2.1 Os projetos que demonstrarem resultados (quádrupla meta) serão compartilhados na Convenção Nacional.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2.1 Os projetos que demonstrarem resultados (quádrupla meta) serão compartilhados na Convenção Nacional."

Transcrição

1 O Prêmio Inova+Saúde é uma iniciativa da SEGUROS UNIMED que visa reconhecer as estratégias de melhoria e da qualidade e segurança dos cuidados com a saúde dos pacientes e ao mesmo tempo contribua com a sustentabilidade do Sistema Unimed. Serão considerados para análise os projetos implantados a partir de 01/07/2012, os projetos poderão ser enviados até dia 14/08/ Objetivos 1.1 Reconhecer as Unimeds que tenham projetos inovadores em saúde para alcançar o quádruplo objetivo em saúde. Cada experiência deve provar que os quatro componentes estejam presentes: A. Melhorar a saúde de indivíduos e populações; B. Melhorar a experiência do cuidado (seguro, a tempo, eficiente, eficaz e centrado no cliente); C. Melhorar a satisfação e condições do trabalho dos profissionais de saúde D. Redução de custos. 1.2 Contribuir fortemente para a credibilidade do Sistema Unimed, no Brasil e no exterior, com relação à qualidade e a segurança da atenção à saúde oferecida aos seus clientes. 2. O prêmio 2.1 Os projetos que demonstrarem resultados (quádrupla meta) serão compartilhados na Convenção Nacional. 2.2 Os vencedores de cada uma das categorias terão direito a 01 viagem internacional para acompanhar o 27th Annual National Forum on Quality Improvement in Health Care em Orlando Flórida de 06 a 09 de Dezembro de A Seguros Unimed patrocinará e apoiará a publicação dos projetos vencedores em revistas do segmento médico de reconhecimento e importância internacional. 3. Como participar: Este regulamento contém os requisitos para a inscrição de experiências/projetos e inclui recomendações para criação, design e desenvolvimento do material que será julgado. Caso a sua Cooperativa esteja desenvolvendo inovações no cuidado à saúde dos clientes e deseja participar do Prêmio Inova+Saúde, deve acessar o site e preencher o cadastro com as seguintes informações:

2 Nome da entidade: Cidade: Nome do representante legal: Pessoa de contato no estado: Telefone: Celular: Título do projeto: Descrição do projeto: com no máximo 500 caracteres de acordo com as instruções no item 5. Selecionar a categoria (conforme item 6) em que está participando, clicando em uma das opções. Obs.: Após a inscrição completa do formulário a Unimed inscrita receberá uma mensagem de aceitação ao iniciar o processo de candidatura. 4. Prazo para inscrição: Os projetos poderão ser enviados para concorrer ao prêmio final no máximo até o dia 14/08/ Resultado final A divulgação dos ganhadores será feita na 45º Convenção Nacional Unimed de 29 de setembro a 02 de Outubro de Categorias Os projetos serão classificados nas seguintes categorias, todas visando o atingimento do quádruplo objetivo: A. Melhoria contínua da qualidade e segurança do atendimento hospitalar. B. Melhoria contínua da qualidade e segurança do atendimento ambulatorial. C. Experiências que contribuam para promover comunidades mais saudáveis.

3 7. Requisitos Orientações Squire (Standards for Quality Improvement Reporting Excellence) Essas diretrizes fornecem uma estrutura para a publicação de estudos formais, planejados destinadas a avaliar a natureza e eficácia das intervenções para melhorar a qualidade e a segurança dos cuidados com a saúde dos pacientes. Pode não ser possível incluir todas as informações sobre cada item desta diretriz de estudos formais originais, mas os autores devem, pelo menos, considerar cada item, por escrito, nas suas publicações. Apesar de cada seção principal (Introdução, Métodos, Resultados e Discussão) de uma publicação geralmente conter algumas informações sobre outros itens, é também muitas vezes necessário que informações semelhantes esteja presente em outras secções (por exemplo, a discussão). Título e resumo Certifique-se que você forneceu informações claras e precisas para que o seu artigo seja pesquisado encontrado e bem indexado 1. Título a) Indica qual o objetivo do artigo no que diz respeito à melhoria da qualidade (em geral definido para incluir a segurança, a eficácia, a centralidade do cuidado no paciente, cuidado a termo, eficiência e equidade dos cuidados; 2. Abstract Resume todas as informações com precisão, com palavras chave das várias seções do texto utilizando o formato de abstract informando a intenção da publicação; Introdução Por que você começou? 3. Informações do contexto Fornece um breve resumo do conhecimento atual do problema ser abordado e as características da organização em que o problema ocorre. 4. Problema local Descreve a natureza e gravidade do problema especifico ou disfunção do sistema local que está sendo abordado 5. Melhoria que se quer alcançar a) Descreve o objetivo específico da intervenção proposta e quem (lideranças, diretores, pacientes, clientes empresariais) e que eventos ou observações desencadearam a decisão de fazer mudanças, e por que agora (timing). 6. Pergunta do projeto Declara as questão principal e questões secundárias que o estudo foi concebido para responder Métodos O que foi feito? 7. Questões éticas Descreva aspectos éticos da implementação do projeto de melhoria, como preocupações com a

4 privacidade, proteção bem-estar físico dos participantes e os potenciais conflitos de interesse do autor, e como as preocupações éticas foram abordadas; 8. Configuração Especificar o quão relevante os fatores contextuais foram identificados e caracterizados; 9. Planejamento a) Descreve a intervenção, por que ela foi escolhida e o que foi preciso realizar inicialmente e por quem; 10. Planejamento do estudo da intervenção a) Descreve os planos para avaliar a eficácia da intervenção implementada, os mecanismos pelos quais os componentes da intervenção impactaram nas mudanças, o desenho do estudo e os planos para aumentar a validade interna (integridade dos dados) e externa (será possível a generalização?); 11. Métodos de avaliação a) Descreve os instrumentos utilizados para avaliar a eficácia da implementação, a contribuições dos componentes da intervenção e os fatores do contexto para eficácia da intervenção, resultados primário e secundário, instrumentos de validação e os métodos utilizados para assegurar a qualidade dos dados e adequação; 12. Análise a) Descreve os métodos qualitativos e quantitativos (estatísticos) utilizados fazer inferências a partir dos dados, o grau de variabilidade esperada na implementação, mudanças esperadas nos resultados, poder do estudo em detectar tais mudanças e os métodos usados para demonstrar variação (por exemplo, processo estatístico de controle ou Shewhart ou gráficos de controle); Resultados O que você encontrou? 13. Resultados a) A natureza do cenário e da intervenção para a melhoria; Caracteriza elementos relevantes do cenário ou cenários (por exemplo, geográfico, recursos físicos, cultura organizacional, a histórico dos esforços da mudança) e estruturas e padrões de cuidados com a saúde (por exemplo, pessoal, liderança), o atual curso da intervenção, o grau de sucesso na implementação da intervenção, evolução do plano inicial e as lições aprendidas; b) Mudanças nos processos de cuidado dos pacientes e os resultados para os pacientes associados com a intervenção; Apresenta dados sobre as mudanças observadas no processo de cuidados com os pacientes e mudanças observadas nos resultados para o paciente,

5 Discussão benefícios, danos, resultados inesperados, problemas, falhas, evidências sobre a força da relação entre as mudanças/melhorias observadas e os componentes/fatores do contexto da intervenção e um resumo dos dados faltantes para a intervenção e os resultados; O que os resultados significam? 14. Resumo a) Resume os mais importantes sucessos e dificuldades na implementação dos componentes da intervenção e as principais alterações observadas nos cuidados com a saúde e os resultados clínicos para os pacientes. b) Destaques pontos fortes do estudo; 15. Relação com outras provas Compara e contrasta os resultados do estudo com resultados relevantes de outros estudos, com base em ampla revisão da literatura; construir uma tabela resumida com evidências concretas pode ser útil 16. Limitações a) Considera possíveis fontes de confusão, viés, ou imprecisão do projeto, medições e análises que podem ter afetado os resultados do projeto (validade interna), fatores que podem influenciar na generalização, as probabilidades de que os ganhos observados podem enfraquecer ao longo do tempo, os planos para o acompanhamento e manutenção da melhoria, os esforços feitos para minimizar e ajustar as limitações do estudo e os efeitos das limitações do estudo na interpretação e aplicação dos resultados; 17. Interpretação a) Explore as possíveis razões para as diferenças observadas entre os resultados e o esperado, inferências sobre a consistência das evidências, mecanismos causais e a dimensão das mudanças observadas, mecanismos para melhorar o desempenho futuro desta intervenção e questões relacionadas a custo de oportunidade e custo financeiro real da intervenção; 18. Conclusões a) Considera a utilidade prática geral da intervenção b) Sugere implicações futuras deste relato para outros projetos de melhoria; Outras informações Quais foram outros fatores relevantes para a realização e interpretação do estudo? 19. Financiamento Descreve as fontes de financiamento, se houver, e do papel da organização que financiou na concepção, implementação, interpretação e publicação do estudo.

6 8. Critérios para a aceitação de um projeto: Experiências para atingir o quádruplo objetivo em saúde; Experiência realizada nos últimos dois anos; Experiência que estejam de acordo com as normas Squire; 9. Critérios de Avaliação: Aderência as normas Squire VARIÁVEL PONTUAÇÃO Clareza 10 Replicabilidade 10 Avaliação e impacto 40 Originalidade e importância 10 Validade 20

REGULAMENTO DE SELEÇÃO DE PROJETOS EM SAÚDE VISANDO A PARTICIPAÇÃO NO FORUM IHI DE QUALIDADE EM SAÚDE E VISITA AO CINCINNATI CHILDREN S HOSPITAL.

REGULAMENTO DE SELEÇÃO DE PROJETOS EM SAÚDE VISANDO A PARTICIPAÇÃO NO FORUM IHI DE QUALIDADE EM SAÚDE E VISITA AO CINCINNATI CHILDREN S HOSPITAL. REGULAMENTO DE SELEÇÃO DE PROJETOS EM SAÚDE VISANDO A PARTICIPAÇÃO NO FORUM IHI DE QUALIDADE EM SAÚDE E VISITA AO CINCINNATI CHILDREN S HOSPITAL. Art. 1º - Este regulamento tem como objetivo selecionar

Leia mais

EDITAL CHAMADA DE CASOS

EDITAL CHAMADA DE CASOS EDITAL CHAMADA DE CASOS INICIATIVAS INOVADORAS EM MONITORAMENTO DO DESENVOLVIMENTO LOCAL E AVALIAÇÃO DE IMPACTO O Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getulio Vargas (GVces) e as empresas

Leia mais

Sistema Cooperativo Unimed. 338 Cooperativas 110 mil Cooperados ativos 20 milhões Beneficiários. 3.078 Hospitais

Sistema Cooperativo Unimed. 338 Cooperativas 110 mil Cooperados ativos 20 milhões Beneficiários. 3.078 Hospitais Perfil Sistema Cooperativo Unimed Federações Sistema de Sociedades Cooperativas Unimed Confederação Unimed do Brasil Central Nacional 338 Cooperativas 110 mil Cooperados ativos 20 milhões Beneficiários

Leia mais

Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência

Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência O que é o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) e quais são seus objetivos? O Modelo de Excelência da Gestão reflete a experiência, o conhecimento

Leia mais

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO A ABRH-ES (Associação Brasileira de Recursos Humanos Seccional Espírito Santo) é integrante do Sistema Nacional ABRH e configura-se como instituição

Leia mais

Regulamento do Concurso de Ideias Desafios da Inovação FIT Networks

Regulamento do Concurso de Ideias Desafios da Inovação FIT Networks Regulamento do Concurso de Ideias Desafios da Inovação FIT Networks 1 Principal Objetivo Este concurso está sendo proposto com a finalidade de identificar, motivar e desenvolver "technopreneurs" alunos

Leia mais

ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005

ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005 ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005 Código de prática para a gestão da segurança da informação A partir de 2007, a nova edição da ISO/IEC 17799 será incorporada ao novo esquema de numeração como ISO/IEC 27002.

Leia mais

PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015

PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015 PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015 1. O PRÊMIO O Prêmio Talento em Sustentabilidade foi criado para reconhecer o trabalho de empregados, estagiários e terceiros do Grupo Votorantim que

Leia mais

VI Seminário da Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação CONVITE E CHAMADA DE TRABALHOS

VI Seminário da Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação CONVITE E CHAMADA DE TRABALHOS VI Seminário da Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação CONVITE E CHAMADA DE TRABALHOS A Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação (RBMA) convida os interessados a participarem do seu VI Seminário,

Leia mais

Curso: Elaboração de Relatório Anual de Gestão (RAG) Novembro - 2009 Manaus - AM

Curso: Elaboração de Relatório Anual de Gestão (RAG) Novembro - 2009 Manaus - AM Curso: Elaboração de Relatório Anual de Gestão (RAG) Novembro - 2009 Manaus - AM Sistema Único de Saúde - SUS Conceitos, abordagens, estratégias metodológicas e técnicas de avaliação Apresentação: SUSAM:

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Rafael D. Ribeiro, M.Sc. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br A expressão ISO 9000 (International Organization for Standardization) designa um grupo de normas técnicas que estabelecem

Leia mais

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos 11. Gerenciamento de riscos do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos

Leia mais

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC 6 6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC Promoção Apoio Apresentação Com a criação do Dia Municipal do Empreendedor, e também encaminhado no âmbito estadual e nacional, a ACIB Jovem consolida um esforço

Leia mais

CONVITE E CHAMADA DE TRABALHOS E PROPOSTAS DE SESSÕES E MINICURSOS

CONVITE E CHAMADA DE TRABALHOS E PROPOSTAS DE SESSÕES E MINICURSOS CONVITE E CHAMADA DE TRABALHOS E PROPOSTAS DE SESSÕES E MINICURSOS A Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação (RBMA) convida os interessados a participarem do seu VII Seminário, que acontecerá nos

Leia mais

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I GESTÃO DA QUALIDADE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I GESTÃO DA QUALIDADE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 7 EDITAL N o 04/2013 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - O candidato recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 8 (oito) questões discursivas, sem

Leia mais

qualidade do cuidado em saúde A segurança

qualidade do cuidado em saúde A segurança A Segurança nos serviços de saúde é um problema tão grande e as causas tão diversas e complexas que não é mais possível não separar as práticas da Qualidade e as práticas da Segurança. A qualidade do cuidado

Leia mais

PRÊMIO MELHOR EMPRESA PARA SE TRABALHAR NO ESPÍRITO SANTO. Regulamento

PRÊMIO MELHOR EMPRESA PARA SE TRABALHAR NO ESPÍRITO SANTO. Regulamento Regulamento A ABRH-ES (Associação Brasileira de Recursos Humanos - Seccional Espírito Santo) é integrante do Sistema Nacional ABRH e configura-se como instituição não governamental que dissemina conhecimento

Leia mais

Implementação e avaliação

Implementação e avaliação Seção 3 Implementação e avaliação ESTUDO BÍBLICO Respondendo às mudanças No início de Neemias 4, vemos que algumas pessoas se opuseram ao projeto. Qual foi a resposta de Neemias? (versículo 9) Como Neemias

Leia mais

REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013. 1ª edição

REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013. 1ª edição REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013 1ª edição 1 DA INSTITUIÇÃO DA PREMIAÇÃO 1.1 O Sinduscon Premium Etapa Litoral Norte 1ª edição instituído pelo SINDUSCON RS, Sindicato das Indústrias

Leia mais

MPE Brasil 2010 Prêmio de Competitividade para MPEs

MPE Brasil 2010 Prêmio de Competitividade para MPEs MPE Brasil 2010 Prêmio de Competitividade para MPEs Evolução do prêmio: O Prêmio Talentos Empreendedores completou 15 anos em 2008 e desde então com o processo de nacionalização, ele se chama Prêmio MPE

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO MULHERES QUE FAZEM A DIFERENÇA

REGULAMENTO DO PRÊMIO MULHERES QUE FAZEM A DIFERENÇA REGULAMENTO DO PRÊMIO MULHERES QUE FAZEM A DIFERENÇA O Prêmio Mulheres que Fazem a Diferença é uma realização do Núcleo Multissetorial da Mulher Empresária da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis

Leia mais

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS - ORGANIZAÇÃO

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS - ORGANIZAÇÃO Página 1 A. OBJETIVO A.1. O Prêmio Ser Humano ABRH PB - Modalidade Gestão de Pessoas - Profissional, premia casos de caráter técnico ou organizacional, relacionados à projetos implantados pelo profissional,

Leia mais

Gestão da Qualidade. Gestão da. Qualidade

Gestão da Qualidade. Gestão da. Qualidade Gestão da Qualidade Gestão da Qualidade 1621131 - Produzido em Abril/2011 Gestão da Qualidade A Gestão da Qualidade é um modelo de mudança cultural e comportamental, através de uma liderança persistente

Leia mais

Sobre o portal. Tráfego. Possibilidades de cooperação

Sobre o portal. Tráfego. Possibilidades de cooperação Sobre o portal Tráfego O Estheticon oferece informações abrangentes sobre medicina estética. Ele foi desenvolvido como um portal educacional, permitindo que os pacientes encontrem detalhes de médicos e

Leia mais

Processo do Design. Atividades básicas:

Processo do Design. Atividades básicas: Design de Interface Processo do Design Atividades básicas: Análise da Situação Atual (identificação do problema) Síntese de uma Intervenção Avaliação da Intervenção Projetada Segunda Parte do Curso Iremos

Leia mais

Relatório de: Empresa ABC. Gerentes. Preparado por: Consultor Caliper 05/08/14

Relatório de: Empresa ABC. Gerentes. Preparado por: Consultor Caliper 05/08/14 Relatório de: Gerentes Preparado por: Consultor Caliper 05/08/14 Rua Eça de Queiroz, 1272 Ahu - Curitiba - PR - Cep: 80.540-140 Telefone: 41-3075-3400 Sobre o relatório O relatório Caliper Perfil de Equipe,

Leia mais

CMMI. B) descrições das atividades consideradas importantes para o atendimento de suas respectivas metas específicas. Governo do ES (CESPE 2009)

CMMI. B) descrições das atividades consideradas importantes para o atendimento de suas respectivas metas específicas. Governo do ES (CESPE 2009) CMMI Governo do ES (CESPE 2009) Na versão 1.2 do CMMI, 111 os níveis de capacidade são definidos na abordagem de estágios. 112 os níveis de maturidade são definidos na abordagem contínua. 113 existem seis

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte II Agenda sumária dos Processos em suas categorias e níveis de maturidade

Leia mais

VANTAGENS PARA SUA EMPRESA RECONHECIMENTO - Valorização de suas práticas de gestão com pessoas em um contexto sócio-econômico onde há disputa pelos

VANTAGENS PARA SUA EMPRESA RECONHECIMENTO - Valorização de suas práticas de gestão com pessoas em um contexto sócio-econômico onde há disputa pelos O QUE É? É um reconhecimento aos profissionais, organizações e estudantes que tenham realizado contribuições diferenciadas e inovadoras para a evolução da gestão com pessoas como área do conhecimento e

Leia mais

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES Implementação MPS.BR 26 de maio de 2008 4 horas de duração e-mail: (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO: Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Nota INSTRUÇÕES Para a maioria das questões você tem mais de uma opção e

Leia mais

Comitê de Ética em Pesquisa cep@usjt.br - tel: 27991944

Comitê de Ética em Pesquisa cep@usjt.br - tel: 27991944 Comitê de Ética em Pesquisa cep@usjt.br - tel: 27991944 Guia para o preenchimento de projetos na Plataforma Brasil Acesse a Plataforma Brasil com seu e-mail de acesso e senha. a) Para submeter um protocolo

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES: LEIA COM ATENÇÃO

INFORMAÇÕES IMPORTANTES: LEIA COM ATENÇÃO 1 de 7 Prezado(a) Candidato(a), INFORMAÇÕES IMPORTANTES: LEIA COM ATENÇÃO Utilize um computador instalado o software Acrobat Reader (www.adobe.com/br/) para ler textos disponibilizados na prova. Lembre-se

Leia mais

Roteiro orientador para desenvolvimento da apresentação presencial dos cases

Roteiro orientador para desenvolvimento da apresentação presencial dos cases Roteiro orientador para desenvolvimento da apresentação presencial dos cases C A T E G O R I A S D E S E T O R D E M E R C A D O E C A T E G O R I A S E S P E C I A I S ROTEIRO ORIENTADOR PARA DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável.

Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável. GREEN PROJECT AWARDS BRASIL Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável. CANDIDATURAS 201 INSCRIÇÕES NO PRIMEIRO ANO INSCRIÇÕES FEITAS

Leia mais

PREMIAÇÃO DE PUBLICIDADE DA MICROSOFT ADVERTISING:

PREMIAÇÃO DE PUBLICIDADE DA MICROSOFT ADVERTISING: PREMIAÇÃO DE 1 OBJETIVO Provar que você é o Profissional de Marketing Digital mais inovador do mundo e concorrer a uma viagem VIP para o Cannes Lions International Festival of Creativity 2012 patrocinado

Leia mais

FUNDAMENTOS DE MARKETING

FUNDAMENTOS DE MARKETING FUNDAMENTOS DE MARKETING Há quatro ferramentas ou elementos primários no composto de marketing: produto, preço, (ponto de) distribuição e promoção. Esses elementos, chamados de 4Ps, devem ser combinados

Leia mais

X PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS E IDEIAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL

X PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS E IDEIAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL X PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS E IDEIAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL 1. Nome da prática ou ideia inovadora: Programa Canal de Ideias, sistema de sugestões. 2. Caracterização

Leia mais

CEP - COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACIMED PLATAFORMA BRASIL SUBMISSÃO DE PROJETO

CEP - COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACIMED PLATAFORMA BRASIL SUBMISSÃO DE PROJETO CEP - COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACIMED PLATAFORMA BRASIL SUBMISSÃO DE PROJETO 1 - Acessar a URL www.saude.gov.br/plataformabrasil 2 - Se usuário novo, acessar o link , localizado na

Leia mais

A Área de Marketing no Brasil

A Área de Marketing no Brasil A Área de Marketing no Brasil Relatório consolidado das etapas qualitativa e quantitativa Job 701/08 Fevereiro/ 2009 Background e Objetivos A ABMN Associação Brasileira de Marketing & Negócios deseja

Leia mais

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL RESPONSABILIDADE SOCIAL- TERCEIRO SETOR

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL RESPONSABILIDADE SOCIAL- TERCEIRO SETOR Página 1 A. OBJETIVO A.1. O Prêmio Ser Humano ABRH-PB - Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social / Organização do Terceiro Setor tem o objetivo de reconhecer e premiar projetos desenvolvidos

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO

EDITAL DE INSCRIÇÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO EDITAL DE INSCRIÇÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO REGULAMENTO PARA ENVIO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Poderão ser inscritos trabalhos científicos de todo o território brasileiro que se enquadrem na área temática

Leia mais

Conhecendo o Prêmio David A. Wilson Parte 1. 2015 Laureate International Universities Confidencial e Proprietário

Conhecendo o Prêmio David A. Wilson Parte 1. 2015 Laureate International Universities Confidencial e Proprietário Conhecendo o Prêmio David A. Wilson Parte 1 Apresentadoras Thalia N. Nazario, JD Diretora de Pesquisas e Responsabilidade Acadêmica Quality Assurance and Accreditation Carolina Zuppardo, MA Especialista

Leia mais

Prêmio Inovação UP 2012 Manual de Preenchimento do Formulário

Prêmio Inovação UP 2012 Manual de Preenchimento do Formulário ORIENTAÇÕES GERAIS Considerando que projeto deverá ser executado de agosto de 2012 a janeiro de 2013, avaliar a viabilidade de execução e finalização no prazo. Para preencher o formulário, observar as

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA SEEC Eleição dos representantes da sociedade civil no Conselho Estadual de Cultura CONSEC MANUAL DE ORIENTAÇÃO INSCRIÇÃO DOS DELEGADOS-CANDIDATOS REPRESENTANTES DAS ÁREAS

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

Troféu O Construtor 2014/2015

Troféu O Construtor 2014/2015 Troféu O Construtor 2014/2015 1. Objetivos da premiação: Fortalecer e estimular o desenvolvimento do setor da Indústria da Construção, com iniciativas inovadoras economicamente viáveis, ambientalmente

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais

Modelo de Plano de Ação

Modelo de Plano de Ação Modelo de Plano de Ação Para a implementação da Estratégia Multimodal da OMS para a Melhoria da Higiene das Mãos Introdução O Modelo de Plano de Ação é proposto para ajudar os representantes de estabelecimentos

Leia mais

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES V CONGRESSO BRASILEIRO DE METROLOGIA Metrologia para a competitividade em áreas estratégicas 9 a 13 de novembro de 2009. Salvador, Bahia Brasil. ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO

Leia mais

Sistema para Visualização dos Resultados de Pesquisas de Clima Organizacional. PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda.

Sistema para Visualização dos Resultados de Pesquisas de Clima Organizacional. PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda. PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda. Sistema para Visualização dos Resultados de Pesquisas de Clima Organizacional Manual do Usuário Este documento é de autoria da PERSPECTIVA Consultores Associados

Leia mais

Controle ou Acompanhamento Estratégico

Controle ou Acompanhamento Estratégico 1 Universidade Paulista UNIP ICSC Instituto de Ciências Sociais e Comunicação Cursos de Administração Apostila 9 Controle ou Acompanhamento Estratégico A implementação bem sucedida da estratégia requer

Leia mais

Perguntas Mais Frequentes (FAQ)

Perguntas Mais Frequentes (FAQ) Perguntas Mais Frequentes (FAQ) SAVING BRAINS: AUMENTANDO O IMPACTO Este documento abrange as perguntas mais frequentes sobre a Convocação de Propostas do Saving Brains: Aumentando o Impacto, divulgada

Leia mais

Regulamento do. I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul

Regulamento do. I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul Regulamento do I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul FEVEREIRO 2013 I. INTRODUÇÃO A Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul, (CIMBIS), no âmbito da Rede Regional de

Leia mais

Requisitos de Software

Requisitos de Software Requisitos de Software Centro de Informática - Universidade Federal de Pernambuco Kiev Gama kiev@cin.ufpe.br Slides originais elaborados por Ian Sommerville e adaptado pelos professores Márcio Cornélio,

Leia mais

COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA CEP CENTRO UNIVERSITÁRIO CENTRAL PAULISTA UNICEP ORIENTAÇÕES PARA A UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA BRASIL

COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA CEP CENTRO UNIVERSITÁRIO CENTRAL PAULISTA UNICEP ORIENTAÇÕES PARA A UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA BRASIL COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA CEP CENTRO UNIVERSITÁRIO CENTRAL PAULISTA UNICEP ORIENTAÇÕES PARA A UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA BRASIL O PESQUISADOR DEVE SE CADASTRAR! PARA FAZER O CADASTRO DE PESQUISADOR (pessoa

Leia mais

Declaração de Helsinque Associação Médica Mundial

Declaração de Helsinque Associação Médica Mundial A. Introdução Declaração de Helsinque Associação Médica Mundial Princípios éticos para as pesquisas médicas em seres humanos Adotado pela 18ª Assembléia Médica Mundial Helsinque, Finlândia, junho do 1964

Leia mais

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos Manual do Debit Jurídico Primeiros passos Índice Apresentação...2 Como acessar o produto...3 Tela Inicial...5 Como cadastrar o primeiro processo...5 Cliente...6 Advogado...6 Adverso...6 Dados do Processo...6

Leia mais

Desafio 100 Cidades Resilientes

Desafio 100 Cidades Resilientes Desafio 100 Cidades Resilientes Inscreva-se até 24 de novembro de 2015 www.100resilientcities.org/challenge O Desafio 100 Cidades Resilientes quer identificar 100 cidades que estejam preparadas para construir

Leia mais

IBM developerworks Concurso: Soluções Inovadoras para um Planeta Mais Inteligente

IBM developerworks Concurso: Soluções Inovadoras para um Planeta Mais Inteligente IBM developerworks Concurso: Soluções Inovadoras para um Planeta Mais Inteligente Agosto de 2009 O concurso: Um concurso cultural para estimular os desenvolvedores autônomos, acadêmicos e empresas desenvolvedoras

Leia mais

Domínios, Competências e Padrões de Desempenho do Design Instrucional (DI)

Domínios, Competências e Padrões de Desempenho do Design Instrucional (DI) Domínios, Competências e Padrões de Desempenho do Design Instrucional (DI) (The Instructional Design (ID) Domains, Competencies and Performance Statements) International Board of Standards for Training,

Leia mais

Grupo dos Profissionais Executivos do Mercado Farmacêutico Local: Via Funchal

Grupo dos Profissionais Executivos do Mercado Farmacêutico Local: Via Funchal PROJETO WEB SITE Sites de informações e divulgação de laboratórios, produtos ou doenças. Web sites inscritos nesta categoria deverão estar no ar ou ter ficado no ar entre os dias 01/01/2009 e 31/12/2009.

Leia mais

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Especialização em Gerência de Projetos de Software Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE

PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Edição de 2013 1 Introdução: PBPS 2013 A edição do ano de 2013 do Prémio de Boas Práticas em Saúde- Qualidade e Inovação (PBPS)

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL ABRH-DF PRÊMIO SER HUMANO BRASÍLIA EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL ABRH-DF PRÊMIO SER HUMANO BRASÍLIA EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL ABRH-DF PRÊMIO SER HUMANO BRASÍLIA EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO 1. DO OBJETIVO: Reconhecer, disseminar e premiar boas práticas e bons

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

Global Reporting Initiative Diretrizes G4 para Relato de Sustentabilidade. Catarina Bronstein Coordenadora GRI Brasil

Global Reporting Initiative Diretrizes G4 para Relato de Sustentabilidade. Catarina Bronstein Coordenadora GRI Brasil Global Reporting Initiative Diretrizes G4 para Relato de Sustentabilidade Catarina Bronstein Coordenadora GRI Brasil GRI ONG sediada em Amsterdam Criada em 1997 no Estados Unidos a partir da idéia de que

Leia mais

REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE

REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE 1 REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE A Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães (ECPBG) torna público o regulamento do 1º Concurso Inovação no TCE-PE, que será regido de acordo com

Leia mais

Visionaris, Sexta Edição, Brasil 2014 Bases e Condições

Visionaris, Sexta Edição, Brasil 2014 Bases e Condições Visionaris, Sexta Edição, Brasil 2014 Bases e Condições O UBS AG, empresa líder no setor de serviços financeiros globais, considera a responsabilidade social como parte integral de sua identidade e modelo

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas/Gerente de Projetos contato@pedrofcarvalho.com.br OCP Oracle 10g ITIL FoundationV3 PROJETO DE WEB SITE

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas/Gerente de Projetos contato@pedrofcarvalho.com.br OCP Oracle 10g ITIL FoundationV3 PROJETO DE WEB SITE PROJETO DE WEB SITE EAP Estrutura Analitica de Projeto Preparação Estudar as particularidades do serviço e do cliente; Observar projetos semelhantes (Beanchmark); Definir metas e estratégias; Elaborar

Leia mais

Autoavaliação da Gestão Pública - 500 Pontos. Guia para utilização da Planilha Eletrônica

Autoavaliação da Gestão Pública - 500 Pontos. Guia para utilização da Planilha Eletrônica Autoavaliação da Gestão Pública - 500 Pontos Guia para utilização da Planilha Eletrônica Avaliar a gestão de uma organização significa verificar o grau de aderência das suas práticas de gestão em relação

Leia mais

B2. Os cases poderão ser de autoria individual ou em coautoria, porém será entregue apenas um troféu por case vencedor.

B2. Os cases poderão ser de autoria individual ou em coautoria, porém será entregue apenas um troféu por case vencedor. PRÊMIO SER HUMANO PAULO FREIRE 2014 MODALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS / PROFISSIONAL A. OBJETIVO A1. O Prêmio Ser Humano Paulo Freire Modalidade Gestão de Pessoas / Profissional premia casos de caráter técnico

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

Autoavaliação da Gestão Pública - 250 Pontos. Guia para utilização da Planilha Eletrônica

Autoavaliação da Gestão Pública - 250 Pontos. Guia para utilização da Planilha Eletrônica Autoavaliação da Gestão Pública - 250 Pontos Guia para utilização da Planilha Eletrônica Avaliar a gestão de uma organização significa verificar o grau de aderência das suas práticas de gestão em relação

Leia mais

EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO

EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO Objetivando fomentar a relação entre pesquisa, inovação e empreendedorismo no cenário regional, nacional e internacional,

Leia mais

Versão preliminar Revisão da implementação do programa

Versão preliminar Revisão da implementação do programa Versão preliminar Revisão da implementação do programa 16 de setembro de 2015 Este relatório, apresentado na forma preliminar para comentário público, tem como objetivo fornecer uma visão geral de alto

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO SINEPE/PR DE PRÁTICAS INOVADORAS EM EDUCAÇÃO EDIÇÃO 2015

REGULAMENTO DO PRÊMIO SINEPE/PR DE PRÁTICAS INOVADORAS EM EDUCAÇÃO EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO DO PRÊMIO SINEPE/PR DE PRÁTICAS INOVADORAS EM EDUCAÇÃO EDIÇÃO 2015 I OBJETIVO DA PREMIAÇÃO 1.1 - O PRÊMIO SINEPE/PR DE PRÁTICAS INOVADORAS EM EDUCAÇÃO EDIÇÃO 2015 é uma iniciativa do SINEPE/PR

Leia mais

Concurso. Regulamento

Concurso. Regulamento Concurso Regulamento Depois do sucesso da 1ª edição, o Concurso SITESTAR.PT está de regresso para lançar um novo desafio. A DECO e a DNS juntam-se para distinguir os jovens que desenvolvam websites originais

Leia mais

REGULAMENTO CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2012 CATEGORIA ESTUDANTE

REGULAMENTO CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2012 CATEGORIA ESTUDANTE REGULAMENTO CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2012 CATEGORIA ESTUDANTE ARTIGO I DEFINIÇÃO E NATUREZA O Prêmio Cidadania, categoria Estudante, premia trabalhos de caráter técnico ou científico, referente a implementação

Leia mais

Índice. Brasil Profissionalizado SIMEC/DTI/MEC 2

Índice. Brasil Profissionalizado SIMEC/DTI/MEC 2 Índice 1. Prefácio... 2 2. Requisitos Mínimos... 3 3. Como acessar o SIMEC... 4 4. Solicitando cadastro... 5 5. A Estrutura do Módulo... 7 6. Instruções Gerais... 8 6.1. Diagnóstico/BRASIL PROFISSIONALIZADO...9

Leia mais

3. Documentos de referência Manual de Eventos Item 3

3. Documentos de referência Manual de Eventos Item 3 Sumário 1. Objetivo 2. Envolvidos 3. Documentos de referência 4. Definições e codificações 5. Ciclo do processo 6. Fluxograma 7. Lista das Atividades e das responsabilidades 8. Arquivos 9. Anexos 1. Objetivo

Leia mais

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor 2 Apresentando as etapas da Metodologia Tear de forma simplificada, esta versão resumida foi preparada para permitir um acesso rápido

Leia mais

MANUAL DO CIDADÃO MÓDULO NFSe SEFAM

MANUAL DO CIDADÃO MÓDULO NFSe SEFAM MANUAL DO CIDADÃO MÓDULO NFSe SEFAM Índice Introdução 3 Legislação 4 A quem se destina o Módulo Cidadão SEFAM NFSe 5 Configuração Mínima para acesso ao SEFAM NFSe 6 Como ter acesso ao produto SEFAM NFSe

Leia mais

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas Manual de Utilização ZENDESK Instruções Básicas Novembro/2013 SUMÁRIO 1 Acesso à ferramenta... 3 2 A Ferramenta... 4 3 Tickets... 8 3.1 Novo Ticket... 8 3.2 Acompanhamentos de Tickets já existentes...

Leia mais

Prémio Inovação em Intervenção Psicológica

Prémio Inovação em Intervenção Psicológica Prémio Inovação em Intervenção Psicológica ABRIL 2015 Índice 03 05 11 1. Programa OPP Inovação em Intervenção Psicológica 1.1. Prémio Inovação em Intervenção Psicológica 1.2. Summer Camp - Inovação em

Leia mais

REGULAMENTO 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015

REGULAMENTO 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 REGULAMENTO 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 Resumo do Prêmio O Prêmio Empresa Cidadã ADVB/SC 2015 vai homenagear as empresas catarinenses que fazem da responsabilidade social o seu melhor exemplo,

Leia mais

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental Ajuda ao SciEn-Produção 1 Este texto de ajuda contém três partes: a parte 1 indica em linhas gerais o que deve ser esclarecido em cada uma das seções da estrutura de um artigo cientifico relatando uma

Leia mais

GUIA PARA AVALIAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PROJETOS COMPONENTE 4

GUIA PARA AVALIAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PROJETOS COMPONENTE 4 FUNDO MULTILATERAL DE INVESTIMENTOS PROGRAMA REGIONAL DE FORMAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL COM INCLUSÃO SOCIAL- CONECTADEL GUIA PARA AVALIAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PROJETOS COMPONENTE 4 1. Objetivo

Leia mais

Seção 2/E Monitoramento, Avaliação e Aprendizagem

Seção 2/E Monitoramento, Avaliação e Aprendizagem Seção 2/E Monitoramento, Avaliação e Aprendizagem www.bettercotton.org Orientação Text to go here O documento Monitoramento, Avaliação e Aprendizagem da BCI proporciona uma estrutura para medir as mudanças

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME 1. O PRÊMIO O Prêmio ESTADÃO PME é uma iniciativa pioneira e única do Grupo Estado e tem como objetivos valorizar as melhores histórias de pequenas e médias empresas e estimular

Leia mais

Concurso Mandando bem no Trânsito - 2014

Concurso Mandando bem no Trânsito - 2014 Concurso Mandando bem no Trânsito - 2014 O que é O concurso Mandando bem no trânsito é uma ação lançada no ano de 2012 pela Concessionária Nascentes das Gerais, empresa responsável pela administração do

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

19º PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO

19º PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO 19º PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO Dr. Nilo Marciano de Oliveira, mineiro, pediatra, fundador da Federação das Unimeds de Minas Gerais, foi reconhecido por sua conduta

Leia mais

10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook

10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook Livro branco 10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook 07/ 2014 www.kontestapp.com Introdução Facebook se tornou incontestavelmente a rede social mais popular do mundo. Com 1 bilhão de usuários

Leia mais

Modelagem e Simulação Material 02 Projeto de Simulação

Modelagem e Simulação Material 02 Projeto de Simulação Modelagem e Simulação Material 02 Projeto de Simulação Prof. Simão Sirineo Toscani Projeto de Simulação Revisão de conceitos básicos Processo de simulação Etapas de projeto Cuidados nos projetos de simulação

Leia mais

CEP/HCUFG Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás

CEP/HCUFG Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás CEP/HCUFG Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás Como utilizar a PB - PLATAFORMA BRASIL para se cadastrar e submeter projetos de pesquisa ao CEP/HC/UFG: Entrar

Leia mais

Convocatória para Participação

Convocatória para Participação Futuros Feministas: Construindo Poder Coletivo em Prol dos direitos e da Justiça 13º Fórum Internacional da AWID sobre os Direitos das Mulheres e Desenvolvimento De 5 a 8 de maio de 2016 Salvador, Brasil

Leia mais

PROGRESSÃO NA CARREIRA

PROGRESSÃO NA CARREIRA EXEMPLOS Andrea Ximenes Andreia Calancha 9 de março de 2012 EXEMPLOS NÍVEL BÁSICO ORIENTAÇÃO PARA A QUALIDADE Copeira: atende as solicitações, faz café, detecta problemas com os produtos entre outras atividades

Leia mais