Mudança de paradigma: uma atitude pela positiva

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mudança de paradigma: uma atitude pela positiva"

Transcrição

1 Mudança de paradigma: uma atitude pela positiva 4º Encontro Portal do Conhecimento Lisboa 25 Outubro 2011 Objectivos Partilhar experiências positivas e de mudança efectiva de paradigma no actual contexto de crise, com impacto no comportamento das pessoas. Destinatários Dirigentes, Gestores e Quadros Superiores das Empresas de Transporte.

2 09:15 10:00 10:00-10:15 10:15-10:35 10:35-10:55 10:55 11:20 11:20-11:40 11:40-12:00 12:00-12:20 12:20-12:40 12:40 14:30 14:30-14:50 14:50-15:10 15:10-15:30 15:30-15:50 15:50-16:10 16:10-16:30 16:30-17:15 16:30 16:40 16:40 17:00 17:00 17:15 17:15-17:30 17:30-17:40 Recepção dos Participantes Nota de Boas Vindas A Força de uma Atitude Pessoal Positiva [Helena Marújo, FPCE-UL] Liderança Positiva [Fernando Moreira da Silva, Carris] Pausa para café O Portal do Colaborador CP Como atingir o sucesso de implementação de um novo paradigma comunicacional [Ana Lúcia Pereira, CP] O desafio da internacionalização tecnológica na EMEF [Hélder Dinis Soares Ribeiro, EMEF] O Difícil Já Está Quase Feito, o Impossível Demora Um Pouco Mais! [Rui Lucena, Fernave] Debate Moderador: José Limão (Transportes em Revista) Almoço Organizações Positivas: Estimular a Paixão pelo Trabalho [Miguel Pereira Lopes, ISCSP- UTL] Igniting a Positive Organization [Nuno Ferreira, ANA] O Registo Nacional de Material Circulante [Henrique Antunes, IMTT] A Paixão como Veículo de Mudança [António Laranjo, REFER] Debate Moderador: Ana Suspiro (Jornalista) Pausa para café 2º Prémio Inovar-Cooperar Enquadramento e Apresentação dos Projectos [Helena Figueiredo, Fernave] Projecto A Entrega do Prémio [Emídio Cândido, IMTT] Conclusões do Encontro António Mendonça Mendes, Refer; Ana Lúcia Pereira, CP Encerramento

3 A Força de uma Atitude Pessoal Positiva De acordo com os estudos científicos mais recentes, uma pessoa feliz parece ter: 1) uma boa dose diária de emoções positivas; 2) uma vida comprometida, onde as forças de carácter e virtudes pessoais são aplicadas e a vida flui; 3) relações positivas e vasta rede de suporte social; 4) sucessos e objectivos positivos atingidos; e 5) e uma vida com propósito. Em consequência, as investigações e intervenções aliadas ao mundo das organizações e empresas multiplicam-se em domínios como a ligação da profissão com o sentido da vida, ou a presença de compaixão, gratidão, confiança, integridade, emoções positivas e liderança apreciativa no contexto de trabalho. Mas como optimizar a felicidade individual tendo em conta o contexto colectivo? Será que só há verdadeira felicidade se ela for de todos, e se se enquadrar numa prática empresarial global de virtudes, de bens relacionais e de excelência de valores? Helena Águeda Marujo foi professora na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa durante 30 anos, encontrando-se em transição para o Instituto Superior de Ciências Sociais e Politicas da Universidade Técnica de Lisboa. No ano lectivo de será professora extra-ordinária e External Examiner na North-Western University, na África do Sul e professora convidada na Universidade de Valladolid em Espanha. É investigadora, formadora e escritora, tendo já sido conferencista ou formadora em mais de 12 países em 3 continentes, e recentemente escrito, em co-autoria, o livro PositivaMente, publicado pela Esfera dos Livros. É membro do Board of Directors da prestigiada International Positive Psychology Association. Liderança pela Positiva A CARRIS tem repensado a sua intervenção, no âmbito da mobilidade urbana, posicionando-se como empresa de referência e inovação no Sector dos Transportes Públicos Urbanos Rodoviários. Prova desta mudança de paradigma é o seu alinhamento estratégico com foco no mercado actual, a procura da satisfação das necessidades crescentes dos seus Clientes, a melhoria dos seus produtos, assumindo-se como agente no negócio da mobilidade urbana, e dos meios de comunicação utilizados na divulgação da marca CARRIS. As suas políticas internas coadunam-se com este desígnio, defendendo práticas de gestão de proximidade com o Colaborador, de defesa da meritocracia e retenção de talentos, desenvolvendo simultaneamente a comunicação interna, no sentido de veicular os valores e objectivos estratégicos da empresa. Cada um dos seus colaboradores, e especialmente dos seus tripulantes, é desafiado a contribuir diariamente para a melhoria da eficiência da empresa, e da qualidade do serviço prestado, havendo mecanismos que procuram distinguir positivamente os melhores desempenhos, bem como uma prática de envolvimento e liderança focadas na proximidade e no conhecimento e gestão da informação. Em resumo, a CARRIS procura a melhoria constante dos seus produtos, a qualificação e desenvolvimento do seu Capital Humano e aposta numa liderança de excelência, numa perspectiva sustentável, inovadora e proactiva. Fernando Moreira da Silva: Licenciado em Economia pelo ISEG. Desde Março de 2009 é Administrador da CARRIS - Companhia Carris de Ferro de Lisboa, S.A. e Membro do Conselho de Gerência da CARRIS-

4 TUR- Inovação em Transportes Urbanos e Regionais, Sociedade Unipessoal, Lda. Exerceu funções de Director Geral de Organização e Desenvolvimento na REFER, onde foi anteriormente Administrador com responsabilidades nas áreas de Gestão de recursos Humanos, Desenvolvimento Organizacional e Qualidade. Entre 2000 e 2002 acumulou funções como Administrador da FERBRITAS e Administrador da REFER- TELECOM, vindo posteriormente a exercer funções como Presidente da mesma Empresa. Foi Chefe do Gabinete da Ministra para a Qualificação e o Emprego, do XIII Governo Constitucional bem como do Coordenador Nacional da Estratégia de Lisboa e do Plano Tecnológico, na Presidência do Conselho de Ministros. A referir ainda a sua actividade associativa, como Director da Associação Portuguesa de Gestores e Técnicos de Recursos Humanos e membros dos Corpos Directivos da ADFER. Docente académico de várias temáticas no âmbito dos Recursos Humanos. O Portal do Colaborador CP Como atingir o sucesso de implementação de um novo paradigma comunicacional Implementar um Portal do Colaborador numa Organização poderá parecer, à partida, uma tarefa relativamente simples. Não obstante, para ter sucesso, os colaboradores têm que aderir à sua utilização assumindo uma atitude positiva, isto é, encarando-o como uma ferramenta útil e vantajosa, quer para si quer para a Organização. Há, assim, que ter particular atenção às estratégias de envolvimento e de adesão dos Colaboradores, as quais, naturalmente, devem ter presente e considerar as características de cada organização. A CP é, como se sabe, uma Organização de grande dimensão, cuja actividade está geograficamente dispersa e onde cerca de 50% dos Colaboradores são circulantes - e, portanto, com limitações de acesso a PCs da Empresa -, com uma média etária de 44 anos, 3º ciclo do ensino básico de escolaridade média e representados por Organizações Sindicais muito atentas às mudanças. Deste modo, para alcançar com êxito os objectivos do projecto, foi necessário efectuar junto dos Colaboradores uma abordagem que tivesse em conta aqueles condicionalismos e incentivasse a utilização do Portal, tendo sido desenvolvidas várias acções. Num contexto de profundas transformações, este foi mais um dos desafios que se colocaram à CP, no sentido de mobilizar e envolver todos os Colaboradores em torno de uma cultura e objectivos comuns. Ana Lúcia Pereira: Licenciada em Gestão de Empresas pelo ISEG (1991), Pós-Graduada em Gestão de Recursos Humanos pelo ISG em Foi professora do ensino secundário e Técnica Superior no Ministério das Finanças - Direcção Geral do Tesouro. No final de 1992 integrou os quadros da CP, onde tem desempenhado diversas funções na área de Recursos Humanos. Formadora e consultora na área de Recursos Humanos. Actualmente é Directora de Desenvolvimento Estratégico e Recursos Humanos.

5 O desafio da Internacionalização Tecnológica na EMEF Em resultado da aposta da EMEF na inovação e tecnologia aplicadas ao sector ferroviário, este facto permitiu-lhe o acesso à exportação de tecnologia portuguesa. Neste cenário a EMEF teve acesso nos últimos dois anos ao mercado britânico, países baixos, japonês e norte americano. No presente a EMEF encontra-se já a trabalhar em três projectos internacionais nas áreas da telemanutenção/manutenção baseada na condição e na eficiência energética/ecodriving. Na sequência da colocação em prática destes projectos, as perspectivas de evolução para outros mercados é uma realidade a que a EMEF está muito atenta. Hélder Dinis Soares Ribeiro: Licenciado em Engenharia Informática e Computação pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto em 2001, tendo efectuado período de intercâmbio ERASMUS - no INSA-Lyon. A nível profissional o seu perfil caracteriza-se pelo desempenho de cargos de gestão de equipas de desenvolvimento de software. Iniciou a sua actividade em 2001, participou num projecto de Purchase Intelligence para o Rabobank efectuado durante 7 meses na Holanda em 2003, foi Gestor de Projecto desde 2003 até 2006, de 2006 a 2009 desempenhou funções de Director de Sistemas de Informação da empresa Netcall e desde Abril de 2009 trabalha na empresa EMEF SA, onde actualmente é Responsável pela UID-SW (Área de Desenvolvimento de Software). O difícil já está quase feito, o impossível demora um pouco mais! No actual momento de mudança de paradigma no sector ferroviário, pretende-se fazer uma exposição do processo de mudança que se está a desenvolver na Fernave e, igualmente, partilhar as práticas e casos que temos estado a desenvolver. Também, demonstrar que, num momento bastante conturbado, os actuais problemas são verdadeiras oportunidades de mudança na Organização e que o mais difícil é mesmo o impossível de concretizar! Rui Lucena: MBA pelo IESE de Barcelona, com formação base em Organização e Gestão de Empresas no ISLA. Experiência profissional de cerca de 13 anos no Grupo CP, tendo desempenhado funções na Unidade de Transportes da Linha de Sintra, CP Lisboa, Marketing Estratégico da CP e CP Carga S.A. A convite da CP E.P.E. assumi em Fevereiro de 2011 a Presidência da Fernave S.A..

6 Debate da manhã Moderador José Limão, Transporte em Revista José Limão: Curso de Design Gráfico e de Design de Comunicação. Sócio gerente da Empresa Dicas & Pistas, Edições e Promoções, Lda onde assume o planeamento, organização, direcção e controlo das actividades, fixando políticas de acção e acompanhando o seu desenvolvimento. Ministrou a disciplina de Expressão Visual e Computação Gráfica no IADE Instituto de Artes Visuais e Marketing. Foi Consultor de imagem da Rodoviária de Lisboa. Participação em Seminários/Workshops e Conferências quer enquanto orador, quer como promotor, em diversas áreas, nomeadamente, Mobilidade, Acessibilidades, Comunicação, Transportes, Portos e Logística, Marketing e Publicidade, Gestão, Mobilidade em Cidades Médias e áreas rurais. Organizações Positivas: Estimular a Paixão pelo Trabalho A investigação de vanguarda na área dos estudos organizacionais e da psicologia têm procurado compreender o que torna algumas organizações positivas para todos os agentes que por ela são influenciados. Positivas em termos de resultados de qualidade e gestão e em termos do bem-estar dos seus colaboradores. A conclusão mais marcante tem sido a de que estes resultados são, afinal de contas, interdependentes entre si - a hipótese do happy-productive worker. Assim sendo, importa compreender como podem ser estruturadas as organizações para alcançarem este grau alargado de positividade. É esse o foco desta comunicação. Miguel Pereira Lopes: Doutorado em Psicologia Aplicada e pós-doutorado em Economia pela Universidade Nova de Lisboa. É professor no ISCSP - Universidade Técnica de Lisboa, onde lecciona no curso de doutoramento em Comportamento Organizacional. É ainda investigador no Centro de Administração e Políticas Públicas do ISCSP e presidente do Instituto de Tecnologia Comportamental (INTEC). Os seus trabalhos de investigação aparecem em revistas como Journal of Positive Psychology, Journal of Enterprising Culture, Organization, Public Management Review, Social Indicators Research, Journal of Socio-Economics, Management Research entre outras publicações e livros nas áreas da psicologia e da gestão. Igniting a Positive Organization Trata-se de uma apresentação de um caso prático. O Caso ANA mostra como se está a integrar as diversas temáticas da Gestão de Recursos Humanos, numa perspectiva Positiva, destacando-se 3 processos fundamentais. A componente de planeamento associada à estratégia, a componente de gestão dos activos humanos, através da análise do seu potencial e a componente de inovação e criatividade. Nuno Ribeiro Ferreira: MBA pela Universidade Nova de Lisboa, com formação base em Psicologia Social e das Organizações no ISCTE. Experiência superior a 10 anos no sector aeroportuário, tendo desempenhado funções na área de Recursos Humanos e dos Serviços Partilhados, nomeadamente na componente da Gestão das Aquisições. Participação

7 projectos transversais de mudança tecnológica e organizacional. Liderança de projecto transformacional na área da criatividade. O Registo Nacional de Material Circulante O Registo Nacional de Material Circulante (RNMC) foi criado em cumprimento da Directiva de Interoperabilidade 2008/57/CE, transposta pelo Decreto-Lei 27/2011, que estabelece que o IMTT deve manter um registo dos veículos ferroviários autorizados em território português. Trata-se de um sistema de registo de dados de veículos ferroviários, harmonizado a nível europeu, cuja finalidade é fornecer informação actualizada às diversas entidades envolvidas no transporte sobre a autorização de circulação desses veículos na rede ferroviária nacional. Este sistema está ligado ao Registo Virtual de Material Circulante (RVMC), de âmbito europeu, que permite o intercâmbio de dados entre os RNMC nacionais, e possibilita que utilizadores autorizados em qualquer país europeu, efectuem pesquisas nos RNMC dos diversos Estados-Membros, através de um único portal. Tendo em vista a interoperabilidade do sistema ferroviário europeu, o RVMC torna-se útil ao facilitar a troca de informação entre os vários intervenientes na gestão e operação ferroviárias em todos os Estados-Membros. Henrique Antunes é licenciado em Transportes pelo ISTP/Fernave (de 1994 a 1999) e pós-graduado em Logística pelo INDEG/ISCTE (de 2001 a 2002). Exerceu funções no INTF desde 2001, como o apoio técnico na Concessão Fertagus e gestão de bases de dados das ocorrências na Rede Ferroviária Nacional. Em 2004 foi integrado na Área de Engenharia com funções de monitorização da actividade de manutenção na Fertagus, Metro do Porto e CPA4000. No IMTT, desde 2007, exerce também funções nos processos de autorização de entrada em serviço de material circulante e de troços de linha da Rede Ferroviária Nacional e sistemas de metropolitano. É membro do grupo de trabalho ERATV, sobre o registo de autorização de tipo de veículos. É responsável pelo Registo Nacional de Material Circulante em Portugal. A Paixão como Veículo de Mudança A verdadeira mudança de paradigma centra-se na atitude das pessoas envolvidas. Atitude que se gera na vontade e esta no entusiasmo. No limite do entusiasmo, temos a paixão! O sector ferroviário é tradicionalmente um sector de paixões. Os que nele trabalham vivem-no intensamente e, geralmente, durante toda a sua vida. A comunidade ferroviária é composta, também, por pessoas que não tendo uma ligação de raiz ao sector, com ele se cruzaram e nele desenvolveram novas competências e ligações afectivas que o tornam mais do que um mero sistema de transporte. Confrontar e trocar experiências de sectores distintos, em projectos igualmente empolgantes, é o que se pretende nesta abordagem de paixões que, canalizadas, possam ser o motor de uma mudança de paradigma, centrada nas pessoas, esse inesgotável potencial do sector ferroviário. Pessoas que constituem equipas, que se mobilizam em torno de projectos, que concretizam objectivos, que se renovam em novas equipas e em novos pro-

8 jectos numa busca incessante para corresponder aos desafios com que, intemporalmente, nos confrontamos. António Laranjo: Licenciado em Engenharia de Produção Industrial e mestre em Gestão de Projectos. É Professor Especialista do Instituto Politécnico de Lisboa, onde lecciona desde Em 1993, integra o embrião da equipa responsável pela Exposição Mundial de Lisboa, a EXPO 98, onde se mantém até ao final dessa década. Em 2000, é convidado a integrar a equipa do EURO 2004, como responsável pela segurança do evento e pelo controlo do programa de construção dos estádios e demais infra-estruturas necessárias à realização do UEFA EURO Em 2002, a Federação Portuguesa de Futebol e a UEFA convidam-no a assumir as funções de Director do Torneio. Em Janeiro de 2005 assume o cargo de presidente da EP - Estradas de Portugal, E.P.E., onde exerceu funções até final do mandato, em Novembro de Em Janeiro de 2008 é convidado para Director do Projecto na RAVE Rede Ferroviária de Alta Velocidade, onde se mantém até Junho de 2011, altura em que assume funções de nomeado Director-Geral de Desenvolvimento da Rede, na REFER Rede Ferroviária Nacional, E.P.E. É, desde Junho de 2009, presidente da Gare Intermodal de Lisboa, S.A. e desde Fevereiro de 2011, administrador da REFER Património, S.A. Debate da tarde Moderador Ana Suspiro, Jornalista Ana Suspiro: Licenciada em Comunicação Social. Actualmente é jornalista freelancer. Trabalhou em vários jornais: Diário Económico, Jornal de Negócios, Diário de Notícias e jornal i, onde foi grande repórter. Nestas publicações acompanhou sempre o sector dos transportes e a ferrovia, e seguiu com particular atenção os desenvolvimentos do projecto da alta velocidade em Portugal. 2º Prémio Inovar Cooperar Enquadramento e Apresentação Helena Figueiredo: Licenciada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (Universidade de Lisboa) e Mestre em Ciências Empresariais, vertente Recursos Humanos pelo IS- CTE/INDEG. É actualmente Directora do Gabinete de Formação da Fernave. Vem assumindo funções de coordenação de projectos e de consultoria nas áreas de recursos humanos, estratégia organizacional, avaliação psicológica, gestão da formação e psicossociologia. Desenvolve projectos no âmbito dos perfis profissionais, do diagnóstico das necessidades de formação e definição de planos de formação.

9 Projecto A Cabral da Cunha, CP - Direcção de Engenharia Nuno Freitas, EMEF - UMAV Unidade de Manutenção de Alta Velocidade Entrega do Prémio Emídio Cândido: Licenciado em Engenharia Electrotécnica pelo IST em Pós-graduado em Engenharia da Qualidade pelo ISQ em Iniciou funções no sector ferroviário na Direcção de Material da CP em Entre 1994 e 1999 foi responsável pela Manutenção de Material de Campolide da EMEF. Integrou os quadros do INTF em 1999 onde desempenhou as funções de Director do Departamento de Regulamentação e Segurança. Presentemente é Chefe de Departamento de Infra-estruturas e Equipamentos Ferroviários do IMTT. de Recursos Humanos pelo ISG em Foi professora do ensino secundário e Técnica Superior no Ministério das Finanças - Direcção Geral do Tesouro. No final de 1992 integrou os quadros da CP, onde tem desempenhado diversas funções na área de Recursos Humanos. Formadora e consultora na área de Recursos Humanos. Actualmente é Directora de Desenvolvimento Estratégico e Recursos Humanos. Conclusões António Mendonça Mendes: Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra. Advogado desde 2003, tem desenvolvido actividade em diversas áreas, designadamente comercial e societário, em sociedades de advogados e in-house. Foi Chefe de Gabinete da Secretária de Estado dos Transportes ( ) e Chefe de Gabinete da Ministra da Saúde ( ). Presidiu à Comissão Permanente de Conciliação do Contrato de Concessão para Exploração do Serviço de Transporte Suburbano de Passageiros no Eixo Ferroviário Norte-Sul (2008). Actualmente é Director Coordenador de Capital Humano, Organização e Suporte Jurídico da REFER. Ana Lúcia Pereira: Licenciada em Gestão de Empresas pelo ISEG (1991), Pós-Graduada em Gestão

Secretariado Executivo 2014 Lisboa. 26 de Junho - Hotel Lisboa Plaza

Secretariado Executivo 2014 Lisboa. 26 de Junho - Hotel Lisboa Plaza VI Conferência Profissional Secretariado Executivo 2014 Lisboa. 26 de Junho - Hotel Lisboa Plaza Novos Desafios e Estratégias Comunicação Assertiva, PNL, Influência - RP e Branding- Novas Tecnologias-

Leia mais

Secretariado Executivo 2014 Lisboa. 26 de Junho - Hotel Lisboa Plaza

Secretariado Executivo 2014 Lisboa. 26 de Junho - Hotel Lisboa Plaza VI Conferência Profissional Secretariado Executivo 2014 Lisboa. 26 de Junho - Hotel Lisboa Plaza Novos Desafios e Estratégias Comunicação Assertiva, PNL, Influência - RP e Branding- Novas Tecnologias-

Leia mais

Secretariado Executivo 2014

Secretariado Executivo 2014 Ciclo de CONFERENCES AT BREAKFAST Secretariado Executivo 2014 01, 02 e 03 de Dezembro. Lisboa Novos Desafios e Estratégias Comunicação Assertiva, PNL, Influência - RP e Branding- Novas Tecnologias- Gestão

Leia mais

GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Formação Intra-Empresa FORMAÇÃO TÉCNICA ESTRUTURANTE EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento de competências técnicas PROGRAMA MODULAR 2010/2011 1 OBJECTIVOS GERAIS Esta acção estruturante pretende

Leia mais

Centro de Simulação Biomédica. Serviço de Anestesiologia. Bloco Operatório Central. Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE.

Centro de Simulação Biomédica. Serviço de Anestesiologia. Bloco Operatório Central. Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE. Centro de Simulação Biomédica Serviço de Anestesiologia Bloco Operatório Central Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE. Curso Plano de Formação Avançada: Business Intelligence e o Novo Cliente

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

A importância de um sistema de transportes global e integrado

A importância de um sistema de transportes global e integrado AS GRANDES OBRAS PÚBLICAS Em Infra-estruturas de Transportes O Novo Paradigma da Mobilidade e das Acessibilidade A importância de um sistema de transportes global e integrado \\ Joaquim Polido Organização

Leia mais

Seminário A Qualidade nas Intervenções de Conservação, Reabilitação e Valorização das Casas Antigas

Seminário A Qualidade nas Intervenções de Conservação, Reabilitação e Valorização das Casas Antigas Seminário A Qualidade nas Intervenções de Conservação, Reabilitação e Valorização das Casas Antigas Data: Sábado, 14 de Novembro de 2009, 14h00 18h30 Local: Palácio dos Marqueses de Fronteira, em Lisboa

Leia mais

Helena Águeda Marujo é professora convidada no Instituto Superior de Ciências

Helena Águeda Marujo é professora convidada no Instituto Superior de Ciências Helena Águeda Marujo é professora convidada no Instituto Superior de Ciências Sociais e Politicas da Universidade de Lisboa desde Setembro de 2011, onde é coccordenadora do Executive Master em Psicologia

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009. 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda

Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009. 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda Formação em Gestão de Fundos Imobiliários A formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa INICIATIVA INSERIDA NA EVENTO 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO APOIOS UMA PUBLICAÇÃO ALTO PATROCÍNIO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO F O R M A Ç Ã O A V A N Ç A D A CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FORMAÇÃO ESPECÍFICA PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ENGENHEIROS ENQUADRAMENTO O CEGE/ISEG é um centro de investigação e projectos do ISEG Instituto

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa INICIATIVA INSERIDA NA EVENTO 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO APOIOS UMA PUBLICAÇÃO ALTO PATROCÍNIO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO DINSTITUTO SUPERIOR CURSOS PARA EXECUTIVOS E GESTÃO BANCÁRIA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO Início: 29 de Setembro de 2005 INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO

Leia mais

Pós-Graduação em. MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA

Pós-Graduação em. MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA BSUPERIOR DE GESTÃO INSTITUTO Pós-Graduação em MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros 2005 2006 Associação Portuguesa de Bancos INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO B ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF

Leia mais

Discurso do Encontro Ministerial sobre Infraestruturas entre China e PLP

Discurso do Encontro Ministerial sobre Infraestruturas entre China e PLP Discurso do Encontro Ministerial sobre Infraestruturas entre China e PLP Senhores Ministros, É com grande satisfação que venho ouvir as políticas de investimento internacional, a nível das infraestruturas,

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN]

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Frederico Mendes & Associados é uma

Leia mais

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS UMA INICIATIVA INTEGRADA NA: URBAVERDE FEIRA DAS CIDADES SUSTENTÁVEIS ª 7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS ARRENDAMENTO E REABILITAÇÃO: DINAMIZAR O MERCADO, REGENERAR A CIDADE 12 de Abril de

Leia mais

Procura de Excelência

Procura de Excelência www.mba.deg.uac.pt Procura de Excelência MASTER IN BUSINESS ADMINISTRATION Mestrado em Gestão (MBA) Secretariado Departamento de Economia e Gestão Rua da Mãe de Deus Apartado 1422 E-mail: mba@uac.pt Tel:

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

MLM Master in Law and Management

MLM Master in Law and Management MLM Master in Law and Management diploma CONJUNTO novaforum.pt MLM Master in Law and Management Os participantes que completem com aproveitamento a componente lectiva do Programa receberão um Diploma de

Leia mais

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 LUANDA PROGRAMA AVANÇADO PARA DECISORES CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 2.ª EDIÇÃO Inscrições e mais informações em: www.ambienteonline.pt/luanda-concursos-internacionais-2015

Leia mais

Minhas senhoras e meus senhores.

Minhas senhoras e meus senhores. Minhas senhoras e meus senhores. Em primeiro lugar, gostaria de transmitir a todos, em nome do Senhor Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, a satisfação pelo convite que

Leia mais

Health Management Future

Health Management Future 2012 Health Management Future COM O PATROCÍNIO DE O grupo BIAL tem como missão desenvolver, encontrar e fornecer novas soluções terapêuticas na área da Saúde. Fundado em 1924, ao longo dos anos BIAL conquistou

Leia mais

ACEF/1112/03902 Relatório final da CAE

ACEF/1112/03902 Relatório final da CAE ACEF/1112/03902 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Identificação

Leia mais

curso de especialização em gestão

curso de especialização em gestão F OR M A Ç Ã O A V A N Ç A D A curso de especialização em gestão FORMAÇÃO ESPECÍFICA PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ENGENHEIROS Enquadramento O CEGE/ISEG é um centro de investigação e projectos do ISEG Instituto

Leia mais

CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES

CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES NAS EMPRESAS PLANEAR PARA A REDUÇÃO DE CUSTOS E OPTIMIZAÇÃO DE SOLUÇÕES 19 e 20 Fevereiro 2013 Auditório dos CTT- Correios de Portugal Lisboa Horário Laboral: 09h30

Leia mais

Gestão e Novas Tecnologias

Gestão e Novas Tecnologias Curso de Especialização em Gestão e Novas Tecnologias Índice 1- Enquadramento 2- Objectivos 3- Destinatários 4- Conteúdos programáticos 5- Corpo docente 6- Planeamento da formação 7- Organização e responsabilidade

Leia mais

Lei de Bases da Economia Social

Lei de Bases da Economia Social Projecto de Lei nº 68/XII Lei de Bases da Economia Social A Economia Social tem raízes profundas e seculares na sociedade portuguesa. Entidades como as misericórdias, as cooperativas, as associações mutualistas,

Leia mais

Inscrições. As inscrições para os cursos realizam-se em Setembro de 2012. O Sector Empresarial do Estado não se encontra abrangido por esta Aliança.

Inscrições. As inscrições para os cursos realizam-se em Setembro de 2012. O Sector Empresarial do Estado não se encontra abrangido por esta Aliança. Caderno de s 2 Objectivos A formação de executivos é, hoje em dia, uma necessidade incontornável, sendo um importante factor do sucesso, da competitividade e da sustentabilidade das organizações. Considerando

Leia mais

A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas

A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas Psicologia organizacional A Psicologia Organizacional, inicialmente

Leia mais

Projecto de Lei nº 68/XII. Lei de Bases da Economia Social

Projecto de Lei nº 68/XII. Lei de Bases da Economia Social Projecto de Lei nº 68/XII Lei de Bases da Economia Social A Economia Social tem raízes profundas e seculares na sociedade portuguesa. Entidades como as misericórdias, as cooperativas, as associações mutualistas,

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

Comunicado de Imprensa PRÉMIOS RH 2009

Comunicado de Imprensa PRÉMIOS RH 2009 Comunicado de Imprensa PRÉMIOS RH 2009 Os Prémios RH são o reconhecimento público do mérito dos profissionais da Gestão de Recursos Humanos que se distinguem nas suas várias dimensões. É crescente o prestígio

Leia mais

Apuramento do resultado fiscal em SNC

Apuramento do resultado fiscal em SNC www.pwcacademy.pt Apuramento do resultado fiscal em SNC Lisboa, 23 e 29 de Novembro Academia da PwC Lisboa, 7ª edição Esta formação reúne conteúdos para a atribuição de créditos, nos termos previstos no

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

Currículos. 1. Membros do Conselho de Administração. 1.1. Administradores Executivos. 1.1.1. Presidente CA Luís Filipe Ottolini Coimbra

Currículos. 1. Membros do Conselho de Administração. 1.1. Administradores Executivos. 1.1.1. Presidente CA Luís Filipe Ottolini Coimbra Currículos 1. Membros do Conselho de Administração 1.1. Administradores Executivos 1.1.1. Presidente CA Luís Filipe Ottolini Coimbra Ano de Nascimento: 1944 - Licenciatura em Engenharia Aeronáutica e Mecânica

Leia mais

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA 2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA Gestão Inteligente e Competitividade 15 de Setembro 2011 Museu da Carris Conheça as estratégias nacionais e internacionais para uma gestão eficiente da mobilidade urbana

Leia mais

Um mar de oportunidades. Mestrado em Gestão Portuária. Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique.

Um mar de oportunidades. Mestrado em Gestão Portuária. Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Um mar de oportunidades Mestrado em Gestão Portuária Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique A ENIDH é a Escola Superior pública portuguesa que assegura a formação de

Leia mais

ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS

ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS Pós-Graduação ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS [ Pós-Graduação na Área Comportamental e Inteligência Emocional ] 9ª Edição Atribuição de créditos (ECTS) a todas as unidades curriculares. Processo de Bolonha

Leia mais

FICHA TÉCNICA. TÍTULO Instituto Nacional de Aviação Civil, I.P. Relatório de Sustentabilidade 2008

FICHA TÉCNICA. TÍTULO Instituto Nacional de Aviação Civil, I.P. Relatório de Sustentabilidade 2008 FICHA TÉCNICA TÍTULO Instituto Nacional de Aviação Civil, I.P. Relatório de Sustentabilidade 2008 EDITOR INAC Instituto Nacional de Aviação Civil, I.P. Rua B Edifícios 4 e Santa Cruz Aeroporto de Lisboa

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE valor acrescentado para a sua carreira GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE Coordenação Científica: Prof. Doutor José Miguel Soares PÓS-GRADUAÇÃO 06/07 Pós-Graduação // Gestão da Qualidade na Saúde PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE

PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE Duração 2 semestres Condições de selecção Curriculum profissional; curriculum académico e entrevista (se necessário) ECTS

Leia mais

CONFERÊNCIA VENCENDO EM TEMPO DE CRISE. 24 de Março de 2010

CONFERÊNCIA VENCENDO EM TEMPO DE CRISE. 24 de Março de 2010 CONFERÊNCIA VENCENDO EM TEMPO DE CRISE ALGUMAS ESTRATÉGIAS PARA O SUCESSO DAS EMPRESAS 24 de Março de 2010 Caro Industrial, No seguimento das diversas reuniões sectoriais do passado ano, que permitiram

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Cidade de Guimarães Faixas Etárias do Concelho 65 ou mais 24-64 anos 15-24 anos 0-14 anos 0 20000 40000 60000 80000 100000 População do Concelho 159.576

Leia mais

Código IMP.EM.EE.37_00. Ano Lectivo: 2014/2015 I. PREÂMBULO

Código IMP.EM.EE.37_00. Ano Lectivo: 2014/2015 I. PREÂMBULO Ano Lectivo: 2014/2015 I. PREÂMBULO A Escola Superior de Saúde Egas Moniz (ESSEM), tutelada pela Egas Moniz Cooperativa de Ensino Superior, C.R.L., foi criada pelo decreto-lei 381/99 de 22 de Setembro,

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

clubedosdecisores desenvolvemos competências humanizadas CORPORATE SOLUTIONS DFP ANOS DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PERMANENTE

clubedosdecisores desenvolvemos competências humanizadas CORPORATE SOLUTIONS DFP ANOS DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PERMANENTE C I C LO S O B R E C I Ê N C I A P S I CO LÓ G I C A, O R G A N I Z A ÇÕ E S E T R A B A L H O departamento de formação permanente desenvolvemos competências humanizadas 50 ANOS DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO

Leia mais

APNCF Associação Portuguesa para a Normalização e Certificação Ferroviária Portuguese Association for Railway Standardization and Certification

APNCF Associação Portuguesa para a Normalização e Certificação Ferroviária Portuguese Association for Railway Standardization and Certification APNCF Associação Portuguesa para a Normalização e Certificação Ferroviária Portuguese Association for Railway Standardization and Certification PLANO DE ACTIVIDADES E ORÇAMENTO 2007 APROVADO EM ASSEMBLEIA

Leia mais

Uma rede que nos une

Uma rede que nos une Uma rede que nos une Uma rede que nos une O IMTT - Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P. é um organismo da Administração Central, dotado de autonomia administrativa e financeira,

Leia mais

Conceito O2. O futuro tem muitos nomes. Para a Conceito O2 é Coaching. Sinta uma lufada de ar fresco. :!:!: em foco

Conceito O2. O futuro tem muitos nomes. Para a Conceito O2 é Coaching. Sinta uma lufada de ar fresco. :!:!: em foco :!:!: em foco Conceito O2 Sinta uma lufada de ar fresco Executive Coaching Através do processo de Executive Coaching a Conceito O2 realiza um acompanhamento personalizado dos seus Clientes com objectivo

Leia mais

ACEF/1112/22947 Relatório final da CAE

ACEF/1112/22947 Relatório final da CAE ACEF/1112/22947 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL)

Leia mais

MBA EM GESTÃO E PROMOÇÃO DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS 12ª EDIÇÃO RECONHECIDO PELA CMVM

MBA EM GESTÃO E PROMOÇÃO DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS 12ª EDIÇÃO RECONHECIDO PELA CMVM MBA EM GESTÃO E PROMOÇÃO DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS 12ª EDIÇÃO RECONHECIDO PELA CMVM Objectivos Dotar os alunos de conhecimentos e consciência crítica sobre a teoria e a prática da Gestão e da Promoção Imobiliária,

Leia mais

Projecto Eco-condução Portugal

Projecto Eco-condução Portugal Projecto Eco-condução Portugal Apresentação e Principais Actividades Hélder Pedro, ACAP 20 de Maio 2009 Introdução O conceito de Eco-condução tem nos últimos anos sido alvo de muito interesse em toda a

Leia mais

Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção,

Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção, Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção, iniciou-se um trabalho de reflexão e discussão, tendo

Leia mais

Pós-Graduação Leadership & Management. 3ª Edição

Pós-Graduação Leadership & Management. 3ª Edição Pós-Graduação Leadership & Management 3ª Edição 2010/2011 Leadership & Management Direcção Científica Prof. Doutor José Verissimo Doutora Teresa Passos A Direcção Executiva é partilhada entre o IDEFE e

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL TIPOLOGIA DE INTERVENÇÃO 3.1.1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO-ACÇÃO PARA PME REGULAMENTO DE CANDIDATURA PARA ENTIDADES

Leia mais

Neves & Freitas Consultores, Lda.

Neves & Freitas Consultores, Lda. A gerência: Cristian Paiva Índice 1. Introdução... 3 2. Apresentação... 4 2.2 Missão:... 4 2.3 Segmento Alvo... 4 2.4 Objectivos... 5 2.5 Parceiros... 5 2.6 Organização... 5 3. Organigrama da empresa...

Leia mais

Plano de Prevenção de Riscos de Gestão. Incluindo os de Corrupção e Infracções Conexas

Plano de Prevenção de Riscos de Gestão. Incluindo os de Corrupção e Infracções Conexas Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Incluindo os de Corrupção e Infracções Conexas Introdução No âmbito da sua actividade, o Conselho de Prevenção da Corrupção (CPC), aprovou a Recomendação n.º 1/2009,

Leia mais

MINI MBA EM GESTÃO. Luanda UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA

MINI MBA EM GESTÃO. Luanda UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA MINI Luanda 6ª Edição MBA EM UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA GESTÃO MINI MBA EM GESTÃO Um programa conciso e único Na linha das anteriores edições, merecedoras de Novas

Leia mais

Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio

Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio Formação Profissional Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio Assessoria de Gestão, Lda Controlo Interno e Auditoria Interna No actual contexto de crise, em que as organizações estão

Leia mais

O Lado empreendedor do Desemprego. O Segredo para Mudar de Vida. O que posso esperar de um franchisador. Como selecciono a melhor ideia de negócio

O Lado empreendedor do Desemprego. O Segredo para Mudar de Vida. O que posso esperar de um franchisador. Como selecciono a melhor ideia de negócio O Lado empreendedor do Desemprego O Segredo para Mudar de Vida O que posso esperar de um franchisador Financiamento em parceria Como selecciono a melhor ideia de negócio O que devo analisar no contrato

Leia mais

Conferência Espaço de Arquitectura 2010

Conferência Espaço de Arquitectura 2010 Nota Introdutória: O tema da reabilitação urbana é um dos tópicos centrais da análise actual sobre Planeamento e Urbanismo e uma janela aberta para encontrar soluções na recuperação dos centros históricos

Leia mais

Síntese do estudo sobre A ADESÃO DAS PME NACIONAIS À PRÁTICA DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO

Síntese do estudo sobre A ADESÃO DAS PME NACIONAIS À PRÁTICA DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO Síntese do estudo sobre A ADESÃO DAS PME NACIONAIS À PRÁTICA DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO 1. PRINCIPAIS CONCLUSÕES Há um entendimento razoável das vantagens da prática do comércio electrónico no seio das PME

Leia mais

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Sistema de Incentivos às Empresas O que é? é um dos instrumentos fundamentais das políticas públicas de dinamização económica, designadamente em matéria da promoção da

Leia mais

"É imperiosa a necessidade de inverter a política de transportes"

É imperiosa a necessidade de inverter a política de transportes INTERVENÇÃO DE JERÓNIMO DE SOUSA, SECRETÁRIO-GERAL, LISBOA, REUNIÃO METROPOLITANA SOBRE TRANSPORTES PÚBLICOS E MOBILIDADE 10 Março 2016 "É imperiosa a necessidade de inverter a política de transportes"

Leia mais

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Identificação

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DOS OBJECTIVOS DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DOS OBJECTIVOS DO PROCESSO DE BOLONHA Ano 2008/2009 Data 30/12/2009 Página 1 de 11 RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DOS OBJECTIVOS DO PROCESSO DE BOLONHA ANO LECTIVO 2008/2009 (em cumprimento do Artigo 66º do Decreto-Lei nº 107/2008, de 25 de Junho)

Leia mais

Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A. (ou STCP, S.A.) empresa detida a 100% pelo Estado Português.

Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A. (ou STCP, S.A.) empresa detida a 100% pelo Estado Português. Identificação da empresa Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A. (ou STCP, S.A.) empresa detida a 100% pelo Estado Português. Breve Historial da STCP A STCP - Sociedade de Transportes Colectivos

Leia mais

A intermodalidade e o transporte marítimo

A intermodalidade e o transporte marítimo Ana Paula Vitorino Secretária de Estado dos Transportes A intermodalidade e o transporte marítimo 27 A dinâmica da política de transportes, global e europeia, e a posição geoestratégica de Portugal justificam

Leia mais

Protocolo de Colaboração Rede Embaixadores para a Responsabilidade Social das Empresas dos Açores

Protocolo de Colaboração Rede Embaixadores para a Responsabilidade Social das Empresas dos Açores Protocolo de Colaboração Rede Embaixadores para a Responsabilidade Social das Empresas dos Açores Introdução Considerando que nos Açores, são já muitas as empresas e organizações que assumem convictamente

Leia mais

Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva

Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva centro tecnológico da cerâmica e do vidro coimbra portugal Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva Victor Francisco CTCV Responsável Unidade Gestão

Leia mais

CAPITAL DE RISCO EM MUDANÇA

CAPITAL DE RISCO EM MUDANÇA CAPITAL DE RISCO EM MUDANÇA Realizaram-se na passada semana dois acontecimentos que reputo de importância ímpar para a promoção do Empreendedorismo em Portugal O Dia Europeu do Empreendedor e o Encontro

Leia mais

Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC

Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC Coimbra, 18 de Março de 2004 As métricas O Projecto TIM, globalmente,

Leia mais

CRIAÇÃO DE SISTEMAS DE INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL (Transformação da criatividade individual em inovação) www.apgico.pt

CRIAÇÃO DE SISTEMAS DE INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL (Transformação da criatividade individual em inovação) www.apgico.pt CRIAÇÃO DE SISTEMAS DE INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL (Transformação da criatividade individual em inovação) www.apgico.pt QUEM SOMOS SOMOS ESPECIALISTAS (corpos sociais) Jorge Alves Prof. Catedrático jubilado

Leia mais

INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO

INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO Janeiro 2004 INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO 1 - OBJECTIVOS O Conhecimento é fonte de Desenvolvimento. A criação e transmissão do Conhecimento

Leia mais

Alexandre Ulisses. Habilitações Académicas:

Alexandre Ulisses. Habilitações Académicas: Alexandre Ulisses Pós-Graduação em Ciências da Educação, da Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação do Porto; Mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores, Faculdade de Engenharia da

Leia mais

Sistema de Incentivos

Sistema de Incentivos Sistema de Incentivos Qualificação e Internacionalização de PME amrconsult 13 de Maio de 2010 1 Agenda 1 Enquadramento 2 Condições de elegibilidade 3 Despesas elegíveis 4 Incentivo 2 1 Enquadramento 3

Leia mais

Pós-Graduação Enoturismo. Corpo Docente (Biografias)

Pós-Graduação Enoturismo. Corpo Docente (Biografias) Pós-Graduação Enoturismo Corpo Docente (Biografias) Rita Nabeiro Licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e, com 34 anos, Rita Nabeiro é actualmente Directora

Leia mais

O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal. Lisboa, 13 de Dezembro de 2006

O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal. Lisboa, 13 de Dezembro de 2006 O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal Lisboa, 13 de Dezembro de 2006 O relatório de avaliação do sistema de ensino superior em Portugal preparado pela equipa internacional

Leia mais

Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público. Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio

Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público. Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio Tendo em conta a história económica do nosso País após a independência, a propriedade pública ainda ocupa um lugar muito

Leia mais

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar á ficha modelo ACC 2

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar á ficha modelo ACC 2 CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

MBA Internacionalização de Empresas Comércio e Serviços

MBA Internacionalização de Empresas Comércio e Serviços MBA Internacionalização de Empresas Comércio e Serviços Com o apoio: CEGE Centro de Estudos de Gestão INTRODUÇÃO O MBA Internacionalização de Empresas Comércio e Serviços, promovido pela Confederação do

Leia mais

SOBRE OS PRESSUPOSTOS SUBJACENTES AO PLANO

SOBRE OS PRESSUPOSTOS SUBJACENTES AO PLANO No âmbito do procedimento de consulta pública do Plano Estratégico de Transportes 2008-2020 (PET), vem a Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza apresentar o seu parecer. SOBRE OS PRESSUPOSTOS

Leia mais

Seminário Redes do Conhecimento e Conhecimento em Rede

Seminário Redes do Conhecimento e Conhecimento em Rede MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL Gabinete do Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional Intervenção do Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional

Leia mais

Sandra Maria Fevereiro Marnoto Licenciada em Gestão (1994) e Mestre em Finanças (2001) pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto e é

Sandra Maria Fevereiro Marnoto Licenciada em Gestão (1994) e Mestre em Finanças (2001) pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto e é Célio Alberto Alves Sousa Licenciado em Relações Internacionais, Ramo Ciências Económicas e Políticas, pela Universidade do Minho (1994), pós graduado em Gestão Empresarial (1998) e doutorado em Management

Leia mais

António Dias de Figueiredo

António Dias de Figueiredo COMO RENOVAR A QUALIDADE DO ENSINO? por António Dias de Figueiredo Departamento de Engenharia Informática UNIVERSIDADE DE COIMBRA A. Dias de Figueiredo, 1998 Como Estudar? Auditório da Reitoria, Coimbra

Leia mais

Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia

Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia Conselho de Ministros Decreto Lei n.º 15/99 De 8 de Outubro Considerando que a política científica tecnológica do Governo propende para uma intervenção

Leia mais

Perto de si, mudamos consigo! www.wechange.pt

Perto de si, mudamos consigo! www.wechange.pt Hotel Alvalade LUANDA 16 a 27 de RH Os Ciclos de RH, consistem em planos de desenvolvimento de competências no domínio da gestão de Recursos Humanos, nomeadamente ao nível das áreas de Selecção, Formação

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13

ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13 ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13 QUEM SOMOS FUNDEC APRESENTAÇÃO HISTÓRIA OBJECTIVOS A

Leia mais

O desafio de informar melhor. Juntos, uma comunicação de sucesso

O desafio de informar melhor. Juntos, uma comunicação de sucesso O desafio de informar melhor Juntos, uma comunicação de sucesso Janeiro 2006 1.Introdução Dar a conhecer à população (e sensibilizar os potenciais beneficiários) o papel que os financiamentos comunitários

Leia mais

Formação: Distribuição & Logística Melhoria e aperfeiçoamento do sistema de distribuição da empresa.

Formação: Distribuição & Logística Melhoria e aperfeiçoamento do sistema de distribuição da empresa. Formação: Distribuição & Logística Melhoria e aperfeiçoamento do sistema de distribuição da empresa. A Distribuição e a Gestão Logística é uma actividade que emprega um elevado e intenso volume de recursos

Leia mais

EDUCAÇÃO EM MANUTENÇÃO

EDUCAÇÃO EM MANUTENÇÃO MANUTENÇÃO COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO E UMA ALIADA NA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EDUCAÇÃO EM MANUTENÇÃO José Sobral 1 MANUTENÇÃO: OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO? MANUTENÇÃO: UMA ALIADA NA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA?

Leia mais

Sociedade da Informação coloca novos desafios ao consumidor

Sociedade da Informação coloca novos desafios ao consumidor Sociedade da Informação coloca novos desafios ao consumidor Lisboa, 20 de Junho Comércio electrónico, segurança dos dados pessoais, regulação e mecanismos de protecção foram alguns dos temas discutidos

Leia mais

Conferência Internacional

Conferência Internacional Lisboa, 18, 19 e 20 NOV. 2010 combaterpobreza@iscsp.utl.pt ORGANIZAÇÃO APRESENTAÇÃO CONSELHO CIENTÍFICO COMISSÃO ORGANIZADORA ENQUADRAMENTO LOCAL ANTEVISÃO DO PROGRAMA CONVITE À APRESENTAÇÃO DE COMUNICAÇÕES

Leia mais