Literatura 138 GUIA DE PROGRAMAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Literatura 138 GUIA DE PROGRAMAS"

Transcrição

1 Literatura Contos de fadas, fábulas, poemas, novelas, romances, peças de teatro. Vários gêneros, muitos autores: de William Shakespeare a Hans Christian Andersen, de Monteiro Lobato a Luis Fernando Verissimo. Entre os programas, entrevistas com escritores que falam de seu ofício e contam como foi seu primeiro contato com a leitura e a escrita. 138 GUIA DE PROGRAMAS

2 BIBLIOTECA NACIONAL EALIZAÇÃO: MINC. BRASIL, 1997 IREÇÃO: ANDREA TONACCI URAÇÃO: O programa mostra a Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, após sua restauração, em depoimentos de escritores e funcionários. Exibe obras raras e mostra sua importância para a memória do País. Destaca o papel da Biblioteca como centro de pesquisa, consulta e registro de obras. CONEXA: HISTÓRIA BOA HISTÓRIA, UMA Série, 5 programas EALIZAÇÃO: LIGHTYEAR / CORONET. EUA, 1989 / 93 Mitos do imaginário popular, clássicos da literatura infantil e uma história bíblica são narradas por meio de animações. 1. A arca de Noé (20 36 ) A partir da famosa passagem bíblica, dois jovens e um adulto traçam um paralelo com a realidade de hoje e concluem que há muito o que aprender sobre convívio. 2. Pégaso (20 39 ) Quando não existia a ciência, era o mito que explicava os fenômenos naturais. Pégaso é uma introdução ao mundo mitológico. 3. A bela e a fera (20 28 ) Clássico da literatura infantil utilizado para discussão sobre os elementos essenciais de uma boa narrativa. 4. A rainha da neve (23 27 ) Hans Christian Andersen é o autor deste conto de fadas. As experiências de duas crianças sugerem os motivos que levam as pessoas a tomar atitudes boas ou más. 5. Merlin e os dragões (27 56 ) A literatura e o processo criativo. Como desenvolver uma nova história a partir das várias lendas do rei Artur. CONTOS DE ANDERSEN Série, 6 programas EALIZAÇÃO: CORONET. EUA, 1982 Algumas das mais célebres fábulas da literatura ocidental, que mostram com sensibilidade aspectos como desigualdades sociais, trabalho e abandono infantil, falta de solidariedade, diferenças individuais, aceitação, rejeição e necessidade de adaptação ao meio. 1. A pequena vendedora de fósforos (17 06 ) 2. O patinho feio (16 59 ) 3. A pequena sereia (13 31 ) 4. O rou- xinol (15 38 ) 5. Polegarzinha (16 41 ) 6. A roupa nova do impera- dor (11 05 ) DÉCIMA SEGUNDA NOITE, A INGLATERRA / RÚSSIA, 1992 IREÇÃO: MARIA MUAT URAÇÃO: Animação baseada na comédia Noite de reis, de William Shakespeare. Viola encontra-se de luto pela suposta morte de seu irmão gêmeo Sebastião, mas algumas pessoas estão BIBLIOTECA NACIONAL GUIA DE PROGRAMAS 139

3 Literatura A HISTÓRIA DA CINDERELA PINGÜIM decididas a acabar com essa tristeza. Uma história que mistura humor, suspense e romance. ENCONTRO MARCADO COM A ARTE Série, 52 programas EALIZAÇÃO: WORK VÍDEO / IBM. BRASIL, 1996 IREÇÃO: ARAKEN TÁVORA Série de entrevistas com personalidades do teatro, do jornalismo e da literatura contemporânea brasileira. Poetas e romancistas falam de seus livros, narram histórias de suas vidas e contam da escolha pela literatura, que se deu, na maioria das vezes, ainda nos tempos de escola, nos primeiros contatos com a escrita e a leitura. Os artistas são pessoas especiais? A questão é interessante para se pensar no papel da escola e sua contribuição na formação de indivíduos criativos e capazes de interferir no cenário artístico e cultural do País. 1. Affonso Romano de Sant anna (10 56 ) 2. Geraldo Carneiro Poe- ta sem profissão (10 26 ) 3. Chico Caruso (10 40 ) 4. Jaguar (11 19 ) 5. Ziraldo (13 11 ) 6. Armando Noguei- ra (17 59 ) 7. Zuenir Ventura (9 55 ) 8. Luiz Claudio (11 28 ) 9. Walmor Chagas (11 58 ) 10. Zé Andrade (10 55 ) Antonio Callado (11 36 ) 12. Antonio Torres (12 16 ) 13. Au- tran Dourado (12 22 ) 14. Carlos Eduardo Novaes (14 36 ) 15. Deo- nísio da Silva (12 30 ) 16. Eliane Ma- ciel (13 10 ) 17. Eric Nepomuceno (12 12 ) 18. Fernando Morais (11 13 ) 19. Fernando Gabeira (9 58 ) 20. Ignácio de Loyola Bran- dão (11 33 ) 21. João Ubaldo Ribei- ro (11'33 ) 22. João Antonio (9 36 ) 23.. Josué Montello (10 56 ) 24.. Luis Fernando Verissimo (13 47 ) 25. Márcio Souza (12 50 ) 26.. Marina Colassanti (13 38 ) 27.. Moacyr Scli- ar (12 30 ) 28.. Nélida Piñon (11 41 ) 29.. Oswaldo França Jr. (7 32 ) 30. Paulo Coelho (12 42 ) 31.. Rachel Jar- dim (11 12 ) 32.. Silviano Santiago (12 05 ) 33.. Fernando Sabino (11 23 ) 34.. Rubem Braga (12 01 ) 35.. Paulo Mendes Campos (10 ) 36. Orígenes Lessa (13 01 ) 37.. Adélia Prado (12 05 ) 38.. Rachel de Quei- roz (14 20 ) 39.. Lygia Fagundes Tel- les (19 59 ) 40.. Fernanda Montene- gro (13 52 ) 41.. Dias Gomes (10 49 ) 42.. Doc Comparato (15 22 ) 43. Mauro Rasi (12 54 ) 44.. Millôr Fer- nandes (14 49 ) 45.. Ariano Suassu- na (16 52 ) 46.. Ferreira Gullar (12 51 ) 47.. Mário Quintana (15 16 ) 48. Jorge Amado (15 ) 49. Chico Buar- que (14 05 ) 50.. Hermínio Bello de Carvalho (16 26 ) 51.. Sérgio Cabral (15 46 ) 52.. Thiago de Mello (13 43 ) S CONEXAS: ARTE, LÍNGUA PORTUGUESA, PLURALIDADE CULTURAL ESCRITORES TESTEMUNHAS DE SEUS TEMPOS Série, 12 programas EALIZAÇÃO: CENTRE NATIONAL DE DOCUMENTATION PÉDAGOGIQUE - CNDP. FRANÇA, 1995 Apresentada em francês e com legendas em português, a série mostra a vida e a obra de grandes autores da literatura universal. Análise de trechos de suas principais obras, enfocando a influência da sociedade e da época nos textos desses escritores. 140 GUIA DE PROGRAMAS

4 1. Michel de Montaigne (13 30 ) 2. Molière (14 39 ) 3. Beaumarchais (13 50 ) 4. René de Chateaubriand (13 12 ) 5. Charles Dickens (14 06 ) 6. Émile Zola (13 28 ) 7. Jean de La Fontaine (13 36 ) 8. Jean-Jacques Rousseau (13 59 ) 9. Goethe (13 40 ) 10. Honoré de Balzac (13 22 ) Gustave Flaubert (13 57 ) 12. Gar- gantua (21 02 ) CONEXA: HISTÓRIA FÁBULAS DE ESOPO Série, 5 programas EALIZAÇÃO: CORONET. EUA Fábulas escritas por Esopo, que viveu na Grécia, no Século 6 a.c. São histórias simples e divertidas, com lições moralistas ao final, quase sempre utilizando animais como personagens. 1. A formiga e a pomba (7 52 ) 2. A formiga e o gafanhoto (10 49 ) 3. O urso e o rato (7 35 ) 4. O vento nor- te e o sol (7 22 ) 5. O rato do campo e o rato da cidade (5 23 ) S CONEXAS: ARTE, ÉTICA HISTÓRIA DA CINDERELA PINGÜIM, A EALIZAÇÃO: NATIONAL FILM BOARD OF CANADA. CANADÁ IREÇÃO: JANET PERLMAN URAÇÃO: 9 47 Feita com ilustrações de estilo medieval, esta animação é a versão bemhumorada de Cinderela, um dos contos de fadas mais populares. ÍCARO EALIZAÇÃO: NATIONAL FILM BOARD OF CANADA. CANADÁ IREÇÃO: PAUL BOCHNER URAÇÃO: 7 33 MACBETH HAMLET INGLATERRA / RÚSSIA, 1992 IREÇÃO: NATALIA ORLOVA URAÇÃO: 26 01" Animação da clássica tragédia de William Shakespeare ( ). Hamlet, príncipe da Dinamarca, vive atormentado pelo aparecimento do espectro do pai. O fantasma suplica-lhe vingança contra Cláudio, tio de Hamlet, que o assassinara para casar-se com sua esposa, Gertrudes, e tornar-se rei. As intrigas contra o príncipe se avolumam, transformando as relações da corte em um delicado e perigoso jogo de vida e de morte. HAMLET GUIA DE PROGRAMAS 141

5 Literatura MACBETH INGLATERRA / RÚSSIA,1992 IREÇÃO: NIKOLAI SEREBRIAKOV URAÇÃO: Animação baseada na obra de William Shakespeare. O general Macbeth e sua esposa, levados pela ambição, matam o rei da Escócia. A legitimidade do poder e a ausência de escrúpulos para conquistálo são o centro temático desta história. SONHOS DE UMA NOITE DE VERÃO Versão da lenda grega de Ícaro, o impetuoso filho de Dédalo, que ignora as advertências do pai em sua fuga de Creta e acaba encontrando a morte. LEÃO E O RATO, O EALIZAÇÃO: NATIONAL FILM BOARD OF CANADA. CANADÁ IREÇÃO: EVELYN LAMBART URAÇÃO: 4 05 Adaptação da conhecida fábula de Esopo. Pássaros, borboletas e outros animais se deslocam pela tela em uma explosão de cores. Sem narração verbal, as vozes dos animais são emitidas por instrumentos musicais. LUMAAQ, UMA LENDA ESQUIMÓ EALIZAÇÃO: NATIONAL FILM BOARD OF CANADA. CANADÁ, 1975 IREÇÃO: CO HOEDEMAN URAÇÃO: 7 55 Lenda difundida entre os Inuit, povo esquimó. Lumaaq, uma lenda esquimó é uma animação que fala das atribulações de um menino cego abandonado pela mãe. S CONEXAS: ARTE, PLURALIDADE CULTURAL MÁRIO DE ANDRADE EALIZAÇÃO: TV CULTURA. BRASIL URAÇÃO: Biografia do escritor Mário de Andrade, com depoimentos de familiares e amigos. A personalidade e as idéias do autor de Macunaíma, o herói sem nenhum caráter, com a leitura de alguns de seus textos. S CONEXAS: HISTÓRIA, LÍNGUA PORTUGUESA MÁRIO, UM EALIZAÇÃO: UFF / NUTES / UFRJ. BRASIL, 1993 IREÇÃO: JORGE LUIZ ALBERNAZ, LUIZ REZENDE FILHO, ROGÉRIO MARTINS, MARCELO GONÇALVES, ULISSES VENTURA E MAURÍCIO DIAS URAÇÃO: E PRETO E BRANCO Documentário em homenagem ao centenário de nascimento de Mário de Andrade. Ilustrado por trechos de sua obra, reconstitui o ambiente da época em que viveu. A importância da Semana de Arte Moderna de 1922, as opiniões do escritor sobre os acontecimentos que a antecederam e suas conseqüências na arte brasileira. S CONEXAS: ARTE, HISTÓRIA 142 GUIA DE PROGRAMAS

6 MÁRIO, UM HOMEM DESINFELIZ Da série Aspectos da cultura brasileira EALIZAÇÃO: INSTITUTO ITAÚ CULTURAL. BRASIL, 1993 IREÇÃO: ADILSON RUIZ URAÇÃO: Misturando ficção e realidade, somos levados a um passeio pela cidade de São Paulo através do olhar poético de Mário de Andrade. A arquitetura da cidade ajuda a reconstruir seu passado e sua história. S CONEXAS: ARTE, HISTÓRIA, LÍNGUA PORTUGUESA MESTRE ASCENSO FERREIRA EALIZAÇÃO: FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO / MEC. BRASIL, 1988 URAÇÃO: Vida e a obra do poeta pernambucano Ascenso Ferreira. Os seus poemas, muitos deles recitados pelo próprio autor, conduzem a narrativa. CONEXA: LÍNGUA PORTUGUESA MESTRE GRAÇA, O EALIZAÇÃO: JCV / MINC. BRASIL, 1996 IREÇÃO: ANDRÉ LUIZ DA CUNHA URAÇÃO: 34 E PRETO E BRANCO Vida e a obra de Graciliano Ramos, o Mestre Graça, escritor alagoano que foi um dos mais expressivos representantes do Modernismo e da literatura regional brasileira no Século 20. S CONEXAS: GEOGRAFIA, HISTÓRIA, LÍNGUA PORTUGUESA comentada a partir do olhar de amigos, familiares, críticos e artistas modernos. S CONEXAS: ARTE, LÍNGUA PORTUGUESA MONTEIRO LOBATO, O, VÍRGULA, PONTO E VÍRGULA Da série Encontros EALIZAÇÃO: INSTITUTO ITAÚ CULTURAL. BRASIL, 1996 IREÇÃO: RENATO BARBIERI URAÇÃO: E PRETO E BRANCO Os personagens Emília e Visconde de Sabugosa, do Sítio do pica-pau amarelo, apresentam o seu criador, Monteiro Lobato. Imagens antigas e vários depoimentos revelam os interesses do escritor, como suas diversas atividades profissionais, a paixão pelo Brasil e pelo seu público preferido: o infanto-juvenil. CONEXA: LÍNGUA PORTUGUESA MUNDO MÁGICO DE BIA E BETO, O Série, 52 programas EALIZAÇÃO: TFO / MEGAFUN / FILMOPTION. CANADÁ, 1996 Bia e Beto são grandes amigos. E como tal brigam e se divertem juntos, num mundo repleto de livros, imaginação e criatividade. A série é um passeio repleto de aventuras com o obje- ROMEU E JULIETA MIRAMAR DE ANDRADE EALIZAÇÃO: TV CULTURA. BRASIL, 1991 IREÇÃO: CRISTINA FONSECA URAÇÃO: Biografia do escritor Oswald de Andrade, destacando suas principais obras, as influências que recebeu e as que exerceu. A vida do autor é GUIA DE PROGRAMAS 143

7 Literatura A TEMPESTADE O MUNDO MÁGICO DE BIA E BETO tivo de que a criança desenvolva o gosto pela leitura e o prazer de escrever. 1. História para chorar,, história para rir (14 25 ) Conta as histórias de Joãozinho e Maria e Robin Hood. 2. Diário íntimo (14 24 ) Explica que o diário é pessoal. Bia, então, decide escrever um diário. 3. Robinson Crusoé (14 24 ) Bia e Beto lêem a história e decidem montar um espetáculo baseado em Robinson Crusoé. 4. O gato tem personalidade (14 24 ) Sua relação com um livro é igual à relação com seu animal preferido. 5. Biografias (14 25 ) Conta as histórias de Marie Curie, Amadeus Mozart e Louis Pasteur. 6. A menina dos fósforos (14 24 ) Bia e Beto lêem o conto e vivem uma situação semelhante. 7. Sim e não (14 24 ) Todos estão na cozinha fazendo pãezinhos enquanto uma fábula de La Fontaine é lida. 8. As marionetes (14 24 ) Bia perde o livro que estava lendo, pretexto para a montagem de um espetáculo de marionetes. 9. Dom Quixote (14 25 ) Utilizando um computador, Bia e Beto pesquisam a história de Dom Quixote. 10. Aprendiz de escritor (14 25 ) Bia e Beto escrevem uma peça de teatro Qualidades e defeitos (14 25 ) Baseada em critérios de uma história que acabara de ler, Bia decide escolher seus amigos. 12. Contos de um país distante (14 25 ) Beto faz uma pesquisa em livros sobre o Marrocos. 13. A vida em poesia (14 25 ) Crianças lêem e escrevem poemas. 14. A pesquisa (14 25 ) O dicionário de nomes próprios desapareceu. 15. Gostaria de saber (14 25 ) Crianças inventam uma história para escrever um livro ilustrado. 16. Antigüidades (14 24 ) A superenciclopédia de conhecimentos universais. 17. Carta de desculpas (14 24 ) Um mal-entendido faz com que uma carta seja escrita. 18. Jornal doméstico (14 25 ) Um jornal é editado em casa. 19. Inspiração (14 25 ) Uma história é contada a partir da visão de um livro de arte. 20. Quando as folhas caem (14 25 ) Reconstituição de um nascimento por meio de consulta a livros. 21. É proibido ler! (14 25 ) Uma briga provoca uma situação em que livros são censurados. 22. O pesadelo (14 25 ) Beto está com a doença das palavras e não consegue mais nomear as coisas. 23. O gato de Baskerville (14 25 ) Bia e Beto se divertem brincando de Sherlock Holmes. 24. As aventuras de Beto (14 25 ) Bia e Beto brigam por causa de um livro emprestado. 25. Missão secreta (14 25 ) Depois de ler um livro de espionagem, Bia decide se transformar em um agente secreto. 144 GUIA DE PROGRAMAS

8 26. A magia das vozes (14 25 ) História de um chapéu mágico que realiza desejos. 27. Dia de eleição (14 25 ) Num dia de eleição, o avô prepara um discurso. 28. Safári fotográfico (14 25 ) Um itinerário de viagem pela África é elaborado. 29. Câmera, ação (14 25 ) Como fazer um filme. 30. O livro encantado (14 25 ) Episódio sobre crianças e livros mágicos. 31. Vivam as férias (14 25 ) Leitura de um romance e de um guia de viagem ajudam a escolher local para as férias. 32. O namorado (14 25 ) O namorado de Bia. 33. Corrida contra o relógio (14 25 ) Uma corrida de bicicletas fica comprometida, pois esqueceram de consultar o manual de instruções. 34. História em quadrinhos (14 24 ) O universo das histórias em quadrinhos. 35. Abracadabra (14 25 ) Bia lê um livro sobre mágica para aprender a fotografar. 36. Caça ao tesouro (14 25 ) A Ilha do tesouro, clássico de Robert Louis Stephenson, inspira uma caça ao tesouro. 37. Surpresa (14 25 ) Bia e Beto decidem preparar uma festa surpresa para dona Lola. 38. O melhor amigo da Bia (14 25 ) Bia decide ir para o deserto à procura do Pequeno Príncipe. 39. O concurso (14 24 ) Crianças procuram em uma enciclopédia respostas para um concurso. 40. A comédia musical (14 24 ) Beto procura no dicionário a definição de comédia musical. 41. Uma história de terror (14 25 ) Uma leitura coletiva das Noites de Arthur. 42. O imperador Betus (14 25 ) Bia lê sobre o imperador Nero. 43. Bom dia, estrelas! (14 25 ) Bia recebe de dona Lola um livro sobre as estrelas. 44. A revista (14 25 ) Bia encontra uma revista de dona Lola colada no personagem Grudete. 45. Tchá, tchá, tchá (14 25 ) Bia e Beto fazem um cartão de aniversário. 46. Os antepassados de Grudete (14 25 ) Grudete precisa saber quem são seus antepassados. 47. A poetisa (14 25 ) Bia estuda para se tornar uma poetisa. 48. Minha correspondente de Portu- gal (14 25 ) Bia troca cartas com uma amiga. 49. As grandes catástrofes (14 25 ) Bia está convencida de que uma grande catástrofe está para acontecer. 50. Carta de protesto (14 25 ) Corte de orçamento nas bibliotecas provoca carta de protesto. MONTEIRO LOBATO, VÍRGULA, PONTO E VÍRGULA MESTRE ASCENSO FERREIRA ESCRITORES TESTEMUNHAS DE SEUS TEMPOS GUIA DE PROGRAMAS 145

9 Literatura Os trabalhos de Luigi Pirandello e Samuel Beckett, ganhadores do Prêmio Nobel de Literatura. S CONEXAS: ÉTICA, HISTÓRIA Ver outros programas da série A saga do Prêmio Nobel nas áreas de Ciências (10) e Ética (1) MÁRIO, UM HOMEM DESINFELIZ NELSON RODRIGUES, PERSONAGEM DE SI MESMO EALIZAÇÃO: TV CULTURA. BRASIL, 1993 IREÇÃO: CRISTINA FONSECA URAÇÃO: Reconstituição da trajetória do jornalista e dramaturgo Nelson Rodrigues, em raros depoimentos concedidos pelo próprio autor. Sua obra é caracterizada pela dramatização da vida cotidiana. A presença da família em seus trabalhos, desde a iniciação no jornal do pai, aos 13 anos, e desenhos do irmão Roberto, assassinado aos 23 anos. S CONEXAS: ARTE, LÍNGUA PORTUGUESA ENCONTRO MARCADO COM A ARTE 51. Seguir as instruções (14 25 ) Bia lê manual de instruções. 52. A escrita (14 25 ) Bia e Beto estão insatisfeitos com suas caligrafias. S CONEXAS: ARTE, LÍNGUA PORTUGUESA NASCER OU NÃO NASCER Da série A saga do Prêmio Nobel EALIZAÇÃO: GILGAMESH / LA CINQUIÈME. FRANÇA URAÇÃO: E PRETO E BRANCO PEREGRINOS DO ORIENTE, OS Da série A saga do Prêmio Nobel EALIZAÇÃO: GILGAMESH / LA CINQUIÈME. FRANÇA URAÇÃO: E PRETO E BRANCO Programa sobre Rabindranath Tagore e Herman Hesse, ganhadores do Prêmio Nobel de Literatura. S CONEXAS: ÉTICA, HISTÓRIA Ver outros programas da série A saga do Prêmio Nobel nas áreas de Ciências (10) e Ética (1) POESIA DE CADA DIA, A Da série Aspectos da cultura brasileira EALIZAÇÃO: INSTITUTO CULTURAL ITAÚ. BRASIL, 1994 URAÇÃO: GUIA DE PROGRAMAS

10 A presença da poesia em nosso diaa-dia, em publicações diversas, canções populares, raps, outdoors, párachoques de caminhão e até mesmo em rezas. CONEXA: PLURALIDADE CULTURAL ROMEU E JULIETA INGLATERRA / RÚSSIA, 1992 IREÇÃO: EPHIM GAMBOURG URAÇÃO: Adaptação em animação para a TV de uma das mais conhecidas histórias de amor da literatura mundial. Romeu e Julieta foi a primeira tragédia escrita pelo dramaturgo inglês William Shakespeare. Conta a história de dois jovens apaixonados, na cidade italiana de Verona, pertencentes a famílias inimigas e que, exatamente por isso, são impedidos de viver esse amor. TEMPESTADE, A INGLATERRA / RÚSSIA, 1992 IREÇÃO: STANISLAV SOKOLOV URAÇÃO: Uma tempestade leva a tripulação de um navio para a ilha onde mora, no exílio, o duque Próspero e sua filha Miranda. A animação, realizada com bonecos, transmite o clima daquela que foi uma das últimas peças escritas por William Shakespeare antes de morrer, na qual os espíritos de Ariel e Caliban pairam sobre a ilha misteriosa e cheia de surpresas. O MESTRE GRAÇA SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO INGLATERRA / RÚSSIA, 1992 IREÇÃO: ROBERT SAAKIANTS URAÇÃO: Animação da clássica comédia de William Shakespeare sobre uma noite de acontecimentos inusitados em uma floresta. Dois casais de namorados tentam resolver suas questões de amor, enquanto trabalhadores ensaiam uma peça de teatro. Nesta mágica noite de luar, poderosos espíritos da floresta brincam com seus corações e mentes, causando grande confusão. ENCONTRO MARCADO COM A ARTE A DÉCIMA SEGUNDA NOITE GUIA DE PROGRAMAS 147

Literatura 148 GUIA DE PROGRAMAS

Literatura 148 GUIA DE PROGRAMAS Literatura O programas da seção têm contos de fadas, fábulas, poemas, novelas, romances, peças de teatro. Vários gêneros, inúmeros autores: de William Shakespeare a Hans Christian Andersen, de Monteiro

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC. 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome:

Sistema de Ensino CNEC. 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: A literatura infantil surgiu no século XVII, no intuito de educar as crianças moralmente. Em homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, foi criado

Leia mais

3º Ano. O amor é paciente. I Coríntios 13:4. Roteiro Semanal de Atividades de Casa (15 a 19 de abril de 2013)

3º Ano. O amor é paciente. I Coríntios 13:4. Roteiro Semanal de Atividades de Casa (15 a 19 de abril de 2013) 3º Ano O amor é paciente. I Coríntios 13:4 Roteiro Semanal de Atividades de Casa (15 a 19 de abril de 2013) 18 de Abril - Dia Nacional do Livro Infantil conhecimento. Nos livros aprendemos sobre nós mesmos

Leia mais

ESCOLA MONTEIRO LOBATO Unidade 2 Luís Eduardo Magalhães Bahia

ESCOLA MONTEIRO LOBATO Unidade 2 Luís Eduardo Magalhães Bahia PROFESSOR (A): MARGARIDA MIEKO NOCE KURODA DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA / REDAÇÃO ATIVIDADES PROJETO DE LEITURA (OBRAS): - AS MIL E UMA NOITES (CONTOS), VERSÃO ADAPTADA DE PAULO SÉRGIO DE VACONCELOS.

Leia mais

Autor (a): Januária Alves

Autor (a): Januária Alves Nome do livro: Crescer não é perigoso Editora: Gaivota Autor (a): Januária Alves Ilustrações: Nireuda Maria Joana COMEÇO DO LIVRO Sempre no fim da tarde ela ouvia no volume máximo uma musica, pois queria

Leia mais

PRÉ-FLI PROGRAMAÇÃO COMPLETA

PRÉ-FLI PROGRAMAÇÃO COMPLETA OFICINAS DE LEITURA E ESCRITA PRÉ-FLI PROGRAMAÇÃO COMPLETA Anúncios Literários, com Ericka Martin Leitura do livro "Chapeuzinho (Anuncie aqui) Vermelho", seguida da criação de anúncios para a história

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Sobre Fernando Pessoa

APRESENTAÇÃO. Sobre Fernando Pessoa SUMÁRIO APRESENTAÇÃO Sobre Fernando Pessoa... 7 Ricardo Reis, o poeta clássico... 21 ODES DE RICARDO REIS... 29 CRONOLOGIA... 170 ÍNDICE DE POEMAS... 175 5 6 APRESENTAÇÃO Sobre Fernando Pessoa Falar de

Leia mais

História da Música Ocidental

História da Música Ocidental História da Música Ocidental A Música na Idade Média e no Renascimento Música medieval é o nome dado à música típica do período da Idade Média. Essas práticas musicais aconteceram há quase 1500 anos atrás.

Leia mais

PROJETO MONTEIRO LOBATO

PROJETO MONTEIRO LOBATO PROJETO MONTEIRO LOBATO Turma - Jardim II e 1 ano Professoras Maria Gonilde Bittencourt e Janete Terezinha Bittencourt Colaboradores: prof. Reginaldo (música) e Coord. Ped. Andréa Lucena Cardoso Ano 2010

Leia mais

WORKSHOPS DE INGLÊS TEENS

WORKSHOPS DE INGLÊS TEENS WORKSHOPS DE INGLÊS TEENS Avenida dos Bombeiros Voluntários de Algés, 29-2º 1495-024 Algés Portugal T. 214102910 www.imagineacademies.com business@imagineacademies.com NIF - 508.835.445 Capital Social

Leia mais

Teatro para Crianças

Teatro para Crianças 09/11 (Segunda-feira) 14h VAGOR & BELLAVITA Vagor é um viajante solitário. Ninguém sabe de onde vem, talvez de muito longe, quem sabe de um outro país. Bellavita vive debaixo de uma ponte movimentada e

Leia mais

Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana Aula 13.1 Conteúdo: Outras formas de narrar: o conto

Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana Aula 13.1 Conteúdo: Outras formas de narrar: o conto 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana Aula 13.1 Conteúdo: Outras formas de narrar: o conto 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO

Leia mais

1. O que é Folclore? Uma análise histórica e crítica do conceito.

1. O que é Folclore? Uma análise histórica e crítica do conceito. Objetivos Proporcionar o entendimento das características gerais do processo folclórico brasileiro; Estruturar o profissional de Eventos para conhecer particularidades de alguns acontecimentos que envolvem

Leia mais

PROJETO DE LEITURA A PEDRA NO SAPATO DO HERÓI ORÍGENES LESSA INTENÇÃO: INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO

PROJETO DE LEITURA A PEDRA NO SAPATO DO HERÓI ORÍGENES LESSA INTENÇÃO: INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO PARTE 1 PROJETO DE LEITURA A PEDRA NO SAPATO DO HERÓI ORÍGENES LESSA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO 1. Conhecendo o autor...

Leia mais

Plano de Trabalho com Projetos

Plano de Trabalho com Projetos PREFEITURA DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL 1. Identificação: Plano de Trabalho com Projetos Escola Municipal de Ensino Fundamental Renato Pradi Professora:

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Design 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Design 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Design 2011-1 DESENVOLVENDO A IDENTIDADE VISUAL DE UMA POUSADA EM CONSERVATÓRIA Alunos: OLIVEIRA,

Leia mais

Plano de Trabalho com Projetos

Plano de Trabalho com Projetos PREFEITURA DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL Plano de Trabalho com Projetos 1. Identificação: Escola Municipal de Ensino Fundamental Renato Pradi Professor(es):

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC. 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome:

Sistema de Ensino CNEC. 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: -06a-34s-at-04 Língua Portuguesa Produção e Interpretação Leia um trecho do livro Uma professora muito maluquinha, de Ziraldo. Era uma vez uma professora maluquinha.

Leia mais

Content Area Grade Quarter Língua Portuguesa 6ª Serie Unidade I

Content Area Grade Quarter Língua Portuguesa 6ª Serie Unidade I Content Area Grade Quarter Língua 6ª Serie Unidade I Texto: parágrafos: descritivo/comparativo; reconto; resenha crítica, anedota, cartum, revista em quadrinhos Linguística: comunicação: elementos/códigos;

Leia mais

ATIVIDADES PEDAGÓGICAS. Abril 2015

ATIVIDADES PEDAGÓGICAS. Abril 2015 ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Abril 2015 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA IVA Sacola de férias, momento de compartilhar

Leia mais

O livro errado. Texto e ilustrações de Nick Bland. Tradução: Gilda de Aquino. Projeto: leitura e produção de texto. Indicação: Fundamental 1

O livro errado. Texto e ilustrações de Nick Bland. Tradução: Gilda de Aquino. Projeto: leitura e produção de texto. Indicação: Fundamental 1 O livro errado Texto e ilustrações de Nick Bland Tradução: Gilda de Aquino Projeto: leitura e produção de texto Indicação: Fundamental 1 Elaborado por: Ana Lúcia Maestrello Temas: Seres fantásticos, criatividade,

Leia mais

Um na Estrada Caio Riter

Um na Estrada Caio Riter Um na Estrada Caio Riter PROJETO DE LEITURA 1 O autor Caio Riter nasceu em 24 de dezembro, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. É bacharel em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Pontifícia

Leia mais

A ponte. Projeto: leitura e produção de texto. Texto de Heinz Janisch e ilustrações de Helga Bansch. Elaborado por: Ana Lúcia Maestrello

A ponte. Projeto: leitura e produção de texto. Texto de Heinz Janisch e ilustrações de Helga Bansch. Elaborado por: Ana Lúcia Maestrello A ponte Texto de Heinz Janisch e ilustrações de Helga Bansch Tradução: José Feres Sabino Projeto: leitura e produção de texto Indicação: Fundamental 1 Elaborado por: Ana Lúcia Maestrello às diferenças.

Leia mais

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa JONAS RIBEIRO ilustrações de Suppa Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva Deu a louca no guarda-roupa Supl_prof_ Deu a louca no guarda roupa.indd 1 02/12/2015 12:19 Deu a louca

Leia mais

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra!

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra! ROTEIRO DE ESTUDOS DE LITERATURA PARA A 3ª ETAPA 2ª SÉRIE Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à

Leia mais

OLIMPVS.NET. Capítulo Áreas / Disciplinas

OLIMPVS.NET. Capítulo Áreas / Disciplinas VOLUME 1 GUIÕES INTERDISCIPLINARES Capítulo Áreas / Disciplinas 1 Psicólogos e diretores de turma 2 História; Geografia 3 Psicólogos e Diretores de Turma ; Geografia 4 Matemática; História 5 História 6

Leia mais

Calendário de OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO 2008. Serviço Educativo e Dinamização Cultural

Calendário de OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO 2008. Serviço Educativo e Dinamização Cultural Serviço Educativo e Dinamização Cultural Calendário de OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO 2008 Secretaria Regional de Educação e Cultura Direcção Regional dos Assuntos Culturais Biblioteca Pública Regional da Madeira

Leia mais

A cigarra e a formiga

A cigarra e a formiga A cigarra e a formiga Texto: Jean de La Fontaine e Paul Beaupère Ilustrações: Paul Beaupère Tradução: Irami B. Silva ISBN: 9788576668619 Páginas: 32 Formato: 14,5 X 19cm A cigarra passou o verão divertindo

Leia mais

1. A TRADIÇÃO REALISTA

1. A TRADIÇÃO REALISTA 1. A TRADIÇÃO REALISTA Se você alguma vez passou os olhos por um livro chamado Raízes do Brasil (1936)*, talvez tenha lido uma passagem famosa, que refere uma característica portuguesa que Sérgio Buarque

Leia mais

MÚSICA. ÔNCALO GRUPO PAULISTANO 1º de fevereiro

MÚSICA. ÔNCALO GRUPO PAULISTANO 1º de fevereiro MÚSICA ÔNCALO GRUPO PAULISTANO 1º de fevereiro Espalhando o conceito de street band no país e no mundo, o Grupo Ôncalo traz um repertório instrumental que homenageia Tim Maia, inovando o conceito de Fanfarra

Leia mais

Colégio Nomelini Ensino Fundamental II LISTA Nº 04 9º ANO

Colégio Nomelini Ensino Fundamental II LISTA Nº 04 9º ANO Trazer a tarefa resolvida no dia: 22/03/2013 (Sexta-feira) Prof. Vanessa Matos Interpretação de textos LISTA Nº 04 9º ANO DESCRIÇÃO: A seleção de atividades é para a leitura e interpretação. Responda os

Leia mais

Caro programador: Polichinelo sensibiliza para a diferença, para o respeito pelo outro. Uma peça de teatro que estimula a imaginação e a criatividade

Caro programador: Polichinelo sensibiliza para a diferença, para o respeito pelo outro. Uma peça de teatro que estimula a imaginação e a criatividade Caro programador: Polichinelo sensibiliza para a diferença, para o respeito pelo outro. Uma peça de teatro que estimula a imaginação e a criatividade com a criação de um mundo de magia e fantasia. Sinopse

Leia mais

O livro que falava com o vento e outros contos

O livro que falava com o vento e outros contos LER a partir dos 10 anos GUIA DE LEITURA MARIAALZIRACABRAL O livro que falava com o vento e outros contos JOSÉ JORGE LETRIA Ilustrações de Alain Corbel Apresentação da obra O Livro Que Falava com o Vento

Leia mais

APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre. Aula 13

APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre. Aula 13 APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre Aula 13 Identidade Visual Embora você possa nunca ter ouvido falar em identidade visual, todos nós estamos sempre sendo bombardeados pelas identidades

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 9 ano Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE Análise de textos poéticos Texto 1 Um homem também chora Um homem também

Leia mais

Educação Especial 60 GUIA DE PROGRAMAS

Educação Especial 60 GUIA DE PROGRAMAS Educação Especial O direito à inclusão é o principal tema desta seção. Os programas mostram os obstáculos enfrentados por crianças e jovens portadores de deficiências, apresentados como pessoas apenas

Leia mais

IFA MIRIM PROJETO: LEIA PARA MIM!

IFA MIRIM PROJETO: LEIA PARA MIM! IFA MIRIM PROJETO: LEIA PARA MIM! Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história.

Leia mais

Informações e instruções para os candidatos

Informações e instruções para os candidatos A preencher pelo candidato: Nome: N.º de inscrição: Documento de identificação: N.º: Local de realização da prova: A preencher pelo avaliador: Classificação final: Ass: Informações e instruções para os

Leia mais

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor,

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor, Xixi na Cama Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos mais um livro da coleção Revoluções: Xixi na Cama, do autor mineiro Drummond Amorim. Junto com a obra, estamos também

Leia mais

natural das crianças para esses seres que fazem tão bem às nossas vidas.

natural das crianças para esses seres que fazem tão bem às nossas vidas. Justificativa do Projeto Os animais têm forte presença no dia a dia das crianças, seja de forma física ou através de músicas, desenhos animados, jogos, historias e brinquedos. Além disso, possuem um importante

Leia mais

Cara Professora, Caro Professor,

Cara Professora, Caro Professor, A olhinhos menina de rasgados Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos um belo livro de narrativa A menina de olhinhos rasgados, do premiado autor mineiro Vanderlei Timóteo.

Leia mais

LUÍS REIS TORGAL. SUB Hamburg A/522454 ESTADO NOVO. Ensaios de História Política e Cultural [ 2. IMPRENSA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

LUÍS REIS TORGAL. SUB Hamburg A/522454 ESTADO NOVO. Ensaios de História Política e Cultural [ 2. IMPRENSA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA LUÍS REIS TORGAL SUB Hamburg A/522454 ESTADOS NOVOS ESTADO NOVO Ensaios de História Política e Cultural [ 2. a E D I Ç Ã O R E V I S T A ] I u IMPRENSA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2 0 0 9 ' C O I M B R

Leia mais

Na sala de aula com as crianças

Na sala de aula com as crianças O CD Rubem Alves Novas Estórias, volume 3, abre novas janelas de oportunidade para quem gosta da literatura. Através do audiolivro podemos apreciar encantadoras histórias e deixar fluir a imaginação. Rubem

Leia mais

A amizade abana o rabo

A amizade abana o rabo RESENHA Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: Marina relata, nessa história, seu encontro com cães especiais, que fazem parte de sua vida: Meiga, Maribel e Milord. A história

Leia mais

Histórias Divertidas De Animais

Histórias Divertidas De Animais Histórias Divertidas De Animais Para ler e pintar Helena Akiko Kuno Histórias Divertidas De Animais 1ª. Edição São Paulo - 2013 Copyright@2013 by Helena Akiko Kuno Projeto gráfico Sheila Ferreira Kuno

Leia mais

CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: "MUNDO ENCANTADOR"

CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: MUNDO ENCANTADOR CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: "MUNDO ENCANTADOR" CUIABÁ-MT 2015 CRECHE MUNICIPAL MÁCARIA MILITONA DE SANTANA 1- Tema: "Mundo Encantador" 1.2- Faixa etária: 2

Leia mais

Literatura e Redação conexões possíveis

Literatura e Redação conexões possíveis Literatura e Redação conexões possíveis Desde 2005, a UFSC vem explorando os temas extraídos das obras literárias, de leitura obrigatória, para elaboração das propostas de Redação. O gêneros textuais cobrados

Leia mais

NÃO SE ENCONTRA O QUE SE PROCURA

NÃO SE ENCONTRA O QUE SE PROCURA NÃO SE ENCONTRA O QUE SE PROCURA Do Autor: ficção Não te deixarei morrer, David Crockett (Contos e Crónicas), 2001 Equador (Romance), 2003 Premio Grinzane Cavour Narrativa Straniera (Itália) Rio das Flores

Leia mais

O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo

O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo 1 O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo poeta e psiquiatra francês André Breton em 1924. Inserido

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Título: Maricota ri e chora Autor: Mariza Lima Gonçalves Ilustrações: Andréia Resende Formato: 20,5 cm x 22 cm Número de páginas: 32

Leia mais

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO EM CORDEL

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO EM CORDEL 1 NOME: Nº: 4º ANO: DATA DE ENTREGA: Queridos alunos e alunas As férias chegaram e com elas a vontade de passear, viajar, brincar com os amigos e curtir o merecido descanso, mas não podemos esquecer que

Leia mais

Boas férias! Equipe do 2º ano

Boas férias! Equipe do 2º ano Nome: 2º ano Querido(a) aluno(a), No primeiro semestre, falamos muito sobre registros e o quanto eles nos ajudam a resgatar na memória a história de cada um. Pensamos neste Diário como forma de ajudá-lo

Leia mais

Figura 1 - Saci Urbano no trem às 14h45 O Saci é um ser libertário. Mostra essa passagem do meio rural para a urbanidade.

Figura 1 - Saci Urbano no trem às 14h45 O Saci é um ser libertário. Mostra essa passagem do meio rural para a urbanidade. ARTISTA DO SACI URBANO Figura 1 - Saci Urbano no trem às 14h45 O Saci é um ser libertário. Mostra essa passagem do meio rural para a urbanidade. Por Diana Mendes 1, Ana Maria Dietrich 2, Everson José de

Leia mais

colégio santo américo

colégio santo américo prosa centro de estudos 1º semestre / 2010,,,,, colégio santo américo P a l e s t r a s A arte do desenho na educação O desenho é um fazer criativo e reflexivo, imprescindível na escola. Seu percurso na

Leia mais

Animais em extinção - Formação de palavras (jogo de sílabas) - Letra O - Letra P - Formação de palavras (jogo de sílabas e jogo de letras)

Animais em extinção - Formação de palavras (jogo de sílabas) - Letra O - Letra P - Formação de palavras (jogo de sílabas e jogo de letras) ABEU COLÉGIOS Disciplina: Língua Portuguesa Série: 1 ano / Fundamental I 1 Caderno 1 Seleção de módulos do Sistema de Ensino Ser 2014 Símbolos e Mensagens - Diferenciação de letra, palavra e número - Placas

Leia mais

LITERATURA INFANTIL E JUVENIL E A FORMAÇÃO DE LEITORES NA BIBLIOTECA ESCOLAR. Lília Santos

LITERATURA INFANTIL E JUVENIL E A FORMAÇÃO DE LEITORES NA BIBLIOTECA ESCOLAR. Lília Santos LITERATURA INFANTIL E JUVENIL E A FORMAÇÃO DE LEITORES NA BIBLIOTECA ESCOLAR Lília Santos NA BIBLIOTECA ESCOLAR, a MEDIAÇÃO com crianças e jovens acontece o tempo todo. É preciso ter atenção com os conteúdos

Leia mais

COLEÇÃO UM SOM... ANIMAL!

COLEÇÃO UM SOM... ANIMAL! Catálogo Maio 2013 COLEÇÃO UM SOM... ANIMAL! A galinha cacareja, o gato mia, o cachorro late. E a ovelha, o porco e o pato, qual é o som que eles fazem? Tem gente que não sabe que o sapo coa xa, que o

Leia mais

O BICHINHO QUE SE CHAMAVA SEM NOME

O BICHINHO QUE SE CHAMAVA SEM NOME O BICHINHO QUE SE CHAMAVA SEM NOME Autores: Sandra Cunha e Crystal Campos Ilustradores: Crystal Campos e Meneses Campos Itapetinga BA Dezembro 2010 Copyright 2010 by Edição dos Autores Todos os direitos

Leia mais

A soma será feita da seguinte forma:

A soma será feita da seguinte forma: TESTE VOCACIONAL Teste sua vocação Testes vocacionais não fazem milagres, não têm poder de apontar uma única profissão a ser seguida, mas são um bom norte acerca de aptidões e interesses. O questionário

Leia mais

Literatura portuguesa Estórias tradicionais

Literatura portuguesa Estórias tradicionais Literatura portuguesa Estórias tradicionais Título: Histórias tradicionais portuguesas contadas de novo Autor: TORRADO, António Editora: Porto: Livraria Civilização, 2004 Colecção: Histórias tradicionais

Leia mais

Fábula. Obs: A estrutura das fábulas segue a mesma explicada no gênero anterior Conto. Afinal fazem parte do mesmo tipo textual: Narrativa.

Fábula. Obs: A estrutura das fábulas segue a mesma explicada no gênero anterior Conto. Afinal fazem parte do mesmo tipo textual: Narrativa. 10 Fábula O que é: Trata-se de um gênero narrativo ficcional bastante popular. É uma história curta, vivida por animais e que termina com uma conclusão ético- moral. As fábulas eram narrativas orais, e

Leia mais

SINOPSE CURTA SINOPSE

SINOPSE CURTA SINOPSE SINOPSE CURTA No início dos anos 1940, os irmãos Orlando, Cláudio e Leonardo Villas-Boas desistem do conforto da vida na cidade e alistam-se na expedição Roncador Xingu para descobrir e explorar as terras

Leia mais

Atualidades. Prof Rodrigo Ocampo Barbati

Atualidades. Prof Rodrigo Ocampo Barbati Atualidades Prof Rodrigo Ocampo Barbati SOCIEDADE Módulo XXV Ano Nacional Joaquim Nabuco - 2010 Há cem anos, em janeiro de 1910, morria o abolicionista pernambucano que ajudou a libertar os escravos. Entre

Leia mais

COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL. Emanuel Carvalho

COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL. Emanuel Carvalho COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL Emanuel Carvalho 2 Prefácio * Edivan Silva Recebi o convite para prefaciar uma obra singular, cujo título despertou e muita minha atenção: Como escrever um livro infantil,

Leia mais

Unidade: A Poesia: uma outra maneira para gostar de ler. Unidade I:

Unidade: A Poesia: uma outra maneira para gostar de ler. Unidade I: Unidade: A Poesia: uma outra maneira para gostar de ler Unidade I: 0 Unidade: A Poesia: uma outra maneira para gostar de ler Olá Alunos, Na unidade anterior conhecemos e discutimos um pouco a respeito

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA

ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA Leia o texto abaixo para responder as questões 01 e 02. QUESTÃO 01 A frase Meu medo de cão

Leia mais

Propostas de Escrita Criativa. Envelope com as possíveis propostas de texto de escrita criativa

Propostas de Escrita Criativa. Envelope com as possíveis propostas de texto de escrita criativa Propostas de Escrita Criativa Envelope com as possíveis propostas de texto de escrita criativa Exploração da História - O Gato Gonçalves Reconstituição da História em grande grupo e a pares Reconstituição

Leia mais

2ª Etapa: Propor a redação de um conto de mistério utilizando os recursos identificados na primeira etapa da atividade.

2ª Etapa: Propor a redação de um conto de mistério utilizando os recursos identificados na primeira etapa da atividade. DRÁCULA Introdução ao tema Certamente, muitas das histórias que atraem a atenção dos jovens leitores são as narrativas de terror e mistério. Monstros, fantasmas e outras criaturas sobrenaturais sempre

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Connie, a Vaquinha 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): A Ponte 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio A Ponte faz parte da série Connie,

Leia mais

Narrador Era uma vez um livro de contos de fadas que vivia na biblioteca de uma escola. Chamava-se Sésamo e o e o seu maior desejo era conseguir contar todas as suas histórias até ao fim, porque já ninguém

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes. Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes.

SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes. Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes. SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes. resultados positivos para os servidores? qualidade de vida fernando rocha wesley schunk

Leia mais

Jussara Braga. Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva. Ilustrações de Rogério Borges

Jussara Braga. Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva. Ilustrações de Rogério Borges Jussara Braga Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva Ilustrações de Rogério Borges 1 O desejo das águas é um livro poético escrito em prosa, mas cheio de poesia e lirismo. Por isso,

Leia mais

Ponyo à Beira-mar de Hayao Miyazaki 2008, Japão, 101

Ponyo à Beira-mar de Hayao Miyazaki 2008, Japão, 101 Ponyo à Beira-mar de 2008, Japão, 101 apoio financeiro Certa manhã, quando brinca na praia, o pequeno Sosuke encontra um peixe vermelho preso num frasco de doce Sosuke liberta o peixinho do frasco, a quem

Leia mais

SILVA, Mylton Severiano da. Realidade - História da revista que virou lenda. Florianópolis: Editora Insular, 2013. 320 p.

SILVA, Mylton Severiano da. Realidade - História da revista que virou lenda. Florianópolis: Editora Insular, 2013. 320 p. 219 SILVA, Mylton Severiano da. Realidade - História da revista que virou lenda. Florianópolis: Editora Insular, 2013. 320 p. 220 Não é lenda; é Realidade It's not legend; it's Reality Joaquim Francisco

Leia mais

Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a obra do poeta Carlos Drummond de Andrade a partir de um documentário não tradicional;

Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a obra do poeta Carlos Drummond de Andrade a partir de um documentário não tradicional; Ensino Médio Cinema e Educação: O Poeta das Sete Faces Disciplinas/Áreas do Conhecimento: Língua Portuguesa; Arte; História; Sociologia; Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a

Leia mais

O Pequeno Mundo de Maria Lúcia

O Pequeno Mundo de Maria Lúcia Eric Ponty O Pequeno Mundo de Maria Lúcia Pinturas de Fernando Campos [2005] Virtual Book s Numa noite de outubro a pequena Maria Lúcia viu o azul do céu escuro da tarde um homem andando de bicicleta.

Leia mais

Livros Paradidáticos 2015 6º ano

Livros Paradidáticos 2015 6º ano Livros Paradidáticos 2015 6º ano 1º Trimestre Livro 1 (livro escolhido pelo aluno) - Início da leitura: 13/02/2015 Livro 2 - Início da leitura: 06/03/2015 Título: Se eu fosse aquilo Série: Para gostar

Leia mais

Projeto Conto de Fadas

Projeto Conto de Fadas Projeto Conto de Fadas 1. Título: Tudo ao contrário 2. Dados de identificação: Nome da Escola: Escola Municipal Santo Antônio Diretora: Ceriana Dall Mollin Tesch Coordenadora do Projeto: Mônica Sirtoli

Leia mais

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A HISTÓRIA, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO. Antes de você iniciar a leitura do

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

A EXPEDIÇÃO. Não importa qual seja seu sonho O importante é continuar acreditando nele...

A EXPEDIÇÃO. Não importa qual seja seu sonho O importante é continuar acreditando nele... P O R T F O L I O A EXPEDIÇÃO Em janeiro de 2002, partimos de São Paulo para dar a volta ao mundo de carro. Levando uma vida simples, com orçamento apertado, fomos em busca de aventuras e descobertas.

Leia mais

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. 30.2 Conteúdo: Intertextualidade no texto literário. Habilidade: Estabelecer, em textos de diferentes gêneros, relações entre recursos verbais e não

Leia mais

SUMÁRIO EU E MEUS COLEGAS... 8 A CASA: ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA COM MEUS FAMILIARES... 18 A ESCOLA: ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA COM MEUS COLEGAS...

SUMÁRIO EU E MEUS COLEGAS... 8 A CASA: ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA COM MEUS FAMILIARES... 18 A ESCOLA: ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA COM MEUS COLEGAS... SUMÁRIO 1 EU E MEUS COLEGAS... 8 FAZENDO AMIGOS... 8 BRINCAR É CONVIVER COM OS AMIGOS... 10 VAMOS CIRANDAR?... 12 O MAPA DA MINHA MÃO... 16 PARA LER... 17 2 A CASA: ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA COM MEUS FAMILIARES...

Leia mais

Teatro para Crianças Teatro Marista - 14 horas

Teatro para Crianças Teatro Marista - 14 horas 06/11 (quinta-feira) 14h Espetáculo: UM, DOIS, TRÊS: ALICE Autor: Max Reinert Direção: Max Reinert Grupo: Tépis Cia. de Teatro Cidade: Itajaí SC Duração: 45 minutos Classificação: Crianças de 06 a 12 anos

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO - 2º Ano EF- JULHO/ 2014 2º ANO: DATA DE ENTREGA: 31/07/14. Atividade de Férias

ESTUDO DIRIGIDO - 2º Ano EF- JULHO/ 2014 2º ANO: DATA DE ENTREGA: 31/07/14. Atividade de Férias 1 NOME: Nº: 2º ANO: DATA DE ENTREGA: 31/07/14 Atividade de Férias O primeiro semestre está chegando ao final. As férias se aproximam e o merecido descanso vem em boa hora! Período de descontração, lazer

Leia mais

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém Visita com Atelier -Animais do Mundo Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Vamos através da história deste Mosteiro, conhecer os animais que no séc. XVI chegavam a Lisboa vindos

Leia mais

LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS

LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS Projeto Estórias I. Introdução O projeto Estórias nasceu da necessidade de incluir na literatura infantil personagens com câncer e o ambiente hospitalar. A literatura que contém

Leia mais

Formação de PROFESSOR

Formação de PROFESSOR Formação de PROFESSOR 1 Especial Formação de Professor Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação Ricamente ilustrada e escrita em versos, a obra narra a história de Ubaldo, urubu descendente de uma família

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015.

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015. Leia o texto a seguir para realizar as lições de Matemática da semana. Os alunos do 3º ano foram

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

Ampliando o olhar sobre a Arte

Ampliando o olhar sobre a Arte Ampliando o olhar sobre a Arte A Arte reflete a história da humanidade. Desde as primeiras expressões artísticas (Arte rupestre) até os dias de hoje, podemos compreender o desenvolvimento do homem em cada

Leia mais

A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA. Ficha Autoras: Romance histórico. As autoras A vivência como professoras

A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA. Ficha Autoras: Romance histórico. As autoras A vivência como professoras A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA 1 As autoras A vivência como professoras foi a base de trabalho das autoras. Na sala de aula, puderam conviver com a realidade de leitura

Leia mais

WORKSHOP Sanguecine Sanguecine

WORKSHOP Sanguecine Sanguecine WORKSHOP Sanguecine é um workshop sobre a história, a produção e o mercado de cinema de gênero em âmbito mundial. Ele é derivado de um cineclube dedicado exclusivamente ao cinema fantástico e de gênero

Leia mais

Escolha PNBE 2005 Catálogo acervo 15

Escolha PNBE 2005 Catálogo acervo 15 101317 O toque de ouro Nathaniel Hawthorne Editora 34 O rei Midas acreditava que a maior felicidade da vida seria deixar para sua filha um reino repleto de ouro. Com essa idéia na cabeça faz um pedido

Leia mais

Questões Estruturais do Currículo

Questões Estruturais do Currículo Questões Estruturais do Currículo Embora as questões abaixo sejam divididas em três níveis gerais de ensino, muitas delas podem ser usadas em praticamente qualquer série. Questões Estruturais do Currículo

Leia mais

Um grupo de alunos e uma professora. que decidiram escrever um livro...

Um grupo de alunos e uma professora. que decidiram escrever um livro... Um grupo de alunos e uma professora que decidiram escrever um livro... Tudo começou com um garoto chamado Luan que, num belo dia, resolveu compartilhar sua história... Luan Cardoso era um menino de apenas

Leia mais

SUPLEMENTO DE ATIVIDADES

SUPLEMENTO DE ATIVIDADES SUPLEMENTO DE ATIVIDADES NOME: N O : ESCOLA: SÉRIE: 1 Considerado um dos mais importantes escritores de todos os tempos, Edgar Allan Poe se inscreveu na história da literatura mundial com seu estilo inconfundível.

Leia mais