CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD. DISCIPLINA: Direito Civil. PROFESSORES: Reyvani Jabour

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD. DISCIPLINA: Direito Civil. PROFESSORES: Reyvani Jabour"

Transcrição

1 CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD DISCIPLINA: Direito Civil PROFESSORES: Reyvani Jabour Nome: Nº de Identidade: Reescreva a frase: Atesto para os devidos fins que tenho ciência da validade deste exercício avaliativo. ORIENTAÇÕES GERAIS: As avaliações deverão ser realizadas utilizando canetas das cores azul ou preta. Todas as avaliações (ao final de cada página) deverão ser assinadas de forma legível para que tenham validade quanto à atribuição de notas para recebimento do certificado. - Utilize somente as Folhas de Respostas para responder as questões. -O aluno após a realização da avaliação deverá encaminhar por correio através de AR e/ou SEDEX para: ESNOR-SERJUS/ANOREG-MG Rua Gonçalves Dias 2132, 5º andar Lourdes Cep: Aos Luisa Cristina - Caso queira o aluno poderá digitalizar a avaliação e encaminhar para o dentro da data prevista para envio da prova. -NÃO SERÃO aceitas provas fora do prazo determinado pela coordenação do curso Verificar área do aluno. Fiquem atentos! Desejamos a todos ótimos estudos! P á g i n a 1

2 Questões abertas: QUESTÃO 1. Considerando que a lei civil assegura ao cônjuge sobrevivente, qualquer que seja o regime de bens, sem prejuízo da participação que lhe caiba na herança, o direito real de habitação relativamente a o imóvel destinado à residência da família, desde que seja o único daquela natureza a inventariar como VOCÊ decidiria pedido efetivado por companheiro. Considere na sua resposta que a lei civil menciona taxativamente a palavra cônjuge ao dispor no artigo 1831 que Ao cônjuge sobrevivente, qualquer que seja o regime de bens, será assegurado, sem prejuízo da participação que lhe caiba na herança, o direito real de habitação.... QUESTÃO 2. Os contratantes maiores de sessenta anos, que no casamento devem observar o regime da separação obrigatória de bens, sofrem a mesma restrição na união estável. QUESTÃO 3. Explicite os fundamentos que VOCÊ utilizaria para sustentar que o pacto antenupcial não está restrito aos tipos e características dos regimes de bens previstos pelo código civil procurando, todavia, apontar alguns limites à liberdade de pacto. QUESTÃO 4. Faça a distinção entre união estável e concubinato. QUESTÃO 5. Explicite quais são as circunstâncias legais em que o ausente poderá recuperar seu patrimônio se a hipótese de seu retorno se desse após a abertura da sucessão definitiva. QUESTÃO 06. Podem os cônjuges, ou a entidade familiar, mediante escritura pública ou testamento, destinar parte de seu patrimônio para instituir bem de família, desde que não ultrapasse um terço do patrimônio líquido existente ao tempo da instituição. Por que, então, quem possuir apenas um imóvel não precisa fazer uso da instituição de bem familiar. QUESTÃO 7. O artigo 1572 do código de 1916 dispunha que Aberta a sucessão, o domínio e a posse da herança transmitem-se, desde logo, aos herdeiros legítimos e testamentários. O código civil de 2002 evitou em seu artigo 1784 aludir à expressão posse dispondo que Aberta a sucessão a P á g i n a 2

3 herança transmite-se, desde logo, aos herdeiros legítimos e testamentários. À luz da diferença entre ius possessionis e ius possidendi interprete a regra atual. QUESTÃO 8. Considerado, ainda, o princípio da saisine, le mort saisit le vif, em vernáculo, o morto é substituído pelo vivo, em que momento VOCÊ entende transmitido o legado se o artigo 1784 do código civil vigente dispõe que a herança se transmite desde logo. QUESTÃO 09. Explicite os fundamentos que VOCÊ usaria para não admitir a revogação em novo testamento de reconhecimento de filho que fora reconhecido em testamento anterior se a lei civil admite amplamente a revogação de disposições testamentárias. QUESTÃO 10. Ao cônjuge sobrevivente, concorrendo com cinco filhos comuns, isto é sendo ele cônjuge sobrevivo ascendente dos herdeiros de 1º grau do autor da herança, determina o juiz da causa lhe toque uma quarta parte. Aos demais herdeiros determinou divisão em partes iguais. Quais os argumentos que VOCÊ usaria para tal decisão. P á g i n a 3

4 FOLHA DE RESPOSTAS: Nome: Assinatura: Folha nº P á g i n a 4

5 FOLHA DE RESPOSTAS: Nome: Assinatura: Folha nº P á g i n a 5

6 FOLHA DE RESPOSTAS: Nome: Assinatura: Folha nº P á g i n a 6

Direito Civil. Direito das Sucessões. Prof. Marcio Pereira

Direito Civil. Direito das Sucessões. Prof. Marcio Pereira Direito Civil Direito das Sucessões Prof. Marcio Pereira Sucessões (art. 1.784 do CC) É a transmissão de bens, direitos e obrigações de uma pessoa para outra que se dá em razão de sua morte. Aberta a successão,

Leia mais

Direito Civil. Sucessão em Geral. Professora Alessandra Vieira.

Direito Civil. Sucessão em Geral. Professora Alessandra Vieira. Direito Civil Sucessão em Geral Professora Alessandra Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Aula Civil XX DO DIREITO SUCESSÓRIO Considerações Gerais: A abertura da sucessão se dá no exato instante

Leia mais

Premissas para Reforma do Código Civil Sucessão Legítima

Premissas para Reforma do Código Civil Sucessão Legítima Premissas para Reforma do Código Civil Sucessão Legítima Ibdfam, agosto de 2012. José Fernando Simão Reformar? Reformar ou não reformar eis a questão? Mario Delgado: é papel do jurista atuar como construtor

Leia mais

SEPARAÇÃO E SUCESSÃO NO CASAMENTO E NA UNIÃO ESTÁVEL. Aspectos Relevantes

SEPARAÇÃO E SUCESSÃO NO CASAMENTO E NA UNIÃO ESTÁVEL. Aspectos Relevantes SEPARAÇÃO E SUCESSÃO NO CASAMENTO E NA UNIÃO ESTÁVEL Aspectos Relevantes 1 2 Introdução O presente trabalho não tem o intuito de exaurir o tema, haja vista sua extensão e as particularidades de cada caso,

Leia mais

DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos

DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos Direito Matrimonial o Conceito: o Natureza jurídica do casamento: o Finalidades do casamento: o Princípios do casamento: o Esponsais

Leia mais

Direito Civil Prof. Conrado Paulino Rosa

Direito Civil Prof. Conrado Paulino Rosa DIREITO DE REPRESENTAÇÃO 1. Direito de representação: Por direito próprio: o Herdeiros descendentes recebem de forma direta, sucedendo por cabeça ou por direito próprio, sem nenhuma representação entre

Leia mais

Noções Introdutórias Abertura da Sucessão. Transmissão da Herança. Aceitação e Renúncia da Herança. Cessão da Herança

Noções Introdutórias Abertura da Sucessão. Transmissão da Herança. Aceitação e Renúncia da Herança. Cessão da Herança Sumário 1. Noções Introdutórias 1.1 Sucessão. Compreensão do Vocábulo. O Direito das Sucessões 1.2 Direito das Sucessões no Direito Romano 1.3 Ideia Central do Direito das Sucessões 1.4 Noção de Herança

Leia mais

Regime de bens e divisão da herança

Regime de bens e divisão da herança Regime de bens e divisão da herança Antes da celebração do casamento, os noivos têm a possibilidade de escolher o regime de bens a ser adotado, que determinará se haverá ou não a comunicação (compartilhamento)

Leia mais

HERDEIROS, LEGATÁRIOS E CÔNJUGE

HERDEIROS, LEGATÁRIOS E CÔNJUGE HERDEIROS, LEGATÁRIOS E CÔNJUGE Luiz Alberto Rossi (*) SUMÁRIO DISTINÇÃO ENTRE HERDEIROS E LEGATÁRIOS. SAISINE. CÔNJUGE: HERDEIRO NECESSÁRIO. QUINHÃO DO CÔNJUGE. TIPOS DE CONCORRÊNCIA. BENS PARTICULARES.

Leia mais

Grupo de Estudos de Empresas Familiares GVlaw/ Direito GV. Reflexos Familiares e Sucessórios na Empresa Familiar. Apresentação 10.08.

Grupo de Estudos de Empresas Familiares GVlaw/ Direito GV. Reflexos Familiares e Sucessórios na Empresa Familiar. Apresentação 10.08. Grupo de Estudos de Empresas Familiares GVlaw/ Direito GV Reflexos Familiares e Sucessórios na Empresa Familiar Apresentação 10.08.10 Luiz Kignel Karime Costalunga F 1 F 2 F 3 F 1 F 2 F 3 F 4 Fundador

Leia mais

Treinamento da CENSEC 24 de novembro de 2012

Treinamento da CENSEC 24 de novembro de 2012 Treinamento da CENSEC 24 de novembro de 2012 Agenda 2 Provimento nro 18 Sobre as Centrais e seus respectivos dados Prazos para envio Como enviar o arquivo no site da CENSEC Como gerar o arquivo no Notar

Leia mais

NÃO ESCREVA NESTE ESPAÇO

NÃO ESCREVA NESTE ESPAÇO Concurso Público de Provas e Títulos 002. Prova escrita subjetiva teórica Assinatura do Candidato Defensor Público Você recebeu este caderno contendo 5 questões dissertativas. Confira seu nome e número

Leia mais

A UNIÃO ESTÁVEL NO NOVO CÓDIGO CIVIL

A UNIÃO ESTÁVEL NO NOVO CÓDIGO CIVIL 76 A UNIÃO ESTÁVEL NO NOVO CÓDIGO CIVIL CLAUDIA NASCIMENTO VIEIRA¹ O artigo 226 da Constituição Federal equiparou a união estável entre homem e mulher ao casamento, dispondo em seu parágrafo 3º que é reconhecida

Leia mais

Escrito por Administrator Dom, 15 de Novembro de :28 - Última atualização Qua, 04 de Janeiro de :05

Escrito por Administrator Dom, 15 de Novembro de :28 - Última atualização Qua, 04 de Janeiro de :05 INFORMAÇÕES PARA HABILITAÇÃO DE CASAMENTO SOLTEIRO 1. DOCUMENTOS: 1.1. Certidão de Nascimento, original e cópia simples, essas não poderão conter rasuras nem emendas; 1.2. Cópia simples da identidade e

Leia mais

Direito das Sucessões Parte I. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Direito das Sucessões Parte I. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Direito das Sucessões Parte I Sucessão - Etimologia Sucessão Successio, de succedere. Relação de ordem, de continuidade. Uma sequência de fato e de coisas. O que vem em certa ordem ou em certo tempo. Sucessão

Leia mais

Caderno Eletrônico de Exercícos Direito das Sucessões

Caderno Eletrônico de Exercícos Direito das Sucessões 1) Que é herança jacente: a) Herança que não existe herdeiros, salvo o estado b) Herança que tem que ser dividida entre os pais e cônjuge c) Herança que tem que ser dividida entre irmãos d) Herança deixada

Leia mais

Escrito por Administrator Dom, 15 de Novembro de :29 - Última atualização Qua, 04 de Janeiro de :11

Escrito por Administrator Dom, 15 de Novembro de :29 - Última atualização Qua, 04 de Janeiro de :11 INFORMAÇÕES PARA HABILITAÇÃO DE CASAMENTO DIVORCIADO 1. DOCUMENTOS: 1.1. Certidão de Casamento com averbação de divórcio, original e cópia simples; 1.2. Cópia simples da petição inicial, sentença e certidão

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 6.416, DE 2005. Altera as Leis nºs 10.406, de 10 de janeiro de 2002 Código Civil, e 5.869, de 11 de janeiro de 1973 Código de Processo

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina Direito das Sucessões (turno

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: DIREITO DAS SUCESSÕES (CÓD.: ENEX 60141) ETAPA: 8ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

- - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA.

- - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 Fone:

Leia mais

CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA

CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA PROVIMENTO Nº 157 Alteram-se os procedimentos para os registros dos atos nos Serviços de Registro Civil de Pessoas Naturais e de Tabelionato de Notas. O Desembargador LEONARDO LUSTOSA, Corregedor- Geral

Leia mais

Provimento nº 04/07-CGJ - Corregedoria Regulamenta Escrituras de Partilha, Separação e Divórcio Qui, 08 de Fevereiro de :51

Provimento nº 04/07-CGJ - Corregedoria Regulamenta Escrituras de Partilha, Separação e Divórcio Qui, 08 de Fevereiro de :51 Processo nº 0010-07/000091-0 Parecer nº 08/2007-SLA O desembargador Jorge Luís Dall Agnol, Corregedor-Geral da Justiça, no uso de suas atribuições, considerando a publicação da Lei nº 11.441/07, que alterou

Leia mais

CHECKLIST Conferência de Documentos Bolsa Social de Estudo (O checklist não substitui a leitura do Edital Normativo)

CHECKLIST Conferência de Documentos Bolsa Social de Estudo (O checklist não substitui a leitura do Edital Normativo) CHECKLIST Conferência de Documentos Bolsa Social de Estudo (O checklist não substitui a leitura do Edital Normativo) Nº DO PROCESSO: DATA: ALUNO: MATRÍCULA: CURSO: SEMESTRE: QUANTIDADE DE MEM- BROS: DOCUMENTOS

Leia mais

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL Cedente: cliente atual que está vendendo a cota. Cessionário: cliente que está adquirindo a cota. A apresentação dos documentos solicitados

Leia mais

OAB 139º - 1ª Fase Regular Modulo II Disciplina: Direito Civil Professor João Aguirre Data: 24/07/2009

OAB 139º - 1ª Fase Regular Modulo II Disciplina: Direito Civil Professor João Aguirre Data: 24/07/2009 TEMAS ABORDADOS EM AULA 9ª Aula: Sucessão SUCESSÃO 1. Tipos 1.1. Sucessão Legítima: surgiu pela lei (legislador deu a lei) 1.2. Sucessão Testamentária: Surgiu o testamento Em regra vale a legítima quando

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO 2. EMENTA 3. OBJETIVOS 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. IDENTIFICAÇÃO 2. EMENTA 3. OBJETIVOS 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-39 PERÍODO: 8º CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO CIVIL VI CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA Direito das

Leia mais

Princípios Básicos ENTRE OS CÔJUGES. Princípios Básicos. Princípios Básicos

Princípios Básicos ENTRE OS CÔJUGES. Princípios Básicos. Princípios Básicos DO REGIME DE BENS ENTRE OS CÔJUGES 1. Irrevogabilidade ATENÇÃO -> A imutabilidade do regime de bens não é, porém, absoluta no novo Código Civil. O art. 1639, 2º., admite a sua alteração. 1. Irrevogabilidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PLANO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Unidade Acadêmica: Unidade Acadêmica Especial de Letras, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas da Regional Jataí. Curso: Direito Disciplina: Direito das Sucessões Carga

Leia mais

Orientações a respeito da DESIGNAÇÃO DE COMPANHEIRO(A) PARA FINS DE RECEBIMENTO DE PENSÃO POR MORTE

Orientações a respeito da DESIGNAÇÃO DE COMPANHEIRO(A) PARA FINS DE RECEBIMENTO DE PENSÃO POR MORTE Passo a Passo União Estável Relação Heteroafetiva e Homoafetiva Orientações a respeito da DESIGNAÇÃO DE COMPANHEIRO(A) PARA FINS DE RECEBIMENTO DE PENSÃO POR MORTE 1. Diferença entre CÔNJUGE E COMPANHEIRO(A):

Leia mais

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL Cedente: cliente atual que está vendendo a cota. Cessionário: cliente que está adquirindo a cota. A apresentação dos documentos solicitados

Leia mais

Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir.

Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir. São Paulo, de de 20. Ref.: Solicitação de Documentos Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir. Aviso de Sinistro:

Leia mais

OAB XXI EXAME DE ORDEM 1ª FASE Direito Civil Aula 05 Luciano Figueiredo Sucessões Teoria Geral

OAB XXI EXAME DE ORDEM 1ª FASE Direito Civil Aula 05 Luciano Figueiredo Sucessões Teoria Geral Sucessões Teoria Geral Material para o Curso de Primeira Fase da OAB. Elaboração: Luciano L. Figueiredo 1. 1. Conceitos de Sucessão e Conceitos Importantes - Sucessor x Herdeiro x Legatário 2. Sistema

Leia mais

Processos de Regularização de Imóveis

Processos de Regularização de Imóveis Processos de Regularização de Imóveis Prof. Weliton Martins Rodrigues ensinar@me.com www.vivadireito.net 5 5.1. Copyright 2013. Todos os direitos reservados. 1 2 A aquisição da propriedade é forma pela

Leia mais

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS- PROUNI PROCESSO SELETIVO PROUNI PARA 2012/2

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS- PROUNI PROCESSO SELETIVO PROUNI PARA 2012/2 FAHESA- Faculdade de Ciências Humanas Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC- Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS- PROUNI PROCESSO SELETIVO PROUNI PARA 2012/2

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES DIREITO DAS SUCESSÕES. Prof. EDUARDO DOMINGUES

DIREITO DAS SUCESSÕES DIREITO DAS SUCESSÕES. Prof. EDUARDO DOMINGUES DIREITO DAS SUCESSÕES Prof. EDUARDO DOMINGUES eduardo.adv@domingues.fm Advogado Professor Universitário (UNIRIO, FACHA) Mestre e Doutor em Direito da Cidade - UERJ DIREITO DAS SUCESSÕES I. SUCESSÃO EM

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O companheiro como herdeiro legítimo no Código Civil de 2002 Rogério Dell Isola Cancio da Cruz * O Código Civil de 2002 tratou da sucessão do companheiro no direito brasileiro de

Leia mais

REFORMA OU CONSTRUÇÃO

REFORMA OU CONSTRUÇÃO Ficha Cadastral Cópia simples do Cartão de CNPJ Inscrição Estadual ou Municipal REFORMA OU CONSTRUÇÃO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA Contrato Social e sua última alteração ou Estatuto

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO SiSU Ingresso em 2013/1

MANUAL DO CANDIDATO SiSU Ingresso em 2013/1 MANUAL DO CANDIDATO SiSU Ingresso em 2013/1 Do cronograma: Resultados / matrículas Início Fim Primeira Chamada Resultado 14/01/2013 (segunda) Matrícula dos Candidatos selecionados 18/01/2013 (sexta) 21/01/2013

Leia mais

Professora Alessandra Vieira

Professora Alessandra Vieira Sucessão Legítima Conceito: A sucessão legítima ou ab intestato, é a que se opera por força de lei e ocorre quando o de cujus tem herdeiros necessários que, de pleno direito, fazem jus a recolher a cota

Leia mais

I. SUCESSÃO POR CAUSA DA MORTE E PLANEAMENTO SUCESSÓRIO

I. SUCESSÃO POR CAUSA DA MORTE E PLANEAMENTO SUCESSÓRIO Índice 167 Abreviaturas e siglas 9 Introdução 11 I. SUCESSÃO POR CAUSA DA MORTE E PLANEAMENTO SUCESSÓRIO 17 1. O património e a sua transmissão por causa da morte 18 1.1. O problema sucessório 18 1.2 O

Leia mais

6 Inventários e arrolamentos. Processo. Petição de herança, 83

6 Inventários e arrolamentos. Processo. Petição de herança, 83 1 Noções introdutórias, 1 1.1 Sucessão. Compreensão do vocábulo. O direito das sucessões, 1 1.2 Direito das sucessões no direito romano, 2 1.3 Ideia central do direito das sucessões, 4 1.4 Noção de herança,

Leia mais

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva Direito Civil VI - Sucessões Prof. Marcos Alves da Silva Direito das Sucessões Sucessão: alteração de titulares em uma dada relação jurídica Sucessão (sentido estrito): causa mortis A sucessão engloba

Leia mais

Uma visão sistêmica do Direito e a aplicação do art. 45 da Lei do Divórcio

Uma visão sistêmica do Direito e a aplicação do art. 45 da Lei do Divórcio Uma visão sistêmica do Direito e a aplicação do art. 45 da Lei do Divórcio Da opção pelo regime da comunhão universal ou por outro regime de bens para as 02 hipóteses excepcionais do art. 45 da Lei 6.515/77

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina DIR317 Direito de família e sucessões

Programa Analítico de Disciplina DIR317 Direito de família e sucessões Catálogo de Graduação 01 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Direito - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: 5 Teóricas Práticas Total Duração em semanas:

Leia mais

Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o

Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o União Estável Conceito: é a relação afetiva ou amorosa entre homem e mulher, não adulterina ou incestuosa, com estabilidade e durabilidade, vivendo ou não sob o mesmo teto, com o objetivo de constituir

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES

DIREITO DAS SUCESSÕES 1) (OAB/PR 28/08/2004) Assinale a alternativa correta, tomando em consideração as afirmativas a seguir: I Na sucessão dos conviventes (união estável), o companheiro sobrevivente que concorrer na herança

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Os direitos dos companheiros na união estável. Sandra Ressel * A União estável é um instituto que consiste na união respeitável, a convivência contínua, duradoura e pública, entre

Leia mais

Aula 008 Da Sucessão Testamentária

Aula 008 Da Sucessão Testamentária Aula 008 Da Sucessão Testamentária 3.5 Disposições Testamentárias 3.5.1 Regras gerais 3.5.2 Espécies de disposições 3.5.2.1 Simples 3.5.2.2 Condicional 3.5.2.3 A Termo ou a prazo 3.5.2.4 Modal 3.5.2.5

Leia mais

AUXÍLIO TRANSPORTE ORIENTAÇÕES E PERGUNTAS FREQUENTES

AUXÍLIO TRANSPORTE ORIENTAÇÕES E PERGUNTAS FREQUENTES AUXÍLIO TRANSPORTE ORIENTAÇÕES E PERGUNTAS FREQUENTES Definição: É o benefício de natureza indenizatória, concedido em pecúnia pela União, destinado ao custeio parcial das despesas realizadas com transporte

Leia mais

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT 2011/0059(CNS) Projeto de parecer Evelyne Gebhardt (PE v01-00)

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT 2011/0059(CNS) Projeto de parecer Evelyne Gebhardt (PE v01-00) PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos 26.6.2012 2011/0059(CNS) ALTERAÇÕES 26-38 Projeto de parecer Evelyne Gebhardt (PE473.957v01-00) sobre a

Leia mais

No item onde se lê:

No item onde se lê: EDITAL N 094/2013 - RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 025 DO 1º EXAME DE SELEÇÃO DE 2013 PARA OS CURSOS TÉCNICOS NA MODALIDADE EAD DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS - IFMG O

Leia mais

DIREITOS PATRIMONIAIS: CASO DE MORTE X CASO DE DIVÓRCIO

DIREITOS PATRIMONIAIS: CASO DE MORTE X CASO DE DIVÓRCIO DIREITOS PATRIMONIAIS: CASO DE MORTE X CASO DE DIVÓRCIO (O Estado de S.Paulo 21/12/2016) Regina Beatriz Tavares da Silva Neste artigo explicarei como o patrimônio é partilhado em caso de divórcio e em

Leia mais

DA DOCUMENTAÇÃO. Documentos do Fiador deverão ser entregues somente no Agente Financeiro (Banco). DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

DA DOCUMENTAÇÃO. Documentos do Fiador deverão ser entregues somente no Agente Financeiro (Banco). DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA DOCUMENTAÇÃO Prazo para entrega da documentação após inscrição realizada: Após a conclusão da inscrição no Fies, o estudante deverá: I. Validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES 2.º Ano Turma A (Dia) Exame de Recurso Professor Doutor Luís Menezes Leitão 21 de julho de 2015 Duração da prova: 90 minutos

DIREITO DAS SUCESSÕES 2.º Ano Turma A (Dia) Exame de Recurso Professor Doutor Luís Menezes Leitão 21 de julho de 2015 Duração da prova: 90 minutos DIREITO DAS SUCESSÕES 2.º Ano Turma A (Dia) Exame de Recurso Professor Doutor Luís Menezes Leitão 21 de julho de 2015 Duração da prova: 90 minutos GRELHA DE CORREÇÃO A morte de A desencadeia a abertura

Leia mais

Sucessão do(a) companheiro(a). Art , CC

Sucessão do(a) companheiro(a). Art , CC Sucessão do(a) companheiro(a). Art. 1.790, CC Sucessão do companheiro(a): CAHALI: A inclusão do direito sucessório decorrente da união estável de forma desconexa, incompleta, como promovida pelo Código

Leia mais

6Estabilidade. 7Justiça. 8Independência. 9Confidencialidade

6Estabilidade. 7Justiça. 8Independência. 9Confidencialidade Fazer um testamento público 1Harmonia O testamento evita brigas de família e disputas patrimoniais entre os herdeiros acerca dos bens deixados pelo falecido. 2Tranquilidade O testamento pode ser utilizado

Leia mais

A DESERDAÇÃO DE FILHO DEVE SER PRECEDIDA DE CUIDADOS ESPECIAIS. Danilo Santana

A DESERDAÇÃO DE FILHO DEVE SER PRECEDIDA DE CUIDADOS ESPECIAIS. Danilo Santana A DESERDAÇÃO DE FILHO DEVE SER PRECEDIDA DE CUIDADOS ESPECIAIS Danilo Santana A DESERDAÇÃO DE FILHO DEVE SER PRECEDIDA DE CUIDADOS ESPECIAIS Danilo Santana Advogado, graduado em Direito pela PUC-MG, membro

Leia mais

DIREITO DAS SUCESSÕES

DIREITO DAS SUCESSÕES DIREITO DAS SUCESSÕES 2.º Ano Turma A (Dia) Exame de Coincidência Professor Doutor Luís Menezes Leitão 26 de junho de 2015 Duração da prova: 90 minutos GRELHA DE CORREÇÃO A morte de A desencadeia a abertura

Leia mais

CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN

CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN RODRIGO TOSCANO DE BRITO Doutor e Mestre em Direito Civil pela PUC-SP. Professor de Direito Civil da UFPB e da Escola da Magistratura.

Leia mais

BOLSAS DE ESTUDO MESTRADO. Centro Celso Furtado e BNB 2014 EDITAL 1 - DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 APRESENTAÇÃO

BOLSAS DE ESTUDO MESTRADO. Centro Celso Furtado e BNB 2014 EDITAL 1 - DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 APRESENTAÇÃO BOLSAS DE ESTUDO MESTRADO Centro Celso Furtado e BNB 2014 EDITAL 1 - DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 APRESENTAÇÃO Art. 1º - O Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento, em parceria

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre Brasil University of New South Wales Sydney Austrália Universidade do Povo Macau - China

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre Brasil University of New South Wales Sydney Austrália Universidade do Povo Macau - China 32. Convenção sobre a lei aplicável às sucessões em caso de morte (concluída em 1º de agosto de 1989) Os Estados signatários desta Convenção, Desejando estabelecer dispositivos jurídicos comuns sobre a

Leia mais

DIREITO CIVIL DIREITO DAS SUCESSÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS

DIREITO CIVIL DIREITO DAS SUCESSÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS DIREITO CIVIL DIREITO DAS SUCESSÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Direito das Sucessões; Conceito; Formas de Sucessão; Abertura da Sucessão; Sucessão Universal e Singular; Da Capacidade para

Leia mais

MNISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO

MNISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO MNISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA ABERTURA DE

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA SOCIAL 1º Semestre 2017

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA SOCIAL 1º Semestre 2017 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA SOCIAL 1º Semestre 2017 A FACULDADE FIPECAFI informa a abertura do Edital Bolsa Social para os cursos de Graduação e Pós- Graduação Lato Sensu, referente ao 1º semestre

Leia mais

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA OBS: TRAZER IMPRESSA A INSCRIÇÃO DO FIES, DENTRO DO PRAZO DE VALIDADE.

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA OBS: TRAZER IMPRESSA A INSCRIÇÃO DO FIES, DENTRO DO PRAZO DE VALIDADE. ATENÇÃO! O atendimento somente será realizado com horário agendado. Para agendar, favor entrar em contato pelo telefone 3244-7212 ou pelo nosso e-mail setordebolsas@izabelahendrix.edu.br. DOCUMENTOS DO

Leia mais

5ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 2, DE 06 DE SETEMBRO DE 2016

5ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 2, DE 06 DE SETEMBRO DE 2016 5ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 2, DE 06 DE SETEMBRO DE 2016 A MESA DIRETORA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ALERJ, no uso de suas atribuições legais e regimentais, nos termos estabelecidos

Leia mais

Cartório Fácil - Sistema de informação e apoio ao cidadão

Cartório Fácil - Sistema de informação e apoio ao cidadão Página 1 de 5. O Cartório de Registro de Imóveis realiza serviços importantes, que garantem o direito à propriedade das pessoas, bem como outros direitos referentes a imóveis. Somente quem registra uma

Leia mais

LEI Nº 11.441/2007 ESCRITURA PÚBLICA DE INVENTÁRIO E PARTILHA

LEI Nº 11.441/2007 ESCRITURA PÚBLICA DE INVENTÁRIO E PARTILHA SUCESSÕES: LEI Nº 11.441/2007 ESCRITURA PÚBLICA DE INVENTÁRIO E PARTILHA DOCUMENTOS ROTEIRO INTRODUÇÃO DOCUMENTOS NECESSÁRIOS ...una mala política legislativa, consagrada a través del tiempo, no se sabe

Leia mais

EDITAL Nº 01/2017 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS E ECONOMIA

EDITAL Nº 01/2017 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS E ECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA EDITAL Nº 01/2017 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS E ECONOMIA O Coordenador do Programa

Leia mais

Nele também são averbados atos como o reconhecimento de paternidade, a separação, o divórcio, entre outros, além de serem expedidas certidões.

Nele também são averbados atos como o reconhecimento de paternidade, a separação, o divórcio, entre outros, além de serem expedidas certidões. Belo Horizonte 2015 No Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais são registrados os atos mais importantes da vida de uma pessoa, como o nascimento, o casamento e o óbito, além da emancipação, da

Leia mais

ESCRITURA escritura ato notarial tabelião,

ESCRITURA escritura ato notarial tabelião, ESCRITURA A escritura é um ato notarial efetuado pelo tabelião, dando autenticidade à vontade das partes interessadas nos efeitos do ato jurídico do qual participam. A escritura pública confirma a manifestação

Leia mais

Processo de Solicitação de Bolsas. I - Condições Gerais

Processo de Solicitação de Bolsas. I - Condições Gerais Processo de Solicitação de Bolsas I - Condições Gerais 1. O solicitante deverá encaminhar pelo correio, em envelope registrado, a totalidade dos documentos aqui arrolados, juntamente com o Formulário de

Leia mais

ITCMD para AFR/SP PARTE 1

ITCMD para AFR/SP PARTE 1 "Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais seguro para o sucesso é sempre tentar apenas uma vez mais. (Thomas Edison) ITCMD para AFR/SP PARTE 1 O ITCMD Imposto sobre Transmissão "Causa Mortis"

Leia mais

Do ato formal da doação e da dispensa de colação em face do novo código civil José da Silva Pacheco

Do ato formal da doação e da dispensa de colação em face do novo código civil José da Silva Pacheco Do ato formal da doação e da dispensa de colação em face do novo código civil José da Silva Pacheco SUMÁRIO: 1. Da doação como ato de liberalidade e das formas de sua celebração. 2. A doação de ascendente

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Programa de Pós-Graduação em Economia Edital de Seleção 2017 Mestrado

Universidade Federal de Juiz de Fora Programa de Pós-Graduação em Economia Edital de Seleção 2017 Mestrado Universidade Federal de Juiz de Fora Programa de Pós-Graduação em Economia Edital de Seleção 2017 Mestrado A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Economia (PPGE), da Faculdade de Economia, torna

Leia mais

Regime de Bens no Casamento. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Regime de Bens no Casamento. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Regime de Bens no Casamento Regime de Bens no Casamento Regime de bens é o conjunto de determinações legais ou convencionais, obrigatórios e alteráveis, que regem as relações patrimoniais entre o casal,

Leia mais

LEI Nº 11.441/07: SEPARAÇÃO, DIVÓRCIO, INVENTÁRIO E PARTILHA EXTRAJUDICIAIS.

LEI Nº 11.441/07: SEPARAÇÃO, DIVÓRCIO, INVENTÁRIO E PARTILHA EXTRAJUDICIAIS. LEI Nº 11.441/07: SEPARAÇÃO, DIVÓRCIO, INVENTÁRIO E PARTILHA EXTRAJUDICIAIS. 1 Cíntia Cecília Pellegrini Graduanda do 9º semestre matutino do curso de Direito do CEUNSP Salto. Artigo elaborado no curso

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA

ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA ITCMD Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de quaisquer Bens ou Direitos MANUAL DO USUÁRIO 2012 O ITCMD tem como fato gerador a transmissão de bens e direitos

Leia mais

Manual da Pré-matrícula

Manual da Pré-matrícula Manual da Pré-matrícula Datas Importantes Período de Matrícula 08/11/16 a 18/11/16 Obs.: realizando a matrícula neste prazo, o candidato terá 50% de desconto no valor bruto do curso na 1ª parcela (com

Leia mais

Código de Processo Civil, encontramos regras nesse sentido nos artigos 1003 e seguintes, 1022 e seguintes, artigo 1026.

Código de Processo Civil, encontramos regras nesse sentido nos artigos 1003 e seguintes, 1022 e seguintes, artigo 1026. Escritura pública de inventário e partilha Documentos Necessários A relação de documentos necessários para uma escritura pública de inventário e partilha, especialmente quando contemplam bens imóveis,

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009 Altera a Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 Código Civil, a Lei nº 5.869, de 11 de janeiro de 1973 Código de Processo Civil, e revoga as Leis nº 8.971, de 29 de

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE Ministério Público Procuradoria Geral da Justiça. Promotor de Justiça

ESTADO DE SERGIPE Ministério Público Procuradoria Geral da Justiça. Promotor de Justiça M INIST ÉR IO PÚB LICO ESTADO DE SERGIPE Ministério Público Procuradoria Geral da Justiça Concurso Público para Provimento do Cargo de Promotor de Justiça FASE INTERMEDIÁRIA Segunda Prova AUTENTICAÇÃO

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º, DE 2007

PROJETO DE LEI N.º, DE 2007 PROJETO DE LEI N.º, DE 2007 Regulamenta o artigo 226 3º da Constituição Federal, união estável, institui o divórcio de fato. O Congresso Nacional decreta: DA UNIÃO ESTAVEL Art. 1º- É reconhecida como entidade

Leia mais

Sumário. Palavras Prévias 2ª edição (à guisa de apresentação) Apresentação Prefácio... 27

Sumário. Palavras Prévias 2ª edição (à guisa de apresentação) Apresentação Prefácio... 27 Sumário Palavras Prévias 2ª edição (à guisa de apresentação)... 19 Apresentação... 25 Prefácio... 27 Capítulo I Introdução ao direito das sucessões... 29 1. A sucessão enquanto fenômeno jurídico... 30

Leia mais

DIREITO CIVIL MARATONA OAB SUPER REVISÃO PARA O XX EXAME DE ORDEM PROFESSORA RAQUEL BUENO DIREITO CIVIL

DIREITO CIVIL MARATONA OAB SUPER REVISÃO PARA O XX EXAME DE ORDEM PROFESSORA RAQUEL BUENO DIREITO CIVIL DIREITO CIVIL MARATONA OAB SUPER REVISÃO PARA O XX EXAME DE ORDEM PROFESSORA RAQUEL BUENO DIREITO CIVIL 1 2 O DIÁRIO DE LAURA LEDA E ADÃO LANCE ALIMENTOS GRAVÍDICOS LEI 11.804/2008 LAURINHA REGISTRO CIVIL

Leia mais

Faculdade de Direito da Alta Paulista

Faculdade de Direito da Alta Paulista PLANO DE ENSINO DISCIPLINA SÉRIE PERÍODO LETIVO CARGA HORÁRIA DIREITO CIVIL V (Direitos de família e das sucessões) QUINTA 2015 136 I EMENTA Direito de Família. Casamento. Efeitos jurídicos do casamento.

Leia mais

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016 RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016 1- ATOS DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS VALORES EM R$ ATO VALORES TOTAL BUSCA (POR PERÍODO

Leia mais

Programa Universidade Para Todos- ProUni Processo Seletivo ProUni para 2012/1

Programa Universidade Para Todos- ProUni Processo Seletivo ProUni para 2012/1 FAHESA- Faculdade de Ciências Humanas Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC- Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos Programa Universidade Para Todos- ProUni Processo Seletivo ProUni para 2012/1

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA R.G. e CPF do consorciado e cônjuge Certidão de estado civil Comprovante de residência atualizado Comprovante de renda Ficha Cadastral Declaração

Leia mais

Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período

Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período Professora: Vera Linda Lemos Disciplina: Direito das Sucessões 7º Período Toda a sucessão legítima observará uma ordem de vocação hereditária que, no Código Civil, está prevista no artigo 1.829. Art. 1.829.

Leia mais

PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS PARA O ANO LETIVO DE 2015

PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS PARA O ANO LETIVO DE 2015 PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS PARA O ANO LETIVO DE 2015 O Colégio Recanto, em conformidade com os dispositivos legais vigentes, torna público o edital que estabelece as normas relativas à realização

Leia mais

Bacharelado em Direito. Direito Civil VI (Sucessões) Semestre: 7.º Carga Horária: 72 h 1. EMENTA

Bacharelado em Direito. Direito Civil VI (Sucessões) Semestre: 7.º Carga Horária: 72 h 1. EMENTA Curso: Disciplina: Bacharelado em Direito Direito Civil VI (Sucessões) Semestre: 7.º Carga Horária: 72 h 1. EMENTA Conceito e princípios do Direito das Sucessões. Sucessão em geral. Sucessão legítima.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE ALUNOS REGULARES PARA O MESTRADO EM BIOÉTICA

PROCESSO SELETIVO DE ALUNOS REGULARES PARA O MESTRADO EM BIOÉTICA EDITAL Nº 33/2016 DA PRÓ-REITORIA DE PROCESSO SELETIVO DE ALUNOS REGULARES PARA O MESTRADO EM BIOÉTICA Em conformidade com o Art. 39 do Regulamento da Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade

Leia mais

Informativo do Comunicado 079/2014 SEBRAE-SP

Informativo do Comunicado 079/2014 SEBRAE-SP São Paulo, 01 de Setembro de 2014 Informativo do Comunicado 079/2014 SEBRAE-SP O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo - SEBRAE SP informa que o item 6 do comunicado 079/2014

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE EMPREGADOS Nº 004/2013 EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE EMPREGADOS Nº 004/2013 EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS A Fundação Educativa de Rádio e Televisão Ouro Preto - FEOP, no uso de suas atribuições, com fim de contratar empregado para o Programa de Educação Patrimonial

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO PARA HABILITAÇÃO

DOCUMENTAÇÃO PARA HABILITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO PARA HABILITAÇÃO 1. DOCUMENTAÇÃO PESSOAL DO CANDIDATO PARA ANÁLISE CADASTRAL 1.1. Documentação de identificação pessoal (todos os familiares com renda e seus respectivos cônjuges/companheiras(os)

Leia mais

DIREITO CIVIL EXERCÍCIOS SUCESSÕES DISCURSIVAS:

DIREITO CIVIL EXERCÍCIOS SUCESSÕES DISCURSIVAS: DIREITO CIVIL EXERCÍCIOS SUCESSÕES DISCURSIVAS: 1. Capacidade para suceder é a aptidão da pessoa para receber os bens deixados pelo de cujus no tempo da abertura da sucessão. Considerando tal afirmação

Leia mais

GUIA PRÁTICO DO DIVÓRCIO Do começo ao Fim de um Casamento

GUIA PRÁTICO DO DIVÓRCIO Do começo ao Fim de um Casamento GUIA PRÁTICO DO DIVÓRCIO Do começo ao Fim de um Casamento Dra. Deborah Calomino - Advogada calomino@lostadocalomino.com.br Pág. 1 Lostado & Calomino - Advogados Contato Fone: (13) 3222-5688 Fone: (11)

Leia mais

4ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 1, DE 06 DE SETEMBRO DE 2016

4ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 1, DE 06 DE SETEMBRO DE 2016 4ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 1, DE 06 DE SETEMBRO DE 2016 A MESA DIRETORA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ALERJ, no uso de suas atribuições legais e regimentais, nos termos estabelecidos

Leia mais