EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO EM FISIOTERAPIA GISELA CRISTIANE MIYAMOTO EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA SÃO PAULO 2011

2 GISELA CRISTIANE MIYAMOTO EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA Dissertação apresentada ao Programa de Mestrado em Fisioterapia da Universidade Cidade de São Paulo, sob orientação da Profa. Dra. Cristina Maria Nunes Cabral, como requisito para obtenção do título de Mestre. SÃO PAULO 2011

3 GISELA CRISTIANE MIYAMOTO EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA Dissertação apresentada ao Programa de Mestrado em Fisioterapia da Universidade Cidade de São Paulo, sob orientação da Profa. Dra. Cristina Maria Nunes Cabral, como requisito para obtenção do título de Mestre. Área de Concentração: Data da Defesa: Resultado: BANCA EXAMINADORA Profa. Dra. Cristina Maria Nunes Cabral Universidade Cidade de São Paulo Prof. Dr. Alexandre Dias Lopes Universidade Cidade de São Paulo Profa. Dra. Anamaria Jones Universidade Federal de São Paulo

4 Ficha Elaborada pela Biblioteca Prof. Lúcio de Souza. UNICID M685e Miyamoto, Gisela Cristiane. Eficácia do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica. / Gisela Cristiane Miyamoto. --- São Paulo, p.; anexos. Bibliografia Dissertação (Mestrado) Universidade Cidade de São Paulo - Orientadora: Profª. Dra. Cristina Maria Nunes Cabral. 1. Dor lombar. 2. Técnicas de exercício e de movimento. 3. Modalidades de fisioterapia. I. Cabral, Cristina Maria Nunes. II. Título. CDD

5 iv AGRADECIMENTOS À Deus por me amparar nos momentos difíceis, me dar força interior para superar as dificuldades, mostrar os caminhos nas horas incertas e me suprir em todas as minhas necessidades. Aos meus pais Regina Luiza Miyamoto e Kouji Miyamoto exemplo de vida, agradeço pela constante oração, pelo amor, pelo apoio, pela paciência e por valorizarem meus estudos e acreditarem nos meus sonhos. Às minhas queridas e amorosas irmãs Nivea Cristina Miyamoto e Sandra Regina Miyamoto pelo carinho e apoio, pela paciência, atenção e dedicação. Vocês estiveram sempre ao meu lado me encorajando nas horas difíceis e me aplaudindo nos momentos de glória. Sem vocês eu não conseguiria! Ao meu querido namorado Rodrigo Fermiano Machuca pelo amor, incentivo e incrível paciência necessária nessa jornada. Ao meu cunhado Leandro Gomes Machado pela constante torcida, apoio e incentivo. À minha orientadora Profa. Dra. Cristina Maria Nunes Cabral que com muita sabedoria, discernimento, bom senso e dedicação me introduziu com maestria no caminho do conhecimento científico. Obrigada por ser minha mãe acadêmica, pela oportunidade e por acreditar em mim. Você é para mim um exemplo de profissional e de mulher ao qual sempre quero me espelhar. À Thalissa Galvanin pela contribuição nas coletas de dados, pela paciência e alegria. Sem você não existiria este trabalho. Muito Obrigada! Ao querido casal Dra. Lucíola da Cunha Menezes Costa e Prof. Dr. Leonardo Oliveira Pena Costa que com muita generosidade contribuíram com a confecção deste trabalho e com meu conhecimento científico.

6 v Aos professores Dra. Anamaria Jones e Dr. Alexandre Dias Lopes pelas preciosas contribuições na fase de qualificação deste trabalho. A todos os pacientes que participaram voluntariamente das coletas de dados e contribuíram de forma preciosa para a confecção deste trabalho. Aos meus professores que colaboraram para minha formação acadêmica. Aos meus colegas de turma pelo companheirismo, apoio, incentivo e alegria. Aos funcionários da Clínica de Fisioterapia da Universidade Cidade de São Paulo que contribuíram com o espaço para execução do trabalho e agendamento dos participantes. acadêmica. A Universidade Cidade de São Paulo pela estrutura fornecida para minha formação A todos os meus amigos e amigas que estiveram presentes me aconselhando e incentivando com carinho. A todas as pessoas que, direta ou indiretamente, contribuíram para a execução dessa Dissertação de Mestrado.

7 vi Equilíbrio perfeito entre corpo e mente é aquela qualidade do homem civilizado, que não somente dá a ele uma superioridade sobre o reino selvagem e animal, mas também provê ao mesmo todos os poderes físicos e mentais que são indispensáveis para atingir o objetivo da humanidade: SAÚDE e FELICIDADE Joseph Hubertus Pilates, 1934

8 vii SUMÁRIO Prefácio... ix Resumo... x Abstract... xiii Capítulo 1: Introdução... 1 Referências bibliográficas... 8 Capítulo 2: Eficácia do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica: uma revisão sistemática com meta-análise Página de título Resumo Introdução Materiais e métodos Resultados Discussão Conclusão Referências bibliográficas Apêndice 1 Estratégia de busca Capítulo 3: The efficacy of the addition of the Pilates method over a minimal intervention in the treatment of chronic non-specific low back pain: a study protocol of a randomised controlled trial Abstract Introduction Methods Results Discussion Conclusions References Capítulo 4: Efetividade da adição do método Pilates modificado a uma intervenção mínima no tratamento da dor lombar crônica não específica: um estudo controlado aleatorizado Página de título Resumo... 52

9 viii Introdução Materiais e métodos Resultados Discussão Conclusão Referências bibliográficas Capítulo 5: Considerações finais Referências bibliográficas Anexos Anexo 1 Aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa Anexo 2 Normas de publicação Physical Therapy Journal Anexo 3 Normas de publicação Annals of the Rheumatic Diseases... 88

10 ix PREFÁCIO Esta dissertação de mestrado aborda tópicos relacionados à eficácia do método Pilates no tratamento da dor lombar não específica, descritos em cinco capítulos, que podem ser lidos independentemente, sendo que cada capítulo possui sua própria lista de referências bibliográficas. O Programa de Mestrado em Fisioterapia da Universidade Cidade de São Paulo permite a inclusão de artigos publicados, aceitos ou submetidos para publicação em seu formato de publicação ou submissão no corpo do exemplar da dissertação. Desta forma, ao decorrer do desenvolvimento do trabalho, será observado que o capítulo 3 foi publicado. O capítulo 1 é uma introdução à dissertação e fornece uma visão geral da literatura sobre a dor lombar e o método Pilates. O capítulo 2 é uma revisão sistemática com o objetivo de investigar a eficácia do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica. Este trabalho está apresentado no formato exigido pela Physical Therapy Journal, ao qual será submetido para publicação, exceto para figuras, quadros e tabelas, que estão localizadas no corpo do texto e não separadamente. O capítulo 3 tem como objetivo apresentar um projeto de pesquisa completo de um estudo controlado aleatorizado publicado no Journal of Chiropractic Medicine. O capítulo 4 tem como objetivo descrever os resultados de um estudo controlado aleatorizado que investigou a efetividade da adição do método Pilates modificado a uma intervenção mínima no tratamento de pacientes com dor lombar crônica não específica. Este documento está apresentado no formato requerido pelas normas de Annals of the Rheumatic Diseases, em que será submetido para publicação, exceto para tabelas e figuras, que estão localizadas no corpo do texto e não separadamente, para facilitar a leitura. Por fim, o capítulo 5 consiste em uma visão geral dos principais achados dos capítulos 2, 3 e 4, destacando suas implicações clínicas e direções para futuras pesquisas. Os apêndices e os anexos incluídos como material completar estão no final de cada capítulo. Uma cópia das instruções para autores das revistas Physical Therapy Journal e Annals of the Rheumatic Diseases estão incluídas no final da dissertação. O parecer de aprovação ética concedido pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Cidade de São Paulo para o estudo antes do início da coleta de dados foi incluído em anexo no final desta dissertação (Anexo 1).

11 x RESUMO Esta dissertação de mestrado teve como objetivo geral verificar a eficácia do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica. Os objetivos específicos foram: 1) realizar uma revisão sistemática com meta-análise sobre a utilização dos exercícios baseados no método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica; e 2) investigar a efetividade da adição do método Pilates modificado a uma intervenção mínima no tratamento da dor lombar crônica não específica. A dor lombar é um importante problema de saúde e socioeconômico, que gera altos custos mundialmente representando uma das principais causas de incapacidade e absenteísmo. O tratamento da dor lombar crônica não específica recomendado pelas diretrizes possui uma magnitude de efeito moderado. Sendo assim, há uma necessidade de investigar intervenções mais eficazes e acessíveis para este sintoma. Os exercícios têm sido uma ótima opção no tratamento da dor lombar crônica não específica, sendo que os exercícios de estabilização da coluna, entre eles os do método Pilates, podem ser eficazes para melhora dos sintomas destes pacientes. No entanto, ainda existem poucas evidências de alta qualidade metodológica sobre a eficácia dos exercícios do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica. A partir de 2006, estudos sobre a eficácia do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica foram publicados. Este tema foi revisto por alguns autores e atualmente existem seis artigos científicos, com o objetivo de evidenciar os efeitos dos exercícios do método Pilates para estes pacientes. Porém, as revisões sistemáticas já publicadas não incluíram todos estes estudos. Por isso, seria necessário avaliar os estudos não incluídos nas outras revisões, verificar a qualidade metodológica dos estudos e identificar os efeitos do tratamento baseado no método Pilates em pacientes com dor lombar crônica não específica. No capítulo 2 estão representados os resultados de uma revisão sistemática com metaanálise, em que foram incluídos cinco estudos controlados aleatorizados para revisão. Para o desfecho dor a curto prazo, um estudo comparou o método Pilates com o método Mckenzie, três estudos compararam com intervenção mínima e um estudo comparou três regimes diferentes do método Pilates. Para o desfecho incapacidade a curto prazo, apenas dois estudos compararam o método Pilates com intervenção mínima. A qualidade metodológica variou entre dois e oito pontos de uma pontuação de zero/10, porém somente um estudo mostrou alta qualidade metodológica. Os resultados mostraram que não houve diferença estatisticamente significante para dor na comparação com intervenção mínima e método Mckenzie, mas para

12 xi incapacidade foi observada melhora superior em relação a intervenção mínima (diferença entre as médias = 4,9 pontos; IC 95% 4 a 5,8). O capítulo 3 descreve o projeto de pesquisa completo de um estudo controlado aleatorizado com avaliador cego. Foram incluídos neste estudo 86 pacientes de ambos os gêneros com dor lombar crônica não específica distribuídos aleatoriamente em dois grupos de tratamento: Grupo Cartilha que recebeu uma cartilha com orientações posturais e Grupo Pilates que recebeu a mesma cartilha educativa adicionada a um programa de exercícios baseados no método Pilates modificado. Os desfechos avaliados foram: intensidade da dor, capacidade funcional geral e específica do paciente, efeito global percebido e cinesiofobia no baseline e nos follow-ups de seis semanas e seis meses. A expectativa de melhora foi avaliada no baseline e a credibilidade em relação ao tratamento após a primeira sessão de tratamento. O estudo proposto nesse projeto de pesquisa foi iniciado em outubro de 2010 e está concluído. Assim, o capítulo 4 mostra os resultados desse estudo que teve o propósito de investigar a efetividade da adição do método Pilates modificado no tratamento de pacientes com dor lombar crônica não específica nos desfechos propostos para análise no baseline e nos followups de seis semanas e seis meses. Houve melhora significante a curto prazo na dor (média das diferenças = 2,2 pontos; IC 95% 1,1 a 3,2), capacidade funcional geral (média das diferenças = 2,7 pontos; IC 95% 1,0 a 4,4) e efeito global percebido (média das diferenças = -1,5 pontos; IC 95% -2,6 a -0,4) a favor do método Pilates, mas não houve melhora a médio prazo em todos os desfechos e para cinesiofobia em nenhuma das comparações. Por fim, conclui-se que o método Pilates modificado promove efeitos benéficos após a intervenção quando comparado a intervenção mínima, porém estes efeitos não se mantêm ao longo do tempo. Considera-se que todos os estudos apresentados nesta dissertação são importantes, pois contribuem para verificar a eficácia do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica e para realização de novas pesquisas sobre este tema. Inicialmente, os estudos publicados anteriormente sobre a eficácia do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica são considerados de baixa qualidade metodológica, o que demonstra que os seus resultados devem ser analisados com cautela. Além disso, sugere-se que o método Pilates é mais eficaz que intervenção mínima para melhora da incapacidade a curto prazo, porém não é mais eficaz que intervenção mínima ou método Mckenzie a curto prazo para a intensidade da dor. A utilização do método Pilates modificado pode ser considerada para pacientes com dor lombar crônica não específica visando melhora da dor, capacidade funcional geral e efeito global de recuperação percebido a curto prazo. Mais

13 xii estudos de alta qualidade sobre este tema ainda devem ser desenvolvidos, a fim de evidenciar os efeitos reais do método Pilates no tratamento da dor lombar crônica não específica.

14 xiii ABSTRACT The primary aim of this master thesis was to evaluate the efficacy of the Pilates approach in patients with chronic non-specific low back pain. The specific aims were: 1) to systematically review using a meta-analysis approach the current evidence of the Pilates exercises in patients with chronic non-specific low back pain; and 2) to investigate the effectiveness of the addition of a modified Pilates approach to a minimal intervention in patients with chronic non-specific low back pain. Low back pain is an important health and socio-economic problem, which is associated with high costs, disability and absenteeism worldwide. The treatment effects of chronic low back pain recommended by clinical practice guidelines are, on average, moderate. Therefore, it is necessary to further investigate interventions that are likely to be effective for this condition. Exercise therapy is considered an excellent option in the treatment of chronic low back pain, being the specific stabilization exercises such as the Pilates approach one of these possibilities. However, there is little high quality evidence on the efficacy of the Pilates approach in patients with chronic non-specific low back pain. The first trials on this topic were published from This topic was reviewed by some authors and at this point there are six clinical trials aiming to test the effects of Pilates exercises in patients with chronic non-specific low back pain. However, the current published systematic reviews did not include these trials. Therefore it would be necessary to systematically review all these trials in order to summarize the evidence of this treatment approach in patients with chronic nonspecific low back pain. Chapter two presents the results of a systematic review using a meta-analysis approach that included five randomized controlled trials. A total of five studies analysed pain intensity as an outcome, being one study compared Pilates against the McKenzie, three studies compared Pilates against minimal interventions and one trial compared three Pilates regimes. Only two studies analysed disability as an outcome, comparing Pilates against minimal interventions. The methodological quality of these studies ranged from two to eight points in a zero to 10 quality scale, being only one study having high methodological quality. This review showed that Pilates was not better than the Mackenzie method or minimal interventions considering pain, however Pilates was better than minimal interventions considering disability (mean difference = 4.9 points; 95% CI 4.0 to 5.8 points). Chapter three describes a protocol of a randomized, assessor blinded, controlled trial. This study included 86 chronic non-specific low back pain patients that were randomly

15 xiv assigned into two treatment arms: an education group, which received an educational booklet, and the Pilates group which received the educational booklet and a modified Pilates treatment approach. The outcomes assessed were: pain intensity, general and specific disability, global perceived effect and kinesiophobia; these outcomes were assessed at baseline, six weeks and six months after randomization. Treatment expectation and credibility were also assessed at baseline and after the first session of treatment, respectively. This study started in October 2010 and is now concluded. Chapter four presents the results of this study which objective was to investigate the effectiveness of the addition of a modified Pilates approach to a minimal intervention in patients with chronic non-specific low back pain. Improvements in pain intensity (mean difference = 2.2 points; 95% CI 1.1 to 3.2), general disability (mean difference = 2.7 points; 95% CI 1.0 to 4.4) and global perceived effect (mean difference = points; 95% CI -2.6 to -0.4) at short term were observed in favour to the Pilates method. No differences were observed for any outcomes at 6 months follow up. We concluded that the addition of a modified Pilates method is beneficial when compared to a minimal education intervention at short term, however this effects were not sustained for the 6 months follow up. All studies presented in this thesis are important due to their contribution in testing the efficacy of the Pilates approach in the treatment of chronic low back pain. Firstly, previous studies on the Pilates method have low methodological quality and their results should be interpreted cautiously. Moreover, it is suggested that Pilates is better than a minimal intervention in terms of disability, but not for pain intensity. Secondly, Pilates exercises should be considered in the treatment of patients with chronic low back pain in terms of pain intensity, disability and global perceived effect in a short term. More high-quality trials on this topic should be performed in order to test the effects of this intervention in patients with chronic non-specific low back pain.

16 1 CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO

17 2 INTRODUÇÃO A dor lombar é um importante problema mundial do ponto de vista socioeconômico e de saúde, representando uma das principais causas de incapacidade e absenteísmo em adultos nas sociedades industrializadas 1-3. Estima-se que entre 11 a 84% dos adultos sofrerão com um episódio de dor lombar pelo menos uma vez em suas vidas, sendo que a prevalência pontual varia entre 12 a 33% e a prevalência nos últimos 12 meses varia entre 22 a 65% 1. Embora seja difícil avaliar e comparar estudos de prevalência devido a diversas variações da definição e severidade da dor lombar, ainda assim as estimativas claramente mostram a dimensão desse problema 1. A dor lombar gera enormes custos sociais e econômicos. Os avanços da tecnologia para fins diagnósticos e a introdução de novas intervenções terapêuticas para dor lombar ao longo dos anos foram acompanhados por um rápido aumento destes custos 4. Geralmente as despesas são divididas em custos diretos, relacionados a gastos médicos e não médicos, e indiretos, relacionados à produtividade e absenteísmo 4. Uma revisão sistemática mostrou que os custos diretos mundiais com dor lombar são maiores com fisioterapia (17%), serviços de internação (17%), farmácia (13%) e cuidados primários (13%) 4. Porém, os custos indiretos apresentam maiores estimativas com despesas relacionadas à dor lombar em relação aos custos diretos. Nos Estados Unidos, os custos indiretos chegam a 7,4 bilhões de dólares 4. No entanto, estimativas totais são difíceis de ser mensuradas, pois a metodologia dos estudos é heterogênea. Além disso, há uma variação importante nas estimativas dos custos nos diferentes países 4. Até o momento, não existem estimativas desses custos feitas no Brasil. O diagnóstico da dor lombar é importante para excluir doenças graves, direcionar o tratamento e predizer o prognóstico dos pacientes, sendo baseado na avaliação clínica, a qual inclui história clínica e exame clínico 5. Definir um diagnóstico para dor lombar é difícil, pois muitas vezes, o exame físico e exames radiográficos encontram-se normais, o que não exclui uma patologia grave da coluna 5. A dor lombar pode ser classificada em três grupos: 1) dor lombar não específica relacionada à dor mecânica de origem musculoesquelética, em que sua apresentação clínica geralmente ocorre entre 20 e 55 anos, apresentando dor entre as margens costais e a prega glútea inferior que pode variar com atividade física e com o tempo; 2) dor lombar por compressão de raiz nervosa que pode surgir a partir de uma hérnia discal, estenoses da coluna ou cicatrizes cirúrgicas, caracterizada por dor irradiada para o membro inferior até o pé ou a perna unilateralmente com parestesia, redução de força e alterações motoras, sensitivas e reflexas; e 3) dor lombar por doenças graves da coluna vertebral

18 3 incluindo doenças inflamatórias, tumores e infecções da coluna vertebral 5. A dor lombar não específica representa grande parte das dores referidas pela população, sendo que somente 5% pode ser incluída no grupo de compressão de raiz nervosa e menos de 1% no grupo de patologias graves de coluna 5. Esta classificação evita gastos com exames complementares quando requeridos desnecessariamente, auxilia na decisão clínica e minimiza comprometimentos psicológicos (como ansiedade e preocupação dos pacientes) que acabam limitando as atividades diárias e profissionais decorrentes de resultados de exames complementares que muitas vezes não têm relação com os sintomas clínicos 5. Além disso, esta classificação e a sua relação com a duração dos sintomas - até seis semanas: dor lombar aguda; de seis a 12 semanas: subaguda; e mais de 12 semanas: crônica - auxilia no prognóstico da dor lombar 2, 5. O prognóstico da dor lombar é considerado favorável para a forma aguda, mas para a forma crônica, é moderadamente otimista 6, 7. Uma revisão sistemática que analisa o prognóstico para dor lombar aguda mostrou que a dor e a função relacionadas à coluna lombar melhoram rapidamente em 58% dos casos e 82% dos pacientes retornam ao trabalho em um mês. Estes pacientes continuam melhorando nos próximos três meses, porém 73% dos casos apresentam recidivas 6. Já em relação ao prognóstico para dor lombar crônica, 35% dos casos podem estar livres de dor em nove meses e 42% em 12 meses. Destes pacientes que ficam livres de dor em nove meses e em 12 meses, 35% e 41% dos casos apresentam recuperação completa com redução da dor, melhora da função e retorno ao trabalho, respectivamente. Deve-se considerar ainda que alguns fatores podem estar associados ao tempo de recuperação, como licenças médicas anteriores devido à dor lombar, altos índices de incapacidade e dor no início da cronicidade, baixos níveis de escolaridade e maior risco percebido de dor persistente 7. No entanto, a idade do paciente não tem relação direta com a incapacidade e a intensidade da dor 6, 7. A recuperação lenta da dor lombar crônica pode estar relacionada à baixa taxa de sucesso dos tratamentos. Por isso, há uma necessidade vital de tratamentos mais eficazes e acessíveis para estes pacientes 8, 9. A escolha do tratamento da dor lombar não específica depende da duração dos sintomas 3. Para a dor lombar aguda, as recomendações para o tratamento são: informar adequadamente o paciente e orientá-lo a permanecer ativo sem interromper suas atividades diárias e profissionais, se possível; cartilhas educativas; prescrever medicamentos para alívio da dor, com intervalos regulares; e manipulação da coluna vertebral para pacientes que não estão conseguindo retornar para suas atividades. Não é recomendado para dor lombar aguda: repouso no leito, exercícios específicos, Back School, terapia comportamental, tração,

19 4 massagem, estimulação elétrica nervosa transcutânea, ultrassom, laser e acompanhamento multidisciplinar 2, 10. Para dor lombar subaguda é recomendado acompanhamento multidisciplinar, exercícios e restauração funcional com terapia comportamental 11. Finalmente, para dor lombar crônica é recomendada a prescrição de medicamentos (antiinflamatórios não esteróides, opióides fracos, antidepressivos e relaxantes musculares), terapia comportamental, exercícios supervisionados, intervenções educativas (Back School e breves intervenções educativas para autocuidado), acompanhamento multidisciplinar e terapia manual. Não são recomendados: recursos físicos, massagem e tração 3, 10, 11. A magnitude do efeito destes tratamentos recomendados para dor lombar crônica é moderada; assim, ainda não há nenhum tratamento verdadeiramente eficaz para estes pacientes 8, 12. Porém, boas expectativas e preferências do paciente podem contribuir para uma melhor resposta ao tratamento, pois aumentam a motivação, adesão e satisfação em relação ao tratamento 13. A dor lombar pode estar associada a alterações psicossociais como medos e crenças sobre a dor, depressão e ansiedade 3, 14. Esses medos e crenças podem afetar diretamente a incapacidade e a dor de pacientes com dor lombar, influenciando inclusive no seu prognóstico 10, 15, 16. Assim, intervenções educativas têm sido utilizadas na tentativa de minimizar a influência das crenças na dor lombar, principalmente na persistência após episódio agudo ou na sua recorrência 15, 17. As intervenções educativas para dor lombar aguda e subaguda podem ser igualmente eficazes a intervenções não educativas e são mais eficazes quando comparadas a nenhuma intervenção. Com relação à dor lombar crônica, a eficácia das intervenções educativas ainda é incerta 18. A terapia por exercícios é uma boa opção para o tratamento da dor lombar crônica não específica, pois melhora a mobilidade e estabilização da coluna vertebral, força muscular, coordenação motora e condicionamento aeróbico geral, além de ser um tratamento relativamente de baixo custo 5. Uma revisão da Biblioteca Cochrane com 43 estudos mostra que o tratamento por exercícios para dor lombar crônica não específica é eficaz para a melhora da dor e incapacidade, porém há uma evidência conflitante de que seja mais eficaz que outras intervenções 19. Ainda, a eficácia de um programa de exercícios é maior em pacientes que procuram tratamento para dor lombar, do que para pacientes recrutados por anúncios ou da comunidade, o que mostra a importância da motivação do paciente com relação ao tratamento 3, 19. No entanto, as evidências encontradas neste estudo devem ser analisadas cautelosamente, pois os resultados são superestimados pela falta de qualidade metodológica nos estudos, principalmente quando se refere a exercícios específicos como: exercícios de estabilização da coluna vertebral, Mckenzie e outros programas de exercício 3, 19.

20 5 A dor lombar está associada às disfunções e deficiências dos músculos profundos do tronco como transverso do abdome e multifídios, que são responsáveis pela coordenação e estabilização da coluna vertebral As disfunções musculares na dor lombar não são somente um problema de força e resistência muscular; em vez disso, ocorrem alterações nos mecanismos neuromusculares que afetam a estabilidade do tronco e a eficiência do movimento, e existem evidências de que os pacientes tendem a aumentar a rigidez da musculatura do tronco para ganhar estabilidade em detrimento da função da coluna Por esta razão sugere-se que exercícios de controle motor são eficazes para melhora dos sintomas de pacientes com dor lombar 23. Uma revisão sistemática sobre exercícios específicos de estabilização da coluna, em que ocorre a contração dos músculos multifídios e transverso do abdome, mostra que estes exercícios são mais eficazes que uma intervenção mínima e adicionam benefícios em relação a outras formas de intervenção para a redução da dor e incapacidade, pois promovem maior estabilidade da coluna lombar e modulação do controle neuromuscular, porém são igualmente eficazes que terapia manual ou outros tipos de exercícios 24. O método Pilates foi desenvolvido por Joseph Hubertus Pilates. Visa o controle dos músculos para a realização dos movimentos, da forma mais consciente possível e promove maior consciência corporal e melhora a postura Os exercícios envolvem seis princípios básicos como centralização, concentração, controle, precisão, fluidez de movimento e respiração 25. A centralização geralmente envolve contrações musculares isométricas denominadas power house associados aos exercícios concêntricos, excêntricos e, ocasionalmente, isométricos 25, 30. Os componentes do centro de força são os músculos abdominais anteriores (transverso abdominal, oblíquo externo, oblíquo interno e reto abdominal), abdominais posteriores (multifídios), extensores do quadril (glúteo máximo, isquiotibiais e parte posterior do adutor do quadril), flexores do quadril (iliopsoas, reto femoral, sartório, tensor da fáscia lata e parte anterior do adutor do quadril) e assoalho pélvico 25. O centro de força é responsável pela estabilização da postura estática da coluna lombar e pelve; além disso, auxilia na estabilidade dinâmica do corpo durante a execução dos exercícios 25. Alguns estudos biomecânicos sobre exercícios do método Pilates já foram publicados, porém, envolvem objetivos, exercícios, grupos musculares e métodos de avaliação heterogêneos e nenhuma conclusão sobre estes estudos pode inicialmente ser feita Esse método contém vários exercícios de alongamento e fortalecimento, os quais podem ser divididos em duas grandes categorias: mat Pilates (exercícios realizados no solo) e

Disciplinarum Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 14, n. 2, p. 285-292, 2013. Recebido em: 13.01.2013. Aprovado em: 26.06.2013.

Disciplinarum Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 14, n. 2, p. 285-292, 2013. Recebido em: 13.01.2013. Aprovado em: 26.06.2013. Disciplinarum Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 14, n. 2, p. 285-292, 2013. Recebido em: 13.01.2013. Aprovado em: 26.06.2013. ISSN 2177-3335 RESUMO A INFLUÊNCIA DO MÉTODO PILATES NA DOR

Leia mais

O EFEITO DO METODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA INESPECÍFICA UMA REVISÃO DE LITERATURA

O EFEITO DO METODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA INESPECÍFICA UMA REVISÃO DE LITERATURA 75 O EFEITO DO METODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA INESPECÍFICA UMA REVISÃO DE LITERATURA Marcela Borges Maia Faria Fisioterapeuta, pós-graduanda em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional

Leia mais

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA NAIANE TEIXEIRA BASTOS DE OLIVEIRA

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA NAIANE TEIXEIRA BASTOS DE OLIVEIRA UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA NAIANE TEIXEIRA BASTOS DE OLIVEIRA AVALIAÇÃO BIOMECÂNICA DURANTE EXERCÍCIOS DO MÉTODO PILATES SÃO PAULO 2014 NAIANE TEIXEIRA

Leia mais

Efeitos de duas intervenções fisioterapêuticas em pacientes com dor lombar crônica não-específica: viabilidade de um estudo controlado aleatorizado

Efeitos de duas intervenções fisioterapêuticas em pacientes com dor lombar crônica não-específica: viabilidade de um estudo controlado aleatorizado ISSN 1413-3555 Rev Bras Fisioter, São Carlos, v. 15, n. 5, p. 420-7, set./out. 2011 Revista Brasileira de Fisioterapia Artigo Original Efeitos de duas intervenções fisioterapêuticas em pacientes com dor

Leia mais

EFEITOS DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA CRÔNICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

EFEITOS DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA CRÔNICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA EFEITOS DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA CRÔNICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA ELISANGELA VILAR DE ASSIS BÁRBARA PORFÍRIO NUNES MICHEL JORGE DIAS JULIANE CARLA DE MEDEIROS DE SOUSA ALAN DAYVIDSON

Leia mais

Mariana C. Ferreira 1, Helen Penido 1, Ana Aun 1, Paulo Ferreira 2, Manuela L. Ferreira 3, Vinícius Cunha Oliveira 4 ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA

Mariana C. Ferreira 1, Helen Penido 1, Ana Aun 1, Paulo Ferreira 2, Manuela L. Ferreira 3, Vinícius Cunha Oliveira 4 ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA Fisioterapia e Pesquisa, São Paulo, v.16, n.4, p.374-9, out./dez. 2009 ISSN 1809-2950 Eficácia dos exercícios de controle motor na dor lombopélvica: uma revisão sistemática Efficacy of motor control exercises

Leia mais

Cuiabá USO DE ESTIMULAÇÃO NEUROLÓGICA TRANSCUTÂNEOA (TENS) NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA

Cuiabá USO DE ESTIMULAÇÃO NEUROLÓGICA TRANSCUTÂNEOA (TENS) NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA USO DE ESTIMULAÇÃO NEUROLÓGICA TRANSCUTÂNEOA (TENS) NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA I Elaboração Final: 2007 II Autores: Dr Valfredo da Mota Menezes III Previsão de Revisão: / / IV Tema: Tratamento

Leia mais

RESULTADOS DISCUSSÃO

RESULTADOS DISCUSSÃO 3 O MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA CRÔNICA NÃO- ESPECÍFICA Juliana Brandão Medeiros de Amorim 1 ; Walkiria Shimoya - Bittencourt 2 ; Marcos Adriano Salício 3, Viviane Aparecida Martins Mana

Leia mais

MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG

MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG Fábio Alexandre Moreschi Guastala 1, Mayara

Leia mais

Isabela Ferreira da Costa. Benefícios do Método Pilates na Gestação

Isabela Ferreira da Costa. Benefícios do Método Pilates na Gestação Isabela Ferreira da Costa Benefícios do Método Pilates na Gestação Londrina 2011 Isabela Ferreira da Costa Benefícios do Método Pilates na Gestação Monografia apresentada ao Curso de Especialização, em

Leia mais

TREINO AVANÇADO DO CONTROLO MOTOR

TREINO AVANÇADO DO CONTROLO MOTOR TREINO AVANÇADO DO CONTROLO MOTOR DOR LOMBAR E PÉLVICA 8 e 9 de Março de 2014 * Inscrições Limitadas até 8 de Fevereiro de 2014 Resumo Paul Hodges é uma das grandes referências mundiais da Fisioterapia

Leia mais

TÍTULO: PREVALÊNCIA DE DORES PARA OS MEMBROS INFERIORES EM UMA POPULAÇÃO DE PACIENTES COM DOR LOMBAR AGUDA.

TÍTULO: PREVALÊNCIA DE DORES PARA OS MEMBROS INFERIORES EM UMA POPULAÇÃO DE PACIENTES COM DOR LOMBAR AGUDA. TÍTULO: PREVALÊNCIA DE DORES PARA OS MEMBROS INFERIORES EM UMA POPULAÇÃO DE PACIENTES COM DOR LOMBAR AGUDA. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE

Leia mais

HIDROCINESIOTERAPIA COMPARADA AOS EXERCÍCIOS NO SOLO EM PACIENTES COM DOR LOMBAR CRÔNICA

HIDROCINESIOTERAPIA COMPARADA AOS EXERCÍCIOS NO SOLO EM PACIENTES COM DOR LOMBAR CRÔNICA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 HIDROCINESIOTERAPIA COMPARADA AOS EXERCÍCIOS NO SOLO EM PACIENTES COM DOR LOMBAR CRÔNICA Priscila

Leia mais

RELAÇÃO DA POSTURA ADOTADA PARA DORMIR E A QUEIXA DE LOMBALGIA

RELAÇÃO DA POSTURA ADOTADA PARA DORMIR E A QUEIXA DE LOMBALGIA ISBN 978-85-61091-05-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 RELAÇÃO DA POSTURA ADOTADA PARA DORMIR E A QUEIXA DE LOMBALGIA Fernanda Cristina Pereira 1

Leia mais

A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO

A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO GUIZELINI, L.H.; PEREIRA, N.T.C. RESUMO A mastectomia pode

Leia mais

EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NA DOR LOMBAR ESTUDO DE REVISÃO

EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NA DOR LOMBAR ESTUDO DE REVISÃO 1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS E FORMAÇÃO INTEGRADA ESPECIALIZAÇÃO EM PILATES NATHÁLIA OLIVEIRA PINHEIRO SILVESTRE EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NA DOR LOMBAR ESTUDO

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana Universidade Técnica de Lisboa Faculdade de Motricidade Humana O Método Pilates e os seus Efeitos em Termos de Autoeficácia na Musculatura do Pavimento Pélvico em Mulheres com Incontinência Urinária de

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO TÍTULO: A ADIÇÃO DO MÉTODO KINESIO TAPING AO TRATAMENTO DE FISIOTERAPIA BASEADA NAS DIRETRIZES DE PRÁTICA CLÍNICA AUMENTA A SATISFAÇÃO EM RELAÇÃO AOS CUIDADOS FISIOTERAPÊUTICOS RECEBIDOS EM PACIENTES COM

Leia mais

ANÁLISE DA PRÉ ATIVAÇÃO DOS ESTABILIZADORES LOMBO-PÉLVICOS E TESTES FÍSICOS FUNCIONAIS- ESTUDO PRELIMINAR

ANÁLISE DA PRÉ ATIVAÇÃO DOS ESTABILIZADORES LOMBO-PÉLVICOS E TESTES FÍSICOS FUNCIONAIS- ESTUDO PRELIMINAR ANÁLISE DA PRÉ ATIVAÇÃO DOS ESTABILIZADORES LOMBO-PÉLVICOS E TESTES FÍSICOS FUNCIONAIS- ESTUDO PRELIMINAR Beatriz Barreto de Toledo Oliveira (PIBIC/Fundação Araucária), João Paulo Siloto, Tiago Del Antonio,

Leia mais

PILATES NA REABILITAÇÃO: uma revisão sistemática título Pilates on rehabilitation: a systematic review

PILATES NA REABILITAÇÃO: uma revisão sistemática título Pilates on rehabilitation: a systematic review ISSN 0103-5150 Fisioter. Mov., Curitiba, v. 22, n. 3, p. 449-455, jul./set. 2009 Licenciado sob uma Licença Creative Commons PILATES NA REABILITAÇÃO: uma revisão sistemática título Pilates on rehabilitation:

Leia mais

PROTOCOLO FISIOTERAPÊUTICO DE PÓS-OPERATÓRIO INICIAL DE CIRURGIA LOMBAR

PROTOCOLO FISIOTERAPÊUTICO DE PÓS-OPERATÓRIO INICIAL DE CIRURGIA LOMBAR PROTOCOLO FISIOTERAPÊUTICO DE PÓS-OPERATÓRIO INICIAL DE CIRURGIA LOMBAR 1- Considerações gerais As cirurgias de coluna têm indicação médica conforme exames de imagem e apresentação clínica. As cirurgias

Leia mais

Palavras chaves: Core; Treinamento Funcional; Musculação; Homens.

Palavras chaves: Core; Treinamento Funcional; Musculação; Homens. 1 Estudo comparativo do nível de força isométrica e estabilidade da musculatura do core entre indivíduos praticantes de treinamento funcional e de musculação. Resumo: O presente estudo teve como objetivo

Leia mais

ARTIGO ORIGINAL LOMBALGIA: A RELAÇÃO COM A FLEXIBILIDADE DA REGIÃO POSTERIOR DA COXA E DO GLÚTEO E A FORÇA ABDOMINAL E LOMBAR

ARTIGO ORIGINAL LOMBALGIA: A RELAÇÃO COM A FLEXIBILIDADE DA REGIÃO POSTERIOR DA COXA E DO GLÚTEO E A FORÇA ABDOMINAL E LOMBAR LOMBALGIA: A RELAÇÃO COM A FLEXIBILIDADE DA REGIÃO POSTERIOR DA COXA E DO GLÚTEO E A FORÇA ABDOMINAL E LOMBAR Mariana Cristina de Jesus 1, José Francisco Daniel 2 RESUMO A lombalgia se caracteriza pela

Leia mais

Análise da resistência externa e da atividade eletromiográfica do movimento de extensão de quadril realizado segundo o método Pilates

Análise da resistência externa e da atividade eletromiográfica do movimento de extensão de quadril realizado segundo o método Pilates Artigo Original ISSN 1413-3555 Rev Bras Fisioter, São Carlos, v. 13, Rev n. 1, Bras p. X-XX, Fisioter, jan./fev. São Carlos 9 Revista Brasileira de Fisioterapia Análise da resistência externa e da atividade

Leia mais

Exercícios de estabilização segmentar lombar na lombalgia: revisão sistemática da literatura

Exercícios de estabilização segmentar lombar na lombalgia: revisão sistemática da literatura ARTIGO DE REVISÃO Arq Med Hosp Fac Cienc Med Santa Casa São Paulo 2012;57(1):35-40. Exercícios de estabilização segmentar lombar na lombalgia: revisão sistemática da literatura The effectiveness of lumbar

Leia mais

12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE

12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE 12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE A Importância dos Grupos de Reabilitação em Dor Crônica Realizados pela Equipe NASF AUTOR THANYTA STELLA DE CAMPOS HISTÓRICO COMO SURGIU A IDÉIA DO TRABALHO?

Leia mais

ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS

ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA PÂMELLA RIBEIRO RODRIGUES ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS TÉCNICAS MINISTRADAS NA DISCIPLINA DE RTM II PARA A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO DISCENTE DE FISIOTERAPIA

A IMPORTÂNCIA DAS TÉCNICAS MINISTRADAS NA DISCIPLINA DE RTM II PARA A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO DISCENTE DE FISIOTERAPIA A IMPORTÂNCIA DAS TÉCNICAS MINISTRADAS NA DISCIPLINA DE RTM II PARA A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO DISCENTE DE FISIOTERAPIA RESUMO SILVA 1, Thays Gonçalves ALMEIDA 2, Rogério Moreira de Centro de Ciências da

Leia mais

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO CARACTERÍSTICAS INDIVIDUAIS - Flexibilidade - Estabilidade - Equilíbrio - Propiocepção

Leia mais

EFEITOS IMEDIATOS DA ESCOLA DE POSTURAS DA UFPB NA DIMINUIÇAO DA DOR DE COLUNA, ESTRESSE E FADIGA

EFEITOS IMEDIATOS DA ESCOLA DE POSTURAS DA UFPB NA DIMINUIÇAO DA DOR DE COLUNA, ESTRESSE E FADIGA EFEITOS IMEDIATOS DA ESCOLA DE POSTURAS DA UFPB NA DIMINUIÇAO DA DOR DE COLUNA, ESTRESSE E FADIGA CARDIA, Maria Cláudia Gatto 1 ; LIMA, Junio Alves 2 ; NÓBREGA JR, José Carlos Nogueira 3 ; OLIVEIRA, Rayssa

Leia mais

Efeito agudo do treino de Pilates sobre as dores de costas em Idosos

Efeito agudo do treino de Pilates sobre as dores de costas em Idosos Efeito agudo do treino de Pilates sobre as dores de costas em Idosos Clarissa Biehl Printes (Ph.D.) cbprintes.isce@gmail.com Porto Alegre, 2015 Introdução A literatura descreve que 70 a 85% da população

Leia mais

A importância da estabilização central no método Pilates: uma revisão sistemática

A importância da estabilização central no método Pilates: uma revisão sistemática ISSN 0103-5150 Fisioter. Mov., Curitiba, v. 25, n. 2, p. 445-451, abr./jun. 2012 Licenciado sob uma Licença Creative Commons doi: 10.1590/S0103-51502012000200022 [T] A importância da estabilização central

Leia mais

Implicações da Neurodinâmica

Implicações da Neurodinâmica Implicações da Neurodinâmica ATLETA Abril 2016 TIAGO GAMELAS CONTEÚDO PROGAMÁTICO Mobilização do Sistema Nervoso Neurodinâmica. Implicações no Atleta. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1. Conhecer o conceito de Neurodinâmica.

Leia mais

Aliança para um Futuro Livre de Cárie

Aliança para um Futuro Livre de Cárie Creme dental com alto teor de fluoreto Resumo completo Descrição: Os dentifrícios fluoretados foram introduzidos pela primeira vez na década de 1950. [1] O primeiro dentifrício fluoretado continha fluoreto

Leia mais

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA YURI RAFAEL DOS SANTOS FRANCO

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA YURI RAFAEL DOS SANTOS FRANCO UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA YURI RAFAEL DOS SANTOS FRANCO EFETIVIDADE DA ADIÇÃO DA CORRENTE INTERFERENCIAL AO MÉTODO PILATES NA DOR LOMBAR CRÔNICA

Leia mais

TÉCNICAS EM AVALIAÇÃO E REEDUCAÇÃO POSTURAL

TÉCNICAS EM AVALIAÇÃO E REEDUCAÇÃO POSTURAL 13. CONEX Pôster Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA TÉCNICAS

Leia mais

KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO

KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO KC seguindo adiante KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO Otimizar a saúde do está no coração da Fisioterapia e da Terapia do Movimento. As pesquisas de neurociência nos tem proporcionado um

Leia mais

EFETIVIDADE DO MÉTODO PILATES REALIZADO NO SOLO OU NOS APARELHOS NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA

EFETIVIDADE DO MÉTODO PILATES REALIZADO NO SOLO OU NOS APARELHOS NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA MAURÍCIO ANTÔNIO DA LUZ JUNIOR EFETIVIDADE DO MÉTODO PILATES REALIZADO NO SOLO OU NOS APARELHOS NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE ELÉTRICA DOS MÚSCULOS RETO ABDOMINAL PORÇÃO SUPERIOR E INFERIOR DURANTE EXERCÍCIOS DO MÉTODO PILATES

CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE ELÉTRICA DOS MÚSCULOS RETO ABDOMINAL PORÇÃO SUPERIOR E INFERIOR DURANTE EXERCÍCIOS DO MÉTODO PILATES 1 GABRIELA BUENO SILVA CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE ELÉTRICA DOS MÚSCULOS RETO ABDOMINAL PORÇÃO SUPERIOR E INFERIOR DURANTE EXERCÍCIOS DO MÉTODO PILATES Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso

Leia mais

TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS

TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA

Leia mais

EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA

EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA Maria Lucia Ziroldo 1 ; Mateus Dias Antunes 2 ; Daniela Saldanha Wittig 3 ; Sonia Maria Marques Gomes Bertolini 4 RESUMO: A dor lombar é uma das

Leia mais

A MANIPULAÇÃO OSTEOPÁTICA CERVICAL GERA EFEITOS IMEDIATOS NAS VARIÁVEIS CARDIOVASCULARES EM INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS?

A MANIPULAÇÃO OSTEOPÁTICA CERVICAL GERA EFEITOS IMEDIATOS NAS VARIÁVEIS CARDIOVASCULARES EM INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS? 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE CEILÂNDIA CURSO DE FISIOTERAPIA AMANDA CASTELO BRANCO DUARTE HANNA LISSA RIBEIRO MIRANDA QUINTANILHA A MANIPULAÇÃO OSTEOPÁTICA CERVICAL GERA EFEITOS IMEDIATOS NAS

Leia mais

BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO

BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO O método pilates é um trabalho que se baseia em exercícios de força e mobilidade utilizando para tal técnicas e exercícios específicos. Este método permite

Leia mais

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde

Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências. Avaliação de Tecnologias em Saúde Câmara Técnica de Medicina Baseada em Evidências Avaliação de Tecnologias em Saúde Sumário de Evidências e Recomendações para o uso de Radiofreqüência na Dor Lombar Crônica - Denervação Percutânea por

Leia mais

ATITUDES E CRENÇAS DE FISIOTERAPEUTAS EM RELAÇÃO À DOR LOMBAR CRÔNICA

ATITUDES E CRENÇAS DE FISIOTERAPEUTAS EM RELAÇÃO À DOR LOMBAR CRÔNICA Maurício Oliveira Magalhães ATITUDES E CRENÇAS DE FISIOTERAPEUTAS EM RELAÇÃO À DOR LOMBAR CRÔNICA UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO 2011 Maurício Oliveira Magalhães ATITUDES E CRENÇAS DE FISIOTERAPEUTAS

Leia mais

Utilização do SF-36 em ensaios clínicos envolvendo pacientes fibromiálgicos: determinação de critérios mínimos de melhora clínica

Utilização do SF-36 em ensaios clínicos envolvendo pacientes fibromiálgicos: determinação de critérios mínimos de melhora clínica Artigo Original 147 doi:10.4181/rnc.2004.12.147 Utilização do SF-36 em ensaios clínicos envolvendo pacientes fibromiálgicos: determinação de critérios mínimos de melhora clínica Using SF-36 in clinical

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE PROCISA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE PROCISA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE PROCISA THALES FREDERICO RIBEIRO FONSECA O SIGNIFICADO DAS VIVÊNCIAS E PERCEPÇÕES DE PACIENTES

Leia mais

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA JOÃO RAFAEL FREITAS DA SILVA INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

Leia mais

PILATES E BIOMECÂNICA. Thaís Lima

PILATES E BIOMECÂNICA. Thaís Lima PILATES E BIOMECÂNICA Thaís Lima RÍTMO LOMBOPÉLVICO Estabilidade lombopélvica pode ser definida como a habilidade de atingir e manter o alinhamento ótimo dos segmentos da coluna (lombar e torácica), da

Leia mais

INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO DE ESTABILIZAÇÃO CENTRAL SOBRE A DOR E ESTABILIDADE LOMBAR

INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO DE ESTABILIZAÇÃO CENTRAL SOBRE A DOR E ESTABILIDADE LOMBAR INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO DE ESTABILIZAÇÃO CENTRAL SOBRE A DOR E ESTABILIDADE LOMBAR Influence of core stabilization training on low back pain and stability Fernanda Beatriz Reinehr 1, Felipe Pivetta Carpes

Leia mais

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA KATHERINNE FERRO MOURA

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA KATHERINNE FERRO MOURA UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA KATHERINNE FERRO MOURA EFETIVIDADE DA ADIÇÃO DA CORRENTE INTERFERENCIAL AO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DE PACIENTES COM

Leia mais

& EFEITOS DOS EXERCÍCIOS DO MÉTODO PILATES EM PACIENTES COM DOR LOMBAR CRÔNICA

& EFEITOS DOS EXERCÍCIOS DO MÉTODO PILATES EM PACIENTES COM DOR LOMBAR CRÔNICA & EFEITOS DOS EXERCÍCIOS DO MÉTODO PILATES EM PACIENTES COM DOR LOMBAR CRÔNICA Andréia Schossler; Taíse Andrades Valente 1 Darlene Costa de Bittencourt Márcio Junior Strassburger Resumo A dor lombar é

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Existem 2 tipos de artic. encontradas

Leia mais

Método Mckenzie Aplicado a Dor Lombar em Indivíduos com Idade entre 20 50 Anos

Método Mckenzie Aplicado a Dor Lombar em Indivíduos com Idade entre 20 50 Anos Método Mckenzie Aplicado a Dor Lombar em Indivíduos com Idade entre 20 50 Anos Palavras-chaves: Dor Lombar, Método McKenzie e Fisioterapia. SANTOS, Nurian Jaslanne 1 SOUSA, Kemil Rocha 2 DINIZ, Danielle

Leia mais

O exercício no tratamento dos distúrbios lombares com ênfase na estabilidade vertebral

O exercício no tratamento dos distúrbios lombares com ênfase na estabilidade vertebral 1 O exercício no tratamento dos distúrbios lombares com ênfase na estabilidade vertebral Danielle Barbosa da Silva 1 danielle@gmail.com Dayana Priscila Maia Mejia 2 Pós-Graduação em Fisioterapia em Ortopedia

Leia mais

Mais saúde, menos stress

Mais saúde, menos stress iate especial Mais saúde, menos stress conheça Os BenefÍcIOs DA prática esportiva e AprOveIte para escolher A MODALIDADe IDeAL por JOãO rodrigues Um dos maiores diferenciais da Academia do Iate Clube de

Leia mais

TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA

TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA As dores musculoesqueléticas atingem 40% da população e representam

Leia mais

7º Congresso Unidas de

7º Congresso Unidas de 7º Congresso Unidas de Gestão o de Assistência à Saúde Dra. Rozana Ciconelli Centro Paulista de Economia da Saúde Escola Paulista de Medicina A epidemia da obesidade Como as doenças crônicas afetam a gestão

Leia mais

Mirtazapina é Indicada para o Tratamento de Fibromialgia

Mirtazapina é Indicada para o Tratamento de Fibromialgia Mirtazapina é Indicada para o Tratamento de Fibromialgia Melhora a Qualidade de Vida dos Pacientes Diminui a Dor Musculoesquelética Beneficia a Qualidade do Sono Reduz a Incapacidade Relacionada à Doença

Leia mais

Foram estabelecidos critérios de inclusão, exclusão e eliminação. Critérios de inclusão: todos os dançarinos com síndrome da dor femoropatelar.

Foram estabelecidos critérios de inclusão, exclusão e eliminação. Critérios de inclusão: todos os dançarinos com síndrome da dor femoropatelar. Figura 11a - Posição inicial: 1ª posição paralela. Figura 11b - demi-plié: 1ª posição paralela. Figura 12a - Posição inicial: 2ª posição paralela. Figura 12b- Demi-plié: 2ª posição paralela. 35 Figura

Leia mais

E BEM-ESTAR TAMBÉM. exercícios para fazer com SEM ESTRESSE MELHOR IDADE DE VERDADE GESTANTE FELIZ

E BEM-ESTAR TAMBÉM. exercícios para fazer com SEM ESTRESSE MELHOR IDADE DE VERDADE GESTANTE FELIZ O GRANDE guia de PILATES E BEM-ESTAR 40 exercícios para fazer com bola, no solo e nos aparelhos MELHOR IDADE DE VERDADE Conheça o segredo para ganhar mais vitalidade e ainda evitar quedas GESTANTE FELIZ

Leia mais

Reabilitação em Dores Crônicas da Coluna Lombar. Michel Caron Instituto Dr. Ayrton Caron Porto Alegre - RS

Reabilitação em Dores Crônicas da Coluna Lombar. Michel Caron Instituto Dr. Ayrton Caron Porto Alegre - RS Reabilitação em Dores Crônicas da Coluna Lombar Michel Caron Instituto Dr. Ayrton Caron Porto Alegre - RS Introdução - Estima-se que a dor lombar afete até 84% da população adulta. - Episódio de dor autolimitado

Leia mais

OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA

OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA 22 OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA Clarice Amarante Scipiao 1 Joelma Gomes da Silva 2 RESUMO O período gestacional, é marcado por profundas modificações

Leia mais

Medindo a Qualidade de Vida em Estudos Clínicos de FC: Outra Peça do Quebra-Cabeça

Medindo a Qualidade de Vida em Estudos Clínicos de FC: Outra Peça do Quebra-Cabeça Ensaios Clínicos Medindo a Qualidade de Vida em Estudos Clínicos de FC: Outra Peça do Quebra-Cabeça Janice Abbott, PhD Professora de Psicologia da Saúde Faculdade de Saúde Universidade de Central Lancashire

Leia mais

MEDO DE QUEDA EM IDOSOS SUBMETIDOS À CIRURGIA DE CATARATA

MEDO DE QUEDA EM IDOSOS SUBMETIDOS À CIRURGIA DE CATARATA 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA GABRYELLA STEPHANYE OLIVEIRA NASCIMENTO MEDO DE QUEDA EM IDOSOS SUBMETIDOS À CIRURGIA DE CATARATA BRASÍLIA 2015 2 GABRYELLA

Leia mais

TRABALHO SUBMETIDO AO 4º ENDORIO PRÊMIO INGEBORG LAUN (MÉRITO CIENTÍFICO) CONTROLE GLICÊMICO DE MULHERES COM DIABETES GESTACIONAL

TRABALHO SUBMETIDO AO 4º ENDORIO PRÊMIO INGEBORG LAUN (MÉRITO CIENTÍFICO) CONTROLE GLICÊMICO DE MULHERES COM DIABETES GESTACIONAL TRABALHO SUBMETIDO AO 4º ENDORIO PRÊMIO INGEBORG LAUN (MÉRITO CIENTÍFICO) Titulo: EFEITO DO EXERCÍCIO FÍSICO MODERADO DE CURTA DURAÇÃO NO CONTROLE GLICÊMICO DE MULHERES COM DIABETES GESTACIONAL AVALIADO

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING O Curso de Formação em Iso Stretching é ministrado pelo fundador da técnica, o osteopata e fisioterapeuta francês Bernard Redondo. O método Iso Stretching foi desenvolvido

Leia mais

Suporte à Autogestão na Doença Crónica. SelfManagementSupport@ensp.unl.pt

Suporte à Autogestão na Doença Crónica. SelfManagementSupport@ensp.unl.pt Suporte à Autogestão na Doença Crónica SelfManagementSupport@ensp.unl.pt !" #$ # Tantos Doentes, Tão Pouco Tempo Distribuição de Necessidades em Saúde (Kaiser Permanente) COMUNIDADE SUPORTE AUTOGESTÃO

Leia mais

A FISIOTERAPIA COMO CIÊNCIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS

A FISIOTERAPIA COMO CIÊNCIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS A FISIOTERAPIA COMO CIÊNCIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS João Paulo Manfré dos Santos 1, Camila de Araújo Moya 2, Giovana Pedrão de Souza 3 RESUMO A fisioterapia possui um papel importantíssimo na saúde humana,

Leia mais

ELIANE JERÔNIMO PIRES. Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para a obtenção do título de Mestre em Ciências

ELIANE JERÔNIMO PIRES. Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para a obtenção do título de Mestre em Ciências ELIANE JERÔNIMO PIRES Fisioterapia na cicatrização e recuperação funcional nos portadores de úlcera de hipertensão venosa crônica: uso da estimulação elétrica com corrente de alta voltagem Dissertação

Leia mais

Prolia para osteoporose

Prolia para osteoporose Data: 29/06/2013 Nota Técnica 105/2013 Número do processo: 0110170-82.2013-813.0525 Solicitante: Juiz de Direito Dr. Napoleão da Silva Chaves Réu: Estado de Minas Gerais Medicamento Material Procedimento

Leia mais

PERFIL BRASILEIRO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA FISIOTERAPIA EM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: REVISÃO SISTEMÁTICA

PERFIL BRASILEIRO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA FISIOTERAPIA EM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: REVISÃO SISTEMÁTICA PERFIL BRASILEIRO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA FISIOTERAPIA EM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: REVISÃO SISTEMÁTICA DE CARVALHO, P. E.; SALVADOR, C. A.; MIRANDA, T. T.; LOPES, J. Resumo: O acidente vascular

Leia mais

Produtos para saúde. A visão de quem utiliza. Wanderley Marques Bernardo

Produtos para saúde. A visão de quem utiliza. Wanderley Marques Bernardo Produtos para saúde A visão de quem utiliza Wanderley Marques Bernardo Nós não vemos as coisas como elas são, nós vemos como nós somos Anaïs Nin VISÃO PACIENTES CONFLITOS DE MÉDICO INTERESSE SISTEMA DE

Leia mais

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM A FIBROMIALGIA consiste numa síndrome - conjunto de sinais e sintomas - com manifestações de

Leia mais

Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL)

Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL) Projeto: Unidade de Correção Postural AMIL Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL) Autores: LACOMBE,Patricia, FURLAN, Valter, SONSIN, Katia. Instituição: Instituto

Leia mais

Epicondilite lateral em atletas (Tennis Elbow) Coordenador do NEO Núcleo de Estudos em Esportes e Ortopedia

Epicondilite lateral em atletas (Tennis Elbow) Coordenador do NEO Núcleo de Estudos em Esportes e Ortopedia Epicondilite lateral em atletas (Tennis Elbow) Dr. Rogerio Teixeira da Silva Ortopedia e Medicina Esportiva Coordenador do NEO Núcleo de Estudos em Esportes e Ortopedia Presidente do Comitê de Traumatologia

Leia mais

Dor Crónica Lombar. A. Teresa Jeremias. Dor Crónica Lombar. Modelo Preditivo dos Resultados da Fisioterapia

Dor Crónica Lombar. A. Teresa Jeremias. Dor Crónica Lombar. Modelo Preditivo dos Resultados da Fisioterapia Dor Crónica Lombar A.Teresa Jeremias A. Teresa Jeremias Dor Crónica Lombar Modelo Preditivo dos Resultados da Fisioterapia Dissertação de Mestrado em Fisioterapia Relatório de Projecto de Investigação

Leia mais

Atividade Física para Pessoas com Hipertensão Arterial Sistêmica: recomendações para o trabalho da Atenção Básica

Atividade Física para Pessoas com Hipertensão Arterial Sistêmica: recomendações para o trabalho da Atenção Básica Atividade Física para Pessoas com Hipertensão Arterial Sistêmica: recomendações para o trabalho da Atenção Básica 5 HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA Neste capítulo serão abordadas as recomendações essenciais

Leia mais

A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar

A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar A actividade física e os desportos saudáveis são essenciais para a nossa saúde e bem-estar. Actividade física adequada e desporto

Leia mais

KAREN OBARA. Orientador: Prof. Dr. Jefferson Rosa Cardoso

KAREN OBARA. Orientador: Prof. Dr. Jefferson Rosa Cardoso KAREN OBARA COMPARAÇÃO DO MÉTODO PILATES COM EXERCÍCIOS, ORIENTAÇÕES E MASSAGEM PARA DOR, FUNCIONALIDADE, FLEXIBILIDADE E PERCEPÇÃO GLOBAL DOS EFEITOS EM PACIENTES COM DOR LOMBAR CRÔNICA: ATUALIZAÇÃO DE

Leia mais

Arquivos Catarinenses de Medicina. Descritores: Reabilitação. Terapia por exercício. Pilates. Abstract

Arquivos Catarinenses de Medicina. Descritores: Reabilitação. Terapia por exercício. Pilates. Abstract Arquivos Catarinenses de Medicina ISSN (impresso) 0004-2773 ISSN (online) 1806-4280 ARTIGO DE REVISÃO O método pilates no Brasil: uma revisão de literatura The pilates method in Brazil: a review of literature

Leia mais

Dedicatória. À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes.

Dedicatória. À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes. ii Dedicatória À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes. iii iv Agradecimentos Uma investigação desta tipologia envolve, directa

Leia mais

Diclofenaco 50 mg + Vitaminas do Complexo B

Diclofenaco 50 mg + Vitaminas do Complexo B Diclofenaco 50 mg Vitaminas do Complexo B Redução Mais Significativa da Quando Comparada a Monoterapia com Diclofenaco Mibielli MA, Geller M, Cohen JC, Goldberg SG, Cohen MT, Nunes CP, Oliveira LB, da

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS Envolvimento parental e nível sociocultural das famílias: Estudo comparativo num agrupamento escolar Marco Sérgio Gorgulho Rodrigues Dissertação

Leia mais

OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA

OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA WELLINTON GONÇALVES DO SANTOS ¹ RICARDO BASÍLIO DE OLIVEIRA CALAND² LUCIANA ALVES BRANDÃO³ SONNALE DA SILVA ARAÚJO4 RESUMO A dor lombar é um mal recorrente

Leia mais

Estudo clínico randomizado para avaliar o impacto de um programa de exercício em doentes com perturbação depressiva

Estudo clínico randomizado para avaliar o impacto de um programa de exercício em doentes com perturbação depressiva Estudo clínico randomizado para avaliar o impacto de um programa de exercício em doentes com perturbação depressiva Autores Lara Carneiro 1 António Fonseca 2 Maria Vieira Coelho 3 Maria Paula Mota 4 José

Leia mais

Efetividade de exercícios de estabilização segmentar sobre a dor lombar crônica mecânico-postural

Efetividade de exercícios de estabilização segmentar sobre a dor lombar crônica mecânico-postural ISSN 0103-5150 Fisioter. Mov., Curitiba, v. 23, n. 4, p. 605-614, out./dez. 2010 Licenciado sob uma Licença Creative Commons [T] Efetividade de exercícios de estabilização segmentar sobre a dor lombar

Leia mais

LOMBALGIA. Faculdade de Medicina Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG Departamento do Aparelho Locomotor. Prof. Jefferson Soares Leal

LOMBALGIA. Faculdade de Medicina Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG Departamento do Aparelho Locomotor. Prof. Jefferson Soares Leal LOMBALGIA Faculdade de Medicina Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG Departamento do Aparelho Locomotor Prof. Jefferson Soares Leal Aula e bibliografia atualizadas estarão disponíveis para os alunos

Leia mais

Cristiana Andreia Rodrigues Tavares

Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Técnicas de Recobrimento Radicular Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto, 2013 Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Técnicas de Recobrimento

Leia mais

TRATAMENTO CONSERVATIVO E CIRÚRGICO DE HÉRNIA DE DISCO (TIPO I) TORACOLOMBAR GRAU V EM CÃO RELATO DE CASO

TRATAMENTO CONSERVATIVO E CIRÚRGICO DE HÉRNIA DE DISCO (TIPO I) TORACOLOMBAR GRAU V EM CÃO RELATO DE CASO 1 TRATAMENTO CONSERVATIVO E CIRÚRGICO DE HÉRNIA DE DISCO (TIPO I) TORACOLOMBAR GRAU V EM CÃO RELATO DE CASO LYS DE BARROS FOGAGNOLI 1, MILTON MIKIO MORISHIN FILHO 2. 1- Graduanda Medicina Veterinária Universidade

Leia mais

Abdução do quadril Posição inicial Ação Extensão do quadril em rotação neutra Posição inicial Ação

Abdução do quadril Posição inicial Ação Extensão do quadril em rotação neutra Posição inicial Ação 12) Abdução do quadril - músculos comprometidos da articulação do quadril: glúteo médio, glúteo mínimo, tensor da fascia lata e os seis rotadores externos; da articulação do joelho: quadríceps (contração

Leia mais

Aíla de Nazaré Campos Magalhães

Aíla de Nazaré Campos Magalhães Universidade do Estado do Pará Centro de Ciências Sociais e Educação Curso de Bacharelado em Secretariado Executivo Trilíngüe Aíla de Nazaré Campos Magalhães O desenvolvimento sustentável como uma nova

Leia mais

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH Duolao Wang; Ameet Bakhai; Angelo Del Buono; Nicola Maffulli Muscle, Tendons and Ligaments Journal, 2013 Santiago A. Tobar L., Dsc. Why to determine the

Leia mais

Os Benefícios do Pilates na Reabilitação de Hérnia de Disco Lombar: Revisão Bibliográfica

Os Benefícios do Pilates na Reabilitação de Hérnia de Disco Lombar: Revisão Bibliográfica 1 Os Benefícios do Pilates na Reabilitação de Hérnia de Disco Lombar: Revisão Bibliográfica Danúbia Rodrigues Basílio 1 danubiafisio27@hotmail.com Matheus Campos Garcia Parra 2 Pós-graduação em traumato-ortopedia

Leia mais

Análise curricular dos cursos de pós-graduação em Pilates do Brasil. Academic Analysis of post-graduate Pilates Brazil

Análise curricular dos cursos de pós-graduação em Pilates do Brasil. Academic Analysis of post-graduate Pilates Brazil Artigo Original Análise curricular dos cursos de pós-graduação em Pilates do Brasil Academic Analysis of post-graduate Pilates Brazil Keila Maria Alves da Cunha 1, Cristina Aparecida Neves Ribeiro 2 Resumo

Leia mais

TÍTULO: O BENEFÍCIO DO MÉTODO PILATES NO EQUILÍBRIO DOS IDOSOS - REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

TÍTULO: O BENEFÍCIO DO MÉTODO PILATES NO EQUILÍBRIO DOS IDOSOS - REVISÃO BIBLIOGRÁFICA TÍTULO: O BENEFÍCIO DO MÉTODO PILATES NO EQUILÍBRIO DOS IDOSOS - REVISÃO BIBLIOGRÁFICA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

Leia mais

BENEFÍCIOS DA ESCOLA DE POSTURA NA CAPACIDADE FUNCIONAL, NA FLEXIBILIDADE E NA INTENSIDADE DA DOR DE PACIENTES COM LOMBALGIA CRÔNICA

BENEFÍCIOS DA ESCOLA DE POSTURA NA CAPACIDADE FUNCIONAL, NA FLEXIBILIDADE E NA INTENSIDADE DA DOR DE PACIENTES COM LOMBALGIA CRÔNICA BENEFÍCIOS DA ESCOLA DE POSTURA NA CAPACIDADE FUNCIONAL, NA FLEXIBILIDADE E NA INTENSIDADE DA DOR DE PACIENTES COM LOMBALGIA CRÔNICA Adriane Behring Bianchi 1, Ligia Maria Facci 2 RESUMO: O objetivo deste

Leia mais

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Avaliação Fisioterapêutica do Quadril Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação do Quadril: É uma articulação

Leia mais