ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO"

Transcrição

1 COLÉGIO ESTADUAL RAINHA DA PAZ, ENSINO MÉDIO REPOSIÇÃO DAS AULAS DO DIA 02 e 03/07/2012 DAS 1 ª SÉRIES: A,B,C,D,E e F. Professor MSc. Elaine Sugauara Disciplina de Química ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO As ondas eletromagnéticas são aquelas que não necessitam de um meio material para se propagar. Podem propagar-se no vácuo. Exemplos de ondas eletromagnéticas são a luz, as ondas de rádio, TV, micro-ondas, raio X, gama, infravermelhos e ultravioleta. Todas as ondas eletromagnéticas possuem a mesma velocidade de propagação no vácuo: 3,0 X 108 m/s. No ar, essa velocidade é praticamente a mesma. Essas ondas são formadas pela oscilação simultânea de um campo elétrico e de um campo magnético perpendiculares entre si. Em nosso cotidiano, o exemplo mais comum de onda ou oscilação eletromagnética é a luz. Um feixe de luz branca (luz solar ou de uma lâmpada incandescente comum) se decompõe em várias cores, que formam o chamado espectro luminoso. O espectro contínuo, quando as cores vão variando gradativamente do vermelho ao violeta que são os dois limites extremos para nossa visão. Fenômenos idênticos ocorre na formação do arco-íris, em que as gotículas de água no ar agem sobre a luz. A diferença entre as cores reside nos comprimentos de onda e nas frequências.o comprimento de onda é representado pela letra grega lambda (λ) e a frequência de onda (expressa em hertz, Hz).

2 A fórmula para fins de cálculo: V = λ.f, onde o V = velocidade; λ = comprimento de onda e f = frequência. MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD-BOHR O cientista dinamarquêss Niels Bohr aprimorou, em 1913, o modelo atômico de Rutherford, utilizando a teoria de Max Planck. Em 1900,, Planck já havia admitido a hipótese de que a energia não seria emitida de modo contínuo, mas em pacotes. A cada pacote de energia foi dado o nome de quantum. Surgiram, assim, os chamados postulados de Bohr. Os elétrons se movem ao redor do núcleo em um número limitado de órbitas bem definidas, que são denominadas órbitas estacionárias; Movem-se em órbita estacionária, o elétron não emite nem absorve energia; Ao saltar de uma órbita estacionária para outra, emite ou absorve uma bem definida de energia, chamada quantum de energia ( do latim, o plural de quantum é quanto). Recebendo energia ( térmica, elétrica ou luminosa) do exterior, o elétron fica excitado e salta de uma órbita interna para a externa. Ao voltar de órbita mais externa para outra mais interna, o elétron emite um quantum de energia, na forma de luz de cor bem definida ou outra radiação eletromagnética, como ultravioleta ou raio X ( daí o nome de fóton, que é dado para esse quantum de energia). As órbitas eletrônicas de todos ao átomos conhecidos se agrupam em sete camadas eletrônicas, denominadas K, L, M, N, O, P, Q. Em cada camada, os elétrons possuem uma quantidade fixa de energia; por esse motivo, as camadas são também denominadas estados estacionárias ou níveis de energia. Cada camada comporta um número máximo de elétrons, conforme é mostrado no esquema a seguir:

3 camada Nº máximo de elétrons K 2 L 8 M 18 N 32 O 32 P 18 Q 2 Algumas Aplicações do Modelo de Bohr Os fogos de artifício; luminosos e lâmpadas; luz laser; bioluminescência ( a luz dos vaga-lumes). Modelo de Subníveis de Energia Subníveis de energia, a análise de espectros se mostrava uma das melhores maneiras de investigar a eletrosfera, muitos cientistas centraram seus esforços nesse campo. Com a construção de aparelhos mais avançados para obter os espectros, foi possível perceber que eles apresentam uma estrutura fina, ou seja, algumas das linhas são compostas por duas ou mais linhas muito próximas. Essa estrutura fina dos espectros foi explicada quando os cientistas propuseram que os níveis ou camadas de energia são formados por subdivisões, chamadas de subníveis. Estes são designados pelas letras minúsculas s, p, d, f, g, h, etc. Exemplos: camada K é formada pelo subnível s; a camada L pelos subníveis s e p; a camada M pelos subníveis s, p, d; a camada N é formada pelos subníveis s, p, d, f e assim por diante. subnível Nº máximo de elétrons s 2 p 6 d 10 f 14 Diagramas das diagonais ou de Linus Pauling Legenda

4 Nível 1s2 De energia número máximo subnível elétrons Exemplos: 1 H = 1 elétron, a distribuição será: 1 s1; 12 Mg 1s2 2s2 2p6 3s2 17 Cl 1s2 2s2 2p6 3s2 3p5 Exercícios Propostos 1)Chama-se fóton certa quantidade de energia capaz de: a) sempre expulsar o elétron do átomo b) sempre que absorvida pelo elétron, mudar a sua trajetória para outra mais externa. c) apenas manter o elétron em órbita. 2) Uma emissora de rádio transmite na frequência de 1000 khz (quilohertz). Sabendo-se que a velocidade das ondas eletromagnéticas é de aproximadamente Km/s, pedese calcular o comprimento de onda da emissora. 3) A que corresponde o espectro luminoso completo? 4) O físico dinamarquês Niels Bohr enunciou, em 1913, um modelo atômico que relacionou a quantidade de energia dos elétrons com sua localização na eletrosfera. Em relação à energia associada às transições eletrônicas, um elétron, ao absorver energia, pode sofrer a seguinte transição; a) da órbita N para órbita M b) da órbita P para órbita O c) da órbita O para órbita P

5 5) Os íons Cr2 e Cr3 diferem quanto à quantidade de: a)prótons e nêutrons b) elétrons somente c) prótons e elétrons 6) O potássio tem 39 de número de massa e 19 de número atômico, então ele possui: a) 19 prótons b) 39 elétrons c) 19 nêutrons 7) O elemento químico é caracterizado por seu: a) número atômico b) número de massa c0 número de nêutrons 8) A distribuição eletrônica do átomo 26Fe, em camadas é: a) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d6 b) K 2; L 8; M 16 c) K 2; L 8; M 14; N 2 8) Dentre as afirmativas a seguir, indicar a que contém a afirmação correta: a) Dois átomos que possuem o mesmo número de nêutrons pertencem ao mesmo elemento químico; b) Dois átomos que possuem o mesmo número de prótons pertencem ao mesmo elemento químico; c) Dois átomos com iguais números de massa são isótopos. 9) Considerando que o número atômico do titânio é 22, sua configuração eletrônica será: a) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p3 b) 1s2 22 2p6 3s2 3p6 4s2 3d2 c) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p5 10) Calcule o número de prótons, de elétrons e de nêutrons de 15P31 e 15P31- : 11) Como era denominado o átomo de Rutherford? 12) Dê três exemplos de ondas eletromagnéticas utilizado no nosso dia-a-dia. 13) Quantas camadas eletrônicas podem existir nos átomos já conhecidos? Como elas são denominadas?

6 14) Como é chamado o pacote de energia?

MODELOS ATÔMICOS. Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio

MODELOS ATÔMICOS. Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio MODELOS ATÔMICOS Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio PRIMEIRA IDEIA DO ÁTOMO 546 a.c. Tales de Mileto: propriedade da atração e repulsão de objetos após atrito; 500 a.c. Empédocles:

Leia mais

Química Atomística Profª: Bruna Villas Bôas. Exercícios

Química Atomística Profª: Bruna Villas Bôas. Exercícios NÚMERO ATÔMICO (Z) Os diferentes tipos de átomos (elementos químicos) são identificados pela quantidade de prótons (P) que possui. Esta quantidade de prótons recebe o nome de número atômico e é representado

Leia mais

478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito

478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito MODELOS ATÔMICOS 478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito - A matéria após sofrer várias subdivisões, chegaria a uma partícula indivisível a que chamaram de átomo. - ÁTOMO a = sem tomos = divisão - Esta

Leia mais

Próton Nêutron Elétron

Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron ARNOLD SOMMERFELD MODELO ATÔMICO DE ARNOLD SOMMERFELD - 1916 Ao pesquisar o átomo, Sommerfeld concluiu que os elétrons de um mesmo nível, ocupam órbitas de trajetórias diferentes

Leia mais

Lista de Exercício de Química - N o 6

Lista de Exercício de Química - N o 6 Lista de Exercício de Química - N o 6 Profa. Marcia Margarete Meier 1) Arranje em ordem crescente de energia, os seguintes tipos de fótons de radiação eletromagnética: raios X, luz visível, radiação ultravioleta,

Leia mais

Quanto à origem uma onda pode ser classificada em onda mecânica e onda eletromagnética.

Quanto à origem uma onda pode ser classificada em onda mecânica e onda eletromagnética. CLASSIFICAÇÃO DAS ONDAS Podemos classificar as ondas quanto à: sua origem direção de oscilação tipo de energia transportada. ONDAS QUANTO À ORIGEM Quanto à origem uma onda pode ser classificada em onda

Leia mais

EXERCÍCIOS ESTRUTURA ELETRONICA

EXERCÍCIOS ESTRUTURA ELETRONICA EXERCÍCIOS ESTRUTURA ELETRONICA Questão 1 O molibdênio metálico tem de absorver radiação com frequência mínima de 1,09 x 10 15 s -1 antes que ele emita um elétron de sua superfície via efeito fotoelétrico.

Leia mais

Título ONDULATÓRIA Extensivo Aula 29. Professor Edson Osni Ramos (Cebola) Disciplina. Física B

Título ONDULATÓRIA Extensivo Aula 29. Professor Edson Osni Ramos (Cebola) Disciplina. Física B Título ONDULATÓRIA Extensivo Aula 29 Professor Edson Osni Ramos (Cebola) Disciplina Física B RADIAÇÕES ELETROMAGNÉTICAS ONDA ELETROMAGNÉTICA Sempre que uma carga elétrica é acelerada ela emite campos elétricos

Leia mais

Estão corretos: a) apenas I, II e V. b) apenas I, III e IV. c) apenas II, III e V. d) I, II, III, IV e V. e) apenas I, II, III, IV.

Estão corretos: a) apenas I, II e V. b) apenas I, III e IV. c) apenas II, III e V. d) I, II, III, IV e V. e) apenas I, II, III, IV. 1. (Ufpr 2014) As teorias atômicas vêm se desenvolvendo ao longo da história. Até o início do século XIX, não se tinha um modelo claro da constituição da matéria. De lá até a atualidade, a ideia de como

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ONDAS, Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica

FUNDAMENTOS DE ONDAS, Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica FUNDAMENTOS DE ONDAS, RADIAÇÕES E PARTÍCULAS Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica Questões... O que é uma onda? E uma radiação? E uma partícula? Como elas se propagam no espaço e nos meios materiais?

Leia mais

Próton Nêutron Elétron

Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron Número de prótons: 54 2 Nome do elemento: BORO BERÍLIO HÉLIO Esta Os quantidade diferentes tipos de prótons de átomos recebe (elementos o nome químicos) de

Leia mais

O olho humano permite, com o ar limpo, perceber uma chama de vela em até 15 km e um objeto linear no mapa com dimensão de 0,2mm.

O olho humano permite, com o ar limpo, perceber uma chama de vela em até 15 km e um objeto linear no mapa com dimensão de 0,2mm. A Visão é o sentido predileto do ser humano. É tão natural que não percebemos a sua complexidade. Os olhos transmitem imagens deformadas e incompletas do mundo exterior que o córtex filtra e o cérebro

Leia mais

c) A corrente induzida na bobina imediatamente após a chave S ser fechada terá o mesmo sentido da corrente no circuito? Justifique sua resposta.

c) A corrente induzida na bobina imediatamente após a chave S ser fechada terá o mesmo sentido da corrente no circuito? Justifique sua resposta. Questão 1 Um estudante de física, com o intuito de testar algumas teorias sobre circuitos e indução eletromagnética, montou o circuito elétrico indicado na figura ao lado. O circuito é composto de quatro

Leia mais

Aula 3 ORIGEM DA TEORIA QUÂNTICA. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes

Aula 3 ORIGEM DA TEORIA QUÂNTICA. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes Aula 3 ORIGEM DA TEORIA QUÂNTICA META Apresentar a origem da mecânica quântica e suas conseqüências. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: a. a hipótese quântica de Max Planck e sua aplicação

Leia mais

Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas.

Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas. EVOLUÇÃO DOS MODELOS ATÔMICOS Durante algum tempo a curiosidade do que era constituída a matéria parecia ser impossível de ser desvendada. Até que em 450 a.c. o filósofo grego Leucipo de Mileto afirmava

Leia mais

Prova de Recuperação Bimestral de Ciências Nome Completo: Data: / /2010

Prova de Recuperação Bimestral de Ciências Nome Completo: Data: / /2010 COLÉGIO MARIA IMACULADA QI 05 ch. 72 LAGO SUL BRASÍLIA DF E-MAIL: cmidf@cmidf.com.br FONE: 248 4768 SITE: www.cmidf.com.br VALOR:10 pontos. NOTA: 9ºano 2º PERÍODO Prova de Recuperação Bimestral de Ciências

Leia mais

Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas

Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas AULA 22.2 Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas Habilidades: Frente a uma situação ou problema concreto, reconhecer a natureza dos fenômenos envolvidos, situando-os dentro do

Leia mais

Ondas Eletromagnéticas Física - Algo Sobre INTRODUÇÃO

Ondas Eletromagnéticas Física - Algo Sobre INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO É importante tomarmos consciência de como estamos imersos em ondas eletromagnéticas. Iniciando pelos Sol, a maior e mais importante fonte para os seres terrestres, cuja vida depende do calor

Leia mais

3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS. Aline Lamenha

3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS. Aline Lamenha 3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS Aline Lamenha OBJETIVOS Referir os contributos de vários cientistas e das suas propostas de modelo atómico, para a criação do modelo atómico

Leia mais

Juliana Cerqueira de Paiva. Modelos Atômicos Aula 2

Juliana Cerqueira de Paiva. Modelos Atômicos Aula 2 Juliana Cerqueira de Paiva Modelos Atômicos Aula 2 2 Modelo Atômico de Thomson Joseph John Thomson (1856 1940) Por volta de 1897, realizou experimentos estudando descargas elétricas em tubos semelhantes

Leia mais

Professor Felipe Técnico de Operações P-25 Petrobras

Professor Felipe Técnico de Operações P-25 Petrobras Professor Felipe Técnico de Operações P-25 Petrobras Contatos : Felipe da Silva Cardoso professorpetrobras@gmail.com www.professorfelipecardoso.blogspot.com skype para aula particular online: felipedasilvacardoso

Leia mais

Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão

Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão Observação teórica - Os postulados de Böhr A partir das suas descobertas científicas, Niels Böhr propôs cinco postulados: 1 o.) Um átomo

Leia mais

Descobertas do electromagnetismo e a comunicação

Descobertas do electromagnetismo e a comunicação Descobertas do electromagnetismo e a comunicação Porque é importante comunicar? - Desde o «início dos tempos» que o progresso e o bem estar das sociedades depende da sua capacidade de comunicar e aceder

Leia mais

~1900 Max Planck e Albert Einstein E fóton = hυ h = constante de Planck = 6,63 x 10-34 Js. Comprimento de Onda (nm)

~1900 Max Planck e Albert Einstein E fóton = hυ h = constante de Planck = 6,63 x 10-34 Js. Comprimento de Onda (nm) Ultravioleta e Visível ~1900 Max Planck e Albert Einstein E fóton = hυ h = constante de Planck = 6,63 x 10-34 Js Se, c = λ υ, então: E fóton = h c λ Espectro Contínuo microwave Luz Visível Comprimento

Leia mais

1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº

1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº 1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº Valor: 10 Nota:.. Conteúdo: Atomística e MRU 1) Observe o trecho da história em quadrinhos

Leia mais

sábado, 28 de julho de 12 Prof: Alex

sábado, 28 de julho de 12 Prof: Alex Modelo de Sommerfeld (1916) Modelo de Sommerfeld (1916) Sommerfeld aperfeiçoou o modelo de BOHR, incluindo órbitas elípticas para o elétron, que teria energias diferentes dependendo do tipo de órbita descrita.

Leia mais

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA Prof. Carlos R. A. Lima CAPÍTULO 5 PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS DA MATÉRIA Primeira Edição junho de 2005 CAPÍTULO 5 PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS DA MATÉRIA ÍNDICE 5.1- Postulados

Leia mais

Separação de Isótopos de Terras Raras usando Laser. Nicolau A.S.Rodrigues Instituto de Estudos Avançados

Separação de Isótopos de Terras Raras usando Laser. Nicolau A.S.Rodrigues Instituto de Estudos Avançados Separação de Isótopos de Terras Raras usando Laser Nicolau A.S.Rodrigues Instituto de Estudos Avançados Roteiro 1. Motivação: - Isótopos: o que são porque um determinado isótopo é mais interessantes que

Leia mais

O Átomo. a + thomos = sem divisão

O Átomo. a + thomos = sem divisão O Átomo 1. O nome átomo tem origem na Grécia Antiga no sec. V a.c. Os pensadores antigos falavam da existência de partículas invisíveis e indivisíveis que formariam toda matéria. a + thomos = sem divisão

Leia mais

3º Bimestre. Física II. Autor: Geraldo Velazquez

3º Bimestre. Física II. Autor: Geraldo Velazquez 3º Bimestre Autor: Geraldo Velazquez SUMÁRIO UNIDADE I Óptica Geométrica... 4 1 Natureza Da Luz... 4 2 Conceitos Preliminares... 5 2.1 Raios e Feixes... 5 2.2 Fontes De Luz... 6 2.3 MEIOS ÓPTICOS... 6

Leia mais

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA O trabalho se inicia com uma avaliação diagnóstica (aplicação de um questionário) a respeito dos conhecimentos que pretendemos introduzir nas aulas dos estudantes de física do ensino médio (público alvo)

Leia mais

Biofísica 1. Ondas Eletromagnéticas

Biofísica 1. Ondas Eletromagnéticas Biofísica 1 Ondas Eletromagnéticas Ondas Ondas são o modo pelo qual uma perturbação, seja som, luz ou radiações se propagam. Em outras palavras a propagação é a forma na qual a energia é transportada.

Leia mais

A Mecânica Quântica nasceu em 1900, com um trabalho de Planck que procurava descrever o espectro contínuo de um corpo negro.

A Mecânica Quântica nasceu em 1900, com um trabalho de Planck que procurava descrever o espectro contínuo de um corpo negro. Radiação de Corpo Negro Uma amostra metálica como, por exemplo, um prego, em qualquer temperatura, emite radiação eletromagnética de todos os comprimentos de onda. Por isso, dizemos que o seu espectro

Leia mais

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo.

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo. Teoria Atômica Constituição da matéria Raízes históricas da composição da matéria Modelos atômicos Composição de um átomo Tabela periódica Raízes Históricas 6000 a.c.: descoberta do fogo 4000 a.c.: vidros,

Leia mais

FÍSICA-2011. Questão 01. Questão 02

FÍSICA-2011. Questão 01. Questão 02 Questão 01-2011 UFBA -- 2ª 2ª FASE 2011 A maioria dos morcegos possui ecolocalização um sistema de orientação e localização que os humanos não possuem. Para detectar a presença de presas ou de obstáculos,

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Módulo 1 Teoria atômica básica e leis ponderais Evolução dos modelos atômicos Modelo atômico atual 1 Módulo 2 Números quânticos; Distribuição eletrônica Paramagnetismo,

Leia mais

Modelos atômicos. A origem da palavra átomo

Modelos atômicos. A origem da palavra átomo Modelos???? Modelos atômicos A origem da palavra átomo A palavra átomo foi utilizada pela primeira vez na Grécia antiga, por volta de 400 ac. Demócrito (um filósofo grego) acreditava que todo tipo de matéria

Leia mais

Correção da ficha de trabalho N.º3

Correção da ficha de trabalho N.º3 Correção da ficha de trabalho N.º3 1- Classifique as afirmações seguintes em verdadeiras ou falsas, corrigindo estas últimas: A. A passagem de um átomo de um estado excitado ao estado fundamental é acompanhada

Leia mais

MODELO ATÔMICO ATUAL

MODELO ATÔMICO ATUAL MODELO ATÔMICO ATUAL Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (CESGRANRIO-RJ) A distribuição eletrônica do átomo 56 26 Fe, em camadas é: a) 1s 2 2s 2 2p

Leia mais

FÍSICA. Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Duração desta prova: TRÊS HORAS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FAÇA LETRA LEGÍVEL

FÍSICA. Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Duração desta prova: TRÊS HORAS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FAÇA LETRA LEGÍVEL FÍSICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este caderno contém oito questões, constituídas de itens e subitens, abrangendo um total de doze páginas,

Leia mais

1. Analisa a seguinte imagem e responde às questões que se seguem:

1. Analisa a seguinte imagem e responde às questões que se seguem: C.F.Q. 8ºA Outubro 1 1. Analisa a seguinte imagem e responde às questões que se seguem: 1.1. Qual é o detetor de luz? O olho. 1.2. Qual é o recetor de luz? A bola. 1.3. De que cor veremos a bola se ela

Leia mais

EXTERNATO MATER DOMUS

EXTERNATO MATER DOMUS EXTERNATO MATER DOMUS RUA PASCAL, 1403 CAMPO BELO SP CEP 04616/004 - Fone: 5092-5825 MATÉRIA: FÍSICA PROFESSORA: RENATA LEITE QUARTIERI ALUNO: Nº Série: 3º TURMA: Única DATA: 02 /03/2015 ASSINATURA DO

Leia mais

Como o material responde quando exposto à radiação eletromagnética, e em particular, a luz visível.

Como o material responde quando exposto à radiação eletromagnética, e em particular, a luz visível. Como o material responde quando exposto à radiação eletromagnética, e em particular, a luz visível. Radiação eletromagnética componentes de campo elétrico e de campo magnético, os quais são perpendiculares

Leia mais

Física. Resolução. Q uestão 01 - A

Física. Resolução. Q uestão 01 - A Q uestão 01 - A Uma forma de observarmos a velocidade de um móvel em um gráfico d t é analisarmos a inclinação da curva como no exemplo abaixo: A inclinação do gráfico do móvel A é maior do que a inclinação

Leia mais

Comunicação da informação a curta distância. FQA Unidade 2 - FÍSICA

Comunicação da informação a curta distância. FQA Unidade 2 - FÍSICA Comunicação da informação a curta distância FQA Unidade 2 - FÍSICA Meios de comunicação É possível imaginar como seria o nosso mundo sem os meios de comunicação de que dispomos? Os * * * * Aparelhos de

Leia mais

Biofísica Bacharelado em Biologia

Biofísica Bacharelado em Biologia Biofísica Bacharelado em Biologia Prof. Dr. Sergio Pilling PARTE A Capítulo 4 Luz como uma onda, refração, polarização, difracão e interferência. Formação de imagens e instrumentos óticos. Objetivos: Nesta

Leia mais

Radiação. Grupo de Ensino de Física da Universidade Federal de Santa Maria

Radiação. Grupo de Ensino de Física da Universidade Federal de Santa Maria Radiação Radiação é o processo de transferência de energia por ondas eletromagnéticas. As ondas eletromagnéticas são constituídas de um campo elétrico e um campo magnético que variam harmonicamente, um

Leia mais

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio Transmissão das Ondas Eletromagnéticas Prof. Luiz Claudio Transmissão/Recebimento das ondas As antenas são dispositivos destinados a transmitir ou receber ondas de rádio. Quando ligadas a um transmissor

Leia mais

Física IV. Interferência

Física IV. Interferência Física IV Interferência Sears capítulo 35 Prof. Nelson Luiz Reyes Marques Interferência Arco-íris = Bolha de sabão refração interferência Princípio da superposição Quando duas ou mais ondas se superpõem,

Leia mais

Efeito estufa: como acontece, por que acontece e como influencia o clima do nosso planeta

Efeito estufa: como acontece, por que acontece e como influencia o clima do nosso planeta XXII Encontro Sergipano de Física Efeito estufa: como acontece, por que acontece e como influencia o clima do nosso planeta Prof. Dr. Milan Lalic Departamento de Física Universidade Federal de Sergipe

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Goiânia, de de 2014 Aluno(a): ou h = 4,14 10 15 ev s é a O ÁTOMO DE BOHR

LISTA DE EXERCÍCIOS Goiânia, de de 2014 Aluno(a): ou h = 4,14 10 15 ev s é a O ÁTOMO DE BOHR LISTA DE EXERCÍCIOS Goiânia, de de 2014 Aluno(a): Série: 3ª Turma: Disciplina: Física Professor: Hélio Código: INTRODUÇÃO À FÍSICA MODERNA Física Clássica: Física desenvolvida antes de 1900. Física Moderna:

Leia mais

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Mestrado Profissionalizante 2015 Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br IFMA / DAI Motivação Alguns princípios físicos dão suporte ao Sensoriamento Remoto...

Leia mais

Projeto CAPAZ Básico Física Óptica 1

Projeto CAPAZ Básico Física Óptica 1 1 Introdução Ao assistir à aula, você teve acesso a alguns conceitos que fazem parte da física óptica. Refletiu sobre o conceito de luz, seus efeitos, de que forma ela está relacionada à nossa visão e

Leia mais

RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS

RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS A constituição da matéria é motivo de muita curiosidade entre os povos antigos. Filósofos buscam há tempos a constituição dos materiais. Resultado dessa curiosidade implicou na

Leia mais

SETOR A. 2. Um espelho côncavo tem 80 cm de raio. Um objeto real é colocado a 30 cm de distância dele. Determine: a) A distância focal

SETOR A. 2. Um espelho côncavo tem 80 cm de raio. Um objeto real é colocado a 30 cm de distância dele. Determine: a) A distância focal 2014_Física_2 ano_3º tri ALUNO(a): Nº: SÉRIE: 2º TURMA: UNIDADE: VV JC JP PC DATA: / /2014 Obs.: Esta lista deve ser entregue apenas ao professor no dia da aula de Recuperação SETOR A 1. Um objeto é colocado

Leia mais

Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves

Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves Evolução da ideia do átomo 1) Partícula maciça, indivisível e indestrutível; 2)

Leia mais

O Átomo de BOHR. O Átomo de Bohr e o Espectro do Hidrogênio.

O Átomo de BOHR. O Átomo de Bohr e o Espectro do Hidrogênio. O Átomo de BOHR UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Instituto de Física. Departamento de Física. Física do Século XXB (FIS1057). Prof. César Augusto Zen Vasconcellos. Lista 1 Tópicos. O Átomo de

Leia mais

Goiânia, / / 2014. Elemento Configuração 1 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 2 1s 2 2s 2 2p 4 3 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 4 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6

Goiânia, / / 2014. Elemento Configuração 1 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 2 1s 2 2s 2 2p 4 3 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 4 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 Lista de exercícios - Química Aluno (a): Nº. Professora: Núbia de Andrade Série: 1º ano (Ensino médio) Turma: Goiânia, / / 2014. Questão 01) Localize na Tabela Periódica o elemento químico de número atômico

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER)

RESOLUÇÃO DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER) DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER) 01)Um veículo está se movendo ao longo de uma estrada plana e retilínea. Sua velocidade em função do tempo, para um trecho do percurso, foi registrada e

Leia mais

Cor e frequência. Frequência ( ) Comprimento de onda ( )

Cor e frequência. Frequência ( ) Comprimento de onda ( ) Aula Óptica Luz visível A luz que percebemos tem como característica sua freqüência que vai da faixa de 4.10 14 Hz ( vermelho) até 8.10 14 Hz (violeta). Esta faixa é a de maior emissão do Sol, por isso

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI

ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI ÓPTICA GEOMÉTRICA É a parte da Física que estuda os fenômenos relacionados com a luz e sua interação com meios materiais quando as dimensões destes meios é muito maior que o

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Departamento de Química e Exatas DQE Curso: Farmácia Disciplina: Química Geral Professora: Karina

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Departamento de Química e Exatas DQE Curso: Farmácia Disciplina: Química Geral Professora: Karina UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Departamento de Química e Exatas DQE Curso: Farmácia Disciplina: Química Geral Professora: Karina TESTE DE CHAMAS Laercio Lago Lenine Mafra Samile Rúbia JEQUIÉ

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º Teste sumativo de FQA 21. Out. 2015 Versão 1 10.º Ano Turma A e B Professora: Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 9 páginas e termina na palavra

Leia mais

O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica

O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica A U L A 3 Metas da aula Descrever a experiência de interferência por uma fenda dupla com elétrons, na qual a trajetória destes

Leia mais

TD nº 02 Química 2 1º ano - 2011

TD nº 02 Química 2 1º ano - 2011 Prof. Willame TD nº 02 Química 2 1º ano - 2011 TABELA PERIÓDICA 1. A organização dos elementos Com a descoberta de uma grande variedade de átomos, tornou-se necessária à criação de uma sistemática de classificação.

Leia mais

Radiação Solar e Vento Solar

Radiação Solar e Vento Solar INPE Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais CMC-213-3 Modelagem de Sensores e Atuadores em Controle de Atitude e Órbita Radiação Solar e Vento Solar Professor: Mário César Ricci Aluno: Delfim Pinto

Leia mais

Use protetor solar! ( )Terr ( )Satur ( )Marte. Volume 1 Módulo 2 Química Unidade 14. Para início de conversa...

Use protetor solar! ( )Terr ( )Satur ( )Marte. Volume 1 Módulo 2 Química Unidade 14. Para início de conversa... Volume 1 Módulo 2 Química Unidade 14 Use protetor solar! Para início de conversa... Quando Rutherford formulou o seu modelo atômico, conforme você estudou na unidade anterior, não levou em consideração

Leia mais

ESTUDO DO ÁTOMO. Palavras-chave: átomo. Nuclear. Radiação.

ESTUDO DO ÁTOMO. Palavras-chave: átomo. Nuclear. Radiação. ESTUDO DO ÁTOMO Isaias Jose dos Santos ISE - santosisaiasjose@yahoo.com.br Rodrigo dos Santos ISE.- antos.rodrigo10@hotmail.com Orientador: Francisco de Assis Andrade Resumo Desde o princípio da humanidade

Leia mais

Física PRÉ VESTIBULAR / / Aluno: Nº: Turma: PRÉ-VESTIBULAR. No vácuo, todas as ondas eletromagnéticas. independentemente de sua frequência.

Física PRÉ VESTIBULAR / / Aluno: Nº: Turma: PRÉ-VESTIBULAR. No vácuo, todas as ondas eletromagnéticas. independentemente de sua frequência. PRÉ VESTIBULAR Física / / PRÉ-VESTIBULAR Aluno: Nº: Turma: ONDAS Física Dudu 01. F.M. Triângulo Mineiro MG. III) No vácuo, todas as ondas eletromagnéticas caminham com uma mesma velocidade, independentemente

Leia mais

Capítulo 5 Distribuição de Energia e Linhas Espectrais

Capítulo 5 Distribuição de Energia e Linhas Espectrais Capítulo 5 Distribuição de Energia e Linhas Espectrais As transições atômicas individuais (das quais falaremos mais adiante) são responsáveis pela produção de linhas espectrais. O alargamento das linhas

Leia mais

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura:

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: PROVA DE FÍSICA QUESTÃO 0 Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: Essa lente é mais fina nas bordas que no meio e a posição de cada um de seus focos está indicada

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA E N OS QUâNTICOS TEORIA - PARTE II. Elétron de diferenciação e elétrons de valência. Distribuição eletrônica de íons

DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA E N OS QUâNTICOS TEORIA - PARTE II. Elétron de diferenciação e elétrons de valência. Distribuição eletrônica de íons DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA E N OS QUâNTICOS TEORIA - PARTE II Elétron de diferenciação e elétrons de valência O elétron de diferenciação é definido como o último elétron do subnível mais energético de um

Leia mais

Evolução do Modelo Atómico

Evolução do Modelo Atómico Evolução do Modelo Atómico Desde a antiguidade que os homens se preocupavam em saber de que é que as «coisas» são feitas. No entanto, existiam perspectivas diversas sobre o assunto, a mais conhecida das

Leia mais

Átomo e Modelos Atô t m ô ic i o c s o

Átomo e Modelos Atô t m ô ic i o c s o Átomo e Modelos Atômicos Demócrito (Sec. V a.c.) defendeu a idéia de que a matéria era composta por pequeníssimas partículas. Átomo Demócrito (460 370 A.C.) Modelo baseado apenas na intuição e na lógica.

Leia mais

Exercícios de Revisão de Química 1º ano

Exercícios de Revisão de Química 1º ano Questão 01) Dentre as alternativas abaixo, indicar a que contém a afirmação correta. a) Dois átomos que possuem o mesmo número de nêutrons pertencem ao mesmo elemento químico. b) Dois átomos com o mesmo

Leia mais

I - colocam-se 100 g de água fria no interior do recipiente. Mede-se a temperatura de equilíbrio térmico de 10ºC.

I - colocam-se 100 g de água fria no interior do recipiente. Mede-se a temperatura de equilíbrio térmico de 10ºC. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE CAMPUS UNIVERSITÁRIO BAIRRO MARTELOS JUIZ DE FORA MG CEP 36.036-900 - TELEFAX: (3)10-3755 e-mail: vestibular@ufjf.edu.br PARÂMETROS DE CORREÇÃO VESTIBULAR /FÍSICA

Leia mais

Química A Intensivo V. 1

Química A Intensivo V. 1 1 Química A Intensivo V. 1 Exercícios 01) 10 01. Incorreta. O modelo atômico de Dalton não prevê a existência de elétrons. 02. Correta. Segundo Dalton, os átomos eram indestrutíveis e, durante uma reação

Leia mais

1. Espectros, radiação e energia

1. Espectros, radiação e energia 1. Espectros, radiação e energia Radiação é a propagação da energia por meio de partículas ou ondas no espaço. A radiação pode ser identificada: Pelo elemento condutor de energia: Radiação electromagnética

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: Física Série: 3ª Professor (a): Marcos Vinicius Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS

ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS Os sólidos são caracterizados por uma associação muito próxima de átomos, em geral representados por esferas rígidas, em contato uns com os outros e mantidos juntos por

Leia mais

SOLUÇÃO: RESPOSTA (D) 17.

SOLUÇÃO: RESPOSTA (D) 17. 16. O Ceará é hoje um dos principais destinos turísticos do país e uma das suas atrações é o Beach Park, um parque temático de águas. O toboágua, um dos maiores da América Latina, é uma das atrações preferidas

Leia mais

Alfred Landé (13 de dezembro de 1888, Elberfeld, Alemanha 30 de outubro de 1976, Columbia, EUA ). -> foi um físico alemão/norte americano.

Alfred Landé (13 de dezembro de 1888, Elberfeld, Alemanha 30 de outubro de 1976, Columbia, EUA ). -> foi um físico alemão/norte americano. Alfred Landé (13 de dezembro de 1888, Elberfeld, Alemanha 30 de outubro de 1976, Columbia, EUA ). -> foi um físico alemão/norte americano. -> mais conhecido por suas contribuições para a teoria quântica.

Leia mais

Ondas eletromagnéticas e suas aplicações tecnológicas

Ondas eletromagnéticas e suas aplicações tecnológicas Ondas eletromagnéticas e suas aplicações tecnológicas Neste exato momento, você está sendo atravessado por uma infinidade de ondas eletromagnéticas que se propagam pelo espaço, levando informações de um

Leia mais

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B.

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B. 04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A e m B, sendo m A < m B, afirma-se que 01. Um patrulheiro, viajando em um carro dotado de radar a uma

Leia mais

NOTAS DE AULAS DE ESTRUTURA DA MATÉRIA

NOTAS DE AULAS DE ESTRUTURA DA MATÉRIA NOTAS DE AULAS DE ESTRUTURA DA MATÉRIA Prof. Carlos R. A. Lima CAPÍTULO 9 INTERAÇÃO MAGNÉTICA E SPIN Primeira Edição junho de 2005 CAPÍTULO 9 - INTERAÇÃO MAGNÉTICA E SPIN ÍNDICE 9-1- Momento de Dipolo

Leia mais

Adaptado de Professora: Miwa Yoshida. www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt

Adaptado de Professora: Miwa Yoshida. www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt Adaptado de Professora: Miwa Yoshida www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt Leucipo de Mileto ( 440 a.c.) & Demócrito (460 a.c. - 370 a.c. ) A ideia de dividirmos uma porção qualquer de matéria

Leia mais

Física Quântica Caex 2005 Série de exercícios 1

Física Quântica Caex 2005 Série de exercícios 1 Física Quântica Caex 005 Questão 1 Se as partículas listadas abaixo têm todas a mesma energia cinética, qual delas tem o menor comprimento de onda? a) elétron b) partícula α c) nêutron d) próton Questão

Leia mais

Material Extra de Física

Material Extra de Física Material Extra de Física ONDAS 01. (F. M. Triângulo Mineiro MG) ENTÃO MAFALDA, O QUE ESTÁ ACHANDO DO MAR? ATÉ AGORA, UM INDECISO f (10 14 m) λ (10-7 m) 6,7 Violeta Azul 4,8 5,6 Verde x Amarelo 5,8 5,0

Leia mais

Aula 8 Fótons e ondas de matéria II. Física Geral F-428

Aula 8 Fótons e ondas de matéria II. Física Geral F-428 Aula 8 Fótons e ondas de matéria II Física Geral F-428 1 Resumo da aula anterior: Planck e o espectro da radiação de um corpo negro: introdução do conceito de estados quantizados de energia para os osciladores

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação do 3 Bimestre

Lista de Exercícios de Recuperação do 3 Bimestre Lista de Exercícios de Recuperação do 3 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

1 Fibra Óptica e Sistemas de transmissão ópticos

1 Fibra Óptica e Sistemas de transmissão ópticos 1 Fibra Óptica e Sistemas de transmissão ópticos 1.1 Introdução Consiste em um guia de onda cilíndrico, conforme ilustra a Figura 1, formado por núcleo de material dielétrico (em geral vidro de alta pureza),

Leia mais

Laboratório Virtual Kit Óptico

Laboratório Virtual Kit Óptico Laboratório Virtual Kit Óptico Reflexão A luz nem sempre se propaga indefinidamente em linha reta: em algumas situações eles podem se quebrar, como acontece quando um espelho é colocado em seu caminho.

Leia mais

2. Fundamentos Físicos: Laser e Luz Intensa Pulsada

2. Fundamentos Físicos: Laser e Luz Intensa Pulsada 2. Fundamentos Físicos: Laser e Luz Intensa Pulsada A luz está presente em praticamente todos os momentos de nossas vidas e tem fundamental importância para a sobrevivência da vida no planeta. Atualmente,

Leia mais

22/Abr/2015 Aula 15. 17/Abr/2015 Aula 14

22/Abr/2015 Aula 15. 17/Abr/2015 Aula 14 17/Abr/2015 Aula 14 Introdução à Física Quântica Radiação do corpo negro; níveis discretos de energia. Efeito foto-eléctrico: - descrições clássica e quântica - experimental. Efeito de Compton. 22/Abr/2015

Leia mais

Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I

Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I 01. (Cftmg) O filme Homem de Ferro 2 retrata a jornada de Tony Stark para substituir o metal paládio, que faz parte do reator de seu peito, por

Leia mais

15/09/2015 1 PRINCÍPIOS DA ÓPTICA O QUE É A LUZ? A luz é uma forma de energia que não necessita de um meio material para se propagar.

15/09/2015 1 PRINCÍPIOS DA ÓPTICA O QUE É A LUZ? A luz é uma forma de energia que não necessita de um meio material para se propagar. O QUE É A LUZ? A luz é uma forma de energia que não necessita de um meio material para se propagar. PRINCÍPIOS DA ÓPTICA A luz do Sol percorre a distância de 150 milhões de quilômetros com uma velocidade

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades Resoluções das atividades Sumário Aula 1 Evolução dos modelos atômicos: da alquimia ao modelo atômico de Thomson... 1 Aula 2 Evolução dos modelos atômicos: de Rutherford ao modelo atômico de Sommerfeld...

Leia mais

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de?

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de? Física 01. Um fio metálico e cilíndrico é percorrido por uma corrente elétrica constante de. Considere o módulo da carga do elétron igual a. Expressando a ordem de grandeza do número de elétrons de condução

Leia mais

Prof. Eduardo Loureiro, DSc.

Prof. Eduardo Loureiro, DSc. Prof. Eduardo Loureiro, DSc. Transmissão de Calor é a disciplina que estuda a transferência de energia entre dois corpos materiais que ocorre devido a uma diferença de temperatura. Quanta energia é transferida

Leia mais