- Visitas orientadas Público-alvo: público geral

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "- Visitas orientadas Público-alvo: público geral"

Transcrição

1 Criado em 2006, o Serviço Educativo do Museu de Santa Maria de Lamas (MSML) tem desenvolvido um conjunto de actividades pedagógicas e lúdicas, no sentido de divulgar o património integrado no seu vasto espólio. Tem como missão principal estabelecer uma ligação entre a instituição e a comunidade em que se insere e entre os diversos públicos que recebe. Assim, aprofunda-se a relação entre o Museu e a comunidade, despertando no público em geral, nas crianças e jovens em particular, um maior interesse pela história e património local, adquirindo, interpretando e difundindo novos conhecimentos sobre o património. Colocamos à disposição dos diversos públicos um conjunto de ofertas permanentes que podem ser requisitados em qualquer altura do ano. - Visitas orientadas Público-alvo: público geral A visita orientada tem como principal objectivo proporcionar ao público uma visão global do Museu. Seleccionando-se as peças mais emblemáticas, a orientação é executada segundo o nível académico, etário e cultural dos participantes. - Visitas temáticas (complementadas ou não com oficinas) 1.Turistas de palmo e meio Público-alvo: 1º, 2º e 3º ciclo, secundário, seniores e famílias. Nesta visita propomos um percurso através do qual serão exploradas diversas regiões do país com base nas colecções do Museu. Disfarçados de turistas, os visitantes percorrem o Museu em busca de objectos oriundos de regiões específicas. Pretende-se proporcionar uma forma

2 divertida de encarar o conceito de Museu, apresentando o espaço museológico como síntese de um mundo a ser explorado. Os conteúdos apresentados durante a visita desenvolvem igualmente noções de geografia adequadas a cada faixa etária. 2. Descobre os animais do Museu! Desde a pré-história até aos nossos dias, os animais fazem parte do nosso quotidiano, assim sendo, surgem representados nas mais variadas formas de arte. Nas colecções do Museu podemos descobrir desde vestígios de animais já extintos, animais que habitam outros continentes e até animais domésticos que nos acompanham diariamente. Propomos desta forma aos nossos visitantes uma expedição zoológica intitulada À descoberta dos animais no Museu, percorrendo as salas, identificando o animal e respectiva obra de arte. Exploraremos a obra de arte em si, assim como o animal e respectivo habitat natural, finalizando com o estabelecimento de um paralelismo entre ambos. Posteriormente, poderá ser realizada uma oficina de expressão plástica, onde cada visitante recriará um animal à sua escolha. 3. Em torno da cortiça O Museu de Santa Maria de Lamas é popularmente conhecido por Museu da Cortiça, sendo uma das suas salas constituída, praticamente na sua totalidade, por peças realizadas nesta matéria-prima. No entanto, antes da cortiça chegar até aqui, sofreu vários processos. Propomos aos nossos visitantes que nos acompanhem numa viagem imaginária até às planícies alentejanas, região onde habita o nosso amigo Sobreiro. Em pleno Alentejo, num dia de calor intenso, tentaremos ajudar o Sobreiro a resolver o mistério do desaparecimento das suas roupas. De seguida, realizar-se-á uma oficina de expressão plástica, onde cada participante dará asas à sua imaginação e criará a sua própria obra de arte em cortiça e outros materiais reutilizáveis. 4.Uma viagem pelo Barroco Público-alvo: 2º e 3º ciclo, secundário, universitário, seniores e famílias. Neste percurso vamos explorar a arte e cultura barroca, analisar diferentes espécimes em talha dourada e escultura religiosa, de modo a constatar o movimento, o dramatismo, o requinte e a riqueza decorativas que são apanágio deste período. Depois da visita, poderá ser realizada uma oficina de jogos pedagógicos associados ao período barroco ou uma oficina de expressão plástica, onde os participantes terão oportunidade de criar molduras, guarda-jóias, marcadores de livros decorados com ornamentos típicos da colecção explorada. 5. A Hora do Conto Público-alvo: pré-escolar, 1º, 2º e 3º ciclo, seniores e famílias. O Museu convida os participantes para uma viagem ao mundo dos contos e estórias infantis. Todos os contos explorados foram especialmente criados a partir da história do espaço e

3 colecções do Museu. Sentados numa almofada fofa e colorida os participantes vão ouvir, ver, sentir e participar no conto animado. (Contos disponíveis: Azeiteiro, vinagreiro ; O fantasma do museu ; O misterioso desaparecimento das figuras do presépio e A aventura da estátua. 6. Um retrato, uma história Público-alvo: pré-escolar, 1º e 2º ciclo Na Galeria do Fundador encontramos diversos retratos de Henrique Amorim, fundador deste Museu e benemérito de Santa Maria de Lamas. Vamos explorar cada um dos diferentes retratos, descobrir a história que cada um conta e fazer de conta que somos o Sr. Henrique na hora de ser retratado. Na oficina de expressão plástica vamos recriar os retratos e reescrever as histórias contadas. 7. Mil e uma cores no Museu Há mil e uma cores escondidas nos objectos expostos no Museu, cada uma com diferentes simbologias. Vamos descobrir o porquê de cada cor, explorar as relações entre as diferentes cores e os objectos expostos, bem como localizar cada uma no círculo cromático. Posteriormente, vamos por em prática os conhecimentos adquiridos e fazer de conta que somos pintores. Jogos pedagógicos Caça ao Tesouro Peddy-Paper Jogo da Glória Público-alvo: pré-escolar, 1º, 2º e 3º ciclo e famílias. Jogos através dos quais as crianças descobrem as colecções expostas. O objectivo consiste em destacar os aspectos mais importantes da colecção permanente do Museu de uma forma lúdica e pedagógica! Oficinas Oficina de Artes Plásticas As Estações do Ano Público-alvo: pré-escolar, 1º, 2º e 3º ciclo, secundário, seniores, famílias Esta Oficina tem início com uma pequena dramatização realizada pelos visitantes e orientada pela monitora. Esta conta a história da viagem aparente que o Sr. Sol faz em torno da terra, que demora 365 dias. Durante a viagem, o Sr. Sol vai parando nas 4 estações onde se diverte aproximadamente 3 meses Posteriormente, propomos a realização de um trabalho de artes plásticas, sobre a estação do ano onde o Sr. Sol se está a divertir na data da visita. Com esta oficina pretendemos desenvolver competências a nível motor, sensorial, social, ambiental e artístico. É também nosso objectivo, sensibilizar os visitantes para a necessidade de conservação do património histórico e natural, através de boas práticas ecológicas.

4 A brincar, construímos o passado Público-alvo: pré-escolar, 1º, 2º e 3º ciclo, secundário, seniores, famílias Esta actividade pretende dar a conhecer de uma forma participativa e divertida o Museu e as suas colecções. Depois da visita orientada, os participantes são convidados a explorar e desenvolver os conteúdos adquiridos, através da criação de peças inspiradas nas colecções do Museu com recurso a materiais reutilizáveis. Oficina de Douramento Público-alvo: pré-escolar, 1º, 2º e 3º ciclo, secundário, seniores, famílias. Ingresso: 3. Esta oficina procura desenvolver em termos teóricos e práticos a linguagem e técnicas do douramento, contribuindo assim para a utilização pedagógica desta arte, como ferramenta de criação colectiva e multidisciplinar (pode funcionar como complemento à visita temática Uma viagem pelo Barroco ). - Quadras Festivas Uma forma divertida e pedagógica de passar as férias escolares (Carnaval, Páscoa e Natal). - Dias Especiais Ao longo de todo o ano o Museu associa-se a diferentes comemorações (dia dos namorados, dia da mulher, dia do pai, dia da árvore, dia do teatro, dia da mãe, dia da família, dia dos museus, dia da criança, santos populares, verão, dia dos avós, jornadas europeias do património, dia do turismo, dia da música e do idoso, implantação da república, Halloween e S. Martinho). - Público com necessidades especiais Toca! Sente a cortiça A partir de Janeiro Actividade especialmente direccionada ao público com deficiência visual onde serão apresentadas réplicas de algumas das obras mais relevantes do espólio do Museu realizadas em cortiça. A actividade será complementada com um guião de visita específico em Braille. - Festeja o teu aniversário no Museu! Ao longo de todo o ano Segunda a sexta-feira 10h às 12h ou 15h às 17h Público-alvo: 4 aos 12 anos (nº de participantes: mínimo de 10 crianças, máximo de 30). Ingresso: 4, por criança (inclui prémio ou peça produzida na oficina). Traz os teus amigos e comemora o teu aniversário de forma original e divertida no Museu de Santa Maria de Lamas. O Museu disponibiliza o espaço e organiza actividades lúdicas, acompanhadas por monitor do Serviço Educativo. Além das actividades o programa poderá incluir o bolo de aniversário.

5 - Programa Fins-de-semana em família no Museu Público-alvo: Famílias O Museu de Santa Maria de Lamas apresenta uma nova proposta especialmente dirigida às famílias designada Fins-de-semana em família no Museu. O programa inclui diversas actividades do Serviço Educativo (visitas temáticas, jogos e oficinas). No âmbito do projecto Feira Vale +, todos os adultos recebem um vale que dará desconto de 50% no ingresso e 10% na aquisição de merchandising nos principais equipamentos turísticos do concelho de Santa Maria da Feira. Ingressos Visitas livres e orientadas: Adulto: 3 ; Seniores, Estudantes, portadores de Cartão-Jovem e crianças: 2 ; Grupos escolares/académicos: 1,5 /pessoa; Menores de 5 anos: gratuito. Todas as OFICINAS* ou VISITA COM OFICINA têm valor de ingresso de 2 /criança. Os restantes participantes estão sujeitos à taxa normal em vigor. * À excepção da OFICINA DE DOURAMENTO (3 para todo o tipo de público). Informação - Duração aproximada das actividades: sem oficina, 1 h e 30 m / com oficina, 2 h; - No caso de grupos organizados aceitam-se inscrições com um número mínimo de 10 participantes e um número máximo de 25 participantes; - A realização das oficinas em famílias está condicionada à inscrição de, no mínimo, 10 participantes; - Todas as visitas orientadas, actividades e oficinas implicam marcação prévia. Contactos Museu de Santa Maria de Lamas, Parque de Santa Maria de Lamas, Apartado Santa Maria de Lamas Telemóvel: Fax:

REDE MUSEOLÓGICA DO CONCELHO DE PENICHE ATIVIDADES DE SERVIÇO EDUCATIVO ANO LETIVO 2014/2015

REDE MUSEOLÓGICA DO CONCELHO DE PENICHE ATIVIDADES DE SERVIÇO EDUCATIVO ANO LETIVO 2014/2015 REDE MUSEOLÓGICA DO CONCELHO DE PENICHE ATIVIDADES DE SERVIÇO EDUCATIVO ANO LETIVO 2014/2015 A REDE MUSEOLÓGICA A é um projeto estratégico promovido pelo município que visa a qualificação, estudo, preservação

Leia mais

PROJETO ANUAL DA LUDOTECA

PROJETO ANUAL DA LUDOTECA O FAZ DE CONTA PROJETO ANUAL DA LUDOTECA ANO LECTIVO 2014/2015 Inês Matos ÍNDICE I- INTRODUÇÃO 3 II- PROJETOS 5 2.1. Semana da Alimentação 4 2.2. Formação Técnica 6 2.3. Acompanhamento às famílias 6 2.4.

Leia mais

SERVIÇO EDUCATIVO DA EXPO CELEBRAR OEIRAS

SERVIÇO EDUCATIVO DA EXPO CELEBRAR OEIRAS SERVIÇO EDUCATIVO DA EXPO CELEBRAR OEIRAS A Expo Celebrar Oeiras passado, presente e futuro, que irá estar patente ao público entre Maio e Dezembro, procura dar a conhecer aos visitantes o desenvolvimento

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7 5. Propostas

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano lectivo 2014/2015 EBI João Gonçalves Zarco

PROJETO PEDAGÓGICO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano lectivo 2014/2015 EBI João Gonçalves Zarco PROJETO PEDAGÓGICO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano lectivo 2014/2015 EBI João Gonçalves Zarco Objectivos pedagógicos e gerais do projecto VITAMINA: Proporcionar um espaço onde as famílias, por razões profissionais

Leia mais

O Plano de Educação Ambiental 2013 2015 pretende enriquecer a aposta da Câmara Municipal da Maia na Educação Ambiental e na Educação para o

O Plano de Educação Ambiental 2013 2015 pretende enriquecer a aposta da Câmara Municipal da Maia na Educação Ambiental e na Educação para o O Plano de Educação Ambiental 2013 2015 pretende enriquecer a aposta da Câmara Municipal da Maia na Educação Ambiental e na Educação para o Desenvolvimento Sustentável, promovendo a participação de toda

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PORTA DO MEZIO ARCOS DE VALDEVEZ PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Olá, sou o Lobito, a mascote da Porta do Mezio. Vem comigo descobrir as atividades que podes fazer na Porta do Mezio! 2013/2014 Localizado

Leia mais

Museu e Memória: os objectos contam a sua história Os objectos que encontras nos museus contam diversas histórias, sobre quem os fez, onde foram

Museu e Memória: os objectos contam a sua história Os objectos que encontras nos museus contam diversas histórias, sobre quem os fez, onde foram 4 Museu e Memória: os objectos contam a sua história Os objectos que encontras nos museus contam diversas histórias, sobre quem os fez, onde foram feitos e quando foram feitos. Queres saber algumas das

Leia mais

agenda de Maio :: DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS Em Maio os Museus Estão em Festa Museus como agentes de mudança social e de desenvolvimento (ICOM)

agenda de Maio :: DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS Em Maio os Museus Estão em Festa Museus como agentes de mudança social e de desenvolvimento (ICOM) agenda de Maio :: DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS 2009 O Museu da Chapelaria associa-se mais uma vez às comemorações do Dia Internacional dos Museus com a realização de diferentes actividades. "Museus como

Leia mais

Actividades Estação Biológica do Garducho. Maio Junho de 2009

Actividades Estação Biológica do Garducho. Maio Junho de 2009 Actividades Estação Biológica do Garducho Maio Junho de 2009 Inserir texto / índice Indíce Quem Somos Onde estamos Objectivos Principais projectos Actividades na Estação Biológica do Garducho Calendarização

Leia mais

REDE MUSEOLÓGICA DO CONCELHO DE PENICHE ATIVIDADES DE SERVIÇO EDUCATIVO ANO LETIVO 2012/2013

REDE MUSEOLÓGICA DO CONCELHO DE PENICHE ATIVIDADES DE SERVIÇO EDUCATIVO ANO LETIVO 2012/2013 REDE MUSEOLÓGICA DO CONCELHO DE PENICHE ATIVIDADES DE SERVIÇO EDUCATIVO ANO LETIVO 2012/2013 A REDE MUSEOLÓGICA A é um projeto estratégico promovido pelo município que visa a qualificação, estudo, preservação

Leia mais

Atelier Férias Escolares (1º período) Palácio Nacional da Ajuda 18 a 31 dezembro 2015

Atelier Férias Escolares (1º período) Palácio Nacional da Ajuda 18 a 31 dezembro 2015 Atelier Férias Escolares (1º período) Palácio Nacional da Ajuda 18 a 31 dezembro 2015 Colares, medalhas e condecorações Atelier de criação de joias Uma manhã recheada de pedras preciosas, ouros e veludos

Leia mais

ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa PLANO DE ACTIVIDADES BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS ANO LECTIVO 2006 / 2007

ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa PLANO DE ACTIVIDADES BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS ANO LECTIVO 2006 / 2007 ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS PLANO DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2006 / 2007 Escola EB 2,3/S Dr. Isidoro de Sousa BE/CRE Pl de Actividades Ano Lectivo

Leia mais

Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos. Ateliê "Animais do Mundo" (Pré-escolar) - 48 alunos:

Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos. Ateliê Animais do Mundo (Pré-escolar) - 48 alunos: Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos Ateliê "Animais do Mundo" (Pré-escolar) - 48 alunos: Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Através da história deste Mosteiro, iremos

Leia mais

2 Grupos com Necessidades Especiais Programa de actividades criadas para grupos com necessidades educativas especiais. 3 Passaporte Escolar

2 Grupos com Necessidades Especiais Programa de actividades criadas para grupos com necessidades educativas especiais. 3 Passaporte Escolar ACTIVIDADES 2014-2015 Público Escolar de Actividades 2014-2015 Actividades de Ano Lectivo de actividades desenvolvidas de acordo com os objectivos preconizados nos programas escolares em vigor para cada

Leia mais

Casa do Povo de Porto Judeu Instituição Particular de Solidariedade Social Contribuinte n.º 512 007 136

Casa do Povo de Porto Judeu Instituição Particular de Solidariedade Social Contribuinte n.º 512 007 136 Contribuinte n.º 512 007 136 PLANO DE ACTIVIDADES ANO DE 2009 I INTRODUÇÃO A Casa do Povo de Porto Judeu, como instituição de solidariedade social, e com algum peso no desenvolvimento desta freguesia no

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015 Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015 Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015

Plano Anual de Atividades 2014/2015 Mãos na Massa Plano Anual de Atividades 2014/2015 Equipa pedagógica do Centro de Educação de Infância Casa da Cruz Introdução O Plano Anual de Atividades é um documento orientador de uma dinâmica comum

Leia mais

Family Days PORTO. Informação aos Media

Family Days PORTO. Informação aos Media 3 e 4 de Outubro O maior salão de miúdos e graúdos Informação aos Media A 000 Eventos - Organização de Eventos Temáticos, irá realizar, nos próximos dias 3 e 4 de Outubro, de, entre as 0h e as 23h, no

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

Índice. - Introdução. 3. - Cronograma 4-5. - Capítulo 1 Plano de Atividades 2015-2016. 6-38

Índice. - Introdução. 3. - Cronograma 4-5. - Capítulo 1 Plano de Atividades 2015-2016. 6-38 1 2015-2016 Índice - Introdução. 3 - Cronograma 4-5 - Capítulo 1 Plano de Atividades 2015-2016. 6-38 2 Introdução O Município de Paços de Ferreira, assumindo-se como uma Cidade Educadora, respeitando um

Leia mais

Plano Anual de Actividades

Plano Anual de Actividades Plano Anual de Actividades (Actividades de Tempos Livres) Jardim de Infância e Escola EB1 da Quinta das Indias Jardim de Infância e Escola EB1 de Alpriate Escola EB1 do Cabo de Vialonga Ano Lectivo 2012/2013

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano lectivo 2014/2015 JI Roberto Ivens

PROJETO PEDAGÓGICO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano lectivo 2014/2015 JI Roberto Ivens PROJETO PEDAGÓGICO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano lectivo 2014/2015 JI Roberto Ivens Objectivos pedagógicos e gerais do projecto VITAMINA: Assegurar o acompanhamento das na educação pré-escolar depois do

Leia mais

Atividades de educação ambiental

Atividades de educação ambiental 1213 Centro Atividades de educação ambiental Ambiental da Pena 1 Introdução / Com vista à preservação e gestão equilibrada dos recursos naturais existentes no nosso planeta e face às alterações que o mesmo

Leia mais

Programa de Educação Ambiental

Programa de Educação Ambiental Programa de Educação Ambiental 2015 / 2016 Escolas Centro de Formação Ambiental SEDE - Lisboa 2 Horário de Funcionamento das Actividades 2ª feira a 6ª feira: 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h30 4 horários:

Leia mais

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina.

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina. 12 18 Anos ESTAS IMAGENS SÃO UM RODOPIO!/////////////////////////////////////// 3 CINEMA EM CASA!////////////////////////////////////////////////////////////////////// 4 BRINQUEDOS ÓPTICOS///////////////////////////////////////////////////////////////

Leia mais

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro Programação de Actividades Julho 02 (4ª) 15h00 Edifício Américo Marinho Hum! Hum! Hum! Que delícia!, sessão I 04 (6ª) 15h00 Auditório Municipal Augusto Cabrita Atelier de Movimento, sessão I 07 (2ª) 15h00

Leia mais

Despertar os sentidos!

Despertar os sentidos! Despertar os sentidos! Tudo o que conhecemos chega-nos, de uma forma ou de outra, através de sensações sobre as realidades que nos rodeiam. Esta consciência sensorial pode e deve ser estimulada! Quanto

Leia mais

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar através de empréstimo, a instituições, nomeadamente, de

Leia mais

CULTURA E LAZER O DESPORTO

CULTURA E LAZER O DESPORTO 6 CULTURA E LAZER O DESPORTO 6 Capítulo Capítulo 6 65 As actividades desportivas e lúdicas constituem não só uma forma de ocupação dos tempos livres, como contribuem activamente para a formação complementar

Leia mais

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Instituto Superior de Educação e Ciências/Universitas Prática de Ensino Supervisionada I (Educação Pré-Escolar) MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Identificação da Instituição:

Leia mais

Espaço Cultural. do Teatro Experimental de Lagos. Outubro Novembro Dezembro

Espaço Cultural. do Teatro Experimental de Lagos. Outubro Novembro Dezembro Espaço Cultural do Teatro Experimental de Lagos Outubro Novembro Dezembro Diálogos Lidos Terças-feiras / 16 Outubro, 20 Novembro e 17 Dezembro / 21h30 Na terceira 3ª feira de cada mês diferentes autores

Leia mais

Relatório de Actividades no Agrupamento de Escolas de Arraiolos Ano lectivo 2007-2008 Projecto ParticipAR Inovação para a inclusão em Arraiolos

Relatório de Actividades no Agrupamento de Escolas de Arraiolos Ano lectivo 2007-2008 Projecto ParticipAR Inovação para a inclusão em Arraiolos Relatório de Actividades no Agrupamento de Escolas de Arraiolos Ano lectivo 2007-2008 Projecto ParticipAR Inovação para a inclusão em Arraiolos Arraiolos Outubro 2008 Introdução O presente documento apresenta

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO (A PREENCHER PELA COMISSÃO DO PAA) Atividade Nº AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO Clube de adrez Professor Responsável Carlos Magalhães Ano letivo 2014/2015 Índice 1. Introdução 3 2. Objetivos

Leia mais

O Museu dos Terceiros é um museu de arte sacra, reaberto ao público em 2008 após obras significativas de restauro.

O Museu dos Terceiros é um museu de arte sacra, reaberto ao público em 2008 após obras significativas de restauro. Atividades do Serviço 2012/2013 1 O é um museu de arte sacra, reaberto ao público em 2008 após obras significativas de restauro. O Serviço e de Comunicação do Museu proporciona diversas atividades destinadas

Leia mais

MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA «PORTA DE LAMAS DE MOURO» www.cm-melgaco.pt

MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA «PORTA DE LAMAS DE MOURO» www.cm-melgaco.pt MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA www.cm-melgaco.pt Índice PREÂMBULO... 3 Artigo 1º Leis Habilitantes... 3 Artigo 2º Competência... 3 Artigo 3º Âmbito de Aplicação...

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objectivos gerais:... 4 2. Objectivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 5 4. Actividades Sócio-Educativas... 6 5.

Leia mais

WORKSHOPS Jovens dos 12 aos 15 anos

WORKSHOPS Jovens dos 12 aos 15 anos VERÃO 2011 WORKSHOPS Jovens dos 12 aos 15 anos Oficina de BD Neste workshop não se faz apenas banda desenhada: faz-se um fanzine de banda desenhada! Vamos criar uma história com base no teu imaginário

Leia mais

Plano Anual de Actividades 2011/2012 Pré-Escolar

Plano Anual de Actividades 2011/2012 Pré-Escolar Plano Anual de Actividades 2011/2012 Pré-Escolar MESES CONTEÚDOS / ACTIVIDADES OBJECTIVOS SETEMBRO Recepção às crianças e às famílias; Elaboração do projeto curricular de sala Elaboração do plano de Desenvolvimento

Leia mais

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE 1 Fundamentação Teórica O Plano Anual de Actividades constituiu, em conjunto com o Projecto Educativo e o Regulamento Interno, um dos principais instrumentos

Leia mais

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina.

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina. 7 12 Anos ESTAS IMAGENS SÃO UM RODOPIO!///////////////////// 3 CINEMA EM CASA!//////////////////////////////////////////////////// 4 QUE FEITIÇO É ESTE?/////////////////////////////////////////////////

Leia mais

CENTRO DE ARTES DE SINES. Serviço Educativo e Cultural

CENTRO DE ARTES DE SINES. Serviço Educativo e Cultural CENTRO DE ARTES DE SINES Serviço Educativo e Cultural SEMANA DE EDUCAÇÃO ARTISTICA 2015 Em 2015 o Centro de Artes de Sines volta a dedicar especial atenção àquela que é uma das suas prioridades a Educação

Leia mais

CAPÍTULO VIII APROVEITAMENTO DE BENS DESTINADOS A UTILIZAÇÃO DO PÚBLICO

CAPÍTULO VIII APROVEITAMENTO DE BENS DESTINADOS A UTILIZAÇÃO DO PÚBLICO TABELA DE TAXAS E LICENÇAS CAPÍTULO VIII APROVEITAMENTO DE BENS DESTINADOS A UTILIZAÇÃO DO PÚBLICO Utilização das instalações do complexo municipal de piscinas de Santa Marta de Penaguião (Art. 5º do Regulamento

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura. Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura

Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura. Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura 1 Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas...

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR MÊS Setembro TEMA Adaptação das Crianças PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE 2014/2015 MÊS ATIVIDADES OBJETIVOS INTEVENIENTES - Promover a integração; Dia 1 (segunda-feira) Receção às crianças - Desenvolver atitudes de autoestima e autoconfiança;

Leia mais

Arte e solidariedade aos olhos das crianças

Arte e solidariedade aos olhos das crianças Junta de Freguesia de Santa Maria dos Olivais Plano de Atividades Componente de Apoio à Família 2012/2013 Arte e solidariedade aos olhos das crianças Se a criança não receber a devida atenção, em geral,

Leia mais

Parque de Campismo 4* Parque Aquático Quinta Pedagógica Minigolfe Campo de Jogos Parque Aventura Restaurante Bar Salão de Jogos Minimercado.

Parque de Campismo 4* Parque Aquático Quinta Pedagógica Minigolfe Campo de Jogos Parque Aventura Restaurante Bar Salão de Jogos Minimercado. O NATURWATERPARK - Parque de Diversões do Douro abriu portas no Verão de 2011 e está situado na Quinta do Barroco, Póvoa/Andrães, às portas da cidade de Vila Real. É o primeiro parque totalmente ecológico

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES. Lar Cónego Manuel José Barbosa Correia. Animadora Sociocultural: Rosa Caldas

PLANO DE ACTIVIDADES. Lar Cónego Manuel José Barbosa Correia. Animadora Sociocultural: Rosa Caldas PLANO DE ACTIVIDADES Lar Cónego Manuel José Barbosa Correia Animadora Sociocultural: Rosa Caldas Índice Índice... 2 Introdução... 3 PARTE I... 4 Ateliers Semanais... 4 PARTE II... 9 Ateliers Mensais...

Leia mais

Férias de Verão no Museu da CARRIS Semanas Temáticas Expressão Plástica Expressão Corporal Expressão Musical

Férias de Verão no Museu da CARRIS Semanas Temáticas Expressão Plástica Expressão Corporal Expressão Musical A ação educativa nas Semanas Temáticas do Museu da CARRIS é vocacionada para crianças e jovens adolescentes. Propõe a realização de atividades lúdicas e interativas que estimulem o pensamento, sensações

Leia mais

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém Visita com Atelier -Animais do Mundo Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Vamos através da história deste Mosteiro, conhecer os animais que no séc. XVI chegavam a Lisboa vindos

Leia mais

Centro de Arqueologia de Almada Actividades de Educação Patrimonial. Campo de Simulação Arqueológica

Centro de Arqueologia de Almada Actividades de Educação Patrimonial. Campo de Simulação Arqueológica Centro de Arqueologia de Almada Actividades de Educação Patrimonial Facilitar a apropriação de memórias colectivas pelas novas gerações. O departamento pedagógico do Centro de Arqueologia de Almada, vocacionado

Leia mais

É precisamente nestas alturas que temos de equacionar todos os meios possíveis para tornar viáveis, nomeadamente, os museus.

É precisamente nestas alturas que temos de equacionar todos os meios possíveis para tornar viáveis, nomeadamente, os museus. Museus Novos produtos para novos públicos António Ponte Paço dos Duques de Bragança PORTO, 2011-11-07 Ao iniciar esta apresentação quero agradecer o convite que nos foi endereçado para apresentar a situação

Leia mais

A equipa somos nós. Ano letivo 2015/2016. Ser derrotado normalmente é uma condição temporária. Desistir é o que a faz permanente. Marylin vos Savant

A equipa somos nós. Ano letivo 2015/2016. Ser derrotado normalmente é uma condição temporária. Desistir é o que a faz permanente. Marylin vos Savant A equipa somos nós Ano letivo 2015/2016 Ser derrotado normalmente é uma condição temporária. Desistir é o que a faz permanente. Marylin vos Savant Projeto curricular escola Ano letivo 2015/2016 Entende-se

Leia mais

PROJECTO DE REALIZAÇÃO

PROJECTO DE REALIZAÇÃO APPEUC Associação de Professores de Português dos Estados Unidos e Canadá MONTREAL 2007 13, 14 e 15 de Abril de 2007 no Hotel Auberge Universel em Montreal PROJECTO DE REALIZAÇÃO Comissão Organizadora:

Leia mais

Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo.

Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo. Promover uma tradição natalícia. Janeiro 6 Sexta-feira Dia de Reis Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo. Fazer uma coroa de Rei com material reciclado

Leia mais

EXPOSIÇÕES. PROGRAMAÇÃO GERAL Público Geral Setembro 2012 NOVAS EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS

EXPOSIÇÕES. PROGRAMAÇÃO GERAL Público Geral Setembro 2012 NOVAS EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS PROGRAMAÇÃO GERAL Público Geral Setembro 2012 EXPOSIÇÕES Exposições Permanentes Exposições Temporárias Vencer a Distância - Cinco Séculos de Comunicações em Portugal História dos Correios e Telecomunicações

Leia mais

ENSINO PRÉ-ESCOLAR. Visitas orientadas À descoberta do MCCB

ENSINO PRÉ-ESCOLAR. Visitas orientadas À descoberta do MCCB Serviço educativo 2014 2015 ENSINO PRÉ-ESCOLAR Visitas orientadas À descoberta do MCCB 1h00 2.50 * Conhecem a história da Batalha? Com esta visita, percorreremos os caminhos da história desta terra e destas

Leia mais

19 de Março Dia do Pai Dedoches uma família à maneira e jogos História de encantar e Sessão de magia Teatro ser mãe e pai não é fácil!

19 de Março Dia do Pai Dedoches uma família à maneira e jogos História de encantar e Sessão de magia Teatro ser mãe e pai não é fácil! Propostas de Atividades coletividades Alhos Vedros/Moita Dia e mês Dia comemorativo Actividade Proposta 6 de Janeiro Dia de Reis Fantoches os animais e o Circo e o jogo dos sons dos animais Fantoches de

Leia mais

ÍNDICE: 1. Introdução. 1. - Caracterização do meio 2. - Caracterização do espaço ATL... 2. - Caracterização do grupo. 3

ÍNDICE: 1. Introdução. 1. - Caracterização do meio 2. - Caracterização do espaço ATL... 2. - Caracterização do grupo. 3 ÍNDICE: 1. Introdução. 1 2. CONTEXTUALIZAÇÃO - Caracterização do meio 2 - Caracterização do espaço ATL... 2 3. Grupo - Caracterização do grupo. 3 - Caracterização da equipa/horário. 3 4. OBJETIVOS: - Objetivos

Leia mais

SERVIÇO EDUCATIVO APRESENTAÇÃO

SERVIÇO EDUCATIVO APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O Serviço Educativo foi concebido com a missão de ressignificar o Museu da CARRIS como lugar de vivência coletiva, diálogo e partilha de múltiplas vozes, como território de reflexão e experimentação

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014 2015 GRUPO: 110 1.º Ciclo

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014 2015 GRUPO: 110 1.º Ciclo ATIVIDADE Recepção aos alunos do 1ºano CALENDARIZAÇÃO Promover uma boa integração na escola, explicando e mostrando, ao pormenor, as instalações e a dinâmica da escola. 1º ano ATIVIDADE Receção aos alunos

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL

PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL A vida é a arte de pintar e sentir a nossa própria história. Somos riscos, rabiscos, traços, curvas e cores que fazem da nossa vida uma verdadeira obra de arte! Autor

Leia mais

VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (22 a 30 de novembro) teve por objetivo a promoção do conceito da Prevenção de Resíduos e a realização

Leia mais

Metas de Aprendizagem Pré-escolar Expressões. Introdução

Metas de Aprendizagem Pré-escolar Expressões. Introdução Metas de Aprendizagem Pré-escolar Expressões Introdução A apresentação das metas para as Expressões baseia-se nas Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar integrando, as Expressões Motora.

Leia mais

Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011

Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011 Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011 1. Enquadramento O Serviço Educativo da Casa das Histórias Paula Rego é entendido como um sector de programação que visa uma mediação significativa entre

Leia mais

Alunos do 5º Ano Turma B

Alunos do 5º Ano Turma B Alunos do 5º Ano Turma B Boa tarde e Bem Vindos! 1 Todos conhecem a Prof.ª Isabel O meu nome é Alexandre e trabalho na empresa 2 Estamos aqui para vos apresentar o Projecto Concurso Escola Alerta! 3 O

Leia mais

Implementação das Actividades

Implementação das Actividades Implementação das Actividades Planificação Mensal das Actividades do ATL * (1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2009) Objectivos Actividades Janeiro 2009 Promover a interacção e participação activa do ATL

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

AGENDA DE FEVEREIRO 2013

AGENDA DE FEVEREIRO 2013 AGENDA DE FEVEREIRO 2013 Exposições temporárias 08 fevereiro a 08 março Exposição Walking all alone de Almerinda Pereira Walking all alone insere-se na série vermelha da artista e caracteriza-se pelo recurso

Leia mais

Encontro Rede de Espaços Internet 3 e 4 de Novembro de 2006, FIL, Lisboa

Encontro Rede de Espaços Internet 3 e 4 de Novembro de 2006, FIL, Lisboa Encontro Rede de Espaços Internet 3 e 4 de Novembro de 2006, FIL, Lisboa O papel do Entre Douro e Vouga Digital no combate à info-exclusão e no estímulo à participação cívica electrónica luis.ferreira@edvdigital.pt

Leia mais

O Oceanário de Lisboa

O Oceanário de Lisboa N.º 9 2008 105 (105-110) O Oceanário de Lisboa J oa n a C u n h a d e C a rva l h o * [ cunha.carvalho@gmail.com ] 1. As origens Em 1998, Lisboa acolheu a exposição internacional Os Oceanos, Um Património

Leia mais

Direcções Executivas Projecto Gira Volei 2013/2014

Direcções Executivas Projecto Gira Volei 2013/2014 Direcções Executivas Projecto Gira Volei 2013/2014 16 de Julho de 2013 Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO... 4 3. OBJECTIVOS DA AVM... 4 3.1. OBJECTIVOS GERAIS... 4 3.2. OBJECTIVOS ESPECÍFICOS...

Leia mais

Politicas Municipais de Apoio à Criança

Politicas Municipais de Apoio à Criança Politicas Municipais de Apoio à Criança MUNICIPIO DA MOITA DASC / Divisão de Assuntos Sociais Projectos Dirigidos à Comunidade em Geral Bibliotecas - Biblioteca Fora d Horas - Pé Direito Juventude - Férias

Leia mais

Reconfiguração do contexto comunidade educativa: O Projecto Ria.EDU e a mediação tecnológica

Reconfiguração do contexto comunidade educativa: O Projecto Ria.EDU e a mediação tecnológica Reconfiguração do contexto comunidade educativa: O Projecto Ria.EDU e a mediação tecnológica Florin Zamfir 1, Fernando Delgado 2 e Óscar Mealha 1 1 Universidade de Aveiro Departamento de Comunicação e

Leia mais

8,9,10 maio 2015. 7 a edição do salão ser mamã. Este vai ser o maior salão ser mamã! salão da pré-mamã, bebé e criança. 7a edição

8,9,10 maio 2015. 7 a edição do salão ser mamã. Este vai ser o maior salão ser mamã! salão da pré-mamã, bebé e criança. 7a edição salão da pré-mamã, bebé e criança ENA! Este vai ser o maior salão ser mamã! informação aos media 8,9,10 maio 2015 7 a edição do salão ser mamã A 1000 Eventos Organização de Eventos Temáticos, irá realizar,

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO A Câmara Municipal de Serpa no âmbito da sua politica para as áreas sócio-cultural e desportiva, considera o movimento associativo como parceiro

Leia mais

Critérios de Atribuição

Critérios de Atribuição PRÉMIO MUNICIPAL JOVENS EMPRESÁRIOS DO CONCELHO DE MOURA Critérios de Atribuição Preâmbulo Os Jovens Empresários têm um papel muito importante no Concelho de Moura, pois são o futuro deste Concelho e desempenham

Leia mais

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014 Promover o sucesso académico Reforçar a organização, coordenação e articulação curricular Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo

Leia mais

Objetivo principal: aprender como definir e chamar funções.

Objetivo principal: aprender como definir e chamar funções. 12 NOME DA AULA: Escrevendo músicas Duração da aula: 45 60 minutos de músicas durante vários dias) Preparação: 5 minutos (se possível com introduções Objetivo principal: aprender como definir e chamar

Leia mais

Jardim Zoológico Centro Pedagógico

Jardim Zoológico Centro Pedagógico N.º 9 2008 111 (111-115) Jardim Zoológico Centro Pedagógico Vera Sequeira * [ vera_lia@netcabo.pt ] 1. Introdução Se no seu início, os zoos eram meras exposições de animais, museus vivos repletos de curiosidades,

Leia mais

actividades circum-escolares 1º e 2º CICLOS Ano lectivo 2010/2011

actividades circum-escolares 1º e 2º CICLOS Ano lectivo 2010/2011 actividades circum-escolares 1º e 2º CICLOS Ano lectivo 2010/2011 1 apresentação As Actividades Circum-Escolares - A.C.E., são parte fundamental do Projecto Educativo do Colégio de S. João de Brito. Procuram

Leia mais

ATELIER-MUSEU JÚLIO POMAR. Em Torno do Acervo Abril a Setembro 2013 Serviço Educativo. coordenação / documentação Teresa Santos

ATELIER-MUSEU JÚLIO POMAR. Em Torno do Acervo Abril a Setembro 2013 Serviço Educativo. coordenação / documentação Teresa Santos ATELIER-MUSEU JÚLIO POMAR Em Torno do Acervo Abril a Setembro 2013 Serviço Educativo coordenação / documentação Teresa Santos O Atelier-Museu Júlio Pomar é um espaço dedicado à conservação, ao estudo e

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Objetivos Atividades Responsáveis Datas Recursos Avaliaçõe s Promover o convívio entre os elementos da comunidade educativa Proporcionar momentos de alegria e partilha Recepção

Leia mais

O CLUBE SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO O QUE É A CHUTALBI ESCOLA DE FUTEBOL? ESPIRITO CHUTALBI

O CLUBE SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO O QUE É A CHUTALBI ESCOLA DE FUTEBOL? ESPIRITO CHUTALBI O CLUBE SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO O Sport Benfica e Castelo Branco é um clube da cidade de Castelo Branco com 84 anos de história, foi fundado em 24 de Março de 1924. Destaca-se o facto de ser a filial

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá distinguir e recriar

Leia mais

REGULAMENTO programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira

REGULAMENTO programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira REGULAMENTO programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira PG 02 NOTA JUSTIFICATIVA O presente regulamento promove a qualificação das

Leia mais

Associação Pomba Da Paz IPSS Espaço Comunitário. Projecto Educativo

Associação Pomba Da Paz IPSS Espaço Comunitário. Projecto Educativo Associação Pomba Da Paz IPSS Espaço Comunitário Projecto Educativo Educadora: Susana Gonçalves Sala Branca Auxiliar: Paula Balanga Ano lectivo: 2006/07 Educadora Susana Gonçalves 1 Na vida, o importante

Leia mais

Jardim de Infância Professor António José Ganhão

Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância nº2 ( Brejo ) Jardim de Infância do Centro Escolar de Samora Correia Agrupamento de Escolas de Samora Correia Direcção Executiva Conselho

Leia mais

Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual

Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual Áreas de Conteúdo Actividades planificadas e realizadas Actividades planificadas e não realizadas Actividades não planificadas e realizadas

Leia mais

Plano Atividades Câmara Municipal do Funchal

Plano Atividades Câmara Municipal do Funchal 2015 Plano Atividades 1 Câmara Municipal do Funchal Departamento de Educação e Promoção Social 2 A Câmara Municipal do Funchal, no âmbito do seu Programa de Educação para a Cidadania, desenvolve, através

Leia mais

Paço dos Duques de Bragança Guimarães

Paço dos Duques de Bragança Guimarães Paço dos Duques de Bragança Guimarães 3 Paço dos Duques de Bragança APRESENTAÇÃO Situado na cidade de Guimarães, cujo centro histórico se encontra classificado pela UNESCO como Património da Humanidade,

Leia mais

Palavras Soltas. Projeto Pedagógico 2014/2015. Equipa Educativa:

Palavras Soltas. Projeto Pedagógico 2014/2015. Equipa Educativa: Palavras Soltas Equipa Educativa: Ana Maria Lopes; Ana Paula Neves; Daniela Bonito; Sandra Silva; Tathiana Germano; Teresa Ouro Índice Palavras Soltas 2 14 pág. Introdução... 5 I. Justificativa/ Tema...

Leia mais

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de Vale de Ovil Escola Básica e Secundária do Vale de Ovil Código 345702 CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é qualitativa e contínua com o objectivo de reconhecer

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica Museu de Olaria Manual e Guia de exploração do Museu de Olaria para utilização em contexto

Leia mais

EXPLICOLÂNDIA Centros de Estudo

EXPLICOLÂNDIA Centros de Estudo PROGRAMA DE FÉRIAS VERÃO EM GRANDE www.explicolandia.com/torresvedras PROGRAMA DE FÉRIAS VERÃO PÁG: 2 / 9 1. QUEM SOMOS A EXPLICOLÂNDIA organiza durante o período de férias escolares um programa específico

Leia mais

Plano de Ação 2015. Plano de Ação 2015

Plano de Ação 2015. Plano de Ação 2015 Plano de Ação PLANO DE AÇÃO DOCUMENTO ELABORADO PELO: Núcleo Executivo da Rede Social do Concelho do CONTACTOS: Câmara Municipal do Rede Social do Concelho do Av. Dr. Francisco Sá Carneiro 2550-103 Tel.

Leia mais

Atelier de Saúde REGULAMENTO INTERNO

Atelier de Saúde REGULAMENTO INTERNO Serviços de Saúde e Bem-estar Atelier de Saúde REGULAMENTO INTERNO REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DO EUZINHO ATELIER DE SAÚDE ARTIGO 1º Denominação e Natureza 1. O EUzinho Atelier de Saúde é um programa

Leia mais

A. A sala dos professores

A. A sala dos professores A. A sala dos professores Esta iniciativa tem como objectivo promover o contacto e o intercâmbio de informação entre os professores e o parque, bem como facilitar a programação e fruição das nossas actividades.

Leia mais