Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Fevereiro de de 2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Fevereiro de de 2011"

Transcrição

1

2 Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para São Paulo Fevereiro de de 2011

3 Background A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo vem sendo realizada anualmente, desde 1985, pela ANTP e empresas responsáveis pelo transporte coletivo na Região Metropolitana de São Paulo. A partir de 2009 o estudo passou a ser conduzido pela Toledo & Associados - Pesquisa de Mercado e Opinião Pública, e que atua há 30 anos no Brasil e América Latina. Esta é a segunda edição conduzida pela Toledo & Associados. A pesquisa foi realizada em 02 etapas: Em Agosto-Setembro/2010 realizamos a Pesquisa Qualitativa com grupos de discussão - com o objetivo de fazer uma análise (SWOT) em que as pessoas contextualizassem os meios de transporte no passado, no presente e no futuro, e com isto perceber entre os usuários se houve ou não evolução entre os meios de transporte coletivo. E na seqüência, em Novembro/2010, realizamos a Pesquisa Quantitativa entrevistando a população da Grande São Paulo e avaliando as notas dadas a cada meio de transporte coletivo.

4 Objetivos Obter a imagem e avaliar o transporte coletivo na na cidade de de São Paulo e Região Metropolitana, dos seguintes meios: Metrô Trem Ônibus Municipal (capital) Microônibus Municipal (capital) Ônibus Metropolitano Ônibus Corredores Corredor S. Mateus Jab. Expresso Tiradentes Perfil Perfil da da amostra O transporte coletivo --Importância,Melhorias e Prioridades Nível Nível de de satisfação com com os os serviços prestados Percepção de de preços preços do do transporte coletivo Imagem dos dos meios meios de de transporte coletivo

5 Metodologia Pesquisa Pesquisa quantitativa quantitativa realizada realizada na na cidade cidade de de São São Paulo Paulo e demais demais cidades cidades da da Região Região Metropolitana. Metropolitana. Amostra Foram Foram selecionadas selecionadas 2 tipos tipos de de amostra: amostra: Domiciliar: Domiciliar: onde onde realizamos realizamos entrevistas entrevistas na na capital, capital, e nos nos demais demais municípios municípios da da RMSP. RMSP. Intencional Intencional por por cotas: cotas: Foram Foram abordadas abordadas pessoas pessoas segundo segundo cotas cotas de de classe, classe, sexo, sexo, idade, idade, local local e linhas linhas de de embarque, embarque, usuários usuários de: de: Trens Trens --CPTM CPTM (563 (563 entrevistas) entrevistas) Corredor Corredor São São Mateus-Jabaquara Mateus-Jabaquara --EMTU EMTU (100 (100 entrevistas) entrevistas) Ônibus Ônibus dos dos corredores corredores da da capital capital (360 (360 entrevistas) entrevistas) Qualificação do entrevistado Nas Nas entrevistas entrevistas domiciliares domiciliares bastava bastava ter ter mais mais de de anos. anos. Nas Nas intencionais intencionais era era necessário necessário ser ser usuário usuáriofrequente frequentedo do meio meio de de transporte transporte analisado. analisado. A margem margem de de erro erro foi foi de de 2.0% 2.0% (significância (significância de de 95%). 95%). Dados Técnicos Margem de erro Data de campo Entrevistas Entrevistas quantitativas quantitativas realizadas realizadas entre entre e de de Novembro Novembro de de

6 Agenda da apresentação O perfil perfil da da amostra amostra O cidadão e os problemas urbanos As prioridades e melhorias do transporte coletivo Avaliação dos meios de transporte coletivo A percepção de preços do transporte coletivo Imagem e sentimentos em relação aos meios de transporte coletivo Conclusões

7 Perfil da amostra Sexo Sexo Idade Idade Média de idade 41 anos 8% 19% 21% 20% 16% 8% 8% 49% 51% 16 a a a a a a 65 Acima de 65 anos Primário incompleto 14% Primário Completo / Básico incompleto 20% Básico completo / Médio incompleto. 22% Médio Completo/ Superior Incompleto 36% Superior Completo 8% Escolarida Escolarida de de Estado Estado Civil Civil Casados / Vivem juntos 55% Solteiros 31% Separados 7% Viúvos 8% Base Amostra entrevistas domiciliares

8 Renda Renda Em média 2,0 pessoas Em média 2,0 pessoas compõem compõem a a renda renda familiar familiar Renda familiar média R$ 1.712,00 Renda pessoal média R$ 849,00 Perfil da amostra R$ Pessoal Familiar A B C D E Classe Classe Sócio Sócio econômica econômica CLASSE A/B 39% CLASSE C 50% CLASSE D/E 12% Posse de Bens Posse de Bens Imóvel = 74% Média = 1,1 imóveis Carro = 47% Média = 1,2 carros Bicicleta = 32% Média = 1,3 bicicletas TV assinatura = 26% A A informatização informatização Computador na Residência = 50% Internet na Residência 93% Banda Larga 93% Discado 7% Base Amostra entrevistas domiciliares

9 Horário de uso dos meios de transporte Os Os horários horários de de pico pico pela pela manhã manhãe à tarde/noite tarde/noite concentram concentram os os usuários usuários dos dos meios meios de de transporte transporte coletivo coletivo Das 4 horas madrugada até 9 horas 48% Entre 9 hs até 12 hs Das 12 hs até 14 hs Das 14 hs até 16 hs 14% 14% 26% Das 16 hs até 20 hs 41% Das 20 hs até meia noite Da meia-noite até as 4 hs da madrugada Somente aos finais de semana Não utiliza transporte público frequentemente 10% 1% 2% 10% P.G) Qual o horário que o(a) Sr(a) mais utiliza transporte coletivo? (RM) Base Amostra entrevistas domiciliares

10 Tempo gasto por dia no transporte coletivo Em Em média, média, a população população gasta gasta quase quase duas duas horas horas diárias diárias no no transporte transporte coletivo. coletivo. Não Não há hágrandes variações variações em em função função do do local local em em que que a pessoa pessoa mora. mora. Até 30 minutos / dia 10% Até 1 hora / dia 24% Até 2 horas / dia 36% Até 3 horas / dia Até 4 horas / dia 8% 19% 66% gastam ao menos 2 horas/dia no transporte coletivo Mais de 4 hora / dia 3% Tempo Tempo gasto gasto inclui inclui tanto tanto a ida ida quando quando a volta volta P.H) Considerando todas as conduções que o(a) Sr(a) usa em um dia(incluindo ida e volta e os tempos de espera), quanto tempo em média costuma gastar com o transporte coletivo? Base Amostra entrevistas domiciliares

11 Agenda da apresentação O perfil da amostra O cidadão cidadão e os os problemas problemas urbanos urbanos As prioridades e melhorias do transporte coletivo Avaliação dos meios de transporte coletivo A percepção de preços do transporte coletivo Imagem e sentimentos em relação aos meios de transporte coletivo Conclusões

12 Viver na Metrópole, em São Paulo Associações-livres, de de imediato Destacam-se insatisfações atribuídas ao ao cotidiano na na cidade cidade Correria Stress Trânsito No No entanto, quando quando pontuamos os os aspectos positivos e negativos da da cidade... Fonte: pesquisa qualitativa Ago-Set 2010

13 Aspectos positivos na RMSP Oportunidades Oportunidades de de emprego emprego e a oferta oferta de de comércios comércios e serviços, serviços, são são os os aspectos aspectos mais mais valorizados valorizados pelos pelos entrevistados entrevistados e representam representam mais mais da da metade metade do dotop-of-mind. Primeiro Segundo Terceiro Muita oferta de comércios e serviços 24% 26% 15% 65% Oportunidade de emprego 27% 13% 14% 54% Muitas alternativas de lazer e diversão 13% 15% 21% 50% Transporte coletivo para todos os lugares 10% 12% 12% 33% Serviços que funcionam 24 horas 4% 13% 13% 29% Saúde 7% 11% 8% 26% Educação 3% 7% 14% 24% Segurança Pública 2% Nada Não sabe 2% 6% P.1) Gostaria que o(a) sr(a) pensasse na Grande São Paulo, e que apontasse, na sua opinião, os aspectos que mais valoriza na região em 1 o., 2 o. e 3 o. lugar, e quais são os aspectos insatisfatórios em 1 o., 2 o. e 3 o. lugar? (ESTIMULADA - CARTÂO) Base Amostra entrevistas domiciliares

14 Aspectos negativos na RMSP Violência Violência maior problema, seguido pela saúde. Educação trânsito também são problemas é o maior problemas graves. problema, graves. Na Nasequência seguido sequênciaaparecem pela saúde. Educação e trânsito também são aparecem problemas problemas com com o transporte transporte coletivo. coletivo. Falta de segurança/ violência Saúde Educação Muito trânsito/ congestionamento Transporte coletivo insuficiente na hora de pico Poluição do ar Transporte coletivo insuficiente nos finais de semana Transporte Transporte e e trânsito trânsito são são mencionados por 53% mencionados por 53% dos dos entrevistados entrevistados 18% 18% deles deles citam citam em em primeiro lugar primeiro lugar Excesso de pessoas Poluição sonora O desemprego Lixo jogado na rua Falta de lazer Falta pavimentação Falta de habitação (casas populares) Primeiro Segundo Terceiro Nada 4% 8% 9% 2% 5% 19% 12% 7% 2% 6% 6% 5% 2% 2% 2% 2% 2% 1% 6% 6% 5% 3% 2% 2% 15% 8% 44% 9% 14% 13% 11% 20% 11% 24% 26% 36% 34% 15% 16% 15% 59% 75% P.1) Gostaria que o(a) sr(a) pensasse na Grande São Paulo, e que apontasse, na sua opinião, os aspectos que mais valoriza na região em 1 o., 2 o. e 3 o. lugar, e quais são os aspectos insatisfatórios em 1 o., 2 o. e 3 o. lugar? (ESTIMULADA - CARTÂO) Base Amostra entrevistas domiciliares

15 Prioridades governamentais desejadas Saúde, Saúde, segurança segurança e educação educação devem devem ser ser as as prioridades. prioridades. Transporte Transporte coletivo coletivo aparece aparece em em 5º 5º lugar. lugar. Primeiro Segundo Terceiro Saúde 50% 29% 11% 90% Segurança 20% 23% 17% 61% Educação 9% 18% 22% 49% Emprego 5% 10% 18% 32% Transporte coletivo 8% 10% 12% 29% Habitação 3% 5% 10% 18% Trânsito Meio ambiente Aumentar o salário mínimo 3% 4% 2% 4% 8% Transporte e trânsito são Transporte e trânsito são mencionados mencionados por por 34% 34% dos entrevistados dos entrevistados 9% 9% deles deles citam citam em em primeiro lugar primeiro lugar P1A) Considerando a mudança de Governo que acontecerá em 2011( Governo Estadual e Governo Federal) e pensando no que o(a) sr(a), enfrenta no seu dia a dia, e nas expectativas futuras, qual deve ser a prioridade deste governo em 1 o., 2 o. e 3 o. lugar para São Paulo? (RM) Base Amostra entrevistas domiciliares

16 Agenda da apresentação O perfil da amostra O cidadão e os problemas urbanos As As prioridades prioridades e melhorias melhorias do do transporte transporte coletivo coletivo Avaliação dos meios de transporte coletivo A percepção de preços do transporte coletivo Imagem e sentimentos em relação aos meios de transporte coletivo Conclusões

17 Evolução do transporte coletivo Percepção predominante Evolução Investimento Expansão do do metrô metrô Estações de de Trem Trem Frotas/ Frotas/ linhas: linhas: Ônibus Ônibus Modernização Metrô Metrô Trem Trem Ônibus Ônibus Terminais de de Ônibus Ônibus Corredores de de Ônibus Ônibus mas mas Havia menos gente Havia menos trânsito O preço era menor Houve Houve evolução, mas mas o custo-benefício ainda ainda configura-se insatisfatório Fonte: pesquisa qualitativa Ago-Set 2010

18 Melhoras percebidas nos transportes coletivos Os Os progressos progressos do do metrô metrôaparecem em em primeiro primeiro lugar lugar,, e é visto visto como como o meio meio que que mais mais progrediu. progrediu. Em Em segundo segundo lugar lugar vem vem o trem, trem, e o ônibus ônibus municipal municipal da da capital capital aparece aparece em em terceiro terceiro lugar. lugar. Meios que melhoraram nos últimos anos (RM) Meio que melhorou mais nos últimos anos (RU) Metrô 68% 53% Trem Ônibus municipal da capital Ônibus municipal de outros municípios Ônibus metropolitano, da RMSP Microônibus municipal da capital 39% 29% 16% 13% 13% 17% 10% 6% 4% 3% Ônibus nos corredores da capital Ônibus Corredor São Mateus- Jabaquara (EMTU) Expresso Tiradentes 3% 3% 11% Índice de multiplicidade 2.0 4% 1% 1% P.2) Quando o(a) sr(a) pensa nos transportes coletivos, quais dos meios citados, o(a)sr acha que melhorou nos últimos anos? (RM) P.2A) E qual meio o(a) sr(a) acha que melhorou mais? (RU) Base Amostra entrevistas domiciliares

19 Progressos no transporte coletivo nos últimos anos O transporte transporte coletivo coletivo melhorou melhorou para para a grande grande maioria maioria da da população. população. Melhorou muito nos últimos anos Melhorou 6% 69% 75% 75% Não melhorou nem piorou 10% Piorou 14% Piorou muito 1% P.3) Quando o(a) sr(a) pensa no passado em mais ou menos, 7 / 8 anos atrás, e olha o transporte coletivo hoje, o(a) sr(a) diria que...ler ESCALA Base Amostra entrevistas domiciliares

20 Razões da melhora do transporte coletivo A síntese síntese das das melhoras melhoras percebidas: percebidas: aumento aumento da da capilaridade capilaridade e veículos veículos novos. novos. Diminuiu o tempo de espera dos ônibus Aumentou o número de linhas de ônibus Aumentou o número de linhas de metrô Ônibus novos/ modernos Diminuiu o tempo de espera dos trens Há mais disponibilidade de transporte (em geral) Ônibus estão mais confortáveis Aumentou o número de linhas de trens Agora temos o Bilhete Único Corredores diminuíram o tempo de trajeto Tempo de espera de microônibus diminuiu Tempo de espera diminuiu (em geral) Melhor estado de conservação dos meios Metrô reduziu tempo de trajeto Trens novos/ modernos Melhorou a limpeza (em geral) Trem reduziu tempo de trajeto Segurança contra roubos/ violência Segurança contra acidentes Maior capacidade de passageiros Adaptados para deficientes físicos Conforto dos trens Metrôs novos/ modernos 14% 12% 11% 10% 10% 9% 8% 8% 7% 7% 6% 5% 3% 3% 2% 2% 1% 1% 1% 1% 31% 25% 25% Aumento Aumento de de linhas linhas 50% 50% Aumento Aumento da da frota frota 44% 44% Economia Economia de de tempo tempo 29% 29% Frota Frota renovada renovada 21% 21% Conforto Conforto 16% 16% P.3A) Por que o(a) sr(a) acredita que melhorou/ melhorou muito? EXPLORE Base Amostra entrevistas domiciliares

21 Razões da piora do transporte coletivo A capacidade capacidade do do sistema sistema é insuficiente, insuficiente, trazendo trazendo desconforto desconforto ao ao usuário. usuário. Faltam linhas de ônibus Ônibus muito lotados 33% 32% Sistema não atende à demanda 22% Tempo de espera dos ônibus é grande 16% Frota de ônibus insuficiente Metrô muito lotado O transporte coletivo está muito caro Ônibus são velhos Aumento de carros prende os ônibus no trânsito Faltam linhas de metrô Trens muito lotados Ônibus foram trocados por vans, são menores Tempo de trajeto é demorado Faltam linhas de trem 6% 6% 5% 5% 4% 4% 4% 4% 3% 2% P.3A) Por que o(a) sr(a) acredita que piorou/ piorou muito? EXPLORE Base Amostra 344 entrevistas domiciliares

22 Aumento de importância dos meios de locomoção O transporte transporte sobre sobre trilhos trilhos principalmente principalmente o metrô metrô está estáganhando importância importância Metrô 64% Trem Ônibus municipal da capital Carro Moto Microônibus municipal da capital Bicicleta Ônibus metropolitano, da RMSP Táxi 25% 12% 12% 10% 8% 6% 5% 1% Índice de multiplicidade 1.4 P.4) Pensando nos diversos meios (de locomoção), quais o(a) sr(a) acredita que está ganhando importância atualmente? (RM) Base Amostra entrevistas domiciliares

23 Medidas que ajudam a melhorar o trânsito top3 Metrô, Metrô, corredores corredores de de ônibus ônibus e trens trens são são a prioridade prioridade número número 1 para para 2/3 2/3 da da amostra. amostra. Construir mais linhas de metrô Construir mais/ ampliar corredores de ônibus Construir mais linhas de trem Construir mais vias Fiscalizar o trânsito Construir ciclovias Aumentar rodízio de carros para 2 dias Sincronizar semáforos Colocar trens e metrôs com paradas alternadas Isentar rodízio carros com 3 a 4 pessoas Implantar transporte pelos rios/ represas Construir o monotrilho Ampliar meios de informação para melhorar o trânsito Ampliar bolsões de estacionamento nos metrôs Ter mais linhas de ônibus Implantar pedágio urbano Primeiro Segundo Terceiro 9% 7% 9% 5% 7% 9% 3% 5% 5% 3% 5% 3% 5% 3% 5% 3% 3% 32% 26% 16% 20% 20% 27% 20% 11% 13% 10% 10% 9% 4% 8% 3% 7% 6% 6% 3% 5% 2% 1% 26% 11% 14% 56% 49% 68% P.6) Destas medidas que o(a) sr(a) acabou de citar, o que deve vir, em primeiro, em segundo e em terceiro lugar? Base Amostra entrevistas domiciliares

24 Progressos no transporte coletivo no futuro A tendência, tendência, segundo segundo o público, público, é que que o transporte transporte coletivo coletivo melhore melhore nos nos próximos próximos anos. anos. Vai melhorar muito nos próximos anos 5% 70% 70% Vai melhorar nos próximos anos 65% Não vai melhorar nem piorar 7% Vai piorar nos próximos anos 19% Vai piorar muito nos próximos anos 1% Não sabe 2% P.7) Quando o(a) sr.(a) pensa nos dias atuais e olha para o futuro, mais ou menos daqui a 7 / 8 anos, como o(a) sr.(a) diria que...ler ESCALA Base Amostra entrevistas domiciliares

25 Agenda da apresentação O perfil da amostra O cidadão e os problemas urbanos As prioridades e melhorias do transporte coletivo Avaliação Avaliação dos dos meios meios de de transporte transporte coletivo coletivo A percepção de preços do transporte coletivo Imagem e sentimentos em relação aos meios de transporte coletivo Conclusões

26 Avaliação Os Os usuários usuários (pessoas (pessoas que que utilizaram utilizaram os os meios meios pelo pelo menos menos uma uma vez vez nos nos últimos últimos 3 meses) meses) foram foram convidados convidados a avaliá-los. avaliá-los. A cada cada meio meio utilizado, utilizado, eles eles davam davam uma uma nota nota conforme conforme a escala escala a seguir: seguir: O meio meio é excelente excelente O meio meio é bom bom O meio meio é regular regular (espontâneo) (espontâneo) O meio meio é ruim ruim O meio meio é péssimo péssimo

27 Metrô

28 Avaliação do do Metrô Usuários BASES (834) (1123) (836) (779) (934) (1000) (1160) (1112) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

29 Avaliação do do Metrô Linha 1, 1, Azul, Norte-Sul Usuários BASES (477) (567) (512) (457) (517) (581) (620) (584) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

30 Avaliação do do Metrô Linha 2, 2, Verde, Paulista Usuários BASES (169) (211) (206) (457) (168) (224) (374) (283) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

31 Avaliação do do Metrô Linha 3, 3, Vermelha, Leste-Oeste Usuários BASES (541) (697) (490) (425) (547) (568) (560) (542) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

32 Avaliação do do Metrô Linha 5, 5, Lilás, C. C. Redondo- Largo Usuários BASES (10) (58) (36) (43) (64) (112) (97) (110) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

33 Avaliação do do Metrô por por Linha Usuários % % LINHA 1 Azul Norte-Sul LINHA 3 Vermelha Leste-Oeste % % LINHA 5 Lilás C. Redondo-Lgo 13 LINHA 2 Verde Paulista % % % % P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? (% de excelente/ bom). BASE: 1160 usuários do metrô (entrev. domiciliares)

34 CPTM

35 Avaliação da da CPTM Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (904) (1163) (968) (955) (1062) (1118) (1327) (1320) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

36 Avaliação Avaliação da da Linha Linha 7, 7, Rubi, Rubi, Antiga Antiga A, A, Luz-F. Luz-F. Morato Morato Usuários Usuários BASES (226) (279) (174) (190) (197) (222) (317) (232) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

37 Avaliação Avaliação da da Linha Linha 8, 8, Diamante, Diamante, Antiga Antiga B, B, J. J. Prestes-Itapevi Prestes-Itapevi Usuários Usuários BASES (248) (313) (204) (194) (217) (228) (301) (341) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

38 Avaliação Avaliação da da Linha Linha 9, 9, Esmeralda, Esmeralda, Antiga Antiga C, C, Osasco-Grajau Osasco-Grajau Usuários Usuários BASES (146) (210) (153) (156) (169) (198) (201) (264) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

39 Avaliação Avaliação da da Linha Linha 10, 10, Turquesa, Turquesa, Antiga Antiga D, D, Luz-R.G Luz-R.G da da Serra Serra Usuários Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (209) (264) (180) (220) (197) (226) (248) (226) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

40 Avaliação Avaliação da da Linha Linha 11, 11, Coral, Coral, Antiga Antiga E, E, Luz-Guaianases Luz-Guaianases Usuários Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (149) (194) (119) (121) (146) (148) (201) (228) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

41 Avaliação Avaliação da da Linha Linha 11, 11, Coral, Coral, Antiga Antiga E, E, Guaianases-Estudantes Usuários Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (109) (173) (114) (112) (99) (113) (243) (235) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

42 Avaliação Avaliação da da Linha Linha 12, 12, Safira, Safira, Antiga Antiga F, F, Brás-Calmon Brás-Calmon Viana Viana Usuários Usuários BASES (127) (218) (169) (135) (197) (193) (244) (279) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

43 Avaliação da da CPTM por por Linha Usuários Linha 7 - Rubi (Antiga A) Luz- F. Morato % % Linha 8 - Diamante (Antiga B) Julio Prestes Itapevi % % Linha 12 Safira (Antiga F) Brás Calmon Viana % % Linha 11 - Coral (Antiga E) Guaianases Estudantes % % Linha 9 - Esmeralda (Antiga C) Osasco Grajaú % % Linha 10 - Turquesa (Antiga D) Luz R. G. da Serra % % Linha 11 - Coral (Antiga E) Luz Guaianases % %

44 Ônibus Municipal da Capital

45 Avaliação dos dos Ônibus Municipais da da Capital --Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (864) (1455) (1048) (1085) (1273) (1186) (1196) (1114) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

46 Avaliação dos dos Ônibus Municipais por por Área de de Concessão --Usuários % % % % % % % % ÁREA 1 ÁREA 8 ÁREA 2 ÁREA CENTRAL ÁREA 5 ÁREA 3 ÁREA % % % % % % ÁREA % % % % ÁREA 6 P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? (% de excelente/ bom). Bases: usuários de cada meio BASE: usuários de ônibus municipais (entrev. domiciliares)

47 Microônibus Municipal da Capital

48 Avaliação dos dos Microônibus da da Capital --Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (490) (606) (820) (782) (539) (628) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

49 Avaliação dos dos Microônibus Capital por por Área de de Concessão --Usuários % % % % % % % % ÁREA 1 ÁREA 8 ÁREA 2 ÁREA CENTRAL ÁREA 5 ÁREA 3 ÁREA % % % % % % ÁREA % % % % ÁREA 6 P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? (% de excelente/ bom). Bases: usuários de cada meio BASE: 628 usuários de microônibus da capital (entrev. domiciliares)

50 Ônibus dos corredores

51 Avaliação dos dos Ônibus nos nos Corredores Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (94) (128) (118) (613) (497) (502) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

52 Avaliação do do Expresso Tiradentes Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (95) (72) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

53 Corredor São Mateus - Jabaquara

54 Avaliação dos dos Ônibus do docorr. S. S. Mateus-Jabaquara Usuários BASES (165) (266) (158) (178) (204) (216) (191) (176) Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

55 Ônibus Metropolitano

56 Avaliação dos dos Ônibus Metropolitanos Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (428) (852) (553) (449) (610) (499) (456) (479) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

57 Avaliação dos dos Ônibus Metropolitanos por por Área de de Concessão Usuários % % % % ÁREA 3 ÁREA 2 ÁREA % % ÁREA 1 ÁREA % % % % P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? (% de excelente/ bom).

58 Ônibus Municipal - Outras Cidades

59 Avaliação dos dos Ônibus de de Outras Cidades Usuários Excelente / Bom Ruim / Péssimo Saldo BASES (380) (678) (412) (464) (531) (581) (524) (531) P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? Entre parênteses: bases das porcentagens de cada ano

60 Avaliação dos dos Ônibus de de Outras Cidades por por Área Usuários % % % % ÁREA 3 ÁREA 2 ÁREA % % ÁREA 1 ÁREA % % % % P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? (% de excelente/ bom).

61 Evolução Geral Avaliação (% de valiaç ões exc elente/ bom) Metrô Expresso Tiradentes Ônibus corredor São Mateus Jabaquara Ônibus Munic ipal da capital Ônibus Metropolitano Microônibus na capital CPTM Ônibus Municipal de outra cidade Ônibus nos c orredores da capital Aumentou em relação a 2009 Diminuiu em relação a 2009 P.11. O meio é excelente, bom, ruim ou péssimo? (% de excelente/ bom).

62 Agenda da apresentação O perfil da amostra O cidadão e os problemas urbanos As prioridades e melhorias do transporte coletivo Avaliação dos meios de transporte coletivo A percepção percepção de de preços preços do do transporte transporte coletivo coletivo Imagem e sentimentos em relação aos meios de transporte coletivo Conclusões

63 Avaliação do do Preço em em Relação à Qualidade do do Serviço O metrô metrôé a melhor melhor qualidade qualidade em em função função do do preço, preço, seguido seguido pelo pelo Expresso Expresso Tiradentes. Tiradentes. Corredor Corredor São-Mateus-Jabaquara e CPTM CPTM vêm vêm na na seqüência seqüência Preço ótimo / bom em relação ao serviço (% sobre clientes de cada meio) Metrô Expresso Tiradentes Ônibus Corr. S. Mateus-Jabaquara CPTM Ônibus nos corredores da capital Ônibus metropolitano Ônibus municipal da capital Ônibus municipal de outra cidade Microônibus na capital Aumentou em relação a 2009 P.13. Qual destas frases melhor representa a sua opinião sobre o valor do (TRANSPORTE), considerando a sua qualidade e o que o(a) sr(a) paga (DÊ CARTÃO 7 VALORES - E LEIA JUNTO)? Qualidade ótima para o que custa, Qualidade boa para\ o que custa, qualidade ruim para o que custa, qualidade péssima para o que custa Diminuiu em relação a 2009

64 Agenda apresentação O perfil da amostra O cidadão e os problemas urbanos As prioridades e melhorias do transporte coletivo Avaliação dos meios de transporte coletivo A percepção de preços do transporte coletivo Imagem Imagem e sentimentos sentimentos em em relação relação aos aos meios meios de de transporte transporte coletivo coletivo Conclusões

65 Imagem Os Os respondentes foram foram convidados a associar aspectos positivos e negativos a cada cada meio meio de de transporte coletivo. Metrô Trem Municipal (capital) Microônibus Municipal (capital) Ônibus Metropolitano Ônibus Corredores Corredor S. Mateus Jab. Expresso Tiradentes

66 Atributos associados aos transportes Atributos mais associados entre todos os os meios Positivos Negativos São rápidos 45% São sempre muito lotados 46% Tem bilhete integrado 22% Tem poucas linhas 9% São veículos novos e modernos 16% Não chega a todos os lugares 8% São veículos limpos 12% Tem poucos veículos 7% Tem muitas linhas 11% Não são seguros em relação a acidentes 6% São veículos conservados 9% São lentos 6% Vai a todos os lugares 9% Funcionários são despreparados e sem educação 5% São seguros em relação a acidentes 9% São veículos sujos 3% São adaptados para necessidades especiais 7% Não são adaptados para necessidades especiais 3% Tem muitos veículos 6% São veículos mal conservados 3% Sempre funcionam bem 6% São veículos velhos e não modernos 3% Funcionários são atenciosos e bem preparados 5% Quebram com frequência 3% São em geral pouco lotados 2% Não tem bilhete integrado 2% P.14) Quais os aspectos positivos e negativos que o(a) Sr(a) percebe no (meio)? (RM) Base Amostra 2,.340 entrevistas domiciliares

67 Destaques na imagem de cada meio Metrô Trem Destaques positivos Veículos novos e modernos Veículos limpos Seguros em relação a acidentes Funcionários atenciosos e bem preparados Destaques negativos São sempre muito lotados Não chega a todos os lugares Destaques positivos Tem bilhete integrado Tem muitas linhas Vai a todos os lugares Ônibus Municipal da Capital Destaques negativos São lentos Destaques positivos Tem bilhete integrado São seguros em relação a acidentes Destaques negativos São lentos São veículos mal conservados São veículos velhos e não modernos Destaques positivos Tem bilhete integrado Tem muitas linhas Vai a todos os lugares Microônibus Municipal da Capital Destaques negativos Não são seguros em relação a acidentes Funcionários são despreparados e sem educação Não são adaptados para necessidades especiais

68 Destaques na imagem de cada meio Ônibus Metropolitano Destaques positivos São veículos limpos São veículos conservados Destaques negativos Tem poucas linhas Tem poucos veículos Não tem bilhete integrado Ônibus Corredores Destaques positivos São rápidos Destaques negativos Não há destaques negativos Destaques positivos São rápidos São veículos novos e modernos Destaques negativos Não chega a todos os lugares Destaques positivos São rápidos Destaques negativos Tem poucas linhas Corredor São Mateus Jabaquara Expresso Tiradentes Não chega a todos os lugares

69 Sentimentos e Percepções Os Os respondentes foram convidados a associar livremente uma uma lista lista de de sentimentos com com os os meios de de transporte 7 positivos e 7 negativos. O número de de vezes em em que que um um sentimento é citado é livre, livre, e o número de de sentimentos associáveis a cada cada meio meio também é livre. livre. Respeito Contente Segurança Tranquilidade Desrespeito Infeliz Insegurança Estresse Bem estar/ conforto Satisfação Esperança Mal estar/ Desconforto Insatisfação Desesperança Outros atributos poderiam ser ser inclusos, se se o respondente assim desejasse. Esses sentimentos podiam ser ser associados livremente aos aos seguintes meios: Metrô Trem Municipal (capital) Microônibus Municipal (capital) Ônibus Metropolitano Ônibus Corredores Corredor S. Mateus Jab. Expresso Tiradentes

70 Sentimentos associados a cada meio Metrô Trem Sentimentos positivos Segurança Respeito Satisfação Bem estar/ conforto Sentimentos negativos Estresse Sentimentos positivos Segurança Sentimentos negativos Desconforto Ônibus Municipal da Capital Sentimentos positivos Esperança Sentimentos negativos Não há sentimentos negativos associados Sentimentos positivos Esperança Sentimentos negativos Insegurança Microônibus Municipal da Capital

71 Sentimentos associados a cada meio Sentimentos positivos Não há sentimentos positivos associados Sentimentos negativos Estresse Ônibus Metropolitano Sentimentos positivos Esperança Sentimentos negativos Insatisfação Corredor São Mateus Jabaquara Ônibus Corredores Sentimentos positivos Não há sentimentos positivos associados Sentimentos negativos Não há sentimentos negativos associados Sentimentos positivos Não há sentimentos positivos associados Sentimentos negativos Estresse Expresso Tiradentes

72 Agenda apresentação O perfil da amostra O cidadão e os problemas urbanos As prioridades e melhorias do transporte coletivo Avaliação dos meios de transporte coletivo A percepção de preços do transporte coletivo Imagem e sentimentos em relação aos meios de transporte coletivo Conclusões Conclusões

73 CONCLUSÕES O público público tem tem consciência do do processo processo evolutivo evolutivo que que está estáem em curso curso nos nos transportes coletivos coletivos da da Região Região Metropolitana de de São São Paulo. Paulo. Os Os transportes coletivos coletivos apresentaram evolução evolução em em suas suas avaliações em em 2010: 2010: Metrô Metrô Continua Continua sendo sendo o meio meio melhor melhor avaliado. avaliado. Houve Houve um um crescimento do do saldo saldo em em 3 das das 4 linhas linhas (Azul, (Azul, Vermelha Vermelha e Lilás). Lilás). CPTM CPTM Melhorou Melhorou expressivamente seu seu desempenho, aumentando a incidência incidência de de avaliações positivas positivas e, e, principalmente, reduzindo reduzindo as as avaliações negativas negativas.. Melhora Melhora do do saldo saldo em em todas todas as as linhas, linhas, exceto exceto a 9 (mesmo (mesmo assim, assim, a 9 ainda ainda é a linha linha melhor melhor avaliada avaliada entre entre todas). todas). Ônibus Ônibus Municipal Municipal da da Capital Capital Aumento Aumento expressivo nas nas avaliações positivas positivas e grande grande redução redução nas nas negativas, negativas, gerando gerando grande grande aumento aumento no no saldo. saldo. Avaliações positivas positivas cresceram nas nas 9 áreas áreas da da cidade. cidade. Microônibus Municipal Municipal da da Capital Capital Crescimento forte forte nas nas avaliações positivas positivas e grande grande redução redução nas nas negativas, implicando em em grande grande aumento aumento no no saldo. saldo. Metrô

74 CONCLUSÕES Ônibus Ônibus dos dos Corredores Pior Pior saldo saldo em em 2010, 2010, devido devido ao ao decréscimo das das avaliações positivas. positivas. Houve Houve também também um um pequeno pequeno acréscimo das das avaliações negativas. Expresso Expresso Tiradentes Possui Possui uma uma avaliação avaliação muito muito superior superior aos aos demais demais sistemas sistemas de de ônibus. ônibus. Sofreu Sofreu uma uma pequena pequena queda queda nas nas avaliações positivas positivas e manteve manteve o mesmo mesmo nível nível de de avaliações negativas. negativas. Corredor Corredor São São Mateus-Jabaquara Avaliação Avaliação estável estável e bastante bastante positiva. positiva. Aumentou em em 1% 1% o saldo saldo entre entre positivas positivas e negativas. Ônibus Ônibus Metropolitano Progrediu Progrediu expressivamente: aumentaram as as avaliações positivas positivas e decresceram as as negativas. As As avaliações positivas positivas cresceram muito muito em em 3 das das 5 áreas, áreas, e caíram caíram em em 2 delas delas na na Área Área 5 a queda queda foi foi forte; forte; na na Área Área 2, 2, apenas apenas 1%. 1%. A população enxerga enxerga os os esforços esforços por por melhorias, mas mas o sistema sistema ainda ainda carece carece de de melhor melhor funcionamento, conforto conforto e disponibilidade. Portanto, Portanto, os os progressos recentes recentes são são frutos frutos de de esforços esforços que que representam apenas apenas o início início das das melhorias melhorias do do transporte coletivo. coletivo. Uma Uma interrupção nesses nesses processos pode pode piorar piorar e muito muito a imagem imagem dos dos transportes coletivos coletivos nos nos anos anos vindouros.

75 Realizado por: com exclusividade para:

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Janeiro de de 2010

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Janeiro de de 2010 Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para São Paulo Janeiro de de 2010 Back Ground A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo vem sendo realizada anualmente,

Leia mais

PESQUISA IMAGEM 2012- Quantitativa. ANTP - Associação Nacional Transportes Públicos

PESQUISA IMAGEM 2012- Quantitativa. ANTP - Associação Nacional Transportes Públicos PESQUISA IMAGEM 2012- Quantitativa ANTP - Associação Nacional Transportes Públicos 1 Aspectos técnicos da pesquisa Background A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo 2012

Leia mais

PESQUISA IMAGEM 2012- Quantitativa. ANTP - Associação Nacional Transportes Públicos

PESQUISA IMAGEM 2012- Quantitativa. ANTP - Associação Nacional Transportes Públicos PESQUISA IMAGEM 2012- Quantitativa ANTP - Associação Nacional Transportes Públicos 1 Aspectos técnicos da pesquisa Background A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo 2012

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública sobre Transportes Coletivos

Pesquisa de Opinião Pública sobre Transportes Coletivos Pesquisa de Opinião Pública sobre Transportes Coletivos Realizada por encomenda da Especificações Período de campo: setembro de 2004 Universo: população geral, com idade entre 16 e 64 anos (inclusive),

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: LOCOMOÇÃO URBANA AGOSTO/2011

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: LOCOMOÇÃO URBANA AGOSTO/2011 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: LOCOMOÇÃO URBANA AGOSTO/2011 PESQUISA CNI-IBOPE CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria Executiva - DIREX José Augusto Coelho

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 44/4 Setembro/04 Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

Job 150904 Setembro / 2015

Job 150904 Setembro / 2015 Job 50904 Setembro / Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas

Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas Estudo realizado pelo Instituto Futura a pedido da Vale. Novembro de 2013 Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros

Leia mais

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Metodologia COLETA Entrevistas domiciliares com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA Município de São Paulo. UNIVERSO moradores de 16 anos ou mais. PERÍODO DE CAMPO de 26 de setembro a 1º de outubro

Leia mais

PERÍODO AMOSTRA ABRANGÊNCIA MARGEM DE ERRO METODOLOGIA. População adulta: 148,9 milhões

PERÍODO AMOSTRA ABRANGÊNCIA MARGEM DE ERRO METODOLOGIA. População adulta: 148,9 milhões OBJETIVOS CONSULTAR A OPINIÃO DOS BRASILEIROS SOBRE A SAÚDE NO PAÍS, INVESTIGANDO A SATISFAÇÃO COM SERVIÇOS PÚBLICO E PRIVADO, ASSIM COMO HÁBITOS DE SAÚDE PESSOAL E DE CONSUMO DE MEDICAMENTOS METODOLOGIA

Leia mais

MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR. Palestrante: Horácio Brasil

MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR. Palestrante: Horácio Brasil MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR Palestrante: Horácio Brasil MAIO 2013 Var% 2011/2001 CRESCIMENTO POPULACIONAL 20,00 15,00 14,72 16,07 11,60 10,00 8,36 6,69 5,00 3,77

Leia mais

Pesquisa de Satisfação QualiÔnibus. Cristina Albuquerque Engenheira de Transportes EMBARQ Brasil

Pesquisa de Satisfação QualiÔnibus. Cristina Albuquerque Engenheira de Transportes EMBARQ Brasil Pesquisa de Satisfação QualiÔnibus Cristina Albuquerque Engenheira de Transportes EMBARQ Brasil Qualificar o serviço de transporte coletivo por ônibus para manter e atrair novos usuários ao sistema e tornar

Leia mais

PESQUISA. Avaliação do BRT TransOeste. Abril 2013

PESQUISA. Avaliação do BRT TransOeste. Abril 2013 PESQUISA Avaliação do BRT TransOeste Abril 2013 1 METODOLOGIA Objetivo: levantar informações sobre as viagens no BRT TransOeste, avaliar a satisfação com este modal, bem como as máquinas de recarga do

Leia mais

SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário)

SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário) SIPS- BASE SOBRE MOBILIDADE URBANA Nome Campo Descrição Valores atribuídos Local de Moradia REGI Região 1.Região Sul 2.Região Sudeste 3.Região Centro-Oeste 4.Região Nordeste 5.Região Norte ESTA Estado

Leia mais

Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre

Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre Pesquisa de Opinião Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre Soluções e desafios na busca de uma melhor qualidade do ar. Sumário 1. Objetivos 3 2. Metodologia

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS MARÇO DE 2014 JOB0402 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Avaliar a atual administração do município de Acopiara. Acopiara

Leia mais

Mobilidade Urbana Urbana

Mobilidade Urbana Urbana Mobilidade Urbana Urbana A Home Agent realizou uma pesquisa durante os meses de outubro e novembro, com moradores da Grande São Paulo sobre suas percepções e opiniões em relação à mobilidade na cidade

Leia mais

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 SUMÁRIO Página Capítulo 3 Objetivos, conceitos utilizados e metodologia 12 Dados socioeconômicos

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru RESULTADOS DA PESQUISA DE IMAGEM DO SERVIÇO

Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru RESULTADOS DA PESQUISA DE IMAGEM DO SERVIÇO Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru PTC Bauru RESULTADOS DA PESQUISA DE IMAGEM DO SERVIÇO Objetivo: obter a avaliação das condições do serviço de transporte coletivo sob o ponto de vista da

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A ILHABELA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A ILHABELA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A ILHABELA SETEMBRO DE 2008 JOB796 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Levantar junto à população da área em estudo opiniões relacionadas à Ilhabela. Ilhabela

Leia mais

Os espectadores da Mídia Digital of Home em ônibus e metrô

Os espectadores da Mídia Digital of Home em ônibus e metrô Os espectadores da Mídia Digital of Home em ônibus e metrô Amostra Total: 360 entrevistas realizadas entre 10/07 e 10/08 / A Via TV Mídia prima pela excelência do Transporte Público Brasileiro, atuando

Leia mais

A TV no Metrô. Apresentação Corporativa TV MINUTO

A TV no Metrô. Apresentação Corporativa TV MINUTO A TV no Metrô É a maior empresa de mídia digital OOH da América Latina (5.280 monitores dentro dos trens do Metrô de São Paulo) Associada ao Grupo Bandeirantes Conteúdos real time Conteúdo Notícias nacionais

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ.

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. Apresentação Este relatório contém os resultados da 1ª pesquisa de Qualidade de Vida na cidade de Aracruz solicitada pela FACE. O objetivo

Leia mais

Metodologia Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais.

Metodologia Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Espírito Santo Metodologia Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais.!"#$& "' "" ""() *'+#',- &',,,."/ "0112 *"#/3'""45'6'" ')$'"+789#&' &'&*"#" *"',01.

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE PERCEPÇÕES SOBRE SANEAMENTO BÁSICO

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE PERCEPÇÕES SOBRE SANEAMENTO BÁSICO PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE PERCEPÇÕES SOBRE SANEAMENTO BÁSICO MARÇO DE 2012 JOB2178 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Entender como a população brasileira percebe questões relacionadas

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 64/ Setembro/ Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de São

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 1566/10 Setembro/ Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 16 anos ou mais

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS SETEMBRO DE 2011 JOB1696 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO Levantar um conjunto de informações sobre o clima da opinião

Leia mais

Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde. Apresentação em Agosto de 2012

Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde. Apresentação em Agosto de 2012 1 Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde Apresentação em Agosto de 2012 Índice 2 Objetivo Metodologia Perfil do médico associado Avaliação das operadoras de planos de saúde

Leia mais

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras Diretoria de Engenharia - DE Cidades candidatas e seus aeroportos Aeroportos da INFRAERO primeira e última imagem que o turista estrangeiro

Leia mais

IMAGEM DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS NO BRASIL

IMAGEM DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS NO BRASIL IMAGEM DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS NO BRASIL PESQUISA QUANTITATIVA APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS PÚBLICOS-ALVO: POPULAÇÃO e FORMADORES DE OPINIÃO FÓRUM VOLVO DE SEGURANÇA NO TRÂNSITO 24 DE SETEMBRO

Leia mais

Indicadores de Percepção da Cidade de São Paulo JANEIRO DE 2009

Indicadores de Percepção da Cidade de São Paulo JANEIRO DE 2009 Indicadores de Percepção da Cidade de São Paulo JANEIRO DE 2009 1 Recortes por região e renda familiar 2 Pertencimento à cidade de São Paulo Numa escala de 1 a, em que 1 significa que para você a cidade

Leia mais

Diretoria de Planejamento de Transporte e de Gestão Corporativa APRESENTAÇÃO SMT 09 02 2012 RT DT/SPT 09/12

Diretoria de Planejamento de Transporte e de Gestão Corporativa APRESENTAÇÃO SMT 09 02 2012 RT DT/SPT 09/12 MOBILIDADE (e ACESSIBILIDADE) URBANA NO CONTEXTO DO PLANO ESTRATÉGICO SP2040 Superintendência de Planejamento de Transporte Diretoria de Planejamento de Transporte e de Gestão Corporativa planejamento@sptrans.com.br

Leia mais

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 1 Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 2013 Índice 2 OBJETIVO E PÚBLICO ALVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O MERCADO DE PLANO DE SAÚDE PERFIL

Leia mais

PLANO DE SAÚDE SETEMBRO DE 2011 1

PLANO DE SAÚDE SETEMBRO DE 2011 1 PLANO DE SAÚDE SETEMBRO DE 2011 1 CRESCEU O NÚMERO DE USUÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Emmanuelle Serrano Queiroz Segundo reportagem publicada pela revista Exame, o crescimento dos gastos com saúde é tendência

Leia mais

Metodologia e Amostra

Metodologia e Amostra Metodologia e Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo Geral Levantar o nível de satisfação dos estudantes com relação às FATECs

Leia mais

Ciclo de Debates sobre Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo

Ciclo de Debates sobre Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo Ciclo de Debates sobre Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo Integração Metropolitana do Transporte Público pelo Bilhete Único e Sistemas Estadual e Metropolitano de Transporte

Leia mais

Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística

Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística Contexto Durante a história recente, as percepções públicas a respeito da indústria automobilística tem reagido de acordo com eventos e marcos globais

Leia mais

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011 Pesquisa IBOPE Ambiental Setembro de 2011 Com quem falamos? Metodologia & Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas telefônicas. Objetivo geral Identificar

Leia mais

SUMÁRIO. Localidades da pesquisa, amostra e entrevistas realizadas por Área de Planejamento AP s 2. Caracterização do entrevistado sem carteira 04

SUMÁRIO. Localidades da pesquisa, amostra e entrevistas realizadas por Área de Planejamento AP s 2. Caracterização do entrevistado sem carteira 04 Pesquisa de Opinião Pública sobre as Campanhas Educativas para o Trânsito & da I m a g e m I n s t i t u c i o n a l da CET- RIO Relatório de Pesquisa 2008 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 03 PRINCIPAIS RESULTADOS

Leia mais

PARA MUDAR DE VERDADE

PARA MUDAR DE VERDADE PARA MUDAR DE VERDADE os transportes Nos 20 anos de sucessivos governos, o PSDB foi incapaz de enfrentar o colapso da mobilidade urbana com políticas compatíveis com a gravidade do problema, sobretudo

Leia mais

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas São Paulo 2022 Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas Cidade Democrática, participativa e descentralizada Transformando São Paulo pela mudança

Leia mais

Avaliação de Planos de Saúde. Maio de 2015

Avaliação de Planos de Saúde. Maio de 2015 Avaliação de Planos de Saúde Maio de 2015 Índice OBJETIVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O Mercado de plano de saúde Perfil do beneficiário vs Não beneficiário Beneficiários Satisfação, Recomendação, Continuidade

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública SEGURANÇA PÚBLICA. Janeiro/2015

Pesquisa de Opinião Pública SEGURANÇA PÚBLICA. Janeiro/2015 Pesquisa de Opinião Pública SEGURANÇA PÚBLICA Janeiro/2015 OBJETIVOS Objetivo Principal: Esta estudo teve como objetivo principal verificar e quantificar a opinião pública brasileira quanto ao tema Segurança

Leia mais

Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru PTC Bauru. NT09 Pesquisa de imagem e opinião sobre o serviço de transporte coletivo municipal de Bauru

Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru PTC Bauru. NT09 Pesquisa de imagem e opinião sobre o serviço de transporte coletivo municipal de Bauru -EMDURB Plano de Transporte Coletivo da Cidade de Bauru PTC Bauru NT09 Pesquisa de imagem e opinião sobre o serviço de transporte coletivo municipal de Bauru Junho/2013 1- Apresentação O Plano de Transporte

Leia mais

METODOLOGIA E AMOSTRA

METODOLOGIA E AMOSTRA SOBRE A PESQUISA METODOLOGIA E AMOSTRA Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo Geral O projeto tem por objetivo geral mapear as percepções,

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE. A visão dos professores sobre educação no Brasil

CONSELHO DE CLASSE. A visão dos professores sobre educação no Brasil CONSELHO DE CLASSE A visão dos professores sobre educação no Brasil INTRODUÇÃO Especificações Técnicas Data do Campo 19/06 a 14/10 de 2014 Metodologia Técnica de coleta de dados Abrangência geográfica

Leia mais

IQV INDICADORES DE QUALIDADE DE VIDA SUMÁRIO PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA JOINVILLE, FLORIANÓPOLIS, BLUMENAU, CHAPECÓ, TUBARÃO

IQV INDICADORES DE QUALIDADE DE VIDA SUMÁRIO PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA JOINVILLE, FLORIANÓPOLIS, BLUMENAU, CHAPECÓ, TUBARÃO IQV INDICADORES DE QUALIDADE DE VIDA SUMÁRIO PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA JOINVILLE, FLORIANÓPOLIS, BLUMENAU, CHAPECÓ, TUBARÃO Qualidade de vida é ter condições de vida plena, gozar de saúde e respeito,

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino 1 PLANOS DE SAÚDE Leandro de Souza Lino Na atualidade, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a qualidade de vida e, por sua vez, com a saúde. Assim, a necessidade de ter planos de saúde se faz

Leia mais

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3 Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3 Resumo: A pesquisa de Qualidade de Vida é organizada pela ACIRP e pela Fundace. Teve início em 2009, inspirada em outros projetos já desenvolvidos em

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ENSINO BÁSICO JULHO DE 2006 OPP165 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA Levantar junto à população da área em estudo opiniões relacionadas ao ensino básico.

Leia mais

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo : Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo Tema: Uma Agenda para a Mobilidade Urbana da Metrópole Planejamento Urbano, Mobilidade e Modos Alternativos de Deslocamento Engº Jaime

Leia mais

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MULHER NO MERCADO DE TRABALHO Tâmara Freitas Barros A mulher continua a ser discriminada no mercado de trabalho. Foi o que 53,2% dos moradores da Grande Vitória afirmaram em recente pesquisa da Futura,

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS JULHO DE 2013 JOB2726-8 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Trata-se de uma pesquisa de acompanhamento da opinião pública

Leia mais

cesop OPINIÃO PÚBLICA, Campinas, Vol. 19, nº 2, novembro, 2013, Encarte Tendências. p.475-485

cesop OPINIÃO PÚBLICA, Campinas, Vol. 19, nº 2, novembro, 2013, Encarte Tendências. p.475-485 cesop OPINIÃO PÚBLICA, Campinas, Vol. 19, nº 2, novembro, 2013, Encarte Tendências. p.475-485 Este encarte Tendências aborda as manifestações populares que tomaram as grandes cidades brasileiras em junho

Leia mais

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2014 1º fase

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2014 1º fase Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 1º fase Resumo: A pesquisa de Qualidade de Vida é organizada pela ACIRP e pela Fundace. Teve início em 2009, inspirada em outros projetos já desenvolvidos em grandes

Leia mais

COMÉRCIO DE RUA É O PREFERIDO ENTRE OS MORADORES DA GRANDE VITÓRIA

COMÉRCIO DE RUA É O PREFERIDO ENTRE OS MORADORES DA GRANDE VITÓRIA COMÉRCIO DE RUA É O PREFERIDO ENTRE OS MORADORES DA GRANDE VITÓRIA Priscila Zanotti Pizol e Luciana Zamprogne A Futura foi às ruas para saber mais a respeito do setor varejista da Grande Vitória, conhecer

Leia mais

PROJETO Manifestações de Março/2015

PROJETO Manifestações de Março/2015 PROJETO Manifestações de Março/2015 NOTA METODOLÓGICA Tipo de pesquisa: Quantitativa, realizada face a face, com aplicação de questionário estruturado, de cerca de 10 minutos de duração, composto por questões

Leia mais

AEROPORTOS CAPITAIS DO NORDESTE

AEROPORTOS CAPITAIS DO NORDESTE AEROPORTOS CAPITAIS DO NORDESTE Perfil da Amostra Especificações Técnicas Objetivo Levantar o perfil sócio demográfico, origem-destino e atitudinal em relação a turismo de negócios e de lazer. Buscou também

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE O USO DA ÁGUA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE O USO DA ÁGUA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE O USO DA ÁGUA FEVEREIRO DE 2011 JOB087 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL O projeto tem por objetivo geral mapear as percepções, opiniões e atitudes da

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Abril / 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil

Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil Relatório de Pesquisa de Opinião Pública Nacional Metodologia Pesquisa de opinião pública tipo quantitativa Universo: Cadastro de pessoas do IBDD

Leia mais

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil Junho de 2014

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil Junho de 2014 Pesquisa de opinião pública sobre Energia Elétrica Brasil Junho de 2014 Pesquisa de opinião pública sobre Energia elétrica Brasil Junho de 2014 IBOPE Especificações Técnicas Universo População brasileira

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Projetos de Expansão e Modernização

Projetos de Expansão e Modernização Projetos de Expansão e Modernização Março/2012 Jundiaí Várzea Paulista Campo Limpo Paulista Francisco Morato Franco da Rocha Caieiras REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Itaquaquecetuba Osasco Barueri São

Leia mais

N : PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Entrevistador: Nome do entrevistado: (xx)xxxxxxxx. Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2.

N : PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Entrevistador: Nome do entrevistado: (xx)xxxxxxxx. Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2. Entrevistador: Nome do entrevistado: Telefone: (xx)xxxxxxxx N : Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2.Rural Estado: AC AP DF MA MT PE RJ RR SE AL BA ES MG PA PI RN RS SP AM CE GO MS PB PR

Leia mais

Pesquisa de Qualidade de Vida 2015 ACIRP

Pesquisa de Qualidade de Vida 2015 ACIRP Pesquisa de Qualidade de Vida ACIRP Núcleo de Economia Qualidade de Vida Ribeirão Preto November 19, Resultados em : A Pesquisa de Qualidade de Vida da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto

Leia mais

Seguros de Vida no Mercado Brasileiro

Seguros de Vida no Mercado Brasileiro Seguros de Vida no Mercado Brasileiro São Paulo, /06/0 Job -034743 Nobody s Unpredictable Objetivos e metodologia Metodologia Quantitativa, por meio de pesquisa amostral com questionário estruturado a

Leia mais

Esta é a pesquisa de satisfação

Esta é a pesquisa de satisfação Esta é a pesquisa de satisfação dos usuários de saneamento básico realizada entre a categoria residencial dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário regulados pela Agência em 244 municípios

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 TM GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 SOLUÇÕES ENCAMINHADAS Constituição do COMITÊ PAULISTA (Grupo Executivo

Leia mais

PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO

PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO OBJETIVOS QUALIDADE NAS ESCOLAS Mapear percepções de Professores, Pais e Alunos de São Paulo sobre o que

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 20 de janeiro de 2012 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 20 de janeiro de 2012 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 ESTADO DE MINAS 2 3 4 5 6 ESTADO DE MINAS 7 ESTADO DE MINAS 8 ESTADO DE MINAS 9 O TEMPO 10 11 12 O TEMPO 13 O TEMPO 14 O TEMPO Leilão dos aeroportos de Guarulhos, Brasília e Campinas

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013 1 AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO Temas 2 Objetivo e metodologia Utilização dos serviços do plano de saúde e ocorrência de problemas Reclamação ou recurso contra o plano de

Leia mais

Viajantes da noite: quem são os usuários de ônibus na madrugada de São Paulo.

Viajantes da noite: quem são os usuários de ônibus na madrugada de São Paulo. Viajantes da noite: quem são os usuários de ônibus na madrugada de São Paulo. Christina Maria De Marchiori Borges (1); Paulo Bossi (2); Leonardo Lemos de Oliveira (3) SPTrans São Paulo Transporte- Assessoria

Leia mais

Transporte Coletivo da Região Metropolitana de São Paulo: Imagem em Queda desde 1999.

Transporte Coletivo da Região Metropolitana de São Paulo: Imagem em Queda desde 1999. Transporte Coletivo da Região Metropolitana de São Paulo: Imagem em Queda desde 1999. Autor 001: Helcio Raymundo R&B Engenharia e Arquitetura Ltda. Rua Marques de Cascais, 178 047-030 - Brooklin São Paulo

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Seminário de Mobilidade Urbana Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Celio Bouzada 23 de Setembro de 2015 Belo Horizonte População de Belo Horizonte: 2,4 milhões de habitantes População da

Leia mais

PESQUISA DE AVALIAÇÃO COM SÓCIOS

PESQUISA DE AVALIAÇÃO COM SÓCIOS PESQUISA DE AVALIAÇÃO COM SÓCIOS Pesquisa desenvolvida com exclusividade para JOCKEY CLUB Outubro /2012 Para falar com a H2R contate: lmorrone@h2r.com.br /rubenshannun@h2r.com.br Tel(011)2654-0424 www.h2r.com.br

Leia mais

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 Frota antiga e tecnologia obsoleta; Serviço irregular de vans operando em todo o DF 850 veículos; Ausência de integração entre os modos e serviços; Dispersão das linhas;

Leia mais

O Amarelinho mantém liderança

O Amarelinho mantém liderança Mídia Kit O CAMPEÃO DAS BANCAS! O melhor jornal de empregos mídia exclusiva Empregos, estágios, cursos e concursos Páginas 6, 7 e 8 perfil do leitor Instituto define quem é o leitor do Amarelinho Página

Leia mais

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais.

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais. METODOLOGIA METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO 2.085 pessoas foram entrevistadas, a partir de 16 anos, de todos os níveis econômicos em todas as regiões do país. As entrevistas foram

Leia mais

abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros

abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros Avaliação do Serviço o de abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros Pesquisa realizada entre 24 e 28 de Abril de 2010 Informações Metodológicas Tipo de pesquisa: Survey, utiliza-se de questionário

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL Natal, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando compra...

Leia mais

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br RELAÇÃO DOS MÉDICOS COM A INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS, ÓRTESES/ PRÓTESE E EQUIPAMENTOS MÉDICO-HOSPITALARES Conhecer

Leia mais

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO AGENDA DO DEBATE: Pedestres Bicicleta Transporte público: ônibus e trilhos Circulação viária carros, motos e caminhões Acessibilidade Educação e trânsito

Leia mais

MAIS DA METADE DOS CAPIXABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE

MAIS DA METADE DOS CAPIXABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE MAIS DA METADE DOS CAPIABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE Emmanuelle Serrano Queiroz Em alguns países, as despesas com saúde já correspondem a mais de 10% do PIB. E, um fator que será determinante para o aumento

Leia mais

www.vt.fetranspor.com.br (21) 2127-4000 Economia para Empresa smo

www.vt.fetranspor.com.br (21) 2127-4000 Economia para Empresa smo Economia para Empresa Redução de Absenteísmo smo 212 empresas filiadas Sobre a Fetranspor A Fetranspor Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro congrega dez sindicatos

Leia mais

Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana

Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana PAC 2 SÃO PAULO R$ 241,5 bilhões R$ milhões Eixo 2011-2014 Pós 2014 TOTAL Transportes 55.427 2.169 57.596 Energia 57.578 77.936 135.513 Cidade Melhor

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO DE ALTA QUALIDADE. Luis Antonio Lindau, PhD Diretor Presidente

TRANSPORTE COLETIVO DE ALTA QUALIDADE. Luis Antonio Lindau, PhD Diretor Presidente TRANSPORTE COLETIVO DE ALTA QUALIDADE Luis Antonio Lindau, PhD Diretor Presidente Fonte: capa do livro Viação ilimitada (Brasileiro, Henry, 999) Divisão modal nas cidades brasileiras Ônibus Fonte: Associação

Leia mais

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 A gestão pública brasileira é marcada pela atuação setorial, com graves dificuldades

Leia mais

PROGRAMA DE CORREDORES METROPOLITANOS. Instituto de Engenharia

PROGRAMA DE CORREDORES METROPOLITANOS. Instituto de Engenharia PROGRAMA DE CORREDORES METROPOLITANOS Instituto de Engenharia Introdução quem é a EMTU/SP Estrutura Organizacional EMTU/SP responsabilidades Gerenciamento do sistema de transporte público intermunicipal

Leia mais

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 Junho de 2010 2 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 O objetivo geral deste estudo foi investigar as percepções gerais

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ Mossoró, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando

Leia mais

PESQUISA DIA DOS PAIS - NATAL

PESQUISA DIA DOS PAIS - NATAL PESQUISA DIA DOS PAIS - NATAL 1 Natal, julho de 2015 Sumário 1. ASPECTOS TÉCNICOS... 3 2. SÍNTESE DOS RESULTADOS... 4 Presentes... 4 Gastos... 4 Local e quando compra... 4 Estratégias... 5 Passeio... 5

Leia mais

METODOLOGIA & PERFIL

METODOLOGIA & PERFIL Maio2010 JOB 100283 METODOLOGIA & PERFIL Metodologia e Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo Geral Levantar um conjunto de informações

Leia mais

Transporte e Planejamento Urbano

Transporte e Planejamento Urbano Transporte e Planejamento Urbano para o Desenvolvimento da RMRJ Julho/2014 Cidades a maior invenção humana As cidades induzem a produção conjunta de conhecimentos que é a criação mais importante da raça

Leia mais

Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas?

Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas? Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas? Uma contribuição - INCT Observatório das Metrópoles - Projeto: Metropolização e Mega-eventos: os impactos da Copa do Mundo/2014

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL Relatório Analítico PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL PESQUISA SOBRE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA A MULHER DATASENADO SECS PESQUISA SOBRE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA A MULHER Há dois anos, o DataSenado

Leia mais