Requisitos de Ferramentas de Apoio aos Processos de Medição de Software. Marco Aurélio Vilaça de Melo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Requisitos de Ferramentas de Apoio aos Processos de Medição de Software. Marco Aurélio Vilaça de Melo"

Transcrição

1 Requisitos de Ferramentas de Apoio aos Processos de Medição de Software Marco Aurélio Vilaça de Melo Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Belo Horizonte MG Brasil Resumo. Para produzir de maneira eficaz em um ambiente dinâmico, uma empresa de desenvolvimento de software deve continuamente coletar, analisar e usar medidas para dar suporte a vários decisões gerenciais [INSIGHT 2002]. Qualquer sucesso no processo de medição depende de automatizar o máximo possível a atividade de medição [CUTTER IT JOURNAL 2003]. Este documento apresenta um catálogo com os principais requisitos para se obter um bom método ou ferramenta de apoio aos processos de medição de software. 1. Introdução O avanço da tecnologia e o aumento na demanda de desenvolvimento vêm fazendo com que haja um aumento no tamanho e complexidade dos softwares. E esse aumento tem como efeito colateral uma maior possibilidade na ocorrência defeitos durante o desenvolvimento [Gomes 2001]. Para tentar minimizar o número de defeitos no desenvolvimento de software surgiram diversas técnicas para padronizar o seu desenvolvimento e por conseqüência melhorar a qualidade dos produtos. Para alcançar níveis cada vez mais altos de qualidade, torna-se necessário melhorar o ciclo de vida do software e, para tornar isto possível, dados quantitativos que descrevam a realidade do processo precisam ser obtidos e devidamente analisados [GOMES 2001]. A medição de software auxilia no monitoramento do processo de desenvolvimento de software, proporcionando uma avaliação contínua desse processo possibilitando alterações caso seja identificado algum desvio [FRANÇA 1998]. Diante deste quadro, onde cada vez mais as informações históricas de projetos influenciam na melhoria de processo de desenvolvimento das empresas, aumenta a necessidade de ferramentas e métodos que auxiliam na obtenção, manutenção e análise destes dados. A medição de software gera uma quantidade grande de informação, 1

2 que só poderá ser manipulada eficazmente através de uma ferramenta automatizada [FRANÇA 1998]. Um fato que demonstra que a qualidade dos softwares tem ganhado mais importância no processo de desenvolvimento, é que passou a ser uma área-chave específica do nível 2 do CMMI. Este artigo tem como principal objetivo descrever um catálogo de requisitos para o desenvolvimento de ferramenta ou metodologia de apoio ao processo de medição de software. Podendo auxiliar os desenvolvedores e pesquisadores de ferramentas de medição de software na tarefa de fazer uma ferramenta que cubra uma grande parte dos requisitos necessários para apoiar nas medições de software. Além disso, ela poderá ajudar aos analistas de qualidade e/ou processo na decisão para adoção da ferramenta que mais atenda às necessidades da empresa. Não temos como objetivo enumerar as métricas necessárias para uma boa medição do processo de desenvolvimento de software. Mesmo porque essas métricas podem variar de acordo com a empresa e até mesmo o tipo ou tamanho do projeto. As principais fontes de extração dos requisitos de ferramentas de apoio a medição são artigos de pesquisa que descrevem funcionalidades de ferramentas de medição, artigos que dissertam sobre a qualidade de software e também artigos que avaliam técnicas e metodologia de medição de software. Além disso, foram utilizadas as documentação técnicas de modelos de capacitação, por exemplo, o CMMI para a fundamentação do trabalho. Esse artigo tem como público de interesse os diversos níveis hierárquicos de profissionais das empresas de desenvolvimento de software, pois as métricas obtidas durante essa atividade ajudam na melhoria de desempenho das atividades de quase todos os atores dessa área. O analista de sistemas poderá obter métricas específicas de sua produtividade e com isso estipular metas e controlar o número de defeitos em seu código. A equipe de qualidade é beneficiada diretamente, pois são as métricas coletadas que vão proporcionar uma idéia mais precisa que como está a qualidade do produto desenvolvido. Também se beneficia a equipe de processos, pois diante dos resultados das análises das métricas é possível mensurar o grau de identificação das tarefas realizadas com o processo estabelecido. E com isso identificar possíveis falhas no processo, possibilitando uma mudança pontual desses procedimentos. Os gerentes de projetos também se beneficiarão, pois eles terão acesso a informações do estado do projeto e poderão fazer uma projeção de atrasos e riscos que o projeto corre diante do estado atual. 2

3 2. Modelos e Características das Ferramentas de Apoio aos Processos de Medição de Software Como dito, o processo de medição de software desperta um grande interesse, nas diversas áreas da engenharia de software, e por isso, existem várias pesquisas sobre métodos e ferramentas que apóiem a coleta, manutenção e análise das informações coletadas. A seguir apresentamos algumas das técnicas que tentam auxiliar nessas tarefas: - TABA: é um meta-ambiente capaz de gerar, a partir da definição de um processo, ambientes de desenvolvimento de software (ADS) adequados às particularidades de projetos específicos [GOMES 2001]. - Goal-Question-Metric (GQM): é uma técnica criada na década de 80 para avaliação de defeito dos projetos desenvolvidos pela NASA, embora tenha sido usado originalmente para definir e avaliar objetivos para um determinado projeto em um ambiente específico, seu uso foi expandido. Tem como objetivo criar passos para uma evolução gradual da qualidade no desenvolvimento de software [BASILI 2004]. - Practical Software Measurement (PSM): é um projeto patrocinado pelo Departamento de Defesa e pelo exército norte-americanos, que tem como objetivo estabelecer um conjunto de práticas, ferramentas e serviços para auxiliar os gerentes de projetos a obter informações objetivas sobre os projetos em andamento, para que estes atinjam suas metas de prazo, custo e qualidade [BORGES 2004]. Existem também várias ferramentas baseadas ou não nas técnicas acima, que tem como principal objetivo automatizar o gerenciamento de métricas: - PSM-Insight: é uma ferramenta baseada no processo PSM que permite um alto nível de flexibilidade no gerenciamento de dados, incluindo modificação, consulta e capacidade sofisticada de gráficos [LUCERO 2001]. - Gemetrics: é uma ferramenta CASE auxiliar no gerenciamento de projeto e métrica. Ela integra recursos para o planejamento, gerenciamento de projeto e de métricas de software, gerando gráficos e relatórios fornecendo dados para decisões de projeto [vavassori 2001]. 3

4 - Hackystat: é uma ferramenta de medição de engenharia de software que tem como principal objetivo fornecer um processo útil e um produto de coleta de medidas e facilidades nas análises sem adicionar atrasos em sua atividade diária [JOHNSON 2004]. - ImPProS: é uma ferramenta para a melhoria de processos baseada nas fases do modelo IDEAL, que ajuda na organização gradual do processo de implementação de software [OLIVEIRA 2006]. Tem como principais objetivos especificar um meta-modelo de processo de software, apoiar na definição de um processo de software, permitir a avaliação de critérios desse processo, e ajudar na melhoria contínua do processo [OLIVEIRA 2005]. - PSEE-Metrics: é uma ferramenta que provê suporte ao planejamento e execução de programas de mensuração em processos de desenvolvimento de softwares, utiliza alguma práticas do PSM, tendo seus componentes organizados em três camadas: interação com o usuário, mecanismos de gerência de processos e repositórios [Garcia Júnior 2006]. 3. Requisitos Diante dos métodos e ferramentas estudados foram identificados requisitos que são importantes no apoio aos processos de medição de software, esses requisitos podem ser classificados da seguinte forma: 3.1- Apoio na definição de medidas O método/ferramenta deve auxiliar na identificação de quais métricas devem ser coletadas e armazenadas durante o processo de desenvolvimento de software [FRANCA 1998]. O que deve ser medido é uma informação importante na medição de software, a metodologia que propõe padronizar essa medição deve auxiliar a equipe de processos a definir quais são as medidas que devem ser coletadas durante o processo de desenvolvimento de software. Isto é necessário para a evitar o armazenamento de grande quantidade de informação desnecessária, causando grande confusão na análise dos dados. 4

5 3.2- Apoio na definição do processo de medição O método/ferramenta deve garantir a confiabilidade das informações coletadas. Para isto, ela deve auxiliar na definição de responsabilidades da coleta, garantindo que caso haja algum problema, seja possível identificar o responsável. [CUTTER IT JOURNAL 2002] Compartilhamento das medidas O método/ferramenta deve permitir que os dados coletados possam ser compartilhados, auxiliando em diferentes aspectos das medições, mas estes dados devem ser coletados/armazenados apenas uma vez e compartilhados para todas as visões necessárias. Os dados armazenados devem estar disponíveis também para serem compartilhados entre projetos, isto se justifica devido à necessidade de ter uma comparação de medidas entre os projetos [VAVASSORI 2001] Base de dados das medições O método/ferramenta deve prover uma forma de cadastro de medidas que proporciona uma recuperação fácil das informações e tenha uma flexibilidade para que permitam que os usuários produzam suas próprias consultas. Este requisito leva à necessidade que as medidas sejam armazenadas em um banco de dados [CARD 1998]. 3.5 Flexibilidade dos sistemas de medições O método/ferramenta deve ter um sistema de medição flexível e facilmente adaptável às características da organização. Este requisito possui dois contextos, o primeiro a flexibilidade de especificar novos requisitos específicos de cada projeto, isto é necessário para permitir que cada projeto tenha uma singularidade. No outro ponto, deve possuir a flexibilidade na escala das medidas, para conseguir unificar as diversas escalas que a mesma medida pode possuir, permitindo assim uma comparação real entre os vários projetos [FRANCA 1998] Apoio à coleta de dados O método/ferramenta deve possuir uma forma automatizada de coletar as métricas, este forma deve interferir o mínimo possível no trabalho dos profissionais que geram estas métricas [INSIGHT 2002]. Se possível ela deve fazer parte do próprio processo de desenvolvimento ou integrar com outras ferramentas já utilizadas pelos profissionais, extraindo automaticamente os dados necessários 5

6 [GOMES 2001]. Isto é importante para minimizar o custo desta coleta de dados, que em alguns casos, devido à sua dificuldade, pode até incentivar os profissionais a não realizarem essa coleta Apoio na análise das medidas coletadas O método/ferramenta deve apoiar o usuário no entendimento das medidas coletadas, fazendo análises estatísticas e se possível predizendo resultados, de acordo com tendência das medições atuais, estas informações são importantes por que darão suporte para melhoraria do processo de desenvolvimento de software e também para melhoria de qualidade [GARCIA JÚNIOR 2007] Geração dinâmica de dados derivados O método/ferramenta deve gerar dados derivados das métricas coletadas durante o desenvolvimento de software. Este requisito se justifica pela grande volume de informação gerado pelo armazenamento das medidas, não contribuindo para o aumento desse volume e também pela necessidade de derivar informações gerenciais das medidas armazenadas [CUTTER IT JOURNAL 2003] Visualizador de gráficos e tabelas O método/ferramenta deve ter um visualizador de tabelas e gráficos padronizados. Isto se justifica devido à facilidade de entendimento das informações disponíveis no uso desses recursos. Dando ênfase nas informações gerenciais do projeto, pois o objetivo da ferramenta é dar uma visão global, aos gerentes, do estado do projeto, além de servir como base para avaliação da qualidade do software [INSIGHT 2002] Personalização de gráficos e tabelas Além de possui um visualizador de dados em formato de tabelas e gráficos o método/ferramenta deve também disponibilizar um gerador de gráficos/tabelas sob medida das necessidades do usuário. A sua necessidade é constatada à medida que vemos que em cada empresa ou até mesmo entre projetos surgem necessidades visualização específicas [LUCERO 2001] Garantia de cumprimento O método/ferramenta deve possuir uma forma de garantir que determinada métrica foi preenchida. Isto se justifica devido à 6

7 necessidade garantir que todos as métricas e passos necessários para a completeza do processo foram cumpridos [GOMES 2001] Criação de limites e alarmes O método/ferramenta deve permitir a configuração de limites das métricas. Isso se justifica devido à necessidade de alertar os usuários quando certos limites são atingidos. Podendo assim, tomar providências para correção dessa métrica [JOHNSON 2004] Usabilidade O método/ferramenta deve ser de fácil uso, ou seja, deve conter conceitos de usabilidade. Isto se deve para que o usuário se concentre apenas nas atividades de controle e gerenciamento das métricas, não perdendo tempo na operação da ferramenta [INSIGHT 2002]. 4. Conclusão Como visto, a coleta de medidas dos projetos é uma importante ferramenta para que se possa aprimorar os processos de desenvolvimento e também para avaliar o progresso de determinado projeto. Mas apenas coletar informações sobre os projetos não é suficiente para que se garanta um bom aproveitamento desses dados. Uma técnica e/ou ferramenta que facilite e garanta o uso das medidas obtidas durante o desenvolvimento de projetos é de grande importância para uma instituição controle e melhore seus procedimentos. Para isto, é essencial que tal ferramenta possua requisitos básicos que ajudem nesse processo de coletar, armazenar e analisar tais medidas. 7

8

9 Referências Lucero, S. e Moris, D. (2001) PSM Insight: Power and Flexibility for Issue-Driven Measurement, em: 26th Annual NASA Goddard Software Engineering Workshop. Gomes, A., Mafra, S., Oliveira, K. e Rocha, A. (2001) Avaliação de Processos de Software na Estação Taba, em: XV Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software. ISO 9001:2000, Quality Management Systems Requirements, ISO, Basili, V. R., Caldiera, G. e Rombach, H. D. The Goal Question Metric Approach. Borges, E. e Paula Filho, W. P., Um modelo de medição para processos de desenvolvimento de software, em: V SIMPROS - Simpósio Internacional de Melhoria de Processos de Software. Vavassori, F. B. Metodologia para o Gerenciamento Distribuído de Projetos e Métrica de Software f. Tese (Doutorado) - UFSC, Florianópolis. Johnson, P. M., Kou, H., Agustin, J. M., Zhang, Q., Kagawa, A. e Yamashita, T. (2004) Practical Automated Process and Product Metric Collection and Analysis in a Classroom Setting: Lessons Learned from Hackystat-UH, em: International Symposium on Empirical Software Engineering (ISESE 04). Card, D. N. e Jones, C. L. Status Report: Practical Software Measurement, em: Third International Conference On Quality Software, Vavassori, F. B., Souza, Everton Wilson e Fiamoncini, J. C. Ferramenta Case para Gerenciamento de Projetos e Métricas de Software, em: XV Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software. SWEBOK Sofware Engineering Body of Knowledge, IEEE, Acessado em 15/10/2007. CMMI - Capability Maturity Model Integration. Acessado em 13/11/2007. Insight - Tailoring and Implementing an Organizational Measurement Process. The Army s Software Metrics Newsletter Spring Volume 6, Número 1. Implementing a Successful Measurement. Cutter IT Jounal. Novembro 2003, página

10 Oliveira, Sandro Ronaldo Bezerra e Vasconcelos, Alexandre Marcos de. A Continuous Improvement Model in ImPPros, Proceedings of the 30th Annual International Computer Software and Applications Conference (COMPSAC'06). Volume 02, páginas Washington, DC, USA. Franca, Luiz Paulo Alves, Staa, Arndt von e Lucena Carlos José Pereira. Medição de Software para Pequenas Empresas: Uma Solução Baseada na Web, ftp://ftp.inf.pucrio.br/pub/docs/techreports/98_32_franca.pdf. Acessado em 01/12/2007. Garcia Júnior, Paulo Roberto e Nunes Daltro José. APSEE-Metrics: um modelo para mensuração em processos de software. INFOCOMP Journal of Computer Science, volume 6, número 3, página 67-74,

Uma Implementação do Processo de Medição usando a Spider-MPlan

Uma Implementação do Processo de Medição usando a Spider-MPlan Uma Implementação do Processo de Medição usando a Spider-MPlan Simone Nayara Costa Carneiro 1, Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira 1 1 Faculdade de Computação Instituto de Ciências Exatas e Naturais Universidade

Leia mais

Uma Abordagem para Medição e Análise em Projetos de Desenvolvimento de Software

Uma Abordagem para Medição e Análise em Projetos de Desenvolvimento de Software Uma Abordagem para Medição e Análise em Projetos de Desenvolvimento de Software Resumo Durante o processo de Medição e Análise é desenvolvida e implantada a capacidade de avaliação das medidas que servirão

Leia mais

Avaliação do Processo de atendimento de demandas de produtos de software da Embrapa

Avaliação do Processo de atendimento de demandas de produtos de software da Embrapa Avaliação do Processo de atendimento de demandas de produtos de software da Embrapa Edméia Leonor Pereira de Andrade Embrapa edmeia.andrade@embrapa.br AngélicaToffano Seidel Calazans Caixa Econômica Federal

Leia mais

Requisitos para ferramentas de registro de defeitos de software

Requisitos para ferramentas de registro de defeitos de software Requisitos para ferramentas de registro de defeitos de software Alessandro Liebmam Departamento de Ciência da Computação Instituto de Ciências Exatas Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) CEP: 31270-010

Leia mais

Revista Eletrônica da FANESE ISSN 2317-3769

Revista Eletrônica da FANESE ISSN 2317-3769 GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DE PROJETOS DE SOFTWARE ATRAVÉS DA MEDIÇÃO. Valmor Aguiar Barreto RESUMO A medição de um software está diretamente ligada ao processo de produção do mesmo, pois através dela

Leia mais

APLICACAÇÃO DE METRICAS E INDICADORES NO MODELO DE REFERENCIA CMMI-Dev NIVEL 2

APLICACAÇÃO DE METRICAS E INDICADORES NO MODELO DE REFERENCIA CMMI-Dev NIVEL 2 APLICACAÇÃO DE METRICAS E INDICADORES NO MODELO DE REFERENCIA CMMI-Dev NIVEL 2 Renan J. Borges 1, Késsia R. C. Marchi 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí, PR Brasil renanjborges@gmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

Modelo para mensuração em processos de software

Modelo para mensuração em processos de software 1 Modelo para mensuração em processos de software Paulo Roberto Garcia Júnior 1 Daltro José Nunes 1 prgjunior@inf.ufrgs.br daltro@inf.ufrgs.br 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Instituto

Leia mais

Uma Implementação do Processo de Garantia da Qualidade usando a Spider-QA, a Spider-CL e o Mantis

Uma Implementação do Processo de Garantia da Qualidade usando a Spider-QA, a Spider-CL e o Mantis Uma Implementação do Processo de Garantia da Qualidade usando a Spider-QA, a Spider-CL e o Mantis Rodrigo Araujo Barbalho 1, Marília Paulo Teles 2, Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira 1,2 1 Faculdade de Computação

Leia mais

Padrões de Qualidade de Software e Métricas de Software

Padrões de Qualidade de Software e Métricas de Software Universidade Federal do Vale do São Francisco Padrões de Qualidade de Software e Métricas de Software Engenharia de Software I Aula 3 e 4 Ricardo Argenton Ramos Agenda da Aula Introdução (Qualidade de

Leia mais

Mapeamento Sistemático sobre Métricas no Contexto de Métodos Ágeis aplicadas a Teste de Software

Mapeamento Sistemático sobre Métricas no Contexto de Métodos Ágeis aplicadas a Teste de Software sobre Métricas no Contexto de Métodos Ágeis aplicadas a Teste de Software Thaynã Gonçalves Mota Arilo Claudio Dias Neto (arilo@icomp.ufam.edu.br) Roteiro deste apresentação Introdução 2 Problema e Motivação

Leia mais

Controle de métricas no processo de desenvolvimento de software através de uma ferramenta de workflow

Controle de métricas no processo de desenvolvimento de software através de uma ferramenta de workflow Controle de métricas no processo de desenvolvimento de software através de uma ferramenta de workflow Gustavo Zanini Kantorski, Marcelo Lopes Kroth Centro de Processamento de Dados Universidade Federal

Leia mais

Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização

Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização Daniel Gonçalves Jacobsen 1 Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Porto Alegre RS Brasil daniel@flete.com.br Abstract. This article describes

Leia mais

Presidente do Quality Assurance Institute QAI Brasil Presidente do International Function Point Users Group IFPUG. Definindo e Alcançando Objetivos

Presidente do Quality Assurance Institute QAI Brasil Presidente do International Function Point Users Group IFPUG. Definindo e Alcançando Objetivos Derivação de Métricas para Projetos de BI Mauricio Aguiar ti MÉTRICAS Presidente do Quality Assurance Institute QAI Brasil Presidente do International Function Point Users Group IFPUG www.metricas.com.br

Leia mais

Gerência de Configuração em Ambientes de Desenvolvimento de Software Orientados a Organização

Gerência de Configuração em Ambientes de Desenvolvimento de Software Orientados a Organização Gerência de Configuração em Ambientes de Desenvolvimento de Software Orientados a Organização Sávio Figueiredo, Gleison Santos, Ana Regina Rocha COPPE UFRJ {savio, gleison, darocha}@cos.ufrj.br SBQS 2004

Leia mais

Um modelo para o gerenciamento de múltiplos projetos de software aderente ao CMMI

Um modelo para o gerenciamento de múltiplos projetos de software aderente ao CMMI Universidade Federal de Pernambuco Graduação em Ciência da Computação Centro de Informática Um modelo para o gerenciamento de múltiplos projetos de software aderente ao CMMI PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

Leia mais

Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software

Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software Gustavo Zanini Kantorski, Marcelo Lopes Kroth Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) 97100-000 Santa Maria

Leia mais

IMPLEMENTANDO MÉTODOS DE ESTIMATIVA DE PROJETO DE SOFTWARE NO DOTPROJECT PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

IMPLEMENTANDO MÉTODOS DE ESTIMATIVA DE PROJETO DE SOFTWARE NO DOTPROJECT PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA IMPLEMENTANDO MÉTODOS DE ESTIMATIVA DE PROJETO DE SOFTWARE NO DOTPROJECT PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

F U N D A Ç Ã O E D U C A C I O N A L S Ã O J O S É. MODELOS DE MATURIDADE CMMI Capability Maturity Model Integration (CMMI)

F U N D A Ç Ã O E D U C A C I O N A L S Ã O J O S É. MODELOS DE MATURIDADE CMMI Capability Maturity Model Integration (CMMI) 1 MODELOS DE MATURIDADE CMMI Capability Maturity Model Integration (CMMI) Teresinha Moreira de Magalhães 1 Lúcia Helena de Magalhães 2 Fernando Machado da Rocha 3 Resumo Este trabalho visa apresentar uma

Leia mais

Melhoria da Qualidade de Produto e de Processo de Software a partir da Análise de Indicadores de Teste

Melhoria da Qualidade de Produto e de Processo de Software a partir da Análise de Indicadores de Teste Melhoria da Qualidade de Produto e de Processo de Software a partir da Análise de Indicadores de Teste ERIKA DE FREITAS NITA CI&T SYSTEMS S/A www.cit.com.br Resumo Atualmente, a maioria das empresas de

Leia mais

CMMI Conceitos básicos. CMMI Representações contínua e por estágios. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

CMMI Conceitos básicos. CMMI Representações contínua e por estágios. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) CMMI Conceitos básicos 113 CMMI integra as disciplinas de engenharia de sistemas e de engenharia de software em um único framework de melhoria de processos. 114 No tocante às disciplinas de engenharia

Leia mais

Implementando MPS BR nível F como preparação para certificação CMMi nível 3

Implementando MPS BR nível F como preparação para certificação CMMi nível 3 Implementando MPS BR nível F como preparação para certificação CMMi nível 3 Analia Irigoyen Ferreiro Ferreira 1, Roberta Cerqueira 1, Gleison Santos 2 1 BL Informática Ltda. Av. Visconde do Rio Branco

Leia mais

Mensuração em software

Mensuração em software SIMPROS 2003 Um Modelo de Medição para Processos de Desenvolvimento de Software Eduardo Pereira Borges Wilson de Pádua Paula Filho Mensuração em software Processo de definir, coletar, analisar e agir sobre

Leia mais

Implantação de Medição no Processo de Desenvolvimento de Software Relato de Experiência e Lições Aprendidas

Implantação de Medição no Processo de Desenvolvimento de Software Relato de Experiência e Lições Aprendidas Implantação de Medição no Processo de Desenvolvimento de Software Relato de Experiência e Luciana Nascimento 1 Talita Vieira Ribeiro 1 Adailton Magalhães Lima 1 Carla Alessandra Lima Reis 1 Rodrigo Quites

Leia mais

Implantação de um Processo de Medições de Software

Implantação de um Processo de Medições de Software Departamento de Informática BFPUG Brazilian Function Point Users Group Implantação de um Processo de Medições de Software Claudia Hazan, MSc., CFPS claudinhah@yahoo.com Agenda Introdução Processo de Medições

Leia mais

Avaliação do Processo de estimativas de tamanho, custo e duração para construção do produto software.

Avaliação do Processo de estimativas de tamanho, custo e duração para construção do produto software. Avaliação do Processo de estimativas de tamanho, custo e duração para construção do produto software. Angélica Toffano Seidel Calazans 1, Marcelo Antonio Lopes de Oliveira 2, Zeno William Gaspar Dias 2

Leia mais

Avaliação de Modelos i* com o Processo AIRDoc-i*

Avaliação de Modelos i* com o Processo AIRDoc-i* Avaliação de Modelos i* com o Processo AIRDoc-i* Cleice Souza 1, Cláudia Souza 1, Fernanda Alencar 2, Jaelson Castro 1, Paulo Cavalcanti 1, Monique Soares 1, Gabriela Guedes 1, Eduardo Figueiredo 3 1 Centro

Leia mais

Implantando um Programa de Melhoria de Processo: Uma Experiência Prática

Implantando um Programa de Melhoria de Processo: Uma Experiência Prática Implantando um Programa de Melhoria de Processo: Uma Experiência Prática Evandro Polese Alves Ricardo de Almeida Falbo Departamento de Informática - UFES Av. Fernando Ferrari, s/n, Vitória - ES - Brasil

Leia mais

Padrões de Qualidade e Métricas de Software. Aécio Costa

Padrões de Qualidade e Métricas de Software. Aécio Costa Padrões de Qualidade e Métricas de Software Aécio Costa Qual o Principal objetivo da Engenharia de Software? O principal objetivo da Engenharia de Software (ES) é ajudar a produzir software de qualidade;

Leia mais

Um Sistema Web para apoio ao Gerenciamento de atividades de Teste de Software em Pequenas Empresas

Um Sistema Web para apoio ao Gerenciamento de atividades de Teste de Software em Pequenas Empresas Um Sistema Web para apoio ao Gerenciamento de atividades de Teste de Software em Pequenas Empresas Luciano Gomes Helvinger, Rodrigo Prestes Machado Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Faculdade

Leia mais

Modelos de Qualidade de Produto de Software

Modelos de Qualidade de Produto de Software CBCC Bacharelado em Ciência da Computação CBSI Bacharelado em Sistemas de Informação Modelos de Qualidade de Produto de Software Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

Leia mais

Padrões de Qualidade de Software

Padrões de Qualidade de Software Universidade Federal do Vale do São Francisco Padrões de Qualidade de Software Engenharia de Software I Aula 4 Ricardo Argenton Ramos Agenda da Aula Introdução (Qualidade de Software) Padrões de Qualidade

Leia mais

Um Framework para definição de processos de testes de software que atenda ao nível 3 do TMM-e

Um Framework para definição de processos de testes de software que atenda ao nível 3 do TMM-e JEANE MENDES DA SILVA SANTOS Um Framework para definição de processos de testes de software que atenda ao nível 3 do TMM-e Plano de Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Federal de

Leia mais

Qualidade de software

Qualidade de software Apresentação PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PÓS-GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA APLICADA Qualidade de software WILIAN ANTÔNIO ANHAIA DE QUEIROZ O que é qualidade? A Norma ISO8402 define Qualidade

Leia mais

Usando Modelos Para Apoiar a Especificação e Verificação de Requisitos de Ubiquidade

Usando Modelos Para Apoiar a Especificação e Verificação de Requisitos de Ubiquidade Usando Modelos Para Apoiar a Especificação e Verificação de Requisitos de Ubiquidade Leonardo Mota, Jobson Massollar, Guilherme Horta Travassos Federal University of Rio de Janeiro/COPPE/PESC Caixa Postal

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Disciplina: Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com marcosmoraisdesousa.blogspot.com Sistemas de informação Engenharia de Software II Gerenciamento de Qualidade CMMI e MPS.BR

Leia mais

CMMI. B) descrições das atividades consideradas importantes para o atendimento de suas respectivas metas específicas. Governo do ES (CESPE 2009)

CMMI. B) descrições das atividades consideradas importantes para o atendimento de suas respectivas metas específicas. Governo do ES (CESPE 2009) CMMI Governo do ES (CESPE 2009) Na versão 1.2 do CMMI, 111 os níveis de capacidade são definidos na abordagem de estágios. 112 os níveis de maturidade são definidos na abordagem contínua. 113 existem seis

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Engenharia de SoftwareLuiz Carlos Aires de Macêdo. Gestão de Projeto de Software

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Engenharia de SoftwareLuiz Carlos Aires de Macêdo. Gestão de Projeto de Software Gestão de Projeto de Software Gestão de Projeto de Software: Trata de práticas para entregar um software que respeite os custos, padrões e o tempo. Padrões Custos Engenheiro de Software Projeto de Software

Leia mais

são capturados de forma sistemática e intuitiva por meio de casos de uso.

são capturados de forma sistemática e intuitiva por meio de casos de uso. Prevenção de defeitos em Requisitos de Software: Uma caracterização do processo de melhoria Daniela C. C. Peixoto (Synergia, DCC/UFMG), Clarindo Isaías P. S. Pádua (Synergia, DCC/UFMG), Eveline A. Veloso

Leia mais

Aplicando Engenharia de Processos, Gestão da Qualidade e Gestão de Projetos no desenvolvimento de software bem sucedido

Aplicando Engenharia de Processos, Gestão da Qualidade e Gestão de Projetos no desenvolvimento de software bem sucedido Aplicando Engenharia de Processos, Gestão da Qualidade e Gestão de Projetos no desenvolvimento de software bem sucedido Vitor Alcântara Batista e Bruno Santos Pimentel Synergia Engenharia de Software e

Leia mais

MAQPSaaS - Método para Avaliação da Qualidade em Produtos de Softwares Oferecidos como Serviços.

MAQPSaaS - Método para Avaliação da Qualidade em Produtos de Softwares Oferecidos como Serviços. MAQPSaaS - Método para Avaliação da Qualidade em Produtos de Softwares Oferecidos como Serviços. Nemésio F. D. Filho 1, Clarindo I. Pádua 1, Andre L. Zambade 2, Paulo H. Bermejo 2 1 (ICEx) Instituto de

Leia mais

PLANEJAMENTO DO ESCOPO

PLANEJAMENTO DO ESCOPO PLANEJAMENTO DO ESCOPO Dr. rer. nat. Christiane Gresse von Wangenheim, PMP Objetivo de aprendizagem desta aula Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: Motivar a importância do planejamento de escopo.

Leia mais

Visão Geral da Qualidade de Software

Visão Geral da Qualidade de Software Visão Geral da Qualidade de Software Glauber da Rocha Balthazar Faculdade Metodista Granbery (FMG) Bacharel em Sistemas de Informação Rua Batista de Oliveira, 1145-36010-532 - Juiz de Fora - MG glauber_rochab@yahoo.com.br

Leia mais

Projeto 6.12 Ferramenta para Controle Estatístico de Processos em Software

Projeto 6.12 Ferramenta para Controle Estatístico de Processos em Software Projeto 6.12 Ferramenta para Controle Estatístico de Processos em Software Jose Mario de Souza Lima Filho, Fernanda Kussama Pellegrini, Gabriela de Fátima Batista Objetivos e Justificativa: Este projeto

Leia mais

Avaliação do processo de desenvolvimento de software em um Órgão da Justiça

Avaliação do processo de desenvolvimento de software em um Órgão da Justiça Avaliação do processo de desenvolvimento de software em um Órgão da Justiça RESUMO Este artigo tem como objetivo relatar a avaliação do processo de desenvolvimento de software em um Órgão da Justiça utilizando

Leia mais

Relacionamento Clientes

Relacionamento Clientes FENÍCIA CRM & SRM O Fenícia CRM (Customer Relationship Management - Sistema de Gerenciamento do Relacionamento com os Clientes) é uma ferramenta de gestão com foco no cliente, essencial para angariar e

Leia mais

Principais Vantagens do Microsoft Visual Studio Team System

Principais Vantagens do Microsoft Visual Studio Team System Principais Vantagens do Microsoft Visual Studio Team System White Paper Novembro de 2008 Para obter as últimas informações, visite o site www.msdnbrasil.com.br/vstudio As informações contidas neste documento

Leia mais

Projeto CapacitarME Capacitação de Microempresas

Projeto CapacitarME Capacitação de Microempresas Projeto CapacitarME Capacitação de Microempresas Categoria: Tecnologia de Software Apresentadora: Roberta de Souza Coelho roberta@inf.puc-rio.br Coordenador: Arndt von Staa arndt@inf.puc-rio.br Agenda

Leia mais

Requisitos de Ferramentas Especializadas de Gestão de Configuração de Software

Requisitos de Ferramentas Especializadas de Gestão de Configuração de Software Requisitos de Ferramentas Especializadas de Gestão de Configuração de Software Ricardo Terra 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Campus da Pampulha 31.270-010

Leia mais

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI)

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) APARECIDA DE GOIÂNIA 2014 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Áreas de processo por

Leia mais

Métricas de Software. Sistemas de Informação

Métricas de Software. Sistemas de Informação Métricas de Software Sistemas de Informação Objetivos Entender porque medição é importante para avaliação e garantia da qualidade de software Entender as abordagens principais de métricas e como elas são

Leia mais

Cap a í p t í ul u o l o 8 : 8 C on o c n l c u l s u ã s o IC-UNICAMP Capítulo 8: Conclusão

Cap a í p t í ul u o l o 8 : 8 C on o c n l c u l s u ã s o IC-UNICAMP Capítulo 8: Conclusão Capítulo 8: Conclusão Capítulo 1: Introdução Capítulo 2: Conceitos Básicos Capítulo 3: Qualidade de Produto (ISO9126) Capítulo 4: ISO9001 e ISO90003 Capítulo 5: CMMI Capítulo 6: PSP Capítulo 7: SPICE Capítulo

Leia mais

Definição e Monitoração de Objetivos de Software Alinhados ao Planejamento Estratégico

Definição e Monitoração de Objetivos de Software Alinhados ao Planejamento Estratégico Definição e Monitoração de Objetivos de Software Alinhados ao Planejamento Estratégico Andrea Oliveira Soares Barreto, Ana Regina Rocha COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação Caixa

Leia mais

ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE MODELOS DE MELHORIA PARA PROCESSO DE SOFTWARE

ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE MODELOS DE MELHORIA PARA PROCESSO DE SOFTWARE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 2006.2 ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE MODELOS DE MELHORIA PARA PROCESSO DE SOFTWARE Autor Leonardo Monteiro Reinaldo

Leia mais

Davy Baía MSC Candidate

Davy Baía MSC Candidate Descoberta de conhecimento em banco de dados utilizando técnicas de mineração de dados no domínio da Engenharia de Software para fins de gerenciamento do processo de desenvolvimento Davy Baía MSC Candidate

Leia mais

Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa

Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa Dayana Henriques Fonseca 1, Frederico Miranda Coelho 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC)

Leia mais

O uso de métodos e normas na garantia de qualidade do processo de especificação de requisitos de software

O uso de métodos e normas na garantia de qualidade do processo de especificação de requisitos de software O uso de métodos e normas na garantia de qualidade do processo de especificação de requisitos de software Maria Angela Coser (UTFPR/CEFETES) macoser@cefetes.br Helio Gomes de Carvalho (UTFPR) helio@utfpr.edu.br

Leia mais

Qualidade de Software. Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com

Qualidade de Software. Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com Qualidade de Software Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com Ementa Conceitos sobre Qualidade Qualidade do Produto Qualidade do Processo Garantida da Qualidade X Controle da Qualidade Conceitos

Leia mais

Uma Abordagem para Condução de Iniciativas de Melhoria de Processos de Software

Uma Abordagem para Condução de Iniciativas de Melhoria de Processos de Software Uma Abordagem para Condução de Iniciativas de Melhoria de Processos de Software Mariano Montoni, Cristina Cerdeiral, David Zanetti, Ana Regina Rocha COPPE/UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Leia mais

Aspectos sobre Qualidade em Software Livre

Aspectos sobre Qualidade em Software Livre Aspectos sobre Qualidade em Software Livre Fernando Selleri Silva 1 1 Depto. Ciência da Computação Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) Caixa Postal 92 78.390-000 Barra do Bugres MT Brasil selleri.br@gmail.com

Leia mais

ProMePE: Processo Simplificado de Medição para Micro e Pequenas Empresas

ProMePE: Processo Simplificado de Medição para Micro e Pequenas Empresas Revista de Sistemas de Informação da FSMA n. 5 (2010) pp. 22-30 http://www.fsma.edu.br/si/sistemas.html ProMePE: Processo Simplificado de Medição para Micro e Pequenas Empresas Tarciane de Castro Andrade,

Leia mais

Utilização de SPI e CPI no acompanhamento estatístico de projetos de desenvolvimento de software

Utilização de SPI e CPI no acompanhamento estatístico de projetos de desenvolvimento de software Utilização de SPI e CPI no acompanhamento estatístico de projetos de desenvolvimento de software Renata L. Freitas 1, Sandra C. Moreira 1, Cintya C. Corgosinho Suzuki 1, Lucilia V. Moreira 1, Priscilla

Leia mais

Introdução ao CMM (CapabilityMaturityModel) e CMMI (Capability Maturity Model Integration)

Introdução ao CMM (CapabilityMaturityModel) e CMMI (Capability Maturity Model Integration) Introdução ao CMM (CapabilityMaturityModel) e CMMI (Capability Maturity Model Integration) CMM CapabilityMaturityModel O CMM é um modelo desenvolvido pelo Software Engineering Institute (SEI) em parceria

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: Qualidade de Software Profa. : Kátia Lopes Silva 1 CMM: DEFINIÇÃO Capability Maturity Model Um modelo que descreve como as práticas

Leia mais

[6.46] RiskFree: Uma Ferramenta para Gerência de Risco em Projetos de Software em conformidade com o nível 3 do modelo CMMI

[6.46] RiskFree: Uma Ferramenta para Gerência de Risco em Projetos de Software em conformidade com o nível 3 do modelo CMMI [6.46] RiskFree: Uma Ferramenta para Gerência de Risco em Projetos de Software em conformidade com o nível 3 do modelo CMMI Flávio Franco Knob, Filipi Pereira da Silveira, Afonso Inácio Orth, Rafael Prikladnicki

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fernando L. F. Almeida falmeida@ispgaya.pt Principais Modelos Capability Maturity Model Integration (CMMI) Team Software Process and Personal Software Process (TSP/PSP)

Leia mais

Histórico da Qualidade Total, a Globalização e a importância de se estudar Qualidade de Software.

Histórico da Qualidade Total, a Globalização e a importância de se estudar Qualidade de Software. Qualidade de Software Aula 2 (Versão 2012-02) 02) Histórico da Qualidade Total, a Globalização e a importância de se estudar Qualidade de Software. Professor Toninho (asilva@uninove.br ) ( http://www.proftoninho.com

Leia mais

Cordis-FBC: um Ambiente Configurado TABA com Gerência do Conhecimento

Cordis-FBC: um Ambiente Configurado TABA com Gerência do Conhecimento Cordis-FBC: um Ambiente Configurado TABA com Gerência do Conhecimento Karina Villela, Ana Regina Rocha, Alvaro Rabelo Jr, Guilherme Travassos COPPE/UFRJ e Fundação Bahiana de Cardiologia Objetivos e Justificativas

Leia mais

Requisitos de Ferramentas de Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software

Requisitos de Ferramentas de Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software Requisitos de Ferramentas de Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software Keyla Guimarães Macharet Brasil 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) CEP

Leia mais

Maturidade Organizacional: Melhorando a Qualidade do Gerenciamento de Projetos Leonardo Luiz Barbosa Vieira Cruciol

Maturidade Organizacional: Melhorando a Qualidade do Gerenciamento de Projetos Leonardo Luiz Barbosa Vieira Cruciol Maturidade Organizacional: Melhorando a Qualidade do Gerenciamento de Projetos Leonardo Luiz Barbosa Vieira Cruciol Resumo. O gerenciamento de projetos tem se tornado, durante os últimos anos, alvo de

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI INTRODUÇÃO Aumento da Importância do Software Software está em tudo: Elemento crítico

Leia mais

PMBok & CMM + CMMi Resumo

PMBok & CMM + CMMi Resumo PMBok & CMM + CMMi PMBok & CMM + CMMi Resumo Mauro Sotille, PMP mauro.sotille@pmtech.com.br www.pmtech.com.br Fontes SEI/Carnegie Mellon University Apresentação: Gerência de Projetos de Software, José

Leia mais

Integrando o PSM ao COBIT

Integrando o PSM ao COBIT Integrando o PSM ao COBIT Diana Baklizky, CFPS Qualified PSM Instructor ti MÉTRICAS Ltda www.metricas.com.br 1 Agenda Objetivo Governança de TI COBIT 4.1 Como o PSM pode ajudar Caso Prático Conclusão Referências

Leia mais

Pós Graduação Engenharia de Software

Pós Graduação Engenharia de Software Pós Graduação Engenharia de Software Ana Candida Natali COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação FAPEC / FAT Estrutura do Módulo QUALIDADE DE SOFTWARE - PROCESSO Introdução: desenvolvimento

Leia mais

CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos. Bacharel em Sistemas de Informação

CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos. Bacharel em Sistemas de Informação CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos Bacharel em Sistemas de Informação Faculdade de Informática de Presidente Prudente Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) thiago@visioncom.com.br;

Leia mais

3. Metodologias de Gerenciamento de Riscos

3. Metodologias de Gerenciamento de Riscos 3. Metodologias de Gerenciamento de Riscos A complexidade que caracteriza a implantação de um sistema ERP é uma das maiores preocupações das organizações que pretendem desenvolver projetos desta natureza.

Leia mais

Introdução à Qualidade de Software

Introdução à Qualidade de Software FACULDADE DOS GUARARAPES Introdução à Qualidade de Software www.romulocesar.com.br Prof. Rômulo César (romulodandrade@gmail.com) 1/41 Objetivo do Curso Apresentar os conceitos básicos sobre Qualidade de

Leia mais

Estratégias Baseadas em Six Sigma para Obtenção do CMMi Nível 5

Estratégias Baseadas em Six Sigma para Obtenção do CMMi Nível 5 Estratégias Baseadas em Six Sigma para Obtenção do CMMi Nível 5 Paula Luciana F. da Cunha, Luciana Ferreira Trindade, Ciro Carneiro Coelho Instituto Atlântico, Rua Chico Lemos, 946, 60822780 Fortaleza

Leia mais

CEP - DA. Controle Estatístico do Processo

CEP - DA. Controle Estatístico do Processo CEP - DA Controle Estatístico do Processo Principais Funcionalidades Automatiza as rotinas do Controle Estatístico do Processo A solução para CEP da Directa Automação, composta de software e hardware,

Leia mais

Modelos de Maturidade (CMMI, MPS-BR, PMMM)

Modelos de Maturidade (CMMI, MPS-BR, PMMM) UNEB - UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA - DCET1 COLEGIADO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: ENGENHARIA DE SOFTWARE PROFESSOR: EDUARDO JORGE Modelos de Maturidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEEVALE JOÃO VITOR PINHO MARTINS GERAÇÃO DE UM MODELO DE MÉTRICAS PARA CONTROLE DE QUALIDADE NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

UNIVERSIDADE FEEVALE JOÃO VITOR PINHO MARTINS GERAÇÃO DE UM MODELO DE MÉTRICAS PARA CONTROLE DE QUALIDADE NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UNIVERSIDADE FEEVALE JOÃO VITOR PINHO MARTINS GERAÇÃO DE UM MODELO DE MÉTRICAS PARA CONTROLE DE QUALIDADE NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Novo Hamburgo 2011 JOÃO VITOR PINHO MARTINS GERAÇÃO

Leia mais

PERSONAL SOFTWARE PROCESS: UMA VISÃO GERAL SOBRE O PROCESSO E O SEU IMPACTO NA INDÚSTRIA DE SOFTWARE

PERSONAL SOFTWARE PROCESS: UMA VISÃO GERAL SOBRE O PROCESSO E O SEU IMPACTO NA INDÚSTRIA DE SOFTWARE PERSONAL SOFTWARE PROCESS: UMA VISÃO GERAL SOBRE O PROCESSO E O SEU IMPACTO NA INDÚSTRIA DE SOFTWARE PERSONAL SOFTWARE PROCESS: AN OVERVIEW OF THE PROCESS AND ITS IMPACT ON SOFTWARE INDUSTRY Antonio Marcos

Leia mais

Definição e Implantação de Modelo de Maturidade em Testes. Fone/Fax: +55 11 3384.4113 - www.qualiti.com - info@qualiti.com

Definição e Implantação de Modelo de Maturidade em Testes. Fone/Fax: +55 11 3384.4113 - www.qualiti.com - info@qualiti.com Definição e Implantação de Modelo de Maturidade em Testes Objetivo e Produto Objetivo Melhorar a medição de qualidade dos códigos antes de promovê-los para produção. Produto Modelo de Maturidade em Testes,

Leia mais

Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE

Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE 1. INTRODUÇÃO 1.1 Finalidade Este documento define um framework de execução de processos de software, denominado Spider-PE (Process Enactment),

Leia mais

Análise de Pontos de Função. O metro quadrado do software

Análise de Pontos de Função. O metro quadrado do software Análise de Pontos de Função O metro quadrado do software .: Objetivos :. Sensibilizar a audiência quanto à necessidade de medição de software Apresentar as principais aplicações da FPA como unidade de

Leia mais

Requisitos de Ferramentas de Gerenciamento de Configuração

Requisitos de Ferramentas de Gerenciamento de Configuração Requisitos de Ferramentas de Gerenciamento de Configuração Viviane Nogueira Pinto de Oliveira 1 1Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais Av. Antônio Carlos, 6627 CEP

Leia mais

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Mauricio Fiorese 1, Alessandra Zoucas 2 e Marcello Thiry 2 1 JExperts

Leia mais

Instituto de Computação, Universidade Federal do Amazonas (UFAM) Manaus-AM, Brasil

Instituto de Computação, Universidade Federal do Amazonas (UFAM) Manaus-AM, Brasil Elicitação de Requisitos a partir de Modelos de Processos de Negócio e Modelos Organizacionais: Uma pesquisa para definição de técnicas baseadas em heurísticas Marcos A. B. de Oliveira 1, Sérgio R. C.

Leia mais

ATENDENDO À KPA REQUISITOS DO CMM ATRAVÉS DO RUP E FERRAMENTAS RATIONAL

ATENDENDO À KPA REQUISITOS DO CMM ATRAVÉS DO RUP E FERRAMENTAS RATIONAL TERRA E CULTURA, ANO XX, Nº 39 145 ATENDENDO À KPA REQUISITOS DO CMM ATRAVÉS DO RUP E FERRAMENTAS RATIONAL RESUMO * Fábio Luiz Gambarotto 1 ** Ademir Morgenstern Padilha O CMM, Modelo de Capacidade e Maturidade,

Leia mais

Introdução a CMMI. Paulo Ricardo Motta Gomes Renato Miceli Costa Ribeiro

Introdução a CMMI. Paulo Ricardo Motta Gomes Renato Miceli Costa Ribeiro Introdução a CMMI Paulo Ricardo Motta Gomes Renato Miceli Costa Ribeiro Campina Grande, 29 de setembro de 2008 Agenda Processos Motivação Sintomas de falha de processo Aprimoramento de Processos O Framework

Leia mais

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA O InterLIMS se apresenta

Leia mais

Gerência de Configuração de Software. Msc. Ernani Sales Implementador Oficial MPS.BR ernani@webapsee.com

Gerência de Configuração de Software. Msc. Ernani Sales Implementador Oficial MPS.BR ernani@webapsee.com Gerência de Configuração de Software Msc. Ernani Sales Implementador Oficial MPS.BR ernani@webapsee.com Introdução O que é GCS? Terminologia Agenda Modelos, Padrões e Normas Processo de GCS Padrão IEEE

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Engenharia Nesta seção você encontra artigos voltados para testes, processo, modelos, documentação, entre outros Qualidade de Software Desvendando um requisito essencial no processo de desenvolvimento

Leia mais

Modelagem do Processo de Gerenciamento da Configuração de Software para um Ambiente Integrado

Modelagem do Processo de Gerenciamento da Configuração de Software para um Ambiente Integrado Modelagem do Processo de Gerenciamento da Configuração de Software para um Ambiente Integrado Martha A. D. Abdala Centro Técnico Aeroespacial (CTA) martha@iae.cta.br Resumo Os processos utilizados na engenharia

Leia mais

Metodologia para a Adaptação de Processos de Software baseada no Modelo SSE-CMM

Metodologia para a Adaptação de Processos de Software baseada no Modelo SSE-CMM Metodologia para a Adaptação de Processos de Software baseada no Modelo SSE-CMM Rosana Wagner, Lisandra Manzoni Fontoura Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI) Centro de Tecnologia Universidade

Leia mais

www.asrconsultoria.com.br

www.asrconsultoria.com.br www.asrconsultoria.com.br Garantia da Qualidade de Processo e Produto Direitos de Uso do Material Material desenvolvido pela ASR Consultoria e Assessoria em Qualidade Ltda. É permitido o uso deste material

Leia mais

21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software?

21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software? 21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software? Qualidade de software é uma preocupação real e esforços têm sido realizados na busca pela qualidade dos processos envolvidos em seu desenvolvimento

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática Sistemas de Informação Código da Matriz Curricular: 109P1NB

Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática Sistemas de Informação Código da Matriz Curricular: 109P1NB Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática Sistemas de Informação Código da Matriz Curricular: 109P1NB Plano de Disciplina Ano Letivo: 2013-1 º Semestre Dados da Disciplina Código Disc. Nome

Leia mais

Medição de Software e Controle Estatístico de Processos MEDIÇÃO DE SOFTWARE E CONTROLE ESTATÍSTICO DE PROCESSOS

Medição de Software e Controle Estatístico de Processos MEDIÇÃO DE SOFTWARE E CONTROLE ESTATÍSTICO DE PROCESSOS MEDIÇÃO DE SOFTWARE E CONTROLE ESTATÍSTICO DE PROCESSOS Presidente da República Dilma Vana Rousseff Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação Marco Antonio Raupp Secretário de Política de Informática

Leia mais