Morro da Favella. Fatos e lendas da primeira favela do Brasil

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Morro da Favella. Fatos e lendas da primeira favela do Brasil"

Transcrição

1 Fatos e lendas da primeira favela do Brasil

2 Fatos e lendas da primeira favela do Brasil FORMATO: Documentário: 1X 52 HD FULL 16:9 GENERO: Documentário em técnica mista: SINOPSE: Morro da Favella é um documentário sobre a comunidade do Rio, e que deu origem ao termo favela. A idéia é contar a história desta comunidade a partir do retrato de personagens que vivem e trabalham ali, e que nos conduzirão por suas estreitas vielas e descortinarão as muitas histórias deste emblemático lugar. Através dos seus relatos, vamos conhecer o Morro da Providência e descobrir o que fez dele um local emblemático para os cariocas, ao mesmo tempo em que descobrimos o que é uma favela.

3 CONCEITO Este documentário reconstrói a história do Morro da Providência, antigo Morro da Favella, no Rio de Janeiro, partindo de personagens atuais para recontar a gênese da noção de favela, explorando as suas contradições que apontam-na, ora como o lugar dos despossuídos, refugio de bandidos, malandros e marginais, ora como espaço da cultura popular, com suas raízes negras, sua musicalidade, sua dança, e sua arquitetura espontânea, que transforma precariedade em estética, a ponto de tornar-se sinônimo de brasilidade até dias de hoje.

4 LINGUAGEM e TRATAMENTO A partir da história de alguns dos atuais habitantes da favela, que de alguma forma se vinculam ao passado do morro, vamos evocar passagens marcantes da história da Providência, seja através do depoimento e atuação dos moradores, seja com o uso de arquivos (fotos, filmes, emissões radiofônicas, sambas e músicas), seja recriando ficticiamente, com representação dos próprios moradores do local, situações e momentos que marcaram o Morro da Favella.

5 ASPECTO INVESTIGATIVO Um dos pontos fortes do documentário é dar vazão a memória popular sobre a história da Providência, rica em versões, por vezes desencontradas, mas geralmente inspiradas em fatos reais que ganharam graça, cor e sabor na linguagem do povo. Utilizando uma voz off vamos desconstruí-las, sem confrontá-la, para encontrar o que é fato e o que é lenda na fala de nossos personagens. Por exemplo, é corrente se falar que o Morro da Providência deve seu nome ao fato dos soldados oriundos da guerra de Canudos quando chegaram ao Rio foram cobrar das autoridades os prêmios que o governo federal havia prometido para os vitoriosos. As autoridades falaram que as providências para garantir os prêmios estavam sendo tomadas e eles, que passaram a habitar o morro ao lado do Ministério da Guerra, ficaram lá esperando até os dias de hoje a famosa PROVIDÊNCIA. Na verdade o Morro da Providência já tinha este nome desde o século XVII, mas esta história, que foi contada e recontada ao longo dos anos como anedota, mistura fatos reais de forma debochada para, com o humor característico das classes populares, criticar a ausência do estado e acaba reforçando a imagem da favela como uma local que está sempre esperando uma ação do governo que nunca chega. Da mesma maneira o uso do termo favela também é cercado de controvérsias, que rendem uma acalorada discussão. E assim várias outras histórias como a discussão sobre quem foi a primeira escola de samba de fato: a Vizinha Faladeira surgida aos pés do Morro da Providência ou a Deixa Falar criada no Estácio. Além de várias outras.

6 MATERIAL DE ARQUIVO Procurando fugir do modelo tradicional de documentário histórico propomos utilizar de forma criativa o considerável volume de material de arquivo e iconográfico que existe a respeito da Providência. Tendo um fotógrafo nativo do morro como personagem, que por acaso é também um grande contador de causos e um estudioso das histórias da Providência, iremos criar situações para através das fotos do presente que se unem as imagens de arquivo trazer as luz os fatos do passado, mas com uma linguagem mais coloquial. Ao mesmo tempo faremos um trabalho gráfico sobre as fotos antigas, juntando técnicas básicas de animação, recortando elementos sobre imagens fixas para ora dar vida a um objeto ou pessoa na foto, ora compor a evolução do casario por sobre o morro desnudo, e assim por diante.

7 RECONSTRUÇÃO CÊNICA Apesar da riqueza de material de arquivo existem muitas passagens e causos que não deixaram nenhum registro visual. Para estes que julgarmos essenciais para contar a história do morro, como por exemplo as práticas da capoeiragem e da malandragem nas primeiras décadas deste século, ou o início da primeira boca de fumo armada do Rio de Janeiro na virada dos 50 para os anos 60, vamos lançar mão de uma reencenação básica. Sem nos determos numa detalhada reconstituição histórica, vamos lançar mão dos recursos cênicos utilizando os próprios moradores como atores para evocar e aludir as situações, facilitando a compreensão dos depoimentos.

8

Relatório de rpg. RPG capitães de areia 15/05/2008. Maria Tereza P. Bethlem

Relatório de rpg. RPG capitães de areia 15/05/2008. Maria Tereza P. Bethlem Relatório de rpg RPG capitães de areia 15/05/2008 Maria Tereza P. Bethlem Relatório. Personagem: Fátima RPG: capitães de areia. Questões: CONCEITO : 1. O que é a minha personagem? Malandra de rua e pratica

Leia mais

Guia de como elaborar um Projeto de Documentário

Guia de como elaborar um Projeto de Documentário Guia de como elaborar um Projeto de Documentário Prof. Dr. Cássio Tomaim Departamento de Ciências da Comunicação Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)/Cesnors Adaptação: Prof. Claudio Luiz Fernandes

Leia mais

Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star

Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star O documentário aborda a trajetória artística de Edvaldo Souza, o Edy Star, cantor, ator, dançarino, produtor teatral e artista plástico baiano. Edy iniciou a

Leia mais

Candidatos à Presidência da República.

Candidatos à Presidência da República. Candidatos à Presidência da República. Se compusessem um estado, as favelas seriam o quinto mais populoso da federação, capaz de movimentar 63 milhões de reais a cada ano. Investigaram 63 favelas em 10

Leia mais

PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE

PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE Gilmara Gomes MEIRA 1 1 Departamento de Matemática Mestrado em Ensino de Ciências

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008.

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Artes & Design Curso de especialização O Lugar do Design na Leitura Disciplina: Estratégia RPG Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003

Leia mais

O PROGRAMA. Colunistas fixos irão falar sobre moda, gastronomia, tecnologia, cinema e estilo.

O PROGRAMA. Colunistas fixos irão falar sobre moda, gastronomia, tecnologia, cinema e estilo. O PROGRAMA Claquete, sua revista eletrônica de entretenimento. Claquete: Sua revista eletrônica de entretenimento. Com seu bom humor e curiosidade característicos, Otávio Mesquita apresenta os bastidores

Leia mais

E.E.I.E.F SÃO FRANCISCO ROTEIRO DO CURTA METRAGEM TEMA: A LENDA DA PEDRA DA BATATEIRA- MITO E REALIDADE 1ª PARTE

E.E.I.E.F SÃO FRANCISCO ROTEIRO DO CURTA METRAGEM TEMA: A LENDA DA PEDRA DA BATATEIRA- MITO E REALIDADE 1ª PARTE E.E.I.E.F SÃO FRANCISCO ROTEIRO DO CURTA METRAGEM TEMA: A LENDA DA PEDRA DA BATATEIRA- MITO E REALIDADE 1ª PARTE De inicio nos reunimos com alguns monitores do Programa Mais Educação para realizarmos a

Leia mais

WORKSHOP INSPIRATION COM MAURICIO ARIAS WORKSHOP INÉDITO NO BRASIL

WORKSHOP INSPIRATION COM MAURICIO ARIAS WORKSHOP INÉDITO NO BRASIL WORKSHOP INSPIRATION COM MAURICIO ARIAS WORKSHOP INÉDITO NO BRASIL MAURICIO ARIAS é nativo de Nicarágua, mas vive em São Francisco, Califórnia. Atua como um dos grandes nomes da equipe de Ben Chrisman.

Leia mais

Objetivos Específicos. Estratégias em Língua Portuguesa. Leitura de histórias em quadrinhos. Desenhos próprios. Gibisão data show.

Objetivos Específicos. Estratégias em Língua Portuguesa. Leitura de histórias em quadrinhos. Desenhos próprios. Gibisão data show. PLANEJAMENTO Folclore Professor (a): Vanessa da Rosa Competências Leitura; Oralidade; Produção textual, Ortografia, Ritmo e Memória. Avançar em seus conhecimentos sobre a escrita, ao escrever segundo suas

Leia mais

InfoReggae - Edição 17 Grupos: Makala Música & Dança 01 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 17 Grupos: Makala Música & Dança 01 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207 OLHAR GLOBAL Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas A poeira do renascimento 36 Fotografe Melhor n o 207 Olivier convida pessoas que encontra na rua ou na internet para posarem

Leia mais

OInstitutoMusiva. O Instituto Musiva trabalha para promover o desenvolvimento econômico e social de comunidades em risco social do Brasil.

OInstitutoMusiva. O Instituto Musiva trabalha para promover o desenvolvimento econômico e social de comunidades em risco social do Brasil. OInstitutoMusiva O Instituto Musiva trabalha para promover o desenvolvimento econômico e social de comunidades em risco social do Brasil. Desde 2009, promove cursos, oficinas de capacitação artística,

Leia mais

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina.

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina. 7 12 Anos ESTAS IMAGENS SÃO UM RODOPIO!///////////////////// 3 CINEMA EM CASA!//////////////////////////////////////////////////// 4 QUE FEITIÇO É ESTE?/////////////////////////////////////////////////

Leia mais

Identificar a passagem do tempo no dia-a-dia e sua organização. Compreender o conceito de cidadania e responsabilidade.

Identificar a passagem do tempo no dia-a-dia e sua organização. Compreender o conceito de cidadania e responsabilidade. Disciplina: História Período: 1º Unidade 1: Tempo para todos. 1.1. Ser solidário 1.2. Cada coisa a seu tempo 1.3. Todos nós temos responsabilidades Identificar a passagem do tempo no dia-a-dia e sua organização.

Leia mais

Banda de rock Pau com Arame

Banda de rock Pau com Arame Banda de rock Pau com Arame A banda de rock Pau com Arame, de Belo Horizonte, foi formada em 1997 e trouxe para o mundo o rock "elíptico", moderno e original enfocando temas atuais e retratando o cotidiano

Leia mais

Conteúdo: Aula 1: As paisagens do mundo. O que é paisagem? A paisagem e as marcas do tempo. Aula 2: A paisagem e as desigualdades sociais.

Conteúdo: Aula 1: As paisagens do mundo. O que é paisagem? A paisagem e as marcas do tempo. Aula 2: A paisagem e as desigualdades sociais. Conteúdo: Aula 1: As paisagens do mundo. O que é paisagem? A paisagem e as marcas do tempo. Aula 2: A paisagem e as desigualdades sociais. 2 Habilidades: Aula 1: Entender que as características peculiares

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

Planejamento. Educação infantil Ciranda Nível 3. Unidade 1: Cirandando

Planejamento. Educação infantil Ciranda Nível 3. Unidade 1: Cirandando Linguagem oral e escrita Planejamento Educação infantil Ciranda Nível 3 Unidade 1: Cirandando Formas textuais Conhecer diferentes tipos de textos. Conhecer um texto instrucional e sua função social. Priorizar

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO 0 1 A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA

Leia mais

Arquivo Público do Estado de São Paulo

Arquivo Público do Estado de São Paulo Arquivo Público do Estado de São Paulo Oficina: O(s) Uso(s) de documentos de arquivo na sala de aula Ditadura Militar e Anistia (1964 a 1985). Anos de Chumbo no Brasil. Ieda Maria Galvão dos Santos 2º

Leia mais

Figura 56. Tema Folclore. Figura 58 Personagens ou Imagens do Folclore Brasileiro: Cuca

Figura 56. Tema Folclore. Figura 58 Personagens ou Imagens do Folclore Brasileiro: Cuca O tema do folclore pintado pelos alunos passou por uma seleção de imagens escolhidas por eles mesmos, desenhadas anteriormente em classe para depois tais desenhos serem apresentados para a votação. As

Leia mais

Filme: O Lobisomem e o Coronel

Filme: O Lobisomem e o Coronel Filme: O Lobisomem e o Coronel Gênero: Animação Diretor: Elvis K. Figueiredo, Ítalo Cajueiro Ano: 2002 Duração: 10 min Cor: Colorido Bitola: 35mm País: Brasil Disponível no Porta Curtas: www.portacurtas.com.br/curtanaescola/filme.asp?cod=1518

Leia mais

Histórias, Redes Sociais e Memória

Histórias, Redes Sociais e Memória Histórias, Redes Sociais e Memória h.d.mabuse "A capacidade de lembrar o que já se viveu ou aprendeu e relacionar isso com a situação presente é o mais importante mecanismo de constituição e preservação

Leia mais

SINOPSE CURTA SINOPSE

SINOPSE CURTA SINOPSE SINOPSE CURTA No início dos anos 1940, os irmãos Orlando, Cláudio e Leonardo Villas-Boas desistem do conforto da vida na cidade e alistam-se na expedição Roncador Xingu para descobrir e explorar as terras

Leia mais

Contextualizando o enfoque CTSA, a partir da Fotonovela

Contextualizando o enfoque CTSA, a partir da Fotonovela Contextualizando o enfoque CTSA, a partir da Fotonovela Resumo: Este presente trabalho tem como intuito resgatar atividades já feitas em décadas anteriores, para elaboração de novos métodos didáticos em

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA CLAINES KREMER GENISELE OLIVEIRA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POR UMA PERSPECTIVA DE RELAÇÕES ENTRE

Leia mais

SANTA CATARINA EM CENA 2003

SANTA CATARINA EM CENA 2003 SANTA CATARINA EM CENA 2003 Com média de 19 pontos de audiência e 63% de share e grande repercussão junto ao público, o projeto Santa Catarina em Cena, levou para os lares catarinenses, no ano de 2002,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca INAUGURAÇÃO DA «CASA DE CULTURA JORGE

Leia mais

CURSOS DE DESIGN DE APRESENTAÇÃO. Revolucione seu jeito de comunicar ideias

CURSOS DE DESIGN DE APRESENTAÇÃO. Revolucione seu jeito de comunicar ideias CURSOS DE DESIGN DE APRESENTAÇÃO Revolucione seu jeito de comunicar ideias QUEREMOS AJUDAR A REVOLUCIONAR O JEITO DE COMUNICAR IDEIAS Especialistas em comunicar ideias usando apresentações, nossa experiência

Leia mais

6D Estúdio. promessa de ir além das 3 dimensões. Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso

6D Estúdio. promessa de ir além das 3 dimensões. Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso 6D Estúdio promessa de ir além das 3 dimensões Eles eram seis e, hoje, são sete sócios trabalhando do design impresso ao design em movimento, em vídeo ou internet. Eles unem diferentes conhecimentos técnicos

Leia mais

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações.

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sala de Professor MESTRE JÚLIO: RETRATO PINTADO CONCEITOS Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sociologia Indústria cultural.

Leia mais

Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual.

Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A 1 Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA

Leia mais

Ampliando o olhar sobre a Arte

Ampliando o olhar sobre a Arte Ampliando o olhar sobre a Arte A Arte reflete a história da humanidade. Desde as primeiras expressões artísticas (Arte rupestre) até os dias de hoje, podemos compreender o desenvolvimento do homem em cada

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DE CARTAZ E LOGOMARCA DO CENTENÁRIO DA PARÓQUIA DE SANT ANA SUMARÉ

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DE CARTAZ E LOGOMARCA DO CENTENÁRIO DA PARÓQUIA DE SANT ANA SUMARÉ REGULAMENTO DO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DE CARTAZ E LOGOMARCA DO CENTENÁRIO DA PARÓQUIA DE SANT ANA SUMARÉ Abertura: Com alegria e expectativa, estamos lançando o Concurso para a criação do cartaz e da

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 1º VOLUME ARTES VISUAIS O FAZER ARTÍSTICO Criação de desenhos, pinturas e colagens, com base em seu próprio repertório. Exploração das possibilidades oferecidas por diferentes

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

Histórias em Quadrinhos

Histórias em Quadrinhos Histórias em Quadrinhos Apresentação baseada no texto Profa. Denise Castilhos Profa. Marilene Garcia Histórias em quadrinhos: imaginação traduzida visualmente para encantar e apaixonar gerações As HQ começaram

Leia mais

Disponível em: http://www.portacurtas.com.br/filme.asp?cod=2844

Disponível em: http://www.portacurtas.com.br/filme.asp?cod=2844 Filme: Juro que vi: O Curupira Gênero: Animação Diretor: Humberto Avelar Ano: 2003 Duração: 11 min Cor: Colorido Bitola: 35mm País: Brasil Disponível em: http://www.portacurtas.com.br/filme.asp?cod=2844

Leia mais

FACULDADE EÇA DE QUEIROS. Edna Cristina do Nascimento. Marineide Gonçalves. Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA

FACULDADE EÇA DE QUEIROS. Edna Cristina do Nascimento. Marineide Gonçalves. Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA FACULDADE EÇA DE QUEIROS Edna Cristina do Nascimento Marineide Gonçalves Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA MARÇO 2012 FACULDADE EÇA DE QUEIROS PROJETO PEDAGÓGICO SOBRE O LIVRO: MENINA BONITA

Leia mais

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté 1 Conteúdo TIPOS DE PLANOS... 3 PLANO GERAL... 3 PLANO MÉDIO... 3 PLANO AMERICANO... 4 PRIMEIRO PLANO OU CLOSE-UP... 4 PRIMEIRÍSSIMO PLANO... 4 MOVIMENTOS DE CÂMERA... 5 PANORÂMICAS - PANS... 5 PANORÂMICA

Leia mais

Questões - Festas populares do mês de junho

Questões - Festas populares do mês de junho Questões - Festas populares do mês de junho 1. Descreva os elementos característicos da Festa Junina presentes nas imagens. Abertura de São João 2011, no Pelourinho http://commons.wikimedia.org/wiki/file:s%c3%a3o_jo%c3%a3o_no_pel%c3%b4_2.jpg

Leia mais

1º Período UNIDADE 1. Exercícios; A aventura de navegar

1º Período UNIDADE 1. Exercícios; A aventura de navegar 1º Período UNIDADE 1 A aventura de navegar Produtos valiosos Navegar em busca de riquezas Viagens espanholas Viagens portuguesas Ampliação O dia a dia dos marinheiros Conhecer as primeiras especiarias

Leia mais

Fotossenti: Um aplicativo para auxiliar em tratamentos psicológicos

Fotossenti: Um aplicativo para auxiliar em tratamentos psicológicos Fotossenti: Um aplicativo para auxiliar em tratamentos psicológicos Dárlinton Barbosa Feres Carvalho, Samuel Moreira Abreu Araújo darlinton@acm.org, samucacesa@yahoo.com.br Departamento de Ciência da Computação

Leia mais

Jornal Marco Zero 1. Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5

Jornal Marco Zero 1. Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5 1 Jornal Marco Zero 1 Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5 Faculdade internacional de Curitiba (Facinter) RESUMO O jornal-laboratório Marco Zero 6 é

Leia mais

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo COMO USAR O MATERIAL NAS PÁGINAS A SEGUIR, VOCÊ ENCONTRA UM PASSO A PASSO DE CADA ETAPA DO DESIGN FOR CHANGE, PARA FACILITAR SEU TRABALHO COM AS CRIANÇAS. VOCÊ VERÁ QUE OS 4 VERBOS (SENTIR, IMAGINAR, FAZER

Leia mais

Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA

Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA JUSTIFICATIVA Desde 1996, o trabalho social voluntário, voltado para crianças e

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina.

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina. 3 7 Anos ONDE ESTÁ O ARCO-ÍRIS?//////////////////////////////////3 CAIXA MÁGICA////////////////////////////////////////////////////4 CASINHA, CASARÃO, ONDE É QUE ELES VIVERÃO?////////////////////////////5

Leia mais

A partir das coisas. ZUMTHOR, Peter. Pensar a arquitetura. Barcelona: Gustavo Gili, 2005. 66p. Alda Mirian Augusto de Oliveira*

A partir das coisas. ZUMTHOR, Peter. Pensar a arquitetura. Barcelona: Gustavo Gili, 2005. 66p. Alda Mirian Augusto de Oliveira* ZUMTHOR, Peter. Pensar a arquitetura. Barcelona: Gustavo Gili, 2005. 66p. A partir das coisas Alda Mirian Augusto de Oliveira* Pensar a arquitetura reúne seis conferências de Peter Zumthor, proferidas

Leia mais

Regulamento das oficinas

Regulamento das oficinas Regulamento das oficinas As oficinas oferecidas pelo Cine Festival Inconfidentes Festival Nacional de Cinema e Vídeo de Mariana são gratuitas e abertas à participação da comunidade; Cada pessoa poderá

Leia mais

1. O que é Folclore? Uma análise histórica e crítica do conceito.

1. O que é Folclore? Uma análise histórica e crítica do conceito. Objetivos Proporcionar o entendimento das características gerais do processo folclórico brasileiro; Estruturar o profissional de Eventos para conhecer particularidades de alguns acontecimentos que envolvem

Leia mais

Romance familiar poesia familiar

Romance familiar poesia familiar Romance familiar poesia familiar Em busca de imagens para uma apresentação, dou com a foto, feita em estúdio, de um garoto de 11 anos de idade chamado Walter Benjamin (1892-1940). Serve de ilustração a

Leia mais

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90.

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90. porta aberta Nova edição Geografia 2º ao 5º ano O estudo das categorias lugar, paisagem e espaço tem prioridade nesta obra. 25383COL05 Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4,

Leia mais

O Setor Cultural da Embaixada do Brasil tem o prazer de convidá-lo. a participar em um projeto novo e interessante.

O Setor Cultural da Embaixada do Brasil tem o prazer de convidá-lo. a participar em um projeto novo e interessante. O Setor Cultural da Embaixada do Brasil tem o prazer de convidá-lo a participar em um projeto novo e interessante. O Art Brazil Circulation Project ou ABC Project lhe dá a oportunidade de pedir uma seleção

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015.

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015. Leia o texto a seguir para realizar as lições de Matemática da semana. Os alunos do 3º ano foram

Leia mais

2ª Etapa: Propor a redação de um conto de mistério utilizando os recursos identificados na primeira etapa da atividade.

2ª Etapa: Propor a redação de um conto de mistério utilizando os recursos identificados na primeira etapa da atividade. DRÁCULA Introdução ao tema Certamente, muitas das histórias que atraem a atenção dos jovens leitores são as narrativas de terror e mistério. Monstros, fantasmas e outras criaturas sobrenaturais sempre

Leia mais

Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos. Ateliê "Animais do Mundo" (Pré-escolar) - 48 alunos:

Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos. Ateliê Animais do Mundo (Pré-escolar) - 48 alunos: Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos Ateliê "Animais do Mundo" (Pré-escolar) - 48 alunos: Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Através da história deste Mosteiro, iremos

Leia mais

Um Site Sobre Viagens...

Um Site Sobre Viagens... Um Site Sobre Viagens... www.cidadaodoplaneta.com.br contato@cidadaodoplaneta.com.br @caiofochetto 2 HISTÓRICO...03 CURRÍCULO...04 MÍDIAS DO SITE...05 PUBLICIDADE...06 ESTATÍSTICAS DE ACESSO...07 DADOS

Leia mais

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR MATRIZ CURRICULAR Carga Horária Semestral por Disciplina Disciplinas 1º semestre 2º semestre 3º semestre 4º semestre 5º semestre 6º semestre 7º semestre 8º semestre Total Obrigatórias Optativas Fundamentos

Leia mais

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II Músicas infantis. Danças, músicas e personagens folclóricos. Conhecer textos e melodias folclóricos; Entoar músicas do folclore brasileiro; Dançar músicas folclóricas; Imitar

Leia mais

COMANDO VERDE GUERRA CIVIL NO RIO DE JANEIRO

COMANDO VERDE GUERRA CIVIL NO RIO DE JANEIRO COMANDO VERDE OPERAÇÃO ARCANJO Comando Verde o surpreenderá pela forma que apresenta críticas sociais a problemas enraizados no dia a dia brasileiro, sem que você sinta que está sendo exposto às vísceras

Leia mais

g r u p o X I X d e t e a t r o

g r u p o X I X d e t e a t r o H y s t e r i a g r u p o X I X d e t e a t r o H y s t e r i a E s p e t á c u l o Hysteria fala das intrincadas relações sociais da mulher brasileira na virada do século XIX/XX e, para tanto, se acompanha

Leia mais

DISCURSO SOBRE LEVANTAMENTO DA PASTORAL DO MIGRANTE FEITO NO ESTADO DO AMAZONAS REVELANDO QUE OS MIGRANTES PROCURAM O ESTADO DO AMAZONAS EM BUSCA DE

DISCURSO SOBRE LEVANTAMENTO DA PASTORAL DO MIGRANTE FEITO NO ESTADO DO AMAZONAS REVELANDO QUE OS MIGRANTES PROCURAM O ESTADO DO AMAZONAS EM BUSCA DE DISCURSO SOBRE LEVANTAMENTO DA PASTORAL DO MIGRANTE FEITO NO ESTADO DO AMAZONAS REVELANDO QUE OS MIGRANTES PROCURAM O ESTADO DO AMAZONAS EM BUSCA DE MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA DEPUTADO MARCELO SERAFIM

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

Projeto Escola e família: construindo novos caminhos

Projeto Escola e família: construindo novos caminhos Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Projeto Escola e família: construindo novos caminhos ELIZÂNGELA. S. VIEIRA COORDENADORA DE PROJETOS EDUCACIONAIS

Leia mais

set-dez 2013 comunidade cabelo seco, marabá cursos projetos ações culturais inscrições 01 a 08 setembro

set-dez 2013 comunidade cabelo seco, marabá cursos projetos ações culturais inscrições 01 a 08 setembro comunidade cabelo seco, marabá set-dez 2013 cursos projetos ações culturais inscrições 01 a 08 setembro Vamos criar uma Universidade Comunitária dos Rios? Querida comunidade de Cabelo Seco! Amigos e amigas

Leia mais

EVOLUÇÃO DA MÍDIA AUDIOVISUAL ANDRÉIA SOARES F. DE SOUZA

EVOLUÇÃO DA MÍDIA AUDIOVISUAL ANDRÉIA SOARES F. DE SOUZA EVOLUÇÃO DA MÍDIA AUDIOVISUAL ANDRÉIA SOARES F. DE SOUZA Cronograma de Evolução da Mídia Audiovisual no Brasil Gráfico representativo do desenvolvimento de mídia audiovisual no Brasil década a década A

Leia mais

Oficina de Radialismo

Oficina de Radialismo Oficina de Radialismo Projeto de Rádio Escolar Rádio Escolar: Exercícios práticos Vinhetas de Rádio Exemplos: O que são vinhetas? São pequenas gravações que usamos, geralmente, para reforçar uma informação.

Leia mais

Teorias de Media e Comunicação

Teorias de Media e Comunicação Teorias de Media e Comunicação (4) Teóricos Contemporâneos Rita Espanha Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação 1º Semestre 2012/2013 terça-feira, 20 de Novembro de 2012 Página 2 Jürgen

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

Festa de Aniversário Tabela de Serviços

Festa de Aniversário Tabela de Serviços Festa de Aniversário Tabela de Serviços Serviço Condições Preço FESTA DA IMAGEM - bolo de aniversário brinde da casa para o aniversariante Sábado e Domingo: 8* FESTA DA CASA - bolo de aniversário brinde

Leia mais

A Dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma

A Dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma Dança Desde 1982, no dia 29 de abril, comemora-se o dia internacional da dança, instituído pela UNESCO em homenagem ao criador do balé moderno, Jean- Georges Noverre. A Dança é a arte de mexer o corpo,

Leia mais

INTRODUÇÃO À ESCRITA CRIATIVA. www.zonaverde.pt

INTRODUÇÃO À ESCRITA CRIATIVA. www.zonaverde.pt INTRODUÇÃO À ESCRITA CRIATIVA INTRODUÇÃO A escrita criativa não vive de clichés nem vive de generalidades. Ela procura maneiras de falar que são relevantes, com conteúdos repletos de metáforas, comparações,

Leia mais

Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011

Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011 Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011 Diferentemente do que se imagina, Dilma Rousseff não participou do maior roubo praticado por organizações de esquerda para financiar a luta armada contra a ditadura

Leia mais

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 03/03/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Versículos para decorar: 1 - O Espírito de Deus me fez; o sopro do Todo-poderoso me dá vida. (Jó 33:4)

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Projeto Internos: a fotografia no hospital

Projeto Internos: a fotografia no hospital CRIAÇÃO Projeto Internos: a fotografia no hospital Haná Vaisman É impossível ficar três meses lidando com uma pessoa todo dia e falar que ela é só paciente e você só médico. Você acaba tendo preocupações

Leia mais

II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL

II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL O FEST CURT CELU Guia Curta Fácil 2 A câmera de cinema funciona como se fosse uma máquina fotográfica que dispara milhares de foto em um espaço muito

Leia mais

29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul A CIDADE E UMA UNIVERSIDADE: NARRATIVAS POSSÍVEIS

29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul A CIDADE E UMA UNIVERSIDADE: NARRATIVAS POSSÍVEIS A CIDADE E UMA UNIVERSIDADE: NARRATIVAS POSSÍVEIS Área temática: Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro Professora Drª Adriane Borda (coordenador da Ação de Extensão) Vanessa da Silva Cardoso 1,

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

ESTA ESCOLA É O BICHO E ME ADOTA

ESTA ESCOLA É O BICHO E ME ADOTA mascotes ESTA ESCOLA É O BICHO E ME ADOTA me adota? Secretaria Especial dos Direitos Animais Ação educativa 2016-2º ciclo (final), 3º ciclo e Ensino Médio: MASCOTES ESTA ESCOLA É O BICHO E ME ADOTA Organizadora:

Leia mais

O FILME COMO UMA VISÃO DO ESPAÇO E DO LUGAR: A CIDADE DE QUEIMADOS NA VISÃO DOS EDUCANDOS

O FILME COMO UMA VISÃO DO ESPAÇO E DO LUGAR: A CIDADE DE QUEIMADOS NA VISÃO DOS EDUCANDOS O FILME COMO UMA VISÃO DO ESPAÇO E DO LUGAR: A CIDADE DE QUEIMADOS NA VISÃO DOS EDUCANDOS Luciana Cristina Araújo da Silva/Universidade Federal Fluminense alteridadeounao@yahoo.com.br Walison Boy dos Santos/Universidade

Leia mais

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina.

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina. 12 18 Anos ESTAS IMAGENS SÃO UM RODOPIO!/////////////////////////////////////// 3 CINEMA EM CASA!////////////////////////////////////////////////////////////////////// 4 BRINQUEDOS ÓPTICOS///////////////////////////////////////////////////////////////

Leia mais

PESADELOS DE MARIANNA GARTNER PUBLICADO EM ARTES E IDEIAS POR CAROLINA CARETTIN

PESADELOS DE MARIANNA GARTNER PUBLICADO EM ARTES E IDEIAS POR CAROLINA CARETTIN PESADELOS DE MARIANNA GARTNER PUBLICADO EM ARTES E IDEIAS POR CAROLINA CARETTIN Pintura e fotografia numa inspiradora mistura artística Marianna Gartner, "Diablo Baby" (óleo sobre tela). A arte é capaz

Leia mais

JUQUERIQUERÊ. Palavras-chave Rios, recursos hídricos, meio-ambiente, poluição, questão indígena.

JUQUERIQUERÊ. Palavras-chave Rios, recursos hídricos, meio-ambiente, poluição, questão indígena. JUQUERIQUERÊ Resumo Neste breve documentário, um índio faz uma retrospectiva de como ele vivia na região do Rio Juqueriquerê, localizada no litoral norte do Estado de São Paulo. Em seu relato, compara

Leia mais

Proposta de Trabalho para a Oficina de Iniciação Teatral

Proposta de Trabalho para a Oficina de Iniciação Teatral Proposta de Trabalho para a Oficina de Iniciação Teatral O teatro promove oportunidades para que adolescentes e adultos conheçam observem e confrontem diferentes culturas em diferentes momentos históricos,

Leia mais

As imagens vencedoras estamparão algumas janelas do Colégio, além de serem divulgadas via Facebook e site do Instituto Sidarta.

As imagens vencedoras estamparão algumas janelas do Colégio, além de serem divulgadas via Facebook e site do Instituto Sidarta. INFORMAÇÕES GERAIS O concurso de fotos que celebra os 15 anos do Instituto Sidarta tem como tema Cenas no Sidarta, ou seja, cenas da experiência vivida no Sidarta que foram e são importantes para os alunos

Leia mais

O C A N A L ENTRETENIMENTO DE QUALIDADE

O C A N A L ENTRETENIMENTO DE QUALIDADE O C A N A L ENTRETENIMENTO DE QUALIDADE O canal Fox traz entretenimento inteligente para toda a família com filmes de sucesso e séries sobre as quais todo mundo está falando. Seja com Os Simpsons, a animação

Leia mais

O COELHO E A ONÇA. Adaptação: Eduardo Longevo Ilustração: Denise Nascimento Temas: inteligência, presença de espírito, astúcia A OBRA...

O COELHO E A ONÇA. Adaptação: Eduardo Longevo Ilustração: Denise Nascimento Temas: inteligência, presença de espírito, astúcia A OBRA... O COELHO E A ONÇA Adaptação: Eduardo Longevo Ilustração: Denise Nascimento Temas: inteligência, presença de espírito, astúcia A OBRA... Os três contos reunidos no livro O coelho e a onça: histórias brasileiras

Leia mais

Pais, avós, parentes, adultos, professores, enfim, educadores de forma geral.

Pais, avós, parentes, adultos, professores, enfim, educadores de forma geral. Entre os dias 30 de agosto e 6 de setembro de 2014, a PUC Minas no São Gabriel realiza a VI Semana de Ciência, Arte e Política, com a temática Cidades Aqui tem gente? Dentro da programação, a SCAP Lá e

Leia mais

O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula

O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula SEQUÊNCIA DIDÁTICA Milton Garcia Silva São Paulo 2012 TEMA Modos de Morar em São Paulo Séculos XIX e XX. JUSTIFICATIVA Nota-se que os alunos possuem

Leia mais

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL Existem infinitas maneiras de organizar, produzir e finalizar uma obra audiovisual. Cada pessoa ou produtora trabalha da sua maneira a partir de diversos fatores:

Leia mais

Marilia Leite Conceição

Marilia Leite Conceição Marilia Leite Conceição Introdução Presença dos conhecimentos sobre natureza e sociedade na Educação Infantil: idéias e práticas correntes A criança, a natureza e a sociedade Objetivos Crianças de zero

Leia mais

QUADRINHOS, UMA JANELA PARA AVENTURAS!!!

QUADRINHOS, UMA JANELA PARA AVENTURAS!!! OFICINA Nº: 01 (PARTE 1) QUADRINHOS, UMA JANELA PARA AVENTURAS!!! ÁREA: Língua Portuguesa FAIXA ETÁRIA: 08 a 12 anos. CARGA HORÁRIA: 03 horas. OBJETIVO: Conhecer a estrutura de histórias em quadrinhos.

Leia mais

Ilustrações para a campanha publicitária dos Irmãos Green. 1

Ilustrações para a campanha publicitária dos Irmãos Green. 1 Ilustrações para a campanha publicitária dos Irmãos Green. 1 Julia Camargo CALLEGARI 2 Gabriel Muller SPACH 3 Gabriela Antunes SCHETTERT 4 Juliana Beltrão VENERI 5 Pamela Raquel Bruch GROFF 6 Renato BUIATTI

Leia mais

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome: n o

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome: n o 3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome: n o 1) Leia esta tirinha de Mauricio de Sousa e divirta-se com ela. Em seguida, resolva a questão proposta. NÃO, CHICO! VOCÊ NÃO

Leia mais