AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA"

Transcrição

1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA Escola Sec/3 Dr.ª Maria Cândida Mira Ano Letivo 03/4 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA º Ano A professora: Ana Paula Ferreira

2 TEMAS DE HISTÓRIA A - º C N.º Total de aulas previstas 4 A Europa nos séculos XVII e XVIII Sociedade, poder e dinâmicas coloniais º PERÍODO 40 5 O Liberalismo Ideologia e revolução, modelos e práticas nos séculos XVIII e XIX º PERÍODO 37 6 A civilização Industrial Economia e sociedade; nacionalismos e choques imperialistas 3º PERÍODO 9 Total 96 CONTEÚDOS Módulo 4 A população da Europa nos séculos XVII e XVIII: Crises e crescimento..economia e População. Evolução Demográfica... O Modelo Demográfico Antigo... O século XVII..4. O século XVIII A Europa dos Estados absolutos e a Europa dos Parlamentos.. Estratificação social e poder político nas sociedades de Antigo Regime... Uma sociedade de ordens assentes no privilégio... O Absolutismo Régio..3. Sociedade e Poder em Portugal OBJETIVOS COMUNICAÇÃO EM HISTÓRIA Utilizar correctamente a língua portuguesa na expressão oral e na emissão de opiniões fundamentadas. - Caracterizar a demografia préindustrial - Explicar a alteração demográfica verificada na segunda metade do século XVIII. - Caracterizar a sociedade do Antigo Regime. AULAS PREVISTAS AVALIAÇÃO de avaliação diagnóstica.. A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político... A afirmação política da burguesia nas Províncias Unidas... A recusa do absolutismo na sociedade inglesa - Evidenciar o carácter liberal do regime parlamentar. 3. O triunfo dos Estados e dinâmicas económicas nos séculos XVII e XVIII 3.. O reforço das economias nacionais e tentativas de controlo do comércio 3... O tempo do grande comércio oceânico 3.. Reforço das economias nacionais: o Mercantilismo O equilíbrio europeu e a disputa das áreas coloniais 3.. A hegemonia económica britânica 3... Condições do sucesso inglês 3... O arranque industrial 3.3. Portugal Dificuldades e crescimento económico Da crise comercial de finais do século XVII à apropriação do ouro brasileiro pelo mercado britânico A política económica e social pombalina 4. Construção da modernidade europeia 4.. O método experimental e o progresso do conhecimento do Homem e da Natureza - Enunciar os princípios mercantilistas. - Explicar a política económica de Colbert. - Salientar os contributos dos principais cientistas dos séculos XVII e XVIII.

3 4... A Revolução científica 4... O conhecimento do Homem Os segredos do Universo O mundo da ciência 4.. A filosofia das Luzes 4... A apologia da razão e do progresso 4... O direito natural e o valor do indivíduo A defesa do contrato social e da separação dos poderes Humanitarismo e tolerância A difusão do pensamento das Luzes 4.3. Portugal O projecto pombalino de inspiração iluminista A reforma pombalina das instituições e o reforço da autoridade do Estado O reordenamento urbano A reforma do ensino Módulo 5 - A revolução americana, uma revolução fundadora.. Nascimento de uma nação sob a égide dos ideais iluministas... Antecedentes: um conflito económico entre a metrópole e as colónias... A reacção das colónias: da contestação aos impostos à Declaração de Independência..3. Da Guerra da Independência à criação da República Federal dos Estados Unidos da América - Relacionar o iluminismo com a desagregação do Antigo Regime e a construção da modernidade europeia. COMPREENSÃO HISTÓRICA Temporalidade: explicitar as dinâmicas temporais que impulsionam as sociedades humanas. Auto e heteroavaliação A Revolução Francesa paradigma das revoluções liberais e burguesas.. A França nas vésperas da revolução... Uma sociedade anacrónica... A conjuntura económico-financeira..3. A inoperância do poder político e o agravamento das tensões sociais.. Da nação soberana ao triunfo da revolução burguesa... A nação soberana... A obra da Convenção (79-795)..3. O triunfo da Revolução Burguesa - Mostrar o anacronismo das estruturas sociais francesas nas vésperas da Revolução. - Interpretar o significado da Revolução Francesa. - Sublinhar o significado da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. 3. A geografia dos movimentos revolucionários na primeira metade do século XIX: as vagas revolucionárias liberais e nacionais 3.. A Europa e a Revolução Francesa 3.. As revoluções em cadeia da era Pós- Napoleónica 4. A implantação do liberalismo em Portugal 4.. Antecedentes e conjuntura (807-80) 4.. As Invasões Francesas e a dominação inglesa em Portugal 4.. A Revolução de 80 e as dificuldades de implantação da ordem liberal (80-834) 4... O vintismo 4... A desagregação do império atlântico: a independência do Brasil A resistência ao Liberalismo - Explicar a invasão de Portugal pelas tropas napoleónicas. - Relacionar a conjuntura política, económica e social resultante das Invasões Francesas com a Revolução Liberal de Comparar a Carta Constitucional de 86 com a Constituição de 8. 3

4 4.3. O novo ordenamento político e socioeconómico (83/34-85) A acção reformadora da regência de D. Pedro Os projectos Setembrista e Cabralista 5. O legado do liberalismo na primeira metade do século XIX 5. O Estado como garante da ordem liberal 5... O Liberalismo, uma ideologia centrada na defesa dos direitos do indivíduo 5... O Liberalismo político; a secularização das instituições O Liberalismo económico; o direito à propriedade e à livre iniciativa Os limites da universalidade dos direitos humanos; A problemática da abolição da escravatura 5.. O romantismo, expressão da ideologia liberal 5... Sob o signo do sentimento e da liberdade; revalorização das raízes históricas das nacionalidades 5... Uma revolução artística O romantismo em Portugal - Interpretar o conceito de liberalismo. - Mostrar que o liberalismo defende os direitos individuais. - Caracterizar o Romantismo Formativa Auto e hetero avaliação Módulo 6 As transformações económicas na Europa e no Mundo.. A expansão da Revolução Industrial... A ligação ciência-tecnica... Novos inventos e novas formas de energia..3. Concentração industrial e bancária..4. A racionalização do trabalho.. A geográfica da industrialização... A hegemonia inglesa... A afirmação de novas potências..3. A permanência de formas de economia tradicional.3. A agudização das diferenças.3.. A confiança nos mecanismos autoreguladores do mercado: o Livre-Cambismo.3.. As debilidades do Livre-Cambismo; as crises cíclicas.3.3. O mercado internacional e a divisão do trabalho. A sociedade industrial e urbana.. A explosão populacional; a expansão urbana e o novo urbanismo; migrações internas e emigração... A explosão populacional... A expansão urbana..3. Migrações internas e emigração.. Unidade e diversidade da sociedade oitocentista... Uma sociedade de classes... A condição burguesa: heterogeneidade de situações; valores e comportamentos COMUNICAÇÃO Analisar e produzir materiais iconográficos enriquecendo a comunicação com a sua utilização. - Caracterizar a Revolução Industrial. - Caracterizar as crises do capitalismo. TRATAMENTO DE INFORMAÇÃO/UTILIZAÇÃO DE FONTES Inferir conceitos históricos a partir da interpretação e análise cruzada de fontes com linguagens diversas. Participar na selecção de informação adequada aos temas em estudo; interpretar documentos com mensagens diversificadas; formular hipóteses de interpretação de factos históricos; realizar trabalhos simples de pesquisa, individualmente ou em grupo. - Interpretar a explosão populacional do século XIX. - Justificar a expansão urbana. 4

5 ..3. A condição operária: salários e modos de vida; associativismo e sindicalismo; as propostas socialistas de transformação revolucionária da sociedade - Caracterizar a condição operária. 3. Evolução democrática, nacionalismo e imperialismo 3.. As transformações políticas 3... A evolução democrática do sistema representativo; os excluídos da democracia representativa 3... As aspirações de liberdade nos Estados autoritários Os movimentos de unificação nacional 3.. Os afrontamentos imperialistas: o domínio da Europa sobre o Mundo 3... Imperialismo e Colonialismo 3... Rivalidades imperialistas 4. Portugal, uma sociedade capitalista dependente 4.. A Regeneração entre o Livre-Cambismo e o Proteccionismo (85-880) 4... Uma nova etapa política 4... O desenvolvimento de infra-estruturas: transportes e meios de comunicação A dinamização da actividade produtiva A necessidade de capitais e os mecanismos de dependência 4.. Entre a Depressão e a Expansão (880-94) 4... A crise financeira de O surto industrial de final de século 4.3. As transformações do regime político na viragem do século Os problemas da sociedade portuguesa e a contestação da monarquia A Primeira República 5. Os caminhos da cultura 5.. A confiança no progresso científico 5... O avanço das ciências exactas e a emergência das ciências sociais 5... A progressiva generalização do ensino público 5.. O interesse pela realidade social na literatura e nas artes As novas correntes estéticas na viragem do século 5... O Realismo 5... O Impressionismo O Simbolismo Uma Arte Nova 5.3. Portugal: o dinamismo cultural do último terço do século O impulso da Geração de O primado da Pintura Naturalista - Caracterizar os estados autoritários da Europa Central e Oriental. - Contextualizar o imperialismo. - Interpretar o significado político da Regeneração. - Caracterizar as linhas de força do fomento económico da Regeneração. - Descrever a Revolução de 5 de Outubro de Referir os principais avanços científicos. - Evidenciar a modernidade das correntes estéticas do fim do século: Realismo, Impressionismo, Simbolismo e Arte Nova. Auto e heteroavaliação 5

PLANIFICAÇÃO - 11.ª ANO - HISTÓRIA A. Ano Letivo 2017/2018. Conceitos/ Noções. Per Módulo Conteúdos Competências específicas

PLANIFICAÇÃO - 11.ª ANO - HISTÓRIA A. Ano Letivo 2017/2018. Conceitos/ Noções. Per Módulo Conteúdos Competências específicas PLANIFICAÇÃO - 11.ª ANO - HISTÓRIA A Ano Letivo 2017/2018 Per Módulo Conteúdos Competências específicas Conceitos/ Noções Situações de Aprendizagem Avaliação Tem pos (50 min. ) 1.º 4 A Europa nos Séculos

Leia mais

Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas. Grupo de Recrutamento: 400. Planificação Trimestral de História A. 3º Período.

Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas. Grupo de Recrutamento: 400. Planificação Trimestral de História A. 3º Período. Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas Grupo de Recrutamento: 400 Coordenadora: Rosa Santos Subcoordenador: Armando Castro Planificação Trimestral de História A 3º Período 11º Ano Professor:

Leia mais

2º Período 05/01/15 a 20/03/15

2º Período 05/01/15 a 20/03/15 1º Período 15/09/14 a 16/12/14 2º Período 05/01/15 a 20/03/15 3º Período 7/04/15 a 12/06/15 TOTAL Aulas Previstas 67 51 Aulas 46 Aulas 164 Aulas Apresentação 1 0 0 1 Diagnose e Avaliação 8 8 6 18 Gestão

Leia mais

Planificação - História A 11º ano Ano letivo 2014 /2015

Planificação - História A 11º ano Ano letivo 2014 /2015 AGRUPAMENTO de ESCOLAS n.º 1 de GONDOMAR Planificação - História A 11º ano Ano letivo 2014 /2015 Módulo 4 CONTEÚDOS Nº DA AULAS 1. População da Europa nos séculos XVII e XVIII: crises e crescimento 1.1

Leia mais

Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas. Grupo de Recrutamento: 400. Planificação Trimestral de História A. 1º Período.

Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas. Grupo de Recrutamento: 400. Planificação Trimestral de História A. 1º Período. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARVALHOS Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas Grupo de Recrutamento: 400 Coordenadora: Rosa Santos Subcoordenadora: Armando Castro Planificação Trimestral de

Leia mais

Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas. Grupo de Recrutamento: 400. Planificação Trimestral de História A. 2º Período.

Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas. Grupo de Recrutamento: 400. Planificação Trimestral de História A. 2º Período. Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas Grupo de Recrutamento: 400 Coordenadora: Rosa Santos Subcoordenador: Armando Castro Planificação Trimestral de História A 2º Período 11º Ano Professor:

Leia mais

Disciplina: HISTÓRIA A Módulos 4,5,6

Disciplina: HISTÓRIA A Módulos 4,5,6 Escola Secundária Cacilhas-Tejo ENSINO RECORRENTE MÓDULOS CAPITALIZÁVEIS MATRIZ DE EXAME (AVALIAÇÃO DO REGIME NÃO PRESENCIAL E AVALIAÇÃO DE RECURSO) Disciplina: HISTÓRIA A Módulos 4,5,6 Duração da Prova

Leia mais

6.1 Planificação a médio prazo. 1. As transformações económicas na Europa e no Mundo. 34 aulas

6.1 Planificação a médio prazo. 1. As transformações económicas na Europa e no Mundo. 34 aulas 6.1 Planificação a médio prazo 34 aulas Conteúdos programáticos Segundo o Programa Oficial (março de 2001) 1. As transformações económicas na Europa e no Mundo 1.1. A expansão da Revolução Industrial 1.1.1

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL ESTREMOZ PLANIFICAÇÃO ANUAL / MÉDIO PRAZO HISTÓRIA A 11.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL ESTREMOZ PLANIFICAÇÃO ANUAL / MÉDIO PRAZO HISTÓRIA A 11. PLANIFICAÇÃO ANUAL / MÉDIO PRAZO HISTÓRIA A 11.º ANO ANO LETIVO 2015/2016 Professora: Helena Branco 1 Módulo 4 A Europa nos Séculos XVII e XVIII Sociedade, Poder e Dinâmicas Coloniais COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TORRE DE MONCORVO PLANIFICAÇÃO A MÉDIO E A LONGO PRAZO Disciplina: HISTÓRIA Ano: 11º

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TORRE DE MONCORVO PLANIFICAÇÃO A MÉDIO E A LONGO PRAZO Disciplina: HISTÓRIA Ano: 11º AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TORRE DE MONCORVO PLANIFICAÇÃO A MÉDIO E A LONGO PRAZO Disciplina: HISTÓRIA Ano: 11º Ano Lectivo: 2012/2013 Turma: CHLH MÓDULO 4 A EUROPA NOS SÉCULOS XVII E XVIII SOCIEDADE, PODER

Leia mais

Ano Lectivo 2012/ ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Unidade Didáctica Conteúdos Competências Específicas Avaliação.

Ano Lectivo 2012/ ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Unidade Didáctica Conteúdos Competências Específicas Avaliação. AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação HISTÓRIA Ano Lectivo 2012/2013 3 ºCiclo 8 ºAno 8.º Ano 1º Período Panorâmica geral dos séculos XII e XIII. Observação directa Diálogo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V GRUPO DISCIPLINAR DE HISTÓRIA HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Informação aos Pais / Encarregados de Educação Programação do 5º ano Turma 1 1. Aulas previstas (Tempos letivos) 2. Conteúdos a leccionar

Leia mais

4.1 Planificação a médio prazo. 1. A população da Europa nos séculos XVII e XVIII: crises e crescimento. 32 aulas

4.1 Planificação a médio prazo. 1. A população da Europa nos séculos XVII e XVIII: crises e crescimento. 32 aulas 4.1 Planificação a médio prazo 32 aulas Conteúdos programáticos Segundo o Programa Oficial (março de 2001) 1. A população da Europa nos séculos XVII e XVIII: crises e crescimento 1.1. Economia e população

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V GRUPO DA ÁREA DISCIPLINAR DE HISTÓRIA História e Geografia de Portugal Informação aos Pais / Encarregados de Educação, turma 3 Programação do 5º ano 1. Aulas previstas (tempos letivos) 5º1 5º2 1º período

Leia mais

1º. PERÍODO. Situa e caracteriza aspetos relevantes da História de Portugal, europeia e mundial.

1º. PERÍODO. Situa e caracteriza aspetos relevantes da História de Portugal, europeia e mundial. MÓDULO 3 A ABERTURA EUROPEIA AO MUNDO MUTAÇÕES NOS CONHECIMENTOS, SENSIBILIDADES E VALORES NOS SÉCULOS XV E XVI 4. A RENOVAÇÃO DA ESPIRITUALIDADE E RELIGIOSIDADE 4.1. A Reforma protestante - Individualismo

Leia mais

PANIFICAÇÃO HISTÓRIA 8ºANO. Metas/descritores de desempenho

PANIFICAÇÃO HISTÓRIA 8ºANO. Metas/descritores de desempenho PANIFICAÇÃO HISTÓRIA 8ºANO Domínio/subdomínio EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉC.XV E XVI -RUMOS DA EXPANSÃO QUATROCENTISTA Condições da prioridade portuguesa Interesses dos s sociais Descobrimentos e conquistas

Leia mais

TEMA G2: A Revolução Liberal Portuguesa - antecedentes

TEMA G2: A Revolução Liberal Portuguesa - antecedentes História 8º ano Guião de Trabalho de Grupo 3º Período Nome: Data: / / TEMA G2: A Revolução Liberal Portuguesa - antecedentes GRUPO 1 Consulta as páginas 156 à pág. 165 do teu manual Objetivo: 1. Conhecer

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programada disciplina e Metas de aprendizagem 3º CICLO HISTÓRIA 8º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

HISTÓRIA A ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA. Planificação a Médio e Longo Prazo. Ano Letivo º Ano de Escolaridade

HISTÓRIA A ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA. Planificação a Médio e Longo Prazo. Ano Letivo º Ano de Escolaridade HISTÓRIA A ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA Planificação a Médio e Longo Prazo Ano Letivo 04-05 º Ano de Escolaridade I - AVALIAÇÃO: Planificação de História A - º ano /. Domínios de avaliação, parâmetros, indicadores

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa da Disciplina e Projeto Educativo 3º CICLO HISTÓRIA 9º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O H I S T Ó R I A

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O H I S T Ó R I A DISCIPLINA: História ANO: 8 TURMAS: A, B e C ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O H I S T Ó R I A - 1 - TEMA D PORTUGAL NO CONTEXTO EUROPEU DOS SÉCULOS XII A XIV SUBTEMA

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A 11º ANO

PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A 11º ANO PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A 11º ANO Ano Lectivo - 013/014 (sujeita a reajustamentos) 1º PERÍODO MÓDULO 4 A EUROPA NOS SÉCULOS XVII E XVIII SOCIEDADE, PODER E DINÂMICAS COLONIAIS MÓDULO 5 - O

Leia mais

CALENDARIZAÇÃO COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM AVALIAÇÃO. Observação e análise de mapas, cronologias, gráficos,

CALENDARIZAÇÃO COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES DE APRENDIZAGEM AVALIAÇÃO. Observação e análise de mapas, cronologias, gráficos, HISTÓRIA 3º Ciclo E. B. 9º Ano 2014-2015 Planificação de Unidade TEMA I. A Europa e o Mundo no limiar do século XX SUBTEMA I.1. Hegemonia e declínio da influência europeia CONCEITOS: Imperialismo, Colonialismo,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde. Departamento de Ciências Humanas e Sociais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde. Departamento de Ciências Humanas e Sociais HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Distribuição dos tempos letivos disponíveis para o 6 º ano de escolaridade 1º Período 2º Período 3º Período *Início: 15 setembro 2014 *Fim: 16 dezembro 2014 *Início: 5

Leia mais

Planificação Anual de História Ano letivo de 2012/2013. Unidade Didáctica/Conteúdos Competências/Objectivos a desenvolver Actividades

Planificação Anual de História Ano letivo de 2012/2013. Unidade Didáctica/Conteúdos Competências/Objectivos a desenvolver Actividades Planificação Anual de História Ano letivo de 2012/2013 9º Ano Unidade Didáctica/Conteúdos Competências/Objectivos a desenvolver Actividades A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO Capacidade de seleccionar informação

Leia mais

Ano Lectivo 2015 / ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais Competências Específicas Avaliação.

Ano Lectivo 2015 / ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais Competências Específicas Avaliação. ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação HISTÓRIA Ano Lectivo 2015 / 2016 3 ºCiclo 8 ºAno 8.º Ano 1º Período DOMÌNIO / TEMA D O contexto europeu dos séculos XII a XIV (recuperação

Leia mais

Disciplina: História Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz de:

Disciplina: História Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz de: A herança do Mediterrâneo Antigo Das sociedades recoletoras às primeiras civilizações CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz de: Ensino Básico

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Perfil de aprendizagem de História 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO Das sociedades recolectoras às primeiras civilizações Das sociedades recolectoras às primeiras sociedades produtoras 1. Conhecer o processo

Leia mais

TEMA F1: O ANTIGO REGIME EUROPEU REGRA E EXCEÇÃO

TEMA F1: O ANTIGO REGIME EUROPEU REGRA E EXCEÇÃO História 8º ano Guião de Trabalho de Grupo 2º Período Nome: Data: / / TEMA F1: O ANTIGO REGIME EUROPEU REGRA E EXCEÇÃO GRUPO 1 O Antigo Regime Consulta as páginas 80-85; 94-97 do teu manual 1. Conhecer

Leia mais

PERFIL DE APRENDIZAGENS 7 ºANO

PERFIL DE APRENDIZAGENS 7 ºANO 7 ºANO No final do 7º ano, o aluno deverá ser capaz de: DISCIPLINA DOMÍNIO DESCRITOR Das Sociedades Recoletoras às Primeiras Civilizações A Herança do Mediterrâneo Antigo 1. Conhecer o processo de hominização;

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD - Coordenação de Processos Seletivos COPESE www.ufvjm.edu.br - copese@ufvjm.edu.br UNIVERSIDADE

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL GR DISCIPLINA HISTÓRIA 9ºANO 3º período

PLANIFICAÇÃO ANUAL GR DISCIPLINA HISTÓRIA 9ºANO 3º período Total -10 tempos PLANIFICAÇÃO ANUAL GR 400 - DISCIPLINA HISTÓRIA 9ºANO 3º período Tratamento de informação/ utilização de fontes: Formular hipóteses de interpretação dos princípios que nortearam a criação

Leia mais

Ano Lectivo 2016/ ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais / Metas Competências Específicas Avaliação.

Ano Lectivo 2016/ ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais / Metas Competências Específicas Avaliação. ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação HISTÓRIA Ano Lectivo 2016/2017 3 ºCiclo 8 ºAno 8.º Ano 1º Período Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais / Metas Competências Específicas

Leia mais

5 O LIBERALISMO IDEOLOGIA E REVOLUÇÃO, MODELOS E PRÁTICAS NOS SÉCULOS XVIII E XIX 4. O LEGADO DO LIBERALISMO NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX

5 O LIBERALISMO IDEOLOGIA E REVOLUÇÃO, MODELOS E PRÁTICAS NOS SÉCULOS XVIII E XIX 4. O LEGADO DO LIBERALISMO NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX 1. O liberalismo, uma ideologia centrada na defesa dos direitos humanos Liberalismo - opõe-se ao absolutismo e às tiranias - defende liberdade de iniciativa económica - promove a burguesia - defende os

Leia mais

Utilizar a metodologia específica da História, nomeadamente: Interpretar documentos de índole diversa (textos, imagens, gráficos, mapas e diagramas);

Utilizar a metodologia específica da História, nomeadamente: Interpretar documentos de índole diversa (textos, imagens, gráficos, mapas e diagramas); INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA HISTÓRIA Fevereiro de 2016 Prova 19 2016 -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

O ensino de Historia no Ensino Médio tem por finalidade o desenvolvimento e. a construção do saber histórico, procurando promover o resgate e o

O ensino de Historia no Ensino Médio tem por finalidade o desenvolvimento e. a construção do saber histórico, procurando promover o resgate e o DISCIPLINA: História A - EMENTA O ensino de Historia no Ensino Médio tem por finalidade o desenvolvimento e a construção do saber histórico, procurando promover o resgate e o conhecimento de saberes construídos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE BARTOLOMEU DE GUSMÃO ESCOLA JOSEFA DE ÓBIDOS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE BARTOLOMEU DE GUSMÃO ESCOLA JOSEFA DE ÓBIDOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE BARTOLOMEU DE GUSMÃO ESCOLA JOSEFA DE ÓBIDOS ANO LETIVO 2015/2016 INFORMAÇÃO EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO DISCILINA DE HISTÓRIA 1. OBJETO

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa da Disciplina e Metas de Aprendizagem 3º CICLO HISTÓRIA 9º ANO DE ESCOLARIDADE

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISCIPLINAR: 400 DISCIPLINA: HISTÓRIA. ANO: 9º ANO LECTIVO: 2008/2009 p.

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISCIPLINAR: 400 DISCIPLINA: HISTÓRIA. ANO: 9º ANO LECTIVO: 2008/2009 p. ANO: 9º ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/7 OBJECTIVOS GERAIS 1. Compreensão da dinâmica evolutiva das sociedades 2. Compreensão da complexidade do campo histórico, pela distinção dos diversos planos estruturais

Leia mais

MATRIZ DA PROVA ESCRITA DE AVALIAÇÃO

MATRIZ DA PROVA ESCRITA DE AVALIAÇÃO Duração da Prova: 60 minutos HISTÓRIA - 9.º Ano 6 de março de 2017 OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS ESTRUTURA COTAÇÕES CRITÉRIOS GERAIS DE CORREÇÃO Interpretar documentos escritos. Analisar mapas e documentos

Leia mais

Curriculum Guide 11 th grade / História

Curriculum Guide 11 th grade / História Curriculum Guide 11 th grade / História Tema Conteúdo Habilidades Essential Questions 1) Era das Revoluções 1.1) Império Napoleônico 1.1a)Compreender o período napoleônico como uma época de consolidação

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR SOLANO ABREU ABRANTES. PERÍODO LECTIVO 1. Tratamento de informação / Utilização de Fontes. AULAS PREVISTAS

ESCOLA SECUNDÁRIA DR SOLANO ABREU ABRANTES. PERÍODO LECTIVO 1. Tratamento de informação / Utilização de Fontes. AULAS PREVISTAS ESCOLA SECUNDÁRIA DR SOLANO ABREU ABRANTES 3º CICLO DISCIPLINA HISTÓRIA TURMAS A/B/C ANO: 7º ANO 2010/2011 COMPETÊNCIAS 1. Tratamento de informação / Utilização de Fontes. A. Das Sociedades Recolectoras

Leia mais

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CP/ECEME/07 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatos históricos, ocorridos durante as crises política, econômica e militar portuguesa/européia

Leia mais

PLANO DE CURSO ANO 2012

PLANO DE CURSO ANO 2012 I- IDENTIFICAÇÃO PLANO DE CURSO ANO 2012 ESCOLA ESTADUAL CONTEÚDO: TURMA: 8º ano N DE AULAS SEMANAIS: PROFESSOR (ES): II- OBJETIVOS GERAIS * Propiciar o desenvolvimento de atitudes de respeito e de compreensão

Leia mais

EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD

EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD CANOAS, JULHO DE 2015 DISCIPLINA PRÉ-HISTÓRIA Código: 103500 EMENTA: Estudo da trajetória e do comportamento do Homem desde a sua origem até o surgimento do Estado.

Leia mais

DISCIPLINA DE HISTÓRIA

DISCIPLINA DE HISTÓRIA DISCIPLINA DE HISTÓRIA OBJETIVOS: 6º ano Estabelecer relações entre presente e passado permitindo que os estudantes percebam permanências e mudanças nessas temporalidades. Desenvolver o raciocínio crítico

Leia mais

Matriz de Referência de HISTÓRIA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL

Matriz de Referência de HISTÓRIA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL H01 Identificar diferentes tipos de modos de trabalho através de imagens. X H02 Identificar diferentes fontes históricas. X H03 Identificar as contribuições de diferentes grupos

Leia mais

8.º Ano Expansão e mudança nos séculos XV e XVI O expansionismo europeu Renascimento, Reforma e Contrarreforma

8.º Ano Expansão e mudança nos séculos XV e XVI O expansionismo europeu Renascimento, Reforma e Contrarreforma Escola Secundária Dr. José Afonso Informação-Prova de Equivalência à Frequência História Prova 19 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência

Leia mais

HISTÓRIA. - Curso Vocacional - 1º ANO -

HISTÓRIA. - Curso Vocacional - 1º ANO - Planificação de História - 1º ano Curso Vocacional 201/2015 p. 1 ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA HISTÓRIA - Curso Vocacional - 1º ANO - PLANIFICAÇÃO A MÉDIO E LONGO PRAZO Ano letivo de 201/2015

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VENDAS NOVAS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VENDAS NOVAS Português AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VENDAS NOVAS 1. Critérios Gerais de Avaliação para o Ensino Secundário Domínios Conhecimentos e capacidades Atitudes 85% 15% - Cumprimento de regras - Participação nas

Leia mais

DISCIPLINA DE HISTÓRIA OBJETIVOS: 1ª Série

DISCIPLINA DE HISTÓRIA OBJETIVOS: 1ª Série DISCIPLINA DE HISTÓRIA OBJETIVOS: 1ª Série Compreender o comportamento dos agentes históricos classes sociais, instituições políticas e religiosas, grupos econômicos e organizações representativas da sociedade

Leia mais

HISTÓRIA A 12º ANO CURSO CIENTÍFICO-HUMANÍSTICO DE LÍNGUAS E HUMANIDADES

HISTÓRIA A 12º ANO CURSO CIENTÍFICO-HUMANÍSTICO DE LÍNGUAS E HUMANIDADES HISTÓRIA A 1º ANO CURSO CIENTÍFICO-HUMANÍSTICO DE LÍNGUAS E HUMANIDADES PLANIFICAÇÃO ANUAL 01-017 Américo Costa Maria da Graça Castro Escola Secundária de Caldas das Taipas Setembro de 01 ESCOLA SECUNDÁRIA

Leia mais

Revoluções, ideias e transformações econômicas do século XIX. Profª Ms. Ariane Pereira

Revoluções, ideias e transformações econômicas do século XIX. Profª Ms. Ariane Pereira Revoluções, ideias e transformações econômicas do século XIX Profª Ms. Ariane Pereira As transformações na Europa final do século XVIII Ideias Iluministas: liberdade e igualdade; Revolução Francesa estabeleceu

Leia mais

DEPARTAMENTO CURRICULAR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS. PLANO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E DE GEOGRAFIA DE PORTUGAL 5º Ano

DEPARTAMENTO CURRICULAR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS. PLANO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E DE GEOGRAFIA DE PORTUGAL 5º Ano DEPARTAMENTO CURRICULAR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PLANO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E DE GEOGRAFIA DE PORTUGAL 5º Ano Ano Letivo 017-018 TEMAS/ CONTEÚDOS Aulas Previstas (* ) TEMA A- A Península

Leia mais

DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES Direção de Serviços da Região Algarve

DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES Direção de Serviços da Região Algarve Escola Secundária de Albufeira Ano Letivo: 2014/2015 12ºAno Turma: E Disciplina: História A Período 1º Conteúdos Programados Módulo 7 CRISES, EMBATES IDEOLÓGICOS E MUTAÇÕES CULTURAIS NA PRIMEIRA METADE

Leia mais

Potências marítimas: Novas (burguesia) Antigas (nobreza) Portugal Espanha Holanda Inglaterra França

Potências marítimas: Novas (burguesia) Antigas (nobreza) Portugal Espanha Holanda Inglaterra França 1. O tempo do grande comércio oceânico Criação/crescimento de grandes companhias de comércio europeias: - Companhia das Índias Ocidentais (1600 Londres) - Companhia Inglesa das Índias Orientais (Londres

Leia mais

Participa na selecção de informação adequada aos temas em estudo; Interpreta documentos com mensagens diversificadas;

Participa na selecção de informação adequada aos temas em estudo; Interpreta documentos com mensagens diversificadas; COLÉGIO TERESIANO HISTÓRIA - 7.º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LECTIVO 2007/2008 COMPETÊNCIAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS 1. Tratamento de informação/utilização de Fontes Participa na selecção de informação adequada

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA NÍVEL ENSINO MÉDIO

MATRIZ DE REFERÊNCIA NÍVEL ENSINO MÉDIO MATRIZ DE REFERÊNCIA NÍVEL ENSINO MÉDIO Conteúdo Programático de História Conteúdo Competências e Habilidades I. Antiguidade clássica: Grécia e Roma. 1. Conhecer as instituições políticas gregas e romanas,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ HISTÓRIA PRISE - 2ª ETAPA EIXOS TEMÁTICOS: I MUNDOS DO TRABALHO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ HISTÓRIA PRISE - 2ª ETAPA EIXOS TEMÁTICOS: I MUNDOS DO TRABALHO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ HISTÓRIA PRISE - 2ª ETAPA EIXOS TEMÁTICOS: I MUNDOS DO TRABALHO Competências - Identificar e analisar as relações de trabalho compulsório em organizações sociais, culturais

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com ensino secundário CIREP FERLAP

Informação n.º Data: Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com ensino secundário CIREP FERLAP Prova de Exame Nacional de História B Prova 723 2012 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Para: Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspeção-Geral

Leia mais

Ano Letivo: 2014/2015 Manual adotado: História 8

Ano Letivo: 2014/2015 Manual adotado: História 8 1º Período 15/09/14 a 16/12/14 2º Período 05/01/15 a 20/03/15 3º Período 07/04/15 a 12/06/15 TOTAL Aulas Previstas 39 Aulas 30 Aulas 27 Aulas 96 Aulas Apresentação 1 Aula - - 1 Aula Diagnose e Avaliação

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa de Geografia A

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa de Geografia A AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Geografia A ENSINO SECUNDÁRIO GEOGRAFIA 11ºANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009 EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar

Leia mais

DOMÍNIO/SUBDOMÍNIO OBJETIVOS GERAIS DESCRITORES DE DESEMPENHO CONTEÚDOS

DOMÍNIO/SUBDOMÍNIO OBJETIVOS GERAIS DESCRITORES DE DESEMPENHO CONTEÚDOS DISCIPLINA: História ANO DE ESCOLARIDADE: 8º Ano 2016/2017 METAS CURRICULARES PROGRAMA DOMÍNIO/SUBDOMÍNIO OBJETIVOS GERAIS DESCRITORES DE DESEMPENHO CONTEÚDOS Tema E - Expansão e mudança nos séculos XV

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 8º ANO HISTÓRIA

PLANIFICAÇÃO ANUAL 8º ANO HISTÓRIA PLANIFICAÇÃO ANUAL 8º ANO HISTÓRIA Tratamento de informação e utilização de fontes Utilização de técnicas de investigação: - Observar e descrever aspectos da realidade física e social; - Recolher, registar

Leia mais

EUROPA SÉCULO XIX. Revoluções Liberais e Nacionalismos

EUROPA SÉCULO XIX. Revoluções Liberais e Nacionalismos EUROPA SÉCULO XIX Revoluções Liberais e Nacionalismos Contexto Congresso de Viena (1815) Restauração do Absolutismo Princípio da Legitimidade Santa Aliança Equilíbrio Europeu -> Fim Sacro I. Romano Germânico

Leia mais

ÍNDICE INTRODUÇÃO... 11

ÍNDICE INTRODUÇÃO... 11 7 ÍNDICE INTRODUÇÃO...... 11 1. MESSIANISMO REVOLUCIONÁRIO E EUROPEÍSMO FRANCOCÊNTRICO. A "GRANDE NAÇÃO" FRANCESA DOS ESTADOS GERAIS A SANTA HELENA........ 21 1. A Era da Revolução: dinâmica histórica

Leia mais

HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL

HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6.º ANO SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO ANA FILIPA MESQUITA CLÁUDIA VILAS BOAS HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL DOMÍNIO D PORTUGAL DO SÉCULO XVIII AO SÉCULO XIX DOMÍNIO E PORTUGAL DO SÉCULO XX ÍNDICE 1

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa da disciplina e Projeto Eduativo 3º CICLO HISTÓRIA 7º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRAT CHA PRÉ-REQUISITO ANTROPOLOGIA CULTURAL E DESENVOLVIMENTO HUMANO

CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRAT CHA PRÉ-REQUISITO ANTROPOLOGIA CULTURAL E DESENVOLVIMENTO HUMANO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: HISTÓRIA LICENCIATURA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 7

Leia mais

Planificação a longo e a médio prazo da disciplina de História 8.º ano 2016/2017

Planificação a longo e a médio prazo da disciplina de História 8.º ano 2016/2017 Planificação a longo e a médio prazo da disciplina de História 8.º ano 2016/2017 Domínio 1. Conhecer e compreender o pioneirismo português no processo de expansão europeu Diagnóstica PRIMEIRO PERÍODO Domínio

Leia mais

PERFIL DE APRENDIZAGENS 5ºANO

PERFIL DE APRENDIZAGENS 5ºANO 5ºANO No final do 5.º ano, o aluno deverá ser capaz de: DISCIPLINA DOMÍNIO DESCRITOR A Península Ibérica: Localização e quadro -Conhecer e utilizar mapas em Geografia e em História -Conhecer a localização

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM 2º CICLO Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6.º ANO Documento(s) Orientador(es): Programa de História e Geografia de Portugal

Leia mais

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro)

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro) Planejamento das Aulas de História 2016 8º ano (Prof. Leandro) Fevereiro Aula Programada (As tensões na Colônia) Páginas Tarefa 1 As tensões na Colônia 10 e 11 Mapa Mental 2 A viradeira 12 Exerc. 1 a 5

Leia mais

Escola Básica 2,3 de Miragaia Informação Prova de Equivalência à Frequência

Escola Básica 2,3 de Miragaia Informação Prova de Equivalência à Frequência Escola Básica 2,3 de Miragaia Informação Prova de Equivalência à Frequência História 9º Ano Código 19 2016 1. Introdução: O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência

Leia mais

19 HISTÓRIA 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 2016 alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro

19 HISTÓRIA 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 2016 alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro informação-prova de equivalência à frequência data: 1 2. 0 5. 2 0 16 19 HISTÓRIA 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 2016 alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro 1.O B J E T O D E A V A L

Leia mais

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. -Análise de uma planta para se visualizar o crescimento da cidade ao longo dos tempos;

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. -Análise de uma planta para se visualizar o crescimento da cidade ao longo dos tempos; ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLA BÁSICA DOS 2.º E 3.º CICLOS D. MIGUEL DE ALMEIDA DISCIPLINA: HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL ANO: 5º ANO 2013/2014 METAS DE APRENDIZAGEM: 1.

Leia mais

ROTA DE APRENDIZAGEM História 8º Ano

ROTA DE APRENDIZAGEM História 8º Ano ROTA DE APRENDIZAGEM 2016-17 História 8º Ano DOMÍNIO 5 EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI Projeto 1 Eles fizeram História Objetivo geral construir breves biografias de personalidades que marcaram

Leia mais

Exposição do professor; Diálogo orientado professor/aluno e aluno/aluno; Recolha e tratamento da informação;

Exposição do professor; Diálogo orientado professor/aluno e aluno/aluno; Recolha e tratamento da informação; ENSINO SECUNDÁRIO PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE ECONOMIA C 12º ANO DE ESCOLARIDADE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) ATIVIDADES E ESTRATÉGIAS MATERIAIS CURRICULARES

Leia mais

Matemática CONTEÚDO PARA PROCESSO SELETIVO ENSINO MÉDIO 1º ANO ENSINO MÉDIO LINGUAGEM

Matemática CONTEÚDO PARA PROCESSO SELETIVO ENSINO MÉDIO 1º ANO ENSINO MÉDIO LINGUAGEM CONTEÚDO PARA PROCESSO SELETIVO ENSINO MÉDIO 1º ANO ENSINO MÉDIO a) Termos sintáticos e suas funções na oração; b) Interpretação de texto. a) Equações do 1º e 2º graus e problemas; b) Trigonometria no

Leia mais

ROTA DE APRENDIZAGEM História 8º Ano Prof. Maria Zita

ROTA DE APRENDIZAGEM História 8º Ano Prof. Maria Zita ROTA DE APRENDIZAGEM 2015-16 História 8º Ano Prof. Maria Zita DOMÍNIO 5 EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI Projeto 1 Eles fizeram História Objetivo geral construir breves biografias de personalidades

Leia mais

Geografia - 6º AO 9º ANO

Geografia - 6º AO 9º ANO 5ª Série / 6º Ano Eixos norteadores Temas Conteúdo Habilidades Competências A Geografia como uma - Definição de Geografia - Noções de tempo e -Compreender processos - Identificar diferentes formas de representação

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE HISTÓRIA 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE HISTÓRIA 8.º ANO DE HISTÓRIA 8.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO 1. Conhecer e compreender o pioneirismo português no processo de expansão europeu 2. Conhecer os processos de expansão dos Impérios Peninsulares

Leia mais

MODOS DE PRODUÇÃO COMUNISMO PRIMITIVO

MODOS DE PRODUÇÃO COMUNISMO PRIMITIVO TEMAS DE SOCIOLOGIA Evolução biológica e cultural do homem. A sociedade pré-histórica. O Paleolítico Bandos e hordas de coletores e caçadores. Divisão natural do trabalho. Economia coletora e nomadismo.

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE SANTO ANDRÉ ESCOLA BÁSICA 2/3 DE QUINTA DA LOMBA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E PERFIL DO ALUNO NA ÁREA CURRICULAR DE HISTÓRIA

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE SANTO ANDRÉ ESCOLA BÁSICA 2/3 DE QUINTA DA LOMBA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E PERFIL DO ALUNO NA ÁREA CURRICULAR DE HISTÓRIA AGRUPAMENTO ESCOLAS DE SANTO ANDRÉ ESCOLA BÁSICA 2/3 DE QUINTA DA LOMBA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E PERFIL DO ALUNO NA ÁREA CURRICULAR DE HISTÓRIA 3º Ciclo (7º, 8º e 9º anos) Ano letivo 2016-2017 Atitudes

Leia mais

História. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista História e o currículo do Estado do Paraná.

História. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista História e o currículo do Estado do Paraná. Comparativos curriculares SM História Ensino médio Material de divulgação de Edições SM A coleção Ser Protagonista História e o currículo do Estado do Paraná Apresentação Professor, Devido à inexistência

Leia mais

Ano Lectivo 2006/2007 3º Ciclo 7º Ano

Ano Lectivo 2006/2007 3º Ciclo 7º Ano AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação DISCIPLINA DE GEOGRAFIA Ano Lectivo 2006/2007 3º Ciclo 7º Ano Unidade Didáctica Conteúdos Competências Específicas Avaliação A TERRA

Leia mais

ANUALIZAÇÃO 2015/2016

ANUALIZAÇÃO 2015/2016 ESCOLA EB 3,3/S DE VILA FLOR HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO ANUALIZAÇÃO 2015/2016 OBJETIVOS CONTEÚDOS AVALIAÇÃO GESTÃO LETIVA (POR PERÍODO) - Conhecer a sociedade portuguesa no século XVIII -

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL PARA O 12º ANO DE GEOGRAFIA EM

PLANIFICAÇÃO ANUAL PARA O 12º ANO DE GEOGRAFIA EM PLANIFICAÇÃO ANUAL PARA O 12º ANO DE GEOGRAFIA EM 2017-2018 Unidades temáticas Conteúdos Objetivos Gerais Calendarização [aulas de 90 ] Instrumentos de avaliação MÓDULO 1: O Sistema Mundial Contemporâneo:

Leia mais

O Nacionalismo e as Unificações Conceituação

O Nacionalismo e as Unificações Conceituação O Nacionalismo e as Unificações Conceituação O indivíduo deve lealdade e devoção ao Estado nacional compreendido como um conjunto de pessoas unidas num mesmo território por tradições, língua, cultura,

Leia mais

Subdomínios Objetivos Descritores de desempenho Calendarização

Subdomínios Objetivos Descritores de desempenho Calendarização ESCOLA SECUNDÁRIA RAINHA SANTA ISABEL ESTREMOZ Planificação Anual de História -8º Ano ANO LECTIVO -2016 /17 METAS CURRICULARES Domínio 4 - O Contexto europeu do século XII ao XIV Recuperar de 7º Ano :

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E ATUÁRIA DEPARTAMENTO DE ECONOMIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E ATUÁRIA DEPARTAMENTO DE ECONOMIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E ATUÁRIA DEPARTAMENTO DE ECONOMIA P R O G R A M A D E E N S I N O CURSO: CIÊNCIAS ECONÔMICAS DISCIPLINA:

Leia mais

Ciclo do ouro Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira

Ciclo do ouro Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira Ciclo do ouro Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira Formato ABNT, para citação desta apostila em trabalhos acadêmicos: PEREIRA, L. M. A. Ciclo do ouro. Curso

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro. Informação Prova de Equivalência à Frequência

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro. Informação Prova de Equivalência à Frequência Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Informação Prova de Equivalência à Frequência HISTÓRIA Maio 2017 3ºCiclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova 19/2017 Tipo de Prova:

Leia mais

REDE EDUCACIONAL ADVENTISTA Ementa de Curso

REDE EDUCACIONAL ADVENTISTA Ementa de Curso REDE EDUCACIONAL ADVENTISTA Ementa de Curso DISCIPLINA: HISTÓRIA SÉRIE/ TURMA: 1º ANO MÉDIO ABC BIMESTRE: 4º NÚMERO 1. Módulo 16 - Política e economia no Antigo Introdução do módulo, com aula em slides

Leia mais

(Uepg 2010) O liberalismo é uma corrente de pensamento econômico e político que se originou no século XVIII. A seu respeito, assinale o que for

(Uepg 2010) O liberalismo é uma corrente de pensamento econômico e político que se originou no século XVIII. A seu respeito, assinale o que for (Uepg 2010) O liberalismo é uma corrente de pensamento econômico e político que se originou no século XVIII. A seu respeito, assinale o que for correto. 01) A Riqueza das Nações, livro escrito pelo inglês

Leia mais

IDADE CONTEMPORÂNEA IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO

IDADE CONTEMPORÂNEA IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO Definição: domínio de vastas áreas do planeta por parte de nações industrializadas (ING, FRA, HOL, BEL, ALE, ITA, JAP, EUA, RUS). Momento Histórico: 2ª REV. INDUSTRIAL 1860 1914 ALE, ITA, RUS, EUA, JAP

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE Informação Prova de Equivalência à Frequência 3º Ciclo do Ensino Básico 20/2016 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 julho Decreto -Lei nº 17/2016, de 4 de abril Aprovado

Leia mais

Paulo Tumasz Junior. I e II Revolução Industrial

Paulo Tumasz Junior. I e II Revolução Industrial Paulo Tumasz Junior I e II Revolução Industrial APRESENTAÇÕES Slides - Artesanato, Manufatura e Industria: APRESENTAÇÕES Slides - Período e ocorrência - Características: - Resumo: - II Revolução Industrial:

Leia mais