Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG"

Transcrição

1 Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2007 e de 2006 e Parecer dos Auditores Independentes Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes

2 Deloitte Touche Tohmatsu Rua Paraíba, º e 21º andares Belo Horizonte - MG Brasil Tel: +55 (31) Fax: +55 (31) PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Senhores Associados da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Belo Horizonte - MG 1. Examinamos os balanços patrimoniais da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG, levantados em 31 de dezembro de 2007 e de 2006 e as respectivas demonstrações do superávit, das mutações do patrimônio social e das origens e aplicações de recursos correspondentes aos exercícios findos naquelas datas, elaborados sob a responsabilidade de sua Administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações financeiras. 2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas brasileiras de auditoria e compreenderam: (a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume de transações e o sistema contábil e de controles internos da Entidade; (b) a constatação, com base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e as informações contábeis divulgados; e (c) a avaliação das práticas e estimativas contábeis mais representativas adotadas pela administração da Entidade, bem como da apresentação das demonstrações financeiras tomadas em conjunto. 3. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras referidas no parágrafo 1 representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG em 31 de dezembro de 2007 e de 2006, o superávit de suas operações, as mutações de seu patrimônio social e as origens e aplicações de seus recursos correspondentes aos exercícios findos naquelas datas, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Belo Horizonte, 7 de março de 2008 DELOITTE TOUCHE TOHMATSU Auditores Independentes CRC-2SP /O-8 F/MG Walmir Bolgheroni Contador CRC-1SP /O-9 T/MG

3 ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTO DO MERCADO DE CAPITAIS MINAS GERAIS - APIMEC - MG BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006 (Valores expressos em reais) A T I V O Nota Explicativa CIRCULANTE: Disponibilidades (3) Aplicações financeiras (4) Impostos a recuperar Valores a receber (5) Adiantamento de Salário PERMANENTE: Imobilizado (6) Total do ativo P A S S I V O E P A T R I M Ô N I O S O C I A L Nota Explicativa CIRCULANTE: Fornecedores Obrigações tributárias e sociais Provisão para férias e encargos Outras PATRIMÔNIO SOCIAL: (7) Patrimônio social Superávit acumulado Total do passivo e patrimônio social As notas explicativas anexas são parte integrante destas demonstrações financeiras. 2

4 ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTO DO MERCADO DE CAPITAIS MINAS GERAIS - APIMEC - MG DEMONSTRAÇÃO DO SUPERÁVIT PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006 (Valores expressos em reais) Nota Explicativa RECEITAS OPERACIONAIS: Contribuições de sócios Contribuições para eventos, Palestras e Seminários e Projeto de Integração ao Mercado de Capitais Outras receitas operacionais DESPESAS OPERACIONAIS: Gerais, administrativas e eventos (8) ( ) ( ) Impostos, taxas e contribuições (7.645) (9.585) ( ) ( ) RESULTADO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO RESULTADO FINANCEIRO Receitas financeiras Despesas financeiras (708) (789) DESPESAS NÃO OPERACIONAIS: Valor residual de imobilizado baixado (1.829) - Superávit do exercício As notas explicativas anexas são parte integrante destas demonstrações financeiras. 3

5 ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTO DO MERCADO DE CAPITAIS MINAS GERAIS - APIMEC - MG DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO SOCIAL PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006 (Valores expressos em reais) Patrimônio social Superávit acumulado Total SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE Incorporação do superávit do exercício anterior (75.964) - Superávit do exercício SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE Incorporação do superávit do exercício anterior (99.199) - Superávit do exercício SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE As notas explicativas anexas são parte integrante destas demonstrações financeiras. 4

6 ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTO DO MERCADO DE CAPITAIS MINAS GERAIS - APIMEC - MG DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006 (Valores expressos em reais) ORIGENS DE RECURSOS: Das operações: Superávit do exercício Itens que não afetam o capital circulante líquido: Valor residual de imobilizado baixado Depreciação Total das origens APLICAÇÃO DE RECURSOS: No imobilizado Total das aplicações AUMENTO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO DEMONSTRAÇÃO DO AUMENTO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO: No fim do exercício: Ativo Circulante Passivo Circulante (6.782) (17.044) No início do exercício AUMENTO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO As notas explicativas anexas são parte integrante destas demonstrações financeiras. 5

7 ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTO DO MERCADO DE CAPITAIS MINAS GERAIS - APIMEC - MG NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006 (Valores expressos em reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL A Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG ( APIMEC ou Entidade ) é uma associação civil com fins técnicos, culturais e sociais, não lucrativos e de prazo indeterminado, com personalidade de direito privado. A entidade é regida pelas disposições legais, pelo seu estatuto social e pelos regulamentos e regimentos que sejam determinados por deliberação de seus associados. 2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS Apresentação das Demonstrações Financeiras As demonstrações financeiras foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, observando-se as determinações da NBC T Entidades sem finalidades de lucros, do Conselho Federal de Contabilidade Principais Práticas Contábeis (a) Apuração do Resultado - As receitas operacionais auferidas pela Entidade são reconhecidas quando recebidas. As despesas são reconhecidas pelo regime contábil de competência de exercícios. (b) Aplicações Financeiras - Referem-se a operações com resgate a curto prazo, que estão demonstradas pelo montante investido acrescido dos rendimentos auferidos até a data dos balanços, líquidos do imposto de renda retido na fonte, a valores não superiores aos de realização. (c) Demais Ativos Circulantes - São apresentados ao valor de realização incluindo, quando aplicável, os rendimentos e variações monetárias auferidos. (d) Ativo Imobilizado - Os bens do ativo imobilizado são avaliados pelo custo incorrido na data de sua aquisição ou formação. A depreciação foi calculada pelo método linear, mediante aplicação de taxas compatíveis com a expectativa de vida útil dos bens, mencionadas na nota explicativa nº. 6. 6

8 Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG (e) Passivos Circulantes - Estão demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos. 3. DISPONIBILIDADES Referem-se a recursos mantidos em conta corrente bancária para aplicação nas atividades da Entidade. 4. APLICAÇÕES FINANCEIRAS Estão representadas substancialmente por debêntures da companhia Itaú Leasing Arrendamento Mercantil, com rendimento médio de 99% da variação do Certificado de Depósito Interbancário - CDI. 5. VALORES A RECEBER Refere-se a contas a receber a vencer de diversas apresentações realizadas no final do ano de 2007, os quais foram recebidos no primeiro bimestre de IMOBILIZADO Taxa anual de depreciação Imóvel e garagens 4% Máquinas e móveis de escritório 10% a 20% Gastos com instalações 10% Benfeitorias 4% a 10% Depreciação acumulada ( ) (93.085) PATRIMÔNIO SOCIAL O patrimônio da Entidade é constituído dos seus bens e direitos deles derivados, dos auxílios, subvenções, legados, contribuições de qualquer natureza e do superávit acumulado, sendo vedada a distribuição de lucros ou quaisquer participações nos resultados a seus associados e administradores. Todo o patrimônio da APIMEC é integralmente utilizado e consumido na realização dos objetivos da entidade. 7

9 Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Em caso de dissolução da APIMEC, seu patrimônio não poderá ser partilhado entre os associados, sendo destinado conforme Assembléia Geral Extraordinária especificamente convocada para este fim, devendo necessariamente ser revertido em benefício de instituições técnicas, científicas, culturais ou congêneres, que sejam obrigatoriamente entidades reconhecidas como de utilidade pública ou de fins filantrópicos. A cada associado, efetivo e remido, caberá 1 (um) voto nas deliberações da Assembléia Geral. 8. DESPESAS GERAIS, ADMINISTRATIVAS E EVENTOS Serviços de terceiros - pessoa jurídica (21.418) (34.359) Serviços de terceiros - pessoa física (22.825) (14.017) Ordenados e gratificações (1) (69.073) (59.462) Férias, décimo terceiro e encargos (46.934) (41.132) Despesas com cursos promovidos (26.525) (27.868) Despesas com recepções (2) (63.778) (55.132) Condomínio (7.435) (8.065) Comunicações (14.897) (14.575) Depreciação (21.890) (20.807) Despesas de viagem (13.040) (18.894) APIMEC Nacional (3) (13.500) (13.500) Impressos e material de consumo (6.849) (5.971) Vale transporte e vale refeição (16.144) (14.781) Despesas com Home Page - Internet (3.277) (2.898) Propaganda e publicidade - (125) Outras despesas (35.422) (34.190) ( ) ( ) (1) O aumento da conta de ordenados e gratificações ocorreu principalmente devido à realização de horas extras ao longo do ano e pelo reajuste salarial de 5% referente a convenção coletiva de Adicionalmente, em setembro de 2007, foi pago uma bonificação pelos serviços prestados no valor de R$2.500,00, que foi rateado proporcionalmente pelos funcionários administrativos. (2) Referem-se a despesas com eventos e recepções realizados pela APIMEC. As despesas mais relevantes são aluguéis de espaços e equipamentos de multimídia, gastos com buffets de alimentação e outros. (3) Em 2002, foi determinado pela APIMEC Nacional que suas representações regionais efetuassem repasses mensais a fim de custear os eventos realizados em âmbito nacional. Estes repasses são definidos com base na representatividade de cada regional no Conselho Diretor Nacional. 8

10 Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG 9. SEGUROS É política da Entidade manter cobertura de seguros contra incêndio, perdas, danos elétricos, raios e outros para o imóvel. Em 31 de dezembro de 2007, a cobertura do imóvel era de aproximadamente R$ , sendo a apólice vincenda em julho de Paulo Ângelo Carvalho de Souza Presidente Marta Luiza Fonseca Teixeira Pessanha Contadora Responsável CRC-MG n

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2004 e de 2003

Leia mais

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2008 e de 2007

Leia mais

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e de 2008

Leia mais

Acer Consultores em Imóveis S/A

Acer Consultores em Imóveis S/A Acer Consultores em Imóveis S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e 31 de Dezembro de 2006 e 2005 Parecer dos auditores independentes Aos

Leia mais

SINDRATAR - SINDICATO DA INDÚSTRIA DE REFRIGERAÇÃO, AQUECIMENTO E TRATAMENTO DE AR NO ESTADO DE SÃO PAULO

SINDRATAR - SINDICATO DA INDÚSTRIA DE REFRIGERAÇÃO, AQUECIMENTO E TRATAMENTO DE AR NO ESTADO DE SÃO PAULO AUDITORES ASSOCIADOS S/S SINDRATAR - SINDICATO DA INDÚSTRIA DE REFRIGERAÇÃO, AQUECIMENTO E TRATAMENTO DE AR NO ESTADO DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM31 DE DEZEMBRO DE 2008 ALAMEDA BARROS, 101 -

Leia mais

INSTITUTO ETHOS DE EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. 31 de dezembro de 2003 e Índice

INSTITUTO ETHOS DE EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. 31 de dezembro de 2003 e Índice INSTITUTO ETHOS DE EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Índice Parecer dos Auditores Independentes...1 Demonstrações Financeiras Auditadas Balanços Patrimoniais...2 Demonstrações

Leia mais

Safra Fundo de Investimento em Ações Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30

Safra Fundo de Investimento em Ações Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 Safra Fundo de Investimento em Ações Vale do Rio Doce Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de setembro de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Net Belo Horizonte Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 31 de outubro de 2010 para fins de incorporação

Net Belo Horizonte Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 31 de outubro de 2010 para fins de incorporação Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 31 de outubro de 2010 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTOS DO MERCADO DE CAPITAIS - APIMEC RIO

ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTOS DO MERCADO DE CAPITAIS - APIMEC RIO ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTOS DO MERCADO DE CAPITAIS - APIMEC RIO Demonstrações Contábeis em 31/12/2008 ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTOS DO MERCADO

Leia mais

UM TETO PARA MEU PAÍS - BRASIL

UM TETO PARA MEU PAÍS - BRASIL RELATÓRIO SOBRE O EXAME DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Aos Diretores e administradores Um Teto Para Meu

Leia mais

C.E.S.A.R RELATÓRIO Parec er Audit oria Independent e Dem onst raç ões Cont ábil-financ eiras

C.E.S.A.R RELATÓRIO Parec er Audit oria Independent e Dem onst raç ões Cont ábil-financ eiras C.E.S.A.R RELATÓRIO 2004 Parec er Audit oria Independent e Dem onst raç ões Cont ábil-financ eiras PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES À Diretoria do CENTRO DE ESTUDOS E SISTEMAS AVANÇADOS DO RECIFE -

Leia mais

Safra Fundo de Investimento em Ações da Petrobrás (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de

Safra Fundo de Investimento em Ações da Petrobrás (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de Safra Fundo de Investimento em Ações da Petrobrás Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de setembro de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2003 E DE 2002 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2003 E DE 2002 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2003 E DE 2002 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA - FGV PREVI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE

Leia mais

Safra Plus DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em

Safra Plus DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em Safra Plus DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro Demonstrações financeiras em 31 de março de 2004 e de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores

Leia mais

CNPJ: / DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMONIO LIQUIDO

CNPJ: / DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMONIO LIQUIDO Rio de Janeiro, 18 de fevereiro de 2016. DT-P 16-007. CONTÉM: PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES BALANÇO PATRIMONIAL COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES

Leia mais

CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE. Relatório dos auditores independentes

CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE. Relatório dos auditores independentes CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE Relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2011 e 2010 CAMPANHA LATINO

Leia mais

BKR - Lopes, Machado ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007, 2006 E 2005

BKR - Lopes, Machado ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007, 2006 E 2005 BKR - Lopes, Machado Rio de Janeiro-RJ - rj@bkr-lopesmachado.com.br - Tel 21 2156-5800 - Fax 21 2262-6806 Belo Horizonte-MG.- bh@bkr-lopesmachado.com.br -Tel 31 2122-3210 -Fax 31 2122-3210 Macaé-RJ -macae@bkr-lopesmachado.com.br

Leia mais

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL Fls: 266 Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais APAE CNPJMF n 36.046.068/000159 DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM 31.12.2008 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONTAS 31/12/2007 31/12/2008 PASSIVO CONTAS

Leia mais

Demonstrações financeiras Associação Brasileira das empresas de reprodução automática de áudio e vídeo e similares

Demonstrações financeiras Associação Brasileira das empresas de reprodução automática de áudio e vídeo e similares Demonstrações financeiras Associação Brasileira das empresas de reprodução automática de áudio e vídeo e similares 31 de dezembro de 2014 e 2013 Com o relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL AÇÃO SOCIAL NOSSA SENHORA APARECIDA DO MANTIQUEIRA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL AÇÃO SOCIAL NOSSA SENHORA APARECIDA DO MANTIQUEIRA CNPJ: Folha 59 BALANÇO PATRIMONIAL (Valores expressos em milhares de reais) ATIVO 2009 2008 PASSIVO 2009 2008 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa 13 2.938 Empréstimos e financiamentos Banco 3.874 6.202 Fornecedores

Leia mais

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Administradores e Cotistas BANRISUL PATRIMONIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA DE LONGO PRAZO (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A) (1)

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E DE

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E DE DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E DE 2014 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E DE 2014 CONTEÚDO Relatório dos auditores

Leia mais

Demonstrações Financeiras ibi Participações S.A. 31 de julho de 2009 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras ibi Participações S.A. 31 de julho de 2009 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras ibi Participações S.A. com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras Índice Parecer dos auditores independentes...1 Demonstrações financeiras Balanço patrimonial...3

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS APAE MORADA NOVA DE MINAS/MG

ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS APAE MORADA NOVA DE MINAS/MG DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCICIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 31 DE DEZEMBRO DE 2007. Balanço Patrimonial Demonstração do Resultado do Exercício Demonstração das mutações do patrimônio líquido

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

BALANÇO PATRIMONIAL DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES FUNDAÇÃO PRÓ-RIM BALANÇO PATRIMONIAL DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2.008 PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Diretores e Mantenedores da FUNDAÇÃO PRÓ-RIM (1) Examinamos o balanço patrimonial

Leia mais

Associação dos Apoiadores do Comitê de Aquisições e Fusões - ACAF Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores

Associação dos Apoiadores do Comitê de Aquisições e Fusões - ACAF Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores Associação dos Apoiadores do Comitê de Aquisições e Fusões - ACAF Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Relatório dos auditores independentes sobre

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 30 de novembro de 2007.

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 30 de novembro de 2007. Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 30 de novembro de 2007. Mercado / % sobre Aplicações/Especificação Quantidade Realização Patrimônio R$ Mil Líquido 1.DISPONIBILIDADES 3 0,00

Leia mais

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2008.

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2008. Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2008. Mercado / % sobre Aplicações/Especificação Quantidade Realização Patrimônio R$ Mil Líquido 1.DISPONIBILIDADES 5 0,00 Depósitos

Leia mais

Safra Exportação - Fundo de Investimento em Ações (Administrado pelo Banco Safra S.A.)

Safra Exportação - Fundo de Investimento em Ações (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Safra Exportação - Fundo de Investimento em Ações Demonstrações financeiras em 30 de setembro de 2004 e parecer de auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos Quotistas e ao Administrador

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2015 e 2014

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2015 e 2014 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2015 e 2014 KPDS 123365 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2015 e 2014 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras

Leia mais

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES A BDO International é uma rede mundial

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EDIFÍCIO OURINVEST (Administrado pela Oliveira Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EDIFÍCIO OURINVEST (Administrado pela Oliveira Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EDIFÍCIO OURINVEST (Administrado pela Oliveira Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM

Leia mais

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007.

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007. Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007. Código do Fundo: 41633 Nome do Fundo: ITAÚ PERSONNALITÉ RENDA FIXA PRÉ LONGO P CNPJ: 07104761000132 Administrador: BANCO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO Demonstrações Financeiras Em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 Conteúdo

Leia mais

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de agosto de 2007.

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de agosto de 2007. Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de agosto de 2007. Mercado / % sobre Aplicações/Especificação Quantidade Realização Patrimônio R$ Mil Líquido 1.DISPONIBILIDADES 5 0,00

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL MOVIMENTO COMUNITARIO DA SEARA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL MOVIMENTO COMUNITARIO DA SEARA CNPJ: Folha 126 BALANÇO PATRIMONIAL MOVIMENTO COMUNITARIO DA SEARA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de MOVIMENTO COMUNITARIO DA SEARA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de (Valores expressos em

Leia mais

Fundação Vale. Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2015 e Relatório dos Auditores Independentes

Fundação Vale. Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2015 e Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2015 e Relatório dos Auditores Independentes Premiumbravo Auditores Independentes RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO DEMONSTRATIVO DO SUPERAVIT/DÉFICT DO EXERCÍCIO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO DEMONSTRATIVO DO SUPERAVIT/DÉFICT DO EXERCÍCIO AGÊNCIA ADVENTISTA DE DESENV. E REC. ASSISTENCIAIS SUDESTE BRASIELIRA - ADRA SUDESTE CNPJ 16.524.054/0001-96 - Sede: Estrada União e Indústria, 13.810 Itaipava - 25740-365 Petrópolis - RJ Relatório da

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA CNPJ: Folha 28 BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de 2009 2008 FUNDAÇÃO GARUDA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de (Valores expressos em milhares de reais) 2009

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.888 67.330 Fornecedores 4.797 8.340 Aplicações financeiras 3.341

Leia mais

Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil Ibi Participações S.A. 31 de julho de 2009

Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil Ibi Participações S.A. 31 de julho de 2009 Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil 31 de julho de 2009 Condomínio São Luiz Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1830 Torre I - 8º Andar - Itaim Bibi 04343-900 - São Paulo, SP, Brasil Tel: (5511)

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras NOTAS EXPLICATIVAS DAS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS - ITR (Em milhares de Reais, exceto quando indicado de outra forma) 1 - CONTEXTO OPERACIONAL Bicicletas Monark S.A. ( Companhia ) tem por objetivo a industrialização

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE PARÁ DE MINAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013.

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE PARÁ DE MINAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013. ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE PARÁ DE MINAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013. CEP 30.140-150 / Savassi BH MG -BR Twitter @consultaudi ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 78.050 132.536 Fornecedores 23.096 19.064 Contas

Leia mais

Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007

Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007 Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007 Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de

Leia mais

Laboratório Atalaia Ltda.

Laboratório Atalaia Ltda. Laboratório Atalaia Ltda. Laudo de avaliação (Inclui balanço patrimonial) KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970 -

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE) 1 de 5 31/01/2015 14:52 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE) O artigo 187 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (Lei das Sociedades por Ações) estipula a Demonstração do Resultado do Exercício.

Leia mais

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados:

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados: 1. Classifique os itens abaixo em: bens, direitos ou obrigações item bens direito obrigação Empréstimos a receber Dinheiro em caixa Dinheiro depositado no banco veículos biblioteca Salários a pagar estoques

Leia mais

Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Apurado por Meio dos Livros Contábeis em 28 de fevereiro de 2014

Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Apurado por Meio dos Livros Contábeis em 28 de fevereiro de 2014 Companhia Providência Indústria e Comércio S.A. Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Apurado por Meio dos Livros Contábeis em KPMG Auditores Independentes Março de 2014 KPDS 82952 Companhia Providência

Leia mais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais Ativo Passivo e Patrimônio Líquido Circulante R$ Circulante R$ Caixa e equivalentes

Leia mais

MMX Mineração e Metálicos S.A. (Controladora) Laudo de avaliação do Patrimônio Líquido Contábil em 31 de dezembro de 2007

MMX Mineração e Metálicos S.A. (Controladora) Laudo de avaliação do Patrimônio Líquido Contábil em 31 de dezembro de 2007 MMX Mineração e Metálicos S.A. (Controladora) Laudo de avaliação do Patrimônio Líquido Contábil KPMG Auditores Independentes Av. Almirante Barroso, 52-4º 20031-000 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil Caixa Postal

Leia mais

ITAÚ VALE DO RIO DOCE AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO (CNPJ : / ) (Administrado pelo Banco Itaucard S.A.) (CNPJ :

ITAÚ VALE DO RIO DOCE AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO (CNPJ : / ) (Administrado pelo Banco Itaucard S.A.) (CNPJ : Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de julho de 2007. Mercado / % sobre Aplicações/Especificação Quantidade Realização Patrimônio R$ Mil Líquido 1.DISPONIBILIDADES 7 0,00 Depósitos

Leia mais

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Apimec Nacional

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Apimec Nacional Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Apimec Nacional Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Em 31 de dezembro de 2014 Índice

Leia mais

ARRENDAMENTO MERCANTIL Aspectos Contábeis

ARRENDAMENTO MERCANTIL Aspectos Contábeis ARRENDAMENTO MERCANTIL Aspectos Contábeis Sumário 1. Introdução 2. Conceitos 2.1 - Modalidades de Arrendamento 3. Avaliação Dos Componentes Patrimoniais 3.1 - Arrendamento Mercantil Financeiro Nas Entidades

Leia mais

SUIPA Sociedade União Internacional Protetora dos Animais. Demonstrações Contábeis. Em 31 de Dezembro de 2009 e Conteúdo

SUIPA Sociedade União Internacional Protetora dos Animais. Demonstrações Contábeis. Em 31 de Dezembro de 2009 e Conteúdo Demonstrações Contábeis Em 31 de Dezembro de 2009 e 2008 Conteúdo Parecer dos Auditores Independentes Balanços Patrimoniais Demonstrações de Resultados Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 30 DE JUNHO DE 2016

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 30 DE JUNHO DE 2016 NOTA 01 - CONTEXTO OPERACIONAL A CREDICOAMO CRÉDITO RURAL COOPERATIVA é uma cooperativa de crédito rural singular e sua sede está localizada no município de Campo Mourão/PR, à Rua Fioravante João Ferri,

Leia mais

Instituto CCR. Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício de 31 de dezembro de 2015

Instituto CCR. Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício de 31 de dezembro de 2015 Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício de 31 de dezembro de 2015 Balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2015 (Em Reais) Ativo 2015 2014 Passivo 2015 2014 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

Quarta-feira, 13 de março de nº Ano XVI - Caderno B esta edição tem 22 páginas. BALANÇO PATRIMONIAL (em reais)

Quarta-feira, 13 de março de nº Ano XVI - Caderno B esta edição tem 22 páginas. BALANÇO PATRIMONIAL (em reais) Imprensa Oficial da Estância de Atibaia esta edição tem 22 páginas BALANÇO PATRIMONIAL (em reais) ASSOCIAÇÃO MISSIONÁRIA DE AJUDA CRISTÃ - AMAC Ativo 2012 2011 Passivo 2012 2011 Ativo Circulante Passivo

Leia mais

Demonstrações Contábeis Consolidadas Demonstrações Contábeis Consolidadas Em 31 de Dezembro de 2006 e Em 31 de Dezembro de 2007 e 31 Dezembro de 2006

Demonstrações Contábeis Consolidadas Demonstrações Contábeis Consolidadas Em 31 de Dezembro de 2006 e Em 31 de Dezembro de 2007 e 31 Dezembro de 2006 Demonstrações Contábeis Consolidadas Demonstrações Contábeis Consolidadas Em 31 de Dezembro de 2006 e Em 31 de Dezembro de 2007 e 31 Dezembro de 2006 Parecer dos Auditores Independentes 2007 Insol Intertrading

Leia mais

Brasilprev Seguros e Previdência S.A.

Brasilprev Seguros e Previdência S.A. 1 - Contexto operacional A BrasilPrev Seguros e Previdência S.A., é uma empresa de Seguros e Previdência Privada, cujos principais acionistas são o Banco do Brasil e o Principal Financial Group, com a

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ELABORADAS EM 31 DE DEZEMBRO (em milhares de reais)

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ELABORADAS EM 31 DE DEZEMBRO (em milhares de reais) CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ELABORADAS EM 31 DE DEZEMBRO (em milhares de reais) BALANÇO PATRIMONIAL BALANÇO FINANCEIRO R E C E I T A 2004 2003 ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Flávio Smania Ferreira 5 termo ADMINISTRAÇÃO GERAL e-mail: flavioferreira@live.estacio.br blog: http://flaviosferreira.wordpress.com Demonstrações Contábeis: Representa

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

Normas Brasileiras de Contabilidade NBC T IT.01 -Interpretação Técnica NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE

Normas Brasileiras de Contabilidade NBC T IT.01 -Interpretação Técnica NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE INTERPRETAÇÃO TÉCNICA NBC T 10.8 IT.01 ENTIDADES COOPERATIVAS Esta Interpretação Técnica (IT) visa esclarecer critérios e procedimentos específicos de avaliação, de

Leia mais

FUNDAÇÃO FECOMERCIO DE PREVIDÊNCIA ASSOCIATIVA

FUNDAÇÃO FECOMERCIO DE PREVIDÊNCIA ASSOCIATIVA FUNDAÇÃO FECOMERCIO DE PREVIDÊNCIA ASSOCIATIVA RELATÓRIO ANUAL 2009 MAIO/2010 Fundação Fecomercio de Previdência Associativa - Relatório Anual 2009. 1 INTRODUÇÃO A Fundação Fecomercio FPA passou o ano

Leia mais

Demonstrações Contábeis SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DO RECIFE 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Contábeis SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DO RECIFE 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Contábeis SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DO RECIFE 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes 1 23/abril/2015 Aos conselheiros e administradores da SANTA CASA DE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA FLORIANOPOLIS

ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA FLORIANOPOLIS ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA FLORIANOPOLIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA FLORIANOPOLIS

Leia mais

ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE APAS VALE DO RIBEIRA

ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE APAS VALE DO RIBEIRA ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - APAS -VALE DO RIBEIRA Registro - SP DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - APAS -

Leia mais

ESTUDO DE CASO. Os Novos Ajustes da Lei

ESTUDO DE CASO. Os Novos Ajustes da Lei ESTUDO DE CASO Os Novos Ajustes da Lei 11.638 Os Novos Ajustes da Lei 11.638 As demonstrações financeiras foram elaboradas com base nas práticas contábeis adotadas no Brasil e normas da Comissão de Valores

Leia mais

Negócio VR da BR LABELS Indústria e Comércio Ltda.

Negócio VR da BR LABELS Indústria e Comércio Ltda. Negócio VR da BR LABELS Indústria e Comércio Ltda. Demonstrações Abreviadas de Receitas e Despesas Diretamente Relacionadas Referentes aos Trimestres Findos em 31 de Março de 2011 e de 2010 e Exercícios

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S.A. Demonstrações Financeiras Regulatórias em 31 de Dezembro de 2012 e 2011

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S.A. Demonstrações Financeiras Regulatórias em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S.A. Demonstrações Financeiras Regulatórias em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 EMPRESA DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA VALE PARANAPANEMA S.A. DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Conteúdo Relatório dos auditores independentes... 3 Balanço

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO CNPJ. 13.018.171/000190 BALANÇO PATRIMONIAL EM R$. 1,00 A T I V O 31.12.2007 31.12.2006 ATIVO CIRCULANTE 138.417.550 134.143.301 Caixa e Bancos 1.286.238 3.838.555

Leia mais

ITAÚ PETROBRAS AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO (CNPJ : / ) (Administrado pelo Banco Itaucard S.A.) (CNPJ :

ITAÚ PETROBRAS AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO (CNPJ : / ) (Administrado pelo Banco Itaucard S.A.) (CNPJ : Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de julho de 2008. Código do Fundo: 40396 Nome do Fundo: ITAÚ PETROBRAS AÇÕES FUNDO DE INVESTIMEN CNPJ: 03917778000158 Administrador: BANCO

Leia mais

AREA ASSOCIAÇÃO RESIDENCIAL E EMPRESARIAL ALPHAVILLE. Demonstrações Contábeis. Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011.

AREA ASSOCIAÇÃO RESIDENCIAL E EMPRESARIAL ALPHAVILLE. Demonstrações Contábeis. Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011. AREA ASSOCIAÇÃO RESIDENCIAL E EMPRESARIAL ALPHAVILLE Demonstrações Contábeis Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 Conteúdo Relatório dos Auditores Independentes Balanços Patrimoniais Demonstrações

Leia mais

Demonstrações financeiras 2016 Instituto Natura

Demonstrações financeiras 2016 Instituto Natura Demonstrações financeiras 2016 Instituto Natura Relatório do auditor independente sobre as Aos administradores e membros do Conselho de Administração Instituto Natura São Paulo - SP Opinião Examinamos

Leia mais

Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira

Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Balanço Patrimonial Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente,

Leia mais

Cedro Gestão de Ativos S/A

Cedro Gestão de Ativos S/A Cedro Gestão de Ativos S/A Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil apurado por meio dos livros contábeis da Cedro Gestão de Ativos S/A para fins de incorporação do patrimônio líquido pela Companhia

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DISCIPLINA: EAC0111 NOÇÕES DE CONTABILIDADE PARA

Leia mais

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de outubro de 2007.

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de outubro de 2007. Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de outubro de 2007. Mercado / % sobre Aplicações/Especificação Quantidade Realização Patrimônio R$ Mil Líquido 1.DISPONIBILIDADES 4 0,00

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2016 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 7.061 Fornecedores 33.947 Contas a Receber 41.832

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL RESUMO

RELATÓRIO ANUAL RESUMO RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2015 ÍNDICE 03 INFORMAÇÕES SOBRE AS DESPESAS 03 RENTABILIDADE DOS PERFIS DE INVESTIMENTO 03 INVESTIMENTOS 04 PARTICIPANTES AVONPREV 04 RESUMO DO PARECER ATUARIAL 06 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

SCAL SERVIÇOS DE CONTABILIDADE LTDA CNPJ : / Balanço Patrimonial de 01/01/2015 até 31/12/2015 Diário: 18

SCAL SERVIÇOS DE CONTABILIDADE LTDA CNPJ : / Balanço Patrimonial de 01/01/2015 até 31/12/2015 Diário: 18 ESPAÇO CIDADANIA E O PO RTUNIDADES SO CIAIS(01092) CNPJ : 02.539.959/0001-25 Balanço Patrimonial de 01/01/2015 até 31/12/2015 Diário: 18 Folha: 274 Descrição Nota Classificação Exercício Anterior Exercício

Leia mais

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. MÓDULO DE QUESTÕES DE CONTABILIDADE

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTENCIA A SAUDE SOROCABA/SP

ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTENCIA A SAUDE SOROCABA/SP BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO ATIVO CIRCULANTE 10.687.179,18 9.867.341,83 Disponível 53.970,81 482,70 Realizável 10.633.208,37 9.866.859,13 Aplicações Financeiras 5.099.575,74 5.008.378,64 Aplicações Vinculadas

Leia mais

Demonstrações Contábeis Obrigatórias

Demonstrações Contábeis Obrigatórias ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NO BRASIL Demonstrações Contábeis Obrigatórias Balanço Patrimonial (BP) Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

Prestação de Contas. Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS

Prestação de Contas. Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS Prestação de Contas Exercício 2015 FUNDAÇÃO PRÓ-TOCANTINS QUARTEL DA 4ª CIPM - ARAGUATINS R$ 191.124,20 13º SALÁRIO - 4ª CIPM R$ 1.394,91 AUXÍLIO CRECHE - 4ª CIPM R$ 1.024,40 COMBUSTIVEIS E LUBRIFICANTES

Leia mais

ITG 1000 PME s Giovana Garcia

ITG 1000 PME s Giovana Garcia ITG 1000 PME s Giovana Garcia Você bem preparado para o futuro da profissão. 1 RESOLUÇÃO CFC N.º 1.418/12 Aprova a ITG 1000 Modelo Contábil para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. X RESOLUÇÃO CFC

Leia mais

Fundo de Pensão Multipatroc. da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Rio de Janeiro Balancete de Verificação

Fundo de Pensão Multipatroc. da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Rio de Janeiro Balancete de Verificação Folha: 1 17 1 ATIVO 143.343.945,38 7.564.249,57 7.021.278,73 143.886.916,22 23 1.1 DISPONÍVEL 345.554,59 4.311.530,78 4.464.568,21 192.517,16 30 1.1.1 IMEDIATO 327.333,19 2.971.530,78 3.119.276,04 179.587,93

Leia mais

Banrisul Global Fundo de Investimento Renda Fixa de Longo Prazo

Banrisul Global Fundo de Investimento Renda Fixa de Longo Prazo Banrisul Global Fundo de Investimento Renda Fixa de Longo Prazo CNPJ 08.960.563/0001-33 (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - CNPJ 92.702.067/0001-96) Demonstrações Financeiras

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Períodos findos em 30 de Setembro de 2014 em 31 de dezembro de 2013 Em Milhares de Reais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Períodos findos em 30 de Setembro de 2014 em 31 de dezembro de 2013 Em Milhares de Reais NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Períodos findos em 30 de Setembro de 2014 em 31 de dezembro de 2013 Em Milhares de Reais 1. Contexto operacional A empresa é uma sociedade anônima de capital

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual ISG - Instituto Socrates B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O EM BRL Folha : 1 1 - A T I V O 29.031.312,06 19.432.382,85 18.277.805,85-30.185.889,06 11 - ATIVO CIRCULANTE 17.463.277,42 17.841.176,56

Leia mais

Contabilidade. Objeto, objetivo e finalidade. Bens. Conceito de Contabilidade. Conceitos iniciais - Ativo. Contabilidades específicas:

Contabilidade. Objeto, objetivo e finalidade. Bens. Conceito de Contabilidade. Conceitos iniciais - Ativo. Contabilidades específicas: Objeto, objetivo e finalidade Contabilidade Conceitos iniciais - Ativo Objeto: o patrimônio Objetivo: estudo, controle e apuração do resultado Finalidade: Fornecer informações econômicas e financeira sobre

Leia mais

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

Código da Conta Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual ISG - Instituto Socrates B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O EM BRL Folha : 1 1 - A T I V O 33.116.209,56 12.143.097,36 11.212.070,16-34.047.236,76 11 - ATIVO CIRCULANTE 21.518.018,92 11.760.886,15

Leia mais