CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA SISTEMA DE REFERÊNCIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA SISTEMA DE REFERÊNCIA"

Transcrição

1 CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA SISTEMA DE REFERÊNCIA Elaboração e Organização: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher

2 SISTEMA DE REFERÊNCIA Nomenclatura Séries Cartográficas Método de dividir uma área geográfica em folhas de formato uniforme na mesma escala - mapear sistematicamente uma unidade geográfica (estado, país, continente, globo terrestre), numa escala de tal magnitude que se torna impossível a reprodução cartográfica dessa unidade numa só folha de papel (OLIVEIRA, 1988) Sistematização de um conjunto de mapas, com o objetivo de definir a padronização de sua representação. É necessária quando a escala não pode abranger a região a ser mapeada, portanto, a área será coberta por diversas folhas (DUARTE, 2002)

3 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) Convenção Internacional, Londres/ Inglaterra 1909: padrões técnicos para a confecção de folhas na escala 1: (milionésimo). Dimensões da folha: 6 o de longitude por 4 o de latitude Denominação e localização: N ou S para indicar Norte e Sul e A a V para indicar os limites da latitude; números de 1 a 60 para indicar os fusos que partem do antimerdiano de Greenwich na direção oeste-leste. Projeção Conforme de Lambert (até as latitudes de 84 o N e 80 o S) Conferência das Nações Unidas (1962). Projeção Estereográfica Polar regiões polares Fonte: DUARTE, p. 126, 2002

4 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) Fonte: SANTOS, p. 26, 1989

5 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) CIM Finalidades: 1) Fornecer uma carta de uso geral de forma a possibilitar estudos preliminares relacionados a investimentos e planejamentos 2) Atender às necessidades de especialistas de outras áreas 3) Possibilitar o desenvolvimento de outras séries a partir da CIM 4) Fornecer uma base para a elaboração de mapas temáticos (recursos naturais, população, solo, geologia, etc.) BRASIL - produção das folhas; 1937 decreto federal e legislação, Conselho Nacional de Geografia, execução das folhas da Carta do Brasil ao Milionésimo; IBGE, edição da primeira folha ONU: reunião dos Estados-membros importância das cartas (desenvolvimento econômico das nações) 1958 Tóquio (Japão) investimentos para a atualização das cartas e para a troca de informações

6 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) A projeção cartográfica escolhida inicialmente foi a policônica, com a modificação do traçado dos meridianos para retas a fim de que a junção das folhas adjacentes pudesse ser facilitada. Apesar de tudo, ainda foram encontrados problemas para esta junção. Atualmente, está sendo usada a projeção cônica conforme de Lambert, matematicamente mais simples, de acordo com a recomendação da Conferência das Nações Unidas sobre a CIM, em agosto de A projeção de Lambert é usada até as latitudes de 84 graus norte e 80 graus sul. As folhas das regiões polares utilizam a projeção Estereográfica Polar. Fonte:

7 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) IBGE edições das folhas da Carta do Brasil ao Milionésimo, Diretoria de Geociências do Departamento de Geografia, reedição a cada decênio (normas do acordo da CIM, Bonn, Alemanha, 1962 Conferência Técnica das Nações Unidas) 46 folhas (5 hemisfério norte), indicadas por letras e números Fonte: DUARTE, p. 128, 2002

8 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) CIM confecção padronizada das folhas: 1) Formato das folhas com 6 o de longitude por 4 o de latitude 42 o 36 o Folha SF 24 (Vitória), da CIM Fonte: DUARTE, p. 129, 2002

9 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) 2) Código: N ou S localização da folha no hemisfério; letras maiúsculas de A a V faixa da quadrícula por latitude 3) O país que produziu a folha, escolhe um nome de identificação (acidente geográfico relevante na quadrícula) Fonte: SANTOS, p.24, 1989

10 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) 4) Paralelos e meridianos são traçados de grau em grau 5) Moldura interna: subdivisão com eqüidistância de 5 minutos em toda a folha 6) Do ângulo noroeste para leste: números romanos de 1 a 12, dentro de um círculo, com espaçamento de 30 minutos; na direção da latitude, são inseridas letras de a a h. Índice dos Topônimos da Carta do Brasil ao Milionésimo: indicação dos acidentes geográficos, de acordo com as coordenadas formadas por essas letras e números. Fonte: OLIVEIRA, p. 43, 1988

11 Carta do Mundo ao Milionésimo (CIM) CIM utilidade: Educação: mapa básico de consulta para professores e alunos; Pesquisa geográfica: demografia, fitogeografia, geomorfologia, distribuição da produção e sistemas agrícolas, vias de transporte e comunicações, localização das indústrias; Planejamentos dos trabalhos geodésicos, topográficos, nos levantamentos terrestres e aerofotogramétricos: auxiliam os trabalhos de engenheiros e topógrafos dos órgãos oficiais e empresas particulares especializadas.

12 Desdobramento das Folhas As folhas da Carta do Brasil ao Milionésimo desdobram-se em outras escalas Folha na escala 1: (4 o de latitude por 6 o de longitude): quatro folhas de 2 o de latitude por 3 o de longitude, denominadas V, X, Y e Z, escala 1: o 20 o 45 o 42 o 20 o V X 22 o Y Z 48 o 42 o 1:

13 Desdobramento das Folhas Uma dessas folhas (V, X, Y e Z): quatro folhas de 1 o de latitude por 1 o 30 de longitude, escala 1: , denominadas A, B, C e D. 22 o 22 o A B Z 23 o C D 45 o Folha SF-23-Z 42 o 45 o 43 o 30 1: o

14 Desdobramento das Folhas Tais folhas (A, B, C e D): seis folhas, escala 1: , denominadas I, II, III, IV, V e VI, 30 de latitude e longitude 23 o 23 o I II III D 23 o 30 IV V VI 43 o 30 Folha SF-23-Z-D 42 o 43 o o 42 o 30 1: o

15 Desdobramento das Folhas Cada uma dessas (I, II, III, IV, V e VI): quatro folhas, escala 1:50.000, denominadas 1, 2, 3 e 4, dimensão de 15 de latitude e longitude 23 o o 30 VI o o 30 Folha SF-23-Z-D-VI 42 o 42 o o : o

16 Desdobramento das Folhas 23 o 45 4 Essas (1, 2, 3 e 4): quatro folhas, escala 1:25.000, identificadas por, 30 de latitude e longitude 42 o 15 Folha SF-23-Z-D-VI-4 42 o 23 o 45 NO NE 23 o SO SE 42 o o : o

17 Desdobramento das Folhas SE 23 o Ainda, as folhas NO, NE, SO e SE: seis folhas, escala 1:10.000, chamadas A, B, C, D, E e F, 2 30 de latitude por 45 de longitude 42 o Folha SF-23-Z-D-VI-4-SE 42 o A B 23 o C D 23 o o E 42 o F 1: o o

18 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DUARTE, P. A. Fundamentos de cartografia. Editora da UFSC. Florianópolis/SC, 2002, 208p. DUARTE, P. A. Fundamentos de Cartografia. Editora da UFSC. Florianópolis/SC, 2002, 148p. JOLY, F. A Cartografia. 5a Edição. Editora Papirus, 1990, 136p. OLIVEIRA, C. Curso de Cartografia Moderna. IBGE, Rio de Janeiro, 1988, 152p. SANTOS, M. C. S. R. dos. Manual de Fundamentos Cartográficos e Diretrizes Gerais para elaboração de mapas Geológicos, Geomorfológicos e Geotécnicos. Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), São Paulo, 1990, 52p.

CARTA INTERNACIONAL DO MUNDO AO MILIONÉSIMO. ACH 1056 Fundamento de Cartografia Profª. Mariana Soares Domingues

CARTA INTERNACIONAL DO MUNDO AO MILIONÉSIMO. ACH 1056 Fundamento de Cartografia Profª. Mariana Soares Domingues CARTA INTERNACIONAL DO MUNDO AO MILIONÉSIMO ACH 1056 Fundamento de Cartografia Profª. Mariana Soares Domingues Séries cartográficas O que é uma série cartográfica? É a sistematização de um conjunto de

Leia mais

CARTOGRAFIA 1 - SISTEMA CARTOGRÁFICO BRASILEIRO 2 - ARTICULAÇÃO DE CARTAS. Sistema Cartográfico Nacional

CARTOGRAFIA 1 - SISTEMA CARTOGRÁFICO BRASILEIRO 2 - ARTICULAÇÃO DE CARTAS. Sistema Cartográfico Nacional CARTOGRAFIA 1 - SISTEMA CARTOGRÁFICO BRASILEIRO 2 - ARTICULAÇÃO DE CARTAS Sistema Cartográfico Nacional IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Mapeamento do território nacional a pequena

Leia mais

CARTOGRAFIA. Carta Internacional do Mundo ao Milionésimo (CIM) Índice de nomenclatura e articulação de folhas. Prof. Luiz Rotta

CARTOGRAFIA. Carta Internacional do Mundo ao Milionésimo (CIM) Índice de nomenclatura e articulação de folhas. Prof. Luiz Rotta CARTOGRAFIA Carta Internacional do Mundo ao Milionésimo (CIM) Índice de nomenclatura e articulação de folhas Prof. Luiz Rotta CARTA INTERNACIONAL DO MUNDO AO MILIONÉSIMO Fornece subsídios para a execução

Leia mais

Cartografia I. BRITALDO SILVEIRA SOARES FILHO Departamento de Cartografia Centro de Sensoriamento Remoto

Cartografia I. BRITALDO SILVEIRA SOARES FILHO  Departamento de Cartografia Centro de Sensoriamento Remoto Cartografia I BRITALDO SILVEIRA SOARES FILHO britaldo@csr.ufmg.br www.csr.ufmg.br Departamento de Cartografia Centro de Sensoriamento Remoto Introdução Histórico da Cartografia definição, história e evolução.

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 1.1 NOÇÕES DE CARTOGRAFIA

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 1.1 NOÇÕES DE CARTOGRAFIA UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 1.1 NOÇÕES DE CARTOGRAFIA (Copyright 1991-2006 SPRING - DPI/INPE) 1 (Para uso no SPRING) 1 - Sistemas de Coordenadas Um objeto geográfico qualquer, como uma cidade, a foz

Leia mais

P. P. G. em Agricultura de Precisão DPADP0800: Cartografia e GPS aplicados a A. P. (Prof. Dr. Elódio Sebem)

P. P. G. em Agricultura de Precisão DPADP0800: Cartografia e GPS aplicados a A. P. (Prof. Dr. Elódio Sebem) Escalas: Razão de semelhança entre a representação e o mundo real. Relação entre a medida de um objeto ou lugar representado no papel e sua medida real. Relação entre a distância no mapa e a correspondente

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Uma projeção cartográfica consiste num conjunto de linhas (paralelos e meridianos), que formam uma rede, sobre a qual são representados os elementos do mapa. Todos os mapas e/ou cartas são representações

Leia mais

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 1 BIMESTRE SILVANA GEOGRAFIA

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 1 BIMESTRE SILVANA GEOGRAFIA COLÉGIO MONJOLO QUIZ N 01 2017 / 1 BIMESTRE SILVANA GEOGRAFIA Data da entrega: 28/04/2017. Aluno(a): 6º Ano 1-1-De acordo com desenho acima, Escreva qual é o Paralelo? e qual é o Meridiano? 2- Com base

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP LABTOP Topografia 1. Coordenadas Aula 1

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP LABTOP Topografia 1. Coordenadas Aula 1 UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP LABTOP Topografia 1 Coordenadas Aula 1 Recife, 2014 Sistema de Coordenadas Um dos principais objetivos da Topografia é a determinação

Leia mais

Cartografia Projeções Cartográficas Mais Usadas e Sistema UTM

Cartografia Projeções Cartográficas Mais Usadas e Sistema UTM Cartografia Projeções Cartográficas Mais Usadas e Sistema UTM Prof. João Fernando Custodio da Silva Departamento de Cartografia www2.fct.unesp.br/docentes/carto/joaofernando Introdução Existem muitas e

Leia mais

Orientação, Coordenadas Geográficas Projeção UTM Universal transversa de Mercator

Orientação, Coordenadas Geográficas Projeção UTM Universal transversa de Mercator Prof. Dra. Mariana Soares Domingues Orientação, Coordenadas Geográficas Projeção UTM Universal transversa de Mercator ACH1056 Fundamentos de Cartografia O verbo orientar está relacionado com a busca do

Leia mais

O local de cruzamento de um meridiano e de um paralelo é chamado de intersecção, é a coordenada.

O local de cruzamento de um meridiano e de um paralelo é chamado de intersecção, é a coordenada. O local de cruzamento de um meridiano e de um paralelo é chamado de intersecção, é a coordenada. Na antiguidade os navegadores precisavam dominar bem a cartografia. Abaixo temos algumas notações: Considerando

Leia mais

Coordenadas Geográficas

Coordenadas Geográficas Coordenadas Geográficas Coordenadas Geográficas É a posição exata no globo terrestre Intersecção entre latitude e longitude Paralelos Linhas paralelas a Linha do Equador Trópico de Capricórnio Hemisfério

Leia mais

Conceitos Básicos mapa

Conceitos Básicos mapa Cartografia Conceitos Básicos Entende-se por mapa a representação gráfica convencional, geralmente plana e em pequena escala, de áreas relativamente extensas, como acontece nos mapas dos atlas. Para tal,

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519 Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL - Abertura e aprovação do projeto do curso:

Leia mais

Cartografia GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Cartografia GEOGRAFIA DAVI PAULINO Cartografia GEOGRAFIA DAVI PAULINO Curvas de Nível Mapas temáticos Representação de fenômenos e suas diversidades: Qualitativas: Representa os diferentes elementos cartográficos Ex: Rios, cidades, industrias,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO PRÓ-REITORIA DE ENSINO Divisão de Apoio Técnico Pedagógico - DATP PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO PRÓ-REITORIA DE ENSINO Divisão de Apoio Técnico Pedagógico - DATP PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO I - IDENTIFICAÇÃO ANO SEMESTRE PERÍODO 2013 1 o 3 o CURSO(s): Geografia COMPONENTE CURRICULAR: Cartografia I TURNO 1 : Noturno CÓDIGO: CART I NATUREZA 2 : Obrigatória DEPARTAMENTO: Pró-reitoria

Leia mais

CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01

CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01 CARTOGRAFIA: ELEMENTOS E TÉCNICAS MÓDULO 01 GEOGRAFIA 01 Cartografia ciência responsável pela elaboração de representações da superfície da Terra. Com a ajuda da matemática, evoluiu e aprimorou mapas e

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS EXA 519. Prof. Dr. Ardemirio de Barros Silva

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS EXA 519. Prof. Dr. Ardemirio de Barros Silva SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS EXA 519 Prof. Dr. Ardemirio de Barros Silva abarros@uefs.br barros@ige.unicamp.br A CARTOGRAFIA É CONSIDERADA COMO A CIÊNCIA E A ARTE DE EXPRESSAR, POR MEIO DE

Leia mais

INTRODUÇÃO À CARTOGRAFIA. Prof. Rogério da Mata

INTRODUÇÃO À CARTOGRAFIA. Prof. Rogério da Mata INTRODUÇÃO À CARTOGRAFIA A importância dos pontos de referência Pontos Cardeais: são pontos principais utilizados como padrão de localização ou pontos de referência. Através deles é possível localizar

Leia mais

Projeções Cartográficas. Profa. Ligia

Projeções Cartográficas. Profa. Ligia Projeções Cartográficas Profa. Ligia Introdução Como representar uma superfície curva em um plano? Projeção: estabelecimento de um método, segundo o qual, a cada ponto da superfície da Terra corresponda

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral

Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral Departamento de Engenharia Civil - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número de créditos: Teóricas Práticas

Leia mais

Lista de Carnaval

Lista de Carnaval SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 7ª TURMA(S):

Leia mais

Unidade 5. Escolha da Projeção Cartográfica

Unidade 5. Escolha da Projeção Cartográfica Unidade 5 Escolha da Projeção Cartográfica Forma Tamanho Localização geográfica da região geográfica Propósito Fator de escala do mapa Um dos problemas básicos da Cartografia O problema da projeção cartográfica

Leia mais

Projeções Cartográficas. Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado

Projeções Cartográficas. Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Projeções Cartográficas Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado O que são projeções cartográficas? Podemos definir um projeção como sendo um sistema plano de meridianos e paralelos,

Leia mais

Professora: Jordana Costa

Professora: Jordana Costa Professora: Jordana Costa Cartografia Cartografia, segundo a ABNT é definida como: A arte de levantamento, construção e edição de mapas e cartas de qualquer natureza. Função principal: Representar a realidade

Leia mais

1) Em se tratando de questões de natureza cartográfica, assinale o correto.

1) Em se tratando de questões de natureza cartográfica, assinale o correto. 1) Em se tratando de questões de natureza cartográfica, assinale o correto. a) A realização de mapeamentos temáticos muito detalhados requer a utilização de produtos de sensoriamento remoto de alta resolução

Leia mais

Sistemas de Coordenadas

Sistemas de Coordenadas Sistemas de Coordenadas Um objeto geográfico qualquer, como uma cidade, a foz de um rio, ou o pico de uma montanha, somente poderá ser localizado se for possível descrevê-lo em relação a outros objetos

Leia mais

CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA

CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA PROJEÇÃO Universal Transversa de Mercator (UTM) COORDENADAS UTM Elaborado por: Andréia Medinilha Pancher e Maria Isabel Castreghini de Freitas SISTEMA DE PROJEÇÃO UNIVERSAL TRANSVERSA

Leia mais

CARTOGRAFIA CURSINHO TRIU- MARÇO 2016

CARTOGRAFIA CURSINHO TRIU- MARÇO 2016 CARTOGRAFIA CURSINHO TRIU- MARÇO 2016 NAVEGAR É PRECISO 2500 A.C. uma das primeiras representações de mapa, produzido na região da mesopotâmia. NAVEGAR É PRECISO Mapa do Salmo (1260) e Mappe-Monde (1707),

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS O QUE SÃO AS PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS? Os sistemas de projeções constituem-se de uma fórmula matemática que transforma as coordenadas geográficas, a partir de uma superfície esférica,

Leia mais

PLANO DE CURSO I EMENTA

PLANO DE CURSO I EMENTA Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Carga horária total: 75 H PLANO DE CURSO I EMENTA Definições e esboço histórico da cartografia; Representações da Terra; Coordenadas;

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Ufrn 2013) Um estudante australiano, ao realizar pesquisas sobre o Brasil, considerou importante saber a localização exata de sua capital, a cidade de Brasília. Para isso, consultou o mapa a seguir:

Leia mais

PRINCÍPIOS DE CARTOGRAFÍA BÁSICA

PRINCÍPIOS DE CARTOGRAFÍA BÁSICA PRINCÍPIOS DE CARTOGRAFÍA BÁSICA VOLUME No. 1 (Capitulos 1 a 7) da Série PRINCÍPIOS DE CARTOGRAFÍA Editor Coordenador: Paul S. Anderson Incluindo Capítulos Traduzidos do Livro Maps, Distortion and Meaning

Leia mais

Sistemas de Projeções Cartográficas:

Sistemas de Projeções Cartográficas: Sistemas de Projeções Cartográficas: Todos os mapas são representações aproximadas da superfície terrestre. Isto ocorre porque não se pode passar de uma superfície curva para uma superfície plana sem que

Leia mais

O QUE É CARTOGRAFIA? É A TÉCNICA DE FAZER MAPAS. MAPA NÃO É MERO DESENHO E SIM UM CONJUNTO DE MOTIVO: NECESSIDADE DO HOMEM SE LOCALIZAR.

O QUE É CARTOGRAFIA? É A TÉCNICA DE FAZER MAPAS. MAPA NÃO É MERO DESENHO E SIM UM CONJUNTO DE MOTIVO: NECESSIDADE DO HOMEM SE LOCALIZAR. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS (CARTOGRAFIA) O QUE É CARTOGRAFIA? É A TÉCNICA DE FAZER MAPAS. MAPA NÃO É MERO DESENHO E SIM UM CONJUNTO DE INFORMAÇÕES VISUAIS. MOTIVO: NECESSIDADE DO HOMEM SE LOCALIZAR. GA-SUR

Leia mais

Geomática Aplicada à Engenharia Civil Fundamentos Teóricos e Práticos. Cartografia Básica e Fotogrametria

Geomática Aplicada à Engenharia Civil Fundamentos Teóricos e Práticos. Cartografia Básica e Fotogrametria Geomática Aplicada à Engenharia Civil Fundamentos Teóricos e Práticos Cartografia Básica e Fotogrametria Definição Cartografia preocupa-se em apresentar um modelo de representação de dados para os processos

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2

GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2 GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2 1. IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Geoprocessamento Aplicado Semestre: 5º Créditos: 2.0.2.0 Carga Horária: 60h Período Letivo: 2015/1 Docente Responsável: Vinicius

Leia mais

Geografia Prof. Davi Cartografia

Geografia Prof. Davi Cartografia Geografia Prof. Davi Cartografia EXERCÍCIOS 4. (Fuvest 2012) Observe os seguintes mapas do Brasil: 1. (UNIFEI) Em um mapa no qual a escala é de 1: 100 000, a distância em linha reta entre duas cidades

Leia mais

ATIVIDADES 8º ANO. MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o Ensino Médio. 5ª ed. São Paulo: Atual, p.16.

ATIVIDADES 8º ANO. MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o Ensino Médio. 5ª ed. São Paulo: Atual, p.16. 1) Leia o texto e assinale a alternativa correta: ATIVIDADES 8º ANO MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o Ensino Médio. 5ª ed. São Paulo: Atual, 2008. p.16. Sobre a Projeção de Mercator, podemos afirmar

Leia mais

GPS REPRESENTAÇÃO DA TERRA

GPS REPRESENTAÇÃO DA TERRA GPS REPRESENTAÇÃO DA TERRA Macedo, M.Sc. Poli, Brasil.. 2014 2/24 Qual a Forma da Durante muito tempo adotou-se a com a forma plana, onde em qualquer momento se chegaria ao fim do oceano, em um grande

Leia mais

MAPEAMENTO SISTEMÁTICO: SOFTWARE ONDE ESTOU?

MAPEAMENTO SISTEMÁTICO: SOFTWARE ONDE ESTOU? MAPEAMENTO SISTEMÁTICO: SOFTWARE ONDE ESTOU? IVAN DORNELAS FALCONE DE MELO 1 ANA LÚCIA BEZERRA CANDEIAS 2 EDUARDO BARBOSA MENDES UFPE Universidade Federal de Pernambuco Av. Acadêmico Hélio Ramos s/n, Cidade

Leia mais

GABARITO - Lista de exercícios complementares 3 - CARTOGRAFIA

GABARITO - Lista de exercícios complementares 3 - CARTOGRAFIA GABARITO - Lista de exercícios complementares 3 - CARTOGRAFIA 1ºEM GEOGRAFIA FÍSICA LUIZ GUSTAVO PROFÃO 2º Bimestre Utilize o material de apoio, disponível no site, para fazer esses exercícios. Observação:

Leia mais

Cartografia Básica B Prof. Rodolfo Moreira de Castro Junior

Cartografia Básica B Prof. Rodolfo Moreira de Castro Junior Geomática Aplicada à Engenharia Civil Fundamentos Teóricos e Práticos Cartografia Básica B Prof. Rodolfo Moreira de Castro Junior 1 - Introdução DIFERENÇAS ENTRE PANTA,, CARTA E MAPA Planta: é uma carta

Leia mais

Mapeamento do uso do solo

Mapeamento do uso do solo Multidisciplinar Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Allan Arnesen Frederico T. Genofre Marcelo Pedroso Curtarelli CAPÍTULO 1 Conceitos básicos de cartografia e SIG 1. Introdução

Leia mais

SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15

SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15 SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15 1. A distribuição de energia solar, ou insolação, depende dos movimentos de rotação

Leia mais

DATA: 07 / 05 / 2014 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 6.º ANO/EF

DATA: 07 / 05 / 2014 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 6.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE DATA: 07 / 05 / 204 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 6.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Coordenadas Geográficas

Coordenadas Geográficas GEOGRAFIA SÉRIE: 1º ano Coordenadas Geográficas Profº Luiz Gustavo Silveira Unidade I A linguagem geográfica e a leitura no mundo Livro: parte I Capítulo 4 Nós estamos aqui Tópicos do capítulo Terra no

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Trabalho de Recuperação1º Semestre - 2º Bim. /2016 Nota: Professor (a): Alessandra Disciplina: Geografia Turma: 1ª Série Ensino Médio Nome: Nº: ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO

Leia mais

12/11/2012. Professor

12/11/2012. Professor Universidade Paulista - Unip Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia ICET Curso de Engenharia Civil Disciplina: 227L - Geodésia Sistemas de Coordenadas Parte I Prof. Dr. André Luís Gamino Professor Finalidade:

Leia mais

Prof. Rodolfo Visentin 1

Prof. Rodolfo Visentin 1 EXERCÍCIOS GEOGRAFIA - Noções básicas de Cartografia (orientação: pontos cardeais; localização: coordenadas geográficas, latitude, longitude e altitude; representação: leitura, escala, legendas e convenções)

Leia mais

Professores: Jaime, Clodoaldo

Professores: Jaime, Clodoaldo Professores: Jaime, Clodoaldo Ciência que abrange os fenômenos humanos e naturais, como condições ambientais(clima, vegetação, relevo, hidrografia) e as relações humanas Ela descreve e interpreta de maneira

Leia mais

rofa Lia Pimentel TOPOGRAFIA

rofa Lia Pimentel TOPOGRAFIA rofa Lia Pimentel TOPOGRAFIA TOPOS significa lugar GRAPHEN significa descrição Pode-se dizer que a TOPOGRAFIA é a ciência que trata do estudo da representação detalhada de uma porção da superfície terrestre.

Leia mais

Modelos astronômicos

Modelos astronômicos Astronomia Modelos astronômicos Durante muitos séculos a ideia de que a Terra era o centro do universo foi aceita, esta teoria se baseava no movimento aparente do Sol. Esta teoria se chama Geocentrismo

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Geografia Série: 6 a - Ensino Fundamental Professora: Cristiane Mattar Geografia Atividades para Estudos Autônomos Data: 25 / 4 / 2016 Aluno(a):

Leia mais

FORMA DA TERRA E SISTEMAS DE REFERÊNCIA

FORMA DA TERRA E SISTEMAS DE REFERÊNCIA FORMA DA TERRA E SISTEMAS DE REFERÊNCIA Prof. Luciene Delazari Grupo de Pesquisa em Cartografia e SIG da UFPR SIG aplicado ao Meio Ambiente 2011 Por que é preciso ter conhecimento a respeito de cartografia

Leia mais

Verificação de Aprendizagem. Assunto: Projeções Cartográficas

Verificação de Aprendizagem. Assunto: Projeções Cartográficas Verificação de Aprendizagem Assunto: Projeções Cartográficas 1. A questão refere-se às imagens abaixo. Fonte: DUARTE, Paulo Araújo. Fundamentos de Cartografia. Florianópolis: Editora UFSC, 2002. Em relação

Leia mais

NOÇÕES DE CARTOGRAFIA

NOÇÕES DE CARTOGRAFIA NOÇÕES DE CARTOGRAFIA 1. Localização e Orientação Localizar-se e orientar-se no espaço geográfico foi uma das preocupações iniciais do ser humano, devido a várias necessidades: encontrar recursos naturais

Leia mais

Coordenadas geográficas. Porto Alegre 2015

Coordenadas geográficas. Porto Alegre 2015 Coordenadas geográficas Porto Alegre 2015 Localização no espaço geográfico O conceito mais apropriado de orientação é direção. Usamos em nosso dia-a-dia uma localização básica fundamentada em Direita,

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA 2016 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: 23/06/16 Nota: Professor(a): Élida e Edvaldo Valor da Prova: 40 Pontos Orientações gerais: 1) Número de questões desta prova: 15 2)

Leia mais

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO DISICIPLINA DE GEOGRAFIA PROF. RONALDO LOURENÇO 1º ANO CAPÍTULO 01 PLANETA TERRA: COORDENADAS, MOVIMENTOS E FUSOS HORÁRIOS

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO DISICIPLINA DE GEOGRAFIA PROF. RONALDO LOURENÇO 1º ANO CAPÍTULO 01 PLANETA TERRA: COORDENADAS, MOVIMENTOS E FUSOS HORÁRIOS COLÉGIO 7 DE SETEMBRO DISICIPLINA DE GEOGRAFIA PROF. RONALDO LOURENÇO 1º ANO CAPÍTULO 01 PLANETA TERRA: COORDENADAS, MOVIMENTOS E FUSOS HORÁRIOS IMPORTÂNCIA O homem não existe sem a geografia O princípio

Leia mais

Sistema de Informação Geográfica

Sistema de Informação Geográfica Sistema de Informação Geográfica Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DAI 2016 Fundamentos de Cartografia para o Geoprocessamento 2 1 Geoprocessamento Área do conhecimento

Leia mais

Apostila de Geografia 10 Cartografia

Apostila de Geografia 10 Cartografia Apostila de Geografia 10 Cartografia 1.0 Definições Cartografia Ciência que estuda a representação total ou parcial da Terra. Produto final: mapas ou globos terrestres. Mapas Superfícies planas onde a

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO PROFESSOR: DIVERSOS ALUNO(a) GABARITO: AV. PARCIAL 1ª ETAPA DISCIPLINA: FIS./GEO. COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 53 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA Rua Frei Vidal, 1621 São João do Tauape/ Fone/Fax:

Leia mais

INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS / USP INTRODUÇÃO ÀS GEOTECNOLOGIAS Princípios de cartografia

INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS / USP INTRODUÇÃO ÀS GEOTECNOLOGIAS Princípios de cartografia INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS / USP INTRODUÇÃO ÀS GEOTECNOLOGIAS 0440221 Princípios de cartografia Prof.: André Negrão 2017 Sumário Definição de cartografia Cartografia histórica Escala. Definição de mapa,

Leia mais

A T I V I D A D E S. Seção de Recursos Didáticos - Mecanografia DATA: _18_ / _02_ / SÉRIE/ANO: 7ª TURMA(S): A, B, C e D DISCIPLINA: Geografia

A T I V I D A D E S. Seção de Recursos Didáticos - Mecanografia DATA: _18_ / _02_ / SÉRIE/ANO: 7ª TURMA(S): A, B, C e D DISCIPLINA: Geografia SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 7ª TURMA(S):

Leia mais

CONCEITOS DE CARTOGRAFIA ENG. CARTÓGRAFA ANNA CAROLINA CAVALHEIRO

CONCEITOS DE CARTOGRAFIA ENG. CARTÓGRAFA ANNA CAROLINA CAVALHEIRO CONCEITOS DE CARTOGRAFIA ENG. CARTÓGRAFA ANNA CAROLINA CAVALHEIRO CAMPO LARGO, 15 DE ABRIL DE 2013 Cartografia Cartografia é o conjunto de estudos e operações científicas, artísticas e técnicas, baseado

Leia mais

CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA COORDENADAS GEOGRÁFICAS FUSOS HORÁRIOS

CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA COORDENADAS GEOGRÁFICAS FUSOS HORÁRIOS CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA COORDENADAS GEOGRÁFICAS FUSOS HORÁRIOS Elaboração e Organização: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher COORDENADAS GEOGRÁFICAS Elaboração e Organização: Profa. Dra. Andréia Medinilha

Leia mais

1/27. Copyright LTG 2016 LTG/PTR/EPUSP

1/27. Copyright LTG 2016 LTG/PTR/EPUSP 1/27 2/27 ESCALA é a relação entre o valor de uma distância medida no desenho e sua correspondente no terreno. Representa-se na forma: 1:M ou 1/M ou como escala gráfica M é o módulo da escala e deve ser

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San.

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. GEOGRAFIA Prof. Daniel San daniel.san@lasalle.edu.br PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS, pág. 19 a 30 Técnicas destinadas a representar o globo que tem três dimensões em apenas duas (3D em 2D). Consiste num conjunto

Leia mais

LABORATÓRIO DE GEOPROCESSAMENTO DIDÁTICO. Professora: Selma Regina Aranha Ribeiro

LABORATÓRIO DE GEOPROCESSAMENTO DIDÁTICO. Professora: Selma Regina Aranha Ribeiro LABORATÓRIO DE GEOPROCESSAMENTO DIDÁTICO Professora: Selma Regina Aranha Ribeiro Estagiários: Ricardo Kwiatkowski Silva / Carlos André Batista de Mello ESCALAS - AULA 3 Precisão Gráfica É a menor grandeza

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO PARALELA DE CIÊNCIAS HUMANAS - GEOGRAFIA

LISTA DE RECUPERAÇÃO PARALELA DE CIÊNCIAS HUMANAS - GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO PARALELA DE CIÊNCIAS HUMANAS - GEOGRAFIA Professor: GUILHERME Data: / /2016 Aluno (a): 3º ANO 1) O cálculo de fuso horário hoje é muito comum em uma sociedade globalizada. Explique

Leia mais

M A P A S G E O G R A F I A. Noções de Cartografia para estudantes do 6º Ano. Prof. José Gusmão Rodrigues

M A P A S G E O G R A F I A. Noções de Cartografia para estudantes do 6º Ano. Prof. José Gusmão Rodrigues M A P A S Noções de Cartografia para estudantes do 6º Ano G E O G R A F I A Prof. José Gusmão Rodrigues Clique com o mouse sobre o título desejado ou vá clicando enter para ver a apresentação completa

Leia mais

LISTA DE EXERCICIOS I TOPOGRAFIA I

LISTA DE EXERCICIOS I TOPOGRAFIA I LISTA DE EXERCICIOS I TOPOGRAFIA I 1-Em um mapa cuja escala é 1:2.500.000, duas cidades estão separadas, em linha reta, por 5 centímetros. A distância real (no terreno) entre essas duas cidades é a) 50

Leia mais

Topografia e Cartografia

Topografia e Cartografia Engenharia Ambiental Jorge Miguel Nucci Marco Antonio Albano Moreira In Memorian, segundo Carlos Lopes Topografia e Cartografia Jorge Miguel Nucci Marco Antonio Albano Moreira In Memorian, Segundo Carlos

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 11) Sobre a globalização, assinale a alternativa correta. A Incorporou todos os continentes, na mes-ma proporção, independente do desenvolvimen-to econômico e social. B É um fenômeno setorizado que atinge

Leia mais

Exercícios Sistema de Coordenadas UTM

Exercícios Sistema de Coordenadas UTM UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Exercícios Sistema de Coordenadas UTM Autores: Prof. Fernando José de Lima Botelho Prof. Eduardo Oliveira Barros Prof. Glauber Carvalho Costa Prof. Diogo Coelho

Leia mais

Energia Solar Térmica. Prof. Ramón Eduardo Pereira Silva Engenharia de Energia Universidade Federal da Grande Dourados Dourados MS 2014

Energia Solar Térmica. Prof. Ramón Eduardo Pereira Silva Engenharia de Energia Universidade Federal da Grande Dourados Dourados MS 2014 Energia Solar Térmica Prof. Ramón Eduardo Pereira Silva Engenharia de Energia Universidade Federal da Grande Dourados Dourados MS 2014 O Sol Energia Solar Térmica - 2014 Prof. Ramón Eduardo Pereira Silva

Leia mais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais 1/45 Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Teoria Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/45 Conteúdo programático: Capitulo 1: Conceitos

Leia mais

REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS E CARTOGRÁFICAS

REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS E CARTOGRÁFICAS REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS E CARTOGRÁFICAS 1 CONHECENDO A CARTOGRAFIA E OS MAPAS 2 CARTOGRAFIA SEGUNDO A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT), CARTOGRAFIA É DEFINIDA COMO: "A ARTE DO LEVANTAMENTO,

Leia mais

Mapas são representações totais ou parciais da superfície terrestre em um plano, em uma determinada escala.

Mapas são representações totais ou parciais da superfície terrestre em um plano, em uma determinada escala. 1 1 Projeção Cartográfica é a técnica de projetar a superfície da Terra, admitida como esférica ou elipsóidica, em um plano. A projeção cartográfica é definida por um Modelo da Superfície Terrestre e pelo

Leia mais

TOPOGRAFIA E ELEMENTOS DA GEODÉSIA AULA 1

TOPOGRAFIA E ELEMENTOS DA GEODÉSIA AULA 1 E ELEMENTOS DA GEODÉSIA AULA 1 IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Topografia Semestre: 3º Créditos: 2.0.0.2.0 Carga Horária: 60 h Período Letivo: 2015/2 Docente Responsável: VINICIUS MELO NOGUEIRA SILVA Contato:

Leia mais

Geografia para Técnico do IBGE Aula Demonstrativa Gratuita. Professor Leandro Signori

Geografia para Técnico do IBGE Aula Demonstrativa Gratuita. Professor Leandro Signori Geografia para Técnico do IBGE Aula Demonstrativa Gratuita Professor Leandro Signori Conteúdos constantes no edital Noções básicas de cartografia: Orientação: pontos cardeais; Localização: coordenadas

Leia mais

CARTOGRAPHY - - BASE MAPS FOR WORLDS NEEDS.

CARTOGRAPHY - - BASE MAPS FOR WORLDS NEEDS. Apostila de Topografia - Cartografia O conceito de Cartografia tem suas origens intimamente ligadas às inquietações que sempre se manifestaram no ser humano, no tocante a conhecer o mundo que ele habita.

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR JULIO BESSA DISCIPLINA GEOGRAFIA SIMULADO: P5 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 601 Questão 1

Leia mais

Exercícios Extras de Cartografia. Prof. Carlão Abril/14

Exercícios Extras de Cartografia. Prof. Carlão Abril/14 Exercícios Extras de Cartografia. Prof. Carlão Abril/14 01. (Uerj/2014) Observe na imagem uma feição de relevo em escarpa, área de desnível acentuado de altitude, encontrada geralmente nas bordas de planalto,

Leia mais

Texto complementar: Noções básicas de Disciplina: Geografia

Texto complementar: Noções básicas de Disciplina: Geografia MODALIDADE: EJA Ensino Médio PERÍODO 1º Período Texto complementar: Noções básicas de Disciplina: Geografia cartografia Professor (a): Kátia Silene Data: 03/08/2016 Nome do Aluno: Noções básicas de cartografia

Leia mais

COORDENADAS GEOGRÁFICAS E COORDENADAS GEODÉSICAS. Professor: Leonard Niero da Silveira

COORDENADAS GEOGRÁFICAS E COORDENADAS GEODÉSICAS. Professor: Leonard Niero da Silveira UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA COORDENADAS GEOGRÁFICAS E COORDENADAS GEODÉSICAS Professor: Leonard Niero da Silveira leonardsilveira@unipampa.edu.br COORDENADAS GEODÉSICAS

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Tecnologia Campus de Presidente Prudente

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Tecnologia Campus de Presidente Prudente UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Tecnologia Campus de Presidente Prudente Minicurso de SPRING 5.2 https://sites.google.com/site/arletemeneguettepdf/spring Profa. Adj. Arlete Meneguette

Leia mais

EXERCICIOS DE CARTOGRAFIA

EXERCICIOS DE CARTOGRAFIA 1. (PUC-RS) Com base no mapa abaixo: EXERCICIOS DE CARTOGRAFIA Se um viajante se dirigir de Brasília a Teresina, passando por Palmas, e retornando à primeira, fazendo o mesmo caminho, terá como direção

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável Cartografia Sistemática e Temática (IAD319) Prof. pablosantos@ufba.br 02 a Aula CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA

Leia mais

Noções Básicas de Cartografia

Noções Básicas de Cartografia Noções Básicas de Cartografia 1. Introdução O conceito de Cartografia foi estabelecido em 1966 pela Associação Cartográfica Internacional (ACI), e ratificado pela UNESCO, no mesmo ano: "A Cartografia apresenta-se

Leia mais

Aula 11 PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS: CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS. Antônio Carlos Campos

Aula 11 PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS: CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS. Antônio Carlos Campos Aula 11 PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS: CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS META Apresentar as projeções cartográficas e os objetivos relacionados às suas utilizações. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá:

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Avaliação Contínua 1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor (a): Alessandra Disciplina: Geografia Turma: 1ª Série Ensino Médio Nome: Nº: Atividade deverá ser entregue

Leia mais

PROF. NETO CARTOGRAFIA

PROF. NETO CARTOGRAFIA PROF. NETO CARTOGRAFIA Norte ou setentrional ou boreal ou das terras A Rosa dos Ventos ou Rosa dos Rumos Sul ou meridional ou austral ou das águas. LINHAS IMAGINÁRIAS Objetivo das Linhas Imaginárias:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal do Triângulo Mineiro Laboratório de Cartografia e Geoprocessamento CARTOGEO/DEGEO/UFTM

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal do Triângulo Mineiro Laboratório de Cartografia e Geoprocessamento CARTOGEO/DEGEO/UFTM ESCALA CARTOGRÁFICA Parte 1: questões para resolução na aula 1) Para obter, em um mapa, informação mais detalhada, qual das escalas a seguir é utilizada? a) 1/100. b) 1/1.000. c) 1/10.000. d) 1/100.000.

Leia mais

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA Prof. Dr. Daniel Caetano 2013-2 Objetivos Conhecer as formas de representar a Terra Conhecer os erros envolvidos Conhecer algumas das referências usadas

Leia mais

26/10/2012. Professor

26/10/2012. Professor Universidade Paulista - Unip Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia ICET Curso de Engenharia Civil Disciplina: 227L - Geodésia Introdução à Geodésia Prof. Dr. André Luís Gamino Professor Definição:

Leia mais

CARTOGRAFIA TEMÁTICA PARTE II MATRIZES E DIAGRAMAS. Geografia Organização e Elaboração: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher

CARTOGRAFIA TEMÁTICA PARTE II MATRIZES E DIAGRAMAS. Geografia Organização e Elaboração: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher CARTOGRAFIA TEMÁTICA PARTE II MATRIZES E DIAGRAMAS Geografia Organização e Elaboração: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher Tabelas e Gráficos TABELAS Cabeçalho ou título Título: o quê, onde e quando

Leia mais

Apresentação. Prof. Heinrich Hasenack

Apresentação. Prof. Heinrich Hasenack Apresentação O uso de mapas e imagens de satélite é cada vez mais freqüente no nosso dia-a-dia. A sua correta interpretação, no entanto, exige o domínio de conceitos básicos nem sempre acessíveis na literatura

Leia mais