AS VARIAÇÕES DO PATRIMÓNIO LÍQUIDO. Abaixo estão mencionadas as transações da Cia. Petrópolis, organizada em 1º de setembro de X1:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AS VARIAÇÕES DO PATRIMÓNIO LÍQUIDO. Abaixo estão mencionadas as transações da Cia. Petrópolis, organizada em 1º de setembro de X1:"

Transcrição

1 AS VARIAÇÕES DO PATRIMÓNIO LÍQUIDO Exercício 4.1 Abaixo estão mencionadas as transações da Cia. Petrópolis, organizada em 1º de setembro de X1: 1 - integralização, em dinheiro, do capital social, $ ; 4 - pagamento de $ 220 por material empregado nos trabalhos efetuados; 5 - pagamento de $ 500 referente a impostos e taxas diversas; 10 - recebimento por trabalhos realizados, $ 1.420; 18 - pagamento de $ 800, de aluguel, pelo uso de um caminhão durante três dias; 23 - compra de diversos equipamentos, de A. & Cia., a prazo, por $ 2.000; 26 - pagamento de $ 200, de despesas diversas; 30 - recebimento de $ por trabalhos já concluídos; 30 - pagamento de $ 2.000, de ordenados e salários; 30 - pagamento de $ 1.000, pelo aluguel do imóvel onde está instalada. a) fazer as partidas de Diário; b) transportá-las para o Razão; c) levantar o Balancete de Verificação no dia 30-9-X1; d) fazer as partidas de encerramento, lançá-las no livro Diário e registrá-las no Razão; e) levantar o Balancete de pós-encerramento; f) preparar a Demonstração do Resultado do Período (mês de setembro) e o Balanço Patrimonial no dia 30-9-X1. Na solução do problema, use as seguintes contas: Caixa Capital Despesas de Material Despesas de Impostos e Taxas Receitas de Serviços Despesas de Aluguel Despesas Diversas Equipamentos Fornecedores Despesas de Salários Resultado do Exercício Solução do Exercício 4.1 Partidas de Diário do mês de setembro São Paulo, 1º/09/X1 Caixa a Capital Integralização do capital... $

2 Dia 4 Dia 5 Despesas de Material a Caixa Pagamento de materiais aplicados... $ 200 Despesas de Impostos e Taxas a Caixa Pagamento de Impostos... $ 500 Dia 10 Caixa a Receitas de Serviços Recebimento de receitas de serviços... $ Dia 18 Despesas de Aluguel a Caixa Pagto de aluguel pela utilização de um caminhão. $ 800 Dia 23 Equipamentos a Fornecedores A. & Cia. Compra de equipamentos c/ NF 425 de A. & Cia.. $ Dia 26 Despesas Diversas a Caixa Pagamento de diversas despesas... $ 200 Dia 30 Caixa a Receitas de Serviços Recebimento referente a serviços executados... $ Dia 30 Despesas de Salários a Caixa Pagamento de salários do mês de setembro... $ Dia 30 Despesas de Aluguel a Caixa Pagamento de aluguel de imóvel utilizado Pela empresa no mês de setembro... $

3 Contas do Razão Caixa Capital (1) (4) (1) (10) (5) (30) (18) 200 (26) (30) (30) Receita de Serviços Equipamentos (10) (23) (30) (a) Desp. Imposto/Taxas Desp. de Material (5) 500 (4) (b) (b) Desp. de Aluguel Desp. Diversas (18) 800 (26) 200 (30) (b) (b) Fornecedores Desp. de Salários (23) (30) (b) Resultado do Exerc. Lucro do Exerc. (b) (a) 200 (c) (c) 3

4 Balancete de Verificação em 30/09/X1 (Antes do Encerramento) Em $ Contas S A L D O S Devedores Credores Caixa Capital Despesas de Material Despesas de Impostos e Taxas Receitas de Serviços Despesas de Aluguel Equipamentos Fornecedores Despesas Diversas Despesas de Salários TOTAL Partidas de Encerramento São Paulo, 30/09/X1 Em $ Resultado do Exercício a Diversos Encerramento das contas de despesas para apuração de resultado, conforme segue: a Despesas de Material 220 a Despesas de Impostos e Taxas 500 a Despesas de Aluguel a Despesas Diversas 200 a Despesas de Salários Dia 30 Receitas de Serviços a Resultados do Exercício Encerramento das contas receitas para apuração de resultado Dia 30 Resultado do Exercício a Lucros Acumulados Transferência do lucro cuja destinação depende de decisão futura 200 Balancete de Verificação em 30/09/X1 (Após o Encerramento) Em $ Contas S A L D O S Devedores Credores Caixa Capital Equipamentos Contas a Pagar Lucros Acumulados TOTAL

5 Demonstração de Resultado do Exercício Período: Setembro/X1 Em $ Receita de Serviços ( - ) Despesas: Despesas de Material 220 Despesas de Imposto e Taxas 500 Despesas de Aluguel Despesas Diversas 200 Despesas de Salários (4.720) Lucro Líquido do Período 200 Balanço Patrimonial em 30/09/X1 Em $ Ativo Passivo e Patrimônio Líquido Caixa Passivo Equipamentos Fornecedores Patrimônio Líquido Capital Lucros Acumulados 200 Total Total Exercício 4.2 Com o Balancete de Verificação e os dados para ajustamentos apresentados a seguir, prepare a folha de trabalho (quadro de ajuste) para a Cia. Y, no mês de julho, e as respectivas partidas de Diário. Cia. Y Balancete de Verificação em 31/07/X1 Em $ Contas Saldos Devedores Credores Caixa Terrenos Títulos a Pagar Capital Lucros Acumulados Receitas de Serviços Despesas de Salários Despesas de Publicidade Despesas de Aluguel Total Dados para ajustamentos: 5

6 1. juros a pagar sobre empréstimos, $ 100; 2. salários a pagar do mês $ 1.500; 3. despesas de publicidade a pagar, $ 250; 4. receitas de serviços a receber, $ Exercício 4.3 A Eletronic-Som Representações Ltda dedica-se à representação de uma grande industria de televisores, videocassetes e aparelhos de som. Recebe comissão sobre as vendas efetuadas e cobra dos clientes pelos serviços de reparos e manutenção prestados. Seu Balancete em 30/11/X1 apresentava os seguintes saldos (em $): Caixa ; Bancos C/ Movimento ; Fornecedores ; Clientes ; Terrenos ; Veículos ; Contas a Pagar ; Desp. de Água e Energia Elétrica 9.000; Desp. de Manutenção e Conservação de Veículos ; Desp. c/ Materiais para Reparos ; Desp. de Aluguel ; Receitas de Comissões ; Receitas de Serviços ; Lucros Acumulados ; Capital. Obs.: Você deverá descobrir por dedução o valor do Capital. Durante o mês de dezembro/x1 ocorreram as seguintes transações: 03 compra de materiais a prazo, no valor de $ , para estoque; 07 recebimento de $ de seus clientes em dinheiro; 09 pagamento de despesas de conservação de veículos $ (cheque Banco ABC S/A); 12 Pagamento de despesas de energia elétrica $ 500 (cheque); 15 compra a vista de móveis e instalações no valor de $ (cheque nº do Banco ABC S/A); 18 recebimento de receitas de comissões pelas vendas efetuadas no mês, $ (cheque); 20 recebimento de $ , referente a serviços prestados no mês (cheque); 21 pagamento efetuado a fornecedores, conforme cheque nº , do Banco ABC S/A, $ ; 27 depósito do Banco ABC S/A, comprovante nº 087, $ ; 30 pagamento dos salários do mês, $ (cheques) a) abrir razonetes com os saldos de 30/11/X1 e preparar o Balancete de Verificação; b) registrar no Livro Diário e transportar para os razonetes as transações de dezembro/x1, indicando-as com números; c) elaborar o Balancete de Verificação em 31/12/X1 (antes do encerramento); d) fazer os lançamentos de encerramento no diário e transportá-los para os razonetes, indicando-os com letras; e) transferir o resultado apurado para a conta de Lucros Acumulados; f) elaborar o Balancete de Verificação após a apuração do resultado; 6

7 g) elaborar a Demonstração de Resultado do Exercício de X1 e o Balanço Patrimonial em 31/12/X1; h) com base no Balanço Patrimonial de 31/12/X1, informe: 1. O capital à disposição da Eletrinic-Som é de: $ 2. O capital de terceitros é: $ 3. O capital próprio é de: $ 4. Qual o nível de endividamento da empresa, isto é, qual o percentual de dívidas em relacão aos recursos totais? % Exercício 4.4 A empresa Quero-Quero Ltda dedica-se à prestação de serviços de assistência técnica de eletrodomésticos. Ela iniciou suas atividades em 01/01/X1, apresentava os saldos das seguintes contas em seu Balancete de Verificação: Caixa $ ; Bancos C/ Movimento $ 1.000; Clientes $ 800; Receitas de Serviços $ ; Despesas de Salários $ ; Despesas de Aluguel $ 5.000; Despesas de Energia Elétrica $ 2.000; Salários a Pagar $ 2.000; Contas a Pagar $ 1.000; Receitas Financeiras $ 1.300; Veículos $ ; Despesas Gerais $ 500; Capital $ As operações de dezembro são as seguintes: 01 pagamento de salários, $ 5.000; 02 serviços prestados ao cliente ABC, 60% efetivamente recebidos. O valor total dos serviços foi de $ ; 03 os materiais adquiridos a vista e utilizados para serviços de reparos totalizaram $ 2.000; 04 as contas de energia elétrica de $ 500, referentes ao mês anterior, foram pagas nesta datas; 05 depósito de $ na conta da empresa, no Banco Patinhas S/A; 06 compra de $ de materiais especiais para reparos, para estoque. A empresa emitiu cheque para pagamento ao fornecedor; 07 recebimento de $ de diversos Clientes; 08 compra a prazo de terrenos no valor de $ , mediante emissão de nota promissória com vencimento em 31/01/X3; 09 aumento de capital social da empresa em $ , sendo que apenas $ foram integralizados, da seguinte forma: em cheques; em móveis e utensílios; 10 - as despesas de dezembro, pagas nesta data, referem-se a: aluguel - $ 500; energia elétrica - $ 800; salários - $ 500. Com base nesses dados, pede-se: a) abrir os razonetes e lançar os saldos iniciais; b) efetuar os lançamentos das operações de dezembro, numerando-os; c) elaborar o Balancete de Verificação; d) efetuar os lançamentos de encerramento e transferir o lucro apurado para a conta Lucros Acumulados; 7

8 e) elaborar a Demonstração do Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial. Exercício 4.5 O Balancete de Verificação da Cia. Pernambuco, no dia X l, era formado pelas seguintes contas: Caixa $ ; Equipamentos $ ; Contas a Receber $ ; Veículos $ ; Móveis e Utensílios $ ; Fornecedores $ ; Contas a Pagar $ ; Títulos a Pagar $ ; Capital $ ; Despesas de Energia Elétrica $ ; Despesas de Pessoal $ ; Dividendos a Pagar $ ; Receitas de Serviços $ Durante dezembro/x1, ocorreram as seguintes operações: 05 - recebimento de receitas de serviços, $ ; 06 - pagamento de despesas de conservação e manutenção de veículos, $ ; 08 - pagamento de impostos, $ ; 10 - recebimento de "Contas a Receber", $ ; 15 - pagamento de dividendos aos acionistas, $ ; 20 - compra, a prazo, de móveis e utensílios, $ ; 21 - pagamento de despesas de conservação e manutenção de equipamentos, $ ; 25 - recebimento de receitas de serviços, $ ; 29 - recebimento de "Contas a Receber", $ ; 30 - pagamento dos salários do mês aos empregados, $ ; 31 - pagamento da conta de energia elétrica do mês, $ a) abrir razonetes com os saldos em X l e levantar o Balancete de Verificação; b) fazer as partidas de Diário relativas às operações de dezembro e transportá-las para o Razão; c) levantar o Balancete de Verificação em X1; d) fazer as partidas de encerramento, transportá-las para o Razão e levantar o Balancete de Pós-encerramento; e) preparar a Demonstração do Resultado do Exercício para o período encerrado e o Balanço Patrimonial no dia X1. Exercício 4.6 A Cia. Forense apresentava em seu Balancete de Verificação os saldos das seguintes contas em XI: Caixa $ ; Imóveis $ ; Desp. Seguros Pagas Antecipadamente $ ; Salários a Pagar $ 8.000; Capital $ ; Capital a Realizar $ ; Desp. Propaganda $ ; Desp. Salários $ ; Desp. Aluguel $ 5.000; Estoques de Materiais $ 8.000; Receitas de Serviços $ ; Receitas Financeiras $ ; Bancos $ ; Desp. Diversas $ 5.000; Clientes $ Operações realizadas durante dezembro: 8

9 01 - recebimento de $ por serviços a serem prestados; 02 - pagamento de salários do mês anterior, no valor de $ 8.000; 03 - integralização de $ de capital social, sendo 50% em dinheiro e 50% em materiais; 04 - recebimento de $ por serviços prestados no mês; 05 - aquisição de veículos no valor de $ , sendo 20% a vista. Informações adicionais para ajustes: 06 - o seguro de $ foi pago em XI, com vigência por seis meses; 07 - os salários de $ referentes ao mês de dezembro serão pagos no início do mês de janeiro vindouro; 08-40% dos serviços restantes contratados no item (1) serão realizados no próximo exercício; 09 - o inventário final de materiais, em X1, apresentava o saldo de $ Com base nesses dados, pede-se: a) lançar os saldos iniciais, as operações e ajustes no Diário e transportá-los para os razonetes; b) elaborar o Balancete de Verificação em X1; c) efetuar os lançamentos de encerramento, transferindo o lucro apurado para a conta Lucros Acumulados; d) elaborar a Demonstração do Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial. Exercício 4.7 O Balancete de Verificação da Cia. Eletromar no dia X1 era constituído pelas seguintes contas: Clientes $ ; Estoque de Materiais $ ; Bancos - Conta Movimento $ ; Terrenos $ ; Fornecedores $ ; Caixa $ ; Veículos $ ; Contas a Pagar $ 7.000; Despesas de Aluguéis $ ; Títulos a Pagar $ ; Receitas de Serviços $ ; Despesas de Comissões $ 5.000; Dividendos a Pagar $ ; Receitas Financeiras $ 3.500; Despesas com Salários $ ; Capital ; Lucros Acumulados $ Obs.: O aluno deverá descobrir, por dedução, o valor da conta Capital. Em dezembro/x1, ocorreram as seguintes transações: 01 - o Banco comunicou à empresa que haviam sido depositados $ , em sua conta, provenientes de juros; 02 - compra de materiais a prazo, no valor de $ 2.000, para estoque; 03 - recebimento de $ de seus clientes; 04 - pagamento, em cheque, de dividendos aos acionistas no valor $ ; 05 - recebimento de $ , por serviços prestados, conforme cheque n XX94, emitido pela Cia. ABC; 06 - pagamento de despesas referentes à conservação de veículos $

10 Dados para ajustes: I - a empresa sistematicamente efetua o pagamento de seus funcionários no 5S dia útil do mês seguinte. Os salários de dezembro totalizaram $ 7.300; II - as despesas de propaganda no valor de $ 1.700, referentes ao período, serão pagas no mês seguinte; III - a empresa realizou serviços em dezembro, no valor de $ 9.000, que só serão recebidos no próximo exercício; IV - o aluguel de dezembro importa em $ 2.500, valor a ser pago em janeiro; V - o inventário final de Materiais, em X1, apresentou saldo de $ 6.000; VI - um dos veículos da empresa, cujo valor contábil é $ , foi atingido por uma enchente que o danificou de tal modo que a empresa conseguiu recuperar apenas $ ao se desfazer dele. Suponha-se que o veículo não estava segurado ou que não havia cobertura para esse tipo de risco. O valor de $ será pago pelo comprador no prazo de 60 dias. a) abrir os razonetes com os saldos do Balancete de Verificação inicial; b) lançar as operações de dezembro e os ajustes no Livro Diário e transportar tais lançamentos para os razonetes; c) levantar um Balancete de Verificação em X1; d) fazer os lançamentos de encerramento; e e) preparar a Demonstração de Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial. Exercício 4.8 A Transportadora Já-Já Ltda. iniciou suas atividades em X l com a subscrição do capital no valor de $ No dia seguinte, os sócios integralizaram em dinheiro 70% do capital subscrito. As demais operações realizadas pela empresa em dezembro são as seguintes: 03 - compra de equipamentos a vista no valor de $ ; 05 - compra de veículos no valor de $ , pagando 40% no ato da compra; 08 - compra de materiais a vista por $ ; 10 - integralização de capital, em dinheiro, no valor de $ ; 15 - recebimento de receitas de serviços, referentes à primeira quinzena do mês, no valor de $ ; 18 - pagamento de $ referente a combustível; 19 - compra de terreno a vista no valor de $ ; 20 - a empresa não opera com instalações próprias, portanto pagou aluguel no valor de $ 5.000; 22 - pagamento de diversas despesas $ 9.000; 23 - a empresa liquidou parte de sua dívida, $ ; 27 - a transportadora comprometeu-se a pagar em janeiro, à Cia. Replint de Publicidade, $ por serviços prestados; 30 - os salários referentes ao período, de $ , serão pagos no mês seguinte; 30 - prestação de serviço no total de $ será recebido no próximo exercício; e 31-o saldo da conta materiais em X era de $

11 a) lançar as operações no Livro Diário, transportando os registros para os razonetes; b) elaborar o Balancete de Verificação; c) efetuar os lançamentos de encerramento, transferindo o lucro apurado no período para a conta Lucros Acumulados; d) elaborar a Demonstração do Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial. Exercício 4.9 Os Balancetes Patrimoniais da Cia Paulista, nos dias 31/10/X1 e 30/11/X1 são adiante apresentados. A companhia obtém suas receitas por meio da prestação de serviços. Suas despesas no mês de novembro consistem em Salários e Ordenados $ 2.900; Gratificações $ 600; Encargos Sociais $ 1.470; Viagens e Estadias $500; Condução e Refeição $ 110; Material de Expediente $ 220; Combustíveis e Lubrificantes $ 1.300; Material de Limpeza $ 120; Luz, Telefone e Água $ 300; Aluguéis $ 200; Imposto $ 1.700; Propaganda $ 225; Donativos $ 50; Jornais e Revistas $ 75. Cia. Paulista Balanço Patrimonial em 31/10/X1 Em $ Ativo Passivo e Patrimônio Líquido Bancos Passivo Contas a Receber Contas a Pagar 400 Patrimônio Líquido Capital Lucros Acumulados Total Total Cia. Paulista Balanço Patrimonial em 30/11/X1 Em $ Ativo Passivo e Patrimônio Líquido Bancos Passivo Contas a Receber Contas a Pagar 600 Patrimônio Líquido Capital Lucros Acumulados Total Total Preparar a Demonstração de Resultado referente a novembro de X1. 11

12 Exercício 4.10 O Balancete de Verificação da Oficina Mecânica Brasil Ltda, no dia X1, era formado pelas seguintes contas: Estoque de Peças e Acessórios $ ; Caixa $ 500; Bancos - Conta Empréstimos $ ; Fornecedores $ ; Faturas a Receber $ ; Perdas Eventuais $ 400; Despesas de Publicidade $ ; Capital $ ; Sócios c/ Capital a Integralizar $ ; Despesa de Ordenados e Honorários $ ; Receitas de Serviços $ ; Lucros ou Prejuízos Acumulados $ ; Despesas de Impostos $ ; Terrenos $ Os ajustes a serem feitos são os seguintes: 01 - foi feita uma verificação de dinheiro em caixa, sendo constatada uma falta de $ 150, que será considerada como prejuízo do período; 02 - ordenados de dezembro, a serem pagos no mês seguinte, no valor de $ ; 03 - serviços já realizados, a serem faturados e recebidos no período seguinte, no valor de $ ; 04 - encargos financeiros a serem pagos ao Banco, relativos ao período vencido, no valor de $ 5.000; 05 - despesas de aluguel relativas ao período vencido, a serem pagas no mês seguinte, no total de $ a) preparar o "quadro de ajuste"; b) fazer as partidas de ajuste e de encerramento no livro Diário (forma resumida); c) preparar a Demonstração do Resultado do Exercício 01/01/X1 a 31/12/X1 e o Balanço Patrimonial em 31/12/X1. Exercício 4.11 Cia. Acreana Alguns erros foram cometidos na preparação do quadro de ajustes adiante apresentado. O Balancete de Verificação e as operações para ajustes estão exatos. Preparar o "quadro de ajustes" correto. 12

13 Cia Acreana Contas Balancete de Verificação Ajustes Balancete Ajustado Resultado do Exercício Balancete após Encerramento Caixa Debêntures Contas a Receber Títulos a Pagar Capital Lucros Acumulados Receitas de Serviços d) Despesas Gerais Despesas de Salários a) Salários a Pagar a) Despesas de Aluguel b) Aluguel a Pagar b) Receitas Financeiras a Receber c) Receitas Financeiras c) Receitas de Serviços a Receber d) Despesas Financeiras e) Encargos Financeiros a Pagar e) Lucros ou Prejuízos Acumulados Ajustes: 1. despesas de salários a pagar, $ 200; 2. despesas de aluguel a pagar, $ 90; 3. juros sobre debêntures a receber, $ 15 (receitas financeiras); 4. receitas de serviços a receber, $ 250; 5. despesas de juros sobre empréstimos a pagar, $

14 Exercício 4.12 A empresa Lavabém Ltda explora um serviço próprio de lavagem e passagem de roupas. Para a execução de suas atividades, ela arrendou os equipamentos de lavar dos respectivos fabricantes, bem como alugou um prédio onde se instalou. Seu Balancete de Verificação, no dia 30/09/X1, era composto pela seguintes contas: Caixa $1.000; Bancos $ ; Aplicações Financeiras $ 5.000; Capital $ ; Lucros Acumulados $ 800; Receitas de Serviços $ ; Despesas de Salários $ 3.900; Despesas de Publicidade $ 1.100; Despesas de aluguel do Edifício $ 100; Despesas de Manutenção $ Os ajustes são os seguintes: 01 - o aluguel mensal do equipamento corresponde a 40% da receita obtida pelo uso do mesmo. Nenhum pagamento relativo ao arrendamento do equipamento foi feito em setembro; 02 - A. dos Santos-ME enviou Nota Fiscal-Fatura n 145, no valor de $ 300, com vencimento para X1, referente a serviços de manutenção efetuados em setembro; essa f atura ainda não estava contabilizada; 03 - os salários e ordenados devidos em 30 de setembro somaram $ 600; 04 - em 15 de setembro, a companhia fez um contrato com a Cia. de Reparos de Sapatos, pelo qual, por meio de determinada comissão, a primeira serviria de ponto de recolhimento e entrega de calçados para reparos. As comissões auferidas até 20 de setembro foram de $ 500; 05 - o aluguel do prédio compreende uma importância mensal fixa de $ 100, pagável adiantadamente, no primeiro dia de cada mês, mais 5% do Faturamento, a qualquer título por parte da Cia. Falcão; 06 - os rendimentos auferidos sobre as aplicações financeiras, relativos a setembro, foram de $ 50. a) transcrever para os razonetes os saldos do Balancete; b) fazer as partidas de ajustamento e de encerramento no Livro Diário (de forma resumida) e transportá-las para os razonetes; c) levantar o Balancete de Verificação em 30/09/X1; d) apresentar a Demonstração do Resultado do exercício encerrado em X1; e) apresentar o Balanço Patrimonial em 30/09/X1; f) quadro de ajustes. Exercício 4.13 O Balancete de Pós-encerramento da Cia. Belém, no dia 31/12/X1, era assim formado: Caixa $ 6.100; Aluguel a Receber - Terrenos $ 1.000; Estoque de Peças para Reparos $ 3.000; Terrenos $ ; Equipamentos $ 6.000; Salários a Pagar $ 5.000; Impostos a Pagar $ 1.000; Capital $ ; Lucros ou Prejuízos Acumulados $ Observação: O aluno deverá descobrir, por dedução, se se trata de Lucros Acumulados ou Prejuízos Acumulados. 14

15 A empresa apura resultado mensalmente. As operações de janeiro de X2 foram as seguintes: 03 - A companhia aluga parte de seu terreno como parque de estacionamento a $ 500 por mês. Nesse dia, ela recebeu $ 2.000, correspondente a 4 meses, findos a 28-2-X2; 10 - pagamento de salários para o mês findo, no valor de $ 7.500; 17 - recebimento de $ por serviços de reparos completados nesse dia; 19 - pagamento de $ 780 por materiais especiais usados em trabalho de reparos completados a 17 de janeiro; 21 - a companhia alugou seu equipamento para os próximos 30 dias, com término a 20 de fevereiro, recebendo $ adiantadamente; 31 - dados adicionais necessários para o ajustamento: a) impostos a pagar, $ 1.000; b) salários a pagar, $ 5.100; c) inventário de peças para reparos, $ 1.700; d) serviços de reparos feitos, não faturados, S ; e) os equipamentos foram adquiridos em 30/12/X1 e devem ser depreciados à base de 10% ao ano. a) preparar o Balancete de Verificação inicial da Cia. Belém 01/01/X2; b) registrar (resumidamente) todas as transações, os ajustes e os lançamentos de encerramento no Livro Diário; c) transferir os lançamentos do Diário para os Razonetes; d) apresentar a Demonstração do Resultado do período 01/01 a 31/01/X2; e) apresentar o Balanço Patrimonial em 31/01/X2. Exercício 4.14 O Balancete de verificação da Oficina Mecânica São José Ltda., no dia 30/11/X1, era composto pelas seguintes contas: Caixa Receitas de Serviços Despesas de Salários Estoque de Peças para Reparos Despesas Gerais Ferramentas Despesas de Publicidade Capital Fornecedores Receitas de Serviços Recebidas Antecipadamente A empresa em apreço, em dezembro, realizou as seguintes operações: 01 - comprou ferramentas, a vista, por $ 1.200; 05 - pagou $ 500 a Fornecedores; 10 - pagou antecipadamente despesas de publicidade no valor de $ 700; 22 - recebeu receitas de serviços (prestados no mês), no valor de $ 1.700; 30 - pagou despesas gerais no valor de $

16 Os dados para ajustes, referentes a dezembro, são os seguintes: 01 - receitas a receber, relativas a serviços prestados no mês: $ 800; 02 - salários do mês, a pagar, $ 500; 03 - o inventário final de peças para reparos totalizou $ ; 04 - das despesas pagas antecipadamente, $ 400 são despesas de publicidade do mês; 05 - das receitas de serviços recebidas antecipadamente, $ referem-se ao exercício. a) abrir os razonetes e apresentar o Balancete de Verificação da empresa, em 30/11/X1; b) registrar (resumidamente) as transações de dezembro, os ajustes e o encerramento no Diário; c) transportar os lançamentos do Diário para os Razonetes; d) apresentar o Balancete de Verificação; e) elaborar a Demonstração do Resultado do Exercício (01/01 a 31/12/X1) e o Balanço Patrimonial em 31/12/X1. Observação: Além das contas que compõem o Balancete inicial, devem ser utilizadas as seguintes: Despesas Pagas Antecipadamente, Clientes, Salários a Pagar, Despesas c/ Peças para Reparos, Resultado do Exercício e Lucros Acumulados. 16

Pede-se: Efetuar os lançamentos no livro diário e no livro razão, encerrando as contas de resultado.

Pede-se: Efetuar os lançamentos no livro diário e no livro razão, encerrando as contas de resultado. CONTABILIDADE BÁSICA I 2ª LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADE IV VARIAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO 1) A seguir estão mencionadas as transações da Empresa Petrópolis Ltda., organizada em 1º de dezembro de 2015: 01

Leia mais

Procedimentos Contábeis Básicos Segundo o Método das Partidas Dobradas

Procedimentos Contábeis Básicos Segundo o Método das Partidas Dobradas Procedimentos Contábeis Básicos Segundo o Método das Partidas Dobradas Exercício 3.1 A seguir estão relacionadas as operações realizadas pela sociedade de prestação de serviços Remendão S/A, em janeiro/x2

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DISCIPLINA: EAC0111 NOÇÕES DE CONTABILIDADE PARA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EAC0111 NOÇÕES DE CONTABILIDADE PARA ADMINISTRADORES

Leia mais

CONTABILIDADE BÁSICA I 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS

CONTABILIDADE BÁSICA I 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS CONTABILIDADE BÁSICA I 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADE I PANORAMA GERAL DA CONTABILIDADE 1) O que é contabilidade e qual o seu objetivo? 2) Onde a contabilidade pode ser aplicada? 3) Quais são os usuários

Leia mais

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados:

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados: 1. Classifique os itens abaixo em: bens, direitos ou obrigações item bens direito obrigação Empréstimos a receber Dinheiro em caixa Dinheiro depositado no banco veículos biblioteca Salários a pagar estoques

Leia mais

Unidade IV. xxxx. Unidade IV. yyyy. Método das partidas dobradas

Unidade IV. xxxx. Unidade IV. yyyy. Método das partidas dobradas Unidade IV Unidade IV 4 PARTIDAS DOBRADAS DÉBITO E CRÉDITO Método das partidas dobradas Em qualquer operação há um débito e um crédito de igual valor ou um débito (ou mais débitos) de valor idêntico a

Leia mais

Contabilidade Financeira e IFRS

Contabilidade Financeira e IFRS Contabilidade Financeira e IFRS Objetivos de aprendizagem: Depois de ler e discutir este tópico você será capaz entender As Principais causas da variação do Patrimônio Líquido; O Período contábil As Normas

Leia mais

Profa. Ma. Divane A. Silva. Unidade III CONTABILIDADE

Profa. Ma. Divane A. Silva. Unidade III CONTABILIDADE Profa. Ma. Divane A. Silva Unidade III CONTABILIDADE Contabilidade A disciplina está dividida em quatro unidades: Unidade I 1. Contabilidade Unidade II 2. Balanços sucessivos com operações que envolvem

Leia mais

EXERCÍCIOS TEORIA DA CONTABILIDADE Prof. Valbertone Fonte CFC. RESPONDA AS QUESTÕES ABAIXO: 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação:

EXERCÍCIOS TEORIA DA CONTABILIDADE Prof. Valbertone Fonte CFC. RESPONDA AS QUESTÕES ABAIXO: 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: RESPONDA AS QUESTÕES ABAIXO: 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: a) compra de galpão para a fábrica. b) venda de mercadoria a prazo. c) pagamento de salários administrativos. d) pagamento

Leia mais

Unidade III. Unidade III

Unidade III. Unidade III Unidade III Unidade III 3 DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO () UMA PEQUENA INTRODUÇÃO Enquanto o balanço patrimonial nos apresenta a situação econômica e financeira da empresa, demonstrando os saldos

Leia mais

Razonetes. Capital Bancos c/ Movto Caixa , , ,00. Imóveis ,00

Razonetes. Capital Bancos c/ Movto Caixa , , ,00. Imóveis ,00 Página 1 Procedimentos Básicos de Escrituração Escrituração é a técnica que consiste em registrar nos livros próprios, todos os fatos contábeis ocorridos numa empresa. A escrituração inicia-se pelo livro

Leia mais

Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos

Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos ::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: adsense1 AS RESPOSTAS ESTÃO DE VERMELHO. O BALANÇO PATRIMONIAL - EXERCÍCIOS 1) Aponte a alternativa em que não

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I CONTABILIDADE

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I CONTABILIDADE Prof. Jean Cavaleiro Unidade I CONTABILIDADE Objetivos Conhecer o papel da contabilidade. Conhecer aspectos legais da contabilidade. Conhecer aspectos técnicos de contabilidade. Conhecer as mudanças recentes

Leia mais

Contabilidade Básica - Material 4 - Prof. Marcos César Bottaro

Contabilidade Básica - Material 4 - Prof. Marcos César Bottaro Contas Anteriormente registramos cada uma das operações contábeis diretamente no balanço patrimonial. Contudo, na prática, cada uma dessas operações ocorre inúmeras vezes no decorrer de um único dia, tornando

Leia mais

8.000 ATIVO CIRCULANTE

8.000 ATIVO CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Ativo X0 X1 Receita de Vendas 8.000 ATIVO CIRCULANTE 500 2.150 (-) CPV -5.000 Caixa 100 1.000 Lucro Bruto 3.000 Bancos 200 100 (-) Despesas financeiras -1.500

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

Aula 07 Análise TCU III

Aula 07 Análise TCU III Sumário 1 TCRO Auditor CESPE 2013 - Questão 096 - Análise de Demonstrações Contábeis... 2 2 TCRO Auditor CESPE 2013 - Questão 097 - Análise de Demonstrações Contábeis... 2 3 TCU Analista (CESPE/ 2008)

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2016 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 7.061 Fornecedores 33.947 Contas a Receber 41.832

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade III CONTABILIDADE

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade III CONTABILIDADE Prof. Jean Cavaleiro Unidade III CONTABILIDADE Objetivos Praticar os conceitos até aqui discutidos. Enxergar a aplicação da legislação vigente na prática. Exercício completo Vimos em unidades anteriores

Leia mais

c) Pressupõe-se que a empresa esteja atrasando um tipo de obrigação. Qual seria, mais provavelmente?

c) Pressupõe-se que a empresa esteja atrasando um tipo de obrigação. Qual seria, mais provavelmente? 1-Estruture o Balanço Patrimonial da Cia Alfa com os dados a seguir (em $ milhões - empresa comercial): (não há problema se sobrarem linhas...) Caixa 100; Ações de Outras Companhias 1.000; Fornecedores

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO- DVA FLUXOGRAMA 1 3 (1 2) 5 (3 4) 7 (5+6)

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO- DVA FLUXOGRAMA 1 3 (1 2) 5 (3 4) 7 (5+6) DEMONSTRAÇÃO DO VALOR - DVA FLUXOGRAMA 1 3 (1 2) 5 (3 4) 7 (5+6) VENDAS Vendas Operacionais Vendas não Operacionais PDD- Constituição/Reversão VALOR BRUTO VALOR LIQUIDO VALOR TOTAL A DISTRIBUIR 2 4 6 INSUMOS

Leia mais

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS LANÇAMENTO CONTÁBIL Denominação que se dá ao registro de um fato contábil. Para o lançamento utilizaremos o método das partidas dobradas. O princípio fundamental desse método é o de que não há devedor

Leia mais

1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200

1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200 CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Disciplina Estrutura e Análise das Demonstrações Contábeis ALUNO(A): Exercício : a. preencha os balancetes: TURMA 6º CCN AULA 04 e 05 Turno/Horário

Leia mais

Avaliação de Investimentos

Avaliação de Investimentos Avaliação de Investimentos 1) A Cia. Investidora adquiriu por $ 72.000, em 31-12-1, 60% das ações da Cia. Investida, cujo patrimônio líquido nessa data era de $ 120.000. Em 31-12-2, a Cia. Investida apurou

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 ATIVO NE 31/12/2015 31/12/2014 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2015 31/12/2014 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 90.705.601 82.095.096

Leia mais

Exercício 1 Cia Revisão Balanço em 31/12/X0

Exercício 1 Cia Revisão Balanço em 31/12/X0 Exercício 1 Cia Revisão Balanço em 31/12/X0 Adiantamento de Salários 200,00 Aluguéis a Pagar 250,00 Caixa 1.050,00 Capital Social 12.000,00 Clientes 3.200,00 Contas a Pagar 350,00 Depósitos Judiciais (LP)

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

Unidade II. 4. Compra de automóvel para entrega por R$ 200 a prazo.

Unidade II. 4. Compra de automóvel para entrega por R$ 200 a prazo. Unidade II Unidade II 2 BALANÇOS SUCESSIVOS COM OPERAÇÕES QUE ENVOLVEM CONTAS DE ATIVO, PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Este processo baseia-se no fato de que, após a realização de uma operação, é feito um

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO A DRE é a apresentação, em forma resumida, das operações realizadas pela empresa, durante o exercício social, demonstradas de forma a destacar o resultado líquido

Leia mais

CONTAS DE RESULTADO OPERAÇÕES A VISTA A PRAZO RECEITA + CAIXA + DUPLICATAS A RECEBER DESPESA - CAIXA + CONTAS A PAGAR

CONTAS DE RESULTADO OPERAÇÕES A VISTA A PRAZO RECEITA + CAIXA + DUPLICATAS A RECEBER DESPESA - CAIXA + CONTAS A PAGAR 1/5 CONTAS DE RESULTADO RECEITAS As Receitas correspondem às vendas de produtos, mercadorias ou prestação de serviços. No Balanço Patrimonial, as receitas são refletidas através da entrada de dinheiro

Leia mais

Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Unidade IV 20 RESOLUÇÃO DE UM EXERCÍCIO COMPLETO 5 Resolução de um exercício completo elaborado conforme a legislação em vigor. Todos os demonstrativos contábeis já

Leia mais

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira Contabilidade é a ciência que estuda, registra, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimônio das entidades com fins lucrativos ou não. Objetivos

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR)

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) 1 de 8 31/01/2015 14:50 DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) Até 31.12.2007, a Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR) era obrigatória para as companhias abertas e

Leia mais

Variações do Patrimônio Líqudio

Variações do Patrimônio Líqudio Variações do Patrimônio Líqudio Profa. Mara Jane Contrera Malacrida 1 Eventos que alteram o valor do Patrimônio Líquido Investimentos dos acionistas(inicial e posteriores) Distribuição de dividendos (transferência

Leia mais

1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE

1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE 1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). C I A. E X E M P L O BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE Caixa 2.500 18.400 15.900 Clientes 15.600 13.400

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE) 1 de 5 31/01/2015 14:52 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE) O artigo 187 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (Lei das Sociedades por Ações) estipula a Demonstração do Resultado do Exercício.

Leia mais

SIMULADOS elaborados pelo Prof: Humberto Lucena

SIMULADOS elaborados pelo Prof: Humberto Lucena SIMULADOS elaborados pelo Prof: Humberto Lucena Em cada questão, marque o item correto: 1. O princípio contábil que atribui às entidades personalidade própria, distinta da dos sócios, é o princípio da:

Leia mais

1.1 A Cia Contábil, no final do exercício em 31/12/X8, apresentava um saldo de R$ na conta de clientes.

1.1 A Cia Contábil, no final do exercício em 31/12/X8, apresentava um saldo de R$ na conta de clientes. 1- Exercícios 1.1 A Cia Contábil, no final do exercício em 31/12/X8, apresentava um saldo de R$ 150.000 na conta de clientes. ATIVO Disponibilidades $ 5.000 Clientes $ 150.000 (-) Prov. Devedores Duvidosos

Leia mais

Modelo de Plano de Contas Detalhado

Modelo de Plano de Contas Detalhado Modelo de Plano de Contas Detalhado Código da Conta Descrição da Conta 1. A T I V O 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.01 DISPONÍVEL 1.1.01.01 Caixa 1.1.01.02 Bancos c/ Movimento 1.1 01.03 Aplicações Financeiras

Leia mais

FORMAÇÃO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PADRÃO DE RESPOSTA (2 a FASE)

FORMAÇÃO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PADRÃO DE RESPOSTA (2 a FASE) Questão n o 1 a) Pontos de equilíbrio contábil, econômico e financeiro: PEC = CDF 8.000.000 = 400.000 U MCU 20 PEE = CDF + LD 8.000.000 + 200.000 410.000 U MCU 20 PEF = CDF DND 8.000.000 800.000 = 360.000

Leia mais

1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP:

1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP: 1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP: a) Constituição de uma sociedade com capital totalmente integralizado de R$ 30.000 b) Compra à vista de mercadorias para

Leia mais

Receita Federal. Contabilidade Lista 2. Prof. Anderson Exercícios:

Receita Federal. Contabilidade Lista 2. Prof. Anderson Exercícios: 5.2 - Exercícios: 01. (AFTE/RN 2005 ESAF) Assinale a opção que responde corretamente à questão. ***AJUSTADA*** São grupos e subgrupos que fazem parte do ativo no balanço patrimonial: a) Circulante, Créditos,

Leia mais

0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/ :08 Pág:0001 CNPJ: / Período: 01/07/2014 a 31/07/2014 Balancete Societário

0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/ :08 Pág:0001 CNPJ: / Período: 01/07/2014 a 31/07/2014 Balancete Societário 0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/2014 15:08 Pág:0001 1 S 1 ATIVO 938.218,79 47.302,43 30.140,53 955.380,69 2 S 1.1 CIRCULANTE 71.826,90 47.302,43 30.140,53 88.988,80 3 S 1.1.01 DISPONÍVEL

Leia mais

CONTABILIDADE BÁSICA II

CONTABILIDADE BÁSICA II CONTABILIDADE BÁSICA II Profª. Msc. Nirlene Aparecida Carneiro Fernandes Centro de Ensino Superior de Conselheiro Lafaiete 2015 TÓPICOS PARA REVISÃO: CONTABILIDADE BÁSICA I Conceito, objetivo e objeto

Leia mais

ATIVO PASSIVO AULA 1 - DEFINIÇÃO DE CONTABILIDADE COMPARAÇÃO ENTRE O ATIVO (A) E O PASSIVO (P)

ATIVO PASSIVO AULA 1 - DEFINIÇÃO DE CONTABILIDADE COMPARAÇÃO ENTRE O ATIVO (A) E O PASSIVO (P) AULA 1 - DEFINIÇÃO DE CONTABILIDADE É A CIÊNCIA SOCIAL QUE ESTUDA O PATRIMÔNIO DAS ENTIDADES E SUAS VARIAÇÕES AO LONGO DO TEMPO ENTIDADE: TODA A PESSOA JURÍDICA QUE POSSUI UM PATRIMÔNIO. PODE SER UMA EMPRESA,

Leia mais

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: a) compra de galpão para a fábrica. b) venda de mercadoria a prazo. c) pagamento de salários

Leia mais

CDD: 657 AC:

CDD: 657 AC: Fonseca, Alan Sales da. F676c Contabilidade : revisão balanço patrimonial e DRE / Alan Sales da Fonseca. Varginha, 2015. 17 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.888 67.330 Fornecedores 4.797 8.340 Aplicações financeiras 3.341

Leia mais

Unidade IV ESTRUTURA DAS. Prof. Me. Alexandre Saramelli

Unidade IV ESTRUTURA DAS. Prof. Me. Alexandre Saramelli Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Me. Alexandre Saramelli Estrutura das demonstrações contábeis Dividida em quatro Unidades: Unidade I 1. Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados

Leia mais

Contabilidade Prof. João Carlos

Contabilidade Prof. João Carlos EXERCÍCIOS Débito e Crédito 02 (solução) Contabilidade Prof. João Carlos Em 01/10/2012, oito pessoas resolveram organizar uma empresa de consertos de aparelhos de pesca, a qual denominou o nome de Paraíso

Leia mais

*** BALANÇO PATRIMONIAL ***

*** BALANÇO PATRIMONIAL *** ASSOCIACAO DO PESSOAL DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL MT Folha: 00002 *** BALANÇO PATRIMONIAL *** A T I V O A T I V O ATIVO CIRCULANTE 85.430,83 DISPONIBILIDADES 34.180,25 CAIXA, FUNDO FIXO, TRANSAÇÕES 2.759,73

Leia mais

Dicas 03. Contabilidade Geral. Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas. Profs. Gustavo e Vicente 1

Dicas 03. Contabilidade Geral. Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas.  Profs. Gustavo e Vicente 1 Contabilidade Geral Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas www.pontodosconcursos.com.br Profs. Gustavo e Vicente 1 Legendas para compreensão das siglas: AC AÑC BP CMV Comp. Desp Ef Ei ELP I Int Inv

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES Contas.cnt

CADERNO DE QUESTÕES Contas.cnt Contas.cnt 01. Com relação à situação patrimonial, assinale a opção INCORRETA. a) A compra de matéria-prima a prazo provoca aumento no Ativo e no Passivo. b) A integralização de capital em dinheiro provoca

Leia mais

- Constituição de Empresas o capital de empresas, sejam individuais ou sociedades é constituído pela entrega de bens e ou valores por seus fundadores.

- Constituição de Empresas o capital de empresas, sejam individuais ou sociedades é constituído pela entrega de bens e ou valores por seus fundadores. - Constituição de Empresas o capital de empresas, sejam individuais ou sociedades é constituído pela entrega de bens e ou valores por seus fundadores. - Sociedade Limitada Na Sociedade Limitada o capital

Leia mais

Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA. Prof. Carlos Barretto

Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA. Prof. Carlos Barretto Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA Prof. Carlos Barretto Capacitar os estudantes a adquirir conhecimentos necessários para o desenvolvimento das seguintes competências: enfatizar a consciência ética

Leia mais

Balanço Patrimonial da Cia Salve&Kana

Balanço Patrimonial da Cia Salve&Kana Elaboração da DFC Método Direto A fim de possibilitar melhor entendimento, vamos desenvolver um exemplo passo a passo da montagem da DFC pelo método direto, tomando por base as informações a seguir: Balanço

Leia mais

Palestra. Apresentação das Demonstrações Contábeis e Notas Explicativas (CPC 03 e 09) Outubro Elaborado por:

Palestra. Apresentação das Demonstrações Contábeis e Notas Explicativas (CPC 03 e 09) Outubro Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Prof. Felipe Mascara

Prof. Felipe Mascara 01 - Considere as afirmativas a seguir, com relação aos Princípios Fundamentais de (PFC), do Conselho Federal de (CFC). I. COMPETÊNCIA: As receitas e as despesas devem ser incluídas na apuração do resultado

Leia mais

Quarta-feira, 13 de março de nº Ano XVI - Caderno B esta edição tem 22 páginas. BALANÇO PATRIMONIAL (em reais)

Quarta-feira, 13 de março de nº Ano XVI - Caderno B esta edição tem 22 páginas. BALANÇO PATRIMONIAL (em reais) Imprensa Oficial da Estância de Atibaia esta edição tem 22 páginas BALANÇO PATRIMONIAL (em reais) ASSOCIAÇÃO MISSIONÁRIA DE AJUDA CRISTÃ - AMAC Ativo 2012 2011 Passivo 2012 2011 Ativo Circulante Passivo

Leia mais

Vimos que no Plano de Contas: O que é Resultado (Lucro/Prejuízo) Quais são os objetivos do tópico...

Vimos que no Plano de Contas: O que é Resultado (Lucro/Prejuízo) Quais são os objetivos do tópico... USP-FEA isciplina: EA0111 - Noções de ontabilidade para Administradores Tema 04. Regras de Apuração e a emonstração do Resultado Profa. Joanília Neide de Sales ia Quais são os objetivos do tópico... -

Leia mais

Curso de Contabilidade Básica. Professor André Gomes

Curso de Contabilidade Básica. Professor André Gomes Curso de Contabilidade Básica Professor André Gomes Dispuseste todas as coisas, com peso, número e medida Livro da sabedoria, XI,21 CONCEITO Contabilidade é a ciência que estuda o patrimônio do ponto de

Leia mais

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo Balanço Patrimonial conteúdo - características aplicação de recursos - Ativo origem de recursos - Passivo estrutura geral estrutura do Ativo estrutura do Passivo Características Principal demonstrativo

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

Prestação de Contas. Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS

Prestação de Contas. Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS Prestação de Contas Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS QUARTEL DA 4ª CIPM - ARAGUATINS R$ 191.124,20 13º SALÁRIO - 4ª CIPM R$ 1.394,91 AUXÍLIO CRECHE - 4ª CIPM R$ 1.024,40 COMBUSTIVEIS E LUBRIFICANTES

Leia mais

Procedimentos contábeis: segundo o método das partidas dobradas. Profa. Daciane de Oliveira Silva

Procedimentos contábeis: segundo o método das partidas dobradas. Profa. Daciane de Oliveira Silva Procedimentos contábeis: segundo o método das partidas dobradas Profa. Daciane de Oliveira Silva Procedimentos contábeis Na aula 2, foi preparado um balanço após a ocorrência de cada operação da empresa.

Leia mais

*** BALANÇO PATRIMONIAL ***

*** BALANÇO PATRIMONIAL *** 0153 0001 ASSOCIACAO DO PESSOAL DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL MT Folha: 00002 *** BALANÇO PATRIMONIAL *** A T I V O A T I V O ATIVO CIRCULANTE 86.822,10 DISPONIBILIDADES 49.729,77 CAIXA, FUNDO FIXO, TRANSAÇÕES

Leia mais

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA Base Legal CPC 03 e Seção 07 da NBC TG 1.000 O presente auto estudo embasará os conceitos e procedimentos técnicos contemplados no CPC 03 (IFRS Integral) e na Seção 07

Leia mais

Balancete Contábil

Balancete Contábil Balancete Contábil - 2011 Período: 01/01/2011 a 31/12/2011; Estabelecimento(s): Todos; Centro(s) de Resultados: Todos Folha: 1 1 *** ATIVO *** 22.121,25 D 55.532,18 60.878,13 16.775,30 D 11 ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

Noções sobre balanço patrimonial. Profa. Daciane de Oliveira Silva

Noções sobre balanço patrimonial. Profa. Daciane de Oliveira Silva Noções sobre balanço patrimonial Profa. Daciane de Oliveira Silva Estática patrimonial: o balanço O balanço patrimonial é uma das mais importantes demonstrações contábeis, por meio do qual podemos apurar

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL. Saldos em 31/12/2013

BALANÇO PATRIMONIAL. Saldos em 31/12/2013 PARTIDO: BALANÇO PATRIMONIAL ORGÃO DO PARTIDO UF EXERCÍCIO CÓDIGO CONTA Saldos em 31/12/2014 Saldos em 31/12/2013 CÓDIGO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 2.1. PASSIVO CIRCULANTE 1.1.1. ATIVO CIRCULANTE - FUNDO PARTIDÁRIO

Leia mais

Contabilidade Introdutória

Contabilidade Introdutória Contabilidade Introdutória Profa. Mara Jane Contrera Malacrida 1 Avaliação de Estoques CPC 16 Caracterização do Estoque Estoques são ativos: a)mantidos para venda no curso normal dos negócios; b)em processo

Leia mais

Balanço patrimonial da Holding S.A. antes da cisão parcial: Ativos $ Passivos $

Balanço patrimonial da Holding S.A. antes da cisão parcial: Ativos $ Passivos $ CISÃO 1 INTRODUÇÃO A cisão é um processo no qual uma companhia transfere parcelas de seu patrimônio para uma ou mais sociedades, constituídas para esse fim ou já existentes, extinguindo-se a companhia

Leia mais

Sumário. Introdução. Patrimônio

Sumário. Introdução. Patrimônio Sumário Sumário Introdução 2 Objeto 3 Finalidade ou objetivo 4 Pessoas interessadas nas informações contábeis 5 Funções 6 Identificação dos aspectos patrimoniais 7 Campo de aplicação 8 Áreas ou ramos 9

Leia mais

EXECÍCIOS Módulo B. Patrimônio

EXECÍCIOS Módulo B. Patrimônio EXECÍCIOS Módulo B Patrimônio EXERCÍCIO 1 Classifique os elementos em: A - Bens, direitos ou obrigação B positivo ou negativo C Ativo ou Passivo Fonte: Ribeiro1999 elementos A B C Computador Estante Duplicatas

Leia mais

03. Para Ativo (A), Passivo (P) e Patrimônio Líquido (PL), observe as sequências lógicas:

03. Para Ativo (A), Passivo (P) e Patrimônio Líquido (PL), observe as sequências lógicas: TÉCNICO EM CONTABILIDADE 1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÕES DE 01 A 20 01. A Contabilidade é uma ciência: a) exata, pois tem como pressuposto a precisão e veracidade apresentada em seus relatórios financeiros

Leia mais

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. MÓDULO DE QUESTÕES DE CONTABILIDADE

Leia mais

Lista de Exercícios com Gabarito Indicadores de Liquidez e Indicadores de Atividade

Lista de Exercícios com Gabarito Indicadores de Liquidez e Indicadores de Atividade FUNDAÇÃO EDUCACIONAL ROSEMAR PIMENTEL CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE Faculdade de Administração Administração Financeira e Orçamentária I 1º semestre de 2011 Prof.: Tiago Sayão Email: tiagosayao@gmail.com

Leia mais

Balancete Consolidado - De Janeiro 2014 até Dezembro 2014

Balancete Consolidado - De Janeiro 2014 até Dezembro 2014 Página: 1 1 Ativo 416.718,52D 1.369.991,42 1.274.348,95 512.360,99D 1.1 Ativo Circulante 34.417,55D 1.315.467,41 1.237.378,87 112.506,09D 1.1.1 Disponibilidades 27.213,00D 1.263.321,71 1.192.261,80 98.272,91D

Leia mais

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual ISG - Instituto Socrates B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O EM BRL Folha : 1 1 - A T I V O 29.031.312,06 19.432.382,85 18.277.805,85-30.185.889,06 11 - ATIVO CIRCULANTE 17.463.277,42 17.841.176,56

Leia mais

4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA. 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis:

4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA. 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis: 4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA Exercícios: 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis: Banco 100.000 Duplicatas a receber 80.000 Financiamentos 80.000

Leia mais

CONTABILIDADE E ANÁLISE DE BALANÇOS

CONTABILIDADE E ANÁLISE DE BALANÇOS CONTABILIDADE E ANÁLISE DE BALANÇOS (EAC0549) Prof. Renê Coppe Pimentel Material e conteúdo padronizados elaborados por professores da FEA/USP Prof. Renê Coppe Pimentel Pg. 1 Atuação do Contador Administração

Leia mais

Contabilidade Avançada Prof. João Domiraci Paccez Exercício Nº 17

Contabilidade Avançada Prof. João Domiraci Paccez Exercício Nº 17 Exercício Nº 17 1 Elaboração do Balanço Patrimonial de em moeda de ATIVO Valores Históricos Valores ajustados Quant. de Valores na moeda de Ativo circulante 350.000 105.132,3249 416.324 Caixa 80.000 80.000

Leia mais

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli USP/FEA/EAC Curso de Graduação em Administração Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli 1 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo.

Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo. Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo. a. Máquina adquirida por $18.000, com vida útil estimada de 15 anos e valor residual $3.000. b. Veículo adquirido por $30.000, com vida

Leia mais

DESTINAÇÃO DOS LUCROS: PL E DMPL

DESTINAÇÃO DOS LUCROS: PL E DMPL DESTINAÇÃO DOS LUCROS: PL E DMPL (cap 4) Prof. Renê Coppe Pimentel Material e conteúdo padronizados elaborados por professores da FEA/USP 1 SITUAÇÃO ECONÔMICA Lucro - todo lucro obtido pela empresa pertence

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL

BALANÇO PATRIMONIAL 1 de 6 31/01/2015 14:44 BALANÇO PATRIMONIAL Balanço Patrimonial é a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira

Leia mais

COOPERATIVA DE CAFEICULTORES DA ZONA DE SÃO MANUEL - CAFENOEL Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 (Em Reais)

COOPERATIVA DE CAFEICULTORES DA ZONA DE SÃO MANUEL - CAFENOEL Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 (Em Reais) Balanço Patrimonial Encerrado em 31 de Dezembro de 2008 ATIVO CIRCULANTE Contas 10.1.01 CAIXA 29.733,12 - Caixa... 29.733,12 10.1.02 BANCOS - CONTA CORRENTE 264,20 Bancos... 264,20 10.1.05 CONSÓRCIOS A

Leia mais

Divulgação de Resultados. Alteração no Agrupamento de Custos e Despesas e Revisão da Forma e Conteúdo do Demonstrativo de Fluxo de Caixa

Divulgação de Resultados. Alteração no Agrupamento de Custos e Despesas e Revisão da Forma e Conteúdo do Demonstrativo de Fluxo de Caixa Divulgação de Resultados Alteração no Agrupamento de Custos e Despesas e Revisão da Forma e Conteúdo do Demonstrativo de Fluxo de Caixa Objetivos e documentos impactados Objetivo: Agrupamento de Custos

Leia mais

Dicas 02. Contabilidade Geral. Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas. Profs. Gustavo e Vicente 1

Dicas 02. Contabilidade Geral. Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas.  Profs. Gustavo e Vicente 1 Contabilidade Geral Professores: Gustavo Jubé e Vicente Chagas www.pontodosconcursos.com.br Profs. Gustavo e Vicente 1 Classificações do ativo Além de classificar a conta como ativo, precisamos ser proficientes

Leia mais

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9.

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9. Curso de Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Comercial I 3ª Fase Professora: Lyss Paula de Oliveira ESTADO DE MATO GROSSO Resolução de Atividades Extra: Lançamentos no Diário: 1 D: Compra de Mercadorias

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras 75º edição 1 de Abril de 214 à 31 de março de 215 Balanço Anual Ativos Ativos circulante Caixa Títulos a receber Contas a receber mobiliários Produtos Materia-Prima Trabalhos

Leia mais

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL Fls: 266 Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais APAE CNPJMF n 36.046.068/000159 DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM 31.12.2008 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONTAS 31/12/2007 31/12/2008 PASSIVO CONTAS

Leia mais

Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC

Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC Rodrigo Pereira 01/02/2017 Fonte: CPC-03 Demonstração dos Fluxos de Caixa Informações sobre o fluxo de caixa de uma entidade são úteis para proporcionar aos usuários

Leia mais

Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014

Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014 Plano de Contas Referencial Imunes e Isentas até 2014 CÓDIGO DESCRIÇÃO DT_INI DT_FIM TIPO CONTA SUPERIOR NÍVEL NATUREZA 1 ATIVO 01012014 S 1 01 1.01 ATIVO CIRCULANTE 01012014 S 1 2 01 1.01.01 DISPONIBILIDADES

Leia mais