PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ASSESSORIA DE PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ASSESSORIA DE PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA"

Transcrição

1 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ASSESSORIA DE PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Pesquisa Qualitativa Ad hoc Copa do Mundo I (08/2013) RELATÓRIO FINAL EMPRESA RESPONSÁVEL: BRASILIA DF 09/10/2013

2 Sumário 1 Apresentação Escopo da Pesquisa Métodos e Técnicas de Pesquisa Detalhamento do Roteiro de Pesquisa Detalhamento do Plano de Recrutamento Detalhamento dos Procedimentos Adotados nos Trabalhos de Campo Análise dos Resultados da Pesquisa Conclusões / Considerações Finais Recomendações Anexo I Roteiro dos Grupos Anexo II Cronograma e Perfil dos Grupos

3 1 Apresentação 1.1 Base Legal De acordo com a legislação brasileira em vigor (Lei nº /2003, art. 2ºB, III), a Secretaria de Comunicação Social (SECOM) tem entre suas missões institucionais a atribuição de organizar e desenvolver um sistema de informação e pesquisa de opinião pública, cujos principais objetivos devem ser monitorar as demandas da sociedade por políticas e serviços públicos bem como a avaliação que a sociedade faz dessa oferta de políticas e serviços públicos. Nesse sentido, o Decreto nº 6.555/2008 sugere alguns objetivos para esse sistema de informação e pesquisa de opinião pública. Com base nos incisos I, II e IV do artigo 1º e nos incisos VIII e XI do artigo 2º do referido decreto, podem ser indicados como objetivos do sistema de informação e pesquisa de opinião pública a realização de atividades destinadas a: I. Avaliar o conhecimento da sociedade sobre políticas e programas federais; II. III. IV. Avaliar o conhecimento do cidadão sobre direitos e serviços colocados à sua disposição; Identificar assuntos de interesse público que orientem o conteúdo das informações a serem disseminadas; Avaliar a adequação de mensagens, linguagens e canais aos diferentes segmentos de público; V. Avaliar a eficiência e racionalidade na aplicação dos recursos públicos. No campo da avaliação de programas e ações governamentais, a pesquisa de opinião pública é uma forma amplamente aceita de conhecer como os cidadãos percebem os efeitos das políticas públicas em suas vidas. Além disso, oferece aos tomadores de decisão subsídios importantes para sua atuação e permite fazer com que as ações governamentais sejam responsivas às prioridades e expectativas da população. Por isso, a SECOM realiza uma série de levantamentos e análises que objetivam compreender a percepção da população sobre as ações governamentais e, por conseguinte, contribuir para a tomada de decisão no âmbito do Governo Federal e, principalmente, para o planejamento das ações de formulação e articulação das iniciativas de comunicação do Poder Executivo Federal. Essas pesquisas constituem importante instrumento de gestão e maximização de recursos, pois, ao aplicarem métodos e técnicas cientificamente válidas, permitem a construção de parâmetros para campanhas de comunicação institucional e de utilidade pública com foco e meios mais precisos, proporcionando assim a realização de resultados mais tangíveis e maior efetividade em relação aos objetivos propostos na política pública de comunicação. 3

4 Além disso, as pesquisas realizadas pela SECOM oferecem um canal adicional de manifestação cidadã, pois oferecem à população a oportunidade de se expressar sobre o desempenho do Poder Executivo e sobre suas demandas mais prementes, o que confere uma aplicação vertical da noção de prestação de contas política (accountability), essencial ao funcionamento da democracia. A Legislação pertinente e informações adicionais podem ser consultadas na página da SECOM na Internet: 1.2 Contrato da Pesquisa Contrato nº 001/ Ordem de Serviço da Pesquisa Ordem de serviço 006/

5 2 Escopo da Pesquisa 2.1 Contexto Esta pesquisa qualitativa avaliou dois temas centrais na agenda do Governo Federal: a preparação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 e a percepção sobre o caráter federativo da prestação de alguns serviços públicos. Ambos os temas pretendem aprimorar a comunicação governamental em relação ao evento e ao papel do Governo Federal na prestação de serviços públicos Bloco I Copa do Mundo A Copa do Mundo da FIFA é um dos maiores eventos esportivos do planeta. A disputa quadrienal entre as melhores seleções mundiais mobiliza bilhões de pessoas em dezenas de países, envolvendo diversas culturas. Inflama paixões e, ao mesmo tempo, reduz diferenças 1. Com a definição do Brasil, em outubro de 2007, como país sede da vigésima Copa do Mundo, iniciou-se um abrangente esforço nacional que ultrapassa o simples cumprimento das exigências da organização e a realização de um bom papel aos olhos do mundo. Com a ratificação das 12 cidades-sede, em maio de 2009, o trabalho de planejamento e execução de empreendimentos estratégicos desencadeou o desenvolvimento de uma série de ações que transcende qualquer parâmetro esportivo. Por meio da ampla participação de governos, empresas e cidadãos, o Brasil vem passando por transformações importantes em todas as suas regiões, a partir de investimentos realizados de Norte a Sul no país, em especial dos recursos alocados nas cidades-sede onde acontecerão os jogos e eventos festivos: Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Para todos os brasileiros, qualquer que seja o resultado nos gramados da Copa, deverá ficar um relevante legado em infraestrutura, geração de empregos e renda e promoção da imagem do país em escala global. Todavia, as recentes manifestações apontaram para significativa insatisfação da população com relação aos compromissos assumidos pelos governos para com a organização do evento. Nesse contexto, a pesquisa pretendeu esclarecer o nível de informação do público sobre os preparativos para a Copa, bem como conhecer a opinião da população sobre o evento. Por fim, esta pesquisa traz subsídios para aprimorar a comunicação do Governo Federal em questões associadas à realização da Copa do Mundo. 1 Fonte principal: 5

6 2.1.2 Bloco II Serviços Públicos Dado o caráter multifacetado da preparação de uma Copa do Mundo, consideramos oportuno aproveitar a realização de grupos de discussão para compreender melhor a percepção da sociedade brasileira sobre o papel de cada nível de governo na prestação dos principais serviços públicos: transportes, segurança, educação e saúde, entre outros. Uma preocupação fundamental para a condução das políticas públicas está na avaliação que os cidadãos fazem dos serviços públicos. A razão disso está no fato de ser a função de um governo democrático materializar, por meio de suas ações e políticas, as expectativas e anseios da população que representa. Para garantir o cumprimento desse papel, um amplo arcabouço institucional é estruturado pela Constituição e funciona para garantir que o governo seja responsivo às expectativas da população, isto é, atue em resposta às demandas e preferências de seus cidadãos, considerados politicamente iguais. Sobre esse fundamento ergue-se a noção de poliarquia, visão predominante de regime político liberal democrático na literatura especializada 2. Esta pesquisa qualitativa avaliou como os cidadãos enxergam as políticas públicas que, nas recentes pesquisas quantitativas, são apontadas como prioritárias pela população, a saber: saúde, segurança, educação, economia e, em função das manifestações de junho, transporte. Para tanto, a análise dos grupos de discussão contribui para apreender a visão dos cidadãos sobre o andamento dessas áreas, bem como desenvolver uma discussão sobre o que as pessoas esperam de cada governo. Dessa forma, o levantamento trabalhou com três focos: (i) saber como os serviços públicos são percebidos pela população; (ii) quais são as expectativas da população para essas políticas públicas; e (iii) quem seriam os responsáveis por garantir a implementação dos serviços listados (e qual seria o papel do Governo Federal nesse arranjo de responsabilidades). 2.2 Indicador de referência Não há. 2.3 Objetivo Geral Bloco I - Copa do Mundo Avaliar a percepção e expectativas da população em relação à Copa do Mundo FIFA de Futebol e seu significado para o Brasil Bloco II Serviços Públicos Aferir as impressões e expectativas da população brasileira com relação aos serviços ofertados pelo Estado. 2 Dahl, Robert Alan, Fernando Limongi e Celso Paciornik. Poliarquia: participação e oposição. Edusp,

7 2.4 Objetivos Específicos Objeto I Copa do Mundo Compreender como a população avalia as ações empreendidas para a realização da Copa do Mundo no Brasil; Conhecer as expectativas da população para o evento; Conhecer como a população avalia o relacionamento dos governos com a da FIFA e demais atores envolvidos na realização do campeonato; Avaliar a percepção da população quanto à realização da Copa do Mundo no atual contexto sociopolítico do Brasil; Detectar a percepção da população quanto aos benefícios produzidos pela realização da Copa no País; Verificar a existência ou não de um discurso predominante com relação ao evento e o papel dos governos na sua realização Objeto II Serviços Públicos Realizar discussão sobre a responsabilidade de cada ente federado na condução dos serviços públicos essenciais indicados como prioritários em pesquisas quantitativas; Compreender as razões da crescente federalização dos serviços públicos; Avaliar a percepção das pessoas quanto ao grau de influência do Governo Federal sobre a qualidade dos serviços prestados à população; Debater as expectativas da população com relação ao papel do Governo Federal na garantia de serviços públicos, inclusive no relacionamento com outras esferas de governo; Verificar as expectativas da população quanto à qualidade dos serviços públicos no curto prazo; Elaborar subsídios para a comunicação de utilidade pública do Governo Federal no intuito de aumentar o conhecimento da população sobre seus direitos e, por conseguinte, facilitar o acesso a serviços de qualidade. Observação: na discussão sobre os serviços essenciais, quando couber, deverão ser abordadas as diferentes modalidades desses serviços. Por exemplo, quando se tratar de educação, trabalhar os seus níveis principais (fundamental, médio, técnico e superior). 7

8 2.5 Público Alvo Pessoas com mais de 18 anos; Ambos os sexos; Todas as classes econômicas (ABCD); Localidades: Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. 8

9 3 Métodos e Técnicas de Pesquisa Pesquisa Qualitativa com grupos de discussão. Na dinâmica dos grupos focais utilizamos técnicas projetivas. As técnicas projetivas consistem em uma forma descontraída de perguntar por meio das quais os participantes da discussão, sem terem ciência do objetivo que se quer atingir, trazem à tona conteúdos emocionais e respostas espontâneas. As técnicas projetivas permitem que os participantes se expressem de uma forma relativamente fácil. Eles acabam por revelar um conteúdo não tão direto, de teor mais emocional que racional. O uso das técnicas projetivas é para que o respondente não saiba o propósito das perguntas que são realizadas durante o grupo, evitando assim o discurso politicamente correto e respostas diretas e objetivas. No presente estudo, foi utilizada a técnica de associação livre. O moderador estimula uma palavra e os participantes podem associá-las a quaisquer outras, de forma livre e espontânea. Assim, o moderador diz a palavra Copa do Mundo e os participantes devem dizer palavras, várias palavras, sem qualquer justificativa racional. Após uma rodada de palavras, o moderador pede que o grupo fale sensações, tentando assim trazer a tona por meio dessa técnica projetiva, sentimentos e sensações que a Copa do Mundo causa na população. Após os grupos, profissionais seniores do Instituto Análise com experiência e formação adequada analisam o que foi dito e feito nas reuniões e transformam seu conteúdo em conclusões estratégicas Tipo de Pesquisa Qualitativa de discussão em grupo 3.2. Tipo de Coleta Sala de espelho com gravação de imagem e áudio 3.3. Período de Execução 09 a 17 de setembro de Processo de recrutamento Lista telefônica e ponto de fluxo 9

10 4 Detalhamento do Roteiro de Pesquisa O roteiro de pesquisa foi elaborado pela equipe técnica do Instituto Análise em diálogo com os representantes da SECOM para troca de conhecimento e experiências com a finalidade de desenvolver um roteiro que pudesse responder às questões levantadas durante a descrição do problema. O roteiro foi preparado a partir de uma lista de questões a serem respondidas, organizadas em grupos de tópicos e ordenadas em uma sequencia lógica, conforme apresentado a seguir: Introdução: apresentação do (a) moderador (a) e dos participantes e explicação da dinâmica; O envolvimento com o futebol: qual o grau de envolvimento dos participantes com o futebol; Percepções sobre a Copa do Mundo: opinião sobre a Copa do Mundo no Brasil, vantagens e desvantagens, benefícios que a Copa trará ao país. Uso da técnica projetiva de associação livre. Avaliação da comunicação: três vídeos sobre a Copa do Mundo são apresentados aos participantes para avaliação; Questões federativas: o papel dos governos na realização da Copa. Diferenças nos papéis dos Governos Municipal, Estadual e Federal em relação a políticas públicas. Avaliação dos serviços púbicos de saúde, segurança, educação e transporte. Imagem dos Estádios: percepções sobre os estádios (dinâmica de imagens) nas cidades-sede da Copa. Discursos relativos à Copa do Mundo: avaliação de discursos referentes à Copa do Mundo a partir de frases-sínteses sobre o mundial no Brasil. As primeiras versões do roteiro foram apresentadas pela equipe da SECOM, depois de discutidas internamente com os setores interessados. O teste para a aprovação do roteiro se deu no primeiro grupo de discussão e esse teste avaliou: Compreensão técnica; Tempo necessário para aplicação; Adequação das perguntas/ provocações. O roteiro mostrou-se adequado aos objetivos pretendidos pela pesquisa. 10

11 5 Detalhamento do Plano de Recrutamento O recrutamento dos grupos de discussão foi realizado mediante aplicação de um questionário estruturado contendo os filtros da pesquisa. Não foram recrutadas pessoas que participaram de pesquisa qualitativa no último ano, assim como pessoas que trabalhavam em atividades relacionadas com pesquisa e dinâmicas de grupo, tais como: marketing, sociologia, psicologia, trabalho em agências de publicidade e propaganda, área de comunicação e consideradas formadores de opinião, dentre outras. Além disso, por se tratar de uma pesquisa para o Governo Federal, também não foram recrutados funcionários/servidores públicos ocupantes de cargos administrativos e/ou de confiança de nenhuma esfera de governo. Foram utilizadas duas técnicas no recrutamento: 1) Telefônica utilizando lista da região e 2) Pessoal em pontos de fluxo das cidades de Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo com equipes de profissionais experientes e qualificados. Foram recrutados 12 participantes em cada grupo a fim de garantir a presença de no mínimo 8 pesquisados por discussão. Em alguns casos, para balancear o perfil dos grupos, dispensas foram realizadas. Os convidados receberam brindes por sua participação na pesquisa. 5.1 Definição dos Participantes da Pesquisa O universo de estudo e composição dos grupos de discussão foram descritos no Briefing e confirmados no Projeto de pesquisa apresentado à SECOM que requeria um mínimo de 18 grupos de discussão. Tabela 1 Distribuição do total de grupos por região e classificação socioeconômica Região Grupos Classe AB1 Classe CD Perfil Nordeste Sudeste Brasil Grupos mistos de 18 a 25 anos Grupos mistos de 30 a 39 anos Grupos mistos de 40 a 55 anos Grupos mistos de 18 a 25 anos Grupos mistos de 30 a 39 anos Grupos mistos de 40 a 55 anos 11

12 6 Detalhamento dos Procedimentos Adotados nos Trabalhos de Campo Os trabalhos de campo deram início após a aprovação do roteiro e perfil dos entrevistados. 6.1 Estrutura de Campo e Equipe Técnica Profissional Função Perfil Quantidade Recrutador Recrutar os participantes. Profissionais com Coordenador de campo Realizar treinamento e supervisionar todo o trabalho de campo. conhecimento, experiência, sensibilidade e critério. 8 2 Verificador Avaliar meta de produção e checagem do perfil dos participantes. Fazer o CRQ Controle de Qualidade no Recrutamento junto a ABEP Conclusões dos Trabalhos de Campo A logística do projeto levou em consideração equipes de recrutadores e supervisores locais acompanhados por um supervisor do Instituto Análise para garantir que a metodologia da pesquisa fosse aplicada uniformemente em todas as cidades. O processo de recrutamento e seleção dos entrevistados foi um processo cuidadoso e rigoroso. Para garantir a qualidade do recrutamento, antes da realização do grupo, foram adotados os seguintes procedimentos: Consulta do participante no CRQ Controle de Qualidade no Recrutamento; Conferência do documento de identidade original com foto (RG, Carteira Nacional de Habilitação) do participante; Logo após a realização do grupo, as informações do CRQ foram completadas, assim como o status de participação do candidato. No dia da realização dos grupos, os participantes passaram por uma nova checagem dos filtros para confirmação do perfil. A escolha dos participantes buscou balancear as seguintes variáveis: sexo, idade e avaliação do governo. O processo de recrutamento transcorreu sem prejuízo ao objetivo final da pesquisa. 12

13 7 Análise dos Resultados da Pesquisa 7.1 O futebol para os brasileiros O envolvimento com o futebol surge como um dos principais atributos da identidade do país. Para a maioria dos homens, o significado do futebol vai além do entretenimento, sendo também fonte de socialização, aprendizado e movimentação econômica. O envolvimento das mulheres acontece, em geral, por meio da família: maridos e filhos que acompanham os campeonatos pela TV e praticam o esporte. Mas, há uma minoria que, por conta própria, desenvolveu um gosto pelo esporte Envolvimento com futebol: Identificamos três níveis de envolvimento: Envolvimento Alto envolvimento: torcem, vão aos estádios, discutem os jogos, seus resultados e suas regras; 2. Médio envolvimento: torcem apenas conceitualmente por algum time, não reclamam do envolvimento dos familiares e amigos com o futebol; 3. Baixo envolvimento ou envolvimento indireto: não gostam do assunto, distanciam-se dos jogos e de discussões sobre futebol. Frequentemente convivem com o esporte em função do gosto de seus familiares e amigos Envolvimento com futebol: padrão feminino Entre as mulheres, encontram-se exemplos dos três níveis de envolvimento, mas predominam os mais superficiais: nível baixo e médio de envolvimento com o esporte. O futebol faz parte da minha vida, porque eu tenho um filho de 11 anos que é metido a jogador. Eu vivo levando para Peneiras. Eu levo, pego, participo. Quarta-feira é um dia que a gente discute, porque ele acorda cedo e quer ver o jogo. (...) Quando ele não assiste, ele entra no Facebook e sabe tudo que acontece. Eu adoro jogo! Já joguei futebol também, quando era mais nova ia aos estádios. Mas já disputei campeonatos, é um esporte que eu amo, jogo na quadra do prédio com o meu filho. (SP, CD 30-39) Eu sempre acompanho, mas é difícil ir a jogo, pois meu pai trabalha e não me deixa ir só. Eu torço em casa. Antes não entendia nada, ficava vendo o que estava acontecendo, mas hoje em dia já acompanho, é legal e dá para levar. (Rec, CD 18-25) Nem tento. Eu fui pra o estádio umas duas vezes, o povo grita e eu não gosto, então eu não gosto de futebol. (For, AB anos) 13

14 7.1.3 Envolvimento com futebol: paixão tradicional masculina Entre os homens predomina o alto envolvimento com o futebol. A maioria dos entrevistados independente da cidade torce por algum time e acompanha os jogos. Os que não conseguem acompanhar os jogos ao vivo optam por se informar por meio do jornal, telejornal ou internet. Gostam de ir aos estádios, mas muitos afirmam principalmente em Recife, Salvador e Fortaleza que têm evitado devido à violência gerada pelos enfrentamentos das torcidas. Em reduzida proporção, há uma parcela do público masculino que não possui grande envolvimento com o esporte. 7.2 Copa do Mundo no Brasil Eu sou corintiano roxo, vou ao estádio sempre que dá, vou com a torcida. Se possível, jogo também. Eu curto assistir outros jogos, segunda divisão, até a quarta divisão, estou sempre ligado. (SP, CD 30-39) Vou sempre. Torço pelo Fortaleza. Praticamente eu ia mais ao estádio, mas deixei de ir um pouco mais por conta do serviço. Eu gosto muito de ir ao estádio, me sinto bem, é aquilo que me dá prazer estar na arquibancada gritando. (For, CD 18-25) Não sou muito ligado em futebol, gosto, acompanho, mas não sou fissurado como meus primos fanáticos. Mas eu gosto, assisto quando dá tempo nos finais de semana ou quando não vou para faculdade. (SP, AB ) Quando o assunto é Copa do Mundo, o envolvimento da população brasileira é total. Os entrevistados explicitam um sentimento de união em torno de algo maior do que disputas entre times da mesma cidade ou de estados diferentes. Predominam associações positivas da imagem do Brasil como país do futebol e da alta qualidade que apresentamos neste esporte. Orgulho, festa e confraternização são outras associações unânimes, inclusive entre mulheres de baixo envolvimento com o futebol. O único jogo que eu assisto é o da Copa. Aí é emoção do Brasil estar jogando. Se for final, aí é pior ainda... (SSA, CD 30-39) Eu sou muito fã de futebol. Quando é jogo de seleção, assisto mais. Cresci vendo o Zico jogar. (RJ, AB ) 14

15 Muda um pouco porque é Seleção Brasileira, aí todos estão torcendo, diferente de um Ceará e Fortaleza. É diferente, aí é quebra-quebra. (For, CD 30-39) O que é a Copa do Mundo para os brasileiros A Copa surge como um evento unificador; um momento de alegria e satisfação; motivo de orgulho para os brasileiros em relação ao povo e ao país. É visto como oportunidade de negócios: um período no qual será possível ganhar mais dinheiro e criar novos relacionamentos; contudo, há também o receio de que não dê certo: de que as obras não fiquem prontas a tempo, de que as cidades se tornem caóticas nos dias de jogos. Importa ressaltar que há dois pontos de vista distintos nos grupos: Um formado por sentimentos de orgulho, união e nacionalismo em relação à Copa, proveniente das crenças na capacidade de acolhimento do brasileiro e na competência do país em sediar um evento deste porte. E outro negativo, formado pela preocupação com a falta de segurança pública, a percepção de que as obras estão atrasadas e relatos isolados de que obras previstas não tenham saído do papel. Neste contexto, analisaremos a percepção dos grupos de discussão sobre os principais fatores positivos e negativos da realização da Copa Pontos fortes e fracos da Copa no Brasil São Paulo A Copa remete a ser brasileiro, fortalecendo os laços de identidade entre a população. Festa e união são também aspectos emocionais valorizados. Na perspectiva racional, elaboram melhorias tanto estruturais que perdurarão após a Copa, como econômicas à época do evento. Segundo as percepções, haverá aumento de renda no turismo. Será mais uma oportunidade de negócio, impressão compartilhada, principalmente, entre o público AB1. Outro ponto levantado foi a valorização imobiliária na esquecida Zona Leste da cidade com o estádio. Na visão mais pessimista sobre a Copa do Mundo no Brasil, demonstram preocupação com aumento dos problemas de trânsito, com eventuais problemas de imagem advindos da falta de segurança pública e também da superexposição do país na mídia. Há críticas à falta de investimento em saúde (poucos hospitais para atender toda população), também em educação, transporte e segurança em detrimento da Copa, percepção compartilhada, na maioria, entre o público das classes CD de 30 a 39 anos. Maquiagem é expressão recorrente. 15

16 Aqui não tem segurança para isso. Você já foi ao estádio do Corinthians? Ali é muito estreito, pois aquilo no dia normal até vai, mas na Copa vai ser vergonhoso. E outra, Itaquera, a estação do metrô, não comporta quem vai para lá. (SP, AB ) Eu acho que tem muita coisa para fazer ao invés de investir em estádio, tem saúde, educação. (SP, CD 30-39) É época de ganhar dinheiro, a Copa no Brasil vai ser uma oportunidade de ganhar dinheiro, eu moro perto do Itaquerão e já estou me programando para vender água na rua, camiseta... (SP, CD 30-39) Rio de Janeiro Predominam percepções mais racionalizadas como: gastos que trazem retorno para a cidade, melhorias no turismo (hotelaria) e na infraestrutura das cidades-sede da Copa. Percebem, ainda, que haverá mais investimentos em esportes por parte do governo e das empresas/ órgãos privados inspirados pelo evento. Outro ponto positivo apresentado foi de que, sob a ótica de alguns entrevistados, a educação já está sendo beneficiada, pois as pessoas estão buscando cursos e formação por conta do evento. Porém, há preocupação de que o retorno financeiro para a cidade não seja compatível com os gastos realizados. A expressão maquiagem também surge. Oportunidade de empregos, isso deve ampliar pelo menos no período da Copa. (RJ, AB ) A coisa boa é o turismo e a economia. (RJ, AB 40-55) Daqui a cinco anos vai ver como está. Não é legado. Não vai durar. (RJ, AB ) É positivo, porque agora vai ter um holofote aqui, está chamando atenção, está colocando segurança, uma coisa mais ativa. Pegou o negócio de não jogar lixo no chão. A questão é, será que depois da Copa isso vai continuar? (RJ, CD 18-25) Belo Horizonte Os mineiros percebem melhorias na educação através de cursos que estão sendo oferecidos, inclusive pela prefeitura; elementos emocionais como festas, união, família e amigos que acompanham juntos os jogos são também lembrados; dividem, além disso, a percepção positiva de que se não fosse a Copa, os investimentos que estão acontecendo não ocorreriam. Mesmo aprovando os investimentos, alguns frisam que os gastos foram muito elevados para um país que precisa de infraestrutura de base como investimentos em educação, transporte, saúde, segurança. 16

17 A expressão maquiagem surge entre os entrevistados das classes CD de 40 a 55 anos, que se mostram mais céticos quanto aos benefícios que obterão com a Copa do Mundo. Se não fosse o evento da Copa, as pessoas não procurariam fazer uma coisa a mais. (BH, AB ) Vai ser a mesma coisa, vai ser tudo maquiado. O que tem que mostrar mesmo, não vai mostrar. Só vai mostrar todo mundo sorrindo. Não vai mostrar a pobreza, a educação, a segurança. Se a gente for enumerar, vou ficar aqui até amanhã de manhã. (BH, CD 40-55) Salvador Valorizam os aspectos emocionais da Copa como confraternização, entretenimento e diversão; entendem, por sua vez, que existem investimentos e oportunidades com a Copa, mas se preocupam com os excessos. Por outro lado, parece predominar percepções relacionadas à frustração. Muitos afirmam que esperavam mais e melhores investimentos na infraestrutura da cidade como melhorias e aplicações em políticas públicas nas áreas de saúde, transporte e segurança pública tidos como problemas centrais. Mais uma vez a expressão maquiagem é explicitada. Positivo é a beleza do estádio, aparência. Negativo foi o trânsito. Mudou completamente Salvador. (SSA, AB ) Eu me sinto privilegiada de ser aqui. (SSA, CD 30-39) Eu sou brasileiro, mas seria bom se o Brasil não vencesse a Copa, porque tudo o que está acontecendo vai ficar esquecido se o Brasil ganhar, e se não ganhar vem mais à tona. (SSA, CD 40-55) Recife Como no Rio de Janeiro, prevalecem percepções mais racionais sobre os benefícios da Copa. Acreditam que haverá mais oportunidade de trabalho para população local, mais renda advinda do turismo e maior visibilidade do país. Do mesmo modo, não deixam de existir elementos racionais negativos como a noção de que há necessidade de investimento em infraestrutura. Há uma demanda sentida especificamente em aplicações em saúde e transporte público. A expressão maquiagem também aparece, mas com menor intensidade. Eu acho que o estado de Recife (sic) não se preparou para receber um evento tão grande como a Copa do Mundo. Ele não preparou as BR`s que dão acesso à arena, ele não melhorou o transporte, o metrô, não instruiu o povo para conviver com o evento. (Rec, CD 40-30) 17

18 Daí você tira como o dinheiro do brasileiro está sendo gasto com besteira. Veja agora no sertão mesmo, quantos milhões foram gastos para fazer a Copa no Brasil e o pessoal tudo sofrendo. (Rec, CD 18-25) Fortaleza Os mais jovens tendem a se mostrar mais conscienciosos sobre os benefícios de receber um evento do porte da Copa, mas críticas existem. Quanto maior idade e renda, mais críticos são os participantes dos grupos. Surge, mas com menor intensidade, a expressão maquiagem. Eu gostei do que ela falou dessa questão da maquiagem. O estádio estava pronto. Eu fui ser voluntário porque eu queria conhecer, falar com as pessoas, com os turistas, praticar o idioma que estou querendo aprender que é o inglês. Quando eu cheguei lá, o estádio estava lindo, perfeito, mas em torno dele jogaram um monte de pedrinha porque não deu tempo de passar o asfalto, nem colocar o calçamento direito, colocaram várias proteções para não verem, porque o Castelão era um bairro pobre, era uma maquiagem mesmo, uma forma de enganar as pessoas. (For, CD 18-25) Ainda que haja um padrão de alegria, orgulho e expectativas de ganhos (que vão de renda extra até oportunidade de negócios e ganhos em infraestrutura urbana) com a realização da Copa de 2014 no Brasil, existe também uma embrionária, mas crescente frustração expressa em constatações de que as obras de mobilidade estão inacabadas, os estádios não estão totalmente prontos e que aspectos sociais como segurança pública não estão ainda solucionados, gerando desconfiança em relação ao êxito na realização do evento; são elementos que estão causando medo e receio do evento não dar certo. A ideia de maquiagem é manifestada pelos entrevistados nas diversas praças como soluções paliativas que serão adotadas pelos governos. Ex.: feriados para diminuir congestionamento, benfeitorias apenas nas regiões próximas aos estádios, dentre outros. A maquiagem está para a Copa, assim como o jeitinho brasileiro está para o lado negativo do comportamento brasileiro Sentimentos associados à Copa do Mundo Para melhor compreender as percepções sobre a Copa, aplicamos uma técnica projetiva de associação de ideias através do estímulo de palavras relacionadas com o tema. Palavras relacionadas à Copa utilizadas para estimular os participantes: Copa; Copa no Brasil; Copa na sua cidade; 18

19 Copa e governo; Governo e FIFA; Papel do governo Sentimentos associados à Copa do Mundo: COPA São Paulo - Positivos: alegria; euforia; tempo de festa; diversão. - Negativos: caos; assalto; feriados; trânsito. Rio de Janeiro - Positivos: emoção; oportunidade; feriado; o início de um país melhor. - Negativos: manifestação; medo; trânsito; gastos inexplicáveis. Belo Horizonte - Positivos: vai parar o Brasil; oportunidade para todos; festa, alegria, emoção; investimento para o Brasil. - Negativos: transporte insuficiente; indignação; safadeza; gasto. Salvador - Positivos: a Copa do Mundo é nossa; patriotismo; comemoração; marchinhas. - Negativos: sem infraestrutura; falta de segurança; a Copa do improviso; progresso em disfarce; maquiagem. Recife - Positivos: identifica com o país; turismo; emprego; alegria; união sem rivalidade. - Negativos: gasto desnecessário; insegurança; indignação; protestos; caos. Fortaleza - Positivos: entretenimento; diversão e alegria; cerveja gelada; fonte de renda; esperança; geração de emprego; desenvolvimento. - Negativos: manifestação; falta de estrutura; trânsito. 19

20 Sentimentos associados à Copa do Mundo: COPA NA SUA CIDADE São Paulo - Positivos: visitantes do mundo todo; sediar a abertura; possibilidade de lucrar. - Negativos: problema com transporte público; trânsito; vai parar a cidade; feriado; revolta. Rio de Janeiro - Positivos: muitos turistas; geração de dinheiro para o Rio; festa; churrasco, cerveja, dança e balada. - Negativos: falta de segurança; não pode ser só festa; brigas; problema no transporte. Belo Horizonte - Positivos: entusiasmo; melhor ainda; muitas oportunidades para BH; muitos turistas. - Negativos: só os ricos vão aos estádios; fiasco; em dia de jogo ninguém trabalha; até a Copa chegou a BH, só o metrô que não. Salvador - Positivos: benefícios; união; festa. - Negativos: fachada; maquiagem; medo da corrupção; falta de estrutura. Recife - Positivos: alegria; turismo; oportunidade de ganhar dinheiro. - Negativos: não estamos preparados; violência; a polícia vai trabalhar muito. Fortaleza - Positivos: atitude; sonho realizado; Fortaleza vai ficar conhecida mundialmente. - Negativos: violência; confusão e protesto; trânsito Sentimentos associados à Copa do Mundo: COPA NO BRASIL São Paulo - Positivos: turistas; grandes jogos. 20

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL

UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL Julho/2013 Em 2014, o Brasil sediará a Copa do Mundo e em 2016 as Olimpíadas. Os brasileiros efetivamente são apaixonados por futebol e quando foi divulgado que

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais

Brasil além da bola - Copa 2014

Brasil além da bola - Copa 2014 Expectativas e percepção dos brasileiros sobre a Copa 2014 no Brasil. Legado, imagem e patrocínios. 10 de Junho de 2014 Avaliações são realizadas cotizando-se promessas, e as expectativas que geram, com

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ASSESSORIA DE PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Pesquisa Qualitativa Copa do Mundo II (09/2013)

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ASSESSORIA DE PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Pesquisa Qualitativa Copa do Mundo II (09/2013) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ASSESSORIA DE PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Pesquisa Qualitativa Copa do Mundo II (09/2013) RELATÓRIO FINAL EMPRESA RESPONSÁVEL: BRASILIA DF 19/11/2013

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO...

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... CADÊ O BRASIL RICO? FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO.... E AQUI, DINHEIRO SOBRANDO NO FIM DO MÊS. DESTE

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 53 Discurso na solenidade de lançamento

Leia mais

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos:

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos: 1 INTRODUÇÃO Sobre o Sou da Paz: O Sou da Paz é uma organização que há mais de 10 anos trabalha para a prevenção da violência e promoção da cultura de paz no Brasil, atuando nas seguintes áreas complementares:

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo COMO USAR O MATERIAL NAS PÁGINAS A SEGUIR, VOCÊ ENCONTRA UM PASSO A PASSO DE CADA ETAPA DO DESIGN FOR CHANGE, PARA FACILITAR SEU TRABALHO COM AS CRIANÇAS. VOCÊ VERÁ QUE OS 4 VERBOS (SENTIR, IMAGINAR, FAZER

Leia mais

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário Ministério do Esporte Cartilha do Voluntário O Programa O Brasil Voluntário é um programa de voluntariado coordenado pelo Governo Federal, criado para atender à Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013

Leia mais

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Um ótimo serviço pode se tornar ruim se os funcionários não confiam em si mesmos. Uma endoentrevista sobre endomarketing. Troquemos de lugar! O título é, sem dúvida,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Faces da Classe Média. Fevereiro de 2014

Faces da Classe Média. Fevereiro de 2014 Faces da Classe Média Fevereiro de 2014 Nos últimos anos o Brasil passou por uma das mais profundas mudanças de sua história 2 Pirâmide Losango AB AB Alta C DE Crescimento da Classe Média C DE Média Baixa

Leia mais

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Metodologia COLETA Entrevistas domiciliares com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA Município de São Paulo. UNIVERSO moradores de 16 anos ou mais. PERÍODO DE CAMPO de 26 de setembro a 1º de outubro

Leia mais

Mapa da Educação Financeira no Brasil

Mapa da Educação Financeira no Brasil Mapa da Educação Financeira no Brasil Uma análise das iniciativas existentes e as oportunidades para disseminar o tema em todo o País Em 2010, quando a educação financeira adquire no Brasil status de política

Leia mais

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital 8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital Empreender em negócios de marketing digital seguramente foi uma das melhores decisões que tomei em minha vida. Além de eu hoje poder ter minha

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Mulheres e Futebol Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem por cento

Leia mais

Como aconteceu essa escuta?

Como aconteceu essa escuta? No mês de aniversário do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, nada melhor que ouvir o que acham as crianças sobre a atuação em Educação Integral realizada pela Fundação Gol de Letra!! Conheça um

Leia mais

IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública WAPOR 2011. Belo Horizonte - Brasil

IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública WAPOR 2011. Belo Horizonte - Brasil IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública WAPOR 2011 Belo Horizonte - Brasil Os brasileiros e a Copa de 2014: Movimentos de opinião pública e de mercado 2 Introdução Metodologia Além do levantamento

Leia mais

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA CONVIVER COM OS HUMANOS APRIMORADOS? http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=voce-esta-preparado-conviver-humanosaprimorados&id=010850090828 Redação do

Leia mais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais A campanha do prefeito de Duque de Caxias Alexandre Aguiar Cardoso, natural de Duque de Caxias, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro,

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

PROJETO NITERÓI QUE QUEREMOS ENTREVISTAS QUALITATIVAS SÍNTESE EXECUTIVA OUTUBRO DE 2013

PROJETO NITERÓI QUE QUEREMOS ENTREVISTAS QUALITATIVAS SÍNTESE EXECUTIVA OUTUBRO DE 2013 PROJETO NITERÓI QUE QUEREMOS ENTREVISTAS QUALITATIVAS SÍNTESE EXECUTIVA OUTUBRO DE 2013 OBJETIVOS DAS ENTREVISTAS Levantar percepções dos entrevistados sobre a situação atual Colher contribuições para

Leia mais

Relatório de Pesquisa Qualitativa. Avaliação da Campanha de Fim de Ano 2010

Relatório de Pesquisa Qualitativa. Avaliação da Campanha de Fim de Ano 2010 Relatório de Pesquisa Qualitativa Avaliação da Campanha de Fim de Ano 2010 Dezembro de 2010 2 Sumário Introdução... 3 1. Avaliação do Filme Fim de Ano - 2010... 5 1.1. Percepção do Filme no Break... 5

Leia mais

20. Minha senha não funciona! Não consigo acessar meu Painel de Negócios e nem comprar em meu Espaço!...12 21. Se consultores e CNOs tiverem dúvida,

20. Minha senha não funciona! Não consigo acessar meu Painel de Negócios e nem comprar em meu Espaço!...12 21. Se consultores e CNOs tiverem dúvida, ÍNDICE 1. O que é a Rede Natura?...04 2. É preciso ser Consultor Presencial para tornar-se um Franqueado Digital?...04 3. Por que a Natura criou a Rede Natura?...04 4. A Rede Natura nasceu incluindo os

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

PARA ALÉM DOS ESTEREÓTIPOS : RELATOS DE USUÁRIOS DE CRACK 1

PARA ALÉM DOS ESTEREÓTIPOS : RELATOS DE USUÁRIOS DE CRACK 1 PARA ALÉM DOS ESTEREÓTIPOS : RELATOS DE USUÁRIOS DE CRACK 1 GIL, Bruna; BOTTON, Andressa 3 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA 2 Psicóloga, formada pelo Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria,

Leia mais

EDUCAÇÃO FISCAL PARA A CIDADANIA. Abril / 2014

EDUCAÇÃO FISCAL PARA A CIDADANIA. Abril / 2014 EDUCAÇÃO FISCAL PARA A CIDADANIA Abril / 2014 Reflexão Inicial Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda. (Paulo Freire) Mundo em Crise 30 mil crianças morrem

Leia mais

Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental

Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental Resumo Este projeto propõe a discussão da Década de Ações para a Segurança no Trânsito e a relação dessa com o cotidiano dos alunos, considerando como a prática

Leia mais

1 Briefing de Criação

1 Briefing de Criação 1 Briefing de Criação Antecedentes do processo de criação Para se criar uma campanha ou mesmo uma única peça é imprescindível que antes seja feito um briefing para orientar o trabalho do planejamento,

Leia mais

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre N o Brasil há 2.361 municípios, em 23 estados, onde vivem mais de 38,3 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza. Para eles, o Governo Federal criou

Leia mais

TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO

TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO

Leia mais

Estimados colegas representantes dos países membros do Fórum das Federações, Embaixadores e delegados

Estimados colegas representantes dos países membros do Fórum das Federações, Embaixadores e delegados PRESIDENCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Assunto: DISCURSO DO EXMO. SUBCHEFE DE ASSUNTOS FEDERATIVOS DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS DA

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

Existe espaço para os covers mostrarem seus trabalhos? As pessoas dão oportunidades?

Existe espaço para os covers mostrarem seus trabalhos? As pessoas dão oportunidades? A Estação Pilh@ também traz uma entrevista com Rodrigo Teaser, cover do Michael Jackson reconhecido pela Sony Music. A seguir, você encontra os ingredientes da longa história marcada por grandes shows,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada 4 1 Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas com os seus públicos de relacionamento,

Leia mais

Respostas dos alunos para perguntas do Ciclo de Debates

Respostas dos alunos para perguntas do Ciclo de Debates Respostas dos alunos para perguntas do Ciclo de Debates 1º ano do Ensino Fundamental I O que você gosta de fazer junto com a sua mã e? - Dançar e jogar um jogo de tabuleiro. - Eu gosto de jogar futebol

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil DESTAQUES. Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro

A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil DESTAQUES. Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro DESTAQUES A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil Fifa indica estádios de futebol, mas seleções da Copa poderão escolher seus

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso no encerramento do Fórum

Leia mais

Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável

Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável Contexto Em abril de 2012, o governo através da diretoria da agência reguladora de energia elétrica (ANEEL) aprovou regras destinadas a reduzir

Leia mais

Mobilidade Urbana Urbana

Mobilidade Urbana Urbana Mobilidade Urbana Urbana A Home Agent realizou uma pesquisa durante os meses de outubro e novembro, com moradores da Grande São Paulo sobre suas percepções e opiniões em relação à mobilidade na cidade

Leia mais

Entrevista: Gart Capote ABPMP Brasil Precisamos de exemplos positivos

Entrevista: Gart Capote ABPMP Brasil Precisamos de exemplos positivos Entrevista: Gart Capote ABPMP Brasil Precisamos de exemplos positivos Publicado em 25 de junho de 2013 por Itamar Pelizzaro Gart Capote, presidente da ABPMP Association of Business Process Management Professionals

Leia mais

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira?

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? - Tem alguém com quem você gostaria de fazer contato? - Porque você não o fez até agora? - Por que é importante aprender a fazer esses contatos?

Leia mais

5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet

5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet 5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet Uma das verdades absolutas sobre Produtividade que você precisa saber antes de seguir é entender que se ocupar não é produzir. Não sei se é o

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

09/09/2004. Discurso do Presidente da República

09/09/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de recepção da delegação brasileira que participou das Olimpíadas de Atenas Palácio do Planalto, 09 de setembro de 2004 Meu caro Grael, Meu querido René Simões,

Leia mais

COMUNICAÇÃO E RELACIONAMENTO INTERNO E EXTERNO NO SERVIÇO PÚBLICO

COMUNICAÇÃO E RELACIONAMENTO INTERNO E EXTERNO NO SERVIÇO PÚBLICO XI ENCONTRO NORDESTINO DE VEREADORES COMUNICAÇÃO E RELACIONAMENTO INTERNO E EXTERNO NO SERVIÇO PÚBLICO Adriana Nóbrega Comunicação e Marketing Político É TEMPO DE RECOMEÇAR LIÇÕES DE ÁGUIA Precisa tomar

Leia mais

Ora, é hoje do conhecimento geral, que há cada vez mais mulheres licenciadas, com mestrado, doutoramentos, pós-docs e MBA s.

Ora, é hoje do conhecimento geral, que há cada vez mais mulheres licenciadas, com mestrado, doutoramentos, pós-docs e MBA s. Bom dia a todos e a todas, Não é difícil apontar vantagens económicas às medidas de gestão empresarial centradas na igualdade de género. Em primeiro lugar, porque permitem atrair e reter os melhores talentos;

Leia mais

Por que ouvir a sua voz é tão importante?

Por que ouvir a sua voz é tão importante? RESULTADOS Por que ouvir a sua voz é tão importante? Visão Tokio Marine Ser escolhida pelos Corretores e Assessorias como a melhor Seguradora pela transparência, simplicidade e excelência em oferecer soluções,

Leia mais

REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. Ás vezes quando ouvimos falar sobre a corrupção, o que vem em mente?

REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. Ás vezes quando ouvimos falar sobre a corrupção, o que vem em mente? REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. ALUNA: KETLY LORRAINY R. DE OLIVEIRA PROFESSORA: MARIA PEREIRA DE CALDAS TEMA: CORRUPÇÃO : O QUE EU POSSO FAZER PARA COMBATE-LA

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

O Teatro do Oprimido e suas contribuições para pensar a prática artística coletiva: Uma experiência na formação de promotoras legais populares

O Teatro do Oprimido e suas contribuições para pensar a prática artística coletiva: Uma experiência na formação de promotoras legais populares O Teatro do Oprimido e suas contribuições para pensar a prática artística coletiva: Uma experiência na formação de promotoras legais populares Fabiane Tejada da Silveira Instituto de Artes e Design da

Leia mais

Passos para recrutar voluntários

Passos para recrutar voluntários Passos para recrutar voluntários Encontrando o voluntário Faça um - mostrando o que Deus está fazendo no ministério Coloque no boletim um Em todos os eventos do ministério que levantam outras pessoas passe

Leia mais

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL RESOLUÇÃO SEPLAG no. xx/xxxx Disciplina o funcionamento das Comunidades de Prática CoPs no âmbito do Poder Executivo Estadual, vinculadas

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

PERSONAL SHOPPER MARY KAY

PERSONAL SHOPPER MARY KAY PERSONAL SHOPPER MARY KAY O QUE É? Personal shopping é uma ocupação, na qual se ajuda alguém a fazer suas compras, dando conselhos e fazendo sugestões para os clientes. A personal shopper vai dar ao cliente

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher TERMO DE REFERENCIA Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Supervisão Geral No âmbito do Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Enquete. O líder e a liderança

Enquete. O líder e a liderança Enquete O líder e a liderança Muitas vezes, o sucesso ou fracasso das empresas e dos setores são creditados ao desempenho da liderança. Em alguns casos chega-se a demitir o líder, mesmo aquele muito querido,

Leia mais

ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM PROF. CARLOS ALBERTO

ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM PROF. CARLOS ALBERTO ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM PROF. CARLOS ALBERTO CONCURSO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM TEMA 04: ATIVIDADES DO ENFERMEIRO ATIVIDADES DO ENFERMEIRO SUPERVISÃO GERENCIAMENTO AVALIAÇÃO AUDITORIA

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CENTRO DE ENSINO ATENAS MARANHENSE FACULDADE ATENAS MARANHESE DIRETORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE ASSESSORAMENTO E DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO - NADEP PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL SÃO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 41 Discurso na cerimónia de celebração

Leia mais

Resenha sobre o capítulo II Concepção e Organização da pesquisa do livro Metodologia da Pesquisa-ação

Resenha sobre o capítulo II Concepção e Organização da pesquisa do livro Metodologia da Pesquisa-ação Resenha sobre o capítulo II Concepção e Organização da pesquisa do livro Metodologia da Pesquisa-ação Felipe Schadt 1 O presente capítulo 2 é parte integrante do livro Metodologia da Pesquisa-ação, do

Leia mais

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza OConselho da Comunidade Solidária foi criado em 1995 com base na constatação de que a sociedade civil contemporânea se apresenta como parceira indispensável

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock ABCEducatio entrevista Sílvio Bock Escolher uma profissão é fazer um projeto de futuro A entrada do segundo semestre sempre é marcada por uma grande preocupação para todos os alunos que estão terminando

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

Fácil e comum é se ouvir uma empresa levantar a bandeira do fluxo de informação com seus diversos públicos, inclusive o interno. A este, a maioria das empresas enaltece com orgulho um setor específico,

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO

Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO 21 de novembro de 1978 SHS/2012/PI/H/1 Preâmbulo A Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura,

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Guia do Educador CARO EDUCADOR ORIENTADOR Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 2. PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Objetivo GERAL 5 METODOLOGIA 5 A QUEM SE DESTINA? 6 O QUE

Leia mais

51% das mulheres brasileiras declaram que estão vivendo melhor do que há um ano

51% das mulheres brasileiras declaram que estão vivendo melhor do que há um ano 51% das mulheres brasileiras declaram que estão vivendo melhor do que há um ano 51% das mulheres brasileiras declaram que estão vivendo melhor do que há um ano Levantamento do IBOPE Media feito em todo

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

Em recente balanço feito nas negociações tidas em 2009, constatamos

Em recente balanço feito nas negociações tidas em 2009, constatamos DESAFIOS E PERSPECTIVAS PARA O DIÁLOGO SOCIAL NO BRASIL: O MODELO SINDICAL BRASILEIRO E A REFORMA SINDICAL Zilmara Davi de Alencar * Em recente balanço feito nas negociações tidas em 2009, constatamos

Leia mais