UM TETO PARA MEU PAÍS - BRASIL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UM TETO PARA MEU PAÍS - BRASIL"

Transcrição

1 RELATÓRIO SOBRE O EXAME DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014

2 RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Aos Diretores e administradores Um Teto Para Meu País - Brasil Examinamos as demonstrações financeiras de Um Teto Para Meu País - Brasil, que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2014 e as respectivas demonstrações do resultado, e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações financeiras A administração da entidade é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações financeiras de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações financeiras livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações financeiras estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações financeiras. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações financeiras da entidade para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da entidade. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações financeiras tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. 1

3 Opinião Em nossa opinião, as demonstrações financeiras acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira de Um Teto Para Meu País - Brasil em 31 de dezembro de 2014, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Outros assuntos As demonstrações financeiras de 31 de dezembro de 2013, apresentadas para fins comparativos, foram examinadas por outros auditores independentes que sobre elas emitiram relatório de auditoria (parecer) datado de 22 de agosto de 2014, sem modificações. São Paulo, 27 de maio de BOUCINHAS, CAMPOS & CONTI Auditores Independentes S/S CRC 2SP 5.528/0-2 Toshio Nishioka Contador CRC-SP /O-5 2

4 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO R $ U S $ N o t a A T I V O C I R C U L A N T E C a i x a e e q u i v a l e n t e s d e c a i x a A d i a n t a m e n t o a f o r n e c e d o r e s E s t o q u e s O u t r o s c r é d i t o s T O T A L D O A T I V O C I R C U L A N T E A T I V O N Ã O C I R C U L A N T E ( R e a l i z á v e l a l o n g o p r a z o ) D e p ó s i t o s e c a u ç õ e s P a r t e s r e l a c i o n a d a s P e r m a n e n t e I m o b i l i z a d o T O T A L D O A T I V O N Ã O C I R C U L A N T E T O T A L D O A T I V O As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. 3

5 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO PASSIVO E PATRIMÔNIO SOCIAL R$ US$ Nota PASSIVO CIRCULANTE Fornecedores Obrigações trabalhistas Obrigações tributárias Outras contas a pagar TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE PATRIMÔNIO SOCIAL TOTAL DO PASSIVO As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. 4

6 DEMONSTRAÇÃO DO SUPERÁVIT (DÉFICIT) DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO N o t a R E C E I T A S O P E R A C I O N A I S D o a ç õ e s d e e m p r e s a s D o a ç õ e s p a r t ic u la r e s - f a m í lia s F u n d o s e e d it a is E n t r a d a s in t e r n a s D o a ç õ e s e m p e r m u t a ç ã o / n ã o f in a n c e ir a s O u t r a s r e c e it a s C U S T O D A S C O N S T R U Ç Õ E S H A B I T A C I O N A I S 14 ( ) ( ) ( ) ( ) S U P E R Á V I T B R U T O D E S P E S A S O P E R A C I O N A I S D e s p e s a s c o m p e s s o a l 15 ( ) ( ) ( ) ( ) D e s p e s a s g e r a is a d m in is t r a t iv a s 16 ( ) ( ) ( ) ( ) D e s p e s a s t r ib u t á r ia s 17 ( ) ( ) ( ) ( ) O u t r a s d e s p e s a s o p e r a c io n a is ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) S U P E R Á V I T A N T E S D O S E F E I T O S F I N A N C E I R O S ( ) ( ) R E C E I T A S ( D E S P E S A S ) F I N A N C E I R A S R e c e it a s f in a n c e ir a s D e s p e s a s f in a n c e ir a s 18 ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) S U P E R Á V I T / D É F I C I T D O E X E R C Í C I O ( ) ( ) As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. 5

7 DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA EM 31 DE DEZEMBRO R$ US$ Fluxo de caixa das atividades operacionais Superávit/déficit do exercício (11.188) (4.750) Ajustes por: Variação cambial - - (18.117) (26.177) Depreciação (11.188) (30.927) ( Aumento ) diminuição no ativo circulante Adiantamento a fornecedores (4.963) (1.869) Estoques (2.547) - (959) - Outros créditos (8.285) - (3.120) Aumento ( diminuição ) no passivo circulante - - Fornecedores Obrigações trabalhistas Obrigações tributárias Outras contas a pagar (3.347) (1.260) ( Aumento ) diminuição no ativo longo prazo Depósitos e cauções (34.312) - (12.921) - Caixa líquido proveniente das atividades operacionais Fluxo de caixa das atividades de investimento Adição no imobilizado (11.847) - (4.461) - Caixa líquido usado nas atividades de investimentos (11.847) - (4.461) - Fluxo de caixa das atividades de financiamentos Partes relacionadas - ativo ( ) (86.330) ( ) (36.649) Caixa líquido usado nas atividades de financiamentos ( ) (86.330) ( ) (36.649) Aumento ( Diminuição ) líquido de caixa e equivalentes de caixa (25.077) (36.823) Caixa e equivalentes de caixa no início do período Caixa e equivalentes de caixa no fim do período Aumento ( Diminuição ) líquido de caixa e equivalentes de caixa (25.077) (36.823) As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. 6

8 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 (Em R$ e US$) NOTA 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Associação tem o seguinte objetivo: a) Promover e proporcionar soluções habitacionais às pessoas que se encontrem em situação de extrema pobreza; b) Desenvolvimento de projetos de intervenção nos assentamentos habitacionais mais necessitados de modo a promover o desenvolvimento integral de seus habitantes; c) Dedicar-se à capacitação técnica focada particularmente no desenvolvimento de habilidades práticas ou ofícios; d) Promover o voluntariado; e) Promover o desenvolvimento econômico e social e combate a pobreza; f) Promover o acesso, a manutenção e a integração no mundo do trabalho; g) Promover direta ou indiretamente o atendimento, assessoramento e/ou defesa e garantia de direitos na área da assistência social aos beneficiários e usuários da Lei Orgânica da Assistência Social de forma permanente, planejada e continua, com gratuidade a quem dela necessitar; h) Promover ações de proteção social que visem garantir as seguranças sociais de sobrevivência (rendimento e autonomia), de acolhida, de convívio e vivencia familiar; i) Promover e incentivar o acesso e disseminação da cultura; j) Promover e incentivar o acesso e disseminação da educação, principalmente, mas não exclusivamente de crianças e adolescentes; e k) Promover e incentivar a pratica de esportes, bem como, desenvolver eventos desportivos. 7

9 NOTA 2 - SUMÁRIO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS As demonstrações financeiras são elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, que compreendem a seção nº 3 da NBC TG 1000, contempladas as peculiaridades de nomenclaturas de contas de uma entidade sem fins lucrativos, sendo que a referida norma não impõe a apresentação da demonstração da mutação do patrimônio social. Conversão de ativos e passivos em moeda estrangeira e moeda funcional. As demonstrações financeiras estão sendo apresentadas em Reais. A pedido da administração da entidade, apresentamos também as demonstrações financeiras com valores expressos em Dólar dos EUA da América, onde adotamos a simples conversão, utilizando o Dólar de 31 de dezembro de 2014 cotado à R$ 2,6556, por US$ 1. (2013 cotado a R$ 2,3556, por US$ 1) Banco Central do Brasil. As presentes demonstrações financeiras foram aprovadas pela administração da Entidade em reunião realizada em 15 de maio de A seguir apresentamos um resumo das principais práticas contábeis adotadas: a) Receitas e despesas O resultado das operações é apurado em conformidade com o regime de competência de exercícios b) Aplicações financeiras São registrados pelo valor de custo das aplicações e estão acrescidas dos rendimentos auferidos até a data do balanço. c) Estoques. É avaliado ao custo médio de aquisição d) Imobilizado São registrados pelo custo de aquisição, deduzido da depreciação acumulada, calculada pelo método linear, considerando a vida útil estimada dos bens (nota 8) e) Demais ativos circulantes e realizáveis a longo prazo São demonstrados aos valores de custo ou realização, incluindo, quando aplicáveis, os rendimentos auferidos. 8

10 f) Passivos circulante São demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos. NOTA 3 - CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA B a n c o s c o n t a m o v i m e n t o B a n c o I t á u C a i x a E c o n ô m i c a F e d e r a l A p l i c a ç õ e s f i n a n c e i r a s C a i x a E c o n ô m i c a F e d e r a l - P o u p a n ç a I t a ú - a u t o m á t i c a m a i s I t a ú - C D B T i t u l o d e c a p i t a l i z a ç ã o T o t a l d e c a i x a e e q u i v a l e n t e s d e c a i x a NOTA 4 - ESTOQUES R$ U S $ M a t e r i a i s e b e n s d o a d o s a d i s t r i b u i r NOTA 5 - OUTROS CRÉDITOS P a y p a l - W e b I N S S a r e c u p e r a r A d i a n t a m e n t o d e f é r i a s P r ê m i o s d e s e g u r o s a a p r o p r i a r

11 NOTA 6 - DEPÓSITOS E CAUÇÕES D e p ó s i t o s d e a l u g u é i s NOTA 7 - PARTES RELACIONADAS U m T e t o P a r a M e u P a í s - C h i l e U m T e t o P a r a M e u P a í s - U S A NOTA 8 - IMOBILIZADO T a x a d e d e p r e c i a ç ã o C o m p u t a d o r e s e p e r i f é r i c o s 20% D e p r e c i a ç ã o A c u m u l a d a ( ) ( ) NOTA 9 - OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS S a l á r i o s e o r d e n a d o s a p a g a r R e s c i s õ e s t r a b a l h i s t a s a p a g a r I N S S a r e c o l h e r , F G T S a r e c o l h e r , C o n t r i b u i ç ã o a s s i s t e n c i a l a p a g a r P I S s / f o l h a d e p a g a m e n t o , I R R F s / s a l á r i o , P r o v i s ã o d e f é r i a s , P r o v i s ã o d e e n c a r g o s s / f é r i a s ,

12 NOTA 10- OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS R$ US$ IRRF s/ aluguel INSS s/ serviços NOTA 11- OUTRAS CONTAS A PAGAR R$ US$ Alugueis a pagar Outras contas a pagar NOTA 12- PATRIMÔNIO SOCIAL O Patrimônio social é constituído por bens e valores, doação e por superávits provenientes de suas atividades. 11

13 NOTA 13- RECEITAS D O A Ç Õ E S D E E M P R E S A S A p o r t e s c o r p o r a t i v o s d e e m p r e s a s A p o r t e s f o r n e c e d o r e s s ó c i o s A p o r t e s c a m p a n h a / c l i e n t e s D o a ç õ e s c o r p o r a t i v a s A p o r t e s o u t r a s e m p r e s a s / o r g a n i z a ç õ e s A p o r t e s c o l é g i o / s e c u n d á r i o s D o a ç õ e s e m p r e s a s v o l u n t á r i a d o c o r p D o a ç õ e s e m p r e s a s / a l i a n ç a s a n u a i s C o o p e r a ç ã o i n t e r n a c i o n a l D O A Ç Õ E S P A R T I C U L A R E S - F A M Í L I A S P l a n o m e n s a l d e d o a ç õ e s D o a ç õ e s d e t r o c o s C o n s t r u ç ã o e a t i v i d a d e s c o m f a m í l i a s A p o r t e m e n o r e s d e p a r t i c u l a r e s A p o r t e m a i o r e s d e p a r t i c u l a r e s D o a ç õ e s a n ô n i m a s C o l e t a F U N D O S E E D I T A I S A p o r t e f u n d o s e o r g a n i s m o s i n t e r n a c i o n a i s O u t r o s e v e n t o s E N T R A D A S I N T E R N A S A p o r t e d e f u n d o s e o r g a n i s m o s I n t e r n a C o t a v o l u n t á r i o s c o n s t r u ç õ e s D O A Ç Õ E S E P E R M U T A S N Ã O F I N A N C E I R A S D o a ç ã o d e b e n s / p r o d u t o f í s i c o O U T R A S R E C E I T A S T o t a l

14 NOTA 14- CUSTO DAS CONSTRUÇÕES HABITACIONAIS D e s p e s a s c o m s a l á r i o s S a l á r i o s B ô n u s n ã o o p e r a c i o n a l A u t ô n o m o A s s i s t ê n c i a m é d i c a F é r i a s I N S S I N S S a u t ô n o m o F G T S P I S s / F o l h a G a s t o s v a r i a d o s c o m p e s s o a l º s a l á r i o S e g u r o s d i v e r s o s O u t r o s M a t e r i a i s e f e r r a g e n s P a i n é i s e k i t d e c a s a T e l h a M a d e i r a s o l t a e c a i b r o s P i l o t i s e p i s o s I s o l a n t e M á q u i n a s e f e r r a m e n t a s O u t r o s m a t e r i a i s T r a n s p o r t e s A l u g u e l d e ô n i b u s P a s s a g e n s d e a v i ã o - t a x a s d e e m b a r q u e F r e t e o u c a m i n h ã o d e m a t e r i a i s O u t r o s v a l o r e s F e r r a m e n t a s T o t a l

15 NOTA 15- DESPESAS COM PESSOAL- R$ US$ Despesas com pessoal Salários Bônus Autônomo Assistência médica Férias INSS INSS autônomo FGTS PIS s/ Folha Gastos variados com pessoal º salário Ajuda de custo Seguros diversos Outros NOTA 16- DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS E v e n t o s ( p r o d ) e s p e = S o n o r i z. P a n t P r o j e t o T e l e f o n e / I n t e r n e t A l u g u e l d o i m ó v e l H o n o r á r i o s c o n t á b e i s D e s p e s a s c o m r e p a s s e T e t o - C h i l e O u t r o s v a l o r e s T o t a l NOTA 17- DESPESAS TRIBUTÁRIAS I m p o s t o s e t a x a s d i v e r s a s I O F I P T U I R R F T o t a l

16 NOTA 18- RECEITAS E DESPESAS FINANCEIRAS R e c e i t a s f i n a n c e i r a s J u r o s r e c e b i d o s D e s c o n t o s o b t i d o s R e n d i m e n t o s d e a p l i c a ç ã o f i n a n c e i r a V a r i a ç ã o c a m b i a l a t i v a D e s p e s a s f i n a n c e i r a s J u r o s p a g o s ( ) ( ) ( ) ( ) D e s p e s a s b a n c á r i a s ( ) ( ) ( ) ( ) M u l t a s p a g a s ( ) - ( ) - V a r i a ç ã o c a m b i a l p a s s i v a ( ) - ( ) - ( ) ( ) ( ) ( ) E f e i t o s f i n a n c e i r o s l í q u i d o ( ) ( ) NOTA 19 -COBERTURA DE SEGUROS Os bens, interesses e responsabilidades estão segurados por valores que a administração considerou suficiente para a cobertura de eventuais riscos. As premissas de riscos adotadas, pelos consultores de seguros, dada a sua natureza, não fazem parte do escopo de uma auditoria de demonstrações financeiras e, consequentemente, não foram examinadas pelos nossos auditores independentes. 15

INSTITUTO CRIAR DE TV E CINEMA. Relatório dos auditores independentes

INSTITUTO CRIAR DE TV E CINEMA. Relatório dos auditores independentes INSTITUTO CRIAR DE TV E CINEMA Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2011 e 2010 EO/LGPS/GGA 1895/12 INSTITUTO CRIAR DE TV

Leia mais

CNPJ: / DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMONIO LIQUIDO

CNPJ: / DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMONIO LIQUIDO Rio de Janeiro, 18 de fevereiro de 2016. DT-P 16-007. CONTÉM: PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES BALANÇO PATRIMONIAL COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES

Leia mais

CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE. Relatório dos auditores independentes

CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE. Relatório dos auditores independentes CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE Relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2011 e 2010 CAMPANHA LATINO

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE LEVANTAMENTO DE PESOS

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE LEVANTAMENTO DE PESOS CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE LEVANTAMENTO DE PESOS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 e 2014 12 RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Aos Administradores da

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Rio Grande do Sul - SINTRAJUFE RS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e de 2011

Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Rio Grande do Sul - SINTRAJUFE RS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e de 2011 Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Rio Grande do Sul - SINTRAJUFE RS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e de 2011 e Relatório dos auditores independentes Relatório dos

Leia mais

Relatório dos Auditores independentes sobre as Demonstrações Financeiras Consolidadas do Conglomerado Prudencial

Relatório dos Auditores independentes sobre as Demonstrações Financeiras Consolidadas do Conglomerado Prudencial 2 3 4 Ernst & Young Auditores Independentes S.S Praia de Botafogo, 370 8º andar Botafogo CEP 22250-040 Rio de Janeiro, RJ, Brasil Tel: +55 21 3263 7000 Fax: +55 21 3263 7004 ey.com.br Relatório dos Auditores

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE PARÁ DE MINAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013.

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE PARÁ DE MINAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013. ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE PARÁ DE MINAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013. CEP 30.140-150 / Savassi BH MG -BR Twitter @consultaudi ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS

Leia mais

ASSOCIAÇÃO RENOVAR SAÚDE CRIANÇA - PETRÓPOLIS

ASSOCIAÇÃO RENOVAR SAÚDE CRIANÇA - PETRÓPOLIS ASSOCIAÇÃO RENOVAR SAÚDE CRIANÇA - PETRÓPOLIS DEMOSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E 2011 ASSOCIAÇÃO RENOVAR SAÚDE CRIANÇA PETRÓPOLIS Demonstrações Financeiras Em 31 de dezembro de 2012 e

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E DE

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E DE DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E DE 2014 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E DE 2014 CONTEÚDO Relatório dos auditores

Leia mais

PARQUE IBIRAPUERA CONSERVAÇÃO. Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis. Em 31 de dezembro de 2015 e 2014

PARQUE IBIRAPUERA CONSERVAÇÃO. Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis. Em 31 de dezembro de 2015 e 2014 Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2015 e 2014 EAV/APN/MCM 2968/16 Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2015 e 2014 Conteúdo Relatório dos

Leia mais

Demonstrações Contábeis 2014

Demonstrações Contábeis 2014 Demonstrações Contábeis 2014 Fundação Celg de Seguros e previdência (ELETRA) Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2014 Conteúdo Relatório dos Auditores Independentes 3 Balanço Patrimonial Consolidado

Leia mais

CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE. Relatório dos auditores independentes

CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE. Relatório dos auditores independentes CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO - CLADE Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis JC/CMO/JCO 1013/13 CAMPANHA LATINO AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO Demonstrações

Leia mais

Demonstrações Contábeis SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DO RECIFE 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Contábeis SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DO RECIFE 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Contábeis SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DO RECIFE 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes 1 23/abril/2015 Aos conselheiros e administradores da SANTA CASA DE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO Demonstrações Financeiras Em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 Conteúdo

Leia mais

Demonstrações financeiras Associação Brasileira das empresas de reprodução automática de áudio e vídeo e similares

Demonstrações financeiras Associação Brasileira das empresas de reprodução automática de áudio e vídeo e similares Demonstrações financeiras Associação Brasileira das empresas de reprodução automática de áudio e vídeo e similares 31 de dezembro de 2014 e 2013 Com o relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações

Leia mais

RA Catering Ltda. Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes

RA Catering Ltda. Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes RA Catering Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Apurado por Meio dos Livros Contábeis da International Meal Company Holdings S.A., em 30 de Setembro de 2014, para Integralização ao

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/AVersão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/AVersão : 1. Composição do Capital 1 DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2015 - REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/AVersão : 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL RESUMO

RELATÓRIO ANUAL RESUMO RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2015 ÍNDICE 03 INFORMAÇÕES SOBRE AS DESPESAS 03 RENTABILIDADE DOS PERFIS DE INVESTIMENTO 03 INVESTIMENTOS 04 PARTICIPANTES AVONPREV 04 RESUMO DO PARECER ATUARIAL 06 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

Bioflex Agroindustrial Ltda. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional)

Bioflex Agroindustrial Ltda. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional) Demonstrações financeiras Período de 26 de maio de 2011 (data de constituição da Empresa) a 31 de dezembro de 2011 (em fase

Leia mais

SPE - BRASIL SOLAIR LOCAÇÃO E ARRENDAMENTO DE PAINÉIS SOLARES S.A.

SPE - BRASIL SOLAIR LOCAÇÃO E ARRENDAMENTO DE PAINÉIS SOLARES S.A. SPE - BRASIL SOLAIR LOCAÇÃO E ARRENDAMENTO DE PAINÉIS SOLARES S.A. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 SPE - BRASIL SOLAIR LOCAÇÃO E ARRENDAMENTO DE PAINÉIS SOLARES S.A. Demonstrações

Leia mais

ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA FLORIANOPOLIS

ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA FLORIANOPOLIS ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA FLORIANOPOLIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES ASSOCIAÇÃO SAÚDE CRIANÇA FLORIANOPOLIS

Leia mais

Fundação Vale. Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2015 e Relatório dos Auditores Independentes

Fundação Vale. Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2015 e Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2015 e Relatório dos Auditores Independentes Premiumbravo Auditores Independentes RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

STEPS - Sociedade Tênis, Educação e Participação Social Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e de 2013 e Relatório dos auditores

STEPS - Sociedade Tênis, Educação e Participação Social Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e de 2013 e Relatório dos auditores STEPS - Sociedade Tênis, Educação e Participação Social Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e de 2013 e Relatório dos auditores independentes Relatório dos auditores independentes sobre

Leia mais

Transparência Brasil. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Transparência Brasil. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Transparência Brasil Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes 31 de Dezembro de 2006 e de 2005 1 Parecer dos auditores independentes Aos conselheiros da Transparência

Leia mais

BM EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES SPE S.A. Relatório do auditor independente. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2016 e de 2015

BM EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES SPE S.A. Relatório do auditor independente. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2016 e de 2015 BM EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES SPE S.A. Relatório do auditor independente Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2016 e de 2015 WNJ/EL/LCSM 0881/17 BM EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES SPE S.A.

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO DEMONSTRATIVO DO SUPERAVIT/DÉFICT DO EXERCÍCIO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO DEMONSTRATIVO DO SUPERAVIT/DÉFICT DO EXERCÍCIO AGÊNCIA ADVENTISTA DE DESENV. E REC. ASSISTENCIAIS SUDESTE BRASIELIRA - ADRA SUDESTE CNPJ 16.524.054/0001-96 - Sede: Estrada União e Indústria, 13.810 Itaipava - 25740-365 Petrópolis - RJ Relatório da

Leia mais

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Diretores e Conselheiros do CLUBE ATLÉTICO JUVENTUS São Paulo SP

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Diretores e Conselheiros do CLUBE ATLÉTICO JUVENTUS São Paulo SP RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Diretores e Conselheiros do CLUBE ATLÉTICO JUVENTUS São Paulo SP Opinião Examinamos as demonstrações contábeis doclube ATLÉTICO JUVENTUS (Entidade), que compreendem

Leia mais

RELATÓRIO FINANCEIRO 2014

RELATÓRIO FINANCEIRO 2014 PREPARADOS PARA VENCER RELATÓRIO FINANCEIRO 2014 RT 007/2015 Demonstrações Financeiras Confederação Brasileira de Judô 31 de dezembro de 2014 Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações

Leia mais

Companhia de Fiação e Tecidos Cedronorte

Companhia de Fiação e Tecidos Cedronorte Companhia de Fiação e Tecidos Cedronorte Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido apurado por meios dos livros contábeis em 28 de fevereiro de 2014 Deloitte Touche Tohmatsu Auditores independentes Deloitte

Leia mais

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Apimec Nacional

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Apimec Nacional Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Apimec Nacional Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Em 31 de dezembro de 2014 Índice

Leia mais

Demonstrações financeiras 2016 Instituto Natura

Demonstrações financeiras 2016 Instituto Natura Demonstrações financeiras 2016 Instituto Natura Relatório do auditor independente sobre as Aos administradores e membros do Conselho de Administração Instituto Natura São Paulo - SP Opinião Examinamos

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/AVersão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/AVersão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido DMPL

Leia mais

CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL - CASSI. Relatório do auditor independente

CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL - CASSI. Relatório do auditor independente CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL - CASSI Relatório do auditor independente Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2016 e 2015 AFMF/FERS/RAC/JSR 0557/17 CAIXA DE ASSISTÊNCIA

Leia mais

Assembléia Geral Ordinária AGO

Assembléia Geral Ordinária AGO Assembléia Geral Ordinária AGO - 2015 Instalação da Assembléia Quorum no livro de presença. Composição da mesa diretiva. Edital de convocação O Presidente da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do

Leia mais

GEO - Grêmio Esportivo Osasco Ltda. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes

GEO - Grêmio Esportivo Osasco Ltda. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Unity Auditores Independentes Av. Prestes Maia, 241 sala 2102 São Paulo- SP CEP: 01031-902 Tel.: 55 11 2869-8358

Leia mais

MOORE STEPHENS AUDITORES E CONSULTORES

MOORE STEPHENS AUDITORES E CONSULTORES Rua Laplace, 96-10 andar, 04622-000 - São Paulo SP Telefone: (11) 5561 2230 Fax: (11) 5531 6007 12 de agosto de 2.005 PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Administradores Instituto Fernand Braudel de

Leia mais

Práticas contábeis aplicáveis e apresentação das demonstrações contábeis

Práticas contábeis aplicáveis e apresentação das demonstrações contábeis NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE CTA Nº 008, DE 26.07.2013 Dá nova redação ao CTA 08 que dispõe sobre a emissão do relatório do auditor independente sobre demonstrações contábeis das Entidades Fechadas

Leia mais

Saneamento de Goiás S.A.

Saneamento de Goiás S.A. Saneamento de Goiás S.A. Demonstrações contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Em 31 de dezembro de 2015 Índice Página Relatório dos auditores independentes 3 Demonstrações contábeis

Leia mais

Avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros 31 de Dezembro de 2013

Avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros 31 de Dezembro de 2013 Marck Holdings S.A. contábil apurado por meio dos livros 31 de Dezembro de 2013 KPDS 80638 KPMG Auditores Independentes Rua Sete de Setembro, 1.950 13560-180 - São Carlos, SP - Brasil Caixa Postal 708

Leia mais

Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2013 Acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2013 Acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA DE UBERABA FUNEPU. www.funepu.com.br Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2013 Acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Aprovado pelo Conselho de Curadores

Leia mais

ATIVO Nota PASSIVO Nota

ATIVO Nota PASSIVO Nota Balanços patrimoniais ATIVO Nota 2016 2015 PASSIVO Nota 2016 2015 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa 165 528 Recursos a serem aplicados em projetos 7 23.836 23.413 Caixa e equivalentes

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Conteúdo Relatório dos auditores independentes... 3 Balanço

Leia mais

SERVIÇO DE OBRAS SOCIAIS DE SOROCABA - " S.O.S "

SERVIÇO DE OBRAS SOCIAIS DE SOROCABA -  S.O.S SERVIÇO DE OBRAS SOCIAIS DE SOROCABA - " S.O.S " CNPJ Nº 71.864.805/0001-21 BALANÇO PATRIMONIAl DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 ( Em R$ 1,00 ) 2014 2013 2014 2013 CIRCULANTE ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2004 e de 2003

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de março de 2014 e 30 de setembro de 2013

Demonstrações financeiras em 31 de março de 2014 e 30 de setembro de 2013 BRB - Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (CNPJ: 04.895.888/0001-29) Administrado pela BRB - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. (CNPJ: 33.850.686/0001-69) KPDS 89057 !"

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2015 e 2014

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2015 e 2014 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2015 e 2014 KPDS 123365 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2015 e 2014 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras

Leia mais

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2007 e de 2006

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário CR2-Jardim Botânico. Demonstrações financeiras acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes 1/13

Fundo de Investimento Imobiliário CR2-Jardim Botânico. Demonstrações financeiras acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes 1/13 Fundo de Investimento Imobiliário CR2-Jardim Botânico Demonstrações financeiras acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes 31 de março de 2011 1/13 Relatório dos auditores independentes Aos

Leia mais

MATERNIDADE NOSSA SENHORA DE LOURDES - MNSL

MATERNIDADE NOSSA SENHORA DE LOURDES - MNSL MATERNIDADE NOSSA SENHORA DE LOURDES - MNSL Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2014 e de 2013 Acompanhadas do Relatório do Auditor Independente CONTEÚDO: Relatório dos Auditores Independentes

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO AO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS - FACPC

FUNDAÇÃO DE APOIO AO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS - FACPC FUNDAÇÃO DE APOIO AO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS - FACPC DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 FUNDAÇÃO DE APOIO AO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS - FACPC DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

Vinci GAS Dividendos Fundo de Investimento em Ações (CNPJ nº / ) (Administrado pela BEM - Distribuidora de Títulos e Valores

Vinci GAS Dividendos Fundo de Investimento em Ações (CNPJ nº / ) (Administrado pela BEM - Distribuidora de Títulos e Valores Vinci GAS Dividendos Fundo de Investimento em Ações (CNPJ nº 07.488.106/0001-25) (Administrado pela BEM - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.) Relatório dos auditores independentes sobre

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO A EDUCAÇÃO PESQUISA DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO FLUMINENSE-PRO-IFF CNPJ SOB O Nº /

FUNDAÇÃO DE APOIO A EDUCAÇÃO PESQUISA DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO FLUMINENSE-PRO-IFF CNPJ SOB O Nº / FUNDAÇÃO DE APOIO A EDUCAÇÃO PESQUISA DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO FLUMINENSE-PRO-IFF 1 Contexto operacional CNPJ SOB O Nº 04.016.579/0001-31 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM

Leia mais

Acer Consultores em Imóveis S/A

Acer Consultores em Imóveis S/A Acer Consultores em Imóveis S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e 31 de Dezembro de 2006 e 2005 Parecer dos auditores independentes Aos

Leia mais

INSTITUTO ETHOS DE EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. 31 de dezembro de 2003 e Índice

INSTITUTO ETHOS DE EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. 31 de dezembro de 2003 e Índice INSTITUTO ETHOS DE EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Índice Parecer dos Auditores Independentes...1 Demonstrações Financeiras Auditadas Balanços Patrimoniais...2 Demonstrações

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EDIFÍCIO OURINVEST (Administrado pela Oliveira Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EDIFÍCIO OURINVEST (Administrado pela Oliveira Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EDIFÍCIO OURINVEST (Administrado pela Oliveira Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM

Leia mais

Laudo de avaliação do patrimônio líquido da AES Rio PCH Ltda. apurado por meio dos livros contábeis Companhia Brasiliana de Energia

Laudo de avaliação do patrimônio líquido da AES Rio PCH Ltda. apurado por meio dos livros contábeis Companhia Brasiliana de Energia Laudo de avaliação do patrimônio líquido da AES Rio PCH Ltda. apurado por meio dos livros contábeis Companhia Brasiliana de Energia Condomínio São Luiz Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1830 Torre I

Leia mais

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL Fls: 266 Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais APAE CNPJMF n 36.046.068/000159 DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM 31.12.2008 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONTAS 31/12/2007 31/12/2008 PASSIVO CONTAS

Leia mais

CENTRAL GERADORA EÓLICA ICARAÍ I S.A.

CENTRAL GERADORA EÓLICA ICARAÍ I S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 Demonstrações Financeiras Em 31 de Dezembro de 2011 Conteúdo Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Balanço Patrimonial

Leia mais

SINDRATAR - SINDICATO DA INDÚSTRIA DE REFRIGERAÇÃO, AQUECIMENTO E TRATAMENTO DE AR NO ESTADO DE SÃO PAULO

SINDRATAR - SINDICATO DA INDÚSTRIA DE REFRIGERAÇÃO, AQUECIMENTO E TRATAMENTO DE AR NO ESTADO DE SÃO PAULO AUDITORES ASSOCIADOS S/S SINDRATAR - SINDICATO DA INDÚSTRIA DE REFRIGERAÇÃO, AQUECIMENTO E TRATAMENTO DE AR NO ESTADO DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM31 DE DEZEMBRO DE 2008 ALAMEDA BARROS, 101 -

Leia mais

PARQUE IBIRAPUERA CONSERVAÇÃO. Relatório do auditor independente. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2016

PARQUE IBIRAPUERA CONSERVAÇÃO. Relatório do auditor independente. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2016 Relatório do auditor independente Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2016 EAV/RR/YTV 2563/17 Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2016 Conteúdo Relatório do auditor independente sobre

Leia mais

CENTRAL GERADORA EÓLICA ICARAÍ II S.A.

CENTRAL GERADORA EÓLICA ICARAÍ II S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 Demonstrações Financeiras Em 31 de Dezembro de 2011 Conteúdo Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Balanço Patrimonial

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário CR2 Laranjeiras. Demonstrações Contábeis Acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes

Fundo de Investimento Imobiliário CR2 Laranjeiras. Demonstrações Contábeis Acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Fundo de Investimento Imobiliário CR2 Laranjeiras Demonstrações Contábeis Acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Em 31 de dezembro de 2014 Índice Página Relatório dos auditores independentes

Leia mais

Fundação Vale. Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2013 e Relatório dos Auditores Independentes

Fundação Vale. Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2013 e Relatório dos Auditores Independentes Fundação Vale Demonstrações Contábeis para o Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2013 e Relatório dos Auditores Independentes Premiumbravo Auditores Independentes RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

Leia mais

ESPORTE CLUBE VITORIA DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM

ESPORTE CLUBE VITORIA DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM ESPORTE CLUBE VITORIA DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 E DE 2015 ESPORTE CLUBE VITORIA DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 E DE 2015 CONTEÚDO PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TIRO ESPORTIVO

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TIRO ESPORTIVO CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TIRO ESPORTIVO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 e 2015 15 RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE Aos Administradores da Confederação Brasileira de Tiro

Leia mais

31 de dezembro de 2011

31 de dezembro de 2011 Demonstrações Financeiras Fundo de Investimento Imobiliário Mercantil do Brasil (Administrado por Rio Bravo Investimentos - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários 31 de dezembro de 2011 Demonstrações

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS APAE MORADA NOVA DE MINAS/MG

ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS APAE MORADA NOVA DE MINAS/MG DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS EXERCICIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 31 DE DEZEMBRO DE 2007. Balanço Patrimonial Demonstração do Resultado do Exercício Demonstração das mutações do patrimônio líquido

Leia mais

Demonstrações Financeiras BTG Pactual Stigma Participações S.A.

Demonstrações Financeiras BTG Pactual Stigma Participações S.A. Demonstrações Financeiras BTG Pactual Stigma Participações S.A. Período de 13 de setembro a 31 de dezembro de 2010 com Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Relatório

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Banrisul Inter Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - Período de 05 de setembro de 2011 (data de início das

Leia mais

INSTITUTO SÃO PAULO SUSTENTÁVEL

INSTITUTO SÃO PAULO SUSTENTÁVEL INSTITUTO SÃO PAULO SUSTENTÁVEL DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 INSTITUTO SÃO PAULO SUSTENTÁVEL DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 CONTEÚDO Relatório dos

Leia mais

Relatório do Conselho de Administração

Relatório do Conselho de Administração Relatório do Conselho de Administração 2012 Mensagem do Conselho de Administração O momento de instabilidade pelo qual passou a avicultura com o aumento dos custos de produção e os baixos preços de mercado,

Leia mais

Laudo de avaliação do acervo líquido formado por determinados ativos e passivos apurados por meio dos livros contábeis Companhia Brasiliana de Energia

Laudo de avaliação do acervo líquido formado por determinados ativos e passivos apurados por meio dos livros contábeis Companhia Brasiliana de Energia Laudo de avaliação do acervo líquido formado por determinados ativos e passivos Companhia Brasiliana de Energia Condomínio São Luiz Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1830 Torre I - 8º Andar - Itaim

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTOS DO MERCADO DE CAPITAIS - APIMEC RIO

ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTOS DO MERCADO DE CAPITAIS - APIMEC RIO ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTOS DO MERCADO DE CAPITAIS - APIMEC RIO Demonstrações Contábeis em 31/12/2008 ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTOS DO MERCADO

Leia mais

Demonstrações Financeiras Anuais. Para o exercício encerrado em 31/12/2015

Demonstrações Financeiras Anuais. Para o exercício encerrado em 31/12/2015 Demonstrações Financeiras Anuais Para o exercício encerrado em 31/12/2015 Contas aprovadas em reunião do Egrégio Conselho Pleno da Seccional do Paraná em 06/05/2016 ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SEÇÃO

Leia mais

FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL

FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 CONTEÚDO Relatório

Leia mais

C.E.S.A.R RELATÓRIO Parec er Audit oria Independent e Dem onst raç ões Cont ábil-financ eiras

C.E.S.A.R RELATÓRIO Parec er Audit oria Independent e Dem onst raç ões Cont ábil-financ eiras C.E.S.A.R RELATÓRIO 2004 Parec er Audit oria Independent e Dem onst raç ões Cont ábil-financ eiras PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES À Diretoria do CENTRO DE ESTUDOS E SISTEMAS AVANÇADOS DO RECIFE -

Leia mais

Associação dos Apoiadores do Comitê de Aquisições e Fusões - ACAF Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores

Associação dos Apoiadores do Comitê de Aquisições e Fusões - ACAF Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores Associação dos Apoiadores do Comitê de Aquisições e Fusões - ACAF Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Relatório dos auditores independentes sobre

Leia mais

Com relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis

Com relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Confederação Brasileira de Remo em 31 de dezembro de 2016. Com relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis ÍNDICE I. Relatório dos Auditores Independentes

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

BALANÇO PATRIMONIAL DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES FUNDAÇÃO PRÓ-RIM BALANÇO PATRIMONIAL DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2.008 PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Diretores e Mantenedores da FUNDAÇÃO PRÓ-RIM (1) Examinamos o balanço patrimonial

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 78.050 132.536 Fornecedores 23.096 19.064 Contas

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2017 2016 Passivo e patrimônio líquido 2017 2016 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 50.383 78.050 Fornecedores 22.725 23.096 Contas

Leia mais

CNPJ/CPF: / End: RUA FLORIANO PEIXOTO CENTRO - CEP: Município: PIRACICABA/SP

CNPJ/CPF: / End: RUA FLORIANO PEIXOTO CENTRO - CEP: Município: PIRACICABA/SP CENTRO REGIONAL DE REGISTROS E ATENÇÃO AOS MAUS TRATOS NA INFÂNCIA DE PIRACICABA CNPJ/CPF: 55.338.842/0001-40 End: RUA FLORIANO PEIXOTO 1063 -- CENTRO - CEP: 13400-520 - Município: PIRACICABA/SP Período:

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

IX ENCONTRO DE AUDITORES

IX ENCONTRO DE AUDITORES IX ENCONTRO DE AUDITORES E PERITOS DO ES Relatório dos Auditores Independentes - uma análise crítica - Eduardo Assumpção IX ENCONTRO DE AUDITORES E PERITOS DO ES Cursos Pontuados pelo PEC do CFC Atualização

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2015

RELATÓRIO DE GESTÃO 2015 COOPERATIVA DE CRÉDITO DOS PROFISSIONAIS DA ÁREA DA SAÚDE RELATÓRIO DE GESTÃO 2015 UNIPRIME FRANCISCO BELTRÃO Nosso crescimento é do tamanho da sua confiança Mensagem da Diretoria Prezados cooperados,

Leia mais

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2008 e de 2007

Leia mais

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Relatório dos auditores independentes

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Relatório dos auditores independentes HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2012 e 2011 AFMF/LA/KG/GGA 1046/13 Demonstrações

Leia mais

Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil da AES Brazilian Energy Holdings Ltda. Companhia Brasiliana de Energia. 30 de junho de 2015

Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil da AES Brazilian Energy Holdings Ltda. Companhia Brasiliana de Energia. 30 de junho de 2015 Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil da AES Brazilian Energy Holdings Ltda. Companhia Brasiliana de Energia Condomínio São Luiz Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1830 Torre I - 8º Andar

Leia mais

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES SINDICATO DOS MÉDICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINMED-MG

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES SINDICATO DOS MÉDICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINMED-MG PAR-06/074 PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Srs. Diretores e Conselheiros do SINDICATO DOS MÉDICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINMED-MG Examinamos os balanços patrimoniais do SINDICATO DOS MÉDICOS

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS - AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS - AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIDORES NO MERCADO DE CAPITAIS - AMEC EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre

Leia mais

Demonstrações Financeiras ibi Participações S.A. 31 de julho de 2009 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras ibi Participações S.A. 31 de julho de 2009 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras ibi Participações S.A. com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras Índice Parecer dos auditores independentes...1 Demonstrações financeiras Balanço patrimonial...3

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ MULTIPLUS SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ MULTIPLUS SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS - ABIMAQ RELATÓRIO SOBRE O EXAME DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS - ABIMAQ RELATÓRIO SOBRE O EXAME DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS - ABIMAQ RELATÓRIO SOBRE O EXAME DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Diretores

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2016 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 7.061 Fornecedores 33.947 Contas a Receber 41.832

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 11.859 Fornecedores 40.112 Contas a Receber 77.159

Leia mais

AREA ASSOCIAÇÃO RESIDENCIAL E EMPRESARIAL ALPHAVILLE. Demonstrações Contábeis. Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011.

AREA ASSOCIAÇÃO RESIDENCIAL E EMPRESARIAL ALPHAVILLE. Demonstrações Contábeis. Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011. AREA ASSOCIAÇÃO RESIDENCIAL E EMPRESARIAL ALPHAVILLE Demonstrações Contábeis Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 Conteúdo Relatório dos Auditores Independentes Balanços Patrimoniais Demonstrações

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA CNPJ: Folha 28 BALANÇO PATRIMONIAL FUNDAÇÃO GARUDA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de 2009 2008 FUNDAÇÃO GARUDA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de (Valores expressos em milhares de reais) 2009

Leia mais

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG

Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais Minas Gerais - APIMEC - MG Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e de 2008

Leia mais

https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero...

https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero... ENET Protocolo Página 1 de 1 https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero... 15/08/2011 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial

Leia mais

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013 Elekeiroz S.. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013 Balanço patrimonial tivo Circulante Nota 31 de dezembro de 2013 31 de

Leia mais