A amizade abana o rabo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A amizade abana o rabo"

Transcrição

1 RESENHA Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: Marina relata, nessa história, seu encontro com cães especiais, que fazem parte de sua vida: Meiga, Maribel e Milord. A história começa com a chegada de Tusca, que nem sempre teve esse nome, uma cachorrinha grávida que, depois de invadir o jardim da autora, acaba por cativá-la e à sua família, passando a viver com eles. E era perto do Natal... Dos seis filhotes de Tusca, apenas duas cachorrinhas permanecem: Meiga e Maribel, que se transformam na paixão da casa. Algum tempo depois, misteriosamente, assim como chegou, Tusca vai embora. É então que entra em cena Milord, um belo cachorro preto que pertencia a uma vizinha. Grande, elegante, de hábitos delicados, o animal vai, pouco a pouco, aproximando-se e conquistando a autora e as duas cachorrinhas. Ninguém poderia imaginar que Milord, algum tempo depois, se revelaria um herói ao salvar Meiga, uma das cadelinhas que havia sido gravemente ferida por algum animal selvagem. Milord, com um comportamento pouco habitual, acaba conduzindo sua proprietária até o local em que Meiga se encontra, já quase sem vida. Levada a um veterinário, a cachorrinha acaba se recuperando das agressões sofridas, graças à inteligência e ao amor do grande cachorro preto. Todos comemoram seu retorno. Meiga, Maribel e Milord celebram o final feliz dessa história de amizade que abana o rabo. UM POUCO SOBRE A AUTORA PROJETO DE LEITURA Maria José Nóbrega Rosane Pamplona Marina Colasanti nasceu no ano de 1937, em Asmara, capital de um país chamado Eritréia, que fica às margens do Mar Vermelho, no continente africano. Com mais ou menos três anos, transferiu-se para a Itália, terra de seus pais. Com onze anos, mudouse para o Brasil e aqui permaneceu. Estudou na faculdade de Belas Artes, no Rio de Janeiro e, como artista plástica, recebeu diversos prêmios, principalmente por suas gravuras. Em 1962, resolveu cursar jornalismo e passou, também, a trabalhar como redatora, colunista e tradutora. Sua estréia como escritora deu-se, em 1968, com o livro Eu, sozinha, em que desenvolve uma prosa memorialista, parecida com a que se verifica em Amizade abana o rabo. Marina, que diz pensar também com os olhos, ilustra suas próprias histórias, articulando a arte de escrever à de pintar, encantando duplamente. Entre outros livros, escreveu: Uma idéia toda azul; Doze reis e a moça no labirinto do vento; Ofélia, a ovelha; A mão na massa. 2 COMENTÁRIOS SOBRE A OBRA A relação entre o homem e os animais inspirou muitos escritores. Em, Marina Colasanti explora o tema com rara sensibilidade. O afeto que atravessa a relação dela com seus cachorros perpassa todo o relato. Por meio de suas palavras, palavras que traduzem e interpretam o que os cachorros fazem, nos aproximamos desse círculo de amigos. A narrativa convida o leitor a refletir a respeito desse sentimento tão particular a amizade e do que ele exige de respeito às diferenças e à liberdade. Áreas envolvidas: Língua Portuguesa Temas transversais: Ética Público-alvo: Leitor fluente 3

2 RESENHA Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: Marina relata, nessa história, seu encontro com cães especiais, que fazem parte de sua vida: Meiga, Maribel e Milord. A história começa com a chegada de Tusca, que nem sempre teve esse nome, uma cachorrinha grávida que, depois de invadir o jardim da autora, acaba por cativá-la e à sua família, passando a viver com eles. E era perto do Natal... Dos seis filhotes de Tusca, apenas duas cachorrinhas permanecem: Meiga e Maribel, que se transformam na paixão da casa. Algum tempo depois, misteriosamente, assim como chegou, Tusca vai embora. É então que entra em cena Milord, um belo cachorro preto que pertencia a uma vizinha. Grande, elegante, de hábitos delicados, o animal vai, pouco a pouco, aproximando-se e conquistando a autora e as duas cachorrinhas. Ninguém poderia imaginar que Milord, algum tempo depois, se revelaria um herói ao salvar Meiga, uma das cadelinhas que havia sido gravemente ferida por algum animal selvagem. Milord, com um comportamento pouco habitual, acaba conduzindo sua proprietária até o local em que Meiga se encontra, já quase sem vida. Levada a um veterinário, a cachorrinha acaba se recuperando das agressões sofridas, graças à inteligência e ao amor do grande cachorro preto. Todos comemoram seu retorno. Meiga, Maribel e Milord celebram o final feliz dessa história de amizade que abana o rabo. UM POUCO SOBRE A AUTORA PROJETO DE LEITURA Maria José Nóbrega Rosane Pamplona Marina Colasanti nasceu no ano de 1937, em Asmara, capital de um país chamado Eritréia, que fica às margens do Mar Vermelho, no continente africano. Com mais ou menos três anos, transferiu-se para a Itália, terra de seus pais. Com onze anos, mudouse para o Brasil e aqui permaneceu. Estudou na faculdade de Belas Artes, no Rio de Janeiro e, como artista plástica, recebeu diversos prêmios, principalmente por suas gravuras. Em 1962, resolveu cursar jornalismo e passou, também, a trabalhar como redatora, colunista e tradutora. Sua estréia como escritora deu-se, em 1968, com o livro Eu, sozinha, em que desenvolve uma prosa memorialista, parecida com a que se verifica em Amizade abana o rabo. Marina, que diz pensar também com os olhos, ilustra suas próprias histórias, articulando a arte de escrever à de pintar, encantando duplamente. Entre outros livros, escreveu: Uma idéia toda azul; Doze reis e a moça no labirinto do vento; Ofélia, a ovelha; A mão na massa. 2 COMENTÁRIOS SOBRE A OBRA A relação entre o homem e os animais inspirou muitos escritores. Em, Marina Colasanti explora o tema com rara sensibilidade. O afeto que atravessa a relação dela com seus cachorros perpassa todo o relato. Por meio de suas palavras, palavras que traduzem e interpretam o que os cachorros fazem, nos aproximamos desse círculo de amigos. A narrativa convida o leitor a refletir a respeito desse sentimento tão particular a amizade e do que ele exige de respeito às diferenças e à liberdade. Áreas envolvidas: Língua Portuguesa Temas transversais: Ética Público-alvo: Leitor fluente 3

3 RESENHA Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: Marina relata, nessa história, seu encontro com cães especiais, que fazem parte de sua vida: Meiga, Maribel e Milord. A história começa com a chegada de Tusca, que nem sempre teve esse nome, uma cachorrinha grávida que, depois de invadir o jardim da autora, acaba por cativá-la e à sua família, passando a viver com eles. E era perto do Natal... Dos seis filhotes de Tusca, apenas duas cachorrinhas permanecem: Meiga e Maribel, que se transformam na paixão da casa. Algum tempo depois, misteriosamente, assim como chegou, Tusca vai embora. É então que entra em cena Milord, um belo cachorro preto que pertencia a uma vizinha. Grande, elegante, de hábitos delicados, o animal vai, pouco a pouco, aproximando-se e conquistando a autora e as duas cachorrinhas. Ninguém poderia imaginar que Milord, algum tempo depois, se revelaria um herói ao salvar Meiga, uma das cadelinhas que havia sido gravemente ferida por algum animal selvagem. Milord, com um comportamento pouco habitual, acaba conduzindo sua proprietária até o local em que Meiga se encontra, já quase sem vida. Levada a um veterinário, a cachorrinha acaba se recuperando das agressões sofridas, graças à inteligência e ao amor do grande cachorro preto. Todos comemoram seu retorno. Meiga, Maribel e Milord celebram o final feliz dessa história de amizade que abana o rabo. UM POUCO SOBRE A AUTORA PROJETO DE LEITURA Maria José Nóbrega Rosane Pamplona Marina Colasanti nasceu no ano de 1937, em Asmara, capital de um país chamado Eritréia, que fica às margens do Mar Vermelho, no continente africano. Com mais ou menos três anos, transferiu-se para a Itália, terra de seus pais. Com onze anos, mudouse para o Brasil e aqui permaneceu. Estudou na faculdade de Belas Artes, no Rio de Janeiro e, como artista plástica, recebeu diversos prêmios, principalmente por suas gravuras. Em 1962, resolveu cursar jornalismo e passou, também, a trabalhar como redatora, colunista e tradutora. Sua estréia como escritora deu-se, em 1968, com o livro Eu, sozinha, em que desenvolve uma prosa memorialista, parecida com a que se verifica em Amizade abana o rabo. Marina, que diz pensar também com os olhos, ilustra suas próprias histórias, articulando a arte de escrever à de pintar, encantando duplamente. Entre outros livros, escreveu: Uma idéia toda azul; Doze reis e a moça no labirinto do vento; Ofélia, a ovelha; A mão na massa. 2 COMENTÁRIOS SOBRE A OBRA A relação entre o homem e os animais inspirou muitos escritores. Em, Marina Colasanti explora o tema com rara sensibilidade. O afeto que atravessa a relação dela com seus cachorros perpassa todo o relato. Por meio de suas palavras, palavras que traduzem e interpretam o que os cachorros fazem, nos aproximamos desse círculo de amigos. A narrativa convida o leitor a refletir a respeito desse sentimento tão particular a amizade e do que ele exige de respeito às diferenças e à liberdade. Áreas envolvidas: Língua Portuguesa Temas transversais: Ética Público-alvo: Leitor fluente 3

4 PROPOSTAS DE ATIVIDADES Antes da leitura: 1. Deixe que seus alunos folheiem o livro para apreciar as ilustrações que a própria autora, Marina Colasanti, produziu para o livro. 2. Depois, estimule-os a explicitar os dados que puderam recolher sobre o lugar em que se desenrolará a história. Embora não se possa identificá-lo com precisão, é possível reconhecer uma paisagem serrana, com casas rodeadas de jardins, localizadas perto de matas. 3. Em seguida, peça que explicitem o que já é possível saber a respeito das personagens da história, por exemplo, que há pessoas e animais, principalmente cachorros. 4. Retome o título do livro,, e leia a dedicatória Para Meiga, Maribel e Milord, amigos generosos sem os quais este livro não teria acontecido. A quem se referem os nomes próprios que aparecem na dedicatória? A pessoas ou a animais? Durante a leitura: 1. Leia os títulos de cada um dos capítulos que compõem o livro e peça a seus alunos que verifiquem em que são diferentes de outros que já tenham lido. Espera-se que eles percebam que os títulos se constituem em pequenas sinopses nas quais a autora, em linhas gerais, esboça o enredo. 2. A partir das sinopses, é possível antecipar aspectos do conteúdo que serão desenvolvidos. Explicite esses elementos e peça que estejam atentos a eles durante a leitura: ESTA É A HISTÓRIA DAS DUAS CACHORRAS COR DE LEITE E MEL uma história que tem um pouco de tristeza e muita alegria. Quais os acontecimentos alegres? Quais os tristes? ESTA É A HISTÓRIA DO GRANDE CACHORRO PRETO uma história que podia ter acabado cedo e mal, mas não acabou. Que acontecimento poderia ter um desfecho ruim e não teve? ESTE É O PONTO EM QUE AS HISTÓRIAS SE CRUZAM um ponto em que sem esse cruzamento teríamos tragédia. 4

5 Quais as histórias que se cruzam? Que tragédia foi evitada por causa desse cruzamento de histórias? ESTE É O FINAL FELIZ um final que só é feliz graças à inteligência e ao amor. Que ato de inteligência e amor é este a que se refere a autora? Depois da leitura: 1. Tusca, quando ainda não se chamava assim, chegou ao jardim da casa da autora perto do Natal. Discuta com seus alunos em que a proximidade do Natal interferiu nas decisões da família em relação à cachorra. 2. Tanto Tusca como Milord trazem uma história que Marina descobre aos poucos. Tente recuperá-las. Comente com seus alunos que, apesar de Marina só ficar conhecendo essas histórias depois que os animais passam a freqüentar sua casa, a experiência do leitor é diferente: como a autora, apenas depois que Tusca parte, conhecemos sua história; mas, diferentemente da autora, ficamos conhecendo a história de Milord antes de saber como foi que ele passou a fazer parte da vida da família. É possível fazer referência a acontecimentos passados, observando a ordem cronológica ou em flashback, como fez Marina. 3. Dar nomes não é coisa simples. A mãe de Marina deu-lhe esse nome porque achava que lhe traria sorte, conforme ficamos sabendo ao ler Autora e Obra (página 32). Da mesma forma, o nome dos animais de estimação também envolvem uma escolha nem sempre tão fácil. Recupere a história da escolha dos nomes dos cães, personagens dessa história. Aproveite a oportunidade e peça que seus alunos investiguem a respeito das razões que orientaram a escolha dos nomes dos animais de estimação deles ou pertencentes a algum conhecido. Depois, deixe que exponham oralmente o que tiverem descoberto. 4. Episódios, como o que envolveu Milord e a cachorrinha Meiga, ilustram a comovente e generosa relação de amizade entre os cães e seus donos. Estimule seus alunos a relatarem experiências envolvendo os animais de estimação deles, de algum familiar ou conhecido. 5. Olavo Bilac, poeta parnasiano, tem um poema intitulado Veludo em que narra um ato heróico de um cachorro cujo nome é título do poema. Leia para seus alunos. 5

6 LEIA MAIS DA MESMA AUTORA Uma idéia toda azul Rio de Janeiro, Editora Nórdica Doze reis e a moça no labirinto do vento Rio de Janeiro, Editora Nórdica Ofélia, a ovelha São Paulo, Editora Melhoramentos A mão na massa São Paulo, Editora Salamandra 2. SOBRE O MESMO ASSUNTO A mulher que matou os peixes Clarice Lispector, Rio de Janeiro, Editora Rocco O cavalinho azul Maria Clara Machado, São Paulo, Companhia das Letrinhas Um dono para Buscapé Giselda Laporta Nicolelis, São Paulo, Editora Moderna Será que ele vem? Vivina de Assis Viana, São Paulo, Editora Moderna Numa véspera de Natal Júlio Emílio Braz, São Paulo, Editora Moderna

THALES GUARACY. Liberdade para todos. Leitor iniciante. Leitor em processo. Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: AVELINO GUEDES

THALES GUARACY. Liberdade para todos. Leitor iniciante. Leitor em processo. Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: AVELINO GUEDES Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente THALES GUARACY Liberdade para todos ILUSTRAÇÕES: AVELINO GUEDES PROJETO DE LEITURA Maria José Nóbrega Rosane Pamplona Liberdade para todos THALES GUARACY

Leia mais

Um dono para Buscapé GISELDA LAPORTA NICOLELIS. Um dono para Buscapé. Leitor iniciante. Leitor em processo. Leitor fluente

Um dono para Buscapé GISELDA LAPORTA NICOLELIS. Um dono para Buscapé. Leitor iniciante. Leitor em processo. Leitor fluente Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente um apartamento, onde animais não são permitidos. Esse é o grande problema de Marcelo: Quem pode ficar com Buscapé? Entre as possibilidades que se apresentam,

Leia mais

Pedro Bandeira. Leitor em processo 2 o e 3 o anos do Ensino Fundamental

Pedro Bandeira. Leitor em processo 2 o e 3 o anos do Ensino Fundamental Pedro Bandeira Pequeno pode tudo Leitor em processo 2 o e 3 o anos do Ensino Fundamental PROJETO DE LEITURA Coordenação: Maria José Nóbrega Elaboração: Rosane Pamplona De Leitores e Asas MARIA JOSÉ NÓBREGA

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: JAPĨĨ E JAKÃMĨ Uma história de amizade Autor: Yaguarê Yamã Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: Escritor, professor e artista plástico

Leia mais

Projeto Minha Identidade

Projeto Minha Identidade Projeto Minha Identidade Esta apostila é a primeira a ser desenvolvida com as crianças do Espaço Voar e tem como objetivo fortalecer o senso de identidade da criança como indivíduo, oferecendo situações

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

MATA ATLÂNTICA: CONHECER PARA PRESERVAR Pereira, Patrícia

MATA ATLÂNTICA: CONHECER PARA PRESERVAR Pereira, Patrícia MATA ATLÂNTICA: CONHECER PARA PRESERVAR Pereira, Patrícia Resumo O projeto se iniciou a partir da necessidade de ser apresentado esse conteúdo já previsto no material do PIC (Projeto Intensivo no Ciclo)

Leia mais

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br Guia Prático para Encontrar o Seu Propósito de Vida www.vidadvisor.com.br "Onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação". Aristóteles Orientações Este é um documento

Leia mais

Projeto. Pedagógico ÁGUIA SONHADORA

Projeto. Pedagógico ÁGUIA SONHADORA Projeto Pedagógico ÁGUIA SONHADORA 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro narra a história de uma águia inquieta para alçar o primeiro voo; ainda criança, sai pela floresta

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Escola Secundária de Santa Maria da Feira Português 2º Ciclo. Português. Guião de Leitura. A noite de natal. Sophia de Mello Breyner Andresen

Escola Secundária de Santa Maria da Feira Português 2º Ciclo. Português. Guião de Leitura. A noite de natal. Sophia de Mello Breyner Andresen Português Guião de Leitura A noite de natal Sophia de Mello Breyner Andresen Ficha I 1. Relativamente aos elementos paratextuais procura descobrir: Título: Autora: Ilustrador: Editora: Número de capítulos:

Leia mais

Um na Estrada Caio Riter

Um na Estrada Caio Riter Um na Estrada Caio Riter PROJETO DE LEITURA 1 O autor Caio Riter nasceu em 24 de dezembro, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. É bacharel em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Pontifícia

Leia mais

4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Nome:

4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Nome: 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Nome: Olá, amiguinho! Já estamos todos encantados com a sua presença aqui no 4 o ano. Vamos, agora, ler uma história e aprender um pouco

Leia mais

Circuito de Oficinas: Mediação de Leitura em Bibliotecas Públicas

Circuito de Oficinas: Mediação de Leitura em Bibliotecas Públicas Circuito de Oficinas: Mediação de Leitura em Bibliotecas Públicas outubro/novembro de 2012 A leitura mediada na formação do leitor. Professora Marta Maria Pinto Ferraz martampf@uol.com.br A leitura deve

Leia mais

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008.

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Artes & Design Curso de especialização O Lugar do Design na Leitura Disciplina: Estratégia RPG Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES Silvia Eula Muñoz¹ RESUMO Neste artigo pretendo compartilhar os diversos estudos e pesquisas que realizei com orientação do Prof. Me. Erion

Leia mais

O livro que falava com o vento e outros contos

O livro que falava com o vento e outros contos LER a partir dos 10 anos GUIA DE LEITURA MARIAALZIRACABRAL O livro que falava com o vento e outros contos JOSÉ JORGE LETRIA Ilustrações de Alain Corbel Apresentação da obra O Livro Que Falava com o Vento

Leia mais

readquire a alegria de viver. O incrível universo do jardim fortalece a amizade entre as crianças e traz de volta o sorriso ao rosto do senhor Craven.

readquire a alegria de viver. O incrível universo do jardim fortalece a amizade entre as crianças e traz de volta o sorriso ao rosto do senhor Craven. O JARDIM SECRETO Introdução ao tema Mais que um simples romance sobre a descoberta de um lugar proibido, O jardim secreto revela o fascínio dos primeiros contatos com a natureza e a importância que ela

Leia mais

O CHÃO DA PALAVRA: CINEMA E LITERATURA NO BRASIL: A CULTURA CINEMATOGRÁFICA E LITERÁRIA BRASILEIRAS SOB O OLHAR DE JOSÉ CARLOS AVELLAR

O CHÃO DA PALAVRA: CINEMA E LITERATURA NO BRASIL: A CULTURA CINEMATOGRÁFICA E LITERÁRIA BRASILEIRAS SOB O OLHAR DE JOSÉ CARLOS AVELLAR O CHÃO DA PALAVRA: CINEMA E LITERATURA NO BRASIL: A CULTURA CINEMATOGRÁFICA E LITERÁRIA BRASILEIRAS SOB O OLHAR DE JOSÉ CARLOS AVELLAR Matheus Oliveira Knychala Biasi* Universidade Federal de Uberlândia

Leia mais

Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas. Aprendendo com Jesus

Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas. Aprendendo com Jesus Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas Aprendendo com Jesus Apresentação É com a maior confiança na compreensão e aceitação dos nossos queridos catequistas que levo a público

Leia mais

MIRIAM PORTELA. Onde andará Alegria?

MIRIAM PORTELA. Onde andará Alegria? Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente MIRIAM PORTELA Onde andará Alegria? ILUSTRAÇÕES: GRAÇA LIMA PROJETO DE LEITURA Maria José Nóbrega Rosane Pamplona De Leitores e Asas MARIA JOSÉ NÓBREGA

Leia mais

MATEMÁTICA: É PRECISO LER, ESCREVER E SE ENVOLVER

MATEMÁTICA: É PRECISO LER, ESCREVER E SE ENVOLVER MATEMÁTICA: É PRECISO LER, ESCREVER E SE ENVOLVER Nilton Cezar Ferreira 1 Por mais de dois séculos já se faz reformas curriculares no Brasil, no entanto nenhuma dessas reformas conseguiu mudar de forma

Leia mais

Formação de PROFESSOR

Formação de PROFESSOR Formação de PROFESSOR 1 Especial Formação de Professor Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação Ricamente ilustrada e escrita em versos, a obra narra a história de Ubaldo, urubu descendente de uma família

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

IFA MIRIM PROJETO: LEIA PARA MIM!

IFA MIRIM PROJETO: LEIA PARA MIM! IFA MIRIM PROJETO: LEIA PARA MIM! Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história.

Leia mais

Caracterização da Escola

Caracterização da Escola 28 O CORDEL DOS TIRADENTES Flávia Helena Pontes Carneiro* helena.flavia@gmail.com *Graduada em Pedagogia, Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Professora

Leia mais

LIÇÃO 1 Deus Tem Dons para Nós

LIÇÃO 1 Deus Tem Dons para Nós LIÇÃO 1 Deus Tem Dons para Nós Esta é a primeira de duas lições que lhe darão um bom fundamento para tudo quanto estudar neste curso. Nesta primeira lição, estudará a sua importância no corpo de Cristo.

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA INSÍGINIA MUNDIAL DE CONSERVACIONISMO

MATERIAL DE APOIO PARA INSÍGINIA MUNDIAL DE CONSERVACIONISMO MATERIAL DE APOIO PARA INSÍGINIA MUNDIAL DE CONSERVACIONISMO 03 DE JULHO DE 2009 ÍTENS DA ETAPA MARROM 1. TOMAR PARTE, DE PREFERÊNCIA EM UM GRUPO, EM DOIS PROJETOS, TAIS COMO: Limpar um arroio, valo ou

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS Nome: Nº 7º Ano Data: / / 2015 Professor(a): Nota: (Valor 1,0) 3º Bimestre A - Introdução Neste bimestre começamos a estudar o reino animal com toda sua fantástica diversidade.

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS BRASÍLIA ECHARDT VIEIRA (CENTRO DE ATIVIDADES COMUNITÁRIAS DE SÃO JOÃO DE MERITI - CAC). Resumo Na Baixada Fluminense, uma professora que não está atuando no magistério,

Leia mais

PLANEJAMENTO - Livro Camilão, o comilão -Ana Maria Machado

PLANEJAMENTO - Livro Camilão, o comilão -Ana Maria Machado PLANEJAMENTO - Livro Camilão, o comilão -Ana Maria Machado Professor (a): Márcia dos Santos Opilhar NOME DO LIVRO: Camilão, o comilão AUTOR: Ana Maria Machado Competências Leitura; produção textual; oralidade;

Leia mais

*Doutora em Lingüística (UNICAMP), Professora da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

*Doutora em Lingüística (UNICAMP), Professora da Universidade Federal de Viçosa (UFV). PRÁTICAS DE LEITURA EM SALA DE AULA: O USO DE FILMES E DEMAIS PRODUÇÕES CINEMATOGRÁFICAS EM AULAS DE LÍNGUA - PORTUGUESA 52 - Adriana da Silva* adria.silva@ufv.br Alex Caldas Simões** axbr1@yahoo.com.br

Leia mais

O guarda-chuva do guarda

O guarda-chuva do guarda Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente BARTOLOMEU CAMPOS DE QUEIRÓS O guarda-chuva do guarda ILUSTRAÇÕES: ELISABETH TEIXEIRA PROJETO DE LEITURA Luísa Nóbrega Maria José Nóbrega O guarda-chuva

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

ARTE NO EGITO ANTIGO

ARTE NO EGITO ANTIGO ARTE NO EGITO ANTIGO Ao longo do rio Nilo e principalmente na região norte - o Delta - ; e na região sul dos rios Eufrates e Tigre, desenvolveram-se as primeiras civilizações. No Egito desenvolveu-se um

Leia mais

RELATÓRIO FINAL ALFABETIZAÇÃO 2010

RELATÓRIO FINAL ALFABETIZAÇÃO 2010 RELATÓRIO FINAL ALFABETIZAÇÃO 2010 Débora Rana Introdução Participar da seleção do Prêmio Victor Civita, pela segunda vez, é uma experiência bastante interessante, pois permite estabelecer relações entre

Leia mais

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor 1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor Em seu diálogo A República, Platão descreve na célebre Alegoria da Caverna a situação de homens aprisionados desde a infância no fundo de uma caverna e de tal

Leia mais

Meu Grande Amigo. Como Escolher O Cão Ideal Para Você E Sua Família. Paulo I. S. Doreste

Meu Grande Amigo. Como Escolher O Cão Ideal Para Você E Sua Família. Paulo I. S. Doreste Meu Grande Amigo Como Escolher O Cão Ideal Para Você E Sua Família Paulo I. S. Doreste Notificação de Direitos Autorais Você pode compartilhar esse guia gratuitamente! Você não tem autorização para vendê-lo

Leia mais

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO Novela de Antonio Figueira Escrita por Antonio Figueira Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10 PÁGINA 1 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10

Leia mais

Agora é só com você. Geografia - 131

Agora é só com você. Geografia - 131 Geografia - 131 3 Complete: O espaço da sala de aula é um domínio delimitado por um(a)..., que é sua fronteira. Ainda em grupo faça o seguinte: usando objetos como lápis, palitos, folhas e outros, delimite

Leia mais

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa JONAS RIBEIRO ilustrações de Suppa Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva Deu a louca no guarda-roupa Supl_prof_ Deu a louca no guarda roupa.indd 1 02/12/2015 12:19 Deu a louca

Leia mais

André Sanchez Blog Esboçando Ideias E-BOOK GRÁTIS. Uma realização: André Sanchez. www.esbocandoideias.com

André Sanchez Blog Esboçando Ideias E-BOOK GRÁTIS. Uma realização: André Sanchez. www.esbocandoideias.com E-BOOK GRÁTIS 10 maneiras comprovadas de ler a Bíblia mesmo tendo pouco ou nenhum tempo livre Uma realização: André Sanchez www.esbocandoideias.com Se quiser falar com o autor, entre em contato pelo e-mail:

Leia mais

ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO)

ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO) assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO) Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Leia mais

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre anterior, dentro de contextos que buscavam enfatizar o

Leia mais

O Local e o Global em Luanda Beira Bahia 1

O Local e o Global em Luanda Beira Bahia 1 Glauce Souza Santos 2 O Local e o Global em Luanda Beira Bahia 1 Resumo Esta resenha objetiva analisar a relação local/global e a construção da identidade nacional na obra Luanda Beira Bahia do escritor

Leia mais

Vá para a página 1 para ter um exemplo

Vá para a página 1 para ter um exemplo Curumatara: de volta à floresta é um livro jogo, ou seja, uma história em que o leitor é o personagem principal e pode decidir o que dizer e fazer a cada página. Esse personagem é uma criança de dez a

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

CINEMA E PÓS-MODERNIDADE

CINEMA E PÓS-MODERNIDADE CINEMA E PÓS-MODERNIDADE Clarissa Souza Palomequé Urbano 2010 www.lusosofia.net Covilhã, 2009 FICHA TÉCNICA Título: Cinema e Pós-modernidade: Brilho eterno de uma mente sem lembranças e os relacionamentos

Leia mais

Bibioteca??? Uma biblioteca pode fazer milagres! Tradução: José Feres Sabino. Projeto: leitura e produção de texto. Indicação: Fundamental 1

Bibioteca??? Uma biblioteca pode fazer milagres! Tradução: José Feres Sabino. Projeto: leitura e produção de texto. Indicação: Fundamental 1 Bibioteca??? Uma biblioteca pode fazer milagres! Texto de Lorenz Pauli e ilustrações de Kathrin Schärer Tradução: José Feres Sabino Projeto: leitura e produção de texto Indicação: Fundamental 1 Elaborado

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

A produção de leituras da obra A maior flor do mundo

A produção de leituras da obra A maior flor do mundo Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Educação Escola de Educação Básica e Profissional da UFMG - Centro Pedagógico Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) A produção

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

APRENDER A LER PROBLEMAS EM MATEMÁTICA

APRENDER A LER PROBLEMAS EM MATEMÁTICA APRENDER A LER PROBLEMAS EM MATEMÁTICA Maria Ignez de Souza Vieira Diniz ignez@mathema.com.br Cristiane Akemi Ishihara crisakemi@mathema.com.br Cristiane Henriques Rodrigues Chica crischica@mathema.com.br

Leia mais

PROJETO DE LEITURA A PEDRA NO SAPATO DO HERÓI ORÍGENES LESSA INTENÇÃO: INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO

PROJETO DE LEITURA A PEDRA NO SAPATO DO HERÓI ORÍGENES LESSA INTENÇÃO: INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO PARTE 1 PROJETO DE LEITURA A PEDRA NO SAPATO DO HERÓI ORÍGENES LESSA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO 1. Conhecendo o autor...

Leia mais

Casa Templária, 9 de novembro de 2011.

Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Mais uma vez estava observando os passarinhos e todos os animais que estão ao redor da Servidora. Aqui onde estou agora é a montanha, não poderia ser outro lugar.

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: A árvore da vida Coleção: Aldeia Autor: Roni Wasiry Guará Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: Professor da escola CFR Casa Familiar Rural,

Leia mais

Faltam boas entrevistas ao jornalismo diário brasileiro

Faltam boas entrevistas ao jornalismo diário brasileiro 1 www.oxisdaquestao.com.br Faltam boas entrevistas ao jornalismo diário brasileiro Texto de CARLOS CHAPARRO A complexidade dos confrontos da atualidade, em especial nos cenários políticos, justificaria

Leia mais

ACESSO AO FILME CLIQUE AQUI ACESSO: http://www.youtube.com/watch?v=i5ki0b2h6ks

ACESSO AO FILME CLIQUE AQUI ACESSO: http://www.youtube.com/watch?v=i5ki0b2h6ks Discilplina: História E.E. Presidente Vargas Professor: Valdir Steffen Atividade para os 3º Anos ATIVIDADE 01 Obs: fundamental para o entendimento do processo de implantação da revolução russa em 1917.

Leia mais

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA DE SANTANA FERREIRA PEREIRA JÉSSICA PALOMA RATIS CORREIA NOBRE PEDAGOGIA: PROJETO MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA JANDIRA - 2012 FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA

Leia mais

MORAL: UMA BOA AÇÃO GANHA A OUTRA.

MORAL: UMA BOA AÇÃO GANHA A OUTRA. O LEÃO E O RATINHO UM LEÃO, CANSADO DE TANTO CAÇAR, DORMIA ESPICHADO DEBAIXO DA SOMBRA DE UMA BOA ÁRVORE. VIERAM UNS RATINHOS PASSEAR POR CIMA DELE E ELE ACORDOU. TODOS CONSEGUIRAM FUGIR, MENOS UM, QUE

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

Histórias Divertidas De Animais

Histórias Divertidas De Animais Histórias Divertidas De Animais Para ler e pintar Helena Akiko Kuno Histórias Divertidas De Animais 1ª. Edição São Paulo - 2013 Copyright@2013 by Helena Akiko Kuno Projeto gráfico Sheila Ferreira Kuno

Leia mais

Conteúdos: Leitura e interpretação de texto Produção de texto.

Conteúdos: Leitura e interpretação de texto Produção de texto. Conteúdos: Leitura e interpretação de texto Produção de texto. Habilidades: Ler as entrelinhas, deduzir, criar e relacionar informações; Partilhar sentimentos e experiências através das produções textuais.

Leia mais

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Atividade: Leitura e interpretação de texto Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Orientações: 1- Leia o texto atentamente. Busque o significado das palavras desconhecidas no dicionário. Escreva

Leia mais

Edison Mendes. A realidade de uma vida

Edison Mendes. A realidade de uma vida Edison Mendes A realidade de uma vida Rio de Janeiro Barra Livros 2014 Copyright 2014 by Edison Mendes Todos os direitos reservados à Barra Livros Proibida a reprodução desta obra, total ou parcialmente,

Leia mais

COISAS QUE APRENDI COM MEU PAI SOBRE TRABALHO E EMPREGO COISAS QUE APRENDI PAI TRABALHO E EMPREGO. CITYRH www.cityrh.com.

COISAS QUE APRENDI COM MEU PAI SOBRE TRABALHO E EMPREGO COISAS QUE APRENDI PAI TRABALHO E EMPREGO. CITYRH www.cityrh.com. COISAS QUE APRENDI PAI COM MEU SOBRE TRABALHO E EMPREGO TALENTO Qual é o seu talento? Como descobri-lo? Pense nas coisas que você faz bem e que as pessoas reconhecem e comentam: como você é bom nisto!

Leia mais

Duplo sentido e ironia / Maria Irma Hadler Coudry. Caro Aluno:

Duplo sentido e ironia / Maria Irma Hadler Coudry. Caro Aluno: 1 Caro Aluno: Essa atividade pós-exibição é a quinta, de um conjunto de 7 propostas, que têm por base o primeiro episódio do programa de vídeo Viagem ao cérebro. As atividades pós-exibição são compostas

Leia mais

O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR

O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR Título do artigo: O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR Área: Gestão Coordenador Pedagógico Selecionadora: Maria Paula Zurawski 16ª Edição do Prêmio Victor Civita Educador

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015.

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015. Leia o texto a seguir para realizar as lições de Matemática da semana. Os alunos do 3º ano foram

Leia mais

Objetivos. Material a ser utilizado. - Cópias da atividade em número suficiente. Procedimentos

Objetivos. Material a ser utilizado. - Cópias da atividade em número suficiente. Procedimentos Objetivos - Ler uma notícia e identificar o título e o assunto principal do texto. - Perceber a importância do tema da notícia para a compreensão dos problemas ambientais. - Identificar personagens de

Leia mais

Domínio de linguagens

Domínio de linguagens ent elinhas 2maio/2007 Domínio de linguagens desenvolva... pratique... pense... 1. Leia o cartaz abaixo: Fonte: www.santosdumont.14bis.mil.br/.../view/1084.html Agora, assinale a alternativa correta: a)

Leia mais

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro O meu brinquedo é um livro é um projecto de promoção da leitura proposto pela Associação

Leia mais

As crianças adotadas e os atos anti-sociais: uma possibilidade de voltar a confiar na vida em família 1

As crianças adotadas e os atos anti-sociais: uma possibilidade de voltar a confiar na vida em família 1 As crianças adotadas e os atos anti-sociais: uma possibilidade de voltar a confiar na vida em família 1 Resumo: Os atos anti-sociais são para Winnicott, quando ocorrida a perda da confiabilidade no ambiente,

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

Prova Escrita de Português

Prova Escrita de Português EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Português Alunos com deficiência auditiva de grau severo ou profundo 12.º Ano de Escolaridade Prova 239/2.ª

Leia mais

QUESTÕES ELABORADAS A PARTIR DO TEXTO O CARISMA FUNDADOR Discurso de Chantilly Pe. Henri Caffarel

QUESTÕES ELABORADAS A PARTIR DO TEXTO O CARISMA FUNDADOR Discurso de Chantilly Pe. Henri Caffarel QUESTÕES ELABORADAS A PARTIR DO TEXTO O CARISMA FUNDADOR Discurso de Chantilly Pe. Henri Caffarel 1. Pe. Caffarel afirma que carisma fundador é muito mais do que uma simples boa idéia. Então, o que ele

Leia mais

Nomes: Marcelo Lauer, Mariana Matté, Matheus Fernandes, Raissa Reis e Nadine Siqueira

Nomes: Marcelo Lauer, Mariana Matté, Matheus Fernandes, Raissa Reis e Nadine Siqueira Escritor brasileiro Dados de Identificação: Nomes: Marcelo Lauer, Mariana Matté, Matheus Fernandes, Raissa Reis e Nadine Siqueira Turma: 201 Professora: Ivânia Lamb Romancista brasileiro nascido em São

Leia mais

Biblioteca Municipal António Botto. Serviço de Bibliotecas. Divisão do Conhecimento e Intervenção Comunitária. Município de Abrantes

Biblioteca Municipal António Botto. Serviço de Bibliotecas. Divisão do Conhecimento e Intervenção Comunitária. Município de Abrantes Serviço de Bibliotecas Divisão do Conhecimento e Intervenção Comunitária Município de Abrantes Programação de abril de 2016 CADERNOS DE VIAGEM DE ABRANTES DESENHO, LITERATURA, FOTOGRAFIA, VIDEO, JORNALISMO,

Leia mais

Módulo Estratégia RPG: Trabalho Final

Módulo Estratégia RPG: Trabalho Final Pontifícia Universidade Católica Departamento de Artes & Design Curso de Especialização O Lugar do Design na Leitura Nome: Giselle Rodrigues Leal Matrícula: 072.997.007 Data: 19/05/08 Módulo Estratégia

Leia mais

PLANEJAMENTO FEVEREIRO/MARÇO 2014

PLANEJAMENTO FEVEREIRO/MARÇO 2014 CENTRO EDUCACIONAL DA LAGOA PLANEJAMENTO FEVEREIRO/MARÇO 2014 PROJETO VENCER OU PERDER: O desafio da vida FEVEREIRO Valor do mês - AMIZADE Sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre

Leia mais

Imagens de professores e alunos. Andréa Becker Narvaes

Imagens de professores e alunos. Andréa Becker Narvaes Imagens de professores e alunos Andréa Becker Narvaes Inicio este texto sem certeza de poder concluí-lo de imediato e no intuito de, ao apresentá-lo no evento, poder ouvir coisas que contribuam para continuidade

Leia mais

Juniores aluno 7. Querido aluno,

Juniores aluno 7. Querido aluno, Querido aluno, Por acaso você já se perguntou algumas destas questões: Por que lemos a Bíblia? Suas histórias são mesmo verdadeiras? Quem criou o mundo? E o homem? Quem é o Espírito Santo? Por que precisamos

Leia mais

GT 10 - EXPERIENCIAS DE LEITURAS EM ESPAÇOS ESCOLARES E NÃO ESCOLARES

GT 10 - EXPERIENCIAS DE LEITURAS EM ESPAÇOS ESCOLARES E NÃO ESCOLARES GT 10 - EXPERIENCIAS DE LEITURAS EM ESPAÇOS ESCOLARES E NÃO ESCOLARES A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS PARA A INSERÇÃO NO MUNDO LEITOR: PROPOSTA DE ATIVIDADE PARA CRIANÇAS DE 4 E 6 ANOS. Janaina Dantas dos Santos

Leia mais

AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA

AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA AULA CRIATIVA DE ORTOGRAFIA Apenas uma experiência que pode ser recriada para outros conteúdos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Terminada a audição, eu escrevi na lousa o título da música, o nome

Leia mais

Traçando os caminhos

Traçando os caminhos A UU L AL A Traçando os caminhos Hoje vamos aprender a traçar o caminho entre dois lugares. Já sabemos como encontrar no mapa um lugar que procuramos. Agora, é preciso decidir qual a melhor maneira de

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 28 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 28 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 28 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA 1. TEMA: Tolerância. 2. OBJETIVO: As crianças deverão compreender

Leia mais

Teatro para Crianças Teatro Marista - 14 horas

Teatro para Crianças Teatro Marista - 14 horas 06/11 (quinta-feira) 14h Espetáculo: UM, DOIS, TRÊS: ALICE Autor: Max Reinert Direção: Max Reinert Grupo: Tépis Cia. de Teatro Cidade: Itajaí SC Duração: 45 minutos Classificação: Crianças de 06 a 12 anos

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

anos GUIA DE LEITURA Manuela Lapa Gosto deles porque sim Lara Xavier Ilustrações de Rute Reimão

anos GUIA DE LEITURA Manuela Lapa Gosto deles porque sim Lara Xavier Ilustrações de Rute Reimão GUIA DE LEITURA Manuela Lapa Gosto deles porque sim Lara Xavier Ilustrações de Rute Reimão +8 anos Apresentação da obra Uma criança fala-nos de companheiros de escola por quem sente particular admiração.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 59 Discurso em ato comemorativo do

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

AS MOEDAS DO MUNDO. C a d a a t i v i d a d e p o d e s e i m p re s s a separadamente e realizada com as crianças em sala de aula ou em casa.

AS MOEDAS DO MUNDO. C a d a a t i v i d a d e p o d e s e i m p re s s a separadamente e realizada com as crianças em sala de aula ou em casa. 1 AS MOEDAS DO MUNDO Esse é um livro de atividades para crianças. O objetivo proposto é aproveitarmos o período e empolgação das crianças com a Copa do Mundo de Futebol para propiciar aprendizado e maior

Leia mais

Desde os anos oitenta nos acostumamos a um nome que logo se transformaria. Otavio Henrique Meloni 1

Desde os anos oitenta nos acostumamos a um nome que logo se transformaria. Otavio Henrique Meloni 1 297 UM COLAR DE EXPERIÊNCIAS: O OLHAR COTIDIANO DE MIA COUTO EM O FIO DAS MISSANGAS Otavio Henrique Meloni 1 RESUMO O escritor moçambicano Mia Couto apresenta em O fio das missangas sua vertente mais perspicaz:

Leia mais

Dra. Nadia A. Bossa. O Olhar Psicopedagógico nas Dificuldades de Aprendizagem

Dra. Nadia A. Bossa. O Olhar Psicopedagógico nas Dificuldades de Aprendizagem O Olhar Psicopedagógico nas Dificuldades de Aprendizagem Aprendizagem humana Ao nascer, o bebê humano é recebido num mundo de cultura e linguagem que o antecede e ao qual necessita ter acesso. Porém falta

Leia mais

Respostas: 02. 03. 01. 3º P34 M B 27/08/2008. Esta prova contém 10 questões.

Respostas: 02. 03. 01. 3º P34 M B 27/08/2008. Esta prova contém 10 questões. 3º P34 M B 27/08/2008 Esta prova contém 10 questões. INSTRUÇÕES: Verifique se sua prova está completa. Preencha corretamente todos os dados solicitados no cabeçalho. Resoluções e respostas somente a tinta,

Leia mais

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha 7 João Desfrutando João ao máximo Pode-se resumir o fato mais relevante de toda a história em quatro palavras: Jesus Cristo é Deus! A maior declaração da Bíblia

Leia mais

LEITURAS E LEITORES DA COLEÇÃO BIBLIOTECA DAS MOÇAS. PONTOS PARA UMA PESQUISA A PARTIR DAS MARCAS DE LEITURA FEITAS POR NORMALISTAS i

LEITURAS E LEITORES DA COLEÇÃO BIBLIOTECA DAS MOÇAS. PONTOS PARA UMA PESQUISA A PARTIR DAS MARCAS DE LEITURA FEITAS POR NORMALISTAS i LEITURAS E LEITORES DA COLEÇÃO BIBLIOTECA DAS MOÇAS. PONTOS PARA UMA PESQUISA A PARTIR DAS MARCAS DE LEITURA FEITAS POR NORMALISTAS i Cássia Aparecida Sales M Kirchner ii Faculdade de Educação Unicamp

Leia mais