1º de Maio todos os dias

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1º de Maio todos os dias"

Transcrição

1 Pág: 22 Área: 15,95 x 21,58 cm² Corte: 1 de 5 1º de Maio todos os dias Numa zona verde da cidade de Lisboa, no bairro de Alvalade, o Parque de Jogos 1º de Maio tem um borbulhar de actividade constante. Por dia, estimase que seja frequentado por cerca de mil pessoas, para ali desenvolverem actividades físicas e de lazer. Recentes melhorias e um novo pavilhão abrem janelas a mais desporto e novas ofertas. Mãe, hoje é dia de natação? - é a pergunta invariável em casa de Sofia Nabais, desde que este ano inscreveu os filhos Madalena, António e Constança, com idades entre os 5 e os 9 anos, nas aulas de natação do Parque de Jogos 1º de Maio. Às Terças e Quintas, depois das cinco da tarde, é vê-los mergulhar na mesma piscina, à mesma hora, mas em aulas diferenciadas. "Eles andavam noutro ginásio e agora vêm para aqui com imensa vontade; noto nos mais velhos uma evolução na modalidade e a mais pequena está a começar a aprender; estou muito satisfeita".

2 Pág: 23 Área: 16,46 x 19,91 cm² Corte: 2 de 5 A escola de natação da Inatel é uma das mais antigas e estruturadas, desenvolvida apenas pela fundação. Com vários níveis de aprendizagem e um regulamento próprio, esta é a que tem maior afluência de crianças na faixa etária dos 5-6 anos. Mas há mais escolas ali a funcionar e que contemplam várias modalidades, desde o futebol, passando pelo rugby, judo, taekwondo, badmington, taido e atletismo. E nestas foram estabelecidas parcerias: "O parceiro fornece a componente técnica e os materiais de apoio, nós fornecemos a instalação; desta forma conseguimos melhorar o serviço aos nossos utentes e fazer face às restrições orçamentais, que são fortes nesta altura", sublinha o administrador do Parque de Jogos 1º de Maio, Pedro Marques. Associação Salvador Mas há também parcerias com um carácter social, como a que há cerca de dois anos foi celebrada com a Associação Salvador - e que deverá ser renovada em Março próximo. Dentro do ginásio de musculação foi criado um espaço de ginásio adaptado, frequentado semanalmente por 30 utentes com mobilidade reduzida. "As pessoas vão, têm uma actividade física em espaço não hospitalar e ao irem para o Estádio 1º de Maio, vão como se fossem ao ginásio; neste caso é integrado, há partilha entre pessoas com e sem deficiência. E isso tem sido o mais importante para desmistificar a deficiência e as pessoas adoram sentir-se integradas", revela Salvador Mendes de Almeida, o presidente da Associação Salvador. Quem passa os portões da entrada do Parque de Jogos 1º de Maio, apercebe-se desde logo do fluido constante de utentes. "Só nas nossas actividades, estão inscritas 3500 pessoas e há muitos espaços que são alugados para os utilizadores desenvolverem a sua actividade física". E a ocupação dos espaços por faixa etária é variável ao longo do dia, como nos explica Pedro Marques: "Ao início da manhã, é frequentado por trabalhadores que vêm fazer a sua actividade desportiva antes de começarem a trabalhar. Durante a manhã, por um lado, temos uma população mais sénior, que faz hidro-ginástica, a ginástica, faz a

3 Pág: 24 Área: 16,39 x 21,39 cm² Corte: 3 de 5 Salvador Mendes de Almeida, o presidente da Associação Salvador, com Moreira Marques, administrador da Inatel caminhada e a corrida no próprio parque de forma não orientada; por outro, temos também algumas escolas que nos alugam o espaço para a prática da Educação Física, uma vez que não têm instalações próprias. À hora de almoço, voltamos a ter algumas pessoas que trabalham, frequentam fundamentalmente o ginásio e a piscina. À tarde, voltamos a ter alguns seniores e as escolas. Ao fim da tarde, é a vez das crianças mais novas que fazem o futebol, a natação e o judo. Depois a idade vai aumentando até à noite, em que voltamos a ter um público mais adulto, que faz a sua actividade desportiva em horário pós laboral". Mas nem sempre foi assim. Que o diga António Costa, responsável pelas piscinas e pelos pavilhões. Já há 37 anos que ali trabalha e não se lembra de mudança mais positiva do que a inauguração das piscinas, em Desde então, a afluência teve um aumento de 100%, estima este responsável. "Provocou um aumento da procura dos mais variados desportos, porque aqui não há apenas natação, há também musculação, taido, ioga, judo, ténis de mesa e tai ki do". Já quando o pavilhão foi construído, recorda, "era apenas vocacionado para actividades colectivas como o andebol, o voleibol, o basquetebol e o ténis de mesa. Mais tarde, as arrecadações existentes na cave foram ampliadas para surgirem dois ginásios, porque não havia cá ginástica - e actualmente tem muitos utentes". Espaço multiusos Também neste momento, decorre a reconversão do relvado do campo de futebol, que vai passar a ser de relva sintética. Mais do que reduzir os custos de manutenção, especialmente do consumo de água, o novo relvado vai permitir um uso mais intensivo por parte das escolas de futebol e de rugby e também pelos CCDs que entram no quadro competitivo da Inatel no campeonato de futebol. Com estas melhorias, ambiciona o director técnico do Parque de Jogos 1º de Maio, Joaquim Carvalho: "Espero ter, nos fins-de-semana e nas horas nobres, o estádio sempre cheio de atletas, o que acabará por chamar público". E não se cansa de sublinhar as condições daquele espaço: "A bancada é espectacular; se chover, a pala abriganos e temos o piso sintético onde podemos fazer jogos atrás de jogos." Em complemento à área desportiva, acaba de

4 Pág: 25 Área: 16,48 x 20,56 cm² Corte: 4 de 5 Em cima, pormenor do exterior das novas instalações e, à direita, aulas de atletismo e râguebi. Em baixo, António Rola, na formação de árbitros ser construído o espaço multiusos, vocacionado para "responder à procura de actividades lúdicas e educativas", refere Pedro Marques. "Durante a semana, queremos criar um pólo que traga as crianças para o Parque de Jogos, onde elas possam estudar e fazer os trabalhos de casa, ter acompanhamento de professores e explicadores, se assim o entenderem". Mais, "queremos utilizar estas instalações para pequenos eventos e festas de aniversário por um lado e, por outro, actividades de formação - sejam da fundação ou de parceiros". Formação de árbitros E foi precisamente neste espaço que decorreu, ao longo de dois fins-de-semana em Outubro e Novembro, o curso intensivo de formação de novos agentes de arbitragem para os quadros do campeonato Inatel de futebol de 11. Para além de um rejuvenescimento da classe, este curso pretende igualmente "trazer novas ideias e sangue novo para a arbitragem", refere António Rola, da direcção do Desporto e responsável pela formação dos agentes desportivos. Com esta nova ferramenta, as três dezenas de árbitros certificados - no curso de Lisboa e num idêntico que decorreu no Porto - "ficam a saber interpretar na prática a lei do futebol e estão preparados para serem árbitros assistentes". Primeiro nos relvados dos estádios Inatel, um dia, quem sabe, num qualquer estádio do mundo.n Manuela Garcia (texto) e José Frade (fotos)

5 Pág: 1 Área: 16,70 x 22,81 cm² Corte: 5 de 5 1.º de Maio todos os dias

ANEXO I ESPAÇOS CEDIDOS E ATIVIDADES AFETAS

ANEXO I ESPAÇOS CEDIDOS E ATIVIDADES AFETAS ANEXO I ESPAÇOS CEDIDOS E ATIVIDADES AFETAS MULTIUSOS DE GUIMARÃES Designação: Multiusos de Guimarães Morada: Alameda Cidade de Lisboa, Creixomil, 4835-037 Guimarães Tipologia: Espaço multifuncional /

Leia mais

MAPA DA ILHA DE SANTIAGO/ CONCELHO DE SÃO LOURENÇO DOS ÓRGAOS

MAPA DA ILHA DE SANTIAGO/ CONCELHO DE SÃO LOURENÇO DOS ÓRGAOS MAPA DA ILHA DE SANTIAGO/ CONCELHO DE SÃO LOURENÇO DOS ÓRGAOS Anexo nº 1 Anexo nº 2 MAPA DO CONCELHO DE SÃO LOURENÇO DOS ÓRGAOS Trabalho do fim de Curso de Bacharelato em Educação Física Este questionário

Leia mais

APRESENTAÇÃO Quem pode participar? Como chegar ao evento? Quem organiza? O que é necessário para participar? Em que consiste a Feira da Saúde?

APRESENTAÇÃO Quem pode participar? Como chegar ao evento? Quem organiza? O que é necessário para participar? Em que consiste a Feira da Saúde? APRESENTAÇÃO 24horas de Desporto e Saúde, mais que um evento, UMA CAUSA SOCIAL desporto para todos em prol de uma vida longa e saudável. Começa dia 18 de Maio às 20h e tem como objectivos: Fazer a ponte

Leia mais

Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades Objectivos a atingir Meios Humanos

Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades Objectivos a atingir Meios Humanos Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades s a atingir Meios Humanos O Centro Popular de Trabalhadores do Bairro São João Atlético Clube com Estatutos aprovados em 28/02/1990 e publicados

Leia mais

Tarifas de Utilização das Instalações Desportivas Municipais

Tarifas de Utilização das Instalações Desportivas Municipais Quadro I Tarifas de Utilização das Instalações Desportivas Municipais Piscinas Municipais Cobertas Recreação e Lazer (Natação Livre)). Crianças até aos 6 anos (gratuito com presença adulto) 0.2 Crianças

Leia mais

Tema da Comunicação: Equipamentos Desportivos e o Território. Autor: João Roquette. Título: Algumas reflexões sobre o passado, presente e o futuro.

Tema da Comunicação: Equipamentos Desportivos e o Território. Autor: João Roquette. Título: Algumas reflexões sobre o passado, presente e o futuro. Tema da Comunicação: Equipamentos Desportivos e o Território Autor: João Roquette Título: Algumas reflexões sobre o passado, presente e o futuro. 1- Introdução A instalação de equipamentos desportivos

Leia mais

Divulgação do Evento

Divulgação do Evento organizado por em parceria com Divulgação do Evento Inclusão sobre rodas na EB 2,3 de Lamaçães esta terça-feira 02/12/2014 00:02 Inclusão sobre Rodas é o nome da acção que vai ser hoje promovida na EB

Leia mais

PROJETO NACIONAL ATIVIDADES AQUÁTICAS

PROJETO NACIONAL ATIVIDADES AQUÁTICAS PROJETO NACIONAL ATIVIDADES AQUÁTICAS WWW.AQUASUB.PT Aquasub - Etapas de Intervenção O Aquasub é um projeto nacional da Federação Portuguesa de Actividades Subaquáticas () de iniciação às modalidades aquáticas

Leia mais

Inatel Serviços de Data Center e solução SAP

Inatel Serviços de Data Center e solução SAP Inatel Serviços de Data Center e solução SAP Considero que foi um projecto que exigiu um enorme envolvimento de todas as partes que o integraram. Os resultados do projecto são francamente positivos. O

Leia mais

1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO

1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO 1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO 1.1- Enquadramento territorial e contexto físico O Concelho da Moita onde se localiza o Agrupamento de escolas Fragata do Tejo está situado na região de

Leia mais

Piscinas - Inscrições/preçário

Piscinas - Inscrições/preçário Piscinas - Inscrições/preçário Inscrições Para se inscrever nas aulas de natação municipal deverá dirigir-se à Secretaria das Piscina Municipal Documentos: Ficha de inscrição, 1 fotografia, fotocópia do

Leia mais

Externato Flor do Campo

Externato Flor do Campo QUADRO NORMATIVO - 2010/2011 Externato Flor do Campo O MELHOR AMBIENTE PARA O SEU FILHO É pena perder-se em adulto o contacto com a criança que existe dentro de nós, com a criança que sonha, que fantasia,

Leia mais

C O L É G I O D O A M O R D E D E U S

C O L É G I O D O A M O R D E D E U S C O L É G I O D O A M O R D E D E U S N.ª Ref.ª: 311/3 * 20.08.2015 Assunto: Informações diversas: Ano Escolar 2015/2016 A todos os Pais e Encarregados de Educação Exmo/a Senhor/a Encarregado/a Educação,

Leia mais

Desporto adaptado no concelho do Seixal. Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal Seixal, 26 de fevereiro de 2014

Desporto adaptado no concelho do Seixal. Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal Seixal, 26 de fevereiro de 2014 Desporto adaptado no concelho do Seixal Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal Seixal, 26 de fevereiro de 2014 UCAS - Goalball Demonstrações de Goalball por convite; Participação em torneios;

Leia mais

O GoKorfball nasceu de uma conversa entre amigos que procuravam dinamizar o corfebol português e juntar competição e diversão no mesmo evento.

O GoKorfball nasceu de uma conversa entre amigos que procuravam dinamizar o corfebol português e juntar competição e diversão no mesmo evento. Conceito O GoKorfball nasceu de uma conversa entre amigos que procuravam dinamizar o corfebol português e juntar competição e diversão no mesmo evento. Da conversa passou-se à acção e o GoKorfball é hoje

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo de Vale Figueira EB Miquelina Pombo

Escola Básica do 1º Ciclo de Vale Figueira EB Miquelina Pombo Escola Básica Elias Garcia Escola Básica Miquelina Pombo Escola Básica da Sobreda Escola Básica do 1º Ciclo de Vale Figueira EB Miquelina Pombo A Escola Básica do 1º Ciclo de Vale Figueira nº 1 (E.B. Miquelina

Leia mais

Carga Formação Total de. Carga. horária Semanal. Tempos letivos

Carga Formação Total de. Carga. horária Semanal. Tempos letivos GERAL CURSOS VOCACIONAIS DO ENSINO BÁSICO ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 1. Matriz Curricular dos Cursos (Educação Física) 1º ano 2º ano Componentes de Carga Carga Formação Total

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação. Grupo Disciplinar de Educação Física 2014/2015

Critérios de Avaliação Educação. Grupo Disciplinar de Educação Física 2014/2015 Critérios de Avaliação Educação Física Cursos Regulares Grupo Disciplinar de Educação Física 2014/2015 1. Introdução Na procura da qualidade, torna-se evidente o papel essencial desempenhado pelas estruturas

Leia mais

ANEXO II ATIVIDADES NÃO REGULARES

ANEXO II ATIVIDADES NÃO REGULARES ANEXO II ATIVIDADES NÃO REGULARES Introdução No sentido de fomentar e incentivar a prática desportiva no concelho de Guimarães (privilegiando a igualdade de oportunidades no acesso ao desporto não competitivo,

Leia mais

Outubro AG NDA E MUNICIPAL M U N I C I P I O PESO DA RÉGUA. Cultura Desporto Lazer Inf o mail

Outubro AG NDA E MUNICIPAL M U N I C I P I O PESO DA RÉGUA. Cultura Desporto Lazer Inf o mail Outubro M U N I C I P I O PESO DA RÉGUA AG NDA E MUNICIPAL Cultura Desporto Lazer Inf o mail 2008 Outu b ro 2008 Q 1 Q 2 S 3 S 4 D 5 S 6 T 7 Q 8 Q 9 S 10 S 11 D 12 S 13 T 14 Q 15 Q 16 S 17 S 18 D 19 S

Leia mais

ESCOLA DE SURF & ACADEMIA DE BodyBOARD

ESCOLA DE SURF & ACADEMIA DE BodyBOARD ESCOLA DE SURF & ACADEMIA DE BodyBOARD 2013 Sintra & CarcavELOS Academy_ Ericeira Academy Action Waves Surf School & BB Academy Informações Gerais A Action Waves é uma academia credenciada pela Federação

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA

CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA Dezembro de 2009 Índice I PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS... 4 II ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS... 4 1. Preço

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

EDUCAÇÃO FÍSICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de escolas de Santa Maria dos Olivais Escola Secundária António Damásio Escola Básica 2-3 dos Olivais GRUPO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - 620 EDUCAÇÃO FÍSICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3.º Ciclo e Ensino

Leia mais

Workshop (Da Estrutura e Desenvolvimento)

Workshop (Da Estrutura e Desenvolvimento) NOTA PRÉVIA: Dada a diversidade e quantidade de ideias e propostas manifestadas, optou por fazer-se uma síntese dos assuntos abordados retirando os comentários e as trocas de opiniões que entretanto surgiram,

Leia mais

O QUE É OBJECTIVOS: VANTAGENS

O QUE É OBJECTIVOS: VANTAGENS O QUE É O Gira Volei é um jogo fácil, divertido e competitivo destinado aos jovens com idade compreendida entre os 8 e os 16 onde apenas se pode utilizar uma técnica: o passe. OBJECTIVOS: Contribuir para

Leia mais

ATIVIDADES DESPORTIVAS 2015/2016 (Qualquer inscrição pode ser efetuada nas diferentes delegações ou sede)

ATIVIDADES DESPORTIVAS 2015/2016 (Qualquer inscrição pode ser efetuada nas diferentes delegações ou sede) ATIVIDADES DESPORTIVAS 2015/2016 (Qualquer inscrição pode ser efetuada nas diferentes delegações ou sede) GINÁSIO DE SÃO PAULO ACTIVIDADES: Ginástica 3ª idade 2X por semana = 1 hora por sessão 2ª e 4ª

Leia mais

REGULAMENTO GERAL JOGOS DESPORTIVOS 2011. 1 Introdução

REGULAMENTO GERAL JOGOS DESPORTIVOS 2011. 1 Introdução REGULAMENTO GERAL JOGOS DESPORTIVOS 1 Introdução Fazerem parte de uma equipa, aperceberem-se de que sozinhos e isolados muito pouco conseguirão, entenderem o valor da amizade e do apoio dos companheiros,

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação Cursos Profissionais. Grupo Disciplinar de Educação Física 2013/2014

Critérios de Avaliação Educação Cursos Profissionais. Grupo Disciplinar de Educação Física 2013/2014 Critérios de Avaliação Educação Física Grupo Disciplinar de Educação Física Introdução Na procura da qualidade, torna-se evidente o papel essencial desempenhado pelas estruturas e estratégias avaliativas

Leia mais

Curso de Especialização em Gestão Desportiva

Curso de Especialização em Gestão Desportiva Curso de Especialização em Gestão Desportiva Gestão de instalações desportivas Módulo 1 Calendário Dia 14 Mai Dia 15 Mai Dia 21 Mai 14-16h 16-18h 18-20h Questões a ter em conta na concepção de ID O planeamento

Leia mais

No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o. Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de

No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o. Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de 6. Associativismo No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de movimento associativo e em termos de serviços/acções disponibilizados

Leia mais

VI Seminário de Educação Inclusiva Direito à Diversidade ESPORTE ADAPTADO Ana Leonídia Soares Prof. Educação Física analeonsoares@bol.com.

VI Seminário de Educação Inclusiva Direito à Diversidade ESPORTE ADAPTADO Ana Leonídia Soares Prof. Educação Física analeonsoares@bol.com. VI Seminário de Educação Inclusiva Direito à Diversidade ESPORTE ADAPTADO Ana Leonídia Soares Prof. Educação Física analeonsoares@bol.com.br Quem somos? Onde estamos? Pessoa com deficiência; quase ¼ da

Leia mais

ACTUAR NOS CONDICIONANTES VIVER A VIDA: MAIS E MELHOR. Reduzir as desigualdades em saúde. Promover a saúde das crianças, adolescentes e famílias

ACTUAR NOS CONDICIONANTES VIVER A VIDA: MAIS E MELHOR. Reduzir as desigualdades em saúde. Promover a saúde das crianças, adolescentes e famílias ACTUAR NOS CONDICIONANTES VIVER A VIDA: MAIS E MELHOR Reduzir as desigualdades em saúde Garantir um ambiente físico de qualidade Promover a saúde das crianças, adolescentes e famílias Melhorar a saúde

Leia mais

ARAGÃOPINTO FUNDAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL VAMOS AJUDAR QUEM PRECISA!

ARAGÃOPINTO FUNDAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL VAMOS AJUDAR QUEM PRECISA! A ESSENCIALIDADE DE CUIDAR DAS NOSSAS CRIANÇAS INVESTIR A TEMPO PARA EVITAR... E PERSISTIRMOS NA BUSCA DE FAZER SEMPRE MELHOR PARA NÓS A PREVENÇÃO NÃO É UMA OPÇÃO... É UMA OBRIGATORIEDADE MISSÃO A Fundação

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE A FUNDAÇÃO INATEL E A UNIVERSIDADE DO PORTO. Lisboa, pessoa colectiva n. 500 122 237 neste acto representada pelo seu Presidente do

PROTOCOLO ENTRE A FUNDAÇÃO INATEL E A UNIVERSIDADE DO PORTO. Lisboa, pessoa colectiva n. 500 122 237 neste acto representada pelo seu Presidente do NATEL N ÍL PROTOCOLO ENTRE A FUNDAÇÃO INATEL E A ENTRE: PRIMEIRO FUNDAÇÃO INATEL, com domicílio na Calçada de Santana n 180 em Lisboa, pessoa colectiva n. 500 122 237 neste acto representada pelo seu Presidente

Leia mais

Financiamento ao Movimento Associativo Desporto Federado 2013. 6 junho de 2013 Auditório do Centro de Medicina Desportiva de Lisboa

Financiamento ao Movimento Associativo Desporto Federado 2013. 6 junho de 2013 Auditório do Centro de Medicina Desportiva de Lisboa Agenda Financiamento ao Movimento Associativo I Enquadramento 2011 2013 II Orçamento retificativo 2013 III Apoios Pagos 2013 (até 31 maio) IV Perspetivas 2014 a Financiamento ao Movimento Associativo I

Leia mais

LEGISLAÇÃO APLICÁVEL AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

LEGISLAÇÃO APLICÁVEL AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PORTADORES DE DEFICIÊNCIA LEGISLAÇÃO APLICÁVEL AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PORTADORES DE DEFICIÊNCIA PRINCÍPIOS GERAIS APLICÁVEIS: Todos os portugueses têm direito à Educação e à Cultura, nos termos da Constituição Portuguesa

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS FUTSAL ÉPOCA 2009-2010

NORMAS ESPECÍFICAS FUTSAL ÉPOCA 2009-2010 NORMAS ESPECÍFICAS FUTSAL ÉPOCA 2009-2010 FUTSAL NORMAS ESPECÍFICAS As normas específicas são regras estabelecidas pela Direcção Desportiva, em complemento do Código Desportivo, para as provas organizadas

Leia mais

Resumo de apoios atribuídos pelo município na época desportiva 2012/2013 (2013)

Resumo de apoios atribuídos pelo município na época desportiva 2012/2013 (2013) associativismodesportivoregula mentomunicipalapoioentidades desportivasprogramasdesenvol vimentodesportivoapoioativida dedesportivaregularapoioorgan izaçãoparticipaçãocompetições desportivasapoiobeneficiaçãoin

Leia mais

Critérios Específicos de Avaliação Disciplinas: Educação Física (2º ciclo, 3º ciclo e Secundário)

Critérios Específicos de Avaliação Disciplinas: Educação Física (2º ciclo, 3º ciclo e Secundário) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE Escola Secundária da Portela Escola EB 2,3 Gaspar Correia Escola EB1 Catela Gomes Escola EB1/JI Quinta da Alegria Escola EB1/JI Portela Critérios Específicos

Leia mais

CAPÍTULO IV INSTALAÇÕES PÚBLICAS, DESPORTIVAS E DE RECREIO SECÇÃO I. Artigo 19.º Instalações Públicas, Desportivas e de Recreio

CAPÍTULO IV INSTALAÇÕES PÚBLICAS, DESPORTIVAS E DE RECREIO SECÇÃO I. Artigo 19.º Instalações Públicas, Desportivas e de Recreio CAPÍTULO IV INSTALAÇÕES PÚBLICAS, DESPORTIVAS E DE RECREIO SECÇÃO I TAXAS Artigo 19.º Instalações Públicas, Desportivas e de Recreio 3- Piscina Coberta 3.1 Regime da Escola Municipal de Natação Dos 6 aos

Leia mais

SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL

SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA GABINETE DE AÇÃO SOCIAL 1 ESAC ESEC ESTGOH ESTSC ISCAC ISEC Serviços de Ação Social do IPC MISSÃO Os Serviços de Ação Social do Instituto Politécnico

Leia mais

Projecto Os Descobrimentos

Projecto Os Descobrimentos Projecto Os Descobrimentos 3 Fevereiro 2006 a 30 Junho 2008 ACRÓNIMO «Projecto Os Descobrimentos» SUBPROGRAMA 5. Andaluzia / Alentejo / Algarve EIXO E MEDIDA 4. Fomento de cooperação e integração social

Leia mais

7. AVALIAÇÃO. 5º ao 9ºano Áreas Parâmetros % Aptidão Física 10% Conhecimentos

7. AVALIAÇÃO. 5º ao 9ºano Áreas Parâmetros % Aptidão Física 10% Conhecimentos 7. AVALIAÇÃO A avaliação incide sobre as aprendizagens e competências definidas no currículo nacional para as diversas áreas e disciplinas de cada ciclo, expressas no projecto curricular de escola e no

Leia mais

salto em distância. Os resultados tiveram diferenças bem significativas.

salto em distância. Os resultados tiveram diferenças bem significativas. 1 Análise de comparação dos resultados dos alunos/atletas do Atletismo, categoria infanto, nos Jogos Escolares Brasiliense & Olimpíadas Escolares Brasileira. Autora: Betânia Pereira Feitosa Orientador:

Leia mais

O Financiamento das Federações: Estratégias de Inovação

O Financiamento das Federações: Estratégias de Inovação O Financiamento das Federações: Estratégias de Inovação Abel.Correia@fmh.utl.pt Marketing e Gestão do Desporto Faculdade de Motricidade Humana Congresso do Desporto Lisboa, 3 de Fevereiro de 2006 1 Porque

Leia mais

REDE MUNICIPAL DE PISCINAS DO PORTO

REDE MUNICIPAL DE PISCINAS DO PORTO REDE MUNICIPAL DE PISCINAS DO PORTO A natação tem-se tornado, nos últimos anos, numa das actividades mais procuradas pela população dos países desenvolvidos, o que tem obrigado a que as entidades reguladoras

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Educação Física

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Educação Física Prova 311 2015 Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Educação Física 12º Ano de Escolaridade Despacho normativo n.º 6-A/2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

MANUAL DE PROCESSAMENTO DE INSCRIÇÕES DE AGENTES DESPORTIVOS Época 2013/2014

MANUAL DE PROCESSAMENTO DE INSCRIÇÕES DE AGENTES DESPORTIVOS Época 2013/2014 MANUAL DE PROCESSAMENTO DE INSCRIÇÕES DE AGENTES DESPORTIVOS Época 2013/2014 1. INSCRIÇÕES A EFECTUAR OBRIGATORIAMENTE NA FEDERAÇÃO - PO 01 - PO 02 - PO 03 Todos os agentes desportivos, Treinadores e Oficiais,

Leia mais

FUNCIONÁRIOS EFETIVOS

FUNCIONÁRIOS EFETIVOS NÚCLEO TANCREDÃO Coordenador: Antônio Eduardo Oliveira Santos Email: dudabrasil4@hotmail.com Endereço: Av Dário Lourenço, s/n Bairro: Mário Cypreste CEP: 29027-198 Telefone: (27) 3322-1846 Horário de funcionamento:

Leia mais

Infra-estruturas Desportivas. Municipais. Escolares. Privadas

Infra-estruturas Desportivas. Municipais. Escolares. Privadas Infra-estruturas Desportivas Municipais Escolares Privadas SDLQV 1 Infraestruturas Desportivas Municipais S. Sebastião Court Ténis Municipal ( 4 campos) Câmara Municipal Lagos Clube Ténis Lagos Betominoso

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO

PROJETO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO CENTRO DE FÉRIAS DESPORTIVAS DE VERÃO N OS MOCHOS - 2013 - PROJETO DINAMIZADO PELA ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DE ESPINHO PROJETO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO Espinho, 2 de Maio de 2013 ÍNDICE Página Introdução 3

Leia mais

INSTALAÇÕES 2 PLANOS DE ÁGUA 4 BALNEÁRIOS. 2 DE CRIANÇAS 2 DE ADULTOS Cacifos individuais. Piscina de 25/22m. Profundidade de 1.5m.

INSTALAÇÕES 2 PLANOS DE ÁGUA 4 BALNEÁRIOS. 2 DE CRIANÇAS 2 DE ADULTOS Cacifos individuais. Piscina de 25/22m. Profundidade de 1.5m. PROGRAMA INSTALAÇÕES 2 PLANOS DE ÁGUA Piscina de 25/22m. Profundidade de 1.5m. Piscina de 16/12m. Profundidade de 1m. 1 Pista com Plataforma (prof. 0.60m). Níveis avançados de aprendizagem. Adaptação

Leia mais

NORMAS PARQUE DESPORTIVO

NORMAS PARQUE DESPORTIVO NORMAS DO PARQUE DESPORTIVO 2003 NORMAS DO PARQUE DESPORTIVO GENERALIDADES -----------1.O Desporto é indispensável ao funcionamento harmonioso da sociedade e constitui importante factor de equilíbrio,

Leia mais

Escola E.B. 2/3 dos Olivais

Escola E.B. 2/3 dos Olivais Escola E.B. 2/3 dos Olivais Esta planificação foi concebida como um instrumento necessário. Os objectivos da Educação Física no ensino básico bem como os princípios de organização das actividades nas aulas,

Leia mais

CONSELHO DESPORTIVO MUNICIPAL DESPORTO ADAPTADO PROJETO DESPORTO PARA A POPULAÇÃO COM DEFICIÊNCIA

CONSELHO DESPORTIVO MUNICIPAL DESPORTO ADAPTADO PROJETO DESPORTO PARA A POPULAÇÃO COM DEFICIÊNCIA CONSELHO DESPORTIVO MUNICIPAL DESPORTO ADAPTADO PROJETO DESPORTO PARA A POPULAÇÃO COM DEFICIÊNCIA I - ENQUADRAMENTO A prática desportiva regular, por parte da população com deficiência, constitui uma contribuição

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO 2011/2012

REGULAMENTO INTERNO 2011/2012 REGULAMENTO INTERNO 2011/2012 REGULAMENTO INTERNO 2011/2012 Exmo. Sr. ou Sr.ª Encarregado(a) de Educação Agora que o seu educando deu mais um passo no Universo Benfiquista, é com grande satisfação que

Leia mais

Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana

Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana A Associação Odiana Esta Associação, sem fins lucrativos, fundada pelos municípios de Alcoutim, Castro Marim e Vila Real de Santo António em Dezembro

Leia mais

Expectativas superadas no maior Festival de Rugby Juvenil de Portugal

Expectativas superadas no maior Festival de Rugby Juvenil de Portugal MEO PORTUGAL RUGBY YOUTH FESTIVAL 2013 Expectativas superadas no maior Festival de Rugby Juvenil de Portugal Sucesso entre Participantes e Espectadores 4 e 5 de Maio Estádio Universitário de Lisboa www.portugalrugbyfestival.com

Leia mais

FUTSAL. www.inatel.pt

FUTSAL. www.inatel.pt NORMAS ESPECIFICAS FUTSAL www.inatel.pt FUTSAL NORMAS ESPECIFICAS As normas específicas são regras estabelecidas pela Direção Desportiva, em complemento do Código Desportivo, para as provas organizadas

Leia mais

Do Associativismo Juvenil

Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Secretário de Estado do Desporto e Juventude Dr. Emídio Guerreiro Viseu - Dia 17 de julho Programa 10h00 - Pequeno-almoço com jornalistas, nos Serviços Desconcentrados

Leia mais

Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento

Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento Maior programa de infraestrutura para iniciação à prática esportiva PAC 2 Equipamento multiuso para identificação de talentos e formação

Leia mais

O TREINO DEPOIS DOS 50 ANOS

O TREINO DEPOIS DOS 50 ANOS PEDRO MAIA FITNESS & CYCLING BIKE PERSONAL TRAINER O TREINO DEPOIS DOS 50 ANOS PLANEAMENTO OS PRINCÍPIOS DE TREINO Quando treinamos, temos como principal objetivo melhorar alguns dos aspetos das nossas

Leia mais

Associação de Voleibol ALENTEJO E ALGARVE VOLEIBOL DE PRAIA. Projeto e Programa de Competição

Associação de Voleibol ALENTEJO E ALGARVE VOLEIBOL DE PRAIA. Projeto e Programa de Competição Associação de Voleibol ALENTEJO E ALGARVE VOLEIBOL DE PRAIA Projeto e Programa de Competição 2015 INTRODUÇÃO Assumindo uma lógica de continuidade, a atividade aqui descrita está enquadrada no Projeto Volley

Leia mais

JOGOS MUNICIPAIS 2015 REGULAMENTO

JOGOS MUNICIPAIS 2015 REGULAMENTO JOGOS MUNICIPAIS 2015 REGULAMENTO PARTICIPAÇÃO Podem participar munícipes federados ou não federados, em representação de clubes, grupos informais e a título individual, de acordo com o regulamento específico

Leia mais

Ver : quadro de comparação dos sistemas escolares francês e português ( no fim do documento).

Ver : quadro de comparação dos sistemas escolares francês e português ( no fim do documento). O ENSINO BÁSICO NO LICEU FRANCÊS CHARLES LEPIERRE A NOSSA OFERTA DE ENSINO ALGUNS DADOS SOBRE A NOSSA ESCOLA OS PROGRAMAS DE ENSINO O ENSINO DAS LINGUAS OS HORÁRIOS, UM DIA DE AULAS OS LOCAIS, AS SALAS

Leia mais

Enquadramento... 1. Objetivos... 1. Alunos... 1. Professores estagiários... 1. Recursos... 1. Humanos... 1. Temporais... 2. Espaciais...

Enquadramento... 1. Objetivos... 1. Alunos... 1. Professores estagiários... 1. Recursos... 1. Humanos... 1. Temporais... 2. Espaciais... i Índice Enquadramento... 1 Objetivos... 1 Alunos... 1 Professores estagiários... 1 Recursos... 1 Humanos... 1 Temporais... 2 Espaciais... 2 Materiais... 2 Procedimentos de planeamento e organização...

Leia mais

RUGBY. para TODOS. Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social. Departamento de Desenvolvimento. Henrique Garcia

RUGBY. para TODOS. Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social. Departamento de Desenvolvimento. Henrique Garcia RUGBY para TODOS Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social Departamento de Desenvolvimento Henrique Garcia 1. Introdução A Federação Portuguesa de Rugby tem como missão tornar possível que TODAS

Leia mais

PLANO DE TRABALHO IDOSO

PLANO DE TRABALHO IDOSO PLANO DE TRABALHO IDOSO Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER Afonso

Leia mais

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005 CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 PRESENÇAS PRESIDENTE : ESTÊVÃO MANUEL MACHADO PEREIRA VEREADORES : JOÃO LUIS BATISTA PENETRA MANUEL

Leia mais

TIPOLOGIA / INSTALAÇÕES DAS ESCOLAS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA

TIPOLOGIA / INSTALAÇÕES DAS ESCOLAS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA TIPOLOGIA / INSTALAÇÕES DAS ESCOLAS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA 1. JARDIM DE INFÂNCIA PAI DO VENTO Iniciou as suas atividades em Abril de 1999 está integrado no complexo escolar da Escola Básica

Leia mais

SEMANA DA INTEGRAÇÃO FISMA/FCAA 2015

SEMANA DA INTEGRAÇÃO FISMA/FCAA 2015 SEMANA DA INTEGRAÇÃO FISMA/FCAA 2015 16 a 20 de março de 2015 EVENTO ESPORTIVO E CULTURAL COM OBJETIVO DE INTEGRAR OS CALOUROS AO AMBIENTE ACADÊMICO DA FISMA/FCAA PROGRAMAÇÃO Dia 16/03 Ginásio de Esportes

Leia mais

NORMAS ESPECIFICAS VOLEIBOL. www.inatel.pt

NORMAS ESPECIFICAS VOLEIBOL. www.inatel.pt NORMAS ESPECIFICAS www.inatel.pt NORMAS ESPECÍFICAS As normas específicas são regras estabelecidas pela Direção Desportiva, em complemento do Código Desportivo, para as provas organizadas pela Fundação

Leia mais

Departamento de Educação Física Ano Letivo 2013/14

Departamento de Educação Física Ano Letivo 2013/14 Departamento de Educação Física Ano Letivo 2013/14 AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA No que se refere à componente de formação sócio-cultural, disciplina de Educação Física, a avaliação decorre dos objectivos

Leia mais

A não perder em Portimão...

A não perder em Portimão... A/c de Agenda N.º de Pág. 5 Para Divulgação Data 29/06/2012 A não perder em Portimão... De 6 a 15 de julho O destaque vai para o FIA GT1 World Championship, a Exposição O Mundo dos Dinossauros e as actividades

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação Física

Critérios de Avaliação Educação Física M. E. - GEPE Critérios de Avaliação Educação Física Grupo Disciplinar de Educação Física 2015/2016 1. Introdução Na procura da qualidade, torna-se evidente o papel essencial desempenhado pelas estruturas

Leia mais

Departamento de Educação Física e Desporto

Departamento de Educação Física e Desporto ESCOLA SECUNDÁRIA VITORINO NEMÉSIO Ano Letivo 2013-2014 Departamento de Educação Física e Desporto CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico Disciplina de Educação Física Revisto em Departamento no dia

Leia mais

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo 1 INTRODUÇÃO O Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas em colaboração com o Secretariado Entreculturas elaborou esta brochura

Leia mais

Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013

Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013 Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013 QUESTIONÁRIO Autor: Alexandre Miguel Mil-Homens Lucas Orientador: Prof. Doutor Raul Oliveira Ano lectivo 2012-2013

Leia mais

DGEstE - Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares DSRAl - Direção de Serviços da Região Algarve AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ENGº DUARTE PACHECO

DGEstE - Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares DSRAl - Direção de Serviços da Região Algarve AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ENGº DUARTE PACHECO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação incide sobre as aprendizagens e competências definidas no currículo nacional para as diversas áreas e disciplinas de cada ciclo, expressas no projecto curricular de escola

Leia mais

NÍVEL I INTRODUÇÃO OBJECTIVOS:

NÍVEL I INTRODUÇÃO OBJECTIVOS: INTRODUÇÃO NÍVEL I O Gira-Volei é um jogo de iniciação à modalidade destinada aos jovens com idades compreendidas entre os 8 e 15 anos, onde através do jogo simplificado (2x2) e utilização do passe faz

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARNAXIDE - 171487 EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 311 2014 12.º ANO DE ESCOLARIDADE 1. INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação

Leia mais

Evento. Âmbito. Regulamento

Evento. Âmbito. Regulamento Evento Decorrerá nas ruas de Leiria e terá lugar no dia 17 de Setembro de 2006 com a distância de 3.000 metros. Dado o cariz social e de lazer deste evento, realizarse-á, em simultâneo com a corrida, um

Leia mais

Chagas Cernawsky Marcia

Chagas Cernawsky Marcia Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Chagas Cernawsky Marcia Av. Cidade Zhuhai, Lote 168, 4ºB, 6000-077 Castelo Branco (Portugal) 926 032 788 marcia.cernawsky@gmail.com Skype marcia.cernawsky12 POSTO DE

Leia mais

Centro Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo, é legado do Rio 2016 para os esportes adaptados

Centro Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo, é legado do Rio 2016 para os esportes adaptados Centro Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo, é legado do Rio 2016 para os esportes adaptados Governo federal e governo do Estado de São Paulo constroem o maior legado dos Jogos Paraolímpicos de 2016 para

Leia mais

Curriculum da Empresa Via Activa Animação Turística Lda.

Curriculum da Empresa Via Activa Animação Turística Lda. Curriculum da Empresa Via Activa Animação Turística Lda. 2010 Contactos: viaactiva@gmail.com 1. Dados da Empresa Nome: Via Activa animação Turística Lda Morada e contribuinte: Rua Dr. Alfredo Ferreira

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS ACADEMIA MORANGOS COIMBRA - QUINTA DE S. JERÓNIMO >> SERVIÇOS: Morangos Creche A Creche Morangos tem como objectivo a promoção do desenvolvimento da criança até aos 3 anos, proporcionando

Leia mais

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL MULTIDESPORTIVO MODALIDADES DE FORMAÇÃO E RECREAÇÃO

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL MULTIDESPORTIVO MODALIDADES DE FORMAÇÃO E RECREAÇÃO SPORTING CLUBE DE PORTUGAL MULTIDESPORTIVO MODALIDADES DE FORMAÇÃO E RECREAÇÃO Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Sporting Clube de Portugal N.º Colaboradores 139

Leia mais

Mais um ano Mais Recordes

Mais um ano Mais Recordes www.portugalrugbyfestival.com Mais um ano Mais Recordes 12 e 13 de Abril de 2014 Estádio Universitário de Lisboa O Rugby Youth Festival Jogos Santa Casa 2014 terminou como a edição que bateu todos os recordes,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR Página 1/3 CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA - GRADUAÇÃO - BACHAREL GRADE: INGRESSANTES 2015/1

MATRIZ CURRICULAR Página 1/3 CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA - GRADUAÇÃO - BACHAREL GRADE: INGRESSANTES 2015/1 Página 1/3 Período: 1 ANATOMIA DO MOVIMENTO I 72 CRESCIMENTO, DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA 36 ENADE INGRESSANTE 0 GINÁSTICA E SAÚDE I 36 HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO ESPORTE I 36 PRÁTICA DE

Leia mais

Regulamento Municipal de Apoio Financeiro às Modalidades Desportivas

Regulamento Municipal de Apoio Financeiro às Modalidades Desportivas Regulamento Municipal de Apoio Financeiro às Modalidades Desportivas Câmara Municipal de Viana do Alentejo Divisão de Desenvolvimento Social e Humano www.cm-vianadoalentejo.pt Tel.: 266 930 010 mail: dasedu@cm-vianadoalentejo.pt

Leia mais

REGULAMENTO DE TRANSIÇÃO CURRICULAR E PLANO DE CREDITAÇÕES. Curso de 1º Ciclo de Estudos em Educação Física e Desporto do ISMAI.

REGULAMENTO DE TRANSIÇÃO CURRICULAR E PLANO DE CREDITAÇÕES. Curso de 1º Ciclo de Estudos em Educação Física e Desporto do ISMAI. REGULAMENTO DE TRANSIÇÃO CURRICULAR E PLANO DE CREDITAÇÕES Curso de 1º Ciclo de Estudos em Educação Física e do ISMAI Preâmbulo O Curso do 1º Ciclo de Estudos em Educação Física e do Instituto Superior

Leia mais

Capítulo 1 Prova de 10 km

Capítulo 1 Prova de 10 km 17ª CORRIDA EM ATLETISMO CIDADE DE VENDAS NOVAS 16 DE MAIO DE 2010 Regulamento Capítulo 1 Prova de 10 km 1. Participação Podem participar atletas populares e federados masculinos e femininos desde que

Leia mais

COLÉGIO TERESIANO BRAGA Ano Letivo 2011-2012 Educação Física 1º Período 7º Ano 1. ATLETISMO

COLÉGIO TERESIANO BRAGA Ano Letivo 2011-2012 Educação Física 1º Período 7º Ano 1. ATLETISMO COLÉGIO TERESIANO BRAGA Ano Letivo 2011-2012 Educação Física 1º Período 7º Ano 1. ATLETISMO Corridas Especialidades Velocidade Meio-Fundo Fundo Barreiras Estafetas Provas 60m, 100m, 200m, 400m 800m, 1500m,

Leia mais

modalidades andebol F andebol M badminton basebol

modalidades andebol F andebol M badminton basebol competição interna A aça UA é a competição desportiva entre os cursos da Universidade de Aveiro. Ao longo do ano lectivo, cada curso acumula pontos, mediante as classificações obtidas, por cada equipa,

Leia mais

Campeonato Regional de Ténis 2009 Iniciados e Juvenis CLUBE DE TÉNIS DO ESTORIL

Campeonato Regional de Ténis 2009 Iniciados e Juvenis CLUBE DE TÉNIS DO ESTORIL 1 Introdução DOCUMENTO ORIENTADOR O Campeonato Regional de Ténis enquadra-se num conjunto de Campeonatos Regionais da responsabilidade da Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo. O presente

Leia mais

" A história URCA MARCA DA NOSSA TERRA

 A história URCA MARCA DA NOSSA TERRA " A história URCA MARCA DA NOSSA TERRA A União Recreativa e Cultural da Abrunheira, faz parte da identidade desta Abrunheira contemporânea. Desde que existe, tem marcado todos os acontecimentos da nossa

Leia mais

Campo de Férias Aberto Verão 2015

Campo de Férias Aberto Verão 2015 Campo de Férias Aberto Verão 2015 Mais umas merecidas FÉRIAS ESCOLARES. Todos os que frequentam a Escola anseiam por esta pausa. É uma altura em que os pais procuram uma solução pedagógica, segura e saudável

Leia mais

Projecto de criação. Escola de Futebol do. Clube Académico de Futebol Viseu

Projecto de criação. Escola de Futebol do. Clube Académico de Futebol Viseu Projecto de criação Escola de Futebol do Clube Académico de Futebol Viseu Setembro de 2002 Índice Metas propostas do projecto... 3 Recursos humanos... 3 Recursos materiais... 4 Instalações... 4 Material

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 5 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 5 I Querer + verbo Achar + que Eu quero Eu acho Você/ ele/ ela quer Você/ ele/

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES / 2011. O ano de 2011 ficará marcado pelas eleições para os órgãos sociais, que se realizarão no mês de Fevereiro.

PLANO DE ACTIVIDADES / 2011. O ano de 2011 ficará marcado pelas eleições para os órgãos sociais, que se realizarão no mês de Fevereiro. PLANO DE ACTIVIDADES / 2011 O ano de 2011 ficará marcado pelas eleições para os órgãos sociais, que se realizarão no mês de Fevereiro. Nesta sequência, a actual Direcção propõe um conjunto de actividades

Leia mais