Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Componente de Formação Técnica. Disciplina de"

Transcrição

1 CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Comunicação, Marketing, Relações Públicas e Publicidade PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Comunicação Gráfica e Audiovisual Escolas Proponentes/Autores Escola Profissional Bento de Jesus Caraça Escola Profissional Centro Juvenil Campanhã Escola Profissional Comércio Externo Escola Profissional Mariana Seixas Escola Profissional Profitecla Escola Tecnológica Artística e Profissional de Vale do Minho Instituto Técnico Artístico e Profissional de Coimbra Ulisses Garrido Pedro Cascalheira Maria João Morais José Faro André Vieira Pedro Castro Patrick Esteves Valdemar Porto João Ferrand ANQ Agência Nacional para a Qualificação

2 Parte I Orgânica Geral Índice: Página 1. Caracterização da Disciplina Visão Geral do Programa Competências a Desenvolver Orientações Metodológicas / Avaliação Elenco Modular Bibliografia

3 1. Caracterização da Disciplina A disciplina de Comunicação Gráfica e Audiovisual integra-se na componente técnica do Curso Profissional de Técnico de Comunicação: Marketing, Relações Públicas e Publicidade, de nível 3, com uma carga horária total de 430 horas, sugerindo-se a sua distribuição pelos 3 anos do curso. O elenco modular proposto integra módulos opcionais que devem ser escolhidos pelas escolas de acordo com a orientação dada ao curso, bem como em função das características do mercado de emprego envolvente. É uma das disciplinas da componente técnica que, no seu conjunto, proporcionam competências na área da Fotografia Digital, Vídeo e Artes Gráficas. Pretende-se com a disciplina combinar a técnica da narrativa da imagem com os elementos gráficos, optimizando o processo comunicativo quando aplicado nas novas tecnologias. Trata-se de conceber, através das imagens estáticas e dinâmicas quando aliadas a suportes gráficos, conceitos de Design da Comunicação. Deste modo, são finalidades da disciplina: O contacto com o aparecimento das Artes Gráficas e Design, bem como a sua evolução histórica até às tecnologias em uso nos nossos dias; O contacto com a história da Fotografia e evolução para o Cinema e mais tarde para o Vídeo; A aquisição da linguagem característica das artes gráficas; O conhecimento das bases da narrativa fílmica; O desenvolvimento de uma capacidade de análise e crítica Audiovisual; O conhecimento das diferentes tecnologias de impressão gráfica, dos equipamentos inerentes à realização audiovisual e respectiva utilização; O desenvolvimento de uma identidade profissional; 2. Visão Geral do Programa Os conteúdos programáticos da disciplina estão definidos de acordo com os objectivos gerais referidos, que por sua vez consideraram o mercado inerente, o público a que se destina o curso e os meios e recursos disponíveis ou susceptíveis de o serem. Este programa apresenta-se estruturado em módulos, procurando desenvolver competências no domínio teórico e prático. A possibilidade de diversificar saberes e aprendizagens é uma condição inerente a este programa podendo deste modo variar os interesses de cada grupo em função da sua adaptação ao meio socioeconómico em que se insere. O programa integra um conjunto de módulos base e de módulos opcionais que exigem uma aplicação diferenciada, para uma carga horária total de 430 horas. 2

4 Os módulos base serão comuns a todas as escolas agregando desta forma um conjunto de saberes estruturantes de um profissional desta área. Os módulos opcionais, todos organizados com a mesma carga lectiva (30 horas) permitem que cada escola forme profissionais que correspondam ao perfil solicitado pelo tecido empresarial da sua área geográfica. 3. Competências a Desenvolver De todas as finalidades e do programa decorrem competências fundamentais a desenvolver: Seleccionar e avaliar informações relevantes para o diagnóstico; Prever relações de causa-efeito; Compreender a linguagem dos públicos, detectando os seus objectivos e elaborando propostas de acção nessa base; Desenvolver a capacidade de planear, cumprir o planeado, ser capaz de reformular planos perante imprevistos e de os avaliar; Conhecer os diferentes contextos de aplicação dos conceitos.; Desenvolver actividades com autonomia e responsabilidade; Usar a criatividade e ser aberto à inovação. Desenvolver a percepção com o objectivo de, na educação visual, visar a actividade criadora: imaginativa, inventiva, perspicaz e sensível Devem ainda desenvolver-se, complementarmente a outras disciplinas, as seguintes competências: Saber comunicar correctamente em português, por escrito e oralmente; Desenvolver espírito crítico, de argumentação e fundamentação os seus pontos de vista; para poder rebater outros com tolerância; Ter capacidade de síntese e de estruturação de respostas Desenvolver técnicas de apresentação apoiada. Trabalhar em equipa 4. Orientações Metodológicas / Avaliação Da caracterização da disciplina, das finalidades propostas e das competências a desenvolver decorre a utilização de metodologias activas que potenciem um processo contínuo de construção e reconstrução dos saberes por parte do aluno. Deve ser dado relevo à sua própria experiência, assumindo o aluno como o centro do processo ensino-aprendizagem, transformando-o num produtor de saberes. Será utilizada a aprendizagem através da resolução de problemas e a metodologia projectual. Ao implicar o aluno em todo o processo, são mobilizados conhecimentos, competências, valores e atitudes, num processo de desafio e aposta na aprendizagem pela acção, 3

5 A metodologia de trabalho de projecto potencia aprendizagens significativas exigindo do professor uma função dinamizadora permanente e exigente, bem como uma atenção permanente ao carácter integrador dos saberes, logo, de interdisciplinaridade. O trabalho colaborativo integrado em projectos é, por sua vez, estratégico com vista ao desenvolvimento de competências transversais, desde o trabalho de equipa, até ao desenvolvimento da solidariedade, da entreajuda e de responsabilidade. Os alunos deverão eles próprios desenvolver a capacidade de pesquisa, de análise e de leitura de informação técnica e científica relevante em meios diversificados (internet, jornais, revistas, etc.) como forma de recolha e selecção de informação. Os alunos deverão também recorrer a entrevistas e a inquéritos por questionário, assim como a visitas e à presença em seminários e congressos e outros eventos relevantes, de modo a estabelecer um contacto com a profissão e o mundo empresarial. Criar-se-ão espaços de apresentação dos resultados das pesquisas e de debates dos temas e das actividades desenvolvidas, socializando assim os conhecimentos e aprendendo a aceitar as opiniões dos outros, a confrontá-las com as suas e a fundamentar as suas opiniões. A facilidade de práticas pedagógicas inclusivas assentará em processos de negociação e de diferenciação dos percursos de formação e das aprendizagens. A avaliação integrada no processo de ensino-aprendizagem possibilita uma regulação das práticas pedagógicas e das aprendizagens dos alunos: o professor recolhe as informações necessárias para regular a aprendizagem dos alunos, adequando as estratégias de ensino-aprendizagem, bem como estratégias de superação quando necessárias; o aluno identifica os seus pontos fortes e fracos, construindo e reconstruindo permanentemente os seus saberes e reformulando os processos de trabalho. A avaliação é sistemática tendo como objectos, não só, os produtos mas, igualmente, os processos, as atitudes e comportamentos. Supõe uma permanente interacção entre professor e alunos, promovendo atitudes de auto e heteroavaliação, estimulando a progressão na aprendizagem. Desta forma, a avaliação assumirá a sua dimensão formativa, enquanto fonte de reflexão contínua sobre a prática pedagógica do professor e estímulo ao aprender a aprender, por parte do aluno. A construção do processo de avaliação implicará, então: ser apresentada e discutida, no início de cada módulo, a metodologia de trabalho a adoptar, os produtos e os parâmetros da avaliação; serem utilizados instrumentos de avaliação diversificados e adequados aos objectos de avaliação, com registos de atitudes e de comportamentos, grelhas específicas de observação/análise de actividades (trabalho individual e em grupo dos alunos), relativas, por exemplo, a testes, a relatórios de actividades ou a visitas de estudo. A avaliação será feita no final de cada módulo. O trabalho desenvolvido em cada módulo traduzir-se-á na avaliação sumativa que exprime uma interpretação, o mais rigorosa possível, dos dados recolhidos, tanto do processo em si, como dos produtos. No seu decorrer, deverá proceder-se a uma observação continuada e posterior comunicação, não apenas das aquisições no domínio cognitivo, mas também das 4

6 atitudes e das capacidades, ou seja, aprender a ser, aprender a conhecer, aprender a fazer e aprender a viver juntos. Na avaliação das competências deve verificar-se se o aluno é ou não capaz de utilizar os saberes adquiridos em cada módulo e igualmente se é ou não capaz de utilizar correctamente materiais e equipamentos das diversas áreas de estudo. 5. Elenco Modular Número Designação Duração de referência (horas) 1 Introdução à fotografia, cinema e design 18 2 Percepção visual 24 3 Suportes e ferramentas gráficas 30 4 Suportes e ferramentas de imagem 30 5 Luz e pigmento 30 6 Elementos de análise gráfica 24 7 Elementos de análise audiovisual 24 8 Desenho gráfico I 30 9 Técnicas de narração Produção gráfica Tecnologias audiovisuais Desenho gráfico II Produção audiovisual Módulo de Opção* Módulo de Opção* 30 * Módulos de opção 14/15 Oficina gráfica 30 14/15 Projecto gráfico 30 14/15 Edição audiovisual 30 14/15 Pós-produção audiovisual 30 5

7 6. Bibliografia Geral Livros: Anderson, G. (1988). Vídeo Editing and Post-Production. NY: Knowledge Industry Publications. Ang, T. (2005). Digital Video Handboock. U.K.: Dorling Kindersley. Arijon, D. (1976). Gramática del Lenguaje Audiovisual. San Sebastián: Baroja - Escuela de Cine y Video. Arnheim, R. (1998). Arte e Percepção Visual. São Paulo: Livraria Pioneira Editora. Baer, L. (2001). Produção Gráfica. São Paulo: Editora Senac. Barbáchano, C. (1979).O Cinema, Arte e Indústria, colec. De Grandes Temas. Lisboa: Editorial Salvat. Barbosa, C. ( 2004). Manual Prático de Produção Gráfica. Lisboa: Principia Publicações Universitárias e Cientificas. Barret, M. (1982). Educação em Arte. Lisboa: Presença. Blackwell, L. (1992). 20th Century Type. Londres: Calmann & King Publishers. Burke, C. e Renner, P. (1998). The Art of Typography. Londres: Hyphen Press. Busselle, M. (1997). Tudo Sobre Fotografia. São Paulo: Círculo do Livro. Busselle, M.(1980).Tudo sobre Fotografia. Lisboa: Círculo dos Leitores. Cardoso, B. (2003). Vídeo digital no PC. Lisboa: FCA- Editora de Informática. Carvalhais, M. ( 2004). Code Acts. In Abstraction Now Catalogue. Viena: Die Projekt Abstraction Now. Chabrol, C. (2005). Como fazer um filme, colec. Arte e Sociedade. Lisboa: Publicações Dom Quixote. Clarke, M. (2001) The art of all colours: mediaeval recipe books for painters and illuminators. Archetype ed., Michigan: Universidade de Michigan Correia, M. Ivone (1998). Dicionário Fundamental de Artes Visuais., col. Dicionários Bertrand. Venda Nova: Bertrand Editora. Cruz, J. (2002). Inter-Média: Dissertações académicas em Arte Multimédia. Porto: FBAUP. Dabner, D. (2003). Guia de Artes Gráficas: Design e Layout Princípios, Decisões, Projectos. Barcelona: Editorial Gustavo Gili. Debray, R. (1992).Vie Et Mort De L'image, Col. Folio-Essais. Paris: Éditions Gallimard. Deleuze, G. (2000). Diferença e Repetição. Lisboa: Relógio D'Água Editores. Deleuze, G. (2006). A Imagem-Tempo, Cinema 1. Lisboa: Assírio e Alvim Denis, R. (2000). Introdução à História do Design. São Paulo: Edgard Blucher, lda Dondis, D. A. (1995). A sintaxe da imagem: introdução ao alfabeto visual. Barcelona: Ed. Gustavo Gili. Duncan, A. (1998). Modernism -- Modernist Design Minneapolis: Norwest Corporation. Farina, M. (1990). Psicodinâmica das cores em Comunicação. São Paulo: Editora Edgard Blucher. Lda. Ferrand, M. e Bicker, J. (2000). A Forma das Letras. Lisboa: Almedina Editores. Ferreira, F. (2003). Photoshop 7 Curso Completo. Lisboa: FCA Editora de Informática. Fiske, J. (1993). Introdução ao Estudo da Comunicação. Porto: Edições ASA. Frutiger, A. (1978). Signs And Symbols. Their Design And Meaning, Londres: Studio Editions 6

8 Heller, S. (1998). The Education of A Graphic Designer. Nova York: Allworth Press. Henriques, C. (1993). Dicionário Televisivo. Lisboa: Centro de Formação da RTP. Johansson, K. e Lundberg, P. (2004). Manual de Producion Gráfica Recetas, Barcelona: Editorial Gustavo Gili, SA. Knight, Arthur (1970). Uma História Panorâmica do Cinema: a mais viva das artes. Rio de Janeiro: Editora Lidador. Langford, M. (2003). Fotografia Básica. Lisboa: Dinalivro. Lélis, C. (2004).Macromedia Freehand Mx Curso Completo. Lisboa: FCA Editora de Informática. Magno, S. (2004). O essencial sobre fotografia digital. Porto: Porto Editora. Marcel, M. (2005). Linguagem Cinematográfica. Lisboa: Dinalivro. Marner, T. (1991). A Realização Cinematográfica. Colec. Arte e Comunicação. Lisboa: Edições 70. Marques, P. (2003). O Fundamental do Quarkxpress 5 & 4.1 Curso Completo. Lisboa: FCA Editora de Informática. McLuhan, M. e Quentin F. (1967).The medium is the massage. New York: Bantan Books. Meggs, P. (1983). A history of geographic design. New York: Van Nostrand Reinhold. Modesto, A.; Ferrand, M. e Alves, C. (2004). Educação Visual e Plástica. Porto: Porto Editora. Munari, B. (1997). Design e Comunicação Visual, Arte & Comunicação. Lisboa: Edições 70. Nielsen, J. (2000). Projetando Websites: A Prática da Simplicidade. Rio de Janeiro: Ed. Campus. Perfect, C. (2000). Guia completa de la tipografia. Barcelona: Editorial Blume. Pinto, M. e Santos, A. (1995). O cinema e a escola: guia do professor. in cadernos Públicos na Escola, nº 6. Lisboa: Público, Comunicação Social. Rêgo, J. (1994). Fotografia. Lisboa: Edições Asa. Rocha, C. (1999). Teoria Do Design, Lisboa: Plátano Editora. Rocha, C. e Nogueira, M. (1999). Panorâmica das Artes Gráficas Vol. I Tecnologias. Lisboa: Plátano Editora. Supon Design Group (Corporate Author) e al (2001). Breaking the rules in Publication Design. New York: HBI/Harper Collins. Vilela, A. (1984). Cartilha das Artes Gráficas. Braga: Editora Pax. Vilela, A. (1984). Offset, Composição, Fotomecânica, Montagem, Impressão, papel. Braga: Editora Pax Endereços Electrónicos Optical toys - Outra Bibliografia Julier, Guy, (s.d.), Dictionary Design since 1900, s.l., Tames & Hudson Manuais Corporativos de Empresas Nacionais e Internacionais. 7

9 Parte II Módulos Índice: Página Módulo 1 Introdução à fotografia, cinema e design 9 Módulo 2 Percepção visual 12 Módulo 3 Suportes e ferramentas gráficas 14 Módulo 4 Suportes e ferramentas de imagem 16 Módulo 5 Luz e pigmento 19 Módulo 6 Elementos de análise gráfica 22 Módulo 7 Elementos de análise audiovisual 24 Módulo 8 Desenho gráfico I 26 Módulo 9 Técnicas de narração 28 Módulo 10 Produção gráfica 30 Módulo 11 Tecnologias audiovisuais 32 Módulo 12 Desenho gráfico II 35 Módulo 13 Produção audiovisual 37 Módulo 14/15 Oficina gráfica 39 Módulo 14/15 Projecto gráfico 41 Módulo 14/15 Edição audiovisual 43 Módulo 14/15 Pós-produção audiovisual 46 8

10 MÓDULO 1 Introdução à fotografia, cinema e design 1. Apresentação Duração de Referência: 18 horas Neste módulo procura-se no âmbito geral a interacção histórica entre as três áreas nomeadas. Quando e de que maneira influenciaram social e culturalmente a comunicação humana, como evoluíram ao nível técnico e tecnológico, abrindo caminhos para novas dimensões da comunicação. Actualmente, e cada vez mais, o mundo do cinema, fotografia e design interligam-se num sentido de optimização dos canais. Apenas uma visão do passado e do presente permite a continuidade de novos códigos e plataformas de comunicação que não deixem esmorecer a evolução da comunicação no mundo moderno. 2. Objectivos de Aprendizagem Identificar os passos mais importantes da História da fotografia, cinema e design; Relacionar as principais influências que cada técnica exerceu sobre as outras; Classificar os diferentes processos evolutivos e de reconhecimento que cada uma sofreu; Identificar as evoluções tecnológicas e de que maneira alteraram as técnicas inerentes; Distinguir o universo de cada uma das áreas nas novas tecnologias audiovisuais e gráficas. 9

11 3. Âmbito dos Conteúdos Módulo 1: Introdução à fotografia, cinema e design 1. Da arte rupestre às sombras chinesas, as primeiras formas amplas de comunicação 2. O princípio óptico da câmara escura e da lanterna mágica 3. Niépce e a primeira heliografia inalterável da história 4. A evolução da técnica de registo (Daguerre e Talbot) em paralelo aos formatos de câmaras e metodologias de laboratório 5. O instantâneo fotográfico de Archer 6. A invenção de Maddox da emulsão fotossensível gelatinosa (rolo) 7. George Eastman e a democratização e industrialização da fotografia com a Kodak 8. Muybridge e o advento do início do Cinema (Caleidoscópio e Zootropo) 9. Os irmãos Lumiére e a primeira projecção pública 10. O cinema documental 11. O cinema fantástico de Mélies 12. Edison e o princípio do cinema sonoro 13. Pathé e Gaumont, a industria cinematográfica 14. O cinema americano e as novas narrativas (Griffith e Porter) 15. A importância do design no Expressionismo alemão 16. O Star System e o sonho americano 17. A industrialização e organização industrial do séc XVIII e XIX, o movimento das Arts and Crafts 18. Design e comunicação novo cenário urbano séc XIX e XX 19. O modernismo de Toulouse Lautrec à Bauhaus 20. O mundo multinacional a comunicação universal 10

12 4. Bibliografia / Outros Recursos Módulo 1: Introdução à fotografia, cinema e design Livros: Busselle, M.(1980). Tudo sobre Fotografia. Lisboa: Círculo dos Leitores. Denis, R. (2000). Introdução à História do Design. São Paulo: Edgard Blucher, lda Knight, Arthur (1970). Uma História Panorâmica do Cinema. Rio de Janeiro: Editora Lidador. Meggs, P. (1983). A history of geographic design. New York: Van Nostrand Reinhold. Munari, Bruno (1997). Design e Comunicação Visual,Arte & Comunicação,Lisboa: Edições 70. Pinto, M. e Santos, A. (1995). O cinema e a escola: guia do professor. in cadernos Públicos na Escola, nº 6. Lisboa: Público, Comunicação Social. Rêgo, J.(1994). Fotografia. Lisboa: Edições Asa. Sena, A. (1980). Uma História de Fotografia. Lisboa: Casa da Moeda. Sougez, M. (2001). História da Fotografia. Lisboa: Dinalivro. Tudor, A.(1985). Teorias do Cinema, Arte & Comunicação. Lisboa: Edições 70. Endereços Electrónicos Optical toys - Outra Bibliografia Julier, Guy, (s.d.), Dictionary Design since 1900, s.l., Tames & Hudson 11

13 MÓDULO 2 Percepção visual 1. Apresentação Duração de Referência: 24 horas Este módulo inicia e desenvolve o conhecimento teórico-prático e descritivo, relacionado com a forma e suas expressões sensoriais. Pretende-se uma análise dos elementos visuais no meio envolvente, conferindo-lhes relevância na expressividade comunicacional. A Linguagem Visual de expressão e percepção, baseada no saber ver e na observação irá consequentemente desenvolver as competências para analisar e resolver as questões da arte de comunicar. Este módulo visa então educar a sensibilidade estética e todas as formas de educação visual e modos de auto-expressão. 2. Objectivos de Aprendizagem Caracterizar os principais modelos explicativos do processo da comunicação; Definir o conceito da comunicação visual salientando a importância da mensagem visual no estudo do processo da comunicação humana; Descrever a abordagem da Gestalt sobre a percepção em geral e sobre a percepção visual em particular, entendidas como um processo dinâmico e organizado; Definir percepção cromática e identificar o significado psicológico das cores; Demonstrar educação visual na actividade criadora concretizada; Reconhecer a experiência artística como forma privilegiada de articulação da inteligência, do imaginário, do simbólico, do real, da cultura. 12

14 3. Âmbito dos Conteúdos Módulo 2: Percepção visual 1. Alfabeto visual/carácter e conteúdo Fundamentos sintácticos 2. Elementos básicos de comunicação visual 3. Anatomia da mensagem visual 4. Dinâmica de contraste 5. Técnicas visuais: 5.1. Elementos e princípios básicos/ponto, linha, massa 5.2. Unidade, ritmo, proporção, equilíbrio, negativo/positivo, trama, contraste, intensidade, movimento, disposição 6. Artes visuais/ função e mensagem 7. Percepção visual: 7.1. Predisposição, ambiguidade, familiaridade, frequência, significação, contexto, concentração, busca, activação, sinergias, filtros, hierarquização, atenção selectiva 7.2. Teoria Gesfalf 8. Comunicação visual: 8.1. Preferência, complexidade, quantidade, micro e macroformas, tamanhos, posições, selecção visual 8.2. Interpretação visual: exploração, selecção e atenção 9. Percepção cromática 4. Bibliografia / Outros Recursos Arnheim, R. (1998). Arte e Percepção Visual. São Paulo: Livraria Pioneira Editora. Barret, M. (1982). Educação em Arte. Lisboa: Presença. Dondis, D. A. (1995). A sintaxe da imagem: introdução ao alfabeto visual. Barcelona: Ed. Gustavo Gili Farina, M. (1990). Psicodinâmica das cores em Comunicação. São Paulo: Editora Edgard Blucher. Lda Fiske, J. (1993). Introdução ao Estudo da Comunicação. Porto: Edições ASA. 13

15 MÓDULO 3 Suportes e ferramentas gráficas 1. Apresentação Duração de Referência: 30 horas Com este módulo pretende-se dar a conhecer os suportes formais das indústrias gráficas e das ferramentas publicitárias, bem como a aplicação prática das designações técnicas dos elementos constituintes dos diversos suportes. Procura-se ainda fomentar a criação de concepções visuais de acordo com um determinado produto, tendo em conta as necessidades de mercado. 2. Objectivos de Aprendizagem Identificar áreas de produção de um trabalho gráfico; Distinguir géneros e processos de edição; Definir e criar parâmetros de concepção gráfica e estilos de grafismos pessoais e contemporâneos; Definir e explicar os princípios metodológicos de todos os actos da produção gráfica; Definir e criar os elementos de uma imagem; Realizar maquetas. 3. Âmbito dos Conteúdos 1. Escolha de formatos, produto e entidade; objectivos de mercado; coerência visual; layout; tratamento gráfico de um título; mancha de texto e imagem; legibilidade 2. Apresentação gráfica de projectos 14

16 4. Bibliografia / Outros Recursos Módulo 3: Suportes e ferramentas gráficas Baer, L. (2002). Produção Gráfica. São Paulo: Editora Senac. Barbosa, C. (2004). Manual Prático de Produção Gráfica. Cascais: Publicações Universitárias e Científicas. Johansson, K. e Lundberg, P. (2004). Manual de Producion Gráfica Recetas.Barcelona: Editorial Gustavo Gili, SA. Rocha, C. e Nogueira, M. (1999). Panorâmica das Artes Gráficas Vol. I Tecnologias. Lisboa: Plátano Editora. 15

17 MÓDULO 4 Suportes e ferramentas de imagem Duração de Referência: 30 horas 1. Apresentação Neste módulo aborda-se a fotografia relativamente à técnica e tecnologia. Numa altura em que a sociedade depende cada vez mais da imagem, o domínio da técnica e o conhecimento das novas tecnologias nesta área são elementos transversais para a comunicação. As exigências do mercado, principalmente em Portugal, aumentaram a complexidade na produção de imagens, acentuando uma especialização técnica no domínio da imagem, seja estática, dinâmica, no seu estado mais puro ou tratada digitalmente. 2. Objectivos de Aprendizagem Explicar a formação da imagem na câmara escura; Identificar tipos de suportes fotossensíveis analógicos e digitais; Manipular um equipamento fotográfico; Aplicar técnicas de registo fotográfico; Utilizar software de tratamento e arquivo digital. Produzir imagens manipuladas informaticamente. 16

18 3. Âmbito dos Conteúdos Módulo 4: Suportes e ferramentas de imagem 1. A câmara escura 1.1. Imagem estenopeica (invertida) 1.2. A sensibilidade dos materiais sensíveis 1.3. Químicos 1.4. Câmara pinhole 2. A câmara fotográfica 2.1. Tipos de corpos 2.2. Objectivas 2.3. Visores 2.4. Obturadores 2.5. O Diafragma 2.6. O exposímetro (EV) 2.7. Transporte 3. A câmara fotográfica digital 3.1. CCD 3.2. A resolução e sensibilidade do sensor 3.3. A calibração dos brancos 3.4. Transferência de dados 3.5. Tipos de cartões de memória 3.6. Funções da Câmara 4. O software de tratamento de imagem 4.1. Protocolos 4.2. Compressões 4.3. Retoque 4.4. Fotocomposição 4.5. Dimensão/Resolução 4.6. Exportação 17

19 4. Bibliografia / Outros Recursos Módulo 4: Suportes e ferramentas de imagem Livros: Busselle, M. (1980). Tudo Sobre Fotografia. Lisboa: Círculo dos Leitores. Langford, M. (2003). Fotografia Básica. Lisboa: Dinalivro. Magno, S. (2004). O Essencial Sobre Fotografia Digital. Porto: Porto Editora. Rêgo, J. (1994). Fotografia. Lisboa: Edições Asa. Endereços Electrónicos Optical toys - 18

20 MÓDULO 5 Luz e pigmento 1. Apresentação Duração de Referência: 30 horas Este módulo justifica a sua relevância pela necessidade de reconhecer a importância da luz no desempenho de actividades tanto gráficas como audiovisuais. A luz é inerente ao processo do registo da imagem e à sua produção gráfica. A sua compreensão física, possibilita ao aluno dominar a cor e as suas características no registo, tratamento e produção de imagens. Paralelamente, existe a teorização da cor ao nível da interacção com o observador, desenvolvendo, este módulo, competências para melhor gerir a paleta cromática na comunicação visual. 2. Objectivos de Aprendizagem Reconhecer a luz como energia; Analisar o comportamento dos materiais à luz; Reconhecer a adição de luz e o leque cromático; Manipular equipamentos de iluminação; Aplicar técnicas de iluminação natural e artificial; Distinguir padrões de cor em pigmento; Sistematizar o processo de subtracção da luz e o seu processo fotomecânico de separação. 19

21 3. Âmbito dos Conteúdos Módulo 5: Luz e pigmento 1. A luz e o seu comportamento físico A energia electromagnética A propagação A frequência 2. A matéria e a luz A incidência A refracção A reflexão A absorção A difusão 3. A adição da luz RGB A luz natural A luz artificial A temperatura de cor 4. Equipamentos de Iluminação Reflectores Difusores Filtros Acessórios Tipos de projectores Esquemas de luz Características técnicas 5. As cores subtractivas da luz CMY+K Tabelas cromáticas Separação de cor Noção de quadricromia Noção de trama 6. A cor como fenómeno visual Elementos da psicologia da cor A cor na publicidade A sua influência cultural 20

22 4. Bibliografia / Outros Recursos Módulo 5: Luz e pigmento Livros: Agfa Prepress Staff (1992).The Guide to Color Separation (Digital Color Prepress Volume 2), Agfa Prepress Education Resources Agfa-Gevaert (1997). Digital color prepess. Agfa Prepress Education Resources Busselle, M. (1997). Tudo Sobre Fotografia. São Paulo: Círculo do Livro. Clarke, M. (2001) The art of all colours: mediaeval recipe books for painters and illuminators. Archetype ed., Michigan: Universidade de Michigan. Langford, M. (2003). Fotografia Básica. Lisboa: Dinalivro. Magno, S. (2004). O Essencial Sobre Fotografia Digital. Porto: Porto Editora. 21

23 MÓDULO 6 Elementos de análise gráfica Duração de Referência: 24 horas 1. Apresentação Este módulo pretende desenvolver produções gráficas segundo uma metodologia projectual, utilizando-a da concepção da ideia até ao produto final. Pretende-se que, da criação à produção, passando pela manipulação da imagem e paginação tendo em vista a disposição, os alunos sejam capazes de manusear os programas mais utilizados no mundo da criação visual. 2. Objectivos de Aprendizagem Identificar as diferentes fases de produção de um trabalho gráfico; Reconhecer a área de produção de um trabalho gráfico; Aplicar os aspectos técnicos referentes à paginação e composição de texto; Utilizar correctamente os termos técnicos da arquitectura do livro. 22

24 3. Âmbito dos Conteúdos Módulo 6: Elementos de Análise Gráfica 1. Pré-impressão (digitação de texto, imposição, saídas, provas de cor, ) 2. Impressão (offset, cor directa e quadricromia, tintas vernizes, ) 3. Acabamentos (corte, dobra e vinco, ) 4. Tipos de publicações (livro, jornal, revista, ) 5. Estratégias de comunicação (público-alvo, faixa etária, estrato cultural, adequação e escolha de grafismos, ) 6. Elementos estruturais da paginação (grelha de página, colunas, margens interiores e exteriores, ) 7. Elementos estruturais da composição (corpo de letra, caixa alta e caixa baixa, ) Nomenclatura do livro (lombada, miolo, capa e contracapa, ) 8. Introdução ao programa de paginação: QuarkXpress 8.1. Técnicas de composição: a palavra, a linha, o parágrafo 8.2. Configuração de documentos: páginas mestras, frente e verso 8.3. Trabalhar com documentos, utilização de tabulações, ferramentas de texto, trabalhar com imagens 8.4. Letra como forma visual: função puramente visual, combinações visuais, redundância, humor, limites de leitura 4. Bibliografia / Outros Recursos Livros: Baer, L. (2001). Produção Gráfica. São Paulo: Editora Senac. Rocha, C. e Nogueira, M. (1999). Panorâmica das Artes Gráficas Vol. I Tecnologias. Lisboa: Plátano Editora. Vilela, A. (1984). Cartilha das Artes Gráficas. Braga: Editora Pax. Vilela, A. (1984). Offset, Composição, Fotomecânica, Montagem, Impressão, papel. Braga: Editora Pax 23

25 MÓDULO 7 Elementos de análise audiovisual Duração de Referência: 24 horas 1. Apresentação Ver cinema, publicidade vídeo, programas televisivos, informação, documentários, animações ou clips musicais, preenche uma parte importante da rotina das pessoas. Transforma pela quantidade e diversidade de oferta audiovisual, o observador num exigente crítico, que avalia pelo aspecto meramente emotivo sem ser capaz compreender o que vê ou de justificar porque aprecia ou não. Este módulo debruça-se sobre o audiovisual não somente como um mero canal, mas sobre como a mensagem funciona dentro deste canal e até que ponto ele a pode alterar. Decompor a estrutura dos elementos fílmicos e analisá-los segmentadamente, dá uma visão mais precisa e justificada da análise nos vários aspectos que preenchem o seu todo. Esta metodologia de análise potencia inovação e qualidade para quem produz e realiza trabalhos audiovisuais, contextualizando a crítica e criação na gramática audiovisual. 2. Objectivos de Aprendizagem Analisar um filme quanto ao estilo, tendência, escola ou autor; Identificar a estrutura da obra audiovisual; Avaliar quanto ao género e alcance público; Classificar quanto à montagem e ritmo; Aplicar a critica contextualizada. 24

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES CURSO PROFISSIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Comunicação, Marketing, Relações Públicas e Publicidade DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO GRÁFICA E AUDIOVISUAL ANO:

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO MARKETING,RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE. Planificação anual

CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO MARKETING,RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE. Planificação anual CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO MARKETING,RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE Planificação anual Disciplina: Comunicação Gráfica Audiovisual - 2ºL Professor: Rui Calmeiro - Estrutura da disciplina

Leia mais

TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS

TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS Saída Profissional 03.01 TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS O Técnico de Artes Gráficas é um profissional qualificado, conhecedor do fluxo de produção gráfica, e apto para o exercício de profissões ligadas à composição,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO Ano lec.2013-2014. Curso Profissional de Técnico de Multimédia. Planificação

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO Ano lec.2013-2014. Curso Profissional de Técnico de Multimédia. Planificação ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO Ano lec.2013-2014 Curso Profissional Técnico Multimédia Planificação Disciplina: Design, Comunicação e Audiovisuais Ano: 11º Conteúdos Objetivos Estratégias/Atividas

Leia mais

WORKSHOP DE EXPRESSÃO AUDIOVISUAL

WORKSHOP DE EXPRESSÃO AUDIOVISUAL WORKSHOP DE EXPRESSÃO AUDIOVISUAL PROGRAMA Tronco Comum SESSÃO 1 Apresentação do Workshop e Introdução à Linguagem Audiovisual 3 horas Apresentação dos intervenientes (formador e formandos). Apresentação

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE DESIGN GRÁFICO. Planificação anual

CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE DESIGN GRÁFICO. Planificação anual Agrupamento de Escolas Júlio Dantas 1515 ESCOLA SECUNDÁRIA JÚLIO DANTAS LAGOS (00312) CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE DESIGN GRÁFICO Disciplina: sign Gráfico - 10ºH Professores: Mara Taquelim, Rui Calmeiro.

Leia mais

Específicos: O aluno deverá ter a capacidade de interpretar mensagens na leitura de formas visuais.

Específicos: O aluno deverá ter a capacidade de interpretar mensagens na leitura de formas visuais. Ficha de Unidade Curricular Cursos de Design: Industrial e Ambientes 2009/2010 Unidade Curricular Designação: Comunicação Visual Área Científica: Design de Comunicação (DC) Ciclo de Estudos: Licenciatura

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação: Comunicação Visual Área Científica: Design de Comunicação (DC) Ciclo de Estudos: Licenciatura Carácter: Obrigatória Semestre: 1º ECTS: 6 Tempo

Leia mais

TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO 9º ANO

TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO 9º ANO TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO 9º ANO Ano Lectivo 2008/2009 TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO Em nenhuma época histórica o homem teve tantas possibilidades de transportar e comunicar ideias. Francisco Gutierrez Na

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Fotografia PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Técnicas de Comunicação Escolas Proponentes / Autores ETIC José Pacífico (Coordenador)

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJETIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas artísticas individuais e

Leia mais

6. movimentos da câmara fotográfica.

6. movimentos da câmara fotográfica. Ficha de Unidade Curricular Designação - Fotografia Área Científica - FOT Ciclo de Estudos 1º Ciclo/ Lic. Som e Imagem Carácter - Obrigatória Semestre 2º Semestre ECTS - 6 Tempo de Trabalho- Total: 150h

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Multimédia PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Projecto e Produção Multimédia Escolas Proponentes / Autores Direcção-Geral de Formação

Leia mais

Criação de Páginas Web

Criação de Páginas Web MÓDULO 3 Criação de Páginas Web Duração de Referência: 33 horas 1 Apresentação Neste módulo, procura dar-se uma primeira ideia instrumental de como criar, a partir de aplicativos próprios, a organização

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação Projecto de Design de Comunicação II Área Científica Design de Comunicação Ciclo de Estudos 1.º ciclo Carácter: Obrigatória Semestre 2.º semestre

Leia mais

Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web

Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web PROVA DE AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE REFERENCIAL DE CONHECIMENTOS E APTIDÕES Áreas relevantes para o curso de acordo com o n.º 4 do art.º 11.º do

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO PSICÓLOGA ÁUREA SANTOS OBJECTIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas

Leia mais

Ministério da Educação Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Programa de Oficina de Multimédia A. 11º Ano

Ministério da Educação Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Programa de Oficina de Multimédia A. 11º Ano Programa de Oficina de Multimédia A 11º Ano Curso Tecnológico de Multimédia Autores Adriano Rangel (Coordenador) Ana Alvim Beatriz Gentil João Cruz Miguel Carvalhais Homologação 25/10/2005 Índice Elenco

Leia mais

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. 2 REFERENCIAL DE FORMAÇÃO O r g a n i z a ç ã o e m U n i d a d e s C a p i t a l i z á v e i s Área de Formação 213. Audiovisuais e Produção dos Media Itinerário de Formação 21301. Pré-impressão Saída

Leia mais

FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0

FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0 FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0 TÍTULO: Animatic - Marionetas Digitais Interactivas ORIENTADORES: Professor Doutor Aníbal Ferreira Professor Doutor Rui Torres ALUNO:

Leia mais

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR MATRIZ CURRICULAR Carga Horária Semestral por Disciplina Disciplinas 1º semestre 2º semestre 3º semestre 4º semestre 5º semestre 6º semestre 7º semestre 8º semestre Total Obrigatórias Optativas Fundamentos

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular. Fernando Galrito, Stephan Jürgens, Filipe Pais

Ficha de Unidade Curricular. Fernando Galrito, Stephan Jürgens, Filipe Pais Ficha de Unidade Curricular Fernando Galrito, Stephan Jürgens, Filipe Pais Unidade Curricular Designação PROJECTO INTERDISCIPLINAR ARTÍSTICO Área Científica CV Ciclo de Estudos SOM E IMAGEM Carácter: Obrigatória

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJECTIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas artísticas individuais

Leia mais

CURSO DE DESIGN E TECNOLOGIA DAS ARTES GRÁFICAS ADEQUAÇÃO A BOLONHA

CURSO DE DESIGN E TECNOLOGIA DAS ARTES GRÁFICAS ADEQUAÇÃO A BOLONHA CURSO DE DESIGN E TECNOLOGIA DAS ARTES GRÁFICAS ADEQUAÇÃO A BOLONHA 1.º ANO Desenho 1.º Semestre A cadeira de Desenho visa dotar os alunos de uma sólida base de conhecimentos e promover acções específicas

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS 125 anos de ensino artístico A actual Escola Artística de Soares dos Reis foi criada oficialmente em Janeiro de 1884, sendo designada nessa altura como Escola de Desenho

Leia mais

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS 125 anos de ensino artístico A actual Escola Artística de Soares dos Reis foi criada oficialmente em Janeiro de 1884, sendo designada nessa altura como Escola de Desenho

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de

Leia mais

Missão. Objetivo Geral

Missão. Objetivo Geral SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CINEMA E AUDIOVISUAL Missão O Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estácio de Sá tem como missão formar um profissional humanista, com perfil técnico e artístico

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Gestão de Equipamentos PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Instalação e Manutenção de Equipamentos Escolas Proponentes / Autores ETAP

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MULTIMÉDIA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Multimédia Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MULTIMÉDIA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Multimédia Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MULTIMÉDIA PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Multimédia Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL - AUDIOVISUAIS E PRODUÇÃO DOS

Leia mais

FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO Turma 12º K. Plano de Formação

FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO Turma 12º K. Plano de Formação CURSO DE DESIGN DE COMUNICAÇÃO Design Gráfico 2014 2015 FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO Turma 12º K Plano de Formação CARATERIZAÇÃO A presente Formação em Contexto de Trabalho será concretizada com base

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE. Perfil de Desempenho

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE. Perfil de Desempenho CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE Perfil de Desempenho O Técnico de Comunicação,, Relações Públicas e Publicidade é o profissional qualificado, apto

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular Curso de Design Cerâmico e Vidro

Ficha de Unidade Curricular Curso de Design Cerâmico e Vidro Ficha de Unidade Curricular Curso de Design Cerâmico e Vidro Unidade Curricular Designação: Desenho II Área Científica: Desenho (DES) Ciclo de Estudos: Licenciatura Carácter: Obrigatória Semestre: 2º ECTS:

Leia mais

design de jogos digitais o essencial da licenciatura

design de jogos digitais o essencial da licenciatura design de jogos digitais o essencial da licenciatura ÍNDICE ciclo de estudos plano de estudos metodologias de ensino perfil de saída candidaturas ipb virtual Dados do ciclo de estudos ciclo de estudos

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação Projecto Design Multimédia II Área Científica Design de Multimédia Ciclo de Estudos Obrigatório Carácter: Obrigatório Semestre 4º ECTS 12 Tempo

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de massa. Os tipos

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Abrantes

Escola Superior de Tecnologia de Abrantes Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Abrantes Curso Curso de Comunicação Social Ano Lectivo 2008/2009 Ficha da Unidade Curricular Unidade Curricular Área Científica TECNOLOGIAS

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Nome Sílvia Maria Gonçalves Tavares Morada Rua do Outeiro, nº250 Ameal 3750-303 Águeda Telemóvel +351 91 200 60 70 +351 96 299 36 29 Correio electrónico Nacionalidade

Leia mais

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE HISTÓRIA

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE HISTÓRIA PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE HISTÓRIA 11ª, 12ª e 13ª classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário Ficha Técnica Título Programa de Metodologia do Ensino de História - 11ª, 12ª

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Mídias Digitais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Mídias Digitais Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Mídias Digitais Apresentação A emergência de novas tecnologias de informação e comunicação e sua convergência exigem uma atuação de profissionais com visão

Leia mais

INFORMAÇÃO PESSOAL ESTÁGIO PROFISSIONAL EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL C U R R I C U L U M V I T A E

INFORMAÇÃO PESSOAL ESTÁGIO PROFISSIONAL EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome GRACIANA BARBOSA ALVES DE SOUSA Telefone 91 423 37 32 Correio electrónico graciana.sousa@gmail.com Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 23-12-1980

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA Planificação 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades lúdico-expressivas)

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PRODUÇÃO DE DESIGN MULTIMÉDIA Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PRODUÇÃO DE DESIGN MULTIMÉDIA Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular PRODUÇÃO DE DESIGN MULTIMÉDIA Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Arquitectura e Artes (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Design 3. Ciclo de Estudos 2º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação Projecto de Design Multimédia I Área Científica Design de Comunicação Ciclo de Estudos 1º Ciclo Carácter: Obrigatória Ano Lectivo 2008/2009 Semestre

Leia mais

Direcção Regional de Educação do Algarve

Direcção Regional de Educação do Algarve MÓDULO 1 Folha de Cálculo 1. Introdução à folha de cálculo 1.1. Personalização da folha de cálculo 1.2. Estrutura geral de uma folha de cálculo 1.3. O ambiente de da folha de cálculo 2. Criação de uma

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA PLANIFICAÇÃO ANUAL 2013/2014 ECONOMIA A (10º ANO) Página 1 de 10 Finalidades da disciplina de Economia A, no conjunto dos dois anos da sua leccionação: Perspectivar a Economia

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS. Educação Visual

Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS. Educação Visual Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS Educação Visual Escola Básica e Secundária de Velas DISCIPLINA: EDUCAÇÃO VISUAL COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS REGIONAIS COMPETÊNCIAS

Leia mais

Publicidade e Animação

Publicidade e Animação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE BARTOLOMEU DE GUSMÃO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA JOSEFA DE ÓBIDOS CURSOS DE EMPREENDEDORISMO VOCACIONAL ATIVIDADE VOCACIONAL 2 ÁREA TÉCNICA Publicidade e Animação 2014/2015

Leia mais

Escolas em Grande Plano

Escolas em Grande Plano Escolas em Grande Plano Integração do Vídeo na Educação e na Escola Trabalho realizado por: Elisa Castro e Fátima Chavarria Mestrado em Educação Tecnologia Educativa Tecnologia do Vídeo Docente: Doutor

Leia mais

AEC PROJETOS LÚDICO EXPRESSIVOS. Proposta de Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC PROJETOS LÚDICO EXPRESSIVOS. Proposta de Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2013/2014 AEC PROJETOS LÚDICO EXPRESSIVOS Proposta de Planificação 1.º Ciclo do Ensino Básico PLE Proposta de Plano Anual 2013/2014 1. Introdução A atividade

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO A FOTOGRAFIA (INTRODUÇÃO) E TÉCNICA FOTOGRÁFICA EDIÇÃO Nº 01/2013

FICHA TÉCNICA DO CURSO A FOTOGRAFIA (INTRODUÇÃO) E TÉCNICA FOTOGRÁFICA EDIÇÃO Nº 01/2013 FICHA TÉCNICA DO CURSO A FOTOGRAFIA (INTRODUÇÃO) E TÉCNICA FOTOGRÁFICA EDIÇÃO Nº 01/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO A fotografia (introdução) e Técnica Fotográfica. 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER - Reflectir

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO FOTOGRAFIA DIGITAL E PÓS-PRODUÇÃO DE IMAGEM EDIÇÃO Nº 01/2012

FICHA TÉCNICA DO CURSO FOTOGRAFIA DIGITAL E PÓS-PRODUÇÃO DE IMAGEM EDIÇÃO Nº 01/2012 FICHA TÉCNICA DO CURSO FOTOGRAFIA DIGITAL E PÓS-PRODUÇÃO DE IMAGEM EDIÇÃO Nº 01/2012 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Fotografia Digital e Pós-produção de imagem. 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER O "Curso de Fotografia

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular DESIGN DIGITAL Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular DESIGN DIGITAL Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular DESIGN DIGITAL Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Arquitectura e Artes (1º Ciclo) 2. Curso Design 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular DESIGN DIGITAL (L5023)

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Apresentação 1

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Apresentação 1 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES SECUNDÁRIO DISCIPLINA: DESENHO A ANO: º ANO LETIVO 0/0 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ATIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

Leia mais

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. 2 REFERENCIAL DE FORMAÇÃO O r g a n i z a ç ã o e m U n i d a d e s C a p i t a l i z á v e i s Área de Formação 213. Audiovisuais e Produção dos Media Itinerário de Formação 21305. Fotografia Saída Profissional

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54 Curso: DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Comunicação Social (Noturno) Ano/Semestre: 011/1 09/05/011 1:5 COM.0000.0.000- COM.0001.0.001-0 COM.0019.01.001-7 FIL.0051.00.00-3

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE MANUEL DA FONSECA Curso Profissional: Técnico de Gestão e Equipamentos Informáticos PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS GRUPO 550 CICLO DE FORMAÇÃO 2012/2015 ANO LECTIVO 2012/2013 DISCIPLINA:

Leia mais

Planificação Anual. Escola Secundária de Pombal - (400634) Referência ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS GERAIS

Planificação Anual. Escola Secundária de Pombal - (400634) Referência ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS GERAIS Planificação Anual Escola Secundária de Pombal - (400634) Referência Direcção Regional de Educação do Centro Equipa de Apoio às Escolas - Leiria ANO LECTIVO - 2010/ 2011 ÁREA DISCIPLINAR DE ECONOMIA E

Leia mais

Design gráfico: Programas de Disciplinas e Seus Componentes Pedagógicos.

Design gráfico: Programas de Disciplinas e Seus Componentes Pedagógicos. Design gráfico: Programas de Disciplinas e Seus Componentes Pedagógicos. 1º PERÍODO Área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas DISCILINA: Metodologia Científica CARGA CÓDIGO CRÉDITOS HORÁRIA H11900 04

Leia mais

Curso de Educação e Formação de Adultos em Design Gráfico

Curso de Educação e Formação de Adultos em Design Gráfico Curso de Educação e Formação de Adultos em Design Gráfico Saída Profissional: Técnico / a de Desenho Gráfico Certificação ao nível do 12º Ano / Nível III Laboral Bem-Vindo/a à FLAG! A FLAG é uma empresa

Leia mais

... 1º Período. Metas/Objetivos Descritores Conceitos/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

... 1º Período. Metas/Objetivos Descritores Conceitos/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PLANIFICAÇÃO DE 8º ANO... 1º Período Domínio COMUNICAÇÃO E COLABORAÇÃO CC8 Conhecimento e utilização adequada

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B

PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B PLANIFICAÇÕES SECUNDÁRIO PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B 12º ANO DE ESCOLARIDADE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Introdução à Programação Introdução Linguagens naturais e formais Algoritmos

Leia mais

Metas de Aprendizagem 1.º Ciclo Expressões Artísticas. Introdução

Metas de Aprendizagem 1.º Ciclo Expressões Artísticas. Introdução Metas de Aprendizagem 1.º Ciclo Expressões Artísticas Introdução A Educação Artística no Ensino Básico desenvolve-se em quatro grandes áreas (Expressão Plástica e Educação Visual; Expressão e Educação

Leia mais

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2004/1

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2004/1 1 1 ACESSÓRIOS Fase: 5ª Carga Horária: 30h/a Créditos: 02 Concepção e desenvolvimento de desenho. Modelagem. Montagem. Técnicas de aprimoramento. Fichas técnicas. Processo de padronização. Mostruário.

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 550 INFORMÁTICA Planificação Anual /Critérios de avaliação

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 550 INFORMÁTICA Planificação Anual /Critérios de avaliação DOMÍNIOS (Unidades) UNIDADE 1 INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO Introdução Conteúdos Objetivos Estratégias/ recursos Conceitos fundamentais Teste e controlo de erros em algoritmia Estruturas de controlo Arrays

Leia mais

DESIGN E PRODUÇÃO DE MODA

DESIGN E PRODUÇÃO DE MODA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE BARTOLOMEU DE GUSMÃO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA JOSEFA DE ÓBIDOS CURSOS DE EMPREENDEDORISMO VOCACIONAL ATIVIDADE VOCACIONAL 3 ÁREA TÉCNICA DESIGN E PRODUÇÃO DE MODA 2014/2015

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno)

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Disciplina Ementa Pré- requisito C.H. Curso Assessoria de Comunicação Conhecimento geral, reflexão e prática

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Endereço(s) de correio electrónico Rua Professor Sousa da Câmara 193, 1.º frente, 1070-216 Lisboa (Portugal) Telefone(s)

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO VISUAL E PLÁSTICA

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO VISUAL E PLÁSTICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO VISUAL E PLÁSTICA 8ª Classe 1º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO Ficha Técnica TÍTULO: Programa de Educação Visual e Plástica - 8ª Classe EDITORA: INIDE IMPRESSÃO: GestGráfica, S.A. TIRAGEM:

Leia mais

Oficina de Multimédia B. ESEQ 12º i 2009/2010

Oficina de Multimédia B. ESEQ 12º i 2009/2010 Oficina de Multimédia B ESEQ 12º i 2009/2010 Conceitos gerais Multimédia Hipertexto Hipermédia Texto Tipografia Vídeo Áudio Animação Interface Interacção Multimédia: É uma tecnologia digital de comunicação,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO DISCIPLINA. TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 7º Ano. Ano letivo 2014-2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO DISCIPLINA. TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 7º Ano. Ano letivo 2014-2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO da DISCIPLINA de TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 7º Ano Ano letivo 2014-201 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES Desenvolvimento

Leia mais

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL EXAMES ÉPOCA ESPECIAL ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA ESPECIAL 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA 4º Semestre 1º Semestre Teorias da Comunicação

Leia mais

GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA)

GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA) GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO (10º, 11º e 12º anos) ENSINO SECUNDÁRIO ATITUDES E VALORES Assiduidade e Pontualidade 3% Fichas de registo de observação Responsabilidade e

Leia mais

Aplicações Informáticas B

Aplicações Informáticas B Prova de Exame Nacional de Aplicações Informáticas B Prova 703 2008 12.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Para: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspecção-Geral

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Arquitectura e Artes Licenciatura Design Unidade Curricular INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DIGITAIS Semestre: 1 Nº ECTS: 3,0 Regente Sandra de Magalhães Campos, Arq.

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação: Prototipagem Digital II Área Científica: Design Gráfico e Multimédia Ciclo de Estudos: 1º Ciclo Carácter: Obrigatória Ano Lectivo: 2008/2009 Semestre:

Leia mais

GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL

GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL CADERNOS DE MUSEOLOGIA Nº 28 2007 135 GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL INTRODUÇÃO Os Sistemas da Qualidade

Leia mais

* Tempo = 45minutos Grupo 300 Página 1 de 8

* Tempo = 45minutos Grupo 300 Página 1 de 8 Conteúdos Objectivos/Competências a desenvolver Tempo* Estratégias Recursos Avaliação Apresentação: Turma e professor Programa Critérios de avaliação Normas de funcionamento Conhecer os elementos que constituem

Leia mais

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO CÓD. DISC. 04035356 CRÉDITOS UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA DESIGN GRÁFICO EM PUBLICIDADE ETAPA 3 Período

Leia mais

QUADRO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUADRO ANTERIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGENTE NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos

QUADRO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUADRO ANTERIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGENTE NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos QUADRO CURSO D PUBLICIDAD PROPAGANDA QUADRO ANTRIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGNT NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos DISCIPLINA A DISCIPLINA B CÓDIGO DISCIPLINA - 2008 C/H CUR -SO DISCIPLINA C/H CÓDIGO

Leia mais

2º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO

2º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO PROGRAMA DE DESENHO 10ª, 11ª e 12ª classes 2º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO Área das Artes Visuais Ficha Técnica TÍTULO: Programa de Desenho - 10ª, 11ª e 12ª classes EDITORA: INIDE IMPRESSÃO: GestGráfica,

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) Consuni nº. 63/14, 2011 de 10 de dezembro de 2014. 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 INTRODUÇÃO AO CONHECIMENTO TECNOLÓGICO...

Leia mais

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º SEMESTRE ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º, 4.º e 6.º SEMESTRES 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA Comunicação

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Fotografia PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Projecto e Produção de Fotografia Escola Proponente / Autor Escola Profissional de Imagem

Leia mais

(03) Desenho ou (03) Desenho e (10) Geometria Descritiva ou (03) Desenho e (12) História da Cultura e das Artes

(03) Desenho ou (03) Desenho e (10) Geometria Descritiva ou (03) Desenho e (12) História da Cultura e das Artes LICENCIATURA EM DESIGN DE COMUNICAÇÃO Directora: Mestre Maria Caeiro M. Guerreiro E-mail: mcguerreiro@ualg.pt Telf: 289800100 Ext:. 6219 Gab: 45 O curso de Comunicação da Escola Superior de Educação da

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO DISCIPLINA. TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 8º Ano. Ano letivo 2014-2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO DISCIPLINA. TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 8º Ano. Ano letivo 2014-2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO da DISCIPLINA de TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 8º Ano Ano letivo 2014-2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES Desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS. 1. Qualificação Social 100 horas

PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS. 1. Qualificação Social 100 horas PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS 1. Qualificação Social 100 horas INCLUSÃO DIGITAL - 30 horas (15 h de prática) Ementa: Introdução à informática, hardware e software. Descrição

Leia mais

11ºano MÓDULO 1. Material a utilizar: esferográfica preta ou azul, máquina de calcular

11ºano MÓDULO 1. Material a utilizar: esferográfica preta ou azul, máquina de calcular 11ºano MÓDULO 1 Matriz da Prova de Equivalência à Frequência (Decreto-lei nº 74/2004) PROVA ESCRITA E PRÁTICA DE FÍSICA E QUÍMICA APLICADA 11º E 12º anos Vertente Imagem Código da Prova 815 1ª Fase / 2ªFase

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Unidade Curricular Designação Tecnologias Vídeo Área Científica Design Multimédia Ciclo de Estudos 1º Ciclo - Licenciatura Carácter: Semestre 2º ECTS Obrigatório Docente

Leia mais

ACÇÃO DE FORMAÇÃO EM FOTOGRAFIA Club Setubalense

ACÇÃO DE FORMAÇÃO EM FOTOGRAFIA Club Setubalense ACÇÃO DE FORMAÇÃO EM FOTOGRAFIA Club Setubalense DESIGNAÇÃO OLHAR A FOTOGRAFIA,... DE OUTRO MODO LOCAL CLUB SETUBALENSE CARGA HORÁRIA - Nº de horas teóricas 28 h (4 módulos) - Nº de horas práticas (recolha

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC 10º C. Planificação de. Curso Profissional de Técnico de Secretariado

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC 10º C. Planificação de. Curso Profissional de Técnico de Secretariado Escola Básica e Secundária de Velas Planificação de TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC Curso Profissional de Técnico de Secretariado 10º C MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO Microsoft Excel Conteúdos

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL Orientações Pedagógicas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades lúdico-expressivas)

Leia mais

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Disciplinas Optativas Publicidade Carga horária total

Leia mais

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS. 1º Período 18 de Setembro a 17 de Dezembro [Aulas previstas: 89]

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS. 1º Período 18 de Setembro a 17 de Dezembro [Aulas previstas: 89] COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS PLANIFICAÇÃO 1º PERÍODO DESENHO A 10º ANO Domínio Perceção visual Expressão gráfica Comunicação visual Calendarização

Leia mais