Como o Departamento Jurídico pode Auxiliar a Empresa em Tempos de Crise

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Como o Departamento Jurídico pode Auxiliar a Empresa em Tempos de Crise"

Transcrição

1 Como o Departamento Jurídico pode Auxiliar a Empresa em Tempos de Crise 1

2 Artes Médicas Artmed Grupo A Expandiu seus negócios para o ramo da educação Adaptou-se às mudanças do mercado Transformou-se e cresceu por meio do empreendedorismo e da administração Caso de sucesso em tempos de crise 2

3 Produto Mercado Competência Utilização adequada de recursos Todos componentes da administração 3

4 Orçamento Ajustado Pouco espaço para melhorias Instabilidade e desconfiança Medo do futuro Insatisfação 4

5 Melhor utilização de recursos Prosperidade Gestão mais eficaz dos riscos Melhora no clima e na comunicação interna Aumento da previsibilidade, um dos maiores perigos para empresas em crise 5

6 Termos como executivos do Direito ou Advogado Executivo estão cada vez mais presentes Capacidade para administrar em todos os níveis Conhecer Governança Corporativa, budget, plano de ação, Compliance, etc. Advogado empresarial precisa utilizar recursos administrativos 6

7 Pode ser entendido de duas formas: Sentido estrito: controle anticorrupção, código de ética, comissão investigativa Sentido amplo: adequação de uma ação a um determinado procedimento preestabelecido Em sentido amplo, o Compliance não limita-se ao controle anticorrupção, mas volta-se para a estratégia e visa o equilíbrio entre o desempenho e conformidade 7

8 Origina-se do termo To comply, que significa cumprir, realizar o que foi imposto Prevenção em tempo real e fiscalização de procedimentos internos É um componente do GRC: Governança, gestão de Riscos e Compliance 8

9 Governança: assume Gestão de Riscos: Detecta e administra; Compliance : Transforma em riscos calculados Governança Gestão de Riscos Riscos Compliance 9

10 Caso aprovada, as contratantes deverão fiscalizar o cumprimento dos direitos trabalhistas e previdenciários pelas contratadas, sob pena de responsabilidade solidária As contratadas deverão oferecer garantia de 4% do valor do contrato Os empregados das contratadas deverão ter acesso ao restaurante e transporte da contratante Contratadas devem recolher antecipadamente parte dos tributos 10

11 Questões que serão respondidas com o Compliance: Há um procedimento padrão para contratação de terceiros? O procedimento prevê a utilização de um contrato padrão da empresa? O contrato padrão foi utilizado? Houve análise e sugestão de mudanças pelo Jurídico? As solicitações foram aceitas? Qual o risco da negativa de alguma destas solicitações? A prestadora é economicamente sólida? É possível fiscalizar os pagamentos dos direitos trabalhistas e previdenciários?. Quais os motivos por não seguir este procedimento? Quais os riscos? Qual o plano de ação para que seja seguido? 11

12 Comunicação: ações de conscientização e canal de ética Treinamentos: Adequação das ações aos procedimentos Verificação e solução de conflitos: canal de ética auxilia na identificação de conflitos Monitoramento constante da legislação: Evita novos riscos imprevistos Comitê e Código de Ética 12

13 Recebe, investiga e delibera sobre as denúncias recebidas Desenvolve políticas para a promoção da ética Divulga, treina e orienta a aplicação das regras Atualiza as políticas e procedimentos Apresenta os indicadores 13

14 Conjunto de políticas, diretrizes e procedimentos consolidados em um manual. Processos de admissão e demissão Desenvolvimento profissional Lealdade Saúde e segurança do trabalho Consciência ambiental Cada empresa cria seu Código baseado em seus valores, princípios e legislação aplicável 14

15 Quantidade de desconformidades número de denúncias feitas x solucionadas tipos de denúncia mais comuns Treinamentos Avaliação do nível de aceitação do programa na empresa redução das ações cíveis/trabalhistas 15

16 Demonstrar comprometimento ao mercado da melhoria de seus processos Preservar sua imagem perante acionistas e sociedade Prevenir fraudes, erros e multas Aumentar a previsibilidade dos atos da empresa e suas consequências Criar planos de ação e melhorias constantes Melhorar a comunicação interna Reduzir ações, especialmente trabalhistas Melhorar o clima organizacional Auxiliar na gestão de pessoas 16

17 Coibir e combater a corrupção, suborno e lavagem de dinheiro Objetivos Principal alteração da lei A quem se aplica Alguns atos coibidos Contar com uma legislação anticorrupção em padrões internacionais Responsabilização objetiva de pessoas jurídicas pela prática de atos de corrupção. Pessoas jurídicas e físicas, mas a responsabilização objetiva somente às Jurídicas Oferecer ou dar vantagem indevida a agente público ou relacionados; Sanções administrativas Frustrar, fraudar, impedir Licitações; Multa: Entre 0,1% e 20% do faturamento bruto do ano anterior à investigação ou R$ 6.000,00 a R$ ,00; Reparação integral do dano causado; Publicação da decisão condenatória e inclusão nas listas nacionais de empresas corruptas; Restrição aos direitos de contratar com o setor público; Perdimento de bens, direitos ou valores; Suspensão ou interdição parcial de suas atividades; Sanções judiciais Dissolução compulsória da pessoa jurídica; e, Proibição de receber incentivos, subsídios, subvenções, doações ou empréstimos de órgãos públicos. 17

18 A existência do Compliance será levada em consideração na aplicação das sanções. Deve-se estabelecer uma área de compliance com autonomia Criar mecanismos para evitar desvios de conduta Aprimorar controles internos Implementar mecanismos de fiscalização interna 18

19 O Compliance detecta conflitos internos por meio de denúncias no canal de ética Conflitos entre departamentos, diretores, acionistas, etc. A Mediação pode ser utilizada para solucionar estes conflitos Solução eficaz, porém, pouco utilizada atualmente As soluções dos conflitos criam conscientização e respeito entre colaboradores e melhoram a empresa 19

20 A administração é vital para o sucesso da empresa e os advogados corporativos precisam utilizá-la O Compliance é uma melhoria com baixo custo e que impacta em diversos fatores importantes para as empresas O Compliance não necessita limitar-se aos controles anticorrupção Transforma os riscos em riscos calculados, melhora a comunicação, detecta conflitos, reduz sanções e penalidades Cria códigos de conduta e fiscaliza sua utilização Melhora a previsibilidade das consequências dos atos da empresa 20

21 Tiago Alegretti Departamento Jurídico Grupo A 21

A NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO LEI Nº DE 1º DE AGOSTO DE 2013 DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 29 DE JANEIRO DE 2014

A NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO LEI Nº DE 1º DE AGOSTO DE 2013 DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 29 DE JANEIRO DE 2014 A NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO LEI Nº 12.846 DE 1º DE AGOSTO DE 2013 DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 29 DE JANEIRO DE 2014 LEI Nº 12.846/2014 Dispõe sobre a responsabilização administrativa e civil de pessoas jurídicas

Leia mais

AS ESTRATÉGIAS DE COMPLIANCE E IMPORTÂNCIA PARA A EMPRESA. Advª. Cláudia Bressler

AS ESTRATÉGIAS DE COMPLIANCE E IMPORTÂNCIA PARA A EMPRESA. Advª. Cláudia Bressler AS ESTRATÉGIAS DE COMPLIANCE E IMPORTÂNCIA PARA A EMPRESA Advª. Cláudia Bressler Origem Supervisão ineficiente; Falhas de monitoramento; Falta de controle; e Ausência de ações éticas estiveram relacionadas

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Normativo Interno Nº Páginas 12 (Doze) Caráter Data da Aprovação Promotor: Aprovado por: Política de Responsabilidade Socioambiental 30/09/2.015 Departamento

Leia mais

Programa de Compliance

Programa de Compliance Programa de Compliance O que é compliance? Origem: to comply, tradução aproximada: conformidade Em poucas palavras significa observar determinadas normas ou comportar-se de forma a não perturbar a ordem

Leia mais

Lei Anticorrupção

Lei Anticorrupção Lei 12.846 Anticorrupção Comentar a abrangência e alguns tópicos da Lei que prevê punições para as empresas que cometerem atos de corrupção contra a Administração Pública. O que é Corrupção? Ato de corromper

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO VERSÃO NOV/2014 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. DEFINIÇÕES... 3 3. PÚBLICO-ALVO... 5 4. VEDAÇÕES... 5 5. ATOS PREVENTIVOS... 6 6. CANAL DE DENÚNCIAS... 7 7. PROTEÇÃO A DENUNCIANTES...

Leia mais

POLÍTICA PARA A PREVENÇÃO DE DELITOS 19 de julho de 2018.

POLÍTICA PARA A PREVENÇÃO DE DELITOS 19 de julho de 2018. 1 POLÍTICA PARA A PREVENÇÃO DE DELITOS 19 de julho de 2018. O Conselho de Administração da NEOENERGIA S.A. ("NEOENERGIA" ou Companhia ) tem a responsabilidade de formular a estratégia e aprovar as Políticas

Leia mais

GRC Governança Risco e Compliance

GRC Governança Risco e Compliance GRC Governança Risco e Compliance 2 Implantação do GRC- Governança, Riscos e Compliance Lei das Estatais: 13.303/16 Conceito do GRC Integração dos processos dentro de uma organização, fazendo com que a

Leia mais

MENSAGEM DA ALTA ADMINISTRAÇÃO

MENSAGEM DA ALTA ADMINISTRAÇÃO MENSAGEM DA ALTA ADMINISTRAÇÃO Caros colaboradores, clientes e demais públicos relacionados com a nossa empresa. Percebendo uma mudança na moderna governança coorporativa e diante de um cenário complexo

Leia mais

POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E À FRAUDE

POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E À FRAUDE POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E À FRAUDE 11/08/2017 INFORMAÇÃO PÚBLICA SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIAS... 3 4 CONCEITOS... 4 5 DIRETRIZES... 5 6 ORIENTAÇÕES GERAIS...

Leia mais

Relevância das Práticas de Compliance diante da Lei Anticorrupção Brasileira. Gustavo Nascimento Fiuza Vecchietti

Relevância das Práticas de Compliance diante da Lei Anticorrupção Brasileira. Gustavo Nascimento Fiuza Vecchietti Relevância das Práticas de Compliance diante da Lei Anticorrupção Brasileira Gustavo Nascimento Fiuza Vecchietti INTRODUÇÃO CORRUPÇÃO fato social CF/1988 amplia os direitos e obrigações tanto do Estado

Leia mais

POLÍTICA DE COMPLIANCE

POLÍTICA DE COMPLIANCE POLÍTICA DE COMPLIANCE SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 1 2. APLICAÇÃO... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 4. DO PROGRAMA DE INTEGRIDADE MRV... 2 5. ESTRUTURA DA ÁREA DE COMPLIANCE... 3 5.1. Funções da Área de Compliance...

Leia mais

Responsabilização Administrativa de Pessoas Jurídicas A Lei nº /2013

Responsabilização Administrativa de Pessoas Jurídicas A Lei nº /2013 Belo Horizonte 16 de março de 2017 Responsabilização Administrativa de Pessoas Jurídicas A Lei nº 12.846/2013 Seminário de Procuradores, Controladores e Ouvidores Municipais Roteiro A Lei nº 12.846/2013

Leia mais

Políticas Corporativas

Políticas Corporativas 1 IDENTIFICAÇÃO Título: Restrições para Uso: POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS Acesso Controle Livre Reservado Confidencial Controlada Não Controlada Em Revisão 2 - RESPONSÁVEIS Etapa Área Responsável Cargo

Leia mais

COMPLIANCE E INTEGRIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

COMPLIANCE E INTEGRIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COMPLIANCE E INTEGRIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Porque se pensar em Compliance e Intregridade na Administração Pública? Foreign Corrupt Practices Act (FCPA) 1977 Convenção da ONU Convenção da ONU Organização

Leia mais

POLÍTICA CONHEÇA SEU COLABORADOR

POLÍTICA CONHEÇA SEU COLABORADOR ÍNDICE PÁGINA A INTRODUÇÃO 02 B ABRANGÊNCIA 02 C OBJETIVO 02 D RESPONSABILIDADE 02 E POLÍTICA CONHEÇA SEU 03 F MONITORAMENTO DE ENDIVIDAMENTO 03 G VIOLAÇÃO OU DESCUMPRIMENTO 04 H VIGÊNCIA 05 I BASE NORMATIVA

Leia mais

Diretrizes e Política de Prevenção Contra Fraudes Organização CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A (CNPJ: 08.602.

Diretrizes e Política de Prevenção Contra Fraudes Organização CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A (CNPJ: 08.602. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 06/2008 DE 27 DE MAIO DE 2008 O Conselho de Administração, com base no Art. 17 do Estatuto da CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A, em reunião do dia 27

Leia mais

Governança e Compliance: novo paradigma no ambiente de negócios

Governança e Compliance: novo paradigma no ambiente de negócios Programa de Compliance do Cooperativismo Paranaense Governança e Compliance: Governança e Compliance: novo paradigma no ambiente de negócios Curitiba, 29 de abril de 2019 .: Programa de Compliance Do que

Leia mais

Política de Compliance

Política de Compliance Política de Compliance Capítulo 1 Objetivo do documento A Política de Conformidade (Compliance) da cooperativa estabelece princípios e diretrizes de conduta corporativa, para que todos os dirigentes, empregados

Leia mais

POLÍTICA DE CONFORMIDADE

POLÍTICA DE CONFORMIDADE Sumário 1. OBJETIVO... 1 2. ABRANGÊNCIA... 1 3. DEFINIÇÕES... 1 3.1 Conformidade... 1 3.2 Estrutura Normativa Interna... 1 3.3 Programa de Integridade... 1 4. PRINCÍPIOS E DIRETRIZES... 1 4.1 Princípios

Leia mais

MENSAGEM DA ALTA ADMINISTRAÇÃO

MENSAGEM DA ALTA ADMINISTRAÇÃO MENSAGEM DA ALTA ADMINISTRAÇÃO Caros colaboradores, clientes e demais públicos relacionados com a nosso Grupo. Percebendo uma mudança na moderna governança corporativa e diante de um cenário complexo com

Leia mais

Implemente na sua empresa o programa de conformidade e ética corporativa.

Implemente na sua empresa o programa de conformidade e ética corporativa. Implemente na sua empresa o programa de conformidade e ética corporativa. 1Por que implementar o programa de Compliance? RESPONSABILIZAÇÃO SÓCIOS RESPONSABILIZAÇÃO ATO ILÍCITO GESTORES ADMINISTRADORES

Leia mais

Programa de. Integridade REDE D OR SÃO LUIZ

Programa de. Integridade REDE D OR SÃO LUIZ Programa de Integridade REDE D OR SÃO LUIZ Introdução...03 O Programa de Integridade...04 Pilares do Programa...05 Principais Benefícios...09 Nosso Compromisso...10 Introdução O combate à corrupção depende

Leia mais

O PAPEL E AS RESPONSABILIDADES DOS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS NA GOVERNANÇA

O PAPEL E AS RESPONSABILIDADES DOS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS NA GOVERNANÇA O PAPEL E AS RESPONSABILIDADES DOS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS NA GOVERNANÇA O Papel e as Responsabilidades dos Órgãos Estatutários na Governança Compliance Auditoria Interna Controles Internos CGPC nº 13/2004

Leia mais

POLÍTICA DE RELAÇÃO COM ORGÃOS PÚBLICOS

POLÍTICA DE RELAÇÃO COM ORGÃOS PÚBLICOS Título: Data: Contrato/Unidade/Seção: CORPORATIVO 1 de 9 INDICE DE REVISÕES REVISÃO DESCRIÇÃO DAS ALTERAÇÕES E/OU PÁGINAS ALTERADAS 0 Primeira edição do procedimento. Revisão REV. 0 REV. 1 REV. 2 REV.

Leia mais

GESTÃO DE RISCO. A experiência da Seguros Unimed

GESTÃO DE RISCO. A experiência da Seguros Unimed GESTÃO DE RISCO A experiência da Seguros Unimed 3º Simpósio de Saúde Suplementar das Federações das Unimeds dos Estados da Bahia e de Pernambuco Petrolina, 26 de julho de 2018 Quem somos? Somos a Seguradora

Leia mais

Programa Anticorrupção Compliance

Programa Anticorrupção Compliance Programa Anticorrupção Compliance O que é o Programa Anticorrupção? É um conjunto de ações contínuas que visam identificar, corrigir e prevenir fraudes e corrupções; Visa garantir o cumprimento das Leis

Leia mais

Política de Prevenção a Fraudes

Política de Prevenção a Fraudes Política de Prevenção a Fraudes Maio/2018 1. Apresentação da Política Esta Política tem como objetivo ser um dos pilares que visam assegurar a adequação, o fortalecimento e o funcionamento eficiente do

Leia mais

Case Tarjab: da decisão à execução Carlos Alberto de Moraes Borges

Case Tarjab: da decisão à execução Carlos Alberto de Moraes Borges Case Tarjab: da decisão à execução Carlos Alberto de Moraes Borges Compliance e Governança Corporativa Case Tarjab: da decisão à execução Carlos Alberto de Moraes Borges Vice-presidente de Tecnologia e

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO Esta Política é parte integrante do Código de Alinhamento de Conduta aprovado em 30/01/2015 pelo Conselho de Administração da Positivo Tecnologia S.A.. 1.

Leia mais

Perfil Gestão da Ética e Compliance

Perfil Gestão da Ética e Compliance Perfil Gestão da Ética e Compliance 05 Além de reforçar um de nossos mais importantes valores corporativos, a gestão da ética consolida nossa integridade e transparência na condução dos negócios e nosso

Leia mais

Manual Anticorrupção. Introdução. Histórico

Manual Anticorrupção. Introdução. Histórico Introdução Manual Anticorrupção Com o objetivo de fortalecer os conceitos de seu Código de Conduta e reafirmar o compromisso com as boas práticas comerciais, a ENORSUL implantou um Programa de Combate

Leia mais

Lei nº /13. Decreto nº 8.420/15. Regulamentação Federal

Lei nº /13. Decreto nº 8.420/15. Regulamentação Federal Lei nº 12.846/13 Decreto nº 8.420/15 Regulamentação Federal ESTRUTURA DO DECRETO 1 Aspectos Gerais 2 4 3 Sanções Multa: Regras para o Cálculo Acordo de Leniência Programa de Integridade (Compliance) 5

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO 07/03/2017 1 1. OBJETIVO As Empresas Randon conduzem seus negócios de acordo com os padrões éticos e morais estabelecidos em seu Código de Conduta Ética, não tolerando qualquer forma

Leia mais

Política de Controles Interno

Política de Controles Interno Política de Controles Interno 1 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. PRINCÍPIOS... 2 4. RESPONSABILIDADES... 3 5. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL... 4 6. SEGREGAÇÃO DAS ATIVIDADES... 5 7. DISPOSIÇÕES

Leia mais

SGI 002 Política de Combate à Corrupção

SGI 002 Política de Combate à Corrupção SGI 002 de Combate à Corrupção Controle de Revisão Revisão D. Revisão Alteração Resp. Revisão D. Aprovação Aprovado Por 00 N/A Elaboração da Sistemática Kássio Soares N/A N/A 01 28/02/18 Revisão Geral

Leia mais

Lei Anticorrupção Da Teoria à Prática Empresarial. Thaís Folgosi Françoso Francisco Petros

Lei Anticorrupção Da Teoria à Prática Empresarial. Thaís Folgosi Françoso Francisco Petros Lei Anticorrupção Da Teoria à Prática Empresarial Thaís Folgosi Françoso Francisco Petros Agenda 1. Histórico da legislação 2. Incidência normativa 3. Atos lesivos 4. Sanções 5. Controladas/coligadas e

Leia mais

Por dentro da ETL Compliance

Por dentro da ETL Compliance Por dentro da ETL Compliance No mês de agosto vimos surgir um novo setor na empresa e que deu logo que falar até pelo nome que para muitos se mostrou desconhecido... Falamos do Compliance! Nome estranho

Leia mais

Programas de Compliance. e Sistemas de Gestão Antissuborno

Programas de Compliance. e Sistemas de Gestão Antissuborno Programas de Compliance e Sistemas de Gestão Antissuborno 2 www.nbs.com.br Soluções eficazes em Gestão de Negócios. Nossa Visão Ser referência em consultoria de desenvolvimento e implementação de estratégias,

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO ÍNDICE 1. OBJETIVO...1 2. ABRANGÊNCIA...1 3. REGULAMENTAÇÃO...1 4. CONSIDERAÇÕES...1 4.1. Premissas Básicas...1 APENDICE...3 1. OBJETIVO Estabelecer as diretrizes que devem ser seguidas para atendimento

Leia mais

Ética, Governança e Compliance. Marcelo Coimbra

Ética, Governança e Compliance. Marcelo Coimbra Ética, Governança e Compliance Marcelo Coimbra Ética Empresarial A ética empresarial é o conjunto de valores que regem uma empresa e formam uma filosofia organizacional. Essa filosofia possui princípios

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR BB TURISMO

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR BB TURISMO CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR BB TURISMO CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR 1. I N T R O D U Ç Ã O O Código de Conduta do Fornecedor da BB Turismo estabelece requisitos para relacionamento de negócios com

Leia mais

Dezembro de 2015 Versão 1.1. Código de Compliance

Dezembro de 2015 Versão 1.1. Código de Compliance Dezembro de 2015 Versão 1.1 Código de Compliance 1. Finalidade 2 2. Amplitude 2 3. Compliance 2 3.1. Definição de Compliance 2 3.2. Risco de Compliance 3 3.3. Atribuições da estrutura de compliance 3 3.4.

Leia mais

Política de Compliance

Política de Compliance Política de Compliance Maio/2018 1. Apresentação da Política A tem como objetivo assegurar a adequação, o fortalecimento e o funcionamento eficiente do Sistema de Controles Internos da TAESA e suas subsidiárias

Leia mais

GUIA DE CONDUTA ANTICORRUPÇÃO

GUIA DE CONDUTA ANTICORRUPÇÃO GUIA DE CONDUTA ANTICORRUPÇÃO 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 HISTÓRICO... 3 O CÓDIGO DE CONDUTA ANTICORRUPÇÃO DA TEXIGLASS MENCIONA OS SEGUINTES VALORES:... 3 POR QUE GUIA DE CONDUTA ANTICORRUPÇÃO?... 4 CONCEITOS

Leia mais

JORGE ADVOGADOS ASSOCIADOS.

JORGE ADVOGADOS ASSOCIADOS. COMPLIANCE São necessários 20 anos para construir a reputação de uma empresa e apenas cinco minutos para destruí-la. Warren Buffet O Que é o Compliance? A palavra tem origem no verbo em inglês to comply,

Leia mais

POLÍTICA DE ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO

POLÍTICA DE ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO POLÍTICA DE ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO 1. OBJETIVO Estabelecer os princípios de combate à corrupção no relacionamento da Cantoplex com seus Fornecedores, Clientes e Órgãos Públicos. 2. ABRANGÊNCIA Aplica-se

Leia mais

CódigoConduta.com Todos os direitos reservados

CódigoConduta.com Todos os direitos reservados A CódigoConduta.com é uma Empresa Especializada em Integridade, Conformidade Corporativa e Sistemas Integrados, com o objetivo de oferecer às organizações dos mais variados portes e ramos de negócio soluções

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL O sucesso das atividades empresarias envolve a sustentabilidade da organização, refletida na manutenção do negócio a longo prazo e na geração de valor econômico e social a todas

Leia mais

Prof. Dr. Marco Aurélio Florêncio Filho

Prof. Dr. Marco Aurélio Florêncio Filho III SUMMER SCHOOL EM DEMOCRACIA E DESENVOLVIMENTO JULHO DE 2017 SIENA, ITÁLIA CRIMINAL COMPLIANCE Prof. Dr. Marco Aurélio Florêncio Filho Compliance é um conceito oriundo da Economia, introduzido no Direito

Leia mais

MANUAL DE COMPLIANCE ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. Brasil Portugal - Angola

MANUAL DE COMPLIANCE ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. Brasil Portugal - Angola MANUAL DE COMPLIANCE DA ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. JUNHO DE 2016 ÍNDICE GERAL 1. INTRODUÇÃO... 3 2. AMPLITUDE... 3 3. COMPLIANCE... 3 4. ESTRUTURA DE COMPLIANCE DA GESTORA... 5 5. DISPOSIÇÕES GERAIS...

Leia mais

Aspectos relevantes de Compliance e a nova legislação Anticorrupção

Aspectos relevantes de Compliance e a nova legislação Anticorrupção Aspectos relevantes de Compliance e a nova legislação Anticorrupção Compliance O que é Compliance? = Cumprimento de Leis e normas (internas) Ampliação da Regulação Facilidade de controle (tecnologia) Penalidades

Leia mais

Política de Compliance

Política de Compliance Política de Compliance 1 Objetivo O objetivo desta Política é estabelecer diretrizes e procedimentos que assegurem o cumprimento das normas de Compliance definidas pelo Grupo VEOLIA e, que essas normas

Leia mais

A LEI ANTICORRUPÇÃO EXIGE DAS EMPRESAS ESTRUTURA DE COMPLIANCE

A LEI ANTICORRUPÇÃO EXIGE DAS EMPRESAS ESTRUTURA DE COMPLIANCE A LEI ANTICORRUPÇÃO EXIGE DAS EMPRESAS ESTRUTURA DE COMPLIANCE XIV FÓRUM MINEIRO DE RELAÇÕES DO TRABALHO NB Advisers / Starling de Freitas & Borges Torres 05/06/14 Compliance O que é? To comply cumprir,

Leia mais

GUIA DE CONDUTA ANTICORRUPÇÃO

GUIA DE CONDUTA ANTICORRUPÇÃO GUIA DE CONDUTA ANTICORRUPÇÃO 1 Índice Introdução... 2 Histórico... 3 O Código de Conduta Anticorrupção do Grupo Araujo Engenharia menciona os seguintes valores:... 3 Por que um Guia de Conduta Anticorrupção?...

Leia mais

SGI 20 Programa de Integridade

SGI 20 Programa de Integridade SGI 20 Programa de Integridade Controle de Revisão Revisão Data Alteração Responsável 00 N/A Elaboração da Sistemática Ivo Neves 01 20/10/2016 Revisão Geral do Documento Ivo Neves Revisão: Pedro Monteiro

Leia mais

Integridade nos negócios e lei anticorrupção brasileira. Esta apresentação não deve ser considerada qualquer modo de aconselhamento jurídico.

Integridade nos negócios e lei anticorrupção brasileira. Esta apresentação não deve ser considerada qualquer modo de aconselhamento jurídico. Integridade nos negócios e lei anticorrupção brasileira Esta apresentação não deve ser considerada qualquer modo de aconselhamento jurídico. Pauta O que precisamos saber sobre corrupção no Brasil Principais

Leia mais

Política de Integridade CM Comandos Lineares PRC (9) 9 Rev1

Política de Integridade CM Comandos Lineares PRC (9) 9 Rev1 Sumário 1 Apresentação... 3 1.1 Introdução... 3 2 Objetivo da... 3 3 Referências... 4 4 - Comissão Analisadora da... 4 5 Abrangência... 4 5.1 Princípios da... 4 6 Definições... 5 6.1 Requisitos Básicos...

Leia mais

POLÍTICA DE COMBATE À CORRUPÇÃO ARIA CAPITAL ASSET ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA

POLÍTICA DE COMBATE À CORRUPÇÃO ARIA CAPITAL ASSET ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA POLÍTICA DE COMBATE À CORRUPÇÃO ARIA CAPITAL ASSET ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA JUNHO / 2016 A presente política é de propriedade da Aria Capital Asset, sendo proibida sua reprodução, total ou parcial,

Leia mais

FEHOSP Compliance MAY/2017

FEHOSP Compliance MAY/2017 FEHOSP Compliance MAY/2017 GOVERNANÇA CORPORATIVA PRINCÍPIOS: Transparência Equidade Prestação de Contas (Accountability) Responsabilidade Corporativa BOAS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA: Valorização Perenidade

Leia mais

Compliance para PME DESAFIOS DA APLICAÇÃO DO COMPLIANCE PARA AS PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS (PME)

Compliance para PME DESAFIOS DA APLICAÇÃO DO COMPLIANCE PARA AS PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS (PME) DESAFIOS DA APLICAÇÃO DO COMPLIANCE PARA AS PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS (PME) HISTÓRICO 1988 - Brasil é signatário da Convenção Anticorrupção da OCDE 1992 - Lei 8492/92 improbidade administrativa 1998 -

Leia mais

Instrumento Normativo Mandatório Política Norma Procedimento. Impacta Matriz de Risco Não se aplica Sim (Controle de Referencia: )

Instrumento Normativo Mandatório Política Norma Procedimento. Impacta Matriz de Risco Não se aplica Sim (Controle de Referencia: ) Classificação 001 GRO Políticas da Organização Risco Operacional Título 001 Política de Gerenciamento de Risco Operacional Responsáveis Diretoria Diretoria Executiva Superintendência Responsável Salim

Leia mais

Sumário. Área Responsável: Aprovado eletronicamente por: Data: Recursos Humanos e Compliance. Página 1/9. Data de Emissão 15/01/2019

Sumário. Área Responsável: Aprovado eletronicamente por: Data: Recursos Humanos e Compliance. Página 1/9. Data de Emissão 15/01/2019 1/9 Sumário 1.Objetivo... 2 2. Missão, Visão e Valores... 2 3. Dos Princípios Éticos e Regras de Conduta da Santana S.A. - Crédito, Financiamento e Investimento.... 3 4. Das Regras de Conduta... 4 4.1

Leia mais

Sumário 1. Introdução Disposições Gerais Descrição das Atividades Da equipe... 5

Sumário 1. Introdução Disposições Gerais Descrição das Atividades Da equipe... 5 MANUAL DE PREVENÇÃO E COMBATE À LAVAGEM DE DINHEIRO E ANTICORRUPÇÃO Com o objetivo de alinhar e regulamentar as atividades internas da TAG de acordo com as normas de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA

POLÍTICA CORPORATIVA POLÍTICA CORPORATIVA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO CÓDIGO: MAPC-P-008 VERSÃO: 03 EMISSÃO: 03/2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 03/2018 INDICE OBJETIVO... 2 ALCANCE... 2 VIGÊNCIA... 2 ÁREA GESTORA... 2 ÁREAS INTERVENIENTES...

Leia mais

PROGRAMA DE INTEGRIDADE COMPLIANCE IT2B

PROGRAMA DE INTEGRIDADE COMPLIANCE IT2B PROGRAMA DE INTEGRIDADE COMPLIANCE IT2B SUMÁRIO O que é Compliance? Onde surgiu? Elementos chaves Compliance na IT2B Responsabilização O que pode ou não pode? Teste de manchete Pilares do Compliance Documentos

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO 07/03/2017 1 1. OBJETIVO As Empresas Randon conduzem seus negócios de acordo com os padrões éticos e morais estabelecidos em seu Código de Conduta Ética, e não toleram qualquer forma de corrupção e suborno.

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO 1.OBJETIVO A Política Corporativa de Prevenção à Corrupção tem o objetivo de reforçar o compromisso da MULTILOG

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

MODELAGENS. Modelagem Estratégica

MODELAGENS. Modelagem Estratégica Material adicional: MODELAGENS livro Modelagem de Negócio... Modelagem Estratégica A modelagem estratégica destina-se à compreensão do cenário empresarial desde o entendimento da razão de ser da organização

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

Nome proposta. Canal de denúncias e monitoramento ativo Cassiano Machado. Data. Sistema de Compliance DATA 30/07/2015

Nome proposta. Canal de denúncias e monitoramento ativo Cassiano Machado. Data. Sistema de Compliance DATA 30/07/2015 Canal de denúncias e monitoramento ativo Cassiano Machado Nome proposta Sistema de Compliance Data DATA 30/07/2015 Impulso da lei anticorrupção 12.846/13 ATENUANTES NA APLICAÇÃO DAS SANÇÕES ACORDO DE LENIÊNCIA

Leia mais

Manual de Combate ao Suborno e Corrupção

Manual de Combate ao Suborno e Corrupção Manual de Combate ao Suborno e Corrupção Este Manual destina-se à administração, colaboradores, associados, fornecedores, parceiros estratégicos e clientes. Deve ser de conhecimento público e adoção mandatória.

Leia mais

Riscos Penais no. Ambiente Empresarial

Riscos Penais no. Ambiente Empresarial Riscos Penais no Ambiente Empresarial RISCOS PENAIS no ambiente empresarial RESPONSABILIDADE PENAL SANÇÃO PENAL: pena (prisão/penas alternativas) - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Leia mais

MANUAL ANTICORRUPÇÃO

MANUAL ANTICORRUPÇÃO MANUAL ANTICORRUPÇÃO Introdução Com o objetivo de fortalecer ainda mais os conceitos estabelecidos no Manual de Regulamento Interno e reafirmar o compromisso com as boas práticas comerciais, a INFERTEQ

Leia mais

Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil

Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil O DESAFIO ÉTICO NAS EMPRESAS São Paulo 24/10/2012 STANZIANI TREINAMENTOS Ética Desenvolvimento Humano Cidadania Responsabilidade Social Postura Institucional

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA FORNECEDOR/ PARCEIRO DE NEGÓCIO OR. Janeiro 2018

CÓDIGO DE CONDUTA FORNECEDOR/ PARCEIRO DE NEGÓCIO OR. Janeiro 2018 CÓDIGO DE CONDUTA FORNECEDOR/ PARCEIRO DE NEGÓCIO OR Janeiro 2018 Sumário 1. Considerações Iniciais 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS 3 2. DIRETRIZES 4 2.1 QUANTO À INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS 5 2.2 QUANTO À CORRUPÇÃO

Leia mais

UM ENSAIO SOBRE ADMINISTRAÇÃO. Marcos A. Perillo

UM ENSAIO SOBRE ADMINISTRAÇÃO. Marcos A. Perillo UM ENSAIO SOBRE ADMINISTRAÇÃO Marcos A. Perillo 26 anos de experiência em finanças, Ganhador do prêmio O Equilibrista 2012 dado pelo IBEF PR; VicePresidenteTécnicodoIBEFPR gestão2013 2015; Conselheiro

Leia mais

Efetividade dos Acordos de Leniência: quando buscar os acordos, sua importância e aplicações

Efetividade dos Acordos de Leniência: quando buscar os acordos, sua importância e aplicações Efetividade dos Acordos de Leniência: quando buscar os acordos, sua importância e aplicações Simpósio Internacional Introdução, Conceito e Implementação de Práticas de Compliance nas Empresas Câmara de

Leia mais

MANUAL DE PREVENÇÃO E COMBATE À LAVAGEM DE DINHEIRO E ANTICORRUPÇÃO

MANUAL DE PREVENÇÃO E COMBATE À LAVAGEM DE DINHEIRO E ANTICORRUPÇÃO 20 MANUAL DE PREVENÇÃO E COMBATE À LAVAGEM DE DINHEIRO E ANTICORRUPÇÃO Com o objetivo de alinhar e regulamentar as atividades internas da TAG de acordo com as normas de Prevenção e Combate à Lavagem de

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento SUMÁRIO 1. Propósito 2. Abrangência 3. Política 3.1 Princípios Fundamentais 3.2 Diretrizes Socioambientais

Leia mais

Política de Compliance

Política de Compliance Política de Compliance SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO... 3 2- ABRANGÊNCIA... 3 3- OBJETIVO... 4 4- TERMOS E DEFINIÇÕES... 4 5- DIRETRIZES... 6 6- ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 8 7- DOCUMENTOS RELACIONADOS...

Leia mais

Gestão de Riscos, Controles internos e Compliance "melhores práticas. Everaldo Tadeu Villa de Camargo

Gestão de Riscos, Controles internos e Compliance melhores práticas. Everaldo Tadeu Villa de Camargo Gestão de Riscos, Controles internos e Compliance "melhores práticas 1 Everaldo Tadeu Villa de Camargo CONTEÚDO Controles internos - Conceitos Objetivos Compliance Visão institucional e corporativa Quem

Leia mais

Programa de Compliance Selo CPLP

Programa de Compliance Selo CPLP 9.5.2018 Programa de Compliance Selo CPLP Fernando J. Prado Ferreira 1º Conferência Econômica - CPLP Maputo, Moçambique 1 Significado e importância de Compliance Significado Cumprimento e conformidade

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 4. TIPOLOGIAS DE RISCO... 2 5. RESPONSABILIDADES... 3 5.1 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO... 3 5.2 COMITÊ DE RISCOS

Leia mais

RIV-02 Data da publicação: 02/jun/2017

RIV-02 Data da publicação: 02/jun/2017 Resumo Descreve os componentes do SCI Sistema de Controles Internos da Riviera Investimentos e estabelece as responsabilidades e procedimentos para a sua gestão. Sumário 1. Objetivo...2 2. Público-alvo...2

Leia mais

MINASFAR AR COMÉRCIO, CIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO DE MATERIAIS HOSPITALARES LTDA POLÍTICA DE COMPLIANCE

MINASFAR AR COMÉRCIO, CIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO DE MATERIAIS HOSPITALARES LTDA POLÍTICA DE COMPLIANCE MINASFAR AR COMÉRCIO, CIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO DE MATERIAIS HOSPITALARES LTDA POLÍTICA DE COMPLIANCE SUMÁRIO I Introdução...5 II O que é compliance...5 III Abrangência...6 IV Estrutura de compliance...6

Leia mais

Política de Responsabilidade Sócio Ambiental (PRSA)

Política de Responsabilidade Sócio Ambiental (PRSA) Sócio Ambiental (PRSA) ÍNDICE: 1. SOBRE A DOCUMENTAÇÃO... 3 1.1. CONTROLE DE VERSÃO... 3 1.2. OBJETIVO... 4 1.3. ESCOPO... 4 2. RESPONSABILIDADE SÓCIO AMBIENTAL... 5 2.1. SUSTENTABILIDADE... 5 2.2. DIRETRIZES...

Leia mais

Confederação Nacional dos Profissionais Liberais 27 de novembro de 2018 Brasília - DF PROGRAMA DE COMPLIANCE PARA PROFISSIONAIS LIBERAIS

Confederação Nacional dos Profissionais Liberais 27 de novembro de 2018 Brasília - DF PROGRAMA DE COMPLIANCE PARA PROFISSIONAIS LIBERAIS Confederação Nacional dos Profissionais Liberais 27 de novembro de 2018 Brasília - DF PROGRAMA DE COMPLIANCE PARA PROFISSIONAIS LIBERAIS Silvia Cristina Lobo Cavalcante Advogada com 21 anos de experiência

Leia mais

QUESTIONÁRIO AVALIATIVO

QUESTIONÁRIO AVALIATIVO QUESTIONÁRIO AVALIATIVO * Legenda: - Medidas Obrigatórias (29) - Medidas Desejáveis (36) MEDIDAS DE ÉTICA E CONDUTA 1 - A empresa se encontra em situação regular com a Fazenda Federal? 2 - A empresa se

Leia mais

Código: MINV-P-003 Versão: 03 Vigência: 03/2011 Última Atualização: 02/2016

Código: MINV-P-003 Versão: 03 Vigência: 03/2011 Última Atualização: 02/2016 POLÍTICA DE RISCO OPERACIONAL Gerência de Riscos e Compliance Página 1 Índice 1. Objetivo... 3 2. Abrangência... 3 3. Vigência... 3 4. Conceito... 3 5. Etapas da Gestão de Risco Operacional... 4 6. Estrutura

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental Criação: junho/2015 Page 1 of 5 1. OBJETIVOS A Política de Responsabilidade Socioambiental ( PRSA ou Política ) tem o objetivo de estabelecer os princípios,

Leia mais

Implementação da Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA)

Implementação da Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) Implementação da Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) 20 de julho de 2015 Ref: Resolução BC nº 4327/14 1. ABRANGÊNCIA Esta política orienta o comportamento da Tática S/A D.T.V.M., que pautado

Leia mais

Regras e Procedimentos de Compliance

Regras e Procedimentos de Compliance Regras e Procedimentos de Compliance O presente Capítulo dispõe acerca das políticas relativas ao monitoramento, fiscalização, verificação e aplicação das medidas e penalidades relacionadas ao cumprimento

Leia mais