Processos de Formação de Palavras. A Língua em Movimento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Processos de Formação de Palavras. A Língua em Movimento"

Transcrição

1 Processos de Formação de Palavras A Língua em Movimento

2 Leia o texto abaixo!

3 Pensando... Você sabe qual é o radical da palavra rançosa? Você conhece palavras formadas a partir de cruel? Esses são alguns tópicos que serão trabalhados nesta aula.

4 OS ELEMENTOS MÓRFICOS As palavras podem ser divididas em unidades menores, a que damos o nome de elementos mórficos, ou morfemas. Veja: CACHORR/INHA/A/S Nessa palavra você pode observar, com facilidade, a existência de quatro elementos.

5 . São eles: - cachorr o elemento base da palavra, isto é, aquele que contém o significado; - inh indica que a palavra é um diminutivo; - a indica que a palavra é feminina; - s indica que a palavra se encontra no plural. Evidentemente, há palavras que não comportam divisão em unidades menores: mar, sol, lua, etc.

6 RADICAL Observe os seguintes grupos de palavras: menin o menin a menin os menin ice livr o livr inho livr eiro livr eco Você deve ter notado que há um elemento comum a cada um dos grupos de palavras (menin e livr). Ele serve de base para o significado. A esse elemento, damos o nome de radical (ou semantema).

7 RADICAL Às palavras que possuem o mesmo radical, damos o nome de palavras cognatas ou famílias etimológicas. Radical é o elemento comum a palavras de uma mesma família e que serve como base do significado.

8 DESINÊNCIAS Desinências são elementos mórficos que se juntam ao radical para indicar flexões gramaticais. Existem dois tipos de desinências. desinências nominais aquelas que indicam o gênero e o número dos nomes. RADICAL DESINÊNCIA NOMINAL gênero número CACHORR A S MENIN O S

9 desinências verbais indicam tempo, modo, número e pessoa dos verbos. RADICAL DESINÊNCIA VERBAL tempo e modo número e pessoa AMÁ VA MOS VENDE SSE M

10 AFIXOS Afixos são elementos mórficos que juntamos ao radical para formar palavras novas. Classificam-se em: prefixos quando vêm antes do radical; desuso, infeliz sufixos quando vêm depois do radical. tristeza, lugarejo

11 VOGAL TEMÁTICA Vogal temática é a vogal que se junta ao radical de um termo, preparando-o para receber as desinências. Exemplos: cantava, vendera, partisse As vogais temáticas são três (a, e, i) e indicam a que conjugação pertence o verbo (primeira, segunda ou terceira, respectivamente). OBSERVAÇÃO: A vogal temática também aparece em alguns nomes. Exemplos: mares, luzes

12 TEMA Damos o nome de tema ao grupo formado pelo radical mais a vogal temática. Nos verbos do exemplo anterior, os temas são: canta, vende, parti

13 VOGAIS E CONSOANTES DE LIGAÇÃO São vogais ou consoantes que não possuem significação alguma, que intercalamos entre os elementos mórficos simplesmente para facilitar a pronúncia. parisiense (paris, radical, e ense, sufixo), paulada (pau, radical, e ada, sufixo).

14 Como se sabe, podemos encontrar no português palavras das mais diversas origens: sanduíche: vem do inglês (Sandwich, nome de um nobre inglês que teria inventado esse tipo de comida); abajur: vem do francês (abat-jour); carioca: vem do tupi (kari oca, que quer dizer casa do branco ); samba: vem de um dialeto africano (samba, que quer dizer umbigada ).

15 FORMAÇÃO DE PALAVRAS Existem dois processos básicos pelos quais se formam as palavras: a derivação e a composição. A diferença entre ambos consiste basicamente em que no processo de derivação partimos sempre de um único radical, enquanto no processo de composição sempre haverá mais de um radical.

16 DERIVAÇÃO Derivação é o processo pelo qual se obtém uma palavra nova, chamada derivada, a partir de outra já existente, chamada primitiva. Em derivação por acréscimo de afixos, ocorre o seguinte: a palavra nova (derivada) é obtida por acréscimo de afixos (prefixos ou sufixos) à palavra primitiva. Temos três tipos de derivação por acréscimo de afixos:

17 derivação prefixal acréscimo de um prefixo à palavra primitiva; história pré-história, humano desumano, feliz infeliz derivação sufixal acréscimo de sufixo à palavra primitiva; história historiador, humano humanidade, feliz felizmente derivação parassintética acréscimo do prefixo e sufixo à palavra primitiva, ao mesmo tempo. tarde - entardecer, podre apodrecer

18 É muito importante que você saiba o seguinte: só haverá derivação parassintética se o prefixo e o sufixo se agregarem ao mesmo tempo ao radial. Na palavra infelizmente, não ocorre derivação parassintética, já que o prefixo -in e o sufixo -mente não se agregam simultaneamente ao radial feliz. Observe que já existem as palavras infeliz e felizmente, mas não existe entriste, nem tristecer. Por derivação parassintética, formam-se principalmente verbos. enforcar, amanhecer, envelhecer, apodrecer

19 Outras vezes, a palavra nova é obtida a partir da primitiva, sem a junção de afixos. Há dois tipos de derivação em que não ocorrem afixos: derivação imprópria obtida através da mudança da classe gramatical da palavra primitiva. Não ocorre mudança na forma, mas tãosomente na classe gramatical. Exemplo: O amanhã sem você é triste. Nesse exemplo, o substantivo amanhã é derivado do advérbio amanhã. Não ocorreu alteração na forma da palavra, mas simplesmente na classe gramatical: um advérbio transformou-se em substantivo.

20 Veja mais exemplos de palavras formadas por derivação imprópria. O jantar (substantivo derivado de verbo), (substantivo derivado de conjunção). o porquê derivação regressiva obtida por redução da palavra primitiva. A palavra primitiva perde algum elemento para dar origem à derivada. combater combate, pescar pesca Por derivação regressiva, são formados basicamente substantivos a partir de verbos, que, por isso mesmo, recebem o nome de substantivos deverbais. Na linguagem popular, são freqüentes os exemplos de palavras formadas por derivação regressiva: o portuga (de português), o boteco (de botequim), o comuna (de comunista)

21 COMPOSIÇÃO Composição é o processo de formação de palavras, chamadas compostas, a partir de mais de um radical. Há dois tipos de composição: composição por justaposição junção dos radicais sem que ocorra alteração fonética; couve-flor, segunda-feira, passatempo, girassol, etc. composição por aglutinação junção dos radicais com alguma alteração fonética. aguardente (água mais ardente), planalto (plano mais alto), etc.

22 Outros processos de formação de palavras Além da derivação e da composição, podemos também apontar como processos de formação de palavras a abreviação, as onomatopéias e os hibridismos. Abreviação consiste na redução de uma palavra longa até o limite no qual não se prejudique o sentido. Exemplo: pneu (de pneumático), foto (de fotografia), moto (de motocicleta). Não devemos confundir abreviação com abreviatura, representação de uma palavra por meio de algumas sílabas ou letras. Exemplo: p. (página), m (metro), Fís. (Física)

23 As siglas podem ser consideradas um tipo especial de abreviatura, feita com as letras iniciais, ou mesmo as sílabas iniciais de palavras. PT Partido dos Trabalhadores, Banespa Banco do Estado de São Paulo, AIDS Acquired Immunodeficiency Syndrome (Síndrome da Deficiência Imunológica Adquirida). É interessante notar que, a partir das siglas, podemos derivar outras palavras: Exemplo: petista (de PT), aidético (de AIDS)

24 Onomatopeias são palavras que criamos para reproduzir apropriadamente certos sons ou ruídos. Exemplo: tique-taque, zunzum, plim-plim, etc. Hibridismos são palavras formadas por elementos provenientes de línguas diferentes: Exemplo: automóvel (auto, grego; móvel, latim), alcoômetro (álcool, árabe; metro, grego), sambódromo (samba, dialeto africano; dromo, grego).

25 EXERCÍCIOS 1. Assinale a opção em que nem todas as palavras possuem o mesmo radical: a) noite, anoitecer, noitada; b) luz, luzeiro, alumiar; c) incrível, crente, crer; d) festa, festeiro, festejar; e) riqueza, ricaço, enriquecer.

26 2. A série em que os vocábulos enumerados se relacionam porque provêm da mesma raiz é: a) florescer, flandres, florear; b) pousada, aposentado, cômodo; c) reger; regulamento; regra; d) corte; percurso; correr; e) angústia; ângulo; anjo.

27 3. As palavras expatriar, amoral, aguardente, são formadas por: a) derivação parassintética, prefixal, composição por aglutinação b) derivação sufixal, prefixal, composição por aglutinação c) derivação prefixal, prefixal, composição por justaposição d) derivação parassintética, sufixal, composição por aglutinação e) derivação prefixal, prefixal, composição por justaposição

28 4.. Numere as palavras da primeira coluna conforme os processos de formação numerados à direita. Em seguida, marque a alternativa que corresponde à sequência numérica encontrada: ( ) outrora (1) justaposição ( ) a caça (2) aglutinação ( ) pontapé (3) parassíntese ( ) planalto (4) derivação prefixal ( ) anoitecer (5) derivação regressiva. ( ) transcontinental a) 4, 5, 2, 1, 4, 3; b) 2, 3, 1, 2, 3, 4; c) 1, 5, 2, 1, 4, 3; d) 1, 5, 2, 1, 3, 4; e) 2, 5, 1, 2, 3, 4.

Morfologia. Estrutura das Palavras. Formação de Palavras. Prof. Dr. Cristiano Xinelági Pereira

Morfologia. Estrutura das Palavras. Formação de Palavras. Prof. Dr. Cristiano Xinelági Pereira Morfologia Estrutura das Palavras Formação de Palavras Prof. Dr. Cristiano Xinelági Pereira Morfologia Estrutura das Palavras Morfemas Lexicais I. Radical É o elemento irredutível e comum a todas as palavras

Leia mais

ESTRUTURA FORMAÇÃO DAS PALAVRAS. Prof. Flaverlei A. Silva

ESTRUTURA FORMAÇÃO DAS PALAVRAS. Prof. Flaverlei A. Silva ESTRUTURA FORMAÇÃO DAS PALAVRAS Prof. Flaverlei A. Silva Morfemas/Elementos Mórficos Co-lateral / Co-seno / Co-tangente / Co-operar Morfemas são as unidade mínimas significativas da palavra. (do grego

Leia mais

Fonologia. A Fonética estuda os sistemas sonoros das línguas.

Fonologia. A Fonética estuda os sistemas sonoros das línguas. Fonologia A Fonética estuda os sistemas sonoros das línguas. Número de fonemas e número de letras Letra: É o sinal gráfico da escrita. Exemplos: pipoca tem 6 letras hoje tem 4 letras Fonema: É o som da

Leia mais

----------PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS---------------- Profª.: Larissa Ataíde

----------PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS---------------- Profª.: Larissa Ataíde ----------PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS---------------- Profª.: Larissa Ataíde Cada língua tem seus mecanismos próprios de formação de novas palavras. No caso específico do português, existem alguns

Leia mais

As palavras possuem, via de regra, elementos significativos chamados MORFEMAS.

As palavras possuem, via de regra, elementos significativos chamados MORFEMAS. ESTRUTURA DAS PALAVRAS As palavras possuem, via de regra, elementos significativos chamados MORFEMAS. Não se pode confundir MORFEMA e SÍLABA. Morfema é um fragmento significativo da palavra. Sílaba é um

Leia mais

Aula Gratuita EBSERH. www.editorasanar.com.br

Aula Gratuita EBSERH. www.editorasanar.com.br 1 Aula Gratuita EBSERH 2 Olá, concurseiros(as)! Neste Ebook-Aula GRATUITO, preparamos algo inovador. Abordamos exclusivamente a disciplina Língua Portuguesa com questões de concursos comentadas alternativa

Leia mais

Aula 6.1 Conteúdo: Derivação: prefixal, sufixal, prefixal e sufixal, parassintética, regressiva. Composição: justaposição, aglutinação

Aula 6.1 Conteúdo: Derivação: prefixal, sufixal, prefixal e sufixal, parassintética, regressiva. Composição: justaposição, aglutinação 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 6.1 Conteúdo: Derivação: prefixal, sufixal, prefixal e sufixal, parassintética, regressiva. Composição: justaposição, aglutinação 3 CONTEÚDO

Leia mais

Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I. Unidade I:

Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I. Unidade I: Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I Unidade I: 0 OS NÍVEIS DE ANÁLISE LINGUÍSTICA I Níveis de análise da língua Análise significa partição em segmentos menores para melhor compreensão do tema.

Leia mais

AULA 1 : MORFOSSINTAXE: MORFEMAS E CLASSE DE PALAVRAS

AULA 1 : MORFOSSINTAXE: MORFEMAS E CLASSE DE PALAVRAS AULA 1 : MORFOSSINTAXE: MORFEMAS E CLASSE DE PALAVRAS 1. MORFEMAS OU ELEMENTOS MÓRFICOS Conceitos: Morfologia é a parte da gramática que estuda a estrutura, a formação e a classificação das palavras. Morfemas

Leia mais

Objetivos. Curso: Letras. Recordando Conceitos. Considerações sobre a produtividade lexical em língua portuguesa. Profa.: Dra. Leda Cecília Szabo

Objetivos. Curso: Letras. Recordando Conceitos. Considerações sobre a produtividade lexical em língua portuguesa. Profa.: Dra. Leda Cecília Szabo Curso: Letras Profa.: Dra. Leda Cecília Szabo Considerações sobre a produtividade lexical em língua portuguesa Objetivos Entrar em contato com as características da renovação lexical. Conhecer principais

Leia mais

O fabricante, ao criar o nome da marca de um produto, tem como principais

O fabricante, ao criar o nome da marca de um produto, tem como principais Os processos de formação de palavras nas marcas de produtos alimentícios 137 Melba Alessandra Onofre de Oliveira e Valéria Cristina de Freitas * Resumo: Os processos de formação de palavras são um dos

Leia mais

Escritor, pintor, caricaturista, poeta, dramaturgo, tradutor e acima de tudo,

Escritor, pintor, caricaturista, poeta, dramaturgo, tradutor e acima de tudo, Formação de palavras em textos de Millôr Fernandes 1 Alessandro s. da Matta Ribeiro e Catarina Santos Calado * Resumo: Este trabalho acadêmico versa sobre formação de palavras em textos de Millôr Fernandes,

Leia mais

Processos de formação de palavras nos nomes de fantasia

Processos de formação de palavras nos nomes de fantasia Processos de formação de palavras nos nomes de fantasia Carlos Genésio de Oliveira Seixas e Francisco Eduardo Vieira da Silva * 23 Resumo Neste artigo serão demonstrados alguns mecanismos empregados por

Leia mais

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA...

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... Sumário PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... 3 1.1. Fonema...3 1.2. Classificação dos fonemas...4 1.3. Encontros vocálicos...5 1.4. Encontros consonantais...5 1.5. Dígrafos...6 1.6. Dífono...7 1.7.

Leia mais

O PAPEL DA RECOMPOSIÇÃO NA FORMAÇÃO DE NOVAS PALAVRAS

O PAPEL DA RECOMPOSIÇÃO NA FORMAÇÃO DE NOVAS PALAVRAS O PAPEL DA RECOMPOSIÇÃO NA FORMAÇÃO DE NOVAS PALAVRAS Marcio Rodrigues Mirapalhete Lúcia Sá Rebello 1 Resumo: Esse trabalho tem como objetivo discutir os fenômenos de formação de palavras na língua portuguesa,

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS 1º Ano do Ensino Fundamental (Alunos concluintes do 2º Período da Educação Infantil) Escrita do nome completo; Identificar e reconhecer as letras do alfabeto; Identificar e diferenciar

Leia mais

FORMAÇÃO DE PALAVRAS

FORMAÇÃO DE PALAVRAS NOVA TERMINOLOGIA NO ENSINO DO PORTUGUÊS FORMAÇÃO DE PALAVRAS Helena Mateus Montenegro hmateus@uac.pt Ponta Delgada, 2010 PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS 1. Palavra e constituintes da palavra. 2. Processos

Leia mais

(1) PALAVRA TEMA FLEXÃO MORFOLÓGICA RADICAL CONSTITUINTE TEMÁTICO

(1) PALAVRA TEMA FLEXÃO MORFOLÓGICA RADICAL CONSTITUINTE TEMÁTICO Alina Villalva 1 Radical, tema e palavra são termos familiares à análise morfológica, mas que, de um modo geral, têm sido mal aproveitados pelos diversos modelos que a praticam. Na verdade, estes conceitos

Leia mais

MORFOSSINTAXE PORTUGUÊS

MORFOSSINTAXE PORTUGUÊS MORFOSSINTAXE DO PORTUGUÊS 1 Morfossintaxe do Português SOMESB Sociedade Mantenedora de Educação Superior da Bahia S/C Ltda. Presidente Gervásio Meneses de Oliveira Vice-Presidente William Oliveira Superintendente

Leia mais

ESTRUTURA E PROCESSOS FORMAÇÃO DAS PALAVRAS

ESTRUTURA E PROCESSOS FORMAÇÃO DAS PALAVRAS ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS ESTRUTURA DAS PALAVRAS A palavra é subdivida em partes menores, chamadas de elementos mórficos. Exemplos: gatinho = gat + inh + o Infelizmente = in + feliz

Leia mais

A Estrutura e a Formação das Palavras. Introdução. Observemos a Estrutura das Palavras: Ensino. Série. Rumo ao ITA. Pré-Universitário Sede Nº

A Estrutura e a Formação das Palavras. Introdução. Observemos a Estrutura das Palavras: Ensino. Série. Rumo ao ITA. Pré-Universitário Sede Nº Série Rumo ao ITA Ensino Pré-Universitário Professor(a) Tom Dantas Sede Aluno(a) Nº TC Turma Turno Data / / Português A Estrutura e a Formação das Palavras Introdução Assim, a raiz noc [latim nocere =

Leia mais

Processos de Formação de Palavras

Processos de Formação de Palavras 9 99 Processos de Formação de Palavras Em Português, utilizam-se basicamente dois processos para formar palavras novas: derivação e composição. Além desses, há ainda a onomatopéia, a abreviação e o hibridismo.

Leia mais

XVII Congresso Nacional de Linguística e Filologia 9

XVII Congresso Nacional de Linguística e Filologia 9 XVII Congresso Nacional de Linguística e Filologia 9 A DERIVAÇÃO E SEUS SUBTIPOS: UM ESTUDO COMPARATIVO Vito César de Oliveira Manzolillo (UERJ) cesarmanz@globo.com O processo de Derivação, dos mais profícuos

Leia mais

Biblioteca Escolar. O Dicionário

Biblioteca Escolar. O Dicionário O Dicionário O que é um dicionário? Livro de referência onde se encontram palavras e expressões de uma língua, por ordem alfabética, com a respetiva significação ou tradução para outra língua e ainda,

Leia mais

DNA-Sistema Hércules de Educação colegiodna2011@hotmail.com

DNA-Sistema Hércules de Educação colegiodna2011@hotmail.com Série: Data / /2015 Professor: Estudante: Turma: U DNA-Sistema Hércules de Educação colegiodna2011@hotmail.com Disciplina: 01) "Sarampo" é: a) forma primitiva b) formado por derivação parassintética c)

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

DICAS DO ENEM LÍNGUA PORTUGUESA. TEMA 2: Morfologia AUTOR: Nayara Moreira Santos. Mais próxima, para você ir mais longe.

DICAS DO ENEM LÍNGUA PORTUGUESA. TEMA 2: Morfologia AUTOR: Nayara Moreira Santos. Mais próxima, para você ir mais longe. DICAS DO ENEM LÍNGUA PORTUGUESA TEMA 2: Morfologia AUTOR: Nayara Moreira Santos Mais próxima, para você ir mais longe. TEMA 2: Morfologia Autor: Nayara Moreira Santos SANTOS, Nayara Moreira. Língua Portuguesa:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV PARECER

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV PARECER Língua Portuguesa Questão 02 A questão dois aborda o item 2.1. do Programa: referência. É correta a alternativa (E). Tanto o termo holandês (linha 21) como o termo primatólogo (linha 31) se referem a Frans

Leia mais

O verbo O verbo. www.scipione.com.br/radix. Prof. Erik Anderson. Gramática

O verbo O verbo. www.scipione.com.br/radix. Prof. Erik Anderson. Gramática O verbo O verbo O que é? Palavra variável em pessoa, número, tempo, modo e voz que exprime um processo, isto é, aquilo que se passa no tempo. Pode exprimir: Ação Estado Mudança de estado Fenômeno natural

Leia mais

Conteúdos Programáticos Bolsão 2016. Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I. Conteúdo para ingresso no 2 o ano

Conteúdos Programáticos Bolsão 2016. Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I. Conteúdo para ingresso no 2 o ano Conteúdos Programáticos Bolsão 2016 Centro Educacional Apogeu ENSINO FUNDAMENTAL I Conteúdo para ingresso no 2 o ano LÍNGUA PORTUGUESA: Alfabeto (maiúsculo e minúsculo); vogal e consoante; separação silábica;

Leia mais

Conteúdos: Elementos mórficos na formação de palavras: Radicais Prefixos Sufixos Palavras formadas por derivação e composição

Conteúdos: Elementos mórficos na formação de palavras: Radicais Prefixos Sufixos Palavras formadas por derivação e composição Conteúdos: Elementos mórficos na formação de palavras: Radicais Prefixos Sufixos Palavras formadas por derivação e composição Habilidades: Identificar elementos mínimos que trabalham na constituição de

Leia mais

Comentários e respostas às questões da prova de Língua Portuguesa do concurso do DETRAN RS pela FUNDATEC Concurso ocorrido no dia 25 de agosto de 2013

Comentários e respostas às questões da prova de Língua Portuguesa do concurso do DETRAN RS pela FUNDATEC Concurso ocorrido no dia 25 de agosto de 2013 Comentários e respostas às questões da prova de Língua Portuguesa do concurso do DETRAN RS pela FUNDATEC Concurso ocorrido no dia 25 de agosto de 2013 QUESTÃO 1 Crase. No trecho... não existem referências

Leia mais

Acentuação. É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo

Acentuação. É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo Acentuação É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: ela e a minha amiga ela é a minha amiga o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo sai à rua saí à rua 1 Sílaba / vogal

Leia mais

A MORFOLOGIA EM LIBRAS Flancieni Aline R. Ferreira (UERJ) flan.uerj@hotmail.com

A MORFOLOGIA EM LIBRAS Flancieni Aline R. Ferreira (UERJ) flan.uerj@hotmail.com XVIII CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA A MORFOLOGIA EM LIBRAS Flancieni Aline R. Ferreira (UERJ) flan.uerj@hotmail.com RESUMO Neste trabalho, discutiremos sobre o estudo morfossintático da

Leia mais

Para entendermos melhor o uso do hífen, vamos recordar algumas noções sobre os processos de formação de palavras.

Para entendermos melhor o uso do hífen, vamos recordar algumas noções sobre os processos de formação de palavras. Hífen Para entendermos melhor o uso do hífen, vamos recordar algumas noções sobre os processos de formação de palavras. Os processos principais de formação de palavras são: composição e derivação. Composição

Leia mais

CONTEÚDOS DA AMPLIAÇÃO DO CONHECIMENTO III TRIMESTRE. Cores,Animais, Numerais.

CONTEÚDOS DA AMPLIAÇÃO DO CONHECIMENTO III TRIMESTRE. Cores,Animais, Numerais. ( 1 ano) Cores,Animais, Numerais. Matemática - Sequência numérica até 100; - Medida de comprimento, massa e tempo; - Dezena exata; - Ordem crescente e decrescente; - Adição e subtração. -Multiplicação.

Leia mais

Revista de Estudos Acadêmicos de Letras

Revista de Estudos Acadêmicos de Letras 39 O ANÚNCIO PUBLICITÁRIO NATURA TODODIA: SENTIDOS EM MOVIMENTO Giseli Veronêz da SILVA (UNEMAT) 1 Nilce Ferreira LEMES (UNEMAT) 2 Rodrigo de Santana SILVA (UNEMAT) 3 Resumo: Este trabalho tem como objetivo

Leia mais

ANÁLISE DA FORMAÇÃO DE PALAVRAS NOS NOMES FANTASIA

ANÁLISE DA FORMAÇÃO DE PALAVRAS NOS NOMES FANTASIA 53 ANÁLISE DA FORMAÇÃO DE PALAVRAS NOS NOMES FANTASIA Eronildo da Silva Maria Patrícia Barbosa da Silva Rildecy Rodrigues Cardoso Tenório Faculdade São Miguel Resumo: Este trabalho objetiva realizar uma

Leia mais

2º ANO CONTEÚDO ROCESSO SELETIVO 2016. O aluno deverá demonstrar habilidades de:

2º ANO CONTEÚDO ROCESSO SELETIVO 2016. O aluno deverá demonstrar habilidades de: 2º ANO de: reconhecer letras; reconhecer sílabas; estabelecer relação entre unidades sonoras e suas representações gráficas; ler palavras; ler frases; localizar informação explícita em textos; reconhecer

Leia mais

7 INTRODUÇÃO À SINTAXE

7 INTRODUÇÃO À SINTAXE Aula INTRODUÇÃO À SINTAXE META Expor informações básicas sobre sintaxe. OBJETIVOS Ao final desta aula o aluno deverá: levar o aluno a compreender o que seja sintaxe de regência, de colocação e de concordância.

Leia mais

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso.

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. COMENTÁRIO QUESTÕES DE PORTUGUÊS PROFESSORA: FABYANA MUNIZ As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. 1. (FCC)...estima-se que sejam 20 línguas. (2º parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Estrutura das Palavras Estudar a estrutura das palavras é, basicamente,

Leia mais

Aula 01-29/03/2015. Fonologia, Acentuação Gráfica e Morfologia

Aula 01-29/03/2015. Fonologia, Acentuação Gráfica e Morfologia Aula 01-29/03/2015 Fonologia, Acentuação Gráfica e Morfologia Projeto de Língua Portuguesa Fonologia, Acentuação Gráfica e Morfologia Fonologia 01. Em qual alternativa a afirmação entre parênteses está

Leia mais

C I N E O - CONSELHO INTERNACIONAL DE NEOLOGÍSTICA

C I N E O - CONSELHO INTERNACIONAL DE NEOLOGÍSTICA C I N E O - CONSELHO INTERNACIONAL DE NEOLOGÍSTICA CRITÉRIOS DE CRIAÇÃO E AVALIAÇÃO DE TERMOS NEOLÓGICOS (VERSÃO 11 05.09.2009) Elaborado por: Augusto Freire Lourdes Pinheiro Eliane Wojslaw Cathia Caporali

Leia mais

EXERCÍCIOS DE PORTUGUÊS (6º ANO)

EXERCÍCIOS DE PORTUGUÊS (6º ANO) EXERCÍCIOS DE PORTUGUÊS (6º ANO) ADJETIVO 1. Leia. Escreva o substantivo que dá nome ao animal citado no texto. 2. De acordo com a ilustração, escreva esse substantivo e uma palavra que atribua característica

Leia mais

Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O

Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A Conceito Ciência que visa descrever ou explicar

Leia mais

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães 1 Guia do Professor Episódio Conhecendo a Cidade Programa Vozes da Cidade Apresentação Como já vimos nos trabalhos desenvolvidos para

Leia mais

... Página 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO CONTEÚDOS

... Página 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO CONTEÚDOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VILA POUCA DE AGUIAR SUL (150666) ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO ORALIDADE/ESCRITA - retrato - Autorretrato Textos diversos- Convite

Leia mais

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA EMENTA: A Língua Portuguesa priorizará os conteúdos estruturantes (ouvir, falar, ler e escrever) tendo como fundamentação teórica o sociointeracionismo. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

A FORMAÇÃO DE COMPOSTOS NA LIBRAS Vanessa Gomes Teixeira (UERJ) vanessa_gomesteixeira@hotmail.com

A FORMAÇÃO DE COMPOSTOS NA LIBRAS Vanessa Gomes Teixeira (UERJ) vanessa_gomesteixeira@hotmail.com A FORMAÇÃO DE COMPOSTOS NA LIBRAS Vanessa Gomes Teixeira (UERJ) vanessa_gomesteixeira@hotmail.com RESUMO Azeredo (2008) explica que, de modo geral, conhecemos as palavras e seus significados como se cada

Leia mais

48 QUESTÕES E RESPOSTA DISCUTIDAS A PARTIR DO LIVRO LÍNGUA DE EULÁLIA. BAGNO, Marcos. A língua de Eulália novela sociolinguística. Ed. Contexto, 1998.

48 QUESTÕES E RESPOSTA DISCUTIDAS A PARTIR DO LIVRO LÍNGUA DE EULÁLIA. BAGNO, Marcos. A língua de Eulália novela sociolinguística. Ed. Contexto, 1998. 48 QUESTÕES E RESPOSTA DISCUTIDAS A PARTIR DO LIVRO LÍNGUA DE EULÁLIA BAGNO, Marcos. A língua de Eulália novela sociolinguística. Ed. Contexto, 1998. 1) Comentar a citação inicial de William Labov. R:

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE TUBARÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2007 RELAÇÃO DE RETIFICAÇÕES FEITAS NOS EDITAIS

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE TUBARÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2007 RELAÇÃO DE RETIFICAÇÕES FEITAS NOS EDITAIS ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE TUBARÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2007 RELAÇÃO DE RETIFICAÇÕES FEITAS NOS EDITAIS CONCURSO PÚBLICO N. 01/2007 ERRATA 05 Correção 01 7.12.1 - Será admitido

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINDORAMA SP

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINDORAMA SP PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 01/2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE PINDORAMA SP PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL IV 6 ANO AO 9 ANO EDUCAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES PROVA OBJETIVA Número da Inscrição:

Leia mais

VESTIBULAR 2015 PRIMEIRO SEMESTRE POLO ITANHANDU

VESTIBULAR 2015 PRIMEIRO SEMESTRE POLO ITANHANDU Ministério Da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal De Educação, Ciência e Tecnologia Do Sul de Minas Gerais VESTIBULAR 2015 PRIMEIRO SEMESTRE POLO ITANHANDU DATA:

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROF. ALBERTO MENEGOTTO

LÍNGUA PORTUGUESA PROF. ALBERTO MENEGOTTO COMENTÁRIOS À PROVA DO TJRS OFICIAL DE JUSTIÇA Questão 01 Crase As três lacunas devem ser preenchidas exclusivamente com artigos definidos femininos. Observe-se cada caso: na primeira lacuna, o verbo contemplar

Leia mais

Língua Portuguesa II: Morfologia I

Língua Portuguesa II: Morfologia I Língua Portuguesa II: Morfologia I Autor Denilson Matos 2009 2008 IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores e do detentor

Leia mais

Plano de Aula LÍNGUA PORTUGUESA. Deslealmente

Plano de Aula LÍNGUA PORTUGUESA. Deslealmente Plano de Aula LÍNGUA PORTUGUESA Deslealmente Deslealmente. 10 p.; il. (Série Plano de Aula; Língua Portuguesa) ISBN: 1. Ensino Fundamental Português 2. Ortografia 3. Educação Presencial I. Título II. Série

Leia mais

Gramática Eletrônica

Gramática Eletrônica Lição 7 Verbos Outra classe de palavras que merece atenção especial é o verbo, já que apresenta muitas dificuldades. Verbo significa palavra, portanto é essencial à nossa comunicação. Verbo é a palavra

Leia mais

FUNDAMENTOS DA LÍNGUA LATINA

FUNDAMENTOS DA LÍNGUA LATINA FUNDAMENTOS DA LÍNGUA LATINA INTRODUÇÃO Conhecer o objetivo que se quer atingir em um empreendimento é condição básica para que este seja realizado a contento. Considerando que o curso de Letras é primariamente

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

Utilização do BibleWorks BHS

Utilização do BibleWorks BHS Utilização do BibleWorks BHS Edson de Faria Francisco. São Bernardo do Campo, março de 2014. 1. Introdução O software BibleWorks é um programa para todos aqueles que trabalham com textos bíblicos. O programa

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves ESTRUTURA E PROCESSO DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS INTRODUÇÃO Neste tutorial iremos verificar a estrutura e a formação das palavras. Primeiramente será estudada a estrutura da palavra, ou seja, como ela é formada.

Leia mais

4. A nominalização em Inglês e Português. Derivados nominais e nominalizações gerundivas.

4. A nominalização em Inglês e Português. Derivados nominais e nominalizações gerundivas. 36 4. A nominalização em Inglês e Português. Derivados nominais e nominalizações gerundivas. Em inglês, diversos nominais são formados a partir do processo de adição de sufixos, como er, e ing às suas

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO... 15 PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 PARTE II ACENTUAÇÃO... 25 ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA... 43. Sumário 5

Sumário APRESENTAÇÃO... 15 PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 PARTE II ACENTUAÇÃO... 25 ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA... 43. Sumário 5 Sumário 5 Sumário APRESENTAÇÃO... 15 PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 1. Introdução... 19 2. Entenda as bancas... 19 3. Editais... 19 3.1. TRT 2 São Paulo FCC (prova aplicada em 2014)... 19 3.2. TRF 1 FCC

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial SENAI / PE Seleção para Cursos Técnicos 2007 CONHECIMENTOS DE MATEMÁTICA

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial SENAI / PE Seleção para Cursos Técnicos 2007 CONHECIMENTOS DE MATEMÁTICA CONHECIMENTOS DE MATEMÁTICA QUESTÃO 01 QUESTÃO 04 Segundo as normas sanitárias, em um chiqueiro retangular de 3m por 5m podem ser criados quatro porcos. Nessas condições, quantos porcos poderiam ser criados

Leia mais

ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA PORTUGUÊS PROFESSOR (A): Renan Andrade TURMA: 6º ANO Vespertino

ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA PORTUGUÊS PROFESSOR (A): Renan Andrade TURMA: 6º ANO Vespertino ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA PORTUGUÊS PROFESSOR (A): Renan Andrade TURMA: 6º ANO Vespertino REVISÃO 1) Coloque em ordem alfabética as seguintes palavras abaixo. Dinamarquês sono caprichosas autor

Leia mais

Professora: Lícia Souza

Professora: Lícia Souza Professora: Lícia Souza Morfossintaxe: a seleção e a combinação de palavras Observe que, para combinar as palavras loucamente, louco e loucura com outras palavras nas frases de modo que fiquem de acordo

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE/2014 LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE/2014 LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANO BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE/2014 LÍNGUA PORTUGUESA 9º ANO Leia o texto abaixo: As enchentes de minha infância Sim, nossa casa era muito bonita, verde, com uma tamareira junto à varanda, mas eu invejava

Leia mais

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 Sumário Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 1 Variação lingüística / 15 1.1 Os níveis de linguagem / 17 1.1.1 O nível informal /17 1.1.2 O nível semiformal /1 7 1.1.3 O nível formal/18

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA LÍNGUA PORTUGUESA Leitura oral de palavras e frases simples Compreensão de texto (registrar como souber) Formação de palavras (com recursos pedagógicos) Treino ortográfico (auto-ditado). MATEMÁTICA Relação

Leia mais

Em busca de um método de investigação para os fenômenos diacrônicos

Em busca de um método de investigação para os fenômenos diacrônicos 11 1 Em busca de um método de investigação para os fenômenos diacrônicos Grupo de Morfologia Histórica do Português (GMHP) Sobre a língua portuguesa não se desenvolveu, para além das listagens existentes

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA RECUTERAÇÃO SEMESTRAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA RECUTERAÇÃO SEMESTRAL RECUPERAÇÃO SEMESTRAL / 2015 1º ANO / EM Matutino CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA RECUTERAÇÃO SEMESTRAL COMPONENTE CURRICULAR DATA DA AVALIAÇÃO OBJETOS DO CONHECIMENTO GRAMÁTICA Prof. JOEL GEOGRAFIA Prof. CRISALBERT

Leia mais

Matéria. Nome: Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Ano / Série: 9º Professor(a): JULIANE GALINDO Data: / / 2014 Roteiro de Recuperação Final

Matéria. Nome: Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Ano / Série: 9º Professor(a): JULIANE GALINDO Data: / / 2014 Roteiro de Recuperação Final Nome: Matéria Interpretação de texto Período Composto por Coordenação e Subordinação Estrutura e Formação de Palavras Concordância Nominal e Verbal Regência Nominal e Verbal Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA

Leia mais

Nomes (Substantivos)

Nomes (Substantivos) Nomes (Substantivos) Regra geral Nome género terminados em o masculinos: terminados em a femininos: o aeroporto a casa 1 Masculinos alguns nomes terminados em a: o clima, o dia, o mapa, o planeta, o poema,

Leia mais

Sumário. Apresentação... 33. Editais e plano de estudos. Parte ii

Sumário. Apresentação... 33. Editais e plano de estudos. Parte ii Sumário Apresentação... 33 Parte i Editais e plano de estudos Capítulo 1 Editais... 39 1. Introdução... 39 2. Plano de estudos... 39 3. Editais... 40 3.1. TRT 15 Campinas/SP FCC (outubro 2013)... 40 3.2.

Leia mais

Índice. 1. Metodologia de Alfabetização...3. 2. Aprendizagem da Escrita...3 3. Aprendizagem da Leitura...6

Índice. 1. Metodologia de Alfabetização...3. 2. Aprendizagem da Escrita...3 3. Aprendizagem da Leitura...6 GRUPO 6.1 MÓDULO 6 Índice 1. Metodologia de Alfabetização...3 1.1. Qual o Conhecimento sobre o Sistema de Escrita dos Jovens e Adultos?... 3 2. Aprendizagem da Escrita...3 3. Aprendizagem da Leitura...6

Leia mais

ELEMENTOS ESTRUTURAIS DA PALAVRA FORMAÇÃO DE PALAVRAS

ELEMENTOS ESTRUTURAIS DA PALAVRA FORMAÇÃO DE PALAVRAS COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA Disciplina: Língua Portuguesa Instrumento de Avaliação Parcial Data: de março de 2015. 1º Ano do Ensino Médio Turma: Escores Nota Nº: Nome: O aluno que utilizar, executar e/ou

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

TEORIA LEXICAL. Margarida Basílio

TEORIA LEXICAL. Margarida Basílio Margarida Basílio Doutora em Lingüística pela Universidade do Texas Professora da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e da Universidade Federal do Rio de Janeiro TEORIA LEXICAL Direção Benjamin

Leia mais

Periódicos Área Jurídica Instruções de acesso à RT online 1º passo: acessar www.unifenas.br

Periódicos Área Jurídica Instruções de acesso à RT online 1º passo: acessar www.unifenas.br Periódicos Área Jurídica Instruções de acesso à RT online 1º passo: acessar www.unifenas.br 2º passo: clicar em Biblioteca 3º passo: acessar Base de Dados e Pesquisa Jurídica 4º passo: acessar Revista

Leia mais

AS NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS DA LÍNGUA PORTUGUESA

AS NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS DA LÍNGUA PORTUGUESA AS NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS DA LÍNGUA PORTUGUESA Rénan Kfuri Lopes Sumário: I- AS MUDANÇAS SÃO SIMPLES E DE FÁCIL COMPREENSÃO II- PERÍODO DE TRANSIÇÃO DAS REGRAS ORTOGRÁFICAS III- ALFABETO IV- SOMEM DA

Leia mais

Língua Portuguesa VERBO Parte I

Língua Portuguesa VERBO Parte I Língua Portuguesa VERBO Parte I Conceito geral: Verbo é a palavra que expressa ação, estado, mudança de estado ou indica fenômeno da natureza. Verbo Quando se pratica uma ação, a palavra que representa

Leia mais

TÍTULO: Plano de Aula SÍLABAS. Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano. Língua Portuguesa. Gramática. 2 aulas (50 min cada ) Educação Presencial

TÍTULO: Plano de Aula SÍLABAS. Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano. Língua Portuguesa. Gramática. 2 aulas (50 min cada ) Educação Presencial Org.: Claudio André - 1 TÍTULO: SÍLABAS Nível de Ensino: Ano/Semestre de Estudo Componente Curricular: Tema: Duração da Aula: Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano Língua Portuguesa Gramática 2 aulas

Leia mais

Salesianos Mogofores Colégio

Salesianos Mogofores Colégio Salesianos Mogofores Colégio Rota de Aprendizagem PORTUGUÊS 6º ano Grupo de Português 2015-16 * Em anexo encontram-se Lista de Obras e Textos para Iniciação à Educação literária; e Metas Curriculares (2º

Leia mais

Morfologia classe de palavras. Edmon Neto de Oliveira

Morfologia classe de palavras. Edmon Neto de Oliveira Morfologia classe de palavras 9 Edmon Neto de Oliveira e-tec Brasil Português Instrumental META Abordar os aspectos morfológicos da língua. OBJETIVO Ao final do estudo desta aula, você deverá ser capaz

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidades 1, 2, 3 e 4) Gêneros Poema Crônica História em quadrinhos Conto de fadas Conto maravilhoso História de

Leia mais

Língua Portuguesa Módulo 4 Morfologia Marcelo Bernardo. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Língua Portuguesa Módulo 4 Morfologia Marcelo Bernardo. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Língua Portuguesa Módulo 4 Morfologia Marcelo Bernardo 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. LÍNGUA PORTUGUESA MORFOLOGIA ESTRUTURA E FORMAÇÃO DAS PALAVRAS CLASSES

Leia mais

3. VARIAÇÃO E NORMALIZAÇÃO LINGUÍSTICA

3. VARIAÇÃO E NORMALIZAÇÃO LINGUÍSTICA 3. VARIAÇÃO E NORMALIZAÇÃO LINGUÍSTICA Uma língua viva, apesar da unidade que a torna comum a uma nação, apresenta variedades quanto à pronúncia, à gramática e ao vocabulário. Chama-se variação linguística

Leia mais

Disciplina: Português Período: 1º. Equipe - 3 ano - turmas: 31, 32 e 33.

Disciplina: Português Período: 1º. Equipe - 3 ano - turmas: 31, 32 e 33. Disciplina: Português Período: 1º Unidade 1 Eu me comunico Linguagem : formal e informal Variação regional de vocabulário Usando diferentes linguagens Ortografia: L e U,A/AI; E/I; O/OU; Usando diferentes

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA EB FEIJO Nº1/EB1 Nº2 DO FEIJÓ/EB1/JI DE VALE FLORES 3.º Ano Ano Letivo: 2013-2014 Plano Curricular Simplificado da Disciplina de Português CONTEÚDOS (SÍNTESE) Oralidade

Leia mais

Content Area: Língua Portuguesa Grade 2 Quarter1 Serie Serie Unidade

Content Area: Língua Portuguesa Grade 2 Quarter1 Serie Serie Unidade Content Area: Língua Portuguesa Grade 2 Quarter1 Serie Serie Unidade Standards/Content Padrões / Conteúdo Learning Objectives Objetivos de Aprendizado Vocabulary Vocabulário Assessments Avaliações Resources

Leia mais

Formação de Palavras. Prof. Eloy Gustavo

Formação de Palavras. Prof. Eloy Gustavo Formação de Palavras 1.1 Derivação Prefixal e Sufixal desleal lealdade deslealdade infiel fidelidade infidelidade 1.1 Derivação Prefixal e Sufixal desleal lealdade deslealdade prefixo sufixo prefixo sufixo

Leia mais

RESENHA DE MANUAL DE MORFOLOGIA DO PORTUGUÊS, DE MARIA NAZARÉ DE CARVALHO LAROCA

RESENHA DE MANUAL DE MORFOLOGIA DO PORTUGUÊS, DE MARIA NAZARÉ DE CARVALHO LAROCA QUADROS, Emanuel Souza. Resenha de Manual de morfologia do português, de Maria Nazaré de Carvalho Laroca. ReVEL, vol. 7, n. 12, 2009. [www.revel.inf.br]. RESENHA DE MANUAL DE MORFOLOGIA DO PORTUGUÊS, DE

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL Ano Letivo 2014/2015 Português 3.º Ano DISCIPLINA DOMÍNIOS CONTEÚDOS INTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO PORTUGUÊS Pesquisa

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2013. Disciplina: PoRTUGUÊs

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2013. Disciplina: PoRTUGUÊs Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2013 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. (Quino. Toda Mafalda. São

Leia mais

Conteúdos. Identificação do adolescente com a sua turma tribo. Gírias. Linguagem coloquial e culta. Atividade de Revisão Área: Linguagens

Conteúdos. Identificação do adolescente com a sua turma tribo. Gírias. Linguagem coloquial e culta. Atividade de Revisão Área: Linguagens Conteúdos Identificação do adolescente com a sua turma tribo. Gírias. Linguagem coloquial e culta. Atividade de Revisão Área: Linguagens Conteúdos 1º Fortalecendo Conceitos do 2º Bimestre Área: Linguagens

Leia mais

/z/ depois [+vozeado] Além disso As crianças generalizam automaticamente com base em traços elas não aprendem primeiro de uma base fonema por fonema

/z/ depois [+vozeado] Além disso As crianças generalizam automaticamente com base em traços elas não aprendem primeiro de uma base fonema por fonema Fonética e Fonologia 24.900: Introdução à Linguagem anotações das aulas: semana de 04 de Março de 2002 Conjunto de Problemas # 4: Para Segunda-feira, 11/03/02 Apostila sobre o principal para a identificação

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE LÍNGUA PORTUGUESA

PLANEJAMENTO ANUAL DE LÍNGUA PORTUGUESA COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE LÍNGUA PORTUGUESA ANO: 6º anos PROFESSOR(A):

Leia mais

Literatura Portuguesa Idade Média e Classicismo Renascentista. 6 ECTS BA Semestre de inverno / 2º.ano

Literatura Portuguesa Idade Média e Classicismo Renascentista. 6 ECTS BA Semestre de inverno / 2º.ano Literatura Idade Média e Classicismo Renascentista 6 ECTS BA Semestre de inverno / 2º.ano história e da cultura de Portugal no período estudado, domínio da língua portuguesa A unidade curricular Literatura

Leia mais

Ação C 452 A_11_CEL Conhecimento Explícito da Língua da gramática à prática

Ação C 452 A_11_CEL Conhecimento Explícito da Língua da gramática à prática Ação C 452 A_11_CEL Conhecimento Explícito da Língua da gramática à prática Formador: Manuel Vieira Trabalho individual da formanda: M. Isabel Lopes de Aguiar C. Alas - Processos de Formação de Palavras

Leia mais