃO/MANIPULAÇÃO...6 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 2.1 CRITÉRIOS DE PESQUISA...8 2.2 LISTA

Leia mais

15 Conceitos de Bancos de Dados com o LibreOffice Base

15 Conceitos de Bancos de Dados com o LibreOffice Base Introdução a Informática - 1º semestre AULA 14 Prof. André Moraes Objetivos desta aula: Explorar as propriedades na criação de bancos de dados no LibreOffice Base; Criar e explorar tabelas; Criar e explorar

Leia mais

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos É um SGBD do tipo relacional para a utilização em windows. Ao abrirmos o Access, podemos efectuar várias operações: abrir uma base de dados existente, ou então criar uma nova base de dados. Se criarmos

Leia mais

VÍTOR PEREIRA O GUIA PRÁTICO DO VISUAL BASIC 2005 EXPRESS

VÍTOR PEREIRA O GUIA PRÁTICO DO VISUAL BASIC 2005 EXPRESS VÍTOR PEREIRA O GUIA PRÁTICO DO VISUAL BASIC 2005 EXPRESS Portugal/2006 Microsoft is a registered trademark of Microsoft Corporation in the United States and/or other countries and is used by Centro Atlântico

Leia mais

Consultas (Queries) ou Interrogações

Consultas (Queries) ou Interrogações Consultas (Queries) ou Interrogações Principal finalidade das interrogações: Extracção, manipulação (inserção, alteração e remoção) e definição de dados. As interrogações mais comuns destinam-se a pesquisar

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.6 PÁGINA DE PESQUISA A página principal do PacWeb permite a realização de um número muito variado de pesquisas, simples, ou pelo contrário extremamente complexas, dependendo

Leia mais

4 Noções de MS ACCESS

4 Noções de MS ACCESS ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana 4 Noções de MS ACCESS F.Sampaio MS Access IV - 1 Índice Criação de uma aplicação em access Criação de Tabelas Criação

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

Ana Paula Afonso. O Guia Prático do Microsoft Excel 2002

Ana Paula Afonso. O Guia Prático do Microsoft Excel 2002 Ana Paula Afonso O Guia Prático do Microsoft Excel 2002 Portugal/2001 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização

Leia mais

Manual de Microsoft Access 2007. Álvaro Neves

Manual de Microsoft Access 2007. Álvaro Neves Manual de Microsoft Access 2007 Álvaro Neves Ano 2009/2010 Índice O que é o Access... 6 Conceitos Fundamentais sobre Bases de Dados... 6 O que é uma Base de Dados... 6 Ficheiros, Tabelas, Registos e Campos...

Leia mais

JOSÉ AUGUSTO ALVES JOSÉ MOTA CASAS INTELIGENTES

JOSÉ AUGUSTO ALVES JOSÉ MOTA CASAS INTELIGENTES JOSÉ AUGUSTO ALVES JOSÉ MOTA CASAS INTELIGENTES PORTUGAL/2003 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa

Leia mais

MS-Excel 2010 Essencial (I)

MS-Excel 2010 Essencial (I) MS-Excel 2010 Essencial (I) Carga Horária: 20 horas Objetivos: Este curso destina-se a todos os profissionais que atuam nas áreas financeiras e administrativas, e que necessitem agilizar os seus cálculos,

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Março de 2004 ISBN: 972-8426-81-X Depósito legal: 207877/04

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Março de 2004 ISBN: 972-8426-81-X Depósito legal: 207877/04 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Adobe Reader 6 Colecção: Software obrigatório

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

Rua Cidade Rabat, 29A/B 1250-159 LISBOA Portugal. Tel. +351 213 102 330/4 Fax +351 213 102 339

Rua Cidade Rabat, 29A/B 1250-159 LISBOA Portugal. Tel. +351 213 102 330/4 Fax +351 213 102 339 Rua Cidade Rabat, 29A/B 1250-159 LISBOA Portugal Tel. +351 213 102 330/4 Fax +351 213 102 339 Contacto Geral: inf@acinet.pt Dep. Comercial: comercial@acinet.pt Dep. Formação: formacao@acinet.pt Dep. Multimedia:

Leia mais

Manual. Formações Modulares Certificadas. A Relha Cooperativa de Serviços CRL. Formador/a: Ricardo Cabral. Data: 05/2013. N.

Manual. Formações Modulares Certificadas. A Relha Cooperativa de Serviços CRL. Formador/a: Ricardo Cabral. Data: 05/2013. N. Manual Formador/a: Ricardo Cabral Data: 05/2013 Formações Modulares Certificadas Área de Formação: Ciências Informáticas UFCD: 0755 Funcionalidades Avançadas N.º Horas: 25 A Relha Cooperativa de Serviços

Leia mais

PERIVER PLATAFORMA SOFTWARE REQUIREMENT SPECIFICATION. Periver_SoftwareRequirementSpecification_2008-03-31_v1.0.doc. Versão 1.0

PERIVER PLATAFORMA SOFTWARE REQUIREMENT SPECIFICATION. Periver_SoftwareRequirementSpecification_2008-03-31_v1.0.doc. Versão 1.0 PLATAFORMA Versão 1.0 31 de Março de 2008 TABELA DE REVISÕES Versão Autores Descrição da Versão Aprovadores Data António Rocha Cristina Rodrigues André Ligeiro V0.1r Dinis Monteiro Versão inicial António

Leia mais

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG Bases de Dados O que é uma Base de Dados? Dados Pode-se começar por tentar dar uma definição do que são Dados. Os dados são factos em bruto, que não são necessáriamente relevantes para qualquer coisa que

Leia mais

MICROSOFT POWERPOINT

MICROSOFT POWERPOINT MICROSOFT POWERPOINT CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES. O QUE É O POWERPOINT? O Microsoft PowerPoint é uma aplicação que permite a criação de slides de ecrã, com cores, imagens, e objectos de outras aplicações,

Leia mais

POSTOUCH. Manual Software

POSTOUCH. Manual Software POSTOUCH Manual Software Introdução Introdução POS TOUCH é uma solução direcionada a pequenos postos de venda, que tem necessidade de criação de muitos talões de uma forma linear e rápida. A solução implementa

Leia mais

Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL. Fevereiro/2002 - Portalegre

Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL. Fevereiro/2002 - Portalegre Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL Fevereiro/2002 - Portalegre Introdução A necessidade de efectuar cálculos complexos de uma forma mais rápida e fiável,

Leia mais

WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida

WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida Flagsoft, Lda 2015 Índice 1. Introdução...3 2. Integrador - Interface com o utilizador...4 3. Registo de actividade - Folha de horas...5 4. Agenda e colaboração...7

Leia mais

Índice. Introdução... 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais... 35

Índice. Introdução... 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais... 35 Introdução... 31 1. Bases de Dados Relacionais...31 2. Modelação de Bases de Dados...31 3. Modelo de Classes UML...32 4. Linguagem SQL...32 5. Sobre o Microsoft Access...32 Tutorial 1: O Microsoft Access

Leia mais

Tarefa Orientada 6 Edição de Dados

Tarefa Orientada 6 Edição de Dados Tarefa Orientada 6 Edição de Dados Objectivos: Inserção de dados. Alteração de dados. Eliminação de dados. Definição de Listas de Pesquisa (Lookup Lists) O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access

Leia mais

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Manual básico do Utilizador Software de Facturação e Gestão Comercial On-line Level 7 Basic, Light & Premium Este Software é fornecido com um número de

Leia mais

50 HACKS PARA O WINDOWS XP O ABC DO HACKER 2ª edição

50 HACKS PARA O WINDOWS XP O ABC DO HACKER 2ª edição Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. 50 HACKS PARA O WINDOWS XP O ABC DO HACKER

Leia mais

EXCEL. Listas como Bases de Dados

EXCEL. Listas como Bases de Dados Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL Listas como Bases de Dados (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina

Leia mais

PROGRAMA. Aquisição dos conceitos teóricos mais importantes sobre bases de dados contextualizados à luz de exemplos da sua aplicação no mundo real.

PROGRAMA. Aquisição dos conceitos teóricos mais importantes sobre bases de dados contextualizados à luz de exemplos da sua aplicação no mundo real. PROGRAMA ANO LECTIVO: 2005/2006 CURSO: LICENCIATURA BI-ETÁPICA EM INFORMÁTICA ANO: 2.º DISCIPLINA: BASE DE DADOS DOCENTE RESPONSÁVEL PELA REGÊNCIA: Licenciado Lino Oliveira Objectivos Gerais: Aquisição

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 Domínios de referência Competências Conteúdos Calendarização Conceitos Essenciais e

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2013 Ap. 413 4760 056 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2013 Ap. 413 4760 056 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Excel 2013 Colecção: Software

Leia mais

Isabel Cristina Lopes e Mário Paulo Pinto

Isabel Cristina Lopes e Mário Paulo Pinto Isabel Cristina Lopes e Mário Paulo Pinto Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra.

Leia mais

OpenOffice.orgWriter

OpenOffice.orgWriter OpenOffice.orgWriter Permite criar e editar texto e objectos gráficos em cartas, relatórios, documentos e páginas da web utilizando o Writer. BARRA DE MENUS: Ficheiro Editar Ver Inserir Formatar Tabela

Leia mais

Noções básicas sobre macros no Access 97. Construção de algumas macros simples. Noções básicas sobre procedimentos VBA no Access 97

Noções básicas sobre macros no Access 97. Construção de algumas macros simples. Noções básicas sobre procedimentos VBA no Access 97 MS Access 97-Macros Estrutura da aula Noções básicas sobre macros no Access 97 Construção de algumas macros simples Noções básicas sobre procedimentos VBA no Access 97 Exemplo de um procedimento VBA Apresentação

Leia mais

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira - Access - Programa de base de dados relacional funciona em Windows Elementos de uma Base de Dados: Tabelas Consultas Formulários

Leia mais