O big data está falando. Você está ouvindo?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O big data está falando. Você está ouvindo?"

Transcrição

1 8 O big data está falando. Você está ouvindo? A união do big data com as ferramentas avançadas de lógica preditiva oferece às empresas a oportunidade de obter resultados se elas fizerem as perguntas certas. n n n n n n n n RESUMO EXECUTIVO Os executivos de TI são sempre incentivados a liderar, seguir ou sair do caminho. No caso do big data, sua melhor aposta pode ser liderar. A quantidade de informações gerenciadas por datacenters corporativos crescerá 50 vezes nesta década, de acordo com o Digital Universe Study de 2011 do IDC, encomendado pela EMC. Essa inundação de dados cria uma oportunidade para executivos de TI experientes a chance de identificar novos fluxos de receita, descobrir formas de aumentar a fidelidade dos clientes, determinar abordagens exclusivas para aumentar a produtividade e dar ideias de redução de custos. Pouco mais da metade das organizações (54%) já está criando estratégias de big data para gerar mais valor a partir de dados existentes, de acordo com o estudo de maio de 2012 da revista CIO, "Peer2Peer: The Changing IT Landscape", conduzido por solicitação da EMC. As organizações estão fazendo a transição do Business Intelligence, que age em conjuntos de dados limitados e pergunta "O que acabou de acontecer?", para a lógica preditiva, que examina fluxos de dados aparentemente ilimitados e pode revelar o que provavelmente acontecerá. Os executivos de TI que lideram o contato com os negócios serão recompensados com uma visibilidade incomparável das tendências de negócio inovadoras e dos clientes potenciais. Neste guia, descrevemos os benefícios do big data e da lógica preditiva, oferecemos dicas sobre como iniciar essa abordagem e compartilhamos os benefícios que as empresas já obtiveram ao combinar essas duas grandes potências.

2 2 O Big Bang do big data Você não é o único a pensar que o frenesi do big data começou do dia para a noite. De alguma forma, o setor passou de uma situação na qual não existiam dados suficientes para a tomada de decisões à ausência de habilidades e ferramentas que possibilitassem a extração do valor de todos os dados disponíveis ao alcance das mãos. Agora temos o big data. Não fique de fora enquanto seus concorrentes reúnem milhões e milhões de pontos de dados, agregam dados estruturados e não estruturados a depósitos de dados gigantescos e formam equipes de cientistas para estudarem os padrões e terem ideias inovadoras. Uma vez descobertas, essas revelações são facilmente transformadas em negócios que impulsionam a marca. Os dados são onipresentes. Estão em todos os setores, em todas as economias e em todas as organizações. Isso torna o big data relevante para líderes em todos os setores. Colocar em operação esses zetabytes de dados estruturados e não estruturados, gerados por sistemas operacionais, telefones celulares, Twitter, Facebook e outras fontes, pode exercer um papel importante na redução de custos, no aprimoramento do relacionamento com os clientes, no desenvolvimento de novos produtos, na aceleração e sincronização de entregas, na elaboração de perguntas e respostas mais profundas, bem como no aprimoramento e na simplificação da tomada de decisões. O McKinsey Global Institute, em seu relatório de maio de 2011, "Big Data: The Next Frontier for Innovation, Competition and Productivity", evidencia o valor do big data. Os varejistas, por exemplo, constataram um aumento de 60% das margens operacionais com big data. O relatório coloca o big data como uma ferramenta de US$ 300 bilhões no setor de saúde dos EUA. De onde surgem todos esses dados tão valiosos? Aqui está a percepção do McKinsey: "Os dados se tornaram uma corrente que flui para cada área da economia global. As empresas geram um volume crescente de dados transacionais, capturando trilhões de bytes de informações sobre seus clientes, fornecedores e operações. Milhões de sensores em rede estão sendo incorporados ao mundo físico, como telefones móveis, medidores de energia inteligentes, automóveis e máquinas industriais, que captam, criam e comunicam dados na era da 'Internet das Coisas'." As organizações já estão inundadas dos dados que seu ambiente gera a partir de vários sensores, dispositivos e pontos periféricos. Mas só o volume não constitui a era do big data. Essa nova era da lógica tem mais a ver com o uso da variedade e da velocidade dos dados na tomada de decisões importantes e valiosas. As ideias oferecidas por clientes, produtos, campanhas, operações, mercados e concorrentes podem ser extraídas da análise de conjuntos de dados muito diferentes. A lógica empregada em tempo real diminui a latência entre o evento de dados e a capacidade de analisar e agir em relação a eles, possibilitando pontos de decisão mais frequentes, em tempo hábil e sob demanda. Indo além do Business Intelligence O potencial ilimitado do big data é o que o diferencia do Business Intelligence. O Business Intelligence é, certamente, uma disciplina e prática madura, que prevalece entre as empresas. O Business Intelligence gera relatórios, planilhas e análises de aprofundamento muito sofisticadas. No entanto, há tipos de análise que o Business Intelligence não pode produzir e é nesse momento que o big data entra em cena. A lógica de big data explora os detalhes específicos das operações de negócios e das interações com os clientes que raramente aparecem em um data warehouse ou em relatórios padrão, porque grande parte dessas informações é composta por dados não estruturados, que não podem aparecer em data warehouses nem ser analisados em colunas e linhas organizadas. A velocidade na qual o big data produz resultados causa problemas para os modelos RDBMS (Relational Database Management Systems, sistemas de gerenciamento de banco de dados relacional) tradicionais. A lógica de big data é única em sua dependência de conceitos avançados. Por exemplo, conforme destacado pelo New York Times no artigo "The Age of Big Data":

3 3 n n n n n n n n Contando com o big data Na Zions Bancorporation, em Salt Lake City, Utah, uma vitória inicial proporcionada pela lógica de big data deu origem a outras grandes oportunidades. Inicialmente, a Zions carregava dados em seu EMC Greenplum Database de várias fontes, inclusive empréstimos comerciais e hipotecas, investimentos, depósitos, cartões de crédito, informações sobre clientes e arquivos demográficos externos. Um aplicativo desenvolvido internamente, acoplado ao banco de dados, calculava a lucratividade de cada empréstimo, investimento e depósito. Logo começaram a surgir ideias sobre geração de renda. "À medida que a crise bancária se revelava, aproveitamos o sistema de lucratividade para analisar os dados históricos e criar um novo conjunto de hipóteses para nossos escritórios de empréstimos", explica Clint Johnson, diretor de data warehousing e lógica do Zions. Desde então, a empresa acrescentou outro aplicativo que examina o mix de produtos de um cliente e prevê novas oportunidades de vendas. Atualmente, a Zions pode entender por que os clientes tomam certas atitudes e o que poderão fazer em seguida. "Se o mecanismo de recomendação nos ajudar a aumentar as compras por cliente em apenas US$10 ao mês, já somará uma receita significativa", declara Johnson. "...As ferramentas de computador para reunir conhecimento e ideias do vasto conjunto de dados não estruturados da era da Internet estão ganhando terreno rapidamente. Na dianteira estão as técnicas de inteligência artificial, que estão avançando rapidamente, como a engenharia da linguagem (processamento de linguagem natural), o reconhecimento de padrões e a aprendizagem de máquina." 1 A lógica de big data também exige um conjunto diferente de habilidades que normalmente se aplica ao Business Intelligence. O Business Intelligence tradicional trabalha com conjuntos de dados limitados, informações limpas e modelos simples. A lógica de big data usa conjuntos de dados muito diversos e não correlacionados, gera resultados de informações brutas e usa modelos preditivos ultracomplexos. Outra diferença: o Business Intelligence tradicional dá suporte à causalidade (o que aconteceu e por que achamos que isso aconteceu?) versus a correlação permanente da lógica de big data (várias fontes de dados não relacionados geram ideias que não podem ser completamente explicadas). Um é reativo; o outro, proativo. Isso posto, a lógica de big data não suplanta a necessidade do Business Intelligence nos negócios. Em vez disso, uma estratégia inteligente de big data aproveitaria os investimentos existentes em Business Intelligence, transformando o BI e o data warehouse em um ambiente preditivo e em tempo real. Fazendo uso do big data Vamos examinar como as empresas estão e como poderiam transformar bytes em ouro. O McKinsey Global Institute 2 descobriu que, entre os mais de executivos de nível C entrevistados, mais da metade declarou que o big data e a lógica estão entre suas 10 principais prioridades corporativas. Embora 1/5 tenha declarado que implementou totalmente o big data e a lógica para gerar ideias em um negócio ou função, apenas 13% usam os dados para gerar ideias em toda a empresa. Mais executivos declaram que superam o desempenho dos concorrentes no uso de big data e da lógica do que com qualquer outra técnica de TI concorrente. Os CIOs foram menos otimistas do que os CEOs: somente 30% dos CIOs esperam que suas empresas gerem mais valor do que seus concorrentes com big data, em comparação com 46% dos CEOs. Os CIOs, em geral, prestam contas aos CFOs, que se concentram indisfarçavelmente em economizar dinheiro. Solicitar que financiem as pessoas e a tecnologia necessárias para o big data e para a lógica poderia parecer uma missão impossível. Dessa forma, os CIOs podem desanimar antes mesmo de pedir. Mas o problema é que, em alguns casos, os CIOs solicitam a pessoas erradas a aprovação para iniciar o processo. As partes interessadas relevantes podem estar em outro lugar na empresa, e eles podem muito bem estar buscando assistência no lugar errado. Por exemplo, as empresas de petróleo e gás e as instituições financeiras surpreendem por ter equipes de lógica de big data fora da função de TI prevalecente. 1 "The Age of Big Data", The New York Times, 11 de fevereiro de "Minding Your Digital Business", McKinsey Global Institute, 2012

4 4 Para garantir que sua empresa tire o maior proveito de seu investimento em big data, os CIOs, os CTOs e outros diretores de TI devem mudar seu ponto de vista e adotar o big data para benefício dos negócios. Assista a uma entrevista com o CIO da Purdue University, Gerry McCartney, na qual ele aborda o potencial do big data para transformar os negócios. O estudo com os CIOs descobriu que as limitações dos grupos de TI tradicionais podem ter um impacto negativo sobre as implementações de big data. Por exemplo, 46% dos participantes da pesquisa declararam que o maior desafio era que seus líderes de negócios e de tecnologia não tinham expertise para formular a estratégia de big data. A equipe de TI, conforme ilustrado acima, pode ser rígida demais para a natureza experimental da ciência de dados e, dessa forma, pode evitar o envolvimento com esses projetos relativos a big data. Ela tende a depender de verdades absolutas para reger a tomada de decisões, enquanto os grupos de lógica de big data sentem-se à vontade tomando decisões "boas o suficiente" usando dados "bons o suficiente". Elas agem com base em probabilidades e possibilidades e não temem o fracasso. Organizações com uma liderança de TI visionária e flexível, que "entendem" a lógica de big data, tiveram resultados significativos, como um melhor relacionamento com os clientes. Por exemplo, Kevin Roche, vice-presidente sênior de operações e estratégia de serviços da EMC, diz que usa a lógica de big data para agregar o feedback dos clientes e melhorar o atendimento ao cliente na empresa. "O feedback dos clientes vem de vários lugares solicitações de serviço, consultas, compartilhamento de conhecimento etc. e consiste em dados estruturados e não estruturados, que nos desafiam a sermos rápidos e profissionais nas respostas", explica Roche. Com a lógica de big data, Roche e sua equipe podem digerir rapidamente o impacto sobre o cliente e usar as informações internamente para incentivar as interações do cliente com a EMC. Todos a bordo: e agora? Assim que você entender o papel essencial que os CIOs e a TI exercem no sucesso da lógica de big data e da derivação de valor, você deverá encontrar um projeto adequado com o qual iniciar. Jim Bampos, vice-presidente de qualidade do cliente da EMC, considera essa etapa essencial. Se o projeto for grande demais, você poderá falhar; se for pequeno demais, terá muitas dificuldades para comprovar seu valor. Procure por um conjunto essencial de processos que realmente possa fazer uma grande diferença para os negócios e procure um executivo qualificado que esteja motivado para inovar e investir nesses processos de negócio. Você precisará da combinação dos dois, uma vez que usuários de linhas de negócios, em geral, sabem quais perguntas estão tentando responder e as decisões que estão tentando tomar. O que eles não sabem, ou não podem prever, é como o big data, em termos de novas tecnologias e fontes de dados, pode afetar ou possibilitar essas perguntas e decisões. Chuck Hollis, vice-presidente e CTO de marketing global da EMC, aconselha a convencer possíveis patrocinadores com o seguinte: "O poder da lógica de big data é incrível. Nós da equipe de TI gostaríamos de vencer esse desafio e gostaríamos de trabalhar com você para isso. Não temos certeza sobre quais serão os custos nem os resultados em longo prazo, mas gostaríamos de investir o suficiente para descobrir o que pode ser possível. Precisaremos de sua ajuda. Você aceita ou não?" Se você sofrer oposição e é provável que sofra, talvez esteja sendo muito agressivo ou eles ainda não estejam prontos, ou talvez tenha escolhido as pessoas ou os processos errados, ou no pior dos casos eles já perceberam o valor e estão usando recursos externos. Bampos teve sucesso com o primeira iniciativa de lógica de big data de sua equipe, que se enquadra na TCE (Total Customer Experience, experiência total do cliente) da EMC. Sua equipe, que é independente e não responde a nenhuma das áreas de negócio funcionais, escolheu a confiabilidade do hardware como cobaia. A confiabilidade de hardware teve dados de muitas fontes e tamanhos

5 5 n n n n n n n n Como sua organização entende e usa o big data e sua lógica? Participe desta pesquisa para ver como você se compara aos colegas em relação às prioridades de capacitação e investimentos em big data, necessários para apoiar essas iniciativas, e ao papel que a TI deve exercer no fornecimento de lógica de big data aos usuários. Clique aqui para começar. diferentes, o que transformou os elementos em um caso sólido para comprovar o valor. Por meio de cada um desses pontos de contato, os dados são obtidos de equipes internas, de sistemas de clientes e dos próprios clientes. Eles trabalharam para localizar um tópico que tivesse vários fluxos de dados diferentes, fosse importante para a empresa e tivesse uma equipe de suporte pronta para reagir aos problemas que fossem descobertos. Na visão de Bampos, a situação era perfeita para descobrir oportunidades de melhorias para o cliente, geração de receita ou economia de custos. Aperfeiçoando a plataforma Em alguns casos, muito embora um CIO ou um líder de TI identifique novas oportunidades, as plataformas de armazenamento e lógica subjacentes não suportam a pressão causada por maiores fluxos em tempo real e análises sofisticadas. A lógica de big data depende de uma ótima plataforma, que facilite a detecção, a obtenção, a manipulação e a experiência com fontes de dados extremamente diversas. Os data warehouses atuais simplesmente não têm esse calibre. O relatório do Leadership Council da EMC, "Big Data: Big Opportunities to Create Business Value" (Big Data: Grandes Oportunidades para Criar Valor para os Negócios), concluiu que o armazenamento e o fornecimento dos dados não bastam. É necessário resumir, analisar e correlacionar os dados de novas formas, a fim de agregar valor comercial. Esta nova plataforma torna muito mais fácil o trabalho de consumir, analisar e experimentar fluxos de dados diversos, estruturados e não estruturados. Algumas técnicas de big data exigem que sejam usados dados que não foram modelados por arquitetos de dados, permitindo a comparação de tipos diferentes de dados e a correspondência de padrões entre fontes diversas. As empresas devem implementar ferramentas como o Hadoop, uma tecnologia de código aberto que distribui cargas de trabalho de análise de dados entre muitos computadores, a fim de dividir a análise em diversas cargas de trabalho paralelas e produzir resultados com mais rapidez, aconselhou o Leadership Council. Porém, as organizações em geral acreditam que precisam de uma nova plataforma, construída com base em tecnologias como o Hadoop, que não apenas conterá os fluxos atuais, mas absorverá os novos fluxos que, sem dúvida, chegarão após o sucesso do projeto inicial. Essa nova plataforma frequentemente apresentada como "Business Intelligence como serviço", ou ainda melhor, "lógica como serviço" facilita o trabalho de consumir, analisar e experimentar fluxos de dados diversos, estruturados e não estruturados. A lógica deixa de ser uma atividade circunscrita à equipe de TI e passa para as mãos de cientistas de dados. Com a plataforma implementada, você estará pronto para extrair um valor maior. Agora é a hora de seus dados começarem a falar. A lógica de big data requer cientistas de dados Com o Business Intelligence, profissionais comuns da área do conhecimento podem ser treinados para gerar relatórios e consultar bancos de dados. A lógica de big data requer habilidades diferentes para oferecer o real valor. David Dietrich, consultor técnico da organização Global Education Services da EMC, destaca as principais características de um cientista de dados:

6 6 O CMO da EMC, Jeremy Burton, e o presidente da Greenplum, Bill Cook, falam sobre como os CIOs podem se tornar alinhados de modo mais estratégico, usando big data. A execução de um modelo de lógica como serviço pode parecer uma proposta cara, mas a lógica de big data constitui uma oferta pela qual os líderes de negócios que enxergam o valor comprovado pagarão. A criação de um programa de chargeback garante que você possa contratar mais cientistas de dados e então construir sua infraestrutura com suporte a novos fluxos de dados. A governança também é uma necessidade, pois fluxos de dados mistos podem ser capciosos. Um fornecedor pode perfeitamente aceitar compartilhar suas listas de materiais com a equipe de engenharia, mas não com vendas, e certamente não com concorrentes. Dessa forma, você precisa de políticas de segurança e aplicação (ou seja, firewalls e particionamento), bem como normas relacionadas ao compartilhamento de propriedade intelectual, para evitar problemas jurídicos e comerciais. "Além de serem quantitativos e tecnicamente concentrados, os cientistas de dados têm habilidades de colaboração e comunicação versáteis, além de uma curiosidade inata para explorar e experimentar dados. Em geral, também são céticos, pois provavelmente farão várias perguntas sobre a viabilidade de uma determinada solução e se ela realmente funcionará." Os cientistas de dados têm uma curiosidade que lhes permite considerar os dados com novos olhos, sem ideias preconcebidas. Eles têm uma combinação de habilidades matemáticas, comerciais e analíticas. Algumas empresas, por considerarem difícil identificar pessoas com todas essas habilidades combinadas, estão criando equipes de ciência de dados compostas por pessoas com expertise em cada uma dessas áreas. Outras estão treinando seus especialistas em Business Intelligence e data warehouses internos, que compartilham muitas dessas mesmas habilidades investigativas e exploratórias, em ferramentas como o Hadoop e o MapReduce. O aprimoramento desse pool de talentos existentes oferece uma grande oportunidade para que as organizações agreguem novas competências. Oferecendo lógica como um serviço A visão de longo prazo para a lógica de big data é aproveitar seu potencial em benefício dos líderes das unidades de negócios. A ampliação do alcance da lógica de big data garante a transformação de seu investimento em valor. Desses serviços, os clientes querem funções importantes, inclusive detecção, visualização e colaboração. Por isso, incorpore-as. Uma função de governança leve e adequada não desacelera nenhum processo. Em vez disso, ela acelera a adoção, uma vez que cria uma confiança ampla para fazer as coisas de outras formas, sabendo que alguém está cuidando de você. A governança promove a confiança. Alguns profissionais de TI podem duvidar que estruturas isoladas de dados estruturados e não estruturados se transformem miraculosamente em renda. O que eles desconhecem são todos os processos intermediários, ou seja, a troca de pessoal, de processos, de plataformas, de tecnologias e da cultura corporativa, que transformam simples bytes em uma vantagem competitiva distinta. Vença Inevitavelmente, se você escolher o projeto certo, a plataforma certa e as pessoas certas, acabará tendo uma vantagem inesperada com a lógica de dados dimensionáveis. Certifique-se de contar aos outros. Esta é sua chance de atrair interessados que podem ter se mostrado um pouco hesitantes quando você os abordou pela primeira vez sobre seu projeto. A lógica de big data cria um efeito de bola de neve para o qual é melhor estar preparado. Sabendo que foi bem-sucedido em seus esforços iniciais, como disse Bampos, comece a planejar a segunda fase. Pense no dimensionamento e na equipe de que você precisará para apoiar futuros esforços. Se você aguardar o surgimento dos pedidos de análise preditiva, perderá um tempo precioso e uma possível vantagem competitiva.

7 7 n n n n n n n n A Silver Spring Colocando o Big Data em Ação O setor de serviços de utilidade pública é um dos maiores proponentes da lógica de big data. As empresas de energia estão implementando, mais do que nunca, medidores avançados para gerar mais dados. A colocação desses dados em uso por meio da lógica ajuda as empresas de serviços públicos a estabelecer uma vantagem competitiva importante. Silver Spring Networks, um fornecedor líder de plataformas de grids inteligentes para empresas de energia ao redor do mundo, agrega e analisa o big data a partir de seus dispositivos de grid medidores, dispositivos de abastecimento de energia, veículos elétricos e geração distribuída. Todos esses elementos se comunicam com a plataforma de lógica de alto desempenho EMC Greenplum da empresa, convertendo em percepção prática o enorme fluxo de dados em tempo real. Estudando com frequência os dados de medidores mais inteligentes, as empresas de serviços públicos podem acumular vezes mais informações sobre o uso de eletricidade do que com leituras tradicionais menos frequentes. Multiplicado por milhões de clientes em uma área de metrô, o grid inteligente pode produzir um conjunto de dados grande o suficiente para monitorar a demanda de energia em tempo real e prever prováveis paralisações antes que elas ocorram. Graças ao custo cada vez menor e à sofisticação cada vez maior de plataformas como a Greenplum, a lógica de big data se tornou acessível e justificável para uma variedade maior de setores, inclusive o de energia. Seja criterioso ao decidir a quem deve expor sua vitória. Por exemplo, se você descobrir que a equipe de vendas vem decepcionando de alguma forma, apresente-o a eles como uma oportunidade, não como uma superioridade sua. Eles nunca apoiarão outros projetos se considerarem seu trabalho uma ameaça. No mesmo sentido, não deixe nenhum grupo influenciá-lo. A questão da ciência de dados deve ser objetiva. Deixe que os dados falem com você, não o contrário. Talvez o mais importante e isso deve ser feito desde o começo seja reunir uma equipe de interessados para orientá-lo. A equipe de TI não pode agir sozinha quando se trata de lógica de big data. Envolva os líderes de departamentos, as áreas funcionais e outros Envolva os líderes de departamentos, áreas funcionais e outros setores que possam influenciar o resultado, e trabalhem juntos para criar uma cultura aberta à lógica de big data setores que possam influenciar o resultado, e trabalhem juntos para criar uma cultura aberta à lógica de big data. Assuma a liderança, assuma o controle A lógica de big data oferece uma tremenda oportunidade para que os CIOs deixem de ser reativos e se tornem preditivos. A descoberta de novos fluxos de receita, o aprimoramento do atendimento ao cliente e de sua percepção, bem como a redução de custos, são formas de se tornar um líder corporativo e a lógica de big data proporciona essas três coisas. O aproveitamento bem-sucedido das ideias proporcionadas pelo big data requer um real investimento em tecnologias comprovadas, habilidades da força de trabalho e foco da liderança. Durante os próximos cinco a 10 anos, os líderes de TI serão requisitados a adicionar uma grande variedade de energias novas e emergentes, bem como para alinhar pessoas e processos em apoio ao big data. Você terá que desenvolver uma estratégia bem planejada para integrar o big data à arquitetura de informações, de modo que seja dimensionável e se torne parte essencial de sua forma de fazer negócios. Como presidente e CEO da EMC, Joseph Tucci observou na EMC World 2012 que "os ativos duradouros de uma empresa são sua marca, seu pessoal, seus aplicativos e processos comerciais e suas informações. Eles não aparecem como ativos financeiros em um balancete, partindo-se de um ponto de vista estritamente contábil, mas são ativos duradouros que diferenciam uma empresa da outra". Este é seu estatuto do big data. Esta é sua chance de assumir o controle e fazer sua empresa vencer a concorrência. Adote a lógica de big data e tenha certeza de que você mudará seu ambiente corporativo para melhor.

8 8 Unindo todos os aspectos A TCE da EMC serve de ótimo exemplo de como as organizações devem utilizar sua competência em data warehouse tradicional (o que inclui extração, transformação e carregamento, gerenciamento de dados master) e a definição de perfis de dados na lógica de big data. Ao agirem dessa forma, elas adquirirão mais confiança nos dados de origem que serão usados na tomada dessas decisões de negócio. Por exemplo, a TCE da EMC criou o projeto de confiabilidade de hardware usando a Greenplum UAP (Unified Analytics Platform) da EMC vinculada a um mecanismo de lógica SAS. A equipe inseriu no data warehouse da UAP todas as medidas corporativas, inclusive feedback de clientes, informações fornecidas pelos sensores de hardware, relatórios de serviços etc. Todos os dados foram apagados e a precisão garantida antes da execução desta etapa, caso contrário, o processo produziria dados errôneos ("lixo na entrada gera lixo na saída"). Na realidade, a equipe de TCE escolheu a confiabilidade de hardware devido à sua confiança na precisão dos dados. A equipe também usa a Greenplum UAP para gerar relatórios de TCE com base em cada cliente, como combustível para as chamadas de vendas e análises de executivos de contas. O processo, que agora leva cerca de oito minutos, costumava exigir cinco dias. Para obter mais informações, visite o site

Tendências na adoção de Big Data & Analytics: Inovação em tempo real para empresas que precisam de transformação

Tendências na adoção de Big Data & Analytics: Inovação em tempo real para empresas que precisam de transformação Tendências na adoção de Big Data & Analytics: Inovação em tempo real para empresas que precisam de transformação Luciano Ramos Coordenador de Pesquisas de Software IDC Brasil A América Latina enfrenta

Leia mais

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Janeiro de 2011 p2 Usuários comerciais e organizações precisam

Leia mais

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança.

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança. EMC Consulting Estratégia visionária, resultados práticos Quando a informação se reúne, seu mundo avança. Alinhando TI aos objetivos de negócios. As decisões de TI de hoje devem basear-se em critérios

Leia mais

Rumo à transformação digital Agosto de 2014

Rumo à transformação digital Agosto de 2014 10Minutos - Tecnologia da Informação 6ª Pesquisa Anual sobre QI Digital Rumo à transformação digital Agosto de 2014 Destaques O QI Digital é uma variável para medir quanto valor você pode gerar em sua

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015. Big Data Analytics:

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015. Big Data Analytics: Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015 Big Data Analytics: Como melhorar a experiência do seu cliente Anderson Adriano de Freitas RESUMO

Leia mais

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB)

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB) A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação Maio de 2014 O novo comprador de tecnologia e a mentalidade de aquisição Existe hoje um novo comprador de tecnologia da informação Esse comprador

Leia mais

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT A importância da inovação em fornecedores de sistemas, serviços e soluções para criar ofertas holísticas Julho de 2014 Adaptado de Suporte a ambientes de datacenter: aplicando

Leia mais

Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente. Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente.

Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente. Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente. Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente. As interações com os clientes vão além de vários produtos, tecnologias

Leia mais

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N Dan Vesset Vice-presidente de Programa, Business Analytics P r át i cas recomendadas para uma estr a t ég i a d e B u s i n e s s I n teligence e An a l yt i c s

Leia mais

NOKIA. Em destaque LEE FEINBERG

NOKIA. Em destaque LEE FEINBERG Em destaque NOKIA LEE FEINBERG A Nokia é líder mundial no fornecimento de telefones celulares, redes de telecomunicações e serviços relacionados para clientes. Como Gerente Sênior de Planejamento de Decisões

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Destaques do Estudo As organizações mais bem-sucedidas serão aquelas que encontrarão formas de se diferenciar. As organizações estão

Leia mais

NOVAS HABILIDADES PARA O DEPARTAMENTO DE TI ORIENTADO A SERVIÇOS

NOVAS HABILIDADES PARA O DEPARTAMENTO DE TI ORIENTADO A SERVIÇOS NOVAS HABILIDADES PARA O DEPARTAMENTO DE TI ORIENTADO A SERVIÇOS Ser o líder de TI de uma empresa pode ser uma situação bem parecida com estar em uma plataforma de petróleo em chamas. O departamento de

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO Gerenciamento da infraestrutura convergente da CA Technologies Como posso fornecer serviços inovadores ao cliente com uma infraestrutura cada vez mais complexa e convergente? E com gerenciamento

Leia mais

UM RESUMO EXECUTIVO. Organizado para empresas:construindo um modelo operacional contemporâneo de TI

UM RESUMO EXECUTIVO. Organizado para empresas:construindo um modelo operacional contemporâneo de TI UM RESUMO EXECUTIVO Organizado para empresas:construindo um modelo operacional contemporâneo de TI Ao longo da última década, a TI da EMC tem passado por uma transformação para se tornar uma parceira estrategicamente

Leia mais

Como cultivar leads do Comitê de TI

Como cultivar leads do Comitê de TI BRASIL Como cultivar leads do Comitê de TI O marketing está ajudando ou atrapalhando? Confiança + Credibilidade devem ser CONQUISTADAS O profissional de marketing moderno conhece a importância de cultivar

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Inteligência de Dados

Inteligência de Dados Inteligência de Dados Apoio Master Transformando Dados em Vantagem Competitiva Leonardo Couto Sócio e Diretor Comercial leo.couto@wiseminer.com +55 21 9 7295 1422 Big Data Bang e os desafios da gestão

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem Professional Folheto Professional A HP oferece um portfólio abrangente de serviços profissionais em nuvem para aconselhar, transformar e gerenciar sua jornada rumo

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

EXECUTIVE. A Web 2.0. pode salvar o BI?

EXECUTIVE. A Web 2.0. pode salvar o BI? EXECUTIVE briefing guia executivo para decisões estratégicas A Web 2.0 pode salvar o BI? A usabilidade e a intuitividade das tecnologias Web 2.0 revolucionam o complexo mercado de Business Intelligence.

Leia mais

TI como serviço: Iniciativa em andamento

TI como serviço: Iniciativa em andamento TI como serviço: Iniciativa em andamento Resumo executivo Computação em nuvem, virtualização, mobilidade: Individualmente, essas tendências tecnológicas vêm trazendo mudanças enormes para as organizações

Leia mais

qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas?

qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas? RESUMO DA SOLUÇÃO Pacote CA Clarity PPM on Demand Essentials for 50 Users qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas? agility made possible Agora a CA Technologies oferece

Leia mais

IBM BusinessConnect Social & Mobile Cadência 28/03

IBM BusinessConnect Social & Mobile Cadência 28/03 IBM BusinessConnect Social & Mobile Cadência 28/03 Movendo-se do back office para a linha de frente Hoje as Empresas estão sob a direção dos Clientes CEOs compartilham decisões com clientes Identificamos

Leia mais

Transforme. Transforme a TI. a empresa. Três imperativos da TI para a transformação da empresa realizada pelo CIO em um mundo dinâmico.

Transforme. Transforme a TI. a empresa. Três imperativos da TI para a transformação da empresa realizada pelo CIO em um mundo dinâmico. TECH DOSSIER Transforme a TI Transforme a empresa Três imperativos da TI para a transformação da empresa realizada pelo CIO em um mundo dinâmico. Consolidar para conduzir a visibilidade da empresa e a

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL

Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL DESTAQUES Introdução ao RSA Security Analytics, que oferece: Monitoramento da segurança Investigação de incidente Geração de relatórios de conformidade

Leia mais

BIG DATA Armazenamento e Gerenciamento de grandes volumes de dados

BIG DATA Armazenamento e Gerenciamento de grandes volumes de dados BIG DATA Armazenamento e Gerenciamento de grandes volumes de dados Carlos Marques Business Development Manager, Data Connectivity and Integration Latin America & Caribbean Market (CALA) O que veremos hoje?

Leia mais

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas edição 04 Guia do inbound marketing Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Há um tempo atrás o departamento de marketing era conhecido

Leia mais

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013.

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013. Internet de Todas as Coisas (IoE). 10 principais descobertas da Pesquisa Índice de valor da IoE da Cisco com 7.500 responsáveis pela tomada de decisão em 12 países Joseph Bradley Jeff Loucks Andy Noronha

Leia mais

Um futuro híbrido: A combinação transformadora entre consumo e prestação de serviços de TI. Sponsored by

Um futuro híbrido: A combinação transformadora entre consumo e prestação de serviços de TI. Sponsored by Um futuro híbrido: A combinação transformadora entre consumo e prestação de serviços de TI Sponsored by Um futuro híbrido: a combinação transformadora entre consumo e prestação de serviços de TI Uma nova

Leia mais

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA 2011 Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA SUMÁRIO Introdução... 4 Metodologia... 6 Resultado 1: Cibersegurança é importante para os negócios... 8 Resultado

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

Preparando--se para o desafio do cliente individual e digital Preparando Mauro Segura Marketing e Comunicação IBM Brasil Estudo Global 2013/2014 + 4.000 entrevistas 70 países +20 segmentos de mercado CEOs,

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

Cada empresa é uma empresa de informação. Não

Cada empresa é uma empresa de informação. Não Gestão da Informação Corporativa OpenText Desligue o seu celular e o seu computador. Desligue os seus servidores. E agora você consegue fazer negócios? Cada empresa é uma empresa de informação. Não importa

Leia mais

O que é a ciência de dados (data science). Discussão do conceito. Luís Borges Gouveia Universidade Fernando Pessoa Versão 1.

O que é a ciência de dados (data science). Discussão do conceito. Luís Borges Gouveia Universidade Fernando Pessoa Versão 1. O que é a ciência de dados (data science). Discussão do conceito Luís Borges Gouveia Universidade Fernando Pessoa Versão 1.3, Outubro, 2015 Nota prévia Esta apresentação tem por objetivo, proporcionar

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica Inteligência em redes sociais corporativas Como usar as redes internas de forma estratégica Índice 1 Introdução 2 Por que uma rede social corporativa é um instrumento estratégico 3 Seis maneiras de usar

Leia mais

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0 Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, 04571-000 Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: 55 11 5508-3400 Fax: 55 11 5508 3444 W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

da redução dos custos para a criação de valor

da redução dos custos para a criação de valor 8 Pesquisa indica que o big data e a nuvem incentivam a competitividade e os ganhos de produtividade; a segurança é vista como uma questão fundamental CIOs americanos mudam o foco: da redução dos custos

Leia mais

10 Coisas Simples Que Você Pode. Fazer Agora Para Gerar Tráfego e Leads Gratuitamente

10 Coisas Simples Que Você Pode. Fazer Agora Para Gerar Tráfego e Leads Gratuitamente 10 Coisas Simples Que Você Pode Fazer Agora Para Gerar Tráfego e Leads Gratuitamente Geração de tráfego e converter os leads resultantes em vendas é o último desafio para qualquer comerciante ou empreendedor,

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI

PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI GUIA PARA MELHORAR O SEU Principais Práticas para a Proteção de PI PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI 2013 Centro para Empreendimento e Comércio Responsáveis TABELA DE CONTEÚDO CAPÍTULO 1: Introdução à Proteção

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Resumo da solução Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Você deseja uma solução de computação unificada para a sua empresa de médio ou pequeno porte ou para o padrão avançado do seu

Leia mais

Análise Preditiva de Vantagem Comercial

Análise Preditiva de Vantagem Comercial PESQUISA TDWI PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2014 RESUMO EXECUTIVO RELATÓRIO DE MELHORES PRÁTICAS TDWI Análise Preditiva de Vantagem Comercial Por Fern Halper tdwi.org RESUMO EXECUTIVO Análise Preditiva de Vantagem

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Com um processo funcional de planejamento

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos

RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos como posso assegurar uma experiência excepcional para o usuário final com aplicativos

Leia mais

CA Clarity PPM. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Clarity PPM. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DO PRODUTO CA Clarity PPM agility made possible O CA Clarity Project & Portfolio Management (CA Clarity PPM) o ajuda a inovar com agilidade, a transformar seu portfólio com confiança e a manter os

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios?

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? O CA ERwin Modeling fornece uma visão centralizada das principais definições de

Leia mais

Substituia comunicações caras e ineficientes por métodos de entrega alternativos

Substituia comunicações caras e ineficientes por métodos de entrega alternativos Engajamento com o Cliente Interação com o cliente e envio de comunicações Gerenciamento de Comunicações com os Clientes Soluções para possibilitar relacionamentos duradouros com clientes Substituia comunicações

Leia mais

Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: você tem uma?

Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: você tem uma? Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: Agenda para gestão da Informação Página Conteúdo 2 Introdução 3 A necessidade de informações confiáveis 5 Uma nova abordagem a agenda para gestão

Leia mais

Serviços IBM de Resiliência e Continuidade de Negócios

Serviços IBM de Resiliência e Continuidade de Negócios IBM Global Technology Services White Paper Novembro de 2010 Serviços IBM de Resiliência e Continuidade de Negócios Ajudando os negócios a permanecerem competitivos 2 Serviços IBM de Resiliência e Continuidade

Leia mais

Amando ou Odiando o Excel: 5 Estratégias para Melhorar suas Análises

Amando ou Odiando o Excel: 5 Estratégias para Melhorar suas Análises Amando ou Odiando o Excel: 5 Estratégias para Melhorar suas Análises p2 Não há dúvida de que o Excel é uma das ferramentas favoritas para análise e relatórios. Os usuários adoram o controle que têm, a

Leia mais

Faturamento personalizado (Customer Engaged Billing)

Faturamento personalizado (Customer Engaged Billing) Faturamento personalizado (Customer Engaged Billing) Transforme suas comunicações mais lidas em participações multicanais altamente direcionadas que reduzem custos, aumentam a satisfação do cliente e geram

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO

ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO (Extraído e traduzido do livro de HILL, Charles; JONES, Gareth. Strategic Management: an integrated approach, Apêndice A3. Boston: Houghton Mifflin Company, 1998.) O propósito

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

Data Warehousing Visão Geral do Processo

Data Warehousing Visão Geral do Processo Data Warehousing Visão Geral do Processo Organizações continuamente coletam dados, informações e conhecimento em níveis cada vez maiores,, e os armazenam em sistemas informatizados O número de usuários

Leia mais

Transformação do call center. Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas.

Transformação do call center. Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas. Transformação do call center Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas. Lucre com a atenção exclusiva de seus clientes. Agora,

Leia mais

O futuro da área de finanças Simplificação, eficiência e produtividade. Othon de Almeida 1 de julho de 2015

O futuro da área de finanças Simplificação, eficiência e produtividade. Othon de Almeida 1 de julho de 2015 O futuro da área de finanças Simplificação, eficiência e produtividade Othon de Almeida 1 de julho de 2015 Os desafios da área de finanças Os desafios da área de finanças em um ambiente competitivo Acompanhamento

Leia mais

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração WHITE PAPER Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração Patrocinado pela Cisco Systems, Inc setembro de 2013 Resumo executivo As empresas

Leia mais

Agregando valor com Business Service Innovation

Agregando valor com Business Service Innovation Agregando valor com Business Service Innovation A TI é enorme. Existem tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Uma solução de gerenciamento de nuvens abrangente, segura e flexível Documento técnico de negócios Página 2 Frente às tendências significativas

Leia mais

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001 INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, Eng. MBA Maio de 2001 Apresentação Existe um consenso entre especialistas das mais diversas áreas de que as organizações bem-sucedidas no século XXI serão

Leia mais

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Study Jeff Loucks/Richard Medcalf Lauren Buckalew/Fabio Faria O número de dispositivos de consumerização de TI nos seis países

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais

Sistemas de Informação Gerenciais Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Terceira aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com Maio -2013 Governança

Leia mais

BIG DATA TRANSFORMANDO DADOS EM DECISÕES

BIG DATA TRANSFORMANDO DADOS EM DECISÕES BIG DATA TRANSFORMANDO DADOS EM DECISÕES Tiago Volpato 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1, Jaime William Dias 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil tiagovolpatobr@gmail.com, ricardo@unipar.br,

Leia mais

Transformando a Industria de Telecomunicações com IBM Analytics. Fábio Lima

Transformando a Industria de Telecomunicações com IBM Analytics. Fábio Lima Transformando a Industria de Telecomunicações com IBM Analytics Fábio Lima Indústria de Telecomunicações está Mudando Rapidamente Forças Externas Os consumidores estão tomando o controle Explosão de Tráfego

Leia mais

Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas

Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas BOLETIM INFORMATIVO Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas Oferecido por: HP Gard Little Julho de 2014 Elaina Stergiades OPINIÃO DA IDC Ao planejar a adoção de novas tecnologias

Leia mais

Como sua empresa pode

Como sua empresa pode Como sua empresa pode [ O guia de segmentação por IP ] Tecnologia de Inteligência de IP e de geolocalização O método de encontrar a localização física e geográfica de um usuário com base unicamente em

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS. Finanças

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS. Finanças COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS Finanças DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES.

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 88 BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Andrios Robert Silva Pereira, Renato Zanutto

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ SABER Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência

Leia mais

Soluções Customizadas em Receitas

Soluções Customizadas em Receitas Soluções Customizadas em Receitas Com a IDeaS, o atendimento é de qualidade superior. Eles são muito atentos às nossas necessidades e dispostos a trabalhar conosco, seja para melhorias específicas ou simplesmente

Leia mais

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N Robert Young Gerente de pesquisas de software para gerenciamento de sistemas empresariais C o m o r e p e n s a r o gerenciamento de ativo s d e T I n a e ra da "Internet

Leia mais

Gestão do Conteúdo. 1. Introdução

Gestão do Conteúdo. 1. Introdução Gestão do Conteúdo 1. Introdução Ser capaz de fornecer informações a qualquer momento, lugar ou através de qualquer método e ser capaz de fazê-lo de uma forma econômica e rápida está se tornando uma exigência

Leia mais

Crie seu mecanismo de envolvimento: parte 3

Crie seu mecanismo de envolvimento: parte 3 ESCRITO POR David Mogensen PUBLICADO EM Dezembr o 2013 Crie seu mecanismo de envolvimento: parte 3 RESUMO Em um período em que os profissionais de marketing acham que seu trabalho mudou mais em dois anos

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE.

BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE. BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE. TRANSFORME SEU RELACIONAMENTO COM O CLIENTE E SUA RENTABILIDADE O EMC Services Partner Program fornece aos parceiros

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 10 Fato Real A batalha pelos dados Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative

Leia mais

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions ISO 9001 Relatórios A importância do risco em gestao da qualidade Abordando a mudança BSI Group BSI/UK/532/SC/1114/en/BLD Contexto e resumo da revisão da ISO 9001:2015 Como uma Norma internacional, a ISO

Leia mais

Administração de CPD Chief Information Office

Administração de CPD Chief Information Office Administração de CPD Chief Information Office Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados ao profissional de

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Sistemas IBM Flex & PureFlex

Sistemas IBM Flex & PureFlex Eduardo (Edu) Pacini Líder Plataforma PureFlex Brasil IBM Systems & Technology Group Sistemas IBM Flex & PureFlex A Tecnologia está liderando as mudanças que impactam os negócios 1 Fatores de impacto:

Leia mais

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas.

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Autoatendimento Digital Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Oferece aos clientes as repostas que buscam, e a você,

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

Adapte. Envolva. Capacite.

Adapte. Envolva. Capacite. Adapte. Envolva. Capacite. Ganhe produtividade em um Ambiente de trabalho digital #DigitalMeetsWork Os benefícios de um ambiente de trabalho digital têm impacto na competitividade do negócio. Empresas

Leia mais