NÃO SE TRATA APENAS DE UMA INGESTÃO DE FLUIDOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NÃO SE TRATA APENAS DE UMA INGESTÃO DE FLUIDOS"

Transcrição

1 REIDRATAÇÃO DE VITELOS NÃO SE TRATA APENAS DE UMA INGESTÃO DE FLUIDOS A nova solução para diarreias em vitelos Compatível com o leite Boa palatibilidade Correção da acidose, desidratação e hipoglicémia Fácil de preparar Rápida ação

2 DIARREIA DE VITELOS CONSEQUÊNCIAS DE PERDAS NAS FEZES Hipóxia Músculo Intestino Pressão sanguínea periférica Volume de sangue Desidratação Rim Diurese Sem eliminação de H + A diarreia nos vitelos pode ter várias origens (hipersecreção, má absorção, inflamação), sendo a maior parte das vezes causada por bactérias e vírus. Lúmen intestinal D-lactato H 2O NA + K + Cl - Ácidos gordos Sangue HCO 3 H +

3 SITUAÇÕES 4A CORRIGIR DESIDRATAÇÃO 1 ACIDOSE METABÓLICA L- lactato Acidose Fígado HIPOGLICEMIA 2 Ingestão de alimentos Absorção de nutrientes Glucose 3 Hipoglicemia DESREGULAÇÃO DA FLORA INTESTINAL 4

4 A nova solução para diarreias em vitelos Absorção conjunta de água e sódio REIDRATAÇÃO Eficaz Melhor absorção de água e eletrólitos Sódio: 120 meq/l C3 * C1 C2 Na Potássio: 20 meq/l C Glucose + Glicina * C2 C3 K mosm/l Osmolaridade: 490 mosm/l * Análise das características de alguns produtos concorrentes. (C1=Benfital+; C2=Rehydion; C3=Efferhydran) 600 mosm/l NA+ + Acetato

5 Correção eficiente da ACIDOSE Acetato: 100 meq/l Volume a administrar Défice em iões base (mmol) Diferença de iões fortes (mmol/l) DIF = [Na + ]+[K + ]-[Cl - ]= 106 meq/l DIF C * C3 C Menos volume/ tempo para mais benefícios Fonte de ENERGIA diversa Dextrose: 151 mmol/l Glicina: 59 mmol/l Acetato: 100 meq/l Valor energético: 326 Kcal/100 g Compatível com o leite: deixa que o leite forneça energia em conjunto com uma terapia oral de reidratação. Regulação da FLORA INTESTINAL Lactoferrina-NFQ: 90 mg/saqueta Livre de LPS 10 vezes mais ativo Sequestro do ferro livre, essencial para as bactérias Neutraliza as endotoxinas (LPS) * Análise das características de alguns produtos concorrentes. (C1=Benfital+; C2=Rehydion; C3=Efferhydran)

6 PARA A SATISFAÇÃO DOS PRODUTORES Eficiência A fórmula completa com um impacto eficiente na: Acidose Desidratação Corre ção r á pid Energia conse a das qu Desregulação da da dia ências rreia flora intestinal Avaliação da ACIDOSE Posição Descrição 40 kg 45 kg 50 kg 55 kg 60 kg 65 kg 70 kg cada 6 horas Sintomas iniciais de diarreia Posição com a cabeça 1 saqueta = 2 litros Posição firme = 4 3 saquetas = 6 litros 8 litros elevada < 8 dias ,5 125,0 137, ,5 175,0 baixo Posição fraca Baixo reflexo de sucção > 8 dias , , ,0 35 Deitado sobre o esterno < 8 dias , , ,0 35 Reflexo de sucção fraco e esporádico > 8 dias ,5 375,0 412, ,5 525,0 Deitado sobre o esterno 4 saquetas = < 8 dias Forte reflexo de sucção > 8 dias ,5 125,0 137, ,5 175,0 Aumento das fezes Cabeça inclinada para 2 saquetas litros Bicarbonato necessário por vitelo (mmol)/peso na altura da avaliação Idade Deitado de lado Deitado de lado Sem reflexo de sucção < 8 dias , , ,0 35 > 8 dias saqueta = 200 mmol 1 saqueta em 2 l = 100 mmol/l Terapia endovenosa pode ser necessária É necessária reavaliação a

7 Cheiro a baunilha Sabor doce Boa palatabilidade Fácil de preparar Compatível com o leite Solubilidade instantânea em água 1 saqueta diluída em 2 litros de água PORQUE CADA VITELO É DIFERENTE Desidratação Globo ocular afundado Avaliação da DESIDRATAÇÃO Prega de pele cervical (segundos) Membranas mucosas Extremidades Total de água necessário por dia para um vitelo de 50 Kg com diarreia moderada 0% Não 2 Húmida, cor de rosa 2% Ligeiro, 1 mm 3 Seco 6,5 4% Ligeiro, 2 mm 4 Seco 7,5 6% Moderado, 3 mm (separação do globo ocular da orbita) 5,5 5 Seco 8,5 8% Moderado, 4 mm 6 Seco Frias 10% Severo, 6 mm 7 Seco Frias 12% Severo, 7 mm > 8 Seco Frias 14% Severo, > 8 mm > 10 Seco, brancas Frias É necessária terapia endovenosa Quantidade total de líquido pode ser administrada como: Refeição de Calf Lyte Plus Alimentação de leite + Terapia endovenosa, se necessário * From Roussel A. J., T.R. Kassari. Vet. Med., 1990, 85: (50 ml/kg).

8 Ajuda-o a comunicar com os produtores 0015FPA UTILIZAÇÃO: CALF-LYTE PLUS é adequado para utilização em vitelos em caso de risco e durante os períodos de anomalias digestivas (diarreia) ou convalescença das mesmas. A combinação do acetato de sódio, eletrólitos e dextrose é um alimento dietético complementar hipertónico (490mOsm/l) para vitelos com distúrbios digestivos e diarreia. Após a reconstituição a solução não interfere com a digestão do leite e pode ser dado aos vitelos amamentados ou em vitelos alimentados à mão. ADMINISTRAÇÃO: Vitelos - Dissolver uma saqueta (90g) em 2 litros de água morna (37 C) e administrar por garrafa ou tubo no estômago. Administrar 2 litros da solução fresca de 2 a 3 vezes ao dia, exclusivamente ou com uma dieta normal (leite ou leite de substituição). PERÍODO DE UTILIZAÇÃO: - 1 a 7 dias, se alimentado com dieta normal. - 1 a 3 dias, se alimentado exclusivamente, seguido por uma transição de um dia associando dieta regular e CALF-LYTE PLUS. Recomenda-se a consulta a um veterinário antes da utilização e do prolongamento do período de utilização. Não dissolver uma saqueta em menos de 2 litros de água.

A Bioquímica Da Célula. Alternar entre páginas 0/1 Página Anterior Próxima página

A Bioquímica Da Célula. Alternar entre páginas 0/1 Página Anterior Próxima página A Bioquímica Da Célula Alternar entre páginas 0/1 Página Anterior Próxima página A importância da água em nossa vida A água é indispensável para o nosso planeta. Foi através dela que surgiram as primeiras

Leia mais

BIOQUÍMICA II SISTEMAS TAMPÃO NOS ORGANISMOS ANIMAIS 3/1/2012

BIOQUÍMICA II SISTEMAS TAMPÃO NOS ORGANISMOS ANIMAIS 3/1/2012 BIOQUÍMICA II Professora: Ms. Renata Fontes Medicina Veterinária 3º Período O conteúdo de Bioquímica II utiliza os conhecimentos adquiridos referentes ao estudo do metabolismo celular e fenômenos físicos

Leia mais

NUTRIÇÃO DESPORTIVA - ACSM

NUTRIÇÃO DESPORTIVA - ACSM NUTRIÇÃO DESPORTIVA - ACSM RECOMENDAÇÕES DO ACSM PARA NUTRIÇÃO RECOMENDAÇÃO ACSM 6-10g/kg por dia HCO PELAS RAZÕES ABAIXO REFERIDAS, DEVEM SER PRIVILEGIADOS OS ALIMENTOS RICOS EM AMIDO E CELULOSE (POLISSACARIDEOS)

Leia mais

Água o componente fundamental!

Água o componente fundamental! Ms. Sandro de Souza Água o componente fundamental! Claude Bernard, no século XIX, foi o primeiro fisiologista a elucidar a quantidade de líquidos no corpo humano. Posteriormente os líquidos foram compartimentalizados

Leia mais

Descobre tudo sobre um...

Descobre tudo sobre um... Escola Básica 1,2,3/JI de Angra do Heroísmo Dia Mundial da Alimentação 16 de Outubro de 2010 Descobre tudo sobre um... PEQUENO-ALMOÇO PORQUÊ? Porque, após uma noite de sono, em que estivemos várias horas

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia L 2/3

Jornal Oficial da União Europeia L 2/3 PT 7.1.2014 Jornal Oficial da União Europeia L 2/3 REGULAMENTO (UE) N. o 5/2014 DA COMISSÃO de 6 de janeiro de 2014 que altera a Diretiva 2008/38/CE da Comissão que estabelece uma lista das utilizações

Leia mais

REIDRAMAX. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Sais para reidratação oral. REIDRAMAX glicose anidra citrato de sódio cloreto de potássio cloreto de sódio

REIDRAMAX. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Sais para reidratação oral. REIDRAMAX glicose anidra citrato de sódio cloreto de potássio cloreto de sódio REIDRAMAX I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Sais para reidratação oral REIDRAMAX glicose anidra citrato de sódio cloreto de potássio cloreto de sódio Forma farmacêutica e Apresentação Pó para solução oral

Leia mais

Nutrição, digestão e sistema digestório. Profª Janaina Q. B. Matsuo

Nutrição, digestão e sistema digestório. Profª Janaina Q. B. Matsuo Nutrição, digestão e sistema digestório Profª Janaina Q. B. Matsuo 1 2 3 4 Nutrição Nutrição: conjunto de processos que vão desde a ingestão do alimento até a sua assimilação pelas células. Animais: nutrição

Leia mais

Sistema Digestório. Prof. Jair Nogueira

Sistema Digestório. Prof. Jair Nogueira Sistema Digestório Função sistema digestivo Constituição sistema digestivo Digestão Deglutição Movimentos Peristálticos Absorção Disfunções do sistema digestivo Prof. Jair Nogueira Sistema Digestivo -

Leia mais

Doenças veiculadas por água contaminada

Doenças veiculadas por água contaminada Doenças veiculadas por água contaminada FORMAS DE CONTAMINAÇÃO Contato da pele com água contaminada; Ingestão de água contaminada; Ausência de rede de esgoto, falta de água ou práticas precárias de higiene;

Leia mais

Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin

Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin NUTRIÇÃO??? A nutrição é a ciência que estuda a composição dos alimentos e as necessidades nutricionais do indivíduo,

Leia mais

DISTÚRBIO HIDRO- ELETROLÍTICO E ÁCIDO-BÁSICO. Prof. Fernando Ramos Gonçalves -Msc

DISTÚRBIO HIDRO- ELETROLÍTICO E ÁCIDO-BÁSICO. Prof. Fernando Ramos Gonçalves -Msc DISTÚRBIO HIDRO- ELETROLÍTICO E ÁCIDO-BÁSICO Prof. Fernando Ramos Gonçalves -Msc Distúrbio hidro-eletrolítico e ácido-básico Distúrbios da regulação da água; Disnatremias; Alterações do potássio; Acidoses

Leia mais

MODELO DE BULA (Profissionais de Saúde)

MODELO DE BULA (Profissionais de Saúde) MODELO DE BULA (Profissionais de Saúde) CPHD SMP 35 FRAÇÃO ÁCIDA cloreto de sódio + cloreto de potássio + associações APRESENTAÇÃO E FORMA FARMACÊUTICA Solução para hemodiálise bombona plástica de 5 ou

Leia mais

Manutenção do ph do sangue

Manutenção do ph do sangue Manutenção do ph do sangue Muitos dos fluidos biológicos, quer no interior, quer no exterior das células, apresentam intervalos de ph muito apertados, ou seja um valor de ph praticamente constante, uma

Leia mais

Funções e Importância da Água Regulação Térmica Manutenção dos fluidos e eletrólitos corpóreos Reações fisiológicas e metabólicas do organismo Escassa

Funções e Importância da Água Regulação Térmica Manutenção dos fluidos e eletrólitos corpóreos Reações fisiológicas e metabólicas do organismo Escassa Aspectos Higiênicos da Água Prof. Jean Berg Funções e Importância da Água Regulação Térmica Manutenção dos fluidos e eletrólitos corpóreos Reações fisiológicas e metabólicas do organismo Escassa na natureza

Leia mais

PROBIÓTICOS AO SEU ANIMAL DE COMPANHIA

PROBIÓTICOS AO SEU ANIMAL DE COMPANHIA Os benefícios da administração de PROBIÓTICOS AO SEU ANIMAL DE COMPANHIA Benefícios dos probióticos. Em humanos, os diversos benefícios para a saúde derivados da toma regular de probióticos - as chamadas

Leia mais

NIDINA EXPERT CONFORT

NIDINA EXPERT CONFORT NIDINA EXPERT CONFORT NIDINA EXPERT CONFORT é uma fórmula especialmente indicada para o tratamento dietético da cólica infantil e de sintomas de desconforto intestinal associados, que deve ser utilizada

Leia mais

Fundamentos de Química Profa. Janete Yariwake. Equilíbrio químico em solução aquosa. Soluções-tampão. Soluções tampão

Fundamentos de Química Profa. Janete Yariwake. Equilíbrio químico em solução aquosa. Soluções-tampão. Soluções tampão Equilíbrio químico em solução aquosa Soluções-tampão 1 Soluções tampão Definição: soluções que podem resistir a variações significativas de ph. (se adicionamos quantidades pequenas de ácidos fortes ou

Leia mais

Energia: medidas e. necessidade

Energia: medidas e. necessidade Energia: medidas e necessidade Bioenergética Energia é quantitativamente o item mais importante da dieta do animal. Todos os padrões alimentares se baseiam nas necessidades energéticas. Definição => energia

Leia mais

MAPA DE REVISÕES. Revisão Página Motivo Data Responsável

MAPA DE REVISÕES. Revisão Página Motivo Data Responsável DESTINATÁRIOS Médicos do Serviço de Pediatria (UP, EP, CEP) e dos Centros de Saúde da Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Leiria Elaboração Cármen Costa ------------------------------- Aprovação Director

Leia mais

Colheita e manuseamento de fluidos biológicos

Colheita e manuseamento de fluidos biológicos Colheita e manuseamento de fluidos biológicos Na aula de hoje, vamos falar de: 1. Importância da análise de amostras biológicas como ferramentas de diagnóstico 2. Composição dos dois fluidos mais analisados:

Leia mais

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci Nutrição Aplicada à Educação Física Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci ARROZ 100 gramas CÁLCULO DE DIETA CH 25,1 PT 2,0 Lip 1,2 Consumo 300 gramas 100 gr

Leia mais

NUTRIÇÃO. Problemas nutricionais associados à pobreza: Desnutrição /Hipovitaminose / Bócio

NUTRIÇÃO. Problemas nutricionais associados à pobreza: Desnutrição /Hipovitaminose / Bócio NUTRIÇÃO NUTRIÇÃO Problemas nutricionais associados à pobreza: Desnutrição /Hipovitaminose / Bócio Problemas nutricionais associados à hábitos alimentares inadequados: Dislipdemias / Anemia / Obesidade

Leia mais

Biofísica renal. Estrutura e função dos rins

Biofísica renal. Estrutura e função dos rins Biofísica renal Estrutura e função dos rins Múltiplas funções do sistema renal Regulação do balanço hídrico e eletrolítico (volume e osmolaridade) Regulação do equilíbrio ácidobásico (ph) Excreção de produtos

Leia mais

BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS: AMIDO RESISTENTE E FIBRAS (aula 2) Patricia Cintra

BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS: AMIDO RESISTENTE E FIBRAS (aula 2) Patricia Cintra BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS: AMIDO RESISTENTE E FIBRAS (aula 2) Patricia Cintra Fibra alimentar - definição No Brasil, o Ministério da Saúde, pela portaria 41 de 14 de janeiro de 1998, da Agência Nacional

Leia mais

NERVITON MEGA Ômega Vitaminas + 8 Minerais

NERVITON MEGA Ômega Vitaminas + 8 Minerais M.S. 6.6969.0023.001-6 NERVITON MEGA Ômega 3 + 13 Vitaminas + 8 Minerais NERVITON MEGA é um produto inovador no Brasil, pois possui em sua fórmula o óleo de peixe ( ÔMEGA 3 ) e diversas vitaminas e minerais

Leia mais

DISCIPLINA: RCG FISIOLOGIA II MÓDULO: FISIOLOGIA DO SISTEMA DIGESTÓRIO

DISCIPLINA: RCG FISIOLOGIA II MÓDULO: FISIOLOGIA DO SISTEMA DIGESTÓRIO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA DISCIPLINA: RCG 0216 - FISIOLOGIA II MÓDULO: FISIOLOGIA DO SISTEMA DIGESTÓRIO Docentes Responsáveis Prof. Dr.

Leia mais

Controle da Osmolalidade dos Líquidos Corporais. Prof. Ricardo Luzardo

Controle da Osmolalidade dos Líquidos Corporais. Prof. Ricardo Luzardo Controle da Osmolalidade dos Líquidos Corporais Prof. Ricardo Luzardo Osmolalidade é uma função do número total de partículas em solução, independente de massa, carga ou composição química. As partículas

Leia mais

ABASTECIMENTOS NA MARCHA ATLÉTICA

ABASTECIMENTOS NA MARCHA ATLÉTICA ABASTECIMENTOS NA MARCHA ATLÉTICA 1 Apresentação de Susana Feitor, baseada na sua experiência como atleta de 20km Marcha. 2 MARCHA ATLÉTICA VERSUS CORRIDA (MARATONA) Circuito Condições das bebidas pessoais

Leia mais

NUTRIENTES. Profª Marília Varela Aula 2

NUTRIENTES. Profª Marília Varela Aula 2 NUTRIENTES Profª Marília Varela Aula 2 NUTRIENTES NUTRIENTES SÃO SUBSTÂNCIAS QUE ESTÃO INSERIDAS NOS ALIMENTOS E POSSUEM FUNÇÕES VARIADAS NO ORGANISMO. PODEM SER ENCONTRADOS EM DIFERENTES ALIMENTOS, POR

Leia mais

NUTRIÇÃO E DIETA Doença Inflamatória do Intestino

NUTRIÇÃO E DIETA Doença Inflamatória do Intestino Serviço de Gastrenterologia Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, EPE Diretora: Dra. Maria Antónia Duarte Vera Costa Santos 10 Outubro 2015 TUBO DIGESTIVO Digestão de alimentos Boca Esófago

Leia mais

Benefícios do Suco de Laranja Para Sistema Imunológico.

Benefícios do Suco de Laranja Para Sistema Imunológico. Suco de Laranja Laranja. A Laranja é uma fruta cítrica popular por seu sabor doce e picante. Elas pertencem à família Rutaceae e são cultivadas e consumido em todo o mundo. Além disso, Há um número de

Leia mais

TOP 10 RAZÕES PARA BEBER GEL DE ALOE VERA

TOP 10 RAZÕES PARA BEBER GEL DE ALOE VERA TOP 10 RAZÕES PARA BEBER GEL DE ALOE VERA Gel de Aloe Vera Imagine cortar uma folha de babosa e consumir o gel diretamente da planta. Um produto certificado pela Forever Living, o Aloe Vera Gel está tão

Leia mais

Autor(es) Bem Estar Social Orientações práticas para o Trabalho na Cozinha

Autor(es) Bem Estar Social Orientações práticas para o Trabalho na Cozinha 1 de 5 10/16/aaaa 11:09 Bem Estar Social Frutas : boas fontes de energia, vitaminas e minerais Frutas: Boas fontes de Nome energia, vitaminas e minerais Produto Folder Data Preço - Bem Estar Social : Linha

Leia mais

O que são nutrientes?

O que são nutrientes? Os nutrientes O que são nutrientes? São substâncias utilizadas pelo metabolismo do organismo essenciais ao seu funcionamento; Os alimentos contêm nutrientes que o organismo não consegue sintetizar, assim

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o doente. Cobaxid Infantil 1 mg Pó oral. Cobamamida

Folheto informativo: Informação para o doente. Cobaxid Infantil 1 mg Pó oral. Cobamamida Folheto informativo: Informação para o doente Cobaxid Infantil 1 mg Pó oral Cobamamida Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento pois contém informação importante para

Leia mais

Apostila de Biologia 06 Sistema Excretor Fábio Henrique

Apostila de Biologia 06 Sistema Excretor Fábio Henrique 1.0 Excreção Apostila de Biologia 06 Sistema Excretor Fábio Henrique É a Eliminação de subprodutos do metabolismo celular. 1.1 Homeostase É uma condição na qual o meio interno do corpo permanece dentro

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 2008L0038 PT 12.11.2014 004.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições B DIRECTIVA 2008/38/CE DA COMISSÃO de 5 de Março de 2008 que estabelece uma lista

Leia mais

Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo

Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo Nutrientes e suas funções Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo NUTRIENTE Substância absorvida e utilizada pelo organismo para

Leia mais

DIETA PARA ENDURANCE. Endurance é o tipo de exercício de alta intensidade por tempo prolongado.

DIETA PARA ENDURANCE. Endurance é o tipo de exercício de alta intensidade por tempo prolongado. Lídia B. Loyola DIETA PARA ENDURANCE Endurance é o tipo de exercício de alta intensidade por tempo prolongado. As diferenças estruturais de cada tipo de fibra muscular determinam que tipo de nutriente

Leia mais

Anexo III. Alterações nas secções relevantes do resumo das caraterísticas do medicamento e do folheto informativo

Anexo III. Alterações nas secções relevantes do resumo das caraterísticas do medicamento e do folheto informativo Anexo III Alterações nas secções relevantes do resumo das caraterísticas do medicamento e do folheto informativo Nota: As alterações ao Resumo das Características do Medicamento e ao Folheto Informativo

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP

Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 91 4,55 Carboidratos 21,4 7,13 Proteínas 2,1 2,80 Gorduras

Leia mais

Metabolismo Energético em Ruminates. Integrantes: Êmili H, Mariéli M. e Theline R.

Metabolismo Energético em Ruminates. Integrantes: Êmili H, Mariéli M. e Theline R. Metabolismo Energético em Ruminates 1 METABOLISMO VISCERAL Integrantes: Êmili H, Mariéli M. e Theline R. INTRODUÇÃO 2 Os animais necessitam de um aporte de energia química para realizar suas diversas funções;

Leia mais

Aula-8Gasometria Arterial. Profª Tatiani

Aula-8Gasometria Arterial. Profª Tatiani Aula-8Gasometria Arterial Profª Tatiani Gasometria Arterial A gasometria arterial é um exame invasivo que mede as concentrações de oxigênio, a ventilação e o estado ácido-básico. Tipicamente, os valores

Leia mais

CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito

CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Verifique se este caderno contém : PROVA DE

Leia mais

Doença de Crohn. Grupo: Bruno Melo Eduarda Melo Jéssica Roberta Juliana Jordão Luan França Luiz Bonner Pedro Henrique

Doença de Crohn. Grupo: Bruno Melo Eduarda Melo Jéssica Roberta Juliana Jordão Luan França Luiz Bonner Pedro Henrique Doença de Crohn Grupo: Bruno Melo Eduarda Melo Jéssica Roberta Juliana Jordão Luan França Luiz Bonner Pedro Henrique A doença de Crohn (DC) é considerada doença inflamatória intestinal (DII) sem etiopatogenia

Leia mais

FARLAC (lactulose) Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A. Xarope 667mg/mL

FARLAC (lactulose) Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A. Xarope 667mg/mL FARLAC (lactulose) Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A. Xarope 667mg/mL I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Farlac lactulose APRESENTAÇÃO Xarope Embalagem contendo frasco com 120mL. USO ORAL

Leia mais

DISCIPLINA NOÇÕES DE NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ÁGUA PROFESSORA IVETE ARAKAKI FUJII

DISCIPLINA NOÇÕES DE NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ÁGUA PROFESSORA IVETE ARAKAKI FUJII DISCIPLINA NOÇÕES DE NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ÁGUA PROFESSORA IVETE ARAKAKI FUJII A água é o constituinte mais abundante do corpo humano A água responde por cerca de 70% da massa corporal e por funções no

Leia mais

GAMA 1xDIA. Maio 2016

GAMA 1xDIA. Maio 2016 GAMA 1xDIA Maio 2016 GAMA 1xDIA MULTI Fórmula tudo-em-um. Contém nutrientes que contribuem para a redução do cansaço e da fadiga. Contém 40 nutrientes essenciais. Sem glúten. Adequado para vegetarianos.

Leia mais

As funções das proteínas no organismo :

As funções das proteínas no organismo : PROTEINAS As funções das proteínas no organismo : As principais funções das proteínas - Construção de novos tecidos do corpo humano. - Atuam no transporte de substâncias como, por exemplo, o oxigênio.

Leia mais

AULA: 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana.

AULA: 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana. : 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana. Conteúdo: Doenças relacionadas ao sedentarismo Diabetes. Doenças relacionadas ao sedentarismo Hipertensão arterial e dislipidemias. Habilidades:

Leia mais

OS PARASITAS INTESTINAIS (VERMES)

OS PARASITAS INTESTINAIS (VERMES) OS PARASITAS INTESTINAIS (VERMES) Os pombos são frequentemente parasitados por vermes redondos, do género dos Ascarídeos e Capilária e com menos frequência por vermes achatados do género das Ténias. No

Leia mais

Nome do medicamento: LUFTAL MAX. Forma farmacêutica: cápsulas. Concentrações: 125 mg

Nome do medicamento: LUFTAL MAX. Forma farmacêutica: cápsulas. Concentrações: 125 mg Nome do medicamento: LUFTAL MAX Forma farmacêutica: cápsulas Concentrações: 125 mg APRESENTAÇÕES Cápsulas gelatinosas de 125 mg em embalagem com 10 cápsulas. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada cápsula

Leia mais

BIOQUÍMICA E METABOLISMO DOS MICRONUTRIENTES NA TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL E PARENTERAL

BIOQUÍMICA E METABOLISMO DOS MICRONUTRIENTES NA TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL E PARENTERAL BIOQUÍMICA E METABOLISMO DOS MICRONUTRIENTES NA TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL E PARENTERAL Profa. Dra. Maria Rosimar Teixeira Matos Docente do Curso de Nutrição da UECE TERAPIA NUTRICIONAL Suprir as necessidades

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS DE DOM PEDRITO CURSO ZOOTECNIA. Aula - Período seco

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS DE DOM PEDRITO CURSO ZOOTECNIA. Aula - Período seco UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS DE DOM PEDRITO CURSO ZOOTECNIA Aula - Período seco Prof. Luciane Rumpel Segabinazzi Bovinocultura de Leite II 1º sem. 2016 Secagem da vaca 1. O que é o secar a vaca??

Leia mais

LITOCIT. citrato de potássio monoidratado

LITOCIT. citrato de potássio monoidratado LITOCIT citrato de potássio monoidratado APRESENTAÇÕES Comprimidos de 5 meq. Caixas com 60 comprimidos. Comprimidos de 10 meq. Caixas com 60 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido

Leia mais

ALIMENTAÇÃO Cl ara S k er S ampa o

ALIMENTAÇÃO Cl ara S k er S ampa o ALIMENTAÇÃO Clara Saker Sampaio CONCEITOS Substituto de leite materno: qualquer alimento comercializado ou de alguma forma apresentado como um substituto parcial ou total do leite materno e/ou humano,

Leia mais

Prof. Hélder Mauad 2012

Prof. Hélder Mauad 2012 Prof. Hélder Mauad 2012 FORMAÇÃO DE URINA CONCENTRADA E DILUÍDA REGULAÇÃO DA OSMOLARIDADE DO LIQUIDO EXTRACELULAR E DA CONCENTRAÇÃO DE SÓDIO As células do corpo são banhadas por LEC com concentração constante

Leia mais

Água. A importância da água para a vida.

Água. A importância da água para a vida. Bioquímica Celular Água A importância da água para a vida. A água é principal constituinte dos fluidos do corpo humano, que é composto por mais de 60% de água. É essencial para dissolver e transportar

Leia mais

HIPERÊMESE GRAVÍDICA. Msc. Roberpaulo Anacleto

HIPERÊMESE GRAVÍDICA. Msc. Roberpaulo Anacleto HIPERÊMESE GRAVÍDICA Msc. Roberpaulo Anacleto Introdução A ocorrência ocasional de náuseas e vômitos até 14 semanas de gestação, mais comum no período da manhã, é rotulada como êmese gravídica e pode ser

Leia mais

Metabolismo dos Glicídios

Metabolismo dos Glicídios QUÍMCA E BIOQUÍMICA Curso Técnico em Nutrição e Dietética Metabolismo dos Glicídios Professor: Adriano Silva Os hidratos de carbono são as biomoléculas mais abundantes do nosso planeta 100b de toneladas

Leia mais

D e s n u t r i ç ã o. Prof. Orlando Antônio Pereira Pediatria e Puericultura FCM - UNIFENAS

D e s n u t r i ç ã o. Prof. Orlando Antônio Pereira Pediatria e Puericultura FCM - UNIFENAS D e s n u t r i ç ã o Prof. Orlando Antônio Pereira Pediatria e Puericultura FCM - UNIFENAS O estado nutricional de uma população é um excelente indicador de sua qualidade de vida, espelhando o modelo

Leia mais

HIDRAFIX. Takeda Pharma Ltda. Solução oral concentrada

HIDRAFIX. Takeda Pharma Ltda. Solução oral concentrada BULA PARA PACIENTE RDC 47/2009 HIDRAFIX Takeda Pharma Ltda. Solução oral concentrada cloreto de sódio 2,34 mg/ml cloreto de potássio 1,49 mg/ml citrato de sódio di-hidratado 1,96 mg/ml glicose 19,83 mg/ml

Leia mais

Considerações Gerais sobre Hemogasometria

Considerações Gerais sobre Hemogasometria Considerações Gerais sobre Hemogasometria Exame hemogasométrico Grande importância na avaliação do equilíbrio ácido-básico Diagnóstico e prognóstico de inúmeras enfermidades Cuidados importantes para obtenção

Leia mais

TROCAS GASOSAS TRANSPORTE DE O 2 E CO 2 FUNÇOES DA HEMOGLOBINA QUÍMICA DA RESPIRAÇÃO. Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes

TROCAS GASOSAS TRANSPORTE DE O 2 E CO 2 FUNÇOES DA HEMOGLOBINA QUÍMICA DA RESPIRAÇÃO. Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes TROCAS GASOSAS TRANSPORTE DE O 2 E CO 2 FUNÇOES DA HEMOGLOBINA QUÍMICA DA RESPIRAÇÃO Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes Plasma sanguíneo ph normal Acidose Alcalose Líquido extracelular Sangue arterial

Leia mais

Distribuição Esquemática das Atividades Didáticas do Curso de Medicina - UFSJ/SEDE 2º Semestre Semana Unidades Curiculares Turno Seg Ter Qua Qui Sex

Distribuição Esquemática das Atividades Didáticas do Curso de Medicina - UFSJ/SEDE 2º Semestre Semana Unidades Curiculares Turno Seg Ter Qua Qui Sex Distribuição Esquemática das Atividades Didáticas do Curso de Medicina - UFSJ/SEDE 2º Semestre Semana Unidades Curiculares Turno Seg Ter Qua Qui Sex 1 2 Módulo I: M 3 BBPM Aparelho Cardiorrespiratório

Leia mais

SECRETARIA ESPECIAL DE ESTADO DE GESTÃO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E SERVIÇOS LOGÍSTICOS

SECRETARIA ESPECIAL DE ESTADO DE GESTÃO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E SERVIÇOS LOGÍSTICOS RELAÇÃO DE ITENS Item Serviço Unidade Qtd 1 Água mineral sem gás, e embalada em 2 Água mineral sem gás, embalada em garrafa transparente de 1,5, Ph de 4,1 a 9,2 a 25 C, validade mínima de 12 meses. 3 Água

Leia mais

FLEBITE E N F ª L U A N A Z A G O T I M E D E T E R A P I A I N F U S I O N A L H C / U F T M

FLEBITE E N F ª L U A N A Z A G O T I M E D E T E R A P I A I N F U S I O N A L H C / U F T M FLEBITE E N F ª L U A N A Z A G O T I M E D E T E R A P I A I N F U S I O N A L H C / U F T M DEFINIÇÃO É a inflamação de uma veia, na qual as células endoteliais da parede venosa ficam bem irritadas.

Leia mais

OMELETE DE CLARAS. Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino. Informações Técnicas. SINÔNIMOS: Albumina

OMELETE DE CLARAS. Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino. Informações Técnicas. SINÔNIMOS: Albumina Informações Técnicas OMELETE DE CLARAS Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino SINÔNIMOS: Albumina O omelete trata-se de uma opção proteica com 22g de proteína na porção. Uma excelente alternativa

Leia mais

Pedialyte 60 Zinco Sabores Maçã e Uva

Pedialyte 60 Zinco Sabores Maçã e Uva Pedialyte 60 Zinco Sabores Maçã e Uva ABBOTT LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA. Solução Oral cloreto de sódio 175,700 mg, gliconato de zinco 6,000 mg, glicose monoidratada 1,188 g, citrato de sódio diidratado

Leia mais

CPHD Bicabonato de Sódio 8,4%

CPHD Bicabonato de Sódio 8,4% CPHD Bicabonato de Sódio 8,4% Fresenius Medical Care Ltda Solução para Hemodiálise 8,4% MODELO DE BULA (Profissionais de Saúde) CPHD BICARBONATO DE SÓDIO 8,4% bicarbonato de sódio FRAÇÃO BÁSICA APRESENTAÇÃO

Leia mais

SOPA PROTEICA DE ERVILHAS

SOPA PROTEICA DE ERVILHAS Informações Técnicas SOPA PROTEICA DE ERVILHAS Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino SINÔNIMOS: Proteína de ervilha A sopa de ervilha trata-se de uma opção proteica com 22g de proteína na

Leia mais

Pedialyte 45 Zinco Sabores Guaraná, Maçã e Morango

Pedialyte 45 Zinco Sabores Guaraná, Maçã e Morango Pedialyte 45 Zinco Sabores Guaraná, Maçã e Morango ABBOTT LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA. Solução Oral cloreto de sódio 207,600 mg, gliconato de zinco 6,100 mg, glicose monoidratada 2,500 g, citrato de sódio

Leia mais

Ficha Técnica de Produtos BLEND WHEY

Ficha Técnica de Produtos BLEND WHEY Descrição: É um alimento protéico para atletas que possui em sua formulação uma junção de proteínas de rápida absorção e time release, com acréscimo de enzimas digestivas para auxiliar na digestibilidade

Leia mais

CAD. choque! CAD. Ricardo Duarte www.hospitalveterinariopompeia.com.br. hiperglicemia - + H + glicose. glucagon. catecolaminas cortisol GH

CAD. choque! CAD. Ricardo Duarte www.hospitalveterinariopompeia.com.br. hiperglicemia - + H + glicose. glucagon. catecolaminas cortisol GH Ricardo Duarte www.hospitalveterinariopompeia.com.br hiperglicemia CAD acidose cetose neoglicogênese glicogenólise + amino ácidos insulina insuficiente suspensão da insulina resistência insulínica deficiência

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO. Cada ml da solução contém 3,25mg de fluoreto de sódio (equivalente a 0,05mg de ião fluoreto/gota).

FOLHETO INFORMATIVO. Cada ml da solução contém 3,25mg de fluoreto de sódio (equivalente a 0,05mg de ião fluoreto/gota). FOLHETO INFORMATIVO FLÚOR LACER 3.25 mg/ml Gotas orais, solução (Fluoreto de Sódio) COMPOSIÇÃO Cada ml da solução contém 3,25mg de fluoreto de sódio (equivalente a 0,05mg de ião fluoreto/gota). 1 ml =

Leia mais

*Distúrbio do metabolismo de CHO devido ao aumento da demanda por glicose pelos fetos em desenvolvimento nas últimas 6 semanas de gestação

*Distúrbio do metabolismo de CHO devido ao aumento da demanda por glicose pelos fetos em desenvolvimento nas últimas 6 semanas de gestação Prof. Me. Diogo Gaubeur de Camargo *Doença metabólica de ovelhas que ocorre durante as últimas semanas de gestação *Caracterizada por hipoglicemia e cetose *Fígado gorduroso e encefalopatia hepática *Sinonímias

Leia mais

Sistema tampão. Um sistema tampão é constituído por um ácido fraco e sua base conjugada HA A - + H +

Sistema tampão. Um sistema tampão é constituído por um ácido fraco e sua base conjugada HA A - + H + Sistema tampão Um sistema tampão é constituído por um ácido fraco e sua base conjugada HA A - + H + Quando se adiciona um ácido forte na solução de ácido fraco HX X - + H + HA A - H + X - H + H + HA A

Leia mais

Anatomia do Sistema Digestório

Anatomia do Sistema Digestório Anatomia do Sistema Digestório O sistema digestório humano é formado por um longo tubo musculoso, ao qual estão associados órgãos e glândulas que participam da digestão. Apresenta as seguintes regiões;

Leia mais

Aumento da Temperatura Corporal / Febre

Aumento da Temperatura Corporal / Febre Aumento da Temperatura Corporal / Febre FAQ s (Questões mais frequentes) O que é febre? É o aumento da temperatura corporal Considera-se febre - temperatura axilar superior ou igual a 38ºC É um importante

Leia mais

2 Lavagem Gástrica. É a limpeza do estômago realizada através de uma SNG (Sonda Nasogástrica) ou Gástrica (PERRY & POTTER 2004).

2 Lavagem Gástrica. É a limpeza do estômago realizada através de uma SNG (Sonda Nasogástrica) ou Gástrica (PERRY & POTTER 2004). 2 Lavagem Gástrica É a limpeza do estômago realizada através de uma SNG (Sonda Nasogástrica) ou Gástrica (PERRY & POTTER 2004). Objetivos: Remover substâncias tóxicas ou irritantes Preparar pacientes para

Leia mais

BULA DO PROFISSIONAL DE SAÚDE SOLUÇÃO GLICOFISIOLÓGICA HALEX ISTAR SOLUÇÃO INJETAVEL (50 + 9) MG/ML

BULA DO PROFISSIONAL DE SAÚDE SOLUÇÃO GLICOFISIOLÓGICA HALEX ISTAR SOLUÇÃO INJETAVEL (50 + 9) MG/ML BULA DO PROFISSIONAL DE SAÚDE SOLUÇÃO GLICOFISIOLÓGICA HALEX ISTAR SOLUÇÃO INJETAVEL (50 + 9) MG/ML Solução glicofisiológica Glicose anidra e cloreto de sódio (50 + 9) mg/ IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Leia mais

Metabolismo da Glicose. Glicose, metabolismo e enfermidades relacionadas. Metabolismo da Glicose. Prof. Me. Diogo Gaubeur de Camargo

Metabolismo da Glicose. Glicose, metabolismo e enfermidades relacionadas. Metabolismo da Glicose. Prof. Me. Diogo Gaubeur de Camargo Glicose, metabolismo e enfermidades relacionadas Prof. Me. Diogo Gaubeur de Camargo Metabolismo da Glicose CHOs Polissacarídeos Dissacarídeos (MAL, SAC, LAC) Monossacarídeos (Glic, Frut, Galact, Mano e

Leia mais

FISIOLOGIA FISIOLOGIA ANIMAL 4/3/2011 SISTEMAS DO ORGANISMO

FISIOLOGIA FISIOLOGIA ANIMAL 4/3/2011 SISTEMAS DO ORGANISMO FISIOLOGIA ANIMAL SISTEMAS DO ORGANISMO FISIOLOGIA FUNCIONAMENTO DOS SERES VIVOS INTERPRETAR E DESCREVER FENÔMENOS DESCOBRIR CAUSAS E MECANISMOS CORRELAÇÕES ENTRE OS ÓRGÃOS DEFINIR FUNÇÕES PROF. CLERSON

Leia mais

ENERGÉTICOS - VITAMINAS. Suplementos Alimentares

ENERGÉTICOS - VITAMINAS. Suplementos Alimentares AL I DA D E G ENERGÉTICOS - VITAMINAS D A QU Suplementos Alimentares ARANT I Além de ser vital para regular a pressão arterial, mantendo o sistema nervoso saudável, a vitamina D entra em ação para absorver

Leia mais

Múcua. super fruto do passado.

Múcua. super fruto do passado. Múcua super fruto do passado. Prof Doutor Pedro Catarino 2ª Conferência Nacional sobre Ciência e Tecnologia Caracterização físicoquímica e bioactiva da polpa do fruto de Adansonia digitata L. Objectivos

Leia mais

O segredo é a conciliação de recrias intensivas, com abates precoces e de alta taxa de ganho.

O segredo é a conciliação de recrias intensivas, com abates precoces e de alta taxa de ganho. Atualmente o Brasil confina em torno de 2,5 milhões de bovinos, produzindo cerca de 600 mil toneladas de carne de melhor qualidade, tendo em vista não só o sistema de produção em si, mas também pela menor

Leia mais

Fisiologia do Esforço

Fisiologia do Esforço Fisiologia do Esforço Curso Desporto e BemEstar 3º Semestre 008/09 Capítulo II Bases da Bioenergética Escola Superior de Educação Instituto Politécnico de Leiria 7 Out 08 ATP-CP e energia O sistema ATP-CP

Leia mais

Catálogo Virtual CHROMIUM PICOLINATO. Televendas: (21) Site:

Catálogo Virtual CHROMIUM PICOLINATO. Televendas: (21) Site: CHROMIUM PICOLINATO Maça e Banana Ref.: KA341 COLLAGEN HIDROLYSATE COLLAGEN HIDROLYSATE Sabores: Uva Laranja com Acerola. Maça e Banana Ref.: KA341 EVOLUTION WHEY NO2 COLLAGEN Whey Protein é derivado do

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA O CARGO EFETIVO DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO PROVA ESCRITA. Áreadeconcurso:

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA O CARGO EFETIVO DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO PROVA ESCRITA. Áreadeconcurso: P grad Pró-reitona de Graduação UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA O CARGO EFETIVO DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR EDITAL Nº

Leia mais

Asma Brônquica. Profº. Enfº Diógenes Trevizan Especialização Urgência e Emergência

Asma Brônquica. Profº. Enfº Diógenes Trevizan Especialização Urgência e Emergência Asma Brônquica Profº. Enfº Diógenes Trevizan Especialização Urgência e Emergência Conceito: Doença caracterizada por ataques agudos e recorrentes de dispnéia, tosse e expectoração tipo mucóide. A falta

Leia mais

Descrição do produto. Categoria Fiscal ANVISA. MS: RDC 27/2010 / Anexo 1. Características. Pó de cor bege-marrom, solúvel em água.

Descrição do produto. Categoria Fiscal ANVISA. MS: RDC 27/2010 / Anexo 1. Características. Pó de cor bege-marrom, solúvel em água. Vida Forte Ind. e Com. de Prod. Naturais Ltda. Descrição do produto Ficha Técnica de TERMO PLUS Sabores: Frutas Vermelhas Laranja Limão Termo Plus é um produto para auxiliar na redução de gordura com ingredientes

Leia mais

A ATENÇÃO À SAÚDE DAS CRIANÇAS NA PRIMEIRA INFÂNCIA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

A ATENÇÃO À SAÚDE DAS CRIANÇAS NA PRIMEIRA INFÂNCIA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO A ATENÇÃO À SAÚDE DAS CRIANÇAS NA PRIMEIRA INFÂNCIA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO A Pesquisa da Primeira Infância, realizada pela Fundação Seade em parceria com a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal,

Leia mais

ABSORÇÃO FOLIAR. Prof. Josinaldo Lopes Araujo. Plantas cultivadas dividem-se em: Folhas Caule Raízes

ABSORÇÃO FOLIAR. Prof. Josinaldo Lopes Araujo. Plantas cultivadas dividem-se em: Folhas Caule Raízes ABSORÇÃO FOLIAR Prof. Josinaldo Lopes Araujo 1 INTRODUÇÃO Plantas cultivadas dividem-se em: Folhas Caule Raízes Cada parte tem uma função definida As folhas absorvem água e nutrientes Porque essa capacidade?

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERISTÍCAS DO MEDICAMENTO. MOVICOL Pediátrico Chocolate, saqueta com 6,9 g, pó para solução oral

RESUMO DAS CARACTERISTÍCAS DO MEDICAMENTO. MOVICOL Pediátrico Chocolate, saqueta com 6,9 g, pó para solução oral RESUMO DAS CARACTERISTÍCAS DO MEDICAMENTO 1.NOME DO MEDICAMENTO MOVICOL Pediátrico Chocolate, saqueta com 6,9 g, pó para solução oral 2.COMPOSICÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada saqueta de MOVICOL Pediátrico

Leia mais

Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais.

Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais. Conteúdo Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais.... 2 Como ler os rótulos dos alimentos... 5 Dose de produto... 7 Calorias... 7 Quantidade de nutrientes... 8 Explicação da quantificação

Leia mais

Escola Municipal do Ensino Fundamental Tiradentes. Disciplina: Ciências. Professora: Daniela Baggio e Rosa Maria.

Escola Municipal do Ensino Fundamental Tiradentes. Disciplina: Ciências. Professora: Daniela Baggio e Rosa Maria. Escola Municipal do Ensino Fundamental Tiradentes. Disciplina: Ciências. Professora: Daniela Baggio e Rosa Maria. Nome: Alessandra, Camila, Cheila e Luana. Flores da Cunha, julho de 2008. Carboidratos

Leia mais

EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero

EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero a) Que números indicam artérias e veias? b) Que números indicam vasos por onde circulam sangue

Leia mais

IV.2) TECIDO CARTILAGINOSO

IV.2) TECIDO CARTILAGINOSO IV.2) TECIDO CARTILAGINOSO Caracteriza-se pela presença de uma matriz intercelular de consistência firme, flexível, porém, não rígida. Funções: sustentação; revestimento de superfícies articulares; crescimento

Leia mais

DIARREIA e sinais de deshidratação

DIARREIA e sinais de deshidratação DIARREIA e sinais de deshidratação Tenreira Martins Suzanne, Responsavel da formação Diarreia = evacuaçao de fezes liquidas ou pastosas com uma frequencia = ou > 3 X por dia Os sinais de deshidratação

Leia mais