7º Concurso de Monografia CBTU 2011 A Cidade nos Trilhos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "7º Concurso de Monografia CBTU 2011 A Cidade nos Trilhos"

Transcrição

1 7º Concurso de Monografia CBTU 2011 A Cidade nos Trilhos Desenvolvimento de um novo padrão urbano sustentável: o papel do transporte de passageiros sobre tilhos UM NOVO PADRÃO DE DESLOCAMENTOS DOS USUÁRIOS DE TRANSPORTE PÚBLICO URBANO REGIDO POR UMA REDE SOBRE TRILHOS PROPOSTA PARA A REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Sílvio Rogério Tôrres

2 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Sistema Atual do Transporte sobre Trilhos na RMSP Cenário 1 3. Rede de Trilhos Futura Proposta para o Estudo de Caso Cenário 2 4. Avaliação dos Padrões de Deslocamento 5. Considerações Finais e Conclusões

3 1. INTRODUÇÃO Organização do sistema de transporte na RMSP e na cidade de São Paulo

4 2. SISTEMA ATUAL DO TRANSPORTE SOBRE TRILHOS Rede de Metrô (2007) Linha Denominação Intervalo Pass. Dia Extensão Linha 1 Azul Tucuruvi / Jabaquara 120 seg ,2 km Linha 2 Verde Vila Madalena / Imigrantes 150 seg ,7 km Linha 3 Vermelha Itaquera / Barra Funda 109 seg ,0 km Linha 5 Lilás Capão Redondo Largo Treze 309 seg ,4 km Total 4 linhas ,3 km

5 2. SISTEMA ATUAL DO TRANSPORTE SOBRE TRILHOS Rede da Trem da CPTM (2007) Linha Denominação Intervalo Pass. Dia Extensão Linha 7 Rubi Luz / Francisco Morato 420 seg ,5 km Linha 8 Diamante Júlio Prestes / Itapevi 420 seg ,3 km Linha 9 Esmeralda Osasco / Jurubatuba 360 seg ,3 km Linha 10 Turquesa Luz / Rio Grande da Serra 420 seg ,2 km Linha 11 Coral Luz / Estudantes 360 seg ,8 km Linha 12 Safira Brás / Calmon Viana 360 seg ,8 km Total 6 linhas ,9 km

6 3. REDE DE TRILHOS PROPOSTA PARA A RMSP Rede de Metrô Rede Essencial (2020) Linha Denominação Intervalo Extensão Linha 1 Azul Tucuruvi / Jabaquara 95 seg 20,2 km Linha 2 Verde Vila Madalena / Imigrantes 126 seg 27,2 km Linha 3 Vermelha Itaquera / Barra Funda 85 seg 22,0 km Linha 4 Amarela Luz / Vila Sônia 108 seg 12,9 km Linha 5 Lilás Capão Redondo Chácara Klabin 126 seg 19,9 km Linha 6 Laranja (a) Brasilândia Oratório 240 seg 20,5 km Linha 6 Laranja (b) Cachoeirinha Oratório 240 seg 20,3 km Linha Cinza Dutra Água Espraiada 126 seg 18,4 km Total 8 linhas 161,4 km

7 3. REDE DE TRILHOS PROPOSTA PARA A RMSP Rede de Trem Modernizada (2020) Linha Denominação Intervalo Extensão Linha 7 Rubi Luz / Francisco Morato 180 seg 60,5 km Linha 8 Diamante Júlio Prestes / Amador Bueno 180 seg 41,6 km Linha 9 Esmeralda Osasco / Grajaú 180 seg 31,8 km Linha 10 Turquesa Luz / Rio Grande da Serra 420 seg 37,2 km Linha 11 Coral Luz / Estudantes 300 seg 50,8 km Linha 12 Safira Brás / Calmon Viana 240 seg 38,8 km Total 6 linhas 260,7 km

8 4. AVALIAÇÃO DOS PADRÕES DE DESLOCAMENTOS Alguns metrôs no mundo Londres, México e São Paulo Fontes: Metropolitan Networks(SORT, 2006) e SILVEIRA (2008).

9 4. AVALIAÇÃO DOS PADRÕES DE DESLOCAMENTOS Alguns metrôs no mundo Cidade População Definição Área (km²) País Extensão I1 (ext/hab) I2 (ext/raio) I3 (I1xI2) Berlim Cidade e estado da Alemanha 892 Alemanha ,6 19, Madri Município 698 Espanha ,9 19, Londres Grande Londres Reino Unido ,2 17,9 954 Nova Iorque Cidade própria 789 Estados Unidos ,3 21,3 857 Seul Cidade Especial 605 Coreia do Sul ,3 22,8 692 Xangai Distritos centrais + subúrbios China 424,8 30,7 17,1 527 Moscou Cidade própria (inclui Zelenograd) Rússia 301,02 28,5 16,2 462 Tóquio bairros especiais 617 Japão 195,1 22,0 13,9 306 Deli Corporação Municipal 431 Índia 189,63 15,1 16,2 244 Hong Kong Região Administrativa Especial China 174,4 24,9 9,4 233 Singapura Cidade-estado 710 Singapura 113,2 22,7 7,5 171 Cidade do México Distrito Federal México 176,8 19,9 8,1 162 Busan Cidade Metropolitana 765 Coreia do Sul 95 26,4 6,1 161 Buenos Aires Distrito Federal 203 Argentina 47,5 15,6 5,9 92 Cairo Governorate 214 Egito 65,5 9,7 7,9 77 Yokohama Cidade própria 437 Japão 57,6 15,7 4,9 77 Santiago Província Chile 83 16,6 3,3 54 Los Angeles Cidade própria Estados Unidos 59,3 15,4 2,9 45 Tianjin Distritos centrais + subúrbios China 71,98 12,4 2,8 35 Teerã Cidade própria 760 Irã 50,5 6,4 3,2 21 Chennai Corporação Municipal 187 Índia 27 5,9 3,5 21 São Paulo Município Brasil 70,6 6,3 3,2 20

10 4. AVALIAÇÃO DOS PADRÕES DE DESLOCAMENTOS

11 4. AVALIAÇÃO DOS PADRÕES DE DESLOCAMENTOS Cenário 1 Atual (2007) Cenário 2 Essencial (2020) Metrô Cenário 1 Cenário 2 Linha Linha Linha Linha Linha Linha 6a Linha 6b Linha Cinza Total CPTM Cenário 1 Cenário 2 Linha Linha Linha Linha Linha Linha Total

12 4. AVALIAÇÃO DOS PADRÕES DE DESLOCAMENTOS Impactos nos padrões de deslocamentos alívio dos corredores de ônibus

13 4. AVALIAÇÃO DOS PADRÕES DE DESLOCAMENTOS Impactos nos padrões de deslocamentos participação dos modos Modo de Transporte *Realizado Cenário 1 Cenário 2 Metrô Trem CPTM Ônibus Município de São Paulo SPTrans Ônibus EMTU + RM (outros municípios) Total na RMSP Percentuais por modo rede atual (cen. 1) Percentuais por modo rede proposta (cen. 2)

14 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS E CONCLUSÕES Foi possível demonstrar que se já estivesse implantada hoje a rede proposta para 2020, com todas as melhorias operacionais previstas, certamente o papel do transporte sobre trilhos teria destaque como sistema de alta capacidade. Os ônibus (municipais e intermunicipais) deixariam de transportar os 3/4 da demanda e passariam a exercer a função de alimentar as linhas de trem e metrô, complementando o sistema de transporte coletivo. Dessa forma, teríamos um novo padrão de deslocamentos para a população, com menos veículos à diesel nas ruas, com menos emissão de poluentes, menos congestionamentos, menos acidentes, proporcionando melhor qualidade ao desenvolvimento urbano regional de maneira sustentável. Este trabalho pretendeu mostrar como uma rede de trilhos mais densa poderia alterar significativamente o padrão de deslocamentos na RMSP, contribuindo para a estruturação dos modos na consolidação de uma rede de transporte hierarquizada, eficiente e sustentável.

15 CONTATO Sílvio Rogério Tôrres Engenheiro Civil Especialista em Transporte

METRÔ DE SÃO PAULO EXPANSÃO ALBERTO EPIFANI Gerente de Planejamento e Expansão dos Transportes Metropolitanos - METRÔ

METRÔ DE SÃO PAULO EXPANSÃO ALBERTO EPIFANI Gerente de Planejamento e Expansão dos Transportes Metropolitanos - METRÔ METRÔ DE SÃO PAULO EXPANSÃO 2012-2030 ALBERTO EPIFANI Gerente de Planejamento e Expansão dos Transportes Metropolitanos - METRÔ SÃO PAULO 13//06/2012 Expansão 2012-2030 2 REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

MUNICÍPIO DE SÃO PAULO REGIÃO METROPOLITANA DE SP 39 municípios 8.051 km 2 de área 0,1% do Brasil 20,0 milhões de habitantes 11% do Brasil U$ 261,6 bilhões / ano de PIB 19,1% do Brasil 8,8 milhões de empregos 5,2 milhões de

Leia mais

ENCONTRO COM O METRÔ. Obras em andamento, Concessões e PPP. Paulo Menezes Figueiredo Diretor Presidente do Metrô São Paulo 26/07/2016

ENCONTRO COM O METRÔ. Obras em andamento, Concessões e PPP. Paulo Menezes Figueiredo Diretor Presidente do Metrô São Paulo 26/07/2016 ENCONTRO COM O METRÔ Obras em andamento, Concessões e PPP Paulo Menezes Figueiredo Diretor Presidente do Metrô São Paulo 26/07/2016 Antecedentes do Serviço Metroferroviário na RMSP Anterior à Constituição

Leia mais

EVOLUÇÃO DAS VIAGENS COM UTILIZAÇÃO DE METRÔ E TREM METROPOLITANO RESULTADOS DA PESQUISA DE MOBILIDADE 2012

EVOLUÇÃO DAS VIAGENS COM UTILIZAÇÃO DE METRÔ E TREM METROPOLITANO RESULTADOS DA PESQUISA DE MOBILIDADE 2012 EVOLUÇÃO DAS VIAGENS COM UTILIZAÇÃO DE METRÔ E TREM METROPOLITANO RESULTADOS DA PESQUISA DE MOBILIDADE 2012 Maria Cecilia Masagão Andreoli de Oliveira 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA CATEGORIA

Leia mais

ESTACIONAMENTOS + TRANSFER IDA E VOLTA JOCKEY TRANSFER VOLTA (SHOW ESTACIONAMENTO): SAÍDA DA AV. LINEU DE PAULA MACHADO

ESTACIONAMENTOS + TRANSFER IDA E VOLTA JOCKEY TRANSFER VOLTA (SHOW ESTACIONAMENTO): SAÍDA DA AV. LINEU DE PAULA MACHADO ESTACIONAMENTOS + TRANSFER IDA E VOLTA JOCKEY PÚBLICO (PARA QUEM VEM DAS ZONAS LESTE / NORTE E OESTE) ESTACIONAMENTO UNIÃO PARK 1.000 CARROS AV. JAGUARÉ, Nº 1347 DO TRANSFER DE IDA AO SHOW: A PARTIR DAS

Leia mais

Mobilidade Urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA.

Mobilidade Urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA. Brasilia, Novembro/2013 Mobilidade Urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA. Alterações do padrão de mobilidade urbana no Brasil Milhões de viagens/ano

Leia mais

RELATÓRIO TARIFÁRIO - RMSP

RELATÓRIO TARIFÁRIO - RMSP EXTENSÃO ABC COMUM 195 - - SAO BERNARDO DO CAMPO (TERMINAL METROPOLITANO FERRAZOPOLIS)- DIADEMA (TERMINAL METRO 13,096 3,90 - - 3,90 - - ABC COMUM 195 201 - Integração com 1 AZUL DO METRO - SAO BERNARDO

Leia mais

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Janeiro de de 2010

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Janeiro de de 2010 Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para São Paulo Janeiro de de 2010 Back Ground A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo vem sendo realizada anualmente,

Leia mais

18ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROVIÁRIA LICENCIAMENTO AMBIENTAL E O METRÔ DE SÃO PAULO

18ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROVIÁRIA LICENCIAMENTO AMBIENTAL E O METRÔ DE SÃO PAULO CENCIAMENTO E O METRÔ DE SÃO PAULO OBJETIVO Apresentar o cenário do licenciamento ambiental do Metrô de São Paulo Licenciamento Ambiental: Procedimento administrativo pelo qual o órgão competente licencia

Leia mais

A+B1 B2+C DE 58 Estações 04 Linhas 900 Carros Linha 1 - Azul 2,200.000 Linha 2 - Verde 1,200.000 Linha 3 - Vermelha 3,000.000 Linha 5 - Lilás 563.000 Estações Fluxo Estações Fluxo Estações Fluxo Estações

Leia mais

CORREDOR METROPOLITANO ITAPEVI SÃO PAULO

CORREDOR METROPOLITANO ITAPEVI SÃO PAULO CORREDOR METROPOLITANO ITAPEVI SÃO PAULO Autor: Engº Roberto Carlos Fazilari Chefe do Departamento de Implantação de Obras da EMTU/SP, Gestor de Projeto do Plano de Expansão do Governo do Estado de São

Leia mais

VLT: oportunidades de implantação

VLT: oportunidades de implantação b VLT: oportunidades de implantação 12 de novembro de 2009 Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Coordenador de Planejamento e Gestão Secretaria dos Transportes Metropolitanos PITU: Regiões Metropolitanas Região

Leia mais

X Seminário Nacional Metroferroviário Projetos em implantação

X Seminário Nacional Metroferroviário Projetos em implantação X Seminário Nacional Metroferroviário Projetos em implantação Jurandir Fernandes Secretário dos Transportes Metropolitanos Estado de São Paulo ANTP Rio de Janeiro, 12/03/2014 Rede metropolitana em andamento

Leia mais

FÓRUM RAC 2017 CAMINHOS DA RETOMADA

FÓRUM RAC 2017 CAMINHOS DA RETOMADA FÓRUM RAC 2017 CAMINHOS DA RETOMADA REGIÕES METROPOLITANAS DO ESTADO DE SÃO PAULO RMRP 34 municípios 1,6 milhões hab. 168 municípios 40.174,05 km2 31,0 milhões de habitantes PIB de R$ 1,136 trilhões 78,19%

Leia mais

Abril/2017. GPM-Gerência do Escritório Corporativo de Empreendimentos-PMO Corporativo

Abril/2017. GPM-Gerência do Escritório Corporativo de Empreendimentos-PMO Corporativo Abril/2017 GPM-Gerência do Escritório Corporativo de Empreendimentos-PMO Corporativo Linha 2-Verde Trecho Vila Prudente (exclusive) Dutra Concluir Projeto Básico Civil até Estação Dutra (exceto Estação

Leia mais

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Como Acelerar a Implantação dos Empreendimentos Metroferroviários Vicente Abate Diretor Comercial ANPTrilhos Brasília,

Leia mais

RELATÓRIO TARIFÁRIO - RMSP

RELATÓRIO TARIFÁRIO - RMSP EXTENSÃO ABC COMUM 195 - - SAO BERNARDO DO CAMPO (TERMINAL METROPOLITANO FERRAZOPOLIS)- DIADEMA (TERMINAL METROPOLITANO 13,096PIRAPORINHA) 3,55 via SAO -BERNARDO DO - CAMPO (BAIRRO 3,55 DOS CASA) - - ABC

Leia mais

TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO

TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO A COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ A Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô foi constituída no dia 24 de abril de 1968; Hoje, o Metrô de São Paulo possui

Leia mais

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias Bijuterias Principais Países 2010 2011 2012 2013 2014 US$ mil 2014/ 2013 Estados Unidos 5.667 3.828 2.668 3.491 5.006 43 Colômbia 407 800 748 1.112 993-11 França 1.085 931 910 998 969-3 Argentina 2.112

Leia mais

O METRÔ DE SÃO PAULO. Seminário: Negócio nos Trilhos 2010

O METRÔ DE SÃO PAULO. Seminário: Negócio nos Trilhos 2010 O METRÔ DE SÃO PAULO Seminário: Negócio nos Trilhos 2010 Rede de Metrô - Fase final de implantação Rede de Metrô - Médio Prazo Linha 1 - Azul Linha 1 - Azul Atualização Tecnológica Objetivo: Melhorar o

Leia mais

INTEGRAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO. Emiliano Affonso Presidente AEAMESP Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô Salvador, Agosto de 2015

INTEGRAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO. Emiliano Affonso Presidente AEAMESP Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô Salvador, Agosto de 2015 INTEGRAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO Emiliano Affonso Presidente AEAMESP Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô Salvador, Agosto de 2015 ASPECTOS A SEREM ABORDADOS 1. A Mobilidade na RMSP 2. Integração

Leia mais

Mídia e Promoção. Tabela de Preços 2016

Mídia e Promoção. Tabela de Preços 2016 Mídia e Promoção Tabela de Preços 2016 TABELA DE REMUNERAÇÃO (Preço líquido Valor de remuneração sem acréscimo de comissão de agência ) Classificação das estações por número de usuários GRUPO ESPECIAL

Leia mais

20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA PRÊMIO TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO METROFERROVIÁRIOS CATEGORIA 1

20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA PRÊMIO TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO METROFERROVIÁRIOS CATEGORIA 1 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA PRÊMIO TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO METROFERROVIÁRIOS CATEGORIA 1 POR QUE SE ESTÁ USANDO MAIS O AUTOMÓVEL NAS ÁREAS PERIFÉRICAS? ESPACIALIZAÇÃO DAS DINÂMICAS ASSOCIADAS

Leia mais

Projetos de Expansão e Modernização da CPTM

Projetos de Expansão e Modernização da CPTM Projetos de Expansão e Modernização da CPTM Jun/2012 Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento e Projetos Jundiaí Várzea Paulista Campo Limpo Paulista Francisco Morato Franco da Rocha Caieiras

Leia mais

BALANÇO DO TRANSPORTE METROFERROVIÁRIO 2011

BALANÇO DO TRANSPORTE METROFERROVIÁRIO 2011 BALANÇO DO TRANSPORTE METROFERROVIÁRIO 2011 Joubert Flores Presidente da ANPTrilhos www.anptrilhos.org.br Apoio: BALANÇO METROFERROVIÁRIO - Associados Metrô Rio SUPERVIA Concessionária de Transporte Ferroviário

Leia mais

22ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA CATEGORIA 1

22ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA CATEGORIA 1 22ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA 3º PRÊMIO TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO METROFERROVIÁRIOS CATEGORIA 1 Nomenclatura das estações da CPTM Metodologia para escolha de nome, custos e as consequências

Leia mais

PERSPECTIVAS DE AMPLIAÇÃO DA MALHA FERROVIÁRIA DO CENTRO-OESTE

PERSPECTIVAS DE AMPLIAÇÃO DA MALHA FERROVIÁRIA DO CENTRO-OESTE PERSPECTIVAS DE AMPLIAÇÃO DA MALHA FERROVIÁRIA DO CENTRO-OESTE . Em 1956, o Governo Juscelino Kubitscheck (1956-1961), tendo em vista a urgência do seu Programa de Metas, solicitou e obteve a aprovação

Leia mais

TEMA: SOLUÇÕES DE TRANSPORTE MAIS ADEQUADAS PARA AS CIDADES

TEMA: SOLUÇÕES DE TRANSPORTE MAIS ADEQUADAS PARA AS CIDADES TEMA: SOLUÇÕES DE TRANSPORTE MAIS ADEQUADAS PARA AS CIDADES CIDADES SUSTENTÁVEIS: COMO O TRANSPORTE URBANO PODE SER INSTRUMENTO DO DESENVOLVIMENTO DAS CIDADES E DE FORMA SUSTENTÁVEL? SUSTENTABILIDADE SUSTAINABILITY

Leia mais

Operar: Trecho Vila Formosa (exclusive)- Dutra (Obra Penha-Dutra) Complementar Estação Fradique Coutinho Set/14 Nov/14

Operar: Trecho Vila Formosa (exclusive)- Dutra (Obra Penha-Dutra) Complementar Estação Fradique Coutinho Set/14 Nov/14 Abril/2017 Linha 2-Verde Trecho Vila Prudente (exclusive) Dutra Concluir Projeto Básico Civil até Estação Dutra (exceto Estação Ponte Grande) Jan/14 Mar/14 Publicar Edital da Obra Civil até Estação Dutra

Leia mais

A A Pesquisa Origem e Destino O O se recupera frente ao O O por segmentos da população O O ao longo do dia O O por motivos de viagem O O por regiões d

A A Pesquisa Origem e Destino O O se recupera frente ao O O por segmentos da população O O ao longo do dia O O por motivos de viagem O O por regiões d 15ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA TRANSPORTE COLETIVO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO A RECUPERAÇÃO DO MODO COLETIVO FRENTE AO MODO INDIVIDUAL A A Pesquisa Origem e Destino O O se recupera

Leia mais

METRÔ 2020. Arquiteto e Urbanista Alberto Epifani Gerente de Planejamento e Integração de Transportes Metropolitanos do Metrô de São Paulo

METRÔ 2020. Arquiteto e Urbanista Alberto Epifani Gerente de Planejamento e Integração de Transportes Metropolitanos do Metrô de São Paulo METRÔ 2020 Expansão Metrô 2020, Novas Linhas já programadas, Linhas em estudo, Aspecto multimodal - Integração com outros meios de transporte Arquiteto e Urbanista Alberto Epifani Gerente de Planejamento

Leia mais

estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM

estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM novembro/2008 Região Metropolitana da Grande São Paulo 39 municípios 19,7 milhões

Leia mais

PCM Programa de Corredores Metropolitanos

PCM Programa de Corredores Metropolitanos PCM Programa de Corredores Metropolitanos 18ª Semana de Tecnologia Metroferroviária AEAMESP Ivan Carlos Regina Set/2012 Redes PCM de alta PROGRAMA e média capacidade DE CORREDORES METROPOLITANOS EMTU-PCM

Leia mais

JOUBERT FORTES FLORES FILHO

JOUBERT FORTES FLORES FILHO PAINEL 3 DESAFIOS DA OPERAÇÃO DE SISTEMAS METROFERROVIÁRIOS EM GRANDES EVENTOS JOUBERT FORTES FLORES FILHO DIRETOR DE OPERAÇÕES METRÔ - SP DESAFIOS DA OPERAÇÃO DE SISTEMAS METROFERROVIÁRIOS EM UM CENÁRIO

Leia mais

Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo

Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo 0 Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo RMRP 34 municípios 1,6 milhões hab. 167 municípios 40.174,05 km 2 31,0 milhões de habitantes PIB de R$ 1,136 trilhões 78,19% do PIB do Estado e 32,1% do

Leia mais

DENOMINAÇÃO EXTENSÃO TARIFA PARCELA PEDÁGIO COMUM 014 - C FRANCO DA ROCHA (PARQUE VITORIA)- CAIEIRAS (CENTRO) 26,120 3,75 - - 3,75 - -

DENOMINAÇÃO EXTENSÃO TARIFA PARCELA PEDÁGIO COMUM 014 - C FRANCO DA ROCHA (PARQUE VITORIA)- CAIEIRAS (CENTRO) 26,120 3,75 - - 3,75 - - (1)O usuário c/ origem no, paga o complemento no Ônibus Interm. (2) DENOMINAÇÃO EXTENSÃO + COMUM 014 - C FRANCO DA ROCHA (PARQUE VITORIA)- CAIEIRAS (CENTRO) 26,120 3,75 - - 3,75 - - COMUM 014 201 C Integração

Leia mais

ESTUDO DO DIMENSIONAMENTO REDE AÉREA AUTOCOMPENSADA

ESTUDO DO DIMENSIONAMENTO REDE AÉREA AUTOCOMPENSADA TEMA ESTUDO DO DIMENSIONAMENTO DA REDE AÉREA AUTOCOMPENSADA SETEMBRO 2010 OBJETIVO Avaliar as vantagens técnicas para a implantação de um sistema de rede aérea autocompensada. Realizar um comparativo de

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO. As cidades e os. Mobilidade Urbana

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO. As cidades e os. Mobilidade Urbana As cidades e os desafios da Mobilidade Urbana Mobilidade é o deslocamento de pessoas e bens nas cidades. É sustentável quando: Valoriza o deslocamento do pedestre. Proporciona mobilidade às pessoas com

Leia mais

Pesando a Metróple: CPTM e EMTU ampliam interligação e moblidade na Grande SP

Pesando a Metróple: CPTM e EMTU ampliam interligação e moblidade na Grande SP 1 GABINETE DO VEREADOR FLORIANO PESARO DATA: 10/09/2013 15 DISCURSO Pesando a Metróple: CPTM e EMTU ampliam interligação e moblidade na Grande SP Sr. Presidente da Câmara Municipal, srs. Vereadores, telespectadores

Leia mais

Sistemas de alta capacidade estruturando a macrometrópole

Sistemas de alta capacidade estruturando a macrometrópole Sistemas de alta capacidade estruturando a macrometrópole REGIÕES METROPOLITANAS Decreto 55.564/2010 amplia campo de atuação da Secretaria de Transportes Metropolitanos Região Metropolitana de Campinas

Leia mais

Expansão da Linha 5 -Lilás

Expansão da Linha 5 -Lilás Expansão da Linha 5 -Lilás Apresentação das Características Técnicas dos Novos Trens ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO Cenário Atual e Futuro da Linha 5 Características Básicas dos Trens Diferenciais da Nova Frota

Leia mais

O SETOR DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS SOBRE TRILHOS NO BRASIL. Summit São Paulo

O SETOR DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS SOBRE TRILHOS NO BRASIL. Summit São Paulo O SETOR DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS SOBRE TRILHOS NO BRASIL Rail Brazil Tech & Business Summit São Paulo Outubro 2017 QUEM SOMOS ANPTrilhos é uma Associação Civil, sem fins lucrativos, de âmbito nacional,

Leia mais

Flávio Monteiro Rachel. Paulo Sérgio Cugnasca. 15a Semana de Tecnologia Metroferroviária

Flávio Monteiro Rachel. Paulo Sérgio Cugnasca. 15a Semana de Tecnologia Metroferroviária Análise Comparativa entre as Arquiteturas Centralizada e Distribuída no Controle de Movimentação de Trens Flávio Monteiro Rachel Companhia do Metropolitano de São Paulo Escola Politécnica da Universidade

Leia mais

São Paulo 27 DE AGOSTO DE 2009

São Paulo 27 DE AGOSTO DE 2009 São Paulo 27 DE AGOSTO DE 2009 1 São Paulo 27 DE AGOSTO DE 2009 Sistema Integrado Metropolitano SIM e do Veículo Leve sobre Trilhos VLT (Metrô Leve) 2 Secretaria dos Transportes Metropolitanos STM Três

Leia mais

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Fevereiro de de 2011

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Fevereiro de de 2011 Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para São Paulo Fevereiro de de 2011 Background A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo vem sendo realizada

Leia mais

MOBILIDADE E TRANSPORTES

MOBILIDADE E TRANSPORTES Acessibilidade facilitar acesso Mobilidade facilitar deslocação Transporte Caraterização da mobilidade Indicadores Espacial Temporal Desempenho Gastos das Famílias em Transportes Compra de veículo (%)

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. O Brasil vai continuar crescendo

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. O Brasil vai continuar crescendo MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana O Brasil vai continuar crescendo O Brasil vai continuar crescendo PAVIMENTAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DE VIAS URBANAS MINISTÉRIO

Leia mais

O METRÔ DE SÃO PAULO. Apresentação para a Cámara Colombiana de la Infraestructura Bogotá Colômbia 28/10/2010. Engº Epaminondas Duarte Junior

O METRÔ DE SÃO PAULO. Apresentação para a Cámara Colombiana de la Infraestructura Bogotá Colômbia 28/10/2010. Engº Epaminondas Duarte Junior O METRÔ DE SÃO PAULO Apresentação para a Cámara Colombiana de la Infraestructura Bogotá Colômbia 28/10/2010 Engº Epaminondas Duarte Junior REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO MERCADO CENTRAL - SÃO PAULO

Leia mais

A infraestrutura de transporte ferroviário como fator de desenvolvimento Marcus Quintella, D.Sc.

A infraestrutura de transporte ferroviário como fator de desenvolvimento Marcus Quintella, D.Sc. A infraestrutura de transporte ferroviário como fator de desenvolvimento Marcus Quintella, D.Sc. Consultor em transportes da FGV Projetos Professor e Coordenador Acadêmico da FGV Management Marcus.Quintella@fgv.br

Leia mais

CRESCIMENTO DO ENSINO SUPERIOR E AUMENTO NA DEMANDA NOTURNA DO METRÔ DE SÃO PAULO: ÁNALISE DAS LINHAS 1 E 3

CRESCIMENTO DO ENSINO SUPERIOR E AUMENTO NA DEMANDA NOTURNA DO METRÔ DE SÃO PAULO: ÁNALISE DAS LINHAS 1 E 3 CRESCIMENTO DO ENSINO SUPERIOR E AUMENTO NA DEMANDA NOTURNA DO METRÔ DE SÃO PAULO: ÁNALISE DAS LINHAS 1 E 3 Rodolfo Maia Melo Chaves FATEC Tatuapé 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária INTRODUÇÃO No

Leia mais

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos PANORAMA DO SISTEMA METROFERROVIÁRIO NACIONAL E OS PRINCIPAIS INVESTIMENTOS PREVISTOS Brasília, 30/07/13 Fernando Sollero

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO 1º DE MAIO GERAL AGENDA ENTREGA DE CUPONS Dia 26 de março de 2012 (segunda-feira)

DISTRIBUIÇÃO 1º DE MAIO GERAL AGENDA ENTREGA DE CUPONS Dia 26 de março de 2012 (segunda-feira) AGENDA ENTREGA DE CUPONS Dia 26 de março de 2012 (segunda-feira) Praça Silvio Romero Largo do Campo Limpo da Penha Supermercado Bergamini Estação Barra Funda Cruzes Praça do Relógio de Poá Dia 27 de março

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais Ago/13

Ranking Mundial de Juros Reais Ago/13 Ranking Mundial de Juros Reais Ago/13 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

Desafogando as grandes cidades brasileira Seminário Transporte Interurbano de Passageiros AD=TREM

Desafogando as grandes cidades brasileira Seminário Transporte Interurbano de Passageiros AD=TREM Desafogando as grandes cidades brasileira Seminário Transporte Interurbano de Passageiros Agência de Desenvolvimento do Trem Rápido de Passageiros Entre Municípios Indústria Ferroviária Nacional A malha

Leia mais

ORÇAMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 INVESTIMENTOS DAEE, SABESP, METRÔ, EMTU, CPTM, DERSA, DER

ORÇAMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 INVESTIMENTOS DAEE, SABESP, METRÔ, EMTU, CPTM, DERSA, DER ORÇAMENTO DO DE SÃO PAULO PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 INVESTIMENTOS DAEE, SABESP, METRÔ, EMTU, CPTM, DERSA, DER LEI N 16.083, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015 - SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DEPTO.

Leia mais

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRANSPORTE

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRANSPORTE Capítulo 1 INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRANSPORTE Tecnologia dos Transportes 2 SISTEMAS DE TRANSPORTE E SOCIEDADE De extrema importância para o desenvolvimento de uma sociedade O desenvolvimento está diretamente

Leia mais

ANÁLISE DOS LOCAIS DE RESIDÊNCIA E TRABALHO DA POPULAÇÃO OCUPADA CONSTRUÇÃO DE NOVO INDICADOR PARA OS ESTUDOS DE MOBILIDADE URBANA

ANÁLISE DOS LOCAIS DE RESIDÊNCIA E TRABALHO DA POPULAÇÃO OCUPADA CONSTRUÇÃO DE NOVO INDICADOR PARA OS ESTUDOS DE MOBILIDADE URBANA ANÁLISE DOS LOCAIS DE RESIDÊNCIA E TRABALHO DA POPULAÇÃO OCUPADA CONSTRUÇÃO DE NOVO INDICADOR PARA OS ESTUDOS DE MOBILIDADE URBANA Emilia Mayumi Hiroi 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA CATEGORIA:

Leia mais

Utilização de Simuladores e Novas Ferramentas nos Treinamentos

Utilização de Simuladores e Novas Ferramentas nos Treinamentos DIVERSIFICAÇÃO DAS FROTAS: Utilização de Simuladores e Novas Ferramentas nos Treinamentos 1. Histórico 2. Ferramentas 3. Simulador 4. Necessidades 5. Ganhos Esperados 6. Conclusões 7. Agradecimentos 1

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 TM GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 SOLUÇÕES ENCAMINHADAS Constituição do COMITÊ PAULISTA (Grupo Executivo

Leia mais

Panorama do Setor Metroferroviário Brasileiro

Panorama do Setor Metroferroviário Brasileiro Panorama do Setor Metroferroviário Brasileiro JOÃO GOUVEIA Diretor Executivo da ANPTrilhos Palestra na Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro - SEAERJ 14 de Março de 2017 2

Leia mais

Animais de estimação. Pesquisa global GfK. Maio 2016 GfK 2016 Animais de estimação

Animais de estimação. Pesquisa global GfK. Maio 2016 GfK 2016 Animais de estimação Animais de estimação Pesquisa global GfK Maio 2016 1 Pesquisa global GfK: Animais de estimação 1 Metodologia 2 3 Resultado global Resultado do Brasil 2 Metodologia 3 Abrangência, metodologia e amostra

Leia mais

PAINEL 1 GERENCIAMENTO DA DEMANDA NO TRANSPORTE. Jilmar Tatto. Secretário municipal de transportes

PAINEL 1 GERENCIAMENTO DA DEMANDA NO TRANSPORTE. Jilmar Tatto. Secretário municipal de transportes PAINEL 1 GERENCIAMENTO DA DEMANDA NO TRANSPORTE Jilmar Tatto Secretário municipal de transportes GERENCIAMENTO DA DEMANDA DIRETRIZES DA POLÍTICA DE MOBILIDADE URBANA E TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO SÃO PAULO

Leia mais

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos O Setor Metroferroviário no Brasil Conrado Grava de Souza Diretor de Planejamento Vitória/ES, 08/08/2013. Apoio: Nossa

Leia mais

2.) INTRODUÇÃO. 2.1) Objeto do Licenciamento. O Aeroporto de Congonhas

2.) INTRODUÇÃO. 2.1) Objeto do Licenciamento. O Aeroporto de Congonhas 2.) INTRODUÇÃO 2.1) Objeto do Licenciamento O presente documento apresenta o projeto de implantação da Linha 17 - Ouro que contempla o Trecho Aeroporto de Congonhas Estação Morumbi da Linha 9 - Esmeralda,

Leia mais

SÃO PAULO TRANSPORTE S.A.

SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. Transporte Público: Origens, Evolução e Benefícios Sociais do Bilhete Único 05/04/2005 Antecedentes Bilhetagem Automática 1974: Metrô de São Paulo bilhete magnético Edmonson Seguem-se:

Leia mais

Modelo de Avaliação de Impacto da Linha 4 Amarela nas Condições de Vida e Viagem da População Pobre Residente em suas Áreas de Influência

Modelo de Avaliação de Impacto da Linha 4 Amarela nas Condições de Vida e Viagem da População Pobre Residente em suas Áreas de Influência Modelo de Avaliação de Impacto da Linha 4 Amarela nas Condições de Vida e Viagem da População Pobre Residente em suas Áreas de Influência Maria Alice Cutrim (Fundação Seade) Maria Paula Ferreira (Fundação

Leia mais

1 Seminário Internacional de Co-Financiamento BNDES/CAF Prospecção de Projetos de Integração Sul-Americana

1 Seminário Internacional de Co-Financiamento BNDES/CAF Prospecção de Projetos de Integração Sul-Americana 1 Seminário Internacional de Co-Financiamento BNDES/CAF Prospecção de Projetos de Integração Sul-Americana Contorno Ferroviário de São Paulo FERROANEL Rio de Janeiro, 08 de agosto de 2003 MINISTÉRIO DOS

Leia mais

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Náutica Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro para

Leia mais

PARA MUDAR DE VERDADE

PARA MUDAR DE VERDADE PARA MUDAR DE VERDADE os transportes Nos 20 anos de sucessivos governos, o PSDB foi incapaz de enfrentar o colapso da mobilidade urbana com políticas compatíveis com a gravidade do problema, sobretudo

Leia mais

CAPACIDADE DE TRANSPORTE POR MODO

CAPACIDADE DE TRANSPORTE POR MODO CAPACIDADE DE TRANSPORTE POR MODO Antonio Maria Claret dos Reis Andrade Brazil Itirou Atobe 28/09/2.014 INTRODUÇÃO A quantificação de capacidade máxima de cada modo de transporte e carregamento de cada

Leia mais

PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO setembro 2014 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Documentos de referência referências Plano Municipal de Circulação Viária e de Transporte - 2003 Consolidou

Leia mais

Diego Mateus da Silva Coordenador de Gestão da Demanda por Viagens, ITDP Brasil. Conceitos e Estratégias de Gestão da Demanda por Viagens (GDV)

Diego Mateus da Silva Coordenador de Gestão da Demanda por Viagens, ITDP Brasil. Conceitos e Estratégias de Gestão da Demanda por Viagens (GDV) Diego Mateus da Silva Coordenador de Gestão da Demanda por Viagens, ITDP Brasil Conceitos e Estratégias de Gestão da Demanda por Viagens (GDV) Objetivo da sessão e roteiro Objetivo da sessão Apresentar

Leia mais

Seminário IBRE Infraestrutura no Brasilperspectivas. nas áreas de construção, saneamento, transporte e logística

Seminário IBRE Infraestrutura no Brasilperspectivas. nas áreas de construção, saneamento, transporte e logística Seminário IBRE Infraestrutura no Brasilperspectivas e desafios nas áreas de construção, saneamento, transporte e logística Projetos e Programas de Investimentos para o Setor de Infraestrutura no Brasil

Leia mais

PLANOS DE NEGÓCIO DAS OPERADORAS METROPOLITANAS. NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2008 04 a 06 de Novembro Expo Center Norte Pavilhão Vermelho São Paulo - SP

PLANOS DE NEGÓCIO DAS OPERADORAS METROPOLITANAS. NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2008 04 a 06 de Novembro Expo Center Norte Pavilhão Vermelho São Paulo - SP 1 PLANOS DE NEGÓCIO DAS OPERADORAS METROPOLITANAS NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2008 04 a 06 de Novembro Expo Center Norte Pavilhão Vermelho São Paulo - SP Rede Atual de Metrô 2 Rede Atual 3 Atual Extensão 61,3

Leia mais

Visão de Futuro para o Sistema Financeiro Nacional

Visão de Futuro para o Sistema Financeiro Nacional Visão de Futuro para o Sistema Financeiro Nacional Sumário Financeirização da Economia Financiamento de Longo Prazo Desafios e Reflexões USD Milhões Capitalização de Mercado 2005-2009 70000000 60000000

Leia mais

As dificuldades e oportunidades para a melhoria da qualidade do serviço do transporte público por ônibus. Uma visão dos órgãos gestores

As dificuldades e oportunidades para a melhoria da qualidade do serviço do transporte público por ônibus. Uma visão dos órgãos gestores As dificuldades e oportunidades para a melhoria da qualidade do serviço do transporte público por ônibus Uma visão dos órgãos gestores Sistema de Transporte PúblicoP O Sistema de transporte é composto

Leia mais

Rio de Janeiro 12 e 13 de março de 2014

Rio de Janeiro 12 e 13 de março de 2014 Rio de Janeiro 12 e 13 de março de 2014 Linha do Tempo 1965 a 2003 Extinção da GEIPOT Lei 10.233 / 2001 Criação da EBTU lei nº 6.261 em 1975 Extinção da EBTU Dec. 230 / 1991 Estatuto da Cidade Lei nº 10.257

Leia mais

O TRANSPORTE SOBRE TRILHOS COMO MELHORIA PARA A MOBILIDADE URBANA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

O TRANSPORTE SOBRE TRILHOS COMO MELHORIA PARA A MOBILIDADE URBANA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA LUCIANO JOSÉ MACIEL FERNANDES O TRANSPORTE SOBRE TRILHOS COMO MELHORIA PARA A MOBILIDADE

Leia mais

TABELA DE FRETES MÉDIO PRATICADOS PARA ANGOLA REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO Moeda: USD

TABELA DE FRETES MÉDIO PRATICADOS PARA ANGOLA REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO Moeda: USD REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES BOLSA NACIONAL DE FRETE Sede: Palácio de Vidro, 5º andar; CX Postal 2223; Telefone +(244) 222-311339/40/41; Fax 222-310555- Luanda, Angola. TABELA DE FRETES

Leia mais

MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO

MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO SEMINÁRIO RIO METROPOLITANO: DESAFIOS COMPARTILHADOS O FUTURO DA MOBILIDADE NA METRÓPOLE VERTICALIDADES Aspectos metropolitanos HORIZONTALIDADES Interações entre

Leia mais

AS GRANDES AGLOMERAÇÕES URBANAS NO MUNDO

AS GRANDES AGLOMERAÇÕES URBANAS NO MUNDO AS GRANDES AGLOMERAÇÕES URBANAS NO MUNDO François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, fevereiro de 2016 AS GRANDES AGLOMERAÇÕES URBANAS NO MUNDO François E. J. de Bremaeker Bacharel em Economia e Licenciado

Leia mais

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 SUMÁRIO Página Capítulo 3 Objetivos, conceitos utilizados e metodologia 12 Dados socioeconômicos

Leia mais

GOVERNANÇA METROPOLITANA. As cidades e os desafios da Mobilidade Urbana

GOVERNANÇA METROPOLITANA. As cidades e os desafios da Mobilidade Urbana As cidades e os desafios da Mobilidade Urbana Março / 2012 Mobilidade é o deslocamento de pessoas e bens nas cidades. É sustentável quando: Valoriza o deslocamento do pedestre. Proporciona mobilidade às

Leia mais

CONRADO GRAVA DE SOUZA

CONRADO GRAVA DE SOUZA PAINEL 11 PROJETOS DE AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS EM CURSO NO BRASIL CONRADO GRAVA DE SOUZA METRÔ SP PROJETOS METROFERROVIÁRIOS EM EXECUÇÃO OU JÁ CONCEDIDOS 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA

Leia mais

Presença da China na América do Sul

Presença da China na América do Sul Presença da China na América do Sul 1 1 Em 2008, 3% das exportações chinesas foram destinadas à América do Sul... Principais Destinos das Exportações Chinesas (2008) Estados Unidos 17,7% Japão 8,1% Coréia

Leia mais

FORMAS DE ACESSO ÀS ESTAÇÕES E PLATAFORMAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU MOBILIDADE REDUZIDA

FORMAS DE ACESSO ÀS ESTAÇÕES E PLATAFORMAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU MOBILIDADE REDUZIDA FORMAS DE ACESSO ÀS ESTAÇÕES E PLATAFORMAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU MOBILIDADE REDUZIDA LINHA 1-AZUL TUCURUVI Av. Dr. Antônio Maria de Laet PARADA INGLESA Terminal Urbano Av. Luiz Dumont Villares,

Leia mais

Ação Cultural Externa Relatório Anual 2014 Indicadores. 2. Número de iniciativas apoiadas por áreas geográficas

Ação Cultural Externa Relatório Anual 2014 Indicadores. 2. Número de iniciativas apoiadas por áreas geográficas Ação Cultural Externa Relatório Anual 2014 Indicadores 1. Iniciativas apoiadas pelo Camões, IP a) número (total): 1071 2. Número de iniciativas apoiadas por áreas geográficas Áreas Geográficas Nº Iniciativas

Leia mais

7º Encontro de Logística e Transportes

7º Encontro de Logística e Transportes 7º Encontro de Logística e Transportes Transportes Metropolitanos na RMSP Roberto Arantes Filho Coordenador de Relações Institucionais da STM Fiesp-SP,21/05/2012 Módulo 1 Contexto de Atuação Regiões metropolitanas

Leia mais

JUROS E RISCO BRASIL

JUROS E RISCO BRASIL JUROS E RISCO BRASIL META DA TAXA SELIC FONTE: BANCO CENTRAL 13.75% 12.75% 11.25% 10.25% 8.75% 9.50% 10.25% 10.75% 11.25% 12.50% 11.00% 10.50% 9.75% 9.00% 8.50% 8.00% 7.25% 8.50% 9.00% 10.00% 10.50% 11.00%

Leia mais

O trajeto. Podemos dividir o trajeto em 4 partes:

O trajeto. Podemos dividir o trajeto em 4 partes: 01 O que é? A Rota Marcia Prado é uma proposta de caminho cicloturístico que possa ser percorrida por todo tipo de ciclista por um trajeto de São Paulo a Santos, pedalando pelo mínimo de rodovias possíveis,

Leia mais

ÍNDICE. O Sistema de Transporte Coletivo. A Bilhetagem Eletrônica Instrumento da Política de Mobilidade

ÍNDICE. O Sistema de Transporte Coletivo. A Bilhetagem Eletrônica Instrumento da Política de Mobilidade Abril / 2007 ÍNDICE O Sistema de Transporte Coletivo A Bilhetagem Eletrônica Instrumento da Política de Mobilidade Perspectivas Município de São Paulo Base Legal Lei nº13.241, de 13/12/2001 organiza o

Leia mais

JUROS E RISCO BRASIL

JUROS E RISCO BRASIL JUROS E RISCO BRASIL META DA TAXA SELIC FONTE: BANCO CENTRAL 11.75% 13.00% 13.75% 12.75% 11.25% 10.25% 8.75% 9.50% 10.25% 10.75% 11.25% 12.50% 11.00% 10.50% 9.75% 9.00% 8.50% 8.00% 7.25% 8.00% 8.50% 9.00%

Leia mais

LINHA ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. Paulo de Magalhães Bento Gonçalves Diretor Presidente

LINHA ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. Paulo de Magalhães Bento Gonçalves Diretor Presidente LINHA 13 Paulo de Magalhães Bento Gonçalves Diretor Presidente PAINEL 03 Crescimento e melhoria da rede metroferroviária no Brasil 22ª Semana de Tecnologia Metroferroviária 2 Visão Geral 2,9 milhões pass./dia

Leia mais

HOMENAGEM DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO AOS DUZENTOS ANOS DA PRESENÇA CHINESA NO BRASIL

HOMENAGEM DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO AOS DUZENTOS ANOS DA PRESENÇA CHINESA NO BRASIL HOMENAGEM DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO AOS DUZENTOS ANOS DA PRESENÇA CHINESA NO BRASIL LOCAL: Auditório da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de São Paulo DATA: quinta-feira,

Leia mais

A cidade vai parar na (i)mobilidade urbana?

A cidade vai parar na (i)mobilidade urbana? A cidade vai parar na (i)mobilidade urbana? IDELT Dr. Joaquim Lopes da Silva Junior Maio/2012 prioridade para o transporte coletivo Corredores de ônibus metropolitanos REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

Leia mais

A INTEGRAÇÃO NOS SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO DO BRASIL RESULTADO DA PESQUISA REALIZADA PELO GT INTEGRAÇÃO DA COMISSÃO METROFERROVIÁRIA DA ANTP

A INTEGRAÇÃO NOS SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO DO BRASIL RESULTADO DA PESQUISA REALIZADA PELO GT INTEGRAÇÃO DA COMISSÃO METROFERROVIÁRIA DA ANTP A INTEGRAÇÃO NOS SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO DO BRASIL RESULTADO DA PESQUISA REALIZADA PELO GT INTEGRAÇÃO DA COMISSÃO METROFERROVIÁRIA DA ANTP 1ª ETAPA A INTEGRAÇÃO NOS SISTEMAS METROFERROVIÁRIOS OPERADORAS

Leia mais

SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário S.A. SUPERVIA

SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário S.A. SUPERVIA SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário S.A. SUPERVIA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO Maior taxa de urbanização do Brasil (99,3%) Maior índice de concentração populacional do Brasil (1.909,75

Leia mais