Avanços da Tecnologia da Informação: Resultados comparados de sites da indústria turística.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Avanços da Tecnologia da Informação: Resultados comparados de sites da indústria turística."

Transcrição

1 1 Avanços da Tecnologia da Informação: Resultados comparados de sites da indústria turística. Resumo Angela Cabral Flecha Faculdade Promove Wagner Bronze Damiani Escola de Adm.de Empresas de SP da Fundação Getulio Vargas A proposta deste trabalho é examinar o impacto presente e potencial da Tecnologia da Informação (TI) na industria do turismo e no marketing turístico através de resultados comparados em sites da indústria turística no Brasil e no mundo. Recentes desenvolvimentos indicam que alguns serviços fornecidos pelas agências de viagens, hotéis e empresas de lazer estão tendo um crescimento garantido, particularmente pelos clientes que utilizam a Tecnologia da Informação. Este trabalho considera as atuais aplicações da tecnologia da informação assim como futuros desenvolvimentos. Propõe que as empresas de turismo precisarão estabelecer estratégias de marketing apropriadas e levando o impacto e a incerteza que estes avanços poderão causar na restruturação da industria do turismo. Introdução A informação confiável é uma exigência chave para o marketing eficaz. A Internet cada vez mais emerge como uma plataforma adequada para trazer a informação e serviços de turismo ao cliente de maneira direta. Entretanto, os sistemas de informação baseados na Internet no Brasil são subutilizados, oferecendo, em sua grande maioria, folhetos on-line e perdendo a oportunidade de agregar valor e serviço. Entende-se como composto de marketing um conjunto de ferramentas que a empresa usa para atingir seus objetivos no mercado alvo. MCCARTHY (1996) popularizou uma classificação dessas ferramentas chamada os 4Ps: product (produto), price (preço), place (local) e promotion (comunicação). As decisões do composto de marketing devem ser tomadas considerando os canais de distribuição e os consumidores finais, sendo que na Internet estes fatores são modificados. A distribuição de produtos/serviços na indústria do turismo através da Internet está sofrendo uma revolução, uma vez que o produtor pode entregar o produto diretamente ao consumidor sem necessidade da intermediação, agilizando desta maneira todo o processo de entrega do produto, com diminuição dos custos, beneficiando o consumidor. Outro fator importante é o local de compra. No comércio tradicional, o consumidor se dirige à loja física, onde itens como limpeza, atendimento, exposição dos produtos, lay-out etc., são fatores determinantes para o sucesso ou fracasso de uma loja. Já no comércio virtual, o consumidor tem acesso às lojas virtuais através dos portais, dos mecanismos de buscas ou pelos shoppings virtuais e, a facilidade de navegação, a segurança e a interatividade do site são fatores que podem influenciar no processo de decisão de compra. A facilidade de navegação está relacionada ao fato do usuário poder ir de um ponto a outro do site Web, sem se perder. Já a interatividade objetiva oferecer suporte ao consumidor, tanto na disponibilização de meios para contato, como no oferecimento de um visual simplificado. No comércio eletrônico a comparação de preços é facilitada pela existência de intermediários digitais que buscam o melhor preço para o produto desejado. De acordo com informações da World Tourism Organization (WTO, 1999), os Estados Unidos, Alemanha, Japão e Reino Unido, juntos, representam a quinta parte dos viajantes do mundo e

2 2 aproximadamente 80% dos usuários da Internet. A WTO, ainda, prognostica que as viagens aéreas surgirão sendo o mercado on-line dominante por exigir somente uma operação simples. E ainda afirma, que no momento, somente 5% das reservas são feitas on-line (WTO, 2000). O turismo é um setor horizontal, profundamente fragmentado, composto de pequenas, médias empresas e grandes organizações. Este mercado ainda exita na utilização de tecnologias avançadas. Portanto a utilização da informação e das ferramentas da comunicação a chave emergente da Sociedade da Informação não é difundida entre estas empresas. O turismo responde por 5,5 % do PIB da União Européia e alcançou assim o quase distante nível da indústria européia automobilística; no ano 2000 o turismo será o maior setor econômico do mundo. Quase 10 % de empresas européias (1,2 milhões de empresas) são relacionados diretamente ao turismo. Destas empresas, 95 % empregam menos de nove pessoas. O turismo contribui consideravelmente para um desenvolvimento próspero da economia local e regional, em alguns casos até mesmo da economia nacional. (WTTC, 1999) É imperativo que os empresários do setor turístico considerem seus negócios, tendo em vista a realidade da globalização, investindo tanto em tecnologia quanto em treinamento de mão-de-obra. É igualmente importante a reorganização das empresas através da implantação de modernas técnicas de gerenciamento. Essas medidas devem contribuir para a sobrevivência num mercado competitivo e, também, para obter redução de custos e fornecimento de um produto de maior qualidade a preços mais baixos. Turismo e Internet Potencialmente, todas as transações de viagens e turismo podem ser executados através da Internet. Diante deste fato e a imensa oportunidade apresentada, pode-se afirmar que é a maior indústria no mundo (WTTC, 1998). A World Travel and Tourism Council (WTTC), publicou relatório World Economic Impact em 1998 que o setor de Viagens e Turismo, ou seja, transporte, acomodação, alimentação, recreação e serviços voltados para o turismo gerou em todo o mundo US$ 4,4 trilhões na atividade econômica e 231 milhões de postos de trabalhos (diretos e indiretos) em 1998, que irá resultar US$ 10,0 trilhões na atividade econômica e 328 milhões de postos de trabalhos até Em 1998, a indústria de viagens e turismo tinha a expectativa de contribuir com 8,2%, aproximadamente, para PIB mundial tendo sido projetado em 8,7% até Com o largo crescimento da economia e da indústria de viagens e turismo, incluindo a demanda turística, o setor contribuiu efetivamente em 11,6% ao PIB mundial em 1998, superando as previsões e espera-se que contribua em 12,5% até 2010 (WTTC, 1998). Alguns profissionais na indústria do turismo, assim como novos usuários, têm obtido considerável sucesso e vantagem competitiva na oportunidade oferecida pela tecnologia interativa da Web. A Preview Travel (www.previewtravel.com), por exemplo, atrai 6 milhões de visitantes por ano em seu site (KROCHMAL, 1998) e as reservas em valores brutos anuais afixados em US$ 80,4 milhões em 1997 (GUGLIELMO, 1998). Travelocity (www.travelocity.com) registrou, no mesmo período, aproximadamente US$ 5 milhões nas reservas por semana e registou novos usuários em um mês; enquanto a Microsoft Expedia agência de viagens (www.msn.com) começou com dois milhões de visitantes a cada mês e seu rendimento foi de aproximadamente US$ 24 milhões em um mês (KROCHMAL, 1998). (RACHMAN, 1998) Um estudo divulgado em maio de 2000, pela JUPITER COMMUNICATIONS constatou que, em 1999, as reservas on-line para viagens de lazer e negócios representaram um volume de 6,5 milhões de dólares. Um ano antes, o mesmo setor foi responsável por um faturamento de apenas 2,2 milhões de dólares. Apesar de ser previsível uma estabilização do mercado, as reservas on-line para viagens de lazer e de negócios representarão um volume da ordem de 28 milhões de dólares em 2005.

3 3 Nos diferentes tipos de oferta on-line para o turismo, as reservas para transportadoras aéreas são as mais significativas, totalizando 5% do mercado global de reservas no setor turístico dos EUA. A Jupiter estima que, até 2005, as companhias aéreas sejam responsáveis por 14 % das reservas on-line. Ainda assim, a empresa recomenda um esforço adicional das transportadoras aéreas, que deverão convencer mais passageiros a fazerem as suas reservas on-line. Aliás, em resposta a estas previsões para o médio/longo prazo, mas também para competir com os sites de reservas já instalados na Web, um grupo de 27 companhias aéreas chegou a acordo para a criação do primeiro site de reservas online de viagens com ligação direta entre a partida e o destino. Por fim, outra das conclusões do estudo da JUPITER Communications prende-se exatamente com a futura sobrevivência das agências de viagens. Segundo esta empresa, as agências terão de optar entre uma concentração no mercado de grande consumo, ou uma especialização em nichos de mercado, pois a concorrência nesta atividade será cada vez maior e os reduzidos custos de funcionamento dos sites de reservas on-line apenas contribuirão para agravar essa concorrência. Entretanto, o total de vendas on-line de viagens é somente uma pequena porcentagem do total do mercado de viagens e turismo. As oportunidades de fazer negócios através da Internet (e-commerce) na industria do turismo, semelhança que ocorre em outros setores, ainda é uma mina de ouro inexplorada, por que apesar de muitos usuários da Internet fazerem suas pesquisas e obterem suas informações através da Web, a maioria deles compra suas viagens através dos agentes de viagens tradicionais. JUPITER Communications (2000) concluiu que somente uma venda em 74 consultas é feita on-line. Pressupostos conceituais Com base na pesquisa da Network Wizards, Netcraf e Jupiter Communications, o número de servidores, usuários de Internet e Web sites estão tendo um crescimento assustador. A Jupiter Communications relata que o número de usuários da Internet em 1996 não atingia a marca de 70 milhões de usuários, já em 1999 este número praticamente dobrou para 140 milhões e com uma projeção para o ano de 2002 de aproximadamente de 250 milhões de usuários, ou seja, em menos de 10 anos o número de usuários vem duplicando de 3 em 3 anos. Já a Network Wizards previu um crescimento em números de servidores tão assustador quanto os números vistos de usuários. Essa empresa analisou e projetou o crescimento, no mesmo período da Jupiter Communications, sendo que de 52 milhões de servidores existentes em 1996 saltará para 108 milhões projetados até o ano de A Network Wizards constatou a existência de 6 milhões Web sites em julho de 1999, quando em 1996 o número não chegava a A Internet é o novo campo de batalha do marketing. A tecnologia da informação está proporcionando às organizações de marketing, um canal rentável com os destinos turísticos, permitindo assim ir a qualquer lugar do planeta sem os altos custos de distribuição dos meios tradicionais. Portanto, se um destino turístico não figura na rede, está deixando de atingir a milhares de pessoas que tem acesso à Internet e que esperam encontrá-los na World Wide Web. O crescimento dos usuários na Internet se deve ao fato do crescimento do número de servidores consequentemente baixando o preço para o acesso. No Brasil, o crescimento do número de usuários, no último ano, ocorreu com o surgimento de servidores oferecendo acesso gratuito (Super11.com.br, ig.com.br, grátis1.com.br) causando uma revolução no setor. A natureza dinâmica do setor de turismo reflete nas mudanças de comportamento desta transição de estática para dinâmica devido a oferta de informações. Os consumidores estão agora mais informados, mais abertos a inovações, mais exigentes e seletivos e com isto esperam encontrar a melhor opção no momento da decisão da compra da viagem. Com a imensa oferta de informações disponibilizadas, os consumidores de turismo esperam maior transparência do mercado, ou seja, mais que nunca os

4 4 consumidores esperam maior eficiência e eficácia no setor de turismo. Desta maneira, os consumidores esperam ser atendidos individualmente com um grau de produtos/serviços customizados emergindo o marketing one-to-one. O coração do marketing one-to-one é focado em atender precisamente a expectativa de cada cliente em particular e, com o poder do sistema de informação, permite ao profissional de marketing ter o histórico, os detalhes e necessidades de cada consumidor. Os critérios para avaliar a eficácia de Web sites do turismo necessitam ser desenvolvidos para o avanço da indústria do setor. As tentativas de medir a eficácia de locais do Web em geral eram feitas através de preferências individuais de pesquisadores, puramente subjetivas tais como Cool Links, Top Lists, e Hot Sites (HO, 1997). Esforços adicionais foram feitos por RACHMAN (1998) e HO (1997) utilizando métodos mais sistemáticos no sentido de avaliar a eficácia dos sites de turismo na Web. Com base na pesquisa de RACHMAN (1998) e HO (1997), os critérios e componentes para avaliação adotados, abordaremos detalhadamente três critérios: conteúdo, qualidade do conteúdo e design que se aplicam diretamente nas negociações do setor do turismo. O conteúdo dos Web sites de turismo de sucesso disponibilizam um grande conteúdo de informações e serviços basicamente sobre a empresa, facilidades de reservas aéreas, alugueis de veículos, reservas hoteleiras e pacotes promocionais, sistema de pesquisa e muitas outras informações, sempre com foco nas necessidades dos usuários/consumidores. O contexto é a combinação de tempo, local, conteúdos relevantes e tecnologia. A interatividade por outro lado é dinâmica, convidando os participantes na criação de conteúdo e variações de valor. A qualidade do conteúdo dos Web sites de turismo pode ser mensurado pela constante atualização, adequação, facilidade na utilização, facilidade de compreensão, inovação, profissionalismo, sendo que os itens atualização/adequação, precisão/pontualidade e facilidade na utilização são os aspectos mais importantes quando se fala em qualidade de conteúdo em um Web site de turismo. O design, representa para um eficiente Web site de turismo, a rapidez, considerado o ponto mais importante; facilidade na utilização, a chave do sucesso do site; a interatividade, um convite para uma conversação; apresentação visual, posicionamento do site na mente do usuário; e acessibilidade que significa dois aspectos importantes como a visibilidade do site para o usuário e a facilidade de acesso para pessoas sem familiaridade na Internet. (RASHMAN, 1998). Em busca de uma metodologia É importante mencionar que este estudo será valido por um curto período, devido ao fato tanto da Internet quando da pesquisa estarem permanentemente no estágio de desenvolvimento. Os aspectos dos Web sites mudam com muita velocidade. RACHMAN e RICHINS (1997) observaram que os aspectos dos Web sites analisados mudaram antes de terminarem a pesquisa. A pesquisa baseada na Web e os instrumentos de revisão dos sites de turismo na Web foram desenvolvidos com base no modelo conceitual Objetivo Valor de HO (1997). A estrutura foi modificada neste estudo, incorporando as abordagens de RACHMAN (1998) e HO (1997), e uma revisão em de sites 50 de turismo na Web. O instrumento consiste em uma matriz de 4 por 3 categorias e a seleção de 14 características de sites de turismo na Web. O modelo conceitual de HO (1997) identifica o Objetivo comercial de um site e a criação de Valor do mesmo, ou seja: Objetivo foi classificado em 3 categorias: 1) promoção dos produtos e serviços; 2) provisão de dados e informação; 3)processamento de transações de negócio; e Valor classificada em 4 categorias: 1) comum, 2) adequado, 3) customizado, 4) excelente.

5 5 RACHMAN (1998) define Provisão como a oferta ao turista de informações promocionais, tais como, informações de pacotes de viagens, detalhes de itinerários e horários. Promoção é o método utilizados para promover o site como testemunho de consumidores, credibilidade, etc. Adequação, consiste nos valores aplicados no fornecimento da informação, novas informações, ofertas especiais, consultoria on-line. Já Customização é o predicado de uma preferência predefinida do turista, como a tipo de hospedagem, pacotes, preços e destinos preferidos. Excelente é quando o Web site oferece descontos e feriados gratuitos, superando as expectativas do consumidor. O modelo conceitual de HO e RACHMAN se encontram demonstrados na tabela 2. Valor Objetivo Comum Tabela 2. Modelo conceitual Objetivo-Valor Provisão (dados e informações) Promoção (produtos e serviços) Processamento de dados (transações de negócios) Comum-provisão Comum-promoção Comum-processamento Adequado Adequado-provisão Adequado-promoção Adequado-processamento Customizado Customizado-provisão Customizado-promoção Customizado-processamento Excelente Excelente-provisão Excelente-promoção Excelente-processamento (Fonte: RASHMAN, 1998, modificado por HO, 1997) A classificação dos melhores Web sites de turismo foi determinada, neste estudo, em seis categorias. As cinco primeiras categorias são do setor tradicional de turismo (Companhias aéreas; hotéis; atrações turísticas; agências de viagens e operadoras; organismos de turismo) e a sexta categoria é de novas empresas virtuais serviços de turismo, que podem ser tanto pessoas ou empresas que oferecem produtos/serviços turísticos que não são proveniente do setor tradicionais de turismo (Yahoo.com, Tur by net.com.br, Bridge to Brazil.com). Portanto a análise foi calcada na classificação do setor tradicional de turismo, que tem registro em órgãos regulamentadores, com a finalidade de apontar as dificuldades do setor de turismo, sendo que a sexta categoria apresenta, em seus Web sites, serviços infinitamente melhores que a grande maioria dos Web sites das outras categorias, principalmente das agências de viagens. Foram analisados cinco sites de cada uma das cinco categorias do setor do turismo no Brasil e no mundo, totalizando 50 sites revisados. Muitos dos aspectos observados para pesquisa e revisão dos sites refletem as idéias preconcebidas dos pesquisadores de como deveriam ser os sites de turismo. Entretanto vários Web sites no setor de turismo têm diferentes categorias e diferentes objetivos, impossibilitando uma análise totalmente uniformizada. A qualidade do conteúdo dos Web sites de turismo varia muito e para fazer uma avaliação foi necessário optar pelo fator volume de visitas dos mais populares Web sites de turismo no Brasil e no mundo.

6 6 Indicadores da análise dos resultados comparados É importante esclarecer que neste estudo, alguns pontos não serão abordados assim como, a infraestrutura das empresas ou o relacionamento com os clientes, mas sim os aspectos funcionais dos sites. Com base na pesquisa de RACHMAN (1998) e HO (1997), será feito um comparativo dos resultados encontrados nos Web sites de turismo do mundo, pelos pesquisadores, como referencial, para a análise de Web sites de turismo do Brasil. RACHMAN e HO definiram as características, apresentadas na tabela 3, como as básicas e necessárias à qualquer Web site de turismo de qualquer companhia que esteja figurando na Internet como objetivo de fazer negócios inclusive fornecer informações específicas necessárias ao turistas. Nas pesquisas de RACHMAN (1998) o resultado encontrado foi que os Web sites, em geral, tem características que são indispensáveis para um eficaz Web site de turismo. Estas mesmas características foram adotadas como referência neste estudo, aos Web sites de turismo do Brasil, quando foram analisados 50 sites nas 5 categorias do setor de turismo. A tabela 3 apresenta os resultados encontrados. Tabela 3. As 14 características mais freqüentes nos Web sites de turismo no Mundo e no Brasil Mundo % Brasil % 1. Produtos/Serviços 100,0 1. Produtos/Serviços 100,0 2. Logotipo, Marca 100,0 2. Logotipo, Marca 100,0 3. Contato para Informações 96,7 3. Contato para Informações 100,0 4. Preço/ custo dos produtos/serviços 96,7 4. Preço/ custo dos produtos/serviços 46,0 5. Dicas/FAQ 93,3 5. Dicas/FAQ 40,0 6. Informações da empresa 93,3 6. Informações da empresa 72, , ,0 8. Métodos de Pagamento 90,0 8. Métodos de Pagamento 50,0 9. Últimas notícias/novidades 90,0 9. Últimas notícias/novidades 56,0 10. Atendimento ao Cliente on-line 90,0 10. Atendimento ao Cliente on-line 66,0 11. reserva/pagamento on-line 86,7 11. reserva/pagamento on-line 40,0 12. Informações de Transporte 86,7 12. Informações de Transporte 12,0 13. Mapas 83,3 13. Mapas 52,0 14. Descontos 80,0 14. Sites bilingües 38,0 (Fonte: adaptado de RACHMAN, 1998) A figura 5 apresenta os resultados comparados apontando pontos importantes que devem ser trabalhados pelos Web sites de turismo no Brasil. Apesar de todos os Web sites de turismo do Brasil apresentarem espaço para contato e (100%), mais do que no mundo (93,3%) as reservas/pagamento on-line nos sites do internacionais (86,7%) são mais freqüentes do que nos sites brasileiros, representando menos da metade (40%). Assim como nos itens preço/custo dos produtos/serviços (46%) e métodos de pagamento (50%) apontando para a necessidade das empresas do setor de turismo maximizarem o atendimento ao público de forma mais eficaz, através de seus Web sites minimizando os custos de estrutura e pessoal.

7 7 Características de Web Sites Internacionais e brasileiros Percentual Características Sites Internacionais Sites brasileiros Figura 5. Gráfico comparativo das características dos Web sites internacionais e brasileiros A categoria das companhias aéreas (Varig, Vasp, Transbrasil, TAM e Rio Sul) foi onde concentrou-se a incidência dos itens reservas/pagamento, preço/custo de produtos/serviços e métodos de pagamento. Curiosamente, nos Web sites de turismo do Brasil é maior a incidência de opção para informações em outros idiomas, principalmente nos sites de organismos municipais e estaduais do nordeste do Brasil, região que tem desenvolvido mais o setor de turismo. Este item, que não foi mensurado por Rachman (1998), mas detectado neste resultado comparado. Na categoria de agências de viagens/operadoras, das 50 analisadas somente 11 possuem a opção de outros idiomas, demonstrando claramente que essas empresas estão voltadas para o turismo exportativo, sendo que o Brasil pulou de 43º lugar em 1994 para 29º lugar em 1998 no ranking de destino turístico de acordo com a WTO. Portanto, as características básicas que teve conter um Web site de turismo são: produtos/serviços, preço dos produtos/serviços, contato para informações, , reservas/pagamentos on-line, atendimento ao cliente on-line, informações sobre disponibilidades, sistema de pesquisa sobre produtos/serviços, hot links, imagens/fotos, índice do site/mapa do site. Estas são as caraterísticas que são apresentadas em um Web site que tem por objetivo comercializar seus produtos/serviços na Internet. (RACHMAN, 1998). De acordo com a pesquisa de RACHMAN (1998) foram detectadas características diferenciadas para Web sites em geral e para Web sites de turismo para sua efetividade na utilização, no marketing e transação de produtos/serviços do turismo, com base nos três elementos indispensáveis para Web sites de turismo eficientes: conteúdo, qualidade do conteúdo e design como está apresentado na figura 6.

8 8 F acilidade no uso Rap idez Apresentação Interatividade A ccessib ilidad e Design Web Sites de Turism o Eficazes Conteúdo Conteúdo básico Promoções/serviços Contato para Inform ações Reservas/pagamentos o n lin e A ten dimento ao cliente on-line Ch ecag em d e dispon ib ilidade Sistema de busca de pro dutos /ser viços Hot links foto s indice/mapa do site Conteúdo de turismo programa.atividades gu ia de viagem info rmações de transporte mapa hosped agem orientação para viajan tes Outras conteúdos ofertas especiais Descontos Co nteúdo atualizad o Abrangente Precisão Clareza Utilidade Qualidade figura 6. Elementos para um Web site eficaz de turismo (RACHMAN, 1998). Conclusão A Internet, com toda a sua abrangência, representa a mais pura expressão da globalização dos negócios, e seus impactos nos setores de comércio e de serviços ainda estão longe de ser completamente compreendidos e dimensionados. Nos últimos anos, a Internet já vem assumindo um papel cada vez mais relevante para as empresas e consumidores na prestação dos mais diversos serviços. Já existe, também, um grande número de empresas de variados produtos dedicadas ao varejo pela Internet. O uso da rede nos negócios vem despertando um interesse cada vez maior de grandes corporações, especialmente nos Estados Unidos. O comércio tradicional terá que investir em atendimento e apresentação de soluções. Sair para comprar terá de ser, cada vez mais, um prazer para o consumidor. Nesse aspecto, o comércio tradicional terá que tirar proveito da oportunidade do contato pessoal, qualificando o atendimento ao público. O Brasil, como outros países em desenvolvimento, precisa começar a discutir, imediatamente, as implicações que o comércio eletrônico trará e se preparar para defender sua posição. Precisa resolver também o problema básico de eficiência de sua infra-estrutura de telecomunicações e criar oportunidades de consumo para novas parcelas de sua população. Consumidores, empresas e mesmo os governos têm muito que aprender quanto ao comércio eletrônico através da Internet. A massa crítica ainda vai demorar a ser atingida. Considerando o trabalho de RACHMAN (1998) pode-se observar a rapidez do crescimento dos turistas que utilizam a Internet como ferramenta para decisão de compra obrigando a uma profunda análise do setor de agências de viagens, como canais de distribuição, e a necessidade de rápida reformulação e melhoria das informações e serviços fornecidas ao consumidor.

9 9 Bibliografia EMBRATUR. (2000). A Indústria do Turismo no Brasil. Disponível em link válido em às 11h15) JUPITER Communications, (2000). Press Release, April 19, Online Travel Number One by 2005 (1998a). Press Release, November 9, Jupiter Finds 42 Percent of Web Sites Fail At Customer Service. (1998b). Press Release, April 2, Jupiter Predicts Soon-to-be $11.7 Billion Online Travel Industry Will Open Opportunities Beyond Air. HO, James (1996). Evaluating the World Wide Web: A Study of 1000 Commercial Sites, Information Decision Sciences, University of Illinois, Chicago, June, Link válido em às 21h. HO, James (1997). Evaluating the World Wide Web: A Global Study of Commercial Sites, Journal of Computer Mediated Communication, 3(1), June, Disponível em Link válido em às 20h. MICHIGAN State University. (2000). Economic Impacts of Recreation and Tourism. Economic Impacts of Recreation and Tourism Web Site. Disponível em Link válido em às 17h10) OEA. (1999). Organização dos Estados Americanos. Sostenibilidad del turismo mediante la gestión de la nueva tecnología para el marketing de destinos turísticos. Disponível em Link válido em às 22h45. RACHMAN, Zulfikar M. and Richins, Harrold (1997). The Status of New Zealand Tour Operator Web Sites, The Journal of Tourism Studies, 8(2), December, pp (1998). Effective Tourism Web sites: A Web-Based and Tourism Web Sites Review. The Agency for the Assessment and Application of Technology. Tesis. Disponível em Link válido em às 15h30) WTO (1999a). World Travel Organization. Press Release. November 5, A la Caza del turista en la red. Disnonível em Link válido em às 10h) (1999b). Press Release. November 5, Desmistifying the Internet revolution. Disnonível em Link válido em às 9h:45) (2000). Notícias de la OMT, 27 de enero, La salida a Internet: una urgencia para la empresa turística. Disponível em Link válido em às 10h30. WTTC (1999). The Travel and Tourism Satellite Account, World Economic Impact, World Travel and Tourism Council. Disponível em Link válido em às 23h30.

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 01. Apresentação Fator W é a marca fantasia através da qual o desenvolvedor web

Leia mais

Travelport adquire Hotelzon para liderar crescimento no segmento hoteleiro

Travelport adquire Hotelzon para liderar crescimento no segmento hoteleiro NEWS RELEASE Travelport adquire Hotelzon para liderar crescimento no segmento hoteleiro Langley, Reino Unido, 12 de junho de 2014: A Travelport, empresa líder no segmento de comércio de viagens, que oferece

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL SOBRE NÓS Fundada em 2003, a Navega Viagens e Turismo atua no mercado de turismo comprometida com a qualidade de atendimento aos clientes e sua consequente satisfação. Nosso

Leia mais

Política de Viagem Quatro Estações

Política de Viagem Quatro Estações 1 Gestão De Viagens Corporativas Construindo Uma Política De Viagens Mais Efetiva O documento em questão visa difundir informações, consolidar as práticas de mercado que nós consideramos importantes na

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

A evolução no setor da hotelaria e turismo. Qual é o espaço para os websites dos hotéis

A evolução no setor da hotelaria e turismo. Qual é o espaço para os websites dos hotéis ÍNDICE Introdução A evolução no setor da hotelaria e turismo Qual é o espaço para os websites dos hotéis Como garantir que o consumidor irá visitar o website de um hotel As vantages que um bom website

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão . Indice 1 Introdução 2 Quem Somos 3 O que Fazemos 4 Planejamento 5 Serviços 6 Cases 9 Conclusão . Introdução 11 Segundo dados de uma pesquisa Ibope de 2013, o Brasil ocupa a terceira posição em quantidade

Leia mais

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br MARKETING DIGITAL Ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar novos

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

Home Quem Somos Produtos Vantagens Contactos. Apresentação Criada por SPICAROS Presentation Created by SPICAROS info@spicaros.com www.spicaros.

Home Quem Somos Produtos Vantagens Contactos. Apresentação Criada por SPICAROS Presentation Created by SPICAROS info@spicaros.com www.spicaros. .1 Spicaros é o resultado de 30 anos de trabalho de uma equipa global, constituída por profissionais altamente qualificados em distintos sectores de negócio. Aliando uma quantidade ímpar de conhecimentos,

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves Plano de Negócios Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves 1 Instituto de Informática Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Caixa Postal 15.064 91.501-970

Leia mais

Comércio Eletrônico em Números

Comércio Eletrônico em Números Comércio Eletrônico em Números Evolução do E-commerce no Brasil 23 milhões é um grande número. 78 milhões 23 milhões Enorme potencial de crescimento no Brasil Mas fica pequeno se comprarmos com o número

Leia mais

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente 1. Quais os componentes de um sistema cliente-servidor? Clientes e servidores 2. Na visão do hardware, defina o que é cliente e o que é servidor: Clientes. Qualquer computador conectado ao sistema via

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Selling Platform. Ofereça um serviço personalizado e único aos seus clientes

Selling Platform. Ofereça um serviço personalizado e único aos seus clientes Selling Platform Ofereça um serviço personalizado e único aos seus clientes 2 Amadeus Selling Platform 6.2 O melhor desempenho Uma solução com desempenho profissional Diversos conteúdos em um só local

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

*Todos os direitos reservados.

*Todos os direitos reservados. *Todos os direitos reservados. A cada ano, as grandes empresas de tecnologia criam novas ferramentas Para o novo mundo digital. Sempre temos que nos renovar para novas tecnologias, a Karmake está preparada.

Leia mais

Consultadoria, Pesquisas de Mercado e Opinião

Consultadoria, Pesquisas de Mercado e Opinião Pesquisas de Mercado Online 1. Apresentação O que é a Pesquisadireta? A Pesquisadireta é uma empresa de pesquisas de opinião e mercado exclusivamente online. De uma forma rápida e flexível, sua empresa

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

Partner. Oportunity. Technology. Designe. Product. E-commerce

Partner. Oportunity. Technology. Designe. Product. E-commerce Partner Oportunity Technology Designe Product E-commerce QUEM SOMOS Um grupo de Empreendedores, com uma visão futurista neste mercado abrangente que é o mundo Digital, pensando assim criamos este projeto

Leia mais

GROUP PEDREIRA S PROJECTO IN AIR CONDITIONING SERVICE

GROUP PEDREIRA S PROJECTO IN AIR CONDITIONING SERVICE Serviços de Instalação - VRV e VRF O ar condicionado está se tornando rapidamente a tecnologia favoreceu para fornecer aquecimento e soluções para escritórios, comércio e lazer de refrigeração. Ele está

Leia mais

Pesquisa FGV-EAESP de Comércio Eletrônico no Mercado Brasileiro 16 a Edição 2014

Pesquisa FGV-EAESP de Comércio Eletrônico no Mercado Brasileiro 16 a Edição 2014 Resumo Introdução O Comércio Eletrônico é um dos aspectos relevantes no ambiente empresarial atual e tem recebido atenção especial das empresas nos últimos anos, primeiro por ser considerado como uma grande

Leia mais

E-Business. Parte 2. Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com

E-Business. Parte 2. Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com Parte 2 Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com As dimensões do E-Commerce (Comércio Eletrônico). SCM - Supply Chain Management (Gerenciamento de Cadeia de Fornecimento) ERP - Enterprise Resourse

Leia mais

Relato da Iniciativa

Relato da Iniciativa 1 Relato da Iniciativa 5.1 Nome da iniciativa ou projeto Novo portal institucional da Prefeitura de Vitória (www.vitoria.es.gov.br) 5.2 Caracterização da situação anterior A Prefeitura de Vitória está

Leia mais

Inspire Inove Faça Diferente

Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Se eu tivesse um único dolar investiria em propaganda. - Henry Ford (Fundador da Motor Ford) As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer

Leia mais

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com 7 DICAS IMPERDÍVEIS QUE TODO COACH DEVE SABER PARA CONQUISTAR MAIS CLIENTES www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com As 7 dicas imperdíveis 1 2 3 Identificando seu público Abordagem adequada

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias CONSULTORIA COMÉRCIO ELETRÔNICO CONSULTORIA PARA IMPLANTAÇÃO

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

NCR CONNECTIONS. CxBanking

NCR CONNECTIONS. CxBanking CxBanking NCR CONNECTIONS Nossa soluc a o multicanal permite aos bancos implementar rapidamente servic os empresariais personalizados em canais fi sicos e digitais. Um guia de soluções da NCR Visão geral

Leia mais

3M lança Visual Attention Service baseado na Web para aumentar impacto do design

3M lança Visual Attention Service baseado na Web para aumentar impacto do design Windows Azure Soluções para clientes - Estudo de caso 3M lança Visual Attention Service baseado na Web para aumentar impacto do design Visão geral País ou região: Estados Unidos Setor: Fabricação alta

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar

Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar Análise dos custos nas agências de viagem e formas de aperfeiçoamento do setor Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar Análise dos custos nas agências de viagem e formas de

Leia mais

Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido

Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido Folheto do produto Genesys Chat Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido Hoje os clientes querem e esperam opções de autoatendimento quando participam de vendas on-line e

Leia mais

O design nos serviços

O design nos serviços O design nos serviços SUMÁRIO O que é Serviço Alguns segmentos do Serviço Design no Turismo Design na Economia criativa Design na Economia digital Design nas Startups Design na Limpeza Design no Transporte

Leia mais

SAP Customer Success Story Turismo Hotel Urbano. Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One

SAP Customer Success Story Turismo Hotel Urbano. Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One Geral Executiva Nome da Hotel Urbano Indústria Turismo Produtos e Serviços Comercialização online de pacotes

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS².

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². ¹Estudante do curso Análise e Desenvolvimento de sistemas. Instituto Federal de Minas Gerais campus Bambuí. Rod. Bambuí

Leia mais

Expedia. investe no Brasil. Mercado online

Expedia. investe no Brasil. Mercado online Expedia investe no Brasil por Fabio Steinberg Considerada a maior agência online do mundo, a empresa abre um escritório no país, onde o segmento de viagens cresce a uma taxa de 28%, movimentando US$ 29

Leia mais

Sociedade e Tecnologia

Sociedade e Tecnologia Unidade de Aprendizagem 15 Empresas em Rede Ao final desta aula você será capaz de inovações influenciam na competitividade das organizações, assim como compreender o papel da Inteligência Competitiva

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

Monetização de APIs: extraindo o valor de seus dados

Monetização de APIs: extraindo o valor de seus dados Monetização de APIs: extraindo o valor de seus dados Explore o potencial de seus dados A economia dos aplicativos forçou uma transformação nas empresas. Para capturar novas oportunidades de crescimento,

Leia mais

Personalização da Loja: Personalizamos a sua loja com base na identidade visual da empresa, logomarca, personalização de botões e cores.

Personalização da Loja: Personalizamos a sua loja com base na identidade visual da empresa, logomarca, personalização de botões e cores. Curitiba, 03 de Dezembro de 2014. CLIENTE: Vidri FONE: 3272-9598 RESPONSÁVEL: Luciano Plataforma e-commerce Ideal Loja Apresentação: A Plataforma e-commerce Ideal Loja, é uma plataforma própria em uso

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

ESTUDO SOBRE A UTILIZAÇÃO DOS GDSS PELAS AGÊNCIAS DE VIAGENS DE PORTO ALEGRE-RS

ESTUDO SOBRE A UTILIZAÇÃO DOS GDSS PELAS AGÊNCIAS DE VIAGENS DE PORTO ALEGRE-RS ESTUDO SOBRE A UTILIZAÇÃO DOS GDSS PELAS AGÊNCIAS DE VIAGENS DE PORTO ALEGRE-RS Jessica Borges de Almeida Lucimari Acosta Pereira Morgana Martini Arin RESUMO: O presente trabalho trata-se de uma análise

Leia mais

SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB.

SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB. SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB. #estratégia #marketingdigital #websites Somos uma agência especializada em MARKETING DIGITAL 2007 +7 anos de experiência A Ramosdesign foi criada

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a SISTEMAS INTEGRADOS Prof. Eduardo Oliveira Bibliografia adotada: COLANGELO FILHO, Lúcio. Implantação de Sistemas ERP. São Paulo: Atlas, 2001. ISBN: 8522429936 LAUDON, Kenneth C.; LAUDON, Jane Price. Sistemas

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

E-Book MKT DE PERFORMANCE

E-Book MKT DE PERFORMANCE E-Book MKT DE PERFORMANCE MKT de Performance O Marketing de Performance é um conjunto de técnicas que permitem mensurar e otimizar o desempenho de um site/ecommerce/landing page e os resultados de ações

Leia mais

Desembaraço. Informações da indústria como você nunca viu

Desembaraço. Informações da indústria como você nunca viu Desembaraço Informações da indústria como você nunca viu Introdução É uma ferramenta dominada pela geração Y, mas que foi criada pela geração X. Ela aproxima quem está longe e tem distanciado quem está

Leia mais

Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação.

Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação. Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação. Desenvolvemos lojas virtuais, websites, portais, intranets, webmails, hotsites, entre outros serviços

Leia mais

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce;

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce; Objetivos Administração Profª Natacha Pouget Módulo: Gestão de Inovação e Ativos Intangíveis Tema da Aula: E-Business e Tecnologia da Informação I Entender as definições de e-business e e- commerce; Conhecer

Leia mais

Sistemas web e comércio eletrônico. Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico

Sistemas web e comércio eletrônico. Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico Sistemas web e comércio eletrônico Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico Tópicos abordados Arquitetura do e-commerce Aspectos importantes do e-commerce Modelos de negócios Identificação do modelo

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011

Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011 Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011 1. Apresentação A RiSE Reuse in Software Engineering e o Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD), com o apoio do CNPq

Leia mais

7.1 Turismo Rural: Estratégias e comercialização de um mercado consolidado

7.1 Turismo Rural: Estratégias e comercialização de um mercado consolidado 7. Fundamentos do agenciamento e produtos turísticos 7.1 Turismo Rural: Estratégias e comercialização de um mercado consolidado INSTRUTOR(A): Andreia Roque Representantes de agências de viagens, técnicos

Leia mais

ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL. (11) 3522-5338 - www.cvsweb.com.br comercial@cvsweb.com.br

ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL. (11) 3522-5338 - www.cvsweb.com.br comercial@cvsweb.com.br ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL 2 + 67.500.000 + 67,5 MILHÕES DE INTERNAUTAS NO BRASIL FONTE: IBOPE/NIELSEN 58.290.000 58,2 MILHOES DE INTERNAUTAS NO BRASIL ACESSAM A INTERNET SEMANALMENTE -87% FONTE:

Leia mais

Como viajar mais, gastando menos. FogStock?Thinkstock. 52 KPMG Business Magazine

Como viajar mais, gastando menos. FogStock?Thinkstock. 52 KPMG Business Magazine Como viajar mais, gastando menos FogStock?Thinkstock 52 KPMG Business Magazine Boa gestão propicia redução de custos com viagens corporativas O controle de custos é tema recorrente nas organizações. O

Leia mais

A verdadeira arte de viajar

A verdadeira arte de viajar A verdadeira arte de viajar A Ducato Turismo é uma agência especializada na prestação de serviços de gestão de viagens corporativas, com proposta e objetivo de personalização no atendimento diferenciado

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos

RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos como posso assegurar uma experiência excepcional para o usuário final com aplicativos

Leia mais

NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE

NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE A GESTÃO DE PAGAMENTO WWW.CYBERSOURCE.COM BRASIL@CYBERSOURCE.COM COMO SER MAIS EFICIENTE, RÁPIDO E SEGURO PARA QUE OS CLIENTES PREFIRAM COMPRAR

Leia mais

Sobre o Instituto Desenvolve T.I

Sobre o Instituto Desenvolve T.I Sobre o Instituto Desenvolve T.I A empresa Desenvolve T.I foi fundada em 2008, em Maringá, inicialmente focando a sua atuação em prestação de serviços relacionados à Tecnologia da Informação e atendendo

Leia mais

EVER SANTORO www.eversantoro.com.br DOCENCIA > UNIP

EVER SANTORO www.eversantoro.com.br DOCENCIA > UNIP GESTÃO DAS INFORMAÇÕES EVER SANTORO www.eversantoro.com.br DOCENCIA > UNIP CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PROGRAMAÇÃO EXPOSIÇÃO DA DISCIPLINA Cultura da informação Informação estratégica Conceito ampliado de informação

Leia mais

Soluções baseadas no SAP Business One BX PROJECT BX PROJECT. Software de Gestão para Empresas Orientadas à Projetos. Brochura

Soluções baseadas no SAP Business One BX PROJECT BX PROJECT. Software de Gestão para Empresas Orientadas à Projetos. Brochura Brochura BX PROJECT Soluções baseadas no SAP Business One BX PROJECT Software de Gestão para Empresas Orientadas à Projetos SAP Business One para Empresas de Projetos Esta combinação de SAP Business One

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Apresentação dos Resultados 3T06

Apresentação dos Resultados 3T06 Apresentação dos Resultados 3T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao»

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Proposta Comercial Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Data 14 de setembro de 2012 Preparado para: «Nome» «Sobrenome» 1. Objetivo

Leia mais

Muitos varejistas têm adotado o uso de marketplaces como canais de venda adicionais às suas lojas virtuais já consolidadas.

Muitos varejistas têm adotado o uso de marketplaces como canais de venda adicionais às suas lojas virtuais já consolidadas. Os marketplaces são um modelo de e-commerce em que empresas comercializam seus produtos através de um site com grande fluxo de visitas e uma marca conhecida. Muitos varejistas têm adotado o uso de marketplaces

Leia mais

AQUI VOCÊ ENCONTRA! (67) 9674-5519 Salas comerciais, veículos, imóveis, serviços, produtos, ofertas, eventos e muito mais...

AQUI VOCÊ ENCONTRA! (67) 9674-5519 Salas comerciais, veículos, imóveis, serviços, produtos, ofertas, eventos e muito mais... Quem somos: O site msfacil.com.br, foi criado posteriormente do site ivifacil.com.br, que atendia somente a cidade de Ivinhema. Desde a criação do Ivifácil, já ocorria à expectativa para expansão do site,

Leia mais

Guia do usuário SGV versão 3.0.7 Modulo I Introdução ao Sistema

Guia do usuário SGV versão 3.0.7 Modulo I Introdução ao Sistema Guia do usuário SGV versão 3.0.7 Modulo I Introdução ao Sistema Versão 3.0.7 BBTUR VIAGENS E TURISMO 27/08/2014 1 Sumário Modulo I Introdução ao Sistema...3 Requisitos mínimos para utilização do Sistema...3

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROJETOS OS BENEFÍCIOS DA APLICAÇÃO DAS DIRETRIZES DA GESTÃO DE PROJETOS REUNIDAS NO PMBOK NO PLANEJAMENTO TURÍSTICO DE DESTINOS ALUNA: HELENA PERES

Leia mais

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual.

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. Somos uma empresa especializada em soluções voltadas ao segmento digital como: criação,

Leia mais

www.fgvsp.br/cia/ned 5 ª EDIÇÃO MARÇO DE 2003 RESUMO *

www.fgvsp.br/cia/ned 5 ª EDIÇÃO MARÇO DE 2003 RESUMO * CENTRO DE INFORMÁTICA APLICADA PROGRAMA DE EXCELÊNCIA DE NEGÓCIOS NA ERA DIGITAL PESQUISA FGV COMÉRCIO ELETRÔNICO NO MERCADO BRASILEIRO www.fgvsp.br/cia/ned 5 ª EDIÇÃO MARÇO DE 2003 RESUMO * COORDENADOR:

Leia mais

Plataformas de Comércio Eletrônico

Plataformas de Comércio Eletrônico Plataformas de Comércio Eletrônico Plataforma de Ecommerce O sistema responsável pelo gerenciamento e visualização da loja na Web. É o sistema que nos possibilita criar a loja virtual e também gerenciá-la,

Leia mais

TIRE SEU PROJETO DA GAVETA. kinghost.com.br

TIRE SEU PROJETO DA GAVETA. kinghost.com.br TIRE SEU PROJETO DA GAVETA #1 Escolha a ferramenta ideal para impulsionar seu negócio. Existem diversas ferramentas no mercado que podem lhe auxiliar na hora de montar e administrar seu negócio. São plataformas

Leia mais

Somos uma agência de soluções online, especializada em marketing digital e inovações.

Somos uma agência de soluções online, especializada em marketing digital e inovações. Somos uma agência de soluções online, especializada em marketing digital e inovações. Nós criamos marcas, desenvolvemos estratégias, produzimos conteúdo, além de cuidar do posicionamento estratégico da

Leia mais

Planejamento de Marketing

Planejamento de Marketing PARTE II - Marketing Estratégico - Nessa fase é estudado o mercado, o ambiente em que o plano de marketing irá atuar. - É preciso descrever a segmentação de mercado, selecionar o mercado alvo adequado

Leia mais

FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO

FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

Prezado Futuro Cliente

Prezado Futuro Cliente Prezado Futuro Cliente É com grade satisfação que encaminhamos nossa apresentação institucional e certos de estabelecermos uma parceria de sucesso e duradoura. Ela foi desenvolvida com objetivo de mostrar

Leia mais

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel E-BUSINESS Profª. Kelly Hannel AGENDA Evolução da internet nos negócios Conceitos de E-BUSINESS e COMÉRCIO ELETRÔNICO Identificando tendências do E-BUSINESS Quadro das interações possíveis no meio eletrônico

Leia mais

Partner. Oportunity. Technology. Designe. Product. E-commerce

Partner. Oportunity. Technology. Designe. Product. E-commerce Partner Oportunity Technology Designe Product E-commerce Marketing digital São ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais

Leia mais

Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto. O Guia para prever o retorno do investimento do PPM

Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto. O Guia para prever o retorno do investimento do PPM Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto O Guia para prever o retorno do investimento do PPM Tech-Clarity, Inc. 2008 Sumário Introdução à questão... 3 Cálculo dos benefícios do Gerenciamento

Leia mais

Backsite Serviços On-line

Backsite Serviços On-line Apresentação Quem Somos O Backsite Com mais de 15 anos de mercado, o Backsite Serviços On-line vem desenvolvendo soluções inteligentes que acompanham o avanço das tecnologias e do mundo. Com o passar do

Leia mais

Dispomos de filiais em Natal/RN, bairro de Ponta Negra.

Dispomos de filiais em Natal/RN, bairro de Ponta Negra. Quem Somos? Atua há 22 anos firmada no mercado como agência especializada na negociação, planejamento, divulgação e execução das atividades turísticas. Empresa esta, devidamente cadastrada pelos órgãos

Leia mais

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA An Innovations in Technology and Governance Case Study Desde o final dos anos 1980, diversos governos

Leia mais

FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE

FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE SUMÁRIO QUEM SOMOS 02 PREMIAÇÕES 03 ONDE ESTAMOS 04 O MODELO QUIOSQUE 06 NOSSO NEGÓCIO 07 MULTIMARCAS 07 MULTISERVIÇOS 08 PERFIL DO FRANQUEADO 09 VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE

Leia mais

ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO

ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO Garanta o sucesso da missão. Garanta o sucesso da missão. A Rosetta Stone ajuda organizações governamentais e sem fins lucrativos a capacitar

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

Diretivas do programa

Diretivas do programa Valued partner program América Latina Diretivas do programa www.datamax-oneil.com Valued Partner Program (VPP) da Datamax-O Neil Visão geral do programa O Valued Partner Program da Datamax-O Neil é um

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA ANATEL NÚMERO 241 INTRODUÇÃO

CONSULTA PÚBLICA ANATEL NÚMERO 241 INTRODUÇÃO CONSULTA PÚBLICA ANATEL NÚMERO 241 INTRODUÇÃO A Associação GSM, por meio desta, apresenta por escrito as suas contribuições à Consulta Pública da ANATEL número 241 e respeitosamente solicita que as mesmas

Leia mais

Gestão do Conteúdo. 1. Introdução

Gestão do Conteúdo. 1. Introdução Gestão do Conteúdo 1. Introdução Ser capaz de fornecer informações a qualquer momento, lugar ou através de qualquer método e ser capaz de fazê-lo de uma forma econômica e rápida está se tornando uma exigência

Leia mais