REGRAS BÁSICAS - PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGRAS BÁSICAS - PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº"

Transcrição

1 1 - BENEFÍCIOS OFERECIDOS O Plano de Benefícios FAF oferece os seguintes benefícios aos seus participantes, ou aos dependentes de participantes falecidos: I - quanto aos participantes: - suplementação de aposentadoria por invalidez; - suplementação de aposentadoria por idade; - suplementação de aposentadoria por tempo de contribuição; - suplementação de aposentadoria especial; - suplementação de auxílio-doença. II - quanto aos dependentes: - suplementação de pensão. 2 - CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO PLANO O Plano de Benefícios FAF encontra-se fechado para adesões Para gozar dos benefícios oferecidos pelo Plano, é preciso: estar devidamente inscrito no Plano; ter pago regularmente as contribuições previstas no Regulamento; ter cumprido o período de carência fixado em relação a cada um dos benefícios oferecidos; ter perdido o vínculo funcional com a Patrocinadora, nos casos de suplementação de aposentadoria e pensão; ter requerido e obtido do Regime Oficial de Previdência o benefício a ser suplementado e ter requerido à BFPP o benefício pretendido, em formulário próprio, após ter preenchido os demais requisitos exigidos pelo Regulamento O valor da suplementação devida a participante que tiver ingressado já aposentado no Plano de Suplementação corresponderá à diferença entre o Salário de Benefício (calculado conforme o item Cálculo dos Benefícios) e o valor hipotético da aposentadoria a que teria direito o mesmo participante caso estivesse se aposentando pelo Regime

2 Oficial de Previdência Social, na data da solicitação do benefício de suplementação para a BFPP São considerados dependentes do participante, observadas as condições contidas no Regulamento do Plano: I - o cônjuge; o companheiro ou a companheira mantido(a) pelo tempo que a lei determinar; e os filhos não emancipados menores de 21 anos ou inválidos; II - o pai inválido, e a mãe. A existência de dependentes de qualquer das classes previstas no item I exclui automaticamente do direito às prestações os das classes previstas no item II. 3- CARÊNCIA Para que o participante possa usufruir as suplementações oferecidas pelo Plano, é necessário o pagamento de contribuições para a BFPP, ou para a gestora anterior do Plano (FAF), por um período mínimo de tempo. São os seguintes os períodos de carência para gozo das suplementações: Suplementações de Pensão e de Aposentadorias por Tempo de Contribuição, Especial, Idade e Invalidez a) Participante inscrito com até 39 (trinta e nove) anos de idade: 5 (cinco) anos de vinculação com a Patrocinadora e 5 (cinco) anos como participante regularmente inscrito e contribuinte da BFPP (considerado o tempo de contribuição à gestora anterior do Plano, a FAF); b) Participante inscrito com idade igual ou superior a 40 (quarenta) anos: 10 (dez) anos de vinculação com a Patrocinadora e 10 (dez) anos como participante regularmente inscrito e contribuinte da BFPP (considerado o tempo de contribuição à gestora anterior do Plano, a FAF); Suplementações de Auxílio-doença, Pensão e Aposentadoria por Invalidez decorrentes de acidente de trabalho - sem carência Suplementações de Auxílio-doença

3 - 01 (um) ano de vinculação com a Patrocinadora e 01 (um) ano como participante regularmente inscrito e contribuinte da BFPP (considerado o tempo de contribuição à gestora anterior do Plano, a FAF); Participantes em geral Além dos períodos de carência mencionados nos 3 (três) subitens anteriores (3.1, 3.2 e 3.3), a Suplementação de Aposentadoria por Tempo de Contribuição será devida somente a participante com 55 (cinqüenta e cinco) anos completos, ou mais, de idade, e a Suplementação de Aposentadoria Especial somente a participante com idade mínima de 53 (cinqüenta e três), 51(cinqüenta e um) ou 49 (quarenta e nove) anos, conforme tenha sido, respectivamente, de 25 (vinte e cinco), 20 (vinte) ou 15 (quinze) anos, o tempo de serviço exigido pelo Regime Oficial de Previdência para gozo do benefício a ser suplementado. 4 - CÁLCULO DOS BENEFÍCIOS Para cálculo dos benefícios dois conceitos são utilizados: Salário de Participação - todas as parcelas recebidas pelo participante a título de remuneração, excluídos o 13º, gratificações, abono de férias e indenizações, sobre as quais incidem as contribuições mensais para o Plano, até o limite fixado no Regulamento. Salário de Benefício - média aritmética simples de todos os últimos Salários de Participação dos meses imediatamente anteriores ao do afastamento da atividade, até o máximo de 12, apurados em período não superior a 12 meses, corrigidos, mês a mês, pelo índice determinado pela legislação em vigor para o reajuste geral dos salários, limitado a 80% do Salário de Participação observado no mês imediatamente anterior ao mês de afastamento da atividade. No caso do participante optante, o Salário de Benefício corresponde à média aritmética simples de todos os últimos Salários de Participação dos meses imediatamente anteriores ao do requerimento do benefício para a BFPP, até o máximo de 12, apurados em período não superior a 12 meses, corrigidos, mês a mês, pelo índice determinado pela legislação em vigor para o reajuste geral dos salários, limitado a 80% do Salário de Participação observado no mês imediatamente anterior ao mês do requerimento do benefício para a BFPP Suplementações de Auxílio-doença e de Aposentadorias por Idade e Invalidez: - diferença entre o Salário de Benefício apurado nos termos do Regulamento e o valor da prestação mensal recebida do Regime Oficial de Previdência.

4 4.2 - Suplementação de Aposentadoria por Tempo de Contribuição: - a diferença determinada segundo o subitem 4.1 multiplicada pela fração: anos-previdência social X anos- patrocinador 35 ou limitados os anos-previdência social a 35 (trinta e cinco) para os participantes do sexo masculino e a 30 (trinta) para os participantes do sexo feminino. Os anos patrocinador estão limitados a 10 (dez), para ambos os sexos Suplementação de Aposentadoria Especial: - a diferença determinada segundo o subitem 4.1 multiplicado pela fração: anos-previdência social X anos patrocinador 15,20 ou limitados os anos-previdência social ao tempo mínimo de trabalho exigido pelo Regime Oficial de Previdência para a atividade profissional do participante Suplementação de Pensão - uma cota familiar correspondente a 50% (cinqüenta por cento) do valor da suplementação de aposentadoria que o participante percebia na data do falecimento, por força de Regulamento, ou daquele a que teria direito se na data aludida fosse já aposentado pelo Regime Oficial de Previdência, acrescida de cotas individuais por dependentes, até o máximo de 5 (cinco), correspondendo cada cota a 10% (dez por cento) do valor da mesma suplementação. 5 - REAJUSTE DOS BENEFÍCIOS Os benefícios de pagamento mensal assegurados pelo Plano são reajustados anualmente, no mês de maio, de acordo com a variação acumulada do Índice do Plano (INPC/FGV), nos 12 (doze) meses imediatamente anteriores ao do reajuste. 6 - RESGATE DE CONTRIBUIÇÕES Desligamento do Plano de Benefícios após a perda de vínculo com a Patrocinadora, mediante o recebimento à vista ou em até 12 parcelas mensais dos valores correspondentes a 100% das contribuições pagas pelo próprio Participante para o Plano, atualizadas até a data dos respectivos pagamentos de acordo com o a variação do IGPM/FGV. Há incidência de Imposto de Renda no momento do Resgate.

5 7 - OPÇÃO DE PERMANÊNCIA O participante que perder o vínculo com a Patrocinadora poderá manifestar a intenção de permanecer como participante do Plano, desde que manifeste tal intenção mediante o protocolo de Termo de Opção perante a BFPP, dentro do prazo de máximo de 60 (sessenta) dias contados da data do recebimento de extrato elaborado pela BFPP nos termos e no prazo da legislação aplicável em vigor, desde que contribua para o Plano por meio do pagamento de contribuições mensais calculadas anualmente pelo Atuário por ocasião da Avaliação Atuarial, de acordo com a Nota Técnica, assim como as hipóteses e métodos atuariais vigentes, incidentes sobre o respectivo Salário de Participação na data do Término do seu Vínculo Empregatício. 8 - Benefício Proporcional Diferido BPD Manutenção da inscrição no Plano de Benefícios após a perda de vínculo com a Patrocinadora, na qualidade de Participante Vinculado, visando ao recebimento futuro de benefício pelo Plano, calculado nos termos e nas condições constantes do Regulamento sem o aporte de novas contribuições para o custeio de Benefícios, mas com a obrigação de custear as despesas administrativas correspondentes à sua permanência no Plano, observadas as condições regulamentares. Somente pode optar pelo BPD o Participante que já tiver completado 3 (três) anos de vinculação ao Plano. 9 - PORTABILIDADE Por ocasião do desligamento do Plano de Benefícios após a perda de vínculo com a Patrocinadora, o participante poderá solicitar a transferência do valor correspondente às contribuições pessoais por ele pagas para o Plano, atualizadas até a data da transferência de acordo com a variação do IGPM/FGV, diretamente para outra Entidade de Previdência Complementar ou sociedade seguradora autorizada a operar Planos de Benefícios de Previdência Complementar, escolhida pelo próprio Participante, observadas as condições regulamentares. Somente pode optar pela Portabilidade o Participante que já tiver completado 3 (três) anos de vinculação ao Plano PERDA DA QUALIDADE DE PARTICIPANTE O cancelamento da inscrição do participante dar-se-á: I- a requerimento do participante; II- com a perda do vínculo empregatício com Patrocinadora, salvo se: a) o participante optar por permanecer inscrito no Plano na qualidade de Optante;

6 b) o participante optar pelo Benefício Proporcional Diferido - BPD na qualidade de Vinculado, ou tiver sua opção pelo mesmo instituto presumida; c) o participante entrar em gozo de benefício de suplementação de aposentadoria assegurado por este Regulamento; III- em decorrência de atraso, pelo participante, no pagamento de 03 (três) contribuições alternadas ou consecutivas devidas ao Plano, por cujos recolhimentos à BFPP seja diretamente responsável nos termos do Regulamento; IV- em decorrência de seu falecimento; V- em decorrência da opção pelo instituto do Resgate; VI- em decorrência da opção pelo instituto da Portabilidade.

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante Benefício definido (Eletra 01) BENEFICIO DEFINIDO Cartilha do Participante Introdução A ELETRA Fundação Celg de Seguros e Previdência é uma entidade fechada de previdência privada, de fins previdenciários

Leia mais

Alterações de Regulamento

Alterações de Regulamento Alterações de Regulamento Síntese das alterações propostas 1. DEFINIÇÕES GERAIS Beneficiários: será excluído o tempo mínimo de união estável com parceiro ou cônjuge para que seja reconhecido como beneficiário

Leia mais

Apresentação. Lembrando que esta cartilha não substitui o regulamento do Plano BD Eletrobrás, recomendamos a leitura atenta do referido regulamento.

Apresentação. Lembrando que esta cartilha não substitui o regulamento do Plano BD Eletrobrás, recomendamos a leitura atenta do referido regulamento. Apresentação A Lei Nº 11.053, de 29.12.2004, faculta aos participantes de Planos de Previdência Complementar, estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do novo Plano CD Eletrobrás,

Leia mais

ABRILPREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios da Abrilprev

ABRILPREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios da Abrilprev ABRILPREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA CNPJ 73.000.838/0001-59 Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios da Abrilprev CNPB 1993.0008-11 1 DE PARA Justificativa 1 - DO OBJETO 1 DO OBJETO

Leia mais

VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS TCOPREV PLANO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL

VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS TCOPREV PLANO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS TCOPREV PLANO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL Aprovado pela Portaria n.º 88 de 25/02/2013, publicada no D.O.U. em 27/02/2013.

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV

CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV Florianópolis, janeiro de 2010. Caríssimo Participante, Esta cartilha vai ajudar você a entender melhor a DATUSPREV e o Plano CIASCPREV. O CIASC, pensando em você,

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA. Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV.

CARTILHA EXPLICATIVA. Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV. CARTILHA 2010 CARTILHA EXPLICATIVA Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV. Com o Adv-PREV você verá que é possível viver

Leia mais

Cartilha Plano A. Índice

Cartilha Plano A. Índice Cartilha Plano A Cartilha Plano A Índice Apresentação A Previnorte Histórico Patrimônio Plano de Benefícios e Plano de Custeio Salário Real de Contribuição Jóia Requisitos exigidos para filiação à PREVINORTE

Leia mais

OABPrev/RJ FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL RIO DE JANEIRO

OABPrev/RJ FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL RIO DE JANEIRO OABPrev/RJ FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL RIO DE JANEIRO REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO - RJPrev Rio de Janeiro, 2013 ÍNDICE

Leia mais

REGULAMENTO BÁSICO DO PLANO DE BENEFÍCIOS DA CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO BEG PREBEG

REGULAMENTO BÁSICO DO PLANO DE BENEFÍCIOS DA CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO BEG PREBEG REGULAMENTO BÁSICO DO PLANO DE BENEFÍCIOS DA CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO BEG PREBEG SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA DE ANÁLISE TÉCNICA PORTARIAS DE 22

Leia mais

HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO. Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev

HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO. Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev,

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE PECÚLIO FACULTATIVO PPF CNPB 1990.0011-65 FUNDAÇÃO GEAPPREVIDÊNCIA

REGULAMENTO DO PLANO DE PECÚLIO FACULTATIVO PPF CNPB 1990.0011-65 FUNDAÇÃO GEAPPREVIDÊNCIA REGULAMENTO DO PLANO DE PECÚLIO FACULTATIVO PPF CNPB 1990.0011-65 FUNDAÇÃO GEAPPREVIDÊNCIA Aprovado pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar PREVIC, por meio da Portaria Nº 509, de 27

Leia mais

FORD PREVIDÊNCIA PRIVADA - FPP

FORD PREVIDÊNCIA PRIVADA - FPP Atualização 02.10.2008 FORD PREVIDÊNCIA PRIVADA - FPP A Ford Previdência Privada FPP é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, sem fins lucrativos, que administra os benefícios do Plano de Aposentadoria

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS HP

REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS HP 2013 REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS HP Aprovado pela Portaria nº 406, de 07/8/2013, publicada no DOU de 08/8/2013. 17 de abril de 2013 Regulamento do Plano de Benefícios HP ÍNDICE Capítulo Página I

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS I. Índice

REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS I. Índice REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS I Índice Capítulo I Da Introdução... 1 II Das Definições... 1 III Do Serviço Creditado e do Tempo de Vinculação ao Plano I... 3 IV Dos Destinatários do Plano I... 5 V

Leia mais

Comunicação Interna. VivoPrev. para quem é ligado no futuro.

Comunicação Interna. VivoPrev. para quem é ligado no futuro. Comunicação Interna VivoPrev para quem é ligado no futuro. Qual o seu programa para o amanhã? Pensar no amanhã é algo que deve ser feito hoje. Quanto antes você começar, maior a garantia de chegar ao futuro

Leia mais

Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico

Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico CNPB 2004.0020-18 Prev Pepsico Sociedade Previdenciária CNPJ 00.098.693/0001-05 Atendimento à NOTA Nº 036/2013/CGAT/DITEC/PREVIC Comando 357744092 Juntada

Leia mais

REGULAMENTO CULTURAPREV Adaptado à Lei Complementar nº 109/2001, Resoluções CGPC Nº 12/2002, Nº 03/2003, Nº 08/2004 e a Resolução CGPC Nº 10/2004

REGULAMENTO CULTURAPREV Adaptado à Lei Complementar nº 109/2001, Resoluções CGPC Nº 12/2002, Nº 03/2003, Nº 08/2004 e a Resolução CGPC Nº 10/2004 REGULAMENTO CULTURAPREV Adaptado à Lei Complementar nº 109/2001, Resoluções CGPC Nº 12/2002, Nº 03/2003, Nº 08/2004 e a Resolução CGPC Nº 10/2004 Ministério da Previdência Social MPS Secretaria de Previdência

Leia mais

NOVO PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNCEF REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNCEF

NOVO PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNCEF REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNCEF NOVO PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNCEF REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNCEF CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES SEÇÃO I DA FINALIDADE Art. 1º - O presente REGULAMENTO tem por finalidade estabelecer

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO ÚNICO DA CEEE CNPB 1979.0044-47 Aprovado pela Portaria nº 176 - DOU 07/04/2015 Capítulo I FINALIDADE

REGULAMENTO DO PLANO ÚNICO DA CEEE CNPB 1979.0044-47 Aprovado pela Portaria nº 176 - DOU 07/04/2015 Capítulo I FINALIDADE Capítulo I FINALIDADE Artigo 1º Este Regulamento, complementando os dispositivos do Estatuto da Fundação CEEE de Seguridade Social ELETROCEEE, fixa as condições gerais e estabelece os princípios básicos

Leia mais

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI Manual Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI O melhor da vida é feito em parceria O Plano de Benefícios Previdenciários da SICOOB PREVI é uma importante ferramenta de planejamento financeiro

Leia mais

Guia do Participante PrevFlex

Guia do Participante PrevFlex Guia do Participante PrevFlex Sumário Definição O que é PrevFlex? 08 08 Adesão Existe uma idade ideal para entrar num plano de previdência privada? Por que aderir ao PrevFlex? Quem pode se inscrever? Contribuição

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

Regulamento Básico dos Planos e Programas de Previdência Complementar, Saúde e Assistência Social da GEAP Fundação de Seguridade Social

Regulamento Básico dos Planos e Programas de Previdência Complementar, Saúde e Assistência Social da GEAP Fundação de Seguridade Social Regulamento Básico dos Planos e Programas de Previdência Complementar, Saúde e Assistência Social da GEAP Fundação de Seguridade Social PÁGINA 1 SUMÁRIO PÁGINA TÍTULO I Dos Planos de Previdência Complementar...04

Leia mais

CELPOS - FUNDAÇÃO CELPE DE SEGURIDADE SOCIAL - PLANO DE BENEFÍCIOS DEFINIDOS (PLANO BD) QUADRO COMPARATIVO

CELPOS - FUNDAÇÃO CELPE DE SEGURIDADE SOCIAL - PLANO DE BENEFÍCIOS DEFINIDOS (PLANO BD) QUADRO COMPARATIVO Regulamento vigente Proposta de alteração Justificativa SEÇÃO I Sistematização (Seção OBJETO II, item 2 do regulamento vigente) SEÇÃO I DEFINIÇÕES 1. Para efeito deste Plano de Benefícios Definidos, a

Leia mais

Conteúdo. Capítulo B.1 - Do Objeto...3. Capítulo B.2 - Glossário...3. Capítulo B.3 - Dos Participantes...8

Conteúdo. Capítulo B.1 - Do Objeto...3. Capítulo B.2 - Glossário...3. Capítulo B.3 - Dos Participantes...8 Conteúdo Capítulo B.1 - Do Objeto...3 Capítulo B.2 - Glossário...3 Capítulo B.3 - Dos Participantes...8 Capítulo B.4 - Do Tempo de Serviço e da Mudança do Vínculo Empregatício...10 Capítulo B.5 - Das Disposições

Leia mais

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo.

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. Introdução Através deste Material Explicativo você toma conhecimento

Leia mais

Revisado em 15/08/2011

Revisado em 15/08/2011 CARTILHA DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 Revisado em 15/08/2011 Esta cartilha foi estruturada com perguntas e respostas para apresentar e esclarecer aos Participantes as informações

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO ÍNDICE

REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO ÍNDICE REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO ÍNDICE CAPÍTULO I Do Objeto Art. 1º CAPÍTULO II Das Definições Art. 2º CAPÍTULO Art. 6º III Dos Participantes e Beneficiários Seção I Do Ingresso

Leia mais

Plano de Suplementação de Aposentadorias e Pensão. PSAP/Duke Energy. Vigência: 1º/2/2007

Plano de Suplementação de Aposentadorias e Pensão. PSAP/Duke Energy. Vigência: 1º/2/2007 Plano de Suplementação de Aposentadorias e Pensão PSAP/Duke Energy Vigência: 1º/2/2007 1 Índice Capítulo I Do Objeto...4 Capítulo II Das Definições e Aplicações...4 Capítulo III Dos Destinatários do Plano...6

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante FACEAL Fundação Ceal de Assistência Social e Previdência Cartilha do Participante Manual de Perguntas e Respostas Plano Faceal CD Prezado leitor, A FACEAL apresenta esta cartilha de perguntas e respostas

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Regulamento do Plano de Benefícios 03 CNPB Nº. 20.000.025-11

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Regulamento do Plano de Benefícios 03 CNPB Nº. 20.000.025-11 1/28 ÍNDICE CAPÍTULO I... 3 DO OBJETO... 3 CAPÍTULO II... 3 DOS MEMBROS... 3 SEÇÃO I... 3 DAS PATROCINADORAS... 3 SEÇÃO II... 3 DOS PARTICIPANTES... 3 SUBSEÇÃO I... 3 DA CARACTERIZAÇÃO... 3 SUBSEÇÃO II...

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA...

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 8 CONHEÇA O PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 9 PARTICIPANTES...

Leia mais

Estrutura do Plano de Benefícios Agilent

Estrutura do Plano de Benefícios Agilent Plano de Benefícios Agilent 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda mensal

Leia mais

REGULAMENTO PLANO ANAPARprev - Editado em Dezembro de 2009 Versão aprovada pela SPC em 09/12/2009 (Portaria 3.220/SPC) Capítulo I: DO PLANO E SEUS FINS 02 Capítulo II: DOS MEMBROS 02 Capítulo III: DA INSCRIÇÃO

Leia mais

AGROS - Instituto UFV de Seguridade Social

AGROS - Instituto UFV de Seguridade Social AGROS - Instituto UFV de Seguridade Social Regulamento do Plano A Participantes Celetistas Aprovado pela Diretoria de Análise Técnica da Secretaria de Previdência Complementar/MPS - Portaria nº 3.230,

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO ÚNICO DA RGE CNPB 1979.0046-92 Aprovado pela Portaria nº 110 - DOU 03/03/2015 Capítulo I FINALIDADE

REGULAMENTO DO PLANO ÚNICO DA RGE CNPB 1979.0046-92 Aprovado pela Portaria nº 110 - DOU 03/03/2015 Capítulo I FINALIDADE Capítulo I FINALIDADE Artigo 1º Este Regulamento fixa as condições gerais e estabelece os princípios básicos dos direitos, deveres e benefícios da Patrocinadora, dos Participantes e seus Dependentes- Beneficiários

Leia mais

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA Mensagem ao Associado Caro Associado, A maior preocupação do profissional que compõe o Sistema Confea / Crea / Mútua talvez

Leia mais

Cartilha dos Planos Administrados pela FAECES

Cartilha dos Planos Administrados pela FAECES Cartilha dos Planos Administrados pela FAECES Conheça os planos de benefícios e assistência médica da Fundação 2 3 SUMÁRIO 06 Apresentação 08 Glossário 10 Introdução Geral Entidades Fechadas de Previdência

Leia mais

Guia PCD. Conheça melhor o Plano

Guia PCD. Conheça melhor o Plano Guia PCD Conheça melhor o Plano Índice De olho no Futuro...3 Quem é a Fundação Centrus?...5 Conhecendo o Plano de Contribuição Definida - PCD...6 Contribuições do Participante...7 Saldo de Conta...8 Benefícios

Leia mais

DE SEGURIDADE SOCIAL

DE SEGURIDADE SOCIAL FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL REGULAMENTO PLANO DE BENEFÍCIOS 5-II - RP5- II CNPB 1994.0015-18 PATROCINADORA: COMPANHIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DE MINAS GERAIS - PRODEMGE Janeiro/2014

Leia mais

Cartilha do Participante FIPECqPREV

Cartilha do Participante FIPECqPREV Cartilha do Participante FIPECqPREV Conheça todos os detalhes sobre o novo Plano de Benefícios Sumário 1. Introdução... 3 O que é o FIPECqPREV?... 3 Quem administra o FIPECqPREV?... 3 Qual é a modalidade

Leia mais

No âmbito do RPPS Regime Próprio de Previdência Social de Camaçari, não há exigência de cumprimento de carência para percepção deste beneficio.

No âmbito do RPPS Regime Próprio de Previdência Social de Camaçari, não há exigência de cumprimento de carência para percepção deste beneficio. ESPÉCIES DE BENEFÍCIOS PARA OS SEGURADOS 1. APOSENTADORIA Aposentadoria por Invalidez No âmbito do RPPS Regime Próprio de Previdência Social de Camaçari, não há exigência de cumprimento de carência para

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.050.042-11 - PLANO PREVER DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS

Leia mais

PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GUARAPARI / ES.

PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GUARAPARI / ES. Fortalecendo o Futuro! PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GUARAPARI / ES. ======================== Informações aos Segurados. ======================== 1 Apresentação Este manual foi elaborado

Leia mais

FAPES Fundação de Assistência e Previdência Social do BNDES

FAPES Fundação de Assistência e Previdência Social do BNDES REGULAMENTO DO PLANO BÁSICO DE BENEFÍCIOS FAPES Fundação de Assistência e Previdência Social do BNDES REGULAMENTO DO PLANO BÁSICO DE BENEFÍCIOS Aprovado pelas Resoluções números 015/2004 e 08/2005 do Conselho

Leia mais

PARECER ATUARIAL 2014

PARECER ATUARIAL 2014 PARECER ATUARIAL 2014 Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro 1. OBJETIVO 1.1. O presente Parecer Atuarial tem por objetivo informar sobre a qualidade da base cadastral, as premissas atuariais,

Leia mais

MANUAL DO PARTICIPANTE

MANUAL DO PARTICIPANTE MANUAL DO PARTICIPANTE LegisPrev O plano de previdência complementar para o servidor público do Poder Legislativo Federal FUNPRESP-EXE FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO

Leia mais

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev.

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev. ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO ACPREV... 8 PARTICIPANTES... 8 Participante Ativo... 8 Participante Assistido...

Leia mais

1. O que é um plano de previdência complementar?

1. O que é um plano de previdência complementar? 1 2 Ao assumir com você o compromisso de gerir o seu plano de previdência, a Fachesf se tornou responsável também por lhe manter em dia sobre o que acontece na Fundação, esclarecendo suas dúvidas e atualizando-lhes

Leia mais

Plano CEBPREV Proposta de alteração regulamentar versão: novembro/2014

Plano CEBPREV Proposta de alteração regulamentar versão: novembro/2014 Plano CEBPREV Proposta de alteração regulamentar versão: novembro/2014 Texto atual Modificações Justificativa de alteração Glossário Contrato de Seguro : contrato a ser firmado formalmente entre a FACEB,

Leia mais

I DO OBJETO II DAS DEFINIÇÕES

I DO OBJETO II DAS DEFINIÇÕES I DO OBJETO 1.1 - Este Regulamento tem por objetivo disciplinar o Plano de Aposentadoria da Ford Previdência Privada ( FPP ), não contributivo, estabelecendo normas e requisitos para a concessão dos benefícios

Leia mais

2º Semestre de 2010 2

2º Semestre de 2010 2 1 2 2º Semestre de 2010 O objetivo deste material é abordar os pontos principais do Plano de Benefícios PreviSenac e não substitui o conteúdo do regulamento. 3 4 Índice PreviSenac para um futuro melhor

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO PRECE II ÍNDICE

REGULAMENTO DO PLANO PRECE II ÍNDICE REGULAMENTO DO PLANO PRECE II ÍNDICE I) DO PLANO PRECE II E SEUS FINS... 2 II) DOS MEMBROS DO PLANO PRECE II... 2 III) DA INSCRIÇÃO DOS MEMBROS NO PLANO PRECE II... 2 IV) DO CANCELAMENTO DA INSCRIÇÃO DOS

Leia mais

Versão atual Versão proposta Justificativas. Regulamento do Plano de Contribuição Definida - PCD

Versão atual Versão proposta Justificativas. Regulamento do Plano de Contribuição Definida - PCD Regulamento do Plano de Contribuição Definida - PCD Regulamento do Plano de Contribuição Definida - PCD Capítulo I Capítulo I Do Plano e da sua Finalidade Do Plano e da sua Finalidade Art. 1º Este Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO BÁSICO DE BENEFÍCIOS ÍNDICE

REGULAMENTO DO PLANO BÁSICO DE BENEFÍCIOS ÍNDICE REGULAMENTO DO PLANO BÁSICO DE BENEFÍCIOS ÍNDICE CAPÍTULO I...3 DA FINALIDADE... 3 CAPÍTULO II...3 DOS PARTICIPANTES, DOS ASSISTIDOS E DOS DEPENDENTES... 3 Seção I...3 Dos Participantes...3 Seção II...3

Leia mais

Aceprev. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS. Aperam Inox América do Sul S.A. Acesita Previdência Privada

Aceprev. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS. Aperam Inox América do Sul S.A. Acesita Previdência Privada Aceprev Acesita Previdência Privada Aperam Inox América do Sul S.A. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS Aceprev Acesita Previdência Privada DIRETORIA EXECUTIVA Nélia Maria de Campos Pozzi -

Leia mais

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev Manual Explicativo Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev 1. MANUAL EXPLICATIVO... 4 2. A APOSENTADORIA E VOCÊ... 4 3. PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: O que é isso?... 4 4. BOTICÁRIO

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens

Material Explicativo. Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens Material Explicativo Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens Sumário Plano CD - Tranqüilidade no futuro 3 Conheça a previdência 4 A entidade Previ-Siemens 6 Como funciona o Plano CD da Previ-Siemens?

Leia mais

Cartilha Plano EPE DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS

Cartilha Plano EPE DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS Cartilha Plano EPE Esta cartilha foi criada com o intuito de oferecer informações objetivas sobre previdência, o plano CV EPE e a importância de poupar para garantir um futuro mais tranqüilo. Os pontos

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 1- SIGLA: OABPREV 2- CÓDIGO: 04501 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.070.021-83 - PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO - PREV DADOS

Leia mais

CASFAM Caixa de Assistência e Previdência Fábio de Araújo Motta

CASFAM Caixa de Assistência e Previdência Fábio de Araújo Motta CASFAM Caixa de Assistência e Previdência Fábio de Araújo Motta Regulamento do Plano de Benefícios do Sistema FIEMG CNPB n. 19.980.030-19 Belo Horizonte 2012 ÍNDICE Capítulo I DA FINALIDADE... 4 Capítulo

Leia mais

Plano D. Material Explicativo

Plano D. Material Explicativo Plano D Material Explicativo 2 Material Explicativo Previ Novartis Índice Pág. 4 Introdução Pág. 6 A Previdência no Brasil Pág. 10 A Previdência e o Plano de Benefício D Pág. 24 Questões 3 Material Explicativo

Leia mais

Sumário. Sumário O OBJETIVO DA CARTILHA 1. INTRODUÇÃO À PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ... 5 2. CONHEÇA MAIS SOBRE A PREVIDÊNCIA USIMINAS ... 6 ...

Sumário. Sumário O OBJETIVO DA CARTILHA 1. INTRODUÇÃO À PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ... 5 2. CONHEÇA MAIS SOBRE A PREVIDÊNCIA USIMINAS ... 6 ... CARTILHA USIPREV Sumário O OBJETIVO DA CARTILHA...................................................... 3 Sumário 1. INTRODUÇÃO À PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 2. CONHEÇA MAIS SOBRE A PREVIDÊNCIA USIMINAS............................

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV...

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... 7 CONHEÇA O PLANO DENTALUNIPREV... 8 PARTICIPANTES... 9 Participante

Leia mais

Cartilha de Orientações Previdenciárias

Cartilha de Orientações Previdenciárias Cartilha de Orientações Previdenciárias 2 Cartilha de Orientações Previdenciárias 3 Presidente: Ary Joel de Abreu Lanzarin Diretoria: Fernando Passos Luiz Carlos Everton de Farias Manoel Lucena dos Santos

Leia mais

Emenda Constitucional nº20, 15 de dezembro de 1998.

Emenda Constitucional nº20, 15 de dezembro de 1998. Emenda Constitucional nº20, 15 de dezembro de 1998. Modifica o sistema de previdência social, estabelece normas de transição e dá outras providências. AS MESAS DA CÂMARA DOS DEPUTADOS E DO SENADO FEDERAL,

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Benefícios HP

Material Explicativo. Plano de Benefícios HP Material Explicativo Plano de Benefícios HP Janeiro - 2015 1 As informações deste material visam cumprir a legislação aplicável e dar aos participantes uma idéia geral e resumida das alterações promovidas

Leia mais

b) Participante assistido: o valor da suplementação líquida paga pelo POSTALIS, excluída a suplementação do abono anual;

b) Participante assistido: o valor da suplementação líquida paga pelo POSTALIS, excluída a suplementação do abono anual; APRESENTAÇÃO O MANUAL Do EMPRÉSTIMO SIMPLES tem por finalidade oferecer, ao participante POSTALIS, informações sobre os procedimentos e documentações necessárias para a tomada de empréstimos, sendo possível

Leia mais

PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS REGULAMENTO

PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS REGULAMENTO PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS REGULAMENTO O PAS foi aprovado pela Secretaria de Previdência Complementar SPC, conforme Ofício nº 3115, com base na instrução normativa nº 06, de 16 de junho de 1995.

Leia mais

PLANO PETROS 2 LIVRETO DO PARTICIPANTE

PLANO PETROS 2 LIVRETO DO PARTICIPANTE PLANO PETROS 2 LIVRETO DO PARTICIPANTE PLANO PETROS 2 LIVRETO DO PARTICIPANTE ÍNDICE LIVRETO Apresentação 04 A PETROS 06 Patrocinadoras do Plano 07 PLANO PETROS 2 Principais Características 08 Inscrição

Leia mais

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1 PLANO SUPLEMENTAR Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

Pág. 1 - Guia: regras do INSS e da Previdência Social e o que fazer para a aposentadoria. Pág. 5 - Guia: entenda o que é a previdência privada

Pág. 1 - Guia: regras do INSS e da Previdência Social e o que fazer para a aposentadoria. Pág. 5 - Guia: entenda o que é a previdência privada Pág. 1 - Guia: regras do INSS e da Previdência Social e o que fazer para a aposentadoria Pág. 5 - Guia: entenda o que é a previdência privada Fonte: site da UOL Guia: regras do INSS e da Previdência Social

Leia mais

Saiba Mais! FUNPREV. Fundo de Previdência dos Servidores Municipais de Mariana PREFEITURA DE MARIANA

Saiba Mais! FUNPREV. Fundo de Previdência dos Servidores Municipais de Mariana PREFEITURA DE MARIANA Saiba Mais! FUNPREV Fundo de Previdência dos Servidores Municipais de Mariana PREFEITURA DE MARIANA Apresentamos a você servidor público municipal, segurado do FUNPREV, sua Cartilha Previdenciária. Esta

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA. Plano de Previdência Complementar para os associados e seus dependentes do Sindicato dos Engenheiros do Rio Grande do Sul

CARTILHA EXPLICATIVA. Plano de Previdência Complementar para os associados e seus dependentes do Sindicato dos Engenheiros do Rio Grande do Sul CARTILHA EXPLICATIVA Plano de Previdência Complementar para os associados e seus dependentes do Sindicato dos Engenheiros do Rio Grande do Sul 1 ÍNDICE 2. INTRODUÇÃO... 05 3. PARTES INTEGRANTES DO SENGE

Leia mais

Regulamento do Plano de Benefícios Telefônica BD

Regulamento do Plano de Benefícios Telefônica BD Visão Prev Sociedade de Previdência Complementar Regulamento do Plano de Benefícios Telefônica BD CNPB n.º 2000.0017-18 Portaria nº. 38, de 27/01/2015, publicada no DOU em 28/01/2015. O DIRETOR DE ANÁLISE

Leia mais

CARTILHA PLANO CELPOS CD

CARTILHA PLANO CELPOS CD CARTILHA PLANO CELPOS CD ORIGINAL PLUS O QUE É O PLANO CELPOS CD? O Plano Misto I de Benefícios CELPOS CD é um plano de previdência complementar cujo benefício de aposentadoria programada é calculado de

Leia mais

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA SUMÁRIO Qual é o significado de aposentado e pensionista?...3 Quando é realizado

Leia mais

I - Do Objeto 04. II - Das Definições 04. III - Dos Participantes 06. IV - Do Serviço Creditado 09

I - Do Objeto 04. II - Das Definições 04. III - Dos Participantes 06. IV - Do Serviço Creditado 09 SISTEMA INDÚSTRIA DE PREVIDÊNCIA PRIVADA Prevind 2 Regulamento do Plano Outubro/2008 Índice Títulos Páginas I - Do Objeto 04 II - Das Definições 04 III - Dos Participantes 06 IV - Do Serviço Creditado

Leia mais

Seu futuro está em nossos planos!

Seu futuro está em nossos planos! 1/8 CONHEÇA O PLANO DE BENEFÍCIOS CD-METRÔ DF Seu futuro está em nossos planos! 2014 2/8 1 Quem é a REGIUS? A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada,

Leia mais

CARTILHA PLANO TELEBRÁSPREV

CARTILHA PLANO TELEBRÁSPREV 1 CARTILHA PLANO TELEBRÁSPREV SEPS/EQ 702/902 - Conj. B - Bloco A - Ed. Gen. Alencastro - CEP 70.390-025 - Brasília-DF - Tel.: (61) PABX 3317-7000 - Fax.: (61) 3224-4715 CNPJ: 00.493.916/0001-20 2 Í N

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 DA CELOS Implantação em: 01/janeiro/1997

REGULAMENTO DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 DA CELOS Implantação em: 01/janeiro/1997 REGULAMENTO DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 DA CELOS Implantação em: 01/janeiro/1997 VERSÃO 12 Aprovado pela PREVIC em: xx/xx/xxxx 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I - Das Definições Gerais Art.

Leia mais

manual do participante

manual do participante manual do participante Esta cartilha foi criada para, de forma simples, clara e prática, oferecer informações a respeito do Plano de Previdência Complementar dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

Fundação de Previdência Complementar dos Empregados ou Servidores da FINEP, do IPEA, do CNPq, do INPE e do INPA PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS

Fundação de Previdência Complementar dos Empregados ou Servidores da FINEP, do IPEA, do CNPq, do INPE e do INPA PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DOS ASSOCIADOS DA FIPECqV I D A REGULAMENTO DO FIPECqPREV Regulamento adaptado à Resolução CGPC nº 20, de 25/09/2006 e ajustado o Benefício de Risco. Regulamento aprovado

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA:

PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA: PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA: Vejam quais são as principais questões que envolvem o Novo Regime de Tributação e esclareçam suas dúvidas. 1) Como era o tratamento tributário

Leia mais

Informativo Março/2015 edição 19. A partir do dia 02 de março do corrente ano, os

Informativo Março/2015 edição 19. A partir do dia 02 de março do corrente ano, os Informativo Março/2015 edição 19 DIRPF2015 A partir do dia 02 de março do corrente ano, os contribuintes poderão entregar suas declarações do Imposto de Renda 2015, até o dia 30 de abril de 2015. É importante

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.541.775/0001-37] HP PREV SOCIEDADE PREVIDENCIARIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1996.0026-19] PLANO HP PREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável MIRIA

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.020.006-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS MULTIFUTURO I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

Material Explicativo Centrus

Material Explicativo Centrus Material Explicativo Centrus De olho no futuro! É natural do ser humano sempre pensar em situações que ainda não aconteceram. Viagem dos sonhos, o emprego ideal, casar, ter filhos, trocar de carro, comprar

Leia mais

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência No dia 21 de julho, o RH do Banco Bradesco e diretores do Bradesco Previdência expuseram, a cerca de 50 dirigentes sindicais, as mudanças no plano de

Leia mais

GLOSSÁRIO TERMOS UTILIZADOS PARA FUNDOS DE PENSÃO. ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência

GLOSSÁRIO TERMOS UTILIZADOS PARA FUNDOS DE PENSÃO. ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência GLOSSÁRIO ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar. ASSISTIDOS. Participante ou Beneficiário(s) em gozo de benefício. ATUÁRIO. Profissional técnico especializado,

Leia mais

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários Um novo plano, com muito mais futuro Plano 5x4 dos Funcionários Sumário 03 Um novo plano, com muito mais futuro: 5x4 04 Comparativo entre o plano 4 x 4 e 5 x 4 08 Regras de resgate 10 Como será o amanhã?

Leia mais

BEM-VINDO AO PLANO SinMed/RJ

BEM-VINDO AO PLANO SinMed/RJ BEM-VINDO AO PLANO SinMed/RJ O Plano SinMed/RJ foi criado em parceria pelo Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, e pela Petros, para garantir uma renda de aposentadoria complementar para você. Neste

Leia mais

Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K

Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K Meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto de minha vida C K A principal função do OABPrev-SC é auxiliar o advogado a criar uma poupança previdenciária para dar suporte aos riscos

Leia mais

Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13

Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13 Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13 UD004110B-MioloGuiaPlanoUnimedBH15x21.indd 1 2 Bem-vindo ao Plano de Previdência

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: 00984 3- RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: 00984 3- RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.810.009-92 - PLANO DE BENEFÍCIOS N.º 001 - BROOKLYN 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão -

PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão - PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão - O que é o plano PreVisão? O plano PreVisão é o novo plano de benefícios administrado pela Visão Prev, resultado de estudos realizados no intuito de buscar uma solução

Leia mais

9 de novembro de 2005 (Atendimento ao Ofício nº 35/PREVIC/DITEC, de 7/4/2005) Aprovado por meio do Ofício nº 25/SPC/DETEC/CGAT, de 9/1/2006

9 de novembro de 2005 (Atendimento ao Ofício nº 35/PREVIC/DITEC, de 7/4/2005) Aprovado por meio do Ofício nº 25/SPC/DETEC/CGAT, de 9/1/2006 9 de novembro de 2005 (Atendimento ao Ofício nº 35/PREVC/DTEC, de 7/4/2005) Aprovado por meio do Ofício nº 25/SPC/DETEC/CGAT, de 9/1/2006 Regulamento do Plano de Benefícios da BM Brasil Capítulo Página

Leia mais