REVIT ARQUITECTURE 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REVIT ARQUITECTURE 2013"

Transcrição

1 REVIT ARQUITECTURE 2013 O Revit 2013 é um software de Tecnologia BIM, que em português significa Modelagem de Informação da Construção. Com ele, os dados inseridos em projeto alimentam também um banco de dados com as informações físicas da obra. Cada um dos elementos da construção é um parâmetro de projeto, e à medida que desenhamos paredes, esquadrias, estruturas, telhados, vamos projetando em 3 dimensões, com informações relevantes à respeito da fabricação e execução de cada etapa da obra. No final do processo de projeto, além de uma maquete eletrônica, temos um projeto completo, com documentação em 2D, lista de materiais quantificada, cronograma de obra e dados para orçamento. Por que devo fazer este curso: Se você trabalha com projetos arquitetônicos ou civis, o Revit pode trazer uma otimização de tempo de até 40% em relação aos softwares CAD em 2D tradicionais. Além disso, o uso da nova tecnologia permite a interação entre equipes de fornecedores de forma muito mais simples e com a parametrização e documentação de projeto existe uma minimização dos erros de quantificações e orçamentos. O uso do Revit irá ajudálo a organizar seu processo de trabalho e fazendo este curso você estará aprendendo as ferramentas mais atuais para projetar em 3D e 2D. Público Alvo: Arquitetos Engenheiros Civis Técnicos em Edificações Projetistas Estudantes das áreas de Arquitetura, Decoração e Engenharia 1

2 PARTE 1: REVIT ARQUITECTURE BÁSICO 2013 O Curso de Revit Arquitecture Básico 2013 ensina os conceitos fundamentais para quem está começando a usar o software. O curso apresenta a interface, os conceitos de tecnologia BIM e ensina a projetar diretamente no software, em 3D, criando paredes, portas, janelas, estrutura, telhado e demais dados. O curso também aborda o sistema de famílias do Revit, fundamental para que se realize um projeto paramétrico de forma simples, e mostra como fazer a documentação em 2D, gerando plantas, cortes e fachadas, utilizar cotas e criar tabelas, organizando a prancha de plotagem. 1 - Introdução ao Revit 1.1 -Os conceitos dentro do Revit 1.2 -Conceitos básicos da interface 1.3 -Controlando e Modificando Vista e Navegando no Modelo 1.4 -Executando Tarefas Comuns 2 - Iniciando um Projeto 2.1 -Modificando Configurações do Sistema 2.2 -Modificando Configurações do Projeto 2.3 -Criando um Terreno 2.4 -Adicionando Elementos Dentro do Terreno 3 - Ferramentas de Modelagem do Revit 3.1 -Dados do Projeto 3.2 -Criação de Paredes Externas 3.3 -Criação de Pisos e Lajes 3.4 -Criação de Paredes Internas 3.5 -Criando Forros 3.6 -Criando Muro de Delimitação de Terreno 4 - Criação de Portas, Janelas e Elementos Estruturais 4.1 -Inserindo Portas 4.2 -Modificando Famílias de Portas 4.3 -Modificando Famílias de Janelas 4.4 -Inserindo Janelas 4.5 -Criando Elementos Estruturais e Arquitetônicos 5 - Criação de Telhados 5.1 -Inserindo Telhados Básicos 5.2 -Criando Madeiramentos para Telhados 5.3 -Criando Telhados com Madeiramentos 6 - Criando Escadas Arquitetônicas 6.1 -Criando os Tipos de Escadas 6.2 -Criando Escadas tipo L 2

3 7 - Documentando um Projeto 7.1 -Aplicando e Anotando Cotas 7.2 -Aplicando Textos 7.3 -Identificando Objetos de Portas e Janelas 7.4 -Definindo as Tabelas Caixilhos 7.5 -Criando e Editando Folhas de um Projeto 7.6 -Criando as Vistas para Acrescentar nas Folhas de um Projeto PARTE 2: PRANCHAS E IMPRESSÃO Prancha é uma nomenclatura utilizada para definir um projeto representado em uma folha de tamanho definido. Essas folhas podem conter informações importantes de um projeto civil ou arquitetônico (casas, edifícios, pontes, usinas hidroelétricas e outros), bem como também representações na área mecânica, aeronáutica, elétrica entre outras. Assim, as normas que visam uma correta formatação do tamanho dessas folhas é regulamentada pela ABNT. Dentro do Revit temos a opção de criar uma família de pranchas de diversos tamanhos (A0, A1, A2, A3, A4), onde podemos inserir nossos desenhos no espaço dessa folha. E para a impressão do projeto podemos usar tanto o cabeçalho de impressão do próprio Revit ou utilizar um PLUGIN de impressão para passar o projeto do computador ao papel. No Curso Revit Architecture 2013 Pranchas e Impressão você aprenderá a criar elementos dentro de uma família de Pranchas para poder ter em seu acervo pessoal os modelos e tipos de selos diferentes para essas folhas. Verá como fazer a impressão de projetos utilizando um PLUGIN de impressão chamado CutePDF Writer, pois muitas empresas de plotagem ainda não se adaptaram em introduzir o Revit em suas máquinas e este plugin acaba fazendo a função de impressão de um projeto. 1 - Introdução às Famílias de Pranchas do Revit 1.1 -Conceitos das Famílias de Pranchas dentro do Revit 1.2 -O Funcionamento de Elementos de Label e Text 1.3 -A Interface para Criação de Famílias de Pranchas 2 - Criação e Edição de Modelos de Pranchas 2.1 -Editando Famílias de Prancha dentro de um Projeto 2.2 -Editando o Modelo de Selo da Prancha 2.3 -Criando uma Família de Prancha 2.4 -Criando um Selo para Prancha Linhas e Textos 2.5 -Criando um Selo para Prancha Labels e Imagem 2.6 -Criando Modelos de Tamanhos das Pranchas 3 - Preparando o Projeto para Impressão 3.1 -Entendendo como é o Funcionamento das Vistas de um Projeto 3.2 -Criando as Vistas das Planta Baixas nas Pranchas do Projeto 3.3 -Criando as Vistas dos Cortes e Elevações nas Pranchas Projeto 3.4 -Adicionando Tabelas de Esquadrias na Prancha do Projeto 3.5 -Alterando o Posicionamento dos Nomes dos Detalhes 4 - Técnicas de Impressão dentro do Revit 4.1 -Instalando Corretamente o Plugin de Impressora PDF 4.2 -Entendendo o Funcionando do Plugin em Outros Programas 3

4 4.3 -Configurando a Impressão pelo Plugin dentro do Revit PARTE 3: RENDERIZAÇÃO Renderização é um processo digital feito para alcançar resultados de refinamento de imagens, sons, vídeos e até mesmo de páginas da web. Normalmente todos os programas que tem ferramentas de renderização, utilizam a capacidade de processamento do processador limitada, por exemplo, numa maquete eletrônica ou montando um filme com várias cenas e sons, pois não há a necessidade de usar todo o processamento nessa parte do processo. E essa capacidade de processamento é dedicada exclusivamente ao processo de renderização quando se termina totalmente ou parcialmente um trabalho qualquer. No software Revit Architecture encontramos ferramentas semi configuradas para criar essa renderização de forma mais intuitiva. O Revit é uma ferramenta fenomenal e tratando-se de renderização fotorrealista, não perde espaço com os software concorrentes e traz excelentes resultados para representação real do seu trabalho gerando renderizações com posição do sol, luzes artificiais e elementos gráficos bem detalhados. No Curso Revit Architecture 2013 Renderização você aprenderá a gerar imagens fotorreaistas com um processo simples, atingindo resultados surpreendentes. As ferramentas que serão usadas, as interfaces, o processo para inserir materiais adequados e a configuração da posição do sol e a iluminação fará de você um expert em renderização. 1 - Introdução aos Materiais e Renderização 1.1 -Janela e Interface dos Materiais 1.2 -Janela e Interface da Renderização 1.3 -Analizando a Barra de Controle de Vista 2 - Ajustando o Projeto para Renderização 2.1 -Configuração do Sol 2.2 -Adicionando Luzes Forros e Salas 2.3 -Configurando Materiais Reboco 2.4 -Importando uma Hachura para o Telhado 2.5 -Configurando Materiais Telhado 2.6 -Configurando Materiais Salas, Quartos e Cozinha 2.7 -Configurando Materiais Banheiro, Calçada e Marquise 3 - Preparando as Câmeras e Vistas Humanizadas 3.1 -Adicionando Elementos em Grupo Mobiliários 3.2 -Criando Novas Vistas Planta Baixa Humanizada 3.3 -Criando Novas Vistas Corte Vertical Humanizado 4

5 3.4 -Criando Novas Vistas Corte Horizontal Humanizado 3.5 -Posicionando Câmeras em Perspectiva Geral Externa 3.6 -Posicionando Câmeras em Perspectiva Interna 4 - Renderização do Projeto Arquitetônico 4.1 -Renderizando Externamente Sol 4.2 -Renderizando Externamente Norturno e Luzes 4.3 -Renderizando Internamente Sol 4.4 -Renderizando Internamente Noturno e Luzes PARTE 4: AMBIENTE DE MASSA O Ambiente de Massa Conceitual, é o ambiente de projeto conceitual do Revit, que fornece a flexibilidade no início do processo de qualquer projeto. Essa ferramenta ajuda os arquitetos, engenheiros estruturais e projetistas de interiores a expressarem suas idéias e criar famílias de massa paramétricas que podem ser integradas no modelo de informações de construção (BIM). Dentro do modelo de ambiente de massa, você faz pequenas modificações para manipular diretamente os pontos, arestas e superfícies de um projeto gerando as formas da construção. No software Revit Architecture encontramos ferramentas configuradas para gerar as massas conceituais que serão utilizadas para que as idéias de um arquiteto, engenheiro ou projetistas, sejam projetadas com mais detalhes ao aplicar paredes, telhados, pisos e sistemas de parede cortina. O Revit é uma ferramenta fenomenal e não perde espaço com os software concorrentes quando se trata de modelagem em ambientes de massa e a forma como você trabalha com esses ambientes. No Curso Revit Architecture 2013 Ambientes de Massa você aprenderá a gerar modelos de massa conceitual utilizando as ferramentas que o Revit proporciona, e dará aparência realística inserindo de forma simples e rápida as paredes, telhados, pisos, janelas e pele de vidro. Com a massa conceitual já criada, você verá como é fácil gerar uma tabela que mostrará pra você as áreas construídas de um projeto em potencial. 1 - Introdução à Modelagem do Ambiente de Massa 1.1 -Vantagens de Utilizar a Ferramenta de Massa 1.2 -Iniciando e Salvando o um Projeto 1.3 -Criando a Situação do Entorno do Terreno CALÇADAS 1.4 -Criando a Situação do Entorno do Terreno RUAS 1.5 -Entendendo a Interface do Massing 2 - Modelando um Ambiente de Massa Simples 2.1 -Criando uma Massa Conceitual com 20 Pavimentos COMÉRCIO 2.2 -Criando uma Massa Conceitual com 20 Pavimentos RESIDENCIAL 2.3 -Criando uma Tabela para Análise de Áreas 2.4 -Inserindo Modelos com Áreas Não Computáveis 2.5 -Adicionando um Pano de Vidro nas faces das Massas 2.6 -Adicionando Paredes ao Ambiente de Massa 2.7 -Adicionando Piso e Telhado aos Pavimentos da Massa 5

6 3 - Modelando um Ambiente de Massa Complexa 3.1 -Criando Massas Conceituais Complexas INSTITUCIONAL 3.2 -Criando uma Tabela para Análise de Áreas 3.3 -Adicionando um Pano de Vidro as Massas 3.4 -Adicionando Paredes ao Ambiente de Massa 3.5 -Adicionando Piso e Telhado aos Pavimentos da Massa Complexa 4 - Modelando Famílias para Ambientes de Massas 4.1 -Criando uma Família de Superfície Complexa 4.2 -Adicionando ao Elemento de Massa 5 - Preparando os Modelos para Apresentações 5.1 -Preparando Luzes Artificiais no Projeto RESUMIDO 5.2 -Preparando as Câmeras no Ambiente do Projeto 5.3 -Renderizando os Modelos de Ambiente de Massa 5.4 -Preparando para Apresentações em Prancha FACHADAS 5.5 -Preparando para Apresentações em Prancha CORTES E RENDERS PARTE 5: FASES DE PROJETO No Revit Architecture, a ferramenta Fases de Projeto traz o benefício de proporcionar rapidez e entendimento claro sobre as etapas de um processo construtivo. Utilizando essa ferramenta você pode preparar todas as etapas construtivas da forma mais eficiente possível. Essa ferramenta ajuda os arquitetos, engenheiros estruturais e projetistas de interiores a expressarem suas idéias fazendo um passo a passo de todas as fases construtivas, deixando de lado as incertezas. No software Revit Architecture podemos criar, representações para os elementos existentes, à construir, à demolir e as construções temporárias. No Curso Revit Architecture 2013 Fases de Projeto você aprenderá a utilizar a ferramenta Phases, onde criará as fases de qualquer projeto e determinará as representações gráficas com o Graphic Overrides. Você também aprenderá a fazer a configuração dos Phase Filters que aplicará corretamente as representações em cada detalhe, e a organizar de forma rápida a prancha de impressões com detalhes 3D e uma legenda da alvenaria. 1 - Introdução às Fases de Projeto 1.1 -Utilizando as Fases em um Projeto 1.2 -Onde usar as Fases de Projeto? 1.3 -Projeto de Reforma Utilizando as Fases de Projeto 2 - Configurando as Opções de Trabalho com Fases de Projeto 2.1 -Configurando os Line Styles 2.2 -Configurando a Graphic Overrides 2.3 -Configurando os Phase Filters 3 - Executando as Fases de Projeto em um Projeto Existente 3.1 -Definindo o que é Existente no Projeto 3.2 -Definindo o que é à Construir no Projeto 3.3 -Definindo o que Será à Demolir e à Construir Temporário 4 - Definindo os Pavimentos das Fases do Projeto 6

7 4.1 -Duplicando os Pavimentos e Definindo os Phase Filters 4.2 -Ajustando os Textos das Áreas no Projeto 4.3 -Ajustando as Visualizações dos Pisos e Forros 5 - Preparando o Projeto de Reforma para Apresentação 5.1 -Configurando a Prancha para Impressão 5.2 -Criando uma Legenda de Alvenaria 5.3 -Importando para Prancha o Projeto Existente, de Reforma e Final 5.4 -Criando Vistas 3D das Fases e Importando para Prancha 5.5 -Imprimindo Utilizando o Pluggin CutePDF Writer 7

Cronograma das Aulas do Curso Revit Structure (260h):

Cronograma das Aulas do Curso Revit Structure (260h): Para adquirir esse Combo agora e garantir seus estudos, acesse o site abaixo: http://www.escoladesoftware.com.br/combo-cursos-revitarquitetura-revit-structure-robot Cronograma das Aulas do Curso Revit

Leia mais

Arch. Daniele Ravagni Studio di Architettura

Arch. Daniele Ravagni Studio di Architettura Arch. Daniele Ravagni Studio di Architettura www.ravagnistudio.it PROPOSIÇÃO Esta proposta destina-se a arquitetos, estudantes de arquitetura e também pessoas desejosas de aprender língua italiana, que

Leia mais

Esse treinamento capacita o aluno a criar maquetes eletrônicas com alto nível de realismo.

Esse treinamento capacita o aluno a criar maquetes eletrônicas com alto nível de realismo. Formação em MAQUETE ELETRÔNICA 3d: Uma das áreas mais crescentes é o da construção civil, cada vez mais exigindo fidelidade nas apresentações dos projetos arquitetônicos. No treinamento de Maquete 3D o

Leia mais

Autodesk Revit Architecture para arquitetura de interiores Arq. Flávia Maritan BIMrevit.com

Autodesk Revit Architecture para arquitetura de interiores Arq. Flávia Maritan BIMrevit.com Autodesk Revit Architecture para arquitetura de interiores Arq. Flávia Maritan BIMrevit.com Apresentar ferramentas e recursos utilizados para desenvolvimento de projetos de arquitetura de interiores com

Leia mais

AUBR-83 Dicas e Truques. Objetivos:

AUBR-83 Dicas e Truques. Objetivos: [AUBR-83] BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia Paulo Henrique Giungi Galvão Revenda TECGRAF Consultor técnico Revit da Revenda TECGRAF AUBR-83 Dicas e Truques

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ANEXO II DO DECRETO N 80/2011 DE 02/05/2011 PARTE 01: OBRA NOVA OU AMPLIAÇÃO 1. Planta de situação

Leia mais

PROMOB ARCH PRIMEIROS PASSOS

PROMOB ARCH PRIMEIROS PASSOS PROMOB ARCH PRIMEIROS PASSOS O que compõe o software: O Promob éum software pago. A Procad eventualmente oferece preços promocionais para alunos da Universidade em função da parceria travada entre elas.

Leia mais

Visibilidade, Criação e Aplicação de Modelos de Vistas, Organização do Browser

Visibilidade, Criação e Aplicação de Modelos de Vistas, Organização do Browser Visibilidade, Criação e Aplicação de Modelos de Vistas, Organização do Browser Miriam Castanho Contier Arquitetura Esta palestra lhe mostrará: Como controlar a expressão gráfica do REVIT a partir do controle

Leia mais

2014-15 NOVIDADES DA VERSÃO. Teowin 8.0. Neste documento, apresentamos todas as novidades e melhorias incluídas na versão 8.0 do Teowin.

2014-15 NOVIDADES DA VERSÃO. Teowin 8.0. Neste documento, apresentamos todas as novidades e melhorias incluídas na versão 8.0 do Teowin. NOVIDADES DA VERSÃO Teowin 8.0 2014-15 Neste documento, apresentamos todas as novidades e melhorias incluídas na versão 8.0 do Teowin. SIMSA Servicios informáticos Mecanizaciones, S.A. c/ Sicilia 190 08013

Leia mais

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SEDE SESC-DF CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SUMÁRIO 1. OBJETIVO...03 2. DESCRIÇÃO TÉCNICA: GRAFICAÇÃO EM AUTO-CAD 2013...03 3. OBSERVAÇÕES

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO

FICHA TÉCNICA DO CURSO FICHA TÉCNICA DO CURSO PROJECTAR COM REVIT ARCHITECTURE 2014 EDIÇÃO Nº03/2014 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Projectar com Revit Architecture 2014 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER O Revit Architecture é uma plataforma

Leia mais

Plantas Industriais. Objetivo de aprendizado. Sobre o Palestrante. AutoCAD Plant 3D - Inovação em projetos de tubulação

Plantas Industriais. Objetivo de aprendizado. Sobre o Palestrante. AutoCAD Plant 3D - Inovação em projetos de tubulação Plantas Industriais Odair Maciel Dedini Indústrias de Base AutoCAD Plant 3D - Inovação em projetos de tubulação Objetivo de aprendizado Ao final desta palestra você terá condições de: Total conhecimento

Leia mais

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E AMBIENTAIS CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E AMBIENTAIS CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E AMBIENTAIS CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Projeto Arquitetônico I 2015/01 Representação de projetos de arquitetura - NBR 6492 Arquitetura

Leia mais

Eletrônica 3D. Formação em Maquete MAQUETE ELETRÔNICA 3D 1

Eletrônica 3D. Formação em Maquete MAQUETE ELETRÔNICA 3D 1 1 Formação em Maquete Eletrônica 3D A formação em Maquete Eletrônica 3D - Complete da Data 3D tem duração de 1 ano. Durante o treinamento, o aluno terá contato com as ferramentas mais utilizadas e atuais

Leia mais

www.allen.com.br BA (71) 2201-4800 DF (61) 3533-0003 ES (27) 3223-7777 GO (62) 3645-3646 MG (31) 3264-9400 MT (65) 3052-1866

www.allen.com.br BA (71) 2201-4800 DF (61) 3533-0003 ES (27) 3223-7777 GO (62) 3645-3646 MG (31) 3264-9400 MT (65) 3052-1866 PROPOSTA TREINAMENTO AUTODESK REVIT PROJETO TREINAMENTO REVIT CLIENTE DATA 28/08/2013 VALIDADE DA PROPOSTA 30/08/2013 www.allen.com.br BA (71) 2201-4800 DF (61) 3533-0003 ES (27) 3223-7777 GO (62) 3645-3646

Leia mais

Soluções Autodesk Transferência de Tecnologias

Soluções Autodesk Transferência de Tecnologias SP I PR I DF Soluções Autodesk Transferência de Tecnologias Parcerias tecnológicas, treinamentos e licenciamentos Soluções Autodesk na ENG Revit 2011 - o software para projetos de edificações para agora

Leia mais

Modelagem de informações de. construçãocapítulo1: Capítulo. Objetivo do capítulo

Modelagem de informações de. construçãocapítulo1: Capítulo. Objetivo do capítulo construçãocapítulo1: Capítulo 1 Modelagem de informações de A modelagem de informações de construção (BIM) é um fluxo de trabalho integrado baseado em informações coordenadas e confiáveis sobre um empreendimento,

Leia mais

Modelação Tridimensional Exercício nº 1 - Relatório

Modelação Tridimensional Exercício nº 1 - Relatório FAUTL 2012/2013 2º semestre Curso e turma: Mestrado Integrado em Arquitectura TMIA 2BD Nome do Aluno: Naiara Maira Amorim Carvalho Número mecanográfico: 20128254 Modelação Tridimensional Exercício nº 1

Leia mais

3 Medidas, Proporções e Cortes

3 Medidas, Proporções e Cortes 3 Medidas, Proporções e Cortes 3.1 Garagens A Figura 3.1 apresenta algumas dimensões que podem ser usadas para projetos de garagens. Em geral, para projetos residenciais, podem-se usar as dimensões de

Leia mais

3. O projeto fornecido para a modelagem paramétrica 3D

3. O projeto fornecido para a modelagem paramétrica 3D 3. O projeto fornecido para a modelagem paramétrica 3D Com finalidade de avaliar alguns aspectos da metodologia BIM e algumas das ferramentas computacionais envolvidas, buscou-se um projeto de engenharia

Leia mais

Formação. Cursos Personalizados

Formação. Cursos Personalizados Formação Formação Técnica O Desenvolvimento das competências ao longo das carreiras profissionais, é obrigatoriamente um investimento das empresas e dos seus colaboradores, contribuindo para uma rentabilidade

Leia mais

Aplicação do REVIT em estudos de viabilidade.

Aplicação do REVIT em estudos de viabilidade. . Sergio Leusin GDP Gerenciamento e Desenvolvimento de Projetos Raquel Canellas GDP Gerenciamento e Desenvolvimento de Projetos Apresentação de casos de estudo de viabilidade físico financeira com apoio

Leia mais

5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL

5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL 57 5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL O conjunto arquitetônico da residência de Antônio de Rezende Costa, que hoje abriga a Escola Estadual Enéas de Oliveira Guimarães foi pelos autores do presente

Leia mais

DESENHOAUXILIADO PORCOMPUTADOR. PaolaCaliariFerariMar ns

DESENHOAUXILIADO PORCOMPUTADOR. PaolaCaliariFerariMar ns DESENHOAUXILIADO PORCOMPUTADOR PaolaCaliariFerariMar ns INFRAESTRUTURA Autora Paola Caliari Ferrari Martins Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 1999.

Leia mais

FUNCIONAL TOPOGRAFIA SOLAR/ PRIMEIRA METADE DO TERRENO E O INFERIOR LOCADO MAIS A

FUNCIONAL TOPOGRAFIA SOLAR/ PRIMEIRA METADE DO TERRENO E O INFERIOR LOCADO MAIS A FUNCIONAL IMPLANTAÇÃO IDENTIFICAR COMO SE DÁ A OCUPAÇÃO DA PARCELA DO LOTE, A DISPOSIÇÃO DO(S) ACESSO(S) AO LOTE; COMO SE ORGANIZA O AGENCIAMENTO, UMA LEITURA DA RUA PARA O LOTE ACESSO SOCIAL ACESSO ÍNTIMO

Leia mais

PROJETOS EM ALVENARIA ESTRUTURAL: MODULAÇÃO E COMPATIBILIZAÇÃO

PROJETOS EM ALVENARIA ESTRUTURAL: MODULAÇÃO E COMPATIBILIZAÇÃO PROJETOS EM ALVENARIA ESTRUTURAL: MODULAÇÃO E COMPATIBILIZAÇÃO PRINCIPÍOS BÁSICOS PARA PROJETOS/ MODULAÇÃO E COMPATIBILIZAÇÃO EM ALVENARIA ESTRUTURAL EM BLOCOS DE CONCRETO ARQUITETA NANCI CRUZ MODULAÇÃO

Leia mais

Estratégias: Workflow, Melhores Práticas. De Working Views aos desenhos finais

Estratégias: Workflow, Melhores Práticas. De Working Views aos desenhos finais Estratégias: Workflow, Melhores Práticas. De Working Views aos desenhos finais Renato Carvalheira RAF Arquitetura Projetos de Arquitetura, Edificações e Construção Civil Objetivo do aprendizado Ao final

Leia mais

PROGRAMA HABITACIONAL NOVO PRODUTO

PROGRAMA HABITACIONAL NOVO PRODUTO PROGRAMA HABITACIONAL NOVO PRODUTO Produto Aquisição de empreendimentos habitacionais na planta Sem custos de comercialização para o construtor Recursos do Fundo do Novo Programa Habitacional Público Alvo:

Leia mais

Desenho Auxiliado por Computador Aula 2. Professora: Priscila Medeiro

Desenho Auxiliado por Computador Aula 2. Professora: Priscila Medeiro Desenho Auxiliado por Computador Aula 2 Professora: Priscila Medeiro O que é CAD? Desenho auxiliado por computador Sistema baseado em desenho Facilita o Projeto e Desenhos Técnicos Utilizados pela geologia,

Leia mais

UniVap - FEAU CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof. Minoru Takatori ESTUDO PRELIMINAR

UniVap - FEAU CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof. Minoru Takatori ESTUDO PRELIMINAR 1 ESTUDO PRELIMINAR OBJETIVOS Analise e avaliação de todas as informações recebidas para seleção e recomendação do partido arquitetônico, podendo eventualmente, apresentar soluções alternativas. Tem como

Leia mais

O Programa. Construir o ambiente. Acesso ao programa

O Programa. Construir o ambiente. Acesso ao programa Manual de Uso 1 O Programa O Tok3D é uma ferramenta para realização de projetos de decoração empregando recursos avançados de modelagem 3D. Desenvolvido na plataforma gráfica Unity um aplicativo baixado

Leia mais

A base do BIM para engenharia estrutural. Autodesk Revit. Structure 2010

A base do BIM para engenharia estrutural. Autodesk Revit. Structure 2010 A base do BIM para engenharia estrutural. Autodesk Revit Structure 2010 Melhore a Eficácia, a Precisão e a Coordenação O software Autodesk Revit Structure oferece modelagem simultânea para projeto estrutural,

Leia mais

Soluções Autodesk Transferência de Tecnologias. Parcerias tecnológicas, treinamentos e licenciamentos

Soluções Autodesk Transferência de Tecnologias. Parcerias tecnológicas, treinamentos e licenciamentos Soluções Autodesk Transferência de Tecnologias Parcerias tecnológicas, treinamentos e licenciamentos Soluções Autodesk na ENG AutoCAD 2010 - o software AutoCAD para arquitetos. Criação, coordenação e colaboração

Leia mais

14/05/2015 AVALIAÇÃO DOS PROJETOS EDI 64 ARQUITETURA E URBANISMO_ 2015. Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille

14/05/2015 AVALIAÇÃO DOS PROJETOS EDI 64 ARQUITETURA E URBANISMO_ 2015. Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille AVALIAÇÃO DOS PROJETOS Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille 14/05/2015 1 EDI 64 ARQUITETURA E URBANISMO_ 2015 Avaliação: o Conceitos de projeto (I: 50%, II: 50% e para Exame: 30%) o Representação gráfica

Leia mais

PLANTA BAIXA AULA 09. O que é um Projeto Arquitetônico?

PLANTA BAIXA AULA 09. O que é um Projeto Arquitetônico? PLANTA BAIXA AULA 09 Projetos de Arquitetura: Conceitos e Representações 1 O que é um Projeto Arquitetônico? conjunto de passos normativos, voltados para o planejamento formal de um edifício qualquer,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA CEG212- TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO DIGITAL 3D

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA CEG212- TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO DIGITAL 3D UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA CEG212- TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO DIGITAL 3D Prof a. Luzia Vidal de Souza Prof. Márcio Henrique de Sousa Carboni 2015 SUMÁRIO 1. BIM...

Leia mais

Desenho Técnico. Eng. Agr. Prof. Dr. Cristiano Zerbato. Planta Baixa

Desenho Técnico. Eng. Agr. Prof. Dr. Cristiano Zerbato. Planta Baixa Desenho Técnico Eng. Agr. Prof. Dr. Cristiano Zerbato Planta Baixa PROJETO ARQUITETÔNICO: PLANTAS E VISTAS Profª. Ms. Laura Ludovico de Melo ENG1051 PROJETO ARQUITETÔNICO: PLANTAS E VISTAS Planta Baixa:

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA MURO CERCA

Leia mais

Tutorial Básico Autodesk Revit Architecture 2011 Primeiros Passos no Revit

Tutorial Básico Autodesk Revit Architecture 2011 Primeiros Passos no Revit Tutorial Básico Autodesk Revit Architecture 2011 Primeiros Passos no Revit Tutorial ensinando os princípios básicos para a elaboração de um projeto arquitetônico para documentação e publicação. Daniel

Leia mais

ELEVAÇÕES OU FACHADAS

ELEVAÇÕES OU FACHADAS ELEVAÇÕES OU FACHADAS 1- CONCEITUAÇÃO Elevações ou fachadas são elementos gráficos componentes de um projeto de arquitetura, constituídos pela projeção das arestas visíveis do volume sobre um plano vertical,

Leia mais

Como Gerar documento em PDF com várias Imagens

Como Gerar documento em PDF com várias Imagens Como Gerar documento em PDF com várias Imagens Para Gerar documento em PDF com várias Imagens, temos que seguir dois passos: 1. Inserir Imagens no Word 2. Gerar PDF a partir de documento do Word 1- Inserir

Leia mais

Multidisciplinar - Criação de Cenários 3D para Games utilizando os produtos da Autodesk

Multidisciplinar - Criação de Cenários 3D para Games utilizando os produtos da Autodesk Multidisciplinar - Criação de Cenários 3D para Games utilizando os produtos da Autodesk Luis Leonardo Baratella Revenda Tecgraf Campinas/Santos Especialista em Multimídia Paulo Henrique Giungi Galvão Revenda

Leia mais

DESENHOS UTILIZADOS NA REPRESENTAÇÃO DOS PROJETOS ARQUITETÔNICOS DE EDIFICAÇÕES

DESENHOS UTILIZADOS NA REPRESENTAÇÃO DOS PROJETOS ARQUITETÔNICOS DE EDIFICAÇÕES DESENHOS UTILIZADOS NA REPRESENTAÇÃO DOS PROJETOS ARQUITETÔNICOS DE EDIFICAÇÕES Na representação dos projetos de edificações são utilizados os seguintes desenhos: _ Planta de situação _ Planta de localização

Leia mais

Código da Disciplina CCE0047. e-mail: prof.clelia.fic@gmail.com http://cleliamonasterio.blogspot.com/

Código da Disciplina CCE0047. e-mail: prof.clelia.fic@gmail.com http://cleliamonasterio.blogspot.com/ Código da Disciplina CCE0047 e-mail: prof.clelia.fic@gmail.com http://cleliamonasterio.blogspot.com/ AULA 4 PLANTA BAIXA Representação de projetos de arquitetura NBR- 6492: REPRESENTAÇÃO DE ELEMENTOS CONSTRUTIVOS:

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA BAIRRO

Leia mais

Marcos Bandeira de Oliveira. Novatec

Marcos Bandeira de Oliveira. Novatec Marcos Bandeira de Oliveira Novatec Copyright 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE PAINÉIS EM LIGHT STEEL FRAME

PADRONIZAÇÃO DE PAINÉIS EM LIGHT STEEL FRAME PADRONIZAÇÃO DE PAINÉIS EM LIGHT STEEL FRAME ANITA OLIVEIRA LACERDA - anitalic@terra.com.br PEDRO AUGUSTO CESAR DE OLIVEIRA SÁ - pedrosa@npd.ufes.br 1. INTRODUÇÃO O Light Steel Frame (LSF) é um sistema

Leia mais

Dicas de uso - Render Up

Dicas de uso - Render Up Dicas de uso - Render Up (versão 3.6.7 ou superior) Desenvolvido por: Promob Software Solutions Rua dos Cinamomos - 517 - Cinquentenário CEP 95012-140 - Caxias do Sul - RS Brasil Fone/Fax: 54 3209 9200

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Tipologia Construtiva Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. TIPOLOGIA CONSTRUTIVA 1 SUB HABITAÇÃO 1.1- Sub-habitação Compostos

Leia mais

É neste pequeno e muito charmoso chalé abraçado pela natureza que o proprietário descansa e recarrega as energias para voltar ao trabalho

É neste pequeno e muito charmoso chalé abraçado pela natureza que o proprietário descansa e recarrega as energias para voltar ao trabalho chalés Refugiado na mata É neste pequeno e muito charmoso chalé abraçado pela natureza que o proprietário descansa e recarrega as energias para voltar ao trabalho Texto: Daniella Grinbergas Fotos: Pedro

Leia mais

(A) I, III e IV. (B) II, III e IV. (C) I e IV. (D) I, II e III. (E) I, II, III e IV.

(A) I, III e IV. (B) II, III e IV. (C) I e IV. (D) I, II e III. (E) I, II, III e IV. Técnico de Laboratório / Área: Engenharia Civil/Projetos ==Questão 26==================== Analise a perspectiva isométrica apresentada abaixo: Assinale a alternativa que contém as vistas ortográficas correspondentes:

Leia mais

Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço

Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço Maria Emília Penazzi mepenazzi@yahoo.com.br Prof. Dr. Alex Sander Clemente

Leia mais

Dialux evo Cálculo de Iluminação artificial para ambientes

Dialux evo Cálculo de Iluminação artificial para ambientes Dialux evo Cálculo de Iluminação artificial para ambientes Esse guia de prático de acompanhamento e consulta visa balizar as aulas apresentadas através das vídeo aulas. É fundamental que você assista em

Leia mais

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno 3.3 O Largo do Carmo e seu entorno O Largo do Carmo, como ainda é conhecido o espaço público na frente das igrejas da Ordem Primeira e Terceira do Carmo, e ao lado do Teatro Vasques. Seu entorno conserva

Leia mais

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Autorizado plea Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU de 30/08/10 PLANO DE CURSO

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Autorizado plea Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU de 30/08/10 PLANO DE CURSO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Autorizado plea Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU de 30/08/10 Faculdade Independente do Nordeste Componente Curricular: COMPUTAÇÃO GRÁF. APLICADA À ARQUITETURA I Código:

Leia mais

A contribuição do BIM para a representação do ambiente construído

A contribuição do BIM para a representação do ambiente construído Análise e representação em contextos diversos: projeto, técnica e gestão do ambiente construído A contribuição do BIM para a representação do ambiente construído HIPPERT, Maria Aparecida Steinherz (1)

Leia mais

Aplicações do AutoCAD Plant 3D em Energias Renováveis

Aplicações do AutoCAD Plant 3D em Energias Renováveis Aplicações do AutoCAD Plant 3D em Energias Renováveis Diogenes Paranhos Andritz Hydro Inepar do Brasil S.A. Glycon Barros / Breno Miranda / Phillip Morais - Fluenge Engenharia de Fluídos Benefícios práticos

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Totalmente erguida em alvenaria estrutural, Obra racionalizada ARQUITETURA

Totalmente erguida em alvenaria estrutural, Obra racionalizada ARQUITETURA ARQUITETURA Obra racionalizada A alvenaria estrutural reduziu os custos da construção deste sobrado, que, apesar do método construtivo, tem cômodos integrados, no maior estilo contemporâneo POR CÍNTIA

Leia mais

Pág. 1 de 9 geral@cadtresd.pt http://www.cadtresd.pt Room Player

Pág. 1 de 9 geral@cadtresd.pt http://www.cadtresd.pt Room Player Pág. 1 de 9 1. Room Player Room Player é um software dedicado às vendas em rede, aos particulares, aos arquitetos de interior e profissionais do imobiliário. O Room Player é assim um Software 3D para layout

Leia mais

com 45 mil De roupa nova Antes antes e depois

com 45 mil De roupa nova Antes antes e depois antes e depois Texto: M.N.Nunes Fotos: divulgação (antes)/jomar Bragança (depois) De roupa nova com 45 mil A ardósia deu lugar ao porcelanato e ao mármore, as esquadrias de ferro desapareceram e o vidro

Leia mais

1º CONCURSO SEU PROJETO NA TOLEDO PRUDENTE IDÉIAS CRIATIVAS PARA A SALA DE METODOLOGIAS ATIVAS

1º CONCURSO SEU PROJETO NA TOLEDO PRUDENTE IDÉIAS CRIATIVAS PARA A SALA DE METODOLOGIAS ATIVAS 1º CONCURSO SEU PROJETO NA TOLEDO PRUDENTE IDÉIAS CRIATIVAS PARA A SALA DE METODOLOGIAS ATIVAS CONCURSO SEU PROJETO NA TOLEDO PRUDENTE O QUE É? O concurso SEU PROJETO na Toledo Prudente faz parte de um

Leia mais

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações Edição: 5132010 Litoral Paulista, sexta-feira, 20 de agosto Página: 1 Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações w w w. u s i m i n a s.

Leia mais

Emprego da Realidade Virtual como ambiente de trabalho para a Arquitetura e Engenharia Civil 1 - Introdução

Emprego da Realidade Virtual como ambiente de trabalho para a Arquitetura e Engenharia Civil 1 - Introdução Emprego da Realidade Virtual como ambiente de trabalho para a Arquitetura e Engenharia Civil Francisco Assis da Silva Faculdade de Informática - UNOESTE Rua: José Bongiovani, 700, Cidade Universitária,

Leia mais

Tags de Portas e Janelas Para o Padrão Brasileiro

Tags de Portas e Janelas Para o Padrão Brasileiro Fabrício Ferreira Arquiteto Urbanista Ajustar os TAGs de portas e janelas que o Revit já possui aos padrões brasileiros. Criaremos dois tipos de TAGs, um com indicação do tipo de porta e janela (ex.: P01,

Leia mais

BIM: Building Information Modeling

BIM: Building Information Modeling BIM - Informação digital R e v o l u c i o n a n d o a D i n â m i c a d e P r o j e t o s BIM (Building Information Modeling) é uma nova abordagem de projeto utilizada pelas indústrias de arquitetura,

Leia mais

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO

PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO PORTAS E JANELAS: A LIGAÇÃO DA CASA COM O MUNDO É dito no ditado popular que os olhos de uma pessoa são as janelas de sua alma, trazendo este pensamento para uma residência, podemos entender que as janelas

Leia mais

Eng. Paulo Sanchez Diretor da Sinco Engenharia Ltda. Caso Sinco na Implantação do BIM

Eng. Paulo Sanchez Diretor da Sinco Engenharia Ltda. Caso Sinco na Implantação do BIM Eng. Paulo Sanchez Diretor da Sinco Engenharia Ltda. Caso Sinco na Implantação do BIM BIM SINCO IMPLANTAÇÃO BIM CASOS DE SUCESSO SINCO BIM PROCESSO INTEGRADO Sinco Empresa 26 Anos no mercado da construção

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS 1 AUTORIZAÇÕES E CADASTRAMENTO Para entrada de profissionais e execução de serviços como LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO e SONDAGEM, será necessária a autorização por

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 Na aula anterior, vimos sobre: a) Janela de comando b) Gerenciador de Projetos c) Database Designer e Table Designer Prosseguiremos então a conhecer as ferramentas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Nova Instalação da SEMMAC LOCAL: Rua Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 2338. Setor Ipanema. Catalão GO TIPO DE SERVIÇO: Reforma e Ampliação. 1.0 INTRODUÇÃO A finalidade do presente

Leia mais

Contato: tel.: (11) 3456-9505 / (11) 97682-8675 arquitetacristina.mb@gmail.com

Contato: tel.: (11) 3456-9505 / (11) 97682-8675 arquitetacristina.mb@gmail.com Contato: tel.: (11) 3456-9505 / (11) 97682-8675 arquitetacristina.mb@gmail.com DADOS PESSOAIS: Nacionalidade: Brasileira Nascida em: 05/03/1990 Estado Civil: Casada Endereço: Rua Rubens Coelho de Godói

Leia mais

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo Migração de sistemas antigos Avançando para um futuro competitivo A automação e controle é um dos mais importantes investimentos para garantir o sucesso da manufatura de qualquer indústria. Porém, por

Leia mais

Integração Laser Scanner - BIM

Integração Laser Scanner - BIM Fernando Cesar Ribeiro Toppar Engenharia de Levantamentos Marcelo Nepomuceno Uso da nuvem de pontos geradas em levantamentos por Laser Scanner para modelagem de geometria e informações para construção

Leia mais

PRÉ-REQUISITOS CARGA-HORÁRIA A QUEM SE DESTINA:

PRÉ-REQUISITOS CARGA-HORÁRIA A QUEM SE DESTINA: EMENTA: INTRODUÇÃO AO BROFFICE/LIBREOFFICE Visão geral do BrOffice/LibreOffice; Por que usar o BrOffice? Instalando o BrOffice/LibreOffice; Iniciando o BrOffice/LibreOffice; A partir de documento existente;

Leia mais

Pioneirismo e economia e economia de custos ao mesmo tempo. Luciana Tamaki

Pioneirismo e economia e economia de custos ao mesmo tempo. Luciana Tamaki Artecnica Case Hospital Unimed em Caxias do Sul Pioneirismo e economia e economia de custos ao mesmo tempo Luciana Tamaki Caxias do Sul é uma cidade brasileira no estado do Rio Grande do Sul com aproximadamente

Leia mais

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

Tutorial Windows Movie Maker. Grupo de Educação Tutorial da Engenharia Computacional

Tutorial Windows Movie Maker. Grupo de Educação Tutorial da Engenharia Computacional Tutorial Windows Movie Maker Grupo de Educação Tutorial da Engenharia Computacional Fazendo o download do Windows Movie Maker Digite : http://windows.microsoft.com/pt-br/windows-live/moviemaker#t1=overview

Leia mais

Integração das soluções Autodesk no processo BIM

Integração das soluções Autodesk no processo BIM Rafael Giovannini Maccheronio Best Software A partir deste ano (FY12), a Autodesk passa a disponibilizar a seus clientes pacotes de software(suites) compostas por diversos software. Essa sessão tem por

Leia mais

Etapas do Projeto de Arquitetura. Normas técnicas. Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura. Folhas de desenho

Etapas do Projeto de Arquitetura. Normas técnicas. Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura. Folhas de desenho Etapas do Projeto de Arquitetura Normas técnicas Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - FAU Departamento de Projeto,

Leia mais

Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura

Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura PLANTA BAIXA E ELEVAÇÕES a) Planta de Situação b) Planta de Locação (ou Implantação) c) Planta de Edificação (Planta Baixa) d) Corte a) Resulta do corte da

Leia mais

Tutorial Gerar arquivo PDF. Gerando um documento pdf com várias imagens 1- Inserir imagem no Word

Tutorial Gerar arquivo PDF. Gerando um documento pdf com várias imagens 1- Inserir imagem no Word Tutorial Gerar arquivo PDF. Com o objetivo de simplificar e diminuir o tamanho de arquivos anexos nos projetos, elaboramos um pequeno tutorial mostrando como gerar um único arquivo no formato pdf contendo

Leia mais

Projeto 4D: Gerenciamento e Simulação de projetos industriais com o Autodesk Navisworks

Projeto 4D: Gerenciamento e Simulação de projetos industriais com o Autodesk Navisworks Projeto 4D: Gerenciamento e Simulação de projetos industriais com o Autodesk Navisworks Diego de Oliveira Potapczuk teewe Serão apresentadas as soluções desenvolvidas pela teewe sobre a plataforma do Navisworks,

Leia mais

PRIDE IPIRANGA RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS CIVIS PERÍODO OUTUBRO DE 2015

PRIDE IPIRANGA RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS CIVIS PERÍODO OUTUBRO DE 2015 PERÍODO OUTUBRO DE 2015 Andamento das Obras Execução dos barracões e Mobilização de canteiro de obras quantidade a executar 70% - quantidade acumulada ao final do período 70%; Durante o período executaremos

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA. São José dos Campos, 17/02/ 2012.

RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA. São José dos Campos, 17/02/ 2012. INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO São José dos Campos, 17/02/ 2012. Nome do Aluno: Gabriela Nobre Pedreira da Costa 1 INFORMAÇÕES GERAIS Estagiário

Leia mais

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA: BrOffice Impress terceira parte Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer a integração dos softwares do BrOffice; Aprender a trabalhar no slide mestre; Utilizar interação entre

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia em Abrantes Santarém

Dossier Promocional. Moradia em Abrantes Santarém Dossier Promocional Moradia em Abrantes Santarém 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6. Contactos

Leia mais

Guia de Referência Complementar ao manual do ARCHUS

Guia de Referência Complementar ao manual do ARCHUS D+ Design Plus Guia de Referência Complementar ao manual do ARCHUS - software para desenvolvimento de projetos versão D+ - Design Plus Guia de Referência Desenvolvido por: www.dynamiccad.com.br Todos os

Leia mais

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

Modulação Automática de Edifícios em Alvenaria Estrutural com a utilização da Plataforma CAD: Programa AlvMod

Modulação Automática de Edifícios em Alvenaria Estrutural com a utilização da Plataforma CAD: Programa AlvMod Modulação Automática de Edifícios em Alvenaria Estrutural com a utilização da Plataforma CAD: Programa AlvMod Davi Fagundes Leal 1,, Rita de Cássia Silva Sant Anna Alvarenga 2, Cássio de Sá Seron 3, Diôgo

Leia mais

EDIFÍCIO SALUTE 1- ACABAMENTOS DAS UNIDADES AUTÔNOMAS PAVIMENTO TIPO SEM ACABAMENTO

EDIFÍCIO SALUTE 1- ACABAMENTOS DAS UNIDADES AUTÔNOMAS PAVIMENTO TIPO SEM ACABAMENTO EDIFÍCIO SALUTE LOCALIZAÇÃO: RUA DONA MARIETA LAJES Nº 150,FAROL, MACEIÓ - AL EMPREENDIMENTO: é composto por 20 (vinte) pavimentos, sendo, 01(um) subsolo, 01(um) pilotis e 18 (dezoito) pavimentos tipos.

Leia mais

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU $,'(GR5HSRUW0DQDJHU Neste capítulo vamos abordar o ambiente de desenvolvimento do Report Manager e como usar os seus recursos. $FHVVDQGRRSURJUDPD Depois de instalado o Report Manager estará no Grupo de

Leia mais

Código da Disciplina CCE0047 AULA 3. e-mail: prof.clelia.fic@gmail.com http://cleliamonasterio.blogspot.com/

Código da Disciplina CCE0047 AULA 3. e-mail: prof.clelia.fic@gmail.com http://cleliamonasterio.blogspot.com/ Código da Disciplina CCE0047 AULA 3 e-mail: prof.clelia.fic@gmail.com http://cleliamonasterio.blogspot.com/ Representação de projetos de arquitetura NBR- 6492: INFORMAÇÕES NA PRANCHA: Nome dos ambientes:

Leia mais

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 BELO HORIZONTE MG Apresentação: Condomínio Edifício Afonso Pena, 2.300 Endereço: Afonso Pena, 2.300 Bairro: Centro Esquina com Rio Grande do Norte Belo Horizonte BH Localização:

Leia mais

Etapas e Serviços da Construção

Etapas e Serviços da Construção Especificação da Construção Capítulo 2 Etapas e Serviços da Construção 2.1 Introdução Antes de qualquer outra coisa, e dispondo basicamente do conjunto de documentos contendo a especificação da obra, um

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

Parque do Engenho Central e Mirante 2002

Parque do Engenho Central e Mirante 2002 Anexo 1.34 Parque do Engenho Central e Mirante 2002 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rua Maurice Allain, 454, Vila Rezende, Piracicaba SP, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: final da década

Leia mais

ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO

ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO Através dos dois maiores softwares para criação de personagens e edição de filmes aprenda a dar os primeiros passos no universo cinematográfico. Este curso aborda também toda técnica

Leia mais

Versão 3.2. 1. Apresentação. Parte I. Vivaldo Armelin Júnior

Versão 3.2. 1. Apresentação. Parte I. Vivaldo Armelin Júnior Versão 3.2 2010 1. Apresentação Parte I Vivaldo Armelin Júnior Esta é a janela principal do BrOffice Impress. Um programa para edição de apresentações, que é livre, seu código é aberto e ainda... grátis.

Leia mais