Moneyball O Homem que Mudou o Jogo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Moneyball O Homem que Mudou o Jogo"

Transcrição

1 Artigo Moneyball, filme de Jonah Hill e Philip Seymour Hoffman, é baseado em uma história real e é um desfile de metáforas de gestão estratégica, governança e idiossincrasias típicas de qualquer ambiente corporativo Moneyball O Homem que Mudou o Jogo Escrito por Fernando Luzio e Renê Guedes Sobre o Filme O baseball é um enigma indecifrável para muitos brasileiros. A aparente complexidade das regras, dos termos e da própria dinâmica do jogo nos afasta de entendê-lo e apreciá-lo. Ainda mais por sermos quase monoculturais em termos esportivos, escravos quase obsessivos do Futebol. Mas o baseball é o esporte americano por excelência. O esporte das famílias ou quase sempre associado a elas. Diferente da truculência do futebol americano ou da agilidade quase circense do basquete, o baseball carrega certo ar romântico de um país que não existe mais. Talvez por isso Hollywood recorrentemente se volte para o jogo em filmes populares como Campo dos Sonhos (1989), dirigido por Phil Alden Robinson e estrelado por Kevin Costner (na época, o mais poderoso ator da indústria). Na verdade, os filmes sobre baseball são quase um subgênero cinematográfico, ao menos para o mercado americano. Recentemente, mais um longa chegou às salas de cinema e se incorporou à longa lista de filmes sobre o assunto: Moneyball (2011 traduzido no Brasil por O Homem que Mudou o Jogo ), dirigido por Bennett Miller (diretor do correto Capote ), produzido e interpretado pelo astro Brad Pitt (cada vez mais parecido com Robert Redford, na sua melhor forma). É uma pena que ele tenha sido tão pouco apreciado em nossas salas, e mesmo sua indicação para melhor filme não lhe conferiu maior notoriedade. Trata-se de uma emocionante história sobre o poder inquebrantável dos sonhos, mesmo se alicerçados em racionais e complexas equações matemáticas. E também, como o uso da (aparente) fria e rígida ciência econométrica, pode sim se prestar a viabilizar sonhos e desejos inspiradores. O filme, muito bem dirigido por Miller, e contando com um belíssimo roteiro adaptado de Steven Zaillian e Aaron Sorkin sobre o livro de não-ficção de Michael Lewis, descreve a aventura do gerente esportivo de 1

2 uma pequena equipe da liga principal de baseball (Oakland Athletics) em montar um time competitivo, contando com 25% do orçamento das equipes maiores. Após outra derrota num momento decisivo da liga, e cansado das mesmas estratégias e paradigmas que nortearam a montagem das equipes anteriores, ele intui que com as mesmas crenças e práticas, não avançaria. Nada de novo aconteceria. É quando este manager, Billy Beane (interpretado por Pitt), encontra um recém-formado economista de Yale (Peter Brand, interpretado de forma inspirada por Jonah Hill) e se impressiona com as informações pouco convencionais ditas pelo jovem sobre jogadores, seus preços de mercado e sobre o próprio jogo. Formam, a partir daí, uma das duplas menos convencionais do cinema contemporâneo. E é esta relação, aparentemente tão diferente, a grande força do filme. Juntos, montam uma estratégia, aliando conhecimento econométrico de Brand à sagacidade e conhecimento do sistema de Beane. Através de complexas equações, acabam identificando jogadores esquecidos e/ou subvalorizados por incorreções de seus estilos e personalidades, mas dotados de talentos específicos e scores ignorados pelos outros times. Conseguem montar, enfim, uma equipe de desajustados (ou ao menos assim se parece em seu início), com toda sorte de problemas e resistências da diretoria e do próprio técnico, mas que, paulatinamente, começa a mostrar resultados concretos, firmando-se como um time coeso e vencedor. O filme é muito feliz em criar situações críveis sobre os desafios e resistências dentro do Oakland, além da implementação do Plano de Ação para a obtenção do objetivo estratégico maior: a classificação do time para as finais. Contando com interpretações inspiradas e uma narração segura de seu diretor, Moneyball se faz uma surpresa para os incautos por divertir e, no processo, oferecer tantas e belas analogias sobre os verdadeiros dilemas à cerca dos desafios envolvidos na execução de uma estratégia organizacional, mesmo que bem fundamentada. Além disso, é a tocante história de um romântico que persegue as vitórias, mas não a qualquer custo e desprovido de um propósito maior. O homem que rompeu paradigmas e mudou o jogo Moneyball é um desfile de metáforas de gestão estratégica, governança e idiossincrasias típicas de qualquer ambiente corporativo. Poderia ser utilizado por um CEO ou qualquer líder da organização para estimular uma reflexão conjunta em sua equipe sobre a essência de uma gestão de sucesso. Poderia ser utilizado pelo Presidente de um Conselho de Administração ou Consultivo para conscientizar seus Conselheiros sobre os cuidados a serem tomados para promover o bom exercício da governança. Também, poderia servir para ilustrar uma boa aula de MBA, pela riqueza didática das conexões com o cotidiano paradoxal dos executivos. Ao mesmo tempo, Moneyball é fonte de inspiração ao demonstrar o poder que uma Missão genuína (higher purpose) pode exercer sobre líderes e suas equipes, clientes e outros públicos de interesse. Já na abertura, o filme demonstra a que veio com uma fala provocativa de Mickey Mantle, um dos mais célebres campeões da mitologia do baseball norte americano que marcou a história do New York Yankees: É impressionante o quanto você não sabe sobre o jogo que você tem jogado a sua vida toda. Ao mudar a estratégia tradicional de seleção e formação do time, os gestores do Oakland Athletics (e mais tarde seus concorrentes) acordaram para aspectos do negócio que jamais haviam percebido. Na Era da Disruptura, de uma hora para outra uma empresa (ou seu competidor) pode descortinar uma nova possibilidade para o negócio. E se ela tiver a coragem de um Billy Beane de questionar os paradigmas vigentes, desativar o piloto automático e realizar as mudanças necessárias, pode provocar uma inovação no modelo do negócio e um salto na geração de valor. A norte americana Netflix, por exemplo, ao mudar o meio de distribuição do filme (da loja física para a internet) e o modelo de receitas de aluguel (diária por filme) para assinatura (mensal sem limites), dizimou a gigante Blockbuster que, até aquele momento, dominava as regras do jogo de locação. No entanto, temos presenciado, na maioria das empresas no Brasil e no exterior, um aprisionamento em paradigmas que respondem pelo sucesso no passado, mas que impedem a entrada de um novo sistema de crenças mais adequado ao espírito dos novos tempos. Esta armadilha, difícil de ser desarmada, pode boicotar, direta ou indiretamente, qualquer movimento de ruptura (breakthrough) na Estratégia. Por isso, temos procurado, na abertura dos nossos Workshops de Planejamento, lançar os aprendizados do Mickey Mantle e do Oakland Athletics para conscientizar as pessoas de que a complexidade progressiva do mundo contemporâneo tem cobrado das lideranças empresariais uma atitude de abertura constante para descobrirem novos pontos de vista sobre o negócio que tanto dominam. A virtude das restrições inovação também nasce da falta O fato do filme ser baseado numa história real torna sua riqueza simbólica ainda mais poderosa. Em menos de 2 minutos de filme, o palco da trama, absolutamente comum na competição empresarial, é apresentado: a diferença entre o orçamento do Oakland Athletics e o de seus grandes concorrentes diretos, que possuem quase o triplo do dinheiro para gastar (NY Yankees: U$ versus Oakland Athletics: U$ ). Billy Beane vai ao Acionista, dono do Oakland, implorar por mais orçamento para contratar os melhores jogadores do mercado e cobrir a perda de 3 jogadores chave que deixaram o time no momento de crise gerada pela sequência de derrotas. Firme e claro, o Acionista diz: Não. Somos um time modesto e você é um dirigente modesto. Peço que tente não gastar um dinheiro que não tenho. Supere a perda e descubra como achar substitutos com o dinheiro que temos. O Acionista, naquele momento, impôs uma restrição que simplesmente provocou o movimento de inovação mais significativo na história do baseball. Ao se deparar com a falta de capacidade financeira para investir na expansão do business as usual (negócio tradicional), a empresa teve de arregaçar as mangas e se empenhar para descobrir alternativas de inovação no Modelo de Negócio atual. A arte da Estratégia é a possibilidade de lidarmos com a realidade e suas limitações para garantir a adaptabilidade permanente do corpo empresarial. Mesmo com pouco dinheiro, uma disruptura na Estratégia do negócio (Business Model Innovation) pode impulsionar a evolução da organização para um novo posicionamento de singularidade no mercado em alguns casos cria, inclusive, um Oceano Azul: um espaço de mercado inexplorado, onde a concorrência é irrelevante e a demanda será criada pelo competidor que navegar de forma pioneira. Nestes mercados, o crescimento pode ser rápido e altamente lucrativo ( A Estratégia do Oceano Azul, W. Chan Kim e Renee Mauborgne, Harvard Business Review, Outubro 2004). 2

3 Somos um time modesto e você é um dirigente modesto. Peço que tente não gastar um dinheiro que não tenho. Supere a perda e descubra como achar substitutos com o dinheiro que temos. Além da Netflix, que também cabe nesta análise, temos o bom exemplo da Apple que respondeu a um desafio semelhante criando o ipod. No final da década de 90, a empresa enfrentava uma crise que quase terminou na sepultura. Quando Steve Jobs reassumiu a companhia, ele não liderou a criação de uma tecnologia inovadora até porque já existiam outros tocadores mp3 concorrentes. A empresa produziu um novo ecossistema para o ipod que provocou uma ruptura não somente na própria Apple, mas também na indústria fonográfica, e lançou a semente para a construção daquilo que, anos depois, viemos a chamar de Application Economy (Economia dos Aplicativos). Movimentos como o da Apple demonstram que as empresas precisam mudar o paradigma de gestão de portfólio de produtos para portfólio de Modelos de Negócios (ecossistemas). A barreira dos guardiões do passado No ápice da crise do Oakland e com a negativa do Acionista, Billy inicia uma longa jornada para conscientizar seu Conselho Consultivo (e em seguida o Técnico do time, os principais jogadores e até mesmo a opinião pública) da necessidade imperativa de encontrarem uma saída financeiramente viável para a contratação dos novos jogadores. Numa das mais brilhantes cenas do filme, os Conselheiros, travados no piloto automático do paradigma do passado, discutem sobre os nomes de grandes jogadores como candidatos para uma iniciativa de reposição dos 3 que deixaram o time. Billy se posiciona de maneira contrária e dura para despertálos do sonho que se tornou impossível: Billy: Vocês estão falando do business as usual (negócio tradicional como sempre fazemos). Conselheiro: Não, Billy, estamos tentando achar a solução. Billy: Mas vocês não estão sequer olhando o problema. Qual é o problema? Conselheiro: Temos de repor 3 atletas que perdemos. Billy: Errado. O problema que estamos tentando resolver é que existem times ricos e times pobres. É um jogo injusto. Somos um time pobre, doadores de órgãos dos times ricos. Temos de pensar diferente. Conselheiro: Ok, Billy, temos muita experiência e sabedoria reunidas nesta sala. Tenha mais fé e deixe a gente substituir o Giambi. Billy: Mas se existisse um outro Giambi, teríamos como bancar? Não. Então, que droga de conversa é essa? Se tentarmos jogar como os Yankees aqui, vamos perder para os Yankees lá fora! Conselheiro: Ok, Billy, isso parece frase de biscoito da sorte. Fazemos isso há muito tempo, deixa que nós sabemos o que tem de ser feito. Billy: Nós temos de pensar diferente! Assim como acontece na vida corporativa, o Conselho do Oakland encontrava-se aprisionado naquilo que o Prof. Donald Sull, da London Business School, chama de Armadilha dos Compromissos (Trap of Commitments): na reunião, a velha guarda do time atuava na defesa inflexível do paradigma de aquisição dos melhores jogadores do mercado, pagando salários anuais exorbitantes. Apesar de reproduzir um dos pilares mais antigos do Modelo de Negócio do baseball, era absolutamente impraticável para a realidade orçamentária do Oakland. A importância vital de se estimular o contraditório Um bom Conselho tem de apoiar o corpo executivo na formulação da Estratégia e acompanhar os efeitos resultantes da execução do plano, sempre vigilante do cumprimento dos preceitos técnicos e legais, e da mitigação dos riscos empresariais. Este papel pressupõe que o Conselho também tem o dever de estimular o pensamento inovador para descortinar novos horizontes que mobilizem o avanço do negócio afinal, com raras exceções, em algum momento o negócio central atual deverá entrar no ponto máximo de geração de riqueza, exigindo movimentos de expansão a partir do core. No entanto, infelizmente temos encontrado, numa frequência preocupante, Conselhos obcecados por dedicarem 80% do tempo das reuniões à supervisão detalhada dos indicadores de desempenho financeiros, reservando no máximo 20% do tempo restante para explorar a Estratégia e as alternativas de inovação no Modelo do Negócio vigente. É por isso que aplaudimos as empresas que mantêm Conselheiros externos independentes que não são necessariamente especialistas no negócio, mas com competências valiosas para fomentar a reflexão estratégica, 3

4 porque de vez em quando alguém tem de colocar o elefante na sala e promover a exposição do contraditório. No Conselho do Oakland, o dirigente do time enfrentava solitariamente o desafio de incutir um novo ponto de vista no pensamento estratégico da organização. Billy precisava de reforço. Assim como na vida real, a sincronicidade que sempre favorece o espírito dos bem preparados e corajosos colocou no caminho de Billy o Conselheiro que ele precisava para desenhar a nova Estratégia. Numa reunião extraordinária no Cleveland Indians, Peter Brand, um jovem economista formado em Yale que experimentava seu primeiro emprego naquele time concorrente do Oakland, impede que o dirigente aprove a venda de um de seus jogadores para Billy. O jogador nem era uma estrela de alta grandeza do time, então por que não deixá-lo ir para o Oakland? Billy sai da reunião e interpela Peter: O que aconteceu naquela sala?, Billy, há uma dinâmica endêmica dos times de administrar de maneira errônea os jogadores. Dirigentes de clubes sempre pensam em comprar os melhores atletas. Sua meta não deveria ser comprar atletas, mas sim comprar vitórias. Veja Johny Damon, do Boston Red Sox. É um bom rebatedor, mas não vale U$ 7,5 milhões. Existem jogadores de pouca expressão bem mais baratos porque possuem um estilo esquisito de jogar, mas que são muito mais produtivos. Os dirigentes deveriam almejar esses jogadores. Vocês fazem as perguntas erradas. Sou excluído da discussão como um leproso quando digo isso. Peter também era rejeitado pelos Conselheiros do Cleveland Indians por questionar a Estratégia dominante e propor um meio inovador de planejar a formação do time. Frans Johansson, autor do célebre Efeito Médici e, mais recentemente, The Click Moment, reuniu inúmeros exemplos fascinantes de empresas que promoveram inovações marcantes por meio da interseção de múltiplos saberes. Frans defende que um dos meios de fomentar a inovação é cruzar campos diversos do conhecimento para pensar o mesmo problema e encontrar uma solução diferente. Era isso que Peter tentava fazer no Cleveland: aliar Economia com Esporte. Era tudo que Billy precisava, de alguém que o ajudasse a mobilizar o Oakland a pensar fora da caixa. Em um telefonema, Billy cria um divisor de águas na história do baseball americano: Faça suas malas, Pete. Acabo de comprar você dos Cleveland Indians! Inovação Estratégica exige experimentação de alternativas fora da caixa Julian Birkinshaw, da London Business School, defende que uma das principais causas para o declínio de impérios empresariais, como a história recente da Nokia, por exemplo, é a perda de agilidade estratégica: a capacidade que uma empresa tem de mobilizar as pessoas por toda a organização para manterem seus olhos abertos para as mudanças no ambiente externo, e assumirem a responsabilidade de disseminar suas novas ideias e desafiar os processos atuais. A Nokia detinha todos os avanços tecnológicos que poderiam tê-la feito criar uma versão semelhante ao iphone e revolucionar o setor. O conhecimento necessário sobre o que fazer já existia, mas sua dificuldade de converter consciência em ação e a perda de agilidade para realizar as mudanças necessárias fizeram a Nokia desmoronar no gap do saberfazer, uma idiossincrasia típica das grandes empresas, há tempos discutida por Jeffrey Pfeffer e Robert Sutton, Professores da Standford University. Um procedimento básico na formulação da Estratégia de uma empresa é atribuir indicadores e metas de desempenho para seus principais objetivos, uma das maneiras de aferir se a hipótese preconizada pela Estratégia vai produzir os efeitos almejados, e de alertar a empresa para os ajustes necessários. No entanto, como afirma Birkinshaw, um dos inimigos da agilidade estratégica é a empresa se basear em métricas velhas e restritivas e não questionar com frequência os indicadores de desempenho, acarretando a criação de pontos cegos muito perigosos na nossa visão estratégica. Esta foi uma das lições mais interessantes da experiência vivida no processo de inovação do Modelo do Negócio do Oakland. Peter empregou uma metodologia radicalmente diferente, utilizando-se de um trabalho de Mestrado escrito por um acadêmico alguns anos antes, para avaliar o desempenho dos jogadores e selecionar aqueles que poderiam ser alvo de contratação do Oakland; montou um painel de indicadores de produtividade dos jogadores para desenvolver uma nova visão estratégica do negócio baseada em dados algo que ninguém havia feito antes. Trata-se de reduzir tudo isso a um número. Com esses dados estatísticos, vamos achar jogadores valiosos que ninguém consegue enxergar. Em sua análise, Peter questiona as referências até então utilizadas: idade, aparência e personalidade (o que para ele provocava um viés de percepções). Existem jogadores que são subestimados pelo baseball porque os times olham as métricas erradas e aqueles pelos quais podemos pagar. São uma ilha de brinquedos defeituosos. Atletas injustiçados. O defeito deste aqui, por exemplo, é arremessar esquisito, mas é um dos melhores reservas em produtividade deveria custar U$ 3 milhões ao ano, mas pode ser nosso por U$ 237 mil. Este outro andava feito pato, por isso não quiseram contratálo. Em uma cena extraordinária do filme, acontece mais uma mudança de paradigma para completar a nova Estratégia: Billy pede que Peter o ajude a defender a nova lista de jogadores junto ao Conselho, fornecendo dados que atestavam a produtividade e a escolha dos candidatos. O Conselho refuta a recomendação: Você vai trazer 3 jogadores defeituosos para substituir nossos campeões? e Billy defende sua decisão final: Ninguém quer esse jogador. Por isso vamos comprá-lo barato. Queremos ele porque ele chega na base. Finalmente, os tais jogadores esquisitos foram convidados a jogar no Oakland em posições diferentes das que eles jogavam em seus times de origem. Liderar uma Inovação Estratégica exige muita coragem e determinação e humildade O filme também foi muito feliz no processo de humanização do líder. Billy é tão ser humano quanto qualquer outra pessoa do time. Vive dificuldades com a exmulher, precisa administrar as inseguranças da filha e driblar a enxurrada de cobranças e expectativas que surgem dentro e fora do trabalho. E para dificultar mais ainda o processo de inovação da Estratégia, Billy tem um passado de desempenho questionável que poderia fragilizar sua credibilidade. Deixou de ir para Standford porque optou por jogar baseball, mas fracassou em ser um bom jogador, declinou progressivamente na carreira e já era tarde para reverter a decisão errada do passado e voltar à universidade. As cenas da história de Billy sugerem que ninguém poderia esperar muito dele e do time que dirige. Inovar um Modelo de Negócio tão antigo e tradicional quanto o baseball exige, além de coragem e persistência, humildade, pois na maioria das empresas, assim como no Oakland, todo líder é, antes de mais nada, um ser humano, com todas as potencialidades e limitações que carrega. E como ser humano e líder que era, Billy sustentava sua 4

5 determinação com o desejo de fazer algo histórico, de deixar um legado para o Oakland e de dar uma contribuição marcante para o time e para si mesmo. Para piorar, obviamente que a Estratégia não produziu resultados positivos no curto prazo (e também pode ser assim no mundo corporativo): o Oakland perde 14 de 17 jogos. Nestes defining moments (momentos divisores de água), se o líder não tiver fibra e confiança na Estratégia, vai abandoná-la nas primeiras derrotas. Ainda mais com a maré contrária de opiniões e críticas desafiando sua crença no novo caminho. Comentaristas e críticos esportivos tentaram moldar a opinião pública em torno de uma repulsa à nova Estratégia: É justo dizer que a experiência fracassou. Era previsível. Não se trata de um jogo de estatísticas, mas um jogo de pessoas. É bom o Billy começar a procurar outro emprego. Billy teve de se justificar perante o Acionista: Eu acredito no que estamos fazendo. Pede tempo para manterem o rumo, já que a amostragem ainda era pequena para invalidar a Estratégia. O Acionista pergunta se estão com medo de dar algo errado, se estão convictos com o prazo que estavam pedindo para a Estratégia surtir efeito este é um dos momentos da verdade mais duros na carreira de um executivo e do próprio empresário. A filha de Billy, temerosa, pergunta se ele vai perder o emprego. Fontes de pressão surgem para o líder em todas as dimensões de sua vida. Billy teve de acalmar a filha e todos os outros para continuarem acreditando na Estratégia: Seu pai não está enrascado. O técnico do time tenta excluir um novo jogador, contratado sob a luz dos novos indicadores, pelos erros que cometeu na primeira semana, numa clara sabotagem à Estratégia, mas Billy investe tempo tentando quebrar aquela forte oposição. O líder deve agir como Missionário da Estratégia e criar Mitos Corporativos Mitos corporativos são histórias disseminadas pelo tecido social da empresa, influenciando as decisões e atitudes das pessoas, trabalhando com força própria para estabelecer uma determinada norma cultural na organização. Em uma cena, um dos Conselheiros confronta Billy e tenta convencê-lo de desistir da Estratégia: Você está declarando guerra contra todo o sistema. Você nunca mais conseguirá ser contratado por ninguém depois que sua Estratégia fracassar. Neste momento, Billy toma a difícil, porém necessária decisão: demite o Conselheiro por sua atitude desrespeitosa e, desta forma, cria o primeiro mito corporativo positivo de defesa e lealdade à Estratégia. Mais uma vez, Billy enfrenta a dura solidão que frequentemente marca o exercício da liderança: Somos somente eu e você Pete... O filme também é bastante feliz na tarefa de ilustrar a importância vital da comunicação para a execução da Estratégia, sendo mais eficaz um corpo-a-corpo do líder com as pessoas chave da organização. Billy teve de rever suas antigas crenças, suas próprias armadilhas de compromissos e mudar suas atitudes para se tornar o grande missionário da Estratégia. Assim como todos os dirigentes de times de baseball, ele não conversava diretamente com os jogadores Não posso desenvolver laços com os jogadores para conseguir tirá-los quando necessário. Porém, esta atitude impedia Billy de realizar uma das atividades mais importantes da execução: comunicar pessoalmente a Estratégia para as pessoas que irão fazê-la acontecer. Alinhar as pessoas em torno das premissas do modelo é fundamental para que elas possam compreender a hipótese, acreditar na Estratégia e se engajar na sua implementação, com fidelidade aos seus componentes chave. O esforço de Se tentarmos jogar como os Yankees aqui, vamos perder para os Yankees lá fora! 5

6 Existem jogadores de pouca expressão bem mais baratos porque possuem um estilo esquisito de jogar, mas que são muito mais produtivos. Os dirigentes deveriam almejar esses jogadores. Vocês fazem as perguntas erradas. alinhamento é enorme e inclui lidar com as sabotagens declaradas ou não. Billy teve de enfrentar o deboche dos próprios jogadores e, em uma cena dura, cria um novo mito corporativo ao invadir o vestiário e questionar a atitude de celebração e farra dos jogadores, após uma derrota marcante: Por que vocês estão se divertindo? Este deve ser o som da derrota: o silêncio. Em outras cenas, Billy vai ao vestiário falar diretamente com os jogadores e procura encorajá-los: Pode não parecer, mas vocês são um time campeão. Ajam como campeões esta noite. Ele abandona a conduta de não se envolver para reafirmar o mito corporativo: aproxima-se dos jogadores e demonstra sua confiança na Estratégia. Ao engajar-se na execução, Billy consegue mapear diretamente os focos de resistência, as variáveis que precisam de ajustes e reúne elementos necessários para criar os mitos que são necessários para reforçar sua convicção quanto à Estratégia, emitindo uma mensagem poderosa para todos, dentro e fora do time. Ele inicia aquilo que batizou de Faxina Geral, demitindo alguns jogadores. A execução disciplinada de uma boa Estratégia produz resultados relevantes Em junho de 2002, o Oakland começa a ganhar mais do que perder jogos. Oakland conquistou 20 vitórias seguidas. A nova Estratégia começava a dar certo. Amparado pelos bons resultados, Billy começa a trazer algumas estrelas para o time no momento em que estão com maior poder de barganha. Naturalmente, os resultados positivos começaram a motivar todos no time. Até mesmo o técnico começou a mudar de postura. Comentaristas partiram para o reconhecimento da coragem do Oakland: Desafiaram tudo o que acreditávamos até agora no baseball.... E o velho ditado Não se mexe em time que está ganhando pode ser uma armadilha fatal... Uma pergunta começa a provocar ira nos times concorrentes: como é possível um dirigente, ex-jogador fracassado, sem orçamento, ir contra tudo e todos, vencer 20 jogos seguidos e fazer um milagre na história do baseball, e aqueles times com recursos milionários e alto poder de barganha não são autores daquela revolução? Inconformados, os concorrentes se adaptam e viram o jogo, imitando a Estratégia do Oakland. E esta é uma grande lição da Estratégia: ela está sempre em movimento porque o mundo está sempre em movimento. Acomodar-se em uma Estratégia vencedora sem contemplar que seu sucesso estimula os imitadores é desprezar o poder oculto do óbvio. Não deixe de assistir ao filme Moneyball O Homem que Mudou o Jogo e procure perceber como o filme é rico em metáforas e situações que todos nós enfrentamos diariamente no mundo corporativo, no esforço de desafiar e implementar a Estratégia. 6

7 CEO da Luzio Strategy Group e Diretor Brasil da Archetype Discoveries Worldwide, Fernando Luzio é formado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas EAESP-FGV, com especialização em Estratégia pela London Business School e Gestão da Mudança pela Harvard Business School. É Professor de Estratégia Empresarial do MBA da Universidade de São Paulo (FIA-USP) desde 1999, autor do livro Fazendo a Estratégia Acontecer e articulista da Harvard Business Review. Renê Guedes é formado em Engenharia Civil pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), pós-graduado em Economia Empresarial pela FEA Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (USP), extensão em Economia e Planejamento pela Universidade de Grenoble (França), além do curso de Execução da Estratégia pela London Business School (Inglaterra). Direitos Reservados. Este material é para uso exclusivo da Luzio Strategy Group e Luzio Academy. Nenhuma de suas partes pode ser veiculada, transcrita ou reproduzida para distribuição, sem prévio consentimento por escrito da Luzio Strategy Group. Luzio Strategy Group Rua Afonso Braz, cj. 43 Vila Nova Conceição - São Paulo - SP Brasil 7

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

Moneyball, e a maneira como se contratam jogadores no Brasil

Moneyball, e a maneira como se contratam jogadores no Brasil Moneyball, e a maneira como se contratam jogadores no Brasil Autor Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado. Twitter: @fernandopluri PLURI Consultoria Sport Business,

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

Silvania Oliveira Vidal

Silvania Oliveira Vidal Liderando na Crise Silvania Oliveira Vidal Gerente de Recursos Humanos Formação em Psicologia, Pós-Graduação em Gestão de Pessoas. Com mais de 20 anos de experiência na área de recursos humanos, desenvolvida

Leia mais

Valores educacionais do Olimpismo

Valores educacionais do Olimpismo Valores educacionais do Olimpismo Aula 3 Busca pela excelência e equilíbrio entre corpo, vontade e mente Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Detalhar o valor busca pela excelência 2 Apresentar estratégias

Leia mais

Assuntos ligados a pessoas que devem estar na pauta dos Conselhos de Administração

Assuntos ligados a pessoas que devem estar na pauta dos Conselhos de Administração 2º Encontro para Conselheiros Painel 02 Assuntos ligados a pessoas que devem estar na pauta dos Conselhos de Administração Neste painel, os convidados destacaram os desafios de inserir esse tema de forma

Leia mais

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS Ari Lima Um empreendimento comercial tem duas e só duas funções básicas: marketing e inovação. O resto são custos. Peter Drucker

Leia mais

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas Perfil... Atuando há 20 anos em vendas Jean Oliveira já viveu na pele cada experiência que essa profissão promove, é especialista com MBA em Estratégias de Negócios e graduado em Tecnologia de Processamento

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Antes de tudo como sugestão aos donos de construtoras, incorporadoras, imobiliárias e escritórios de arquitetura

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

O que é Benchmarking?

O que é Benchmarking? BENCHMARKING Sumário Introdução Conhecer os tipos de benchmarking Aprender os princípios do bechmarking Formar a equipe Implementar as ações Coletar os benefícios Exemplos Introdução O que é Benchmarking?

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7 Sumário Introdução - O novo hábito... 1 Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3 Sobre o vocabulário... 4 Benefícios... 7 Perguntas Frequentes sobre o Orçamento Doméstico... 10 Capítulo 2 - Partindo

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise!

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! Temos visto e vivido no Brasil um constante cenário de lamentações, reclamações, busca de culpados, busca de responsáveis e bodes expiatórios para

Leia mais

ÍNDICE. Introdução. Os 7 Segredos. Como ser um milionário? Porque eu não sou milionário? Conclusão. \\ 07 Segredos Milionários

ÍNDICE. Introdução. Os 7 Segredos. Como ser um milionário? Porque eu não sou milionário? Conclusão. \\ 07 Segredos Milionários ÍNDICE Introdução Os 7 Segredos Como ser um milionário? Porque eu não sou milionário? Conclusão 3 4 6 11 12 INTRODUÇÃO IMPORTANTE Neste e-book você terá uma rápida introdução sobre as chaves que movem

Leia mais

Maximizando o Ciclo de Vida do Lean

Maximizando o Ciclo de Vida do Lean Maximizando o Ciclo de Vida do Lean Nos últimos anos, muitas empresas tiveram contato com o Lean e se impressionaram com os ganhos que poderiam obter. Tratava-se de uma nova abordagem de negócios, e que

Leia mais

Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1

Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1 Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1 Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 2 ISSO ESTÁ ME GERANDO R$7.278,05 - R$10.588,38 POR SEMANA E VOCÊ PODE FAZER

Leia mais

Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil. bbbrothers@bbbrothers.com.

Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil. bbbrothers@bbbrothers.com. Gerência de projetos: arte ou disciplina? By André Barcaui, MsC, PMP is a consultant and management coach, Brazil bbbrothers@bbbrothers.com.br O equilíbrio necessário para se tornar um excelente gerente

Leia mais

Como fazer seu blog se destacar dos outros

Como fazer seu blog se destacar dos outros Como fazer seu blog se destacar dos outros Fama. Tráfego. Reconhecimento. Muito dinheiro no bolso. Esses itens certamente estão presentes na lista de desejos de quase todos os blogueiros. Afinal, ninguém

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Por Tiago Bastos 1. 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online

Por Tiago Bastos 1. 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online Por Tiago Bastos 1 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos 2 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 DICAS ESSENCIAIS PARA ESCOLHER SUA CORRETORA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO OBJETIVOS Definir com maior precisão o que é marketing; Demonstrar as diferenças existentes entre marketing externo, marketing interno e marketing de treinamento;

Leia mais

Equipe de Alto Desempenho 307

Equipe de Alto Desempenho 307 36 Equipe de Alto Desempenho 307 O brilho individual de cada integrante da equipe contribui para o reconhecimento da constelação. Uma equipe existe onde há o espírito de cooperação. Nada é impossível.

Leia mais

Motivar pessoas para o foco da organização

Motivar pessoas para o foco da organização PORTWAY Motivar pessoas para o foco da organização Série 4 pilares da liderança Volume 3 4 pilares da liderança Motivar pessoas para o foco da organização E m Julho de 2014, fui procurado por algumas diretoras

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O especialista em inovação Bruno Moreira analisa as dificuldades que impedem um maior nível de colaboração por parte das empresas brasileiras

Leia mais

BRINCAR É UM DIREITO!!!! Juliana Moraes Almeida Terapeuta Ocupacional Especialista em Reabilitação neurológica

BRINCAR É UM DIREITO!!!! Juliana Moraes Almeida Terapeuta Ocupacional Especialista em Reabilitação neurológica BRINCAR É UM DIREITO!!!! Juliana Moraes Almeida Terapeuta Ocupacional Especialista em Reabilitação neurológica PORQUE AS CRIANÇAS ESTÃO PERDENDO TODOS OS REFERENCIAIS DE ANTIGAMENTE EM RELAÇÃO ÀS BRINCADEIRAS?

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

Empreendedorismo Dando asas ao espírito empreendedor. Idalberto Chiavenato

Empreendedorismo Dando asas ao espírito empreendedor. Idalberto Chiavenato Empreendedorismo Dando asas ao espírito empreendedor Idalberto Chiavenato 3º Edição 2008 Empreendedorismo Dando asas ao espírito empreendedor Idalberto Chiavenato Doutor (PhD) e mestre (MBA) em Administração

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil

O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil Planejamento estratégico pode ser o grande diferencial para a empresado ramo da construção civil, imobiliário e arquitetura que deseja obter mais sucesso

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Melhoria do desempenho & Gestão de RH TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Administração do Tempo Ampliar a compreensão da importância

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

% Das estratégias fracassam por ineficácia em sua execução. Raramente fracassam por falta de inteligência ou visão. DEFININDO A DIREÇÃO CAPITULO:1 NÃO É A ESTRATÉGIA UM FUTURO QUE MAL CONSEGUEM VISLUMBRAR

Leia mais

FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013

FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013 FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013 Recentemente, escrevi uma crônica cujo texto apresentava algumas possíveis causas para que o processo de formação

Leia mais

Gestão de riscos estratégicos

Gestão de riscos estratégicos Gestão de riscos estratégicos Seung Hyun Lee, sócio diretor da Symnetics e professor de estratégia empresarial da Business School São Paulo. E-mail: seung@symnetics.com.br Introdução Jim Collins, autor

Leia mais

"Criatividade e Inovação para o Aprendizado de Resultados" Apresentado por Jorge Pinheiro

Criatividade e Inovação para o Aprendizado de Resultados Apresentado por Jorge Pinheiro "Criatividade e Inovação para o Aprendizado de Resultados" Apresentado por Jorge Pinheiro Pessoal Relacional Organizacional = Equilibrado, Maduro e Responsável = Amigo, Atencioso, Excelente ouvinte = Desalinhado

Leia mais

Título do Case: O papel do Movimento Empresa Júnior na formação de empreendedores que transformam a vida das pessoas Categoria: EJ Empreendedora

Título do Case: O papel do Movimento Empresa Júnior na formação de empreendedores que transformam a vida das pessoas Categoria: EJ Empreendedora Título do Case: O papel do Movimento Empresa Júnior na formação de empreendedores que transformam a vida das pessoas Categoria: EJ Empreendedora Resumo: O Movimento Empresa Júnior (MEJ) brasileiro há mais

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra:

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra: MBA Pós - Graduação QUEM SOMOS Para pessoas que têm como objetivo de vida atuar local e globalmente, ser empreendedoras, conectadas e bem posicionadas no mercado, proporcionamos uma formação de excelência,

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O especialista em inovação Lourenço Bustani analisa as dificuldades que travam a inovação na economia brasileira e discute possíveis soluções.

Leia mais

Resumo de conclusões e questionamentos

Resumo de conclusões e questionamentos Resumo de conclusões e questionamentos Abertura - Vídeo do príncipe de Gales 1 - Mudanças climáticas ilustram necessidade de tratar sustentabilidade no contexto empresarial com veemência. Precisamos de

Leia mais

Empreendedorismo na prática

Empreendedorismo na prática Empreendedorismo na prática Autor: José Carlos Assis Dornelas Aluno: Douglas Gonzaga; Diana Lorenzoni; Paul Vogt; Rubens Andreoli; Silvia Ribeiro. Turma: 1º Administração Venda Nova do Imigrante, Maio

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

Competências avaliadas pela ICF

Competências avaliadas pela ICF Competências avaliadas pela ICF ð Estabelecendo a Base: 1. Atendendo as Orientações Éticas e aos Padrões Profissionais Compreensão da ética e dos padrões do Coaching e capacidade de aplicá- los adequadamente

Leia mais

09/10/2013. Ser Humano. Transformação Pessoal. Sonhos. A Jornada é mais importante que o Destino. Decisão. Onde Vamos Viver?

09/10/2013. Ser Humano. Transformação Pessoal. Sonhos. A Jornada é mais importante que o Destino. Decisão. Onde Vamos Viver? Ser Humano Transformação Pessoal Sonhos A Jornada é mais importante que o Destino Decisão Onde Vamos Viver? 1 PAPO DE Superação Para escalar rumo a alta performance é necessário rever a bagagem: equipamentos,

Leia mais

Empreender na Aposentadoria

Empreender na Aposentadoria Empreender na Aposentadoria A Terceira Idade Produtiva Profª Carla Rufo Instituto Federal de São Paulo campus São Carlos profcarla_r@hotmail.com Parece filme de terror... O Brasil possui atualmente 17,9

Leia mais

Liderança Pessoal para alunos do ensino superior: novos paradigmas para ensino, aprendizagem e carreira.

Liderança Pessoal para alunos do ensino superior: novos paradigmas para ensino, aprendizagem e carreira. Liderança Pessoal para alunos do ensino superior: novos paradigmas para ensino, aprendizagem e carreira. Escrito por: Maria de Lurdes Zamora Damião e Isabel Macarenco Cenário: jovens recém-formados que

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA Líderes eficazes devem encontrar maneiras de melhorar o nível de engajamento, compromisso e apoio das pessoas, especialmente durante os períodos

Leia mais

..::10 A equação matemática que garante o sucesso financeiro da viagem

..::10 A equação matemática que garante o sucesso financeiro da viagem 1 2 ..::10 A equação matemática que garante o sucesso financeiro da viagem Quanto mais viajamos e entendemos a dinâmica da estrada, mais fácil se torna encontrar formas de economizar e juntar dinheiro

Leia mais

A alma da liderança Por Paulo Alvarenga

A alma da liderança Por Paulo Alvarenga A alma da liderança Por Paulo Alvarenga A palavra liderança é uma palavra grávida, tem vários significados. Desde os primórdios dos tempos a humanidade vivenciou exemplos de grandes líderes. Verdadeiros

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

Neste e-book vamos esclarecer melhor como é feita essa transição financeira, quais os melhores investimentos para a aposentadoria, como você deve administrar os demais gastos, onde é possível cortar despesas

Leia mais

VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO

VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO THIAGO CONCER VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO O GUIA DE VENDAS DA EQUIPE COMERCIAL 2ª EDIÇÃO REVISADA E AMPLIADA 2015 BAURU, SP Rua Machado de Assis, 10-35 Vila América CEP 17014-038

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng EMPREENDEDORISMO Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo Foto: Stock.Schng 1/44 CONCEITO Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de

Leia mais

Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa

Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa Novatec capítulo 1 INTRODUÇÃO Provavelmente você, leitor, perderá dinheiro com o mercado financeiro. Isso mesmo. Repito: provavelmente perderá dinheiro com o mercado

Leia mais

Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança

Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança Existem diversos textos sobre Gestão sendo publicados diariamente, e dentre eles, muitos tratam do tema liderança, que certamente é um dos assuntos mais

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Digitais. Liderança, Negociação e Gestão de Conflitos

Gerenciamento de Projetos Digitais. Liderança, Negociação e Gestão de Conflitos Gerenciamento de Projetos Digitais Liderança, Negociação e fredpacheco@me.com FRED PACHECO! 14 anos de experiência no mercado de marketing online.! Palestrante e Consultor de mídia, planejamento e marketing.!

Leia mais

Uma trufa e... 1000 lojas depois!

Uma trufa e... 1000 lojas depois! Uma trufa e... 1000 lojas depois! Autor: Alexandre Tadeu da Costa. Aluna: Lays Roberta Caçandro. Turma: 1º Ciências Contábeis. Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro.

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

Gestão da Organização Terceiro Setor

Gestão da Organização Terceiro Setor Gestão da Organização Terceiro Setor Administração de Organizações sem Fins Lucrativos/Peter f. Drucker Profª. Mestrando Elaine Araújo elainearaujo.administradora@hotmail.com As organizações do terceiro

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

4 pilares da liderança. 4 pilares da liderança. Copyright 2014 Portway Ltda. www.portway.com.br

4 pilares da liderança. 4 pilares da liderança. Copyright 2014 Portway Ltda. www.portway.com.br 4 pilares da liderança E m maio de 2014, um executivo de um Cliente me procurou para conversar sobre seu desenvolvimento pessoal. Ele é responsável direto por 800 pessoas, todas com nível superior e em

Leia mais

FERRAMENTAS DE GESTÃO DE PESSOAS PARA DIVIDIR CONHECIMENTO E MULTIPLICAR RIQUEZAS

FERRAMENTAS DE GESTÃO DE PESSOAS PARA DIVIDIR CONHECIMENTO E MULTIPLICAR RIQUEZAS FERRAMENTAS DE GESTÃO DE PESSOAS PARA DIVIDIR CONHECIMENTO E MULTIPLICAR RIQUEZAS ROGERIO LEME rogerio@lemeconsultoria.com.br /rogeriolemeoficial PUBLICAÇÕES ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES SETOR PÚBLICO SERVIÇOS

Leia mais

TÓPICOS ESPECIAIS EM GESTÃO DE RH. Prof. Felipe Kovags Aula 02 (20-09-2011)

TÓPICOS ESPECIAIS EM GESTÃO DE RH. Prof. Felipe Kovags Aula 02 (20-09-2011) TÓPICOS ESPECIAIS EM GESTÃO DE RH Prof. Felipe Kovags Aula 02 (20-09-2011) 1 ERA DOS TALENTOS SEGUNDO PETER DRUCKER, O PAI DA ADMINISTRAÇÃO MODERNA, ESTAMOS NO INÍCIO DA ERA DOS TALENTOS. FORÇA FÍSICA,

Leia mais

PLANO DE CARREIRA. Rosangela Ferreira Leal Fernandes *

PLANO DE CARREIRA. Rosangela Ferreira Leal Fernandes * PLANO DE CARREIRA Rosangela Ferreira Leal Fernandes * As mudanças no cenário político, econômico, social e ambiental das últimas décadas vêm exigindo uma mudança de postura das organizações e dos profissionais

Leia mais

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital 8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital Empreender em negócios de marketing digital seguramente foi uma das melhores decisões que tomei em minha vida. Além de eu hoje poder ter minha

Leia mais

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Fábio Pires 1, Wyllian Fressatti 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil pires_fabin@hotmail.com wyllian@unipar.br RESUMO. O projeto destaca-se

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

12 TIPOS 1ª versão DIFERENTES 2ª versão

12 TIPOS 1ª versão DIFERENTES 2ª versão Após afastar-se das quadras Oscar passou a se dedicar em transmitir ao povo brasileiro sua experiência de 32 anos dentro das quadras, onde defendeu por 20 anos a Seleção Brasileira de Basquetebol. Trabalhando

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL)

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) Melhor método para avaliar investimentos 16 perguntas importantes 16 respostas que todos os executivos devem saber Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO

ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO (Extraído e traduzido do livro de HILL, Charles; JONES, Gareth. Strategic Management: an integrated approach, Apêndice A3. Boston: Houghton Mifflin Company, 1998.) O propósito

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

11 Segredos. Capítulo VIII. para a Construção de Riqueza !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

11 Segredos. Capítulo VIII. para a Construção de Riqueza !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo VIII Capítulo Oito Cinco alternativas para ficar rico sem depender do mercado de ações No meu esforço de surpreendê-lo com verdades sobre a construção

Leia mais

Mesa de Negociação CONDSEF ASMETRO-SN RT-MPOG 19 de maio de 2015 A vitória vem da luta, a luta vem da força, a força vem da união.

Mesa de Negociação CONDSEF ASMETRO-SN RT-MPOG 19 de maio de 2015 A vitória vem da luta, a luta vem da força, a força vem da união. Mesa de Negociação CONDSEF ASMETRO-SN RT-MPOG 19 de maio de 2015 Prezados Rodrigo Ozanan, Ségrio Ballerini e participantes presentes ao Painel, Por motivos de imperiosa necessidade de serviço, não pude

Leia mais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais Jorge Bassalo Strategy Consulting Sócio-Diretor Resumo O artigo destaca a atuação da em um Projeto de Implementação de um sistema ERP, e o papel das diversas lideranças envolvidas no processo de transição

Leia mais

O papel do CRM no sucesso comercial

O papel do CRM no sucesso comercial O papel do CRM no sucesso comercial Escrito por Gustavo Paulillo Você sabia que o relacionamento com clientes pode ajudar sua empresa a ter mais sucesso nas vendas? Ter uma equipe de vendas eficaz é o

Leia mais

AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS

AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS em seu sm t e e tablet P fólio de H tóri Impressão de livros sob demanda para a sua empresa Escolha a sua! TIMOLICO E AMIGOS Público alvo: crianças de até 6

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI Prof. Fernando Rodrigues Quando se trabalha com projetos, é necessária a utilização de técnicas e ferramentas que nos auxiliem a estudálos, entendê-los e controlá-los.

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA HUMANOS CRESCIDOS PALESTRAS 11 3672-6822 11 8067-9041. www.santagente.com.br

EDUCAÇÃO PARA HUMANOS CRESCIDOS PALESTRAS 11 3672-6822 11 8067-9041. www.santagente.com.br EDUCAÇÃO PARA HUMANOS CRESCIDOS PALESTRAS Sobre a Santa Gente Mudamos o formato das palestras convencionais com o propósito de vender inovação com inovação. Utilizamos a música como ferramenta de facilitação

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

Toyota Way. FDEABrandão. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente!

Toyota Way. FDEABrandão. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente! (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente! Sakichi Toyoda - Fundador do grupo TOYOTA. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) O é um Ideal,

Leia mais

Qual carreira profissional você quer trilhar?

Qual carreira profissional você quer trilhar? Qual carreira profissional você quer trilhar? programa de coaching de carreira Trilhas Profissionais Desde pequenos nos perguntam o que você quer ser quando crescer?. O que não nos damos conta é que temos

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais