PROGRAMAÇÃO NOVO CICLO ACERT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMAÇÃO NOVO CICLO ACERT"

Transcrição

1 PROGRAMAÇÃO NOVO CICLO ACERT MARÇO e abril DE 2008

2 Programação MARÇO EXPOSIÇÃO até 5 Uma Ponte entre o Campo e a Cidade CONCERTO 1 Sérgio Godinho CINEMA 1 e 2 Jogos de Poder EXPOSIÇÃO 8 ANA RUTE MEDEIROS POESIA 8 TRIGO LIMPO (encantador de) Mulheres Dia Internacional da Mulher CINEMA 8 e 9 Call Girl ANIVERSÁRIO CINEMA 10 Bairro + Words and Thoughts in RGB + A Ilha de Arlequim ANIVERSÁRIO CINEMA 11 Ad Vitam + Vitus CINEMA 12 Tilt + Animalz + O Bom Nome CINEMA 13 Querido Carlos Alberto + Ondas Invisíveis CINEMA 14 O Auto das Velas + Pequenas Flores Vermelhas CINEMA 15 e 16 Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro CAFÉ-CONCERTO 22 Union Salsera MÚSICA/TEATRO (ESTREIA) A Cor da Língua TRIGO LIMPO CINEMA 29 e 30 Astérix nos Jogos Olímpicos programação ABRIL CINEMA 2 O Segredo dos Punhais Voadores CAFÉ-CONCERTO 5 PÓ D ESCRER CINEMA 9 Preciosa Iguaria FORMAÇÃO 12 e13 Criação de Manual de Instruções CONCERTO 12 A Naifa TEATRO 15 Ynari Teatro das Beiras CINEMA 16 Still Life Natureza Morta TEATRO (ESTREIA) 18 e 19 Fim de Linha NA XINA LUA CINEMA 23 Sedução, Conspiração TEATRO 23 Fim de Linha NA XINA LUA FESTIVAL início 30 de Abril Tom de Vídeo 2008 Quem Dá Corda Aos Sapatos Sempre Alcança Esta poderia ser, talvez, a mensagem subjacente à viagem que temos vindo a fazer em conjunto. Um percurso traçado com a intensidade de quem se entrega por inteiro às ideias em que acredita para ser feliz e fazer os outros felizes. Nos planos interno e externo, as iniciativas da ACERT continuam a pautar-se por uma programação transdisciplinar, associada às visitas do TRIGO LIMPO a diversos palcos nacionais e às actividades contínuas dos vários núcleos acertinos. Todas estas ofertas encontram no público a maior receptividade. A conferência A Cultura como Ferramenta de Intervenção Cívica, seguida da edição do estudo DINÂMICAS ASSOCIATIVAS DO CONCELHO DE TONDELA O caso (sério) da ACERT, constituiu um marco de vital importância no âmbito de uma temática que urgia discutir e divulgar. Nos meses que se seguem, o leque de propostas volta a abrir-se, revelando saborosas surpresas em diferentes áreas artísticas. O Novo Ciclo prepara-se para receber nomes muito conhecidos do panorama nacional Sérgio Godinho e os grupos A Naifa e Pó D Escrer e acolher os quentes ritmos cubanos de Unión Salsera. Às novidades juntam-se as mais recentes peças das companhias Na Xina Lua e Teatro das Beiras. Cortar-se-á igualmente a fita inaugural de um projecto em que músicas inovadoras ondeiam numa inspiração que transforma a poesia (en)cantada e teatralizada num mar de deslumbramentos. Uma relação de partilha que, de modo ininterrupto, ACORDA uma língua, fazendo com que A CORDA de cada instrumento expressivo adopte como protagonista A COR DA LÍNGUA. E aí está ele outra vez: o grande espectáculo de teatro de rua comunitário, assente na tradição sempre renovada! da queima e rebentamento do Judas, vai ser o pólo de um conjunto de experiências criativas para centenas de participantes. Intitulado Estamos Feitos Num 8!, marcará o compasso com múltiplas oficinas transdisciplinares e culminará na grande noite de exorcização dos males que nos atormentam.

3 O Serviço Educativo da ACERT inicia mais uma etapa de trabalho com a leitura encenada de A Menina Coração de Pássaro, da escritora Luísa Dacosta. O 11º Aniversário da Sala de CinemACERT será assinalado com uma programação especial, acompanhada pela exibição dos filmes premiados no Tom de Vídeo 2007 e o lançamento do festival de Nesta grande Festa da Sétima Arte, as imagens assumem o protagonismo, lançando para a ribalta trabalhos de realizadores famosos e de outros que, ainda desconhecidos das audiências em geral, merecem ser descobertos. E teremos, pois claro, o Dia Internacional da Mulher e o 25 de Abril. O TRIGO LIMPO teatro ACERT deixará sinais em ambas as datas: na primeira, com o inovador e talentoso projecto do Couple Coffee; na segunda, através de mensagens poéticas no feminino. Uma merecida homenagem a dois momentos cujo significado extravasa o ritualismo e nostalgia de um mero calendário comemorativo. SEMPRE! Diz o ditado popular que sempre alcança quem esperou. Na ACERT, porém, o tiquetaquear dos ponteiros aguça-nos ideias e vontades que não se compadecem com a passividade de quem apenas se senta, aguardando Não aguardamos preferimos guardar novos desafios na nossa caixa de realizações para, degrau a degrau, lhes darmos forma, cor e substância. Não esperamos preferimos desesperar, por vezes, perante eventuais barreiras e dificuldades, pois são estas que, aliadas à nossa força de vontade e trabalho de equipa, nos impulsionam para ALCANÇAR os projectos a que nos propomos. Tiquetaque! Vamos agora dar corda aos dois novos meses que se avizinham! Concerto Sábado, 1 Mar 08, 21h45 Auditório 1 Sócios: 7,50 Normal: 12,50 Sérgio Godinho & Os Assessores Dispensa apresentações: fez a música portuguesa dos últimos anos ganhar Um Brilhozinho nos Olhos. Agora, Sérgio Godinho preparase, uma vez mais, para escancarar as portas da ACERT, que com ele tem criado fortes laços de cumplicidade artística. Este último trabalho, Nove e Meia no Maria Matos assim chamado por ter sido gravado ao vivo nesse teatro lisboeta, apresenta um repertório que viaja pelos pontos mais marcantes da trajectória do cantor. Às músicas mais recentes, retiradas do álbum de sucesso Ligação Directa (como Às Vezes o Amor, Só Neste País ou O Velho Samurai, entre outras), juntam-se assim as bem conhecidas canções Arranja-me Um Emprego ou O Primeiro Dia. Além disso, alguns temas especialmente recuperados e rearranjados para estas apresentações Dias Úteis, Homens-Fantasma ou Quatro Quadras Soltas vão certamente fazer as delícias de um público que já não dispensa viver sem a magia musical deste grande vulto da nossa música. A identidade e autenticidade da criação artística de Sérgio Godinho fundem-se assim com o seu gosto pela inovação, experimentalismo e ousadia, numa aventura musical absolutamente imperdível. Ao seu lado estarão Os Assessores : Nuno Rafael - direcção musical, guitarras, programação e coros Miguel Fevereiro - guitarras, percussão e coros João Cardoso - piano, teclados e coros Nuno Espírito Santo - baixo e coros Sérgio Nascimento - bateria, percussão e coros Sara Côrte-real - coros, teclados e percussão João Cabrita - sopros e coros As suas músicas são hinos partilhados por várias gerações, mas este fazedor de canções bonitas descobriu, certamente, o elixir da eterna juventude: acompanhado pelos seus assessores, traz sempre novas surpresas na manga! O novo álbum ao vivo de Sérgio Godinho explica como é possível manter uma carreira duradoura sem cair em revivalismo bacoco ( ). Nove e Meia no Maria Matos é equilibrado e diversificado nos arranjos. Numa escala etária, vai dos 8 aos 80. Só neste país é que há um artista assim. Davide Pinheiro

4 UMA PONTE ENTRE O CAMPO E A CIDADE Fotografias e vídeos documentam o trabalho realizado no decurso deste projecto A actuação artística, cultural e associativa da ACERT tem como trilho de identidade o reavivar do papel pró-activo da comunidade concelhia, enaltecendo uma imagem de marca num cenário vivo e enérgico, que se projecta nesta exposição, feita da conjugação identitária, da divulgação dos saberes e da articulação de empenhos. Procurámos lançar um renovado olhar sobre realidades locais que, de outra forma, estariam votadas ao esquecimento colectivo. Uma miríade de actividades ganhou forma: Matança do Porco, Feira de Saberes e Sabores, Exposições sobre a Memória, Feira de Artes e Ofícios, entre muitas outras. Vista da exposição e 3 stills do vídeo Os ferreiros da Ribeira Através de um cuidado trabalho de recolha e registo (áudio, vídeo, fotográfico e documental), recuperaramse tradições em vias de extinção, como os Ferreiros da Ribeira, os Cesteiros da Lageosa, o ciclo do Milho ou do Vinho, bem como todos os outros exemplos aqui expostos. Vivemos num território repleto de memórias por descobrir e revitalizar, cuja maior riqueza são as pessoas, pela generosidade com que lutam contra as apatias enraizadas, assumindo-se como agentes activos na defesa de uma identidade valor primordial para a definição de um desenvolvimento sustentável. Projecto financiado no âmbito do POEFDS - Programa Operacional Para o Emprego, Formação e Desenvolvimento Social DR Objectos de família, objectos encontrados, objectos adquiridos. Em comum, a facilidade com que, nas mãos desta artista, se moldam em esculturas denunciadoras da tensão indivíduosociedade. Ana Rute de Medeiros Um resto de chão E quando a ausência de memória se compara à inutilidade do ser? E quando já não se gosta do que se é e o desejo de não pensar em si próprio se torna a maior ambição quotidiana? Foram estas questões, simples mas pertinentes, que deram o mote à criação artística apresentada por Ana Rute de Medeiros nesta exposição. São, ao todo, nove esculturas onde a casa e a rua, bem como os respectivos espaços e tempos, surgem em contraponto. Por um lado, dentro das quatro paredes, os objectos surgem como refúgio pleno de memórias afectivas, ou talvez de rotinas indignas de registo, enquanto por outro, lá fora, se encontra uma sensação de indiferença e o peso consciente de inutilidade que é comparável à vida quotidiana. Uma obra que, segundo a própria autora, procura questionar o sentido de um corpo social, a sua autonomia e utilidade perante a vida individual. Iniciado em 2000, o percurso artístico desta escultora conta já com numerosas participações em exposições colectivas, selecções para concursos e mostras de vários projectos em Portugal e Espanha. Exposição documental Até 5 de Março Galeria Novo Ciclo ACERT Escultura - Instalação 8 de Março a 28 de Abril Galeria ACERT

5 TRIGO LIMPO (encantador de) MULHERES Estamos feitos num oito! Queima e Rebentamento do Judas 2008 No Dia Internacional da Mulher, eis uma proposta no feminino. Para assinalar esta data especial, o Trigo Limpo leva a cena um recital destinado a enaltecer o percurso de emancipação da mulher, lançar um olhar crítico sobre o presente e deixar pistas de reflexão para o futuro. Um serão onde a poesia e a prosa de autores lusófonos se cruzarão com mensagens de alerta face à violência e discriminação de que muitas mulheres são, ainda hoje, alvo. Mais de um século de luta Na sequência de uma greve iniciada a 8 de Março de 1857 por um grupo de operárias têxteis, cerca de 130 trabalhadoras morreram num incêndio na fábrica onde se encontravam fechadas, em Nova Iorque. No ano de 1910, uma Conferência Internacional de Mulheres realizada na Dinamarca decidiu instituir o Dia Internacional da Mulher naquela data, resolução oficializada, em 1975, por um Decreto da Organização das Nações Unidas. Desde então, o movimento a favor da emancipação da mulher tem-se desenvolvido e manifestado um pouco por todo o mundo. Fábrica da Queima Abertas as inscrições para todos os interessados nas oficinas. Inscrições na Loja do Novo Ciclo ACERT, a partir de 1 de Março (> de 14 anos) Oficinas 16 a 22 de Mar 08 Vários espaços da ACERT A tradição é antiga, a festa inovadora! Está de volta o espectáculo de teatro de rua que representa já um acontecimento artístico emblemático da Zona Centro do país. Repete-se todos os anos sem nunca se repetir! A tradicional Queima e Rebentamento do Judas, que a ACERT transformou, a partir de 1996, numa actividade comunitária de grande dimensão, traz uma mão-cheia de novidades em Para a concretização deste espectáculo será organizada, entre 16 e 22 de Março, a Fábrica da Queima, onde se dará formação em cada sector de actuação. Oficinas de construção cenográfica, movimento, interpretação, música, figurinos e pirotecnia estarão à disposição dos cerca de 200 participantes, orientados passo a passo pela equipa profissional do TRIGO LIMPO. Na sequência deste processo de aprendizagem em conjunto, terá lugar o ponto culminante da Festa, no Sábado Maior, véspera do Domingo de Páscoa: o ritual, centrado numa figura gigantesca que, ardendo, materializa a esconjuração e o exorcismo simbólico dos males que nos atormentam. Tradição inovadora! Partindo de uma celebração ancestral, a ACERT ampliou-a à lupa de desafios criativos e experimentais arrojados. Dotada de uma forte vertente comunitária, esta iniciativa assume-se como um inquestionável momento de partilha colectiva, que possui já um lugar cativo na lista das mais marcantes realizações no Centro de Portugal. Dia Internacional da Mulher Sábado, 8 Mar 08, 22h00 Bar Novo Ciclo Teatro de Rua Sábado, 22 Mar 08, 23h30 Escola EB1 e 2 de Tondela

6 joão.junca Unión Salsera Café Concerto Sábado, 22 Mar 08, Após o espectáculo do Judas Bar Novo Ciclo Deixe-se contagiar pelos ritmos quentes de Cuba, num espectáculo onde a música e a dança serão as palavras de ordem. Cha-cha-cha, mambo, boleros, merengues, cumbias, bachatas e, naturalmente, salsa cubana: uma mistura com tempero tropical à qual o grupo Unión Salsera confere um sabor único. É através destes sons, fortemente enraizados nas tradições cubana e caribenha, que a banda cativa públicos de todas as idades, oferecendo concertos marcados por um alto nível musical e profissionalismo. Criado em Maio de 2000 por um conjunto de artistas de diferentes Institutos e Conservatórios de Cuba, bem como por alguns músicos residentes no Porto, o projecto é dirigido pelo pianista Reynaldo Milanês, e tem vindo a conquistar um número crescente de admiradores um pouco por todo o mundo. Reinaldo Milanês direcção musical - piano, teclado e voz Angel Campbell guitarra baixo e voz Luis Manuel Vasquez voz e percussão Alexander Pozo percussão cubana e voz estreia Um espectáculo que constrói pontes entre diversos escritores lusófonos, num carrossel mágico onde as sonoridades rodopiantes se mesclam com a literatura que mais nos seduz. TRIGO LIMPO Teatro ACERT Percorridos Os quatro CANTOS da terra E o céu (-da-boca), É chegada a altura De dizer (alto e bom som): A COR DA LÍNGUA Viajar pelos escritores de língua portuguesa, deixando-nos enfeitiçar pela paleta de cores que plasticamente a remodela, tem sido um longo e apetitoso exercício criativo, repleto de cumplicidades múltiplas. Músicas inovadoras ondeiam numa inspiração que transforma a poesia (en)cantada e teatralizada no nosso mar de deslumbramentos. É uma relação de partilha que, de modo ininterrupto, ACORDA em nós uma língua, fazendo com que A CORDA de cada instrumento expressivo adopte como protagonista A COR DA LÍNGUA. Sons, declamação poética, teatro. São ainda estes os pontos cardeais de um mapa musical único, traçado ao longo das geografias infindáveis dos sentires e dos sentidos. Porém, o itinerário promete agora desdobrar-se noutras paragens (e movimentos!), bem como em momentos de renovada comunicação com o público. Carlos Peninha - Coordenação musical, guitarras e voz José Rui Martins - Coordenação teatral, declamação e voz Luísa Vieira - Flauta e voz Lydia Pinho - Arranjos, violoncelo e voz Miguel Cardoso - Arranjos, contra baixo e voz Rui Lúcio - Percussão e Voz Som - Cajó Viegas e Luís Viegas Desenho de Luz - Luís Viegas e Paulo Neto Figurinos - Ruy Malheiro Cenografia e design gráfico - ZéTavares Comemoração do Dia Mundial do Teatro 5ª Feira, 27 Mar 08, 21h45 Auditório 1

7 Café Concerto Sábado, 5 Abr 08, 23h00 Bar Novo Ciclo Formação Sábado, 12 Abr 08 e Domingo, 13 Abr 08 Sala de Formação Pó D Escrer Eis o grito de resistência de um novo projecto do panorama musical português. É a primeira vez que os Pó D escrer, grupo que deu os primeiros passos no final de 1992, visitam o Novo Ciclo ACERT, prometendo um concerto repleto de energia e viva comunicação com o público. A banda lançou a maqueta inicial em 1995, assegurando a edição do seu álbum de estreia, Resiste, dois anos mais tarde. Pré-produzido, gravado e misturado pelo britânico Marsten Bailey, este trabalho originou mais de duas dezenas de concertos em território nacional. O segundo disco chegou em 2003, tendo sido promovido através de actuações em formato electroacústico nas lojas Fnac por todo o país. O centésimo concerto da formação mereceu reportagens nos programas Cartaz Cultural (SIC) e Cartaz das Artes (TVI). O terceiro álbum avista-se já no horizonte, estando actualmente em gravação no JAP estúdios, com produção de António Côrte-Real (UHF/ Revolta). Paulo Lima - voz e guitarra João Lima - voz e Guitarra Zé Proença - baixo J.P. - bateria DR Manual de Instruções Laboratório de Criação Um projecto que, tal como o nome indica, adopta a criação como palavra de ordem, envolvendo diversos tipos de linguagem técnica e expressiva. Esta iniciativa, correspondente à fase inicial do projecto Manual de Instruções, irá decorrer entre Fevereiro e Abril, em várias cidades do país, com o apoio de diversas estruturas. Nesta etapa, em colaboração com a ACERT e outras estruturas nacionais, será feita a selecção dos três intérpretes profissionais a integrar o elenco fixo. No final, realizar-se-á a primeira apresentação pública de Manual de Instruções Provisório, no Balleteatro Auditório, integrado no programa Dança.pt. Tratar-se-á, acima de tudo, de uma oportunidade de contacto com o público, mediante a qual se poderão repensar e reutilizar os materiais, bem como seleccionar e introduzir novidades. Licenciado em Artes Plásticas Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Victor Hugo Pontes frequentou cursos de Teatro, Pesquisa, Criação Coreográfica e Encenação, tendo trabalhado com diversos encenadores e coreógrafos. Representou Portugal nos Repérages Rencontres Internationales de la Jeune Chorégraphie, em Lille, e venceu o 1.º Prémio com o espectáculo Ícones no 2nd International Choreography Competition Ludwigshafen 07, na Alemanha. A inscrições estão abertas a todos os interessados, com ou sem experiência performática (> 16 anos). Número limite de inscrições 15 pessoas Duração - 12 horas (10h às13h /14h às 17h) Inscrição - Gratuita Será solicitado o pagamento de uma caução no valor de 10 euros, que não será reembolsada em caso de não-comparência no Laboratório. NEC Núcleo de Experimentação Coreográfica Coordenação Victor Hugo Pontes

8 Concerto Sábado, 12 Abr 08, 21h45 Auditório 1 Teatro 3ª feira, 15 Abr 08 10h30 e 14h30 (público escolar) Auditório 1 A NAIFA Uma inocente Inclinação para o Mal Digressão Nacional: novo disco originais, mas sem perder toda a tradição e autenticidade. Tudo isto é A Naifa! Sonoridades intimistas, pelas quais a identidade portuguesa se reforça através de poemas de autores contemporâneos nacionais. Assim se poderá (tentar!) resumir um projecto que, pelo seu carácter único e encontros improváveis, torna ingrato qualquer esforço de síntese. Uma Naifa afiada, desejosa de cortar com o preconceito que, por um lado, continua a confinar a música portuguesa às prateleiras dos museus e, por outro, a obriga à aculturação e a uma subserviência total aos modelos anglo-americanos. Iniciado em 2004 com o lançamento de Canções Subterrâneas, seguido de dezenas de espectáculos em Teatros, Festivais e Auditórios, o percurso da formação foi, desde logo, bem recebido quer pela crítica especializada, quer pelo público em todo o país. Luis Varatojo guitarra portuguesa João Aguardela baixo Paulo Martins bateria Maria Antónia Mendes voz SOB O SIGNO DA GUITARRA O único grupo português que reveste o fado com uma sonoridade contemporânea, mantendo a coerência e um interesse estético. Se não é o grupo de fados e guitarradas mais atípico de sempre, é a banda pop mais portuguesa da actualidade. Uma personalidade musical lusa tão marcada que, para encontrarmos exemplos semelhantes no pop, teríamos de recuar aos casos de António Variações ou da Sétima Legião. Mas como os tempos são outros, os ingredientes distanciam-nos. A Naifa é uma banda do Portugal que vivemos. Manuel Halpern in JLetras DR DR Ynari Teatro das Beiras Uma nova peça para a infância, repleta de magia, adaptada a partir de um conto do escritor angolano Ondjaki. Ynari é uma menina que tem um enorme desejo de conhecer o universo que a rodeia: a floresta, as aldeias vizinhas Um dia descobre, perto do rio, um homenzinho muito pequeno que lhe revela a existência da guerra. Ajudada pelas suas cinco tranças, que têm poderes mágicos, vai provar que as crianças podem participar na mudança das mentalidades que sustentam os conflitos, abrindo caminho à paz em todo o planeta. Assim, percebe que a ideia de amizade, tão antiga como o mundo, pode ter um renovado sentido quando carregada de uma nova magia. Tendo apresentado o primeiro espectáculo em 1975, o Teatro das Beiras é hoje uma estrutura bem consolidada, com uma actividade de produção regular de espectáculos, edição de textos teatrais e organização de eventos. Encenação Isabel Bilou Cenografia e figurinos Inês Carvalho Música Gil Salgueiro Nave Intérpretes António Saraiva, Teresa Baguinho, Sara Silva

9 Teatro 6ª feira, 18 e Sábado, 19 Abr 08, 21h45 4ª feira, 23 Abr 08, 15h Auditório 2 DR Couple Coffee Co As Tamaquinhas do Zeca Fim de Linha Na Xina Lua Grupo de Teatro da Escola Secundária de Tondela Um espectáculo sobre as vicissitudes do poder, construído a partir de um texto da escritora italiana Letizia Russo, que marca a segunda participação do grupo no Projecto PANOS, da Culturgest. Sirius vive numa colina, sendo o chefe de uma comunidade de jovens. Sempre seguido de perto pelo seu fiel amigo Spyrus, que lhe ensinou jogos e palavras, Sirius sabe tudo e vê tudo. É Deus. É um déspota. A população aceita a autoridade, e cada um a ama à sua maneira. Fora desta comunidade, os dois jovens Kris e Kent partem em viagem, depois de terem chumbado na escola. Só Kent sabe para onde vai e qual o objectivo da jornada. O poder. Quem tem poder? Como se exerce o poder? Quem constrói a autoridade? O poder pode exercer-se na diversão? Como um poder pode substituir outro poder Com esta peça, o grupo Na Xina Lua retoma uma aventura iniciada no ano passado, com a participação no Projecto PANOS (Palcos Novos, Palavras Novas), da Culturgest, que se direcciona para grupos de teatro escolar/juvenil. Foto de carlos teles do espectáculo Gino/Ginette, Auto do Branco de Neve de 2007 No palco da escola Na Xina Lua, o Grupo de Teatro da Escola Secundária de Tondela, não pára de crescer, reunindo cada vez mais alunos e ex-alunos que, sempre com muita energia, são actores, figurinos, aderecistas, entre muitas outras funções desempenhadas. Aberta à comunidade escolar desde 2000, esta equipa de estudantes e professores tem realizado com o apoio da ACERT vários espectáculos para o público em geral, numa vertente de teatro comunitária. + TRIGO LIMPO teatro ACERT* Diz Abril Um casal de músicos brasileiros mergulhou no cancioneiro de Zeca Afonso. O resultado é uma mão-cheia de pérolas com uma mãozinha do TRIGO LIMPO! Da canção política a temas do mais puro lirismo, a novidade deste trabalho está nos arranjos contemporâneos genialmente reinventados. Os Couple Coffee, formação minimalista que aborda grandes temas da Música Popular brasileira e portuguesa, rejuvenesce assim a obra do grande Zeca Afonso, transpondo fronteiras com uma sonoridade actual e elevada sensibilidade criativa. À experiência e técnica de Norton Daiello, no baixo eléctrico, junta-se a carismática voz de Luanda Cozzetti, num cruzamento que origina um espectáculo genuíno e original, com base no segundo álbum da banda: Co As Tamaquinhas do Zeca. Um trabalho que tem encontrado uma significativa receptividade por parte do público, após o sucesso conquistado com o disco de estreia, Puro (2005), cuja primeira edição esgotou em menos de um ano. Norton Daiello baixo eléctrico Luanda Cozzetti voz Ela faz tudo o que quer com a voz. Ele sola, acompanha, e mais do que isso: seu baixo canta. Dessa alquimia resulta uma Música espantosa, original e sofisticada. Alan Romero Café Concerto 6ª Feira, 25 Abr 08, 22h00 Bar Novo Ciclo *O TRIGO LIMPO teatro ACERT associa-se ao concerto destes dois virtuosistas músicos, dando voz aos poetas e escritores que, com a sua obra, celebram o espírito da Revolução dos Cravos. Mais do que uma data do calendário festivo, o 25 de Abril continua a ser vivido pela ACERT como um marco incontornável nas raízes da sua fundação. O nosso trabalho associativo e artístico reflecte a importância da Solidariedade, Liberdade e Justiça Social que, hoje e sempre, reactualizam os ideais de Abril.

10 DIGRESSÃO TRIGO LIMPO TEATRO ACERT Festival de Vídeo 4ª feira, 30 Abr 08 a 6ª feira, 2 Mai 08 Novo Ciclo ACERT Leitura encenada de A Menina Coração de Pássaro, de Luísa Dacosta Uma nova viagem ao país da leitura pela mão do recém-criado Serviço Educativo ACERT. Uma menina recupera um velho enfeite da sua árvore de Natal, um pássaro branco lunar, prateado e vidrento, conseguindo entrar nesse objecto durante a noite e voar, assim, para junto de uma estrela com quem faz amizade. É esta a história da autoria de Luísa Dacosta que iremos contar, primeiro na Feira do Livro de Tondela e, depois, em diversas instituições e escolas do concelho. Este projecto vem no seguimento de uma iniciativa, organizada em 2007, que consistiu na leitura encenada do livro A Menina que Roubava Gargalhadas, de Inês Pedrosa, em vários estabelecimentos de ensino. Nascida em 1927, em Vila Real de Trás-os-Montes, Luísa Dacosta foi professora do Ciclo Preparatório e alguma coisa deve também aos alunos: o facto de ter ficado do lado do sonho. É isso que a tem motivado a escrever para crianças. Serviço Educativo ACERT De 21 a 30 de Abril Biblioteca Municipal Tomás Ribeiro Chovem amores na rua do matador 1 Mar 08 Auditório Mun. da Póvoa do Varzim 7 e 8 Mar 08 Cine-Teatro de Oliveira de Frades 15 Mar 08 Auditório Municipal de Vila do Conde 27 Mar 08 Teatro Bernardim Ribeiro Estremoz 4 e 5 Abr 08 Centro Cultural Vila Flor Guimarães 11 Abr 08 Aud. Academia de Musica de Espinho 19 Abr 08 Cine-Teatro de Estarreja 26 Abr 08 Auditório Municipal de Lousada A Cor da Língua 28 Mar 08 Aud. Biblioteca Mun. de Mangualde 19 Abr 08 Cine-Teatro de Estarreja 24 Abr 08 Cine-Teatro de S. Pedro do Sul 26 Abr 08 Cine-Teatro de Oliveira de Frades A Menina Coração de Pássaro leitura encenada 21 a 30 Abr 08 Biblioteca Municipal de Tondela Tom de Vídeo 2008 Festival Internacional de Vídeo ACERT Uma imagem continua a valer mais do que mil palavras nesta grande Festa do audiovisual, que este ano se abre de forma particular ao diálogo entre as culturas. Está de volta o Tom de Vídeo, realização que, enquanto espaço de divulgação, criação, formação e debate deixa entrever a natureza pluridisciplinar das actividades da ACERT, sublinhando a importância de uma forma de arte que utiliza a linguagem cada vez mais democratizada dos grandes meios de comunicação. Uma iniciativa especialmente importante num tempo em que somos bombardeados com estímulos visuais, imagens manipuladas de forma sensacionalista, produtos medíocres gerados pelo consumismo mediatizado, em suma, com uma overdose diária de audiovisual. Tendo precisamente em conta o mundo que nos rodeia, introduzimos uma novidade nesta edição: às categorias habituais Ficção, Documentário, Animação e Musical vem juntar-se a Interculturalidade, associada à celebração de 2008 como Ano Europeu do Diálogo Intercultural. A ACERT procura promover, deste modo, o clima de entendimento e respeito mútuo, possível apenas através do conhecimento e do diálogo com o Outro, que a UNESCO reclama como urgente face ao actual contexto de globalização mundial. A este tema podem concorrer os trabalhos expressamente realizados para o efeito ou aqueles que, da perspectiva dos autores, se enquadrem na problemática. Os concorrentes deverão enviar as suas obras, acompanhadas pela Ficha de Inscrição e Formulário devidamente preenchidos, até 1 de Abril de 2008.

11 11º Aniversário da Sala de CinemACERT A sala de cinema da ACERT prepara-se para apagar onze velas! Por isso propomos, à semelhança do que aconteceu em anos anteriores, a organização de uma semana intensa de cinema. De segunda a sexta-feira, estarão em exibição cinco filmes recentes, numa mostra que pretende estimular a reflexão sobre as novas tendências da Sétima Arte. Especialmente digna de nota é a apresentação de A Ilha de Arlequim, com a presença do realizador José Medeiros companheiro de longa data para uma conversa com o público. No início de cada sessão serão exibidas as curtas-metragens premiadas no Tom de Vídeo 2007 Festival Internacional de Vídeo da ACERT, dando o mote ao lançamento da edição deste ano, a decorrer entre 30 de Abril e 2 de Maio. Dia 10 às 21h45 BAIRRO Prémio Musical Tom de Vídeo 2007 De Rui Pina e Manuel Januário Portugal WORDS AND THOUGHTS IN RGB De Eduardo Morais de Sousa Portugal Prémio Documentário Tom de Vídeo 2007 A ILHA DO ARLEQUIM de José Medeiros Vários membros da associação Teatro de Giz, criada em 1998 na ilha do Faial, participaram activamente no processo de recuperação dos artigos transportados por uma embarcação que, em 2005, deu à costa açoriana. Tratava-se de objectos de uma companhia italiana mundialmente famosa, Picolo de Milano, com a qual a associação portuguesa criou e tem vindo a reforçar uma relação além fronteiras. Deste naufrágio teatral resultou, portanto, a descoberta de um tesouro, sob a forma de um filme que agora chega ao Novo Ciclo ACERT. Dia 11 às 21h45 AD VITAM De Nuno Batista e Paula Gonzalez Portugal Prémio Ficção Tom de Vídeo 2007 VITUS Realizador: Fredi M. Murer Actores: Bruno Ganz,Teo Gheorghiu, Fabrizio Borsani, Julika Jenkins, Urs Jucker M/ min. - Suíça VITUS é um rapaz que quase parece ser de outro planeta: tem um ouvido de morcego, toca piano como um virtuoso e estuda enciclopédias desde os 5 anos. Não admira que os seus pais lhe antevejam um futuro brilhante. Contudo, o pequeno génio prefere brincar na oficina excêntrica do avô. O sonho dele é voar e ter uma infância normal. Por fim, com um salto dramático, Vitus ganha o controlo da sua própria vida. Dia 12 às 21h45 TILT De Bruno Canas, Catarina Barata e Elsa Loff Portugal Prémio Animação Tom de Vídeo 2007 Animalz De Sérgio Cruz Portugal Prémio Melhor Filme do Tom de Vídeo 2007 O BOM NOME Realizador: Mira Nair Actores: Kal Penn, Tabu, Irrfan Khan M/ min - Índia / EUA Perpassando duas gerações, onde duas culturas e formas de vida opostas chocam apenas para, mais tarde, se unirem ternamente, este filme gira em torno da pergunta: o que é que significa ser uma família americana? Alternando entre as cidades vibrantes e coloridas de Calcutá e Nova Iorque, trata-se de um drama familiar, centrado em pessoas muito particulares: os Gangulis, que foram da Índia para os Estados Unidos com o intuito de experimentar um mundo de oportunidades ilimitadas. No entanto, são confrontados com os perigos e a confusão da tentativa de construir uma vida com significado numa sociedade complexa. Dia 13 às 21h45 QUERIDO CARLOS ALBERTO De Aurora Ribeiro Portugal Menção Honrosa Tom de Vídeo 2007 ONDAS INVISÍVEIS Realizador: Pen-Ek Ratanaruang Actores: Tadanobu Asano, Hyejeong Kang M/ min - Holanda / Tailandia Num cruzeiro para a Tailândia, onde Kyoji vai para se esconder, conhece a bela e misteriosa Noi, que o cativa de imediato, numa altura em que as suas vidas já estão entrelaçadas de um modo que ele nunca imaginará. O protagonista é dominado pela culpa dos seus actos e parece que até o seu ambiente o castiga. Não só a sua viagem para Phuket é apimentada por um silêncio ameaçador, como se depara com problemas ainda mais graves assim que chega à Tailândia: aí, enquanto luta para sobreviver ao homem enviado para o matar e aliviar a sua consciência, descobre a verdade sobre a sua amada, ficando com sede de vingança. Dia 14 às 21h45 O AUTO DAS VELAS De Filipa Serejo Portugal Menção Honrosa Tom de Vídeo 2007 PEQUENAS FLORES VERMELHAS Realizador: Yuan Zhang Actores:Dong Bowen, Ning Yuanyuan, Chen Manyuan, Zhao Rui, Li Xiaofeng min - China / Itália A cena passa-se em Pequim, China, em Qiang é um menino precoce de quatro anos e um génio indomável. Quando os pais o matriculam num jardimde-infância, a sua vida apresentase rica e colorida, repleta de brincadeiras e jogos. Porém, a adaptação não é fácil para a criança que, individualista, se recusa a seguir as regras impostas pela escola. A pouco e pouco, a sua rebeldia e carisma começam a fazer sucesso entre os amigos, incentivando-o a promover pequenas rebeliões. As punições de que é alvo vão, contudo, mergulhá-lo na solidão e isolamento. Acabará por ceder às imposições dos adultos ou continuará a crescer segundo as suas próprias regras?

12 CinemACERT MARÇO FIM-DE-SEMANA JOGOS DE PODER 1 e 2 de Março às 21h45; 2 também às 16h00 Realizador: Mike Nichols Actores: Tom Hanks, Amy Adams, Julia Roberts, Philip Seymour Hoffman Ano: M/12-97 min. - EUA Uma bebida forte. Um bocadinho de rímel. Muito descaramento. Quem disse que eles não conseguiam deitar abaixo o Império Soviético? Jogos de Poder é a extravagante história verídica de um congressista que gosta de viver bem, de uma VIP de Houston que adora uma boa causa e de um agente da CIA que aprecia uma luta desafiante. Juntos conspiram para levar a cabo a maior operação secreta da história. Um enredo onde confluem sentimentos patrióticos e de compaixão pelas vítimas de injustiça, sob o pano de fundo do avanço russo sobre o Afeganistão no dealbar dos anos 80. CALL GIRL 8 e 9 de Março às 21h45; 9 também às 16h00 Realizador: António-Pedro Vasconcelos Actores: Joaquim de Almeida, Nicolau Breyner, Soraia Chaves, Ivo Canelas, Raul Solnado Ano: M/16 - Portugal Sedutora, ambiciosa, capaz de tudo. Maria, uma call girl de luxo, é contratada por Mouros para seduzir Meireles, Presidente da Câmara de Vilanova, com o objectivo de que este dê autorização a uma multinacional para construir um empreendimento turístico de alta qualidade. Entretanto, Madeira e Neves, da Polícia Judiciária, descobrem indícios de corrupção e começam a investigar Meireles. Tudo se torna ainda mais complexo quando Madeira descobre que Maria, a paixão da sua vida, é o isco que obrigará o político a ceder. SWEENEY TODD O TERRÍVEL BARBEIRO DE FLEET STREET 15 e 16 de Março às 21h45; 16 também às 16h00 Realizador: Tim Burton Actores: Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Alan Rickman, Timothy Spall, Sacha Baron Cohen Ano: M/ min. - EUA Johnny Depp é o protagonista desta adaptação, realizada por Tim Burton, do thriller musical de Stephen Sondheim, uma coprodução premiada da Warner Bros. Pictures e DreamWorks Pictures. Sweeney Todd (Depp), um homem injustamente condenado à prisão, jura vingarse não apenas do cruel castigo, mas também das consequências demolidoras que este teve na vida da sua mulher e filha. Quando reabre a barbearia, assume-se como o Terrível Barbeiro de Fleet Street, que rapou a cabeça de cavalheiros de quem nunca mais se ouviu falar. ASTÉRIX NOS JOGOS OLÍMPICOS 29 e 30 de Março às 21h45; 30 também às 16h00 Realizadores: Frederic Forestier e Thomas Langmann Actores: Clovis Cornillac, Gerard Depardieu, Alain Delon, Benoît Poelvoorde, José Garcia Ano: M/12 - França /Espanha / Alemanha, Astérix e Obélix embarcam numa nova aventura, na qual terão de vencer os Jogos Olímpicos para que o seu amigo Apaixonadix possa casar com a Princesa Irina. A dupla de gauleses mais famosa do mundo tenta também derrotar o terrível Brutus que, por sua vez, emprega todos os seus estratagemas para ganhar a competição e assassinar o seu pai, Júlio César. Porém, os nossos heróis ficam em apuros quando, por terem bebido a poção mágica, são banidos dos Jogos. Conseguirão ainda ganhar a medalha de ouro? ciclo de cinema oriental ABRIL Dia 2 às 21h45 O SEGREDO DOS PUNHAIS VOADORES Realizador: Yimou Zhang Actores: Takeshi Kaneshiro, Andy Lau M/ min - China / Hong Kong China, século IX. Dois soldados, Jin e Leo, têm como missão encontrar o líder do grupo revolucionário House Of The Flying Daggers. Leo acredita que Mei, uma bela dançarina, é a mulher desse líder. Para ganhar a sua confiança Jin decide infiltrar-se e apresenta-se como simpatizante da sua causa. Dia 9 às 21h45 PRECIOSA IGUARIA Realizador: Fruit Chan Actores: Ling Bai, Miriam Yeung M/18-91 min - Hong Kong Nenhuma mulher consegue resistir à tentação de poder rejuvenescer. Para algumas, é um sonho inalcançável; para outras, é uma questão de dinheiro. Uma ex-actriz, agora casada com um poderoso homem de negócios, vai ter com alguém que promete resultados imediatos. A receita para o rejuvenescimento reside nuns bolinhos misteriosos. Dia 16 às 21h45 STILL LIFE NATUREZA MORTA Realizador: Jia Zhang Ke Actores: Sanming Han, Hong Wei Wang, Tao Zhao minutos - China A velha cidade de Fengjie já está debaixo de água, mas o seu novo bairro ainda não foi terminado. Há coisas a salvar e há coisas a deixar para trás O mineiro Han Saming regressa para procurar a exmulher, que não vê há dezasseis anos. Quando se encontram nas margens do rio Yangtze, decidem voltar a casar-se. Shen Hong, uma enfermeira, parte em busca do marido, que não vem a casa há dois anos. Abraçam-se em frente à barragem das três gargantas. No entanto, apesar da dança, decidem tristemente pedir o divórcio. Durante o Mês de Abril vamos exibir cinco filmes da mais recente cinematografia oriental, enorme fonte de curiosidade. Dia 23 às 21h45 SEDUÇÃO, CONSPIRAÇÃO Realizador: Ang Lee Actores: Tony Leung Chiu Wai, Tang Wei, Wang Leehom, Joan Chen M/ min. - EUA / China / Taiwan / Hong Kong Do realizador galardoado pela Academia com O Segredo de Brokeback Mountain e O Tigre e o Dragão, chega-nos um surpreendente thriller de espionagem sobre o destino de uma vulgar mulher, baseado no conto da reverenciada autora chinesa Eileen Chang. A acção passa-se em Xangai, 1942, quando a ocupação japonesa durante a II Guerra Mundial continua em força nesta cidade chinesa. A Sra. Mak, uma mulher de sofisticação e recursos, entra num café, faz uma chamada telefónica e depois senta-se e aguarda. Recorda como começou a sua história alguns anos antes, em 1938, na China.

13 DINÂMICAS ASSOCIATIVAS DO CONCELHO DE TONDELA / O caso (sério) da ACERT Editado em Fevereiro de 2008 no âmbito do projecto Uma Ponte Entre o Campo e a Cidade Introdução O projecto Uma Ponte Entre o Campo e a Cidade, financiado pelo Programa Operacional de Emprego, Formação e Desenvolvimento Social (POEFDS), teve como objectivo utilizar a animação sociocultural como ferramenta para a realização de iniciativas que contribuíssem para a promoção da cidadania e do desenvolvimento local. Subjacente a este projecto esteve, do ponto de vista da ACERT, a ideia de potenciar a sua acção no território, no sentido de criar condições para um desenvolvimento sustentado e sustentável, levando sempre em linha de conta o seu elemento mais importante: as pessoas. Com o propósito de perspectivar e potenciar estratégias de intervenção para o futuro do território, foi necessário adquirir um conhecimento mais do que empírico da realidade, nomeadamente da especificidade e diversidade associativa; ou seja, tornou-se imperativo Estudar para actuar melhor. Foram estas razões que levaram a que o projecto tenha abrangido um estudo sobre o movimento associativo, a ser realizado no concelho. Ninguém sobretudo, a ACERT duvida da relevância da participação associativa em territórios como o nosso, quer seja na construção individual quer colectiva da nossa identidade. Um movimento associativo forte é o espelho de uma sociedade activa, solidária e empreendedora. Porém, um movimento associativo forte é também aquele que apresenta uma capacidade de regeneração permanente perante as metas estabelecidas, sendo capaz de reconhecer as suas forças e fraquezas, bem como de intervir em função destas. É também nestes momentos que o movimento associativo tem necessidade de demonstrar a pertinência da sua acção. Numa altura em que as associações vivem sob o permanente estigma de serem subsídio-dependentes, é necessário demonstrarem que sem um tecido associativo activo, ao qual cabem, muitas vezes, tarefas que ao Estado deveriam estar confiadas, os territórios há muito estariam em piores condições de desenvolvimento do que estão hoje. Este estudo pretende transpor as suas conclusões para o campo do conhecimento científico, de modo a que estas surtam efeito no próprio tecido associativo, que poderá nortear as suas acções futuras com base nos resultados divulgados. Após traçarem um retrato do associativismo do concelho, os investigadores fizeram um segundo capítulo com um estudo de caso sobre a ACERT, no qual procuraram compreender o processo da sua formação, mostrar a dinâmica que introduziu no concelho e zonas limítrofes e descrever a sua relevância ao longo das três últimas décadas. Ao longo dos anos, toda a equipa da ACERT tem procurado certificar este projecto, que tantas ideias alimenta, esforçando-se por colocá-lo em prática. Tem sido um período pautado por imensas alegrias e uma resistência permanente, manifestada quer na aptidão para sonhos desassossegados, quer na vasta teia de cumplicidades com o público e organizações em Portugal e no Mundo. Tudo isto tem aguçado os apetites que nos fazem viver felizes na partilha de caminhos comuns. É precisamente o apego a esta terra universal e universalizante, com a porta sempre aberta à miscigenação dos afectos artísticos, culturais e comunitários, que faz valer a pena o facto de sermos dinâmicos, unidos, solidários, inventivos, corajosos, convictos e, sobretudo, autênticos. Nada temos a recear, tomando em conta que o caminho faz-se caminhando! Os nossos fantasmas coexistem com a naturalidade que sentimos ao alcançar os resultados que nos encantam a existência. Tão apressados temos percorrido trilhos que nos deliciam, que os momentos para reflectir acabam por embalar namoros da imaginação, fazendo-nos retroceder ou desviar das direcções já percorridas e, por isso, óbvias. Perturbam-nos os permanentes anseios de não repetir mecanicamente as fórmulas, sobretudo quando estas já atestaram sucessos. Incomoda-nos muito mais o que delas resultou do que os sentimentos advindos do reconhecimento das nossas próprias debilidades, numa busca incessante por utopias ainda mais sedutoras. Talvez por isso tenhamos reflectido, durante a viagem, sobre o que se atingiu e o que se desejava alcançar. Uma ponderação em andamento, libertando o entendimento para obter ideias mais claras sobre o que se pretende. Isto tem exigido a procura do conhecimento em exercício, da aptidão que a prática favorece e do ajuizamento na coordenação dos dados que a experiência nos concede, de forma a criar sistemas coerentes com uma miríade de actuações. Cabe-nos também denunciarmo-nos pelo facto de traduzirmos esses momentos meditativos somente na elaboração de relatórios institucionais, pontos de confluência de paixões, angústias e, sobretudo, das propostas cuja implementação consideramos relevante para a projecção de formas de actuação inovadoras, operativas e congruentes. Lamentamos que, na maioria das vezes, tudo isto não tenha tido outro destino que não o do cumprimento de um ritual marcado pelo desinteresse face às sugestões apresentadas. Estamos cansados destas reflexões regulamentadas, preferindo a emancipação do pensamento para lá das caducas e preestabelecidas amarras. Tudo isto a propósito da presente edição um olhar externo, atento e cuidadosamente fundado numa análise independente do pulsar e de um trajecto marcado pelo contraditório. Um trabalho que não cede ao elogio fácil, antes propiciando a percepção das dissonâncias. Esta investigação favorece, assim, o entendimento do que é a ACERT e do percurso que tem presidido à reunião de pessoas e de esforços para um fim comum. Estamos gratos a quem ousou mostrar as nossas mais íntimas entranhas. A nós, que nos julgávamos expostos, de forma coerente, a tudo e a todos aos quais, generosamente, nos entregámos. À equipa do CETRAD UTAD e, de forma particular, ao Artur Cristóvão, já há muito companheiro de viagem, um sentido tributo por radiografar o miolo da nossa identidade, patenteando com isenção tanto os abonos como os desacertos. Às associações do Concelho e a todos os agentes culturais e intervenientes que tornaram possível esta edição, um compromisso de entrega solidária para reinventar futuros comuns.

14 FORMAÇÃO NA ACERT Para efectuar a sua inscrição ou obter mais informações, dirija-se à secretaria da ACERT das 9h30-13h00 e 14h00-18h00 Núcleo de Escalada da acert ioga na ACERT Do you speak English? Oficinas de Dança Tradicional Treinos Semanais Os treinos semanais passam a realizar-se todas as sextas-feiras (e não às quartas, como anteriormente) no Pavilhão Municipal de Tondela, entre as 21h e as 22h30. Nestas sessões poderá ter o primeiro contacto com a Escalada, aprender princípios de segurança e melhorar a performance no que concerne à técnica de Escalada e à resistência muscular. Para participar existem apenas quatro requisitos: ser sócio da ACERT, ter um seguro desportivo, apresentar um atestado médico e partilhar da nossa vontade de escalar! Estágio de Escalada Clássica 4 e 5 de Abril O Estágio de Escalada Clássica terá início no primeiro fim-de-semana de Abril, sendo as restantes datas posteriormente acordadas entre participantes e formadores. Esta iniciativa dirigese a todos aqueles que, tendo frequentado os cursos de iniciação, pretendam estender os seus conhecimentos a outras áreas, nomeadamente à de Escalada Clássica. Ao módulo de iniciação seguemse workshops de aperfeiçoamento em Escalada Artificial, auto-resgate e grandes paredes. Mais informações no site da ACERT: (Inscrições limitadas) Sábados, das 10h às 11h30 ADULTOS (a partir dos 13 anos) Sábados das 11h45 às 12h30 CRIANÇAS (6 a 12 anos) Professor de Vini Yoga: Mário Martins Ideais para todos os que pretendem melhorar a sua qualidade de vida, as aulas de ioga na ACERT abrangem actividades diversas, mas unidas pelo objectivo de proporcionar uma sensação de calma e serenidade. Incluem um conjunto de exercícios de correcção corporal, aumento da flexibilidade e resistência muscular, reeducação respiratória, concentração e relaxamento. O resultado traduz-se num trabalho bastante completo com todo o corpo, conducente a um bem estar físico, psicológico e emocional. Ano Lectivo 07/08 International House de Viseu Cursos para adultos, jovens e infantis Cursos para Jovens e Adultos 3 h / semana Min. horas: 90. Cursos Infantil 3º e 4º ano 2 x 1 h / semana Min. horas: 60. Cursos ao Sábado 2 h / semana Min. horas do Curso: 60. A ACERT associa-se à International House (IH) com o intuito de lhe oferecer a melhor alternativa para o estudo da língua inglesa. Seja qual for o seu escalão etário ou nível de conhecimento, encontrará a turma adequada, bem como um ambiente de aprendizagem saudável e criativo. Os professores, falantes nativos devidamente habilitados, constituem a garantia de qualidade da IH, que possui inúmeras escolas filiadas em várias partes do mundo. Orientação: Isabelle Guerbigny Garanta o seu lugar nas aulas e venha dançar connosco! Iniciada em Fevereiro, esta iniciativa conta já com um grande grupo de participantes, mas ainda existem algumas vagas disponíveis. Neste projecto a dança tradicional representa muito mais do que uma actividade desportiva, lúdica e artística. Trata-se de uma forma de expressão única, que em muito difere dos esquemas originalmente propostos, e que constitui uma via privilegiada para a aprendizagem e intercâmbio de saberes e culturas entre diferentes gerações. Através dela, os participantes serão ainda sensibilizados para a noção de património cultural, com base numa exploração e experimentação dinâmica de repertórios provenientes de diversos quadrantes geográficos. Orientados para um público adulto (não se excluindo, porém, a participação de jovens a partir dos 10 anos de idade), estes encontros quinzenais prometem ser momentos de descontracção e divertimento. A receita é imperdível e abrirá certamente o apetite para (nunca mais parar de) dançar!

15 FORMAÇÃO NA ACERT Núcleo de Basquetebol ACERT Agilidade, corpulência, altura, potência física e espírito de equipa... Estas são algumas das características que definem um desporto tão emotivo como o Basquetebol. calendário de jogos de março e abril de 2008 Após a realização dos Campeonatos Regionais, as equipas de formação do Núcleo de Basquetebol da ACERT (iniciados, cadetes e juniores / masculinos e femininos) foram apuradas para as fases nacionais, que têm inicio a partir do mês de Fevereiro. A palavra emoção está conotada com esta modalidade e, durante a sua história, o Núcleo de Basquetebol da ACERT (NBA) tem contribuído para que assim seja. Dos maiores aos mais pequenos, o ritmo frenético do nosso Basquetebol tem cativado um público cada vez mais variado. É nos mais pequenos que começa a paixão pelo Basquetebol. É vê-los depois das suas aulas dirigirem-se, pela mão dos seus pais e de mochila as costas, ao pavilhão. Hoje, pequenos atletas, no futuro serão, quem sabe, as grandes estrelas de Basquetebol das equipas seniores que o clube tem dado orgulhosamente a conhecer. A iniciação a qualquer desporto passa obviamente pela formação, e isso tem sido uma aposta muito forte do NBA. Tendo como principais actores as crianças, o trabalho quase diário dos treinadores (na sua maioria, jogadores e jogadoras dos escalões seniores da ACERT) consiste num estreito apoio a este público mais novo. As práticas desenvolvem-se não apenas ao nível físico, mas sobretudo de um prisma humano, para que as crianças cresçam de forma saudável e se consigam inserir em grupos onde todos são diferentes, aprendendo a respeitar o seu amigo da escola ou até o colega de equipa que, um dia, pode vir a tornar-se o seu melhor amigo. É esta uma das principais metas que o NBA procura atingir: a formação psíquica, psicológica e, sobretudo, humana das crianças, no seio de uma sociedade cada vez mais competitiva. Aproveitando o brilhante palmarés alcançado ao longo dos anos na formação, procuramos agora estender esse trabalho a um nível superior, ganhando assim uma maior visibilidade. Assim, fica o nosso apelo a todos os espectadores que queiram passar uma tarde diferente, vendo um desporto diferente: venham ao pavilhão de Tondela, aos fins-de-semana, acompanhar o crescimento destes jovens atletas, mas igualmente todos os outros escalões do clube. Data Dia Hora Escalão visitado Visitante Pavilhão 01 Mar Sáb 15:00 Iniciados - Femin. U F C Tortosendo ACERT Pav. Unidos Tortosendo 17:00 Sénior - Femin. ACERT U F C Tortosendo Pav. Mun. Tondela 21:00 Sénior - Masc. ACERT Atómicos S C Pav. Mun. Tondela 02 Mar Dom 15:00 Iniciados - Masc. Guarda Basket ACERT Pav. Mun. São Miguel 15:30 Juniores - Femin. Sabugal + ACERT Pav. Mun. Sabugal 17:00 Juniores A - Masc. ACERT A A Coimbra Pav. Mun. Tondela 17:30 Cadetes - Femin. Vitória S C ACERT Pav. de Creixomil 08 Mar Sáb 15:00 Juniores A - Masc. ACERT Maia Basket Pav. Mun. Tondela 17:00 Juniores - Femin. ACERT E D Limiana Pav. Mun. Tondela 19:00 Cadetes - Femin. ACERT A C R Trancoso Pav. Mun. Tondela 09 Mar Dom 10:30 Iniciados - Femin. Seia Basket ACERT Pav. Gim. São Romão 15:00 Juniores A - Masc. Vitória S C ACERT Pav. de Creixomil 15:00 Sénior - Femin. Olivais F C ACERT Pav. Augusto Correia - Coimbra 17:00 Iniciados - Masc. ACERT U F C Tortosendo Pav. Mun. de Tondela 15 Mar Sáb 15:00 Iniciados - Masc. GDR Gumirães ACERT Pav. Mun. do Fontelo 17:00 Sénior - Femin. ACERT Colégio Calvão Pav. Mun. de Tondela 16 Mar Dom 15:00 Iniciados - Femin. Guarda Basket ACERT Pav. Mun. de São Miguel 17:00 Cadetes - Femin. ACERT U F C Tortosendo Pav. Mun. de Tondela 17:00 Juniores A - Masc. Maia Basket ACERT Pav. Mun. Formigueiro - Maia 25 Mar Ter 16:00 Juniores - Femin. Vitória S C ACERT Pav. Creixomil - Guimarães 30 Mar Dom 17:00 Juniores A - Masc. ACERT C B Fundão Pav. Mun. Tondela 05 Abr Sáb 15:00 Iniciados - Masc. ACERT Guarda Basket Pav. Mun. Caramulo 17:00 Iniciados - Femin. ACERT U F C Tortosendo Pav. Mun. Caramulo 17:00 Juniores - Femin. CTM V P Aguiar ACERT Pav. Dr Gomes Costa - V. P. Aguiar 06 Abr Dom 11:15 Cadetes - Femin. Brandoense ACERT Pav. Esc. EB 2,3 P. Brandão 15:00 Juniores - Femin. ACERT CTM V P Aguiar Pav. Mun. Tondela 17:00 Juniores A - Masc. ACERT ADCEP Diogo Cão Pav. Mun. Tondela 12 Abr Sáb 15:00 Iniciados - Masc. U F C Tortosendo ACERT Pav. do Unidos Tortosendo 15:00 Cadetes - Femin. ACERT Básquete Pombal Pav. Mun. Tondela 17:00 Juniores - Femin. ACERT Núcleo D A Pombal Pav. Mun. Tondela 13 Abr Dom 15:00 Iniciados - Femin. ACERT Seia Basket Pav. Mun. Tondela 17:00 Juniores - Femin. N D A Pombal ACERT Pav. Mun. Pombal - E Gomes 17:30 Juniores A - Masc. A A Coimbra ACERT Pav. Multidesp.- Coimbra 19 Abr Sáb 16:00 Juniores - Femin. ACERT Vitória S C Pav. Mun. Tondela 18:00 Juniores A - Masc. ACERT Vitória S C Pav. Mun. Tondela 20 Abr Dom 15:00 Cadetes - Femin. ACERT Básquete de Leça Pav. Mun. Tondela 17:00 Juniores - Femin. ACERT Sabugal + Pav. Mun. Tondela 25 Abr Sex 11:30 Cadetes - Femin. Telecom Coimbra ACERT Pav. PT - Coimbra 26 Abr Sáb 15:00 Cadetes - Femin. ACERT Vitória S C Pav. Mun. Tondela Notas: Os jogos poderão ser alterados por motivos imprevistos. Para mais informações:

16 ANTEVISÃO MAIO 08 Preço dos Bilhetes Programação Novo Ciclo Acert Sócio 5,00 Descontos 1 6,00 Normal 7,50 PARCERIA ESPECIAL ACERT Programação para escolas Alunos 2,00 FERLOSCARDO Novo circo ribatejano DR Cinema Fim-de-semana Sócio 2,75 Descontos 1 3,00 Normal 3,25 Quarta-feira Sócio e descontos 1 2,00 Normal 2,50 Um espectáculo simples, mas divertido, que revela toda a força criativa de uma nova geração do Sul da Europa. Proibido não sorrir. Particularíssimo é o mínimo que se pode dizer sobre este trabalho, que vai buscar o nome à própria companhia. Números de circo originais articulam-se com uma dimensão poética capaz de prender o público do primeiro ao último minuto. Plantando música ao vivo nos quatro cantos do palco, os artistas semeiam uma sonoridade transbordante de mistérios que alegram ou entristecem, iluminando a cena com uma subtileza surpreendente. É uma dança circense ou, porque não, um circo dançante imbuída de um espaço de luz que lembra os campos portugueses cheios de cigarras a cantar, em época de Verão. Com a ajuda de pedras, piões, ovos, massas e argolas, somos conduzidos em direcção à frescura e delicadeza de uma intriga que se vai adensando Ver para crer (e para querer voltar!). Sábado, 24 de Maio, 21h45 Auditório 1 1 descontos para portadores de cartão jovem, cartão jovem municipal e reformados Bilheteira Aberta de 2ª a 6ª feira, das 14h30 às 18h. Abre uma hora e meia antes do início dos espectáculos. Abre 45 minutos antes do início das sessões de Cinema. Admissão de Sócios Os novos sócios deverão pagar uma jóia de 0,50 Euros e uma quota semestral mínima de 7,50 Euros. MARÇO E ABRIL de 2008 Edição ACERT, Associação Cultural e Recreativa de Tondela Rua Dr. Ricardo Mota Apartado Tondela t: f: site: Águas do Planalto Caixa Geral de Depósitos Canifeli Clean Solutions Controlvet Drogaria Neves Esferagráfica Farmácia Horta Farmácia Matos Florista Lucinda & Ribeiro, Lda Foto Raf Gialmar Infor.t.planet International House Laboratórios Análises Clínicas de Santo Estêvão Millenium BCP Pessoas & Business Restaurante Montanha Restaurante Novo Ciclo Restaurante O Passadiço Sérgio Caetano da Cruz Ferreira Strong - Sistemas de Som e Iluminação Talho João Fernandes Tratris Tinvermat Tondelgráfica Tondelnorte Vetdinha Paginação: ACERT, Zétavares Revisão: Ana Isabel Martins Pré-impressão e Impressão: Organigráfica Nº exemplares: 3500

17 Associação Cultural e Recreativa de Tondela Rua Dr. Ricardo Mota Apartado 118; Tondela T: estrutura apoiada por

Agrupamento de Escolas da Madalena. Projeto do Clube de Música. Ano Lectivo 2012-2013 1

Agrupamento de Escolas da Madalena. Projeto do Clube de Música. Ano Lectivo 2012-2013 1 Agrupamento de Escolas da Madalena Projeto do Clube de Música Ano Lectivo 2012-2013 1 Projectos a desenvolver/participar: Projetos Dinamizado por: 1º Concurso de Flauta Prof. Teresa Santos - Participação

Leia mais

Migração, Interculturalidades e Género

Migração, Interculturalidades e Género 2. PROJECTO Migração, Interculturalidades Projecto: Debates sobre assuntos europeus Antecedentes e justificação O Projecto Migração, Interculturalidades surge da reflexão emergente a partir de algumas

Leia mais

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 Responsável pelo Clube de Francês Profª Ana Serra CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA - ANO LECTIVO 2010/2011 INTRODUÇÃO O Francês, como língua estrangeira

Leia mais

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE 1. JUSTIFICATIVA A região do Baixo Tocantins apresenta-se na área cultural e artística, é um grande celeiro de talentos, que vem enraizado culturalmente em nosso povo,

Leia mais

b. Promover a contribuição das artes e humanidades, assim como das ciências, na educação para sustentabilidade.

b. Promover a contribuição das artes e humanidades, assim como das ciências, na educação para sustentabilidade. Integrar, na educação formal e na aprendizagem ao longo da vida, os conhecimentos, valores e habilidades necessárias para um modo de vida sustentável. b. Promover a contribuição das artes e humanidades,

Leia mais

Histórias com sombras

Histórias com sombras Histórias com sombras Oficina de planificação, preparação e apresentação de um teatro de sombras Descobrir as técnicas para construção de um teatro de sombras, é a proposta desta oficina, em que as crianças

Leia mais

PROJECTO MOVING CINEMA

PROJECTO MOVING CINEMA PROJECTO CICLO DE PROJECÇÕES CONVERSA DEDICADO AOS JOVENS E SEMINÁRIO 11 e 12 de Maio de 2015 Moagem Cidade do Engenho e das Artes (Fundão) Este projecto pretende desenvolver estratégias inovadoras para

Leia mais

Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Ponte de Lima PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO

Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Ponte de Lima PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2014 MISSÃO 2014 Renovar a imagem da associação Melhorar a qualidade dos serviços prestados Restabelecer as ações de carácter cultural, desportivo e recreativo Promover

Leia mais

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande 11.MARÇO.2013 25 anos da elevação a cidade APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande turismo industrial Marinha Grande www.cm-mgrande.pt MARÇO 2013 AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL DESTAQUE

Leia mais

Gabinete de Comunicação Nota de Imprensa n.º 112, de 13 de outubro de 2014. 1. Projeto Eco-Escolas

Gabinete de Comunicação Nota de Imprensa n.º 112, de 13 de outubro de 2014. 1. Projeto Eco-Escolas Gabinete de Comunicação Nota de Imprensa n.º 112, de 13 de outubro de 2014 1. Projeto Eco-Escolas O início do ano letivo escolar 2014/2015 fica desde já marcado, a nível ambiental, pela atribuição de 19

Leia mais

cultural, nas suas variadas vertentes. Uma comunidade deve encontrar o equilíbrio entre a Tradição e a Modernidade.

cultural, nas suas variadas vertentes. Uma comunidade deve encontrar o equilíbrio entre a Tradição e a Modernidade. A Cultura está muito próxima de uma ideia de civilização, porquanto através dela nos concebemos, como cidadãos, membros de uma comunidade, onde, partillhamos e descobrimos valores e representações, inteiramente

Leia mais

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO A noção de Empreendedorismo, como uma competência transversal fundamental para o desenvolvimento humano, social e económico, tem vindo a ser reconhecida

Leia mais

Formadores (1º ano) Locais das oficinas. Data limite de inscrições

Formadores (1º ano) Locais das oficinas. Data limite de inscrições Sementes para a Criatividade É uma acção de formação constituída por duas oficinas, uma de escrita criativa e outra de artes plásticas, em que se prevê: a criação de uma narrativa ilustrada que será submetida

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

Agenda Educativa Jardim Botânico da Universidade de Coimbra. Temas sazonais Junho e Julho 2010

Agenda Educativa Jardim Botânico da Universidade de Coimbra. Temas sazonais Junho e Julho 2010 Agenda Educativa Jardim Botânico da Universidade de Coimbra Temas permanentes - consultar/retirar formulário: www.uc.pt/jardimbotanico Temas sazonais Junho e Julho 2010 ACÇÃO: Visita Ateliê Celebração

Leia mais

AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014

AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 O Agrupamento de Escolas N.º2 de Abrantes tem como um dos seus objetivos a plena integração na comunidade de que faz parte. Surge assim como natural a divulgação das

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto

Ficha de Caracterização de Projecto Ficha de Caracterização de Projecto Projecto +Skillz E5G Programa Escolhas Promotor: Associação Mais Cidadania 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto Projecto +Skillz E5G Promotor: Associação Mais

Leia mais

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Cidade de Guimarães Faixas Etárias do Concelho 65 ou mais 24-64 anos 15-24 anos 0-14 anos 0 20000 40000 60000 80000 100000 População do Concelho 159.576

Leia mais

Programacao. programacao de aniversario

Programacao. programacao de aniversario Programacao programacao de aniversario Teatro de Tabuas comemora 13 anos com temporada em Campinas Duas estruturas itinerantes estarao em atividade O grupo Teatro de Tábuas, sediado na cidade de Campinas,

Leia mais

EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Arruda Dos Vinhos PLANO DE ACTIVIDADES CENTRO DE RECURSOS

EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Arruda Dos Vinhos PLANO DE ACTIVIDADES CENTRO DE RECURSOS EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Arruda Dos Vinhos PLANO DE ACTIVIDADES CENTRO DE RECURSOS 2006 / 2009 Setembro 2006 PROJECTO DE TRABALHO DO CENTRO DE RECURSOS - 2006/09 PLANO NACIONAL DE LEITURA Identificação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá distinguir e recriar

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 APD- DELEGAÇÃO LOCAL DE MEM MARTINS RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 INTRODUÇÃO O ano de 2004 ficou marcado por alguns acontecimentos relevantes, sinal de que, apesar do passar dos anos, a Delegação

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Expressar curiosidade e desejo de saber; Reconhecer aspetos do mundo exterior mais próximo; Perceber a utilidade de usar os materiais do seu quotidiano;

Leia mais

A Arte e as Crianças

A Arte e as Crianças A Arte e as Crianças A criança pequena consegue exteriorizar espontaneamente a sua personalidade e as suas experiências inter-individuais, graças aos diversos meios de expressão que estão à sua disposição.

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação

Projeto Pedagógico e de Animação Projeto Pedagógico e de Animação 1 - Memória Descritiva 2 Identificação e Caracterização da Instituição Promotora 3 - Objetivos Gerais 4 - Objetivos Específicos 5 - Princípios educacionais 6 Metodologias

Leia mais

FESTIVAL SÉRGIO MESTRE 9 DE JUNHO DE DE 2013 TAVIRA CENTRO HISTÓRICO. Um povo sem um passado é como uma árvore sem raizes Bob Marley

FESTIVAL SÉRGIO MESTRE 9 DE JUNHO DE DE 2013 TAVIRA CENTRO HISTÓRICO. Um povo sem um passado é como uma árvore sem raizes Bob Marley FESTIVAL SÉRGIO MESTRE 9 DE JUNHO DE DE 2013 TAVIRA CENTRO HISTÓRICO Um povo sem um passado é como uma árvore sem raizes Bob Marley Introdução Tavira é um concelho privilegiado em relação à cultura, existem

Leia mais

Biblioteca extravagante É um espectáculo onde se contam histórias a partir de objectos que vão surgindo em cena. Histórias de Rui Horta, Ana Faria,

Biblioteca extravagante É um espectáculo onde se contam histórias a partir de objectos que vão surgindo em cena. Histórias de Rui Horta, Ana Faria, Viagem sem bagagem Viagem sem bagagem é o título do novo espectáculo da Triarte, com estreia marcada na Expo Criança. Subordinado ao tema da feira, Viagem ao tempo dos castelos, esta produção promete uma

Leia mais

Despertar os sentidos!

Despertar os sentidos! Despertar os sentidos! Tudo o que conhecemos chega-nos, de uma forma ou de outra, através de sensações sobre as realidades que nos rodeiam. Esta consciência sensorial pode e deve ser estimulada! Quanto

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISCIPLNAR: EMRC PLANIFICAÇÕES 8º Ano ANO 2008/2009 1/7

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISCIPLNAR: EMRC PLANIFICAÇÕES 8º Ano ANO 2008/2009 1/7 8º Ano ANO 2008/2009 1/7 Módulo 1- O GOSTO PELA AVENTURA Tema 1 - A atracção ao desconhecido Experiência de aventuro. (Situações que exprimem experiências de aventura como a condução de veículos, iniciação

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

CENTRO DE FORMAÇÃO DESPORTIVA DE XADREZ

CENTRO DE FORMAÇÃO DESPORTIVA DE XADREZ CENTRO DE FORMAÇÃO DESPORTIVA DE XADREZ Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia Gaianima, E. M., Equipamentos Municipais Departamento do Desporto Escolar Escola Profissional de Gaia Academia de Xadrez de

Leia mais

Projecto Integrado da Baixa da Banheira

Projecto Integrado da Baixa da Banheira Projecto Integrado da Baixa da Banheira 1. INTRODUÇÃO O Projecto Integrado da Baixa da Banheira nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e o ICE tendo em vista induzir as Associações da

Leia mais

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Fundação das Artes Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Inscrições Abertas Turmas 2013 Primeiro Semestre Cursos Livres e Técnicos A Fundação das Artes é uma Escola de Artes

Leia mais

Os pequenos nadas. Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio.

Os pequenos nadas. Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio. Os pequenos nadas Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio. "Teatro artesanal (...) Tudo em vista: a máquina de cinema minúscula, que eles resgataram do desmantelamento, os

Leia mais

REPÚBLICA NAS ESCOLAS

REPÚBLICA NAS ESCOLAS REPÚBLICA NAS ESCOLAS COM O APOIO DE: http://www.centenariorepublica.pt/escolas escolas@centenariorepublica.pt República nas Escolas Descrição e Objectivos O tema Centenário da República deverá ser um

Leia mais

SE O MEU TELEMÓVEL VOASSE

SE O MEU TELEMÓVEL VOASSE SE O MEU TELEMÓVEL VOASSE CONCURSO SOBRE OS DIREITOS DAS CRIANÇAS 1. Apresentação TEMA GERAL DIREITO À DIFERENÇA EU MAIS TU REGULAMENTO DO CONCURSO O IAC-CEDI, Centro de Estudos, Documentação e Informação

Leia mais

"Amor mais Perfeito Tribute to José Fontes Rocha" Música de José Fontes Rocha

Amor mais Perfeito Tribute to José Fontes Rocha Música de José Fontes Rocha PRESS-RELEASE Joana Amendoeira é considerada uma das mais importantes vozes da Nova Geração do Fado. No seu cantar, o Fado ganha novo fulgor, nova atitude, sem se desviar da tradição. Joana Amendoeira

Leia mais

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto As Jornadas de Educação Pelo Desporto alinham-se com os objetivos gerais do Diálogo Estruturado na área da juventude, uma vez que

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Objetivos Atividades Responsáveis Datas Recursos Avaliaçõe s Promover o convívio entre os elementos da comunidade educativa Proporcionar momentos de alegria e partilha Recepção

Leia mais

as s FESTIVAL DE ARTES

as s FESTIVAL DE ARTES as s ARTES MÚSICA WORKSHOPS SOLIDÁRIO FESTIVAL DE ARTES Festival ASAS Apresentação: ATB e Município de Penela Conceito Método Objetivos Cronograma/programação Projetos de intervenção social A região de

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá

Leia mais

Terra: O Planeta que queremos ter!

Terra: O Planeta que queremos ter! Terra: O Planeta que queremos ter! 1. Localização da Acção: Centro Cultural e de Congressos de Aveiro (Grande Auditório) 2. Data de realização da Acção: 22 e 23 de Abril de 2008 3. Descrição e objectivos

Leia mais

Apoio à Preparação de Voluntários de Leitura Um projeto de cidadania Missão Potenciar o desenvolvimento de uma rede nacional de volutariado na área da promoção da leitura. Objectivos centrais Apoiar iniciativas;

Leia mais

Programa da Rede Social CLAS Mesão Frio. Plano de Acção. O Plano de Acção do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de

Programa da Rede Social CLAS Mesão Frio. Plano de Acção. O Plano de Acção do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de O do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de Desenvolvimento Social, onde estão definidos alguns Projectos (com o desejo de uma projecção num futuro próximo), a serem desenvolvidos para se concretizarem

Leia mais

Catálogo de Atividades...

Catálogo de Atividades... Catálogo de Atividades.... 2015 2016 .... O Parque YMCA CAMP ALAMBRE / PARQUE AMBIENTAL DO ALAMBRE Breve apresentação O Parque Ambiental do Alambre representa o Centro de Campo da Associação Cristã da

Leia mais

Mensagem do 1º de Dezembro de 2012

Mensagem do 1º de Dezembro de 2012 Mensagem do 1º de Dezembro de 2012 Por S.A.R. o Duque de Bragança 1 Portugueses: Estamos a viver mais um 1º de Dezembro, o dia em que se afirmou a vontade de independência nacional e os portugueses disseram

Leia mais

COMPANHIADEACTORES ATELIER DE EXPRESSÃO ARTÍSTICA

COMPANHIADEACTORES ATELIER DE EXPRESSÃO ARTÍSTICA COMPANHIADEACTORES ATELIER DE EXPRESSÃO ARTÍSTICA em LISBOA ESPECTÁCULO FINAL 28 de Junho de 2006 Página 1/7 COMPANHIADEACTORES ATELIER DE EXPRESSÃO ARTÍSTICA Juvenil Local: TEATRO DO CAMPO ALEGRE PORTO

Leia mais

Unidade orgânica: Divisão de Bibliotecas e Arquivos Municipais / Sector do SABE. Data: Outubro de 2009 (Mês das Bibliotecas Escolares)

Unidade orgânica: Divisão de Bibliotecas e Arquivos Municipais / Sector do SABE. Data: Outubro de 2009 (Mês das Bibliotecas Escolares) Nome: II Formar Bibliotecas Leitores Unidade orgânica: Divisão de Bibliotecas e Arquivos Municipais / Sector do SABE Data: Outubro de 2009 (Mês das Bibliotecas Escolares) Objectivos: A formação dos profissionais

Leia mais

Um grande abraço! Equipe Central de Produção Na Passagem

Um grande abraço! Equipe Central de Produção Na Passagem É com muito prazer que apresentamos o Catálogo Brincante, uma iniciativa do Polo Criativo Na Passagem. Reunimos trabalhos de artistas que mergulham na essência da infância para construir propostas de trabalhos

Leia mais

- Visitas orientadas Público-alvo: público geral

- Visitas orientadas Público-alvo: público geral Criado em 2006, o Serviço Educativo do Museu de Santa Maria de Lamas (MSML) tem desenvolvido um conjunto de actividades pedagógicas e lúdicas, no sentido de divulgar o património integrado no seu vasto

Leia mais

FESTIVAL O Amor é Fogo

FESTIVAL O Amor é Fogo FESTIVAL O Amor é Fogo Dias 17,18 e 19 de Julho 21h30 ESTÁDIO MUNICIPAL DE OEIRAS Integrado nas comemorações dos 250 anos do Concelho de Oeiras vai realizar-se o Festival O Amor é Fogo nos dias 17, 18

Leia mais

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL INTRODUÇÃO A Educação não formal distingue-se, nas últimas décadas da Educação formal ou ensino tradicional, uma vez que confere outro tipo de reconhecimento, organização, qualificação e estrutura. A Educação

Leia mais

CINE TEXTOS A OUTRA MARGEM

CINE TEXTOS A OUTRA MARGEM 1 CINE TEXTOS ```````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````` Informação reunida e trabalhada para apoio à exibição

Leia mais

Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016

Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016 Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016 Para que o início das aulas do novo ano lectivo se realize com facilidade, a Direcção dos Serviços de Educação

Leia mais

GÔDA. dobrar. GôDA Teatro. Público Geral. Sessões especiais para a Infância e Público Sénior

GÔDA. dobrar. GôDA Teatro. Público Geral. Sessões especiais para a Infância e Público Sénior GôDA Teatro Público Geral Sessões especiais para a Infância e Público Sénior GÔDA O que se esconde por detrás de uma porta antiga e enferrujada? O que se guarda por entre papéis e as fotografias velhas?

Leia mais

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Ano VI N.º 22 Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Bandeira Azul Hasteada na Ribeira Quente A Praia do Fogo da Ribeira Quente recebeu no dia 28 de

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL Actividades de Enriquecimento Curricular Expressão Dramática/Teatro e Corporal

PLANIFICAÇÃO ANUAL Actividades de Enriquecimento Curricular Expressão Dramática/Teatro e Corporal PLANIFICAÇÃO ANUAL Actividades de Enriquecimento Curricular Expressão Dramática/Teatro e Corporal Ano de escolaridade: 1.º e 2.º Ano Ano lectivo: 2011/2012 Professor/a da Disciplina:... Agrupamento/Escola:.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS I FEIRA GASTRO-CULTURAL DE RIO DOCE MG De 24/09 à 01/10/2011, o município de Rio Doce abrigará a I Feira Gastro-Cultural que movimentará a cultura, a arte e a culinária no interior na zona da mata mineira.

Leia mais

CETC NEWSLETTER. Nesta edição: OUTUBRO 2015 CETC NEWSLETTER. Editorial 2. Torneio Inter-Equipas 3. Ténis by Adriano Carvalho. Festa do Ténis 2015 6

CETC NEWSLETTER. Nesta edição: OUTUBRO 2015 CETC NEWSLETTER. Editorial 2. Torneio Inter-Equipas 3. Ténis by Adriano Carvalho. Festa do Ténis 2015 6 OUTUBRO 2015 CETC NEWSLETTER Nesta edição: Editorial 2 Torneio Inter-Equipas 3 Ténis by Adriano Carvalho 4 Festa do Ténis 2015 6 Torneio Prova B 9 International Senior Cantanhede I 14 O Mundo do Ténis

Leia mais

Crianças e Jovens PRÉ-BALLET E DANÇA CRIATIVA. Pré-ballet/Dança Criativa 3-5 anos com MARIA JOÃO LOPES 4ª feira, 17h45-18h30

Crianças e Jovens PRÉ-BALLET E DANÇA CRIATIVA. Pré-ballet/Dança Criativa 3-5 anos com MARIA JOÃO LOPES 4ª feira, 17h45-18h30 Crianças e Jovens PRÉ-BALLET E DANÇA CRIATIVA 3-5 anos Pré-ballet/Dança Criativa 3-5 anos com MARIA JOÃO LOPES 4ª feira, 17h45-18h30 A Dança Criativa/Ballet é um processo excelente de sensibilizar e promover

Leia mais

A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo

A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL Maria Elany Nogueira da Silva Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo Este presente artigo pretende refletir idéias sobre o brincar na Educação Infantil,

Leia mais

ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS

ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS CENTRO CULTURAL VILA FLOR A programação do Centro Cultural Vila Flor deverá assentar em critérios de qualidade, diversidade, contemporaneidade

Leia mais

Clube de Teatro Escola EB - 2,3 de Perafita

Clube de Teatro Escola EB - 2,3 de Perafita 1 Clube de Teatro Escola EB - 2,3 de Perafita Ana Moreira, Coordenadora O Clube de Teatro da Escola E.B. 2,3 de Perafita apresentou-se em cena nos dias 21 e 24 de Maio, com o seu mais recente trabalho

Leia mais

TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS

TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS Saída Profissional 03.01 TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS O Técnico de Artes Gráficas é um profissional qualificado, conhecedor do fluxo de produção gráfica, e apto para o exercício de profissões ligadas à composição,

Leia mais

Nesta edição, poderá consultar o programa de Oficinas de páscoa e primavera e escolher entre 13 propostas diferentes.

Nesta edição, poderá consultar o programa de Oficinas de páscoa e primavera e escolher entre 13 propostas diferentes. O ficinas Sazonais P E L O U R O D A I N O V A Ç Ã O E Procurando alargar as atividades de educação ambiental aos períodos de férias escolares, em particular às famílias, o Pelouro da Inovação e Ambiente

Leia mais

plano anual de educação ambiental

plano anual de educação ambiental plano anual de educação ambiental 2009/2010 complexo de educação ambiental da quinta da gruta PROGRAMA FAMÍLIAS Grelha Resumo por Sector Sector Rios/Espaços Verdes Animais Dias comemorativos Férias Datas

Leia mais

Ao Alcance de Todos 2015

Ao Alcance de Todos 2015 Ao Alcance de Todos 2015 Editorial Mecenas Serviço Educativo Apoio Institucional No ano em que a Casa da Música comemora o seu décimo aniversário, Ao Alcance de Todos é a imagem mais visível de um trabalho

Leia mais

Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores?

Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? AS CORES E OS NEGÓCIOS Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? Conhecer o significado das cores, na vida e nos negócios, aumenta as suas possibilidades de êxito. Aproveite. Sabia,

Leia mais

Casa do Povo de Óbidos - Creche e Jardim de Infância Ano lectivo de 2011/2012 1

Casa do Povo de Óbidos - Creche e Jardim de Infância Ano lectivo de 2011/2012 1 PROJECTO DE VALÊNCIA DE CRECHE Ano lectivo de 2011/2012 1 Índice 1-INTRODUÇÃO... 1 2-PRINCÍPIOS GERAIS E OBJECTIVOS PEDAGÓGICOS DA CRECHE... 2 3-ÁREAS DE CONTEÚDO... 4 3.1 - ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E

Leia mais

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 (Resposta Social de Creche) DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS Setembro Integração/adaptação das Crianças Reunião de Pais 24/09/2014 Outono - Promover a integração

Leia mais

Ficha de Caraterização de Práticas Inspiradoras

Ficha de Caraterização de Práticas Inspiradoras Ficha de Caraterização de Práticas Inspiradoras Nota: Se pretende que a S/ prática seja integrada na Base de Dados de Práticas Inspiradoras dinamizada pelo ACM, I.P., deverá enviar esta ficha devidamente

Leia mais

Perfis Professores. Maria João Directora

Perfis Professores. Maria João Directora Perfis Professores Maria João Directora Maria João, nasceu em Lisboa, no dia 27 de Junho de 1956, filha de pai português e mãe moçambicana. Em 1982 entrou na Escola de Jazz do Hot Club e foi lá que formou

Leia mais

Empreendedorismo e Tradição

Empreendedorismo e Tradição Plano de Promoção de Empreendedorismo nas Escolas do Baixo Alentejo Empreendedorismo e Tradição Proposta de Projeto Agrupamento de Escolas de Cuba OBJETIVOS Desenvolver ações que contribuam para preparar

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 1 2 EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 3 4 TÍTULO: Empreendedorismo jovem - metodologia

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO MUSSOC

PROJETO PEDAGÓGICO MUSSOC PROJETO PEDAGÓGICO dos Campos de Férias da MUSSOC Associação Mutualista dos Trabalhadores da Solidariedade e Segurança Social I CARATERIZAÇÃO GERAL DA MUSSOC 1. Introdução O presente documento tem como

Leia mais

PROJETO CRIANÇA Laboratórios de Arte

PROJETO CRIANÇA Laboratórios de Arte Andújar Y Navarro Republica Federativa do Brasil Associação Ritmos, Origens, Desenvolvimento e Aprendizagem PROJETO CRIANÇA Laboratórios de Arte Relatório Final INDICE INDICE...1 1. A RODA ASSOCIAÇÃO RITMOS,

Leia mais

À DESCOBERTA DAS RAÍZES DO JAPÃO

À DESCOBERTA DAS RAÍZES DO JAPÃO À DESCOBERTA DAS RAÍZES DO JAPÃO Neste curso em oito sessões, João Paulo Oliveira e Costa, professor catedrático e especialista em história do Japão, apresenta as grandes linhas e os momentos especiais

Leia mais

Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado

Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado O Programa de Voluntariado do Centro Solidariedade e Cultura de Peniche pretende ir ao encontro do ideário desta instituição, numa linha da

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Objectivos gerais: - Proporcionar o diálogo e o respeito pelas pessoas mais velhas. - Desenvolver o espírito

Leia mais

plano anual de educação ambiental

plano anual de educação ambiental plano anual de educação ambiental 2009/2010 complexo de educação ambiental da quinta da gruta PROGRAMA SÉNIOR Grelha Resumo Sector Designação Opção I - Atelier Entrelaçando Opção II - Atelier de Olaria

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Felizes os que constroem a vida na verdade e no bem. INTRODUÇÃO Este ano letivo 2014/2015 ficou definido como tema geral Felizes os que constroem a vida na verdade

Leia mais

6 Estimular a Criatividade

6 Estimular a Criatividade OZARFAXINARS N.2 DEZEMBRO 2005 121 6 Estimular a Criatividade Como aspecto menos valorizado pela Escola, a criatividade pode estimular novas formas de o jovem se relacionar com o mundo, desenvolvendo atitudes

Leia mais

Newsletter 93 - Janeiro 2014 Siga-nos: grupos de leitores 74ª Sessão. Conversas na Aldeia Global O Futuro da Cidadania ADULTOS

Newsletter 93 - Janeiro 2014 Siga-nos: grupos de leitores 74ª Sessão. Conversas na Aldeia Global O Futuro da Cidadania ADULTOS ADULTOS grupos de leitores 74ª Sessão Newsletter 93 - Janeiro 2014 Siga-nos: _ 14.Janeiro - 18h30 - Obra em análise: Bruno Vieira Amaral As primeiras coisas 9.Janeiro - 19h00 - Obra em análise: Thomas

Leia mais

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

MOSTRA DE TEATRO ESCOLAR VILA NOVA DE FAMALICÃO

MOSTRA DE TEATRO ESCOLAR VILA NOVA DE FAMALICÃO PROGRAMAÇÃO 13 a 17 de abril de 2015 MOTE MOSTRA DE TEATRO ESCOLAR VILA NOVA DE FAMALICÃO MOTE MOSTRA DE TEATRO ESCOLAR DE VILA NOVA DE FAMALICÃO PROGRAMAÇÃO 13 a 17 de abril de 2015 13 de abril 15h00

Leia mais

I CONGRESSO INTERNACIONAL AS ARTES NA EDUCAÇÃO

I CONGRESSO INTERNACIONAL AS ARTES NA EDUCAÇÃO I CONGRESSO INTERNACIONAL AS ARTES NA EDUCAÇÃO AMARANTE - 14 a 16 de Novembro de 2014 Local: Auditório do Parque Industrial de Amarante Ação Acreditada pelo Centro de Formação da Associação de Escolas

Leia mais

ANALISAR OBJECTOS ARTÍSTICOS

ANALISAR OBJECTOS ARTÍSTICOS ANALISAR OBJECTOS ARTÍSTICOS Um dos aspectos essenciais à história da arte, à antropologia e à museologia, a análise de objectos artísticos e antropológicos é o tema deste workshop em 10 sessões, orientado

Leia mais

O QUE É OBJECTIVOS: VANTAGENS

O QUE É OBJECTIVOS: VANTAGENS O QUE É O Gira Volei é um jogo fácil, divertido e competitivo destinado aos jovens com idade compreendida entre os 8 e os 16 onde apenas se pode utilizar uma técnica: o passe. OBJECTIVOS: Contribuir para

Leia mais

Braga, 10 de Janeiro de 2011.

Braga, 10 de Janeiro de 2011. Braga, 10 de Janeiro de 2011. Página 1 de 20 INDICE INTRODUÇÃO... 3 Págs. CARACTERIZAÇÃO DO SERVIÇO DE FORMAÇÃO... 10 BALANÇO DAS ACTIVIDADES DEP. FORMAÇÃO.11 PRIORIDADES DE MELHORIA. 15 CONCLUSÃO.. 16

Leia mais

PRESS RELEASE. FESTA DA CULTURA DO FUNCHAL 2013 volta a proporcionar duas semanas de grande atividade artística e cultural

PRESS RELEASE. FESTA DA CULTURA DO FUNCHAL 2013 volta a proporcionar duas semanas de grande atividade artística e cultural PRESS RELEASE FESTA DA CULTURA DO FUNCHAL 2013 volta a proporcionar duas semanas de grande atividade artística e cultural De 25 de Abril a 5 de Maio, a FESTA DA CULTURA DO FUNCHAL volta a proporcionar

Leia mais

XXXII ENCONTRO NACIONAL DE TEATRO NA ESCOLA

XXXII ENCONTRO NACIONAL DE TEATRO NA ESCOLA Projecto: XXXII ENCONTRO NACIONAL DE TEATRO NA ESCOLA SOBREDA, 04, 05, 06 e 07 de Maio - 2011 1- ENTIDADES PROMOTORAS: IDENTIFICAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA Rua Manuel Parada, 2819-505 Sobreda

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

Regulamento dos Concursos

Regulamento dos Concursos Prosepe - Projecto de Sensibilização e Educação Florestal da População Escolar 1 Projecto Prosepe Projecto de Sensibilização e Educação Florestal da População Escolar Ciclo: Olhar Pela Floresta Regulamento

Leia mais

9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS

9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS 9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS conceito O futebol, fonte de paixão e emoção, continua a potenciar extremismos

Leia mais

Domínio da linguagem oral e abordagem à escrita

Domínio da linguagem oral e abordagem à escrita I n t e r v e n ç ã o E d u c a t i v a O acompanhamento musical do canto e da dança permite enriquecer e diversificar a expressão musical. Este acompanhamento pode ser realizado pelas crianças, pelo educador

Leia mais

Ano V N.º 4. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010

Ano V N.º 4. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010 Ano V N.º 4 Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010 Foi atribuído em 2006, pela Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, um Diploma

Leia mais

C U R R I C U L U M V I T A E

C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Luís Miguel Pereira Araújo da Rocha Rua do Teixeira, nº43, 1º 1200-390 Lisboa Telefone 96 252 74 53 Fax 21 342 97 82 Correio electrónico luisrocha.fotografia@gmail.com

Leia mais

INTRODUÇÃO A 5ª edição Greenfest 2012 vai realizar-se de 26 a 30 de Setembro, no Centro de Congressos do Estoril.

INTRODUÇÃO A 5ª edição Greenfest 2012 vai realizar-se de 26 a 30 de Setembro, no Centro de Congressos do Estoril. Programa Escolas INTRODUÇÃO A 5ª edição Greenfest 2012 vai realizar-se de 26 a 30 de Setembro, no Centro de Congressos do Estoril. O Festival é o evento de referência para a sustentabilidade que celebra

Leia mais