ORÇAMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 INVESTIMENTOS DAEE, SABESP, METRÔ, EMTU, CPTM, DERSA, DER

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ORÇAMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 INVESTIMENTOS DAEE, SABESP, METRÔ, EMTU, CPTM, DERSA, DER"

Transcrição

1 ORÇAMENTO DO DE SÃO PAULO PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 INVESTIMENTOS DAEE, SABESP, METRÔ, EMTU, CPTM, DERSA, DER LEI N , DE 28 DE DEZEMBRO DE SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

2 DEPTO. DE ÁGUAS E ENERGIA ELÉTRICA - DAEE INFRAESTRUTURA HÍDRICA, COMBATE ÀS ENCHENTES E SANEAMENTO IMPLANTAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE RETENÇÃO E COMBATE A ENCHENTES-PISCINÕES Execução de projetos, gerenciamento geral e construção de reservatórios de retenção nas 22 unidades gerenciais de recursos hídricos do Estado de São Paulo IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS DE DRENAGEM E COMBATE A ENCHENTES Execução de estudos, projetos, gerenciamento, serviços, obras de interligações, canalizações de rios, córregos e travessias quando relacionadas à melhoria das condições de escoamento de canais e corpos d água, bem como a implantação de outras estruturas hídricas do Estado, exceto reservatórios de retenção (piscinões) APOIO A MUNICÍPIOS EM INTERVENÇÕES NO SETOR DE RECURSOS HÍDRICOS Realização direta ou mediante a contratação de terceiros, ou ainda mediante convênios, de estudos, projetos, serviços e obras de infraestrutura nas áreas de recursos hídricos, saneamento e energia supletiva, envolvendo perfuração de poços profundos, construção de travessias e de galerias de águas pluviais, combate à erosão, regularização e canalização de rios e córregos e manutenção, limpeza e desassoreamento de corpos d'água ÁGUA LIMPA Coleta, tratamento, afastamento e disposição final da água tratada em municípios cujo sistema não é operado pela Sabesp e com população inferior a 50 mil habitantes IMPLANTAÇÃO DO PARQUE VÁRZEAS DO TIETÊ Prosseguimento da implantação mediante a execução de recomposição das matas ciliares, ciclovias e de 3 núcleos de lazer IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE MACRODRENAGEM DO RIO BAQUIRIVU-GUAÇU Realização de intervenções de controle e contenção de eventos de cheias na RMSP, previstos no Plano Diretor da Macrodrenagem do Alto Tietê-PDMAT, contemplando entre outros, o controle de vazões do rio Baquirivu-Guaçu, implantação de áreas de retenção de cheias, (piscinões), canalização 20km do rio e desenvolvimento gradativo de um parque linear Página 2 de 14

3 DEPTO. DE ÁGUAS E ENERGIA ELÉTRICA - DAEE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA ADUTOR REGIONAL E DAS BARRAGENS DUAS PONTES E PEDREIRA Construção das barragens de regularização Duas Pontes, no rio Camanducaia, no município de Campinas e Pedreira, no rio Jaguari, no município de Amparo PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E CAPACITAÇÃO PARA O USO RACIONAL DOS REC. HÍDRICOS Capacitação de pessoal para promover desenvolvimento e divulgação de tecnologia para o uso racional e sustentável de recursos hídricos MONITORAMENTO DOS RECURSOS HÍDRICOS Modernização, adequação, ampliação, operação e manutenção das redes: hidrométrica, sedimentométrica, piezométrica e telemétrica; operação de sistema de alerta contra enchentes, radar meteorológico e redes telemétricas automatizadas CONTROLE DO USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS E SUBTERRÂNEAS Desenvolvimento, normatização e aplicação dos instrumentos de outorga de direito de uso, fiscalização e cobrança pelo uso da água e cadastramento de usuários ESTUDOS VOLTADOS À GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS Elaboração de planos, projetos, estudos e execução de ações para aproveitamento, proteção, recuperação e controle dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos nas bacias hidrográficas do Estado e sistematização e divulgação de informações de disponibilidade e uso dos recursos hídricos, em consonância com as diretrizes da Política Estadual de Recursos Hídricos GESTÃO ADMINISTRATIVA EM SANEAMENTO E RECURSOS HÍDRICOS GESTÃO ADMINISTRATIVA Disponibilização de infraestrutura, suporte de recursos humanos, materiais, tecnologia e logística FONTE: LEI N , DE 28 DE DEZEMBRO DE SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Página 3 de 14

4 SABESP ABASTECIMENTO DE ÁGUA ABASTECIMENTO DE ÁGUA Prestação dos serviços necessários de abastecimento de água e esgotamento sanitário à população dos municípios atendidos pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo. As diretrizes são estabelecidas pelo Conselho de Administração e Diretoria Colegiada e norteiam o planejamento estratégico TRATAMENTO DOS ESGOTOS COLETADOS Prestação dos serviços necessários de abastecimento de água e esgotamento sanitário à população dos municípios atendidos pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo. As diretrizes são estabelecidas pelo Conselho de Administração e Diretoria Colegiada e norteiam o planejamento estratégico COLETA DE ESGOTOS Prestação dos serviços necessários de abastecimento de água e esgotamento sanitário à população dos municípios atendidos pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo. As diretrizes são estabelecidas pelo Conselho de Administração e Diretoria Colegiada e norteiam o planejamento estratégico FONTE: LEI N , DE 28 DE DEZEMBRO DE SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Página 4 de 14

5 CIA. DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ EXPANSÃO, MODERNIZAÇÃO E OPERAÇÃO DO TRANSPORTE METROVIÁRIO - PITU EM MARCHA LINHA 5 - LILÁS - TRECHO LARGO 13 - CHÁCARA KLABIN Complementação dos projetos, implantação das obras civis, sistemas e demais providências para a implantação operacional da Linha 5-2ª etapa ELABORAÇÃO DE PROJETOS PARA EXPANSÃO DA REDE METROVIÁRIA Elaboração de estudos e projetos da rede básica para implantação de linhas metroviárias, coleta de dados e informações empíricas dos habitantes da Região Metropolitana de São Paulo - RMSP; pesquisa origem/destino, a partir das quais é possível identificar e atualizar os fatores que determinam o padrão das viagens urbanas, bem como a pesquisa de imagem do Metrô LINHA 1- AZUL - RECAPACITAÇÃO E MODERNIZAÇÃO Prosseguimento das melhorias e complementações das obras civis, sistemas, repotencialização e material rodante, da Linha 1 - Azul da rede metroviária LINHA 2 - VERDE - RECAPACITAÇÃO E MODERNIZAÇÃO Prosseguimento das melhorias e complementações das obras civis, sistemas, repotencialização e material rodante da Linha 2 - Verde da rede metroviária LINHA 3 - VERMELHA - RECAPACITAÇÃO E MODERNIZAÇÃO Prosseguimento das melhorias e complementações das obras civis, sistemas, repotencialização e material rodante da Linha 3 - Vermelha da rede metroviária; rebaixamento de energia de alta para baixa tensão e fornecimento de energia rebaixada para alimentação das Linhas 2 e 3 - subestação Barra Funda LINHA 4 - AMARELA - VILA SÔNIA-LUZ - FASE II Conclusão dos projetos, desapropriação e implantação das obras civis, sistemas para implantação operacional da Fase II (Vila Sônia-Luz) LINHA 5 - LILÁS - RECAPACITAÇÃO E MODERNIZAÇÃO Prosseguimento das melhorias e complementações das obras civis, sistemas e material rodante da Linha 5 - Lilás da rede metroviária OPERAÇÃO DAS LINHAS METROVIÁRIAS Continuidade à operação, manutenção e admininistração das linhas 1 - Azul, 2 - Verde, 3 - Vermelha; 5 - Lilás; 15 Prata; gerenciar a distribuição de valores arrecadados nas câmaras de compensação dos sistemas de arrecadação existentes entre as concessionárias públicas e privadas; gerenciar a operação da linha 4 - Amarela, bem como gerenciar a implantação do plano de expansão da rede metroviária Página 5 de 14

6 CIA. DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ LINHA 17 - OURO - JABAQUARA - SÃO PAULO-MORUMBI Elaboração dos projetos, execução das obras civis, sistemas e aquisição de material rodante-sistema monotrilho: Trecho 1 - Vila Paulista-Morumbi - CPTM (linha 9) - Congonhas; Trecho 2 - Morumbi - CPTM (Linha 9) - Morumbi - Metrô (Linha 4); Trecho 3: Jabaquara-Vila Paulista LINHA 2 - VERDE - VILA PRUDENTE - DUTRA Elaboração dos projetos, execução das desapropriações, obras civis, sistemas e aquisição de material rodante para implantação operacional da Linha LINHA 15 PRATA - IPIRANGA - CIDADE TIRADENTES Elaboração dos projetos, execução das desapropriações, obras civis, sistemas e aquisição de material rodante por sistema monotrilho, para implantação operacional da Linha 15 Prata - Ipiranga - Cidade Tiradentes FONTE: LEI N , DE 28 DE DEZEMBRO DE SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Página 6 de 14

7 EMP. METROPOLITANA TRANSPORTES URBANOS-EMTU EXPANSÃO E GESTÃO DO TRANSPORTE DE BAIXA E MÉDIA CAPACIDADE - PITU EM MARCHA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA INTEGRADO METROPOLITANO - SIM DA BAIXADA SANTISTA Estruturação do Sistema Integrado Metropolitano - SIM da Região Metropolitana da Baixada Santista. Inclui a elaboração dos projetos funcional, básico e executivo da infraestrutura e execução das obras, dos subsistemas estruturais VLT-Veículos Leves sobre Trilhos, BRT-Transporte Rápido por Ônibus e corredores e seus respectivos trechos. Inclui ainda estudos de inserção urbana e dos impactos em relação ao uso do solo e potencialidades da região SISTEMAS DE BAIXA E MÉDIA CAPACIDADE - EXPANSÃO NAS REGIÕES METROPOLITANAS Elaboração de Estudos e Projetos para o planejamento e desenvolvimento de sistemas de baixa e média capacidade, para implantação de sistemas troncoalimentadores metropolitanos, articulados aos demais modos de transporte, abrangendo entre outros, corredores segregados, faixas exclusivas, sistema viário complementar, terminais, paradas intermediárias, material rodante, sinalização, monitoração, controle e avaliação operacional, sistema de arrecadação e atendimento ao usuário. Inclui ainda estudos e elaboração do SIVIM-Sistema Viário de Interesse Metropolitano MELHORAMENTOS NA INFRAESTRUTURA DE CORREDORES Adequação e melhoramento da infraestrutura dos Corredores em operação incluindo ampliação da rede aérea, projetos e obras de infraestruturas para recuperação de pavimento, acessibilidade, adequação de terminais e estações de embarque, alteração de traçado e implantação de OAE-Obra de Arte Especial e sistemas TRANSPORTE PÚBLICO METROPOLITANO VINCULADO À EMTU- GESTÃO CORPORATIVA terrestre e hidroviário, abrangendo itens como operação e planejamento de transporte, através da gestão da infraestrutura do transporte público metropolitano de Baixa e Média Capacidade, processos de engenharia e modernização dos sistemas de informação PROGRAMA CONEXÕES METROPOLITANAS Planejamento, elaboração de projetos, execução de obras, implantação, melhoria, revitalização e/ou construção de equipamentos urbanos Página 7 de 14

8 EMP. METROPOLITANA TRANSPORTES URBANOS-EMTU CORREDOR VEREADOR BILÉO SOARES - ESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE NA RM DE CAMPINAS Conclusão da implantação de melhorias operacionais e viárias do Corredor Noroeste e de linhas alimentadoras da Região Metropolitana de Campinas. Continuação do Corredor Noroeste CORREDOR METROPOLITANO ITAPEVI-SP - ESTRUTURAÇÃO TRANSP. NA REGIÃO OESTE DA RMSP Conclusão da implantação do trecho Itapevi-Osasco (Km21) do Corredor Itapevi- São Paulo. Implantação do trecho Osasco (Km21)-Terminal Amador Aguiar (Vila Yara) ESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE NA REGIÃO METROPOLITANA DE SOROCABA Levantamentos, pesquisas, estudos, projetos e apoio institucional para o estabelecimento físico-operacional necessário para a gestão metropolitana do transporte público de média e baixa capacidades na Região Metropolitana de Sorocaba ESTRUTURAÇÃO DO TRANSPORTE NA REGIÃO DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE Estruturação de sistema integrado do transporte coletivo na Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, ao longo do Vale do Rio Paraíba do Sul, atendendo os municípios de Jacareí, São José dos Campos, Caçapava, Taubaté, Tremembé e Pindamonhangaba. Inclui trecho em Transporte Rápido por Ônibus- BRT entre Jacareí-São José, e demais ligações em corredor convencional. Será integrado com a Estrada de Ferro Campos do Jordão em Pindamonhangaba FONTE: LEI N , DE 28 DE DEZEMBRO DE SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Página 8 de 14

9 CIA.PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS-CPTM EXPANSÃO, MODERNIZAÇÃO E OPERAÇÃO DO TRANSPORTE METROVIÁRIO - PITU EM MARCHA ESTUDOS E PROJETOS PARA EXPANSÃO E MODERNIZ. DA REDE DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS Desenvolvimento de atividades de projetos e planejamento de transporte: realização de estudos de modelos de oferta, demanda, de redes de simulação e de estudos de caracterização regional e urbano, identificando as externalidades do transporte; desenvolvimento de análises de viabilidade técnica e econômicofinanceira de projetos; desenvolvimento de estudos de impacto ambiental; desenvolvimento de projetos das instalações que compõem a malha ferroviária; formulação de propostas de intervenção urbanística na área de influência do transporte metropolitano, com proposição de medidas de uso do solo MODERNIZAÇÃO DA LINHA 7 - RUBI DA CPTM Realização de intervenções nos ativos que compõem a linha 7 - Rubi de trem metropolitano, notadamente: modernização de trens, de sistemas de controle de tráfego, sinalização, telecomunicações e energia elétrica de tração; obras civis em estações e nos trechos de via permanente e rede aérea MODERNIZAÇÃO DA LINHA 8 - DIAMANTE DA CPTM Realização de intervenções nos ativos que compõem a linha 8 - Diamante de trem metropolitano, notadamente: modernização de sistemas de controle de tráfego, sinalização, telecomunicações e energia elétrica de tração; obras civis em estações e nos trechos de via permanente e rede aérea MODERNIZAÇÃO DA LINHA 10 - TURQUESA DA CPTM Realização de intervenções nos ativos que compõem a linha 10 - Turquesa de trem metropolitano, notadamente: modernização de trens, de sistemas de controle de tráfego, sinalização, telecomunicações e energia elétrica de tração; obras civis em estações e nos trechos de via permanente e rede aérea MODERNIZAÇÃO DA LINHA 11 - CORAL DA CPTM Realização de intervenções nos ativos que compõem a linha 11 - Coral de trem metropolitano, notadamente: modernização de trens, de sistemas de controle de tráfego, sinalização, telecomunicações e energia elétrica de tração; obras civis em estações e nos trechos de via permanente e rede aérea MODERNIZAÇÃO DA LINHA 9 - ESMERALDA DA CPTM Realização de intervenções nos ativos que compõem a linha 9 - Esmeralda de trem metropolitano, notadamente: modernização de sistemas de controle de tráfego, sinalização, telecomunicações e energia elétrica de tração; obras civis em estações Página 9 de 14

10 CIA.PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS-CPTM MODERNIZAÇÃO DA LINHA 12 - SAFIRA DA CPTM Realização de intervenções nos ativos que compõem a linha 12 - Safira de trem metropolitano, notadamente: modernização de trens, de sistemas de controle de tráfego, sinalização, telecomunicações e energia elétrica de tração; obras civis em estações e nos trechos de via permanente e rede aérea EXTENSÃO DA LINHA 9 - ESMERALDA ATÉ VARGINHA Realização de intervenções de inserção urbana, de implantação de via permanente, de rede aérea, de sistemas de sinalização, de telecomunicações e de energia elétrica. Construção de estações e de pátio de estacionamento de trens LINHA 13 JADE - BRÁS / AEROPORTO - IMPLANTAÇÃO Realização de intervenções de inserção urbana, de implantação de via permanente, de rede aérea, de sistemas de sinalização, de telecomunicações e de energia elétrica. Construção de estações e de obras de arte. Aquisição de novos trens OPERAÇÃO DA COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Operação das linhas de trens metropolitanos, com suporte de infraestrutura de apoio, inclusive de recursos de Tecnologia de Informação e Comunicação FONTE: LEI N , DE 28 DE DEZEMBRO DE SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Página 10 de 14

11 DESENVOLVIMENTO RODOVIÁRIO S.A. - DERSA ADEQUAÇÃO DA MALHA RODOVIÁRIA DUPLICAÇÃO, IMPLANTAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE RODOVIAS Execução de obras de duplicação viária e de desenvolvimento contínuo do programa de recuperação de rodovias, por meio de intervenções de restauro, melhorias, recapeamento de vias e de recuperação de encostas, entre outras, no âmbito da malha rodoviária estadual sob jurisdição do DER TRAVESSIAS LITORÂNEAS MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÕES DAS TRAVESSIAS LITORÂNEAS Elaboração de projetos básicos, estudos ambientais, projetos executivos e execução das obras de reforma dos estaleiros, reforma e ampliação das gavetas de atracação/desatracação e construção/reforma de embarcações FONTE: LEI N , DE 28 DE DEZEMBRO DE SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Página 11 de 14

12 DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM - DER GESTÃO, OPERAÇÃO E SEGURANÇA DE RODOVIAS POLICIAMENTO NAS RODOVIAS SOB JURISDIÇÃO DO DER Fiscalização e policiamento preventivo e ostensivo nas rodovias estaduais sob jurisdição do Departamento de Estradas de Rodagem, realizados pelo Comando do Policiamento Rodoviário, através da utilização de sistema de comunicação integrado, digitalizado, de apoio operacional e atividades conveniadas OPERAÇÃO E SEGURANÇA DA MALHA RODOVIÁRIA Manutenção das atividades de apoio operacional em rodovias estaduais sob jurisdição do DER realizadas pelas Unidades Básicas de Atendimento (UBAs) e Central de Operações e Informações (COI), envolvendo acompanhamento das ocorrências de trânsito verificadas, aferição periódica das condições de tráfego das vias, prestação de informações e assistência aos usuários, recolhimento de veículos, promoção de campanhas de educação para o trânsito voltados à redução de acidentes, operação de sistemas eletrônicos destinados aos registros de irregularidades cometidas nas rodovias estaduais ADEQUAÇÃO DA MALHA RODOVIÁRIA ESTRADAS VICINAIS Execução de obras de pavimentação e/ou recuperação e ampliação de capacidade em estradas vicinais DUPLICAÇÃO, IMPLANTAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE RODOVIAS Execução de obras de duplicação viária e de desenvolvimento contínuo do programa de recuperação de rodovias, por meio de intervenções de restauro, melhorias, recapeamento de vias e de recuperação de encostas, entre outras, no âmbito da malha rodoviária estadual sob jurisdição do DER IMPLANTAÇÃO E TRANSPOSIÇÃO DE RODOVIAS - CONVÊNIO DER/DERSA Reordenação de grandes eixos rodoviários da Região Metropolitana de São Paulo por meio de convênio DER/DERSA, promovendo a adequação, restauração de pontes e viadutos, vias de acesso às pistas de tráfego TERMINAIS RODOVIÁRIOS Execução de obras de construção ou de reforma em terminais rodoviários municipais de passageiros TRANSPORTE, LOGÍSTICA E MEIO AMBIENTE - BIRD Recuperação e melhoria das condições do sistema rodoviário e da logística de integração com o sistema hidroviário, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado de São Paulo com financiamento do Banco Interamericano para a Reconstrução e Desenvolvimento - BIRD Página 12 de 14

13 DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM - DER TRANSPORTE, LOGÍSTICA E MEIO AMBIENTE - CAF Recuperação e melhoria das condições do sistema rodoviário e da logística de integração com outros modais, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado de São Paulo com financiamento do Banco de Desenvolvimento da América Latina - CAF INVESTIMENTO RODOVIÁRIO DO DE SÃO PAULO - BID Recuperação e melhoria das condições do sistema rodoviário e da logística de integração com outros modais, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado de São Paulo com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID LOGÍSTICA E TRANSPORTES DO DE SÃO PAULO - MIGA Recuperação e melhoria das condições do sistema rodoviário e da logística de integração com outros modais, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado de São Paulo com financiamento da Agência Multilateral de Garantia de Investimentos - MIGA NOVA TAMOIOS - CONTORNOS Implementação da Nova Tamoios - Interligação rodoviária Contorno Caraguatatuba Norte e Contorno Caraguatatuba Sul/São Sebastião. Lote 1- Contorno Norte: SP-55-Martim de Sá-SP-99Tamoios existente. Lote 2-Contorno Sul: Tamoios existente-jaraguá(costa Norte S.S). Lote 3-Contorno Sul Costa Norte São Sebastião-Morro do Abrigo. Lote 4-Contorno Sul-Morro do Abrigo-Porto SS TUNEL SANTOS-GUARUJÁ Implantação da ligação seca Santos/Guarujá, com construção de um túnel submerso de m de extensão, sendo 870 m de túnel e 930 m de rampa de acesso nas duas cidades, e ainda, a implantação de 4,2 km de novas ruas e viadutos APOIO À PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA PARA RODOVIA DOS TAMOIOS-TRECHO SERRA Participação do Governo do Estado de São Paulo na viabilização da parceria público-privada nas obras de duplicação do Trecho de Serra (17,08 km) e do Trecho de Planalto (3,92km), obras de adequação (canteiros, sinalização, ajuste geométrico e segurança) no Trecho de Serra existente e obras complementares (monitoramento, iluminação, ventilação e contenção de incêndio). Serviços de gestão, manutenção e conservação (Serra, Planalto e Contornos) Página 13 de 14

14 DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM - DER INVESTIMENTO RODOVIÁRIO DO DE SÃO PAULO - BID FASE II Recuperação e melhoria das condições do sistema rodoviário e da logística de integração com outros modais, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado de São Paulo com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID Fase II TRANSPOSIÇÃO RODO-FERROVIÁRIA DA RMSP EXECUÇÃO DAS OBRAS DO RODOANEL - TRECHO NORTE Execução de estudos ambientais (Estudo de Impacto Ambiental/Relatório de Impacto Ambiental - EIA/RIMA), apoiando as desapropriações/reassentamentos, remoção de interferências, acompanhamento do projeto executivo e execução de obras FONTE: LEI N , DE 28 DE DEZEMBRO DE SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Página 14 de 14

Saulo Pereira Vieira Secretaria dos Transportes Metropolitanos

Saulo Pereira Vieira Secretaria dos Transportes Metropolitanos SOLUÇÕES PARA A MOBILIDADE URBANA NO BRASIL PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO TRANSPORTE METROPOLITANO EM SÃO PAULO Saulo Pereira Vieira Secretaria dos Transportes Metropolitanos 17 de setembro/2015 Estrutura

Leia mais

Alceu Segamarchi Junior

Alceu Segamarchi Junior GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE SANEAMENTO E RECURSOS HÍDRICOS DEPARTAMENTO DE ÁGUAS E ENERGIA ELÉTRICA Alceu Segamarchi Junior Superintendente do Departamento de Águas e Energia Elétrica

Leia mais

ENCONTRO COM O METRÔ. Obras em andamento, Concessões e PPP. Paulo Menezes Figueiredo Diretor Presidente do Metrô São Paulo 26/07/2016

ENCONTRO COM O METRÔ. Obras em andamento, Concessões e PPP. Paulo Menezes Figueiredo Diretor Presidente do Metrô São Paulo 26/07/2016 ENCONTRO COM O METRÔ Obras em andamento, Concessões e PPP Paulo Menezes Figueiredo Diretor Presidente do Metrô São Paulo 26/07/2016 Antecedentes do Serviço Metroferroviário na RMSP Anterior à Constituição

Leia mais

Seminário IBRE Infraestrutura no Brasilperspectivas. nas áreas de construção, saneamento, transporte e logística

Seminário IBRE Infraestrutura no Brasilperspectivas. nas áreas de construção, saneamento, transporte e logística Seminário IBRE Infraestrutura no Brasilperspectivas e desafios nas áreas de construção, saneamento, transporte e logística Projetos e Programas de Investimentos para o Setor de Infraestrutura no Brasil

Leia mais

Planos de Negócio das Operadoras Metropolitanas

Planos de Negócio das Operadoras Metropolitanas Operadoras Metropolitanas Operadoras Metropolitanas Companhia do Metropolitano de São Paulo 1 Operadoras Metropolitanas 2 Sistema Metroferroviário Rede Atual Operadoras Metropolitanas 3 Passageiros/ Dia

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES METROPOLITANOS

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES METROPOLITANOS GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES METROPOLITANOS http://www.stm.sp.gov.br PRIORIDADE NA REDE PITU 2015 REDE CONSOLIDADA (12 Empreendimentos) PATRIM OPER. INTERVENÇÃO Trem

Leia mais

Projetos Prioritários em Execução. Secretaria dos Transportes Metropolitanos

Projetos Prioritários em Execução. Secretaria dos Transportes Metropolitanos Projetos Prioritários em Execução Secretaria dos Transportes Metropolitanos Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo 133 municípios 40.174,05 km 2 29,16 milhões de habitantes PIB de R$ 1.069 bilhões

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

MUNICÍPIO DE SÃO PAULO REGIÃO METROPOLITANA DE SP 39 municípios 8.051 km 2 de área 0,1% do Brasil 20,0 milhões de habitantes 11% do Brasil U$ 261,6 bilhões / ano de PIB 19,1% do Brasil 8,8 milhões de empregos 5,2 milhões de

Leia mais

A Expansão e Melhoria dos Sistemas Metroferroviários em São Paulo SECRETARIA DOS TRANSPORTES METROPOLITANOS

A Expansão e Melhoria dos Sistemas Metroferroviários em São Paulo SECRETARIA DOS TRANSPORTES METROPOLITANOS A Expansão e Melhoria dos Sistemas Metroferroviários em São Paulo SECRETARIA DOS TRANSPORTES METROPOLITANOS 2 Rede Atual Rede Atual 3 Atual 2010 2015 Essencial Extensão (km) 61,3 80 95 163 Quantidade de

Leia mais

Milhares de habitantes

Milhares de habitantes 18ª Semana de Tecnologia Metroferroviária AEAMESP Painel 11 O cenário atual do setor metroferroviário no Brasil e as perspectivas futuras [Expansão da rede do Metrô de São Paulo 2012 2015 ] Alberto Epifani

Leia mais

: HABIB GEORGES JARROUGE NETO. FORMAÇÃO Instituição Título Início Fim 1. Faculdade Redentor Pós-Graduado em Engenharia de Túneis

: HABIB GEORGES JARROUGE NETO. FORMAÇÃO Instituição Título Início Fim 1. Faculdade Redentor Pós-Graduado em Engenharia de Túneis Nome Nacionalidade Profissão Função : HABIB GEORGES JARROUGE NETO : Brasileiro : Engenheiro Civil : Gerente de Projetos FORMAÇÃO Instituição Título Início Fim 1. Faculdade Redentor Pós-Graduado em Engenharia

Leia mais

EMPREENDIMENTO DO VLT

EMPREENDIMENTO DO VLT SIM da RMBS Sistema Integrado Metropolitano Voltado à prestação do serviço de transporte público coletivo na Região Metropolitana da Baixada Santista RMBS Comitê técnico II - Desenvolvimento Socioeconômico,

Leia mais

METRÔ DE SÃO PAULO EXPANSÃO ALBERTO EPIFANI Gerente de Planejamento e Expansão dos Transportes Metropolitanos - METRÔ

METRÔ DE SÃO PAULO EXPANSÃO ALBERTO EPIFANI Gerente de Planejamento e Expansão dos Transportes Metropolitanos - METRÔ METRÔ DE SÃO PAULO EXPANSÃO 2012-2030 ALBERTO EPIFANI Gerente de Planejamento e Expansão dos Transportes Metropolitanos - METRÔ SÃO PAULO 13//06/2012 Expansão 2012-2030 2 REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

Leia mais

INTEGRADO METROPOLITANO DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA

INTEGRADO METROPOLITANO DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA VLT DA BAIXADA SANTISTA Ministério das Cidades SETEMBRO DE 2013 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL EMTU EMTU ÁREA DE ATUAÇÃO: ESTADO DE SÃO PAULO REGIÕES METROPOLIPANAS A EMTU é Responsável pelo gerenciamento do

Leia mais

Projetos de Expansão e Modernização da CPTM

Projetos de Expansão e Modernização da CPTM Projetos de Expansão e Modernização da CPTM Jun/2012 Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento e Projetos Jundiaí Várzea Paulista Campo Limpo Paulista Francisco Morato Franco da Rocha Caieiras

Leia mais

Política de Combate a Inundações de Belo Horizonte. Prefeitura de Belo Horizonte

Política de Combate a Inundações de Belo Horizonte. Prefeitura de Belo Horizonte Política de Combate a Inundações de Belo Horizonte Prefeitura de Belo Horizonte Belo Horizonte, fevereiro/2011 ASPECTOS GERAIS DA CIDADE DE BELO HORIZONTE Área superficial : 330 km 2 População : 2,5 milhões

Leia mais

estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM

estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM novembro/2008 Região Metropolitana da Grande São Paulo 39 municípios 19,7 milhões

Leia mais

DADOS DO SISTEMA METROPOLITANO

DADOS DO SISTEMA METROPOLITANO DADOS DO SISTEMA METROPOLITANO DE TRANSPORTE 2015-2018 Setembro/2015 Estação Pinheiro Machado do VLT Santos Missão "Promover o atendimento à demanda, estruturar e administrar o transporte de pessoas em

Leia mais

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO CENÁRIO DEMOGRÁFICO Taxa de Urbanização: 95,9% (censo 2010) Taxa geométrica de natalidade: 1,08% (censo 2010) Passaram as grandes migrações Bônus Demográfico = Janela de Oportunidades População residente

Leia mais

MODALIDADE CIVIL NIVALDO J. BOSIO

MODALIDADE CIVIL NIVALDO J. BOSIO RESOLUÇÃO N.º 1010/2005 ANEXO II MODALIDADE CIVIL NIVALDO J. BOSIO 1. CATEGORIA ENGENHARIA 1.1 - CAMPOS DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL DA MODALIDADE CIVIL 1.1.1 Construção Civil 1.1.1.01.00 Planialtimetria 1.1.1.01.01

Leia mais

CORREDOR METROPOLITANO VEREADOR BILÉO SOARES NOROESTE - RMC

CORREDOR METROPOLITANO VEREADOR BILÉO SOARES NOROESTE - RMC ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ÁREA DE ATUAÇÃO: ESTADO DE SÃO PAULO REGIÕES METROPOLITANAS A EMTU é Responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo intermunicipal metropolitano RMC RMVP RMBS - 1,8 milhão

Leia mais

Metodologia Pressão Estado Impacto Resposta

Metodologia Pressão Estado Impacto Resposta Universidade de São Paulo Escola de Engenharia de São Carlos Metodologia Pressão Estado Impacto Resposta Tadeu Malheiros 2018 LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981... Dispõe sobre a Política Nacional do

Leia mais

FÓRUM RAC 2017 CAMINHOS DA RETOMADA

FÓRUM RAC 2017 CAMINHOS DA RETOMADA FÓRUM RAC 2017 CAMINHOS DA RETOMADA REGIÕES METROPOLITANAS DO ESTADO DE SÃO PAULO RMRP 34 municípios 1,6 milhões hab. 168 municípios 40.174,05 km2 31,0 milhões de habitantes PIB de R$ 1,136 trilhões 78,19%

Leia mais

OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA

OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA - 2014 Índice Santa Catarina 1 Infraestrutura de Transportes Modal Rodoviário 2 Infraestrutura de Transportes Modal

Leia mais

LINHA 13 - JADE. José Augusto Rodrigues Bissacot Diretor de Planejamento e Projetos. 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária

LINHA 13 - JADE. José Augusto Rodrigues Bissacot Diretor de Planejamento e Projetos. 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária LINHA 13 - JADE José Augusto Rodrigues Bissacot Diretor de Planejamento e Projetos 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária VISÃO GERAL 2,7 milhões pass./dia 832,9 milhões pass./ano 196 trens em operação

Leia mais

TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO

TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO A COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ A Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô foi constituída no dia 24 de abril de 1968; Hoje, o Metrô de São Paulo possui

Leia mais

Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo

Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo 0 Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo RMRP 34 municípios 1,6 milhões hab. 167 municípios 40.174,05 km 2 31,0 milhões de habitantes PIB de R$ 1,136 trilhões 78,19% do PIB do Estado e 32,1% do

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA, TRANSPORTE E TRÂNSITO

ATRIBUIÇÕES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA, TRANSPORTE E TRÂNSITO ATRIBUIÇÕES DA 1. DA I. O planejamento, a coordenação, a promoção, a execução e fiscalização de obras e serviços públicos; II. A coordenação do licenciamento dos projetos de urbanização de obras e dos

Leia mais

INCREMENTO DO TRANSPORTE METROFERROVIÁRIO NA MACROMETRÓPOLE

INCREMENTO DO TRANSPORTE METROFERROVIÁRIO NA MACROMETRÓPOLE INCREMENTO DO TRANSPORTE METROFERROVIÁRIO NA MACROMETRÓPOLE Pontos a serem abordados: 1. A Mobilidade na Macrometrópole 2. Propostas de expansão na RMSP 3. Equilíbrio da rede Metroferroviária 4. Trens

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. O Brasil vai continuar crescendo

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. O Brasil vai continuar crescendo MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana O Brasil vai continuar crescendo O Brasil vai continuar crescendo PAVIMENTAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DE VIAS URBANAS MINISTÉRIO

Leia mais

Área de Atuação do Comitê Guandu. Área total Km². 15 Municípios DECRETO /04/2002 RESOLUÇÃO/CERH/RJ Nº 18 DE 08 DE NOVEMBRO DE 2006

Área de Atuação do Comitê Guandu. Área total Km². 15 Municípios DECRETO /04/2002 RESOLUÇÃO/CERH/RJ Nº 18 DE 08 DE NOVEMBRO DE 2006 GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS DAS BACIAS DOS RIOS GUANDU, DA GUARDA E GUANDU MIRIM Friedrich Herms Diretor Geral do Comitê Guandú Área de Atuação do Comitê Guandu DECRETO 31.178 03/04/2002 RESOLUÇÃO/CERH/RJ

Leia mais

PAINEL 6 TRENS REGIONAIS NA MACROMETRÓPOLE PAULISTA, UMA NECESSIDADE E OPORTUNIDADE DE REORGANIZAÇÃO TERRITORIAL. Renato Viegas. Presidente EMPLASA

PAINEL 6 TRENS REGIONAIS NA MACROMETRÓPOLE PAULISTA, UMA NECESSIDADE E OPORTUNIDADE DE REORGANIZAÇÃO TERRITORIAL. Renato Viegas. Presidente EMPLASA PAINEL 6 TRENS REGIONAIS NA MACROMETRÓPOLE PAULISTA, UMA NECESSIDADE E OPORTUNIDADE DE REORGANIZAÇÃO TERRITORIAL Renato Viegas Presidente EMPLASA PAM 2013-2040 Antecedentes Conceitos Milton Santos Meio

Leia mais

Entendendo o setor de Saneamento

Entendendo o setor de Saneamento SECRETARIA DE SANEAMENTO E ENERGIA Entendendo o setor de Saneamento Um seminário para jornalistas Desafios da Política Estadual de Saneamento Ricardo Toledo Silva Secretário Adjunto de Saneamento e Energia

Leia mais

São Paulo e Brasil. São Paulo. do Brasil. 3% da área 22% da população 31% do PIB 33% das exportações 41% das importações. América do Sul.

São Paulo e Brasil. São Paulo. do Brasil. 3% da área 22% da população 31% do PIB 33% das exportações 41% das importações. América do Sul. São Paulo e Brasil América do Sul Brasil São Paulo São Paulo 3% da área 22% da população 31% do PIB 33% das exportações 41% das importações do Brasil Fontes: IBGE, Seade e Ministério do Desenvolvimento,

Leia mais

Consultoria em Engenharia Hidráulica Sanitária

Consultoria em Engenharia Hidráulica Sanitária Consultoria em Engenharia Hidráulica Sanitária 2 Quem Somos A Hidro Consultoria desenvolve e oferece para empreendimentos imobiliários, indústrias, sistemas públicos e rodovias soluções em engenharia hidráulica

Leia mais

7º Concurso de Monografia CBTU 2011 A Cidade nos Trilhos

7º Concurso de Monografia CBTU 2011 A Cidade nos Trilhos 7º Concurso de Monografia CBTU 2011 A Cidade nos Trilhos Desenvolvimento de um novo padrão urbano sustentável: o papel do transporte de passageiros sobre tilhos UM NOVO PADRÃO DE DESLOCAMENTOS DOS USUÁRIOS

Leia mais

Índice. Santa Catarina. 3 Modal Rodoviário. 10 Modal Aquaviário. 14 Modal Aeroviário. 17 Modal Ferroviário

Índice. Santa Catarina. 3 Modal Rodoviário. 10 Modal Aquaviário. 14 Modal Aeroviário. 17 Modal Ferroviário OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA SUGESTÕES AO PPA 2012-2015 E AO PLO 2012 Índice Santa Catarina 3 Modal Rodoviário 10 Modal Aquaviário 14 Modal Aeroviário

Leia mais

Companhia de Engenharia de Tráfego CET

Companhia de Engenharia de Tráfego CET Secretaria Municipal de Transporte SMT Sec e a a u cpa de a spo e S Companhia de Engenharia de Tráfego CET Anhanguera Bandeirantes Fernão Dias Presidente Dutra Ayrton Senna MAIRIPORÃ Castello Branco CAIEIRAS

Leia mais

Metrô - SP. Engº Sergio E. F. Salvadori. 24 de Setembro de 2004

Metrô - SP. Engº Sergio E. F. Salvadori. 24 de Setembro de 2004 A Nova Fase de Expansão do Metrô - SP Engº Sergio E. F. Salvadori 24 de Setembro de 2004 Extensão de linhas operacionais Metrô - 57,6 Km CPTM - 256,7 Km Mapa de bolso Poço Carlos Petit Traçado ampliado

Leia mais

Metrô Leve de Goiânia. Projeto Modelo para Cidades Brasileiras

Metrô Leve de Goiânia. Projeto Modelo para Cidades Brasileiras Metrô Leve de Goiânia Projeto Modelo para Cidades Brasileiras 1 Projeto modelo para cidades médias 1. Estrutura Institucional Pacto Metropolitano instituindo órgão gestor do transporte coletivo na região

Leia mais

Linha 13 Jade PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO - LINHA CARACTERÍSTICAS DA LINHA APRESENTAÇÃO DOS 4 LOTES DO EMPREENDIMENTO 4.

Linha 13 Jade PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO - LINHA CARACTERÍSTICAS DA LINHA APRESENTAÇÃO DOS 4 LOTES DO EMPREENDIMENTO 4. LINHA 13 - JADE Linha 13 Jade PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO - LINHA 13 2. CARACTERÍSTICAS DA LINHA 13 3. APRESENTAÇÃO DOS 4 LOTES DO EMPREENDIMENTO 4. PRINCIPAIS OBRAS 5. SOBREVOO COM DRONE 6. PROCESSO DE LICENCIAMENTO

Leia mais

ÍNDICE ANEXO I PROCEDIMENTOS PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS CRITÉRIOS PARA ENQUADRAMENTO DOS MUNICÍPIOS...6

ÍNDICE ANEXO I PROCEDIMENTOS PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS CRITÉRIOS PARA ENQUADRAMENTO DOS MUNICÍPIOS...6 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. PARTICIPANTES... 3 3. BENEFICIÁRIOS... 3 4. AÇÕES FINANCIÁVEIS... 4 5. CONDIÇÕES DE FINANCIAMENTO... 4 6. PROCESSO PARA CONTRATAÇÃO... 5 6.1 PROCEDIMENTOS PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS...5

Leia mais

Empreendedor: EPL Empresa de Planejamento e Logística Governo Federal / Programa de Parcerias e Investimentos (PPI)

Empreendedor: EPL Empresa de Planejamento e Logística Governo Federal / Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) CONSEMA 19/12/2018 FERROANEL NORTE Empreendedor: EPL Empresa de Planejamento e Logística Governo Federal / Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) Convênio Governo Federal / Estado de São Paulo (2015)

Leia mais

Seminário PDMAT - PLANO DIRETOR DE MACRODRENAGEM DO ALTO TIETÊ

Seminário PDMAT - PLANO DIRETOR DE MACRODRENAGEM DO ALTO TIETÊ Escola Politécnica Universidade de São Paulo Depto. de Engenharia Hidráulica e Sanitária PHD 2537 Água em Ambientes Urbanos TEMA 31: EXEMPLOS DE PLANOS DIRETORES DE DRENAGEM URBANA Seminário PDMAT - PLANO

Leia mais

As Olimpíadas. e a Conquista da Cidade. e a Conquista da Cidade

As Olimpíadas. e a Conquista da Cidade. e a Conquista da Cidade Legado Urbano e Ambiental Ações Prioritárias: rias: - Reordenamento do espaço o urbano - Integração do sistema de transporte - Despoluição e controle ambiental - Reabilitação de áreas centrais degradadas

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA. Prospectiva, Planejamento Estratégico e Prognóstico do PMSB e PMGIRS

AUDIÊNCIA PÚBLICA. Prospectiva, Planejamento Estratégico e Prognóstico do PMSB e PMGIRS AUDIÊNCIA PÚBLICA Prospectiva, Planejamento Estratégico e Prognóstico do PMSB e PMGIRS Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) e Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS) de

Leia mais

Pesando a Metróple: CPTM e EMTU ampliam interligação e moblidade na Grande SP

Pesando a Metróple: CPTM e EMTU ampliam interligação e moblidade na Grande SP 1 GABINETE DO VEREADOR FLORIANO PESARO DATA: 10/09/2013 15 DISCURSO Pesando a Metróple: CPTM e EMTU ampliam interligação e moblidade na Grande SP Sr. Presidente da Câmara Municipal, srs. Vereadores, telespectadores

Leia mais

2º SEMINÁRIO Pré-sal e a nova lei do petróleo Desafios e possibilidades

2º SEMINÁRIO Pré-sal e a nova lei do petróleo Desafios e possibilidades 2º SEMINÁRIO Pré-sal e a nova lei do petróleo Desafios e possibilidades Plano de Governo Santos 2009-2012 Desenvolvimento econômico e inclusão social Gestão pública com Desenvolvimento qualidade Sustentabilidade

Leia mais

Objetivo Geral Principais secretarias envolvidas: SMC, SEME, SMMA, SAS, SEMAB, SEHAB, SIURB, SSO, SEMPLA, SMT, SIS, SF, SMA, SJ e GP.

Objetivo Geral Principais secretarias envolvidas: SMC, SEME, SMMA, SAS, SEMAB, SEHAB, SIURB, SSO, SEMPLA, SMT, SIS, SF, SMA, SJ e GP. Plano Plurianual 2.002 2.005 Transformações Urbanas Objetivo Geral Principais secretarias envolvidas: SMC, SEME, SMMA, SAS, SEMAB, SEHAB, SIURB, SSO, SEMPLA, SMT, SIS, SF, SMA, SJ e GP. Melhorar a qualidade

Leia mais

INDICADOR 2A 3 PLANO DE APLICAÇÃO PLURIANUAL 2017/2020

INDICADOR 2A 3 PLANO DE APLICAÇÃO PLURIANUAL 2017/2020 INDICADOR 2A 3 PLANO DE APLICAÇÃO PLURIANUAL 2017/2020 Segundo Termo Aditivo do Contrato de Gestão nº 003/ANA/2011 INDICADOR 2 PLANEJAMENTO E GESTÃO Janeiro de 2019 INFORM 1 Informações hidrológicas das

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO URBANO INTEGRADO Uma reflexão a partir da experiência da cidade de São Paulo

PLANO DE DESENVOLVIMENTO URBANO INTEGRADO Uma reflexão a partir da experiência da cidade de São Paulo PLANO DE DESENVOLVIMENTO URBANO INTEGRADO Uma reflexão a partir da experiência da cidade de São Paulo Fernando de Mello Franco Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano 22ª Semana de Tecnologia Metroferroviária

Leia mais

Levantamento de informações sobre os Planos de Recursos Hídricos. 12 set 2018

Levantamento de informações sobre os Planos de Recursos Hídricos. 12 set 2018 Levantamento de informações sobre os Planos de Recursos Hídricos 12 set 2018 Objetivos Apresentação da situação de implementação das ações dos Planos de Bacia já aprovados e referendados pelo CRH 1. Gravataí

Leia mais

EMPRESA DE TRENS URBANOS DE PORTO ALEGRE S.A. Obra de Expansão da Linha 1. São Leopoldo / Novo Hamburgo

EMPRESA DE TRENS URBANOS DE PORTO ALEGRE S.A. Obra de Expansão da Linha 1. São Leopoldo / Novo Hamburgo EMPRESA DE TRENS URBANOS DE PORTO ALEGRE S.A. Obra de Expansão da Linha 1 São Leopoldo / Novo Hamburgo ESCRITÓRIO DE FISCALIZAÇÃO Coordenação de Planejamento Coordenação de Medições, Controle Financeiro

Leia mais

LINHA ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. Paulo de Magalhães Bento Gonçalves Diretor Presidente

LINHA ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. Paulo de Magalhães Bento Gonçalves Diretor Presidente LINHA 13 Paulo de Magalhães Bento Gonçalves Diretor Presidente PAINEL 03 Crescimento e melhoria da rede metroferroviária no Brasil 22ª Semana de Tecnologia Metroferroviária 2 Visão Geral 2,9 milhões pass./dia

Leia mais

FONTE: ARTESP. FONTES: 1. Portal da Indústria / 2. ANFAVEA / 3. MDIC / 4. Porto de Santos. Vencimento dos Contratos atuais

FONTE: ARTESP. FONTES: 1. Portal da Indústria / 2. ANFAVEA / 3. MDIC / 4. Porto de Santos. Vencimento dos Contratos atuais MERCADO SÃO PAULO PIB: 31% do brasileiro (1) População: 22% da brasileira (1) Produção de Veículos: 45% da brasileira (2) Frota SP: 29% frota nacional sendo 34% dos automóveis (2) Porto de Santos: 28%

Leia mais

SIM Sistema Integrado Metropolitano da Baixada Santista maio/2014

SIM Sistema Integrado Metropolitano da Baixada Santista maio/2014 SIM Sistema Integrado Metropolitano da Baixada Santista maio/2014 1 Região Metropolitana da Baixada Santista RMBS 9 Municípios População fixa: 1,8 milhão de habitantes 1 População nas férias: cerca de

Leia mais

CORREDOR METROPOLITANO ITAPEVI SÃO PAULO

CORREDOR METROPOLITANO ITAPEVI SÃO PAULO CORREDOR METROPOLITANO ITAPEVI SÃO PAULO Autor: Engº Roberto Carlos Fazilari Chefe do Departamento de Implantação de Obras da EMTU/SP, Gestor de Projeto do Plano de Expansão do Governo do Estado de São

Leia mais

OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA SUGESTÕES AO PLO 2013

OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA SUGESTÕES AO PLO 2013 OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA SUGESTÕES AO PLO 2013 Índice 10 Santa Catarina 10 Infraestrutura de Transportes Modal Rodoviário 17 Infraestrutura

Leia mais

PCM Programa de Corredores Metropolitanos

PCM Programa de Corredores Metropolitanos PCM Programa de Corredores Metropolitanos 18ª Semana de Tecnologia Metroferroviária AEAMESP Ivan Carlos Regina Set/2012 Redes PCM de alta PROGRAMA e média capacidade DE CORREDORES METROPOLITANOS EMTU-PCM

Leia mais

Aspectos Ambientais em Obras de Grande Porte na RMSP. Caso: Aprofundamento da Calha do Rio Tietê

Aspectos Ambientais em Obras de Grande Porte na RMSP. Caso: Aprofundamento da Calha do Rio Tietê Aspectos Ambientais em Obras de Grande Porte na RMSP. Caso: Aprofundamento da Calha do Rio Tietê Apresentação efetuada pelo Eng. Dr. Marco Antonio Palermo, na Disciplina PHD 2537- Águas em Ambientes Urbanos

Leia mais

Programa Paulista de Concessões. Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP

Programa Paulista de Concessões. Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP Programa Paulista de Concessões Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP Foz do Iguaçu, 13 de Maio de 2016 Sobre a ARTESP Criada pela Lei Complementar nº 914,

Leia mais

Apresentação institucional (Dados de 2015)

Apresentação institucional (Dados de 2015) Apresentação institucional 2016 (Dados de 2015) 1 Historia Desde a sua fundação em abril de 1951 a S.A. Paulista vem se estabelecendo no setor como uma empresa competente, sólida e confiável. Atua no mercado

Leia mais

LINHA 5-LILÁS MOBILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL PROFESSOR DOUTOR DIAMANTINO A. SARDINHA NETO

LINHA 5-LILÁS MOBILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL PROFESSOR DOUTOR DIAMANTINO A. SARDINHA NETO LINHA 5-LILÁS MOBILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL PROFESSOR DOUTOR DIAMANTINO A. SARDINHA NETO Considerada pela Companhia do Metrô uma linha social, com sua construção iniciada a partir da periferia; Construída

Leia mais

Implantação e Pavimentação da BR-285/RS/SC Obras e Programas Ambientais. Traçando novos horizontes

Implantação e Pavimentação da BR-285/RS/SC Obras e Programas Ambientais. Traçando novos horizontes Implantação e Pavimentação da BR-285/RS/SC Obras e Programas Ambientais Traçando novos horizontes Vídeo Serra da Rocinha antes das obras Fontes: www.youtube.com/watch?v=v9baakzbi2c, www.youtube.com/watch?v=86fmlmrf3fi,

Leia mais

Skyna Country Projeto de Segurança e Combate a Incêndio Desenvolvimento: Taba Civit Arquitetura e Urbanismo, Período: 2016 Área construída: 768,35 m²

Skyna Country Projeto de Segurança e Combate a Incêndio Desenvolvimento: Taba Civit Arquitetura e Urbanismo, Período: 2016 Área construída: 768,35 m² Skyna Country Projeto de Segurança e Combate a Incêndio Desenvolvimento: Taba Civit Arquitetura e Urbanismo, Período: 2016 Área construída: 768,35 m² Contratante: Fabiana Aparecida da Silva Restaurante

Leia mais

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo PHD2537 Água em Ambientes Urbanos

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo PHD2537 Água em Ambientes Urbanos Escola Politécnica da Universidade de São Paulo PHD2537 Água em Ambientes Urbanos Bruno Boldrini de Carvalho Coelho N USP: 3729700 Fabia Akissue de Barros N USP: 3506246 Felipe de Freitas Bönecker N USP:

Leia mais

Companhia do Metropolitano do Distrito Federal. Audiência Pública

Companhia do Metropolitano do Distrito Federal. Audiência Pública Companhia do Metropolitano do Distrito Federal Audiência Pública Expansão da Linha I do Metrô-DF (Samambaia, Ceilândia e Asa Norte) e modernização do sistema Objetivo da Audiência Pública Dar início aos

Leia mais

PUBLICADO DOC 29/09/2011, PÁG 92

PUBLICADO DOC 29/09/2011, PÁG 92 PUBLICADO DOC 29/09/2011, PÁG 92 PROJETO DE LEI 01-00470/2011 do Executivo (Encaminhado à Câmara pelo Sr. Prefeito com o ofício ATL 126/11). Institui o Projeto Estratégico de Intervenção Urbana - Parque

Leia mais

EVOLUÇÃO DAS VIAGENS COM UTILIZAÇÃO DE METRÔ E TREM METROPOLITANO RESULTADOS DA PESQUISA DE MOBILIDADE 2012

EVOLUÇÃO DAS VIAGENS COM UTILIZAÇÃO DE METRÔ E TREM METROPOLITANO RESULTADOS DA PESQUISA DE MOBILIDADE 2012 EVOLUÇÃO DAS VIAGENS COM UTILIZAÇÃO DE METRÔ E TREM METROPOLITANO RESULTADOS DA PESQUISA DE MOBILIDADE 2012 Maria Cecilia Masagão Andreoli de Oliveira 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA CATEGORIA

Leia mais

Proprietário Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Região Sul de Mato Grosso do Sul Plano Municipal de Saneamento Básico

Proprietário Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Região Sul de Mato Grosso do Sul Plano Municipal de Saneamento Básico PMSB Plano Municipal de Saneamento Básico Naviraí /MS Versão 6 14/01/2016 Proprietário RAZÃO SOCIAL: ATIVIDADE: MUNICÍPIO: Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Região Sul de Mato Grosso do Sul

Leia mais

MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO

MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO SEMINÁRIO RIO METROPOLITANO: DESAFIOS COMPARTILHADOS O FUTURO DA MOBILIDADE NA METRÓPOLE VERTICALIDADES Aspectos metropolitanos HORIZONTALIDADES Interações entre

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária Disciplina: PHD 2537 Água em Ambientes Urbanos Assunto: Seminário Situação Atual dos Reservatórios de Detenção

Leia mais

INDICADOR 2A - PLANEJAMENTO E GESTÃO INDICADOR 2A 2 - PLANO DE APLICAÇÃO PLURIANUAL

INDICADOR 2A - PLANEJAMENTO E GESTÃO INDICADOR 2A 2 - PLANO DE APLICAÇÃO PLURIANUAL INDICADOR 2A PLANEJAMENTO E GESTÃO INDICADOR 2A 2 PLANO DE APLICAÇÃO PLURIANUAL Relatório anual de acompanhamento das ações executadas com recursos da Cobrança Federal PLANO DE APLICAÇÃO PLURIANUAL 2013

Leia mais

Práticas e perspectivas atuais: como fortalecer a imagem da engenharia de túnel junto à sociedade. Argimiro A. Ferreira

Práticas e perspectivas atuais: como fortalecer a imagem da engenharia de túnel junto à sociedade. Argimiro A. Ferreira Práticas e perspectivas atuais: como fortalecer a imagem da engenharia de túnel junto à sociedade Argimiro A. Ferreira TÓPICOS Ø Companhia do Metropolitano de São Paulo Planejamento de Transporte na RMSP

Leia mais

TÍTULO DO TRABALHO: Comitê de Bacia Hidrográfica - Poderosa Ferramenta para o Saneamento - Experiência do Baixo Tietê.

TÍTULO DO TRABALHO: Comitê de Bacia Hidrográfica - Poderosa Ferramenta para o Saneamento - Experiência do Baixo Tietê. TÍTULO DO TRABALHO: Comitê de Bacia Hidrográfica - Poderosa Ferramenta para o Saneamento - Experiência do Baixo Tietê. NOME DO AUTOR: Luiz Otávio Manfré CURRÍCULO DO AUTOR: Luiz Otávio Manfré, Engenheiro

Leia mais

AEAMESP 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA. Maria Cecilia Masagão Andreoli de Oliveira

AEAMESP 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA. Maria Cecilia Masagão Andreoli de Oliveira EVOLUÇÃO DAS VIAGENS COM UTILIZAÇÃO DE METRÔ E TREM METROPOLITANO RESULTADOS DA PESQUISA DE MOBILIDADE 2012 Maria Cecilia Masagão Andreoli de Oliveira 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA AEAMESP

Leia mais

CAOS LOGÍSTICO REGIONAL

CAOS LOGÍSTICO REGIONAL CAOS LOGÍSTICO REGIONAL O POLO, O PORTO E AS CIDADES NÃO PODEM PARAR Carolina Lembo Gerente do Departamento de Infraestrutura ÍNDICE 1. Contextualização 2. Vantagens do Polo de Cubatão 3. Entraves Logísticos

Leia mais

4. REVISÃO DAS METAS E AÇÕES DO PLANO DE BACIAS 2000/2003

4. REVISÃO DAS METAS E AÇÕES DO PLANO DE BACIAS 2000/2003 4. REVISÃO DAS METAS E AÇÕES DO PLANO DE BACIAS 2000/2003 4.1. AS METAS DE CURTO PRAZO PQA X PLANO DE BACIAS 2000-2003 Esse capítulo faz uma comparação e explicita ações e metas já definidas nos dois principais

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS TRENS REGIONAIS. Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento Companhia Paulista Trens Metropolitanos - CPTM

A IMPORTÂNCIA DOS TRENS REGIONAIS. Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento Companhia Paulista Trens Metropolitanos - CPTM A IMPORTÂNCIA DOS TRENS REGIONAIS Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento Companhia Paulista Trens Metropolitanos - CPTM REDE DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS SOBRE TRILHOS NA MACROMETRÓPOLE

Leia mais

SISTEMA ANCHIETA IMIGRANTES WORKSHOP LOGÍSTICA FIESP

SISTEMA ANCHIETA IMIGRANTES WORKSHOP LOGÍSTICA FIESP SISTEMA ANCHIETA IMIGRANTES WORKSHOP LOGÍSTICA FIESP Junho/2016 Área de Influência Características Gerais Capacidade Rodoviária Operações Principais Investimentos Realizados Outros Investimentos Investimentos

Leia mais

Ligações Ferroviárias Regionais na Macrometrópole Paulista Estudos de Rede e Demanda

Ligações Ferroviárias Regionais na Macrometrópole Paulista Estudos de Rede e Demanda Ligações Ferroviárias Regionais na Macrometrópole Paulista Estudos de Rede e Demanda Companhia Paulista de Trens Metropolitanos Diretoria de Planejamento e Projetos Gerência de Planejamento de Transporte

Leia mais

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado Folha N. 1 01 LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031 AÇÃO LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031.0001 PROCESSO LEGISLATIVO 4.543.000,00 4.728.000,00 01.031.0001.0125 INATIVOS

Leia mais

A reprogramar* Operar: Trecho Vila Formosa (exclusive) Penha

A reprogramar* Operar: Trecho Vila Formosa (exclusive) Penha Linha 2-Verde Trecho Vila Prudente (exclusive) Dutra Concluir Projeto Básico Civil até Estação Dutra (exceto Estação Ponte Grande) Jan/14 Mar/14 Publicar Edital da Obra Civil até Estação Dutra Mar/14 Abr/14

Leia mais

Secretaria de Transportes e Trânsito

Secretaria de Transportes e Trânsito Secretaria de Transportes e Trânsito CARACTERIZAÇÃO DE GUARULHOS 1 CARACTERIZAÇÃO DA LOCALIDADE Localização de Guarulhos São Paulo Guarulhos / São Paulo População em 2012 de 1.244.518 habitantes (fonte

Leia mais

Rio de Janeiro 12 e 13 de março de 2014

Rio de Janeiro 12 e 13 de março de 2014 Rio de Janeiro 12 e 13 de março de 2014 Linha do Tempo 1965 a 2003 Extinção da GEIPOT Lei 10.233 / 2001 Criação da EBTU lei nº 6.261 em 1975 Extinção da EBTU Dec. 230 / 1991 Estatuto da Cidade Lei nº 10.257

Leia mais

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Como Acelerar a Implantação dos Empreendimentos Metroferroviários Vicente Abate Diretor Comercial ANPTrilhos Brasília,

Leia mais

IMPLANTACAO VIARIA PARA CORREDOR EXCLUSIVO DE ONIBUS,LIGANDO SANTA CRUZ A BARRA DA TIJUCA - BRT TRANSOESTE

IMPLANTACAO VIARIA PARA CORREDOR EXCLUSIVO DE ONIBUS,LIGANDO SANTA CRUZ A BARRA DA TIJUCA - BRT TRANSOESTE 1 IMPLANTACAO VIARIA PARA CORREDOR EXCLUSIVO DE ONIBUS,LIGANDO SANTA CRUZ A BARRA DA TIJUCA - BRT TRANSOESTE AUDIÊNCIA PÚBLICA OUTRAS INFORMAÇÕES 2266-0369 SMTR www.rio.rj.gov.br 2589-0557 SMO Rio de Janeiro

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS NA ENGENHARIA

POLÍTICAS PÚBLICAS NA ENGENHARIA POLÍTICAS PÚBLICAS NA ENGENHARIA POLÍTICAS PÚBLICAS SÃO AÇÕES INTEGRADAS DAS TRÊS ESFERAS DE PODER: GOVERNOS: FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL EM CONJUNTO COM A SOCIEDADE CIVIL GERANDO ESFORÇOS ESPECÍFICOS

Leia mais

A CBTU vem se constituindo no principal agente do governo federal para o apoio à expansão do setor metroferroviário no país.

A CBTU vem se constituindo no principal agente do governo federal para o apoio à expansão do setor metroferroviário no país. www.cbtu.gov.br A CBTU, constituída em 22 de fevereiro de 1984, passou a ser, em 2003, vinculada ao Ministério das Cidades, com a missão de planejar, realizar estudos e projetos, implantar e construir

Leia mais

A metrópole sob a visão municipal

A metrópole sob a visão municipal SP-URBANISMO A metrópole sob a visão municipal Miguel Luiz Bucalem Novembro 2011 Desenvolvimento Urbano Sustentável - Desafios Histórico da Expansão Urbana Até 1929 LEGENDA São Paulo Região Metropolitana

Leia mais

II Seminário Internacional sobre Revitalização de Rios. Recuperação Ambiental de Bacias Hidrográficas: A Experiência de Belo Horizonte

II Seminário Internacional sobre Revitalização de Rios. Recuperação Ambiental de Bacias Hidrográficas: A Experiência de Belo Horizonte II Seminário Internacional sobre Revitalização de Rios Recuperação Ambiental de Bacias Hidrográficas: A Experiência de Belo Horizonte Prefeitura de Belo Horizonte Belo Horizonte, maio/2010 Município de

Leia mais

SISTEMA CORPORATIVO DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS DA CPTM

SISTEMA CORPORATIVO DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS DA CPTM SISTEMA CORPORATIVO DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS DA CPTM Ronaldo Margini Marques GPA/CPTM 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária A GPA e a visão estratégica do território ferroviário Gestão de Patrimônio

Leia mais

Saneamento Urbano I TH052

Saneamento Urbano I TH052 Universidade Federal do Paraná Arquitetura e Urbanismo Saneamento Urbano I TH052 Aula 08 Drenagem Urbana: parte 1 Profª Heloise G. Knapik 1 DRENAGEM URBANA Tipos e usos do solo Relevo e ambiente construído

Leia mais

DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 96, de 07 de dezembro de 2017

DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 96, de 07 de dezembro de 2017 DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 96, de 07 de dezembro de 2017 Atualiza o Plano de Aplicação Plurianual - PAP a ser executado com recursos financeiros oriundos da cobrança pelo uso de recursos hídricos na Bacia Hidrográfica

Leia mais

O Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos - SP -SIGRH-

O Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos - SP -SIGRH- O Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos - SP -SIGRH- Walter Tesch e-mail: wtesch@sp.gov.br E-mail: walter.tesch65@gmail.com Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos Coordenadoria

Leia mais

Seminário Regional Sudeste da Lei / 2012 Mobilidade Urbana. 29 de novembro de 2012

Seminário Regional Sudeste da Lei / 2012 Mobilidade Urbana. 29 de novembro de 2012 Seminário Regional Sudeste da Lei 12.587 / 2012 Mobilidade Urbana 29 de novembro de 2012 PITU 2020 Antecedentes PITU - 1995 Programas de investimentos Obras paralisadas Linha 1: extensão Norte (Santana/Tucuruvi)

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA ANA/DAEE N o 926, DE 29 DE MAIO DE 2017 Documento nº /

RESOLUÇÃO CONJUNTA ANA/DAEE N o 926, DE 29 DE MAIO DE 2017 Documento nº / RESOLUÇÃO CONJUNTA ANA/DAEE N o 926, DE 29 DE MAIO DE 2017 Documento nº 00000.031750/2017-80 O DIRETOR-PRESIDENTE DA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 103, inciso

Leia mais

RESOLUÇÃO N 03, DE 21 DE MARÇO DE 2011

RESOLUÇÃO N 03, DE 21 DE MARÇO DE 2011 RESOLUÇÃO N 03, DE 21 DE MARÇO DE 2011 CONSOLIDA PROGRAMA DE INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS, FERROVIÁRIOS E HIDROVIÁRIOS DE INTERESSE ESTRATÉGICO PARA LOGÍSTICA, ACESSIBILIDADE

Leia mais

AÇÕES NA PREVENÇÃO DE ACIDENTES EM CAMPINAS VIAS URBANAS. Maio/2018

AÇÕES NA PREVENÇÃO DE ACIDENTES EM CAMPINAS VIAS URBANAS. Maio/2018 AÇÕES NA PREVENÇÃO DE ACIDENTES EM CAMPINAS VIAS URBANAS Maio/2018 ACIDENTALIDADE ACIDENTALIDADE ACIDENTALIDADE ACIDENTALIDADE ACIDENTALIDADE ACIDENTALIDADE ACIDENTALIDADE ACIDENTALIDADE ACIDENTALIDADE

Leia mais

Histórico das Medidas Sustentáveis na RMSP ATÉ 1994 APÓS FUTURO PLANO DIRETOR DE CONTINUIDADE NO CANALIZAÇÃO

Histórico das Medidas Sustentáveis na RMSP ATÉ 1994 APÓS FUTURO PLANO DIRETOR DE CONTINUIDADE NO CANALIZAÇÃO Macrodrenagem Urbana Histórico das Medidas Sustentáveis na RMSP ATÉ 1994 APÓS 1994 1994-1998 1998 2002 2003 FUTURO APENAS RETENÇÃO OBRAS DE PLANO DIRETOR DE ALARGAMENTO REQUALIFICAÇÃO CONTINUIDADE NO CANALIZAÇÃO

Leia mais