Direito Civil. Sucessão em Geral. Professora Alessandra Vieira.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direito Civil. Sucessão em Geral. Professora Alessandra Vieira."

Transcrição

1 Direito Civil Sucessão em Geral Professora Alessandra Vieira

2

3 Direito Aula Civil XX DO DIREITO SUCESSÓRIO Considerações Gerais: A abertura da sucessão se dá no exato instante da morte de alguém, ou seja, com a morte de uma pessoa, há a transmissão imediata do seu patrimônio aos seus herdeiros 1. É o que determina o art do CC, ao dispor que: Aberta a sucessão, a herança transmite-se, desde logo, aos herdeiros, legítimos e testamentários. É importante referir que a sucessão abre-se no lugar do último domicílio do falecido (art.1785 do CC 2 ) e regula a sucessão e a legitimação para suceder a lei vigente ao tempo da abertura daquela (art do CC 3 ). A sucessão dá-se por lei ou por disposição de última vontade (art.1786 do CC). A sucessão que decorre da lei é chamada de sucessão legítima e a que decorre de disposição de última vontade é a chamada sucessão testamentária. Se a pessoa falecer sem deixar testamento, a herança irá então transmitir-se aos seus herdeiros legítimos, expressamente previstos em lei, seguindo uma ordem de vocação hereditária (art.1829 do CC); o mesmo ocorrerá quanto aos bens que não forem compreendidos no testamento; e subsiste a sucessão legítima se o testamento caducar, ou for julgado nulo (art.1788 do CC). É importante referir que no caso da pessoa que deseja celebrar um testamento, se a mesma possuir herdeiros necessários (são herdeiros necessários os descendentes, os ascendentes e o cônjuge: art do CC), a pessoa só poderá dispor da metade da herança (art do CC). Assim, como dispõe o Código Civil em seu art. 1846, pertence aos herdeiros necessários, de pleno direito, a metade dos bens da herança, constituindo a legítima. Caso não existam herdeiros necessários, a liberdade no testamento será total, ou seja, poderá a pessoa dispor de todo o seu patrimônio, inclusive afastando da sucessão os herdeiros colaterais (art do CC). 1 Segundo Eduardo de Oliveira Leite: A idéia de que a posse dos bens se transmite, imediatamente, aos herdeiros, desde a abertura da sucessão configura o princípio da saisine, do direito francês (o morto transmite ao sucessor o domínio e a posse da herança le mort saisit le vif ). LEITE, Eduardo de Oliveira. Direito Civil Aplicado: Direito das Sucessões, Vol.VI. São Paulo: RT, 2004, pág Ver art. 96 do CPC. 3 Conforme Francisco José Cahali e Giselda Maria Fernandes Hironaka: A qualidade de herdeiro, e mesmo a extensão de seus direitos, é aferida de acordo com a legislação vigente na data do falecimento, com relevantes conseqüências jurídicas em razão de modificações já introduzidas no direito sucessório pela Constituição Federal e pelas leis relacionadas à união estável, e de alterações constantes do Código Civil de 2002, quanto à ordem de vocação hereditária....cahali, Francisco José. Direito das Sucessões/ Francisco José Cahali, Giselda Maria Fernandes Novaes Hironaka. 3 ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2007, pág

4 É de se ter presente que não pode ser objeto de contrato a herança de pessoa viva (art. 426 do CC). Entretanto, o direito à sucessão aberta, bem como o quinhão de que disponha o co-herdeiro, pode ser objeto de cessão por escritura pública (art.1793 do CC). A herança é considerada um bem imóvel (art.80, II do CC), portanto, exige-se escritura pública e outorga uxória, para a validade da cessão. A herança até a partilha é um todo indivisível, ou seja, até que ocorra a partilha, os herdeiros se comportarão em relação a ela, em um sistema de condomínio (art do CC). Também é importante referir que a herança compreende o patrimônio do de cujus como um todo, ou seja, importa na transmissão dos créditos, mas também dos débitos. Todavia, os herdeiros, conforme dispõe o art do CC, não respondem por encargos superiores às forças da herança. Direito das Sucessões (Artigos do Código Civil) Art Aberta a sucessão, a herança transmite-se, desde logo, aos herdeiros legítimos e testamentários. Art A sucessão abre-se no lugar do último domicílio do falecido. Art A sucessão dá-se por lei ou por disposição de última vontade. Art Regula a sucessão e a legitimação para suceder a lei vigente ao tempo da abertura daquela. Art Morrendo a pessoa sem testamento, transmite a herança aos herdeiros legítimos; o mesmo ocorrerá quanto aos bens que não forem compreendidos no testamento; e subsiste a sucessão legítima se o testamento caducar, ou for julgado nulo. Art Havendo herdeiros necessários, o testador só poderá dispor da metade da herança. Art A companheira ou o companheiro participará da sucessão do outro, quanto aos bens adquiridos onerosamente na vigência da união estável, nas condições seguintes: I se concorrer com filhos comuns, terá direito a uma quota equivalente à que por lei for atribuída ao filho; II se concorrer com descendentes só do autor da herança, tocar-lhe-á a metade do que couber a cada um daqueles; III se concorrer com outros parentes sucessíveis, terá direito a um terço da herança; IV não havendo parentes sucessíveis, terá direito à totalidade da herança. 4

5 Direito Civil Sucessão Geral Profª Alessandra Vieira Da Sucessão Legítima 1. Conceito: A sucessão legítima ou ab intestato, é a que se opera por força de lei e ocorre quando o de cujus tem herdeiros necessários que fazem jus a recolher a cota parte indisponível (legítima) da herança. Também se dá esta modalidade de sucessão quando o de cujus (morto) falece sem deixar testamento ou quando seu testamento caducou ou foi julgado ineficaz. Assim, a lei convoca pessoas da família do finado, de acordo com a ordem nela fixada, denominada ordem de vocação hereditária, para receberem a herança. 2. Ordem de Vocação Hereditária: A ordem de vocação hereditária é a relação preferencial, estabelecida pela lei, das pessoas que são chamadas a suceder o finado. O legislador, nessa relação de pessoas, as divide em várias classes. Com efeito, dispõe o art do CC: Art do CC: A sucessão legítima defere-se na ordem seguinte: I aos descendentes, em concorrência com o cônjuge sobrevivente, salvo se casado este com o falecido no regime da comunhão universal, ou no da separação obrigatória de bens (art. 1649, parágrafo único); ou se, no regime da comunhão parcial, o autor da herança não houver deixado bens particulares; II aos ascendentes, em concorrência com o cônjuge; III ao cônjuge sobrevivente; IV aos colaterais. IMPORTANTE: Os herdeiros mais próximos excluem os mais remotos (salvo a hipótese de representação). Assim, por exemplo, se o de cujus, que não tem cônjuge, deixa descendentes e ascendentes, os primeiros herdam tudo e os últimos nada, pois a existência de herdeiros da classe dos descendentes exclui da sucessão os herdeiros da classe ascendente. Deixando ascendentes e colaterais, aquele herda o patrimônio inteiro e estes nada recebem. Se o cônjuge concorre com colaterais, o primeiro recebe todo o patrimônio e os últimos nada. É importante mencionar que os herdeiros legítimos dividem-se em necessários e facultativos. Necessários: Os herdeiros necessários são: (descendentes, ascendentes, sem limitação de grau e cônjuge sobrevivente concorrendo com as duas categorias). São os parentes que tem direito a uma cota-parte da qual não podem ser privados. A parte que lhes é reservada chama-se legítima (constitui-se em metade dos bens do falecido). A existência de herdeiros legítimos necessários impede a disposição testamentária dos bens constitutivos da legítima (art.1846 do CC). 5

6 Facultativos: Os herdeiros facultativos são os herdeiros que podem vir a herdar, quando faltarem herdeiros necessários. Por isso, diz-se facultativo. Se o de cujus falecer sem deixar herdeiros necessários e sem testamento, os facultativos são chamados a suceder sucessivamente. Para excluí-los da sucessão basta que o testador disponha dos bens, sem os contemplar (art do CC). 3. Da Sucessão do Descendente: Aberta a sucessão legítima, são chamados, em primeiro lugar, os descendentes. Se o falecido era casado, o cônjuge concorre com os descendentes. A sucessão dos descendentes ocorre por cabeça (quando os herdeiros se encontram no mesmo grau de parentesco do de cujus) ou por estirpe (quando há herdeiros de graus diferentes). Assim, se o de cujus deixou três filhos, herdam todos por cabeça e a herança se divide em três partes iguais. Se o de cujus só deixou netos, porque todos os filhos já faleceram, herdam todos os netos, igualmente, por cabeça, pois se encontram no mesmo grau. Mas, se à herança concorrerem descendentes de graus diferentes, a sucessão se processa por estirpe. Assim, se o de cujus tinha dois filhos vivos (B e C) e dois netos (X e Y) de um filho prémorto (A), a herança se divide em três partes referentes às duas estirpes: uma estirpe dos filhos vivos (B e C) e uma estirpe dos netos (X e Y), filhos do filho pré-morto. Logo, os netos do de cujus poderão receber quinhão maior ou menor na sucessão do avô, conforme herdem por direito próprio (por cabeça) ou por representação (por estirpe). 6

Direito Civil Prof. Conrado Paulino Rosa

Direito Civil Prof. Conrado Paulino Rosa DIREITO DE REPRESENTAÇÃO 1. Direito de representação: Por direito próprio: o Herdeiros descendentes recebem de forma direta, sucedendo por cabeça ou por direito próprio, sem nenhuma representação entre

Leia mais

Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período

Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período Toda a sucessão legítima observará uma ordem de vocação hereditária que, no Código Civil, está prevista no artigo 1.829. Art. 1.829.

Leia mais

Direito Civil. Direito das Sucessões. Prof. Marcio Pereira

Direito Civil. Direito das Sucessões. Prof. Marcio Pereira Direito Civil Direito das Sucessões Prof. Marcio Pereira Sucessões (art. 1.784 do CC) É a transmissão de bens, direitos e obrigações de uma pessoa para outra que se dá em razão de sua morte. Aberta a successão,

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES

DIREITO DAS SUCESSÕES 1) (OAB/PR 28/08/2004) Assinale a alternativa correta, tomando em consideração as afirmativas a seguir: I Na sucessão dos conviventes (união estável), o companheiro sobrevivente que concorrer na herança

Leia mais

Professora Alessandra Vieira

Professora Alessandra Vieira Sucessão Legítima Conceito: A sucessão legítima ou ab intestato, é a que se opera por força de lei e ocorre quando o de cujus tem herdeiros necessários que, de pleno direito, fazem jus a recolher a cota

Leia mais

OAB XXI EXAME DE ORDEM 1ª FASE Direito Civil Aula 05 Luciano Figueiredo Sucessões Teoria Geral

OAB XXI EXAME DE ORDEM 1ª FASE Direito Civil Aula 05 Luciano Figueiredo Sucessões Teoria Geral Sucessões Teoria Geral Material para o Curso de Primeira Fase da OAB. Elaboração: Luciano L. Figueiredo 1. 1. Conceitos de Sucessão e Conceitos Importantes - Sucessor x Herdeiro x Legatário 2. Sistema

Leia mais

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva Direito Civil VI - Sucessões Prof. Marcos Alves da Silva SUCESSÃO DO CÔNJUGE Herdeiro necessário e concorrente ( concorrente, conforme o regime de bens) Os regimes de matrimoniais de bens e suas implicações

Leia mais

Premissas para Reforma do Código Civil Sucessão Legítima

Premissas para Reforma do Código Civil Sucessão Legítima Premissas para Reforma do Código Civil Sucessão Legítima Ibdfam, agosto de 2012. José Fernando Simão Reformar? Reformar ou não reformar eis a questão? Mario Delgado: é papel do jurista atuar como construtor

Leia mais

DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos

DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos Direito Matrimonial o Conceito: o Natureza jurídica do casamento: o Finalidades do casamento: o Princípios do casamento: o Esponsais

Leia mais

SEPARAÇÃO E SUCESSÃO NO CASAMENTO E NA UNIÃO ESTÁVEL. Aspectos Relevantes

SEPARAÇÃO E SUCESSÃO NO CASAMENTO E NA UNIÃO ESTÁVEL. Aspectos Relevantes SEPARAÇÃO E SUCESSÃO NO CASAMENTO E NA UNIÃO ESTÁVEL Aspectos Relevantes 1 2 Introdução O presente trabalho não tem o intuito de exaurir o tema, haja vista sua extensão e as particularidades de cada caso,

Leia mais

Inovações e desacertos no novo Direito Sucessório

Inovações e desacertos no novo Direito Sucessório Inovações e desacertos no novo Direito Sucessório Giselda Maria Fernandes Novaes Hironaka Doutora e Livre Docente em Direito pela Faculdade de Direito da USP Professora Associada ao Departamento de Direito

Leia mais

Sucessão do(a) companheiro(a). Art , CC

Sucessão do(a) companheiro(a). Art , CC Sucessão do(a) companheiro(a). Art. 1.790, CC Sucessão do companheiro(a): CAHALI: A inclusão do direito sucessório decorrente da união estável de forma desconexa, incompleta, como promovida pelo Código

Leia mais

Caderno de apoio Master MASTER /// JURIS

Caderno de apoio Master MASTER /// JURIS Turma e Ano: Master A (2015) Matéria/Aula: Direito Civil Família e Sucessões Aula 22 Data: 01.07.2015 Professor: Andréa Amin Conteúdo: Capacidade para testar; Limitações; Testamento: natureza, características,

Leia mais

CARTILHA INFORMATIVA SOBRE:

CARTILHA INFORMATIVA SOBRE: CARTILHA INFORMATIVA SOBRE: As consequências patrimoniais dos principais regimes de bens quando da morte de um dos cônjuges. Material produzido por Felipe Pereira Maciel, advogado inscrito na OAB/RJ sob

Leia mais

OAB 139º - 1ª Fase Regular Modulo II Disciplina: Direito Civil Professor João Aguirre Data: 24/07/2009

OAB 139º - 1ª Fase Regular Modulo II Disciplina: Direito Civil Professor João Aguirre Data: 24/07/2009 TEMAS ABORDADOS EM AULA 9ª Aula: Sucessão SUCESSÃO 1. Tipos 1.1. Sucessão Legítima: surgiu pela lei (legislador deu a lei) 1.2. Sucessão Testamentária: Surgiu o testamento Em regra vale a legítima quando

Leia mais

DIREITO CIVIL MARATONA OAB SUPER REVISÃO PARA O XX EXAME DE ORDEM PROFESSORA RAQUEL BUENO DIREITO CIVIL

DIREITO CIVIL MARATONA OAB SUPER REVISÃO PARA O XX EXAME DE ORDEM PROFESSORA RAQUEL BUENO DIREITO CIVIL DIREITO CIVIL MARATONA OAB SUPER REVISÃO PARA O XX EXAME DE ORDEM PROFESSORA RAQUEL BUENO DIREITO CIVIL 1 2 O DIÁRIO DE LAURA LEDA E ADÃO LANCE ALIMENTOS GRAVÍDICOS LEI 11.804/2008 LAURINHA REGISTRO CIVIL

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES DIREITO DAS SUCESSÕES. Prof. EDUARDO DOMINGUES

DIREITO DAS SUCESSÕES DIREITO DAS SUCESSÕES. Prof. EDUARDO DOMINGUES DIREITO DAS SUCESSÕES Prof. EDUARDO DOMINGUES eduardo.adv@domingues.fm Advogado Professor Universitário (UNIRIO, FACHA) Mestre e Doutor em Direito da Cidade - UERJ DIREITO DAS SUCESSÕES I. SUCESSÃO EM

Leia mais

Direito das Sucessões

Direito das Sucessões Direito das Sucessões OBJETIVO Conhecer o instituto da herança e da vocação hereditária. ROTEIRO! Da herança! Ordem de vocação hereditária! Quem pode suceder! Quem não pode suceder! Da aceitação e renúncia

Leia mais

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva Direito Civil VI - Sucessões Prof. Marcos Alves da Silva Direito das Sucessões Sucessão: alteração de titulares em uma dada relação jurídica Sucessão (sentido estrito): causa mortis A sucessão engloba

Leia mais

Caderno de apoio Master MASTER /// JURIS

Caderno de apoio Master MASTER /// JURIS Turma e Ano: Master A (2015) Matéria/Aula: Direito Civil Família e Sucessões Aula 18 Data: 18.06.2015 Professor: Andréa Amin Conteúdo: Sucessão (introdução); Espécies de sucessão; Lei aplicável; Saisine

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES. (DA SUCESSÃO EM ESPÉCIE - Legítima e Legitimária) TÍTULO II Da sucessão legítima CAPÍTULO I Disposições gerais

DIREITO DAS SUCESSÕES. (DA SUCESSÃO EM ESPÉCIE - Legítima e Legitimária) TÍTULO II Da sucessão legítima CAPÍTULO I Disposições gerais DIREITO DAS SUCESSÕES (DA SUCESSÃO EM ESPÉCIE - Legítima e Legitimária) Profa. Dra. Zamira de Assis TÍTULO II Da sucessão legítima CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 2131.º (Abertura da sucessão legítima)

Leia mais

O DIREITO DAS Sucessões na Contemporaneidade. http://patriciafontanella.adv.br

O DIREITO DAS Sucessões na Contemporaneidade. http://patriciafontanella.adv.br O DIREITO DAS Sucessões na Contemporaneidade http://patriciafontanella.adv.br Viés Constitucional Assento constitucional (art. 5º XXX, CF/88). Mudança dos poderes individuais da propriedade, trazendo a

Leia mais

2'LUHLWRGDV6XFHVV}HVQRQRYR&yGLJR&LYLO

2'LUHLWRGDV6XFHVV}HVQRQRYR&yGLJR&LYLO 2'LUHLWRGDV6XFHVV}HVQRQRYR&yGLJR&LYLO 5LFDUGR$XJXVWRGH2;DYLHU$UDXMR advogado em Santa Catarina, coordenador de serviços administrativos, presidente do Conselho de Contribuintes do Município de Timbó (SC)

Leia mais

HERDEIROS, LEGATÁRIOS E CÔNJUGE

HERDEIROS, LEGATÁRIOS E CÔNJUGE HERDEIROS, LEGATÁRIOS E CÔNJUGE Luiz Alberto Rossi (*) SUMÁRIO DISTINÇÃO ENTRE HERDEIROS E LEGATÁRIOS. SAISINE. CÔNJUGE: HERDEIRO NECESSÁRIO. QUINHÃO DO CÔNJUGE. TIPOS DE CONCORRÊNCIA. BENS PARTICULARES.

Leia mais

Direito das Sucessões Parte I. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Direito das Sucessões Parte I. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Direito das Sucessões Parte I Sucessão - Etimologia Sucessão Successio, de succedere. Relação de ordem, de continuidade. Uma sequência de fato e de coisas. O que vem em certa ordem ou em certo tempo. Sucessão

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O companheiro como herdeiro legítimo no Código Civil de 2002 Rogério Dell Isola Cancio da Cruz * O Código Civil de 2002 tratou da sucessão do companheiro no direito brasileiro de

Leia mais

PONTO 1: Sucessões. SUCESSÃO TESTAMENTÁRIA art. 1845 do CC. A dispensa tem que ser no ato da liberalidade ou no testamento.

PONTO 1: Sucessões. SUCESSÃO TESTAMENTÁRIA art. 1845 do CC. A dispensa tem que ser no ato da liberalidade ou no testamento. 1 DIREITO CIVIL DIREITO CIVIL PONTO 1: Sucessões SUCESSÃO LEGÍTIMA SUCESSÃO TESTAMENTÁRIA art. 1845 do CC. A dispensa tem que ser no ato da liberalidade ou no testamento. Colação não significa devolução

Leia mais

Direito das Sucessões

Direito das Sucessões Direito das Sucessões OBJETIVO Compreender as consequências da ordem de vocação hereditária. ROTEIRO! Da ordem de vocação hereditária! Ordem de vocação hereditária no Código de 1916! Nova ordem de vocação

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009 Altera a Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 Código Civil, a Lei nº 5.869, de 11 de janeiro de 1973 Código de Processo Civil, e revoga as Leis nº 8.971, de 29 de

Leia mais

Núcleo de Pesquisa e Extensão do Curso de Direito NUPEDIR VIII MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MIC) 20 de novembro de 2015

Núcleo de Pesquisa e Extensão do Curso de Direito NUPEDIR VIII MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MIC) 20 de novembro de 2015 SUCESSÃO DO CÔNJUGE E DO COMPANHEIRO SOBREVIVENTE: BREVE ANÁLISE DAS DIFERENÇAS SUCESSÓRIAS Laura Novak de Souza 1 Liana Maria Feix Suski 2 SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO. 2 DA VOCAÇÃO HEREDITÁRIA DO CÔNJUGE SOBREVIVENTE.

Leia mais

CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD. DISCIPLINA: Direito Civil. PROFESSORES: Reyvani Jabour

CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD. DISCIPLINA: Direito Civil. PROFESSORES: Reyvani Jabour CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD DISCIPLINA: Direito Civil PROFESSORES: Reyvani Jabour Nome: Nº de Identidade: Reescreva a frase: Atesto para os devidos fins

Leia mais

Processos de Regularização de Imóveis

Processos de Regularização de Imóveis Processos de Regularização de Imóveis Prof. Weliton Martins Rodrigues ensinar@me.com www.vivadireito.net 5 5.1. Copyright 2013. Todos os direitos reservados. 1 2 A aquisição da propriedade é forma pela

Leia mais

DIREITO CIVIL EXERCÍCIOS SUCESSÕES DISCURSIVAS:

DIREITO CIVIL EXERCÍCIOS SUCESSÕES DISCURSIVAS: DIREITO CIVIL EXERCÍCIOS SUCESSÕES DISCURSIVAS: 1. Capacidade para suceder é a aptidão da pessoa para receber os bens deixados pelo de cujus no tempo da abertura da sucessão. Considerando tal afirmação

Leia mais

Sucessão dos ascendentes Sucessão do cônjuge Sucessão dos colaterais

Sucessão dos ascendentes Sucessão do cônjuge Sucessão dos colaterais Sucessão dos ascendentes Sucessão do cônjuge Sucessão dos colaterais Da sucessão dos ascendentes Herdam somente se não houver descendente. São herdeiros necessários: 1.845, CC. Chamadosasucederpordireitopróprioeemsegundo

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES

DIREITO DAS SUCESSÕES Direito Civil Aula 3 Delegado Civil Sandro Gaspar Amaral DIREITO DAS SUCESSÕES PRINCÍPIO DE SAISINE (art. 1784, CC): transmissão da propriedade e da posse no exato momento da morte. NORMA VIGENTE (art.

Leia mais

Na comunhão parcial, cônjuge só tem direito aos bens adquiridos antes do casamento

Na comunhão parcial, cônjuge só tem direito aos bens adquiridos antes do casamento Curso de Direito - Parte Especial - Livro IV - Do Direito de Família - Prof. Ovídio Mendes - Fundação Santo André 1 / 8 DO REGIME DE COMUNHÃO PARCIAL P A R T E E S P E C I A L LIVRO IV DO DIREITO DE FAMÍLIA

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Os direitos dos companheiros na união estável. Sandra Ressel * A União estável é um instituto que consiste na união respeitável, a convivência contínua, duradoura e pública, entre

Leia mais

CONCORRÊNCIA DO CÔNJUGE SOBREVIVENTE COM OS DESCENDENTES (ARTIGO 1829, INCISO I DO CÓDIGO CIVIL)

CONCORRÊNCIA DO CÔNJUGE SOBREVIVENTE COM OS DESCENDENTES (ARTIGO 1829, INCISO I DO CÓDIGO CIVIL) CONCORRÊNCIA DO CÔNJUGE SOBREVIVENTE COM OS DESCENDENTES (ARTIGO 1829, INCISO I DO CÓDIGO CIVIL) Edemir de FRANÇA 1 Rômulo Salles LIPKA 2 Waldir aparecido de MORAIS 3 Christina Gouvêa Pereira MENDINA 4

Leia mais

DIREITO FAMÍLIA SUCESSÃO PRINCÍPIOS ORIENTADORES

DIREITO FAMÍLIA SUCESSÃO PRINCÍPIOS ORIENTADORES DIREITO FAMÍLIA SUCESSÃO DE DIREITO FAMÍLIA PONTO 1: SUCESSÃO PONTO 2: PRINCÍPIOS ORIENTADORES; SUCESSÃO LEGÍTIMA E TESTAMENTÁRIA, EXCLUSÃO DOS HERDEIROS; PONTO 3: ESPÉCIES DE HERDEIROS, CESSÃO DE DIREITOS;

Leia mais

Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período

Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período Toda a sucessão legítima observará uma ordem de vocação hereditária que, no Código Civil, está prevista no artigo 1.829. Art. 1.829.

Leia mais

CIVIL V 2 BIMESTRE PROF. RODRIGO GAGO FREITAS

CIVIL V 2 BIMESTRE PROF. RODRIGO GAGO FREITAS CIVIL V 2 BIMESTRE PROF. RODRIGO GAGO FREITAS Provas Normais e a ultima vale 5,0, pois terá a divisão com seminários. 1 - dissertativa. Caso prático, alguém morreu, o outro renuncia à herança e bla bla.

Leia mais

2ª Fase OAB/FGV Direito Civil

2ª Fase OAB/FGV Direito Civil 2ª Fase OAB/FGV Direito Civil Professor Fabio Alves fabio@ferreiraecamposadv.com DIREITO DAS SUCESSÕES PRINCÍPIO DA SAISINE ART. 1784 RESERVA DE LEGITIMA Art. 1.789. Havendo herdeiros necessários, o testador

Leia mais

CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN

CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN RODRIGO TOSCANO DE BRITO Doutor e Mestre em Direito Civil pela PUC-SP. Professor de Direito Civil da UFPB e da Escola da Magistratura.

Leia mais

da CAPACIDADE PARA SUCEDER, aceitação, renúncia e os excluídos da sucessão

da CAPACIDADE PARA SUCEDER, aceitação, renúncia e os excluídos da sucessão da CAPACIDADE PARA SUCEDER, aceitação, renúncia e os excluídos da sucessão DA CAPACIDADE PARA SUCEDER Capacidade para suceder na sucessão legítima (art. 1798). O problema dos embriões crioconservados.

Leia mais

Sucessão que segue as regras da lei quando: DIREITO DAS SUCESSÕES

Sucessão que segue as regras da lei quando: DIREITO DAS SUCESSÕES DIREITO DAS SUCESSÕES I. SUCESSÃO EM GERAL II. III. IV. SUCESSÃO LEGÍTIMA SUCESSÃO TESTAMENTÁRIA INVENTÁRIO E PARTILHA SUCESSÃO LEGÍTIMA 1. Conceito 2. Parentesco 3. Sucessão por direito próprio e por

Leia mais

Problemática da equiparação do Casamento com a União Estável para fins sucessórios

Problemática da equiparação do Casamento com a União Estável para fins sucessórios Problemática da equiparação do Casamento com a União Estável para fins sucessórios Por André Muszkat e Maria Letícia Amorim* Casamento e união estável são dois institutos jurídicos distintos, apesar de

Leia mais

Noções Introdutórias Abertura da Sucessão. Transmissão da Herança. Aceitação e Renúncia da Herança. Cessão da Herança

Noções Introdutórias Abertura da Sucessão. Transmissão da Herança. Aceitação e Renúncia da Herança. Cessão da Herança Sumário 1. Noções Introdutórias 1.1 Sucessão. Compreensão do Vocábulo. O Direito das Sucessões 1.2 Direito das Sucessões no Direito Romano 1.3 Ideia Central do Direito das Sucessões 1.4 Noção de Herança

Leia mais

Direito das Sucessões Parte II. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Direito das Sucessões Parte II. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Direito das Sucessões Parte II Abertura da Sucessão Momento da morte do de cujus, devidamente comprovada. Com a abertura da sucessão os herdeiros, legítimos ou testamentários, adquirem, de imediato, a

Leia mais

Com a edição da Lei nº de , o cônjuge passou a ocupar lugar de destaque sendo-lhe atribuída a qualidade de herdeiro necessário.

Com a edição da Lei nº de , o cônjuge passou a ocupar lugar de destaque sendo-lhe atribuída a qualidade de herdeiro necessário. INTRODUÇÃO Com a edição da Lei nº. 10.406 de 10-01-2002, o cônjuge passou a ocupar lugar de destaque sendo-lhe atribuída a qualidade de herdeiro necessário. Além disto, o Código trouxe para nosso direito

Leia mais

É a primeira classe a herdar. Não há limitação de grau para herdar. Regra do grau mais próximo exclui o mais remoto (art. 1833, CC) Filho 1 Filho 2

É a primeira classe a herdar. Não há limitação de grau para herdar. Regra do grau mais próximo exclui o mais remoto (art. 1833, CC) Filho 1 Filho 2 Sucessão dos Descendentes (art. 1833, CC) É a primeira classe a herdar. Não há limitação de grau para herdar. Regra do grau mais próximo exclui o mais remoto (art. 1833, CC) Filho 1 Filho 2 Neto 1 Neto

Leia mais

Gabinete do Presidente DESPACHO N 013

Gabinete do Presidente DESPACHO N 013 Gabinete do Presidente DESPACHO N 013 _.,.---~._--' I. A. B. -- ----'1 PROTOCOL0 N.e/~_ ""'---. Trata-se de matéria relevante, razão pela qual converto em Indicação sobre o tema "Modificação e acréscimo

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS COLEGIADO DE DIREITO

FACULDADE PITÁGORAS COLEGIADO DE DIREITO FACULDADE PITÁGORAS COLEGIADO DE DIREITO DIREITO CIVIL TEIXEIRA DE FREITAS, 09 DE ABRIL DE 2012. 1 FACULDADE PITAGORAS COLEGIADO DE DIREITO ELAN FABIANA S. FREITAS NATALIA BRANDÃO PIRES THAIANE DAVID AMARAL

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES 2.º Ano Turma A (Dia) Exame de Recurso Professor Doutor Luís Menezes Leitão 21 de julho de 2015 Duração da prova: 90 minutos

DIREITO DAS SUCESSÕES 2.º Ano Turma A (Dia) Exame de Recurso Professor Doutor Luís Menezes Leitão 21 de julho de 2015 Duração da prova: 90 minutos DIREITO DAS SUCESSÕES 2.º Ano Turma A (Dia) Exame de Recurso Professor Doutor Luís Menezes Leitão 21 de julho de 2015 Duração da prova: 90 minutos GRELHA DE CORREÇÃO A morte de A desencadeia a abertura

Leia mais

Sumário. Palavras Prévias 2ª edição (à guisa de apresentação) Apresentação Prefácio... 27

Sumário. Palavras Prévias 2ª edição (à guisa de apresentação) Apresentação Prefácio... 27 Sumário Palavras Prévias 2ª edição (à guisa de apresentação)... 19 Apresentação... 25 Prefácio... 27 Capítulo I Introdução ao direito das sucessões... 29 1. A sucessão enquanto fenômeno jurídico... 30

Leia mais

Conteúdo Programático Aula nº 3 DA SUCESSÃO EM GERAL

Conteúdo Programático Aula nº 3 DA SUCESSÃO EM GERAL Conteúdo Programático Aula nº 3 DA SUCESSÃO EM GERAL 1. Acepção jurídica de sucessão Juridicamente o termo sucessão indica o fato de uma pessoa inserir-se na titularidade de uma relação jurídica que lhe

Leia mais

Direitos das Sucessões

Direitos das Sucessões Há 4 títulos do capítulo das sucessões: Sucessões em geral: aplicada a qualquer hipótese; Sucessão Legítima: prevista em lei; Sucessão testamentária: disposições de vontade; Inventário e partilha: regras

Leia mais

FACULDADE DE PARÁ DE MINAS Curso de Direito. César Augusto Chagas A CONCORRÊNCIA SUCESSÓRIA DO COMPANHEIRO (A) COM OS PARENTES COLATERAIS

FACULDADE DE PARÁ DE MINAS Curso de Direito. César Augusto Chagas A CONCORRÊNCIA SUCESSÓRIA DO COMPANHEIRO (A) COM OS PARENTES COLATERAIS FACULDADE DE PARÁ DE MINAS Curso de Direito César Augusto Chagas A CONCORRÊNCIA SUCESSÓRIA DO COMPANHEIRO (A) COM OS PARENTES COLATERAIS Pará de Minas 2016 César Augusto Chagas A CONCORRÊNCIA SUCESSÓRIA

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: DIREITO DAS SUCESSÕES (CÓD.: ENEX 60141) ETAPA: 8ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PLANO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Unidade Acadêmica: Unidade Acadêmica Especial de Letras, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas da Regional Jataí. Curso: Direito Disciplina: Direito das Sucessões Carga

Leia mais

A SUCESSÃO DO CÔNJUGE SOBREVIVENTE EM CONCORRÊNCIA COM OS DESCENDENTES OCORRENDO A HIBRIDEZ FAMILIAR RESUMO

A SUCESSÃO DO CÔNJUGE SOBREVIVENTE EM CONCORRÊNCIA COM OS DESCENDENTES OCORRENDO A HIBRIDEZ FAMILIAR RESUMO A SUCESSÃO DO CÔNJUGE SOBREVIVENTE EM CONCORRÊNCIA COM OS DESCENDENTES OCORRENDO A HIBRIDEZ FAMILIAR Rodrigo Schenckel da Silva 1 Rachel Marques da Silva 2 RESUMO Com a entrada em vigor do Código Civil

Leia mais

Caderno Eletrônico de Exercícos Direito das Sucessões

Caderno Eletrônico de Exercícos Direito das Sucessões 1) Que é herança jacente: a) Herança que não existe herdeiros, salvo o estado b) Herança que tem que ser dividida entre os pais e cônjuge c) Herança que tem que ser dividida entre irmãos d) Herança deixada

Leia mais

DIREITO CIVIL VI Direito das Sucessões

DIREITO CIVIL VI Direito das Sucessões DIREITO CIVIL VI Direito das Sucessões O conhecimento quando compartilhado é muito melhor, pois, todos são beneficiados com novas formas de enxergar o mundo Paulo Henrique 2015 1 DIREITO CIVIL 6 Conteúdo

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DIREITO CIVIL VIII DIREITO DAS SUCESSÕES QUADROS ESQUEMÁTICOS MARCOS ALVES DE ANDRADE BARBACENA JULHO DE 2007 Direito

Leia mais

SUCESSÃO DO CÔNJUGE E DO COMPANHEIRO NO NOVO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO

SUCESSÃO DO CÔNJUGE E DO COMPANHEIRO NO NOVO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO SUCESSÃO DO CÔNJUGE E DO COMPANHEIRO NO NOVO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO Inon Sousa Nascimento Tiago Paixão da Silva Dourado 1. Sumário: 1 Introdução; 2 O Direito Sucessório; 2.1 Conceito; 2.2 Histórico; 2.3

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO 2. EMENTA 3. OBJETIVOS 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. IDENTIFICAÇÃO 2. EMENTA 3. OBJETIVOS 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-39 PERÍODO: 8º CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO CIVIL VI CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA Direito das

Leia mais

A SUCESSÃO DECORRENTE DA UNIÃO ESTÁVEL E SEU ARCAÍCO E INCONSTITUCIONAL PROCESSO SUCESSÓRIO

A SUCESSÃO DECORRENTE DA UNIÃO ESTÁVEL E SEU ARCAÍCO E INCONSTITUCIONAL PROCESSO SUCESSÓRIO 139 REVISTA FACTHUS JURÍDICA 1(1):139-156 (2016) A SUCESSÃO DECORRENTE DA UNIÃO ESTÁVEL E SEU ARCAÍCO E INCONSTITUCIONAL PROCESSO SUCESSÓRIO Succession Arising Out of Common-law Marriage and its Archaic

Leia mais

SUCESSÃO LEGÍTIMA. SUCESSÃO TESTAMENTÁRIA Validade do testamento; Liberdade de testar; TRANSMISSÃO DA HERANÇA LEGADOS E FIDEICOMISSOS

SUCESSÃO LEGÍTIMA. SUCESSÃO TESTAMENTÁRIA Validade do testamento; Liberdade de testar; TRANSMISSÃO DA HERANÇA LEGADOS E FIDEICOMISSOS SUCESSÃO LEGÍTIMA SUCESSÃO TESTAMENTÁRIA Validade do testamento; Liberdade de testar; TRANSMISSÃO DA HERANÇA LEGADOS E FIDEICOMISSOS Significado do vocábulo SUCESSÃO Sentido objetivo Conjunto de bens deixados

Leia mais

DOS SONEGADOS DA GARANTIA DOS QUINHÕES HEREDITÁRIOS. Da garantia dos quinhões hereditários. Dos sonegados 27/10/2016

DOS SONEGADOS DA GARANTIA DOS QUINHÕES HEREDITÁRIOS. Da garantia dos quinhões hereditários. Dos sonegados 27/10/2016 DA GARANTIA DOS QUINHÕES HEREDITÁRIOS Da garantia dos quinhões hereditários Antes da partilha os herdeiros terão a indivisibilidade de seu direito sendo que, após a partilha, cada herdeiro será senhor

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: DIREITO CIVIL VI Código: 468 Pré-requisito: DIREITO CIVIL V Período Letivo: 2016.1 Professor: RONALDO

Leia mais

A sucessão dos companheiros no novo Código Civil

A sucessão dos companheiros no novo Código Civil A sucessão dos companheiros no novo Código Civil Daíze Golnária Garcia de Araújo 1, daizearaujo@ig.com.br 1. Pós-graduanda (especialização) em Direito Civil e Processual Civil na Faculdade de Minas (FAMINAS),

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES. (9) ACEITAÇÃO e REPÚDIO DA HERANÇA. Profa. Dra. Zamira de Assis. CHAMAMENTO (vocação) ABERTURA ACEITAÇÃO SOBREVIVÊNCIA REPÚDIO

DIREITO DAS SUCESSÕES. (9) ACEITAÇÃO e REPÚDIO DA HERANÇA. Profa. Dra. Zamira de Assis. CHAMAMENTO (vocação) ABERTURA ACEITAÇÃO SOBREVIVÊNCIA REPÚDIO DIREITO DAS SUCESSÕES (9) ACEITAÇÃO e REPÚDIO DA HERANÇA Profa. Dra. Zamira de Assis herança jacente ABERTURA DELAÇÃO DEVOLUÇÃO CHAMAMENTO (vocação) SOBREVIVÊNCIA REPÚDIO ACEITAÇÃO CAPACIDADE REPRESENTAÇÃO

Leia mais

SUCESSÃO HEREDITÁRIA. fases práticas do inventário e partilha

SUCESSÃO HEREDITÁRIA. fases práticas do inventário e partilha EDUARDO MACHADO ROCHA Juiz de Direito da Vara de Família e Sucessões da Comarca de Dourados (MS). Pós-graduado - Especialização em Direito Processual Civil. Professor de Direito Civil na Unigran - Universidade

Leia mais

DIREITO SUCESSÓRIO: DOS DIREITOS HEREDITÁRIOS DO CÔNJUGE

DIREITO SUCESSÓRIO: DOS DIREITOS HEREDITÁRIOS DO CÔNJUGE 162 Revista da Faculdade de Direito da UFRGS nº 31, 2013 DIREITO SUCESSÓRIO: DOS DIREITOS HEREDITÁRIOS DO CÔNJUGE Graciela Fernandes Thisen 1 I DO DIREITO SUCESSÓRIO O direito das sucessões surge na antiguidade

Leia mais

1. Princípios Orientadores: - a herança é uma universalidade de direito - indivisível até a partilha;

1. Princípios Orientadores: - a herança é uma universalidade de direito - indivisível até a partilha; 1 PONTO 1: Princípios Orientadores PONTO 2: Sucessão Legítima e Testamentária PONTO 3: Morte PONTO 4: Cessão e Direitos Hereditários PONTO 5: Exclusão da Herança PONTO 6: Herança Jacente e Vacante 1. Princípios

Leia mais

PONDERAÇÕES ELEMENTARES ACERCA DOS DIREITOS SUCESSÓRIOS DOS HERDEIROS DO CÔNJUGUE FALECIDO, NO ATUAL CÓDIGO CIVIL (DE 1916) E NO NOVO CÓDIGO CIVIL

PONDERAÇÕES ELEMENTARES ACERCA DOS DIREITOS SUCESSÓRIOS DOS HERDEIROS DO CÔNJUGUE FALECIDO, NO ATUAL CÓDIGO CIVIL (DE 1916) E NO NOVO CÓDIGO CIVIL PONDERAÇÕES ELEMENTARES ACERCA DOS DIREITOS SUCESSÓRIOS DOS HERDEIROS DO CÔNJUGUE FALECIDO, NO ATUAL CÓDIGO CIVIL (DE 1916) E NO NOVO CÓDIGO CIVIL Ilza Andrade Campos Silva * SUMÁRIO: 1. Considerações

Leia mais

SUCESSÃO DO CÔNJUGE NO NOVO CÓDIGO CIVIL

SUCESSÃO DO CÔNJUGE NO NOVO CÓDIGO CIVIL SUCESSÃO DO CÔNJUGE NO NOVO CÓDIGO CIVIL Zeno Veloso 1 No palco em que se desenrolam as relações jurídicas da sucessão legítima, um personagem ganhou papel de grande destaque, podendo-se afirmar que é

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES (4) DO DIREITO DE REPRESENTAÇÃO. CHAMAMENTO (vocação) ACEITAÇÃO REPÚDIO. Profa. Dra. Zamira de Assis. CAPACIDADE lato sensu

DIREITO DAS SUCESSÕES (4) DO DIREITO DE REPRESENTAÇÃO. CHAMAMENTO (vocação) ACEITAÇÃO REPÚDIO. Profa. Dra. Zamira de Assis. CAPACIDADE lato sensu DIREITO DAS SUCESSÕES (4) DO DIREITO DE REPRESENTAÇÃO Profa. Dra. Zamira de Assis herança jacente DEVOLUÇÃO CHAMAMENTO (vocação) Partilha ACEITAÇÃO REPÚDIO CAPACIDADE lato sensu (in) REPRESENTAÇÃO APTIDÃO

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES CONCEITO

DIREITO DAS SUCESSÕES CONCEITO DIREITO DAS SUCESSÕES CONCEITO Direito das sucessões é o conjunto de princípios e normas que regem a transferência da herança, ou do legado, ao herdeiro ou legatário, em razão da morte de alguém. O direito

Leia mais

OS DIREITOS SUCESSÓRIOS DO CÔNJUGE SUPÉRSTITE. Introdução

OS DIREITOS SUCESSÓRIOS DO CÔNJUGE SUPÉRSTITE. Introdução Alexandre de Oliveira Fistarol * Caroline Zattera ** Denise Frizzo Ribeiro *** Elisandra de Souza Moreira **** Gleici Carenhato ***** Odir Berlatto ****** OS DIREITOS SUCESSÓRIOS DO CÔNJUGE SUPÉRSTITE

Leia mais

Bacharelado em Direito. Direito Civil VI (Sucessões) Semestre: 7.º Carga Horária: 72 h 1. EMENTA

Bacharelado em Direito. Direito Civil VI (Sucessões) Semestre: 7.º Carga Horária: 72 h 1. EMENTA Curso: Disciplina: Bacharelado em Direito Direito Civil VI (Sucessões) Semestre: 7.º Carga Horária: 72 h 1. EMENTA Conceito e princípios do Direito das Sucessões. Sucessão em geral. Sucessão legítima.

Leia mais

LINHAS PRELIMINARES DA SUCESSÃO HEREDITÁRIA NO DIREITO BRASILEIRO

LINHAS PRELIMINARES DA SUCESSÃO HEREDITÁRIA NO DIREITO BRASILEIRO LINHAS PRELIMINARES DA SUCESSÃO HEREDITÁRIA NO DIREITO BRASILEIRO Fuad José Daud Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo- PUCSP; Especialista em Filosofia do Direito pela Universidade

Leia mais

Livro V Do Direito das Sucessões. Introdução: Mudança trazidas pelo CC/02 no direito civil nos campos: sucessões e família. Cônjuge Companheiro

Livro V Do Direito das Sucessões. Introdução: Mudança trazidas pelo CC/02 no direito civil nos campos: sucessões e família. Cônjuge Companheiro Livro V Do Direito das Sucessões Introdução: Mudança trazidas pelo CC/02 no direito civil nos campos: sucessões e família. Cônjuge Companheiro Sucessão substituição CAPÍTULO I Disposições Gerais Da Sucessão

Leia mais

DIREITO CIVIL DIREITO DAS SUCESSÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS

DIREITO CIVIL DIREITO DAS SUCESSÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS DIREITO CIVIL DIREITO DAS SUCESSÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Direito das Sucessões; Conceito; Formas de Sucessão; Abertura da Sucessão; Sucessão Universal e Singular; Da Capacidade para

Leia mais

OAB. OAB. DIREITO CIVIL. Glauka Archangelo. - ESPÉCIES DE SUCESSÃO. Dispõe o artigo 1.786 do Código Civil que:

OAB. OAB. DIREITO CIVIL. Glauka Archangelo. - ESPÉCIES DE SUCESSÃO. Dispõe o artigo 1.786 do Código Civil que: OAB. DIREITO CIVIL.. DISPOSIÇÕES GERAIS. DIREITO SUCESSÓRIO: Em regra geral na sucessão existe uma substituição do titular de um direito. Etimologicamente sub cedere alguém tomar o lugar de outrem. A expressão

Leia mais

SUCEDER / SUCESSÃO. (2) Glossário DIREITO DAS SUCESSÕES

SUCEDER / SUCESSÃO. (2) Glossário DIREITO DAS SUCESSÕES DIREITO DAS SUCESSÕES (2) Glossário Profa. Dra. Zamira de Assis SUCEDER / SUCESSÃO verbo de origem latim - sub+cadere - que significa subentrar numa posição de outrem (Carvalho Fernandes, p. 55, n.2).

Leia mais

Marcos Puglisi de Assumpção 4. A SUCESSÃO NO CASAMENTO, NA UNIÃO ESTÁVEL E NO CONCUBINATO

Marcos Puglisi de Assumpção 4. A SUCESSÃO NO CASAMENTO, NA UNIÃO ESTÁVEL E NO CONCUBINATO Marcos Puglisi de Assumpção 4. A SUCESSÃO NO CASAMENTO, NA UNIÃO ESTÁVEL E NO CONCUBINATO 2010 A SUCESSÃO NO CASAMENTO, NA UNIÃO ESTÁVEL E NO CONCUBINATO Para se obter um bom entendimento como se processa

Leia mais

Regime de bens e divisão da herança

Regime de bens e divisão da herança Regime de bens e divisão da herança Antes da celebração do casamento, os noivos têm a possibilidade de escolher o regime de bens a ser adotado, que determinará se haverá ou não a comunicação (compartilhamento)

Leia mais

A sucessão do cônjuge e do companheiro no novo código civil

A sucessão do cônjuge e do companheiro no novo código civil A sucessão do cônjuge e do companheiro no novo código civil 1. Intróito Inacio de Carvalho Neto Professor de Direito Civil da Unifoz, da Unipar, do CIES, da Escola do Ministério Público e da Escola da

Leia mais

Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o

Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o União Estável Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o mesmo teto, com o objetivo de constituir

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES

DIREITO DAS SUCESSÕES DIREITO DAS SUCESSÕES Profa. Dra. Zamira de Assis 2016-2017 LEGISLAÇÃO PERTINENTE 1) Decreto-Lei n 47.344/1966 de 25 de Novembro (Código Civil) 2) Decreto-Lei n.º 131/1995 de 06 de Junho (Código do Registro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE DIREITO MARCELO BASTOS FARIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE DIREITO MARCELO BASTOS FARIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE DIREITO MARCELO BASTOS FARIAS O DIREITO SUCESSÓRIO DOS CÔNJUGES E DOS COMPANHEIROS: DISTINÇÕES E INCONSTITUCIONALIDADES

Leia mais

DIREITOS PATRIMONIAIS: CASO DE MORTE X CASO DE DIVÓRCIO

DIREITOS PATRIMONIAIS: CASO DE MORTE X CASO DE DIVÓRCIO DIREITOS PATRIMONIAIS: CASO DE MORTE X CASO DE DIVÓRCIO (O Estado de S.Paulo 21/12/2016) Regina Beatriz Tavares da Silva Neste artigo explicarei como o patrimônio é partilhado em caso de divórcio e em

Leia mais

1.2 Origem histórica.

1.2 Origem histórica. 1 Introdução. Sucessão a)inter Vivos Pode ocorrer o título singular ou a título universal b) Causa Mortis Também pode ocorrer a título singular ou a título universal. b1) Legado (ocorre com a sucessão

Leia mais

Direito das Sucessões

Direito das Sucessões Direito das Sucessões Eduardo Domingues 12/02 A matéria é dividida em quatro partes. Primeiro temos a sucessão em geral traz uma série regras que permeiam todo o conteúdo que será tratado nesta disciplina.

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina DIR317 Direito de família e sucessões

Programa Analítico de Disciplina DIR317 Direito de família e sucessões Catálogo de Graduação 01 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Direito - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: 5 Teóricas Práticas Total Duração em semanas:

Leia mais

Profª Helisia Góes Disciplina: DIREITO CIVIL VI SUCESSÕES Turmas: 8ºDIV, 8DIN-1 e 8DIN-2 Data: 08/08/2012 AULA 04

Profª Helisia Góes Disciplina: DIREITO CIVIL VI SUCESSÕES Turmas: 8ºDIV, 8DIN-1 e 8DIN-2 Data: 08/08/2012 AULA 04 01 Profª Helisia Góes Disciplina: DIREITO CIVIL VI SUCESSÕES Turmas: 8ºDIV, 8DIN-1 e 8DIN-2 Data: 08/08/2012 AULA 04 II - SUCESSÃO EM GERAL (Cont...) 7. Aceitação e Renúncia da Herança (arts. 1.804 a 1.813,

Leia mais

DA SUCESSÃO LEGÍTIMA 1. INTRODUÇÃO: CONCEITO E HIPÓTESES DE CABIMENTO DA SUCESSÃO LEGÍTIMA

DA SUCESSÃO LEGÍTIMA 1. INTRODUÇÃO: CONCEITO E HIPÓTESES DE CABIMENTO DA SUCESSÃO LEGÍTIMA 1 DA SUCESSÃO LEGÍTIMA Márcia Maria Menin 1 1. INTRODUÇÃO: CONCEITO E HIPÓTESES DE CABIMENTO DA SUCESSÃO LEGÍTIMA Caracteriza-se como legítima a sucessão deferida pela lei através da ordem de vocação hereditária,

Leia mais

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ. Direito sucessório na união estável a luz do novo código civil brasileiro

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ. Direito sucessório na união estável a luz do novo código civil brasileiro SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Direito sucessório na união estável a luz do novo código civil brasileiro Luana Nayara Lopes Mamedes Carvalho da Silva Bacharel em

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PANANÁ ALINI APARECIDA DANIELSKI DA SILVA ALIENAÇÃO DE QUINHÃO HEREDITÁRIO: UM ESTUDO DE CASO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PANANÁ ALINI APARECIDA DANIELSKI DA SILVA ALIENAÇÃO DE QUINHÃO HEREDITÁRIO: UM ESTUDO DE CASO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PANANÁ ALINI APARECIDA DANIELSKI DA SILVA ALIENAÇÃO DE QUINHÃO HEREDITÁRIO: UM ESTUDO DE CASO CURITIBA 2012 ALINI APARECIDA DANIELSKI DA SILVA ALIENAÇÃO DE QUINHÃO HEREDITÁRIO:

Leia mais

CURSO DE RETA FINAL - MAGISTRATURA DE SÃO PAULO Prof. André Barros

CURSO DE RETA FINAL - MAGISTRATURA DE SÃO PAULO Prof. André Barros MATERIAL DE APOIO PROFESSOR CURSO DE RETA FINAL - MAGISTRATURA DE SÃO PAULO Prof. André Barros 3a AULA: DIREITO DAS SUCESSÕES: Do direito das Sucessões (artigos 1.784 a 1.828 do Código Civil). Sucessão

Leia mais