o nosso Scirocco! Jornal Confirmado: O Dia da Porta Aberta vai ser 8 de Junho 2008!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "o nosso Scirocco! Jornal Confirmado: O Dia da Porta Aberta vai ser 8 de Junho 2008!"

Transcrição

1 Jornal Março Jornal mensal para todos os colaboradores da Volkswagen Autoeuropa Notícias entre 15 de Fevereiro e 15 de Março distribuíção gratuita Confirmado: O Dia da Porta Aberta vai ser 8 de Junho 2008! Nós o nosso Scirocco! a : Sesimbra. 1ª reunião de 2008 da Liderança Estratégica e Operacional : Celebração especial dos 10 anos de casa para colaboradores que assinaram contrato entre Agosto e Novembro de a : Apresentação mundial do carro Scirocco no Salon de L Auto de Genebra, Suiça : Semana em que chegam as ferramentas que vão prensar os painéis exteriores laterais do Scirocco : Votação numa das três listas para a Comição de Trabalhadores a : Auditoria de segurança do Grupo Volkswagen na nossa fábrica, para a Taça de Segurança Industrial. Salon de L`Auto, Genebra. O nosso Scirocco foi apresentado ao público com grande destaque no stand do Grupo Volkswagen. Senti muita satisfação na apresentação do carro e a ver o interesse das pessoas. A produção do Scirocco na nossa fábrica foi o culminar da luta iniciada em Outubro de 2005 pela defesa do emprego a médio prazo e o triunfo sobre a deslocalização. O mérito é todo dos trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa. - realçou António Chora, que representou os colaboradores da Volkswagen Autoeuropa no salão Automovel. pag. 05 O caminho Volkswagen Novo Director Geral Mach 18 é o nome do plano estratégico lançado em todo o mundo para a marca Volkswagen. pag. 04 Andreas Hinrichs é desde 14 de Março de 2008 o novo Director Geral da Volkswagen Autoeuropa, substituindo Jörn Reimers que, por motivos de ordem pessoal, decidiu deixar a empresa. Andreas Hinrichs que, desde 1 de Março de 2006, exercia as funções de Director Geral de Produção, pretende prosseguir com os bons resultados fabris de toda a equipa de colaboradores.

2 02 Área de Recursos Humanos / Departamento Unidade de Negócios de Frota Aluguei um Eos e foi o máximo! Arrancou em Janeiro o programa Aluguer de carros que permite aos colaboradores alugarem um Eos ou um VW Sharan ou Seat Alhambra. Esta Iniciativa têm tido imenso sucesso junto dos colaboradores. Podem levar a família e amigos a passear no carro que eles próprios ajudaram a produzir! Eis aqui alguns dos testemunhos! Programa Aluguer de Eos/Sharan/Alhambra Por dia De 6ªF a 2ªF Eos Sharan ou Alhambra Inclui o valor de seguro contra todos os riscos O pagamento é deduzido no salário Só pode ser conduzido por familiares directos com carta de condução válida (conjugue ou fi lhos) Por serem carros da frota, os pedidos são atendidos consoante a disponibilidade. Procedimento 1º Requisição através de telefone: 2871 ou 2664 ou 2779 (entre 7.30h e 16h30h) ou de Duarte, João; Conceição, Rui ou Schrieber, Susanne. 2º Levantamento do carro na Portaria Principal, depois do turno. 3º Devolução do carro na Portaria Principal, antes de entrar no turno (carro limpo e com depósito cheio). Entre Janeiro e fim de Março já houve 209 alugueres Da minha parte fi quei com óptima impressão acerca do Eos, muito potente e possuidor de excelentes sistemas de segurança, e paralelamente senti um grande orgulho deste excelente carro ser produzido no meu País, com a minha colaboração e a dos meus colegas. A foto é um momento alegre mas num cenário triste; porque sou eu com a minha fi lha junto do Eos, na zona de Real Forte, Sacavém, onde foi assassinada na passada 6ªF uma senhora dentro da sua viatura. Vitor Agostinho, Área de Carroçarias Aluguei o carro neste sistema novo e fui passar um fi m de semana à Serra da Estrela com a minha esposa. Adorei o Eos, um carro muito seguro, e cómodo. Fiz 900 km e não senti nenhuma fadiga. A família adorou-o pelo seu design, todos acharam o carro muito bonito e eu fi quei apaixonado! Gostava de poder adquirir um a diesel se não fosse o preço tão elevado. Tenho pena que a Volkswagen Autoeuropa não faça um maior desconto para empregados.* Colegas: gostei mesmo deste bocadinho que me fez sonhar. Envio esta fotografi a que me tirou um colega nosso que tinha alugado um outro Eos e me foi visitar. E ele fez questão em que eu tirasse a foto com o meu melhor amigo! * O desconto do VW Eos para os colaboradores da Volkswagen Autoeuropa é de 15% sob o preço base, antes dos impostos. Eduardo Moutinho, Área de Compras, Planeamento de Materiais, Logística e Programação/ Departamento Cadeia de fornecimentos. Aluguei um Eos para o utilizar principalmente no casamento do meu cunhado, que foi no dia 1 de Março, em Colares. O impacto que o carro provocou foi muito positivo! A maioria das pessoas admirou o carro com muita satisfação e o abrir e fechar da capota é realmente extraordinário, motivando sempre uma admiração muito grande das pessoas que presenciavam esse acto. Na 2ªF de manhã, levei a minha fi lha à escola no Eos e as amigas e colegas apaixonaram-se pelo carro. Disseram à minha fi lha que grande descapotável ela tinha, ao que a mesma respondeu: Era muito bom que fosse meu, mas infelizmente hoje já vou deixar de o ter, porque o meu pai vai ter de o entregar depois do almoço, eh,eh,eh. Ricardo Moreira, Área da Pintura/Primário. Aluguei o Cabrio no fi m de semana de 29 de Fevereiro a 2 de Março e devo dizer que toda a família adorou. Com o bom tempo que apanhámos, andei quase sempre de capota aberta. Sexta Feira, eram 15h30 e lá fui ao Maingate buscar a máquina. Após uns minutos de espera e algumas assinaturas, já estava a conduzir o Eos. Antes das portagens da auto estrada, abri a capota. É de facto uma sensação maravilhosa! Fui buscar minha esposa mais um colega de trabalho dela, que até trouxe um GPS que tinha comprado há dias, (não nos fossemos perder) e fomos dar uma volta até à Costa da Caparica. Ele comentou grande máquina, muito bonito. No sábado, fomos buscar a minha mãe a Setúbal. Saímos logo cedo da Amora pois queríamos aproveitar o sol. Fomos até à Arrábida. Ela adorou a experiência. Não pude ir de capota aberta porque levava a minha fi lha de 11 meses no banco de trás. No domingo, fomos passear com um casal amigo até Lisboa, com o objectivo de ir ver o jogo Sporting/Benfi ca. O comentário deles era, que lindo carro, é o que vocês fazem lá? Adorava ter um, quando trazes outra vez? Como era cedo, fomos até à zona da Torre de Belém, observei que ninguém fi cava indiferente à nossa passagem. Depois de irmos comer uns deliciosos pastéis de Belém, fomos jantar na zona de Alcântara, para depois seguirmos para o Estádio. Após o jogo, foi o regresso, as despedidas, e a promessa de voltar com o Eos. É sem dúvida uma grande máquina, muito agradável de conduzir, muito seguro, um estilo diferente (neste em particular, gostei muito da cor e as jantes: um espectáculo) e com o nosso clima ameno apetece mesmo! Março 08

3 03 Editorial Na última edição do Jornal Autoeuropa publicámos um pequeno artigo sobre uma reunião que teve lugar em Dezembro, em Dresden, na Alemanha, e na qual os Directores das fábricas estiveram presentes a convite do Dr. Winterkorn que, não só é o Presidente do Grupo Volkswagen com as suas oito marcas, mas como também é o Presidente da (maior) marca, a Volkswagen. Tratou-se de um encontro muito especial. Mais de mil pessoas, de todo o mundo, com responsabilidade de liderança dentro da marca Volkswagen, desde de manhã muito cedo até a uma hora bem avançada da noite, juntaram-se, para saberem em primeira mão, o que está por detrás do Plano estratégico denominado Mach 18. Este é o percurso estratégico da marca Volkswagen até ao ano 2018: um plano a dez anos, ou seja, uma estratégia a longo prazo. Foi-nos exaustivamente comunicado o caminho que a Administração da marca quer seguir e o que espera dos seus quadros de direcção. Acreditarmos que somos competentes e dispomos de todas as mais- valias para realizar esta arrojada estratégia. No passado, a Volkswagen apostou bastante numa estratégia de multimarcas, que contribuiu, com imenso sucesso, para satisfazer as preferências de cada cliente. Neste processo, diluiu-se algo do seu perfil muito marcante e reconhecido. Agora a marca Volkswagen quer voltar a investir no seu perfil numa primeira instância, em muitos produtos atractivos e num melhor serviço ao cliente e retomar novamente o seu percurso. O exemplo mais notório é o volume de vendas que se pretende de 6,6 milhões de veículos/ano, representando um crescimento de 80%. Think big! Pensar em grande! Mas, e utilizando as palavras da nossa rival Toyota, nada é impossível. A procura mundial está a crescer e também queremos ter a nossa fatia do bolo! Actualmente, a marca Volkswagen está numa rampa de sucesso que reforça estes objectivos a longo prazo. Só a Volkswagen, registou em Janeiro, um crescimento de vendas de 13% em comparação com Janeiro do ano passado! Já hoje, no nosso quotidiano, é notável uma mudança da imagem da marca Volkswagen. Na publicidade destaca-se o símbolo VW e por baixo a nova identidade, que reforça aquilo que a Volkswagen sempre foi: Volkswagen das Auto. Para muitas pessoas, o Volkswagen foi ou é o (primeiro) carro e o expoente da motorização em série. O Carocha é o carro mais produzido na história do automóvel e ainda hoje circula nas estradas de muitos países. Actualmente, a Volkswagen, oferece produtos à medida de cada carteira. Para nós, na Volkswagen Autoeuropa, o sucesso da estratégia da marca é muito importante, e o contrário é igualmente verdadeiro: é de extrema importância para a marca Volkswagen a implementação com sucesso da estratégia Autoeuropa. Mach 18 apoia-se no trabalho conjunto de todas as fábricas e colaboradores da Volkswagen. Portugal também se empenhou numa estratégia ambiciosa, mas necessária para o futuro, com o Plano Tecnológico. A Autoeuropa faz parte de ambas as estratégias e por isso, iremos regularmente informar através do nosso jornal os resultados que juntos alcançaremos. 1 Mach unidade de medida que expressa a razão entre a velocidade do avião e a velocidade do som, cujo nome provém do cientista austríaco Ernst Mach ( ). 2 Volkswagen, Audi, SEAT, Skoda, Bentley, Lamborghini, Bugatti, Volkswagen Veículos Comerciais Julius von Ingelheim Director da Área de Recursos Humanos Obrigada, João Os colaboradores da Volkswagen Autoeuropa estão de luto pelo seu querido colega João Carlos Galveias Lopes que sofreu um acidente de trabalho grave, do qual veio a falecer. Ocorreu dia 20 de Fevereiro, pelas 22.30h na nave de Prensas, durante a mudança de uma ferramenta na Tap 6. João Lopes entrara para a nossa empresa em Setembro de Tinha 44 anos, vivia no Poceirão, era casado e deixou um filho de 17 anos. O que tinha a dizer dizia. E dizia-o sempre muito alto. Era o nosso amigo barulhento. Sabíamos sempre onde estava. Vai-nos fazer tanta, tanta falta! - os colegas de equipa. Sabemos que o João era a alegria da família dele. E aqui...era também a alegria da nossa equipa. - José Ramilo, o seu Supervisor. Ele estava sempre à frente de tudo, à procura de soluções. Uma dedicação total. Era muito bom profi ssional. Vai deixar muitas saudades. - Miguel Costa, Director de Produção da Área. Na paragem do autocarro, no refeitório, nos balneários, encontrava-o sempre bem disposto, a brincar com toda a gente. Sei também que era um colaborador muito responsável. - António Chora, Coordenador da C.T. Foto: Frederico Alves (Área P.A.I) Ficha Técnica Publicação de: Autoeuropa - Automóveis, Lda. Quinta da Marqueza Quinta do Anjo Responsável: Julius von Ingelheim Fotografia, pesquisa, redação e visualização: Isabel Carimbo Cartoons: Alberto Pereira Colaboradores directos nesta edição: (ver junto dos artigos) Maquetização, fotocomposição e impressão: AlexandreGest, Lda. Tiragem: exemplares

4 04 1ª reunião de 2008 da Liderança Operacional e Estratégica O caminho Volkswagen *Mach18: Signifi cado na página 3 Sesimbra. 31 de Fevereiro e 1 de Março. Os vários Directores de Áreas (Liderança Estratégica) resumiram às chefias da Liderança Operacional a apresentação a que tinham assistido em Dresden, para onde foram convocados em Dezembro de 2007 todos os Directores das fábricas do Grupo. O tema era: Mach 18*, ou seja o Planeamento Estratégico da marca Volkswagen até Ou, como se passou a designar, o caminho Volkswagen (The Volkswagen way). Os objectivos estratégicos À esquerda: a visão da marca Volkswagen até À frente: os objectivos estratégicos da empresa para a marca Volkswagen Nesta reunião offsite, visionaram-se ainda fi lmes de workshops KVP Cascata das ondas 1 e 3 e 4, e as chefi as das várias Áreas reuniram-se para refl exão sobre as questões O que é que a minha Área está a fazer para apoiar o Sistema de Produção Volkswagen e O que falta fazer na minha Área para este objectivo?. Os porta-voz dos dois grupos de Novos Engenheiros que foram recentemente contratados para várias Áreas apresentaram as suas opiniões sobre a sua integração na empresa, sugerindo algumas melhorias. Como convidado especial, o Dr. A. Goros, do Marketing da Volkswagen AG, veio explicar a nova estratégia de posicionamento da marca Volkswagen no mundo, que se pretende ser o mais diversifi cada: todo o tipo de produtos, para todo o tipo de clientes, de todos os mercados. E daí, a nova assinatura publicitária a nível mundial: Volkswagen. Das Auto., ou seja, a Volkswagen como sinónimo de o carro. No 2º dia de trabalhos, as equipas analisaram os riscos e oportunidades relacionadas com os Objectivos das suas Áreas para 2008 e refl ectiram sobre os principais desafi os dos novos projectos que se avizinham. Os objectivos até 2018 Objectivo: Os colaboradores. Principal empresa empregadora do ramo. Responsabilidade das chefi as: seleccionar e contratar a melhor força de trabalho. Foco em actividades universitárias, banco de talentos, programas de avaliação, etc. Participação num workshop KVP por ano. Avaliação da satisfação dos colaboradores da sua Área de competência através de um Inquérito de satisfação standard para todo o Grupo (Stimmungs Barometer). Reduzir desperdício, na Área de sua competência. Objectivo: Os clientes. Desempenho máximo em vendas e na satisfação de concessionários e clientes Vendas de 6,6 milhões de veículos anuais (em 2018) Ter 9% de quota do mercado mundial em 2018 Alcançar o 3º lugar mundial no índice de satisfação de clientes Alcançar o 1º lugar mundial no índice de satisfação com concessionários Foco nos desejos dos clientes, a nível mundial Objectivo: crescimento A Volkswagen está em rota de crescimento com o seu Portfolio de produtos, abrangendo todos os clientes. Sistema de modular transversal de componentes*, que se resume em produzir todos os carros da mesma maneira, em todas as fábricas e sob uma mesma plataforma., criando sinergias a nível de componentes, diminuindo diversidade de variantes, optimizando processos logísticos e de engenharia, reduzindo custos de peças (componentes produzidos localmente, nos mercados emergentes). Inovação tecnológica e nos veículos para garantir crescimento e rendibilidade. *Em alemão: Modulare Querbaukasten. Em inglês: Modular transverse component system Objectivo: rendibilidade. Aumento da taxa de rendibilidade de investimentos em 21% Rendibilidade das vendas em dos 2,9% actuais para 9% em Aumento da produtividade das unidades de produção em 10% por ano Aumento da rotação do activo de 2,8% para 3,6% (reduzindo custos, cumprindo as especifi cações de qualidade e de prazos e aumentando a produtividade através da implementação do Sistema de Produção Volkswagen a nível mundial). Março 08

5 O nosso Scirocco! Os três Scirocco apresentados dia 4 de Março no Salão Automóvel de Genebra, na Suiça, saíram da nossa fábrica no maior secretismo alguns dias antes, e foram transportados por via rodoviária, em transporte especial. No stand da Volkswagen, ocuparam um lugar de destaque e foi feita uma apresentação multimédia para os jornalistas e convidados especiais. Anunciado oficialmente em Junho de 2006, o Scirocco passou pelas várias fases de desenvolvimento e testes na linha. A sua produção em série inicia-se ainda no 1º semestre deste ano. Finalmente vê a luz do dia, o carro por que os colaboradores da Volkswagen Autoeuropa tanto lutaram! E que carro! 05 Um desportivo fabuloso! Comprimento: 4,256mm. Altura: 1,400mm. Largura: 1,810mm (mais comprido que o Golf, mas mais baixo. Na largura, assemelha-se à do Passat). Seis airbags de série e programa electrónico de estabilidade 4 lugares Motorizações de lançamento: TSI gasolina 90kW/122 Cv/1.4 cc 118kW/160Cv/1.4cc 147kW/200Cv/2.0cc TDI commonrail 103kW/140Cv/ 2.0cc Caixa com 7 velocidades DSG. Tecto panorâmico opcional, entre os pilares A e B. Chassis dinâmico que permite regular o amortecimento e os parâmetros da direcção Lançamento no mercado internacional previsto para Junho, Previsão de venda no mercado nacional: Setembro Comercialização prevista para 53 mercados Representou o Governo Português Representaram a fábrica. O Eos e o Sharan também estiveram lá Jörn Reimers, Director Geral da Volkswagen Autoeuropa; Engº Manuel Pinho, Ministro da Economia de Portugal, e Dr. Jochem Heizmann. Membro do Conselho de Administração do Grupo Volkswagen e responsável pela Produção da marca Volkswagen. A equipa que se deslocou a Genebra, da esqª para a dtª: Bruno Torres, Director da Área de Planeamento, Ambiente e Infra-estruturas; Miguel Sanches, Director da Área de Carroçarias, Julius von Ingelheim, Director da Área de Recursos Humanos; António Chora, coordenador da Comissão de Trabalhadores; Dinah Julia Kamiske, Directora da Área de Finanças e António Pinto, Director da Área de Montagem Final. Ausentes na foto: Jörn Reimers, Director Geral e Carmo Jardim, Relações Públicas. Para além de três Scirocco, também um VW Eos Individual, 2.0l FSI e um Sharan BlueMotion preto, 2.0l TDi 103 kw/140 cv marcaram a forte presença portuguesa no stand da Volkswagen! O Sharan BlueMotion prevê um consumo de 6l Diesel/100Km e a redução de emissões de 177 g/km para 159 g/km. Está prevista a sua comercialização este Verão. Acompanhei o nascimento do Scirocco - O Scirocco é indiscutivelmente um reedição de sucesso do antigo Scirocco lançado em Outros tempos, outras tecnologias, outros processos de desenvolvimento mas um resultado igualmente brilhante. O frontloading efectuado pela equipa da Volkswagen Autoeuropa destacada em Wolfsburg é muitas das vezes difícil de mensurar mas, contribuiu seguramente para este sucesso, já que estivemos envolvidos desde uma fase inicial de concepção até ao início da produção em série, infl uenciando as diversas fases do projecto e tendo sempre em vista os interesses da fábrica/produção. - Nélson Pinheiro, destacado no Dep. de Engenharia Simultânea em Wolfsburg, SET-Sprecher K5, entre Abril de 2006 e Agosto de Desde que assisti à apresentação do 1º protótipo no centro de design que acreditei que o Scirocco iria ser um sucesso. Desde o desenvolvimento até ao início da produção, todo o trabalho foi muito desafi ador, pois não tínhamos margem para erros, dadas as enormes restrições de custos e o curto prazo do projecto. Olhando agora para os resulta- dos, e tendo sido o projecto grandemente afectado com a optimização de design, aplaudo a estratégia da nossa fábrica em integrar os nossos engenheiros nas fases de desenvolvimento, o que traz um produto com conceitos mais robustos e orientados para a produção. - Sérgio Russo, destacado no Dep. de Qualidade (SET Eléctrico) em Wolfsburg de Abril de 2006 a Setembro de Foi um privilégio colaborar nas diversas fases de desenvolvimento do Scirocco! Desde o seu o nascimento (Designmodell), acompanhar os primeiros passos (DKM), observar o seu crescimento (VFF), e que crescimento (PVS)!, e como vincou defi nitivamente a sua personalidade (0-Series). Está preparado para ter uma longa vida junto de todos nós (SOP)! - Luis Navalho, destacado na Volkswagen Wolfsburg (SET* A1 Cockpit e SET A6 Klimatiesierung) entre 1 de Abril 2006 e 30 de Setembro * SET: Simultaneous Engineering Teams. Equipas de Engenharia Simultânea.

6 06 KVP Cascata Estas duas páginas do jornal Autoeuropa são dedicadas ao Sistema de Produção Volkswagen: à metodologia e à descrição das ideias dos colaboradores que participam em KVP Cascata, KVP2, Poke Yoke ou em PRIS. A selecção de conteúdos é da responsabilidade do Departamento Sistema de Produção. Onda 1, passo 1 Montagem Final, Linha MPV, URQ 3.2 e 2.3 Este foi o primeiro workshop do ano 2008 que realizámos na linha do MPV. Neste workshop, a equipa combinou o estudo de duas URQ para obter uma melhor sinergia dos processos, uma vez que se tratava de duas URQ com algumas especifi cidades técnicas (ambas têm estações de plataforma, de fosso e na lateral). Começámos por analisar a situação vigente de ambas as equipas 3.2. e 2.3 (descrição detalhada do processo, carga de trabalho dos operadores, avaliação das condições ergonómicas e análise das questões logísticas). Com a junção das duas URQs no mesmo workshop, e recorrendo à metodologia KVP Cascata, a equipa conseguiu optimizar vários processos, reduzindo as movimentações dos Operadores. Racionalizou o espaço junto à linha e alterou também o balanceamento das tarefas entre os Operadores de ambas as URQ. Com estas acções de melhoria, a equipa conseguiu reduções signifi cativas de desperdício, aumentando assim o valor acrescentado, para além de uma expressiva redução dos custos logísticos. Resultados: - Aumento da Produtividade em 23,4% - Poupança total prevista: URQ 3.2 URQ 2.3 Da esq. para a dir. em pé: Pedro Cardoso (Logística), Paulo Sousa (Supervisor, Montagem Final), Daniela Jesus (estagiária, Logística), Silvia Vespeira e Silvia Rosado (moderadoras, Sistema de Produção), Luis Conceição (Operador, Montagem Final), João Ramalho (Líder de equipa, Montagem Final) Da esq. para a dir., sentados: Paulo Grilo e Ana Paiva (PAI), José Lopes (responsável do workshop Director de Produção, Montagem Final), Paulo Viola (Supervisor, Montagem Final) e Hélder Vieira (Moderador e Supervisor Montagem Final). Foram implementadas ao todo 4 Supercaixas que acompanham o carro ao longo das duas URQs de forma a reduzir os deslocamentos dos operadores para a recolha das peças: Antes Depois Março 08

7 07 KVP Cascata Supercaixa Faurecia Entra na est. 75L e sai na 75R da URQ 3.2. O operador somente necessita de ir buscar a caixa à rack e levá-la para o carro. Todas as peças que vai montar encontram-se na caixa. No fi nal repõe a caixa vazia na rack e retira outra cheia. Supercaixa Fosso Entra na est. 64F e sai na 68F da URQ 2.3. Com a utilização da supercaixa evita-se que o operador tenha que entrar e sair várias vezes do fosso. Supercaixa Lateral Esquerda e Lateral Direita A Supercaixa da lateral esquerda entra na est. 60L da URQ 2.3 e sai na est. 70L da URQ 3.2. Todos os operadores que trabalham na lateral esquerda do carro ao longo destas duas URQs utilizam as peças que se encontram na Supercaixa dentro do carro, evitando assim deslocamentos para a recolha de peças. O mesmo conceito se aplica para a lateral direita. A Supercaixa da lateral direita entra na est. 63R da URQ 2.3 e sai na est. 70R da URQ 3.2. Nas estações 63L e 63R da URQ 2.3 foram construídas racks Trilogiq para o abastecimento à linha da conduta de ar e do selector de velocidades: Antes Depois Antes Depois Com todas estas alterações logísticas (racks Trilogiq e Supercaixas) foi possível eliminar da linha ao todo 8 GLTs, 75 KLTs e 6 racks de sequenciação, e assim libertar espaço para a nova linha.

8 08 Área de Recursos Humanos Recrutamento: já temos 54 novos colegas! Para fazer frente ao volume acrescido de produção que o Scirocco vai trazer ainda durante o primeiro semestre de 2008, a equipa de Selecção e Recrutamento está em grande força a seleccionar novos membros para a equipa Volkswagen Autoeuropa! Fomos saber o que está a acontecer A 15 de Março (data de fecho da edição deste jornal), em que fase de recrutamento estamos? O processo de selecção e recrutamento é contínuo. Ou seja, em Fevereiro estaremos a realizar diariamente, e em simultâneo, todas as fases de selecção para a avaliação e identifi - cação dos candidatos mais qualifi cados para as funções de Operadores de Produção e para as vagas de Engenharia (ver caixa). Quantos colaboradores novos assinaram contrato? Em 2008, já assinaram contrato 53 novos colaboradores. E para que funções/áreas? - 27 Operadores de Produção para a Área de Carroçarias - 15 Engenheiros, que passaram pelo Programa de Qualifi cação de Jovens Engenheiros. Estão a trabalhar já em diversas Áreas: Carroçarias, Pintura, Montagem Final, Qualidade, Logística, Direcção Geral de Produção e Finanças Especialistas, para as Áreas de Carroçarias, Planeamento de Produção, Engª Industrial, Recursos Humanos e Logística. O que foi feito para recrutar estes colaboradores? Todos estes colaboradores fi zeram o processo completo de selecção. Como tal, foram bem sucedidos nas várias fases (ver caixa) Em 2008, vamos contratar mais 500 empregados: 100 na equipa (cerca de 80 são engenheiros) e 400 na linha de produção. Até 2010 vamos recrutar cerca de 2000 novos empregados. Entrevista de Jörn Reimers, Director Geral, ao Expresso, Como foi feito o recrutamento dos que já entraram? Os novos Operadores de Produção foram recomendados pelas áreas e sujeitos ao nosso processo de Selecção e Recrutamento. Para o recrutamento dos Especialistas, recorreu-se à análise de candidaturas espontâneas e à base de dados do recrutamento. Para as próximas admissões, para além de considerarmos as candidaturas espontâneas, já iremos contar igualmente com os candidatos que tenham enviado os seus curricula em resposta aos anúncios colocados na imprensa (Jornal Expresso e Sol) e também através do no nosso site na Internet. Aproveitamos para realçar a importância e o impacto do nosso Programa de Estágios que tem proporcionado a identifi cação e avaliação de estagiários aptos para admissão, após um bom desempenho na realização dos respectivos projectos nas Áreas. Quantas respostas houve? Cerca de candidaturas. Quais as habilitações preferenciais? Os novos Operadores de produção têm o ensino secundário, como habilitações escolares. Os novos Especialistas têm a sua formação académica completa nas Áreas de Engenharia (Mecânica, Automóvel, Mecatrónica, Industrial, Electrotécnica, Química e Aerospacial), Ergonomia, Matemática, Economia, Direito ou Psicologia. Para além dos requisitos académicos e técnico/profi ssionais, foi necessário avaliar o perfi l pessoal e comportamental de cada candidato. O melhor candidato a nível técnico, ou que tenha tido a melhor nota de fi nal de curso, não é necessariamente o mais qualifi cado para a nossa organização. As entrevistas são feitas por que chefias? O que é que se pretende avaliar na entrevista? As entrevistas aos Operadores são realizadas pelos Supervisores de Produção que avaliam, entre outras, as seguintes competências: interesse e motivação para a função; comunicação; tolerância à pressão (stress); identifi cação de problemas; solução de problemas; trabalho em equipa; iniciativa; orientação para a qualidade; As entrevistas dos Especialistas são realizadas pela equipa de Selecção e Recrutamento e pelos responsáveis das Áreas com vagas. Avaliam, entre outras, as seguintes dimensões: comunicação; interesse e motivação para a função; conhecimentos técnico-profi ssionais; curiosidade e vontade de aprender; planeamento e organização; capacidade de análise e de julgamento de situações críticas; espírito de equipa; liderança / infl uência de equipa; iniciativa e criatividade; orientação para a qualidade; fl exibilidade. Como são seleccionados? Os candidatos preenchem um formulário com os seus dados pessoais, académicos e profissionais ou enviam o seu Curriculum Vitae para a equipa de Selecção e Recrutamento. Depois, se o seu Curriculum apresentar os requisitos definidos para a função em aberto, serão considerados para: Operadores de Produção: - Sessão de Testes Cognitivos e de Produção (com a equipa de Selecção e Recrutamento) Entrevistas individuais (com os Supervisores de Produção da Área solicitante) - Exames Médicos Especialistas: - Entrevistas individuais (com a equipa de Selecção e Recrutamento) - Entrevistas individuais (com responsáveis das Áreas solicitantes) - Assessment Centre: prova individual e de grupo (avaliação de competências técnicas e interpessoais) - Exames Médicos Os testes para selecção de colaboradores: qual a tua opinião? Marco Augusto, 30 anos Entrou para a Engª de Processo da Área de Pintura, dia 15 de Janeiro, ao fi m de um ano no curso de formação de Novos Engenheiros. Os testes que nos fizeram foram muito práticos, com problemas do dia a dia para gerir e dar-mos soluções. Na entrevista de grupo, com candidatos que não se conheciam entre si, tivemos que saber trabalhar em equipa. No geral, foi uma boa avaliação! Filipe Gil, 26 anos, entrou para a Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas por 6 meses como estagiário. Depois passou a colaborador temporário, por mais 6 meses e a 3 de Janeiro assinou contracto para a Área de Carroçarias, Engª de Processo. Acima de tudo avaliam a capacidade de decisão e delegação de tarefas, de reacção ao imprevisto e tmabém na interacção com os colegas. Foi bastante positivo! Humberto Ratinho, 31 anos. Esteve 1,5 ano como temporário e em Janeiro entrou para a Área de Carroçarias, como Operador de soldadura manual. - Acho que os testes foram indicados. Avaliam o nosso poder de interpretação de textos. Tudo o que lá está vale a pena saber. Gostei de saber o que é preciso para trabalhar na linha com segurança. Também fui bem atendido no Centro Médico. Estou muito contente por ter entrado! Feira das Profissões na ATEC 29 de Fevereiro. Cerca de 1500 estudantes e 200 professores de 35 escolas dos distritos de Setúbal e Lisboa visitaram a feira das profi ssões na Academia de Formação ATEC, perto da Volkswagen Autoeuropa. Uma oportunidade para os alunos terem contacto com algumas profi ssões técnicas, muitas delas ligadas ao ramo automóvel: especialista de automação, robótica e controlo industrial; técnico de electrónica industrial; técnico de mecatrónica automóvel; técnico de mecânica industrial; técnico de engenharia industrial, técnico de manutenção industrial e técnico de electrónica de computadores. Março 08

9 09 Perguntas e respostas Área de Recursos Humanos /Administração Como é com o subsídio de doença? O subsídio de doença visa compensar a perda salarial dos trabalhadores em situação de baixa. Informamos os procedimentos relativos a esta situação, quer a nível nacional quer a nível da nossa fábrica. A nível nacional A nível nacional, quando um cidadão comum está doente, como obtém o subsídio de doença? O trabalhador tem de obter um atestado de incapacidade temporária (atestado médico), emitido pelo Serviço Nacional de Saúde, e entregá-lo à Segurança Social no prazo de cinco dias úteis. Quanto recebe? O subsídio corresponde a 65% do ordenado bruto médio declarado à Segurança Social nos últimos seis meses. No entanto, esta percentagem é de 70% quando a doença se prolonga além dos 90 dias e de 75% quando ultrapassa os 365 dias. A partir de quando é que a baixa lhe passa a ser paga? A Segurança Social só paga o subsídio ao quarto dia de baixa. O trabalhador só tem esta protecção se tiver descontado durante seis meses, seguidos ou interpolados. O período máximo de atribuição de subsídio é de 1095 dias para trabalhadores por conta de outrem. Na Volkswagen Autoeuropa Se eu faltar até três dias (inclusive) por motivo de doença, o que tenho que fazer? É necessário apresentares na Área de Recursos Humanos ou na Área em que trabalhas um comprovativo justifi cativo da doença, emitido pelo Centro Médico da fábrica. Recebo subsídio por esses primeiros três dias? E se forem só cinco dias? Sim. Com esse comprovativo é atribuído o pagamento a 100% por parte da Volkswagen Autoeuropa no 1º dia e 65% nos 2º e 3º dias. Excepcionalmente, o Centro Médico pode justifi car até 5 dias de ausên-cia por doença, caso seja previsível a recuperação total do colaborador neste período de tempo. Nesta situação, o pagamento do 4º e 5º dias será feito a 65% pela Volkswagen Autoeuropa, não havendo lugar a pagamento da parte da Segurança Social para os 5 dias. Mas seu não for ao Centro Médico da Volkswagen Autoeuropa? Para 3 dias de ausência, podes apresentar na Área de Recursos Humanos ou na própria Área de trabalho, um comprovativo da doença emitido por um médico particular ou mesmo da Segurança Social. Mas só este documento por si não dá direito a qualquer pagamento por parte da Volkswagen Autoeuropa. Somente permite teres a ausência de três dias justifi cada. Se entregar estes dois comprovativos, o que recebo? Recebes a 100% no 1º dia e a 35% no 2º e 3º dia, pagos pela Volkswagen Autoeuropa (ordenado bruto médio). Do 4º dia até ao 30º dia de ausência, terás 65% pagos pela Segurança Social e 35% pagos pela Volkswagen Autoeuropa. Excepção: Nas situações em que a Segurança Social pague o subsídio de doença desde o 1º dia (doença por tuberculose, internamento hospitalar e doença iniciada no período de atribuição do subsídio de maternidade, que ultrapasse este período), a Volkswagen Autoeuropa paga unicamente um complemento de 35% até ao 30º dia de ausência por doença, fi cando os restantes 65% a cargo da Segurança Social. Se for a um médico particular? Se apresentares um comprovativo emitido por um médico particular, ele é somente válido para os primeiros três dias de ausência e não dá direito a qualquer subsídio. A partir do 4º dia é obrigatório também o certifi cado de incapacidade temporária da Segurança Social. Neste caso, haverá apenas lugar ao subsídio pago por esta entidade (65%). E se eu não apresentar qualquer atestado médico para estes três dias? É considerado como faltas injustifi cadas, que podem conduzir a um procedimento disciplinar. E se eu não apresentar qualquer comprovativo médico durante todo o período? Serão consideradas faltas injustifi cadas, que podem conduzir a um procedimento disciplinar. Qual o prazo limite para eu entregar os comprovativos na Área de Recursos Humanos ou na minha Área? Assim que fi ca doente, o colaborador deve contactar o seu superior hierárquico e informá-lo. No prazo de cinco dias, terá que fazer chegar um comprovativo ao superior hierárquico ou à Área de Recursos Humanos. Falta previsível. Se souber que vou ser internado, por ex. como devo fazer? O colaborador informa o seu superior hierárquico. Assim que for possível, deverá entregar um documento comprovativo ao seu superior hierárquico ou na Área de Recursos Humanos. Só então a falta será considerada justifi cada. Falta imprevisível. Se tiver um acidente, por ex., em que não posso comunicar? Quando imprevisível, o colaborador deverá obrigatoriamente informar o seu superior hierárquico logo que possível. E também logo que possivel, deverá entregar um documento comprovativo ao seu superior hierárquico ou na Área de Recursos Humanos. Só então a falta será considerada justifi cada. aus- Em que mês de salário recebo os subsídios de doença? No mais tardar, o colaborador recebe no mês seguinte à data das ências e da entrega da documentação. Para mais esclarecimentos, contacta Os colaboradores da Área de Recursos Humanos/Administração, comummente conhecidos por Employee Relations, estão ao dispor dos colaboradores para informações relacionadas com as políticas da empresa. Elsa Basílio, ext Áreas: Pintura, Planeamento, Ambiente e Infra-estruturas; Direcção Geral de Produção; Finanças; Recursos Humanos, Novos Projectos. Paula Colaço, ext 2870 Áreas: Carroçarias, Prensas; Qualidade. Financiamento de 250 milhões Rui Espírito Santo, etc Áreas: Montagem Final, Logística Foi assinado dia 15 de Fevereiro um contrato entre a Autoeuropa, Automóveis Lda. e o Banco Europeu de Investimento (BEI). Este Banco, que desde 2001 tem concedido empréstimos à nossa empresa, veio agora fi nanciar 250 milhões no âmbito do pacote de 541 milhões de euros de investimentos que a nossa fábrica fará até O montante agora assinado em contrato, corresponde a 46% do investimento total, e está dentro do limite permitido pelo BEI para fi nanciamento, que é o de não ultrapassar 50% do investimento total. O plano de investimento para estes 250 milhões de euros prevê o apoio à concepção, desenvolvimento e lançamento de produtos na nossa fábrica e no centro de Investigação e Desenvolvimento da Volkswagen em Wolfsburg, Alemanha. Momento da assinatura do contrato de fi nanciamento. Da esqª para a dtª: Engª. Dinah Julia Kamiske, Directora da Área de Finanças da Volkswagen Autoeuropa; Dr. Carlos Costa, Vice-Presidente do Banco de Investimento Europeu e Dr. Orlando Santos, Chefe de Divisão de Tesouraria, Área de Finanças da Volkswagen Autoeuropa. Em pé, da esqª para a dtª: Dr. Luis Baptista, responsável pelas Operações de Crédito do BEI em Portugal; Eng. Jörn Reimers, Director Geral da Volkswagen Autoeuropa e Dr. Julius von Ingelheim, Director da Área de Recursos Humanos.

10 10 Área de Carroçarias 2007: URQ de Outubro e Novembro A equipa CLC1 turno A e turno B rivalizaram ao longo do ano, com três vitórias para CLC1A e duas vitórias para CLC1B, em meses diferentes. Tal como num campeonato de futebol. A equipa UBC2B levou o troféu de Novembro Duas vitórias no ano para uma equipa do Piso, é resultado de louvar! Novembro: porque venceu a URQ UBC2B? UBC2B: porque ganharam em Novembro? Esta URQ conta com 12 colaboradores que se dedicam à soldadura das longarinas da frente e das duas partes do piso do Eos. Critérios Absentismo máx.4,5% 0,8% Custos NPM Sucata Objectivo ,5 Alcançado Segurança (dias perdidos sem acidentes) 0,25 0 Produtividade (horas/carro) 0,84 0,75 Organização e limpeza (auditoria interna, máx. de não-conformidades) 7 5 Qualidade (FRC CP5. Reparações/1000 carros) 24 1 Factor penalizante (Falhas B na auditoria Body in white) 0 0,5 Área de Montagem Final A URQ do ano 2007! A Unidade Reguladora de Qualidade que melhor desempenho demonstrou ao longo dos doze meses de 2007 foi a 15 A. Trabalham numa zona com duas URQ em cada turno, que fazem o mesmo trabalho: reparações gerais nos MPV e Eos. Recebermos este prémio com esta frequência é sinónimo de que temos trabalhado. E queremos continuar em 2008 a reforçar esta onda vencedora! - realçou João Borges, Líder da Equipa do turno A. Vitor Almeida (à dtª) entrega o troféu de vidro a Paulo Tanganho líder da equipa URQ UBC2B, vencedora em Novembro de Outubro: porque venceu a URQ CLC1 A? CLC1 A: porque ganharam em Outubro? Esta URQ conta com 19 colaboradores que se dedicam à construção das portas e do capô do Eos. Critérios Absentismo máx.4,5% 0,3% Custos NPM Sucata Objectivo Alcançado Segurança (dias perdidos sem acidentes) 0,33 0 Produtividade (horas/carro) 1,39 1,17 Organização e limpeza (auditoria interna, máx. de não-conformidades) 3 1,1 Qualidade (FRC CP5. Reparações/1000 carros) 8,3 1 Factor penalizante (Falhas B na auditoria Body in white) 0 0,5 URQ 15 A: porque venceu em 2007? Destacou-se no seu bom desempenho em Absentismo, no controlo rigoroso dos seus Custos, no rigor em termos de Organização e Limpeza e Qualidade e na inexistência de acidentes de trabalho. Em termos de sucata, não foram responsabilizados por danificaram peças ao fazer reparações. Critérios Absentismo (20% de peso relativo) 6.5 % 0.91 % Custos (20% de peso relativo) Materiais, ferramentas e manutenção Sucata Objectivo Alcançado Segurança (acidentes) (10% peso relativo) 0 0 Qualidade (média de pontos de demérito atribuídos a esta URQ). 20% peso relativo Organização e Limpeza (média de Área pontos de demérito). Prensas. 15% peso relativo Tinham sido reservados 15% para a avaliação da Produtividade mas, devido às alterações ocorridas na Área, os dados existentes não permitiram incluir este indicador no cálculo. Trabalhamos juntos à muito tempo e há um bom relacionamento na equipa. E todos têm o mesmo objectivo, que é enviar os carros perfeitos para o cliente final. comentou Paulo Rosado, Líder da Equipa. Esta equipa sofreu bastante com o lançamento do Eos. Com profissionalismo conseguiram bons resultados. Agora vão ter mais um carro, o Scirocco pela frente e conto ainda mais com essa vossa concentração na Qualidade e amor à camisola. - elogiou António Pinto, Director da Área. As maiores ocorrências no Audit interno têm a ver com as portas. Alcançar bons resultados com a soldadura, a dobragem, a superfície é uma luta diária para esta equipa e para a empresa. Mas o esforço contínuo é a única maneira de sobrevivermos à grande pressão das fábricas concorrentes, com bons resultados de qualidade e custos gerais. - Vitor Almeida, Superintendente de Produção. Legenda de quadro: A verde: dentro dos objectivos ou objectivos superados A vermelho: abaixo dos objectivos Cada um dos colaboradores desta URQ recebeu um voucher Sonae Sierra no valor de 125 euros. Da esqª para a dtª: Paulo Rosado, Paulo Lopes, Pedro Freitas, Augusto Lopes, António Rocha, Pedro Almada, Rui Narigueta, Pedro Antunes, Pedro Gonçalves, Jorge Oliveira, António Joaquim, Julio Joaquim, Paulo Silva, Julio Matos, Sérgio Martins, Henrique Pimenta, João Marques, e Artur Vitorino. Ausentes: Pedro Roque, Luis Marques e José Silva. Março 08

11 11 O meu trabalho 10 Bobines e peças sobressalentes José Pires, trabalha no Departamento Cadeia de Fornecimentos da Divisão de Logística, como um dos Especialistas responsáveis pela matéria-prima: as bobines de aço e platinas dos MPV, Eos e Scirocco. Coordena também o envio das peças de serviço/sobressalentes (PSO/ Service Parts) para todos os mercados. Nesta secção, trabalham três colegas. -Faço o planeamento a seis meses do consumo de bobines de aço e actualizo mensalmente de acordo com as necessidades da fábrica. Acompanho o fl uxo das bobines desde os fornecedores até o armazém da Palmetal, no Parque Industrial. Actualmente, temos seis fornecedores de bobines de aço. Em relação às peças sobressalentes, elas seguem daqui para reposição de stocks nos armazéns logísticos da Volkswagen. De lá, são enviadas para os concessionários e ofi cinas, que as substituem nos carros dos clientes. São-nos encomendadas pelos centros logísticos de armazenamento da Volkswagen em Kassel, Alemanha; da Seat em Barcelona, Espanha e ainda da Ford, em Colónia, Alemanha e em Daventry, Reino Unido. Também são encomendadas pelos Centros de Preparação de Veículos (V.P.C.) do mercado NAR (North American Region) e do Japão. O processo é o seguinte: recebemos os pedidos de peças sobressalentes e requisitamo-las às nossas Áreas de produção. Depois de estampadas e soldadas, são enviadas para dois parceiros de negócio em Portugal - a Salvador Coating, no Carregado e a VN Automóveis Lda., em Vendas Novas-, onde recebem o banho de Primário (Ecoating) e são embaladas em contentores. Seguem depois para os centros logísticos. Alinhamento de vidros e flaps Renato Alves, trabalha como Operador na Área de Montagem Final, na URQ F1, Eos. Faço o alinhamento dos quatro vidros e também o dos fl aps do tecto de abrir. Utilizo duas chaves especiais para o alinhamento. São chaves sextavadas com uma ponteira TX25. No caso dos vidros, trabalho dentro do carro, e um colega da parte de fora vai-me dando instruções. Se precisa de mais aperto, se de menos. Para os fl aps, desapertamos porcas e alinhamo-los em relação ao VDKD, o nome que se dá ao sistema da capota do Eos. Para que tudo fi que bem certinho, utilizamos uma galga com as medidas correctas para nos guiarmos. Reparador no Body Mecânico Mário Pinheiro, pertence à Área de Carroçarias mas trabalha na zona de reparações da nave de Montagem Final, a que costumam chamar de Body Mecânico. Somos dois colegas Reparadores aqui e um na linha. Soldo ou coloco porcas, brackets ou pernos (studs) em falta nas carroçarias do Eos ou do MPV. Por vezes substituo as que estão danifi cadas, que já vêm identifi cadas nas cartas viajeiras. Soldo cordões de solda que fi caram incompletos. Apoiamos os colegas da linha quando, por exemplo, temos que substituir roscas moídas. Aqui temos várias máquinas. Pistolas de soldadura semi automáticas para MIG MAG, máquinas de soldar studs, etc. O que está mal e pode melhorar Ao acaso, pedimos a colaboradores de várias Áreas que pensassem em algo que, a seu ver, gostam na fábrica, e também o que pensam que deveria melhorar. Os depoimentos são anónimos e pretendem ser quer um contributo à melhoria da comunicação interna quer um potencial instrumento de decisão para as chefias. Sempre que possível, procuramos dar uma resposta às situações colocadas. O que está mal, e deverá melhorar? - As voltas enormes que os autocarros dão. Os percursos são tão demorados! Saio no autocarro às 4.05h da tarde e chego ás 5h a Fernão Ferro, que fi ca a 12 km da fábrica... Proponho por exemplo que seja a rota de Sesimbra que passa pela Quinta do Conde a fazer este trabalho. - Operador da Área de Montagem Final. - Actualmente, temos consciência de que algumas das rotas ofi ciais necessitam de ser ajustadas, quer quanto ao seu percurso quer no que respeita a sua duração. Assim, vamos iniciar um estudo exaustivo de forma a providenciar a alterações necessárias e convenientes. Adélia Felício, Chefe da Divisão de Administração, Relações Laborais e Serviços na Área de Recursos Humanos Os extractores de fumos continuam a não estar bem. Já repararam os de chão, aqui das estações do Eos, mas os extractores gerais da zona continuam com os fi ltros obstruídos e a funcionar mal. - Operador da Área de Carroçarias. - Neste momento estamos a trabalhar em duas frentes: - Insuflação: está em projecto o reposicionamento de alguns insufl adores, nomeadamente os existentes antes da montagem das novas linhas. Desta forma optimizaremos os fl uxos de ar e assim conseguimos uma optimização da extracção geral do edifício. - A extracção localizada: está também a ser feita uma análise das estações de soldadura, para identifi car as mais críticas e procedermos a melhorias nas extracções localizadas. - Pedro Lourenço, Chefe de Divisão de Infraestruturas, da Área de Planeamento, Ambiente e Infra-estruturas. O que está bem - Os transportes, o refeitório, as boas condições de trabalho. As coisas está asseadas e organizadas. Operador da Área de Montagem Final. A estabilidade. Estou aqui há 14 anos e sinto que o meu trabalho é seguro. Praticamente tudo o que eu e a minha família temos é graças à Autoeuropa. Operador da Área de Carroçarias. - Existe agora uma maior preocupação com a ergonomia. Desde o velhinho Underbody I do MPV que houve muitas alterações para melhor. Operador da Área de Carroçarias. O que é importante saber sobre A matéria prima dos nossos carros Temos cerca de 293 referências de aço diferentes para produzir as carroçarias dos três modelos ( para a produção em série e para a produção de algumas peças específi cas para serviço/sobressalentes). Actualmente, temos seis fornecedores de bobines de aço: na Alemanha, Holanda, França e Espanha. No armazém da Palmetal, os fornecedores têm uma média de 680 bobines de aço para os 3 modelos. Ou seja cerca de 9 mil toneladas. Esta matéria-prima só é nossa quando dá entrada na Área de Prensas.

12 Prata da casa Senhoras e senhores, o duo musical Tozé Pratas e Dina Teresa! Ele é Prata(s) cá na casa António José Aleixo, 32 anos, é mais conhecido pelo nome artístico: Tó Zé Pratas. Entrou em 1995 e é técnico de Manutenção na Área de Montagem Final. Faço a gestão do stock das peças dos vários equipamentos, desde robôs a manipuladores. São cerca de 30 mil referências diferentes. Controlo o budget do Departamento de Manutenção, faço as Requisições de Compra aos fornecedores. É um traba lho muito completo. E é prata lá fora -Há 25 anos- sim, vinte e cinco!- comecei a cantar em bares e restaurantes na zona do Alentejo. Música tradicional portuguesa, Rui Veloso, Carlos Paiões E nunca mais parei. Hoje toco órgão, sintetizador e acórdeon e canto de tudo, inclusive em inglês! Praticamente só toco música para dançar: brasileira, pop inglesa, ritmos latinos e africanos. E actuo por todo o país. Vou a festas de casamento, arraiais, clubes. Tenho meia dúzia de empresários a contactarem-me para as suas listas de clientes! E não pára. Vai à sexta à noite e regressa domingos às tantas. O que lhe vale neste stress é que vai com a sua mulher, a Dina Teresa, com quem está casado há doze anos e que o acompanha em duo. O que eu sinto em cima do palco é maravilhoso. Gosto de ver a alegria das pessoas e perceber que se estão a divertir. È sempre muito animado!. O Tó Zé vive no Carvalhal, Grândola e já sabe até quais os tipos de música preferidos nas várias regiões de Portugal! -No Alentejo gostam de música pimba, e não muito kizomba. Quando vou ao norte, sei que o forró brasileiro vai ser um sucesso. No Algarve, se eu passar só kizomba fi cam satisfeitos. Aqui no centro, posso tocar de tudo que o pessoal anima sempre! Este ano, com os 25 anos de palco, comemora as suas bodas de prata, o que até condiz com o seu apelido. E, claro, já está a pensar fazer uma festa de arromba! Os colegas vão ser convidados, claro! O preço base da actuação do Duo ToZé Dina é de 250 euros e, depois, depende da festa. Os preços variam entre os 250 e os 1700 euros Quem quiser animação numa festa basta telefonar para TM Consulta as datas da sua tournée em dina_teresa ouhttp://duomusicaltozedina.no.comunicades.net/ Desenhos sobre a fábrica Como os teus filhos vêem o teu trabalho! Conta ao teu fi lho/fi lha como é o teu trabalho aqui na fábrica e pede-lhe para ele fazer um desenho! Tira uma foto com ele, junta-a ao desenho e envia-a ou entrega a Isabel Carimbo, Área de Recursos Humanos. Edif. 10, 1º andar. Verás o desenho e a foto do teu fi lho publicada no jornal Autoeuropa. Uma recordação! Expliquei-lhe que planeio as peças que vão ser prensadas na Tap 5 e 6 num sistema informático chamado Press II. Disse-lhe que algumas das peças que se produzem com mais sucesso são a PA 391, um reforço do MPV, e a PA F05, um painel.expliquei-lhe o que é uma prensa e mostrei-lhe fotos de um Sharan e de um Eos! E a Beatriz Coelho fez um desenho fantástico, e até desenhou o pai ao computador, em perspectiva! Ela tem 10 anos e é fi lha de José António Coelho, da Área de Prensas/Planeamento. Autoeuropeus de gema Frases filosóficas (colegas) Quando se dirige a alguém: - Jovem... Quando alguém lhe está a explicar alguma coisa, ele acrescenta - Vai daí... Quando alguém diz que vai ter difi culdades com algo, ele responde - Se fosse fácil fazia eu! Para assinar folhas de férias, nunca hesita e diz: -Também para aquilo que fazes -Vamos mas é tomar um café! Participa no concurso de fotografia Este é o nosso MPV/Eos O resto é paisagem! Esta é a fotografi a vencedora da edição do jornal nº 122, Março de Um Eos em Porto Covo, Alentejo. Foi tirada por Fernando Carvalho, da Área de Qualidade. Para levantar o prémio, deve contactar a Srª Ana Rita Ramos directamente no implante da Agência TQ3Star, junto ao Maingate, ou pelo telefone ou ana. Nome: José Gama Teixeira Idade: 50 Função: Director de Produção da Área de Pintura Carro que guia actualmente: VW Sharan. Um carro de sonho é: Um que tenha Classe de Qualidade 1.1 no Audit. Nasceu em: Lisboa Reside em: Lisboa Signo: Balança Agregado familiar: Cidalina (49), Guilherme (19) e Alexandre (13). O que anda a ler: Assim falou Zaratustra e 1808, vou alternando, conforme a disposição. Receita preferida: Cozido à Portuguesa, bacalhau com todos, mão de vaca com feijão branco Enfi m, tudo o que seja subtil, ligeiro e requintado. Grande paixão: a minha família. Dia perfeito: Boa companhia, boa mesa, campo ou mar à disposição E não ter de me levantar cedo no dia seguinte. Desporto praticado: Autoeuropa, de manhã à noite. Clube favorito: Benfi ca O que lhe traz calma: O nascer ou o pôr-do-sol, de preferência com vista para o mar. O que lhe faz perder as estribeiras: Hipocrisia. Virtude que mais aprecia: Honestidade. Pior hábito (ou defeito): Defeito?... O que é isso? Música que prefere: Jacques Brel, Pedro Barroso, Zeca Afonso, os Queen Também devia dizer música clássica, mas era uma mentira muito grande! Filme da sua vida: Voando sobre um ninho de Cucos. Arte, o que o fascina: Todo o período do Renascimento é fabuloso. Actriz e actor preferidos: Jack Nicholson, Dustin Hoffman, Julia Roberts e Jennifer Lopez. Na vida real, admira: Grandes criadores, que nos deixaram algo de útil, mas em quem normalmente não pensamos (Bell, Gutenberg, Edison ). Locais de sonho: Polinésia, Patagónia, Parques naturais americanos O que fazia se saísse o euromilhões: Viajava e fruía a vida. Patrocinador: Fornecedor do serviço de restauração da Volkswagen Autoeuropa

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Plurifundos da Região Autónoma da Madeira (POPRAM

Leia mais

Caderno Sistemas Totobola II

Caderno Sistemas Totobola II J rnal 1X2 1X2 INTERNET - http://www.jornal1x2.com SEMANÁRIO DO APOSTADOR Director: Joaquim Rosa da Silva Director-adjunto: Rui Santos ANO XXXIV - EDIÇÃO ESPECIAL Caderno Sistemas Totobola II Condicionados

Leia mais

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS questionários de avaliação da satisfação creche CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS 2ª edição (revista) UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Governo da República Portuguesa SEGURANÇA SOCIAL INSTITUTO DA

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

PHC Recursos Humanos CS

PHC Recursos Humanos CS PHCRecursos Humanos CS DESCRITIVO Optimize a selecção e recrutamento, proceda à correcta descrição de funções, execute as avaliações de desempenho e avalie as acções de formação. PHC Recursos Humanos CS

Leia mais

VOLUNTARIADO !!!!! O Festival. Guia de Inscrição. Perfis. Requisitos. Áreas de Ação

VOLUNTARIADO !!!!! O Festival. Guia de Inscrição. Perfis. Requisitos. Áreas de Ação VOLUNTARIADO Guia de Inscrição Perfis Sentido de Responsabilidade Capacidade de Comunicação Paciente Amável Sentido Prático Capacidade de Comunicação Versátil Motivado Mentalidade Prática Dinamico Desembaraçado

Leia mais

intra Perfil do Gestor

intra Perfil do Gestor Perfil do Gestor 35 Entrevista Dinah J. Kamiske, Autoeuropa A internacionalização economia obriga as empresas a tornarem-se mais competitivas. Entrevista de José Branco Dados publicados recentemente prevêem

Leia mais

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Criada em Setembro de 2005 em Sacavém, a Explicolândia Centros de Estudo tem sido ao longo dos anos, uma

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

REGRAS. 1 - Introdução. 2 - Nº de jogadores e objectivo do jogo. 3 - Peças do jogo

REGRAS. 1 - Introdução. 2 - Nº de jogadores e objectivo do jogo. 3 - Peças do jogo REGRAS 1 - Introdução Este jogo tem como principal objectivo demonstrar como poderemos utilizar o nosso carro de uma forma mais responsável face ao ambiente, através da partilha do nosso meio de transporte

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ)

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) INTEGRAÇÃO PROFISSIONAL DE TÉCNICOS SUPERIORES BACHARÉIS, LICENCIADOS E MESTRES CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) GUIA DE CURSO ÍNDICE 1 - Objectivo do curso 2 - Destinatários 3 - Pré-requisitos

Leia mais

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes.

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Descritivo completo PHC dfront A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Benefícios Aumento da qualidade e eficiência

Leia mais

Consulta de recibos de vencimento de forma simples e rápida; Automatização de. Introdução de faltas, horas extraordinárias e movimentos variáveis;

Consulta de recibos de vencimento de forma simples e rápida; Automatização de. Introdução de faltas, horas extraordinárias e movimentos variáveis; Descritivo completo PHC dpessoal O Portal do funcionário que simplifica a gestão dos seus assuntos relacionados com a área dos recursos humanos e que agiliza os processos administrativos dos departamentos

Leia mais

ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS (Centro de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências)

ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS (Centro de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências) ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS (Centro de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências) APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Educação (PRODEP III) Objectivos: Reduzir

Leia mais

3 - Seleccionar e responder a Anúncios de Emprego ou redigir uma Carta de Candidatura Espontânea.

3 - Seleccionar e responder a Anúncios de Emprego ou redigir uma Carta de Candidatura Espontânea. Mercado de Emprego Etapas a Percorrer 1 - Estabelecer o Perfil Profissional Fazer a avaliação de si mesmo: - Competências - Gostos - Interesses Elaboração de uma lista do tipo de empregos que correspondem

Leia mais

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES Inovação EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES DOSSIER 13 JORGE LIZARDO NEVES O futuro é sem dúvida eléctrico Vem aí a Era de motores menos poluentes e mais eficientes. Quem o diz é o Jorge Lizardo Neves,

Leia mais

Resultados de Inquérito de Satisfação

Resultados de Inquérito de Satisfação Flaviense na Ilha da Madeira. Joao Feijao, Lisboa Ricardo Domingues. Matosinhos Elementar Vector unip. Lda, Matosinhos José Velosa, Madeira JPM - Cabanas - Palmela Pedro Oliveira, sintra Marisa, Moita

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 5

Transcrição de Entrevista nº 5 Transcrição de Entrevista nº 5 E Entrevistador E5 Entrevistado 5 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica e Telecomunicações E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade.

Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade. Descritivo completo PHC dcrm Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade. Benefícios Acesso aos contactos

Leia mais

Quatro gestores e um engenheiro

Quatro gestores e um engenheiro Tiragem: 26368 Pág: VIII Área: 26,85 x 36,48 cm² ID: 30707498 22-06-2010 Universidades Âmbito: Economia, Negócios e. Corte: 1 de 2 PRÉMIOS Foto cedida Os cinco finalistas do Prémio Primus Inter Pares,

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS 4 de Maio a 12 de Outubro Índice 1. Denominação 2. Objectivos 3. Destinatários 4. Avaliação 5. Conteúdo Programático 6. Programa indicativo

Leia mais

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT Desde já, agradecemos a sua participação nesta nova etapa do Projecto de Tutoria a Estudantes ERASMUS versão OUT. Com este inquérito, pretendemos

Leia mais

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 -

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Contos Tod@s Contamos Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Nota Introdutória O livro Contos - Tod@s Contamos é a compilação de quatro contos sobre a Igualdade de Género realizados por dezasseis

Leia mais

Caso Armazéns Global

Caso Armazéns Global Fonte: Google imagens Caso Armazéns Global Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Discentes: Ivo Vieira nº 080127020 Nuno Carreira nº 080127009 João Franco nº 080127034 Edgar

Leia mais

PHC dfront. A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes

PHC dfront. A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes PHC dfront DESCRITIVO O módulo PHC dfront permite, não só a introdução das encomendas directamente no próprio sistema, bem como a consulta, pelo cliente, de toda a informação financeira que lhe diz respeito.

Leia mais

Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas

Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas Em primeiro lugar gostaria de expressar o meu agradecimento

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO. Recrutamento de três (3) Engenheiros para Projecto de desenvolvimento do sistema de abastecimento de água na Ilha de Santiago

ANÚNCIO DE CONCURSO. Recrutamento de três (3) Engenheiros para Projecto de desenvolvimento do sistema de abastecimento de água na Ilha de Santiago ANÚNCIO DE CONCURSO Recrutamento de três (3) Engenheiros para Projecto de desenvolvimento do sistema de abastecimento de água na Ilha de Santiago O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção

Leia mais

PHC Recursos Humanos CS

PHC Recursos Humanos CS PHC Recursos Humanos CS A gestão total dos Recursos Humanos A solução que permite a optimização da selecção e recrutamento, a correcta descrição de funções, a execução das avaliações de desempenho e a

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017)

Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017) Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017) Português B 澳 門 四 高 校 聯 合 入 學 考 試 ( 語 言 科 及 數 學 科 )2017 Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às

Leia mais

NO ÂMBITO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

NO ÂMBITO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE INTRODUÇÃO Página: / Revisão:0 MANUAL DE FUNÇÕES NO ÂMBITO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE XZ Consultores Direção INTRODUÇÃO Página: / Revisão:0 ÍNDICE CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO 1 Mapa de Controlo das Alterações

Leia mais

14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA. [Escrever o subtítulo do documento] Bruna

14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA. [Escrever o subtítulo do documento] Bruna 14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA [Escrever o subtítulo do documento] Bruna Autobiografia O meu nome é Maria João, tenho 38 anos e sou natural da Nazaré, onde vivi até há sete anos atrás, sensivelmente.

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 22

Transcrição de Entrevista n º 22 Transcrição de Entrevista n º 22 E Entrevistador E22 Entrevistado 22 Sexo Masculino Idade 50 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica E - Acredita que a educação de uma criança é diferente perante

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade PHC dcrm DESCRITIVO O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Correio(s) electrónico(s) Miguel Pedro Mendes d Araújo Morada(s) Rua António Gustavo Moreira, n.º 35 Hab. 2.5 4400-660 Vila

Leia mais

http://www.construir.pt/2015/04/14/arquitecto-nuno-teotonio-pereira-recebe-premiouniversidade-de-lisboa/

http://www.construir.pt/2015/04/14/arquitecto-nuno-teotonio-pereira-recebe-premiouniversidade-de-lisboa/ Construir.pt ID: 58821467 15-04-2015 Visitas diárias: 532 Âmbito: Outros Assuntos OCS: Construir.pt Arquitecto Nuno Teotónio Pereira recebe Prémio Universidade de Lisboa http://www.construir.pt/2015/04/14/arquitecto-nuno-teotonio-pereira-recebe-premiouniversidade-de-lisboa/

Leia mais

PHC dpessoal. ππ Gestão de Funcionários. ππ Registo de faltas e horas

PHC dpessoal. ππ Gestão de Funcionários. ππ Registo de faltas e horas PHC dpessoal DESCRITIVO Com o PHC dpessoal o funcionário tem acesso a visualizar e a introduzir diversos dados relacionados com as suas faltas, férias, despesas ou outros assuntos relativos ao Departamento

Leia mais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S C T e S P Cursos Técnicos Superiores Profissionais GESTÃO ADMINISTRATIVA DE RECURSOS HUMANOS GESTÃO COMERCIAL E DE MARKETING ORGANIZAÇÃO

Leia mais

No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada!

No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada! No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada! Hoje já não me dou conta mas foi assim era uma nova escola, novos colegas, novos desafios e, para desafio, tinha de estar cheia de

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

Visitas Guiadas ao Complexo Mineiro de S. Domingos

Visitas Guiadas ao Complexo Mineiro de S. Domingos Visitas Guiadas ao Complexo Mineiro de S. Domingos Definição de condições e preços A Fundação Serrão Martins (FSM) proporciona visitas guiadas ao complexo mineiro, sujeitas a marcação prévia e à disponibilidade

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Transcrição da Teleconferência de Resultados do 2T14 Q&A SULAMÉRICA

Transcrição da Teleconferência de Resultados do 2T14 Q&A SULAMÉRICA Transcrição da Teleconferência de Resultados do 2T14 Q&A SULAMÉRICA Vamos agora iniciar a sessão de perguntas e repostas. Nossa primeira pergunta vem do Senhor do Bradesco. Por favor, você pode ir em frente.,

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Pós-Graduação em. MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA

Pós-Graduação em. MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA BSUPERIOR DE GESTÃO INSTITUTO Pós-Graduação em MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros 2005 2006 Associação Portuguesa de Bancos INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO B ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF

Leia mais

A gestão completa dos seus recursos humanos

A gestão completa dos seus recursos humanos PHC Recursos Humanos CS DESCRITIVO Optimize a selecção e recrutamento, proceda à correcta descrição de funções, execute as avaliações de desempenho e avalie as acções de formação. PHC Recursos Humanos

Leia mais

Capítulo 9 Emprego. 9.1 Introdução

Capítulo 9 Emprego. 9.1 Introdução Capítulo 9 Emprego 9.1 Introdução Hoje em dia, as redes sociais são as grandes responsáveis pelas contratações de emprego. Muitos dos responsáveis por recrutamento e recursos humanos das empresas avaliam

Leia mais

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros Certified Quality System in compliance with the standard UNI EN ISO 9001:2000. Certificate n SQ.41823. Pixel Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros CURSOS INDIVIDUAIS PARA ESTRANGEIROS

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO Concurso externo de Ingresso para preenchimento de um posto de trabalho na categoria de Técnico de Informática do Grau 1, Nível 1, da carreira

Leia mais

CAPÍTULO IV Apresentação, interpretação e análise de dados

CAPÍTULO IV Apresentação, interpretação e análise de dados CAPÍTULO IV Apresentação, interpretação e análise de dados Introdução Tendo explicado e descrito os instrumentos e procedimentos metodológicos utilizados para a realização deste estudo, neste capítulo,

Leia mais

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO A noção de Empreendedorismo, como uma competência transversal fundamental para o desenvolvimento humano, social e económico, tem vindo a ser reconhecida

Leia mais

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça?

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Caro amigo (a) Se sua empresa está sofrendo com a falta de clientes dispostos a comprar os

Leia mais

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente Joaquim Pedro Valente de Almeida Com quality media press para LA VANGUARDIA www.dva.pt (en construcción) Ver http://www.afia-afia.pt/assoc13.htm

Leia mais

CENTRAL DE COMPRAS PORTUGAL MAIS

CENTRAL DE COMPRAS PORTUGAL MAIS CENTRAL DE COMPRAS PORTUGAL MAIS APRESENTAÇÃO PARCEIROS: Introdução Preparámos-lhe esta apresentação porque acreditamos que são importantes para si e para a sua Entidade os seguintes princípios: OPORTUNIDADE

Leia mais

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT Desde já, agradecemos a sua participação nesta nova etapa do Projecto de Tutoria a Estudantes ERASMUS versão OUT. Com este inquérito, pretendemos

Leia mais

Técnicas de Procura de Emprego UNIVA. Técnicas de Procura de Emprego

Técnicas de Procura de Emprego UNIVA. Técnicas de Procura de Emprego Técnicas de Procura de Emprego Objectivos Conhecer as fontes de emprego; Aprender a elaborar a documentação para uma candidatura; Aprender a preparar-se para uma entrevista de emprego. Começar Balanço

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Deliberação 1/PUB/2008

Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Deliberação 1/PUB/2008 Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social Deliberação 1/PUB/2008 Queixa de Joana Leal contra o jornal Diário de Notícias e a SIC, a propósito de uma notícia sobre o modelo Scirocco

Leia mais

Genialidade, Fernando Pessoa

Genialidade, Fernando Pessoa Um homem de génio é produzido por um conjunto complexo de circunstâncias, começando pelas hereditárias, passando pelas do ambiente e acabando em episódios mínimos de sorte. Genialidade, Fernando Pessoa

Leia mais

Explique o que o atrai na empresa, na função, no setor. Aproveite para mostrar entusiasmo. Não se prolongue

Explique o que o atrai na empresa, na função, no setor. Aproveite para mostrar entusiasmo. Não se prolongue Cartas de apresentação Juntamente com o CV, a carta de apresentação é um dos primeiros elementos que a empresa à qual se candidata tem sobre si. Saiba como elaborar uma carta de apresentação e veja um

Leia mais

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE PARA ATRIBUIÇÃO DA MARCA EUR-ACE

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE PARA ATRIBUIÇÃO DA MARCA EUR-ACE SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE PARA ATRIBUIÇÃO DA MARCA EUR-ACE REGULAMENTO DA BOLSA DE AVALIADORES Preâmbulo O processo de avaliação de cursos de Engenharia foi iniciado em Portugal, de forma pioneira,

Leia mais

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Análise da Michael Page sobre Recursos Humanos 27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Manter a motivação das equipas é o principal desafio das empresas portuguesas, sendo apontado por 42%

Leia mais

Business Angels Obter investimento por Business Angels.

Business Angels Obter investimento por Business Angels. Business Angels Obter investimento por Business Angels. Paulo Andrez Pres. Clube de Business Angels Cascais Membro da Direcção da Federação Nacional de Associações de Business Angels e da EBAN Coordenador

Leia mais

Protocolo da Entrevista a Maria

Protocolo da Entrevista a Maria Protocolo da Entrevista a Maria 1 O que lhe vou pedir é que me conte o que é que aconteceu de importante desde que acabou o curso até agora. Eu... ah!... em 94 fui fazer um estágio, que faz parte do segundo

Leia mais

Midas. Toque de. [entrevista]

Midas. Toque de. [entrevista] [entrevista] Toque de Midas Tem 29 anos, nasceu no Porto e é apostador profissional. Pelo menos, para o Estado inglês onde está colectado, porque para as finanças nacionais não passa de um indivíduo com

Leia mais

PHC dsuporte Externo. ππ Aumentar a satisfação dos seus clientes. ππ Aumentar a velocidade de resposta dos pedidos

PHC dsuporte Externo. ππ Aumentar a satisfação dos seus clientes. ππ Aumentar a velocidade de resposta dos pedidos PHC dsuporte Externo DESCRITIVO O módulo PHC dsuporte Externo permite prestar assistência técnica pós-venda, aumentar de forma significativa a eficiência e a qualidade do serviço, o que resulta na maior

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Ir mais longe até onde for o futuro!

Ir mais longe até onde for o futuro! Ir mais longe até onde for o futuro! DOSSIER DE IMPRENSA 2010 Luís Simões A Luís Simões (LS) é composta por 10 empresas juridicamente autónomas e agrupadas em 3 unidades de negócio: transporte, logística

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA OS NINHOS DE EMPRESAS DO PORTO

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA OS NINHOS DE EMPRESAS DO PORTO REGULAMENTO DO CONCURSO PARA OS NINHOS DE EMPRESAS DO PORTO 1 ÂMBITO DO CONCURSO 1.1 O concurso é público e destina-se à ocupação dos gabinetes dos Ninhos de Empresas do Porto e de Lisboa. 1.2 Podem candidatar-se

Leia mais

12 ANOS CONSECUTIVOS DE LIDERANÇA RENAULT AINDA MAIS LÍDER DO MERCADO PORTUGUÊS

12 ANOS CONSECUTIVOS DE LIDERANÇA RENAULT AINDA MAIS LÍDER DO MERCADO PORTUGUÊS COMUNICADO DE IMPRENSA 15 de Janeiro 2009 12 ANOS CONSECUTIVOS DE LIDERANÇA RENAULT AINDA MAIS LÍDER DO MERCADO PORTUGUÊS Com uma quota de mercado de 11,9% (Veículos de Passageiros + Comerciais Ligeiros)

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas)

IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas) IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas) APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Emprego,

Leia mais

Precisa-se Eng para quinta em Beja

Precisa-se Eng para quinta em Beja DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal ABRIL 2014 Ofertas de emprego Precisa-se Eng para quinta em Beja Precisa-se Eng. Para gestão de quinta produção de melão couves e outros

Leia mais

Técnicas de fecho de vendas

Técnicas de fecho de vendas Técnicas de fecho de vendas Índice Estratégias para a conversão de prospectos em clientes... 3 Algumas estratégias e técnicas de fecho de vendas... 4 Recolha de objecções... 4 Dar e depois 5rar o rebuçado

Leia mais

especiais por ano, garantindo a máxima capacidade de transporte para jogos de futebol, concertos e outras celebrações de massas.

especiais por ano, garantindo a máxima capacidade de transporte para jogos de futebol, concertos e outras celebrações de massas. O Metro do Porto O Metro é um sistema de transportes públicos da Área Metropolitana do Porto e combina uma rede ferroviária subterrânea, no centro da cidade, com linhas à superfície em meio urbano e diversos

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003 Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 1 SISTEMÁTICA DE AUDITORIA - 1 1 - Início da 4 - Execução da 2 - Condução da revisão dos documentos

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 1 2 EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 3 4 TÍTULO: Empreendedorismo jovem - metodologia

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal agosto 2015

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal agosto 2015 DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal agosto 2015 Ofertas de emprego em Beja Anúncio: A Visatempo, Empresa de Gestão de Recursos Humanos e Trabalho Temporário Recruta SERVENTES

Leia mais

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Modelo operacional Qual é o modelo organizacional do PDS? Trabalhamos bastante para chegar ao modelo organizacional certo para o PDS. E aplicamos

Leia mais

Escolher um programa de cuidados infantis

Escolher um programa de cuidados infantis Escolher um programa de cuidados infantis A escolha de um programa de cuidados infantis é uma opção muito pessoal para cada família. O melhor programa é aquele que mais tem a ver com a personalidade, gostos,

Leia mais

PHC Frota CS. Controle todos os custos e utilizadores da frota

PHC Frota CS. Controle todos os custos e utilizadores da frota PHCFrota CS DESCRITIVO O módulo PHC Frota contém ferramentas para o controlo total sobre os custos da frota, manutenção e estado da mesma. PHC Frota CS Controle todos os custos e utilizadores da frota

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 13 Discurso na solenidade de abertura

Leia mais

Futebol Hugo Daniel Sousa ID: 59837453 23-06-2015

Futebol Hugo Daniel Sousa ID: 59837453 23-06-2015 ID: 59837453 23-06-2015 Tiragem: 33425 Mourinho, os treinadores e os destreinadores Pág: 40 Área: 25,70 x 30,09 cm² Corte: 1 de 2 Técnico do Chelsea esteve em Portugal para apresentar uma pós-graduação

Leia mais

24 Março 2013 FAZEMOS CRESCER OS NEGÓCIOS, DESENVOLVENDO AS PESSOAS

24 Março 2013 FAZEMOS CRESCER OS NEGÓCIOS, DESENVOLVENDO AS PESSOAS 23 24 Março 2013 Assustador, tenho 46 anos sou empresário desde os 20 anos e após esta acção, ponho em questão o que faço, como devo fazer. Ou seja, aprendi a conduzir com o pára-brisas limpo e assim vou

Leia mais

Não deixe de nos contactar ou de nos visitar

Não deixe de nos contactar ou de nos visitar www.microcredito.com.pt ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DIREITO AO CRÉDITO Partilhe as suas esperanças e sonhos. Outras pessoas podem ajudá-lo a torná-las realidade (Autor desconhecido) Não deixe de nos contactar

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Área Cultura, Língua e Comunicação; UFCD CLC_5 - Cultura, Comunicação e Média. Reflexão

Área Cultura, Língua e Comunicação; UFCD CLC_5 - Cultura, Comunicação e Média. Reflexão Área Cultura, Língua e Comunicação; UFCD CLC_5 - Cultura, Comunicação e Média Reflexão As Tecnologias de Informação e Comunicação na minha Vida Pessoal e Profissional A quando do meu nascimento, no dia

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013 Healthcare Human Resources & Life Sciences Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt Human Resources Estudo de Remuneração 2013 Apresentamos-lhe os Estudos

Leia mais

Human Resources Human Resources. Estudos de Remuneração 2012

Human Resources Human Resources. Estudos de Remuneração 2012 Human Resources Human Resources Estudos de Remuneração 2012 3 Michael Page Page 4 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2012, realizados pela Michael Page. O objectivo dos nossos Estudos de Remuneração

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais