BANCO DE IMAGENS DA CONSTRU ÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BANCO DE IMAGENS DA CONSTRU ÇÃO"

Transcrição

1 BANCO DE IMAGENS DA CONSTRU ÇÃO - Departamento de Arquitetura e Urbanismo Prof. Me. Álvaro F. A. Motta Departamento de Estruturas Universidade Federal de Juiz de Fora Resumo: Este trabalho apresenta o BIC-Banco de Imagens da Construção da Faculdade de Engenharia da UFJF, que tem como objetivos organizar um acervo de material visual para utilização por professores da Faculdade de Engenharia da UFJF em diferentes atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão nas áreas de Arquitetura, Urbanismo e Engenharia Civil, ao mesmo tempo que prepara alunos para atuação na área de tratamento de imagens. É apresentado também o roteiro do CD-ROM GALERIAS, com a duração de 10 minutos, produzido pelo BIC. Palavras-chave: Banco de Imagens da Construção, Tratamento de Imagens, Galerias O Banco de Imagens da Construção - BIC tem como objetivos organizar um acervo de material visual para utilização por professores da Faculdade de Engenharia da UFJF em diferentes atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão nas áreas de Arquitetura, Urbanismo e Engenharia Civil, ao mesmo tempo que prepara alunos para atuação na área de tratamento de imagens A idéia de organizar um Banco de Imagens surgiu a partir da constatação de que a grande maioria dos professores da Faculdade de Engenharia tem um acervo particular de imagens que utiliza nas suas atividades acadêmicas cotidianas e que constituem mesmo a base indispensável para a transmissão do conteúdo programático de grande parte das disciplinas lecionadas, principalmente aquelas que dizem respeito à experiência do espaço Observe-se que falamos aqui de uma base indispensável à transmissão de conhecimentos específicos e não de simples material complementar para aulas expositivas, o que mostra a Constatou-se também que estas imagens são de diferentes tipos, tais como fotografias, desenhos técnicos, transparências, slides, vídeos, filmes ou ainda, material extraído de publicações, TV e Internet, e que cada um desses acervos particulares precisa ser permanentemente atualizado e ampliado. Tudo isso fica a cargo do próprio professor, demandando um grande investimento em tempo e dinheiro, e as dificuldades na criação e manutenção de um acervo particular costumam ser minimizadas pelos empréstimos e trocas informais feitas entre professores, pelo uso em rodízio ou ainda, pela doação de duplicatas. Apesar dos esforços despendidos, pode-se observar que muitas vezes o material visual

2 disponível não é adequado para os seus fins, ou não tem a qualidade desejável, simplesmente porque não pode ser tratado a contento, seja pela falta do equipamento necessário, do conhecimento das técnicas de manipulação de imagens ou ainda, do conhecimento específico de comunicação visual, de modo a tornar as imagens obtidas atraentes e eficazes. A proposta do Banco de Imagens da Construção é centralizar e socializar esse material já disponível, formalizando as trocas que vem sendo realizadas espontaneamente e criando um grupo de trabalho que se encarregue de captar de maneira sistemática o material básico, organizando-o, classificando-o, dando-lhe tratamento adequado e colocando o produto obtido à disposição para uso coletivo pelos professores. Esse trabalho, alem de potencializar o material visual já existente para uso acadêmico, constitui-se como importante oportunidade de treinamento dos alunos, tanto para pesquisa documental quanto para qualificação profissional dos interessados em trabalhar no campo de tratamento de imagens, para o qual existe demanda de mercado. Queremos aqui enfatizar o caráter multidisciplinar e a necessidade de que as atividades propostas sejam permanentes, tanto no que diz respeito à produção e manutenção de um acervo de material visual quanto à qualificação profissional para tratamento de imagens. O Banco de Imagens da Construção BIC deve ser visto não como um ponto fixo, um lugar institucional, mas como parte de um processo contínuo de produção e transmissão de conhecimento. Um processo que, nesse caso específico, exige tanto o conhecimento de diferentes áreas nos campos de Arquitetura, Urbanismo e Engenharia Civil, quanto o de métodos de ensino e ainda, o de tratamento da imagem. Sintetizando, podemos dizer que ao organizar acervos e treinar alunos, o BIC está na verdade atuando na pesquisa de novas formas de ensino da Arquitetura, do Urbanismo e da Engenharia Civil. A partir de Setembro de 2000 demos início às atividades do Banco de Imagens da Construção trabalhando com um acervo de cerca de mil imagens de diferentes procedências, já digitalizadas, que serão identificadas, classificadas e legendadas com sua referência bibliográfica, para serem então disponibilizadas para empréstimo aos professores na forma de CD-ROM. Paralelamente a esta atividade ainda em desenvolvimento, foi realizada uma outra, de caráter pontual, que consistiu no preparo de uma pequena apresentação em Power-Point. aliando o uso de imagens a letreiros, texto narrado e música, já disponibilizada para Esta apresentação intitula-se Galerias e, como o próprio nome já indica, trata das galerias de lojas comerciais, constituindo-se como um rápido painel que vai dos antigos bazares às galerias européias, existentes desde o final do século XVIII, e destas às de Juiz de Fora, para finalizar com alguns exemplos contemporâneos, apresentando as galerias como antecessoras dos atuais Shopping Centers. Esta apresentação, cujo roteiro completo vem a seguir, pode ser utilizada como material didático de duas maneiras: como um pequeno filme com dez minutos de duração, ou quadro a quadro, dispensando a narrativa para se adequar a diferentes disciplinas e planos de aula. A execução desse trabalho constituiu-se, por si só, em excelente exercício para os alunos da equipe, exigindo sua atuação em diferentes atividades, iniciadas com a pesquisa documental que forneceu elementos para a criação do roteiro e de um texto a ser narrado, assim como algumas das imagens a serem utilizadas. Outras imagens foram buscadas na Internet, em acervos particulares de fotos e slides, e ainda foram feitas fotografias expressamente para ilustrar as cenas sobre Juiz de Fora. O texto escrito foi sofrendo várias adaptações, de modo a se ajustar ao tempo disponível e às necessidades de uma narrativa em

3 linguagem coloquial. Algumas idéias chave foram apresentadas em forma de letreiros, enfatizando certos pontos do texto, e o roteiro musical procurou sublinhar as variações culturais e a passagem do tempo. Passamos então ao roteiro de Galerias, mostrando a relação entre as imagens utilizadas, das quais é dada uma descrição sucinta, e os demais componentes da apresentação em Power Point: o texto narrado de forma coloquial, os letreiros que sublinham algumas idéias chave e a seleção de músicas e ruídos de fundo utilizados. A seleção de cores para painéis de transição, criando continuidades e rupturas entre imagens, não consta desse resumo, embora tenha sido um item importante no conjunto do trabalho. GALERIAS APRESENTAÇÃO EM CD-ROM 10 minutos Professores Coordenadores:Cristina Sá e Alvaro Motta Com a colaboração dos alunos do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFJF Clarice Jorge Godinho, Fl ávia Nascimento Teixeira, Frederico Braida Rodrigues de Paula, Luciana de Oliveira Inhan e Talitha Fernandes Lucas Agradecimentos aos professores Gustavo Abdalla e Andr éluís Dias Pires AVISO: Essa apresentação foi realizada como treinamento dos alunos participantes do Banco de Imagens da Construção em Outubro de 2000, destinando-se exclusivamente para uso didático dentro da Faculdade de Engenharia da UFJF. Sites: Livros: [1] HERTZBERGER, H - Lições de Arquitetura, Ed. Martins Fontes, São Paulo, 1996 [2] LEMOINE, B. - Architecture in France , Harry N. Abrams Inc. Pub., New York, 1993 [3] SHARP, D - Santiago Calatrava, Architectural Monographs No. 46, Academy Editions, London, 1996 [4] ARAI, Yoichi - European Passages - Tosho Printing Co., Tokyo, 1999

4 1 APRESENTAÇÃO - GALERIAS - CD-ROM duração 10 minutos - BIC_UFJF de galeria Música: Da Funk Daft Punk CD: Daft Punk 2 - BAZAR As galerias surgiram e se desenvolveram na Fran ça a partir do final do s éculo XVIII, mas quando procuramos suas origens e fontes de inspiração vamos encontrá-las nos bazares do Oriente Médio e norte da África, já conhecidos há muito tempo na Europa. 3 - GALERIAS DO SÉCULO XIX 1. Quadro de cor 2. Letreiro: Bazar 3. Foto: Medina de Fez - Marrocos 4. idem 5. idem Música: Fatamorgana Dissidenten CD: Arabian Nights Quadro de cor Música: Turkish March Wolfgang Amadeus Mozart Music vol. 1: Mozart que fizeram surgir os novos locais de compra e venda de mercadorias para satisfazer as necessidades da burguesia ascendente. Letreiros: 1. França / séc. XVIII 2. Novas relações econômicas e sociais 3. Revolu ção Industrial 4. Revolu ção Francesa 6. Novas necessidades / burguesia ascendente Música: II Trovatore GypsiesĆhorus Giuseppe Verdi Music vol. 10: Verdi

5 A galeria de Bois em Paris, foi a precursora. Mas como era toda em madeira foi reconstruída meio s éculo depois, no come ço do séc. XIX, com os novos materiais que passavam então a ser utilizados, o ferro e o vidro. Depois dela, a galeria mais antiga de Paris éa Passagem do Cairo construída em Éuma construção simples, sem materiais luxuosos, com 6 entradas e 3 alas, cuja a largura máxima não chega a 3 metros. Na época da sua inauguração, sua vizinhança era muito agitada, pois o bairro era habitado por comerciantes e artesãos e tinha muitas lojas. A Passagem do Cairo era destinada a pequenas empresas, principalmente gráficas e também fabricação e venda de artigos manufaturados, não havendo alí artigos de luxo. Ela fica perto da Galerie de Bois, bem mais antiga, e também da Passage des Panoramas, construída em 1800 como um complexo de lazer e diversão. 1. Letreiro: Galerie de Bois e Passagem do Cairo 2. Gravura de época: Galerie de Bois 3. idem 4. idem 5. Passagem do Cairo: Foto do interior 6. idem 7. Passagem do Cairo: Planta baixa 8. Passagem do Cairo: Foto do interior 9. idem 10. Passagem do Cairo: Planta de situação Música: Tannhäuser: Arrival of the Guests at Wartburg Richard Wagner Music vol. 15:Wagner Inaugurada em 1818, Royal Arcade foi a primeira passagem de Londres. Esta galeria brit ânica nasceu em uma época da produção e consumo em massa, logo em seguida da Revolução Industrial. Construída ao longo da King s Opera House, suas lojas são alinhadas apenas em um lado da passagem. Seu estilo gótico proporciona um aspecto escuro, sua decoração é bem trabalhada com postes de ilumina ção e vasos de flores suspensos, tornando-se elegante e atrativa. 1. Letreiro: Royal Arcade 2. Royal Arcade: Foto do interior 3. Royal Arcade: Planta Baixa 4. Royal Arcade: Foto do interior 5. Royal Arcade: Detalhe das luminárias e ornamentação do teto 6. Royal Arcade: Corte 7. Royal Arcade: Vista exterior da cobertura Música: Nabucco: Va pensiero, sull`ali dorate Giuseppe Verdi Music vol. 10: Verdi

6 3 - GALERIAS DO SÉCULO XIX (continuação) Galerie Vivienne e Galerie Colbert. Ambas foram construídas em 1826, muito próximas uma da outra. A Galerie Vivienne tem 3 entradas e a Galerie Colbert tem 2. Elas est ão situadas em área comercial competitiva e s ão construções de luxo, com teto de vidro, sendo famoso o piso de mosaico em tons pasteis da Galerie Vivienne. Elas se tornaram modelos para outras galerias, tendo sido interligadas mais tarde, tornando-se o protótipo para lojas de departamentos e shoppings. 4 GALERIAS DE JUIZ DE FORA 1. Letreiro: Galerie Vivienne e Galerie Colbert 2. Foto: Galerie Colbert - cobertura 3. Planta baixa Galerie Vivienne e Galerie Colbert: 4. Foto: Galerie Colbert - interior 5. Foto: Galerie Vivienne e Galerie Colbert - Vista aérea 6. Foto: Galerie Vivienne - piso 7. Foto: Galerie Vivienne - interior 8. idem 9. idem 10. Foto: Galerie Vivienne - entrada 11. Foto: Galerie Colbert - escultura Música: La Traviata: Di Madride noi siam mattadori Giuseppe Verdi Music vol. 10: Verdi quadrados. Atualmente, a área central da cidade conta com 44 galerias, formando um verdadeiro labirinto interligado com as ruas, algumas já transformadas em ruas de pedestres. 1. Efeito de distorção com a imagem aérea do centro de Juiz de Fora 2. Letreiro: Juiz de Fora 3. Mapa do centro destacando as galerias 4. Foto: Galeria Solar 5. idem 6. Foto: Galeria Dr. Hipólito JoséTeixeira (Galeria do CAVE) 7. idem 8. Foto: Galeria Pio X Música: Funky Blues Autor/inter prete:antonio Restucci CD: Plaza del Angel

7 4 GALERIAS DE JUIZ DE FORA (continuação) As galerias centrais não apenas participam da forma urbana, mas d ão a esta área algumas características marcantes: elas proporcionam um ambiente p úblico protegido auxiliando o tráfego de pedestres no centro da cidade, ao mesmo tempo que promovem uma proximidade entre as lojas e os clientes. Alem disso, as galerias permitem mais frente de lojas em uma área cara e já densamente ocupada 9. Foto: Galeria Pio X 10. Foto: Galeria Solar Palace 11. Foto: Galeria dos Previdenciários 12. Foto: Galeria Hallack 13. Foto: Galeria General Roberto Neves 14. Foto: Galeria Jõao Beraldo 15. Foto: Galeria Phintias Guimarães 16. Foto: Galeria Jõao Beraldo 17. Foto: Galeria Constança Valadares 18. idem 19. idem 20. Foto: Galeria Belfort Arantes idem 5 - SHOPPING CENTERS considerados como suas antecessoras. 1. Letreiro: Shopping Center 2. Foto: Shopping Rio Sul - Rio 3. idem 4. Foto: interior de um shopping 5. idem Música: 9 P.M. Conjunto V.O. 2 CD: Balada Jovem Pan

8 5 - SHOPPING CENTER (continuação) Como exemplo temos o shopping Crystal Plaza em Curitiba que retoma at é mesmo volumetria e elementos formais das antigas galerias européias do século XIX. Nos dias de hoje, continuam sendo construídas galerias em diferentes locais. Como exemplo temos aqui a galeria chamada Rua 24 horas em Curitiba e a galeria na Heritage Square em Toronto 6. Foto: Shopping Crystal Plaza - Curitiba 7. idem 8. idem 9. idem 10. idem 11. Foto: Rua 24 Horas - Curitiba 12. idem 13. Foto: galeria na Heritage Square - Toronto 14. Planta baixa: galeria na Heritage Square - Toronto 15. Desenho esquemático da estrutura: galeria na Heritage Square - Toronto 16. Foto: galeria na Heritage Square - Toronto idem 6. CR ÈDITOS UFJF - Faculdade de Engenharia Banco de Imagens da Construção Coordenadores, equipe e agradecimentos Speedo CD: Balada Jovem Pan 2. Letreiro: Autoria das fotos 3. Letreiro: Aviso 4. Letreiro:Referências bibliográficas

9

Neste momento, originou-se um novo tipo de cultura : a cultura do consumo, que correspondeu à troca da compra de bens materiais para a satisfação das

Neste momento, originou-se um novo tipo de cultura : a cultura do consumo, que correspondeu à troca da compra de bens materiais para a satisfação das Neste momento, originou-se um novo tipo de cultura : a cultura do consumo, que correspondeu à troca da compra de bens materiais para a satisfação das necessidades por um consumo de imagens e valores agora

Leia mais

Guia do Espaço Vida Saudável

Guia do Espaço Vida Saudável Guia do Espaço Vida Saudável GuiaEVS2.indd 1 O que é um Espaço Vida Saudável? GuiaEVS2.indd 2 l? O Espaço Vida Saudável é uma grande oportunidade de negócio e pode ser operado aliando todos os outros métodos

Leia mais

P&E Estilos do Brasil. Por: Tatiana Izquierdo ÁREAS. Externas. 34 CASA Projeto&Estilo

P&E Estilos do Brasil. Por: Tatiana Izquierdo ÁREAS. Externas. 34 CASA Projeto&Estilo P&E Estilos do Brasil Por: Tatiana Izquierdo ÁREAS Externas 34 CASA Projeto&Estilo pe_17.indb 34 09/12/11 15:55 Local apropriado para quem pretende unir bem-estar e natureza, as áreas externas estão se

Leia mais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia I nvestigativa Escolha de uma situação inicial: Adequado ao plano de trabalho geral; Caráter produtivo (questionamentos); Recursos (materiais/

Leia mais

REVIT ARQUITECTURE 2013

REVIT ARQUITECTURE 2013 REVIT ARQUITECTURE 2013 O Revit 2013 é um software de Tecnologia BIM, que em português significa Modelagem de Informação da Construção. Com ele, os dados inseridos em projeto alimentam também um banco

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRODUZIR VÍDEOS PARA AS INICITAIVAS DE CONSERVAÇÃO DA THE NATURE CONSERVANCY,

CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRODUZIR VÍDEOS PARA AS INICITAIVAS DE CONSERVAÇÃO DA THE NATURE CONSERVANCY, Termo de Referência CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRODUZIR VÍDEOS PARA AS INICITAIVAS DE CONSERVAÇÃO DA THE NATURE CONSERVANCY, EM SÃO FÉLIX DO XINGU, NO ESTADO DO PARÁ. INTRODUÇÃO E CONTEXTO A The Nature

Leia mais

CONTEÚDO - TEMAS ABORDADOS NO MANUAL

CONTEÚDO - TEMAS ABORDADOS NO MANUAL O manual inclui um detalhado plano de ação, estruturado para garantir a melhor eficácia das atividades pedagógicas de extensão (ver página 5) realizadas no Núcleo Histórico de Sabará e no Parque Ecopedagógico

Leia mais

Todo mundo vai passar aqui. EMARKI CONSTRUÇÃO E INCORPORAÇÃO - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Todo mundo vai passar aqui. EMARKI CONSTRUÇÃO E INCORPORAÇÃO - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo mundo vai passar aqui. 3 Todo mundo vai te ver aqui. Mais de 150 lojas. A maior vitrine de Brasília. 4 5 No coração de Águas Claras O Vitrinni Shopping está localizado na única quadra inteira ainda

Leia mais

O manual que se segue instrui sobre as normas para publicação de: Os trabalhos devem ser entregues em arquivo.doc (word), respeitando o seguinte:

O manual que se segue instrui sobre as normas para publicação de: Os trabalhos devem ser entregues em arquivo.doc (word), respeitando o seguinte: NORMAS PARA PUBLICAÇÃO HISTÓRIA, IMAGEM E NARRATIVAS O manual que se segue instrui sobre as normas para publicação de: a) artigos; b) resenhas; c) livros (coleções, lançamentos, dicas) d) links; e) painéis

Leia mais

Perfeitos. Esquadros. Seja para a casa ou escritório, edifícios residenciais ou corporativos, nas

Perfeitos. Esquadros. Seja para a casa ou escritório, edifícios residenciais ou corporativos, nas 72 ARQUITETURA & DECORAÇÃO ALUMI CONSER PROJETO ALUMI CONSER FOTOS LILIANE SILVA Esquadros Perfeitos ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO E SOLUÇÕES EM VIDRO MARCAM O TRABALHO DA ALUMI CONSER, EMPRESA DE GRANDE ATUAÇÃO

Leia mais

O Tangará é um pássaro característico da região sudeste paulista que tem seu nome derivado de duas palavras da língua tupi que significam andar em

O Tangará é um pássaro característico da região sudeste paulista que tem seu nome derivado de duas palavras da língua tupi que significam andar em O Tangará é um pássaro característico da região sudeste paulista que tem seu nome derivado de duas palavras da língua tupi que significam andar em volta. Por isso, é considerado um verdadeiro acrobata.

Leia mais

Este foi o título que dei a um primeiro importante trabalho em serigrafia.

Este foi o título que dei a um primeiro importante trabalho em serigrafia. [ensaio de imagem] Mônica Schoenacker 1967. Artista plástica, Mestre em Printmaking (gravura) no Royal College of Art (RCA) em Londres como bolsista da Capes (1999), quando foi agraciada com o Tim Mara

Leia mais

Data de construção: 1955 Autor do Projeto: Nº da planta da CEDAE: 7108080/53 Tipologia: Edifício de apartamentos Arquitetura: Angélica Galetti

Data de construção: 1955 Autor do Projeto: Nº da planta da CEDAE: 7108080/53 Tipologia: Edifício de apartamentos Arquitetura: Angélica Galetti . Cidade do Rio de Janeiro EDIFICAÇÃO MULTIFAMILIAR N o de ARQUIVO folha nº 01 Estado do Imóvel A.R.: V Caracterização Conservação Proprietário: vários Uso Original: edifício de apartamentos Atual: edifício

Leia mais

MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL. Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência

MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL. Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência A Marcopolo lança o seu mais novo e moderno ônibus urbano,

Leia mais

CONHEÇA UMA NOVA FONTE DE QUALIDADE DE VIDA. UM CONDOMÍNIO CLUBE PERFEITO PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA.

CONHEÇA UMA NOVA FONTE DE QUALIDADE DE VIDA. UM CONDOMÍNIO CLUBE PERFEITO PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA. Desde que foram criadas, as fontes sempre tiveram o mesmo papel dentro da sociedade. Ao levar beleza e frescor para as cidades, não demorou para se transformarem em verdadeiros pontos de encontro. No Rio

Leia mais

Reabilitação Sustentável

Reabilitação Sustentável Reabilitação Sustentável APRESENTAÇÃO 4 A empresa QUEM SOMOS 5 A nossa visão, missão e valores SOLUÇÕES 6 À sua medida REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEL 7 O próximo desafio ARQUITETURA 8 Deixe que as suas ideias

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (Publicidade e Propaganda)

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (Publicidade e Propaganda) CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (Publicidade e Propaganda) NÚCLEO DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FACULDADE DA CIDADE DE MACEIÓ Regulamento de Funcionamento do Laboratório de Comunicação I INTRODUÇÃO: O Núcleo

Leia mais

Um grande. empreendimento que nasce de grandes parcerias. MARILIA SHOPPING. ADShopping. Dória Lopes Fiuza

Um grande. empreendimento que nasce de grandes parcerias. MARILIA SHOPPING. ADShopping. Dória Lopes Fiuza ADShopping O planejamento, implantação e administração do empreendimento serão realizados pela ADShopping, que tem expertise de mais de 20 anos em administração de bens e é atualmente a maior administradora

Leia mais

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA 2CTDAMT06.P METODOLOGIAS DE INVENTÁRIO PARA RESTAURO DE EDIFICAÇÕES DE VALOR PATRIMONIAL Carolina Marques Chaves (2) ; Maria Berthilde Moura Filha (3) Centro de Tecnologia/Departamento de Arquitetura e

Leia mais

O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO.

O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO. O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO. INTRODUÇÃO Criar um site sobre as ciclovias da cidade de Curitiba. A idéia surgiu no ano de 2010 a partir de uma conversa entre alguns colaboradores

Leia mais

PIXEL - DO DESENHO À PINTURA DIGITAL

PIXEL - DO DESENHO À PINTURA DIGITAL F PIXEL - DO DESENHO À PINTURA DIGITAL Carga Horária: 96 horas/aulas Módulo 01: Desenho de observação DESCRIÇÃO: Neste módulo o você irá praticar sua percepção de linhas e formas, bem como a relação entre

Leia mais

CONTATOS: FASHION TEEN

CONTATOS: FASHION TEEN CONTATOS: FASHION TEEN End: QI 13 Bloco E Loja 08 Lago Sul Brasília DF Tel: + 55 61.3366.2277/ 61.8533.2515 E-mail: contato@fashionteen.com.br Web: www.fashionteen.com.br APRESENTAÇÃO CURSO FASHIONTEEN

Leia mais

O MODELO DA TELEVISÃO BRASILEIRA NA CONCEPÇÃO DE VIDEOAULAS: UMA EXPERIÊNCIA INOVADORA DO IFSC NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA.

O MODELO DA TELEVISÃO BRASILEIRA NA CONCEPÇÃO DE VIDEOAULAS: UMA EXPERIÊNCIA INOVADORA DO IFSC NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. O MODELO DA TELEVISÃO BRASILEIRA NA CONCEPÇÃO DE VIDEOAULAS: UMA EXPERIÊNCIA INOVADORA DO IFSC NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Autor: Paulo Vitor Tavares, Ms. Palavras-chave: EAD, Televisão, Videoaula, IFSC.

Leia mais

Pacote Office. Subtítulo

Pacote Office. Subtítulo Pacote Office Subtítulo Sobre a APTECH A Aptech é uma instituição global, modelo em capacitação profissional, que dispõe de diversos cursos com objetivo de preparar seus alunos para carreiras em Tecnologia

Leia mais

CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO

CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO EMPREENDIMENTOS DE PEQUENO PORTE 01 APRESENTAÇÃO MELNICK EVEN DA EMPRESA APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Melnick Even, com 20 anos de atuação no mercado gaúcho

Leia mais

Apresentação no Power Point

Apresentação no Power Point PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE SUBPROJETO GEOGRAFIA/CERES PROJETO TECNOLOGIAS DIGITAIS E GEOGRAFIA Apresentação no Power Point

Leia mais

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008.

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Altera a redação do Decreto nº 2.378, de 16 de agosto de 2006, que regulamenta a Lei Complementar nº 112, de 25 de julho de 2006, e dispõe sobre a Autorização

Leia mais

Proposta de Ensino de Geografia para o 3º ano do ensino fundamental rede de Escolas Municipais de Presidente Prudente SP

Proposta de Ensino de Geografia para o 3º ano do ensino fundamental rede de Escolas Municipais de Presidente Prudente SP Proposta de Ensino de Geografia para o 3º ano do ensino fundamental rede de Escolas Municipais de Presidente Prudente SP Willian Henrique Martins Faculdade de Ciência e Tecnologia UNESP Email: willteenspirit@hotmail.com

Leia mais

O SHOPPING CONCEITO + LOCALIZAÇÃO + ENTRETENIMENTO: TUDO EM UM SÓ LUGAR.

O SHOPPING CONCEITO + LOCALIZAÇÃO + ENTRETENIMENTO: TUDO EM UM SÓ LUGAR. O SHOPPING CONCEITO + LOCALIZAÇÃO + ENTRETENIMENTO: TUDO EM UM SÓ LUGAR. Inauguração 1997 ABL: 12.000 m² 460 lugares na praça de alimentação 6 fast food Restaurantes 4 salas de cinema, 1 em 3D Âncoras:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO FERNANDA SERRER ORIENTADOR(A): PROFESSOR(A) STOP MOTION RECURSO MIDIÁTICO NO PROCESSO DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM

Leia mais

Nossos internautas: São bem formados e informados. Frequentadores assíduos do site 58% 52% 53%

Nossos internautas: São bem formados e informados. Frequentadores assíduos do site 58% 52% 53% Audiência Nossos internautas: São bem formados e informados Frequentadores assíduos do site Usam a internet para pesquisar preços e fazer compras Têm renda própria 58% 52% dizem que o site faz parte de

Leia mais

Série: A última guerra do Prata

Série: A última guerra do Prata TÍTULO DO PROGRAMA Série: A última guerra do Prata SINOPSE DO PROGRAMA O documentário é parte de uma série produzida pela TV Escola que apresenta as análises e pesquisas mais recentes a respeito da Guerra

Leia mais

E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E

E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E REV DEZ/2011 Imagens meramente ilustrativas. Com mais de 15 anos de mercado, a Daiken apresenta a experiência e a tecnologia de uma empresa que é referência

Leia mais

No quadro abaixo, transcreva sua resenha, organizando-a conforme solicitado:

No quadro abaixo, transcreva sua resenha, organizando-a conforme solicitado: Colégio Pedro II Unidade Escolar Realengo II Informática Educativa 2014 Professores: Simone Lima e Alexandra Alves (informática educativa) Raquel Cristina, Reni Nogueira e Marcos Ponciano (Língua Portuguesa)

Leia mais

REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação. Vol.1, No.4, pp. 200-205 Copyright 2007 AERPA Editora REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE

Leia mais

Vitrallis. Um novo modo de viver. Bem melhor.

Vitrallis. Um novo modo de viver. Bem melhor. Vitrallis. Um novo modo de viver. Bem melhor. Criamos o Vitrallis como um condomínio completo, pensado para os dias de hoje e para o seu futuro. Nos primeiros pavimentos, você encontrará todas as conveniências,

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 AULA 1 Ensino Fundamental e Ensino Médio Atividade de Recuperação Contínua Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação Contínua de Ciências Nível I Classe:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DA ARTE MODERNA Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DA ARTE MODERNA Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DA ARTE MODERNA Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Arquitectura e Artes (1º Ciclo) 2. Curso Arquitectura 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular HISTÓRIA

Leia mais

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa T om i e O ht ak e Sem t í t ulo, 1992, s er ig r afi a F ot o: Fau st o F leur y O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Com as proposições didáticas sugeridas, espera-se que os alunos possam

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

A criação de um site público e dinâmico

A criação de um site público e dinâmico PHC dportal A criação de um site público e dinâmico A solução ideal para criar um site público e dinâmico com um visual profissional, e facilmente utilizável por colaboradores sem conhecimentos de HTML.

Leia mais

1. INFORMAÇÕES GERAIS

1. INFORMAÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA UCB PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX DIRETORIA DE PROGRAMA EXTENSÃO - DPE EDITAL PROJETO RONDON UCB 02/2013 EDITAL PARA PREPARAÇÃO DE ESTUDANTES COM INTERESSE EM PARTICIPAR

Leia mais

A ESCOLHA CERTA. UM PARCEIRO QUE SE IMPORTA COM VOCÊ. Serviços Inteligentes

A ESCOLHA CERTA. UM PARCEIRO QUE SE IMPORTA COM VOCÊ. Serviços Inteligentes Serviços Inteligentes UM PARCEIRO QUE SE IMPORTA COM VOCÊ. Oferecemos 100 anos de liderança na inovação de imagens e em TI na área de saúde. Nossa equipe de serviços em todo o mundo trabalha junto com

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 INVESTIGAÇÃO MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO Bruno Rodrigo Teixeira 1 Universidade Estadual de Londrina - UEL bruno_matuel@yahoo.com.br Camila Rosolen 2 Universidade Estadual de Londrina - UEL camilarosolen@yahoo.com.br

Leia mais

DSG 1005: Procedimentos para G2

DSG 1005: Procedimentos para G2 DSG 1005: Procedimentos para G2 1. Datas importantes 11 de junho: entrega dos desenhos técnicos, fluxogramas e wireframes/modelos e bonecas, segunda 18 de junho: entrega dos manuais de produção (relatório

Leia mais

Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço

Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço Maria Emília Penazzi mepenazzi@yahoo.com.br Prof. Dr. Alex Sander Clemente

Leia mais

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações.

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sala de Professor MESTRE JÚLIO: RETRATO PINTADO CONCEITOS Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sociologia Indústria cultural.

Leia mais

www.arteeducar.com São Paulo, Brasil No menu: TV ArteEducar Vivaldo Armelin Júnior

www.arteeducar.com São Paulo, Brasil No menu: TV ArteEducar Vivaldo Armelin Júnior 11 www.arteeducar.com São Paulo, Brasil No menu: TV ArteEducar 2012 Vivaldo Armelin Júnior 002 10 Comentário Série Registro Nessa nova edição do e-curso em formato PDF, apresentamos as condições mínimas

Leia mais

Objetivos Trabalho desenvolvido para disciplina de Ateliê de Ambientes Comerciais, que tem como objetivo principal objetivo abordar produção

Objetivos Trabalho desenvolvido para disciplina de Ateliê de Ambientes Comerciais, que tem como objetivo principal objetivo abordar produção Objetivos Trabalho desenvolvido para a disciplina de Ateliê de Ambientes Comerciais, que tem como objetivo principal objetivo abordar na produção de lojas comerciais (shopping), os aspectos relativos a

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais Podcast Área Matemática Segmento Ensino Fundamental Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos Duração 6min32seg

Leia mais

OS FOTÓGRAFOS DA COMPANHIA AGRÍCOLA E COMERCIAL DOS VINHOS DO PORTO (AAF, SA.)

OS FOTÓGRAFOS DA COMPANHIA AGRÍCOLA E COMERCIAL DOS VINHOS DO PORTO (AAF, SA.) OS FOTÓGRAFOS DA COMPANHIA AGRÍCOLA E COMERCIAL DOS VINHOS DO PORTO (AAF, SA.) Paula Montes Leal e Carlos Jorge Barreira Arquivo Histórico da A. A. Ferreira No seguimento da comunicação apresentada ao

Leia mais

A partir das coisas. ZUMTHOR, Peter. Pensar a arquitetura. Barcelona: Gustavo Gili, 2005. 66p. Alda Mirian Augusto de Oliveira*

A partir das coisas. ZUMTHOR, Peter. Pensar a arquitetura. Barcelona: Gustavo Gili, 2005. 66p. Alda Mirian Augusto de Oliveira* ZUMTHOR, Peter. Pensar a arquitetura. Barcelona: Gustavo Gili, 2005. 66p. A partir das coisas Alda Mirian Augusto de Oliveira* Pensar a arquitetura reúne seis conferências de Peter Zumthor, proferidas

Leia mais

Inspirado nos clássicos. planejado para o seu futuro.

Inspirado nos clássicos. planejado para o seu futuro. Inspirado nos clássicos. planejado para o seu futuro. Clássico e contemporâneo. Assim é o England. Um projeto inovador, pensado para o futuro e inspirado na elegante arquitetura colonial inglesa. São apartamentos

Leia mais

metas e escolhas traçadas por cada um, pelo amor ao que construiu durante a vida e

metas e escolhas traçadas por cada um, pelo amor ao que construiu durante a vida e Apresentação Justificativa Objetivo Metas e Resultados Previstos Fases Iniciais Atividades Extras Retorno de Interesse Público Oficinas Avaliação dos Resultados Contatos Público Alvo é um termo designado

Leia mais

FIA PROVAR PROGRAMAS INTERNACIONAIS DE VAREJO Free InDesign Template EXTENSÃO INTERNACIONAL - VAREJO NOS ESTADOS UNIDOS

FIA PROVAR PROGRAMAS INTERNACIONAIS DE VAREJO Free InDesign Template EXTENSÃO INTERNACIONAL - VAREJO NOS ESTADOS UNIDOS FIA PROVAR PROGRAMAS INTERNACIONAIS DE VAREJO Free InDesign Template EXTENSÃO INTERNACIONAL - VAREJO NOS ESTADOS UNIDOS FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO Lorem ipsum dolor Fundação Instituto de Administração

Leia mais

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio.

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio. F R A N Q U I A Benefícios do Modelo Uma das marcas mais fortes e reconhecidas do país. A marca faz parte de um conglomerado que se consolida como um dos maiores do país (Alpargatas - Grupo Camargo Corrêa).

Leia mais

ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA PARA IMPLANTAÇÃO DE GERAÇÃO FOTOVOLTAICA DE GRANDES CONSUMIDORES COMERCIAIS DE ENERGIA ELÉTRICA NO ESTADO DO PARANÁ

ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA PARA IMPLANTAÇÃO DE GERAÇÃO FOTOVOLTAICA DE GRANDES CONSUMIDORES COMERCIAIS DE ENERGIA ELÉTRICA NO ESTADO DO PARANÁ UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA/ELETROTÉCNICA ALESSANDRO FREDERICO SILVESTRI VINÍCIUS GARCIA TAKASAKI ANÁLISE

Leia mais

Vitrais. Soluções inovadoras/criativas para ambientes em bibliotecas

Vitrais. Soluções inovadoras/criativas para ambientes em bibliotecas Soluções inovadoras/criativas para ambientes em bibliotecas Vitrais Secretaria Municipal de Cultura, Juventude e Lazer Biblioteca Pública Municipal Professor Abílio Fontes Santa Cruz do Rio Pardo/SP Envolvidos:

Leia mais

SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1

SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1 SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1 Dayane Gonçalves FERREIRA 2 Jéssica Passos LOUREIRO 3 Kássya Dy Karly Lima ALVES 4 Ana Paula Nazaré de FREITAS 5 Universidade Federal do Pará, Belém, PA RESUMO A peça

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO CÓD. DISC. 12035351 CRÉDITOS UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA LINGUAGEM DO SOM E DA IMAGEM II (Áudio/Vídeo)

Leia mais

Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi

Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi EJE: Comunicacion y Extensión AUTORES: Garcia, Gabriela Viero 1 Tumelero, Samira Valduga 2 Rosa, Rosane 3

Leia mais

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Valéria Araújo Quando crianças, adolescentes, jovens e familiares do distrito da Brasilândia

Leia mais

pág 1 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

pág 1 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL pág 1 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL pág 2 Um projeto de identidade visual envolve muito mais do que somente o desenho de símbolos e logotipos. A marca e suas aplicações são reflexos da cultura corporativa

Leia mais

Agradeço seu contato e interesse pela minha arte. Esta apresentação tem o intuito de mostrar um pouco do meu trabalho, os serviços e produtos que

Agradeço seu contato e interesse pela minha arte. Esta apresentação tem o intuito de mostrar um pouco do meu trabalho, os serviços e produtos que Agradeço seu contato e interesse pela minha arte. Esta apresentação tem o intuito de mostrar um pouco do meu trabalho, os serviços e produtos que ofereço para o casamento. Para maiores detalhes faça contato

Leia mais

ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES

ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES Normas Complementares, relativas aos temas e as especificações das Provas

Leia mais

www.grupohabitat.net Vendas : Imagens:

www.grupohabitat.net Vendas : Imagens: Imagens: Vendas : www.grupohabitat.net De acordo com a lei n 4591/64, informamos que as ilustrações têm caráter exclusivamente promocional. Os móveis e eletrodomésticos são de dimensões comerciais e não

Leia mais

A Empresa. Com mais de 20 anos de mercado,a RTC esta sempre atenta as inovações, e as necessidades dos clientes mais exigentes.

A Empresa. Com mais de 20 anos de mercado,a RTC esta sempre atenta as inovações, e as necessidades dos clientes mais exigentes. A Empresa Com mais de 20 anos de mercado,a RTC esta sempre atenta as inovações, e as necessidades dos clientes mais exigentes. Representamos e fabricamos os melhores produtos do mercado buscamos um continuo

Leia mais

Apresentação da Empresa

Apresentação da Empresa Apresentação da Empresa Apresentamos a Coversteel S.A., uma nova Empresa constituída em Dezembro de 2011, dirigida a uma oportunidade que apareceu no mercado nacional, na área dos revestimentos metálicos

Leia mais

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA 2CTDAMT04.P A DEFINIÇÃO DA VOLUMETRIA NO PROJETO ARQUITETÔNICO Ana Carolina Marinho Ribeiro (2), Aluísia Márcia Fonseca de Lima (3) Centro de Tecnologia/ Departamento de Arquitetura/ MONITORIA Resumo O

Leia mais

Proposta de Ensino de Geografia para o 3º ano do ensino fundamental rede de Escolas Municipais de Presidente Prudente SP

Proposta de Ensino de Geografia para o 3º ano do ensino fundamental rede de Escolas Municipais de Presidente Prudente SP Proposta de Ensino de Geografia para o 3º ano do ensino fundamental rede de Escolas Municipais de Presidente Prudente SP Willian Henrique Martins Faculdade de Ciência e Tecnologia UNESP Email: ehowill@hotmail.com

Leia mais

Mão Na Forma. Episódios: Os Sólidos de Platão, O Barato de Pitágoras e Quadrado, Cubo e Cia

Mão Na Forma. Episódios: Os Sólidos de Platão, O Barato de Pitágoras e Quadrado, Cubo e Cia Mão Na Forma Episódios: Os Sólidos de Platão, O Barato de Pitágoras e Quadrado, Cubo e Cia Resumo Esta série, intitulada Mão na Forma, tem o objetivo de trazer a Geometria encontrada na natureza para dentro

Leia mais

AF_Folheto Plantão_v3 Even.indd 1 08/06/10 20:00

AF_Folheto Plantão_v3 Even.indd 1 08/06/10 20:00 AF_Folheto Plantão_v3 Even.indd 1 08/06/10 20:00 morar na freguesia é diferente. Quem vive na Freguesia é apaixonado pelo bairro. Com um clima familiar e infraestrutura completa, a Freguesia é um dos mais

Leia mais

O sucesso. 230.000 exemplares destinados a assinantes com alto poder aquisitivo. 20.000 exemplares à venda em bancas, revistarias e livrarias

O sucesso. 230.000 exemplares destinados a assinantes com alto poder aquisitivo. 20.000 exemplares à venda em bancas, revistarias e livrarias O sucesso A equipe da redação de VEJA rodou Miami e Nova York de ponta a ponta para trazer as melhores dicas de compras para os brasileiros. 1210 lojas em Miami, 530 lojas em Nova York, dicas de consumo

Leia mais

CR ENVIDRAÇAMENTOS. Veja abaixo os serviços que trabalhamos. Envidraçamento da Sacada

CR ENVIDRAÇAMENTOS. Veja abaixo os serviços que trabalhamos. Envidraçamento da Sacada Em Nossa Loja, você obtém todas as informações e o apoio necessário para tomar suas decisões. Para seus projetos de decoração, disponibilidade de estoque, orientações, opiniões, sugestões, financiamentos,

Leia mais

UMA CÂMERA OU CELULAR NA MÃO E UMA IDEIA NA CABEÇA: TRABALHANDO O GÊNERO DOCUMENTÁRIO EM SALA DE AULA

UMA CÂMERA OU CELULAR NA MÃO E UMA IDEIA NA CABEÇA: TRABALHANDO O GÊNERO DOCUMENTÁRIO EM SALA DE AULA UMA CÂMERA OU CELULAR NA MÃO E UMA IDEIA NA CABEÇA: TRABALHANDO O GÊNERO DOCUMENTÁRIO EM SALA DE AULA Wanda Patrícia de Sousa Gaudêncio (UFPB/PROFLETRAS) wandapatricia@evl.com.br Sandra Regina Pereira

Leia mais

projetos para empresas dos mais diversos segmentos, diferentes portes e necessidades.

projetos para empresas dos mais diversos segmentos, diferentes portes e necessidades. Kriato.com.br Ao longo de 8 anos de mercado desenvolvemos projetos para empresas dos mais diversos segmentos, diferentes portes e necessidades. Hoje, nossa experiência nos mostra que os resultados reais

Leia mais

Engenharia e Arquitetura no século XIX

Engenharia e Arquitetura no século XIX AUH0154 História e Teorias da Arquitetura III Engenharia e Arquitetura no século XIX Camilla Bernal P. L. Mendes - 6817461 Fernanda Adams Domingos - 6816870 Fernanda Nogueira Ribeiro - 6816932 Guilherme

Leia mais

ESPAÇOS PÚBLICOS INICIATIVAS INSPIRADORAS. REQUALIFICAÇÃO DA RUA VIDAL RAMOS: Acessibilidade e segurança em rua comercial Florianópolis - SC

ESPAÇOS PÚBLICOS INICIATIVAS INSPIRADORAS. REQUALIFICAÇÃO DA RUA VIDAL RAMOS: Acessibilidade e segurança em rua comercial Florianópolis - SC ESPAÇOS PÚBLICOS INICIATIVAS INSPIRADORAS REQUALIFICAÇÃO DA RUA VIDAL RAMOS: Acessibilidade e segurança em rua comercial Florianópolis - SC ÍNDICE APRESENTAÇÃO A REQUALIFICAÇÃO DA RUA VIDAL RAMOS FASES

Leia mais

Tarifas en dólares, sujetas a disponibilidad y cambios al solicitar una reserva. Impuestos incluidos Claudia Srur Viajes EVT Tel.

Tarifas en dólares, sujetas a disponibilidad y cambios al solicitar una reserva. Impuestos incluidos Claudia Srur Viajes EVT Tel. Desde março de 2013, em San Telmo esta proposta única, projetado para aproveitar ao máximo a cidade mais cosmopolita da América do Sul. Babel Suites oferece uma localização privilegiada, uma equipe que

Leia mais

PÚBLICO ALVO DO PROJETO ESTRUTURA E GÊNERO DRAMÁTICO

PÚBLICO ALVO DO PROJETO ESTRUTURA E GÊNERO DRAMÁTICO APRESENTAÇÃO A aparência é um manifesto de nossa personalidade. Através das roupas, penteados, acessórios, tatuagens etc. comunicamos ao resto do mundo uma infinidade de informações: do lugar social até

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE POMPEIA FATEC CURSO TECNOLOGIA EM MECANIZAÇÃO EM AGRICULTURA DE PRECISÃO

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE POMPEIA FATEC CURSO TECNOLOGIA EM MECANIZAÇÃO EM AGRICULTURA DE PRECISÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA DE POMPEIA FATEC CURSO TECNOLOGIA EM MECANIZAÇÃO EM AGRICULTURA DE PRECISÃO NORMAS PARA REDAÇÃO DE ARTIGOS Pompeia 2012 A composição dos textos deverá obedecer as orientações abaixo.

Leia mais

DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável

DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável O que é DOTS? Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável: modelo de planejamento e desenho urbano Critérios de desenho para bairros compactos,

Leia mais

ANATOMIA HUMANA GERAL APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA A DISTÂNCIA.

ANATOMIA HUMANA GERAL APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA A DISTÂNCIA. 1 ANATOMIA HUMANA GERAL APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA A DISTÂNCIA. Batatais SP Setembro 2013. Edson Donizetti Verri Centro Universitário Claretiano de Batatais

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO CÓD. DISC. 04035356 CRÉDITOS UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA DESIGN GRÁFICO EM PUBLICIDADE ETAPA 3 Período

Leia mais

Aulas expositivas, interativas, e práticas.

Aulas expositivas, interativas, e práticas. Muito mais difícil do que aprender a manejar uma câmera é aprender a ver. Saber porque ideias e imagens não existem em separado, e como podemos produzir resultados expressivos e significativos através

Leia mais

A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação

A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação Beatrice Rossotti rossottibeatrice@gmail.com Instituto de História, 9º período

Leia mais

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica A natureza da imagem fotográfica PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital - 1 Antes do desenvolvimento das câmeras digitais, tínhamos a fotografia convencional, registrada em papel ou filme, através de um processo

Leia mais

1. Pateo do Collegio conhecia não conhecia não responderam 16 18 0. 1. Pateo do Collegio gostei não gostei não responderam 33 0 1

1. Pateo do Collegio conhecia não conhecia não responderam 16 18 0. 1. Pateo do Collegio gostei não gostei não responderam 33 0 1 1. Pateo do Collegio conhecia conhecia 16 18 0 1. Pateo do Collegio gostei gostei 33 0 1 Pateo do Collegio 3% Pateo do Collegio gostei 0% conhecia 53% conhecia 47% gostei 97% Por quê? Aprendi mais sobre

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Assunto E-commerce Metodologia Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Quantidade de entrevistas realizadas: 1.652 mulheres Perfil: 18 a 50 anos Mercado: Brasil

Leia mais

TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING "TIME TO TIME" IN HERING'S MUSEUM. Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e

TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING TIME TO TIME IN HERING'S MUSEUM. Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING "TIME TO TIME" IN HERING'S MUSEUM Marli Rudnik Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e uma delas é através do acervo e das exposições dos

Leia mais

Administração e Planejamento em Serviço Social. Administração em Serviço Social Conceitos e contextualizações

Administração e Planejamento em Serviço Social. Administração em Serviço Social Conceitos e contextualizações Administração e Planejamento em Serviço Social Profa. Edilene Maria de Oliveira Administração em Serviço Social Conceitos e contextualizações Palavras chave: Administração, planejamento, organização 1

Leia mais

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL Existem infinitas maneiras de organizar, produzir e finalizar uma obra audiovisual. Cada pessoa ou produtora trabalha da sua maneira a partir de diversos fatores:

Leia mais

BLACK MÚSICA ANIMADA. FADE IN: Close de imagens variadas dos produtos da Drama Queen Make Up, mostrando suas diferentes cores, formas e texturas.

BLACK MÚSICA ANIMADA. FADE IN: Close de imagens variadas dos produtos da Drama Queen Make Up, mostrando suas diferentes cores, formas e texturas. 1 Roteiro para Institucional CLIENTE: Drama Queen Make Up PEÇA: Introdução ao treinamento/5 TÍTULO: Você faz parte desse time! ROTEIRISTA: Simone Teider VIDEO BLACK FADE IN: Close de imagens variadas dos

Leia mais

Presença das artes visuais na educação infantil: idéias e práticas correntes

Presença das artes visuais na educação infantil: idéias e práticas correntes Capítulo 15 - Artes Visuais Introdução As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentido a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por meio da organização de linhas, formas, pontos, tanto

Leia mais

NACIONALIDADE: PIS (ou número de Inscrição do Contribuinte Individual junto a Previdência Social):

NACIONALIDADE: PIS (ou número de Inscrição do Contribuinte Individual junto a Previdência Social): EDITAL DE SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARTES VISUAIS PARA REALIZAÇÃO DE EXPOSIÇÕES NA GALERIA DE ARTES DO SESC LONDRINA 2013 FICHA DE INSCRIÇÃO NOME COMPLETO/RAZÂO SOCIAL: REPRESENTANTE LEGAL: NOME ARTÍSTICO:

Leia mais

Pós-Produção. Prof. Adriano Portela

Pós-Produção. Prof. Adriano Portela Pós-Produção Prof. Adriano Portela Pós-Produção A pós-produção pode ser o aspecto menos compreendido pelo produtor. É nessa fase que as cenas e o áudio são editados e mixados para criar uma obra coerente

Leia mais

BRIEFING PROJETO DE SINALIZACÃO PARA ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO - TOM JOBIM (EMESP TOM JOBIM)

BRIEFING PROJETO DE SINALIZACÃO PARA ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO - TOM JOBIM (EMESP TOM JOBIM) BRIEFING PROJETO DE SINALIZACÃO PARA ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO - TOM JOBIM (EMESP TOM JOBIM) OBJETIVO O presente briefing destina-se à contratação de serviço para produção e instalação de

Leia mais

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO É dito no ditado popular que os olhos de uma pessoa são as janelas de sua alma, trazendo este pensamento para uma residência, podemos entender que as janelas

Leia mais

soluções ++ Escorrega!

soluções ++ Escorrega! soluções ++ Escorrega! Por: Luciana Porfírio Imagens: Eric Laignel e David Hotson Um tobogã dentro de um luxuoso apartamento? Sim, isso é possível no projeto criado por David Hotson e Ghislane Viñas em

Leia mais