Saldamento do REG/Replan. e Novo Plano

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Saldamento do REG/Replan. e Novo Plano"

Transcrição

1 Saldamento do REG/Replan e Novo Plano 1

2 NOVOS CAMINHOS A FUNCEF apresenta duas novidades aos associados: o Saldamento do REG/Replan e o Novo Plano de Benefícios. Neste site, você tem a oportunidade de conhecer detalhes dessas propostas, construídas pelo Grupo de Trabalho formado por representantes dos associados, da Caixa e da FUNCEF. Quem se interessar em aderir a essas alternativas encontrará aqui informações para orientar a tomada de decisão e saber como concretizar sua escolha. Lembramos ainda que os regulamentos dos planos de benefícios da FUNCEF incorporaram itens ditados pela Lei Complementar 109, de 29 de maio de 2001, com destaque para quatro institutos: Portabilidade, Benefício Proporcional Diferido, Resgate e Autopatrocínio. ENTENDA O SALDAMENTO O Saldamento do REG/Replan é uma alternativa ao formato dos planos de benefícios anteriores, criada por meio de mudanças no regulamento do REG/Replan. No Saldamento, determina-se o benefício devido ao associado com base no direito acumulado, de acordo com as regras do REG/Replan. No caso dos assistidos, isso resultará no Benefício Saldado, num patamar superior ao previsto originalmente, com garantia de reajuste anual independentemente da política salarial da Caixa. O participante da ativa que optar pelo Saldamento do REG/Replan terá assegurados os direitos acumulados até a data em que a opção for efetivada. A partir daí, ele deixará de fazer contribuições para o plano antigo e ingressará no Novo 2

3 Plano, formando novas reservas a partir de suas contribuições e as efetivadas pelo Patrocinador (Caixa). Ao chegar à fase de recebimento de benefícios, o associado passará a receber o valor assegurado pelo Saldamento mais a parcela referente ao Novo Plano. Aqueles que se aposentaram no REG/Replan e posteriormente escolheram aderir ao REB também poderão optar pelo Saldamento. Nessa hipótese, as regras estabelecidas para o benefício serão mantidas. E, em alguns casos, haverá reajuste no valor dos benefícios. ENTENDA O NOVO PLANO O Novo Plano de Benefícios da FUNCEF pertence à modalidade de Contribuição Variável, com contribuição definida na fase de formação de reservas e benefício definido na etapa de recebimento de benefícios e nos casos de risco como invalidez e pensão por morte. Os benefícios do Novo Plano são reajustados anualmente, de acordo com o índice previsto no regulamento que é o INPC e independentemente da política salarial da Caixa. Esse plano traz benefícios diferenciados e, a exemplo do ocorrido na modificação dos planos anteriores, inclui os institutos fixados pela Lei Complementar 109, de 29 de maio de 2001 tais como a garantia de condições de resgate e portabilidade do saldo da conta individual do participante (em caso de rescisão do contrato de trabalho com a Caixa, o resgate permite ao associado sacar os recursos registrados em seu nome, e a portabilidade é a possibilidade de transferi-los para outro fundo de pensão). 3

4 O Novo Plano adota também nova base de contribuição, aumentando a parcela destinada pela Caixa ao saldo de conta do associado. Pessoal da Ativa O empregado da Caixa tem a possibilidade de aderir ao Saldamento do REG/Replan e ingressar no Novo Plano. Nesse caso, calcula-se o benefício a que cada associado tem direito, com base no salário de contribuição na data final do processo de Saldamento. Esse valor vai se somar às demais parcelas da aposentadoria (referentes ao Novo Plano e ao INSS) e terá reajuste anual pelo índice do plano que é o INPC. Dessa forma, quando passar à fase de recebimento de benefícios, esse participante terá acesso à parcela assegurada pelo Saldamento, mais os valores a que tem direito em virtude das contribuições ao Novo Plano, além do benefício do INSS. Caso opte pelo Saldamento, o participante da ativa deixa de contribuir para o REG/Replan e passa a fazer contribuições no Novo Plano, formando um segundo conjunto de reservas. Lembramos que, ao empregado em atividade, será dado acréscimo de 10,79% no benefício saldado. Esse índice corresponde aos 9%, com correção, concedidos àqueles que migraram para o REB. A possibilidade de adesão ao Novo Plano será oferecida ao pessoal da ativa vinculado ao REB, mas ainda aguarda definição sobre como vai se dar a migração de saldo desses associados. Esse processo é previsto para ocorrer em período a 4

5 ser determinado após a realização dos procedimentos do Saldamento dos associados do REG/Replan que aderirem a essa fórmula. Aposentados e pensionistas Os assistidos do REG/Replan têm a possibilidade de aderir ao Saldamento, passando, então, a receber o Benefício Saldado, com reajuste anual correspondente ao índice previsto no regulamento que é o INPC, independentemente da política salarial da Caixa. O Benefício Saldado corresponderá ao valor recebido em agosto de 2001, reajustado em 9% e corrigido pelo INPC desde setembro de No caso de a aposentadoria do associado ao REG/Replan ter ocorrido após 2001, será considerada a data de início do benefício para cálculo dos valores, também corrigidos pelo INPC. Os assistidos que migraram para o REB e se aposentaram depois de setembro de 2001 também terão o benefício reajustado em 9% (desde que não tenham recebido antes esse reajuste) se optarem pelo Saldamento. O Benefício Saldado será corrigido anualmente pelo índice previsto no regulamento que é o INPC. Também nessa hipótese, os reajustes anuais independem da política salarial da Caixa. O aposentado ou pensionista que não optou pelo REB e aderir ao Saldamento receberá o mesmo incentivo pago pela Caixa a quem migrou, acrescido de R$ 1.350,00. A Caixa também pagará R$ 1.350,00 aos assistidos que migraram para o REB e optarem pelo Plano Saldado. Ainda nesse caso, quem ainda não retirou a parcela correspondente ao Benefício Único Antecipado (até 10% da reserva) poderá fazê-lo, com redução proporcional do benefício. 5

6 Enquadrados no Pós-78 As mudanças no regulamento do REG/Replan contemplam também os aposentados e pensionistas enquadrados no chamado Pós-78. Trata-se do pessoal que teve seus benefícios reduzidos proporcionalmente porque ingressou na Caixa a partir de 24 de janeiro de 1978 e se aposentou antes de completar 55 anos de idade. Essa perda ocorreu porque uma alteração no REG/Replan publicada em junho de 1979 fixou, então, a idade mínima de 55 anos para que o associado recebesse o valor integral do complemento da aposentadoria. A medida retroagiu a 24 de janeiro de O regulamento aprovado em 30 de dezembro de 2005 eliminou o redutor para os admitidos entre 24/01/1978 e 17/06/1979. A partir de agora, o REG/Replan deixa de exigir a idade mínima de 55 anos para pedido de complementação de benefício, permitindo ao associado aposentar-se por tempo de contribuição para o INSS (35 anos para homens e 30 para as mulheres), sem o redutor proporcional à diferença de idade. Além disso, a FUNCEF vai rever o valor dos benefícios das pessoas do Pós-78 que tiveram seus complementos reduzidos e pagar a diferença desde abril de 1998 ou da data de início da aposentadoria (se for posterior àquela data). Ou seja: o associado nessa situação terá seu benefício aumentado e ainda receberá ressarcimento das diferenças registradas nos últimos anos. 6

7 Facultativos e Empregados da Caixa ainda não associados à FUNCEF Os facultativos do REG/Replan também podem exercer a opção por saldar o benefício e aderir ao Novo Plano. Empregados da Caixa que não são vinculados à FUNCEF ingressarão no Novo Plano ao se tornarem associados da Fundação. Para se associar, é necessário preencher e encaminhar a proposta de inscrição, disponível na internet e nas representações regionais da entidade. OS BENEFÍCIOS DO NOVO PLANO 1. Benefício Programado Pleno Pagamento vitalício a que o associado tem direito ao se aposentar pelo INSS ou completar a idade mínima exigida (48 anos para as mulheres e 53 anos no caso dos homens). Em qualquer hipótese, é obrigatória a rescisão de contrato com a Caixa. 2. Benefício Programado Antecipado Pagamento vitalício recebido pelo associado que completar 15 anos de contribuição para a FUNCEF e não atender os requisitos do Benefício Programado Pleno. Também requer rescisão com a Caixa. 3. Benefícios de Risco São as aposentadorias por invalidez e as pensões por morte, pagas independentemente do tempo de contribuição e válidas inclusive para companheiras ou companheiros do mesmo sexo. No caso dos filhos, o benefício é pago até atingirem os 2 anos de idade. 4. Benefício Único Antecipado Na data da aposentadoria, o associado tem a opção de receber à vista até 10% do saldo da sua conta no Novo Plano. Nesse caso, ele terá o pagamento dos benefícios continuados (Programado Pleno 7

8 ou de Risco) reduzido proporcionalmente ao tamanho do saque. O pensionista poderá exercer a opção pelo Benefício Único Antecipado caso o respectivo aposentado não a tiver feito. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO NOVO PLANO - Contribuição definida na fase de formação de reservas. - Benefício definido na etapa de recebimento e nos casos de risco (como invalidez e pensão por morte). - Benefício reajustado anualmente pelo índice do plano, que é o INPC, independentemente da política salarial da Caixa. - Desvinculação do INSS (o associado não precisa se aposentar pelo INSS para solicitar o benefício da FUNCEF). - Inclusão da parcela CTVA (piso de mercado) no Salário de Participação, que é limitado a R$ 8.300,00. Institutos A Lei Complementar 109, de 29 de maio de 2001, que passou a disciplinar o Regime de Previdência Complementar, exige que os planos de benefícios prevejam quatro institutos em seus regulamentos: Portabilidade, Benefício Proporcional Diferido, Resgate e Autopatrocínio. Portabilidade O participante pode transferir para outro fundo os recursos a que tem direito na FUNCEF. Se o contrato com a Caixa for encerrado, ele poderá levar o saldo de sua conta individual da FUNCEF a outro fundo de pensão, conforme os critérios do regulamento. O resgate dos recursos portados é vetado pela legislação. A FUNCEF também receberá recursos portados de outros fundos, caso seja essa a opção do associado. 8

9 Benefício Proporcional Diferido (BPD) O participante que se desligar da Caixa e não for elegível a um benefício de renda continuada poderá permanecer na FUNCEF sem desembolsar contribuições mensais para o plano de benefícios. Nessa hipótese, a reserva matemática, que é definida por critério atuarial, será recalculada até a data em que o associado for elegível ao benefício. Resgate O valor do resgate compreende o total das contribuições dos participantes, descontado o custeio administrativo. Autopatrocínio Caso se desligue da Caixa, o associado poderá manter-se vinculado ao plano, contribuindo com sua parte e a definida para o Patrocinador. BASE DE CÁLCULO PARA O SALDAMENTO DO PESSOAL DA ATIVA No caso do participante (ativo ou autopatrocinado), o Saldamento terá por base o salário de participação valor usado no cálculo da contribuição para a FUNCEF. O valor do salário de participação será corrigido pelo INPC do período que vai de setembro de 2005 (quando houve o último reajuste da Caixa) até a data final do processo de Saldamento; e terá acréscimo de 1,5% para cada ano entre a idade atual e aquela prevista para aposentadoria. Por fim, o valor calculado do benefício saldado ainda será aumentado em 10,79%. Assim, o benefício saldado será obtido pela seguinte fórmula: (SP x 1,015 i BINSS) x (IDC-18) TS 9

10 SP: Salário de Participação; i: Diferença entre 48, se mulher, ou 53, se homem, e a idade do participante na data do cálculo; BINSS: Valor projetado de benefício de aposentadoria, conforme regras do INSS; pode ser obtido por meio de fórmula disponível no site da Previdência ( IDC: Idade do participante na data do cálculo, limitada a 48 anos, se mulher, e 53, se homem; TS: Tempo de serviço, igual a 30 anos, se mulher, e 35, se homem. COMO ADERIR Instruções para os participantes que quiserem aderir ao Saldamento do REG/Replan e ao Novo Plano: 1. O participante deve preencher o Termo de Adesão, que será entregue na residência de cada assistido ou na unidade de lotação, no caso do pessoal da ativa. 2. As três vias do Termo de Adesão devem ser assinadas pelo participante. Os documentos precisam ter a firma reconhecida em cartório. O mesmo vale para o pensionista. 3. Por fim, as três vias devem ser encaminhadas à FUNCEF. 4. Importante: os participantes ativos e facultativos do REG/Replan, ao encaminharem à FUNCEF o Termo de Adesão, optam pela adesão simultânea ao Saldamento e ao Novo Plano. 5. Caso o participante não receba o Termo de Adesão, esse formulário poderá ser obtido neste site. 10

Saldamento e Novo Plano. Cartilha tira-dúvidas

Saldamento e Novo Plano. Cartilha tira-dúvidas Cartilha tira-dúvidas Momento de decisão... 6 Quais são os planos da Funcef?... 8 Por que foram criados o Saldamento e o Novo Plano de benefícios?... 10 Como surgiram o Saldamento e o Novo Plano?... 10

Leia mais

1.2 Quem pode votar? É obrigatório? Podem votar os Participantes da FUNCEF, inclusive aposentados e pensionistas. O voto não é obrigatório.

1.2 Quem pode votar? É obrigatório? Podem votar os Participantes da FUNCEF, inclusive aposentados e pensionistas. O voto não é obrigatório. 1 O PLEBISCITO 1.1 Para que serve este Plebiscito? Consultar a opinião dos Participantes sobre as alternativas de solução para os planos de benefícios da FUNCEF, com saldamento do REG/REPLAN e implementação

Leia mais

Saldamento: Uma opção Conheça os detalhes deste processo

Saldamento: Uma opção Conheça os detalhes deste processo Saldamento: Uma opção Conheça os detalhes deste processo www.funcef.com.br CARTILHA DO SALDAMENTO HISTÓRICO 2003 Novembro de 2003 2004 e 2005 10/10/2005 22/12/2005 Primeiro semestre de 2006 3/7/2006 Dezembro

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA 1/5 Plano de Benefícios CD-02 Cuidar do seu futuro é o nosso negócio! 2/5 1 Por que foi criado o Plano CD-02? O Plano CD-02 foi desenhado no modelo de Contribuição Definida, um plano totalmente individual,

Leia mais

Entenda mais sobre. Plano Copasa Saldado

Entenda mais sobre. Plano Copasa Saldado Entenda mais sobre O Plano Copasa Saldado Apresentação Senhor (a) Participante: Ao publicar este material, a Fundação Libertas tem por objeto facilitar o entendimento e a disseminação dos principais dispositivos

Leia mais

2º Semestre de

2º Semestre de 1 2 2º Semestre de 2010 Informações sobre a nova estrutura do Plano de Benefícios PreviSenac 3 Introdução: Este folheto é destinado aos participantes do Plano de Benefícios PreviSenac que, até a data da

Leia mais

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD APRESENTAÇÃO Esta cartilha tem o objetivo de informá-lo, de forma simples e precisa, sobre os principais pontos do Plano SERGUS de Benefícios na modalidade de Contribuição Definida (CD), baseado no seu

Leia mais

CARTILHA DO PLANO CELPREV

CARTILHA DO PLANO CELPREV CARTILHA DO PLANO CELPREV O QUE É O CELPREV? O CELPREV é um plano de contribuição definida, também conhecido como plano CD, que nada mais é do que uma poupança individual na qual serão investidos dois

Leia mais

5. Como fica a situação de quem não migrar para o InovaPrev?

5. Como fica a situação de quem não migrar para o InovaPrev? Perguntas InovaPrev 1. O que é o InovaPrev? É um plano de previdência complementar moderno, patrocinado pela Fundação CPqD, Instituto Atlântico, Já, STIC, Padtec e PSG Telecom. Sua administração é feita

Leia mais

Plano de Benefícios CD-05

Plano de Benefícios CD-05 1/5 Plano de Benefícios CD-05 Nosso Plano é cuidar do seu futuro! 2/5 1 Apresentação A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada, que tem como objetivo

Leia mais

Novo Plano de Contribuição Definida -CD

Novo Plano de Contribuição Definida -CD Previ-Siemens Novo Plano de Contribuição Definida -CD Protection notice / Copyright notice Agenda A Importância de um plano de previdência Plano de Aposentadoria CD -Previ-Siemens Contribuições Procedimentos

Leia mais

Alterações no Regulamento do Plano de Aposentadoria BASF

Alterações no Regulamento do Plano de Aposentadoria BASF Alterações no Regulamento do Plano de Aposentadoria BASF A Superintendência Nacional de Previdência Complementar PREVIC, órgão que regulamenta e fiscaliza os fundos de pensão no Brasil, aprovou em 13 de

Leia mais

REGRAS BÁSICAS - PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº

REGRAS BÁSICAS - PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº 1 - BENEFÍCIOS OFERECIDOS O Plano de Benefícios FAF oferece os seguintes benefícios aos seus participantes, ou aos dependentes de participantes falecidos: I - quanto aos participantes: - suplementação

Leia mais

REGULAMENTO PLANO PREVIND SESI/RS

REGULAMENTO PLANO PREVIND SESI/RS REGULAMENTO PLANO PREVIND SESI/RS CNPB Nº 19.900.013-19 Texto Atual Texto Proposto Justificativa São partes no presente instrumento: Fundo SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA DO RIO GRANDE DO SUL -

Leia mais

PLANO MILÊNIO NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA E OUTRAS ALTERAÇÕES

PLANO MILÊNIO NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA E OUTRAS ALTERAÇÕES PLANO MILÊNIO NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA E OUTRAS ALTERAÇÕES INFORMATIVO N.º 165-13/07/2010 http://www.cbsprev.com.br Central de Atendimento 08000-268181 Caro(a) Participante, Para a melhor compreensão

Leia mais

DUAS DEFINIÇÕES IMPORTANTES

DUAS DEFINIÇÕES IMPORTANTES Você está trabalhando, construindo sua vida e de sua família. Tudo vai bem. Mas... Você já começou a pensar na sua aposentadoria? Quando se aposentar, você receberá o benefício do INSS, mas ele será suficiente?

Leia mais

Novo cenário, maiores benefícios

Novo cenário, maiores benefícios Manual de Aderentes Novo cenário, maiores benefícios A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC) aprovou a implantação do Plano de Benefícios Previdenciários PrevAmazônia (CNPB nº.

Leia mais

ANEXO II - Tabela de Contribuição

ANEXO II - Tabela de Contribuição ANEXO II - Tabela de Contribuição 2 ANEXO III ao Plano Misto de Benefícios Previdenciários 001 da CELOS NORMAS PARA TRANSFERÊNCIA E ENQUADRAMENTO DE PARTICIPANTE DO PLANO TRANSITÓRIO DE BENEFÍCIOS PARA

Leia mais

Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita!

Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita! Previdência Saúde Vou aderir ao PDVA. E agora? Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita! O seu futuro e o da sua família dependem da sua decisão. Previdência Proteção a pessoa, geralmente, no desemprego,

Leia mais

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO CD PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO CD PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA MATERIAL EXPLICATIVO PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA MATERIAL EXPLICATIVO PREZADO COLABORADOR! Você, que está sendo admitido agora ou que ainda não aderiu ao Plano CD, conheça, nas próximas

Leia mais

Plano CV Prevdata II Benefícios - Rendas. novembro/2012

Plano CV Prevdata II Benefícios - Rendas. novembro/2012 Plano CV Prevdata II Benefícios - Rendas novembro/2012 Informações gerais sobre a administração Concedendo o Auxílio Doença da PREVDATA Auxílio Doença Carência exigida de 12 meses, exceto se for acidente

Leia mais

Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II

Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II A Prevdata É uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, que tem por finalidade a instituição e administração de planos de benefícios

Leia mais

CARTILHA DO PARTICIPANTE. O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência.

CARTILHA DO PARTICIPANTE. O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência. O que é o OABPREV/RS? CARTILHA DO PARTICIPANTE O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência. Quem instituiu o OABPREV/RS? A Ordem dos Advogados

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº

PERGUNTAS FREQUENTES PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº 1 - Quem pode ingressar no Plano de Benefícios FAF? O Plano de Benefícios está fechado ao ingresso de novos Participantes desde 01.01.2003. 2 - Como são fixadas as contribuições mensais dos Participantes

Leia mais

Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC

Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC Relatório PREVI 2013 Parecer Atuarial 2013 162 Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC 1 OBJETIVO 1.1 O presente Parecer Atuarial tem por objetivo informar sobre

Leia mais

Manual do. Saldamento

Manual do. Saldamento Manual do Saldamento O SALDAMENTO. O QUE É E QUANDO OCORREU? Em 31 de março de 2010, a PREVEME efetuou o saldamento do plano de benefícios de todos os seus participantes ativos. Isto significa que esta

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano de Aposentadoria MSD Prev

Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano de Aposentadoria MSD Prev Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano de Aposentadoria MSD Prev MSD Prev Sociedade de Previdência Privada CNPB:19.980.047-83 CNPJ:02.726.871/0001-12 Anexo I Ata de Reunião Extraordinária

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Página 1 de 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 6 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.050.020-38 - PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PAQUETÁPREV DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações do Regulamento do Plano de Aposentadoria Básico da PREVI-SIEMENS

Quadro Comparativo das Alterações do Regulamento do Plano de Aposentadoria Básico da PREVI-SIEMENS Capítulo A.7. Dos Institutos Legais Obrigatórios A.7.1 - No caso de Término do Vínculo Empregatício, o Participante Ativo que não for elegível ao Benefício de Aposentadoria Normal previsto neste Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO PREVIDENCIAL B DA FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO INSTITUTO DE RESSEGUROS DO BRASIL P R E V I R B

REGULAMENTO DO PLANO PREVIDENCIAL B DA FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO INSTITUTO DE RESSEGUROS DO BRASIL P R E V I R B REGULAMENTO DO PLANO PREVIDENCIAL B DA FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO INSTITUTO DE RESSEGUROS DO BRASIL P R E V I R B CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º - O presente Regulamento Previdencial tem

Leia mais

PLANO PRINCIPAL. Material Explicativo Plano Principal 1

PLANO PRINCIPAL. Material Explicativo Plano Principal 1 PLANO PRINCIPAL Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

REDAÇÃO ATUAL REDAÇÃO PROPOSTA IMPACTOS

REDAÇÃO ATUAL REDAÇÃO PROPOSTA IMPACTOS XIII XIV "Índice de Reajuste": significa o índice geral de aumentos salariais concedidos pela Patrocinadora 3M do Brasil Ltda., desconsiderados os aumentos reais. O Conselho Deliberativo poderá determinar

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS Esta cartilha traz informações e dicas, de forma simples e clara, para que você conheça as vantagens que o seu plano de previdência oferece. Leia com atenção e comece a

Leia mais

1) O que é um Plano de Previdência Complementar? É um plano cujo objetivo o pagamento de benefícios semelhantes aos pagos pela Previdência Social.

1) O que é um Plano de Previdência Complementar? É um plano cujo objetivo o pagamento de benefícios semelhantes aos pagos pela Previdência Social. Preparamos uma lista com as dúvidas mais comuns a respeito do Plano PREV-ESTAT. Se você ainda precisar de ajuda, ligue para 0800 025 35 45, das 8 às 19h. 1) O que é um Plano de Previdência Complementar?

Leia mais

O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário. Wagner Advogados Associados

O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário. Wagner Advogados Associados O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário Wagner Advogados Associados www.wagner.adv.br wagner@wagner.adv.br 1 REGRAS VIGENTES PARA APOSENTADORIA DOS SERVIDORES - Aposentadoria com

Leia mais

ASSUNTO ANTES DAS ALTERAÇÕES APÓS AS ALTERAÇÕES Definições Serviço Contínuo

ASSUNTO ANTES DAS ALTERAÇÕES APÓS AS ALTERAÇÕES Definições Serviço Contínuo Alterações no Regulamento do Plano de A Apresentamos abaixo as alterações realizadas no Plano de A, aprovadas pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar PREVIC, por meio da Portaria nº

Leia mais

Regras Básicas do seu Plano de Benefícios

Regras Básicas do seu Plano de Benefícios Índice Apresentação Inscrição Cancelamento Contribuição Joia Salário-de-Participação Salário-Real-de-Benefício SRB Dos Benefícios Aposentadoria Por Tempo de Contribuição Aposentadoria Por Tempo de Contribuição

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: UNISYS-PREVI 2- CÓDIGO: 02071 3- RAZÃO SOCIAL: UNISYS-PREVI ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

Leia mais

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar Plano CV Prevdata Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar A entidade Nossos números Patrimônio de R$ 1,1 bilhão (dez/2016) 2 planos de benefícios e plano de gestão administrativa 36

Leia mais

Sumário DEFINIÇÕES 05

Sumário DEFINIÇÕES 05 Sumário INTRODUÇÃO 04 DEFINIÇÕES 05 1. O que é um plano de previdência complementar? 05 2. O que é um Fundo de Pensão? 05 3. O que é a SÃO FRANCISCO? 05 4. O que é o Codeprev? 05 5. Quais são as modalidades

Leia mais

02 O que eu preciso fazer

02 O que eu preciso fazer 01 Quais são os documentos que necessito apresentar para requerer minha aposentadoria no FusanPrev e atualizar minha situação no SaneSaúde? Cópia simples dos seguintes documentos: - Identidade e CPF do

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA 1/8 Plano de Benefícios BD-01 Cuidar do seu futuro é o nosso negócio! 2/8 1 Quais são as características do Plano BD-01? O Plano BD-01 foi concebido na modalidade de Benefícios Definidos-BD. Os benefícios

Leia mais

Transição e Modernização dos Planos

Transição e Modernização dos Planos Transição e Modernização dos Planos Saldamento do PSI e Aprimoramentos PSII Tatiana Cardoso e Orlando Orofino Conceitos Previdenciários Previdência - Previsão/Visão antecipada - Desde o início da humanidade

Leia mais

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA Página 1 de 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 4 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA

Leia mais

PREVCOM-RP e PREVCOM-RG Planos de Benefícios Complementares de São Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY

PREVCOM-RP e PREVCOM-RG Planos de Benefícios Complementares de São Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY PREVCOM-RP e PREVCOM-RG Planos de Benefícios Complementares de São Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY Janeiro de 2013 ETAPAS CONCLUÍDAS Aprovação da Lei 14.653, de 22/12/2011, que define teto de benefícios igual

Leia mais

ESTRATÉGIA PREVIDENCIAL PLANO CPqDPREV

ESTRATÉGIA PREVIDENCIAL PLANO CPqDPREV ESTRATÉGIA PREVIDENCIAL PLANO CPqDPREV AGENDA 1. OBJETIVO 2. CPqDPREV 3. InovaPrev 4. ESTRATÉGIA PREVIDENCIAL E REGRAS DE TRANSAÇÃO 5. RESERVA MATEMÁTICA DE TRANSAÇÃO INDIVIDUAL - RMT i 6. COMPARATIVO

Leia mais

vista PREVIDÊNCIA Plano de Contribuição Definida Gerdau

vista PREVIDÊNCIA Plano de Contribuição Definida Gerdau futuro vista PREVIDÊNCIA Plano de Contribuição Definida Gerdau INTRODUÇÃO TERMOS E CONCEITOS POR QUE TER UM PLANO DE PREVIDÊNCIA? COMO FUNCIONA O PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA GERDAU? CONTRIBUIÇÃO MENSAL

Leia mais

MANUAL PARTICIPANTE. Plano Vida. Junho 2008

MANUAL PARTICIPANTE. Plano Vida. Junho 2008 MANUAL DO PARTICIPANTE Plano Vida Junho 2008 CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR APRESENTAÇÃO Este é o MANUAL DO PARTICIPANTE da CAGEPREV, material explicativo que descreve, em linguagem

Leia mais

Regras básicas do seu. Plano de Benefícios

Regras básicas do seu. Plano de Benefícios Regras básicas do seu Plano de Benefícios 1 2 índice 3 3 3 4 4 4 5 5 5 5 6 6 6 7 7 7 8 8 9 Apresentação Inscrição Cancelamento Institutos Obrigatórios Contribuição Joia Salário-de-Participação Salário-Real-de-Benefício

Leia mais

Guia do Participante. Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida

Guia do Participante. Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida Prezado Colaborador, O Guia do Participante tem por objetivo resumir as informações dos seguintes regulamentos oficiais: Regulamento

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA DA FPI

PERGUNTAS E RESPOSTAS PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA DA FPI PERGUNTAS E RESPOSTAS PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA DA FPI Válido para participantes que ingressaram no plano até 05/08/2008 1. O que é o Plano de Contribuição Definida? É o seu plano de benefícios na

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano II de Aposentadoria da Fundação Banestes de Seguridade Social BANESES

Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano II de Aposentadoria da Fundação Banestes de Seguridade Social BANESES Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano II de Aposentadoria da Fundação Banestes de Seguridade Social BANESES B.2.40 "Término do Vínculo Empregatício": significará a perda da condição

Leia mais

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de Unisys-Previ - Entidade de Previdência Complementar 21 de fevereiro de 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil

Leia mais

Folheto explicativo PLANO A

Folheto explicativo PLANO A Folheto explicativo PLANO A Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Você já parou para pensar que a vida está passando rápido demais? A gente sabe que ao longo dos anos muitas prioridades surgem

Leia mais

APOSENTADORIA PROGRAMADA SERPROS ESCLARECE

APOSENTADORIA PROGRAMADA SERPROS ESCLARECE APOSENTADORIA PROGRAMADA SERPROS ESCLARECE APRESENTAÇÃO A previdência complementar tem como objetivo proporcionar ao empregado aposentado um padrão de vida próximo ao da sua fase laborativa. Os participantes

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Benefícios do plano Como participante do Plano D, você conta com esses benefícios: Benefícios Aposentadoria Normal Condições necessárias para receber o benefício Desligar-se

Leia mais

Plano Petros 2 - Premissas da sua estruturação

Plano Petros 2 - Premissas da sua estruturação Plano Petros 2 - Premissas da sua estruturação PLANO PETROS 2 PREMISSAS DA SUA ESTRUTURAÇÃO O PLANO PETROS-2 será estruturado na modalidade de Contribuição Variável, nos termos da legislação aplicável

Leia mais

C A R T I L H A I N P E L P R E V PREV

C A R T I L H A I N P E L P R E V PREV C A R T I L H A I N P E L P R E V PREV 2 CARTILHA INPELPREV Bem-vindo, novo participante! É com satisfação que recebemos sua adesão ao INPELPrev, Plano desenhado para oferecer uma complementação de aposentadoria

Leia mais

Page 1 of 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO

Leia mais

Itaú Fundo Multipatrocinado

Itaú Fundo Multipatrocinado Quadro Comparativo das Alterações efetuadas no Regulamento do Plano de Benefícios Schneider (CNPB n 2006.0040-11) Itaú Fundo Multipatrocinado Página 1 do quadro comparativo das alterações efetuadas no

Leia mais

Informativo Eletrônico

Informativo Eletrônico Desde a promulgação da Lei Complementar 109, em 29 de maio de 2001, todas as entidades fechadas de previdência complementar vêm aguardando a referida Resolução, que dispõe sobre os institutos da Portabilidade,

Leia mais

DADOS DOS PLANOS DATAS PLANOS APROVAÇÃO INÍCIO ÚLTIMA ALTERAÇÃO VALOR DE RESGATE NÚMERO DE EMPREGADOS

DADOS DOS PLANOS DATAS PLANOS APROVAÇÃO INÍCIO ÚLTIMA ALTERAÇÃO VALOR DE RESGATE NÚMERO DE EMPREGADOS SIGLA: FUNCEF 1 CÓDIGO: 01523 RAZÃO SOCIAL: FUNCEF-FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS FEDERAIS NÚMERO DE PLANOS: 2 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS

Leia mais

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY Estamos vivendo a AGEING SOCIETY HC monitora crianças em busca de longevidade - O Estado de São Paulo, 16/09/07. Expectativa de vida de 150 anos (Instituto Barshop - Universidade do Texas EUA) Isto É,

Leia mais

Conheça o InovaPrev, nosso novo plano para o seu futuro.

Conheça o InovaPrev, nosso novo plano para o seu futuro. Conheça o InovaPrev, nosso novo plano para o seu futuro. Cartilha InovaPrev 2 Sumário 4 APRESENTAÇÃO 6 GLOSSÁRIO 12 QUEM É A SISTEL? 13 O QUE É O INOVAPREV? 13 A QUEM SE DESTINA? 14 O QUE SIGNIFICA MIGRAR

Leia mais

Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada. Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011

Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada. Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011 CP3792010 Curitiba, 20 de dezembro de 2010. Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011 Prezado Senhor, A fim de

Leia mais

Entenda mais sobre. Novo Plano Copasa

Entenda mais sobre. Novo Plano Copasa Entenda mais sobre O Novo Plano Copasa Apresentação Senhor (a) Participante: Ao publicar este material, a Fundação Libertas tem por objeto facilitar o entendimento e a disseminação dos principais dispositivos

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ITAUBANCO 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO ITAUBANCO 4- NÚMERO DE PLANOS: NÚMERO DE EMPREGADOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ITAUBANCO 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO ITAUBANCO 4- NÚMERO DE PLANOS: NÚMERO DE EMPREGADOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 7 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.009-56 - PLANO DE BENEFÍCIOS 002 DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Plano D Previ Novartis Veja algumas vantagens do plano: 1 2 Flexibilidade para planejar o seu futuro; Contrapartida da empresa

Leia mais

Adesão ao Plano de Benefícios HP

Adesão ao Plano de Benefícios HP Adesão ao Plano de Benefícios HP 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda

Leia mais

UBB PREV Previdência Complementar

UBB PREV Previdência Complementar UBB PREV Previdência Complementar 23 de março 2011 Quadro Comparativo das Alterações Propostas para o Regulamento do Plano de Previdência Unibanco (Futuro Inteligente Aprovadas na ata de Reunião Extraordinária

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 7 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV

CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV DATUSPREV Sociedade de Previdência Complementar CIASC Plano CIASCPREV CNPJ 10.605.283/0001-59 CNPB 2009.0009-19 Órgão Regulamentador PREVIC Ministério da Previdência Social

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Página 1 de 9 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações do Regulamento do Plano de Aposentadoria Suplementar da PREVI-SIEMENS

Quadro Comparativo das Alterações do Regulamento do Plano de Aposentadoria Suplementar da PREVI-SIEMENS Capítulo B.1. Do Objeto Capítulo B.1. Do Objeto Item B.1.2.1 Item B.1.2.1 A partir de 1º. de janeiro de 2009 serão vedadas inscrições de novos Participantes neste Plano, caracterizando-se como plano em

Leia mais

Nota Técnica Atuarial. Plano Misto de Benefício Saldado

Nota Técnica Atuarial. Plano Misto de Benefício Saldado Nota Técnica Atuarial Plano Misto de Benefício Saldado Julho de 2010 ÍNDICE 1 - OBJETIVO...2 2 - HIPÓTESES ATUARIAIS...2 3 - MODALIDADE DOS BENEFÍCIOS...3 4 REGIMES FINANCEIROS E MÉTODOS ATUARIAIS...3

Leia mais

BEM-VINDO AO PLANO SinMed/RJ O Plano SinMed/RJ foi criado em parceria pelo Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, e pela Petros, para garantir uma r

BEM-VINDO AO PLANO SinMed/RJ O Plano SinMed/RJ foi criado em parceria pelo Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, e pela Petros, para garantir uma r ÍNDICE BEM-VINDO AO PLANO SinMed/RJ 02 FALANDO A NOSSA LÍNGUA 03 CONHECENDO O PLANO 05 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 09 FORMAS DE CONTATO 12 Versão: janeiro 2008 BEM-VINDO AO PLANO SinMed/RJ O Plano SinMed/RJ

Leia mais

PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS

PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS A data base da avaliação atuarial do Plano Misto de Benefícios, administrado pela Mendesprev Sociedade Previdenciária, objeto deste parecer é 31/12/2010. Objetivo

Leia mais

O melhor da vida é feito em parceria

O melhor da vida é feito em parceria O melhor da vida é feito em parceria O Plano de Benefícios Previdenciários da SICOOB PREVI é uma importante ferramenta de planejamento financeiro para o futuro. A iniciativa de seu empregador em lhe proporcionar

Leia mais

Aceprev. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MANTIDOS. Aperam Inox América do Sul S.A. Acesita Previdência Privada

Aceprev. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MANTIDOS. Aperam Inox América do Sul S.A. Acesita Previdência Privada Aceprev Acesita Previdência Privada Aperam Inox América do Sul S.A. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MANTIDOS Aceprev Acesita Previdência Privada DIRETORIA EXECUTIVA Nélia Maria de Campos Pozzi -

Leia mais

Regulamento do Plano e direitos dos participantes e assistidos

Regulamento do Plano e direitos dos participantes e assistidos T R A N S PA R Ê N C I A A Prestação de Contas tem como objetivo trazer pessoalmente, aos participantes e assistidos, informações relevantes a respeito de temas como: Regulamento do Plano e direitos dos

Leia mais

Saiba mais sobre seu plano

Saiba mais sobre seu plano Saiba mais sobre seu plano Plano PAC 1 Índice A proteção da previdência complementar... 03 As contribuições para o plano... 04 Em caso de desligamento... 05 Na hora da aposentadoria... 08 Cuide bem de

Leia mais

Material Explicativo 1

Material Explicativo 1 Material Explicativo 1 quem está seguro, tem futuro. quem é PORTO, é seguro. GARANTIR UM FUTURO MAIS TRANQUILO É O DESEJO DE TODOS. AGORA, POUPAR FICOU MUITO MAIS FÁCIL PARA VOCÊ. Este manual se destina

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ISBRE 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO BRDE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - ISBRE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ISBRE 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO BRDE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - ISBRE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.012-19 - PLANO DE BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR

Leia mais

Destinação do Superávit do Plano II Perguntas e Respostas

Destinação do Superávit do Plano II Perguntas e Respostas Destinação do Superávit do Plano II Perguntas e Respostas 1) Qual a origem da destinação do superávit? Resposta: A destinação do superávit se tornou possível, pois o Plano II registrou Reserva Especial

Leia mais

plano misto de benefício suplementar

plano misto de benefício suplementar plano misto de benefício suplementar CNPB 1995.0039-56 Edição: janeiro 2016 REGULAMENTO DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIO SUPLEMENTAR (PLANO MILÊNIO) (Aprovado através da Portaria n.º 14, de 07-01-2016, publicada

Leia mais

CONSELHO DE GESTÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RESOLUÇÃO N.º 9, DE 27 DE JUNHO DE 2002

CONSELHO DE GESTÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RESOLUÇÃO N.º 9, DE 27 DE JUNHO DE 2002 CONSELHO DE GESTÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RESOLUÇÃO N.º 9, DE 27 DE JUNHO DE 2002 Dispõe sobre o instituto da portabilidade em planos de benefícios de entidades fechadas de previdência complementar

Leia mais

Manual do Aposentado COHAPREV A N O S

Manual do Aposentado COHAPREV A N O S Manual do Aposentado COHAPREV A N O S SUMÁRIO Qual é o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento do Benefício?...3 Quais as formas de recebimento dos Benefícios?...3 Quando

Leia mais

Manual do Participante do Plano HCPA PREV PLANO DE BENEFÍCIOS E CUSTEIO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE

Manual do Participante do Plano HCPA PREV PLANO DE BENEFÍCIOS E CUSTEIO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE Manual do Participante do Plano HCPA PREV PLANO DE BENEFÍCIOS E CUSTEIO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE 1 SUMÁRIO 1. O que é o HCPA PREV 3 2. Quem pode participar do

Leia mais

Plano PBS-Telebrás. Junho/15

Plano PBS-Telebrás. Junho/15 Plano PBS-Telebrás Junho/15 Plano PBS-Telebrás Benefícios programados e de risco na modalidade de Benefício Definido (BD); Benefícios programados e de risco são determinados conforme regra de cálculo préestabelecida

Leia mais

INDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO 3. PLANO DE BENEFÍCIOS SALDADO 4. PLANO DE BENEFÍCIOS FBPREV II 5. AVANÇOS NA GOVERNANÇA

INDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO 3. PLANO DE BENEFÍCIOS SALDADO 4. PLANO DE BENEFÍCIOS FBPREV II 5. AVANÇOS NA GOVERNANÇA Seja a Mudança INDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO 3. PLANO DE BENEFÍCIOS SALDADO 4. PLANO DE BENEFÍCIOS FBPREV II 5. AVANÇOS NA GOVERNANÇA 6. INSTITUTOS 7. COMO MIGRAR 8. PERGUNTAS E

Leia mais

VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR. Regulamento do Plano de Empréstimos Simples VISÃO PREV

VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR. Regulamento do Plano de Empréstimos Simples VISÃO PREV VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Regulamento do Plano de Empréstimos Simples VISÃO PREV PG. 2 SUMÁRIO PÁG. CAPÍTULO I - DA FINALIDADE...03 CAPÍTULO II - DOS PARTICIPANTES...03 CAPÍTULO

Leia mais

Cartilha do Participante. Previdência Complementar CASFAM

Cartilha do Participante. Previdência Complementar CASFAM Cartilha do Participante Previdência Complementar CASFAM APRESENTAÇÃO Caro (a) Participante, Preparar-se para o futuro, podendo aproveitar o período de aposentadoria com saúde e conforto, implica controlar

Leia mais

O que você quer ser quando envelhecer

O que você quer ser quando envelhecer O que você quer ser quando envelhecer Entenda como funciona o Fundo de Pensão Multipatrocinado da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Rio Grande do Sul - OABPrev-RS. 2 01 02 03 O que é OABPrev-RS?

Leia mais

C A R T I L H A F o z d o C h a p e c ó P r e v. Foz do Chapecó. Prev

C A R T I L H A F o z d o C h a p e c ó P r e v. Foz do Chapecó. Prev C A R T I L H A F o z d o C h a p e c ó P r e v Foz do Chapecó Prev 2 CARTILHA FOZ DO CHAPECÓ PREV Bem-vindo, novo participante! É com satisfação que recebemos sua adesão ao Foz do Chapecó Prev, Plano

Leia mais

MATERIAL EXPLICATIVO PAP

MATERIAL EXPLICATIVO PAP MATERIAL EXPLICATIVO PAP índice A Previdência no Brasil A Funepp e o PAP pág. 6 pág. 10 2 3 A Nestlé oferece aos seus colaboradores a oportunidade de se prepararem para o futuro, auxiliando-os na formação

Leia mais

Regulamento. Alterações no. do Plano de Benefícios D

Regulamento. Alterações no. do Plano de Benefícios D Alterações no Regulamento do Plano de D Apresentamos abaixo as alterações realizadas no Plano de D, aprovadas pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar PREVIC, por meio da Portaria nº

Leia mais

Página 1 de 9 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.820.015-18 - PLANO DE BENEFÍCIOS I - FNTTA 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8-

Leia mais

Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Aposentadoria da ESPM

Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Aposentadoria da ESPM Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Aposentadoria da ESPM Índice Introdução... 4 Inscrição no Plano... 4 Contribuição para o Plano... 4 Saldo de Conta... 6 Os Benefícios do Plano...

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo ABBprev Sociedade de Previdência Privada Este material explicativo tem como objetivo fornecer informações sobre um dos benefícios que as patrocinadoras ABB Ltda e Cooperativa de Crédito

Leia mais