PETER DRUCKER E A FORMAÇÃO DO ADMINISTRADOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PETER DRUCKER E A FORMAÇÃO DO ADMINISTRADOR"

Transcrição

1

2 PETER DRUCKER E A FORMAÇÃO DO ADMINISTRADOR Prof. Darcy Garcia FAAD - Faculdade Adventista de Administração do Nordeste BR 101, Km Cachoeira-BA

3 CEP: Fone: (75) Resumo Ultimamente, um dos temas discutidos com maior freqüência nos meios acadêmicos e empresariais é o que se refere à busca de uma melhor sintonia entre o processo de preparação dos graduandos na universidade e as demandas e expectativas de um mercado cada vez mais exigente. Sobre a temática, têm-se feito ouvir críticas agudas de ambos os lados e discussões candentes têm sido levadas a efeito. Em relação a isso, o artigo apresenta um apanhado e a correspondente análise das idéias de Peter Drucker, o pai da administração moderna, sobre o papel das universidades e das organizações empregadoras na formação e aperfeiçoamento do administrador, bem como as expectativas que recaem e recairão sobre o administrador do futuro. Introdução Nascido em 1909 na Áustria de Freud, Schumpeter e tantos outros pensadores, Peter Ferdinand Drucker, após breve passagem pela Alemanha e pela Inglaterra, radicou-se nos Estados Unidos ao final da década de 1930, onde firmou-se como o mais influente dos teóricos da administração de todos os tempos, sendo por isso tido como o pai da administração moderna. Autor prolífico, misto de filósofo, economista e administrador, escreveu mais de 20 livros e centenas de artigos nas seis últimas décadas, além de ter sido consultor das maiores empresas norte-americanas. Embora tenha afirmado reiteradas vezes que não faz previsões, suas análises de tendências no campo da política, da economia e da sociedade têm sido de uma fidedignidade ímpar. Devido à unanimidade em torno de seu nome e ao respeito de que desfruta no meio acadêmico e empresarial, as revistas brasileiras que publicam seus artigos e/ou entrevistas não costumam identificar seu cargo, função ou titulação, como fazem com outros autores. Simplesmente, registram no final: Peter Drucker é Peter Drucker.

4 Sendo que Drucker escreveu de forma tão clara e acurada sobre uma vasta temática e hoje como nunca se discutem os rumos do processo atinente à formação do administrador, inclusive colocando em xeque consensos tidos como intocáveis, procurarei apresentar e analisar o pensamento druckeriano relativo ao assunto, trazendo a lume sua opinião referente ao tema, tal como exposta em sua obra. Não tive a pretensão de efetuar uma pesquisa completa e exaustiva, mas a julgo suficiente para determinar a linha de pensamento do autor sobre esse ponto controverso e a coloco como uma contribuição ao debate, especialmente sobre o como, o onde e o para que da questionada mas indispensável formação e atualização do administrador. A Necessidade de uma Formação Intelectual Apurada para os Administradores Para o exercício eficaz da função administrativa não bastam uma formação superficial e uma ação improvisada. A festejada onda de empreendedorismo louvada e decantada pelos dirigentes brasileiros, além de fatores oriundos do contexto sócio-econômico, tem encontrado como barreiras a um maior viço, o despreparo técnico-administrativo dos que se põem à testa de novos negócios. Seria extremamente recomendável que gestores em potencial ou em atividade atentassem para a máxima druckeriana de que a administração não representa o mero bom senso. Não constitui apenas a experiência codificada. É, pelo menos potencialmente, um conjunto organizado de conhecimentos. 1 Alguns se contentam com uma formação tacanha. Confiam na experiência e na intuição. Olvidam o enunciado confimado pela abalizada opinião do mestre: E se algo sabemos agora é que os administradores não nascem feitos mas se formam. É preciso haver um trabalho sistemático que visa à oferta, à formação e à habilitação do administrador do futuro. Não se pode deixar isso ao acaso e à sorte. 2 Drucker não se furtou a emitir sua opinião de forma clara e irretorquível sobre a necessidade de uma boa formação para o exercício da função administrativa. As vantagens dessa formação foram assim expressas: O administrador que compreender a disciplina da administração e que possua apenas capacidade mínima no tocante às aptidões e equipamentos gerenciais, ainda assim apresentará desempenho eficaz podendo ser até um administrador de primeira classe. Já, o que possua apenas as habilidades técnicas, sem entender os pontos fundamentais da administração, não será administrador mas mero técnico. 3 O respeitado mestre ratifica tal assertiva com outra afirmação similar, ao enunciar que a formação do administrador concentra-se na pessoa. Visa a capacitá-la para desenvolver ao máximo suas qualidades e aptidões e a alcançar a realização pessoal. O alvo é a excelência. 4

5 Temos observado ultimamente a ênfase que se tem dado aos trabalhos em equipe e à formação de times cuja ação se faz de forma coordenada com os macro-objetivos definidos no planejamento estratégico das entidades. Nas modernas organizações é difícil encontrar lugar para talentos vocacionados a carreiras solo posto que a maior parte das realizações se dá de forma conjunta e sinérgica. Para o crescimento profissional é fundamental a busca e a troca de informações. Drucker chama a atenção para o fato de que se um administrador não souber algo sobre as funções de seus colegas, não entenderá o como nem o porquê de seu modo de agir e não pode continuar nessa ignorância, pois o conhecimento está à disposição. 5 Nos últimos tempos tem crescido a implantação de programas de coaching e mentoring através dos quais muitos talentos em potencial têm sido beneficiados, bem como as organizações nas quais eles atuam. Essa prática se coaduna com a premissa exposta pelo eminente pensador, quando afirmou que líderes em empresas do conhecimento precisam dedicar tempo a profissionais promissores: conhecê-los e ser conhecidos por eles; orientá-los e escutar o que têm a dizer; desafiá-los e encorajá-los. 6 O mundo hodierno tem experimentado mudanças cada vez mais abruptas e freqüentes. A espiral de mudanças continua sua marcha célere e desenfreada. A globalização sócio-econômica passou a exigir ações rápidas e até mesmo audaciosas. As organizações, mercê dessa nova conjuntura, passaram a demandar profissionais com perfil digital em substituição aos analógicos. Face a tal dinâmica, na última década do século passado, Peter Drucker, o pai da administração moderna, passou a escrever de forma constante sobre a sociedade do conhecimento, na qual, segundo ele, o acesso às oportunidades para carreiras e para o progresso profissional está ficando limitado às pessoas com escolaridade superior, qualificadas para trabalhar com conhecimentos. 7 Em relação à importância do trabalhador do conhecimento na sociedade atual. Drucker já havia se expressado na década de 1960, como que antevendo o aspecto fulcral de sua atuação, ao afirmar que o trabalhador intelectual, está-se tornando o mais importante recurso dos países desenvolvidos. Está-se tornando o mais importante investimento; pois a educação é o investimento mais dispendioso de todos. 8 O Papel da Universidade na Formação do Administrador Sabemos que a atividade administrativa não é recente; o pensamento administrativo, também não. Entretanto, o ensino de administração nas escolas, que é o meio preferencial para a formação de administradores, começou há pouco mais de meio século. A administração começou a ser ensinada no período entre as duas guerras mundiais. Na década de 1930, a Harvard Business School criou cursos de administração embora voltados primordialmente para a área de produção. 9 Hoje há uma prolifieração de cursos de administração em todo o mundo, especialmente no Brasil, onde temos mais de 300 mil estudantes, em nível de graduação, nessa área. 10

6 Peter Drucker, em muitos aspectos critica as universidades (e as escolas de administração) por não apresentarem uma melhor sintonia com o avanço e as exigências da sociedade do conhecimento. Chega a destilar sua fina ironia, ao afirmar que o lema das universidades dos Estados Unidos é que, quando um assunto fica totalmente obsoleto, então deve-se criar um curso à sua volta. 11 De igual modo, constata as limitações da aplicabilidade do ensino nessa área, registrando que...os livros e cursos de administração tratam quase que exclusivamente das empresas de capital aberto e dirigidas por profissionais, raramente mencionando as empresas familiares. 12 Vale ressalvar que no caso brasileiro, nossa literatura pouco trata das questões da micro e pequena empresa, que atualmente respondem pela maior parte da geração de empregos. O autor, entretanto, reconhece que...o conhecimento tornou-se o recursochave, tanto para o poder militar como econômico de uma nação. Este conhecimento somente pode ser adquirido através da escolaridade. 13 Ao mesmo tempo, valoriza o papel das universidades e das escolas de administração na formação do gestor, admitindo que um profissional de administração seja um profissional incompleto sem a preparação obtida nos meios acadêmicos. É nessa linha que ele afirmou com propriedade: O melhor investimento é, de longe, um curso numa escola profissionalizante. Seja uma escola de Engenharia ou Medicina, Direito ou Biblioteconomia, Administração de Empresas ou Arquitetura, formar numa delas aumenta a capacidade de obtenção de rendimentos de uma pessoa no decorrer de sua vida, por um valor múltiplo substancial, relativamente ao investimento feito, ou seja, o custo da educação obtida. 14 Dessa forma, ao analisar as mudanças ocorridas nas últimas décadas, Drucker realça a importância do conhecimento como uma espécie de diferencial competitivo do profissional, sendo este diferencial obtido especialmente através de um curso superior: Entre, digamos, 1950 e 1980, era economicamente irracional para um jovem americano, do sexo masculino, permanecer na escola. Em três meses, um rapaz de 16 anos, com um emprego numa siderúrgica sindicalizada, podia estar levando para casa mais dinheiro do que seu irmão, contador formado em curso superior, ganharia em toda a sua vida. Esses dias se foram. De agora em diante, o alvo é o conhecimento. O mundo está se tornando não intensivo de mão-de-obra, materiais ou energia, mas do conhecimento. 15 Mas Drucker não tratou a importância da formação universitária apenas de um ponto de vista genérico. Especificou o alto significado da ciência administrativa para o desenvolvimento intelectual e para a tomada de decisão ao afirmar que: A administração, dentre todas as disciplinas de um currículo universitário, oferece o maior alcance e agrada e atrai um grande número de interesses, habilidades e temperamentos. Ela proporciona o estímulo intelectual de uma análise rigorosa, de diagnósticos meticulosos e da resolução de problemas. 16

7 Numa linha de raciocínio análogo, o pensador também afirmou num dos trechos de uma de suas obras publicadas na década de 1980: E nestes quarenta anos a administração tem provocado um impacto tanto quanto qualquer uma das grandes realizações científicas desse período, quiçá, muito maior. 17 O Papel da Empresa na Formação do Administrador É por demais óbvio que embora boa parte da aprendizagem dos princípios e ferramentas da administração, ocorra de forma sistematizada na universidade, a empresa oferece também (ou deve oferecer) ensejo para assimilação de técnicas de gestão aplicáveis ao processo administrativo. Há, inclusive, apologistas da visão que apregoa a supremacia do aprendizado prático e vivencial ocorrido no âmbito das organizações em relação ao que que se dá no ambiente acadêmico. Sobre a temática que suscitou tal querela, pareceu-me ter Drucker uma posição equilibrada decorrente de seu arguto senso de observação. Sem deslustrar a importância das instituições educacionais, o pensador coloca em relevo o papel dos organismos empresariais na formação e aperfeiçoamento dos gestores e aponta para a opção apresentada com destacada freqüência hoje, de um ensino ministrado na forma de universidades corporativas. Eis como se expressou sobre o tema: Haverá sérias discussões sobre o propósito social da educação escolar no contexto da sociedade do conhecimento. Isso certamente ajudará a mudar as escolas. Nesse intervalo, porém, o aprendizado e o treinamento mais urgentes precisam chegar aos adultos. Assim, o foco do aprendizado mudará das escolas para os empregadores. Cada instituição empregadora deverá se tornar um professor. 18 Foi nessa linha que na década passada, Drucker ao observar os modismos e as tendências da virada do século, lembrava que... falou-se muito que, na era da informação, toda empresa deve transformar-se numa instituição de qualidade. Ela também deve se transformar numa instituição de ensino. 19 Nessa mesma época, o renomado guru ainda visualizava os trabalhadores do conhecimento desenvolvendo suas aptidões como membros de entidades organizacionais e percebia a necessidade de uma formação eclética para atender às expectativas que sobre eles impendiam. Em sua maioria ou totalidade, as pessoas instruídas irão praticar seus conhecimentos como membros de organizações. Portanto, elas terão que estar preparadas para viver e trabalhar simultaneamente em duas culturas a do intelectual, que focaliza palavras e idéias, e a do gerente, que focaliza pessoas e trabalho. 20 Um Aprendizado Contínuo e sem Fronteiras para o Administrador

8 Um aspecto que deve preocupar sobremaneira os profissionais de administração (e os de outras áreas, também) é a forma extremamente rápida com que surgem tecnologias e são veiculadas novas informações. Deflui daí o perigo da obsolescência acadêmica e profissional. Destarte, faz-se mister uma constante atualização. Face a tal conjuntura, o repto que os profissionais, tanto do ensino, quanto da atividade administrativa propriamente dita, têm que enfrentar e vencer é o de superar a defasagem entre a disponibilização e a absorção de novas ferramentas, novas tenologias, novos métodos e novos procedimentos. O eminente pensador percebeu com clareza meridiana tal conjuntura e sobre ela se expressou, afirmando: Além disso, o aprendizado deve ser contínuo. Precisamos reconhecer o mal acolhido fato de que o conhecimento daqueles que estão fora da escola há cinco anos está, por definição, obsoleto. 21 Não está o insigne autor afirmando a necessidade de que retornos intermitentes à escola ocorram amiúde. O que afirma de modo inequívoco é que...na sociedade de organizações é seguro assumir que qualquer pessoa, com qualquer conhecimento, terá de adquirir novos conhecimentos a cada quatro ou cinco anos, sob pena de se tornar obsoleta. 22 Em outras palavras, a vitória sobre a ameaça da obsolescência deve se dar pela obtenção de novos conhecimentos e isso pode ocorrer tanto na escola, quanto fora dela; pode ser de forma presencial, semipresencial, a distância ou mesmo sem uma necessária conexão com a escola, mas através de múltiplas formas pelas quais a informação e o conhecimento possam ser acessados. Sobre a busca da atualização constante, Drucker já se expressava no clássico Introdução à Administração, antevendo que novas especialidades certamente se farão presentes e, com elas, a necessidade de o administrador do futuro organizar sua própria formação e adquirir o hábito da aprendizagem contínua. 23 Essa preocupação permeia por completo a obra desse observador. Atento às mudanças e às quebras de paradigmas defluentes da revolução do conhecimento, ele vislumbra um expressivo contingente de organizações assumindo posições de vanguarda no que tange ao aperfeiçoamento e à valorização do capital humano. Na mesma obra ele assevera: Atualmente não é mais possível enumerar as empresas que, de uma ou de outra forma, se dedicam ao aprimoramento de seu sistema gerencial e dos seus administradores. Constitui exceção a grande empresa que não tome providências efetivas nesse sentido nem possua um corpo próprio dedicado a formar sua administração. E exceção constitui também a escola de administração de empresas de nível superior que não ministre algum tipo de programa de aperfeiçoamento gerencial. 24 Sem dúvida um dos corolários mais explícitos da revolução tecnodigital em curso, é a ampla e radical alteração nas formas em que o processo ensinoaprendizagem acontece sendo que o conseqüente impacto dessa mudança é verificado na relação universidade-empresa e vice-versa. Na visão de Drucker

9 ...nos próximos cinqüenta anos, as escolas e universidades irão mudar de forma muito mais drástica do que têm mudado desde que assumiram sua presente forma há mais de trezentos anos, quando se reorganizaram em torno do livro impresso. Essas mudanças serão forçadas, em parte, por novas tecnologias, como computadores, vídeos e programas via satélite, em parte pelas exigências de uma sociedade baseada no conhecimento, na qual o aprendizado organizado precisa se tornar um processo vitalício para os trabalhadores do conhecimento, e em parte por novas teorias a respeito de como aprendem os seres humanos. 25 A propósito, no livro Sociedade Pós-Capitalista, Drucker mais uma vez chamava a atenção para a inevitável derrocada do modelo de ensino centrado nas instituições educacionais, apontando para uma nova relação entre as organizações voltadas para o ensino e as direcionadas para a utilização do capital humano egresso daquelas. O posicionamento é claro e insofismável: Finalmente, o ensino não pode ser mais um monopólio das escolas. Na sociedade pós-capitalista, a educação precisa permear toda a sociedade. As organizações empregadoras de todos os tipos empresas, agências governamentais, instituições sem fins lucrativos também precisam ser transformadas em instituições de aprendizado e ensino. As escolas devem cada vez mais, trabalhar em parceria com os empregadores e suas organizações. 26 Para um analista apressado, Drucker ao afirmar de modo categórico a necessidade de mudança nos paradigmas vigentes em relação ao processo educacional, estaria antevendo um declínio da importância dessa atividade. Ledo engano! O nonagenário mestre, no albor do novo milênio, apontava para a continuidade e o avanço dessa área, atuando ela, porém, sob novas condicionantes. Não faz ainda um ano afirmou que...no mundo desenvolvido, a educação e a saúde serão provavelmente as áreas de maior crescimento dos próximos 20 anos, nem que seja por causa da questão demográfica. 27 E ao se referir à nossa pátria, afirmou: A EDUCAÇÃO, para mim, deveria ser a próxima e principal indústria em crescimento no país e é a indústria na qual a nova tecnologia da informação oferece as maiores oportunidades para desenvolvimento rápido e mudanças profundas, especialmente num país tão vasto como o Brasil. 28 Por último, registro a análise futurista (sem ser futurologia) do insigne mestre em relação ao perfil desejado para o administrador dos novos tempos. A mensagem é clara e direta: Há muitos instrumentos de administração cujo uso teremos de aprender, assim como novas técnicas. Há, como já assinalei, inúmeras tarefas novas e difíceis. Mas a mais importante mudança que o futuro reserva para a administração é que, nos países desenvolvidos, as aspirações, os valores e de fato a sobrevivência mesma da sociedade virão a depender cada vez mais do desempenho, da competência e dos valores dos administradores. A importante tarefa que está reservada à próxima geração é, portanto, tornar produtivas, para o indivíduo, a comunidade e a sociedade, as novas instituições organizadas de nosso pluralismo. E isso é o que constitui, acima de tudo, o novo papel da administração. 29

10 Considerações Finais

11 A leitura de Peter Drucker é sempre um exercício fascinante e edificante. Suas obras constituem-se num repositório de ensinamentos que resistem à força dos modismos e à inexorável e avassaladora ação do imperativo tecnológico e ambiental. Sua visão não é limitada e restrita, mas ampla a mutifacetada. Destarte, suas contribuições atinentes ao campo da formação do administrador servem como balizadoras e norteadoras de discussões e definições sobre a temática. Da análise de suas opiniões colhidas no levantamento efetuado, apresento, como contribuição, a síntese exposta a seguir. - Ao contrário dos inatistas, que julgam que o administrador nasce feito, Drucker afirma que eles se formam. Em conseqüência, ele valoriza em extremo essa formação, elencando as vantagens de ela ser obtida de forma sistemática, propugnando, inclusive, a busca da excelência no processo formativo e no exercício da atividade profissional. - Embora o mestre critique os enfoques adotados pelas universidades e, mormente, pelos cursos de administração, apontando também para a obsolescência de currículos e processos, reconhece, por outro lado, que a escolaridade formal, em nível superior, constitui-se num fator de alavancagem para o preparo, para a remuneração e, acima de tudo, para a carreira. - De outra parte, Drucker mantém uma posição equilibrada ao reconhecer a importância da escolaridade formal, mas apontar, ao mesmo tempo, para o papel fundamental que as organizações empregadoras devem exercer como complementares à formação do administrador e, em alguns casos, até mesmo, como sucedâneas das próprias escolas. - Atento ao fluxo irreversível e descomunal de novas informações e ao advento constante de novas tecnologias, o autor propõe uma ênfase ainda mais acentuada sobre a atividade educacional, sugerindo, porém, seu enquadramento em novos parâmetros capazes de adequá-la às reais necessidades dos profissionais e das entidades empresariais. Isso deveria ser feito através de parcerias entre as escolas e as organizações empregadoras, tendo como foco básico a formação holística do administrador, cujo desempenho, competência e, acima de tudo, valores constituiriam o sustentáculo de uma sociedade mais justa e mais humana. Grandes corporações que contaram com a consultoria do eminente pensador, têm sido beneficiadas pela acolhida às sugestões e aos conselhos por ele apresentados. Para tê-los, pagaram grandes somas.nós temos acesso às suas orientações a custos irrisórios. O desafio é fazer sábio uso deles. Disso depende a sobrevivência e, principalmente, a excelência das organizações para as quais prestamos nossa colaboração.

12 Referências Bibliográficas 1. DRUCKER, P. F. Introdução à Administração. 3. ed. São Paulo: Pioneira, p. XXII. 1. Id. Ibid. p Id. Ibid. p Id. Ibid. p A Nova Era da Administração. 4. ed. São Paulo: Pioneira, p Eles Não São Empregados, São Pessoas. Revista Exame & Harvard Business Review. São Paulo: Editora Abril, edição 764, 17 abr. 2002, p Administrando para o Futuro: os anos 90 e a virada do século. p O Gerente Eficaz. Rio de Janeiro: Guanabara, p Introdução à Administração. p INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS. Sinopse Estatística da Educação Superior Brasília: INEP, p DRUCKER, P. F. Administrando para o Futuro: os anos 90 e a virada do século. p Administrando em Tempos de Grandes Mudanças. 3. ed. São Paulo: Pioneira, p Id. Ibid. p As Fronteiras da Administração: onde as decisões do amanhã estão sendo tomadas hoje. São Paulo: Pioneira, p Administrando para o Futuro: os anos 90 e a virada do século. p Fator Humano e Desempneho: o melhor de Peter Drucker sobre administração. 3. ed. São Paulo: Pioneira, p. XII Inovação e Espírito Empreendedor (Entrepreneurship): prática e

13 princípios. São Paulo: Pioneira, p Administrando para o Futuro: os anos 90 e a virada do século. p Id. Ibid., p Sociedade Pós-Capitalista. 6. ed. São Paulo: Pioneira, p Administrando para o Futuro: os anos 90 e a virada do século. p Administrando em Tempos de Grandes Mudanças. p Introdução à Administração. p Id. Ibid., p Administrando em Tempos de Grandes Mudanças. p Sociedade Pós-Capitalista. p UMA Conversa com Peter Drcuker. Revista Exame. Entrevista a Cládia Vassalo. Editora Abril, edição 754, Ano 35, n 0 24, 28 nov. 2001, p Id. Ibid. 29. DRUCKER, P. F. O Novo Papel da Administração. Coleção Harvard de de Administração. São Paulo: Nova Cultural, 1986, V. 1, p

2 SIGNIFICADO DA ADMINISTRAÇÃO

2 SIGNIFICADO DA ADMINISTRAÇÃO 2 SIGNIFICADO DA ADMINISTRAÇÃO 2.1 IMPORTÂNCIA DA ADMINISTRAÇÃO Um ponto muito importante na administração é a sua fina relação com objetivos, decisões e recursos, como é ilustrado na Figura 2.1. Conforme

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

20.03.2007. O Planejamento Empresarial

20.03.2007. O Planejamento Empresarial 20.03.2007 02 O Planejamento Empresarial Planejamento empresarial talvez seja um dos temas mais instigantes e sedutores, basicamente porque é tema didático, ensina-nos a agir na cena empresarial e talvez

Leia mais

Aula 07 Planejamento Estratégico de RH

Aula 07 Planejamento Estratégico de RH Aula 07 Planejamento Estratégico de RH Objetivos da aula: Nesta aula o objetivo será Apresentar uma visão diferenciada sobre como as ações integradas de planejamento estratégico de Recursos Humanos (RH)

Leia mais

A FORMAÇÃO DO BIBLIOTECÁRIO ESCOLAR

A FORMAÇÃO DO BIBLIOTECÁRIO ESCOLAR A FORMAÇÃO DO BIBLIOTECÁRIO ESCOLAR GLEICE PEREIRA (UFES). Resumo Com o objetivo de apresentar considerações sobre a formação do bibliotecário escolar, esta pesquisa analisa o perfil dos alunos do Curso

Leia mais

ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ.

ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ. ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros Agosto/2013 Introdução É notória nos dias de hoje a dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego nas empresas

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Função Gerencial. Autor: Ader Fernando Alves de Pádua

Função Gerencial. Autor: Ader Fernando Alves de Pádua Função Gerencial Autor: Ader Fernando Alves de Pádua 1. INTRODUÇÃO Este artigo tem por objetivo levar aos seus leitores à uma aproximação teórica dos estudos da administração empresarial, enfocando a importância

Leia mais

Entrepreneurship Lab Inovação, Desempenho e Crescimento Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Entrepreneurship Lab Inovação, Desempenho e Crescimento Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO O programa irá desenvolver no aluno competências sobre planejamento e força de Vendas, bem como habilidades para liderar, trabalhar em equipe, negociar

Leia mais

Pós-graduação lato sensu.

Pós-graduação lato sensu. MBA Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Pós-graduação lato sensu 1 MBA Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços)

FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços) FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços) 1. MÉTODO MENTOR - Modelagem Estratégica Totalmente Orientada para Resultados Figura 1: Método MENTOR da Intellectum. Fonte: autor, 2007 O método MENTOR (vide o texto

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

Como se tornar um líder de Sucesso!

Como se tornar um líder de Sucesso! Como se tornar um líder de Sucesso! Os 10 mandamentos do Como se tornar um líder de Sucesso! O líder é responsável pelo sucesso ou fracasso de uma organização. A liderança exige de qualquer pessoa, paciência,

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Cesar Aparecido Silva 1 Patrícia Santos Fonseca 1 Samira Gama Silva 2 RESUMO O presente artigo trata da importância do capital

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL

ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente

Leia mais

Profissionais de Alta Performance

Profissionais de Alta Performance Profissionais de Alta Performance As transformações pelas quais o mundo passa exigem novos posicionamentos em todas as áreas e em especial na educação. A transferência pura simples de dados ou informações

Leia mais

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Já passou a época em que o pedagogo ocupava-se somente da educação infantil. A pedagogia hoje dispõe de uma vasta

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CURSO TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL Série do Curso: 4ª SÉRIE Nome da Disciplina: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA SIGA: TMBAGCH*14/02 Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição

Leia mais

Ajudando você a fazer a diferença!

Ajudando você a fazer a diferença! Diretores da Lannes Consulting Luciano Lannes Consultor Organizacional e Palestrante com foco no Trabalho em Equipe e o processo de aprendizagem organizacional, visa o desenvolvimento empresarial e a educação

Leia mais

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO Porto Alegre RS Abril 2010 Bianca Smith Pilla Instituto Federal de Educação,

Leia mais

A COORDENAÇÃO E A GESTÃO DE CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: Um estudo de caso em faculdade privada RESUMO

A COORDENAÇÃO E A GESTÃO DE CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: Um estudo de caso em faculdade privada RESUMO A COORDENAÇÃO E A GESTÃO DE CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: Um estudo de caso em faculdade privada Wesley Antônio Gonçalves 1 RESUMO O MEC, ao apontar padrões de qualidade da função de coordenador de

Leia mais

As exigências e transformações do mercado de trabalho neste novo milênio

As exigências e transformações do mercado de trabalho neste novo milênio As exigências e transformações do mercado de trabalho neste novo milênio 1) - Quais as transformações efetivas que estão ocorrendo no mundo dos negócios e como tais mudanças interferem no movimento do

Leia mais

ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS

ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS Patrícia de Oliveira 1 Angélica Patrícia de Souza 2 Roginéia de Araújo Paula 3 RESUMO Buscou-se apresentar neste artigo, os principais pontos das estratégias empresarias e quais

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Marketing e Vendas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária

Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária Paulo Gabriel Soledade Nacif, Murilo Silva de Camargo Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Leia mais

O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES

O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES KOWALCZUK, Lidiane Mendes Ferreira - PUCPR lidianemendesf@gmail.com VIEIRA, Alboni Marisa Dudeque Pianovski - PUCPR alboni@alboni.com Eixo Temático: Formação de Professores

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 12 (Noturno) -->Últimas Vagas até o dia 27/05/2013 CAMPUS IGUATEMI Turma 13

Leia mais

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O CBA em Gestão de Negócios é um curso que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em gestão e liderança. O programa tem o objetivo de formar

Leia mais

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES:

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: A Teoria das Organizações em seu contexto histórico. Conceitos fundamentais. Abordagens contemporâneas da teoria e temas emergentes. Balanço crítico. Fornecer aos mestrandos

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO I

TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO I TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO I 1 TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO I Administração é a maneira de governar organizações ou parte delas. É o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Estratégica Empresarial

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Estratégica Empresarial DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão Estratégica Empresarial 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

XIII ENCONTRO ANUAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL TEMA: INOVAÇÕES E INVESTIMENTOS NO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL

XIII ENCONTRO ANUAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL TEMA: INOVAÇÕES E INVESTIMENTOS NO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL XIII ENCONTRO ANUAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL TEMA: INOVAÇÕES E INVESTIMENTOS NO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL COMUNICAÇÃO SUBTEMA: QUESTÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS A MATEMÁTICA

Leia mais

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO OBJETIVOS Definir com maior precisão o que é marketing; Demonstrar as diferenças existentes entre marketing externo, marketing interno e marketing de treinamento;

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

O EMPREENDEDORISMO NA GESTÃO DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

O EMPREENDEDORISMO NA GESTÃO DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR O EMPREENDEDORISMO NA GESTÃO DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR Regina Arns da Rocha 1 Prof. Dr. Victor Meyer Jr 2 Resumo. O objetivo deste trabalho é examinar a importância da prática do empreendedorismo

Leia mais

MBA em gestão de negócios

MBA em gestão de negócios MBA em gestão de negócios MBA EXECUTIVO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O MBA Executivo em Gestão de Negócios do Grupo Ibmec foi desenvolvido para responder à demanda do mercado por profissionais cada vez mais qualificados

Leia mais

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE ESTUDOS DO FUTURO. PESQUISA WebDelphi: PERSPECTIVAS DO EMPREGO E EMPREGABILIDADE

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE ESTUDOS DO FUTURO. PESQUISA WebDelphi: PERSPECTIVAS DO EMPREGO E EMPREGABILIDADE FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE ESTUDOS DO FUTURO PESQUISA WebDelphi: PERSPECTIVAS DO EMPREGO E EMPREGABILIDADE SÍNTESE DOS RESULTADOS RODADA 1 SÃO PAULO OUTUBRO, 2004 Pesquisa WebDelphi:

Leia mais

Capital Intelectual. O Grande Desafio das Organizações. José Renato Sátiro Santiago Jr. José Renato Sátiro Santiago. Novatec

Capital Intelectual. O Grande Desafio das Organizações. José Renato Sátiro Santiago Jr. José Renato Sátiro Santiago. Novatec Capital Intelectual O Grande Desafio das Organizações José Renato Sátiro Santiago Jr. José Renato Sátiro Santiago Novatec 1 Tudo começa com o conhecimento A gestão do conhecimento é um assunto multidisciplinar

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios Universidade Estácio de Sá Gestão e Negócios A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como

Leia mais

A Gestão do Conhecimento vai, no entanto, muito além, do investimento em tecnologia ou o gerenciamento da inovação.

A Gestão do Conhecimento vai, no entanto, muito além, do investimento em tecnologia ou o gerenciamento da inovação. Aponta a Gestão do Conhecimento como uma estratégia central para desenvolver a competitividade de empresas e países, discute o investimento em pesquisa e desenvolvimento, e os avanços da tecnologia gerencial

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil

O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil Planejamento estratégico pode ser o grande diferencial para a empresado ramo da construção civil, imobiliário e arquitetura que deseja obter mais sucesso

Leia mais

Liderança com foco em resultados

Liderança com foco em resultados Liderança com foco em resultados Como produzir mais, em menos tempo e com maior qualidade de vida. Introdução O subtítulo deste texto parece mais uma daquelas promessas de milagres. Independentemente de

Leia mais

O ADMINISTRADOR EMPREENDEDOR

O ADMINISTRADOR EMPREENDEDOR O ADMINISTRADOR EMPREENDEDOR Luis Antônio Tichs 1. RESUMO Neste trabalho aborda-se a importância do empreendedorismo e as características do empreendedor. Evidenciam-se ações estimuladoras do espírito

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

APÊNDICE A QUESTIONÁRIO APLICADO AOS GESTORES

APÊNDICE A QUESTIONÁRIO APLICADO AOS GESTORES 202 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ALGUNS COMENTÁRIOS ANTES DE INICIAR O PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO: a) Os blocos a seguir visam obter as impressões do ENTREVISTADO quanto aos processos de gestão da Policarbonatos,

Leia mais

Palavras-chave: Desenvolvimento profissional, Desenvolvimento organizacional, Parceria Universidade-Empresa

Palavras-chave: Desenvolvimento profissional, Desenvolvimento organizacional, Parceria Universidade-Empresa PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL PARA EMPRESAS INTEGRADAS: UMA PARCERIA UNIVERSIDADE EMPRESA Gislaine Zainaghi zainaghi@sc.usp.br Prof. Dr. Carlos F. Bremer bremer@sc.usp.br Escola de Engenharia

Leia mais

RE SIGNIFICANDO A AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

RE SIGNIFICANDO A AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RE SIGNIFICANDO A AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Maria Celina Melchior Dados da autora Mestre em Educação, Avaliadora Institucional do INEP/SINAES/MEC, atuou como avaliadora in loco do Prêmio Inovação em Gestão

Leia mais

Módulo IV. Delegação e Liderança

Módulo IV. Delegação e Liderança Módulo IV Delegação e Liderança "As pessoas perguntam qual é a diferença entre um líder e um chefe. O líder trabalha a descoberto, o chefe trabalha encapotado. O líder lidera, o chefe guia. Franklin Roosevelt

Leia mais

A Integração de Remuneração, Reconhecimento e Recompensa. Luiz Edmundo Rosa São Paulo, 26.03.09

A Integração de Remuneração, Reconhecimento e Recompensa. Luiz Edmundo Rosa São Paulo, 26.03.09 A Integração de Remuneração, Reconhecimento e Recompensa Luiz Edmundo Rosa São Paulo, 26.03.09 AGENDA 1. Posicionando a Remuneração e Reconhecimento 2. Tendências e impactos na Gestão 3. Melhores Práticas:

Leia mais

Marilene Sinder (Universidade Federal Fluminense) Renato Crespo Pereira (Universidade Federal Fluminense)

Marilene Sinder (Universidade Federal Fluminense) Renato Crespo Pereira (Universidade Federal Fluminense) A Pesquisa com Egressos como Fonte de Informação Sobre a Qualidade dos Cursos de Graduação e a Responsabilidade Social da Instituição Universidade Federal Fluminense (UFF) Eixo II Indicadores e instrumentos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 12

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 12 FACULDADE CAMÕES PORTARIA 4.059 PROGRAMA DE ADAPTAÇÃO DE DISCIPLINAS AO AMBIENTE ON-LINE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL DOCENTE: ANTONIO SIEMSEN MUNHOZ, MSC. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: FEVEREIRO DE 2007. Gestão

Leia mais

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO A economia brasileira tem passado por rápidas transformações nos últimos anos. Neste contexto ganham espaço novas concepções, ações

Leia mais

O CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

O CURSO DE ADMINISTRAÇÃO O CURSO DE ADMINISTRAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Missão Capacitar Administradores, propiciando uma base técnico-científica que lhes permita um aprendizado hábil a absorver, processar e adequar informações

Leia mais

Paulo Ferreira Diretor Geral do ISE Business School EXECUTIVE MBA

Paulo Ferreira Diretor Geral do ISE Business School EXECUTIVE MBA Boas-vindas Vivemos em uma época única e extraordinária. É uma época que nos apresenta desafios importantes e precisamos de gestores capazes de assumir os novos desafios com profissionalismo, inspirando

Leia mais

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra:

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra: MBA Pós - Graduação QUEM SOMOS Para pessoas que têm como objetivo de vida atuar local e globalmente, ser empreendedoras, conectadas e bem posicionadas no mercado, proporcionamos uma formação de excelência,

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina SIGA: TMBAGEP*14/05 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

V Congresso Auditar. Tema:

V Congresso Auditar. Tema: V Congresso Auditar Tema: Carreira em Organizações Públicas - Conceitos e Experiências Prof. Dr. José Antonio Monteiro Hipólito Brasília, 05 de setembro de 014 14:00 15:30h Agenda 1. Introdução: Importância

Leia mais

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Boas propostas são essenciais para que uma gestão tenha êxito, mas para que isso ocorra é fundamental que os dirigentes organizacionais

Leia mais

PANORAMA E TENDENCIAS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO NO BRASIL

PANORAMA E TENDENCIAS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO NO BRASIL PANORAMA E TENDENCIAS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO NO BRASIL HEITOR J PEREIRA. Professor da FIA Fundação Instituto de Administração. Ex-Presidente da SBGC Soc. Bras. Gestão do Conhecimento Revolução Agrícola

Leia mais

CRA-SP Centro do Conhecimento O Administrador Premium e Soluções Lucrativas Exigem Falling Walls in Management

CRA-SP Centro do Conhecimento O Administrador Premium e Soluções Lucrativas Exigem Falling Walls in Management CRA-SP Centro do Conhecimento O Administrador Premium e Soluções Lucrativas Exigem Falling Walls in Management Profº Walter Lerner lernerwl@terra.com.br Filme 7 CONTEXTUALIZAÇÃO da ADM e do Administrador

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

São Paulo, Ano I, n. 01, jan./abr. de 2014 ISSN 2358-0224. Podemos falar de ética nas práticas de consumo?

São Paulo, Ano I, n. 01, jan./abr. de 2014 ISSN 2358-0224. Podemos falar de ética nas práticas de consumo? São Paulo, Ano I, n. 01, jan./abr. de 2014 ISSN 2358-0224 9 772358 022003 Podemos falar de ética nas práticas de consumo? Universidade, uma usina de força intelectual Paulo Alonso 1 universidade novas

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico O Coordenador Pedagógico é o profissional que, na Escola, possui o importante papel de desenvolver e articular ações pedagógicas que viabilizem

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING NA EMPRESA: ESTUDO DE CASO NA PORTO ALEGRE CLÍNICAS

PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING NA EMPRESA: ESTUDO DE CASO NA PORTO ALEGRE CLÍNICAS 1 PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING NA EMPRESA: ESTUDO DE CASO NA PORTO ALEGRE CLÍNICAS Porto Alegre RS Março 2010 Bianca Smith Pilla Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 444 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

Seminário de Administração da FEAD abordou o tema Coaching de Carreira

Seminário de Administração da FEAD abordou o tema Coaching de Carreira Seminário de Administração da FEAD abordou o tema Coaching de Carreira O evento realizado na Unidade Saúde da FEAD, no último dia de 13 de novembro, contou com a presença da especialista em Coaching de

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais

PROPOSTA PEDAGOGICA CENETEC Educação Profissional. Índice Sistemático. Capitulo I Da apresentação...02. Capitulo II

PROPOSTA PEDAGOGICA CENETEC Educação Profissional. Índice Sistemático. Capitulo I Da apresentação...02. Capitulo II Índice Sistemático Capitulo I Da apresentação...02 Capitulo II Dos objetivos da proposta pedagógica...02 Capitulo III Dos fundamentos da proposta pedagógica...02 Capitulo IV Da sinopse histórica...03 Capitulo

Leia mais

MBA Gestão de Negócios e Pessoas

MBA Gestão de Negócios e Pessoas PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nome do Curso MBA Gestão de Negócios e Pessoas Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas Nome do Coordenador do Curso e Breve Currículo: Prof.

Leia mais

MINI ARTIGO: A CONTABILIDADE NO MUNDO DOS NEGÓCIOS DO SÉCULO XXI

MINI ARTIGO: A CONTABILIDADE NO MUNDO DOS NEGÓCIOS DO SÉCULO XXI MINI ARTIGO: A CONTABILIDADE NO MUNDO DOS NEGÓCIOS DO SÉCULO XXI (O Contador; o Acionista; o Governo) ---- A TEORIA DA AGÊNCIA MERCADO / GOVERNO ---- AUTOR: PROFESSOR DOUTOR ANTONIO DE LOUREIRO GIL QUESTÃO.

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EVOLUÇÃO DA COMPETIÇÃO NOS NEGÓCIOS 1. Revolução industrial: Surgimento das primeiras organizações e como consequência, a competição pelo mercado de commodities. 2.

Leia mais

O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FERRAMENTA PARA A GESTÃO EDUCACIONAL NO PROCESSO DECISÓRIO DENTRO DAS IES

O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FERRAMENTA PARA A GESTÃO EDUCACIONAL NO PROCESSO DECISÓRIO DENTRO DAS IES O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FERRAMENTA PARA A GESTÃO EDUCACIONAL NO PROCESSO DECISÓRIO DENTRO DAS IES Valdir Alves de Godoy 1 Marcelo Ribeiro Rosa 2 Flávio Lecir Barbosa 3 RESUMO O Planejamento Estratégico

Leia mais

MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores

MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores Coordenação Acadêmica: Prof. Edmarson Bacelar Mota, M. A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios

Leia mais

Florianópolis, 2012. Expedito Michels. Mestrado Profissional em Administração Universitária (PPGAU/UFSC)

Florianópolis, 2012. Expedito Michels. Mestrado Profissional em Administração Universitária (PPGAU/UFSC) O PAPEL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO E A CONTRIBUIÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE ADMINISTRAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO Florianópolis, 2012 Expedito Michels Mestrado Profissional

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês

Leia mais

Saber de Verdade! Gestão de Pessoas

Saber de Verdade! Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas PROPÓSITO E RESULTADOS ESPERADOS DO PROGRAMA Tornar-se um programa de educação corporativa capaz de desenvolver competências individuais aplicadas de seus participantes, como, em igual

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências 2 Professora: Zeila Susan Keli Silva 2º semestre 2012 1 Contexto Economia globalizada; Mudanças contextuais; Alto nível de complexidade do ambiente; Descoberta da ineficiência dos

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: MODELO SISTÊMICO E COMPARTILHADO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: MODELO SISTÊMICO E COMPARTILHADO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: MODELO SISTÊMICO E COMPARTILHADO INTRODUÇÃO: As empresas corporativas atualmente desenvolvem visões e políticas que se enquadrem no conceito de desenvolvimento sustentável, responsabilidade

Leia mais

Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso

Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso FRANKENBERG, C. L. C. a*, CANTELLI, M. a, DE OLIVEIRA, P. G. b a. Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

Gestão de carreiras nas organizações

Gestão de carreiras nas organizações Gestão de carreiras nas organizações A expressão "Plano de carreira", nas organizações, sempre corre o risco de ser interpretada como algo antiquado, retrógrado, que interessa aos funcionários e, principalmente,

Leia mais

Marcos Baptista Lopez Dalmau Eduardo Lobo Luiz Ricardo Uriarte Maurício Fernandes Pereira Amir Mattar Valente Ricardo Miranda Barcia.

Marcos Baptista Lopez Dalmau Eduardo Lobo Luiz Ricardo Uriarte Maurício Fernandes Pereira Amir Mattar Valente Ricardo Miranda Barcia. O Ensino a Distância como Alternativa para a Capacitação e/ou Formação Profissional Continuada para os Profissionais de Administração de Custos - O Caso LED/PPGEP Marcos Baptista Lopez Dalmau Eduardo Lobo

Leia mais

Gestão Estratégica de Pessoas

Gestão Estratégica de Pessoas Gestão Estratégica de Pessoas MBA FGV 1 Grandes Decisões sobre Pessoas Fatores que Garantem o Resultado As Tendências e Perspectivas de Gestão de Pessoas em Saúde Gestão de Pessoas e o Balanced Score Card

Leia mais

MINIARTIGO GESTÃO E AUDITORIA DA GESTÃO -- TOMAR DECISÃO / DAR RECOMENDAÇÃO ---- PROBLEMA / FRAQUEZA---- PROCESSO / PRODUTO (CONTROLE INTERNO)

MINIARTIGO GESTÃO E AUDITORIA DA GESTÃO -- TOMAR DECISÃO / DAR RECOMENDAÇÃO ---- PROBLEMA / FRAQUEZA---- PROCESSO / PRODUTO (CONTROLE INTERNO) MINIARTIGO GESTÃO E AUDITORIA DA GESTÃO -- TOMAR DECISÃO / DAR RECOMENDAÇÃO ---- PROBLEMA / FRAQUEZA---- PROCESSO / PRODUTO (CONTROLE INTERNO) AUTOR: PROFESSOR DOUTOR ANTONIO DE LOUREIRO GIL PROFESSOR

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

MBA EM DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS COM ÊNFASE EM COMPETÊNCIAS

MBA EM DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS COM ÊNFASE EM COMPETÊNCIAS MBA EM DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS COM ÊNFASE EM COMPETÊNCIAS O programa irá capacitá-lo a interagir em um contexto empresarial de inúmeras transformações e mudanças, desenvolvendo competências para conhecer,

Leia mais

XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa Universidade de Fortaleza 22 à 26 de Outubro de 2012

XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa Universidade de Fortaleza 22 à 26 de Outubro de 2012 XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa Universidade de Fortaleza 22 à 26 de Outubro de 2012 O PAPEL DA UNIVERSIDADE DE FORTALEZA NA PROMOÇÃO DA EDUCAÇÃO CONTINUADA COMO FERRAMENTA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais