FAN - Faculdade Nobre. Modalidades de Obrigações

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FAN - Faculdade Nobre. Modalidades de Obrigações"

Transcrição

1 FAN - Faculdade Nobre Modalidades de Obrigações

2 b) Obrigação de Fazer (arts.247 a 249,CC.) -Conceito: Ex: Obrigação de fazer é aquela em que o devedor compromete-se a prestar um fato em favor do credor, consistente num trabalho físico ou intelectual ou na prática de um ato ou negócio jurídico. Prestação de Serviço O sujeito passivo obriga-se a disponibilizar uma utilidade ao sujeito ativo Prática de um ato de negócio A conduta a que se obriga o sujeito passivo é na ação que produz resultado imediato, não configura execução de qualquer trabalho. Obrigações assumidas pelos profissionais liberais, pelas empresas prestadoras de serviços e por trabalhadores autônomos. O declarar duma vontade. (o acionista compromete-se a votar numa determinada pessoa para presidente da companhia. O de renunciar a certa herança etc).

3 b.1 Dificuldades apresentadas na distinção entre obrigações de dar e de Fazer. Primeira: muitas obrigações podem ser igualmente descritas como de uma ou outra natureza. Ex: (dizer que o vendedor dá a coisa ao comprador equivale a O vendedor faz a transferência do domínio da coisa ao comprador.) Segunda: algumas obrigações de fazer são interdependentes com algumas de dar. Ex: (na cirurgia de implantação de marca passo, não há como dissociar uma obrigação da outra). Terceira: Ex: Reside na constatação de que dar é uma ação do devedor, portanto uma conduta, ou seja, um fazer

4 b.1.1 Diferença entre a obrigação de dar e a obrigação de fazer. A obrigação de dar Consiste na entrega de uma coisa prometida, para transferir seu domínio, conceder seu uso ou restituí-lo ao seu dono. Ex: na compra e venda, o vendedor tem obrigação de entregar a coisa vendida (dar) A Obrigação de Fazer - Consiste na realização de um ato ou na confecção de uma coisa, para depois entrega - lá ao credor. Ex: Na empreitada, o empreiteiro se compromete a contribuir para determinada obra com a mão-de-obra (fazer)

5 b.2 Critério desenvolvido pela doutrina e amplamente aceito. Consiste em verificar se há precedência da obrigação de fazer (monteiro, 2001: 98). Se o sujeito passivo faz a coisa para dar ao ativo, então a obrigação é de fazer; se não a faz, mas a adquiriu feita, é de dar a obrigação. Ex: O galerista encomenda ao famoso pintor uma tela, a obrigação do artista é de fazer, quando vende esta tela ao investidor, o galerista assume a obrigação de dar.

6 b.3 Espécies de obrigação de fazer: Fungível: É aquela em que a prestação do ato pode ser realizada indiferentemente pelo devedor ou por terceiro. Ex: quando se contrata uma pessoa para pintar uma casa. (art. 249, CC. ) Infungível: Consiste num fazer que, ante a natureza da prestação ou por disposição contratual, só pode ser executado pelo próprio devedor, uma vez que se levam em conta suas qualidades pessoais, não se admitindo portanto, sua substituição, (intuitu personae) Ex: Show com o cantor Caetano Veloso. (art. 247, CC)

7 b.4 Conseqüências do inadimplemento da obrigação de fazer: Sem Culpa Se a prestação do fato se impossibilitar sem culpa do devedor, resolver-se-à a obrigação, havendo devolução do que por ventura tenham recebido. Ex: o show não se realiza em razão do seqüestro do artista. (art. 248, CC, 1ª parte). Com Culpa Se a prestação se impossibilitou por culpa do devedor, responderá este pelas perdas e danos. Ex: O cantor resolve, descansar em sua casa de campo, no dia em que deveria fazer o show contratado. (arts. 248, in fine, e 389, CC).

8 1. Obrigação de não Fazer (arts. 250 / 251, CC.). É uma obrigação negativa mediante a qual o devedor compromete se a se abster de praticar um ato que, normalmente, poderia praticar, caso não houvesse se obrigado. Ex: adquirente de terreno que se compromete a não construir acima de determinada altura. * Comerciante que vende seu estabelecimento, comprometendo se a não abrir outro nas proximidades. 2. Inadimplemento da obrigação de não fazer. => Caracteriza se no exato momento em que o devedor (que se obrigou a não fazer) pratica o ato que estava obrigado a não praticar.

9 2.1 Ato praticado sem culpa (Obrigação de não fazer): Se o devedor praticou o ato isento de culpa, a obrigação se extingue, de acordo com o art. 250, CC. Ex: João, tendo adquirido um terreno, comprometeu se a não erguer muros divisórios. Entretanto, surge uma lei municipal que obriga todos os munícipes à construção de muros nos terrenos. 2.2 Ato praticado com culpa: => Se o devedor praticou o ato, a cuja abstenção estava obrigado, o credor, além das perdas e danos, (art. 251 CC.) pode requerer ao juiz que fixe prazo para o devedor desfazê lo, sob pena de um terceiro desfazê - lo à sua custa (arts. 642 e 643, do CPC) Ex: Quando o devedor, constrói o muro, ignorando sua obrigação de não construir ( sem que haja qualquer lei que obrigue a construção).

10 2.3 Casos em que o desfazimento não é possível: O credor deve contentar se apenas com as perdas e danos. (art. 389, CC.). Ex: a obrigação de não publicar noticias que prejudique a venda de determinado produto. * Alguém que tenha vendido uma indústria e se obrigando a não revelar segredo industrial, sobre o qual tenha conhecimento, aos concorrentes da fábrica. OBS: A obrigação de não fazer somente será lícita se não restringir direitos da personalidade e da liberdade individual, como por exemplos: obrigação de não casar; de não trabalhar; de não ter filhos, etc.

AULA 04. OBRIGAÇÕES DE FAZER e OBRIGAÇÕES DE NÃO FAZER.

AULA 04. OBRIGAÇÕES DE FAZER e OBRIGAÇÕES DE NÃO FAZER. AULA 04 OBRIGAÇÕES DE FAZER e OBRIGAÇÕES DE NÃO FAZER. 1. DAS OBRIGAÇÕES DE FAZER 1.1. DEFINIÇÃO A obrigação de fazer (obligatio faciendi) abrange o serviço humano em geral, seja material ou imaterial,

Leia mais

São aquelas em que há uma multiplicidade de sujeitos. Posso ter na obrigação vários devedores, vários credores ou vários credores e vários devedores.

São aquelas em que há uma multiplicidade de sujeitos. Posso ter na obrigação vários devedores, vários credores ou vários credores e vários devedores. OBRIGAÇÕES DIVISÍVEIS E INDIVISÍVEIS São aquelas em que há uma multiplicidade de sujeitos. Posso ter na obrigação vários devedores, vários credores ou vários credores e vários devedores. A classificação

Leia mais

DENUNCIAÇÃO DA LIDE (Artigos 125 a 129 do Código de Processo Civil)

DENUNCIAÇÃO DA LIDE (Artigos 125 a 129 do Código de Processo Civil) DENUNCIAÇÃO DA LIDE (Artigos 125 a 129 do Código de Processo Civil) A denunciação da lide chama o denunciado que mantém vínculo de direito com o denunciante, a fim de responder a garantia do negócio jurídico,

Leia mais

EFEITOS DOS CONTRATOS COM RELAÇÃO A TERCEIROS

EFEITOS DOS CONTRATOS COM RELAÇÃO A TERCEIROS AULA 09 PONTO: 09 Objetivo da aula: Teoria geral dos contratos. Teoria geral dos contratos. Perfil e princípios. Formação defeito e extinção. Classificação e interpretação. Garantias legais específicas.

Leia mais

Direito Civil III Contratos

Direito Civil III Contratos Direito Civil III Contratos Extinção dos Contratos Prof. Andrei Brettas Grunwald 2011.1 1 INTRODUÇÃO As obrigações, direitos pessoais, têm como característica fundamental seu caráter transitório. A obrigação

Leia mais

19/04/17. 1) Obrigações de fazer:

19/04/17. 1) Obrigações de fazer: 1) Obrigações Classificação: obrigação positiva Conceito: cujo objeto mediato consiste em uma atividade humana lícita, possível e determinada. Distinção entre obrigação de fazer e obrigação de dar (ad

Leia mais

PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL

PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL Sergio, domiciliado em Volta Redonda/RJ, foi comunicado pela empresa de telefonia ALFA, com sede em São Paulo/SP, que sua fatura, vencida no mês de julho de 2011, constava em

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial Aula 07 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina, oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO GERAL DOS CONTRATOS

CLASSIFICAÇÃO GERAL DOS CONTRATOS QTO AOS EFEITOS: unilaterais, bilaterais,plurilaterais; gratuitos ou onerosos; comutativos ou aleatórios QTO À FORMAÇÃO: paritários, de adesão; QTO AO MOMENTO DA EXECUÇÃO: de execução instantânea, diferida

Leia mais

EXEX AME AME DDE E OORDEMRDEM DIREITO CIVIL DIREITO CIVIL ISBN

EXEX AME AME DDE E OORDEMRDEM DIREITO CIVIL DIREITO CIVIL ISBN DIREITO CIVIL DIREITO CIVIL 2.ª Edição 2008 IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores e do detentor dos direitos autorais.

Leia mais

Direito Civil. Direito das Obrigações. Prof. Marcio Pereira

Direito Civil. Direito das Obrigações. Prof. Marcio Pereira Direito Civil Direito das Obrigações Prof. Marcio Pereira Conceito de Obrigação Obrigação é o vínculo jurídico que confere ao credor o direito de exigir do devedor o cumprimento de uma determinada prestação

Leia mais

Direito Civil. Espécies de Obrigações. Prof. Marcio Pereira

Direito Civil. Espécies de Obrigações. Prof. Marcio Pereira Direito Civil Espécies de Obrigações Prof. Marcio Pereira Obrigações Alternativas ou Disjuntivas São aquelas que embora existam diversos objetos da prestação, o devedor se exonera satisfazendo um deles.

Leia mais

OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL. Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB.

OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL. Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB. OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB. Trata-se de uma habilitação de crédito retardatária.

Leia mais

Munição Referente ao Injusto Penal e Ilicitude

Munição Referente ao Injusto Penal e Ilicitude 1 UNIPOL MUNIÇÃO REFERENTE A ILICITUDE E INJUSTO PENAL Munição Referente ao Injusto Penal e Ilicitude Vamos lá! para falarmos de ILICITUDE não podemos esquecer nosso quadro do Crime nunca! PRIMEIRO DEVEMOS

Leia mais

Resumo Aula-tema 04: Direito Civil - Parte Geral.

Resumo Aula-tema 04: Direito Civil - Parte Geral. Resumo Aula-tema 04: Direito Civil - Parte Geral. Direito Civil, segundo PALAIA (2010), é um Ramo do Direito Privado. Tratase de um conjunto de normas jurídicas que regula as relações entre as pessoas

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 6a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL RESPONSABILIDADE SUBSIDIÁRIA DO TOMADOR DE SERVIÇOS CONSTRUTORA INAPLICABILIDADE DA OJ 191 DO E. TST A Segunda Ré, por se tratar de construtora, não pode almejar

Leia mais

Direito das Obrigações (7.ª Aula)

Direito das Obrigações (7.ª Aula) Direito das Obrigações (7.ª Aula) 1) Classificação das Obrigações IV: Obrigações Divisíveis e Indivisíveis Ao lado das obrigações de dar, fazer, não fazer e alternativas o Código Civil também regulamenta

Leia mais

Construção Civil Regularização, Retenção e Desoneração da Folha de Pagamento

Construção Civil Regularização, Retenção e Desoneração da Folha de Pagamento Construção Civil Regularização, Retenção e Desoneração da Folha de Pagamento Delegacia da Receita Federal do Brasil Sete Lagoas Maio/2016 ABORDAGEM Construção Civil Responsabilidade pela Matrícula Retenção

Leia mais

Objetivo da aula: Negócios jurídicos. DEFEITOS DO NEGÓCIO JURÍDICO VÍCIOS SOCIAIS

Objetivo da aula: Negócios jurídicos. DEFEITOS DO NEGÓCIO JURÍDICO VÍCIOS SOCIAIS AULA 07 PONTO: 09 Objetivo da aula: Negócios jurídicos. Tópico do plano de Ensino: Defeitos dos negócios jurídicos (vícios do negócio): Fraude contra credores e simulação Roteiro de aula DEFEITOS DO NEGÓCIO

Leia mais

Direito aplicado à logística

Direito aplicado à logística 6. TÍTULOS DE CRÉDITO 6.1 Caracterização Para Vivante, título de crédito é o documento necessário ao exercício de um direito literal e autônomo nele mencionado. O Código Civil de 2002 o definiu no artigo

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2016

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2016 FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2016 Disciplina: Direito Civil II Departamento I Direito Privado Carga Horária Anual: 105 h/a Tipo: Anual 2º ano Docente Responsável: Prof. William Bedone Objetivos:

Leia mais

Teoria Geral da Execução

Teoria Geral da Execução Direito Processual Civil FREDERICO OLIVEIRA fjsdeoliveira@gmail.com twitter: @fredoliveira197 Skype: frederico.oliveira42 Teoria Geral da Execução 1 REALIDADE PROCESSO Certificação Efetivação REALIDADE

Leia mais

AULA 21 FALÊNCIA. Do ponto de vista jurídico, exprime a impossibilidade do devedor de arcar com a satisfação de seus débitos.

AULA 21 FALÊNCIA. Do ponto de vista jurídico, exprime a impossibilidade do devedor de arcar com a satisfação de seus débitos. 1 AULA 21 FALÊNCIA Aspectos históricos A palavra falência vem do verbo falir (fallere lat.) que exprime a ideia de faltar com o prometido, falha, omissão. Do ponto de vista jurídico, exprime a impossibilidade

Leia mais

Situação: PARCIALMENTE DIVERGENTE. 1. Introdução

Situação: PARCIALMENTE DIVERGENTE. 1. Introdução Diagnóstico da Convergência às Normas Internacionais IAS 39 Financial Instruments: Recognition and Measurement Derecognition of a Financial Asset (parágrafos 15 a 37) Situação: PARCIALMENTE DIVERGENTE

Leia mais

(FCC/Auditor Fiscal/SEFAZ/RJ/2014) A empresa Alpha S.A. possuía alguns processos judiciais em andamento, conforme os dados a seguir:

(FCC/Auditor Fiscal/SEFAZ/RJ/2014) A empresa Alpha S.A. possuía alguns processos judiciais em andamento, conforme os dados a seguir: Olá, pessoal. Como estão? A seguir, uma pequena explicação sobre as provisões e passivos contingentes, ambos previstos no CPC 25. Estes tópicos vêm sendo bastante cobrados em concursos, portanto, vamos

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO PROFESSORES. Dra. Sandra Marangoni

CONTRATO DE TRABALHO PROFESSORES. Dra. Sandra Marangoni CONTRATO DE TRABALHO PROFESSORES Dra. Sandra Marangoni PRINCÍPIOS DO DIREITO DO TRABALHO proteção ao trabalhador In dubio pro operário condição mais benéfica autonomia da realidade irredutibilidade salarial

Leia mais

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 4ª EDIÇÃO... 17. Parte I DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 4ª EDIÇÃO... 17. Parte I DIREITO DAS OBRIGAÇÕES COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 4ª EDIÇÃO... 17 Parte I DIREITO DAS OBRIGAÇÕES Capítulo I INTRODUÇÃO AO DIREITO DAS OBRIGAÇÕES... 25 1. Conceito,

Leia mais

APÊNDICE VI CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP)

APÊNDICE VI CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP) APÊNDICE VI CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP) (Redação dada ao Apêndice VI pelo art. 1º (Alteração 1392) do Decreto 41.938, de 08/11/02. (DOE 11/11/02) - Efeitos a partir de 01/01/03.) NOTA

Leia mais

MONIQUE ANDRADE DE OLIVEIRA. MERCADO BARRABELLA LTDA. EPP (sucessora de Mini Market Barrabella Ltda.)2. Giselle Bondim Lopes Ribeiro

MONIQUE ANDRADE DE OLIVEIRA. MERCADO BARRABELLA LTDA. EPP (sucessora de Mini Market Barrabella Ltda.)2. Giselle Bondim Lopes Ribeiro ACÓRDÃO 7ª TURMA SUCESSÃO TRABALHISTA. CONFIGURAÇÃO. Comprovado que a empresa indicada como sucessora celebrou contrato de cessão de fundo de comércio com a devedora original, considera se configurada

Leia mais

AULA DE 20/08/15 HI FG OT CT

AULA DE 20/08/15 HI FG OT CT AULA DE 20/08/15 3. RELAÇÃO JURÍDICO-TRIBUTÁRIO HI FG OT CT HI = hipótese de incidência FG = fato gerador OT = obrigação tributária CT = crédito tributário 3.1. Hipótese de Incidência Momento abstrato,

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA DIREITO DAS OBRIGAÇÕES DIREITO DAS OBRIGAÇÕES Artigos 233 a 333 do Código Civil 1. Conceito de obrigação Obrigação é o vínculo jurídico estabelecido entre credor e devedor sobre o cumprimento de uma prestação. 2 OBRIGAÇÃO SUJEITO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL 2ª Vara Federal da 15ª Subseção Judiciária São Carlos

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL 2ª Vara Federal da 15ª Subseção Judiciária São Carlos PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL 2ª Vara Federal da 15ª Subseção Judiciária São Carlos Popular, quer por meio de empresa/firma individual, quer por intermédio de sociedade constituída sob qualquer das

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO PEÇA PROFISSIONAL João, servidor público civil da União no âmbito da administração direta, por motivo de índole pessoal que se recusa a revelar, faltou ao serviço, sem qualquer justificativa,

Leia mais

Direito das Obrigações

Direito das Obrigações Direito das Obrigações Kauísa Carneiro ZANFOLIN RESUMO: Trata-se de obrigações das quais acarretam consequências jurídicas, são tratadas pela parte especial do Código Civil. Corresponde a uma relação de

Leia mais

DOMICÍLIO = "É o local no qual a pessoa estabelece a sua residência com ânimo definitivo" RESIDÊNCIA = "Local no qual a pessoa habita.

DOMICÍLIO = É o local no qual a pessoa estabelece a sua residência com ânimo definitivo RESIDÊNCIA = Local no qual a pessoa habita. UNIDADE 6 - DOMICÍLIO CONCEITOS: DOMICÍLIO = "É o local no qual a pessoa estabelece a sua residência com ânimo definitivo" RESIDÊNCIA = "Local no qual a pessoa habita." Não se confundem domicílio e residência.

Leia mais

Direito de empresa Títulos de Crédito

Direito de empresa Títulos de Crédito Direito de empresa Títulos de Crédito Prof. Cristiano Erse www.erse.com.br Conceito Cesare Vivante: documentos necessários para o exercício de direito literal e autônomo, nele mencionado. Art.887 CC: documento

Leia mais

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva Direito Civil VI - Sucessões Prof. Marcos Alves da Silva Herança Jacente e Herança Vacante A questão do princípio de saisine Herança Jacente: A herança jaz enquanto não se apresentam herdeiro do de cujus

Leia mais

AULA 3 DIREITO EMPRESARIAL

AULA 3 DIREITO EMPRESARIAL AULA 3 DIREITO EMPRESARIAL CAPACIDADE DA PESSOA FÍSICA Capacidade de direito ou capacidade jurídica É a aptidão que a pessoa física possui de exercer direitos e contrair obrigações. O ser humano possui

Leia mais

Sumário. Palavras Prévias 10ª edição... 17 Prefácio... 21 Apresentação... 23. As Obrigações em Leitura Civil-Constitucional... 25

Sumário. Palavras Prévias 10ª edição... 17 Prefácio... 21 Apresentação... 23. As Obrigações em Leitura Civil-Constitucional... 25 Sumário Palavras Prévias 10ª edição... 17 Prefácio... 21 Apresentação... 23 Capítulo Introdutório As Obrigações em Leitura Civil-Constitucional... 25 Capítulo I Introdução ao Direito das Obrigações...

Leia mais

INTERESSADO: MÓVEIS HOTELEIROS ASSUNTO: RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO POR JUSTA CAUSA DO EMPREGADO.

INTERESSADO: MÓVEIS HOTELEIROS ASSUNTO: RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO POR JUSTA CAUSA DO EMPREGADO. INTERESSADO: MÓVEIS HOTELEIROS ASSUNTO: RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO POR JUSTA CAUSA DO EMPREGADO. MÓVEIS HOTELEIROS, determina que elaboremos parecer jurídico acerca da possibilidade de rescisão de

Leia mais

Sumário. Agradecimentos... 17 Edital sistematizado (Para facilitar a pesquisa e otimizar seu estudo)... 19 Apresentação da coleção...

Sumário. Agradecimentos... 17 Edital sistematizado (Para facilitar a pesquisa e otimizar seu estudo)... 19 Apresentação da coleção... Sumário Agradecimentos... 17 Edital sistematizado (Para facilitar a pesquisa e otimizar seu estudo)... 19 Apresentação da coleção... 21 Capítulo I OBJETO E FINALIDADE DA TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL...

Leia mais

Objetivo da aula: Negócios jurídicos. DEFEITOS DO NEGÓCIO JURÍDICO

Objetivo da aula: Negócios jurídicos. DEFEITOS DO NEGÓCIO JURÍDICO AULA 06 PONTO: 07/08 Objetivo da aula: Negócios jurídicos. Tópico do plano de Ensino: Defeitos dos negócios jurídicos (vícios do negócio): erro ou ignorância, dolo, coação. Estado de perigo e lesão de

Leia mais

DIREITO CIVIL E DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO CIVIL E DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO CIVIL E DIREITO PROCESSUAL CIVIL PEÇA PROFISSIONAL Em 05/1/2007, Antônio adquiriu de João o veículo VW Gol, ano/modelo 2006, placa XX 0000, pelo valor de R$ 20.000,00, tendo efetuado o pagamento

Leia mais

REGISTRO PÚBLICO DE EMPRESAS MERCANTIS

REGISTRO PÚBLICO DE EMPRESAS MERCANTIS REGISTRO PÚBLICO DE EMPRESAS MERCANTIS Evolução do Registro Art. 4º - matrícula em um dos Tribunais do Comércio do Império, para ser considerado comerciante. Tribunais do Comércio do Império: função jurisdicional

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL. Estabelecimentos empresarial, Registro de Empresa e Títulos de Crédito

DIREITO EMPRESARIAL. Estabelecimentos empresarial, Registro de Empresa e Títulos de Crédito Estabelecimentos empresarial, Registro de Empresa e Títulos de Crédito 1. A respeito do registro público de empresas, assinale a opção correta. a) As juntas comerciais estão subordinadas, relativamente

Leia mais

ANEXO 6 MODELOS E CONDIÇÕES MÍNIMAS PARA GARANTIA CONTRATUAL

ANEXO 6 MODELOS E CONDIÇÕES MÍNIMAS PARA GARANTIA CONTRATUAL ANEXO 6 MODELOS E CONDIÇÕES MÍNIMAS PARA GARANTIA CONTRATUAL Condições Mínimas Para Contratos de Seguros e Prestação de Garantias Termos e Condições Mínimas do Seguro-Garantia 1 Tomador 1.1 Concessionária

Leia mais

REGIME JURÍDICO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

REGIME JURÍDICO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO REGIME JURÍDICO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Pela Lei nº 3/2014* de 28 de Janeiro (em vigor desde 27 de Fevereiro), foi alterado o regime jurídico da promoção e prevenção da segurança e da saúde no

Leia mais

CARTILHA SOBRE NOÇÕES BÁSICAS DA EXECUÇÃO DA DESPESA PÚBLICA

CARTILHA SOBRE NOÇÕES BÁSICAS DA EXECUÇÃO DA DESPESA PÚBLICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS - PROAF DIRETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DIRFIN CARTILHA SOBRE NOÇÕES BÁSICAS DA EXECUÇÃO DA DESPESA PÚBLICA

Leia mais

Juizados Especiais Cíveis

Juizados Especiais Cíveis Juizados Especiais Cíveis Juiz de Direito/RS 1) O que é Juizado Especial Cível? É uma justiça mais célere, informal, totalmente gratuita, destinada a julgar as causas de menor complexidade. São aquelas

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA COMO AUTORIDADE CENTRAL

A EXPERIÊNCIA DA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA COMO AUTORIDADE CENTRAL 60 ANOS DA CONVENÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE PRESTAÇÃO DE ALIMENTOS NO ESTRANGEIRO A EXPERIÊNCIA DA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA COMO AUTORIDADE CENTRAL OBJETIVO GERAL DA PESQUISA A pesquisa teve com

Leia mais

Ano 2014. É educando. Não: Endereço:... Série 2014:... Identificação do

Ano 2014. É educando. Não: Endereço:... Série 2014:... Identificação do Formulário de Solicitação de d Bolsa de Estudos Ano 2014 É educando (a) matriculado (a) no Colégio Passionista São Paulo da Cruz? Sim: Não: Código Educando (a): Identificação do (a) Educando (a) Data de

Leia mais

Contrato de empréstimo:

Contrato de empréstimo: Contrato de empréstimo: Esse contrato comporta duas espécies, a saber, o comodato e o mútuo. Cláudia Mara de Almeida Rabelo Viegas 1 3.1. Comodato: É empréstimo gratuito de bens não fungíveis. É empréstimo

Leia mais

Despesas. Generalidades sobre BDI Benefícios e Despesas Indiretas

Despesas. Generalidades sobre BDI Benefícios e Despesas Indiretas 4ª Aula Desenvolvimento do Tema: Despesas. Generalidades sobre BDI Benefícios e Despesas Indiretas Os participantes poderão apresentar entendimentos e experiências com base em suas atividades cabendo ao

Leia mais

Vejam, pois, que se trata de questão recente e que pode, perfeitamente, ser explorada no concurso do ISS SP no domingo.

Vejam, pois, que se trata de questão recente e que pode, perfeitamente, ser explorada no concurso do ISS SP no domingo. Olá, pessoal. Como estão? A seguir, uma questão interessante apresentada pela CETRO neste final de semana, na prova de Especialista em Administração, Orçamento e Finanças da Prefeitura de São Paulo. Vejam,

Leia mais

160715B21 Direito Civil. Parte Geral Obrigações Contratos

160715B21 Direito Civil. Parte Geral Obrigações Contratos 160715B21 Direito Civil Parte Geral Obrigações Contratos Direito Civil Parte Geral Obrigações Contratos VÍCIO REDIBITÓRIO - GARANTIA IMPLÍCITA IMPOSTA AO ALIENANTE Defeito Material (contratos onerosos

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 37 36 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 374 - Data 18 de dezembro de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF Assunto: Imposto sobre a Renda de Pessoa Jurídica - IRPJ LUCRO PRESUMIDO.

Leia mais

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES DIREITO DAS OBRIGAÇÕES Leonardo ZANINELO SILVA RESUMO: O Direito das Obrigações é o ato jurídico que envolve qualquer tipo de obrigação prevista em lei, seja ela de Dar, Fazer, Não Fazer,... Palavras-chave:

Leia mais

Aula 3 Função do 1º Grau

Aula 3 Função do 1º Grau 1 Tecnólogo em Construção de Edifícios Aula 3 Função do 1º Grau Professor Luciano Nóbrega 2 FUNÇÃO POLINOMIAL DO 1º GRAU Uma função polinomial do 1º grau (ou simplesmente, função do 1º grau) é uma relação

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Alienação fiduciária Alienação fiduciária é a transferência da propriedade de um bem móvel ou imóvel do devedor ao credor para garantir o cumprimento de uma obrigação. Até a criação

Leia mais

Direito Das Obrigações com ênfase em Fazer ou Não Fazer.

Direito Das Obrigações com ênfase em Fazer ou Não Fazer. Direito Das Obrigações com ênfase em Fazer ou Não Fazer. Natasha CASTREQUINIE RESUMO: O Direito das obrigações tratado também de Direito Pessoal se caracteriza como um conjunto de normas que regem as relações

Leia mais

Objetivo da aula: Negócios jurídicos.

Objetivo da aula: Negócios jurídicos. AULA 02 PONTO: 02 Objetivo da aula: Negócios jurídicos. Tópico do plano de Ensino: Negócio jurídico. Conceito, classificação e interpretação (Elemento Volitivo) Roteiro de aula NEGÓCIO JURIDICO CONCEITO

Leia mais

EXECUÇÃO PARA A ENTREGA DE COISA CERTA E INCERTA (Art. 621 ao 631, CPC):

EXECUÇÃO PARA A ENTREGA DE COISA CERTA E INCERTA (Art. 621 ao 631, CPC): - A petição inicial do processo de execução, além dos requisitos do art. 282, CPC, deve obedecer aos requisitos dos arts. 614 e 615, CPC: - I conter pedido expresso de citação do devedor; - II ser instruída

Leia mais

TEMA 8: DIREITO DOS CONTRATOS: PARTE GERAL

TEMA 8: DIREITO DOS CONTRATOS: PARTE GERAL TEMA 8: DIREITO DOS CONTRATOS: PARTE GERAL EMENTÁRIO DE TEMAS: Parte Geral de Contratos: Formação dos Contratos. LEITURA OBRIGATÓRIA CHAVES, Cristiano. Contratos. Cristiano Chaves e Nelson Rosenvald. 3ª

Leia mais

A CONDUTA FAZER DENTRO DO DIREITO DAS OBRIGAÇÕES BEM COMO AS ESPECIES E A RESPONSABILIDADE EM FACE DO DESCUMPRIMENTO

A CONDUTA FAZER DENTRO DO DIREITO DAS OBRIGAÇÕES BEM COMO AS ESPECIES E A RESPONSABILIDADE EM FACE DO DESCUMPRIMENTO A CONDUTA FAZER DENTRO DO DIREITO DAS OBRIGAÇÕES BEM COMO AS ESPECIES E A RESPONSABILIDADE EM FACE DO DESCUMPRIMENTO Tatiane APARECIDA 1 RESUMO: O presente trabalho busca de forma simples, explicar e conceituar

Leia mais

ADVOCACIA PREVENTIVA: DIREITO OU OBRIGAÇÃO? Tema: Aplicabilidade da Lei dos Actos próprios dos Advogados. Realidade actual. Medidas propostas.

ADVOCACIA PREVENTIVA: DIREITO OU OBRIGAÇÃO? Tema: Aplicabilidade da Lei dos Actos próprios dos Advogados. Realidade actual. Medidas propostas. ADVOCACIA PREVENTIVA: DIREITO OU OBRIGAÇÃO? Tema: Aplicabilidade da Lei dos Actos próprios dos Advogados. Realidade actual. Medidas propostas. A advocacia preventiva ou direito preventivo é um campo claramente

Leia mais

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS 1 Qual o diploma legal que regula a venda com redução de preços sob a forma de Promoções, Saldos e Liquidação? -

Leia mais

ACIDENTE DO TRABALHO E RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR. Adriana Jardim Alexandre Supioni adrianajardim@terra.com.br

ACIDENTE DO TRABALHO E RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR. Adriana Jardim Alexandre Supioni adrianajardim@terra.com.br ACIDENTE DO TRABALHO E RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR Adriana Jardim Alexandre Supioni adrianajardim@terra.com.br ACIDENTES DO TRABALHO ESTATÍSTICAS No mundo: 2,34 milhões de pessoas morrem a cada

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Indaiatuba FATEC-ID

Faculdade de Tecnologia de Indaiatuba FATEC-ID Faculdade de Tecnologia de Indaiatuba FATEC-ID Curso de Tecnologia em Disciplina: Volume 10: Gestão do Parte 3 2013 Este documento é para uso exclusivo da FATEC-ID. Nenhuma de suas partes pode ser veiculada,

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório.

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório. PROCESSO Nº: 0806625-97.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação interposto pela Caixa Econômica Federal - CEF, contra sentença do Juízo da 8ª Vara Federal Seção Judiciária do Ceará,

Leia mais

O Prefeito Municipal de Divinópolis, Demetrius Arantes Pereira, no uso de suas atribuições legais,

O Prefeito Municipal de Divinópolis, Demetrius Arantes Pereira, no uso de suas atribuições legais, DECRETO Nº 7646 INSTITUI O SISTEMA ELETRÔNICO DE GESTÃO E REGULAMENTA NOVAS DISPOSIÇÕES DO IMPOSTO SOBRE SERVIÇO DE QUALQUER NATUREZA ISSQN, CONTIDAS NA LEI COMPLEMENTAR Nº 007/91 E MODIFICAÇÕES POSTERIORES,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO PUBLICADO EM PLACAR Em / / LEI COMPLEMENTAR Nº 194, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2009 O PREFEITO DE PALMAS Altera dispositivos da Lei Complementar n 107, de 30 de setembro de 2005, que dispõe sobre o Código Tributário

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: Código do imposto do Selo (CIS)

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: Código do imposto do Selo (CIS) Diploma: Código do imposto do Selo (CIS) Artigo: Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Verba 17.1 da Tabela Geral do Imposto do Selo (TGIS) Cessão de Créditos para Cobrança com despacho concordante do Substituto

Leia mais

4. NOÇÕES SOBRE ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO (PREVENTIVA):

4. NOÇÕES SOBRE ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO (PREVENTIVA): 4. NOÇÕES SOBRE ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO (PREVENTIVA): Uma vez alcançado o objetivo da manutenção elétrica, que é, manter sob controle todas as paradas dos equipamentos, de forma que estas não prejudiquem

Leia mais

Política de Risco Socioambiental

Política de Risco Socioambiental Política de Gestão de Risco Política de Risco Socioambiental Controle de Versões Dono / Emitido por Revisada por Aprovado por PL-003.7-GR V1 Gestão de Riscos Compliance Alta Administração Vigência Exercício

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Venda para Entrega Futura por Nota

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Venda para Entrega Futura por Nota Venda 11/03/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1. Convênio CONFAZ... 4 3.2. Estado do Rio Grande do Sul... 5 3.3.

Leia mais

Como conduzir uma entrevista de início vencendo as objeções...

Como conduzir uma entrevista de início vencendo as objeções... Como conduzir uma entrevista de início vencendo as objeções... Danielle Chaves Diretora de Vendas Independente Mary Kay 1 Faça uma visita ao você do futuro Se você não entende a importância de plantar,

Leia mais

Tribunal de Justiça MATO GROSSO

Tribunal de Justiça MATO GROSSO Bom Tarde. RESPOSTA 01 SESI MT Por Gentileza favor publicar este questionamento do PE 36/2016. Wilson Lobo De: "Wilson Lobo Moreira" wilson.lobo@tjmt.jus.br Para: "unerem" unerem@sesimt.com.br Enviadas:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 6º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

LEIAUTE ARQUIVO TEXTO DIF ELETRÔNICO - VERSÃO 2016

LEIAUTE ARQUIVO TEXTO DIF ELETRÔNICO - VERSÃO 2016 ANEXO II À PORTARIA SEFAZ N o 1.289, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2015. ANEXO III À PORTARIA SEFAZ N o 1.859 DE 23 DE DEZEMBRO DE 2009 LEIAUTE ARQUIVO TEXTO DIF ELETRÔNICO - VERSÃO 2016 1. DADOS TÉCNICOS DE GERAÇÃO

Leia mais

2. AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

2. AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO 2. AÇÃO DE 2.1 O direito de pagar - É um dever ou um direito? - A mora do credor exclui a do devedor? 2.2 A liberação natural e a liberação forçada do devedor - Liberação natural: pagamento por acordo

Leia mais

Sumário AGRADECIMENTOS... 17 EDITAL SISTEMATIZADO... 19 (PARA FACILITAR A PESQUISA E OTIMIZAR SEU ESTUDO)... 19 APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...

Sumário AGRADECIMENTOS... 17 EDITAL SISTEMATIZADO... 19 (PARA FACILITAR A PESQUISA E OTIMIZAR SEU ESTUDO)... 19 APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... Sumário AGRADECIMENTOS... 17 EDITAL SISTEMATIZADO... 19 (PARA FACILITAR A PESQUISA E OTIMIZAR SEU ESTUDO)... 19 APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 21 Capítulo I OBJETO E FINALIDADE DA TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL...

Leia mais

ESQUEMA DIREITO CIVIL PARTE GERAL Prof. Letícia Hesseling

ESQUEMA DIREITO CIVIL PARTE GERAL Prof. Letícia Hesseling ESQUEMA DIREITO CIVIL PARTE GERAL Prof. Letícia Hesseling Prescrição e Decadência Prescrição: São características da prescrição: o interesse é particular (do devedor); o objeto é a perda da pretensão;

Leia mais

OS PLANOS DO MUNDO JURÍDICO

OS PLANOS DO MUNDO JURÍDICO OS PLANOS DO MUNDO JURÍDICO Rosane Becker 1 1 INTRODUÇÃO O negócio jurídico, para que seja válido e tornar-se efetivo, necessita de alguns elementos chamados de essenciais. Esses elementos são a existência,

Leia mais

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO PROJETO DE LEI N o 6.287, DE 2009 Altera a Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996, para regular o registro de contrato de transferência de tecnologia.

Leia mais

CONCEITO IMPORTÂNCIA PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS CARTULARIDADE

CONCEITO IMPORTÂNCIA PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS CARTULARIDADE EDIÇÃO DE 02 A 04 DE MARçO DE 2009 O INFORMATIVO RKL dessa edição aborda as principais características do TÍTULO DE CRÉDITO: conceito, importância, cartularidade, autonomia, literalidade e modalidades.

Leia mais

RIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL

RIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL 1 RIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº 0009273-60.2013.8.19.0028 APELANTE: DUNAS SOLUÇÕES FINANCEIRAS LTDA APELADO: NILBERTO ALVES SIQUEIRA FILHO

Leia mais

ASPECTOS SOCIETÁRIOS E TRIBUTÁRIOS EM OPERAÇÕES DE M&A. Reunião Conjunta dos Comitês de Tributário e Societário 22/03/2016

ASPECTOS SOCIETÁRIOS E TRIBUTÁRIOS EM OPERAÇÕES DE M&A. Reunião Conjunta dos Comitês de Tributário e Societário 22/03/2016 ASPECTOS SOCIETÁRIOS E TRIBUTÁRIOS EM OPERAÇÕES DE M&A Reunião Conjunta dos Comitês de Tributário e Societário 22/03/2016 AGENDA EscrowAccount: 1) depósito em nome do vendedor, do comprador ou de ambos;

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROCON-SP

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROCON-SP GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROCON-SP CEDUST OUTUBRO / 2013 REGULAMENTO DE ATENDIMENTO, COBRANÇA E OFERTA A

Leia mais

Fontes das Obrigações: Contratos Especiais, Atos Unilaterais, Responsabilidade Civil e outras Fontes (DCV0311)

Fontes das Obrigações: Contratos Especiais, Atos Unilaterais, Responsabilidade Civil e outras Fontes (DCV0311) Fontes das Obrigações: Contratos Especiais, Atos Unilaterais, Responsabilidade Civil e outras Fontes (DCV0311) Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Departamento de Direito Civil Professor

Leia mais

A EXPERIÊNCIA NO TRATAMENTO DOS VÍCIOS E DEFEITOS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS NO ÂMBITO DO BALCÃO DO CONSUMIDOR DE IJUÍ 1

A EXPERIÊNCIA NO TRATAMENTO DOS VÍCIOS E DEFEITOS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS NO ÂMBITO DO BALCÃO DO CONSUMIDOR DE IJUÍ 1 A EXPERIÊNCIA NO TRATAMENTO DOS VÍCIOS E DEFEITOS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS NO ÂMBITO DO BALCÃO DO CONSUMIDOR DE IJUÍ 1 Carine Pes Wisneski 2, Fabiana Fachinetto Padoin 3, Tobias Damião Corrêa 4. 1 Projeto

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 5. Material Teórico. Contratos: Teoria Geral, Contratos Mercantis. Conteudista Responsável: Profª Marlene Lessa

Direito Empresarial. Aula 5. Material Teórico. Contratos: Teoria Geral, Contratos Mercantis. Conteudista Responsável: Profª Marlene Lessa Material Teórico Direito Empresarial Aula 5 Contratos: Teoria Geral, Contratos Mercantis. Conteudista Responsável: Profª Marlene Lessa cod EmpresarialCDSG1111_ a05 1 Teoria Geral dos Contratos Os contratos

Leia mais

AÇÃO CIVIL EX DELICTO

AÇÃO CIVIL EX DELICTO CONCEITO é a ação ajuizada pelo ofendido na esfera cível para obter indenização pelo dano causado pelo crime. LOCAL DA PROPOSITURA: ação pode ser proposta no foro do domicílio da vítima, do local dos fatos,

Leia mais

VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES

VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL - ENDEREÇAMENTO: EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DO TRABALHO DA 90ª VARA DO TRABALHO DE CAMPINAS/SP - Processo Nº 1598-73.2012.5.15.0090

Leia mais

Federação de Karatê-Dô Tradicional da Bahia F.K.T.B

Federação de Karatê-Dô Tradicional da Bahia F.K.T.B CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA EXAMINADORES DEPARTAMENTO TÉCNICO 1. Requisitos exigidos para examinadores de KARATÊ-DÔ TRADICIONAL: a) Ser graduado Faixa Preta 2º Dan; b) Ter escolaridade mínima de Ensino

Leia mais

CONTRATOS PRELIMINARES

CONTRATOS PRELIMINARES CONTRATOS PRELIMINARES Murilo Santos da SILVA 1 Resumo: Os contratos preliminares são aqueles firmados para pactuar uma vontade que ainda será objeto de um contrato definitivo. Ele permite que se adie

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 42 - Data 26 de fevereiro de 2015 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS NBS. CLASSIFICAÇÃO PARA FINS DE DECLARAÇÃO

Leia mais

DISREGARD DOCTRINE APLICADA AO DIREITO DE FAMÍLIA

DISREGARD DOCTRINE APLICADA AO DIREITO DE FAMÍLIA DISREGARD DOCTRINE APLICADA AO DIREITO DE FAMÍLIA Paula Renata da Silva SEVERINO 1 Gilmara Pesquero Fernandes Mohr FUNES 2 RESUMO: A escolha do tema da Disregard Doctrine foi por que percebeu-se a falta

Leia mais

ICCILA INDÚSTRIA COMÉRCIO E CONSTRUÇÕES IBAGE LTDA 88.074.364/0001-67 Endereço Número Complemento RUA JULIO DE CASTILHOS 448 SALA 201

ICCILA INDÚSTRIA COMÉRCIO E CONSTRUÇÕES IBAGE LTDA 88.074.364/0001-67 Endereço Número Complemento RUA JULIO DE CASTILHOS 448 SALA 201 Endosso - Via Segurado Filial Apólice Proposta 76-GARANTIA DE OBRIGAÇÕES PRIVADAS EXECUTANTE CONSTRUTOR Razão Social CNPJ EOLICA CERRO CHATO IV S/A 14.620.866/0001-00 Endereço Número Complemento RUA DEPUTADO

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 09. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 09. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROJETO DO PRODUTO UVA. Universidade Veiga de Almeida CODIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROJETO DO PRODUTO UVA. Universidade Veiga de Almeida CODIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR CODIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR INTRODUÇÃO O Código de Defesa do Consumidor trata das relações de consumo em todas as esferas. Civil - Define responsabilidades e mecanismos para a reparação de danos causados.

Leia mais