Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas."

Transcrição

1 EVOLUÇÃO DOS MODELOS ATÔMICOS Durante algum tempo a curiosidade do que era constituída a matéria parecia ser impossível de ser desvendada. Até que em 450 a.c. o filósofo grego Leucipo de Mileto afirmava que a matéria era formada por partículas cada vez menores até que chegasse num ponto que não poderia ser mais dividida. 20 anos depois Demócrito de Abdera, discípulo de Leucipo, afirmou que a matéria era constituída de minúsculas partículas indivisíveis que as chamou de ÁTOMO, que no grego significa indivisível. E assim permaneceu por muito tempo. I. MODELO ATÔMICO DE JOHN DALTON: Em 1803, o cientista inglês John Dalton desenvolveu uma teoria sobre a estrutura da matéria tomando como base a ideia de Demócrito (partícula indivisível): Para Dalton, átomo é uma esfera extremamente pequena, maciça, indestrutível e indivisível. John Dalton Ele utilizou pequenos círculos para representar os átomos dos diferentes elementos químicos. II. MODELO ATÔMICO DE JOSEPH THOMSON. O segundo modelo atômico foi proposto por Joseph John Thomson, que levantou questionamentos sobre o modelo de Dalton, pois, este modelo não explicava fenômenos como à eletricidade, já que por sua vez partículas elétricas de cargas negativas (-) já tinham sido descobertas e chamadas de elétrons. Em seu modelo Thomson propôs que o átomo é uma esfera de carga elétrica positiva, não maciça, incrustada de elétrons (negativos), de modo que sua carga total seja nula. Joseph Thomson Thomson denominou este segundo modelo atômico de Pudim de Passas. III. MODELO ATÔMICO DE ERNEST RUTHERFORD: Com o advento da Radioatividade possibilitou que cientistas descobrissem outra partícula subatômica 1836 vezes mais pesada que o elétron e dotada de carga de valor igual, porém de sinal positivo (+), esta foi denominada de próton. Assim, um cientista chamado de Ernest Rutherford, em 1911, pôde realizar seu experimento que o possibilitou de criar o terceiro modelo atômico. Ernest Rutherford # EXPERIMENTO DE RUTHERFORD: # POSTULADOS DE DALTON: Todas as substâncias são constituídas de minúsculas partículas denominadas átomos; Os átomos não podem criados e nem destruídos; Átomos de mesmo elemento são iguais em todas suas propriedades; Átomos de elementos diferentes possuem propriedades físicas e químicas diferentes; Substâncias compostas são constituídas de um pequeno número de átomos simples. Assim, por exemplo, duas substâncias simples compostas pelos átomos simples X e Y, podem formar substâncias compostas do tipo X+Y, ou X+2Y ou 2X+Y e assim por diante. E assim Dalton criou o 1º modelo é conhecido hoje como Modelo Atômico de Dalton (modelo bola de bilhar ).

2 # OBSERVAÇÕES E CONCLUSÕES DE RUTHERFORD POR MEIO DO EXPERIMENTO: A maioria das partículas atravessou a placa de ouro sem sofrer desvio considerável em sua trajetória. Portanto, no átomo há grandes espaços vazios; Algumas partículas foram rebatidas na direção contrária ao feixe de radiação. Logo, a massa do átomo é concentrada praticamente no núcleo, que é pequeno e denso; Certas partículas sofreram grande desvio em sua trajetória. Então, o núcleo do átomo tem carga positiva (+). Assim, o 3º modelo atômico dizia que o átomo era formado por um núcleo denso, responsável por toda a massa do átomo e nele estariam partículas dotadas de carga positiva (prótons) e girando ao redor do núcleo estariam os elétrons (dotados de carga negativa) neutralizando a carga do átomo. # POSTULADOS DE BOHR: O elétron move-se em órbitas circulares em torno do núcleo atômico central, chamadas de camadas ou níveis (K, L, M, N,...); Cada um desses níveis possui um valor determinado de energia; Um elétron pode passar de um nível para outro de maior energia, desde que absorva energia externa (calor, eletricidade, luz, etc.). Quando isso acontece, dizemos que o elétron foi excitado; O retorno do elétron ao seu nível inicial se faz acompanhar da liberação de energia na forma de ondas eletromagnéticas (calor, luz visível, ultravioleta, etc.) Este modelo foi comparado ao Sistema Planetário, onde o Sol seria o núcleo e os planetas seriam os elétrons. Logo após o modelo atômico de Rutherford surgiu um grande questionamento, se o núcleo é dotado de carga positiva (prótons), porque essas partículas não se repelem e consequentemente destroem o átomo. A explicação desse fato veio logo depois com a descoberta de outra partícula presente no núcleo do átomo chamada de nêutron, batizada assim, pelo seu descobridor James Chadwick, pois esta não era eletrizada, ou seja, era eletricamente neutra, assim responsável pela coalizão das partículas positivas do núcleo, pois um nêutron é formado por um próton, mais um elétron e mais uma partícula sem carga chamada de neutrino (η). O fenômeno de mudança de camadas dos elétrons descrito por Bohr é muito evidenciado em fatos cotidianos como nos fogos de artifícios, pois o fato dos fogos de artifício emitir, ao estourar, uma grande variedade de cores é explicada pelo modelo atômico de Rutherford-Bohr. Pois ao receberem energia da queima da pólvora os elétrons dos elementos que compõe os fogos de artifícios se excitam e saltam para uma camada mais energética e ao voltarem para as camadas de menor energia emitem a mesma quantidade de energia que absorveram em forma de energia luminosa. Sendo a cor dos fogos dependente do elemento químico que é utilizado na composição dos fogos, pois cada metal é responsável por um tipo de cor: Ex1: IV. MODELO ATÔMICO DE BOHR: O modelo de Rutherford explica satisfatoriamente o resultado da experiência com partículas, porém possui algumas deficiências, pois não explicava os espectros (cores) atômicos. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo que conseguisse explicar os espectros atômicos, baseado nos seguintes postulados: Niels Bohr

3 # MODELO ATÔMICO ATUAL: Eletrosfera {Elétrons (e - ) Núcleo # CARACTERÍSTICAS DAS PARTÍCULAS SUBATÔMICAS: PARTÍCULAS MASSA CARGA ELÉTRICA Próton (p + ) 1u. +1 Nêutron (N) 1u. 0 Elétron (e - ) u. 1 -Prótons (p + ) -Nêutrons (N) Ex4: O Chumbo (Pb) possui um número atômico (Z) igual a 82 e sua massa atômica (A) é de aproximadamente 207. Temos então para o elemento químico Chumbo: Z = 82 (ou seja, 82 prótons e 82 elétrons) A = 207 u.m.a N = o número de nêutrons será calculado por meio da expressão A = Z + N. A = Z + N 207 = 82 + N = N 125 = N Então, o átomo Chumbo no seu estado fundamental possui Z = 82 (p + e e ), A = 207 e N = 125 (nêutrons). iv. REPRESENTAÇÃO DO ELEMENTO: 1 p e 1 N 1836 e V. CARACTERÍSTICAS DO ÁTOMO: v. ÍONS: Os átomos quando reagem podem perder ou ganhar elétrons, formando íons. i. NÚMERO ATÔMICO (Z): Representa o número de prótons do núcleo do átomo. Cada tipo de átomo é caracterizado por um número atômico. OBS1: O átomo no seu estado fundamental é eletricamente neutro, ou seja, o número de prótons é igual ao número de elétrons e este por sua vez será igual ao número atômico. Ex2: O átomo de Sódio (Na) possui o número atômico igual a 11 (Z=11), isso quer dizer que o Na possui em seu núcleo 11 prótons e consequentimente 11 elétrons em sua eletrosfera. Ex3: O átomo de Hélio (He) possui em seu núcleo 2 prótons (p + ) e 2 nêutrons (N) e na eletrosfera 2 elétrons (e - ). Portanto seu número atômico é igual a 2 (Z=2). OBS2: Nem sempre o número de nêutrons vai ser igual ao número atômico (número de prótons). ii. ELEMENTO QUÍMICO: são conjuntos de átomos (ou íons) de mesmo número atômico. OBS3: Existem íons que possuem o mesmo número total de elétrons estes são chamados de íons isoeletrônicos, porém não podem ter o mesmo número de prótons. # REPRESENTAÇÃO DO ÍON: Ex5: Cátion (n e-) (n e-) Átomo (Na) Ânion Íon Cátion monovalente iii. NÚMERO DE MASSA (A): é a soma do número de prótons (p + ) com o número de nêutrons (N) existentes no mesmo átomo. Átomo (P) Íon A = Z + N ou A = p + + N Ânion trivalente

4 Ex6: Calcule os valores referentes ao átomo de Alumínio e do Cátion Al 3+. Z = N = A = p + = e = Ex7: Calcule os valores referentes ao átomo de Enxofre e ao Ânion Sulfeto S 2-. Z = N = A = p + = e = vi. FENÔMENOS ATÔMICOS A) ISOTOPIA: É o fenômeno em que átomos de um mesmo elemento químico (mesmo número atômico) apresentam números de massa diferentes. Esses átomos são denominados de Isótopos. - Mesmo nº atômico (Z); - Diferente nº de massa (A); - Diferente nº de nêutrons (N); Ex8: Hidrogênio Deutério (D) Trítio 1H¹ H H 3 Isótopos do Hidrogênio B) ISOBARIA: É o fenômeno em que átomos de elementos químicos diferentes (números atômicos diferentes) apresentam mesmo número de massa. Esses átomos são denominados de Isóbaros. - Diferente nº atômico (Z); - Mesmo nº de massa (A); - Diferente nº de nêutrons (N); Ex9: 19K Ca 40 Isóbaros 20Ca Ti 42 Isóbaros (C) ISOTONIA: É o fenômeno em que átomos de elementos químicos diferentes apresentam mesmo número de nêutrons. Esses átomos são denominados de Isótonos. - Diferente nº atômico (Z); - Diferente nº de massa (A); - Mesmo nº de nêutrons (N); Ex10: 17Cl Ca 40 Isótonos EXERCÍCIOS 1) (Fuvest-SP) Thomson determinou, pela primeira vez, a relação entre massa e carga do elétron, o que pode ser considerado como a descoberta do elétron. É reconhecida como uma contribuição de Thomson ao modelo atômico: a) O átomo ser indivisível. b) A existência de partículas subatômicas. c) Os elétrons ocuparem níveis discretos de energia. d) Os elétrons girarem em órbitas circulares ao redor do núcleo. e) O átomo possuir um núcleo com carga positiva e uma eletrosfera. 2) (Osec-SP) Eletrosfera é a região do átomo que: a) concentra praticamente toda a massa do átomo. b) contém as partículas de carga elétrica positiva. c) possui partículas sem carga elétrica. d) permanece inalterada com a formação dos íons. e) tem volume praticamente igual ao volume do átomo. 3) (PUC) Uma importante contribuição do modelo de Rutherford foi considerar o átomo constituído de: a) elétrons mergulhados numa massa homogênea de carga positiva. b) uma estrutura altamente compactada de prótons e elétrons. c) um núcleo com massa desprezível quando comparado a com a massa do elétron. d) uma região central com carga negativa chamada de núcleo. e) um núcleo muito pequeno de carga positiva, cercado de elétrons. 4) Um fenômeno comum, observado por muitos cozinheiros, é o surgimento de uma cor amarela intensa quando o líquido de uma panela, contendo sal de cozinha, derrama e atinge a chama do fogão. A explicação para esse fenômeno é: a) A água, quando atinge a chama, se dissocia liberando energia, que se manifesta na frequência de onda correspondente à cor amarela. b) O cloreto de sódio, ao atingir a chama, se dissocia nos íons Na + e Cl -, liberando energia, que se manifesta na frequência de onda correspondente à cor amarela. c) O íon cloreto, ao atingir a chama, absorve energia e perde o seu elétron mais externo. A diminuição de energia da chama provoca a mudança de coloração de azul para amarelo. d) Alguns elétrons dos íons de Na + são promovidos a estados de maior energia e, ao retornarem ao estado inicial, emitem radiação de frequência correspondente à cor amarela. e) Os íons de Na +, ao atingirem a chama, recebem energia suficiente para perderem mais um elétron. A diminuição de energia da chama provoca a mudança de coloração de azul para amarelo.

5 5) (PUC-MG) As diferentes cores produzidas por distintos elementos são resultados das transições eletrônicas. Ao mudar de camadas, em torno do núcleo do átomo, os elétrons emitem energia nos diferentes comprimentos de ondas, as cores. Este texto está baseado no modelo atômico proposto por: a) Niels Bohr. d) John Dalton. b) Rutherford. e) J. J. Thomson. c) Heisenberg. 6) Ao longo da história da ciência, diversos modelos atômicos foram propostos até chegarmos ao modelo atual. Com relação ao modelo atômico de Rutherford, podemos afirmar que: I. Foi baseado em experimentos com eletrólise de solução de sais de ouro. II. É um modelo nuclear que mostra o fato de a matéria ter sua massa concentrada em um pequeno núcleo. III. É um modelo que apresenta a matéria como sendo constituída por elétrons (partículas de carga negativa) em contato direto com prótons (partículas com carga positiva). IV. Foi deduzido a partir de experimentos de bombardeamento de finas lâminas de um metal por partículas. a) I, III e IV. d) II e III. b) I, II e IV. e) I e II. c) II e IV. 7) A palavra átomo é originária do grego e significa indivisível, ou seja, segundo os filósofos gregos, o átomo seria a menor partícula da matéria que não poderia ser mais dividida. Atualmente essa ideia não é mais aceita. A respeito dos átomos, podemos afirmar: I. Não podem ser desintegrados. II. São formados por, pelo menos, três partículas fundamentais. III. Possuem partículas positivas denominadas elétrons. IV. Apresenta duas regiões distintas, núcleo e a eletrosfera. V. Apresentam elétrons, cuja carga elétrica é negativa. Das afirmativas acima, qual a alternativa apresenta apenas as corretas: a) I, III e IV. d) II, III e IV. b) I, IV e V. e) II, III e V. c) II, IV e V. 8) O silício, elemento químico mais abundante na natureza depois do oxigênio, tem grande aplicação na indústria eletrônica. Por outro lado, o enxofre é de grande importância na obtenção do ácido sulfúrico. Sabendo que o átomo 14Si 28 é isótono de uma das variedades isotópicas do enxofre, 16S, pode-se afirmar que este átomo tem número de massa: a) 19 d) 21 b) 28 e) 32 c) 30 9) O átomo 14 X apresenta 7 nêutrons. Assim, o íon X 3- é isoeletrônico do átomo: a) 4Be d) 11Na b) 7N e) 17C c) 10Ne 10) Um íon X 2- tem 36 elétrons e 40 nêutrons. Os números atômico e de massa desse íon são, respectivamente: a) 36 e 76 d) 34 e 76 b) 38 e 78 e) 34 e 74 c) 36 e 74 11) O átomo Q tem 36 nêutrons e é isóbaro do átomo R. Considerando que R 2+ é isoeletrônico do átomo Q. Assinale o número de nêutrons do átomo R: a) 40 d) 34 b) 38 e) 32 c) 36 12) (UFPA) Recentemente o Departamento de Química da UFPA adquiriu um equipamento de ressonância magnética nuclear. Este equipamento tem como finalidade à análise de estruturas moleculares, e para a sua operação é necessária a utilização de solventes deuterados, tais como D2O, CDCl3, MeOD e outros. O átomo de deutério em relação ao átomo de hidrogênio é um: a) Isóbaro. d) Alótropo. b) Isótono. e) n.d.a. c) Isótopo. 12) São dadas as seguintes informações relativas aos átomos X, Y e Z: I- X é isóbaro de Y e isótono de Z II- Y tem número atômico 56, número de massa 137 e é isótopo de Z. III- O número de massa de Z é 138. O número atômico de X é: a) 53 d) 56 b) 54 e) 57 c) 55 13) (ITA-SP) Dados os átomos: 14I 30, 18II 30, 13III 30, 15IV 30, 18V 29, 14VI 31 Podemos afirmar que: a) I e IV são isótopos; II e V são isóbaros; III e IV são b) IV e VI são isótopos; I, II e III são isóbaros; V e VI são c) I, II e III são isótopos; III e V são isóbaros; IV e VI são d) II e VI são isótopos; I e IV são isóbaros; III e VI são e) II e V são isótopos; III e IV são isóbaros; III e VI são

478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito

478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito MODELOS ATÔMICOS 478 a.c. Leucipo e seu discípulo Demócrito - A matéria após sofrer várias subdivisões, chegaria a uma partícula indivisível a que chamaram de átomo. - ÁTOMO a = sem tomos = divisão - Esta

Leia mais

MODELOS ATÔMICOS. Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio

MODELOS ATÔMICOS. Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio MODELOS ATÔMICOS Química Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio PRIMEIRA IDEIA DO ÁTOMO 546 a.c. Tales de Mileto: propriedade da atração e repulsão de objetos após atrito; 500 a.c. Empédocles:

Leia mais

ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS

ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS 1 ESTRUTURA ATÔMICA OS PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS Alguns filosófo da Grécia Antiga já admitiam que toda e qualquer matéria seria formada por minúsculas partículas indivisíveis, que foram denominadas átomos

Leia mais

Exercícios de Revisão de Química 1º ano

Exercícios de Revisão de Química 1º ano Questão 01) Dentre as alternativas abaixo, indicar a que contém a afirmação correta. a) Dois átomos que possuem o mesmo número de nêutrons pertencem ao mesmo elemento químico. b) Dois átomos com o mesmo

Leia mais

História da Química: Empédocles (Séc. V a.c.)

História da Química: Empédocles (Séc. V a.c.) Prof.: Manzi História da Química: Empédocles (Séc. V a.c.) Teoria sobre os 4 elementos: Terra, Fogo, água e ar Aristóteles ( 350 a.c.) Quando a matéria recebe a forma ela se organiza nos quatro elementos

Leia mais

Estão corretos: a) apenas I, II e V. b) apenas I, III e IV. c) apenas II, III e V. d) I, II, III, IV e V. e) apenas I, II, III, IV.

Estão corretos: a) apenas I, II e V. b) apenas I, III e IV. c) apenas II, III e V. d) I, II, III, IV e V. e) apenas I, II, III, IV. 1. (Ufpr 2014) As teorias atômicas vêm se desenvolvendo ao longo da história. Até o início do século XIX, não se tinha um modelo claro da constituição da matéria. De lá até a atualidade, a ideia de como

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Módulo 1 Teoria atômica básica e leis ponderais Evolução dos modelos atômicos Modelo atômico atual 1 Módulo 2 Números quânticos; Distribuição eletrônica Paramagnetismo,

Leia mais

1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº

1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº 1º trimestre Ciências Sala de estudos Data: Abril/2015 Ensino Fundamental 9º ano classe: Profª Elisete Nome: nº Valor: 10 Nota:.. Conteúdo: Atomística e MRU 1) Observe o trecho da história em quadrinhos

Leia mais

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo.

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo. Teoria Atômica Constituição da matéria Raízes históricas da composição da matéria Modelos atômicos Composição de um átomo Tabela periódica Raízes Históricas 6000 a.c.: descoberta do fogo 4000 a.c.: vidros,

Leia mais

Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26. b) 27. c) 28. d) 54. e) 56. Gab: A. Questão 02)

Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26. b) 27. c) 28. d) 54. e) 56. Gab: A. Questão 02) Questão 01) Os átomos isótopos 2x+6 X 54 e 3x-4 Y 56 têm número atômico: a) 26 b) 27 c) 28 d) 54 e) 56 Gab: A Questão 02) Uma certa variedade atômica do estrôncio, cujo número atômico é 38, tem número

Leia mais

Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves

Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves Material Extra: Modelos atômicos e atomística Química professor Cicero # Modelos Atômicos e atomística - Palavras chaves Evolução da ideia do átomo 1) Partícula maciça, indivisível e indestrutível; 2)

Leia mais

RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS

RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS RESUMO 1 MODELOS ATÔMICOS A constituição da matéria é motivo de muita curiosidade entre os povos antigos. Filósofos buscam há tempos a constituição dos materiais. Resultado dessa curiosidade implicou na

Leia mais

Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I

Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I Exercícios Sobre Atomística - Início dos modelos atômicos I 01. (Cftmg) O filme Homem de Ferro 2 retrata a jornada de Tony Stark para substituir o metal paládio, que faz parte do reator de seu peito, por

Leia mais

Próton Nêutron Elétron

Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron ARNOLD SOMMERFELD MODELO ATÔMICO DE ARNOLD SOMMERFELD - 1916 Ao pesquisar o átomo, Sommerfeld concluiu que os elétrons de um mesmo nível, ocupam órbitas de trajetórias diferentes

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades Resoluções das atividades Sumário Aula 1 Evolução dos modelos atômicos: da alquimia ao modelo atômico de Thomson... 1 Aula 2 Evolução dos modelos atômicos: de Rutherford ao modelo atômico de Sommerfeld...

Leia mais

PROF: Alex LISTA 1 DATA: 27/02/2011 Lista de Atomística (Vários vestibulares)

PROF: Alex LISTA 1 DATA: 27/02/2011 Lista de Atomística (Vários vestibulares) NOME: PROF: Alex LISTA 1 DATA: 27/02/2011 Lista de Atomística (Vários vestibulares) ATOMÍSTICA 1. (Pucmg 2007) Assinale a afirmativa que descreve ADEQUADAMENTE a teoria atômica de Dalton. Toda matéria

Leia mais

Próton Nêutron Elétron

Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron Próton Nêutron Elétron Número de prótons: 54 2 Nome do elemento: BORO BERÍLIO HÉLIO Esta Os quantidade diferentes tipos de prótons de átomos recebe (elementos o nome químicos) de

Leia mais

REVISÃO PARA VESTIBULAR

REVISÃO PARA VESTIBULAR REVISÃO PARA VESTIBULAR MODELOS ATÔMICOS Desvendar os segredos da matéria, sua estrutura, sua constituição, sempre foi um desejo dos estudiosos. Cinco séculos antes de Cristo, os filósofos gregos especulavam

Leia mais

O Átomo. a + thomos = sem divisão

O Átomo. a + thomos = sem divisão O Átomo 1. O nome átomo tem origem na Grécia Antiga no sec. V a.c. Os pensadores antigos falavam da existência de partículas invisíveis e indivisíveis que formariam toda matéria. a + thomos = sem divisão

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MODELOS ATÔMICOS EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (FMTM-MG) De acordo com o modelo atômico proposto por Rutherford, os átomos são constituídos por um núcleo de carga elétrica positiva, que concentra quase toda

Leia mais

Átomo e Modelos Atô t m ô ic i o c s o

Átomo e Modelos Atô t m ô ic i o c s o Átomo e Modelos Atômicos Demócrito (Sec. V a.c.) defendeu a idéia de que a matéria era composta por pequeníssimas partículas. Átomo Demócrito (460 370 A.C.) Modelo baseado apenas na intuição e na lógica.

Leia mais

Evolução do Modelo Atómico

Evolução do Modelo Atómico Evolução do Modelo Atómico Desde a antiguidade que os homens se preocupavam em saber de que é que as «coisas» são feitas. No entanto, existiam perspectivas diversas sobre o assunto, a mais conhecida das

Leia mais

Adaptado de Professora: Miwa Yoshida. www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt

Adaptado de Professora: Miwa Yoshida. www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt Adaptado de Professora: Miwa Yoshida www.colegionobel.com.br/2004quimica1oano/atomo.ppt Leucipo de Mileto ( 440 a.c.) & Demócrito (460 a.c. - 370 a.c. ) A ideia de dividirmos uma porção qualquer de matéria

Leia mais

ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO

ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO COLÉGIO ESTADUAL RAINHA DA PAZ, ENSINO MÉDIO REPOSIÇÃO DAS AULAS DO DIA 02 e 03/07/2012 DAS 1 ª SÉRIES: A,B,C,D,E e F. Professor MSc. Elaine Sugauara Disciplina de Química ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO As ondas

Leia mais

MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD-BOHR

MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD-BOHR MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD-BOHR Portal de Estudos em Química (PEQ) - www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (UFU-MG) As afirmativas abaixo descrevem estudos sobre modelos atômicos, realizados

Leia mais

Química. Química 3 SUMÁRIO. e Pré-vestibular

Química. Química 3 SUMÁRIO. e Pré-vestibular Química SUMÁRIO Química 1 MÓDULO 1 Estrutura da matéria - Atomística... 3 Estrutura da matéria: modelos atômicos, Z, A, isótopos e íons Estrutura da matéria: A eletrosfera MÓDULO 2 Classificação periódica

Leia mais

Química A Intensivo V. 1

Química A Intensivo V. 1 1 Química A Intensivo V. 1 Exercícios 01) 10 01. Incorreta. O modelo atômico de Dalton não prevê a existência de elétrons. 02. Correta. Segundo Dalton, os átomos eram indestrutíveis e, durante uma reação

Leia mais

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 2ºTeste Sumativo 1ºPeríodo Duração do Teste:60 minutos Data: 05 / 12 / 08 Prof. Dulce Godinho

Leia mais

Química Atomística Profª: Bruna Villas Bôas. Exercícios

Química Atomística Profª: Bruna Villas Bôas. Exercícios NÚMERO ATÔMICO (Z) Os diferentes tipos de átomos (elementos químicos) são identificados pela quantidade de prótons (P) que possui. Esta quantidade de prótons recebe o nome de número atômico e é representado

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO

EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO Prof. Agamenon Roberto ATOMÍSTICA www.agamenonquimica.com 1 EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO 01) (PUC-MG) A teoria atômica de Dalton só não está claramente expressa em: a) A formação dos materiais dá-se através

Leia mais

A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso

A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso Atividade extra Fascículo 1 Química Unidade 1 Questão 1 Cecierj - 2013 A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso redor era formado por apenas

Leia mais

Lista de exercícios 01 Início dos Modelos Atômicos Série 1

Lista de exercícios 01 Início dos Modelos Atômicos Série 1 Lista de exercícios 01 Início dos Modelos Atômicos Série 1 01. (Cftmg) O filme Homem de Ferro 2 retrata a jornada de Tony Stark para substituir o metal paládio, que faz parte do reator de seu peito, por

Leia mais

Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão

Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão Lista de exercícios 04 Modelos atômicos incluindo Böhr - Revisão Observação teórica - Os postulados de Böhr A partir das suas descobertas científicas, Niels Böhr propôs cinco postulados: 1 o.) Um átomo

Leia mais

Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo I 1 a série do ensino médio Fase 01 Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO

Leia mais

Átomo e Modelos Atómicos

Átomo e Modelos Atómicos Átomo e Modelos Atómicos Demócrito (Sec. V a.c.) defendeu a ideia de que a matéria era composta por pequeníssimas partículas. Átomo Demócrito (460 370 A.C.) Modelo baseado apenas na intuição e na lógica.

Leia mais

Introdução. O átomo de Dalton. A experiência de Millikan. A descoberta dos elétrons. Estrutura Atômica. Série. Ensino.

Introdução. O átomo de Dalton. A experiência de Millikan. A descoberta dos elétrons. Estrutura Atômica. Série. Ensino. Série Rumo ao ITA Nº 1 Ensino Pré-Universitário Professor(a) Sérgio Matos Sede Aluno(a) Nº TC Turma Turno Data / / Química Estrutura Atômica Introdução Diz a lenda que foi observando os grãos de areia

Leia mais

O átomo. Capítulo. Troca de ideias

O átomo. Capítulo. Troca de ideias Capítulo 4 Troca de ideias O átomo Professor(a), leia as orientações pedagógicas. A música Rosa de Hiroshima retrata um fato histórico lamentável: o lançamento de bombas atômicas sobre o Japão na Segunda

Leia mais

Listão de Química I Atomística Profª.: Alessandra

Listão de Química I Atomística Profª.: Alessandra 01.: (UNEMAT MT) Os elementos químicos são distribuídos na tabela periódica dentro dos grupos (ou famílias) e das séries (ou períodos), em função das características que apresentam individualmente. Desta

Leia mais

Evolução do modelo atómico

Evolução do modelo atómico Os neutrões só foram descobertos em 1932 por Chadwick. Evolução do modelo atómico Demócrito (400 a.c.) Enunciou a primeira ideia de átomo como sendo a partícula elementar que constitui toda a matéria.

Leia mais

Lista 1 Atomística e tabela periódica

Lista 1 Atomística e tabela periódica Lista 1 Atomística e tabela periódica 1. (Ufrn 2013) A Lei Periódica e sua representação gráfica, a Tabela Periódica, são dois conhecimentos essenciais para a química e para os químicos. D. Mendeleev (1834-1907),

Leia mais

A DESCOBERTA DO ÁTOMO

A DESCOBERTA DO ÁTOMO A DESCOBERTA DO ÁTOMO Após Dalton ter apresentado sua teoria atômica, em 1808, na qual sugeria que os átomos eram indivisíveis, maciços (rígidos) e esféricos, vários cientistas realizaram diversos experimentos

Leia mais

Atomística Estrutura do Átomo

Atomística Estrutura do Átomo Atomística Estrutura do Átomo 1. (Udesc 2014) O enunciado Em um mesmo átomo, não podem existir dois elétrons com o mesmo conjunto de números quânticos refere-se a(ao): a) Princípio da Exclusão de Pauli.

Leia mais

Química A Intensivo V. 1

Química A Intensivo V. 1 Química A Intensivo V. 1 Exercícios 01)A A ideia apresentada na alternativa A, além de algo impossível, não estava incluída na teoria de Dalton que afirmava que átomos iguais pertenciam ao mesmo elemento

Leia mais

EXERCÍCIOS. Questão 01) Analise a tabela:

EXERCÍCIOS. Questão 01) Analise a tabela: 18 EXERCÍCIOS Questão 01) Analise a tabela: Substância Pontode Pontode Raio Fusão/ o C Ebulição/ o C Atômico/pm Bromo -7,20 58,8 114 Cloro -102-34,0 100 Iodo 114 184 133 Ozônio -193-112 73,0 Sódio 98,0

Leia mais

Prova de Recuperação Bimestral de Ciências Nome Completo: Data: / /2010

Prova de Recuperação Bimestral de Ciências Nome Completo: Data: / /2010 COLÉGIO MARIA IMACULADA QI 05 ch. 72 LAGO SUL BRASÍLIA DF E-MAIL: cmidf@cmidf.com.br FONE: 248 4768 SITE: www.cmidf.com.br VALOR:10 pontos. NOTA: 9ºano 2º PERÍODO Prova de Recuperação Bimestral de Ciências

Leia mais

Modelos atômicos. A origem da palavra átomo

Modelos atômicos. A origem da palavra átomo Modelos???? Modelos atômicos A origem da palavra átomo A palavra átomo foi utilizada pela primeira vez na Grécia antiga, por volta de 400 ac. Demócrito (um filósofo grego) acreditava que todo tipo de matéria

Leia mais

MODELO ATÔMICO ATUAL

MODELO ATÔMICO ATUAL MODELO ATÔMICO ATUAL Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (CESGRANRIO-RJ) A distribuição eletrônica do átomo 56 26 Fe, em camadas é: a) 1s 2 2s 2 2p

Leia mais

A ESTRUTURA ATÔMICA REPRESENTAÇÃO

A ESTRUTURA ATÔMICA REPRESENTAÇÃO A ESTRUTURA ATÔMICA O modelo nuclear admite que o átomo é formado por uma região central extremamente pequena, o núcleo, em torno do qual giram diminutas partículas, constituindo uma outra região, a eletrosfera.

Leia mais

http://www.clickciencia.ufscar.br/portal/edicao25/colunis...

http://www.clickciencia.ufscar.br/portal/edicao25/colunis... 1 of 5 01/28/2013 11:42 AM editorial artigos reportagens entrevistas resenhas colunistas pergunte sobre ciência Uma música um tema Escolha uma edição quem somos links podcasting fale conosco seu e-mail

Leia mais

E aquela história de prótons e elétrons?

E aquela história de prótons e elétrons? Aula 2 Parte 1 E aquela história de prótons e elétrons? Amor, hoje me lembrei de você durante a aula na faculdade. O professor comentava a formação do universo e sobre as primeiras idéias dos filósofos

Leia mais

SIMULADO DE QUÍMICA. 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da:

SIMULADO DE QUÍMICA. 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da: SIMULADO DE QUÍMICA 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da: a) ( ) filtração; b) ( ) flotação; c) ( ) separação de mistura; d) ( ) ventilação.

Leia mais

Use protetor solar! ( )Terr ( )Satur ( )Marte. Volume 1 Módulo 2 Química Unidade 14. Para início de conversa...

Use protetor solar! ( )Terr ( )Satur ( )Marte. Volume 1 Módulo 2 Química Unidade 14. Para início de conversa... Volume 1 Módulo 2 Química Unidade 14 Use protetor solar! Para início de conversa... Quando Rutherford formulou o seu modelo atômico, conforme você estudou na unidade anterior, não levou em consideração

Leia mais

Histórico das Ciências Nucleares. Helen Khoury. hjhoury@gmail.com

Histórico das Ciências Nucleares. Helen Khoury. hjhoury@gmail.com Histórico das Ciências Nucleares Helen Khoury hjhoury@gmail.com O que compõe o mundo que nos rodeia? Estrutura Atômica PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS Alguns filosófo da Grécia Antiga já admitiam que toda e

Leia mais

Palavras-chaves: conceito de modelo, modelos atômicos, ensino de química.

Palavras-chaves: conceito de modelo, modelos atômicos, ensino de química. A CONSTRUÇAO DE MODELOS ATÔMICOS NO ENSINO DE QUIMICA Estelita Simões (IC), simoesestela@yahoo.com.br; Elane Chaveiro Soares(PQ), elane@cepromat.com.br Universidade Federal de Mato Grosso Na ciência, cada

Leia mais

ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos

ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos Nova Friburgo, de de 2014. Aluno (a): Gabarito Professor(a): ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos Nº: Turma:100 Assuntos: Estrutura atômica; Tabela Periódica; Propriedades periódicas;

Leia mais

Conceitos Preliminares. Introdução a Química. Conceitos Preliminares. Conceitos Preliminares. Universo. Conceitos Preliminares. Fenômenos Substâncias

Conceitos Preliminares. Introdução a Química. Conceitos Preliminares. Conceitos Preliminares. Universo. Conceitos Preliminares. Fenômenos Substâncias Introdução a Química Conceitos Preliminares Universo É o conjunto TOTAL de toda a MATÉRIA e ENERGIA que existe... Conceitos Preliminares Fenômenos Substâncias Conceitos Preliminares Matéria É tudo o que

Leia mais

Prof. Luis Carlos F. Oliveira IFAL- Campus Marechal/AL

Prof. Luis Carlos F. Oliveira IFAL- Campus Marechal/AL Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas IF/AL Coordenadoria de Química Disciplina: Química - 2º bimestre ALAGOAS Aluno:... Prof. Luis Carlos F. Oliveira IFAL- Campus Marechal/AL

Leia mais

Química 1ª série Ensino Médio v. 1. Gabarito comentado

Química 1ª série Ensino Médio v. 1. Gabarito comentado Química 1ª série Ensino Médio v. 1 Exercícios Gabarito comentado Neste material você encontrará, além das respostas das atividades propostas no material didático Energia, resoluções completas com comentários

Leia mais

sábado, 28 de julho de 12 Prof: Alex

sábado, 28 de julho de 12 Prof: Alex Modelo de Sommerfeld (1916) Modelo de Sommerfeld (1916) Sommerfeld aperfeiçoou o modelo de BOHR, incluindo órbitas elípticas para o elétron, que teria energias diferentes dependendo do tipo de órbita descrita.

Leia mais

3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS. Aline Lamenha

3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS. Aline Lamenha 3.2. ORBITAIS E NÚMEROS QUÂNTICOS 3.3. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS Aline Lamenha OBJETIVOS Referir os contributos de vários cientistas e das suas propostas de modelo atómico, para a criação do modelo atómico

Leia mais

FILOSOFANDO EM TORNO DA MATÉRIA. Ao longo dos séculos o homem utiliza as propriedades químicas da matéria para obtenção de produtos de seu interesse.

FILOSOFANDO EM TORNO DA MATÉRIA. Ao longo dos séculos o homem utiliza as propriedades químicas da matéria para obtenção de produtos de seu interesse. FILOSOFANDO EM TORNO DA MATÉRIA A constituição da matéria Ao longo dos séculos o homem utiliza as propriedades químicas da matéria para obtenção de produtos de seu interesse. Metais (a partir de minérios)

Leia mais

INSTITUTO DE QUÍMICA da UFRJ DEPARTAMENTO DE QUÍMICA INORGÂNICA. Programa de Disciplina. Química Geral EQ. Nome: Código: IQG 115 CARACTERÍSTICAS

INSTITUTO DE QUÍMICA da UFRJ DEPARTAMENTO DE QUÍMICA INORGÂNICA. Programa de Disciplina. Química Geral EQ. Nome: Código: IQG 115 CARACTERÍSTICAS Programa de Disciplina Nome: Química Geral EQ Código: IQG 115 Categoria: Carga Horária Semanal: CARACTERÍSTICAS Número de Semanas Previstas para a Disciplina: 15 Número de Créditos da Disciplina: 4 Pré-Requisito

Leia mais

Orientações e sugestões para o desenvolvimento de conteúdos e habilidades para aluno DV. Ciências da Natureza/Ensino Médio. Bloco da INDÚSTRIA QUÍMICA

Orientações e sugestões para o desenvolvimento de conteúdos e habilidades para aluno DV. Ciências da Natureza/Ensino Médio. Bloco da INDÚSTRIA QUÍMICA Orientações e sugestões para o desenvolvimento de conteúdos e habilidades para aluno DV Ciências da Natureza/Ensino Médio Bloco da INDÚSTRIA QUÍMICA Com o conhecimento de átomos e moléculas, passa-se a

Leia mais

Juliana Cerqueira de Paiva. Modelos Atômicos Aula 2

Juliana Cerqueira de Paiva. Modelos Atômicos Aula 2 Juliana Cerqueira de Paiva Modelos Atômicos Aula 2 2 Modelo Atômico de Thomson Joseph John Thomson (1856 1940) Por volta de 1897, realizou experimentos estudando descargas elétricas em tubos semelhantes

Leia mais

a) Estão corretas I, II e III. b) Estão corretas I, II, III e IV. c) Estão corretas I, II e IV. d) Estão corretas I e III. e) Todas corretas.

a) Estão corretas I, II e III. b) Estão corretas I, II, III e IV. c) Estão corretas I, II e IV. d) Estão corretas I e III. e) Todas corretas. II OLÍMPIADA PARAENSE DE QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES (9º ANO) 01-Com relação às afirmações abaixo marque a alternativa correta: I. Podemos definir matéria como sendo tudo aquilo que tem massa e ocupa lugar

Leia mais

Com base no enunciado, nas figuras e nos conhecimentos sobre mecânica e eletromagnetismo, considere as afirmativas a seguir.

Com base no enunciado, nas figuras e nos conhecimentos sobre mecânica e eletromagnetismo, considere as afirmativas a seguir. 1.A obra Molhe Espiral (acima) faz lembrar o modelo atômico planetário, proposto por Ernest Rutherford (Fig. 1). Esse modelo satisfaz as observações experimentais de desvio de partículas alfa ao bombardearem

Leia mais

INTRODUÇÃO À MECÂNICA QUÂNTICA E A FÍSICA NUCLEAR

INTRODUÇÃO À MECÂNICA QUÂNTICA E A FÍSICA NUCLEAR INTRODUÇÃO À MECÂNICA QUÂNTICA E A FÍSICA NUCLEAR Prof.: Giovane Irribarem de Mello Uniforte pré vestibular - 1870 A Ampola de Crookes e os Misteriosos Raios Catódicos (William Crookes Físico Inglês) -

Leia mais

Projeto rumo ao ita. Química. Introdução. A experiência de Millikan. O átomo de Dalton. A descoberta dos elétrons.

Projeto rumo ao ita. Química. Introdução. A experiência de Millikan. O átomo de Dalton. A descoberta dos elétrons. Química Estrutura Atômica Introdução Diz a lenda que foi observando os grãos de areia na praia que os gregos Demócrito e Leucipo, cerca de 450 anos antes de Cristo, tiveram a primeira concepção atomística.

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final Disciplina: Química Ano: 2012 Professor (a): Elisa Landim Turma: 1º FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça a lista

Leia mais

Conteúdo para Recuperação Final de Química. 1 ano do Ensino Médio. Bimestre Apostila Tema Páginas

Conteúdo para Recuperação Final de Química. 1 ano do Ensino Médio. Bimestre Apostila Tema Páginas Conteúdo para Recuperação Final de Química 1 ano do Ensino Médio Bimestre Apostila Tema Páginas 1 1 2 Substâncias e átomos: tipos de substâncias, simples ou composta, íons, núcleo e eletrosfera, isótopos,

Leia mais

ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS

ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS ESTRUTURA DOS MATERIAIS CERÂMICOS Os sólidos são caracterizados por uma associação muito próxima de átomos, em geral representados por esferas rígidas, em contato uns com os outros e mantidos juntos por

Leia mais

ESTRUTURA ATÔMICA (PARTE II)

ESTRUTURA ATÔMICA (PARTE II) ESTRUTURA ATÔMICA (PARTE II) EXERCÍCIOS PROFESSOR:RENIR DAMASCENO 01. (PUC-RS) A luz emitida por lâmpadas de sódio, ou de mercúrio, da iluminação pública, provém de átomos que foram excitados. Esse fato

Leia mais

SEL 705 - FUNDAMENTOS FÍSICOS DOS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE IMAGENS. (1. Raios-X) Prof. Homero Schiabel (Sub-área de Imagens Médicas)

SEL 705 - FUNDAMENTOS FÍSICOS DOS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE IMAGENS. (1. Raios-X) Prof. Homero Schiabel (Sub-área de Imagens Médicas) SEL 705 - FUNDAMENTOS FÍSICOS DOS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE IMAGENS (1. Raios-X) Prof. Homero Schiabel (Sub-área de Imagens Médicas) III. RAIOS-X 1. HISTÓRICO Meados do séc. XIX - Maxwell: previu a existência

Leia mais

Eletricidade Aula 1. Profª Heloise Assis Fazzolari

Eletricidade Aula 1. Profª Heloise Assis Fazzolari Eletricidade Aula 1 Profª Heloise Assis Fazzolari História da Eletricidade Vídeo 2 A eletricidade estática foi descoberta em 600 A.C. com Tales de Mileto através de alguns materiais que eram atraídos entre

Leia mais

2011 Química 1ª Série 1º Trimestre Tarefa01: Introdução à química. e) calefação, liquefação, ebulição, condensação e fusão.

2011 Química 1ª Série 1º Trimestre Tarefa01: Introdução à química. e) calefação, liquefação, ebulição, condensação e fusão. 01: Introdução à química 1) Qual é o ramo da química que pode ajudar a polícia científica a elucidar crimes e apontar os culpados? a) Físico química. b) Química orgânica. c) Física tradicional. d) Ecologia.

Leia mais

Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas.

Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas. 1 Parte I - Considere as informações abaixo: Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas. Núcleo: Prótons e nêutrons. Eletrosfera: elétrons Os átomos

Leia mais

Começando pelo começo

Começando pelo começo Começando pelo começo Introdução Esta é a primeira aula do seu curso sobre materiais para a indústria mecânica. E sabe por onde vamos começar? Pelo começo, naturalmente! E onde está esse começo? Está no

Leia mais

Como o material responde quando exposto à radiação eletromagnética, e em particular, a luz visível.

Como o material responde quando exposto à radiação eletromagnética, e em particular, a luz visível. Como o material responde quando exposto à radiação eletromagnética, e em particular, a luz visível. Radiação eletromagnética componentes de campo elétrico e de campo magnético, os quais são perpendiculares

Leia mais

Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas

Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas AULA 22.2 Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas Habilidades: Frente a uma situação ou problema concreto, reconhecer a natureza dos fenômenos envolvidos, situando-os dentro do

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL Conteúdos Competências / Habilidades Avaliação/Atividades

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL Conteúdos Competências / Habilidades Avaliação/Atividades Estrutura atômica I (Unid. 02 e 3) COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO

Leia mais

Questão 69. Questão 70. alternativa B. alternativa A

Questão 69. Questão 70. alternativa B. alternativa A Questão 69 Em um bate-papo na Internet, cinco estudantes de química decidiram não revelar seus nomes, mas apenas as duas primeiras letras, por meio de símbolos de elementos químicos. Nas mensagens, descreveram

Leia mais

Estrutura Atômica. 4)(Mack)

Estrutura Atômica. 4)(Mack) Estrutura Atômica 1) (UFBA) Atualmente, o desenvolvimento das técnicas de imagens em medicina, como a tomografia computadorizada e a ressonância magnética, tornou possível observar, sem riscos, detalhes

Leia mais

Lista de Exercício de Química - N o 6

Lista de Exercício de Química - N o 6 Lista de Exercício de Química - N o 6 Profa. Marcia Margarete Meier 1) Arranje em ordem crescente de energia, os seguintes tipos de fótons de radiação eletromagnética: raios X, luz visível, radiação ultravioleta,

Leia mais

Desde sempre as pessoas se perguntam:

Desde sempre as pessoas se perguntam: Desde sempre as pessoas se perguntam: do que tudo ao nosso redor é feito? Entender esta inquietação de nós humanos é fácil, pois existe uma grande diversidade de matéria a nossa volta e ainda ao alcance

Leia mais

Disciplina: Eletricidade Básica. Prof. Flávio Ribeiro

Disciplina: Eletricidade Básica. Prof. Flávio Ribeiro 1 Disciplina: Eletricidade Básica Prof. Flávio Ribeiro Princípios básicos de Eletricidade : A eletricidade é a forma de energia mais utilizada na sociedade atual. Transformada facilmente em outros tipos

Leia mais

1ª série Ensino Médio - Simulado Química 1º bimestre 1. Seja uma mistura formada por: um pouco de areia, uma pitada de sal de cozinha, 100ml de álcool, 100ml de água e cubos de gelo. Quantas fases apresenta

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS

CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS EXERCÍCIOS Questão 01) O correto uso da tabela periódica permite determinar os elementos químicos a partir de algumas de suas características. Recorra a tabela periódica

Leia mais

EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NUCLEAR

EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NUCLEAR EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NUCLEAR A radioatividade e as radiações ionizantes não são percebidas naturalmente pelos órgãos dos sentidos do ser humano, diferindo-se da luz e do calor. Talvez seja por isso que

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Goiânia, de de 2014 Aluno(a): ou h = 4,14 10 15 ev s é a O ÁTOMO DE BOHR

LISTA DE EXERCÍCIOS Goiânia, de de 2014 Aluno(a): ou h = 4,14 10 15 ev s é a O ÁTOMO DE BOHR LISTA DE EXERCÍCIOS Goiânia, de de 2014 Aluno(a): Série: 3ª Turma: Disciplina: Física Professor: Hélio Código: INTRODUÇÃO À FÍSICA MODERNA Física Clássica: Física desenvolvida antes de 1900. Física Moderna:

Leia mais

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE -2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE DISCURSIVA OBJETIVA QUÍMICA FÍSICA QUÍMICA FÍSICA Matéria e energia Propriedades da matéria Mudanças de estado físico

Leia mais

) e ácido clorídrico reagem para formar cloreto de vinila, C 2

) e ácido clorídrico reagem para formar cloreto de vinila, C 2 Resolução das atividades complementares Química Q3 Relações entre grandezas I p. 38 1 (PUC-MG) Sob condições apropriadas, gás acetileno (C H ) e ácido clorídrico reagem para formar cloreto de vinila, C

Leia mais

ânodo TUBO B lâmina de Au anteparo com ZnS

ânodo TUBO B lâmina de Au anteparo com ZnS UFSC 2003 Uma das principais partículas atômicas é o elétron. Sua descoberta foi efetuada por J. J. Thomson em uma sala do Laboratório Cavendish, na Inglaterra, ao provocar descargas de elevada voltagem

Leia mais

CIANSP - COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Rua Monsenhor Domingos Pinheiro, 35 Calafate-BH-Fone: (31) 3334 6913

CIANSP - COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Rua Monsenhor Domingos Pinheiro, 35 Calafate-BH-Fone: (31) 3334 6913 CIANSP - COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Rua Monsenhor Domingos Pinheiro, 35 Calafate-BH-Fone: (31) 3334 6913 76 Anos Educando para a Vida DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: ALEXANDRE 1º ANO/2015 ENSINO MÉDIO

Leia mais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila

INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila INTRODUÇÃO À QUÍMICA Apostila Profa. Graça Porto Índice 1. Introdução...03 2. Idéia de átomo...03 3. Teorias e modelos atômicos...03 4. As partículas do átomo...06 5. Conceitos fundamentais...07 6. Números

Leia mais

Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb

Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb Introdução à Eletricidade Eletricidade é uma palavra derivada do grego élektron, que significa âmbar. Resina vegetal fossilizada Ao ser atritado com um pedaço

Leia mais

Projeto CAPAZ Básico Física Óptica 1

Projeto CAPAZ Básico Física Óptica 1 1 Introdução Ao assistir à aula, você teve acesso a alguns conceitos que fazem parte da física óptica. Refletiu sobre o conceito de luz, seus efeitos, de que forma ela está relacionada à nossa visão e

Leia mais

Espectros, Radiações e Energia

Espectros, Radiações e Energia Espectros, Radiações e Energia Adaptado de Corrêa, C. (2007), química, Porto Editora por Marília Peres 2007/2008 Espectros. Espectros de emissão e de absorção. A natureza destas e de outras figuras multicolores

Leia mais

Radiações Radiação corpuscular Radiação eletromagnética

Radiações Radiação corpuscular Radiação eletromagnética Radiações Quando se fala em radiação, as pessoas geralmente associam esta palavra com algo perigoso. O que elas não sabem é que estamos expostos diariamente à radiação. Radiação nada mais é do que a emissão

Leia mais

Radioatividade. Por Marco César Prado Soares Engenharia Química Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP 2013

Radioatividade. Por Marco César Prado Soares Engenharia Química Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP 2013 Radioatividade Por Marco César Prado Soares Engenharia Química Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP 2013 Dados históricos: Descoberta por Henri Becquerel. Em 1903, Rutherford e Frederick Soddy propuseram

Leia mais