I GESTÃO PÚBLICA COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COMUNICAÇÂO A SERVIÇO DO CIDADÃO. 1) Governo Eletrônico e Modernização da Gestão...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "I GESTÃO PÚBLICA COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COMUNICAÇÂO A SERVIÇO DO CIDADÃO. 1) Governo Eletrônico e Modernização da Gestão..."

Transcrição

1 I GESTÃO PÚBLICA COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COMUNICAÇÂO A SERVIÇO DO CIDADÃO 1) Governo Eletrônico e Modernização da Gestão ) Gestão Governamental 1.2) Administração 1.3) Área Financeira 1.4) Desenvolvimento Econômico 1.5) Saúde 1.6) Educação 1.7) Segurança Pública 1.8) Social 1.9) Agricultura, Pecuária e Pesca 1.10) Habitação 1.11) Turismo 1.12) Cultura 1.13) Ciência e Tecnologia 2) Estado Digital ) Infovia.rj. 2.2) Corredores Digitais 2.3) Municípios Digitais 3) Inclusão Digital ) Centros de Internet Comunitária 3.2) Distribuição do Software LIVRE.RJ 3.3) Utilização das Funcionalidades da TV Digital 4) Fomento ao Setor de Tecnologia da Informação ) Inova Software 4.2) Rio Conhecimento 1

2 4.3) Centros de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia da Informação II SEGURANÇA 1) Introdução ) Integração e Modernização da Gestão do Sistema de Segurança ) Criação do Conselho de Segurança Pública 2.2) Reestruturação do sistema de gestão da segurança pública 2.3) Informatização total dos órgãos de segurança pública 3) Prevenção e Vigilância ) Criação do turno especial na Polícia Militar das 18:00 às 24:00 hs. 3.2) Criação do Centro de Comunicações e Coordenação Operacional da Secretaria de Segurança 3.3) Monitoramento por câmeras 3.4) Policiamento em Vias Especiais 3.5) Policiamento de Fronteiras, Marítimo e de Aeroportos 3.6) Portais e Blitz Eletrônicos 3.7) Instalação de Câmeras em Coletivos 3.8) Aumento da Fiscalização e do Policiamento de trânsito 3.9) Incremento do Policiamento Turístico 4) Enfrentamento da Violência ) BOPE e CORE 4.2) Repressão ao Tráfico de Armas e Drogas 4.3) Repressão a Pequenos Delitos 4.4) Redução de Homicídios 4.5) Combate à Violência contra a Mulher 4.6) Combate à Violência contra a Criança e o Adolescente 4.7) Combate à Violência contra o Idoso 5) Modernização do Sistema de Investigação

3 5.1) Delegacia Legal 5.2) Batalhões informatizados 5.3) Investimentos em Inteligência 5.4) Integração do Banco de Dados Criminais com outros Estados 5.5) Programa de Recompensa por Denúncias 5.6) Investimento na Perícia 6) Preparo e Aprimoramento do Agente de Segurança Pública ) Aumento do Efetivo da Polícia Militar e treinamento 6.2) Aumento do Efetivo da Polícia Civil e treinamento 6.3) Fortalecimento das Corregedorias e das Ouvidorias de Polícia 6.4) Valorização do Policial 7) Investimentos em Infra estrutura ) Frota e Equipamentos 7.2) Modernização da Comunicação por Rádio 7.3) Rede de Saúde 7.4) Instituto Médico Legal 8) Ampliação e Modernização do Sistema Prisional ) Ampliação do Sistema Penitenciário 8.2) Atividade Laborativa nos Presídios 8.3) Atividade Educacional nos Presídios III SAÚDE 1) Introdução ) Gestão plena da Saúde ) Saúde 24 horas Central de Regulação da Saúde

4 4) Plano Diretor de Consórcios ) Novo Modelo de Gestão da saúde ) Ouvidoria da Saúde ) Compras por Pregão Eletrônico ) Cartão SUS Cartão da Saúde ) Tecnologia da Informação ) Rede de Hospitais do Estado ) Postos de Saúde 24 horas ) Contratação de leitos de Retaguarda ) Unificação dos serviços de ambulâncias de emergência ) Programa Farmácia Popular ) Programa de Distribuição de Medicamentos ) Programa de Saúde da Família PSF ) Saúde Itinerante ) Instituto Vital Brasil ) Assistência às Crianças e Adolescentes ) Assistência à mulher e à infância ) Assistência ao idoso IV EDUCAÇÃO 1) Introdução ) Acesso e Permanência do Aluno na Escola 1.2) Gestão Escolar 1.3) Modernização do Sistema 1.4) Desenvolvimento da Educação 2) Propostas

5 2.1) Programa Sucesso Escolar ) Programa de Leitura ) Programa de Tecnologia Aplicada à Educação ) Programa de Visitas Alunos Visitadores ) Programa de Capacitação de Gestores ) Programa de Modernização Administrativa ) Programa de Voluntariado na Escola ) Programa Rede Digital ) Programa de Laboratórios de Ciências Programa de Educação Científica ) Programa Saúde na Escola Programa de acuidade visual, auditiva e neuropsíquica ) Programa de Assistência Técnica e Integração da Rede Pública ) Escolas Compartilhadas ) Programa de Escola de Horário Integral CIEPs ) Programa de Merenda Escolar ) Programa de Adequação e Melhoria da Rede Física ) Programa de Quadra Coberta nas Escolas ) Valorização do Professor ) Novo Plano de Carreira de Cargos e Salários ) Enquadramento 2.18) Programa Acelera Jovem ) Educação Especial V DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO 1) Introdução

6 2) Base Produtiva ) Recuperação das atividades tradicionais ) Incentivos Fiscais ) Incentivos Fiscais Setoriais ) Incentivos Fiscais Regionais 2.1.3) Micro e Pequenas Empresas ) Modernização e Simplificação dos Processos ) Programa de apoio ao Turismo ) Compra Rio ) Programa Rio Conhecimento ) Programas Agropecuários ) Setor pesqueiro ) Ampliação e diversificação da atividade econômica ) Incentivos Fiscais ) Incentivos Fiscais Setoriais ) Incentivos Fiscais Regionais 2.2.2) Rio Fácil ) Grandes Projetos ) Interiorização do desenvolvimento econômico ) Agências de desenvolvimento municipais ) Programa de Desenvolvimento dos Arranjos Produtivos Locais APL ) Petróleo, Gás e Recursos Minerais ) Petróleo ) Gás Natural

7 3.3) Recursos Minerais ) Rochas Ornamentais 3.3.2) Águas Subterrâneas 3.3.3) Águas Minerais 3.3.4) Agregados para a Construção Civil (Areia e Brita) 4) Petroquímica, Plásticos e Química ) Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro Refinaria Petroquímica 5) Indústria Naval e Mercante ) Agricultura, Pecuária e Pesca ) Agricultura e Pecuária ) Fortalecimento da Agricultura e da Pecuária Desenvolvimento do Interior 6.1.2) Programas de Infra estrutura e Logística ) Pavimentação de Estradas Escoamento da Produção ) Irrigação e Drenagem das áreas Rurais ) Luz do Campo ) Rio Rural ) CEASA ) Programa de Assistência Técnica 6.1.3) Programas de Créditos e Incentivos ) Sistema Moeda Verde ) Frutificar ) Prosperar ) Multiplicar ) Cultivo Orgânico ) Rio Leite ) Rio Café 7

8 ) Rio Cana ) Vigilância Sanitária ) Rio Horti ) Rio Floresta ) Rio Biodiesel 6.1.4) Programas Sociais Rurais ) Leite e Merenda nas Escolas ) Regularização Fundiária 6.1.5) Reforma Institucional ) Pesca ) Isenção do ICMS do Óleo Diesel e do IPVA para Embarcações Pesqueiras: 6.2.2) Cheque Cidadão Pescador Artesanal 6.2.3) Pesca outras ações 7) Infra Estrutura e Logística ) Energia ) Aeroportos, Portos, Ferrovias e Rodovias ) Ampliação e melhoria da infra estrutura produtiva 7.2.2) Aeroportos ) Aeroporto Internacional do Galeão Tom Jobim ) Aeroporto Internacional de Cabo Frio ) Aeroporto Regional das Agulhas Negras ) Helicentro de Quissamã 7.2.3) Portos ) Porto do Rio de Janeiro 8

9 ) Porto de Sepetiba ) Outros Portos 7.2.4) Ferrovias ) Rodovias ) Arco Rodoviário ) Ligação da Linha Vermelha à Via Light ) Programa de Ampliação e Melhorias das Vias de Acesso à Região dos Lagos e à Costa Verde ) Região dos Lagos ) Região da Costa Verde ) Programa de Ligações Rodoviárias com Estados Limítrofes ) Programa de Restauração e Melhorias da Malha Rodoviária Estadual ) Programa de Ampliação e Consolidação da Malha Rodoviária no Interior do Estado ) Programa de Recuperação e Reconstrução de Pontes, Viadutos, Contenções de Encostas e Taludes ) Programa de Estadualização de Rodovias Federais 8) Formação e Qualificação de Mão de Obra ) Qualificação Profissional ) Educação Superior ) Recuperação da UERJ 8.2.2) Investimentos na Universidade Norte Fluminense UENF 8.2.3) Fortalecimento da Universidade da Zona Oeste UEZO 8.2.4) Ampliação da Universidade à Distância 8.3) Ensino Profissional ) FAETEC 9

10 8.3.2) Escolas Técnicas VI CIÊNCIA E TECNOLOGIA 1) Introdução ) Desenvolvimento Científico ) A Inovação Tecnológica ) Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Regional ) Atualização Permanente de Professores VII TURISMO 1) Introdução ) Desenvolvimento Institucional ) Regionalização Turística estadual 2.2) Inventário da Oferta Turística 2.3) Apoio ao desenvolvimento Turístico nos Municípios 3) Infra Estrutura de Apoio ) Infra estrutura Rodoviária 3.2) Infra estrutura Aeroviária 3.3) Centro de Convenções 3,4) Ampliação da Oferta Hoteleira 4) Fomento ao Turismo ) Tax free 4.2) Calendário de Eventos Turísticos 4.3) Parques Estaduais 4.4) Formação e Qualificação de Recursos Humanos para o Turismo 10

11 5) Sistema de Informação ao Turista ) Site da TurisRio/Setur RJ 5.2) Sinalização Turística 5.3) Postos de Informações Turísticas e Totens 6) Promoção e Marketing do Turismo VIII TRANSPORTES 1) Introdução ) Rede atual de transportes ) Transporte rodoviário ) Ônibus ) Vans ) Barcas ) Trens ) Metrô ) Introdução ) Expansão da Linha ) Estação Cantagalo ) Estação General Osório ) Construção da Linha ) Interligação das linhas 1 e 2 : Estácio Carioca ) Adaptação Belford Roxo Pavuna (extensão Linha 2)

12 6.6) Linha 4 Carioca Jardim Oceânico Alvorada ) Integração IX MEIO AMBIENTE 1) Introdução ) Preservação do meio ambiente ) Gestão Ambiental ) Modernização da Administração 2.1.2) Descentralização do licenciamento de atividades de alcance municipal 2.2) Revitalização dos Complexos Lagunares LAGOAS VIVAS ) Intervenções no Complexo Lagunar de Jacarepaguá 2.2.2) Dragagem da Lagoa Rodrigo de Freitas PAN ) Revitalização da Lagoa de Saquarema 2.2.4) Revitalização da Lagoa de Araruama 2.2.5) Revitalização do Sistema Lagunar Piratininga Itaipu 2.2.6) Revitalização do Sistema Lagunar de Maricá 2.3) Valorização do potencial turístico e dos recursos naturais do Estado ) Recuperação do Canal do Cunha (Fundão) Baía de Guanabara 2.3.2) Recuperação da Praia de Sepetiba 2.3.3) Preservação da Ilha Grande 2.3.4) Preservação da Mata Atlântica 2.4) Convênios com os Municípios na implantação de Aterros Sanitários e Políticas de Educação Ambiental

13 2.4.1) Aterros Sanitários 2.4.2) Coleta de Lixo Seletiva 2.4.3) Educação Ambiental 3) Recursos hídricos ) Criação de Barreiras Ecológicas e de Monitoramento nas Divisas do Estado 3.2) Combate às Enchentes na Baixada Fluminense 3.3) Baixada Campista 3.4) Ampliação de Convênios com Municípios para a Dragagem dos Rios 3.5) Ampliação do projeto do ECO BARCO e Barreiras Ecológicas 4) Abastecimento de Água ) GUANDU 4.2) Abastecimento de Água na Baixada 5) Fundação Instituto Estadual de Florestas IEF ) Programa de Despoluição da Baia de Guanabara PDBG ) ETE ALEGRIA 6.2) ETE PENHA 6.3) ETE PAVUNA 6.4) ETE SARAPUI 6.5) ETE ILHA DO GOVERNADOR 6.6) ETE ILHA DE PAQUETÁ 6.7) ETE SÃO GONÇALO 6.8) ETE ICARAÍ 7) Sistema de Saneamento de Barra, Jacarepaguá e Recreio ) Saneamento nos Municípios X ASSISTÊNCIA SOCIAL 13

14 1) Introdução ) Programa de Assistência Integral à Família PAIF ) Política para crianças, adolescentes e jovens ) Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI 3.2) Atenção às Crianças e aos Adolescentes Vítimas de Maus Tratos 3.3) Atenção a Crianças e Adolescentes em Cumprimento de Medidas Socioeducativas 3.4) Crianças e Adolescentes em Situação de Rua 4) Política de Enfrentamento a Situações de Risco Social ) Clinicas Populares 4.2) Fundação Leâo XIII 4.3) Programa Reconstruindo Cidadania 4.4) Projeto Reencontro 4.5) Hotel Popular 4.6) Política de Segurança Alimentar 4.6.1) Restaurante Popular 4.6.2) Café da Manhã nos Trens 5) Cheque Cidadão ) Política de atenção à pessoa idosa ) Ações a serem desenvolvidas no âmbito da estrutura do Estado 6.1.1) Reestruturação e fortalecimento do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa CEDEP 6.1.2) Implantação do Sistema de Informações Gerenciais de Atenção ao Idoso SIGAI, 6.1.3) Implantação efetiva do Serviço Ligue Idoso Ouvidoria 6.2) Atenção a Idosos Institucionalizados e/ou em situação de vulnerabilidade familiar e social. 6.3) Projeto Idoso em Família 6.4) Projeto Centro Dia 6.5) Projeto Centro de Convivência 14

15 6.5) Projeto Vida Saudável 7) Política Pública Para Pessoas Portadoras de Deficiência XI HABITAÇÃO 1) Introdução ) Política de moradia: ) Famílias com renda familiar até 3 salários mínimos programas subsidiados 2.2) Famílias com renda familiar de 3 a 10 salários mínimos programas retornáveis 2.3) Famílias com renda familiar acima de 10 salários mínimos programas retornáveis 3) Política de inclusão urbana social Bairro Legal Projeto piloto: Rocinha 4) Política de melhorias habitacionais ) Legalização de conjuntos e titulações ) Modernização da gestão XII DEFESA CIVIL 1) Introdução ) Ampliação do Atendimento Móvel à População ) Ampliação do Atendimento Odontológico ) Recuperação de Jovens ) Programa Amigos do Peito

16 6) Doação de sangue ) Projeto Botinho ) Projeto Bombeiro Mirim ) Voluntários da Defesa Civil XIII CULTURA 1) Introdução Cidadania cultural ) Os equipamentos culturais e seu papel na Cidadania Cultural ) Por uma Política Pública Cultural XIV ESPORTES 1) Introdução ) Incentivos e política do esporte ) Criação do Conselho do Esporte ) Integração social ) Implantação de Vilas Olímpicas nas Comunidades 4.2) Revitalização dos Clubes de Bairros 4.3) Jogos Abertos do Interior 4.4) Jogos da Educação Publica JEP 4.5) Jogos das Escolas Particulares JEPAR 4.6) Jogos Escolares Brasileiros 4.7) Revitalização do Futebol de Praia 4.8) Esporte nas comunidades carentes 4.9) Projeto Viver Criança 16

17 4.10) Programa para portadores de deficiência física 4.11) Apoio ao Esporte Amador 5) Programa de recuperação dos equipamentos esportivos ) Estádio de Atletismo Célio de Barros 5.2) Parque Aquático Julio Delamare 5.3) Maracanãzinho 5.4) Complexo de Caio Martins 5.5) Estádio Mário Filho MARACANÂ 5.6) Museu do esporte XV JUSTIÇA E CIDADANIA 1) Introdução ) Defensoria Pública ) Introdução 2.2) Defensoria online 2.3) Defensoria móvel 2.4) Defensores Públicos e quadro de apoio 2.5) Idosos e portadores de deficiência 2.6) Sistema penitenciário e DEGASE 2.7) Programa de DNA 2.8) Atividades setoriais 3) Procuradoria Geral do Estado ) Introdução 3.2) Procuradores do Estado 17

18 3.3) Quadro de apoio 3.4) Relacionamento com o Poder Judiciário 3.5) Informática 3.6) Assessorias Jurídicas nas Secretarias de Estado 3.7) A Procuradoria no interior do Estado 3.8) Projetos Sociais 18

19 I GESTÃO PÚBLICA COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COMUNICAÇÃO A SERVIÇO DO CIDADÃO No Governo Sérgio Cabral, a área de TIC "Tecnologia da Informação e Comunicação a Serviço do Cidadão" terá sua atuação concentrada em quatro grandes eixos: Governo Eletrônico e Modernização da Gestão, Municípios Digitais, Inclusão Digital e Fomento ao Setor 1) Governo Eletrônico e Modernização da Gestão O Governo Sérgio Cabral dará atenção especial na expansão do Governo Eletrônico. A meta é que seja cada vez maior a interatividade e a facilidade de uso dos serviços públicos pela Internet. Será dada ênfase à modernização das secretarias e dos demais órgãos da administração direta e indireta do Governo do Estado, com o uso cada vez mais intensivo da Tecnologia da Informação e Comunicação. O foco será na revisão dos processos atualmente adotados, com o intuito de propiciar maior agilidade, racionalidade e economia à gestão interna, associado ao emprego de ferramentas modernas para uma maior automação de procedimentos. Também será uma das prioridades a geração de informações gerenciais para que os administradores públicos possam melhor planejar e monitorar sua ações, servindo como subsídios para tomadas de decisões relacionadas às políticas públicas implementadas. No Portal do Cidadão, será estimulada a participação da nossa população na vida pública. Todo cidadão deverá poder acessar livremente as informações públicas estaduais, contribuir com sugestões, participando ativamente, com pleno respeito às suas opiniões individuais. Para que as ações do governo sejam transparentes, os cidadãos terão acesso às informações relativas aos gastos públicos. A Internet será utilizada, por exemplo, para informar a cada contribuinte onde os recursos do seu imposto estão sendo aplicados, de forma a fazer com que ele se sinta mais confiante em contribuir, sabendo que o seu dinheiro tem um retorno concreto, com a devida visibilidade. A seguir, são destacadas algumas das principais ações planejadas, agrupadas por metas setoriais. Nas propostas apresentadas por cada um dos setores que constituem o Programa de Governo, encontram se detalhadas essas e outras ações que farão uso intensivo da tecnologia da informação e comunicação. 1.1) Gestão Governamental Implantação de Sistema para Acompanhamento das Principais Ações do Governo, em termos de cronograma físico financeiro (previsto x realizado) e de indicadores sócio econômicos; 19

20 Implementação da Rede de Videoconferência do Governo do Estado para agilizar o processo de comunicação do Governador, Vice Governador, Secretários e Presidentes de Órgãos, incluindo pontos de acesso no interior, facilitando a interação e reduzindo os custos de deslocamentos; Reformulação do Fala Cidadão, agrupando não só funções de Ouvidoria do Governo do Estado, mas também disponibilizando informações e serviços, através de um 0800 para os cidadãos fluminenses; Implantação do Portal INTRAGOV.RJ, disponibilizando informações gerenciais consolidadas e setoriais e fornecendo ferramentas de análise de dados para auxiliar os Gestores estaduais e, principalmente, o Governador do Estado no planejamento e monitoramento das políticas públicas; Consolidação da troca de documentos com a Imprensa Oficial do Estado, na forma de arquivos eletrônicos certificados digitalmente, disponibilizando o Diário Oficial na Internet; 1.2) Administração Implementação de um Sistema Integrado de Recursos Humanos para orientar as políticas públicas referentes aos Servidores do Estado (treinamento, alocação de pessoal, planos de cargos e salários, concursos públicos, despesas com pessoal, dentre outros); Implantação em todos os Órgãos da Administração Direta de um Sistema Integrado de Gestão Administrativa (Controle de Processos, Patrimônio, Material, Imóveis, dentre outros); Implementação de um Sistema de Compras Governamentais, na modalidade de Pregão Eletrônico, para atender os principais itens de consumo da Administração Estadual, otimizando os recursos alocados; Instalação de ferramentas de GED Gestão Eletrônica de Documentos, possibilitando a digitalização de processos e o trâmite dos mesmos de forma eletrônica; Implantação dos modernos processos de gestão do conhecimento para permitir o mapeamento do capital intelectual e das competências e experiências disponíveis em cada Instituição estadual, orientando eventuais realocações, aperfeiçoamentos ou reciclagens dos funcionários públicos; Institucionalização do Programa de Incentivo à Priorização no Uso de Software Livre por todos os Órgãos da Administração Direta e Indireta do 20

21 Governo do Estado, como forma de reduzir custos com a aquisição de licenças de software. Criação de um programa de capacitação/atualização em informática para os servidores estaduais, incluindo facilidades para a aquisição de microcomputadores; Implementação, através de Ensino à Distância, de cursos para atualização dos Servidores do Estado; Disponibilização de e para todos os servidores estaduais; 1.3) Área Financeira Implementação de Ferramentas Inteligentes para a identificação de eventuais desvios na curva de Arrecadação, assim como para permitir predições a respeito do comportamento da Receita; Implantação de Sistema de Escrituração Fiscal Eletrônica para viabilizar registros das operações e prestações relativas ao ICMS, na forma de arquivos eletrônicos certificados digitalmente; Integração das Informações de Orçamento, Finanças e Receita, possibilitando uma gestão mais ágil e eficiente dos recursos financeiros e o acompanhamento contínuo das metas relativas à responsabilidade fiscal dos gestores públicos estaduais; 1.4) Desenvolvimento Econômico Expansão de serviços e informações no Portal do Investidor do Estado do Rio de Janeiro para incentivar a atração de novos negócios para o Estado; Criação de páginas no Portal do Governo contendo informações específicas das vocações regionais do Estado do Rio de Janeiro para orientar o desenvolvimento local; Implantação do Projeto Junta Eletrônica, permitindo maior agilidade na troca de informações dos usuários da JUCERJA Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro, pelo uso de arquivos eletrônicos certificados digitalmente; Implantação de serviços de apoio ao cidadão e micro empresários na Internet, facilitando a abertura e acompanhamento de processos. 21

22 1.5) Saúde Instalação de Terminais de Auto Atendimento na Rede Estadual de Saúde para que os cidadãos possam avaliar os níveis de satisfação com o atendimento e obter informações básicas (localização das Farmácias Populares e remédios fornecidos, Lista de Genéricos, pontos de atendimento da rede pública estadual com horários e especialidades ambulatoriais e hospitalares, dentre outros); Informatização dos Hospitais e Postos de Atendimento da Rede Estadual; Consolidação das Informações da Área de Saúde para geração de uma Base de Dados Integrada, propiciando indicadores para uma melhor gestão na Área de Saúde do Estado; Informatização da Central Reguladora de Leitos do Estado, que gerenciará on line a ocupação dos leitos em toda a rede, nos âmbitos federal, estadual, municipal e privada conveniada, para otimização da ocupação dos leitos hospitalares no Estado. 1.6) Educação Instalação de Laboratório de Informática em todas as Escolas da Rede Estadual, com acesso à Internet em Banda Larga; Criação de Programa para Incentivo à Aquisição de Microcomputadores pelos Professores da Rede Estadual de Ensino, motivando o desenvolvimento de conteúdos pedagógicos em meio digital; Consolidação das Bases de Dados da Área de Educação (Matrícula, Boletim, Freqüência, Censo Escolar, Grade Curricular, dentre outros) para geração de Informações Gerenciais; Expansão da Rede Escola, facilitando a comunicação por vídeo conferência, via Internet, com as escolas públicas estaduais; 1.7) Segurança Pública Consolidação das Informações disponíveis (Delegacia Legal, Roubo e Furtos de Veículos, Bases de Dados Civis e Criminais, Boletins de Ocorrência da PM, Bases de Dados Penitenciárias, INFOSEG, dentre outras) gerando uma Base de Dados Integrada ( Data Warehouse ) para a Área de Segurança Pública; Implementação de Ferramentas de Inteligência ( Mineração de Dados ) para auxiliar no Planejamento e Monitoramento das Ações em Segurança Pública; 22

23 Expansão dos serviços a serem disponibilizados para as Polícias Civil e Militar, que possibilitam o uso de celulares e PDAs para o registro e consultas aos bancos de dados com informações da Área de Segurança Pública; 1.8) Social Geração de uma Base de Dados Integrada, consolidando as informações da Área Social (Cheque Cidadão, Farmácia Popular, PAIF, Restaurante Popular, dentre outros) para permitir a obtenção de indicadores correspondentes às ações socais implementadas. 1.9) Agricultura, Pecuária e Pesca Implementação de Ferramentas de Geo referenciamento para auxiliar no Planejamento e Monitoramento de políticas públicas no Setor; Implantação de Ferramentas para Acompanhamento dos Riscos de Doenças Endêmicas na Pecuária fluminense. Desenvolvimento e disponibilização de páginas no Portal do Governo do Estado, para acesso via Internet, de informações que permitam o aumento da produtividade dos agricultores e das colônias de pescadores do estado; 1.10) Habitação Criação de novas páginas no Portal do Governo com informações e serviços para os cidadãos fluminenses com as oportunidades oferecidas por ações na Área de Habitação; 1.11) Turismo Expansão do número de quiosques da parceria PRODERJ/RIOTUR, disponibilizando informações e serviços eletrônicos para os turistas que visitam o Estado do Rio de Janeiro; 1.12) Cultura Desenvolvimento de páginas no Portal do Governo, permitindo visitas virtuais aos espaços culturais administrados pelo Estado; Consolidação do Sistema de Bilheteria Eletrônica, viabilizando a venda de ingressos para espetáculos na rede pública, via Internet; 23

24 1.13) Ciência e Tecnologia Implantação de Cursos Profissionalizantes da FAETEC, na modalidade de Ensino à Distância (de forma similar aos disponíveis, pelo CEDERJ, para o ensino superior), voltados para a formação de técnicos qualificados para atuarem em áreas de interesse estratégico, como petroquímica, energia, tv digital e petróleo, entre outras; Implementação dos novos recursos de videoconferência e de VoIP (voz sobre IP), propiciados pela implementação da INFOVIA.RJ, nos Cursos de Ensino Superior oferecidos pelo CEDERJ, na modalidade de Ensino à Distância; 2) Estado Digital O Governo Sérgio Cabral fará a implantação de um Estado Digital, associando os dois Projetos INFOVIA.RJ e Municípios Digitais com a introdução do conceito de Corredores Digitais para a racionalização das antenas a serem alocadas e para prover caminhos alternativos, de contingência, para o acesso à Internet. A implementação de uma infra estrutura que garanta o livre acesso dos cidadãos à informação e ao conhecimento é um dos pontos vitais para a consecução das metas traçadas no nosso Programa de Governo. O acesso à Internet em banda larga (em comunidades carentes, escolas e outros locais públicos ou privados), é um dos requisitos imprescindíveis para que seja promovida a inclusão digital de cidadãos com os mais diversos perfis sociais, de forma a contemplar tanto o universo de cidadãos localizados nas regiões metropolitanas, como o daqueles que se situam nos pontos mais longínquos do interior. Para tornar viável a implantação de soluções corporativas eficazes e eficientes para modernização da gestão estadual, a disponibilização de novos serviços públicos de governo eletrônico, via WEB, e concretização de um abrangente programa de inclusão digital, que atinja todas as escolas públicas e Centros de Internet Comunitária, e mesmo facilite o acesso, pela população fluminense, à Internet banda larga a partir de suas residências, é fundamental a expansão da INFOVIA.RJ. Além de seu caráter inovador, a implantação de Corredores Digitais irá agregar grandes vantagens, como a otimização da Infra estrutura (se comparada a um modelo gradual de implantação individualizada, ou seja, em cada município do Estado), além da redução dos custos globais e de maior agilidade no processo de implantação do Estado Digital. Entretanto, não é suficiente apenas a instalação de pontos de presença para viabilizar o acesso à Internet nos centros urbanos dos 92 municípios, mas também a implantação de uma rede de comunicação de dados, que possua abrangência geográfica para atingir aos vários distritos e regiões rurais do nosso Estado. 24

25 A estratégia será a implantação dos Municípios Digitais, com a introdução da tecnologia wireless (redes sem fio). O uso desta tecnologia permitirá alcançar o universo de cidadãos localizados nos pontos mais longínquos do interior do estado, onde o acesso à Internet através dos meios tradicionais de comunicação se mostram inviáveis ou inadequados, adotando se tecnologias alternativas de redes sem fio, via radio, como WiFi, WiMax e WiMesh, ou mesmo PLC (Power Line Communication), que começa a viabilizar a transmissão em banda larga utilizando se da rede elétrica já disponível. 2.1) Infovia.rj. Este projeto, em fase de implantação, provê uma infra estrutura de rede MPLS de alto desempenho, em banda larga, com a introdução de diversas tecnologias emergentes de voz, dados e vídeo capaz de suportar, inclusive, as novas demandas de aplicações, como ensino à distância, telemedicina, vídeoconferência, VoIP (voz sobre IP). No Governo Sérgio Cabral o projeto, atualmente presente em 75 municípios, alcançará todo o Estado do Rio de Janeiro, de forma que os 92 municípios do estado sejam atendidos por uma infovia, ou uma superestrada da informação. 2.2) Corredores Digitais O Governo Sergio Cabral Irá promover a Consolidação e expansão de Corredores Digitais, interligados à INFOVIA.RJ, como infra estrutura de suporte à implantação de Municípios Digitais no interior dos Estado, caracterizando Regiões Digitais no processo de evolução para o Estado Digital, como requisito para a democratização do acesso à informação e ao conhecimento; 2.3) Municípios Digitais A implantação dos Municípios Digitais terá como referência o modelo inicialmente concebido para o Município de Piraí. Seu projeto, intitulado Piraí Digital, ganhou notoriedade internacional, quando, em Junho de 2004, a conceituada revista americana Newsweek publicou reportagem classificando a como uma das três melhores cidades digitais do planeta. O Governo Sérgio Cabral consolidará o Programa Municípios Digitais, de forma a levar as experiências bem sucedidas de Piraí, Rio das Flores e Mangaratiba aos demais municípios fluminenses, através de parcerias com as Prefeituras e entidades públicas e privadas; 25

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA 1. Criar o Fórum Metropolitano de Segurança Pública Reunir periodicamente os prefeitos dos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo para discutir, propor,

Leia mais

1.2 - Implantação do programa de habitação rural (construção de casas de qualidade nas propriedades rurais).

1.2 - Implantação do programa de habitação rural (construção de casas de qualidade nas propriedades rurais). PLANO DE GOVERNO - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PARTICIPATIVA PARA 2013/2016 COLIGAÇÃO O PRESENTE NOS PERMITE SEGUIR EM FRENTE - CANDIDATO A PREFEITO PEDRINHO DA MATA 11 Ações a serem realizadas por Secretarias:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 031 Ação Legislativa 0001 - Execução da Ação Legislativa Manutenção das Atividades Legislativas FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006 - Defesa Jurídica do Município

Leia mais

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total 100 Fortalecimento da Atuação Legislativa 8.475.000 8.475.000 101 Fortalecimento do Controle Externo Estadual 80.649.880 80.649.880 102 Fortalecimento do Controle Externo Municipal 3.245.000 3.245.000

Leia mais

PLANO PLURIANUAL DE AÇÃO GOVERNAMENTAL 2012-2015 RELAÇÃO DE PROGRAMAS SOCIAIS (Inciso I do art. 12 da Lei n.º 20.024, de 9 de janeiro de 2012)

PLANO PLURIANUAL DE AÇÃO GOVERNAMENTAL 2012-2015 RELAÇÃO DE PROGRAMAS SOCIAIS (Inciso I do art. 12 da Lei n.º 20.024, de 9 de janeiro de 2012) ADMINISTRAÇÃO DE ESTÁDIOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS 181 GERENCIAMENTO DE ESTÁDIOS E PROMOÇÃO DE EVENTOS ESPORTIVOS, RELIGIOSOS E SOCIO-CULTURAIS AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Leia mais

Objetivo 1. Reduzir a Criminalidade Proposta Responsável/Sugestões Indicador

Objetivo 1. Reduzir a Criminalidade Proposta Responsável/Sugestões Indicador Coordenador: SEGURANÇA Visão: Que Santa Maria tenha os melhores indicadores de Segurança Pública, entre os municípios do Rio Grande do Sul com mais de 100 mil habitantes, garantindo a prevenção e o controle

Leia mais

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente p Relatório Consulta Bico do Papagaio Oficinas 279 pessoas se credenciaram para participar das oficinas na cidade de Tocantinópolis. Foi solicitado à elas que elencassem as demandas e problemas regionais.

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas Página: 1 0000 OPERAÇÕES ESPECIAIS 101 Restituição de Recursos 4.000,00 5.000,00 6.000,00 201 Contribuição PASEP 290.000,00 300.000,00 310.000,00 301 Sentenças Judiciais e Precatórios 6.000,00 8.000,00

Leia mais

A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO. Diversos problemas levaram à situação atual

A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO. Diversos problemas levaram à situação atual A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO Diversos problemas levaram à situação atual O problema sempre foi tratado com uma série de OUs Natureza ou policial ou social Responsabilidade ou

Leia mais

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 GESTÃO PÚBLICA Garantir ampla participação popular na formulação e acompanhamento das políticas públicas; Criação do SOS Oprimidos, onde atenda desde pessoas carentes

Leia mais

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE SAÚDE, CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL, DA DIVISÃO DE MEIO-AMBIENTE E

Leia mais

Munic 2014: 45% dos municípios tinham política de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica

Munic 2014: 45% dos municípios tinham política de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica Munic 2014: 45% dos municípios tinham política de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica A Pesquisa de Informações Básicas Estaduais (Estadic) e a Pesquisa de Informações Básicas Municipais

Leia mais

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html Página 1 de 5 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.559, DE 1º DE AGOSTO DE 2008 Institui a Política Nacional

Leia mais

Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4

Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4 Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4 Sumário Assistência Social Saúde Educação Infraestrutura - Comunicação e Energia Moradia Bolsa Família Bolsa Verde Direitos Culturais A

Leia mais

PROJETO CIDADE DIGITAL. CIDADE ONLINE e Internet para todos

PROJETO CIDADE DIGITAL. CIDADE ONLINE e Internet para todos PROJETO CIDADE DIGITAL CIDADE ONLINE e Internet para todos 2 PROJETO CIDADE DIGITAL CIDADE(nome da cidade) ONLINE e Internet para todos 3 CONCEITO Em termos técnicos, uma CIDADE DIGITAL é a interconexão

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente p Relatório Consulta Pública Região Sudeste Oficinas 274 pessoas se credenciaram para participar das oficinas na cidade de Natividade. Foi solicitado à elas que elencassem as demandas e problemas regionais.

Leia mais

A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA

A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA SITUAÇÃO ATUAL INTEGRAÇÃO METROPOLITANA NA LEI ORGÂNICA DE CURITIBA TÍTULO IV - DA ORDEM ECONÔMICA E SOCIAL CAPÍTULO I - DA ORDEM ECONÔMICA

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA PARA 2007

PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA PARA 2007 Secretaria de Orçamento Federal - SOF Assessoria de Consolidação - ASCON PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA PARA 2007 No Estado do Rio de (RJ) Ministério da Ciência e Tecnologia 0 23.384 23.384 Implantação de

Leia mais

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE IV. CÂMARA TEMÁTICA DA EDUCACÃO, CULTURA E DESPORTOS Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE Meta 1 Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola; Meta 2 Até 2010, 80% e,

Leia mais

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL Proposta I Fomentar a criação de grêmios estudantis, fóruns de juventude, diretórios centrais de estudantes,

Leia mais

Secretarias, competências e horários de funcionamento. Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão

Secretarias, competências e horários de funcionamento. Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão Secretarias, competências e horários de funcionamento Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão (Horário de funcionamento: das 07:00 as 13:00 horas) I - recebimento e processamento de reclamações,

Leia mais

Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012

Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012 Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012 1. Patrocínios 1.1 Patrocínio a Eventos e Publicações Data limite: 60 dias de antecedência da data de início do evento

Leia mais

Compromissos com o Meio Ambiente e a Qualidade de Vida Agenda Socioambiental para o Desenvolvimento Sustentável do Amapá

Compromissos com o Meio Ambiente e a Qualidade de Vida Agenda Socioambiental para o Desenvolvimento Sustentável do Amapá Compromissos com o Meio Ambiente e a Qualidade de Vida Agenda Socioambiental para o Desenvolvimento Sustentável do Amapá Eu, ( ) (sigla do partido) me comprometo a promover os itens selecionados abaixo

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS ESPELHO DE Inclusão de Iniciativa no Ministério da Educação Página: 1563 de 2301 AUTOR DA Otavio Leite 25100001 2030 - Educação Básica 0598 - Apoiar o educando,

Leia mais

GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS

GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS O Plano Diretor é uma lei municipal que estabelece diretrizes para a ocupação da cidade. Ele deve identificar e analisar as características físicas, as atividades predominantes

Leia mais

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal de comunicação Objetivo Principal Prover uma solução de baixo custo para Identificação, localização, bloqueio e recuperação de veículos roubados ou procurados, através de micro circuitos embarcados de

Leia mais

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZ DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL TÍTULO PRODUTO TIPO DE META 2013 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados ORÇAMENTÁRIA 95% 0001 GESTÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KUBITSCHEK Estado de Minas Gerais MENSAGEM Nº

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KUBITSCHEK Estado de Minas Gerais MENSAGEM Nº MENSAGEM Nº Senhores membros da Câmara Municipal, Submeto à elevada deliberação de V. Exªs. o texto do projeto de lei que institui o Plano Plurianual para o período de 2002 a 2005. Este projeto foi elaborado

Leia mais

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo:

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo: Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade Entrevista cedida à FGR em Revista por Gustavo de Faria Dias Corrêa, Secretário de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais. FGR: A Secretaria

Leia mais

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI)

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) Presidência da República Controladoria-Geral da União Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL (PETI) O PETI é um programa do Governo Federal que

Leia mais

EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 03/2012 TIPO: QUALIFICAÇÃO TÉCNICA

EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 03/2012 TIPO: QUALIFICAÇÃO TÉCNICA EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 03/2012 TIPO: QUALIFICAÇÃO TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 31 Ação Legislativa 0001- Execução da Ação Legislativa 2001 - Manutenção das Atividades Legislativas da Câmara Municipal FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006- Defesa

Leia mais

Tecnologia nos Municípios Brasileiros

Tecnologia nos Municípios Brasileiros PREFEITURA DE ITABORAÍ SECRETARIA DE FAZENDA ASSCT&I & (COBRA/BANCO DO BRASIL) DIRETORIA DE SISTEMAS INTEGRADOS Tecnologia nos Municípios Brasileiros O TERMO CIDADE DIGITAL Uma Cidade Digital muitas vezes

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS LEI N o 1.633 DE 14 DE JANEIRO DE 2013. DEFINE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE CAIAPÔNIA E DETERMINA OUTRAS PROVIDÊNCIAS A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO

Leia mais

Crack, é possível vencer

Crack, é possível vencer Crack, é possível vencer Prevenção Educação, Informação e Capacitação Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Autoridade Enfrentamento ao tráfico de drogas e às organizações criminosas

Leia mais

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI A implementação do Plano de Desenvolvimento Institucional, envolve além dos objetivos e metas já descritos, o estabelecimento de indicadores, como forma de se fazer o

Leia mais

PREFEITURA DE XINGUARA

PREFEITURA DE XINGUARA 50/000-20 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Página de 5 Programa: 000 AÇÃO LEGISLATIVA Manutenção da CMX através do apoio financeiro às atividades legislativas, custeio de despesas administrativas,

Leia mais

PODER EXECUTIVO - PROGRAMAS ESTRUTURADORES PLANO PLURIANUAL - 2010/2013 - Lei 6.716, de 22 de dezembro de 2010.

PODER EXECUTIVO - PROGRAMAS ESTRUTURADORES PLANO PLURIANUAL - 2010/2013 - Lei 6.716, de 22 de dezembro de 2010. 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados Percentual 95% 0001 GESTÃO LEGISLATIVA E CIDADANIA 2002 Processamento Legislativo Ações Realizadas Percentual 95% 2003 Modernização Administrativa Gestão

Leia mais

Sud Mennucci (São Paulo), Brazil

Sud Mennucci (São Paulo), Brazil Sud Mennucci (São Paulo), Brazil Relatório do progresso local sobre a implementação do Quadro de Ação de Hyogo (2013-2014) Prefeito: Prefeito - Julio Cesar Gomes Nome do ponto focal: Maricleia Leati Organização:

Leia mais

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais.

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais. EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 10/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 10/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO POR UM CEARÁ MELHOR PRA TODOS A COLIGAÇÃO POR UM CEARA MELHOR PRA TODOS, com o objetivo de atender à Legislação Eleitoral e de expressar os compromissos

Leia mais

Internet Cidadão Quissamã

Internet Cidadão Quissamã Internet Cidadão Quissamã Agenda Introdução Internet Cidadão Rede Prefeitura Situação Internet Cidadão Setembro de 2005 Ausência de provedores locais de acesso à Internet 2 Empresas de Informática (cerca

Leia mais

Secretaria para Assuntos Estratégicos

Secretaria para Assuntos Estratégicos Secretaria para Assuntos Estratégicos DO DESAFIO A REALIDADE Nosso desafio: 399 municípios conectados por uma internet rápida, que oportuniza a aproximação da gestão pública com o cidadão. O projeto Rede399

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 2.410.000,00 450.000,00 2.860.000,00 01031 Ação Legislativa 2.410.000,00 450.000,00 2.860.000,00 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO

Leia mais

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais PRINCÍPIOs 1. A inclusão digital deve proporcionar o exercício da cidadania, abrindo possibilidades de promoção cultural,

Leia mais

DEMONSTRATIVO FÍSICO FINANCEIRO

DEMONSTRATIVO FÍSICO FINANCEIRO SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E COORDEN - SEPLAN DEMONSTRATIVO FÍSICO FINANCEIRO PROGRAMA : 008 - POLÍTICAS DE ADMINISTR E REFORMA DO ESTADO Objetivo : Dinamizar a gestão pública, aprimorando a máquina administrativa,

Leia mais

ESTADO DO ACRE PREFEITURA DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013.

ESTADO DO ACRE PREFEITURA DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013. LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013. ALTERA A LEI Nº 306/012 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2012, QUE DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA- ACRE, E DÁ

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. COMISSÃO ESPECIAL PARA ELABORAÇÃO DA PEÇAS ORÇAMENTÁRIAS PLANOPLURIANUAL /2009. UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO PROGRAMA : ADMINISTRAÇÃO GERAL OBJETIVO :Manter as

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

Disciplina MSP 0670-Atenção Primária em Saúde I. Atenção Básica e a Saúde da Família 1

Disciplina MSP 0670-Atenção Primária em Saúde I. Atenção Básica e a Saúde da Família 1 Disciplina MSP 0670-Atenção Primária em Saúde I Atenção Básica e a Saúde da Família 1 O acúmulo técnico e político dos níveis federal, estadual e municipal dos dirigentes do SUS (gestores do SUS) na implantação

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

MUNICÍPIO DE CARAPEBUS LDO 2015 ANEXO DE METAS E PRIORIDADES METAS E PRIORIDADES 2015

MUNICÍPIO DE CARAPEBUS LDO 2015 ANEXO DE METAS E PRIORIDADES METAS E PRIORIDADES 2015 - 1350 Página 1 PROGRAMA 0000 ENCARGOS ESPECIAIS OBJETIVO DAR SUPORTE A DIVIDA CONTRATADA ORIUNDA DE PARCELAMENTOS, SUBVENÇÕES E DEMAIS OPERAÇÕES ESPECIAIS. 0010 AMORTIZAÇÃO PARCELAMENTO/ENCARGOS SOBRE

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO Ações de Inclusão Social e de Combate à Pobreza Modelo Próprio de Desenvolvimento Infra-estrutura para o Desenvolvimento Descentralizado Transparência na Gestão

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

2 Oferta de cursos técnicos e superiores por eixo tecnológico, por Campus. Taxa de ingresso nos cursos técnicos na forma de oferta, por Campus

2 Oferta de cursos técnicos e superiores por eixo tecnológico, por Campus. Taxa de ingresso nos cursos técnicos na forma de oferta, por Campus PERSPECTIVA OBJETIVO INDICADOR META RESULTADOS INSTITUCIONAIS 1 Nº de cursos técnicos e superiores, articulados com os arranjos produtivos locais por Campus; 2 Oferta de cursos técnicos e superiores por

Leia mais

Programa de Governo. Chiara Prefeita. Bauru 2013-2016. Vice Gilson. Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB

Programa de Governo. Chiara Prefeita. Bauru 2013-2016. Vice Gilson. Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB Programa de Governo Bauru 2013-2016 Chiara Prefeita Vice Gilson Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB APRESENTAÇÃO As eleições de 2012 vão definir o dia a dia de cada um dos eleitores bauruenses pelos

Leia mais

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras 1. Introdução O Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras foi idealizado pelo Conselho Gestor da Escola,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

3. 1 Executar e monitorar as metas e etapas previstas no Plano de Trabalho assim com sua execução operacional, administrativa e financeira.

3. 1 Executar e monitorar as metas e etapas previstas no Plano de Trabalho assim com sua execução operacional, administrativa e financeira. EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 02/2012 TIPO: MELHOR QUALIFICAÇÃO TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos,

Leia mais

Rede Nacional de Educação a Distância SENASP / PRONASCI MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

Rede Nacional de Educação a Distância SENASP / PRONASCI MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Rede Nacional de Educação a Distância para a Segurança a PúblicaP SENASP / PRONASCI MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Rede Nacional de Educação a Distância para a Segurança a PúblicaP A Rede Nacional de Educação a

Leia mais

REDE COMUNITÁRIA DE TELECOMUNICAÇÕES SEM FIO LAGUNA DIGITAL

REDE COMUNITÁRIA DE TELECOMUNICAÇÕES SEM FIO LAGUNA DIGITAL REDE COMUNITÁRIA DE TELECOMUNICAÇÕES SEM FIO LAGUNA DIGITAL PROJETO Inicial Básico SITUAÇÃO ATUAL IMPLEMENTADA Autorização ANATEL ATO No- 3.543, DE 16 DE JUNHO DE 2008 Processo no- 53500.011016/ 2008.

Leia mais

PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017

PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017 PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017 O ensino, como a justiça, como a administração, prospera e vive muito mais realmente da verdade e da moralidade, com que se pratica do

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo. Princípios e diretrizes de Segurança Pública

Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo. Princípios e diretrizes de Segurança Pública Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo Princípios e diretrizes de Segurança Pública Eixo 1 1. Fortalecimento do pacto federativo; 2. Municipalização da Segurança Pública; 3. Estabelecer

Leia mais

Políticas de formação e valorização profissional em Segurança Pública

Políticas de formação e valorização profissional em Segurança Pública Ministério da Justiça Políticas de formação e valorização profissional em Segurança Pública SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA Diagnóstico da Formação em Segurança Pública (2001-2003) 2003) Cenário

Leia mais

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Curso de Prefeitos Eleitos 2013 a 2016 ARDOCE Missão Ser um banco competitivo e rentável, promover o desenvolvimento sustentável do Brasil e cumprir sua função pública

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO º PROGRAMAS E S PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO Programa de utilização sustentável dos atrativos turísticos naturais Implementação do Plano de Manejo do Parque do Cantão Garantir

Leia mais

Você pode não perceber, mas nós estamos sempre presentes

Você pode não perceber, mas nós estamos sempre presentes Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina Você pode não perceber, mas nós estamos sempre presentes Missão Marco Legal Atuação do CIASC Sistemas Data Center Rede Governo Responsabilidade

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. COM PLATAFORMA DE MOBILIDADE, SEPLAN AMPLIA NÚMERO E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. COM PLATAFORMA DE MOBILIDADE, SEPLAN AMPLIA NÚMERO E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. COM PLATAFORMA DE MOBILIDADE, SEPLAN AMPLIA NÚMERO E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS Perfil O Decreto nº 32.716/2011 fixou a nova estrutura do Poder

Leia mais

SEGURANÇA ALTERNATIVAS PARA TRATAR O TEMA DA (IN) SEGURANÇA

SEGURANÇA ALTERNATIVAS PARA TRATAR O TEMA DA (IN) SEGURANÇA Segurança SEGURANÇA ALTERNATIVAS PARA TRATAR O TEMA DA (IN) SEGURANÇA A sensação de segurança é uma questão que influencia significativamente a qualidade de vida de toda a sociedade devendo ser tratada

Leia mais

Capítulo I Dos Princípios. Art. 2º - A Política de Assuntos Estudantis do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas

Capítulo I Dos Princípios. Art. 2º - A Política de Assuntos Estudantis do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas REGULAMENTO DA POLÍTICA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CEFET-MG Aprovado pela Resolução CD-083/04, de 13/12/2004 Capítulo I Dos Princípios Art. 1º - A

Leia mais

LEI Nº 4.791 DE 2 DE ABRIL DE

LEI Nº 4.791 DE 2 DE ABRIL DE Lei nº 4791/2008 Data da Lei 02/04/2008 O Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro nos termos do art. 79, 7º, da Lei Orgânica do Município do Rio de Janeiro, de 5 de abril de 1990, não exercida

Leia mais

Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack, Álcool e outras drogas. Governo Federal

Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack, Álcool e outras drogas. Governo Federal Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack, Álcool e outras drogas. Governo Federal O QUE É? Conjunto de medidas, que pretende reorganizar o atendimento aos dependentes químicos na Rede do Sistema Único

Leia mais

NAL 4.462.633 NAL 4.000.000 NAL 25.127.347 NAL NAL NAL

NAL 4.462.633 NAL 4.000.000 NAL 25.127.347 NAL NAL NAL Órgão: 12000 - Justiça Federal Unidade: 12101 - Justiça Federal de Primeiro Grau PROGRAMA DE TRABALHO ( SUPLEMENTAÇÃO ) RECURSOS DE DAS AS FONTES - R$ 1,00 0569 Prestação Jurisdicional na Justiça Federal

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios LEI N. 1.343, DE 21 DE JULHO DE 2000 Institui a Política Estadual do Idoso - PEI e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa do Estado

Leia mais

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Diretriz 01 - Promoção da cultura do respeito e da garantia dos direitos humanos de

Leia mais

Plano Plurianual 2012-2015

Plano Plurianual 2012-2015 12. Paraná Inovador PROGRAMA: 12 Órgão Responsável: Contextualização: Paraná Inovador Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - SETI As ações em Ciência, Tecnologia e Inovação visam

Leia mais

Mestrados Profissionais em Segurança Pública. Documento do Workshop Mestrado Profissional em Segurança Pública e Justiça Criminal

Mestrados Profissionais em Segurança Pública. Documento do Workshop Mestrado Profissional em Segurança Pública e Justiça Criminal I- Introdução Mestrados Profissionais em Segurança Pública Documento do Workshop Mestrado Profissional em Segurança Pública e Justiça Criminal Este documento relata as apresentações, debates e conclusões

Leia mais

Condomínios mais Seguros

Condomínios mais Seguros Condomínios mais Seguros Palestra ministrada pelo Capitão Yasui Comandante da 2ª Companhia do 49º Batalhão de Polícia Militar. 13/04/2011 Formulado por um grupo de trabalho composto por policiais civis

Leia mais

SÃO BERNARDO DO CAMPO

SÃO BERNARDO DO CAMPO 1 PPA Participativo 2014-2017 Prestação de Contas O PPA Participativo 2014-2017 em números 21 plenárias 13.471 participantes 200 grupos de trabalho 400 diretrizes 55 programas e ações R$ 18,6 bilhões 3

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 8ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE TOCANTINS

DOCUMENTO FINAL 8ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE TOCANTINS DOCUMENTO FINAL 8ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE TOCANTINS EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE DIRETRIZ: Ampliação da cobertura e qualidade dos serviços de saúde, com o aprimoramento

Leia mais

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade.

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade. No programa de governo do senador Roberto Requião, candidato ao governo do estado pela coligação Paraná Com Governo (PMDB/PV/PPL), consta um capítulo destinado apenas à universalização do acesso à Saúde.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E COMUNICAÇÃO (Tecnologia, Inclusão Digital e Comunicação)

DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E COMUNICAÇÃO (Tecnologia, Inclusão Digital e Comunicação) DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E COMUNICAÇÃO (Tecnologia, Inclusão Digital e Comunicação) OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a inclusão digital, instalando computadores nas escolas públicas de ensino fundamental

Leia mais

A ESTRELA QUE QUEREMOS. Planejamento Estratégico de Estrela

A ESTRELA QUE QUEREMOS. Planejamento Estratégico de Estrela Planejamento Estratégico de Estrela 2015 2035 O planejamento não é uma tentativa de predizer o que vai acontecer. O planejamento é um instrumento para raciocinar agora, sobre que trabalhos e ações serão

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. CAPÍTULO I. Da Finalidade

Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. CAPÍTULO I. Da Finalidade Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

Leia mais

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente p Relatório Consulta Pública Região Nordeste Oficinas 334 pessoas se credenciaram para participar das oficinas na cidade de Pedro Afonso. Foi solicitado à elas que elencassem as demandas e problemas regionais.

Leia mais

PROJETO BRA/04/029. Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* MAPEAMENTO DE

PROJETO BRA/04/029. Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* MAPEAMENTO DE PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* MAPEAMENTO DE Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico seguranca.cidada@mj.gov.br até o dia 20 de dezembro de 2015.

Leia mais

Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE. Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR

Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE. Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR 1 Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR A Definição e organização do sistema: 1 O Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial

Leia mais

ANEXO VI 3583 REAPARELHAMENTO, ATUALIZAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO TECNOLÓGICO DOS POSTOS ADUANEIROS 2247 SISTEMA INTEGRADO DE COMÉRCIO EXTERIOR- SISCOMEX

ANEXO VI 3583 REAPARELHAMENTO, ATUALIZAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO TECNOLÓGICO DOS POSTOS ADUANEIROS 2247 SISTEMA INTEGRADO DE COMÉRCIO EXTERIOR- SISCOMEX PROGRAMA: 0910 ADEQUAÇÃO DE RODOVIAS FEDERAIS 5850 ADEQUAÇÃO DE RODOVIAS FEDERAIS 5851 ADEQUAÇÃO DE TRECHOS RODOVIÁRIOS NA REGIÃO SUDESTE 5868 ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE CAPACIDADE DE RODOVIAS PROGRAMA:

Leia mais

Município de Cruzeiro do Iguaçu - PPA 2014 / 2017

Município de Cruzeiro do Iguaçu - PPA 2014 / 2017 Página: 1 0 - OPERAÇÕES ESPECIAIS OPERAÇÕES ESPECIAIS 1 Operação Especial ENCARGOS ESPECIAIS Outros Produtos 2 Operação Especial CONTRIBUIÇÃO AO PASEP Outros Produtos 1 - AÇÕES LEGISLATIVAS MANTER AS ATIVIDADES

Leia mais