REVISÃO PARA VESTIBULAR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REVISÃO PARA VESTIBULAR"

Transcrição

1 REVISÃO PARA VESTIBULAR MODELOS ATÔMICOS Desvendar os segredos da matéria, sua estrutura, sua constituição, sempre foi um desejo dos estudiosos. Cinco séculos antes de Cristo, os filósofos gregos especulavam a respeito da matéria: seria ela contínua ou descontínua? Demócrito e Leucipo eram partidários da descontinuidade, isto é, a matéria poderia ser dividida em partes cada vez menores, até um limite. A esse limite deram o nome de ÁTOMO, que em grego significa "indivisível". MODELO ATÔMICO DE DALTON O modelo de Dalton foi elaborado em 1808 e é conhecido como modelo da bola de bilhar por representar os átomos como pequenas bolas redondas, maciças e indivisíveis. Para ele, átomos de um mesmo elemento são idênticos e elementos diferentes apresentam átomos diferentes. Em uma reação química ocorre a reorganização dos átomos, os quais se unem em varias proporções e mantendo suas massas. MODELO DE THOMSON Apesar do modelo de Dalton ter sido o ponto de partida para compreender a estrutura da matéria, ele não explicava uma série de fenômenos. Thomson então propôs que o átomo seria constituído por uma esfera com carga positiva e os elétrons estariam incrustados nessa esfera, de tal forma que o total de cargas positivas fosse igual ao total de cargas negativas. Tal modelo ficou conhecido como "modelo do pudim de passas". Em 1920, Rutherford propôs que no núcleo, além dos prótons, deveria existir pares de prótons e elétrons, os quais ele chamou de nêutrons. Somente em 1932, Chadwick descobriu a existência dos nêutrons. A maior parte da massa do átomo se encontra no núcleo, onde se encontram os prótons e os nêutrons. MODELO DE BOHR O modelo de Rutherford afirmava que os elétrons giravam em torno do núcleo, a uma certa distância. No entanto, sabia-se na época, que elétrons girando em torno do núcleo deveriam perder energia e assim, sua órbita seria cada vez mais próxima do núcleo, o que acabaria provocando sua queda no núcleo, o que seria uma volta ao modelo de Thomson. Era um dilema: se o elétron girasse em torno do núcleo, deveria perder energia e ficar grudado no núcleo, mas como explicar os resultados obtidos por Rutherford? Em 1913, Niels Bohr propôs que as leis da Física, vigentes na época, não se aplicavam ao elétron, pois sua massa era muito pequena. Propôs que o elétron giraria em torno do núcleo em órbita circular, sem absorver ou emitir energia (sendo assim, o elétron não se precipitaria para o núcleo). Fornecendo-se energia ao elétron, ele salta de uma órbita para outra mais externa. Da mesma forma, quando um elétron "excitado" retornar a sua órbita, ele emitiria a energia absorvida. Surgia assim o modelo dos níveis de energia, isto é, os elétrons de um átomo não estariam todos na mesma órbita e sim distribuídos em órbitas (K, L, M, N, 0 e P). MODELO DE RUTHERFORD Em 1911, Rutherford bombardeou uma fina lamina de ouro com partículas alfa. O resultado da experiência, revelou que 99% das partículas atravessaram a lamina sem desvio, algumas desviaram e atravessaram e outras desviaram e retornaram. Para explicar os resultados experimentais, Rutherford propôs um modelo nuclear, isto e, haveria no átomo um núcleo muito pequeno e positivo e os elétrons girariam ao redor do núcleo. Essa região ao redor do núcleo, onde se encontram os elétrons, é chamado de eletrosfera. O elétron é muito leve, cerca de 1836 vezes mais leve que o próton. Esse modelo é conhecido como modelo planetário. O modelo das órbitas circulares foi alterado por Sommerfeld que propôs que as órbitas seriam elípticas, tal como no sistema planetário e imaginou que algumas das órbitas, camadas ou níveis do átomo de Rutherford-Bohr seriam formadas por subcamadas ou subníveis, e que um subnível seria circular e os demais teriam a forma de elipses. Resumindo

2 O modelo de Bohr inclui uma série de postulados (postulado é uma afirmação aceita como verdadeira, sem demonstração): 1. Os elétrons, nos átomos, movimentam-se ao redor do núcleo em trajetórias circulares, chamadas de camadas ou níveis. 2. Cada um desses níveis possui um valor determinado de energia. 3. Não é permitido a um elétron permanecer entre dois desses níveis. 4. Um elétron pode passar de um nível para outro de maior energia, desde que absorva energia externa (salto quântico). Quando isso acontece, dizemos que o elétron foi excitado. 5. O retorno do elétron ao nível inicial se faz acompanhar da liberação de energia na forma de ondas eletromagnéticas. O modelo atômico de Rutherford, modificado por Bohr, é também conhecido como modelo de Rutherford-Bohr. OBS: O número máximo de elétrons por camadas é: K = 2 L = 8 M = 18 N = 32 O = 32 P = 18 Q = 2. LINUS PAULING DISTRIBUIÇÃO ATÔMICA Atualmente, os cientistas preferem identificar os elétrons mais por seu conteúdo de energia do que por sua posição na eletrosfera. Por meio de cálculos matemáticos, chegou-se a conclusão de que os elétrons se dispõe ao redor do núcleo atômico de acordo com sua energia. O cientista americano Linus Pauling ( ) imaginou um diagrama (conhecido como diagrama de Pauling) onde ordenou os elétrons segundo suas energias. K 1s 2 L 2s 2 2p 6 M 3s 2 3p 6 3d 10 N 4s 2 4p 6 4d 10 4f 14 O 5s 2 5p 6 5d 10 5f 14 P 6s 2 6p 6 6d 10 Q 7s 2 A distribuição eletrônica é feita de acordo com o número atômico (número de prótons) do elemento em questão. Como fica a distribuição de Linus Pauling respeitando a ordem crescente de energia? 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 10 4p 6 5s 2 4d 10 5p 6 6s 2 4f 14 5d 10 6p 6 7s 2 5f 14 6d 10 A tabela periódica é dividida em duas grandes famílias: A e B. Os elementos que pertencem à família A, que compreende as famílias de número 1,2 e 13 ao 18, são conhecidos como representativos. Os elementos que pertencem à família B, que compreende as famílias de número 3 à 12, são chamados de transição e todos são metais. A maior parte dos elementos da tabela são de natureza metálica. Os principais ametais estão descritos no : F O N Cl Br S I C P H Vale a pena lembrar que todos esses elementos são diatômicos quando formam substâncias simples mas Só Pra Contrariar a regra, os SPC não são diatômicos (S 8 P 4 C). A tabela periódica compreende de 7 períodos (horizontal), que correspondem ao número de camadas que o elemento possui. Assim, se o elemento possui 5 camadas, ele estará localizado no quinto período. A distribuição dos elétrons de um elemento por Linus Pauling nos fornece algumas informações : 1. A que período pertence o elemento = nível mais alto da distribuição. 2. O número de elétrons da última camada = soma dos elétrons do último nível. 3. A localização do elétron mais periférico = é o elétron que se encontra na última camada da distribuição. 4. O elétron mais energético é o último elétron da distribuição. 5. A que tipo de família pertence o elemento : 5a) Se a distribuição terminar em s ou p, o elemento pertence à família A. 5b) Se a distribuição terminar em d ou f, o elemento pertence à família B. 6. O número da família a que pertence o elemento : 6a) s = o expoente indica o número da família A. 6b) p = a soma do último s e p mais dez (10), indica o número da família A. 6c) d = a soma do último s e d indica o número da família B. 6d) f = são os elementos de transição interna e pertencem à família 3 do sexto e sétimo período. Exemplo : 51 Sb 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 10 4p 6 5s 2 4d 10 5p 3 5p 3 É o último da distribuição. Isso quer dizer que o elétron mais energético se encontra no subnível p, do quinto nível. O elétron mais periférico coincide com o mais energético, pois ele também representa a última camada. O elemento pertence ao 5 o período e à família 15 (5A) pois a soma do último s, d e p dá um valor igual a 15. Outro exemplo : 45 Rh 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 10 4p 6 5s 2 4d 7 2

3 4d 7 É o último da distribuição. Isso quer dizer que o elétron mais energético se encontra no subnível d, do quarto nível. O elétron mais periférico não coincide com o mais energético. A última camada está representada pelo 5s 2. Assim o elétron mais periférico se localiza no quinto nível de energia e no subnível s. O elemento pertence ao 5 o período e à família 9 (8B) pois a soma do último s e d dá um valor igual a 9. IDENTIFICAÇÃO DOS ÁTOMOS Os átomos são identificados segundo o seu número de prótons, nêutrons e elétrons. Assim, convém sabermos alguns conceitos: Número atômico (Z) É a quantidade de prótons existente no núcleo do átomo. Número de nêutrons (N) É a quantidade de nêutrons existentes no núcleo do átomo. Número de massa (A) É a soma dos números de prótons e nêutrons existentes no núcleo atômico. Representação Z X A Em um átomo neutro o número de prótons é igual ao número de elétrons. Um átomo que apresenta o seu número de elétrons diferente do número de prótons é um íon. Um íon positivo é conhecido pelo nome de cátion e apresenta número de elétrons menor do que o número de prótons (perda de elétrons). Um íon negativo é conhecido pelo nome de ânion e apresenta número de elétrons maior do que o número de prótons (ganho de elétrons) Existem elementos diferentes na natureza que apresentam algum número igual. São eles: Isótopos São elementos químicos iguais porque apresentam o mesmo número de prótons porem diferem em seu número de massa. Exemplo : Hidrogênio 1H 1 1H 2 1H 3 Prótio Deutério Trítio Isóbaros São elementos químicos diferentes, portanto apresentam números atômicos diferentes, mas apresentam o mesmo número de massa. Exemplo : Potássio e cálcio. 19K 40 20Ca 40 Isótonos São elementos químicos diferentes, com número de massa diferentes mas com o mesmo número de nêutrons. Exemplo :Cloro e cálcio. 17Cl 37 20Ca 40 N=20 N=20 Isoeletrônicos São íons de elementos químicos diferentes que apresentam o mesmo número de elétrons. Exemplo : F e Na +. 9F 11Na + e - =10 e - =10 Exercícios conceituais 1. Dalton, na sua teoria atômica, propôs, entre outras hipóteses, que: - Os átomos são indivisíveis. - Átomos de um determinado elemento são idênticos em massa. À luz dos conhecimentos atuais, quais as criticas que podem ser formuladas a cada uma dessas hipóteses? 2. Analise as proposições abaixo e diga se são verdadeiros ou falsos : ( ) Associar o átomo a uma esfera maciça está de acordo com a teoria atômica de Dalton. ( ) Para Thomson, o átomo era uma esfera positiva com cargas negativas. ( ) Rutherford introduziu o modelo nuclear para o átomo (núcleo com elétrons). ( ) Para Bohr, os elétrons localizam-se ao redor do núcleo em órbitas específicas. ( ) Segundo Rutherford, a carga do núcleo é positiva devido aos prótons. 3. Uma importante contribuição do modelo atômico de Rutherford foi considerar o átomo constituído de : a) Elétrons mergulhados numa massa homogênea de carga positiva. b) Um núcleo muito pequeno de carga positiva cercado por elétrons em órbitas circulares. c) Um núcleo de massa insignificante em relação à massa do elétron. d) Uma estrutura altamente compactada de prótons e elétrons. e) Nuvens eletrônicas distribuídas ao redor de um núcleo positivo. 4. O bombardeamento da folha de ouro com partículas alfa, no experimento de Rutherford, mostra que algumas dessas partículas sofrem desvio acentuado do seu trajeto, o que é devido ao fato de que as partículas alfa: a) Chocam-se com as moléculas de ouro. b) Têm carga negativa e são repelidas pelo núcleo. c) São muito lentas e qualquer obstáculo as desvia. d) Têm carga positiva e são repelidas pelo núcleo. e) Não podem atravessar a lâmina de ouro. 5. O sal de cozinha emite luz de coloração amarela quando colocado numa chama. Baseando-se na teoria atômica, é correto afirmar que: a) Os elétrons do cátion Na +, ao receberem energia da chama, saltam de uma camada mais externa para uma mais interna, emitindo luz amarela. b) A luz amarela emitida nada tem a ver com o sal de cozinha, pois ele não é amarelo. c) A emissão da luz amarela se deve aos átomos de oxigênio. d) Os elétrons do cátion Na +, ao receberem energia da chama, saltam de uma camada mais interna para uma mais externa e, ao perderem essa energia ganha, emitem-na sob a forma de luz amarela. 3

4 e) Qualquer outro sal também produziria a mesma coloração. 6. Podemos afirmar, utilizando uma linguagem bastante grosseira, que a massa do átomo: a) Está igualmente repartida entre o núcleo e a camadas eletrônicas. b) Está praticamente toda concentrada nos prótons. c) Está praticamente toda concentrada nos nêutrons. d) Está praticamente toda concentrada nos elétrons. e) Está praticamente toda concentrada no núcleo. 7. Para se identificar se uma amostra contém sódio, leva-se a mesma a chama do bico de Bunsen. Se a mesma adquirir coloração amarela, o teste e positivo. Explique o fenômeno, recorrendo ao modelo de Bohr. 8. Considere o modelo atômico de Bohr. Um elétron ao saltar da camada K para a camada L deve absorver ou emitir energia? 9. No exercício proposto, responder os itens abaixo, utilizando a distribuição eletrônica de Linus Pauling : a) A que família pertence o elemento. b) A que período pertence o elemento. c) A localização do elétron mais periférico. d) A localização do elétron mais energético. A) 20 A F) 73 F B) 32 B G) 13 G C) 83 C H) 60 H D) 55 D I) 32 I E) 27 E J) 54 J Exercícios avançados 1. (Ufg 2006) Observe o trecho da história em quadrinhos a seguir, no qual há a representação de um modelo atômico para o hidrogênio. Qual o modelo atômico escolhido pelo personagem no último quadrinho? Explique-o. 2. A experiência de Rutherford, que foi, na verdade, realizada por dois de seus orientados, Hans Geiger e Ernest Marsden, serviu para refutar especialmente o modelo atômico: 3. (Fuvest 2006) Os desenhos são representações de moléculas em que se procura manter proporções corretas entre raios atômicos e distâncias internucleares. Os desenhos podem representar, respectivamente, moléculas de: a) oxigênio, água e metano. b) cloreto de hidrogênio, amônia e água. c) monóxido de carbono, dióxido de carbono e ozônio. d) cloreto de hidrogênio, dióxido de carbono e amônia. e) monóxido de carbono, oxigênio e ozônio. 4. (cftce 2004) O elemento químico carbono é de fundamental importância na constituição de compostos orgânicos. Baseado nas propriedades do carbono e nos conceitos químicos relacionados aos itens a seguir, é FALSO afirmar que: a) o carbono, no composto CH 4 com 4 elétrons na camada de valência, possui estrutura tetraédrica b) o composto CHCl 3 é uma substância polar, e o benzeno (C 6 H 6 ) é uma substância apolar c) o carbono possui várias formas alotrópicas d) o carbono combina-se com elementos da família 7A, formando compostos de fórmula CX 4 onde X representa um halogênio e) o carbono 12 (C 12 ) possui 12 prótons no seu núcleo 5. (cftce 2005) É CORRETA a afirmativa: a) alotropia é o fenômeno que algumas substâncias apresentam de formar dois ou mais elementos químicos diferentes b) o que caracteriza um elemento químico é sua carga nuclear c) substâncias compostas são constituídas por átomos de números de massa diferentes d) átomos de elementos químicos diferentes têm sempre números de elétrons diferentes e) uma substância pura, independente do processo de preparação, sempre apresenta a massa dos seus elementos em proporção variável 6. (cftce 2006) A soma total de todas as partículas, prótons, elétrons e nêutrons, pertencentes às espécies a seguir, é: a) 162 b) 161 c) 160 d) 158 e) 157 a) de Bohr. b) de Thomson. c) planetário. d) quântico. e) de Dalton. 4

5 7. (cftmg 2004) O átomo de um elemento X apresenta, no seu estado fundamental, a seguinte distribuição eletrônica nos níveis de energia: K = 2, L = 8, M = (cftmg 2006) A tabela indica a composição de algumas espécies químicas. Sabendo que um dos isótopos desse elemento tem 12 nêutrons, a sua representação é: a) 12 X 12. b) 12 X 24. c) 24 X 12. d) 24 X (cftmg 2004) Considere a espécies representadas a seguir: R +2 (Z = 20), Q 1 (Z = 9), 11 Y 23 e 8 Z 16 A respeito dessas espécies é correto afirmar que: a) Q 1 tem nove prótons. b) Z possui dezesseis elétrons. c) Y possui onze elétrons no núcleo. d) R +2 é um cátion com 22 elétrons no núcleo. 9. (cftmg 2004) São dadas as seguintes informações relativas aos átomos hipotéticos X, Y e W: - o átomo Y tem número atômico 46, número de massa 127 e é isótono de W; - o átomo X é isótopo de W e possui número de massa igual a 130; - o número de massa de W é 128. Com essas informações é correto concluir que o número atômico de X é igual a: a) 47. b) 49. c) 81. d) (cftmg 2005) Certo elemento forma um cátion bivalente de configuração eletrônica 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 10 4p 6 4d 6. Pode-se afirmar corretamente que seu: a) número atômico é igual a 42. b) átomo neutro possui 42 elétrons. c) átomo neutro possui 4 níveis de energia. d) cátion trivalente é mais estável que o bivalente. 11. (cftmg 2005) Os elementos hipotéticos X, Y, Z e W apresentam as seguintes distribuições eletrônicas: X - 1s 2 2s 2 2p 6 Y - 1s 2 2s 2 2p 6 Z - 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 W - 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 Considerando esses elementos, é correto afirmar que: a) Z é um metal alcalino. b) X possui a menor eletronegatividade. c) Y possui o menor potencial de ionização. d) Y e W formam um composto de fórmula W Y. Com relação a esses dados, é correto afirmar que: a) I e IV são isótopos. b) II e III são isótonos. c) I e II são eletricamente neutros. d) III e IV pertencem ao mesmo elemento químico. 13. (Puc-rio 2007) No cotidiano, percebemos a presença do elemento químico cálcio, por exemplo, nos ossos, no calcário, entre outros. Sobre esse elemento, é correto afirmar que: a) o nuclídeo 20 Ca 40 possui 22 prótons, 20 elétrons e 20 nêutrons. b) o cloreto de cálcio se dissocia em meio aquoso formando íons Ca 1+. c) o cálcio faz parte da família dos halogênios. d) o cálcio em seu estado normal possui dois elétrons na camada de valência. e) o cálcio é um metal de transição. 14. (Pucmg 2006) A espécie 55 Mn 3+ possui: a) 25 prótons, 25 nêutrons e 25 elétrons. b) 27 prótons, 27 nêutrons e 25 elétrons. c) 53 prótons, 55 nêutrons e 51 elétrons. d) 25 prótons, 30 nêutrons e 22 elétrons. 15. (Pucmg 2007) Observe atentamente a representação a seguir sobre um experimento clássico realizado por Rutherford: Rutherford concluiu que: a) o núcleo de um átomo é positivamente carregado. b) os átomos de ouro são muito volumosos. c) os elétrons em um átomo estão dentro do núcleo. d) a maior parte do volume total um átomo é constituído de um espaço vazio. 16. (Pucmg 2007) Assinale o elemento que pode formar um cátion isoeletrônico com o Neônio (Ne) e se ligar ao oxigênio na proporção de 1:1. Dados: 9 F; 11 Na; 12 Mg; 13 Al a) F b) Na c) Mg d) Al 5

6 17. (Pucmg 2007) Assinale a afirmativa que descreve ADEQUADAMENTE a teoria atômica de Dalton. Toda matéria é constituída de átomos: a) os quais são formados por partículas positivas e negativas. b) os quais são formados por um núcleo positivo e por elétrons que gravitam livremente em torno desse núcleo. c) os quais são formados por um núcleo positivo e por elétrons que gravitam em diferentes camadas eletrônicas. e) e todos os átomos de um mesmo elemento são idênticos. 18. (Pucrj 2006) Analise as frases abaixo e assinale a alternativa que contém uma afirmação incorreta. a) Os nuclídeos 12 C 6 e 13 C 6 são isótopos. b) Os isóbaros são nuclídeos com mesmo número de massa. c) O número de massa de um nuclídeo é a soma do número de elétrons com o número de nêutrons. d) A massa atômica de um elemento químico é dada pela média ponderada dos números de massa de seus isótopos. e) Os isótonos são nuclídeos que possuem o mesmo número de nêutrons. 20. (Ufla 2007) O potássio não ocorre livremente na natureza e sim na forma combinada. Alguns minerais do potássio são: carnalita (KMgCl 3. 6H 2 O); langbeinita [K 2 Mg 2 (SO 4 ) 3 ] e silvita (KCl). A respeito do elemento químico potássio, é CORRETO afirmar que: a) é um metal de transição. b) os átomos podem apresentar estados de oxidação +1 e +2. c) o potássio é isoeletrônico do Ar. d) os seus átomos possuem um elétron na camada de valência. 21. (Ufmg 2007) Analise o quadro, em que se apresenta o número de prótons, de nêutrons e de elétrons de quatro espécies químicas: Dados : 1 H; 9 F 19. (Pucrs 2007) Um experimento conduzido pela equipe de Rutherford consistiu no bombardeamento de finas lâminas de ouro, para estudo de desvios de partículas alfa. Rutherford pôde observar que a maioria das partículas alfa atravessava a fina lâmina de ouro, uma pequena parcela era desviada de sua trajetória e uma outra pequena parcela era refletida. Rutherford então idealizou um outro modelo atômico, que explicava os resultados obtidos no experimento. Em relação ao modelo de Rutherford, afirma-se que: I. o átomo é constituído por duas regiões distintas: o núcleo e a eletrosfera. II. o núcleo atômico é extremamente pequeno em relação ao tamanho do átomo. III. os elétrons estão situados na superfície de uma esfera de carga positiva. IV. os elétrons movimentam-se ao redor do núcleo em trajetórias circulares, denominados níveis, com valores determinados de energia. As afirmativas corretas são, apenas: a) I e II b) I e III c) II e IV d) III e IV e) I, II e III Considerando-se as quatro espécies apresentadas, é INCORRETO afirmar que: a) I é o cátion H +. b) II é o ânion F. c) III tem massa molar de 23 g/mol. d) IV é um átomo neutro. 22. (Ufrs 2006) Entre as espécies químicas a seguir, assinale aquela em que o número de elétrons é igual ao número de nêutrons. Dados : 1 H; 6 C; 8 O; 10 Ne; 17 Cl a) 2 H + b) 13 C c) 16 O 2 d) 21 Ne e) 35 Cl 23. (Puc-rio 2007) Assinale a afirmativa correta: a) O nuclídeo Ar 40 possui 18 prótons, 18 elétrons e 20 nêutrons. b) Os nuclídeos U 238 e U 235 são isóbaros. c) Os nuclídeos Ar 40 e Ca 40 são isótopos. d) Os nuclídeos B 11 e C 12 são isótonos. e) Os sais solúveis dos elementos da família dos alcalino terrosos formam facilmente, em solução aquosa, cátions com carga (FEI) Um íon de carga 3- tem o mesmo número de elétrons que um certo átomo neutro, cujo número atômico é 14. Sabendo-se que o íon possui 20 nêutrons,o número atômico e o número de massa do 6

7 átomo que dá origem a esse íon são, respectivamente: a) 11 e 31 b) 14 e 34 c) 17 e 37 d) 37 e 17 e) 34 e Um íon A 3- é isoeletrônico de um íon B 2+, ou seja, ambos tem o mesmo número de elétrons. Sabendo que o número atômico de A é igual a 34, qual será o de B? 26. São dadas as seguintes informações relativas aos átomos X, Y e Z: I. X é isóbaro de Y e isótono de Z II. Y tem número atômico 56, número de massa 137 e é isótopo de Z. III. O número de massa de Z é 138. Calcule o número atômico de X. 27. Temos três átomos genéricos A, B e C. O átomo A tem número atômico 70 e número de massa 160. O átomo C tem 94 nêutrons e é isótopo do átomo A. O átomo B é isóbaro de C e isótono de A. Determine o número de elétrons do átomo B 2+ e seu número atômico. 28. Dados os átomos dos elementos X, Y, Z e W, e sabendo-se que: X tem número atômico igual a 31 e 40 partículas nucleares. X é isóbaro de Z e é isótono de Y Z tem 15 partículas sem carga e é isótopo de W Y possui 30 cargas nucleares e é isóbaro de W Determine o número atômico e o número de massa de todos os átomos dados. 29. Têm-se os átomos A, B, C, D e E. A possui 50 cargas nucleares e número de massa igual a 120 B possui 7 partículas neutras a menos que C e número de massa igual a 130 C é isóbaro de A e possui 10 partículas nucleares com carga a menos que D D é isótopo de A e isóbaro de B E é isótono de C e isoeletrônico de B Determine o número atômico e o número de massa de cada um dos átomos dados. 30. Têm-se os átomos A, B, C, D e E. A possui 78 partículas nucleares e 33 partículas com massa desprezível. B possui 35 cargas nucleares e 46 partículas sem carga. B e C são isótopos, C e A são isótonos, D e B são isóbaros, D e A são isótonos, E e D são isoeletrônicos e E e A são isóbaros. Ache os números atômicos e de massa de cada um dos átomos dados, e determine o número de nêutrons do átomo E. Desafio: Considere as seguintes informações sobre os átomos A, B e C : A e B são isótopos A e C são isótonos B e C são isóbaros O número de massa de A é igual a 55 A soma dos números de prótons de A, B e C é igual a 79 A soma dos números de nêutrons de A, B e C é igual a 88 Determine os números atômicos e de massa de A, B e C. Respostas Respostas dos exercícios conceituais 1. Átomos são constituídos por prótons, nêutrons e elétrons; elétrons podem ser arrancados dos átomos produzindo íons; átomos podem sofrer fissão nuclear, originando outros núcleos. Átomos de um mesmo elemento podem apresentar diferentes números de nêutrons e portanto massas diferentes (como é o caso dos isótopos) Todas são verdadeiras 3. Alternativa b 4. Alternativa d 5. Alternativa d 6. Alternativa e 7. O calor da chama excita os elétrons periféricos para um subnível mais energético e instável. O retorno dos mesmos à sua situação inicial é feito com emissão de energia com características especificas (no caso a luz amarela), permitindo a sua identificação. 8. K é menos energética que L, portanto deve absorver energia. 9. questão família período periférico energético A 2 (2A) 4 4s 2 4s 2 B p 2 4p 2 (4A) C p 3 6p 3 (5A) D 1 (1A) 6 6s 1 6s 1 E 9 (8B) 4 4s 2 3d 7 F 5 (5B) 6 6s 2 5d 3 G p 1 3p 1 (3A) H 3 (3B) 6 6s 2 4f 4 I 14 (4A) J 18 (0 ou 8A) 4 4p 2 4p 2 5 5p 6 5p 6 Respostas dos exercícios avançados 1. O modelo atômico apresentado é o modelo de Bohr. No modelo de Bohr, os elétrons giram em torno do núcleo, em níveis específicos de energia, 7

8 chamados de camadas. No caso do modelo do átomo de hidrogênio apresentado, pode-se observar que a órbita não é elíptica, e o elétron gira em torno do núcleo, em uma região própria, ou em uma camada chamada de camada K. Aceita-se também a resposta como modelo de Rutherford-Bohr. 2. [B] 3. [D] 4. [E] 5. [B] 6. [E] 7. [B] 8. [A] 9. [A] 10. [D] 11. [A] 12. [C] 13. [D] 14. [D] 15. [A] 16. [C] 17. [D] 18. [C] 19. [A] 20. [D] 21. [D] 22. [E] 23. [D] 24. [A] Z=74 e E= X 40 ; 30 Y 39 ; 25 Z 40 ; 25 W A 120 ; 57 B 130 ; 40 C 120 ; 50 D 130 ; 57 E A 78 ; 35 B 81 ; 35 C 80 ; 36 D 81 ; 36 E 78 Desafio : 26 A 55 ; 26 B 56 ; 27 C 56 8

Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão

Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão Observação teórica - Os postulados de Böhr A partir das suas descobertas científicas, Niels Böhr propôs cinco postulados: 1 o.) Um átomo

Leia mais

Lista de exercícios 01 Início dos Modelos Atômicos Série 1

Lista de exercícios 01 Início dos Modelos Atômicos Série 1 Lista de exercícios 01 Início dos Modelos Atômicos Série 1 01. (Cftmg) O filme Homem de Ferro 2 retrata a jornada de Tony Stark para substituir o metal paládio, que faz parte do reator de seu peito, por

Leia mais

Modelos atômicos. A origem da palavra átomo

Modelos atômicos. A origem da palavra átomo Modelos???? Modelos atômicos A origem da palavra átomo A palavra átomo foi utilizada pela primeira vez na Grécia antiga, por volta de 400 ac. Demócrito (um filósofo grego) acreditava que todo tipo de matéria

Leia mais

Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas.

Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas. EVOLUÇÃO DOS MODELOS ATÔMICOS Durante algum tempo a curiosidade do que era constituída a matéria parecia ser impossível de ser desvendada. Até que em 450 a.c. o filósofo grego Leucipo de Mileto afirmava

Leia mais

1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº

1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº 1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº Valor: 10 Nota:.. Conteúdo: Atomística e MRU 1) Observe o trecho da história em quadrinhos

Leia mais

Juliana Cerqueira de Paiva. Modelos Atômicos Aula 2

Juliana Cerqueira de Paiva. Modelos Atômicos Aula 2 Juliana Cerqueira de Paiva Modelos Atômicos Aula 2 2 Modelo Atômico de Thomson Joseph John Thomson (1856 1940) Por volta de 1897, realizou experimentos estudando descargas elétricas em tubos semelhantes

Leia mais

478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito

478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito MODELOS ATÔMICOS 478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito - A matéria após sofrer várias subdivisões, chegaria a uma partícula indivisível a que chamaram de átomo. - ÁTOMO a = sem tomos = divisão - Esta

Leia mais

Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I

Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I 01. (Cftmg) O filme Homem de Ferro 2 retrata a jornada de Tony Stark para substituir o metal paládio, que faz parte do reator de seu peito, por

Leia mais

Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello

Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello Fácil Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello Médio www.quimica.net/emiliano emiliano@quimica.net Difícil Níveis de dificuldade das Questões 01. Em um frasco,

Leia mais

Estão corretos: a) apenas I, II e V. b) apenas I, III e IV. c) apenas II, III e V. d) I, II, III, IV e V. e) apenas I, II, III, IV.

Estão corretos: a) apenas I, II e V. b) apenas I, III e IV. c) apenas II, III e V. d) I, II, III, IV e V. e) apenas I, II, III, IV. 1. (Ufpr 2014) As teorias atômicas vêm se desenvolvendo ao longo da história. Até o início do século XIX, não se tinha um modelo claro da constituição da matéria. De lá até a atualidade, a ideia de como

Leia mais

Estrutura Atômica. Parte I. www.soexatas.com Página 1

Estrutura Atômica. Parte I. www.soexatas.com Página 1 Parte I Estrutura Atômica 1. (Ufg 2013) Para estimular um estudante a se familiarizar com os números atômicos de alguns elementos químicos, um professor cobriu as teclas numéricas de uma calculadora com

Leia mais

O Átomo. a + thomos = sem divisão

O Átomo. a + thomos = sem divisão O Átomo 1. O nome átomo tem origem na Grécia Antiga no sec. V a.c. Os pensadores antigos falavam da existência de partículas invisíveis e indivisíveis que formariam toda matéria. a + thomos = sem divisão

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO

EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO Prof. Agamenon Roberto ATOMÍSTICA www.agamenonquimica.com 1 EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO 01) (PUC-MG) A teoria atômica de Dalton só não está claramente expressa em: a) A formação dos materiais dá-se através

Leia mais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila

INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila Profa. Graça Porto Índice 1. Introdução...03 2. Idéia de átomo...03 3. Teorias e modelos atômicos...03 4. As partículas do átomo...06 5. Conceitos fundamentais...07 6. Números

Leia mais

1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)?

1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)? EXERCÍCIOS REVISÃO 1ª série 1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)? 2. Qual a fórmula do composto formado entre o potássio, K (Z = 19) e o enxofre, S (Z =

Leia mais

MODELOS ATÔMICOS. Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio

MODELOS ATÔMICOS. Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio MODELOS ATÔMICOS Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio PRIMEIRA IDEIA DO ÁTOMO 546 a.c. Tales de Mileto: propriedade da atração e repulsão de objetos após atrito; 500 a.c. Empédocles:

Leia mais

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo.

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo. Teoria Atômica Constituição da matéria Raízes históricas da composição da matéria Modelos atômicos Composição de um átomo Tabela periódica Raízes Históricas 6000 a.c.: descoberta do fogo 4000 a.c.: vidros,

Leia mais

Adaptado de Professora: Miwa Yoshida. www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt

Adaptado de Professora: Miwa Yoshida. www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt Adaptado de Professora: Miwa Yoshida www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt Leucipo de Mileto ( 440 a.c.) & Demócrito (460 a.c. - 370 a.c. ) A ideia de dividirmos uma porção qualquer de matéria

Leia mais

Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves

Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves Evolução da ideia do átomo 1) Partícula maciça, indivisível e indestrutível; 2)

Leia mais

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Dados: 01. (Ufrj - adaptado) A caiação é um processo tradicionalmente utilizado na pintura de casas. Uma das maneiras de se preparar o pigmento consiste em misturar cal

Leia mais

EXERCÍCIOS. Questão 01) Analise a tabela:

EXERCÍCIOS. Questão 01) Analise a tabela: 18 EXERCÍCIOS Questão 01) Analise a tabela: Substância Pontode Pontode Raio Fusão/ o C Ebulição/ o C Atômico/pm Bromo -7,20 58,8 114 Cloro -102-34,0 100 Iodo 114 184 133 Ozônio -193-112 73,0 Sódio 98,0

Leia mais

17-11-2011. Marília Peres Adaptado de (Corrêa 2007)

17-11-2011. Marília Peres Adaptado de (Corrêa 2007) FQA 10º Ano Unidade 1 Química Espectro de Absorção Fonte: http://www.brasilescola.com/quimica/espectroseletromagneticos-estrutura-atomo.htm Adaptado de (Corrêa 2007) 1 Carlos Corrêa Fernando Basto Noémia

Leia mais

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 1ºTeste Sumativo 1ºPeríodo Duração do Teste: 90 minutos Data: 07 / 11 / 08 Prof. Dulce Godinho

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Módulo 1 Teoria atômica básica e leis ponderais Evolução dos modelos atômicos Modelo atômico atual 1 Módulo 2 Números quânticos; Distribuição eletrônica Paramagnetismo,

Leia mais

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 2ºTeste Sumativo 1ºPeríodo Duração do Teste:60 minutos Data: 05 / 12 / 08 Prof. Dulce Godinho

Leia mais

Próton Nêutron Elétron

Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron ARNOLD SOMMERFELD MODELO ATÔMICO DE ARNOLD SOMMERFELD - 1916 Ao pesquisar o átomo, Sommerfeld concluiu que os elétrons de um mesmo nível, ocupam órbitas de trajetórias diferentes

Leia mais

= 0 molécula. cada momento dipolar existente na molécula. Lembrando que u R

= 0 molécula. cada momento dipolar existente na molécula. Lembrando que u R Lista de Exercícios de Geometria e Ligações 1) Numere a segunda coluna (estruturas geométricas) de acordo com a primeira coluna (compostos químicos). 1. NH 3 ( ) linear 2. CO 2 ( ) angular 3. H 2 O ( )

Leia mais

(B) Identifique o metal representativo da folha que foi bombardeada por íons zinco para a produção do copernício. Justifique sua resposta.

(B) Identifique o metal representativo da folha que foi bombardeada por íons zinco para a produção do copernício. Justifique sua resposta. Lista de Exercícios de Recuperação do 2 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

ESTUDO DO ÁTOMO. Palavras-chave: átomo. Nuclear. Radiação.

ESTUDO DO ÁTOMO. Palavras-chave: átomo. Nuclear. Radiação. ESTUDO DO ÁTOMO Isaias Jose dos Santos ISE - santosisaiasjose@yahoo.com.br Rodrigo dos Santos ISE.- antos.rodrigo10@hotmail.com Orientador: Francisco de Assis Andrade Resumo Desde o princípio da humanidade

Leia mais

Lista de exercícios 11 Classificação periódica

Lista de exercícios 11 Classificação periódica Lista de exercícios 11 Classificação periódica 01. (UNESP) Associar os números das regiões da tabela periódica esquematizada a seguir com: a) os metais alcalinos, b) os não-metais, c) os gases nobres,

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA QUÍMICA. Unidade III. Ligações químicas e funções inorgânicas.

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA QUÍMICA. Unidade III. Ligações químicas e funções inorgânicas. Unidade III Ligações químicas e funções inorgânicas. 2 Aula 12.1 Conteúdo: Geometria molecular Polaridade das moléculas 3 Habilidades: Relacionar informações apresentadas em diferentes formas de linguagem

Leia mais

Introdução à Química. Profº André Montillo www.montillo.com.br

Introdução à Química. Profº André Montillo www.montillo.com.br Introdução à Química Profº André Montillo www.montillo.com.br Química Átomo Ligações Químicas Química Definição: Química - do egípcio kēme (chem) que significa "terra. É a ciência que estuda as substâncias

Leia mais

Exercícios de Revisão de Química 1º ano

Exercícios de Revisão de Química 1º ano Questão 01) Dentre as alternativas abaixo, indicar a que contém a afirmação correta. a) Dois átomos que possuem o mesmo número de nêutrons pertencem ao mesmo elemento químico. b) Dois átomos com o mesmo

Leia mais

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira QUESTÃO 01 Neste quadro, apresentam-se as concentrações aproximadas dos íons mais abundantes em uma amostra de água típica dos oceanos e em uma amostra de água do Mar Morto: 1. Assinalando com um X a quadrícula

Leia mais

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011 Questão 2: O grafite e o diamante são substâncias simples e naturais do elemento carbono. Outras estruturas de substâncias simples do carbono, como o fulereno-60, fulereno-70 e nanotubos de carbono, são

Leia mais

Ciências E Programa de Saúde

Ciências E Programa de Saúde Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Estado da Educação Ciências E Programa de Saúde 19 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE SP Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de

Leia mais

Próton Nêutron Elétron

Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron Número de prótons: 54 2 Nome do elemento: BORO BERÍLIO HÉLIO Esta Os quantidade diferentes tipos de prótons de átomos recebe (elementos o nome químicos) de

Leia mais

Módulo 1 Unidade 4. Use protetor solar! Para início de conversa... força estamos tratando: possível aproveitar um gostoso banho de Sol.

Módulo 1 Unidade 4. Use protetor solar! Para início de conversa... força estamos tratando: possível aproveitar um gostoso banho de Sol. Módulo 1 Unidade 4 Use protetor solar! Para início de conversa... Quando Rutherford formulou o seu modelo atômico, conforme você estudou na unidade anterior, não levou em consideração uma força natural

Leia mais

ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO

ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO COLÉGIO ESTADUAL RAINHA DA PAZ, ENSINO MÉDIO REPOSIÇÃO DAS AULAS DO DIA 02 e 03/07/2012 DAS 1 ª SÉRIES: A,B,C,D,E e F. Professor MSc. Elaine Sugauara Disciplina de Química ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO As ondas

Leia mais

Goiânia, / / 2014. Elemento Configuração 1 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 2 1s 2 2s 2 2p 4 3 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 4 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6

Goiânia, / / 2014. Elemento Configuração 1 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 2 1s 2 2s 2 2p 4 3 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 4 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 Lista de exercícios - Química Aluno (a): Nº. Professora: Núbia de Andrade Série: 1º ano (Ensino médio) Turma: Goiânia, / / 2014. Questão 01) Localize na Tabela Periódica o elemento químico de número atômico

Leia mais

Evolução do Modelo Atómico

Evolução do Modelo Atómico Evolução do Modelo Atómico Desde a antiguidade que os homens se preocupavam em saber de que é que as «coisas» são feitas. No entanto, existiam perspectivas diversas sobre o assunto, a mais conhecida das

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Departamento de Química e Exatas DQE Curso: Farmácia Disciplina: Química Geral Professora: Karina

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Departamento de Química e Exatas DQE Curso: Farmácia Disciplina: Química Geral Professora: Karina UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Departamento de Química e Exatas DQE Curso: Farmácia Disciplina: Química Geral Professora: Karina TESTE DE CHAMAS Laercio Lago Lenine Mafra Samile Rúbia JEQUIÉ

Leia mais

Química Atomística Profª: Bruna Villas Bôas. Exercícios

Química Atomística Profª: Bruna Villas Bôas. Exercícios NÚMERO ATÔMICO (Z) Os diferentes tipos de átomos (elementos químicos) são identificados pela quantidade de prótons (P) que possui. Esta quantidade de prótons recebe o nome de número atômico e é representado

Leia mais

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal LIGAÇÃ QUÍMICA Introdução: s átomos, ao se unirem, procuram perder ou ganhar elétrons na última camada até atingirem a configuração eletrônica de um gás nobre. Teoria do octeto: s átomos dos elementos

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-2ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 32

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-2ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 32 QUÍMICA QUESTÃO 31 Considerando a Tabela Periódica e as propriedades dos elementos químicos, assinale a alternativa correta A) Um metal é uma substância dúctil e maleável que conduz calor e corrente elétrica

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES BLOCO IX - O MODELO ATÔMICO DE BOHR Nesse bloco, após ver os espectros das lâmpadas e perceberem as diferenças entre eles, sistematizamos os espectros contínuo e discreto e propomos a explicação semi-clássica

Leia mais

QUÍMICA 9º ano 1º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

QUÍMICA 9º ano 1º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES QUÍMICA 9º ano 1º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Observe as figuras a seguir, onde os átomos são representados por esferas e cada tamanho representa um átomo diferente. Depois,

Leia mais

Apostila de Química Geral

Apostila de Química Geral Cursinho Vitoriano UNESP - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Câmpus de São José do Rio Preto Apostila de Química Geral Período noturno Ligações químicas interatômicas Vanessa R.

Leia mais

Química A Intensivo V. 1

Química A Intensivo V. 1 1 Química A Intensivo V. 1 Exercícios 01) 10 01. Incorreta. O modelo atômico de Dalton não prevê a existência de elétrons. 02. Correta. Segundo Dalton, os átomos eram indestrutíveis e, durante uma reação

Leia mais

QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA

QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA Hibridização Revisão - Química Orgânica Básica 1 Tabela Periódica 2 Moléculas Diatômicas 3 Moléculas Poliatômicas 4 Eletronegatividade 5 A interação da luz e a matéria 6 Hibridização

Leia mais

Aula 3 ORIGEM DA TEORIA QUÂNTICA. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes

Aula 3 ORIGEM DA TEORIA QUÂNTICA. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes Aula 3 ORIGEM DA TEORIA QUÂNTICA META Apresentar a origem da mecânica quântica e suas conseqüências. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: a. a hipótese quântica de Max Planck e sua aplicação

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MODELOS ATÔMICOS EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (FMTM-MG) De acordo com o modelo atômico proposto por Rutherford, os átomos são constituídos por um núcleo de carga elétrica positiva, que concentra quase toda

Leia mais

As cargas elétricas escoam do metal para o corpo humano e depois para o solo, pois todos são bons condutores --- R- C

As cargas elétricas escoam do metal para o corpo humano e depois para o solo, pois todos são bons condutores --- R- C 01-(UFPE-PE) Condutores são os materiais que permitem que as cargas (elétrons livres) se movimentem com facilidade no seu interior --- os metais, de uma maneira em geral, são bons condutores -- - assim,

Leia mais

a) I b) II c) III d) IV e) nenhum

a) I b) II c) III d) IV e) nenhum 1-São dados os átomos abaixo: xa 7 yb z 17C 8 Sabe-se que: A e C são isótonos B e C são isótopos, A e B são isóbaros Encontre os valores de x y z? III-Uma esfera positiva com elétrons incrustados. São

Leia mais

RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS

RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS A constituição da matéria é motivo de muita curiosidade entre os povos antigos. Filósofos buscam há tempos a constituição dos materiais. Resultado dessa curiosidade implicou na

Leia mais

PROF: Alex LISTA 1 DATA: 27/02/2011 Lista de Atomística (Vários vestibulares)

PROF: Alex LISTA 1 DATA: 27/02/2011 Lista de Atomística (Vários vestibulares) NOME: PROF: Alex LISTA 1 DATA: 27/02/2011 Lista de Atomística (Vários vestibulares) ATOMÍSTICA 1. (Pucmg 2007) Assinale a afirmativa que descreve ADEQUADAMENTE a teoria atômica de Dalton. Toda matéria

Leia mais

Química A Intensivo V. 1

Química A Intensivo V. 1 Química A Intensivo V. 1 Exercícios 01)A A ideia apresentada na alternativa A, além de algo impossível, não estava incluída na teoria de Dalton que afirmava que átomos iguais pertenciam ao mesmo elemento

Leia mais

ATOMÍSTICA Estrutura atômica Prof. Marçal Leal

ATOMÍSTICA Estrutura atômica Prof. Marçal Leal 1. (G1 - cftmg 015) O chumbo é um componente de soldas, usado no revestimento de cabos. Interessado em suas características, um estudante de química montou a tabela seguinte. Características do chumbo

Leia mais

e hexafluoreto de enxofre

e hexafluoreto de enxofre 4. (Mackenzie 05) Os gases do efeito estufa envolvem a Terra e fazem parte da atmosfera. Estes gases absorvem parte da radiação infravermelha refletida pela superfície terrestre, impedindo que a radiação

Leia mais

TABELA PERIÓDICA Propriedades periódicas e aperiódicas

TABELA PERIÓDICA Propriedades periódicas e aperiódicas TABELA PERIÓDICA Propriedades periódicas e aperiódicas De um modo geral, muitas propriedades dos elementos químicos variam periodicamente com o aumento de seus números atômicos (portanto, ao longo dos

Leia mais

SuperPro copyright 1994-2011 Colibri Informática Ltda.

SuperPro copyright 1994-2011 Colibri Informática Ltda. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO 1 Amiga Helena Sangirardi Conforme um dia eu prometi Onde, confesso que esqueci E embora - perdoe - tão tarde 5 (Melhor do que nunca!) este poeta Segundo manda a boa ética

Leia mais

Módulo 1 Unidade 4. Use protetor solar! Para início de conversa... força estamos tratando: possível aproveitar um gostoso banho de Sol.

Módulo 1 Unidade 4. Use protetor solar! Para início de conversa... força estamos tratando: possível aproveitar um gostoso banho de Sol. Módulo 1 Unidade 4 Use protetor solar! Para início de conversa... Quando Rutherford formulou o seu modelo atômico, conforme você estudou na unidade anterior, não levou em consideração uma força natural

Leia mais

EX Y > EX=Y > EX Y Etripla > Edupla > Esimples RESUMO EXERCÍCIO RESOLVIDO

EX Y > EX=Y > EX Y Etripla > Edupla > Esimples RESUMO EXERCÍCIO RESOLVIDO Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 06 Termoquímica Outros Tipos de ΔH e Energia de Ligação RESUMO ΔH nas mudanças de estado: o ΔH quando 1 mol de substância muda de estado físico

Leia mais

c) diretamente proporcional ao quadrado da distância entre as partículas. d) diretamente proporcional à distância entre as partículas.

c) diretamente proporcional ao quadrado da distância entre as partículas. d) diretamente proporcional à distância entre as partículas. LISTA 0 ELETOSTÁTICA POFESSO MÁCIO 01 - (UFJ ) Três cargas q 1, q e q 3 ocupam três vértices de um quadrado, como mostra a figura a seguir. Sabendo que q 1 e q têm o mesmo módulo e que a força que q 1

Leia mais

Ligações Químicas. Profª. Drª Narlize Silva Lira. Agosto /2014

Ligações Químicas. Profª. Drª Narlize Silva Lira. Agosto /2014 União de Ensino Superior de Campina Grande Faculdade de Campina Grande FAC-CG Curso de Fisioterapia Ligações Químicas Profª. Drª Narlize Silva Lira Agosto /2014 A Química Orgânica e a Vida A química orgânica

Leia mais

Átomo e Modelos Atô t m ô ic i o c s o

Átomo e Modelos Atô t m ô ic i o c s o Átomo e Modelos Atômicos Demócrito (Sec. V a.c.) defendeu a idéia de que a matéria era composta por pequeníssimas partículas. Átomo Demócrito (460 370 A.C.) Modelo baseado apenas na intuição e na lógica.

Leia mais

Este material é de propriedade da Delphi Automotive Systems, sendo vedada sua reprodução total ou parcial. 1

Este material é de propriedade da Delphi Automotive Systems, sendo vedada sua reprodução total ou parcial. 1 1 2 3 4 5 COMPOSIÇÃO DA MATÉRIA O uso prático da eletricidade já é do conhecimento humano à mais de cem anos. A eletricidade consiste do movimento de elétrons em um condutor. Para poder entender o que

Leia mais

Átomo e Modelos Atómicos

Átomo e Modelos Atómicos Átomo e Modelos Atómicos Demócrito (Sec. V a.c.) defendeu a ideia de que a matéria era composta por pequeníssimas partículas. Átomo Demócrito (460 370 A.C.) Modelo baseado apenas na intuição e na lógica.

Leia mais

ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos

ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos Nova Friburgo, de de 2014. Aluno (a): Gabarito Professor(a): ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos Nº: Turma:100 Assuntos: Estrutura atômica; Tabela Periódica; Propriedades periódicas;

Leia mais

LIGAÇÃO IÔNICA EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

LIGAÇÃO IÔNICA EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO LIGAÇÃO IÔNICA EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (ITA-SP) Uma determinada substância apresenta as seguintes propriedades físico-químicas: I. O estado físico mais estável a 25 C e 1 atm é o sólido. II. No estado

Leia mais

Capítulo LIGAÇÕES QUÍMICAS

Capítulo LIGAÇÕES QUÍMICAS Capítulo LIGAÇÕES QUÍMICAS Um dos aspectos mais intrigantes da química é o estudo das forças que agem entre os átomos. Às mais fortes destas forças, denominadas ligações químicas, são forças que unem átomos

Leia mais

L I G A Ç Õ E S Q U Í M I C A S

L I G A Ç Õ E S Q U Í M I C A S L I G A Ç Õ E S Q U Í M I C A S PR. AGAMENN RBERT < 2010 Prof. Agamenon Roberto LIGAÇÕES QUÍMICAS www.agamenonquimica.com 2 LIGAÇÕES QUÍMICAS 1. INTRDUÇÃ Existe uma grande quantidade de substâncias na

Leia mais

Lista 1 Atomística e tabela periódica

Lista 1 Atomística e tabela periódica Lista 1 Atomística e tabela periódica 1. (Ufrn 2013) A Lei Periódica e sua representação gráfica, a Tabela Periódica, são dois conhecimentos essenciais para a química e para os químicos. D. Mendeleev (1834-1907),

Leia mais

LIGAÇÕES INTERATÔMICAS

LIGAÇÕES INTERATÔMICAS UNIDADE 2 - LIGAÇÕES INTERATÔMICAS 2.1. FORÇAS DE LIGAÇÃO FORTES Importante conhecer-se as atrações que mantêm os átomos unidos formando os materiais sólidos. Por exemplo, uma peça de cobre contém 8,4x10

Leia mais

Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Pré- Vestibular

Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Pré- Vestibular Colégio Drummond Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Pré- Vestibular MATERIAL DE QUÍMICA PROF.: CARLINHOS CURSINHO 2+ efeito estufa é o monóxido de carbono CO2, este é liberado principalmente

Leia mais

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES!

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES! COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES III DISCIPLINA: FÍSICA PROFESSOR(A): HUDSON DE AGUIAR ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE:2º ANO DATA PARA ENTREGA: / / ORIENTAÇÕES

Leia mais

ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS

ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS 1 ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS Alguns filosófo da Grécia Antiga já admitiam que toda e qualquer matéria seria formada por minúsculas partículas indivisíveis, que foram denominadas átomos

Leia mais

Apresentar, através da configuração eletrônica, propriedades físicas e químicas dos elementos químicos.

Apresentar, através da configuração eletrônica, propriedades físicas e químicas dos elementos químicos. CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS (I) META Apresentar, através da configuração eletrônica, propriedades físicas e químicas dos elementos químicos. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: reconhecer

Leia mais

Aprimorando os Conhecimentos de Eletricidade Lista 1 Processos de Eletrização I e II Prof.: Célio Normando

Aprimorando os Conhecimentos de Eletricidade Lista 1 Processos de Eletrização I e II Prof.: Célio Normando Aprimorando os Conhecimentos de Eletricidade Lista 1 Processos de Eletrização I e II Prof.: Célio Normando 1 ) (U.F. Lavras-MG) No modelo atômico atual, o nêutron tem a composição (u, d, d), no qual (u)

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS CAMPO MAGNÉTICO

LISTA DE EXERCÍCIOS CAMPO MAGNÉTICO 1. (Fuvest 96) A figura esquematiza um ímã permanente, em forma de cruz de pequena espessura, e oito pequenas bússolas, colocadas sobre uma mesa. As letras N e S representam, respectivamente, pólos norte

Leia mais

a) h0/16 b) h0/8 c) h0/4 d) h0/3 e) h0/2 Gabarito: A

a) h0/16 b) h0/8 c) h0/4 d) h0/3 e) h0/2 Gabarito: A FÍSICA. Para um corpo em MHS de amplitude A, que se encontra incialmente na posição A/, com velocidade positiva, a fase inicial é, em radianos, a) b) c) d) e). O planeta Terra possui raio R e gira com

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2013.1 Conhecimentos Específicos

Vestibular Comentado - UVA/2013.1 Conhecimentos Específicos Vestibular Comentado - UVA/2013.1 QUÍMICA Comentários: Profs. Tupinambá do Vale e icardo Frazão Dados que poderão ser utilizados nas questões da prova de Química: Número atômico: H = 1; C = 6; N = 7; =

Leia mais

Energias de ionização (ev) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª X 5,4 75,6 122,4 Y 13,6 35,2 54,9 77,4 113,9 138,1 739,1 871,1

Energias de ionização (ev) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª X 5,4 75,6 122,4 Y 13,6 35,2 54,9 77,4 113,9 138,1 739,1 871,1 1. (Cefet MG 2014) Na tabela a seguir, estão representadas as energias de ionização de dois elementos X e Y pertencentes ao segundo período do quadro periódico. Elementos Energias de ionização (ev) 1ª

Leia mais

Prova de Recuperação Bimestral de Ciências Nome Completo: Data: / /2010

Prova de Recuperação Bimestral de Ciências Nome Completo: Data: / /2010 COLÉGIO MARIA IMACULADA QI 05 ch. 72 LAGO SUL BRASÍLIA DF E-MAIL: cmidf@cmidf.com.br FONE: 248 4768 SITE: www.cmidf.com.br VALOR:10 pontos. NOTA: 9ºano 2º PERÍODO Prova de Recuperação Bimestral de Ciências

Leia mais

Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26. b) 27. c) 28. d) 54. e) 56. Gab: A. Questão 02)

Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26. b) 27. c) 28. d) 54. e) 56. Gab: A. Questão 02) Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26 b) 27 c) 28 d) 54 e) 56 Gab: A Questão 02) Uma certa variedade atômica do estrôncio, cujo número atômico é 38, tem número

Leia mais

Ligações Químicas. Profa. Daniela Becker

Ligações Químicas. Profa. Daniela Becker Ligações Químicas Profa. Daniela Becker Referências Callister Jr., W. D. Ciência e engenharia de materiais: Uma introdução. LTC, 5ed., cap 2, 2002. Shackelford, J.F. Ciências dos Materiais, Pearson Prentice

Leia mais

REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS

REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS EXTRAÇÃO DE ELEMENTOS A definição original de oxidação foi a da reação que um elemento reage com oxigênio e é convertido em seu óxido. Comparativamente, redução

Leia mais

Química Tecnológica Geral Profª. Maria Teresa

Química Tecnológica Geral Profª. Maria Teresa Química Tecnológica Geral Profª. Maria Teresa Você sabia que o açúcar que nós consumimos em nossas mesas é uma substância pura, do ponto de vista químico, fabricada em grande escala e de maior consumo

Leia mais

CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas.

CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES CADERNO 8 PROF.: Célio Normando CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas.

Leia mais

QUÍMICA 3º ano - Serginho e Marcelo QUESTÕES: ESTUDO DA MATÉRIA, PROPRIEDADES E TRANSFORMAÇÕES

QUÍMICA 3º ano - Serginho e Marcelo QUESTÕES: ESTUDO DA MATÉRIA, PROPRIEDADES E TRANSFORMAÇÕES QUESTÕES: ESTUDO DA MATÉRIA, PROPRIEDADES E TRANSFORMAÇÕES 01. (UEFS) Um sistema formado por água, açúcar dissolvido, álcool comum, limalha de ferro e carvão, apresenta: 01)1 fase 02)2 fases 03)3 fases

Leia mais

RESUMOS TEÓRICOS de QUÍMICA GERAL e EXPERIMENTAL

RESUMOS TEÓRICOS de QUÍMICA GERAL e EXPERIMENTAL RESUMOS TEÓRICOS de QUÍMICA GERAL e EXPERIMENTAL 5 ESTUDO DA MATÉRIA 1 DEFINIÇÕES Matéria é tudo que ocupa lugar no espaço e tem massa. Nem tudo que existe no universo e matéria. Por exemplo, o calor e

Leia mais

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo QUÍMICA Prof. Rodolfo 1. Considere a tabela abaixo, em que H c representa a entalpia de combustão para os compostos listados, a 25 C: Nome IUPAC Nome usual Estado físico (25 C) ΔHc kj/mol Etanol Álcool

Leia mais

IX Olimpíada Catarinense de Química 2013. Etapa I - Colégios

IX Olimpíada Catarinense de Química 2013. Etapa I - Colégios I Olimpíada Catarinense de Química - 2013 I Olimpíada Catarinense de Química 2013 Etapa I - Colégios Imagem: Oxidação Fonte:Gilson Rocha Reynaldo, 2013 Primeiro Ano Conselho Regional de Química CRQ III

Leia mais

Propriedades coligativas I

Propriedades coligativas I Propriedades coligativas I 01. (Ufrn) Um béquer de vidro, com meio litro de capacidade, em condições normais de temperatura e pressão, contém 300 ml de água líquida e 100 g de gelo em cubos. Adicionando-se,

Leia mais

Atomística Estrutura do Átomo

Atomística Estrutura do Átomo Atomística Estrutura do Átomo 1. (Udesc 2014) O enunciado Em um mesmo átomo, não podem existir dois elétrons com o mesmo conjunto de números quânticos refere-se a(ao): a) Princípio da Exclusão de Pauli.

Leia mais

A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso

A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso Atividade extra Fascículo 1 Química Unidade 1 Questão 1 Cecierj - 2013 A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso redor era formado por apenas

Leia mais

ABRA APENAS QUANDO FOR AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções: 1- Verifique se o seu caderno de provas possui 18 questões.

ABRA APENAS QUANDO FOR AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções: 1- Verifique se o seu caderno de provas possui 18 questões. Processo Seletivo 211 Modalidade B 3º Ano ABRA APENAS QUANDO FOR AUTORIZADO Leia atentamente as instruções: 1 Verifique se o seu caderno de provas possui 18 questões. 2 Verifique se recebeu o caderno de

Leia mais

MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD-BOHR

MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD-BOHR MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD-BOHR Portal de Estudos em Química (PEQ) - www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (UFU-MG) As afirmativas abaixo descrevem estudos sobre modelos atômicos, realizados

Leia mais

Vazamento cria dúvidas sobre futuro da energia nuclear

Vazamento cria dúvidas sobre futuro da energia nuclear Educadora: Daiana de Oliveira Componente Curricular: Ciências Data: / /2012 Estudante: 9º ano Vazamento cria dúvidas sobre futuro da energia nuclear Tragédia na usina de Fukushima, no Japão, faz com que

Leia mais

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE 1-O iodo-132, devido à sua emissão de partículas beta e radiação gama, tem sido muito empregado no tratamento de problemas na tireoide. A curva abaixo ilustra o decaimento

Leia mais