Próton Nêutron Elétron

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Próton Nêutron Elétron"

Transcrição

1

2 Próton Nêutron Elétron

3 Próton Nêutron Elétron Número de prótons: 54 2 Nome do elemento: BORO BERÍLIO HÉLIO Esta Os quantidade diferentes tipos de prótons de átomos recebe (elementos o nome químicos) de são identificados NÚMERO pela ATÔMICO quantidade de e é representado prótons (P) que pela possui letra Z Z = P

4 Observe os átomos abaixo e compare o total Próton de prótons e elétrons de cada Nêutron Elétron Como os átomos são sistemas eletricamente neutros, o número de prótons é igual ao número de elétrons

5 Próton Nêutron Elétron O que há em comum aos três átomos acima? O número atômico (Z) Ao conjunto de átomos de MESMO NÚMERO ATÔMICO damos o nome de ELEMENTO QUÍMICO

6 PARTÍCULASÉ a soma MASSA do RELATIVA número de PRÓTONS prótons (Z ou P) e o número de nêutrons (N) NÊUTRONS 1 do átomo 1 ELÉTRONS 1/1836 Próton Nêutron Elétron A = Z + N P = 4 e N = 5 A = 4Z + N5 A = 9

7 01)(Covest-2003) Isótopos radiativos são empregados no diagnóstico e tratamento de inúmeras doenças. Qual é a principal propriedade que caracteriza um elemento químico? a) número de massa b) número de prótons c) número de nêutrons d) energia de ionização e) diferença entre o número de prótons e de nêutrons

8 02) Um átomo que é constituído por 17 prótons, 18 nêutrons e 17 elétrons tem, respectivamente, número atômico e número de massa iguais a: a) 17 e 17. b) 17 e 18. c) 18 e 17. d) 17 e 35. e) 35 e 17. P = 17 N = 18 E = Z A = = 17 P 17 Z + 18 N A = 35 e 35

9 03) Um átomo de certo elemento químico tem número de massa igual a 144 e número atômico 70. Podemos afirmar que o número de nêutrons que no seu núcleo encontraremos é: a) 70. b) 74. c) 144. d) 210. e) 284. A = 144 N = 144 A 70 Z Z = 70 N = 74

10 04) São dados os átomos A, B e C: A: número atômico 20 e tem 21 nêutrons. B: número de massa 40 e 22 nêutrons. C: 20 prótons e 20 nêutrons. Pertencem ao mesmo elemento químico os átomos: a) A e B. b) A e C. c) B e C. d) A, B e C. e) A, B e C são de elementos diferentes. Átomos de mesmo elemento químico têm mesmo número de prótons A: Tem 20 prótons. B: tem Z = = 18 prótons C: Tem 20 prótons.

11 De acordo com a IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada), ao representar um elemento químico, devem-se indicar, junto ao seu SÍMBOLO, seu número atômico (Z) e seu número de massa (A) Notação Geral A Z X ou Z X A 12 6 C Cl Fe

12 Nome do elemento: cloro Nome do elemento: ferro Cl A = Z = 17 Fe 26 P = 17 E = 17 N = 18 A = 56 Z = 26 P = 26 E = 26 N = 30

13 01) Os números atômicos e de massa dos átomos A e B são dados em função de x. 8x 5x + 12 A 3x + 4 4x 1 B Sabendo-se que o número de massa de A é igual ao número de massa de B, podemos concluir que: a) A e B pertencem ao mesmo elemento químico. 8x = b) B possui 16 nêutrons. 5x x 5x = 12 c) o número atômico de A é 15. 3x = 12 x = 12 = d) o número de nêutrons é igual ao número de prótons para o átomo A A B e) o número de massa de B é N = 32 N 16 = N = 16 N = 17

14 02) As espécies químicas 3x 3x 2 A x + 5 2x 10 B Representam átomos com igual número de prótons. O número de nêutrons encontrado em A e B é, respectivamente: a) 25 e b) 25 e 25. 2x 10 = x + 5 A B c) 5 e 15. 2x x = d) 15 e 5. x = 15 e) 23 e N = N = N = 25 N = 23

15 + Próton 0 Nêutron Elétron ÍON É a espécie química que tem o número de prótons diferente do número de elétrons Be 16 2 O íon cátion íon ânion

16 Quando o átomo PERDE elétrons o íon terá CARGA POSITIVA e será chamado de CÁTION Fe 3+ O átomo de ferro PERDEU 3 ELÉTRONS

17 Quando o átomo GANHA elétrons o íon terá CARGA NEGATIVA e será chamado de ÂNION 16 8 O 2 O átomo de oxigênio GANHOU 2 ELÉTRONS

18 01) Os íons representados a seguir apresentam o mesmo(a): a) massa. b) raio atômico. c) carga nuclear. d) número de elétrons. e) energia de ionização Ca K 2+ + e o Ca tinha 20 elétrons e perdeu 2, ficando com 18 elétrons o K tinha 19 elétrons e perdeu 1, ficando com 18 elétrons

19 02) As afirmações referem-se ao número de partículas constituintes de espécies atômicas: V F Dois átomos neutros com o mesmo número atômico têm o mesmo número de elétrons V F Um ânion bivalente com 52 elétrons e número de massa 116 tem 64 nêutrons N = 116 A 50Z N = 66 V F Um átomo neutro com 31 elétrons tem número atômico igual a 31 o número de elétrons, num átomo neutro, é igual ao número de prótons; então, um átomo com 31 elétrons terá número atômico 31 V F Um átomo, neutro, ao perder três elétrons, mantém inalterado seu número atômico uma variação no número de não altera o número atômico, V F Um cátion trivalente com 47 elétrons e 62 nêutrons tem número de que depende apenas do número de prótons massa igual a 112 A = = 112

20 03) (Covest-2002) Isótopos radiativos de iodo são utilizados no diagnóstico e tratamento de problemas da tireóide, e são, em geral, ministrados na forma de sais de iodeto. O número de prótons, nêutrons e elétrons no isótopo 131 do iodeto I são, respectivamente: a) 53, 78 e 52. b) 53, 78 e 54. c) 53, 131 e 53. d) 131, 53 e 131. e) 52, 78 e I P = 53 N = = 78 E = = 54

21 Comparando-se dois ou mais átomos, podemos observar algumas semelhanças entre eles A depender da semelhança, teremos para esta relação uma denominação especial

22 35 37 Cl Cl A = 35 Z = 17 A = 37 Z = 17 N = 18 N = 20 Átomos que Estes possuem átomos mesmo possuem número o atômico e mesmo diferentes número números atômico de e diferentes massa são números denominados nêutrons, de conseqüentemente, ISÓTOPOS números de massa diferentes

23 1 H H H 1 1 hidrogênio 1 hidrogênio 2 hidrogênio 3 monotério deutério tritério hidrogênio leve hidrogênio pesado trítio Somente os isótopos do hidrogênio possuem nomes especiais

24 Os demais isótopos são identificados pelo nome do elemento químico seguido do seu respectivo número de massa C C C carbono 12 carbono 13 carbono 14

25 40 40 Ca K A = 40 Z = 20 A = 40 Z = 19 N = 20 N = 21 Átomos que possuem mesmo número de massa e Estes átomos possuem o mesmo número de massa diferentes números atômicos são denominados de e diferentes números atômicos ISÓBAROS

26 40 39 Ca K A = 40 Z = 20 A = 39 Z = 19 N = 20 N = 20 Átomos que possuem mesmo número de nêutrons e diferentes Estes átomos possuem o números atômicos e de massa mesmo número de nêutrons são denominados de e diferentes números atômicos e de massa ISÓTONOS

27 23 + Na O Ne E = 10 E = 10 E = 10 Possuem mesmo NÚMERO DE ELÉTRONS (E) ISOELETRÔNICOS são espécies químicas que possuem mesmo número de elétrons

28 01) Dados os átomos: I ) Br II ) Kr III ) Br IV ) Kr V F I e II são isótopos. ( I ) ( II ) ( III ) ( IV ) V F II e IV são isóbaros. Br Kr A = 80 A = 80 Br A = 81 Kr A = 81 V F I e IV são isótonos. Z = 35 N = 45 Z = 36 N = 44 Z = 35 N = 46 Z = 36 N = 45 V F II e IV são isótopos. V F III e IV são isóbaros

29 02) (Vunesp) O elemento químico B possui 20 nêutrons, é isótopo do elemento químico A, que possui 18 prótons, e isóbaro do elemento químico C, que tem 16 nêutrons. Com base nessas informações, pode-se afirmar que os elementos A, B e C apresentam, respectivamente, números atômicos iguais a: a) 16, 16 e 20. b) 16, 18 e 20. c) 16, 20 e 21. d) 18, 16 e A B N = 20 A = Z + N e) 18, 18 e 22. A = A = C N = 16 Z = A N Z = Z = 22

30 03) Conhecem-se os seguintes dados referentes aos átomos A, B e C: B tem número atômico 15 e número de massa 30, sendo isótopo de C. A tem número atômico 14 e é isóbaro de B. A e C são isótonos entre si. Qual o número de massa de C? isóbaros isótonos isótopos A B C N = A Z N = N = 16 N = 16 A = Z + N A = A = 31

31 04) Sabendo que os elementos x + 5 M 5x + 4 e x + 4 Q 6x + 2 são isóbaros, podemos concluir que seus números atômicos são, respectivamente: a) 7 e 6. b) 14 e 6. c) 14 e 7. d) 2 e 2. e) 28 e 14. isóbaros 5x + 4 6x + 2 M x + 5 x M 7 6 Q Q 6x + 2 = 5x + 4 6x 5x = 4 2 x = 2

32 Em torno do núcleo do átomo temos uma região denominada de ELETROSFERA A eletrosfera é dividida em 7 partes chamada CAMADAS ELETRÔNICAS ou NÍVEIS DE ENERGIA

33 Do núcleo para fora estas camadas são representadas pelas letras K, L, M, N, O, P e Q número máximo de elétrons, por camada K L M N O P Q K = 2 L = 8 M = 18 N = 32 O = 32 P = 18 Q = 8

34 Os elétrons de um átomo são colocados, inicialmente, nas camadas mais próximas do núcleo Na K = 2 L = 8 M = 1 80 Br 35 K = 2 L = 8 M = 18 N = 7

35 Verifica-se que a última camada de um átomo não pode ter mais de 8 elétrons Quando isto ocorrer, devemos colocar na mesma camada, 8 ou 18 elétrons (aquele que for imediatamente inferior ao valor cancelado) e, o restante na camada seguinte Ca K = 2 L = 8 M = 810 N = 2

36 I K = 2 L = 8 M = 18 N = O = 7

37 01) Um átomo tem número de massa 31 e 16 nêutrons. Qual o número de elétrons no seu nível mais externo? a) 2. b) 4. c) 5. d) 3. e) 8. A = 31 Z = A N N = 16 Z = Z = 15 K = 2 L = 8 M = 5

38 02) Um átomo A possui 15 nêutrons e distribuição eletrônica K = 2, L = 8, M = 4 Um outro átomo B, isóbaro de A, possui 14 nêutrons. Qual a sua distribuição eletrônica? isóbaros A N = 15 K = 2, L = 8, M = 4 Z = 14 A = Z + N A = A = 29 B N = 14 A = 29 Z = A N Z = Z = 15 K = 2, L = 8, M = 5

39 Pesquisando o átomo, Sommerfeld chegou à conclusão que os elétrons de um mesmo nível não estão igualmente distanciados do núcleo porque as trajetórias, além de circulares, como propunha Bohr, também podem ser elípticas Esses subgrupos de elétrons estão em regiões chamadas de subníveis e podem ser de até 4 tipos s p d f

40 subnível s, que contém até 2 elétrons subnível p, que contém até 6 elétrons subnível d, que contém até 10 elétrons subnível f, que contém até 14 elétrons K 1s L 2s 2p M 3s 3p 3d Os subníveis em cada nível são: N 4s 4p 4d 4f O 5s 5p 5d 5f P 6s 6p 6d Q 7s 7p

41 Estudos sobre as energias dos subníveis, mostram que: s < p < d < f Os elétrons de um mesmo subnível possuem a mesma energia. Os elétrons de um átomo se distribuem em ordem crescente de energia dos subníveis. O cientista LINUS PAULING criou uma representação gráfica para mostrar a ordem CRESCENTE de energia dos subníveis. Esta representação ficou conhecida como DIAGRAMA DE LINUS PAULING O número máximo de elétrons, em cada subnível, é: # subnível s : 2 elétrons. # subnível p : 6 elétrons. # subnível d : 10 elétrons. # subnível f : 14 elétrons.

42 1s 2s 2p 3s 3p 3d 4s 4p 4d 4f 5s 5p 5d 5f 6s 6p 6d 7s 7p

43 1s 2s 2p O átomo de FERRO possui número atômico 26, sua distribuição eletrônica, nos subníveis será... 3s 3p 3d 4s 4p 4d 4f 5s 5p 5d 5f s 2s 2p 3s 3p 4s ordem crescente de energia 3d 6 6s 6p 6d 7s 7p s 2s 2p 3s 3p 3d 6 4s s p d f 3d 6 4s 2 ordem geométrica ou distância subnível de maior energia subnível mais externo K = 2 L = 8 M = 14 N = 2 distribuição nos níveis

44 1s 2s 2p 3s 3p 3d 4s 4p 4d 4f 5s 5p 5d 5f 6s 6p 6d 01)Agrupando os subníveis 4f, 6p, 5s e 3d em ordem crescente de energia, teremos: a) 5s, 3d, 4f, 6p. b) 3d, 4f, 6p, 5s. c) 6p, 4f, 5s, 3d. d) 3d, 5s, 4f, 6p. e) 4f, 6p, 5s, 3d. 7s 7p

45 1s 2s 2p 3s 3p 3d 4s 4p 4d 4f 02) O número de elétrons no subnível 4p do átomo de manganês (Z = 25) é igual a: a) 2. b) 5. c) 1. d) 4. e) zero. 5s 5p 5d 5f 6s 6p 6d s 2s 2p 3s 3p 4s 3d 5 7s 7p

46 03) O átomo 3x + 2 A 7x tem 38 nêutrons. O número de elétrons existente na camada de valência desse átomo é: a) 1. b) 2. c) 3. 3x + 2 A 7x N = A s 2s 2p 3s 3p 4s 3d 10 4p 2 d) 4. A = Z + N e) 5. 7x = 3x s 7x 3x = 40 2s 2p 4x = x = 4 x = 10 3s 3p 3d 4s 4p 4d 4f 5s 5p 5d 5f 6s 6p 6d 7s 7p

47 Esse modelo baseia-se nos seguintes postulados: Os elétrons descrevem órbitas circulares ao redor do núcleo. Cada uma dessas órbitas tem energia constante (órbita estacionária) Os elétrons mais afastados do núcleo têm maior energia.

48 Quando um elétron absorve certa quantidade de energia, salta para uma órbita mais energética. Quando o elétron retorna à órbita original, libera a mesma energia, na forma de luz.

49 01) Considere duas configurações de um mesmo átomo que possui dois prótons no núcleo: I) 1s 2 II) 1s 1 2s 1 Agora, assinale a alternativa correta: a) A passagem de I para II não envolve energia. b) O estado I é menos estável que o estado II. c) A passagem de II para I libera energia na forma de luz. d) O estado I corresponde a um íon de carga +2. e) O estado II corresponde a um íon de carga 2.

50 02) Dizemos que um átomo está no estado fundamental quando todos os seus elétrons estão nas posições de menor energia permitida. Agora veja as distribuições abaixo: I) 1s 1 2s 1 II) 1s 2 2s 2 2p 1 III) 1s 2 2s 2 3s 1 Não estão no estado fundamental as configurações: a) Apenas I. b) Apenas III. c) Apenas I e III. d) Apenas II. e) Apenas I e II.

51 Para os CÁTIONS devemos distribuir os elétrons como se eles fossem neutros e, em seguida, da última camada retirar os elétrons perdidos 26 Fe s 2s 2p 3s 3p 4s 3d

52 Para os ÂNIONS devemos adicionar os elétrons ganhos aos já existentes no átomo e, em seguida distribuir o total 16 S = 18 elétrons s 2s 2p 3s 3p

53 01) O íon abaixo possui a configuração indicada abaixo. Quantos prótons há neste íon? 3+ X : s 2s 2p 3s 3p 3d a) 25. b) 28. c) 31. d) 51. e) 56.

54 02) A seguinte configuração da eletrosfera de uma espécie química com número atômico 8, refere-se a um: a) átomo neutro. b) cátion monovalente. c) ânion bivalente. d) cátion bivalente. e) ânion monovalente s 2s 2p

55 Devido à dificuldade de calcular a posição exata de um elétron na eletrosfera, o cientista Erwin Schordinger foi levado a calcular a região onde haveria maior probabilidade de encontrar um elétron Essa região foi chamada de ORBITAL Nos subníveis teremos os seguintes números de orbitais: O subnível s possui um único orbital na forma esférica Didaticamente será representado por um quadrado

56 O subnível p possui três orbitais na forma de um duplo ovóide e orientações espaciais perpendiculares entre si p y p z p x Didaticamente será representado por três quadrados

57 O subnível d possui cinco orbitais O subnível f possui sete orbitais

58 Em um mesmo orbital encontraremos, no máximo, 2 elétrons com spins opostos Em um mesmo orbital os elétrons possuem SPINS opostos

59 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA NOS ORBITAIS REGRA DE HUND Coloca-se um elétron em cada orbital, da esquerda para a direita e, quando todos os orbitais tiverem recebido o primeiro elétron é que colocamos o segundo elétron, com sentido oposto 3p 5 3d 8

60 01) Um sistema atômico apresenta configuração eletrônica representada por 1s 2, 2s 1. Isto nos diz que existem... 3 elétrons no sistema, distribuídos em... 2 níveis de energia, e num total de... 2 orbitais. A alternativa que completa corretamente é: a) 3, 3, 3. b) 3, 2, 3. c) 3, 2, 2. d) 2, 3, 3. e) 3, 3, 2.

61 02) (UNICAP-PE) Esta questão diz respeito à estrutura atômica. V V F F Um orbital f comporta, no máximo, dois elétrons. Dois elétrons, em um orbital p, devem ser representados assim: V V V F F F O átomo de nitrogênio (Z = 7) apresenta três elétrons não emparelhados O 1snúmero 2s de 2porbitais vazios, no terceiro nível de um átomo que apresenta Z = 13, é O 1selemento 2s que 2p tem 3s configuração 3p eletrônica 1s 2 apresenta dois O subnível elétrons 3d não não emparelhados. tem elétrons, isto é, 5 orbitais vazios

62 03) Assinale na coluna I as afirmações verdadeiras e na II as afirmações falsas: V V V F F F Teoricamente, um átomo apresenta infinitas camadas, mas apenas sete são conhecidas. Orbital é a região do espaço onde temos absoluta certeza de encontrar um elétron. Spin é um número quântico associado à rotação do elétron. V F O diagrama de Pauling serve para mostrar o tamanho do átomo.

63 É o conjunto de 4 números que identificam um elétron de um átomo Identifica o nível de energia do elétron nível do elétron K L M N O P Q nº quântico principal

64 l Identifica o subnível de energia do elétron subnível do elétron s p d f nº quântico secundário ( l )

65 Os 5 elétrons do subnível abaixo possuem: 3 p 5 n = 3 Todos estão no 3º nível de energia (camada M ) l = 1 Todos estão no subnível p

66 Identifica o orbital (orientação no espaço) do elétron varia de l até + l Orbital s possui l = 0 0 Orbital p possui l = 1 Orbital d possui l = 2 Orbital f possui l =

67 Identifica o spin (rotação do elétron) pode ser 1/2 ou + 1/2 Vamos adotar a seguinte convenção: 1º elétron: s = 1/2 2º elétron: s = + 1/2

68 01) Para o elemento ferro (Z = 26) a alternativa verdadeira que indica o conjunto de números quânticos do último elétron é: a) 4, 0, 0 e +1/2. b) 4, 0, 0 e 1/2. c) 3, 2, 2 e +1/2. d) 3, 2, 2 e 1/2. e) 4, 2, + 2 e + 1/2. n = 3 l = 2 m = 2 s = + 1/ s 2s 2p 3s 3p 4s 3d

69 02) Em um subnível de número quântico secundário 2, o número quântico magnético pode assumir os seguintes valores: a) 0 e 1. b) 0, 1 e 2. c) apenas 1, 0, + 1. d) apenas 0, + 1 e + 2. e) 2, 1, 0, + 1, + 2. orbital s possui l = 0 orbital p possui l = 1 orbital d possui l = 2 orbital f possui l =

70 03) Considere a configuração eletrônica a seguir do átomo de oxigênio no seu estado fundamental: 1s 2 2s 2 2p x2 2p y1 2p z1. Os números quânticos do último elétron da camada de valência desse átomo são: a) 1, 0, 0, 1/2. b) 1, 1, +1, +1/2. c) 1, 0, 0, + 1/2. d) 2, 1, 1, +1/2. e) 2, 1, +1, +1/2. 1s 2 2s 2 2p x 2 2p y 1 2p z n = 2 l = 1 m = 1 s = + 1/2

71 UNIDADE DE MASSA ATÔMICA (u.m.a.) 1 12 do carbono 12 ou CARBONO 12 1 u.m.a.

72 MASSA ATÔMICA É um número que indica quantas vezes um determinado átomo é mais pesado que 1/12 do carbono 12 (ou 1 u.m.a. ) He 4 u.m.a. O átomo de HÉLIO é 4 vezes mais pesado que 1/12 do carbono 12

73 01) (UFPB) A massa de três átomos do isótopo 12 do carbono é igual à massa de dois átomos de um certo elemento X. Pode-se dizer, então, que a massa atômica de X, em unidades e massa atômica, é: Dado: massa atômica do carbono = 12 u. a) 12. b) 36. c) 18. d) 3. e) 24. X X C C C 2 X mx 3 X 12 mc = 2 X mx = 36 mx = 36 2 mx = 18

74 MASSA DO ELEMENTO QUÍMICO 35 Cl Cl É a média ponderada das massas atômicas de seus isótopos, onde a porcentagem com que cada aparece na natureza é o peso

75 O cloro possui dois isótopos de pesos atômicos 35u e 37u, com porcentagens, respectivamente, iguais a 75% e 25%. 35 Cl 37 Cl 75% 25% m = 35 x x m = = m = 35,50 u.m.a.

76 01) Um elemento químico genérico X, tem três isótopos com os pesos atômicos 1, 2 e 3 com porcentagens, respectivamente, iguais a 50%, 30% e 20%. A massa do elemento X é: a) 1,70 u. 1 X 2 X 3 X b) 1,50 u. c) 1,00 u. d) 2,00 u. e) 2,70 u. 50% 30% 20% m = 1 x x m = x = 100 m = 1,70 u.

77 02) Na natureza, de cada 5 átomos de boro, 1 tem massa atômica igual a 10 e 4 têm massa atômica igual a 11 u. Com base nesses dados, a massa atômica do boro, expressa em u, é: a) 10. b) 10,5. c) 10,8. d) 11, B B 1 4 x x e) 11,5. m = m = = 54 5 m = 10,8 u.

78 03) Um elemento X tem massa atômica média igual a 63,5 u. e apresenta os isótopos 63X e 65X. A abundância do isótopo 63 no elemento X é: a) 25%. 63 X 65 X m = 63,5 u. b) 63%. c) 65%. d) 75%. e) 80%. x % y % 63,5 = 63 x 100 x + 65 x y 63 x + 65 y = x + 65 y = x ( 65) 2 x = 150 x ( 1) x = 150 x = x = 75% 2

79 MASSA MOLECULAR (M) É um número que indica quantas vezes uma molécula é mais pesada que 1/12 do carbono 12 De uma maneira prática, calculamos a massa molecular somando-se todos os pesos atômicos dos átomos que formam a molécula

80 O ácido sulfúrico H O S O H O O Dados: H = 1 u.m.a.; O = 16 u.m.a.; S = 32 u.m.a. H: S: 2 1 X X 1 32 = = O: 4 X 16 = u.m.a

81 01) A massa molecular do composto abaixo é: Na2SO4. 3 H2O Dados: H = 1u.;Na = 23u.; S = 32u.; O = 16u. a) 142 u. b) 196 u. c) 426 u. d) 444 u. e) 668 u. Na: 2 S: 1 O: 4 H: 2 O: 1 X X X X X = = = u.m.a 1 = 2 16 = u.m.a M = x 18 = = 196 u

82 02) A massa molecular da espécie H4P2OX vale 178 u Podemos afirmar que o valor de x é: Dados: H = 1 u.; O = 16 u.; P = 31 u. a) 5. b) 6. c) 7. d) 8. H: P: O: 4 2 x X X X = = = x e) u.m.a x = x = x = 112 x = = 7 +

83 03) (U. ANÁPOLIS GO) Um composto Al2(XO4)3 apresenta uma massa molecular igual a 342 u. Determine a massa atômica do elemento X. Dados: O = 16 u.; Al = 27 u. a) 8 u. b) 16 u. c) 32 u. d) 48 u. e) 96 u. Al: X: O: X X X 27 x 16 = = = 54 3x u.m.a x = x = x = 96 x = 96 3 = 32 u

84 NÚMERO DE AVOGADRO É o número de entidades (moléculas ou átomos) existentes em uma massa, em gramas, igual à massa molecular ou massa atômica Este número é igual a 6,02 x 10 23

85 Em uma massa de 56 g de átomos Fe de ferro (peso atômico 56 u.) existem 6,02 x 10 23átomos de ferro H O H Em uma massa igual a 18g de H2O (massa molecular 18 u) 23 existem 6,02 x 10 moléculas de água. 23 A quantidade 6,02 x 10 é chamada de MOL

86 1 mol RESUMO M é o peso molecular (PA) é o peso atômico pesa M g ou (PA) g contém 23 6,02 x 10 entidades A massa (em gramas) de um mol de átomos ou a massa (em gramas) de um mol de moléculas chama-se MASSA MOLAR

87 contém 6,02 x entidades átomos 1 mol pesa (PA) 23 g (PM) g 01) Em uma amostra de 1,15 g de átomos de sódio, o número de átomos é igual a: Dado: Peso atômico do sódio = 23u a) 6,0 x 10 b) 3,0 x g 6 x ,15g n c) 6,0 x 10 d) 3,0 x 10 e) 1,0 x x n = 1,15 x 6 x n = 6,9 x n = 3 x

88 23 02) 3,0 x 10 moléculas de certa substância A têm massa igual à 14 g. A massa molar dessa substância é: a) 56 g / mol. b) 28 g / mol. c) 26 g / mol. d) 14 g / mol. e) 7,0 g / mol. massa Mg 14g M 6 x = 14 3 x nº de moléculas 6 x x M = 282 g/mol

89 Contém 6,02 x moléculas entidades 1 mol pesa (PA) g (PM) g 23 03) Uma amostra de 12,04 x 10 moléculas de H2O contém: a) 0,5 mol de água. b) 1,0 mol de água. c) 1,5 mols de água. d) 2,0 mols de água. e) 2,5 mols de água. 1 mol 6,02 x n 12,04 x n = 2 mols de água

90 04) 0,4 mol de uma substância X2 tem massa 64 g. A massa molar do átomo de X é: a) 16g. b) 19g. c) 35,5g. d) 80g. e) 160g. mol massa 1 mol M g 0,4 mol 64 g 1 M = 0,4 64 M = 2 x X 160g 64 0,4 = 160g de X2 X m Então, m = 80g 0,4 x M = 64

91 contém 6,02 x entidades moléculas 1 mol pesa (PA) g (PM) g ) Qual é a massa de 10 mols de glicose (C6H12O6) e quantas moléculas apresentam? 1 mol 180g 10 mol m g m = 1800g ou 1,8 Kg 12 x x x mol 6,02 x mol x x = 6,02 x 10 24

92 06) A sacarose é um açúcar de massa molar 342 g/mol com fórmula n C12H22O11. O número de átomos existentes em um grama de sacarose é: a) 6,02 x 10 b) 3,14 x 10 c) 7,92 x 10 d) 5,03 x e) 4,5 x = 270,9 x g n = 1g x 6,02 x 10 átomos n átomos x 6,02 x = 1 n 45 x 6,02 x = 0,792 x n = 7,92 x 10 22

93 contém 6,02 x entidades 1 mol pesa (PA) g (PM) g 07) Quantos mols de átomos de hidrogênio há em 0,50 mol de H4P2O7? a) 0,50 mol. 1 mol de H4P2O7 contém b) 1,0 mol. 4 mol de átomos de H 2 mol de átomos de P 7 mol de átomos de O c) 2,0 mols. 1 mol de H4P2O7 contém 4 mol de átomos de H d) 2,5 mols. 0,50 mol de H4P2O7 contém n mol de átomos de H e) 4,0 mols. n = 2 mol de átomos de H

94 contém 6,02 x entidades moléculas 1 mol pesa (PA) g (PM) 18 g 08) (Covest-91) 18g de água contém: Dados: H = 1 g/ mol; O = 16 g/ mol a) 2 átomos de hidrogênio e 1 átomo de oxigênio. + 2 b) 2 íons H e 1 íon O. + c) 1 íon H e 1 íon OH d) 12,04 x 10 átomos de hidrogênio e 6,02 x 10 átomos de oxigênio e) 6,02 x 10 íons H e 3,01 x 10 íons O.

95 1 mol de H2O contém 2 mol de átomos de H 2 x 6,02 x 10 átomos 1 mol de átomos de O x 6,02 x 10 átomos 08) (Covest-91) 18g de água contém: Dados: H = 1 g/ mol; O = 16 g/ mol a) 2 átomos de hidrogênio e 1 átomo de oxigênio. b) 2 íons H + e 1 íon O 2. + c) 1 íon H e 1 íon OH d) 12,04 x 10 átomos de hidrogênio e 6,02 x 10 átomos de oxigênio e) 6,02 x 10 íons H e 3,01 x 10 íons O.

96 Dizemos que um gás se encontra nas CNTP quando: P = 1 atm ou 760 mmhg e T = 0 C ou 273 K É o volume ocupado por um mol de um gás Nas CNTP o volume molar de qualquer gás é de 22,4 L

97 01) Assinale a alternativa correspondente ao volume ocupado por 0,25 mol de gás carbônico (CO2) nas condições normais de temperatura e pressão (CNTP): a) 0,25 L. b) 0,50 L. c) 5,60 L. d) 11,2 L. 1 mol 0,25 mol 1 e) 22,4 L. 0,25 = 22,4 V 22,4 L V 1 x V = 0,25 x 22,4 V = 5,6 L

98 02) Nas CNTP, o volume ocupado por 10 g de monóxido de carbono é: Dados: C = 12 u; O = 16 u. a) 6,0 L. b) 8,0 L. c) 9,0 L. d) 10 L. e) 12 L. 1 mol 22,4 L 28 M g V 10 g CO 22,4 M28 = = 28 x V = 10 x 22,4 V 10 M = 28 u V = 224 = 8 L 28

Próton Nêutron Elétron

Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron ARNOLD SOMMERFELD MODELO ATÔMICO DE ARNOLD SOMMERFELD - 1916 Ao pesquisar o átomo, Sommerfeld concluiu que os elétrons de um mesmo nível, ocupam órbitas de trajetórias diferentes

Leia mais

Química Atomística Profª: Bruna Villas Bôas. Exercícios

Química Atomística Profª: Bruna Villas Bôas. Exercícios NÚMERO ATÔMICO (Z) Os diferentes tipos de átomos (elementos químicos) são identificados pela quantidade de prótons (P) que possui. Esta quantidade de prótons recebe o nome de número atômico e é representado

Leia mais

Química A Intensivo V. 1

Química A Intensivo V. 1 1 Química A Intensivo V. 1 Exercícios 01) 10 01. Incorreta. O modelo atômico de Dalton não prevê a existência de elétrons. 02. Correta. Segundo Dalton, os átomos eram indestrutíveis e, durante uma reação

Leia mais

A ESTRUTURA ATÔMICA REPRESENTAÇÃO

A ESTRUTURA ATÔMICA REPRESENTAÇÃO A ESTRUTURA ATÔMICA O modelo nuclear admite que o átomo é formado por uma região central extremamente pequena, o núcleo, em torno do qual giram diminutas partículas, constituindo uma outra região, a eletrosfera.

Leia mais

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo.

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo. Teoria Atômica Constituição da matéria Raízes históricas da composição da matéria Modelos atômicos Composição de um átomo Tabela periódica Raízes Históricas 6000 a.c.: descoberta do fogo 4000 a.c.: vidros,

Leia mais

Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas.

Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas. EVOLUÇÃO DOS MODELOS ATÔMICOS Durante algum tempo a curiosidade do que era constituída a matéria parecia ser impossível de ser desvendada. Até que em 450 a.c. o filósofo grego Leucipo de Mileto afirmava

Leia mais

ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS

ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS 1 ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS Alguns filosófo da Grécia Antiga já admitiam que toda e qualquer matéria seria formada por minúsculas partículas indivisíveis, que foram denominadas átomos

Leia mais

Prova de Recuperação Bimestral de Ciências Nome Completo: Data: / /2010

Prova de Recuperação Bimestral de Ciências Nome Completo: Data: / /2010 COLÉGIO MARIA IMACULADA QI 05 ch. 72 LAGO SUL BRASÍLIA DF E-MAIL: cmidf@cmidf.com.br FONE: 248 4768 SITE: www.cmidf.com.br VALOR:10 pontos. NOTA: 9ºano 2º PERÍODO Prova de Recuperação Bimestral de Ciências

Leia mais

Química A Intensivo V. 1

Química A Intensivo V. 1 Química A Intensivo V. 1 Exercícios 01)A A ideia apresentada na alternativa A, além de algo impossível, não estava incluída na teoria de Dalton que afirmava que átomos iguais pertenciam ao mesmo elemento

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA E N OS QUâNTICOS TEORIA - PARTE II. Elétron de diferenciação e elétrons de valência. Distribuição eletrônica de íons

DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA E N OS QUâNTICOS TEORIA - PARTE II. Elétron de diferenciação e elétrons de valência. Distribuição eletrônica de íons DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA E N OS QUâNTICOS TEORIA - PARTE II Elétron de diferenciação e elétrons de valência O elétron de diferenciação é definido como o último elétron do subnível mais energético de um

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Módulo 1 Teoria atômica básica e leis ponderais Evolução dos modelos atômicos Modelo atômico atual 1 Módulo 2 Números quânticos; Distribuição eletrônica Paramagnetismo,

Leia mais

ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos

ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos Nova Friburgo, de de 2014. Aluno (a): Gabarito Professor(a): ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos Nº: Turma:100 Assuntos: Estrutura atômica; Tabela Periódica; Propriedades periódicas;

Leia mais

Química. Química 3 SUMÁRIO. e Pré-vestibular

Química. Química 3 SUMÁRIO. e Pré-vestibular Química SUMÁRIO Química 1 MÓDULO 1 Estrutura da matéria - Atomística... 3 Estrutura da matéria: modelos atômicos, Z, A, isótopos e íons Estrutura da matéria: A eletrosfera MÓDULO 2 Classificação periódica

Leia mais

3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS. Aline Lamenha

3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS. Aline Lamenha 3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS Aline Lamenha OBJETIVOS Referir os contributos de vários cientistas e das suas propostas de modelo atómico, para a criação do modelo atómico

Leia mais

TD nº 02 Química 2 1º ano - 2011

TD nº 02 Química 2 1º ano - 2011 Prof. Willame TD nº 02 Química 2 1º ano - 2011 TABELA PERIÓDICA 1. A organização dos elementos Com a descoberta de uma grande variedade de átomos, tornou-se necessária à criação de uma sistemática de classificação.

Leia mais

ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO

ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO COLÉGIO ESTADUAL RAINHA DA PAZ, ENSINO MÉDIO REPOSIÇÃO DAS AULAS DO DIA 02 e 03/07/2012 DAS 1 ª SÉRIES: A,B,C,D,E e F. Professor MSc. Elaine Sugauara Disciplina de Química ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO As ondas

Leia mais

Exercícios de Revisão de Química 1º ano

Exercícios de Revisão de Química 1º ano Questão 01) Dentre as alternativas abaixo, indicar a que contém a afirmação correta. a) Dois átomos que possuem o mesmo número de nêutrons pertencem ao mesmo elemento químico. b) Dois átomos com o mesmo

Leia mais

Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves

Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves Evolução da ideia do átomo 1) Partícula maciça, indivisível e indestrutível; 2)

Leia mais

Lista de Exercício de Química - N o 6

Lista de Exercício de Química - N o 6 Lista de Exercício de Química - N o 6 Profa. Marcia Margarete Meier 1) Arranje em ordem crescente de energia, os seguintes tipos de fótons de radiação eletromagnética: raios X, luz visível, radiação ultravioleta,

Leia mais

Qualidade Ambiental Química

Qualidade Ambiental Química Qualidade Ambiental Química Programa Revisão dos Conceitos Básicos de Química e Estatística Poluição o Ar e a Química da Troposfera Reações Químicas ligadas à Emissão de Poluentes da Atmosfera Bibliografia

Leia mais

O Átomo. a + thomos = sem divisão

O Átomo. a + thomos = sem divisão O Átomo 1. O nome átomo tem origem na Grécia Antiga no sec. V a.c. Os pensadores antigos falavam da existência de partículas invisíveis e indivisíveis que formariam toda matéria. a + thomos = sem divisão

Leia mais

Ligações Químicas Ligação Iônica Ligação Metálica

Ligações Químicas Ligação Iônica Ligação Metálica Química Geral e Inorgânica QGI0001 Eng a. de Produção e Sistemas Prof a. Dr a. Carla Dalmolin Ligações Químicas Ligação Iônica Ligação Metálica Periodicidade O átomo é visto como uma esfera, onde só as

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS

CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS EXERCÍCIOS Questão 01) O correto uso da tabela periódica permite determinar os elementos químicos a partir de algumas de suas características. Recorra a tabela periódica

Leia mais

Módulo: Tabela Periódica Atividade: Estudo da Tabela Periódica e Distribuição Eletrônica de Linus Pauling

Módulo: Tabela Periódica Atividade: Estudo da Tabela Periódica e Distribuição Eletrônica de Linus Pauling Guia do Professor Módulo: Tabela Periódica Atividade: Estudo da Tabela Periódica e Distribuição Eletrônica de Linus Pauling I Introdução A atividade Distribuição Eletrônica favorece o desenvolvimento de

Leia mais

ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS

ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS Os sólidos são caracterizados por uma associação muito próxima de átomos, em geral representados por esferas rígidas, em contato uns com os outros e mantidos juntos por

Leia mais

Apostila de Química Geral

Apostila de Química Geral Cursinho Vitoriano UNESP - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Câmpus de São José do Rio Preto Apostila de Química Geral Período noturno Ligações químicas interatômicas Vanessa R.

Leia mais

História da Química: Empédocles (Séc. V a.c.)

História da Química: Empédocles (Séc. V a.c.) Prof.: Manzi História da Química: Empédocles (Séc. V a.c.) Teoria sobre os 4 elementos: Terra, Fogo, água e ar Aristóteles ( 350 a.c.) Quando a matéria recebe a forma ela se organiza nos quatro elementos

Leia mais

Correção da ficha de trabalho N.º3

Correção da ficha de trabalho N.º3 Correção da ficha de trabalho N.º3 1- Classifique as afirmações seguintes em verdadeiras ou falsas, corrigindo estas últimas: A. A passagem de um átomo de um estado excitado ao estado fundamental é acompanhada

Leia mais

MODELOS ATÔMICOS. Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio

MODELOS ATÔMICOS. Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio MODELOS ATÔMICOS Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio PRIMEIRA IDEIA DO ÁTOMO 546 a.c. Tales de Mileto: propriedade da atração e repulsão de objetos após atrito; 500 a.c. Empédocles:

Leia mais

SIMULADO DE QUÍMICA. 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da:

SIMULADO DE QUÍMICA. 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da: SIMULADO DE QUÍMICA 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da: a) ( ) filtração; b) ( ) flotação; c) ( ) separação de mistura; d) ( ) ventilação.

Leia mais

Em torno do núcleo do átomo temos uma região denominada ELETROSFERA

Em torno do núcleo do átomo temos uma região denominada ELETROSFERA Em torno do núcleo do átomo temos uma região denominada ELETROSFERA A eletrosfera é dividida em 7 partes chamada CAMADAS ELETRÔNICAS ou NÍVEIS DE ENERGIA Do núcleo para fora estas camadas são representadas

Leia mais

01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é:

01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: 01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: a) Halogênios b) Calcogênios c) Metais Alcalinos Terrosos d) Metais Alcalinos e) Gases Nobres 02) (UFF-RJ)

Leia mais

Nº máximo 2 8 18 32 32 18 2. Camadas K L M N O P Q 20 Ca (Z=20) 2 8??

Nº máximo 2 8 18 32 32 18 2. Camadas K L M N O P Q 20 Ca (Z=20) 2 8?? Ligações químicas Na natureza, todos os sistemas tendem a adquirir a maior estabilidade possível. Os átomos ligam-se uns aos outros para aumentar a sua estabilidade. Os gases nobres são as únicas substâncias

Leia mais

Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo I 1 a série do ensino médio Fase 01 Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final Disciplina: Química Ano: 2012 Professor (a): Elisa Landim Turma: 1º FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça a lista

Leia mais

Conteúdo para Recuperação Final de Química. 1 ano do Ensino Médio. Bimestre Apostila Tema Páginas

Conteúdo para Recuperação Final de Química. 1 ano do Ensino Médio. Bimestre Apostila Tema Páginas Conteúdo para Recuperação Final de Química 1 ano do Ensino Médio Bimestre Apostila Tema Páginas 1 1 2 Substâncias e átomos: tipos de substâncias, simples ou composta, íons, núcleo e eletrosfera, isótopos,

Leia mais

APSA 2 - Tabela Periódica 10º Ano Novembro de 2011

APSA 2 - Tabela Periódica 10º Ano Novembro de 2011 1. Dada a distribuição eletrónica dos elementos a seguir, indique qual deles apresenta maior e menor raio atómico 3Li: 1s 2 2s 1 7N: 1s 2 2s 2 2p 3 9F: 1s 2 2s 2 2p 5 R: Maior raio Atómico = Li Menor raio

Leia mais

EXERCÍCIOS DE QUÍMICA PROFESSOR: RENIR DAMASCENO

EXERCÍCIOS DE QUÍMICA PROFESSOR: RENIR DAMASCENO 01. Ana, Lúcia, Renata e Fernanda participaram de uma olimpíada química. A vencedora foi a que apresentou o objeto com maior número de átomos. O resultado foi registrado na tabela a seguir. PARTICIPANTES

Leia mais

Química. 01. Quantos prótons há na espécie química (A) 2 (D) 32 (B) 28 (E) 60 (C) 30

Química. 01. Quantos prótons há na espécie química (A) 2 (D) 32 (B) 28 (E) 60 (C) 30 Química 01. Quantos prótons há na espécie química (A) 2 (D) 32 (B) 28 (E) 60 (C) 30 02. Para que um átomo de número atômico 55 e número de massa 137 seja eletricamente neutro, ele deverá ter, necessariamente:

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. 1ª série Turma: FG

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. 1ª série Turma: FG COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: QUÍMICA Professora: Maria Luiza 1ª série Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades Resoluções das atividades Sumário Aula 1 Evolução dos modelos atômicos: da alquimia ao modelo atômico de Thomson... 1 Aula 2 Evolução dos modelos atômicos: de Rutherford ao modelo atômico de Sommerfeld...

Leia mais

A) a existência do oceano líquido é uma hipótese possível, pois um sal solúvel só forma uma mistura homogênea com a água, quando ela está líquida.

A) a existência do oceano líquido é uma hipótese possível, pois um sal solúvel só forma uma mistura homogênea com a água, quando ela está líquida. TEXTO PARA A QUESTÃO 1. Sonda espacial detecta sal de cozinha em lua de Saturno A análise da composição química do anel mais externo de Saturno revelou a presença de 98% de água, 1% de cloreto de sódio,

Leia mais

Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas.

Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas. 1 Parte I - Considere as informações abaixo: Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas. Núcleo: Prótons e nêutrons. Eletrosfera: elétrons Os átomos

Leia mais

Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Pré- Vestibular

Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Pré- Vestibular Colégio Drummond Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Pré- Vestibular MATERIAL DE QUÍMICA PROF.: CARLINHOS CURSINHO 2+ efeito estufa é o monóxido de carbono CO2, este é liberado principalmente

Leia mais

Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26. b) 27. c) 28. d) 54. e) 56. Gab: A. Questão 02)

Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26. b) 27. c) 28. d) 54. e) 56. Gab: A. Questão 02) Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26 b) 27 c) 28 d) 54 e) 56 Gab: A Questão 02) Uma certa variedade atômica do estrôncio, cujo número atômico é 38, tem número

Leia mais

MODELO ATÔMICO ATUAL

MODELO ATÔMICO ATUAL MODELO ATÔMICO ATUAL Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (CESGRANRIO-RJ) A distribuição eletrônica do átomo 56 26 Fe, em camadas é: a) 1s 2 2s 2 2p

Leia mais

Química 1ª série Ensino Médio v. 1. Gabarito comentado

Química 1ª série Ensino Médio v. 1. Gabarito comentado Química 1ª série Ensino Médio v. 1 Exercícios Gabarito comentado Neste material você encontrará, além das respostas das atividades propostas no material didático Energia, resoluções completas com comentários

Leia mais

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo II 2 a série do ensino médio Fase 02 Aluno: Idade: Instituição de Ensino: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS

Leia mais

Nível 1 2 3 4 5 6 7 Camada K L M N O P Q Número máximo de elétrons 2 8 18 32 32 18 2

Nível 1 2 3 4 5 6 7 Camada K L M N O P Q Número máximo de elétrons 2 8 18 32 32 18 2 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA E TABELA PERIÓDICA dos ELEMENTOS INTRODUÇÃO O conhecimento químico é necessário para uma melhor compreensão sobre as propriedades físicas, químicas e mecânicas dos materiais utilizados,

Leia mais

RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS

RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS A constituição da matéria é motivo de muita curiosidade entre os povos antigos. Filósofos buscam há tempos a constituição dos materiais. Resultado dessa curiosidade implicou na

Leia mais

1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº

1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº 1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº Valor: 10 Nota:.. Conteúdo: Atomística e MRU 1) Observe o trecho da história em quadrinhos

Leia mais

OPÇÃO CONCURSO. e) 11 prótons, 11 elétrons e 11 nêutrons.

OPÇÃO CONCURSO. e) 11 prótons, 11 elétrons e 11 nêutrons. 1) Somando-se todas as partículas (prótons, nêutrons e elétrons) de um átomo de 28 Ni 59 com as do átomo de 80 Hg 201, o total de partículas será: a) 281. b) 158. c) 368. d) 108. e) 360. 2) O átomo de

Leia mais

Goiânia, / / 2014. Elemento Configuração 1 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 2 1s 2 2s 2 2p 4 3 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 4 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6

Goiânia, / / 2014. Elemento Configuração 1 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 2 1s 2 2s 2 2p 4 3 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 4 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 Lista de exercícios - Química Aluno (a): Nº. Professora: Núbia de Andrade Série: 1º ano (Ensino médio) Turma: Goiânia, / / 2014. Questão 01) Localize na Tabela Periódica o elemento químico de número atômico

Leia mais

Propriedades Químicas

Propriedades Químicas Álvaro Montebelo Barcelos Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons. http://creativecommons.org.br http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/br/legalcode

Leia mais

Energias de ionização (ev) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª X 5,4 75,6 122,4 Y 13,6 35,2 54,9 77,4 113,9 138,1 739,1 871,1

Energias de ionização (ev) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª X 5,4 75,6 122,4 Y 13,6 35,2 54,9 77,4 113,9 138,1 739,1 871,1 1. (Cefet MG 2014) Na tabela a seguir, estão representadas as energias de ionização de dois elementos X e Y pertencentes ao segundo período do quadro periódico. Elementos Energias de ionização (ev) 1ª

Leia mais

Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo

Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo Ligação Química e Estudo do Átomo de Carbono Aula 1 1- INTRODUÇÃO Os átomos são formados por nêutrons, prótons e elétrons.

Leia mais

Conceitos Preliminares. Introdução a Química. Conceitos Preliminares. Conceitos Preliminares. Universo. Conceitos Preliminares. Fenômenos Substâncias

Conceitos Preliminares. Introdução a Química. Conceitos Preliminares. Conceitos Preliminares. Universo. Conceitos Preliminares. Fenômenos Substâncias Introdução a Química Conceitos Preliminares Universo É o conjunto TOTAL de toda a MATÉRIA e ENERGIA que existe... Conceitos Preliminares Fenômenos Substâncias Conceitos Preliminares Matéria É tudo o que

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS

CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS PARTE 1 01. A classificação periódica apresenta os elementos na: a) seqüência crescente de números de massa; b) ordem de reatividade química; c) seqüência crescente

Leia mais

Lista 1 Atomística e tabela periódica

Lista 1 Atomística e tabela periódica Lista 1 Atomística e tabela periódica 1. (Ufrn 2013) A Lei Periódica e sua representação gráfica, a Tabela Periódica, são dois conhecimentos essenciais para a química e para os químicos. D. Mendeleev (1834-1907),

Leia mais

Atomística Estrutura do Átomo

Atomística Estrutura do Átomo Atomística Estrutura do Átomo 1. (Udesc 2014) O enunciado Em um mesmo átomo, não podem existir dois elétrons com o mesmo conjunto de números quânticos refere-se a(ao): a) Princípio da Exclusão de Pauli.

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL Conteúdos Competências / Habilidades Avaliação/Atividades

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL Conteúdos Competências / Habilidades Avaliação/Atividades Estrutura atômica I (Unid. 02 e 3) COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q36 Classificação de elementos

Química. Resolução das atividades complementares. Q36 Classificação de elementos Resolução das atividades complementares 3 Química Q36 Classificação de elementos p. 24 1 (Fatec-SP) Imagine que a tabela periódica seja o mapa de um continente, e que os elementosquímicos constituem as

Leia mais

A DESCOBERTA DO ÁTOMO

A DESCOBERTA DO ÁTOMO A DESCOBERTA DO ÁTOMO Após Dalton ter apresentado sua teoria atômica, em 1808, na qual sugeria que os átomos eram indivisíveis, maciços (rígidos) e esféricos, vários cientistas realizaram diversos experimentos

Leia mais

SEMI 2016 UNIDADES 04 e 05 Química A (Com gabarito)

SEMI 2016 UNIDADES 04 e 05 Química A (Com gabarito) SEMI 2016 UNIDADES 04 e 05 Química A (Com gabarito) 1 - (UFPR) - Considere um elemento químico (E) com número atômico (Z) igual a 16. a) Qual sua configuração eletrônica para o estado fundamental? a) 1s

Leia mais

ESTRUTURA ATÔMICA (PARTE II)

ESTRUTURA ATÔMICA (PARTE II) ESTRUTURA ATÔMICA (PARTE II) EXERCÍCIOS PROFESSOR:RENIR DAMASCENO 01. (PUC-RS) A luz emitida por lâmpadas de sódio, ou de mercúrio, da iluminação pública, provém de átomos que foram excitados. Esse fato

Leia mais

Apostila de Química (3º bimestre-2009) Professor: Eduardo Mesquita 1º ano Ensino Médio. Números Quânticos e Diagrama de Pauling;

Apostila de Química (3º bimestre-2009) Professor: Eduardo Mesquita 1º ano Ensino Médio. Números Quânticos e Diagrama de Pauling; Apostila de Química (3º bimestre-2009) Professor: Eduardo Mesquita 1º ano Ensino Médio Números Quânticos e Diagrama de Pauling; Número quântico principal (n): indica o nível de energia do elétron no átomo.

Leia mais

Configurações eletrônicas

Configurações eletrônicas Configurações eletrônicas Metais de transição Depois de Ar, os orbitais d começam a ser preenchidos. Depois que os orbitais 3d estiverem preenchidos, os orbitais 4p começam a ser preenchidos. Metais de

Leia mais

Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron:

Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron: Equação de Estado de Van der Waals Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron: P i V i = nrt em que colocamos

Leia mais

Elementos do bloco p

Elementos do bloco p Elementos do bloco p Características gerais principais Estados de oxidação e tipos de ligações Inicialmente, para efeitos didáticos, serão utilizados os elementos do grupo 13 (B, Al, Ga, In Tl), que apresentam

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEORIA CORPUSCULAR

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEORIA CORPUSCULAR LIGAÇÕES QUÍMICAS 5 TEORIA CORPUSCULAR 1 INTRODUÇÃO O fato de os gases nobres existirem na natureza como átomos isolados, levou os cientistas KOSSEL e LEWIS a elaborar um modelo para as ligações químicas.

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q42 Ligação metálica

Química. Resolução das atividades complementares. Q42 Ligação metálica Resolução das atividades complementares 3 Química Q42 Ligação metálica p. 59 1 (Cefet-PR) Analise as afirmações a seguir: I. O metal X é leve, sofre pouca corrosão e é bastante utilizado na construção

Leia mais

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 11 Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 4 ), para que a água esteja em conformidade com

Leia mais

Profa Fernanda Galante Fundamentos de Química e Biologia Molecular/ Nutrição Material 3 1 LIGAÇÕES QUIMICAS

Profa Fernanda Galante Fundamentos de Química e Biologia Molecular/ Nutrição Material 3 1 LIGAÇÕES QUIMICAS Profa Fernanda Galante Fundamentos de Química e Biologia Molecular/ Nutrição Material 3 1 LIGAÇÕES QUIMICAS REGRA DO OCTETO Cada átomo tem um número de elétrons diferente e estes e - (elétrons) estão distribuídos

Leia mais

sábado, 28 de julho de 12 Prof: Alex

sábado, 28 de julho de 12 Prof: Alex Modelo de Sommerfeld (1916) Modelo de Sommerfeld (1916) Sommerfeld aperfeiçoou o modelo de BOHR, incluindo órbitas elípticas para o elétron, que teria energias diferentes dependendo do tipo de órbita descrita.

Leia mais

Evolução do modelo atómico

Evolução do modelo atómico Os neutrões só foram descobertos em 1932 por Chadwick. Evolução do modelo atómico Demócrito (400 a.c.) Enunciou a primeira ideia de átomo como sendo a partícula elementar que constitui toda a matéria.

Leia mais

Lista de exercícios 12 Propriedades periódicas

Lista de exercícios 12 Propriedades periódicas Lista de exercícios 12 Propriedades periódicas 01. (UEG) O gráfico a seguir indica a primeira variação do potencial de ionização, em função dos números atômicos. Analise o gráfico, consulte a tabela periódica

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS 3 PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS QUÍMICA 01 - O dispositivo de segurança que conhecemos como air-bag utiliza como principal reagente para fornecer o gás N 2 (massa molar igual a 28 g mol -1

Leia mais

PROPRIEDADES PERIÓDICAS I

PROPRIEDADES PERIÓDICAS I PROPRIEDADES PERIÓDICAS I Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 Considere as primeiras, segundas, terceiras e quartas energias de ionização dos elementos

Leia mais

Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco Ciências Físico-Químicas, 9º ano Ano lectivo 2006 / 2007

Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco Ciências Físico-Químicas, 9º ano Ano lectivo 2006 / 2007 Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco Ciências Físico-Químicas, 9º ano Ano lectivo 2006 / 2007 Ficha de Trabalho, nº 2 CORRECÇÃO Nome: n.º aluno: Turma: 1. Nas frases seguintes, risca as palavras

Leia mais

QUÍMICA. Questão 31. Questão 32

QUÍMICA. Questão 31. Questão 32 QUÍMICA Questão 3 Em 9,9 g de um sal de cálcio encontra-se 0,5 mol desse elemento. Qual a massa molar do ânion trivalente que forma esse sal? Dado: Ca 40 g/mol. (A) 39 g/mol. (B) 278 g/mol. (C) 63,3 g/mol.

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação do 3 Bimestre

Lista de Exercícios de Recuperação do 3 Bimestre Lista de Exercícios de Recuperação do 3 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

Adaptado de Professora: Miwa Yoshida. www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt

Adaptado de Professora: Miwa Yoshida. www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt Adaptado de Professora: Miwa Yoshida www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt Leucipo de Mileto ( 440 a.c.) & Demócrito (460 a.c. - 370 a.c. ) A ideia de dividirmos uma porção qualquer de matéria

Leia mais

CURSINHO PRÓ-ENEM UFMS - 2014. 6 NaN3 (s) + Fe2O3 (s) Na2O (s) + 2 Fe (s) +N2 (g) a) 16. b) 20. c) 22. d) 8. X Al2O3 + Y HCl Z AlCl3 + W H2O !!!!

CURSINHO PRÓ-ENEM UFMS - 2014. 6 NaN3 (s) + Fe2O3 (s) Na2O (s) + 2 Fe (s) +N2 (g) a) 16. b) 20. c) 22. d) 8. X Al2O3 + Y HCl Z AlCl3 + W H2O !!!! Prof. Marcus Olliveira Disciplina: Química Curso da Graduação: Química *e-mail: olliveir4@gmail.com Scooby-Doo, Cadê Você? Unidade 07 - Balanceamento 1 - Explique qual a diferença entre as seguintes notações

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila

INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila Profa. Graça Porto Índice 1. Introdução...03 2. Idéia de átomo...03 3. Teorias e modelos atômicos...03 4. As partículas do átomo...06 5. Conceitos fundamentais...07 6. Números

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S QUÍMICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém cinco

Leia mais

Prof. Agamenon Roberto CÁLCULOS E MASSAS www.agamenonquimica.com 1

Prof. Agamenon Roberto CÁLCULOS E MASSAS www.agamenonquimica.com 1 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULOS E MASSAS www.agamenonquimica.com 1 EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO 01) (SSA 2008) Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa VERDADEIRA. a) O número de Avogadro

Leia mais

Tabela periódica e propriedades periódicas

Tabela periódica e propriedades periódicas Tabela periódica e propriedades periódicas Mendeleev Vários cientistas procuravam agrupar os átomos de acordo com algum tipo de semelhança, mas o químico russo Dmitri Ivanovich Mendeleev foi o primeiro

Leia mais

AULA 02: TABELA PERIÓDICA

AULA 02: TABELA PERIÓDICA AULA 02: TABELA PERIÓDICA 1. INTRODUÇÃO A Tabela Periódica é, efetivamente, um instrumento organizador de conhecimentos sobre os elementos químicos, onde estes estão ordenados por ordem crescente de número

Leia mais

TEORIA DO ORBITAL MOLECULAR

TEORIA DO ORBITAL MOLECULAR Teoria do Orbital Molecular - Prof. J. D. Ayala - 1 - TEORIA DO ORBITAL MOLECULAR ORBITAIS NAS MOLÉCULAS A teoria dos orbitais moleculares (MO) constitui uma alternativa para se ter uma visão da ligação.

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO

EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO Prof. Agamenon Roberto ATOMÍSTICA www.agamenonquimica.com 1 EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO 01) (PUC-MG) A teoria atômica de Dalton só não está claramente expressa em: a) A formação dos materiais dá-se através

Leia mais

MASSA ATÔMICA. 1u corresponde a 1,66.10-24 g, que equivale aproximadamente à massa de um próton ou de um nêutron.

MASSA ATÔMICA. 1u corresponde a 1,66.10-24 g, que equivale aproximadamente à massa de um próton ou de um nêutron. Cálculos Químicos MASSA ATÔMICA Na convenção da IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada) realizada em 1961, adotou-se como unidade padrão para massa atômica o equivalente a 1/12 da massa

Leia mais

E aquela história de prótons e elétrons?

E aquela história de prótons e elétrons? Aula 2 Parte 1 E aquela história de prótons e elétrons? Amor, hoje me lembrei de você durante a aula na faculdade. O professor comentava a formação do universo e sobre as primeiras idéias dos filósofos

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 Questão 26 Como a questão pede a separação do sólido solúvel do líquido, o único processo recomendado é a destilação simples. Lembrando que filtração e decantação

Leia mais

478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito

478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito MODELOS ATÔMICOS 478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito - A matéria após sofrer várias subdivisões, chegaria a uma partícula indivisível a que chamaram de átomo. - ÁTOMO a = sem tomos = divisão - Esta

Leia mais

REVISÃO PARA VESTIBULAR

REVISÃO PARA VESTIBULAR REVISÃO PARA VESTIBULAR MODELOS ATÔMICOS Desvendar os segredos da matéria, sua estrutura, sua constituição, sempre foi um desejo dos estudiosos. Cinco séculos antes de Cristo, os filósofos gregos especulavam

Leia mais

CIANSP - COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Rua Monsenhor Domingos Pinheiro, 35 Calafate-BH-Fone: (31) 3334 6913

CIANSP - COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Rua Monsenhor Domingos Pinheiro, 35 Calafate-BH-Fone: (31) 3334 6913 CIANSP - COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Rua Monsenhor Domingos Pinheiro, 35 Calafate-BH-Fone: (31) 3334 6913 76 Anos Educando para a Vida DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: ALEXANDRE 1º ANO/2015 ENSINO MÉDIO

Leia mais

ânodo TUBO B lâmina de Au anteparo com ZnS

ânodo TUBO B lâmina de Au anteparo com ZnS UFSC 2003 Uma das principais partículas atômicas é o elétron. Sua descoberta foi efetuada por J. J. Thomson em uma sala do Laboratório Cavendish, na Inglaterra, ao provocar descargas de elevada voltagem

Leia mais

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 2ºTeste Sumativo 1ºPeríodo Duração do Teste:60 minutos Data: 05 / 12 / 08 Prof. Dulce Godinho

Leia mais

Resoluções. Estrutura atômica

Resoluções. Estrutura atômica Segmento: Pré-vestibular Resoluções Coleção: Alfa, Beta e Gama Disciplina: Química Volume: 1 Série: 1 Estrutura atômica 1. A A composição metafísica presente no poema remete aos modelos atômicos propostos

Leia mais