ANÁLISE ESTRUTURADA MODERNA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANÁLISE ESTRUTURADA MODERNA"

Transcrição

1 ANÁLISE ESTRUTURADA MODERNA Exemplo DFD: Sistema Hotelaria (parcial) Thelma Elita Colanzi Lopes

2 Documento de Requisitos (parcial) Deseja-se desenvolver um software para um pequeno hotel que atenda aos seguintes requisitos funcionais: 1. O sistema deve permitir que o faça reserva de quarto(s) em determinado(s) período(s). Neste momento, é averiguado se existe quarto disponível no período solicitado. Caso positivo, é feita a reserva do quarto e enviada a confirmação para o ; para isto, são necessários os seguintes itens de informação: nome do, telefone e tipo de quarto (solteiro, casal). Caso negativo, é informado ao a não disponibilidade do quarto; 2. O sistema deve permitir o cancelamento da reserva, disponibilizando o quarto, caso o solicite; 3. O sistema deve cancelar automaticamente a reserva, caso o não compareça no hotel para hospedar-se até às 12 horas do dia da reserva, disponibilizando o quarto; 2

3 Documento de Requisitos (parcial) cont. 4. O sistema deve permitir o registro do cliente ao ocupar um quarto, reservado previamente. Caso o quarto não esteja reservado, uma mensagem de rejeição será emitida. Caso contrário, a confirmação será fornecida ao ; 5. O sistema deve permitir a emissão da conta ao e a disponibilização do quarto para limpeza, no momento em que ele solicitar a sua saída; 6. O sistema deve permitir o registro do pagamento da conta. Ao efetivar o pagamento é gerado um recibo para o cliente; 7. O sistema deve permitir a disponibilização do quarto, por parte do Gerente, quando este estiver limpo. 3

4 Lista de Eventos Eventos: 1. reserva quarto 2. cancela reserva 3. É hora de cancelar reserva 4. registra-se no hotel 5. solicita saída do hotel 6. paga a conta 7. Gerente disponibiliza o quarto 4

5 Diagrama de Contexto pedido_saída pedido_reserva pedido_cancelamento _reserva dados_cliente Sistema de Hotelaria conta pagto_conta recibo Gerente dados_quartos_dispo 5

6 DFD - nível 0 dados_reserva pedido_reserva pedido_cancelamento_ reserva P1 Tratar reserva reserva_cancelada Gerente q_reservado quarto_disponível dados_quartos_dispo quartos quarto_limpo dados_cliente pedido_saída conta pagto_conta quarto_ocupado P2 Tratar cliente quarto_disp_limpeza d_cliente d_reserva_efetuada d_reserva clientes P3 Disponibilizar quarto recibo dados_cliente_cad 6

7 DFD nível 1 dados_reserva pedido_reserva * P1.1 Reservar quarto q_reservado pedido_cancelamento_ reserva P1.2 Cancelar reserva quarto_disponível reserva_cancelada quartos quartos_disponíveis P1.3 Cancelar não comparecimento _canceladas Refinamento 7

8 DFD nível 1 dados_cliente_cad dados_cliente * P2.1. Registrar hospedagem de cliente clientes quarto_ocupado conta d_reserva_efetuada quartos pedido_saída * P2.2 Providenciar saída do cliente d_reserva d_cliente quarto_disp_limpeza Refinamento 2.1 Refinamento 2.2 8

9 DFD nível 1 clientes pagto_conta recibo P2.3. Efetuar pagto de conta d_cli hospedagem_pg 9

10 DFD nível 2 : Refinamento do Processo P1.1 pedido_reserva P1.1.1 Verificar disponibilidade quarto quartos_cad quartos quarto_indisponível quartos_disp. quarto_reservado P1.1.2 Efetuar reserva q_reserv. dados_reserva Voltar 10

11 DFD nível 2 : Refinamento do Processo P2.1 dados_cliente cliente_rejeitado P2.1.1 Verificar reserva d cad d_cli_reserva P2.1.2 Cadastrar cliente dados_cliente_cad clientes d_reg_reserva d_reserva_cliente Voltar cliente_registrado P2.1.3 Efetuar Hospedagem cliente quarto_ocupado quartos 11

12 DFD nível 2 : Refinamento do Processo P2.2 clientes pedido_saída conta P2.2.1 Gerar conta d_cliente d_reserva nr_quarto quartos P2.2.2 Tornar quarto disp. p/ limpeza quarto_disp_limpeza Voltar 12

SISTEMA HOTELEIRO. Deseja-se modelar um sistema para um pequeno hotel que atenda aos seguintes. requisitos:

SISTEMA HOTELEIRO. Deseja-se modelar um sistema para um pequeno hotel que atenda aos seguintes. requisitos: GERAIS Desenha um diagrama de classes com relacionamentos, nomes de papéis e multiplicidade para as seguintes situações: - Uma pessoa pode ser casada com outra pessoa. - Uma disciplina é pré-requisito

Leia mais

Engenharia de Software. Análise Essencial

Engenharia de Software. Análise Essencial Engenharia de Software Análise Essencial 1 Evolução dos métodos de análise de sistemas Métodos Análise Tradicional Análise Estruturada Abordagens Funcional Funcional Dados Ferramentas Textos fluxuogramas

Leia mais

IES-200. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br

IES-200. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br IES-200 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br Diagrama de Fluxo de Dados 2 Conceitos e regras de um DFD. Diagrama de Fluxo de Dados Análise Essencial:

Leia mais

Engenharia de Software Unidade IX Análise Essencial Abordagem Básica

Engenharia de Software Unidade IX Análise Essencial Abordagem Básica Engenharia de Software Unidade IX Análise Essencial Abordagem Básica franciscogerson10@gmail.com Prof. rancisco Gerson A. de Meneses Conteúdo Programático Introdução Comparação (Estruturada / Essencial)

Leia mais

09/09/2013. Roteiro. Aula 2 Revisão 2:Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Biblioteca. Atributos

09/09/2013. Roteiro. Aula 2 Revisão 2:Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Biblioteca. Atributos Aula 2 Revisão 2:Diagrama de Sequência UML Roteiro Diagrama Sequência Mostra: a evolução de uma dada situação em determinado momento do software uma dada colaboração entre duas ou mais classes a interação

Leia mais

Cotação de Compras on line

Cotação de Compras on line Cotação de Compras on line www.criciuma.unimedsc.com.br/compras Elaborado por: Glória Firmino Felisberto (Setor de Tecnologia da Informação) Osvaldo Cardoso do Canto () 1 MANUAL DO SISTEMA DE COTAÇÃO DE

Leia mais

Engenharia de Software Unidade XI UML Parte 2

Engenharia de Software Unidade XI UML Parte 2 Engenharia de Software Unidade XI UML Parte 2 Prof. Francisco Gerson A. de Meneses Diagramas de Interação... O diagrama de interação na verdade é um termo genérico aplicado à junção de dois outros diagramas:

Leia mais

Especificação de Requisitos

Especificação de Requisitos Projeto Locadora de Vídeo Passatempo Especificação de Requisitos 1. Introdução Este documento contém a especificação de requisitos e a modelagem de análise para o projeto de informatização da vídeo-locadora

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CURSO DE MESTRADO EM INFORMÁTICA FRAMEWORK DE AGENDAMENTO DE RECURSOS UTILIZANDO FILAS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CURSO DE MESTRADO EM INFORMÁTICA FRAMEWORK DE AGENDAMENTO DE RECURSOS UTILIZANDO FILAS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CURSO DE MESTRADO EM INFORMÁTICA FRAMEWORK DE AGENDAMENTO DE RECURSOS UTILIZANDO FILAS Cidiane Aracaty Lobato Rio de Janeiro, 2003 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE

Leia mais

Diagrama de Caso de Uso. Biblioteca

Diagrama de Caso de Uso. Biblioteca Diagrama de Caso de Uso Biblioteca Caso de Uso -Reservar Livro Objetivo: Este caso de uso possibilita a um usuário da biblioteca fazer a reserva de um livro. Esta reserva é efetuada diretamente pelo Usuário

Leia mais

Índice. Informações sobre conteúdo do site...04

Índice. Informações sobre conteúdo do site...04 Índice Informações sobre conteúdo do site...04 Como usar o site...05 Conhecendo o site... 06 Conectando ao site...10 Resumo de suas reservas...11 Iniciando a pesquisa...12 Como fazer reserva de hotel Definindo

Leia mais

AUTORIZAÇÃO de EMPREENDIMENTOS de FAUNA SILVESTRE. Passo-a-passo 1.4 - Após 48 horas, como ALTERAR ATIVIDADES no CTF (incluir; encerrar; etc.

AUTORIZAÇÃO de EMPREENDIMENTOS de FAUNA SILVESTRE. Passo-a-passo 1.4 - Após 48 horas, como ALTERAR ATIVIDADES no CTF (incluir; encerrar; etc. AUTORIZAÇÃO de EMPREENDIMENTOS de FAUNA SILVESTRE Passo-a-passo 1.4 - Após 48 horas, como ALTERAR ATIVIDADES no CTF (incluir; encerrar; etc.) No sistema do Cadastro Técnico Federal (CTF), passados 48 horas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO NOTA FISCAL AVULSA ORIENTAÇÕES PARA EMISSÃO PELA WEB

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO NOTA FISCAL AVULSA ORIENTAÇÕES PARA EMISSÃO PELA WEB PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO NOTA FISCAL AVULSA ORIENTAÇÕES PARA EMISSÃO PELA WEB Página 2 de 11 INFORMAÇÕES GERAIS O Sistema de emissão de Nota Fiscal Avulsa - NFA

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Introdução A emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica traz ao cliente TTransp a possibilidade de documentar eletronicamente as operações de serviço prestadas

Leia mais

Plataforma de Gerenciamento de Eventos

Plataforma de Gerenciamento de Eventos Plataforma de Gerenciamento de Eventos A plataforma on-line Gerenciamento de Eventos, como o nome sugere, visa auxiliar na organização, realização e manutenção de eventos, com foco acadêmico. O software

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Ao iniciar o Finanças 2000, você será solicitado a modificar ou confirmar a Data e Hora do sistema, quando aparecer a tela abaixo.

MANUAL DO USUÁRIO. Ao iniciar o Finanças 2000, você será solicitado a modificar ou confirmar a Data e Hora do sistema, quando aparecer a tela abaixo. MANUAL DO USUÁRIO Ao iniciar o Finanças 2000, você será solicitado a modificar ou confirmar a Data e Hora do sistema, quando aparecer a tela abaixo. 1. Modifique a data e hora e lique em Confirmar, ou

Leia mais

Sistema Integrado de Atendimento

Sistema Integrado de Atendimento Sistema Integrado de Atendimento Sistema Integrado de Atendimento. Um sistema moderno, completo e abrangente que modifica a realidade do atendimento de sua empresa, proporcionando maior segurança na tomada

Leia mais

Curso de Licenciatura em Informática

Curso de Licenciatura em Informática Curso de Licenciatura em Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Professor: Rafael Vargas Mesquita EXERCÍCIOS SOBRE MODELAGEM DE CASOS DE USO Exercício 1: construa um Diagrama de Casos de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE HOMOLOGAÇÃO DE MATERIAIS DE FORNECEDORES NA COPASA

PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE HOMOLOGAÇÃO DE MATERIAIS DE FORNECEDORES NA COPASA PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE HOMOLOGAÇÃO DE MATERIAIS DE FORNECEDORES NA COPASA 1 Solicitação de Abertura do Processo de Homologação 1.1 Os fornecedores interessados em ter seus materiais

Leia mais

Modelo de Casos de Uso (Casos de Uso Expandidos + Diagrama de Casos de Uso) Modelo Conceitual Diagramas de Sequência de Eventos do Sistema

Modelo de Casos de Uso (Casos de Uso Expandidos + Diagrama de Casos de Uso) Modelo Conceitual Diagramas de Sequência de Eventos do Sistema Sistema para uma biblioteca A biblioteca a ser automatizada trabalha com os seguintes tipos de obra: livros e periódicos. Para cada periódico são mantidos: nome, volume, mês, ano; para cada livro são mantidos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NOTA NATALENSE ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...4 1. Acesso ao Portal do Sistema...7

Leia mais

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ARQUIVO CENTRAL Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário Belém Pará Fevereiro 2000 Sumário Introdução... 3 Acesso ao Sistema...

Leia mais

Lista de Exercícios Engenharia de Software 29/08/2012. Grupo de 4 Pessoas, atividade para ser entregue em aula

Lista de Exercícios Engenharia de Software 29/08/2012. Grupo de 4 Pessoas, atividade para ser entregue em aula Lista de Exercícios Engenharia de Software 29/08/2012 Grupo de 4 Pessoas, atividade para ser entregue em aula 1) Para cada caso a) classifique os requisitos b) inclua mais dois requisitos não funcionais

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE Versão 1.0 Belém PA - Maio 2014 Sumário 1. Introdução...

Leia mais

GUIA RECIBO BANCÁRIO COBRANÇA NÃO REGISTRADA - SLIM

GUIA RECIBO BANCÁRIO COBRANÇA NÃO REGISTRADA - SLIM GUIA RECIBO BANCÁRIO COBRANÇA NÃO REGISTRADA - SLIM ÍNDICE ITEM Página 1. Objetivo... 3 2. Configuração do Local de Pagamento... 3 3. Teste de Pagamento do Boleto... 10 4. Configurações do Banco... 17

Leia mais

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Manual prático Pág. 2 - EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Pág. 8 - ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA Pág. 9 - VERIFICAR REGISTRO DE RPS Pág. 11 - TRANSMISSÃO

Leia mais

Cadastrando um prestador de serviços: No menu lateral esquerdo do site, clique no link Prestadores e em seguida clique no botão Cadastrar-se.

Cadastrando um prestador de serviços: No menu lateral esquerdo do site, clique no link Prestadores e em seguida clique no botão Cadastrar-se. Cadastrando um prestador de serviços: No menu lateral esquerdo do site, clique no link Prestadores e em seguida clique no botão Cadastrar-se. Página 1 Preencha o formulário com todos os dados do prestador.

Leia mais

Esta alteração é feita de duas formas: Cadastro de pedido de compra e ajuste de estoque.

Esta alteração é feita de duas formas: Cadastro de pedido de compra e ajuste de estoque. 5. ALTERAÇÃO DO ESTOQUE ATUAL Não é possível alterar o estoque de um produto na tela Cadastro de Produto. Esta alteração é feita de duas formas: Cadastro de pedido de compra e ajuste de estoque. 5.1. Cadastro

Leia mais

Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012

Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012 Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012 PACOTE ENTRADA SAÍDA DIÁRIAS DEZEMBRO 30/11/2011 QUA 05/12/2011 SEG 5 07/12/2011 QUA 12/12/2011 SEG 5 14/12/2011 QUA 19/12/2011 SEG 5 NATAL 21, 22,

Leia mais

CARTILHA DO PRODUTO. Débito Direto Autorizado. www.unicredcentralsc.com.br. Versão. 01-07/2012

CARTILHA DO PRODUTO. Débito Direto Autorizado. www.unicredcentralsc.com.br. Versão. 01-07/2012 CARTILHA DO PRODUTO Débito Direto Autorizado Versão. 01-07/2012 www.unicredcentralsc.com.br ÍNDICE APRESENTAÇÃO Apresentação...02 Como funciona o DDA...03 DDA Unicred...04 DDA Módulos Internet Banking...06

Leia mais

Utilizando o SISPC para efetuar Registros

Utilizando o SISPC para efetuar Registros Utilizando o SISPC para efetuar Registros 1. Registros O b j e t i v o Através do módulo de registros do sistema serão executadas as operações de inclusão de pessoas inadimplentes na base de dados do SPC.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA EDITAL DE RESULTADOS E ORIENTAÇÕES PARA MATRÍCULA REFERENTE AO EDITAL DE OFERTA G

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA EDITAL DE RESULTADOS E ORIENTAÇÕES PARA MATRÍCULA REFERENTE AO EDITAL DE OFERTA G A Secretária Geral de Ensino, da Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul, considerando a legislação em vigor e no uso de suas atribuições, torna público o Edital de Resultados e Orientações para

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Aquisição de Créditos Eletrônicos. lojavirtual@sptrans.com.br

Aquisição de Créditos Eletrônicos. lojavirtual@sptrans.com.br Loja Virtual Aquisição de Créditos Eletrônicos 1 lojavirtual@sptrans.com.br O que é a Loja Virtual Ferramenta que possibilita a aquisição de créditos eletrônicos diretamente pelo site da SPTrans. 2 Quem

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

SUA SENHA É SIGILOSA, PESSOAL E INTRANSFERÍVEL.

SUA SENHA É SIGILOSA, PESSOAL E INTRANSFERÍVEL. DÚVIDAS MAIS FREQUENTES - DO CLIENTE 1. Qual o procedimento para se cadastrar na Guia Eletrônica? - Rolar a página e procure pelo item Novo Cliente? - Escolher o perfil: Próprio Interessado: Pessoa Física

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS

PROJETO DE BANCO DE DADOS 1 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS RESORT SYSTEM Recife 2012 2 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS

Leia mais

ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens

ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens Modelagem Estática UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas Especialização Engenharia de Software - INF318/2011 Equipe Aline Gomes André Rodrigues Fonseca Diego

Leia mais

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA 1 Manual prático Pág. 2 Pág. 4 Pág. 9 Pág. 11 SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA DECLARAÇÃO DE NOTA FISCAL RECEBIDA GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS IMPOSTO

Leia mais

UML 2.0 - Modelo Casos de Uso Estudo de Caso

UML 2.0 - Modelo Casos de Uso Estudo de Caso UML 2.0 - Modelo Casos de Uso Estudo de Caso Márcia Ito ito@mind-tech.com.br Julho/2004 Enunciado O Clube "Sócio Feliz" é um clube familiar onde qualquer pessoa pode ser sócia desde que seja indicado por

Leia mais

Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber

Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber Page 1 of 18 151441 Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber PDA 151441: Relatórios do Caixa com a Visão de Multi Empresa. SOLICITAÇÃO DO CLIENTE Realizar alterações em dois Relatórios do caixa

Leia mais

Como comprar na Barrocarte. www.barrocarte.com

Como comprar na Barrocarte. www.barrocarte.com Como comprar na Barrocarte www.barrocarte.com Ultima atualização em 9 de Janeiro de 2011 1 Comprando Navegue pela loja e escolha os produtos que você deseja comprar. Selecione o acabamento desejado e clique

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA FACULDADE DE COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA FACULDADE DE COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA FACULDADE DE COMPUTAÇÃO CARLOS ROGÉRIO CAMPOS ANSELMO FELIPE BATISTA CABRAL FRANK GOMES DE AZEVEDO NAGIB COELHO M. NETO VICTOR CORREIA SISTEMA DE AGENDAMENTO

Leia mais

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR EXPERIÊNCIA DE ADMINISTRADORES. DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Fluxo e Detalhamento

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR EXPERIÊNCIA DE ADMINISTRADORES. DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Fluxo e Detalhamento CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR EXPERIÊNCIA DE ADMINISTRADORES DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Fluxo e Detalhamento ICSS 2013 1 2 Índice 1 FLUXO DO PROCESO DE CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA... 4 2 DETALHAMENTO DO

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e

MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e SUMÁRIO 1. INSTALAÇÃO 2. CADASTROS 2.1. CADASTRO DE USUÁRIO 2.2. CADASTRO DE MODALIDADE 2.3. CADASTRO DE PRODUTO 3. OPERAÇÃO 3.1. VENDA 3.2. CANCELAMENTO

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. InfoMix Tecnologia Soluções em Tecnologia da Informação

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. InfoMix Tecnologia Soluções em Tecnologia da Informação SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias Documento Caso de uso Manter Fluxo de Caixa. Versão 1.0. Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 20/10/2009 1.0 Especificação de Caso de Uso Manter

Leia mais

SIAPE PORTAL SIAPENET

SIAPE PORTAL SIAPENET Órgão: SIAPE - Siapenet Página 1 de 16 SIAPE PORTAL SIAPENET Siapenet é o novo Sistema de Gestão de Margem Consignável disponibilizado pelo Serpro no âmbito do Sistema Integrado de Administração de Recursos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D O ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...3

Leia mais

Sistema Serviço de Valet

Sistema Serviço de Valet Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 1 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Versão 1.0.0 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 2 Índice 1. Informações gerais... 3 2. Passo-a-passo...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.12 Pagueban...2 Bancos...2 Configurando Contas...5 Aba Conta Banco...5 Fornecedores Referências Bancárias...7 Duplicatas a Pagar...9 Aba Geral...10 Aba PagueBan...11 Rastreamento

Leia mais

Manual Operacional de Aditamento de Renovação Semestral do Financiamento. Procedimentos da CPSA. Brasília, Novembro de 2011 Versão 1.

Manual Operacional de Aditamento de Renovação Semestral do Financiamento. Procedimentos da CPSA. Brasília, Novembro de 2011 Versão 1. Manual Operacional de Aditamento de Renovação Semestral do Financiamento Procedimentos da CPSA Brasília, Novembro de 2011 Versão 1.0 I - INTRODUÇÃO Com a edição da Portaria Normativa MEC nº 023, de 10

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE CONDIÇÕES DE CONTRATO DE COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OBRIGAÇÕES NO ÂMBITO DO SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL

MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE CONDIÇÕES DE CONTRATO DE COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OBRIGAÇÕES NO ÂMBITO DO SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE CONDIÇÕES DE CONTRATO DE COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OBRIGAÇÕES NO ÂMBITO DO SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL VERSÃO: 01/7/2008 2/7 MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE CONDIÇÕES DE CONTRATO

Leia mais

Manual Ilustrado Repasse de Honorários Médicos

Manual Ilustrado Repasse de Honorários Médicos Junho - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Introdução... 3 3. Cadastros... 4 3.1. Cadastro de Desconto em Repasse... 4 3.2. Cadastro de Critério Geral de Repasse... 4 3.3. Cadastro de

Leia mais

1-Possibilidade de bloquear o sistema para uso (função acionável apenas pelo usuário LEADER). Utilitários > Bloqueio do Sistema >

1-Possibilidade de bloquear o sistema para uso (função acionável apenas pelo usuário LEADER). Utilitários > Bloqueio do Sistema > Histórico das atualizações Versão Data Atualizações 5.53.00 Implantações/Modificações: 5.53.042 26/11/2012 1-Possibilidade de bloquear o sistema para uso (função acionável apenas pelo usuário LEADER).

Leia mais

EMISSÃO DE RECIBO ou NOTA FISCAL

EMISSÃO DE RECIBO ou NOTA FISCAL EMISSÃO DE RECIBO ou NOTA FISCAL A SANTA BRANCA TRANSPORTES LTDA em toda a venda de crédito emitirá o cupom fiscal, caso a Empresa adquirente do crédito necessitar de nota fiscal deverá solicitar através

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS DO IFRS. Manual do Usuário

SISTEMA DE BIBLIOTECAS DO IFRS. Manual do Usuário SISTEMA DE BIBLIOTECAS DO IFRS Manual do Usuário Acesso Rápido Apresentação 2 Consulta ao Catálogo do SiBIFRS 3 Pesquisa geral 5 Opções de consulta 7 Detalhamento da obra 8 Detalhamento da obra Guia Exemplares

Leia mais

Regimento Interno do Sistema

Regimento Interno do Sistema Identificação: R.01 Revisão: 05 Folha: 1 / 14 Artigo 1 - Objetivo do documento 1.1. Este documento tem como objetivo regulamentar as atividades para credenciamento de uma planta de produção com o SELO

Leia mais

VIA FÁCIL - BOMBEIROS

VIA FÁCIL - BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS VIA FÁCIL - BOMBEIROS MANUAL DO USUÁRIO Versão V1.0 1 Índice A INTRODUÇÃO 4 B USUÁRIO NÃO

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

AUTO ATENDIMENTO MÓDULO HOTEL

AUTO ATENDIMENTO MÓDULO HOTEL AUTO ATENDIMENTO MÓDULO HOTEL Sumário Pág. Apresentação 3 Pagina inicial 4 Altere sua senha 4 Gerencie seus usuários 5 Usuário novo/perfil 6 Resumo do Ambiente 8 Reservas aguardando confirmação 9 Como

Leia mais

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Inventários Página 1 de 6 Utilizado para fazer o inventário de todos os produtos cadastrados no sistema SIGLA Digital 1 Começando o Cadastro 11

Leia mais

MODELAGEM DO SISTEMA: DIAGRAMA DE ATIVIDADES

MODELAGEM DO SISTEMA: DIAGRAMA DE ATIVIDADES COLÉGIO ESTADUAL ULYSSES GUIMARÃES CURSO TÉCNICO PROFISSIONALIZANTE EM INFORMÁTICA ERINALDO SANCHES NASCIMENTO MODELAGEM DO SISTEMA: DIAGRAMA DE ATIVIDADES FOZ DO IGUAÇU 2013 LISTA DE FIGURAS FIGURA 1

Leia mais

DIAGRAMA DE ATIVIDADES

DIAGRAMA DE ATIVIDADES DIAGRAMA DE ATIVIDADES Profª Lucélia Oliveira Email: lucelia.com@gmail.com DIAGRAMA DE ATIVIDADES É o diagrama com maior ênfase ao nível de algoritmo da UML e provavelmente um dos mais detalhistas. Era

Leia mais

InfoMix Tecnologia. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Especificação de Caso de Uso UC - 0001 - Efetuar Vendas. Versão 1.

InfoMix Tecnologia. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Especificação de Caso de Uso UC - 0001 - Efetuar Vendas. Versão 1. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias Especificação de Caso de Uso UC - 0001 - Efetuar Vendas Versão 1.0 Histórico de Revisão Data 23/10/2 009 Vers Descrição Autor ão 1.0 Versão inicial do documento

Leia mais

1. Funcionalidades da opção SAC 1

1. Funcionalidades da opção SAC 1 PÓS VENDA 1. Funcionalidades da opção SAC 1 1.1 Avarias 2 1.1.1 Dano no produto em transporte 2 1.1.2 Defeito no produto 2 1.2 Devoluções 4 1.2.1 Devolução Desistência 4 1.2.2 Devolução Não fez o pedido

Leia mais

Sistema de Impostos. Impostos Portal do Contribuinte. Manual do Utilizador. Versão 1.3. República de Angola Ministério das Finanças

Sistema de Impostos. Impostos Portal do Contribuinte. Manual do Utilizador. Versão 1.3. República de Angola Ministério das Finanças Sistema de Impostos República de Angola Impostos Portal do Contribuinte Versão 1.3 Sistema de Impostos República de Angola Índice Item Página 1. Acesso ao Sistema...3 2. Informações...4 3. Declarar Imposto...

Leia mais

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos CASCAVEL 2009

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos CASCAVEL 2009 Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos Alunos: Professor: Disciplina:

Leia mais

MANUAL - CONTABILIDADE

MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO CONTABILIDADE...4 2.1. PLANO CONTÁBIL...4 2.2. BOLETIM CONTÁBIL...4 2.2.1. Lançamentos Contábeis...5

Leia mais

1223o TUTORIAL PRÉ-VENDA. Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO

1223o TUTORIAL PRÉ-VENDA. Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO 1223o TUTORIAL PRÉ-VENDA Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO TUTORIAL PRÉ-VENDA NO SYSPDV Casa Magalhães Comércio e Representações Ltda O objetivo deste tutorial é apresentar

Leia mais

Boletim Informativo Técnico BIT 004 08/2014

Boletim Informativo Técnico BIT 004 08/2014 PROCESSO DE CONTAGEM DE INVENTÁRIO FÍSICO Para um resultado satisfatório na execução da contagem do inventário físico é importante que os preparativos tenham início 30 dias antes da data programada para

Leia mais

Pergamum - Sistema Integrado de Bibliotecas Consulta ao Acervo e Meu Pergamum. Rio do Sul, maio de 2014

Pergamum - Sistema Integrado de Bibliotecas Consulta ao Acervo e Meu Pergamum. Rio do Sul, maio de 2014 Pergamum - Sistema Integrado de Bibliotecas Consulta ao Acervo e Meu Pergamum Rio do Sul, maio de 2014 Consulta ao Acervo www.ifc-riodosul.edu.br Clique no item Consulta ao Acervo. Pesquisa Geral Na pesquisa

Leia mais

SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários

SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários Para realizar um cadastro de usuário, clique na aba USUÁRIOS e em seguida no botão. Aba Dados Nome: cadastro do nome do novo usuário. Código: É possível

Leia mais

Engenharia de Software Folha 1 - UML - Casos de Uso/Utilização DI-UBI

Engenharia de Software Folha 1 - UML - Casos de Uso/Utilização DI-UBI 1. Considere o diagrama de casos de uso/utilização para um controlo remoto de TV, o qual garante que inclui todas as funções do controlo remoto como casos de uso/utilização do seu modelo. 2. Descreva textualmente

Leia mais

CONVÊNIO TJ-SC 10/2014

CONVÊNIO TJ-SC 10/2014 1 CONVÊNIO TJ-SC 10/2014 Sumário Acesso à aplicação... 3 Termo de Uso do Sistema... 3 Alteração de Senha... 3 Consultas Cadastrais e de crédito... 4 Histórico de Alterações Cadastrais... 4 Declarações/Jurídico...

Leia mais

DESENVOLVENDO O SISTEMA

DESENVOLVENDO O SISTEMA DESENVOLVENDO O SISTEMA Declaração da Necessidade O primeiro passo do processo de análise de sistema envolve a identificação da necessidade [Pressman-95]. Normalmente o analista reúne-se com o usuário

Leia mais

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce Novo Módulo disponível no TOTVS S1 Varejo: permissão de utilização através de licença específica. Mesmo não adquirindo a licença de uso do módulo ele continuará presente na tela do usuário. 1 Na opção

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO 1 / 15 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada... 8 Certidão Específica... 10 Certidão

Leia mais

EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS

EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS Para emissão de nota fiscal de serviço eletrônica (NFSE), a empresa deverá utilizar o internet explorer versão 6.0 ou superior. Deverá também desabilitar

Leia mais

Manifestação Do Destinatário

Manifestação Do Destinatário Manifestação Do Destinatário ÍNDICE Manifesto do Destinatário...03 Manifestação do Destinatário Futura Server...04 Manifestação do Destinatário Como Funciona...05 Prazos Referentes à Manifestação...09

Leia mais

NF-e Procedimentos e Operações

NF-e Procedimentos e Operações NF-e Procedimentos e Operações - Cores : Amarela - Nota Fiscal cadastrada no insig com emissão ainda não autorizada pela SEFAZ Verde Nota Fiscal com emissão autorizada pela SEFAZ Vermelha Nota Fiscal com

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0 SicoobNet Empresarial Manual do Versão 1.0 Manual do Data: 04/0/2008 Histórico Data Versão Descrição Autor 04/0/2008 1.0 Criação do Manual Ileana Karla GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 2/122

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador no atendimento aos beneficiários

Leia mais

No Mercado de Renda Variável, as Operações registradas no Megabolsa são passíveis de Aceitação pela CBLC.

No Mercado de Renda Variável, as Operações registradas no Megabolsa são passíveis de Aceitação pela CBLC. A N E X O I I - C R I T É R I O S D E A C E I T A Ç Ã O D E O P E R A Ç Õ E S Os critérios de Aceitação de Operações pela CBLC referem-se, direta ou indiretamente, às regras e parâmetros de fechamento

Leia mais

Processo: Vendas. Acesso. Motivação. Parâmetros. Nome do Processo: EDI Transportadoras

Processo: Vendas. Acesso. Motivação. Parâmetros. Nome do Processo: EDI Transportadoras Desenvolvimento: BM-1160 EDI Transportadoras Versão 2009 Release 69 Data 20/02/2015 Autor Jaciara Atualização no processo Foi solicitado pelo cliente que, durante a geração do arquivo, houvesse a opção

Leia mais

CRÉDITO CONSIGNADO ITAÚ. Procedimento de Rescisão de Funcionários

CRÉDITO CONSIGNADO ITAÚ. Procedimento de Rescisão de Funcionários Data de Atualização: 08/10/2009 CRÉDITO CONSIGNADO ITAÚ Procedimento de Rescisão de Funcionários Itaú Bankline Empresa Versão Outubro de 2009 ÍNDICE ETAPA 1 INTRODUÇÃO... 03 ETAPA 2 CADASTRO DE RESCISÃO...

Leia mais

Tutorial para EDITORES DE SEÇÃO. Bem-vindo ao tutorial para Editores de Seção do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER (versão 2)

Tutorial para EDITORES DE SEÇÃO. Bem-vindo ao tutorial para Editores de Seção do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER (versão 2) Tutorial para EDITORES DE SEÇÃO Bem-vindo ao tutorial para Editores de Seção do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER (versão 2) Elaborado por: Fernanda Moreno Consultora Ibict Junho/ / 2007

Leia mais

Copyright 2004/2015 - VLC

Copyright 2004/2015 - VLC Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Perguntas Frequentes Versão 8.1 Atualizado em 26/08/2015 Copyright 2004/2015 - VLC As informações contidas neste caderno de Perguntas e Respostas são de propriedade da

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

MANUAL CONTRATAÇÃO DE EVENTOS PRÉ EVENTO A) ELABORAÇÃO DA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E TRÂMITES PARA CONTRATAÇÃO DA EMPRESA

MANUAL CONTRATAÇÃO DE EVENTOS PRÉ EVENTO A) ELABORAÇÃO DA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E TRÂMITES PARA CONTRATAÇÃO DA EMPRESA MANUAL CONTRATAÇÃO DE EVENTOS PRÉ EVENTO A) ELABORAÇÃO DA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E TRÂMITES PARA CONTRATAÇÃO DA EMPRESA 1) Reunião Prévia (Responsável: Secretaria Demandante) Solicitação de Contratação,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO VIA FÁCIL BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

MANUAL DO USUÁRIO VIA FÁCIL BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS Serviço de Segurança contra Incêndio MANUAL DO USUÁRIO versão atualizada em novembro de

Leia mais

Manual para cadastro de associado na Central de Atendimento ao Associado

Manual para cadastro de associado na Central de Atendimento ao Associado Manual para cadastro de associado na Central de Atendimento ao Associado Cadastro de associado e emissão de boletos na Central de Atendimento On-line Objetivo Orientar o associado sobre o cadastro inicial

Leia mais

TUTORIAL. Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais

TUTORIAL. Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais Acessos: TUTORIAL Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais Via site do CRCMG: http://www.crcmg.org.br Link direto: http://cadastro.crcmg.org.br/curso_presencial ACESSO AO SISTEMA No primeiro

Leia mais