Tron Informática

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tron Informática"

Transcrição

1 13º Salário Gratificação Natalina 1 Veja uma vídeo-aula sobre este assunto em: calcular-o-13-salario.html A Gratificação de Natal, popularmente conhecida como 13º Salário, foi instituída pela Lei nº 4.090, de 13/07/1962, regulamentada pelo Decreto nº ,, de 03/11/1965, e alterações posteriores. Pela lei, todo empregado urbano, rural ou doméstico, inclusive os trabalhadores avulsos, têm direito ao recebimento do 13º salário, independentemente da remuneração a que faz jus. O 13º Salário é pago, convencionalmente, em duas parcelas, sendo a 1ª parcela entre os meses de Fevereiro e Novembro de cada ano e a 2ª parcela até o dia 20 de dezembro. A empresa pode pagar o adiantamento do 13º salário aos empregados em várias parcelas até o dia 30 de novembro? Não.. O art. 3º do Decreto nº /1965, que regulamenta a Lei do 13º salário, dispõe que entre os meses de fevereiro e novembro de cada ano, o empregador paga como adiantamento da gratificação, de uma só vez, metade do salário recebido pelo empregado no mês anterior. Assim, o adiantamento do 13º salário não poderá ser pago em várias parcelas, ainda que dentro do prazo previsto, pois a empresa não estaria observando a regra de pagamento do adiantamento de uma só vez, e, portanto, contrariando riando a legislação (Fundamento: Decreto nº /1965, art. 3º). Contudo, o empregado pode receber a 1ª parcela do 13º salário por ocasião das férias, desde que a solicite ao empregador durante o mês de janeiro do correspondente ano, ou seja, até o dia 31 deste mês (Lei nº 4.749/65, art. 2º, 2º e Decreto nº 57155/65, art. 4º). O adiantamento da 1ª parcela, por ocasião das férias, somente é possível quando estas são gozadas entre os meses de fevereiro e novembro (art. 2º, caput, Lei nº 4.749/65). Tron Informática

2 2 Adiantamento do 13º Salário nas férias O valor a ser adiantado a título de 13º salário nas férias, corresponderá a 50% do salário do funcionário. Veja o exemplo a seguir: Um funcionário com remuneração mensal de R$ 1.000,00 entra em Férias no dia 1º do mês de junho de Logo, teremos no Recibo de Férias: Férias 30 dias... R$ 1.000,00 1/3 de Férias... R$ 333,33 Adiantamento de 13º Salário R$ 500,00 INSS Férias (9% conforme tabela)... R$ 119,99 Líquido de Férias... R$ 1.213,34 Contagem de avos Conforme disposto no decreto nº , de 3 de novembro de 1965, temos: Art.1º - O pagamento da gratificação salarial, instituída pela Lei nº 4.090, de 13 de julho de 1962, com as alterações constantes da Lei nº 4.749, de 12 de agosto de 1965, será efetuado pelo empregador até o o dia 20 de dezembro de cada ano, tomando-se por base a remuneração devida nesse mês, de acordo com o tempo de serviço do empregado no ano em curso. Parágrafo único A gratificação corresponderá a 1/12 (um doze avos) da remuneração devida em dezembro, por mês de serviço, do ano correspondente, sendo que a fração igual ou superior a 15(quinze) dias de trabalho, será considerado como mês integral. Funcionários admitidos no ano corrente 1ª Parcela Para os funcionários admitidos até o dia 17 de janeiro, a contagem de avos será considerada até o mês de Dezembro. Para os funcionários admitidos a partir de 18 de janeiro, a contagem de avos como padrão será considerada até o mês que antecede ao cálculo (art.2º, caput, da Lei nº 4749/65), no entanto este entendimento não é ponto pacífico. Existem legisladores que entendem que a contagem de avos deve ser efetuada até o mês de pagamento outros que deve ser considerado até o mês de Dezembro. 2ª Parcela Na 2ª parcela a contagem será efetuada até o mês de dezembro sendo 1/12 (um doze avos) por mês trabalhado ou fração igual ou superior a 15 dias dentro do mês. Tron Informática

3 3 Afastamentos Auxílio Doença Trata-se de afastamento por motivo de Auxílio Doença, cujo tratamento se estende por mais de 15 dias, com suspensão contratual automática a partir do 16º dia. Durante os primeiros 15 dias de afastamento do trabalho, cabe à empresa pagar ao trabalhador o respectivo salário. O empregado que está ou esteve em gozo desse benefício recebe da empresa o 13º salário proporcional relativo ao período de efetivo trabalho, assim considerados os 15 primeiros dias de ausência, e o tempo anterior e posterior ao afastamento. E a Previdência Social (INSS) assume o período relativo ao afastamento, isto é, do 16º dia até o retorno ao trabalho, computando-o para fins de pagamento do 13º Salário. Empregado admitido em 08/02/19999 ficou afastado do trabalho por motivo de auxílio-doença, no ano de 2009, no período de 03/04/2009 (16º dia de afastamento da atividade) até 27/05/ Nesse caso, a empresa deve calcular e quitar o 13º salário desse empregado proporcionalmente aos períodos tidos como efetivamente trabalhados, antes e depois do lapso de tempo em que esteve afastado percebendo benefício previdenciário. Assim, no caso, a empresa deverá computar 10/12 relativos ao 13º salário proporcional em 2009 dos quais: a) 3/12 avos correspondem ao período de à (anterior ao início do benefício previdenciário) e; b) 7/12 avos relativos ao período de à (posterior ao afastamento). Auxílio Doença decorrente de Acidente do Trabalho O entendimento da Justiça do Trabalho é de que as faltas ou ausências decorrentes de acidentes de trabalho não são consideradas para efeito de cálculo da Gratificação Natalina (Enunciado TST nº 46). Portanto, as ausências ao serviço por acidente de trabalho não reduzem o cálculo e conseqüentemente do 13º salário também não. Tron Informática

4 4 Nesse caso, tendo em vista que o empregado receberá o Abono Anual da Previdência Social, entende-se que a empresa deve apenas complementar o valor do 13º salário, calculando como se contrato de trabalho não tivesse sido interrompido pelo acidente. Assim, o valor do Abono Anual pago pela Previdência Social mais o complemento a cargo da empresa devem corresponder ao valor integral do 13º Salário do empregado supracitado. Empregado tem um salário mensal em dezembro de R$ 1.000,00 e esteve afastado no período de à pelo INSS. Nessa hipótese a empresa deverá calcular e pagar o 13º salário desse empregado proporcionalmente aos períodos tidos como efetivamente trabalhados, antes e depois do lapso de tempo em que esteve afastado por acidente de trabalho, bem como pagar a diferença entre o efetivo valor do período de afastamento e o pago pela Previdência Social, que foi de R$ 294,00. De acordo com o exemplo supracitado, o cálculo do 13º Salário será o seguinte: a) 6/12 avos correspondente ao período de à Logo: R$ 1.000,00 / 12 * 6 = R$ 500,00 b) 2/12 avos relativos ao período de à Logo: R$ 1.000,00 / 12 * 2 = R$ 166,67 c) 4/12 avos pertinentes ao afastamento de à Logo: R$ 1.000,00 /12 * 4 = R$ 333,33 R$ 333,33 R$ 294,00 (valor pago pelo INSS) ) = R$ 39,33 (diferença a ser paga pela empresa) Valor Total a ser pago pela Empresa é igual a (a+b+c), ou seja R$ 706,00. Dessa forma o funcionário estará recebendo o valor Integral do 13º Salário a que teria direito sendo R$ 706,00 da Empresa e R$ 294,00 do INSS, totalizando assim os R$ 1.000,00. Serviço Militar No caso de convocação para prestação de serviço militar obrigatório, o empregado não faz jus ao 13º Salário correspondente ao período de afastamento. O período referente à ausência só é computado para fins de indenização e estabilidade, não gerando qualquer outro direito (CLT, art. 4º único). Tron Informática

5 5 Salário Maternidade O pagamento do 13º Salário correspondente ao período de licença-maternidade será pago pela empresa, efetivando-se a compensação, observando o disposto no art. 248 da Constituição Federal, quando do recolhimento das contribuições incidentes sobre a folha de salários e demais rendimentos pagos ou creditados, a qualquer título, à pessoa física que lhe preste serviço (art. 72, 1º da Lei nº 8.213/91, com redação dada pela Lei nº , de 5/8/2003). Como calcular a dedução da GPS, referente a Licença Maternidade? O valor do 13º relativo ao período da licença-maternidade será deduzido pela empresa, na GPS utilizada para o recolhimento das contribuições sobre o 13º salário. 2009). Funcionária em Licença Maternidade no período de à (120 dias no ano Cálculo: a) dividir o valor do 13º salário por 30 dias (1.200,00 / 30) = 40,00 (1 dia de 13º salário) b) dividir o resultado da operação anterior pelo nº de avos considerados os no cálculo do 13º salário (40,00 / 12) = (considerando 12 avos) c) multiplicar o resultado dessa operação pelo número de dias de gozo de licença maternidade no ano em que está sendo pago o 13º salário ( * 120) = R$ valor da dedução (considerando que ficou afastada por 120 dias durante o ano corrente) Base de Cálculo Para os funcionários mensalistas, horistas, diaristas, o cálculo do décimo terceiro salário terá como base o salário mensal, já os funcionários comissionados e tarefeiros terão como base a média de comissões ou tarefas respectivamente. Funcionários com Salário Base Mensalista = Salário do mês de cálculo; Horista = Salário Hora multiplicado pela média da qtd de horas mensais; Diarista = Salário Dia Multiplicado por 30 dias. Tron Informática

6 6 Salário Variável Qualquer que seja o salário variável, paga-se a metade da média mensal até o mês de anterior ao cálculo (1ª ou 2ª parcela). Janeiro R$ 4.000,00 Fevereiro R$ 3.000,00 Março R$ 4.400,00 Abril R$ 6.000,00 Maio R$ 5.600,00 Junho R$ 6.600,00 Julho R$ 6.400,00 Agosto R$ 7.000,00 Setembro R$ 7.600,00 Outubro R$ ,00 Total R$ ,00 Média mensal de R$ ,00 / 10 = R$ 6.060,00 Pagamento da 1ª parcela do 13º Salário: R$ 6.060,00 / 2 = R$ 3.030,00 Salário Variável mais fixo Procura-se a média mensal do salário variável e soma-se se com o salário fixo. Média Mensal R$ 6.060,00 + Salário Fixo R$ 2.000,00 Total: R$ 8.060,00 Pagamento da primeira parcela do 13º salário: R$ 8.060,00 / 2 = R$ 4.030,00 Recolhimentos dos encargos Sociais a) INSS 1ª Parcela Na 1ª parcela do 13º salário não há incidência do INSS. b) INSS 2ª Parcela No pagamento da 2ª parcela há incidência do INSS sobre o valor total do 13º Salário, cujo recolhimento deverá ocorrer no dia 20 de dezembro, em guia própria. Tron Informática

7 7 c) FGTS - 1ª Parcela O FGTS incidirá sobre o valor pago, efetivamente, pelo regime de competência, ou seja, se o pagamento da 1ª parcela ocorrer em novembro, o FGTS deverá ser recolhido até o dia 7 de dezembro, junto com a folha de pagamento de novembro. d) FGTS - 2ª Parcela O FGTS incidirá sobre o valor bruto pago efetivamente, pelo regime de competência, ou seja, referente ao pagamento da 2ª parcela. O FGTS deve ser recolhido até o dia 7 de janeiro de 2010, junto com a folha de pagamento de dezembro. e) IRRF - 1ª Parcela Sobre a 1ª parcela do 13º salário não há incidência do IRRF. f) IRRF - 2ª Parcela No pagamento da 2ª parcela do 13º Salário há incidência do IRRF sobre o total pago ao empregado. *** Tron Informática

Curso de 13 Salário. Capacitação e Treinamento

Curso de 13 Salário. Capacitação e Treinamento Curso de 13 Salário Capacitação e Treinamento Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias 1 TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º - Gratificação Natalina A Gratificação de Natal, popularmente conhecida como, foi instituída pela Lei 4.090, de 13/07/1962, regulamentada pelo Decreto

Leia mais

30/09/ ª parcela, até o dia 30 de novembro. 2ª parcela, até o dia 20 de dezembro. 13º salário nas férias

30/09/ ª parcela, até o dia 30 de novembro. 2ª parcela, até o dia 20 de dezembro. 13º salário nas férias Departamento de Engenharia de Produção GESTÃO DE MICROS E PEQUENAS EMPRESAS Profa. MsC. Célia Regina Beiro da Silveira celiabeiro@expresso.com.br A Constituição Federal, Capítulo II Dos Direitos Sociais,

Leia mais

Sumário. Introdução, 1

Sumário. Introdução, 1 S Sumário Introdução, 1 1 Folha de Pagamento, 7 1 Salário, 8 1.1 Salário-hora para 40 horas semanais: divisor 200 (duzentos), 9 1.2 Depósito de salários em conta bancária, 9 2 Horas extras, 10 2.1 Integração

Leia mais

ANO XXV ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 45/2014

ANO XXV ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 45/2014 ANO XXV - 2014-1ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 45/2014 ASSUNTOS TRABALHISTAS DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO OU GRATIFICAÇÃO NATALINA SEGUNDA PARCELA - PAGAMENTO ATÉ O DIA 20 DE DEZEMBRO...

Leia mais

Janeiro-Dezembro/2014

Janeiro-Dezembro/2014 IRRF - Décimo terceiro salário 2014 - Roteiro Aqui serão analisados os aspectos gerais relacionados à retenção do Imposto de Renda incidente no pagamento do décimo terceiro salário. Introdução Os rendimentos

Leia mais

13º SALÁRIO - 2ª PARCELA - Considerações. Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 03/12/2010. Sumário:

13º SALÁRIO - 2ª PARCELA - Considerações. Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 03/12/2010. Sumário: 13º SALÁRIO - 2ª PARCELA - Considerações Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 03/12/2010. Sumário: 1 - Introdução 1.1 - Trabalhadores Avulsos 2 - Apuração do Tempo de Serviço 2.1 - Afastamento

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre salários e férias do empregado quando ela tiver

Parecer Consultoria Tributária Segmentos - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre salários e férias do empregado quando ela tiver - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre 19/02/2016 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 6 3. Análise da Legislação... 7 4. Conclusão... 9

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL DIRETORIA DE ATENDIMENTO. Programa de Educação Previdenciária

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL DIRETORIA DE ATENDIMENTO. Programa de Educação Previdenciária Ministério da Previdência Social INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL DIRETORIA DE ATENDIMENTO Todos que se inscrevem na Previdência Social podem escolher como vão contribuir. Isso permite que o segurado

Leia mais

CAPÍTULO 10 DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO

CAPÍTULO 10 DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO Capítulo 10 DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO 109 CAPÍTULO 10 DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO O décimo terceiro salário é devido aos empregados urbanos, rurais e domésticos, bem como aos trabalhadores

Leia mais

SUMÁRIO. Manual 13 Salário Página 2 de 30

SUMÁRIO. Manual 13 Salário Página 2 de 30 Elpis Informática Ltda. Calculando o 13º Salário no Athenas3000 Instrutora: Ariane Mendonça Novembro 2011 SUMÁRIO 1. Introdução (legislação) 3 2. 13º Salário: Remuneração 3 3. Pagamento da Primeira Parcela

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências

INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências RUBRICAS de qualquer natureza, salvo o de férias INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR 28, I, e 1º, art. 457 da CLT Não. Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e, 6 Art.

Leia mais

Orientações Consultoria De Segmentos Empregada Afastada de Licença Maternidade deve receber Adicional de Periculosidade

Orientações Consultoria De Segmentos Empregada Afastada de Licença Maternidade deve receber Adicional de Periculosidade receber Adicional de Periculosidade 17/03/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações Complementares...

Leia mais

Como Calcular o 13º Salário - Antecipação

Como Calcular o 13º Salário - Antecipação Como Calcular o 13º Salário - Antecipação Número do Artigo: 3246 Classificação: Não classificado Última Atualização: Tue, Oct 10, 2017 3:08 PM Para proceder com o pagamento da primeira parcela do 13º salário,

Leia mais

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono Adicionais (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço, de transferência, Horas extras)

Leia mais

Processo Cálculo 13º Salário. Processo Cálculo 13º Salário

Processo Cálculo 13º Salário. Processo Cálculo 13º Salário Processo Cálculo 13º Salário 1 Conteúdo Conteúdo... 2 Adiantamento 13º Salário... 3 1 Cadastros que influenciam no processo Adiantamento 13º Salário... 3 1.1 Manutenção Parâmetro Empresa RH (FP0500)...

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone/fax (11) 4742-6674 Desde 1987 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório

Leia mais

Orientações Consultoria De Segmentos Licença Não Remunerada

Orientações Consultoria De Segmentos Licença Não Remunerada 11/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Solicitado pelo Empregado... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO FOLHA DE PAGAMENTOS E ENCARGOS SOCIAIS

CURSO DE EXTENSÃO FOLHA DE PAGAMENTOS E ENCARGOS SOCIAIS CURSO DE EXTENSÃO FOLHA DE PAGAMENTOS E ENCARGOS SOCIAIS Expositores: Carlos Antônio Maciel Meneses Luciano Antônio Nóbrega Cerqueira Salvador, 30/05 e 06/06/2009 1. Obrigatoriedade AGENDA 2. Documentação

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS Abono Adicionais RUBRICAS de qualquer natureza, salvo o de férias pecuniário de férias (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço,

Leia mais

ÚLTIMO DIÁRIO PESQUISADO

ÚLTIMO DIÁRIO PESQUISADO ÚLTIMO DIÁRIO PESQUISADO 31/10/2013 Fascículo Semanal nº 44 Ano XLVII 2013 FECHAMENTO: 31/10/2013 EXPEDIÇÃO: 03/11/2013 PÁGINAS: 502/481 Sumário TRABALHO CLT CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO Alteração

Leia mais

MÓDULO FÉRIAS E 13º SALÁRIO DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO 6.2

MÓDULO FÉRIAS E 13º SALÁRIO DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO 6.2 MÓDULO 6 FÉRIAS E 13º SALÁRIO 6.2 DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO DEPARTAMENTO DE PESSOAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS SUMÁRIO ASSUNTO PÁGINA 6.2. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 4 6.2.1. INTRODUÇÃO... 4 6.2.2. VALOR DO

Leia mais

DOS DESCONTOS PREVIDENCIÁRIOS SOBRE O 13º SALÁRIO E FÉRIAS JUNTO AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS

DOS DESCONTOS PREVIDENCIÁRIOS SOBRE O 13º SALÁRIO E FÉRIAS JUNTO AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS 1 NOTA JURÍDICA N.º 003/2007 DOS DESCONTOS PREVIDENCIÁRIOS SOBRE O 13º SALÁRIO E FÉRIAS JUNTO AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS Primeiramente teceremos alguns comentários

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS DEZEMBRO DE 2011

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS DEZEMBRO DE 2011 Page 1 of 6 AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS DEZEMBRO DE 2011 06/12/2011 SALÁRIOS 07/12/2011 Pagamento de salários - mês de NOVEMBRO/2011 Base legal: Art. 459, parágrafo único da CLT.

Leia mais

Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2016

Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2016 Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2016 Nota: Em caso de feriados estaduais e municipais, os vencimentos das obrigações principais deverão ser antecipados

Leia mais

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Abono de qualquer natureza, salvo o de férias Incide Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da

Leia mais

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE ÍNDICE INTRODUÇÃO... 008 DISPOSIÇÕES GERAIS... 009 Conceito de empregador... 009 Conceito de empregado... 009 Direitos do empregado... 010 ASSÉDIO MORAL E SEXUAL NO TRABALHO... 014 Assédio moral no trabalho...

Leia mais

ESTRUTURA DO SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS PPR

ESTRUTURA DO SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS PPR ESTRUTURA DO SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS PPR ESTRUTURA DO SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS O pagamento da PPR com base nas metas específicas será realizado desde que o resultado do EBIT

Leia mais

Folha de Pagamento. Folha de Pagamento. Sistemas de Pagamentos. Folha de Pagamento. Sistemas de Pagamentos. Folha de Pagamento 20/05/2011

Folha de Pagamento. Folha de Pagamento. Sistemas de Pagamentos. Folha de Pagamento. Sistemas de Pagamentos. Folha de Pagamento 20/05/2011 O inc. I do Art 225 do Decreto 3.048 de 6 de maio de 1999, aprovou: Art.225. A empresa é também obrigada a: Preparar folha de pagamento da remuneração paga, devida ou creditada a todos os segurados a seu

Leia mais

Prática em Perícia Perícia Trabalhista Conceitos e Prática

Prática em Perícia Perícia Trabalhista Conceitos e Prática Prática em Perícia Perícia Trabalhista Conceitos e Prática Relembrar - SUJEITOS DO CONTRATO DE TRABALHO - CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO - REMUNERAÇÃO E SALÁRIO - DA DURAÇÃO DA HORA DO TRABALHO - CÁLCULO

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A JANEIRO / 2017 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 06 06 07 08 09 10 10 11 12 13 13 14 15 15 16 16 17 18 19 20 20 21 22 23 24 25 25 26 27 28 29 30 31

Leia mais

CARTILHA INFORMATIVA Lei das domésticas (Lei Complementar 150 de 1 de junho de 2015)

CARTILHA INFORMATIVA Lei das domésticas (Lei Complementar 150 de 1 de junho de 2015) CARTILHA INFORMATIVA Lei das domésticas (Lei Complementar 150 de 1 de junho de 2015) A Lei Complementar 150/2015, trouxe em seu bojo inúmeras alterações e novos direitos para os empregados domésticos.

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências Tabela de incidências Fonte: ECONET EDITORA RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR 28, I, Lei n de qualquer natureza, salvo o de Sim. Arts. 3 e 7 e 1, art. férias 457 da

Leia mais

Caderno de Exercícios - Departamento Pessoal - Aluno

Caderno de Exercícios - Departamento Pessoal - Aluno 1. O empregado na função de pizzaiolo foi contratado a tempo parcial com jornada de trabalho de 24 horas semanais. Os empregados na mesma função, com jornada normal de 220 horas, ganhavam o piso salarial

Leia mais

A primeira configuração que deve ser conferida está na parte cadastral da empresa.

A primeira configuração que deve ser conferida está na parte cadastral da empresa. 13º Salário O objetivo deste manual é orientar ao usuário quanto à geração da folha de 13º Salário, bem como Adiantamento de 13º Salário e Complemento de 13º. Clique nos links abaixo para navegar entre

Leia mais

Orçamento de Pessoal Aula

Orçamento de Pessoal Aula Orçamento de Pessoal Aula 6 30-05-2012 Prof. Procópio Aula 6 30-05-2012 Salário Família Imposto de Renda Encargos Sociais Exercícios Salário Família Benefício previdenciário que corresponde a uma quota

Leia mais

Processo de Férias. GPE Gestão de Pessoal

Processo de Férias. GPE Gestão de Pessoal GPE Gestão de Pessoal Sumário 1 Introdução... 3 1.1 Objetivos do Treinamento... 3 2 Fluxo do Ambiente... 3 3 Conceito de Férias... 4 4 Conceito de Abono... 5 5 Incidências - Férias... 5 6 Cálculo de Requisitos...

Leia mais

Posicionamento Consultoria De Segmentos Contrato de Experiência - Afastamento

Posicionamento Consultoria De Segmentos Contrato de Experiência - Afastamento Contrato de Experiência - Afastamento 03/06/2016 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 6 5. Informações Complementares...

Leia mais

I - R E L A T Ó R I O

I - R E L A T Ó R I O Acórdão 2a Turma INTEGRAÇÃO DAS HORAS EXTRAS AO 13º SALÁRIO. A Lei nº 4090/62, em seu artigo 1º, 1º, dispõe que a gratificação natalina corresponderá a 1/12 da remuneração devida em dezembro, multiplicada

Leia mais

FAQ: Cálculo e Lançamento do 13º Salário

FAQ: Cálculo e Lançamento do 13º Salário TDN > Softwares de Gestão > RM > Recursos Humanos > Administração de Pessoal > FAQ FAQ: Cálculo e Lançamento do 13º Salário Produto: Ambiente: RM Unspecified Versão: 11.0 Avaliação Este documento visa

Leia mais

Sindicato das Secretárias do Estado de São Paulo

Sindicato das Secretárias do Estado de São Paulo O SINDICATO DOS BANCOS NOS ESTADOS DE SÃO PAULO, PARANÁ, MATO GROSSO E MATO GROSSO DO SUL, ACRE, AMAZONAS, PARÁ, AMAPÁ, RONDÔNIA E RORAIMA, inscrito no CNPJ sob o n. 62.474.259/0001-21, Carta Sindical

Leia mais

Orientações Consultoria De Segmentos Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família.

Orientações Consultoria De Segmentos Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família. Orientações Consultoria De Segmentos Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família. 15/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente...

Leia mais

SISTEMA DE INDENIZAÇÃO DO TEMPO DE SERVIÇO (FGTS) DIREITO DO TRABALHO II. Aula 9 Indenização do tempo de serviço. Conteúdo Programático desta aula

SISTEMA DE INDENIZAÇÃO DO TEMPO DE SERVIÇO (FGTS) DIREITO DO TRABALHO II. Aula 9 Indenização do tempo de serviço. Conteúdo Programático desta aula Aula 9 Indenização do tempo de serviço Conteúdo Programático desta aula Indenização por tempo de serviço: conceito, fundamentos jurídicos e evolução histórica. O sistema do FGTS: evolução histórica; natureza

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002210/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/10/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR042226/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.015258/2013-99 DATA DO

Leia mais

GFIP - Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social OUTUBRO/2016

GFIP - Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social OUTUBRO/2016 Previdência Dia: 07 Trabalhista/Previdenciária Mês: 11/2016 GFIP - Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social Envio da Guia de Recolhimento do Fundo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como é calculada a contribuição previdenciária sobre a remuneração paga ao transportador autônomo de veículo

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como é calculada a contribuição previdenciária sobre a remuneração paga ao transportador autônomo de veículo Como é calculada a contribuição previdenciária sobre a remuneração paga ao transportador 30/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família. Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família. 15/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4.

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIO

CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIO CONCEITOS A função do Setor Pessoal e administrar a movimentação de pessoal entre empregador e empregado, preparar Folha de Pagamento, 13º salário, Férias - Rescisão do Contrato de Trabalho, Encargos Sociais.

Leia mais

Orientações Consultoria De Segmentos. Salário Proporcional Cálculo em Meses de 28, 29 ou 31 dias Empregado Mensalista

Orientações Consultoria De Segmentos. Salário Proporcional Cálculo em Meses de 28, 29 ou 31 dias Empregado Mensalista Salário Proporcional Cálculo em Meses de 28, 29 ou 31 dias 12/09/2016 Sumário 1 Questão... 3 2 Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3 Análise da Consultoria... 3 3.1 Exemplo do Cálculo Proporcional...

Leia mais

Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais

Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais O Regime Geral de Previdência Social compreende prestações, devidas inclusive em razão de eventos decorrentes de acidente do trabalho, expressas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família. Cálculo de proporcionalidade referente ao pagamento do Salário Família. 15/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4.

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Remuneração Variável Férias Proporcionais e Décimo Terceiro na Rescisão

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Remuneração Variável Férias Proporcionais e Décimo Terceiro na Rescisão na Rescisão 28/10/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Férias e Extinção do Contrato de Trabalho... 4 3.2 Décimo-Terceiro

Leia mais

MUDANÇAS NAS REGRAS DO SEGURO-DESEMPREGO, ABONO SALARIAL ANUAL, AUXILIO-DOENÇA E PENSÃO POR MORTE

MUDANÇAS NAS REGRAS DO SEGURO-DESEMPREGO, ABONO SALARIAL ANUAL, AUXILIO-DOENÇA E PENSÃO POR MORTE MUDANÇAS NAS REGRAS DO SEGURO-DESEMPREGO, ABONO SALARIAL ANUAL, AUXILIO-DOENÇA E PENSÃO POR MORTE Em 30/12/2014, por meio das Medidas Provisórias 664 e 665, publicadas no Diário Oficial da União, as normas

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A NOVEMBRO / 2016 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 06 07 07 08 09 10 10 11 12 13 14 14 15 16 16 17 18 18 19 20 21 22 23 24 25 25 26 27 28 29 30 30-1

Leia mais

Compreender e aplicar os cálculos trabalhistas necessários à elaboração da folha de pagamento.

Compreender e aplicar os cálculos trabalhistas necessários à elaboração da folha de pagamento. ROTINAS DE ADM. DE PESSOAL - GST1141 Título Cálculos trabalhistas - execícios propostos Objetivo Ao final da realização das atividade o aluno será capaz de: Compreender e aplicar os cálculos trabalhistas

Leia mais

FÉRIAS COLETIVAS Fracionamento, Abono Pecuniário, Regime de Tempo Parcial, Procedimentos

FÉRIAS COLETIVAS Fracionamento, Abono Pecuniário, Regime de Tempo Parcial, Procedimentos FÉRIAS COLETIVAS Fracionamento, Abono Pecuniário, Regime de Tempo Parcial, Procedimentos ROTEIRO 1. INTRODUÇÃO 2. FRACIONAMENTO E PERÍODOS MÍNIMO E MÁXIMO 3. MENORES DE 18 E MAIORES DE 50 ANOS 4. MEMBROS

Leia mais

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Questões Comentadas (Aula 3) Segue às questões da Vunesp do concurso de procurador municipal, devidamente comentada. Alteração do contrato 1. Complete a frase: A mudança

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A DEZEMBRO / 2016 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 06 06 07 07 08 09 09 10 11 12 13 14 15 15 16 17 18 19 20 20 21 22 23 23 24 25 26 27 28 29 30 30 31-1

Leia mais

Caro usuário do módulo:

Caro usuário do módulo: Caro usuário do módulo: O pagamento do 13º Salário está chegando e para facilitar o seu trabalho, elaboramos uma documentação contendo alguns exemplos dos diversos tipos de cálculo do 13º Salário 1ª e

Leia mais

GFIP - Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social NOVEMBRO/2016

GFIP - Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social NOVEMBRO/2016 Previdência Trabalhista/Previdenciária Mês: 12/2016 Dia: 07 GFIP - Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social Envio da Guia de Recolhimento do Fundo

Leia mais

CHECK LIST DE DOCUMENTOS SOLICITADOS PARA CONTRATAÇÃO DE PROGRAMAS

CHECK LIST DE DOCUMENTOS SOLICITADOS PARA CONTRATAÇÃO DE PROGRAMAS CHECK LIST DE DOCUMENTOS SOLICITADOS PARA CONTRATAÇÃO DE PROGRAMAS DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR: A CPSA deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente

Leia mais

O que estudamos aula passada

O que estudamos aula passada O que estudamos aula passada Cessação, suspensão e interrupção dos contratos de trabalho Rescisão Contratual As formas de extinção do Contrato de Trabalho Pedido de demissão Dispensa sem justa causa Dispensa

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A MAIO / 2016 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 06 06 07 08 09 10 10 11 12 13 13 14 15 16 16 17 18 19 20 20 21 22 23 24 25 25 26 27 28 29 30 31 31-1

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos. Afastamento Soma de Atestados Médicos

Orientações Consultoria de Segmentos. Afastamento Soma de Atestados Médicos Afastamento Soma de Atestados Médicos 28/11/2016 Sumário 1 Questão... 3 2 Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3 Análise da Consultoria... 4 4 Conclusão... 6 5 Informações Complementares... 7 6 Referencias...

Leia mais

Posicionamento Consultoria de Segmentos Empregado com mais de um Vínculo Empregatício

Posicionamento Consultoria de Segmentos Empregado com mais de um Vínculo Empregatício Empregado com mais de um Vínculo Empregatício 25/09/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 6 5. Informações

Leia mais

Gestão de Pessoas I AULAS 19_20. 27_ Prof.Procópio

Gestão de Pessoas I AULAS 19_20. 27_ Prof.Procópio Gestão de Pessoas I AULAS 19_20 27_28-07-2016 Prof.Procópio RECAPITULANDO... DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS ADIANTAMENTO SALARIAL ADICIONAL DE INSALUBRIDADE ADICIONAL DE PERICULOSIDADE ADICIONAL NOTURNO FALTAS

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A MAIO / 2017 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 05 06 06 07 08 09 10 10 11 12 13 14 15 15 16 17 18 19 19 20 21 22 22 23 24 25 25 26 27 28 29 30 31 31-1

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000077/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/01/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR085071/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.006997/2015-11 DATA DO

Leia mais

ANEXO A DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR

ANEXO A DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR ANEXO A DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR O Departamento Financeiro, Estágio e Programas deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes

Leia mais

Benner RH Processo do 13º Salário

Benner RH Processo do 13º Salário Processo do 13º Salário www.benner.com.br Atualizado em 29/10/2015 Processo do 13º Salário Copyright 2015 Benner Software de Gestão de Negócios Todos os direitos reservados. É proibido qualquer tipo de

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Direito Previdenciário Prof. Hugo Goes www.hugogoes.com.br SEGURADO EMPREGADO DOMÉSTICO Aquele que presta serviços de forma contínua, subordinada, onerosa e pessoal e de finalidade não lucrativa à pessoa

Leia mais

Guia de Tributos Retidos na Fonte: IRRF sobre 13º Salário. Resumo: 1) Introdução:

Guia de Tributos Retidos na Fonte: IRRF sobre 13º Salário. Resumo: 1) Introdução: Guia de Tributos Retidos na Fonte: IRRF sobre 13º Salário Resumo: No presente Roteiro de Procedimentos, serão abordados os aspectos atinentes ao Imposto de Renda a ser retido na fonte sobre os rendimentos

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 Desde 1987 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017. Confira a autenticidade no endereço

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017. Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR004823/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/11/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR077284/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.023082/2016-41 DATA DO

Leia mais

Tabela de Incidência de Contribuição Previdenciária, FGTS e IRRF - Disponibilização

Tabela de Incidência de Contribuição Previdenciária, FGTS e IRRF - Disponibilização Tabela de Incidência de Contribuição Previdenciária, FGTS e IRRF - Disponibilização Uma das tarefas mais importantes dos profissionais que elaboram uma folha de pagamento é a definição do tratamento a

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº

PERGUNTAS FREQUENTES PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº 1 - Quem pode ingressar no Plano de Benefícios FAF? O Plano de Benefícios está fechado ao ingresso de novos Participantes desde 01.01.2003. 2 - Como são fixadas as contribuições mensais dos Participantes

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/08/2010.

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/08/2010. SALÁRIO-FAMÍLIA - Considerações Gerais Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/08/2010. Sumário: 1 - Introdução 2 - Beneficiários 2.1 - Verificação da Invalidez 2.2 - Pai e Mãe 3 - Início

Leia mais

Escrito por FENESPIC Qua, 29 de Fevereiro de :53 - Última atualização Qua, 29 de Fevereiro de :02

Escrito por FENESPIC Qua, 29 de Fevereiro de :53 - Última atualização Qua, 29 de Fevereiro de :02 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO ESPECÍFICA SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DAS EMPRESAS DE SEGUROS PRIVADOS E DE CAPITALIZAÇÃO EM 2012. A FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SECURITÁRIOS-

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2000 Entre as partes, de um lado: SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS FABRICANTES DE PEÇAS E PRÉ-FABRICADOS EM CONCRETO DO ESTADO DE SÃO PAULO e de outro lado: SINDICATO

Leia mais

CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO

CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO DEFINIÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO A Folha de Pagamento representa as obrigações do empregador com seus empregados, como salários, gratificações, comissões, etc., assim

Leia mais

CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS

CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS Objetivo: Cadastrar todos os dados e funções relacionadas aos funcionários da empresa, para que possam ser gerados os cálculos na folha de pagamento e outras obrigações. Acesse:

Leia mais

QUADRO 3 Rendimentos Tributáveis, Deduções e Imposto Retido na Fonte

QUADRO 3 Rendimentos Tributáveis, Deduções e Imposto Retido na Fonte Entenda o Comprovante de Rendimentos dos Assistidos Para a Declaração do IRPF exercício 2017, ano-calendário 2016, a FAPES preparou um roteiro explicando os principais campos do Comprovante de Rendimentos

Leia mais

Como configurar Gratificação de Férias?

Como configurar Gratificação de Férias? Como configurar Gratificação de Férias? Através dessa solução, será possível configurar a Gratificação de Férias no cadastro do Sindicato. 1 CADASTRO GRATTIFICAÇÃO DE FÉRIAS 1.1 Acesse menu ARQUIVO, opção

Leia mais

REGRAS BÁSICAS - PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº

REGRAS BÁSICAS - PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº 1 - BENEFÍCIOS OFERECIDOS O Plano de Benefícios FAF oferece os seguintes benefícios aos seus participantes, ou aos dependentes de participantes falecidos: I - quanto aos participantes: - suplementação

Leia mais

AVISO-PRÉVIO PROPORCIONAL AO TEMPO DE SERVIÇO - LEI Nº /2011 IMPLICAÇÕES TRABALHISTAS

AVISO-PRÉVIO PROPORCIONAL AO TEMPO DE SERVIÇO - LEI Nº /2011 IMPLICAÇÕES TRABALHISTAS AVISO-PRÉVIO PROPORCIONAL AO TEMPO DE SERVIÇO - LEI Nº. 12.506/2011 IMPLICAÇÕES TRABALHISTAS O Governo Federal sancionou a Lei nº. 12.506/2011 para determinar que o aviso-prévio, de que trata o Capítulo

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000076/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/01/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR085070/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.006999/2015-19 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS (PPR)

ACORDO COLETIVO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS (PPR) ACORDO COLETIVO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS (PPR) Instrumento de Acordo Coletivo de Trabalho que celebram a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos CPTM e o Sindicato dos Trabalhadores

Leia mais

Tabela de incidências Tributárias

Tabela de incidências Tributárias Tabela de incidências Tributárias Abaixo, apresentamos uma Tabela Prática para facilitar a verificação da incidência ou não do INSS, FGTS e IR/Fonte sobre os rendimentos mais comumente pagos. Rendimentos

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Patrocínio a Time de Futebol Profissional

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Patrocínio a Time de Futebol Profissional 15/10/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 SEFIP... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 6 6. Referências...

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A FEVEREIRO / 2017 DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE D S T Q Q S S

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A FEVEREIRO / 2017 DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE D S T Q Q S S AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A FEVEREIRO / 2017 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 07 07 08 09 10 10 11 12 13 14 15 15 16 17 18 19 20 20 21 22 23 24 24 25 26 27 27 28 28-1 - 02/2017

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 170, DE 2013

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 170, DE 2013 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 170, DE 2013 O CONGRESSO NACIONAL decreta: Altera a Lei nº 9.250, de 26 de dezembro de 1995, que altera a legislação do imposto de renda das pessoas físicas e

Leia mais

ICMS/SP Governo dá Isenção no Transporte de Mercadoria Destinada a Exportação

ICMS/SP Governo dá Isenção no Transporte de Mercadoria Destinada a Exportação SICAP NEWS Ano 3 - nº 27 - Informativo Mensal Novembro - 2010 ICMS/SP Governo dá Isenção no Transporte de Mercadoria Destinada a Exportação Através do Decreto SP 56.335/2010, publicado no Diário Oficial

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 9 - Data 2 de fevereiro de 2016 Processo Interessado CNPJ/CPF Assunto: Contribuições Sociais Previdenciárias FATO GERADOR. MOMENTO DE OCORRÊNCIA.

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A DEZEMBRO / 2015 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 05 06 07 07 08 08 09 10 10 11 12 13 14 15 15 16 17 18 18 19 20 20 21 22 23 24 24 25 26 27 28 29 30

Leia mais

Principais características da gratificação natalina

Principais características da gratificação natalina BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Principais características da gratificação natalina Ricardo Tavares dos Reis bacharelando em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie em São Paulo

Leia mais

SEGURO-DESEMPREGO. São requisitos para a percepção do seguro-desemprego - art. 3, Lei

SEGURO-DESEMPREGO. São requisitos para a percepção do seguro-desemprego - art. 3, Lei SEGURO-DESEMPREGO Benefício temporário que visa promover a assistência financeira do trabalhador desempregado, dispensado sem justa causa ou por despedida indireta. Estão excluídos, pois, os empregados

Leia mais

Administração de Pessoal 4W

Administração de Pessoal 4W Administração de Pessoal 4W Contribuição Sindical Instituída pela Constituição Federal de 1937 e preservada pela Constituição Federal de 1988, estando prevista também no Capítulo III (artigos 578 e seguintes)

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DOS BANCOS EM 2006.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DOS BANCOS EM 2006. Região, Venceslau, Ribeirão Preto, Rio Claro, Santos, São Carlos, São José dos Campos, São A FEDERAÇÃO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS DOS ESTADOS DE SÃO PAULO E MATO GROSSO DO SUL, os SINDICATOS

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A ABRIL / 2017 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 06 06 07 07 08 09 10 10 11 12 13 14 14 15 16 17 17 18 19 20 20 21 22 23 24 25 25 26 27 28 28 29 30-1

Leia mais

C.I. Circular nº 004/2016 Rio Branco - AC, 20 de outubro de 2016.

C.I. Circular nº 004/2016 Rio Branco - AC, 20 de outubro de 2016. C.I. Circular nº 004/2016 Rio Branco - AC, 20 de outubro de 2016. Da: Diretoria de Gestão de Pessoas Para: Unidades Acadêmicas e Administrativas Assunto: Encaminha orientações para programação de Férias

Leia mais