LEVANTAMENTO DE MERCADO E SEGMENTAÇÃO DE CLIENTES POR PRODUÇÃO AGRÍCOLA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEVANTAMENTO DE MERCADO E SEGMENTAÇÃO DE CLIENTES POR PRODUÇÃO AGRÍCOLA"

Transcrição

1 LEVANTAMENTO DE MERCADO E SEGMENTAÇÃO DE CLIENTES POR PRODUÇÃO AGRÍCOLA Módulo CRM Siagri AgriBusiness Do ponto de vista tecnológico, o CRM é utilizado para coletar os dados dos clientes, armazená-los e facilitar cruzamentos desses dados. Os dados compilados e analisados tornamse informações a serem utilizadas para o planejamento de ações e interações, pelos vários pontos de contato com o cliente. Ademir Marcon administradores.com 1. Introdução Este documento apresentará algumas funcionalidades contidas no módulo CRM do Siagri AgriBusiness, a partir da versão , que ajudarão nos passos iniciais da implementação de CRM em uma empresa: identificação e diferenciação dos clientes. São rotinas criadas para atender as particularidades do setor de distribuição de insumos agrícolas. Na nova versão deste módulo apresentamos muitas novidades, entre as quais destacamos a nova rotina para entrada dos dados de produção agrícola e o relatório de segmentação de clientes pela analise de potencial de compra versus histórico de compras. Estas funcionalidades foram criadas para atender as necessidades do segmento de distribuição e revenda de insumos agrícolas. 2. Levantamento de Mercado Produção Agrícola O levantamento de mercado, com foco na produção agrícola, é uma tarefa árdua, mas indispensável para conhecer o potencial de compra dos clientes. Sabíamos que uma boa forma do software colaborar seria criar uma rotina ágil, simples, fácil de aprender e usar. Acreditamos que o objetivo foi atingido porque em uma só tela (figura 1) o profissional de vendas poderá informar todos os dados de produção agrícola - por fazenda, cultura, variedade e nível tecnológico - dos seus clientes em uma determinada safra.

2 Figura 1 - Tela do Siagri AgriBusiness, módulo CRM, menu Movimentação, opção CRM201 - Levantamento de Mercado Produção Agrícola Um dos tropeços mais comuns é achar que já deve começar com todos os clientes. Cuidado porque neste caso o ótimo pode ser inimigo do bom! Comece com uma amostra menor escolhendo um grupo de clientes, um vendedor ou os clientes de uma filial menor. Depois de experimentados os benefícios, haverá mais motivação para ampliar o levantamento para mais clientes. Observe que a primeira tela da rotina Levantamento de Mercado (figura 2), mais especificamente no quadro Quais Clientes estão participando do Levantamento, oferece uma lista abrangente de filtros para selecionar os clientes. São eles: vendedor, categoria do cliente, município, região, perfil e subperfil.

3 Figura 2 - Tela do Siagri AgriBusiness, módulo CRM, menu Movimentação, opção CRM201 - Levantamento de Mercado Produção Agrícola 3. Segmentação de Clientes Produção Agrícola Depois de concluída a etapa de alimentação dos dados da produção agrícola para a safra/ciclo, o próximo passo é analisar as informações resultantes. Para apoiar nessa fase o CRM da SIAGRI oferece um relatório (figura 3 e 4) completo de segmentação que agrupa os clientes por perfil, baseando-se no potencial de produção agrícola e histórico de consumo. O relatório de segmentação de clientes por potencial de produção agrícola classifica os clientes em três grupos ou perfis. O primeiro grupo recebe o título de CONCORRENTE, o segundo POTENCIAL e o último FIDELIZADO. Para realizar esta segmentação o sistema comparará o histórico de compras com o potencial de produção agrícola do cliente. São estabelecidas três linhas de corte pelo percentual de participação efetivo do histórico de compras no potencial para a safra/ciclo desejado. O sistema sugere os percentuais, mas eles podem ser alterados segundo a política de cada distribuidor. Na figura 3 apresentamos o formulário de filtros e poderão observar que existem muitas opções para personalizar a filtragem do relatório. Isso é importante para oferecer flexibilidade durante a análise da segmentação e do potencial dos clientes.

4 Figura 3 - Tela do Siagri AgriBusiness, módulo CRM, menu Relatórios, formulário de filtros da opção CRM402 Segmentação por Potencial de Produção Agrícola Na figura 4 apresentamos o formato do relatório e logo abaixo explicamos detalhadamente como são realizados os cálculos contidos no relatório. Figura 4 - Tela do Siagri AgríBusiness, módulo CRM, menu Relatórios, layout do relatório da opção CRM402 Segmentação por Potencial de Produção Agrícola

5 Para facilitar o entendimento do relatório informaremos abaixo sobre a origem das informações e também sobre os cálculos. Em alguns momentos utilizaremos dados do relatório exemplo acima (figura 4). Campo Origem dos dados Fórmula de Cálculo Área Custo por ha Mix É a área plantada informada no levantamento de mercado (CRM201). O registro da área pode ser feito por cliente, propriedade, cultura, variedade, Ciclo/Safra e Nível Tecnológico. É o valor do custo total de produção de um hectare. É informado no cadastro de Culturas (TRAN601) e pode variar por Ciclo/Safra e Nível Tecnológico. Percentual correspondente à participação do mix de produtos do distribuidor no custo de produção da cultura. É informado no cadastro de Culturas (TRAN601) e pode variar por Ciclo/Safra e Nível Tecnológico. Custo do Mix por ha Calculado no relatório Custo por ha x Mix => R$ 1.251,25 x 56,82% => R$ 710,96 Neste exemplo usamos preços aproximados do custo de produção da soja convencional na região de GO. Participação desejada (Share Desejado) Faturamento Corresponde ao percentual de participação que o distribuidor deseja capturar dentro do potencial do cliente. É informado no Levantamento de Mercado (CRM201). É o valor das vendas menos devoluções. Para identificar estas transações o sistema utiliza o Tipo de Saída informado na aba Geral dos Parâmetros Gerais (TRAN101). É importante atentar-se para o aspecto temporal que envolve o filtro do faturamento. Recomendamos a utilização do filtro Ciclo/Safra para filtrar o faturamento, pois garantirá que a comparação fique mais coerente, ou seja, de uma safra com outra. Mas sabemos que em muitos distribuidores não existe ainda a configuração de obrigatoriedade de preenchimento do ciclo nas operações de vendas e devoluções. Por isso, criamos a alternativa de filtrar o faturamento a partir de um período informado (observe o quadro Buscar faturamento filtrando da figura 3). Sugerimos que seja feita uma revisão dos Tipos de Operação para configurar a obrigatoriedade de informação do Ciclo nas operações de vendas de insumos de produção agrícola. Tratamento de moedas diferentes O custo de produção, do cadastro de Culturas (figura 9), pode ser informado em REAL ou DÓLAR. Para isso bastará selecionar a moeda e informá-la no campo Indexador. O relatório de Segmentação de Clientes por Potencial de Produção Agrícola (CRM402) fará as conversões necessárias para apresentar os valores na moeda desejada. Para isso, o usuário deverá escolher a moeda para a qual deseja emitir o relatório (figura 3) e a data de referência da cotação a ser

6 utilizada para conversão do valor do custo de produção informado no cadastro da cultura. Conversão do Custo de Produção Apresentaremos abaixo um exemplo de conversão do custo de produção. É bom reforçar que o custo de produção é a base para calculo do potencial. Considere uma situação hipotética em seus clientes plantem duas culturas, uma delas com padrão de analise do custo em Dólar e a outra em Real. Cultura Moeda Custo por ha SOJA DÓLAR 620,00 SORGO REAL 900,00 Na hora de calcular o potencial de compras do cliente será possível fazê-lo nas duas moedas. Para isso, será necessário escolher a moeda no formulário de filtros do relatório e informar a data que contem a cotação de dólar para conversão. Veja como o sistema fará os cálculos de conversão, considerando que a cotação do dólar escolhida fosse R$ 2,05: 1º Se o usuário escolher usar o Dólar para calcular o custo/potencial: Cultura Valor do Custo por ha Fórmula do Cálculo SOJA US$ 620,00 Mantém o valor porque a moeda escolhida é a mesma informada no cadastro de Custo da Cultura SORGO US$ 439,02 Custo por ha / Cotação Informada => R$ 900,00 / 2,05 => US$ 439,02 2º Se o usuário escolher o REAL para calcular o custo/potencial: Cultura Valor do Custo por há Fórmula do Cálculo SOJA R$ 1.271,00 Custo por ha / Cotação Informada => R$ 620,00 * 2,05 => R$ 1.271,00 SORGO R$ 900,00 Mantém o valor porque a moeda escolhida é a mesma informada no cadastro de Custo da Cultura

7 Conversão do valor do faturamento (histórico de compras/consumo) Para converter o valor de faturamento o sistema utiliza o mesmo padrão usado em outros relatórios que listam vendas. Quando a operação foi feita em REAL o sistema vai utilizar a cotação mais próxima da data de emissão para converter. Quando a operação é feita em DOLAR ou outro INDEXADOR o sistema vai utilizar a cotação informada no campo Data de Referência do documento de venda. Potencial Participação efetiva Perfil Calculado no relatório Calculado no relatório Calculado no relatório Área Plantada em ha x ( Custo por ha x Mix ) => 50 x (R$ 1.251,25 x 56,82%) => 50 x (R$ 710,96) => R$ ,01 Para consultar este exemplo na figura 4 procure a FAZENDA SETE FLECHAS, cultura SOJA do cliente LAZARO BARBOSA DOS SANTOS. ( Faturamento / Potencial ) * 100 => (R$ ,83 / R$ ,09) *100 => (0.4578) * 100 => 45,78% Para consultar este exemplo na figura 4 procure a linha de totais do cliente RODRIGO BARBOSA DOS SANTOS. Será classificado como CONCORRENTE se a PARTICIPAÇÃO EFETIVA for MENOR ou IGUAL ao primeiro índice de corte. Será classificado como POTENCIAL se a PARTICIPAÇÃO EFETIVA for MAIOR que o primeiro índice de corte e MENOR que o segundo índice de corte. Será classificado como FIDELIZADO se a PARTICIPAÇÃO EFETIVA for MAIOR que o segundo índice de corte. Tomando por base as linhas de corte sugeridas pelo sistema, teríamos a seguinte segmentação para os clientes: CONCORRENTE <= 50% FIDELIZADO >= 75% POTENCIAL > 50% e < 75% Falta mudar figura da tela de filtros.

8 4. Informações sobre a configuração de cadastros vinculados com o Levantamento de Mercado e o relatório de Segmentação de Clientes a. Cadastro dos Ciclos de Produção Exemplo: Safra de Verão e Safrinha Figura 5 - TRAN602 Manutenção do Cadastro de Ciclos Caminho: TRANSACIONADORES, CADASTROS, AUXILIARES, CICLOS b. Cadastro da Safra e vinculo com ciclos que a compõem Este cadastro é novo e foi criado para realizar o agrupamento de vários ciclos de produção a um cadastro de toda a safra. Figura 6 - TRAN605 Manutenção do Cadastro de Safras Caminho: TRANSACIONADORES, CADASTROS, AUXILIARES, SAFRAS

9 c. Cadastro dos Níveis Tecnológicos Figura 7 - TRAN132 Manutenção do Cadastro de Níveis Tecnológicos Caminho: TRANSACIONADORES, CADASTROS, AUXILIARES, NÍVEL TECNOLÓGICO Existem duas alternativas para a configuração dos níveis tecnológicos, uma mais simples e outra mais detalhada. A escolha deverá ser feita de acordo com a capacidade de colher os dados com o cliente e manter a informação atualizada do levantamento de mercado no CRM. i. Cadastro de um ÚNICO nível tecnológico Se sua empresa está começando a trabalhar com o levantamento de mercado é possível que tenha dificuldade de alimentar a área plantada por nível tecnológico. Se for este o seu caso, sugerimos que crie apenas um nível tecnológico com uma descrição genérica. Exemplo: ÚNICO ou GERAL. Na versão original do sistema o cadastro de Níveis Tecnológicos já vai alimentado com quatro registros: ALTO, MEDIO, BAIXO e INDEFINIDO. Se você vai trabalhar com um único nível, precisará INATIVAR os demais registros para que eles não apareçam na tela CRM201 Levantamento de Mercado. ii. Cadastro de VÁRIOS níveis tecnológicos Se desejar informar a área plantada dividida em níveis tecnológicos, o sistema está preparado para atendê-lo. Mas não se esqueça de alimentar o custo de produção também por nível tecnológico no cadastro de Culturas. d. Configuração das Culturas Este é o cadastro mais importante para o levantamento de mercado e relatório de segmentação de clientes por potencial de produção agrícola. É no cadastro de culturas que informamos o custo da cultura por hectare e o índice de participação do mix de insumos (produtos do distribuidor) no custo de produção. As abas Estágios, Estágios da Variedade e Aplicação Produto e Grupo/Subproduto não precisarão ser preenchidos porque não tem influência na rotina de segmentação de clientes, objeto deste documento. Os dados contidos nestas abas estão relacionados ao relatório CRM401 Potencial por Cliente e Produto, que trataremos em outro documento. Atenção: É necessário cadastrar ao menos uma Variedade para cada cultura, senão a cultura não aparecerá para o preenchimento da área plantada no Levantamento de Mercado

10 (CRM201). Na figura 10 apresentamos um exemplo de cadastro com uso de registro genérico (nome da variedade: GERAL ou ÚNICA). Mas, fica ao critério do distribuidor o cadastro das variedades reais que o cliente produzirá. Uma vez cadastradas as variedades no cadastro de Culturas, será possível informar a área plantada para cada uma delas. Entretanto, o custo de produção continuará sendo para a cultura, ou seja, sem possibilidade de especificação por variedade. Figura 8 TRAN601 Manutenção do Cadastro de Culturas, aba Dados Gerais Caminho: CRM, CADASTROS, CULTURAS Figura 9 TRAN601 Manutenção do Cadastro de Culturas, aba Valores Caminho: CRM, CADASTROS, CULTURAS

11 Figura 10 TRAN601 Manutenção do Cadastro de Culturas, aba Variedades Caminho: CRM, CADASTROS, CULTURAS 5. Conclusão Esperamos que este documento seja útil e contribua para aperfeiçoar a gestão de vendas e relacionamento com clientes dos distribuidores de defensivos, sementes e outros insumos agrícolas. Colocamo-nos a disposição para fornecer informações adicionais e esclarecer dúvidas no uso das novas rotinas do software de CRM do Siagri AgriBusiness. Agradecemos a atenção dispensada e desejamos sucesso! SIAGRI Sistemas de Gestão

GESTÃO DE OPERAÇÕES EM OUTRA MOEDA

GESTÃO DE OPERAÇÕES EM OUTRA MOEDA GESTÃO DE OPERAÇÕES EM OUTRA MOEDA Diante da importância do controle de vendas, compras e custos em outras moedas resolvemos elaborar um material informativo mais detalhado sobre o assunto. O SIAGRI Agribusiness

Leia mais

AGRI BUSINESS VENDAS E FATURAMENTO

AGRI BUSINESS VENDAS E FATURAMENTO SIAGRI ERP AGRI BUSINESS VENDAS E FATURAMENTO Visando aperfeiçoar os processos, implementamos um novo tipo de faturamento de Pedido de Venda, onde a quantidade vendida, será de acordo com a quantidade

Leia mais

Manual do Usuário Solução para Integração B2B Siagri x Conecta BASF Thiago Borges de Oliveira thiago.oliveira@siagri.com.br

Manual do Usuário Solução para Integração B2B Siagri x Conecta BASF Thiago Borges de Oliveira thiago.oliveira@siagri.com.br Manual do Usuário Solução para Integração B2B Siagri x Conecta BASF Thiago Borges de Oliveira thiago.oliveira@siagri.com.br AGOSTO/2009 Sumário 1 Introdução 2 2 Configurando o exportador 2 3 Informando

Leia mais

Cadastro de um novo Tipo de Operação e Vinculação deste às Funções dos Tipos de Operações

Cadastro de um novo Tipo de Operação e Vinculação deste às Funções dos Tipos de Operações Cadastro de um novo Tipo de Operação e Vinculação deste às Funções dos Tipos de Operações O cadastro de TIPOS DE OPERAÇÃO é um dos mais importantes cadastros do Siagri Agribusiness. Ele é o principal,

Leia mais

Cobrança Inteligente Manual do Cliente

Cobrança Inteligente Manual do Cliente Cobrança Inteligente Manual do Cliente Caro Cliente Alinhada à busca contínua pela excelência em tudo que faz e visando oferecer os melhores serviços a seus clientes, a Mosaic estabeleceu uma parceria

Leia mais

CADASTRO PARA ENDEREÇOS MÚLTIPLOS DE ENTREGA

CADASTRO PARA ENDEREÇOS MÚLTIPLOS DE ENTREGA CADASTRO PARA ENDEREÇOS MÚLTIPLOS DE ENTREGA Este artigo objetiva apresentar um recurso muito útil do sistema, o cadastro de Endereços de Entrega. É frequente em várias regiões a necessidade de realizar

Leia mais

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO 2014 - VALID Certificadora Digital Controle de Versões Autor Descrição Versão Data Lays Almeida Versão Inicial 1.0 06.11.2014 2014 - VALID Certificadora Digital

Leia mais

FATURAMENTO COM CARTÃO

FATURAMENTO COM CARTÃO FATURAMENTO COM CARTÃO Esse artigo tratará a importância das corretas configurações no sistema SIAGRI para faturamento com cartão, bem como os recebimentos conforme contrato com a administradora. Com base

Leia mais

COMPRA DIRETA CONFIGURAÇÃO. Passo 01 Configurando o Tipo de Operação:

COMPRA DIRETA CONFIGURAÇÃO. Passo 01 Configurando o Tipo de Operação: COMPRA DIRETA Esta nota técnica foi elaborada com o objetivo de auxiliar nossos parceiros no gerenciamento das movimentações dos grãos pelo módulo Armazém, possibilitando a compra direta de grãos. Nesta

Leia mais

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG 2015 Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Cliente Institucional e Atualizado em: 11 de setembro de 2015 Sumário 1. Conceito do software... 1 2. Abertura de

Leia mais

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SUMÁRIO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES... 3 1. Projeto Meta de Vendas... 3 1.1 Itens de Configuração Alterados... 3 2. Planejamento de Vendas... 3 2.1 Meta de Vendas...

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO

NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO O Siagri Agribusiness já tinha uma rotina para realizar Contagem e Inventário Físico (Balanço de Estoque Físico). Porém, a rotina não atendia com eficiência as empresas

Leia mais

Síntese de fluxo de máquinas e implementos

Síntese de fluxo de máquinas e implementos Síntese de fluxo de máquinas e implementos Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Objetivo... 3 Parâmetros para utilização do processo... 3 Cadastro

Leia mais

FATURAMENTO DE SERVIÇOS UTILIZANDO CUPOM FISCAL

FATURAMENTO DE SERVIÇOS UTILIZANDO CUPOM FISCAL FATURAMENTO DE SERVIÇOS UTILIZANDO CUPOM FISCAL Por Leonardo Antonio Como forma de emissão de Documentos Fiscais de operações de Prestação de Serviço, o Sistema Siagri Agribusiness também está preparado

Leia mais

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER Inicialmente, o mais importante O objetivo deste material é apresentar como deve-se proceder em todas as fases, o cadastramento de uma Nota de Importação no Controller. Este material abordará os tópicos

Leia mais

Cadastro de Franquias. Cadastro de Tipo. Configuração da Exportação

Cadastro de Franquias. Cadastro de Tipo. Configuração da Exportação Franquias O módulo Franquias permite que o Franqueador envie cadastros de produtos, serviços e preços para seus Franqueados. Sendo possível também, controlar as movimentações de vendas e estoque dos mesmos.

Leia mais

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é:

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é: 1. CONCEITO Completo, prático e rápido. Diante do aumento da complexidade da tributação e do risco fiscal, pelos desafios de conhecimento e capacitação e pela velocidade para acompanhar mudanças na legislação,

Leia mais

Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção

Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção Opções Selecionar Empresa Selecionar a empresa que o usuário vai trabalhar. Empresa Dados cadastrais da empresa.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 ÍNDICE Apresentação Principais Botões Login Usúario Resultado Método Quantum Preencher Método Quantum Extrato On-Line Engenharia de Função Grupos

Leia mais

Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica do Hábil Empresarial Profissional 7.0. Obrigado por usar nosso software! Koinonia Software Ltda.

Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica do Hábil Empresarial Profissional 7.0. Obrigado por usar nosso software! Koinonia Software Ltda. Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica do Hábil Empresarial Profissional 7.0 Obrigado por usar nosso software! Koinonia Software Ltda. (0**46) 3225-6234 I Cartilha_NFe_Habil_7 Índice Cap. I Bem Vindo 1 Cap.

Leia mais

\news. Destaques da Edição. SISARE NEWS é o novo canal de informações da A2X. Melhorias do mês na solução. Dicas da solução Em destaque

\news. Destaques da Edição. SISARE NEWS é o novo canal de informações da A2X. Melhorias do mês na solução. Dicas da solução Em destaque \news Edição 001 Mês Abril/2014 Destaques da Edição SISARE NEWS é o novo canal de informações da A2X. Informativo mensal tem como objetivo aproximação com clientes e parceiros Melhorias do mês na solução

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Estamos definitivamente na era digital. Era da velocidade cada vez maior da informação. Era da otimização do tempo. O novo Sistema Integrado de Saúde Amil, SiSAmil, mostra toda a evolução da empresa nesse

Leia mais

PEDIDO DE COMPRAS AUTOPEÇAS

PEDIDO DE COMPRAS AUTOPEÇAS Apresentação As rotinas de Pedido de Compra do WinThor são utilizadas pelas empresas com objetivo de realizar: o pedido de compra baseado, ou não, em uma sugestão de compra, a cotação de compra entre fornecedores,

Leia mais

Manual de Utilização Sisamil - Sistema Integrado de Saúde Amil Manual de Utilização 1 54

Manual de Utilização Sisamil - Sistema Integrado de Saúde Amil Manual de Utilização 1 54 Manual de Utilização 1 54 Estamos definitivamente na era digital. Era da velocidade cada vez maior da informação. Era da otimização do tempo. O novo Sistema Integrado de Saúde Amil, SiSAmil, mostra toda

Leia mais

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Release Notes Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Melhorias Comuns ao Sistema Help O Help Online foi remodelado e agora é possível acessar os manuais de cada módulo diretamente do sistema. Mapeamento de

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP Pouso Alegre MG 2013 SUMÁRIO 1. Introdução.... 6 2. Efetuar Entrada de Material.... 8 2.1. Entrada de Material por Compra.... 8 2.1.1. Cadastro de Empenho...

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013:

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02 Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATENÇÃO: Versões intermediarias não são de atualização obrigatório para todos os clientes, apenas

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.07.01. Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.07.01 do dia 28/09/2012:

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.07.01. Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.07.01 do dia 28/09/2012: ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.07.01 Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.07.01 do dia 28/09/2012: ATENÇÃO: Versões intermediarias não são de atualização obrigatório para todos os clientes, apenas

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

CRIANDO O SEU CURRÍCULO LATTES

CRIANDO O SEU CURRÍCULO LATTES CRIANDO O SEU CURRÍCULO LATTES Aprenda a cadastrar e construir seu currículo Lattes Abra o navegador de internet Mozilla Firefox. Para isso, clique no Menu Iniciar/Programas/Mozilla Firefox e clique no

Leia mais

Módulo de Extensão SIGAA. Gerenciamento de Participantes

Módulo de Extensão SIGAA. Gerenciamento de Participantes Módulo de Extensão SIGAA Gerenciamento de Participantes ÍNDICE Instruções gerais Pg. 03 Recomendações Pg. 03 Acessibilidade ao sistema Pg. 03 Acesso ao SIGAA Pg. 03 Acesso ao módulo extensão - docente

Leia mais

Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage...

Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage... Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage... 12 Apresentação O Pitstop foi desenvolvido pela Interact com o objetivo

Leia mais

Relação das Novidades Implementadas na Versão 2.9 do Sistema SankhyaW - Setembro/2011

Relação das Novidades Implementadas na Versão 2.9 do Sistema SankhyaW - Setembro/2011 Relação das Novidades Implementadas na Versão 2.9 do Sistema SankhyaW - Setembro/2011 Suporte à integração com Imobilizado nos Portais Agora as centrais estão integradas com o Imobilizado, logo é possível

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

O Komunik é uma ferramenta de comunicação interna que permite a interação completa entre todos os setores de uma empresa.

O Komunik é uma ferramenta de comunicação interna que permite a interação completa entre todos os setores de uma empresa. ORG 13.8 KOMUNIK O QUE É Manual Estoque - Versão 4.55.001-2ª Edição - 2012 O Komunik é uma ferramenta de comunicação interna que permite a interação completa entre todos os setores de uma empresa. PRA

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076 Gestor Empresarial - Financeiro Release Versão 1.076 Maio/2013 Produto : AeroSoft Gestor Empresarial - Financeiro Versão : v1.076 Data Liberação : 21/04/2013 A seguir são apresentadas as novas funções

Leia mais

Módulo Faturamento INDICE

Módulo Faturamento INDICE Módulo Faturamento INDICE Como faturar contas... 3 Editando os dados de uma conta... 5 Como gerar o arquivo TISS... 7 Como cadastrar médicos... 10 Como cadastrar um convênio... 15 Como cadastrar um layout...

Leia mais

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office Treinamento Módulo Escritório Virtual Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office 1. Atualização do sistema Para que este novo módulo seja ativado,

Leia mais

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 CADASTROS... 8 PRINCIPAL... 15 NOTAS FISCAIS... 16 2.1. Primeiros Passos...

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 CADASTROS... 8 PRINCIPAL... 15 NOTAS FISCAIS... 16 2.1. Primeiros Passos... Índice 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. 2.4. 2.5. 2.6. 3. 3.1. 3.2. 3.3. 3.4. 3.5. 3.6. 3.7. 3.8. 4. 5. 5.1. 5.2. 5.3. APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 Primeiros Passos... 2 Minha Empresa... 3 Certificado

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Introdução A emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica traz ao cliente TTransp a possibilidade de documentar eletronicamente as operações de serviço prestadas

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

Controle de Estoque. Configuração e personalização do módulo

Controle de Estoque. Configuração e personalização do módulo Controle de Estoque O objetivo do módulo de Controle de Estoque á ajudar a controlar a quantidade de produtos no estoque da empresa, avisar sobre problemas com quantidades mínimas, lotes e validades vencendo.

Leia mais

ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS 1. Entendendo o Negócio: O Sistema Siagri Agribusiness já permitia a inclusão de notas fiscais de prestação de serviço com retenções de impostos, porém,

Leia mais

Gerenciamento de Contatos

Gerenciamento de Contatos Gerenciamento de Contatos O objetivo deste módulo é ajudar a gerenciar todos os contatos da empresa. Além dos dados mais importantes, o módulo permite cadastrar anotações e relacionar as tarefas e eventos

Leia mais

Tutorial para cadastro de serviço

Tutorial para cadastro de serviço Tutorial para cadastro de serviço Sumário Introdução...1 Acessar o sistema de edição...2 Criar um serviço...2 Editar serviço já existente...4 Enviar rascunho para revisão...4 Sugerir melhoria...5 Moderar...5

Leia mais

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos Manual do Debit Jurídico Primeiros passos Índice Apresentação...2 Como acessar o produto...3 Tela Inicial...5 Como cadastrar o primeiro processo...5 Cliente...6 Advogado...6 Adverso...6 Dados do Processo...6

Leia mais

Normalmente são empresas que prestam serviços e cobram uma manutenção mensal.

Normalmente são empresas que prestam serviços e cobram uma manutenção mensal. DesenvolvimentoBM-1056 Versão 5 Release: 11 Autor: Edson Reis Processo: Emissão de NFS-e Acesso: Controladoria/Fiscal/Gera Lote RPS Motivação Algumas empresas utilizam o recurso que emite nota fiscal de

Leia mais

NVSABRE - SISTEMA DE INFORMÁTICA LTDA

NVSABRE - SISTEMA DE INFORMÁTICA LTDA Goiânia, 23 de Dezembro de 2011 Bom dia! Aos clientes Sabre, Novos procedimentos após atualização do sistema para versão 2.1.289.12 Será disponibilizada versão 2.1.289.12, nossos colaboradores devem seguir

Leia mais

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA Manual do Usuário SisCommercePDV NFC-e Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA MANUAL DO USUÁRIO SisCommercePDV Emissor de Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) *Manual em desenvolvimento

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Versão 1.0 18/01/2013 Sempre consulte por atualizações deste manual em nossa página. O Cotação Web está em constante desenvolvimento, podendo ter novas funcionalidades adicionadas

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais

Versão 3.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Controla Tudo. Manual do Controla Tudo

Versão 3.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Controla Tudo. Manual do Controla Tudo Versão 3.0 CARBON SYSTEM Manual do Software Controla Tudo Manual do Controla Tudo SOFTWARE PARA CONTROLE DE PONTO VIA IMPRESSÃO DIGITAL OU DÍGITOS Manual do Controla Tudo Versão 3.0 Carbon System Rua Coronel

Leia mais

manual Sistema de Gestão de Contribuições

manual Sistema de Gestão de Contribuições manual Sistema de Gestão de Contribuições Conteúdo 1. Login 4 2. Home 5 3. Informações básicas 3.1. Menus 6 3.2. Números e status 7 3.3. Ações 8 4. Ambientes da ferramenta 4.1. Sindicato 13 4.2. Empresas

Leia mais

versa A solução definitiva para o mercado livreiro. Aumente a eficiência de seu negócio Tenha uma solução adequada para cada segmento

versa A solução definitiva para o mercado livreiro. Aumente a eficiência de seu negócio Tenha uma solução adequada para cada segmento Aumente a eficiência de seu negócio O Versa é um poderoso software de gestão de negócios para editoras, distribuidoras e livrarias. Acessível e amigável, o sistema foi desenvolvido especificamente para

Leia mais

TUTORIAL DE COMPRAS ERP JAD

TUTORIAL DE COMPRAS ERP JAD TUTORIAL DE COMPRAS ERP JAD Emissão e Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana Caminho para acessar o módulo de compras para criação de cotações, requisições e pedidos segue abaixo. Neste módulo existem

Leia mais

MANUAL UTILIZAÇÃO. Emuntech Software Solutions Página 1

MANUAL UTILIZAÇÃO. Emuntech Software Solutions Página 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO Emuntech Software Solutions Página 1 Acesso ao sistema Definições para acesso ao CRM Interatell. Acessando o CRM Interatell Utilizando o browser de internet acesse o endereço interatell.net

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

PEDIDO Manual BÁSICO

PEDIDO Manual BÁSICO SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br PEDIDO Manual BÁSICO Pagina 2 de 10 ÍNDICE Condição Pagamento... 3 Como Acessar... 3 Como Cadastrar...

Leia mais

ESTOQUE E PRODUTO Manual BÁSICO

ESTOQUE E PRODUTO Manual BÁSICO SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br ESTOQUE E PRODUTO Manual BÁSICO Pagina 2 de 13 ÍNDICE Local... 3... 3... 3 Unidade... 4... 4... 4

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Configuração Empresa/Filial

Configuração Empresa/Filial Configuração Empresa/Filial Para definir as configurações (Parâmetros) de cada empresa ou filial cadastrada no sistema, proceda da seguinte forma: Acesse o módulo Administrativo. Clique no menu Cadastros

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

Figura 1. http://www.personalsoft.com.br (19) 3471-0001. Jhaimilson G. Biscassi. jhaimilson@personalsoft.com.br jay@personalsoft.com.

Figura 1. http://www.personalsoft.com.br (19) 3471-0001. Jhaimilson G. Biscassi. jhaimilson@personalsoft.com.br jay@personalsoft.com. PERSONAL ERP http://www.personalsoft.com.br (19) 3471-0001 I Ciclo de Treinamentos Módulos: CRM e Logística Jhaimilson G. Biscassi jhaimilson@personalsoft.com.br jay@personalsoft.com.br Ramal: 222 Figura

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos O objetivo do módulo de Gerenciamento de Projetos é ajudar a empresa a gerenciar com mais eficiência os seus projetos. Controle dos prazos, das tarefas, dos eventos, da quantidade

Leia mais

SCAN- SISTEMA DE CONTIGÊNCIA NACIONAL

SCAN- SISTEMA DE CONTIGÊNCIA NACIONAL SCAN- SISTEMA DE CONTIGÊNCIA NACIONAL Emissão de notas fiscais eletrônica pelo sistema SCAN- Sistema de Contingência Nacional O SCAN é a modalidade de contingência eletrônica que permite que o emissor

Leia mais

Faturamento de Honorários e de Despesas

Faturamento de Honorários e de Despesas Faturamento de Honorários e de Despesas Procedimentos para Equipe de Faturamento e Cobrança O módulo de Faturamento de Honorários e de Despesas é composto por várias etapas que podem ou não ser realizadas

Leia mais

A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado. Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir:

A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado. Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir: A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir: a. Granularidade, sob a forma de escolha do tipo de elemento (solicitação,

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

Guia de Primeiros Passos - CONFIGURAÇÕES

Guia de Primeiros Passos - CONFIGURAÇÕES Guia de Primeiros Passos - CONFIGURAÇÕES Este documento tem o objetivo principal de iniciar você de forma rápida e simples no sistema.aprog., configurando as funcionalidades à sua realidade. A série Primeiros

Leia mais

Na página que se abre, o usuário informa os seguintes campos (todos obrigatórios):

Na página que se abre, o usuário informa os seguintes campos (todos obrigatórios): WebPlan MVC Manual de Operação Ouvidoria O módulo de ouvidoria fornece acesso a beneficiários, prestadores e outras entidades (inclusive que não se relacionam com a operadora) de forma que possam abrir

Leia mais

E&L ERP Almoxarifado

E&L ERP Almoxarifado Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: Prevendo todas as rotinas necessárias ao bom funcionamento da administração de materiais, o produz automaticamente as médias

Leia mais

Manual para configuração e utilização da versão 3.02.00 do TISS no Visual ASA

Manual para configuração e utilização da versão 3.02.00 do TISS no Visual ASA Manual para configuração e utilização da versão 3.02.00 do TISS no Visual ASA 1 INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar as configurações que devem ser realizadas no Visual ASA e os campos que

Leia mais

Estalo Desenvolvimento e Tecnologia Rua Ismael Carlos Correia, 107 CEP 89221-520 - Joinville - SC estalo@estalo.com.br

Estalo Desenvolvimento e Tecnologia Rua Ismael Carlos Correia, 107 CEP 89221-520 - Joinville - SC estalo@estalo.com.br o Visão Geral do Estalo Converter o Funcionalidade o Menu Opção Colar ao Ativar o Sistema Copiar Automático Copiar com Unidades Inserir Espaço Configuração Sair o Menu Editar Copiar Colar Notação Dígitos

Leia mais

Configurações Básicas

Configurações Básicas Compras Avançadas Este módulo auxilia na verificação da demanda dos produtos e com isso permite ajustar os estoques fazendo transferência entre as filiais e também definir a quantidade de estoque dos produtos

Leia mais

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg.

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg. Sumário 1. Tela de Acesso pg. 2 2. Cadastro pg. 3 3. Abas de navegação pg. 5 4. Abas dados cadastrais pg. 5 5. Aba grupo de usuários pg. 6 6. Aba cadastro de funcionários pg. 7 7. Pedidos pg. 12 8. Cartões

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL. Última Atualização: 01/2010

Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL. Última Atualização: 01/2010 Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL Última Atualização: 01/2010 Atendimento: Tel : (11) 3857-9007 - e-mail: suporte@webcontabil.com :: Módulo Documentos

Leia mais

BVP WEB. Manual de Operações. Novembro / 2012. São Paulo - SP

BVP WEB. Manual de Operações. Novembro / 2012. São Paulo - SP BVP WEB Manual de Operações Novembro / 2012 São Paulo - SP Índice Geral 1. Introdução... 2 2. Visão Geral... 3 2.1. Funcionalidades... 3 2.1.1. Autenticação e Autorização de Acesso... 3 2.1.2. Operações...

Leia mais

Importação de Itens através de Planilha de Dados

Importação de Itens através de Planilha de Dados Importação de Itens através de Planilha de Dados Introdução Ao possuir uma planilha com dados de itens que podem ser cadastrados ou atualizados no sistema, é possível efetuar a importação da mesma após

Leia mais

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CADASTRO DOS CONTADORES... 3 REGISTRAR COMO SAGE ID... 5 CRIAR CONVITE PARA O CLIENTE... 8

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CADASTRO DOS CONTADORES... 3 REGISTRAR COMO SAGE ID... 5 CRIAR CONVITE PARA O CLIENTE... 8 Índice 1. 2. 3. 4. 5. 5.1. 5.2. 6. 6.1. 6.2. 7. APRESENTAÇÃO... 1 CADASTRO DOS CONTADORES... 3 REGISTRAR COMO SAGE ID... 5 CRIAR CONVITE PARA O CLIENTE... 8 CONVITE ENVIADO PARA O CLIENTE... 10 Se o seu

Leia mais

Manual de Treinamento. Área do Membro

Manual de Treinamento. Área do Membro Manual de Treinamento Área do Membro 0 Contents Geral... 2 Transações... 3 Negociação e Estoque... 10 Licenças... 15 Mercado... 19 Finanças... 22 Fazer uma Declaração de Venda... 27 Fazer uma Declaração

Leia mais

GPWeb Gestão de projetos

GPWeb Gestão de projetos Manual Básico do Usuário GPWeb Gestão de projetos Brasília DF, Maio de 2015 1 Sumário O que é um projeto?... 5 O que é o GPWeb?... 6 Como criar um projeto no GPWeb:... 6 As partes envolvidas: Integração/

Leia mais

MÓDULO DE NOTA FISCAL ELETRONICA

MÓDULO DE NOTA FISCAL ELETRONICA MANUAL DO SISTEMA Versão 6.08 Introdução... 2 Requisitos para Utilização do Módulo NF-e... 2 Termo de Responsabilidade... 2 Certificados... 2 Criação de Séries... 2 Framework... 3 Teste de Comunicação...

Leia mais

Cadastro de Contratos

Cadastro de Contratos Cadastro de Contratos O cadastramento de Contratos é um dos pontos mais importantes do LegalManager. Uma configuração realizada de forma criteriosa e organizada poderá poupar problemas no futuro, além

Leia mais

SCPI 8.0. Guia Rápido. Parametrizando o Módulo CONTAS. Introdução. Informações da Entidade. Nesta Edição

SCPI 8.0. Guia Rápido. Parametrizando o Módulo CONTAS. Introdução. Informações da Entidade. Nesta Edição SCPI 8.0 Guia Rápido Parametrizando o Módulo CONTAS Introdução Nesta Edição 1 Informações da Entidade 2 Cadastro das Entidades 3 Cargos e Nomes 4 Parâmetros Gerais Antes de iniciar os trabalhos diários

Leia mais

Instruções para configuração e utilização do. fiscal (ECF)

Instruções para configuração e utilização do. fiscal (ECF) 1 Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão SEM Impressora de cupom fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa...3 2. Configurações dos Parâmetros......3 3. Cadastro de cliente...4

Leia mais

Roteiro de Cadastros - GESTOR

Roteiro de Cadastros - GESTOR Página1 INDICE 1. MODULO EMPRESA 1.1. CADASTRO DE USUARIO --------------------------------------------------------------------- 4 1.2. CADASTRO DA EMPRESA --------------------------------------------------------------------

Leia mais

TUTORIAL AJUSTAR ESTOQUE POR ENDEREÇO

TUTORIAL AJUSTAR ESTOQUE POR ENDEREÇO Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos Iniciais... 2 2. Ajustar Estoque por Endereço... 10... 20 Apresentação Este tutorial tem o objetivo de orientar o processo de ajuste do estoque por produto para

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

iclips 2.5.1 Novidades da Versão iclips Tempo para ser genial! Novidades da Versão 2.5.1

iclips 2.5.1 Novidades da Versão iclips Tempo para ser genial! Novidades da Versão 2.5.1 iclips Tempo para ser genial! 2.5.1 1 Índice 1. Nova opção para sinalizar as horas do Timesheet da criação...3 2. Sinalização das peças atrasadas...4 3. Envio de e-mails sobre conclusão da peça para a

Leia mais