EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO 1º SEMESTRE / 2011 FOLHA DE RESPOSTAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO 1º SEMESTRE / 2011 FOLHA DE RESPOSTAS"

Transcrição

1 EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO 1º SEMESTRE / 2011 FOLHA DE RESPOSTAS Nº DE INSCRIÇÃO DO CANDIDATO NOME DO CANDIDATO DATA DE NASCIMENTO Nº DO DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO SRE MUNICÍPIO ESTABELECIMENTO DE ENSINO ÁREA DE CONHECIMENTO DATA DA PROVA HORÁRIO SALA ASSINATURA DO CANDIDATO Atenção - Confira seus dados impressos nesta folha. - Use caneta esferográfica azul ou preta. - Marque apenas uma resposta para cada questão. - O uso de corretivo não é permitido. - Esta folha de respostas não poderá ser substituída. RESPOSTAS 01: A B C D 02: A B C D 03: A B C D 04: A B C D 05: A B C D 06: A B C D 07: A B C D 08: A B C D 09: A B C D 10: A B C D 11: A B C D 12: A B C D 13: A B C D 14: A B C D 15: A B C D 16: A B C D 17: A B C D 18: A B C D 19: A B C D 20: A B C D 21: A B C D 22: A B C D 23: A B C D 24: A B C D 25: A B C D 26: A B C D 27: A B C D 28: A B C D 29: A B C D 30: A B C D 31: A B C D 32: A B C D 33: A B C D 34: A B C D 35: A B C D 36: A B C D 37: A B C D 38: A B C D 39: A B C D 40: A B C D 41: A B C D 42: A B C D 43: A B C D 44: A B C D

2

3 REDAÇÃO Leia o texto abaixo. Invasão de privacidade Estamos dispostos a abrir mão da individualidade em prol da segurança? Imagino que muitos como eu estão ficando a cada dia mais preocupados com as ameaças e as invasões em suas vidas privadas. Todos os dias somos obrigados a nos deixar fotografar, filmar ou permitir a reprodução de nossos documentos pessoais. São câmeras espalhadas sem nenhum critério de regulamentação, dentro de elevadores, por exemplo, que mais servem para diversão de porteiros despreparados do que à segurança propriamente dita. Essa invasão da nossa privacidade e a que se dá todos os dias pela internet precisam ser discutidas pela sociedade, para descobrirmos até onde estamos dispostos a abrir mão da nossa individualidade e privacidade em prol da segurança e, principalmente, como queremos que isso se dê. MANDARINO, Raphael. Disponível em: <http://www.cgi.br/publicacoes/artigos/artigo27.htm> Acesso em: 20 maio Adaptado. Agora, redija um texto argumentativo, com aproximadamente 20 linhas, discutindo a questão da invasão de privacidade à qual as pessoas vêm sendo submetidas. Não se esqueça de construir argumentos plausíveis que justifiquem o seu ponto de vista. Apresente um título ao seu texto. Observações: Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da modalidade escrita culta da Língua Portuguesa. A redação deverá ser realizada, primeiramente, no rascunho abaixo e, em seguida, transcrita para a Folha de Redação entregue pelo Fiscal Aplicador. Releia o seu texto antes de transcrevê-lo para a Folha de Redação. A transcrição para a Folha de Redação tem que ser realizada com letra legível, sem rasuras e à caneta de tinta azul ou preta, dentro do espaço delimitado para a sua escrita. RASCUNHO 1

4 RASCUNHO 2

5 LÍNGUA PORTUGUESA - QUESTÕES DE 01 A 20 Leia o texto, abaixo, para responder às questões de 01 a 05. Autora: Maria da Graça Setton Editora: Contexto Páginas: 128 MÍDIA E EDUCAÇÃO Com a proposta de refletir sobre o papel pedagógico e, muitas vezes, ideológico dos meios de comunicação, a socióloga Maria da Graça Setton aborda a mídia como um espaço educativo, responsável pela produção de informações e valores que ajudam os indivíduos a organizar sua vida e suas ideias. Para a autora, as mídias podem ser entendidas como todo o aparato simbólico e material relacionado à produção de mercadorias de caráter cultural. O livro é composto por seis capítulos, sendo que o primeiro, Mídias: uma nova matriz de cultura, define o eixo central de análise de toda a discussão, enquanto os seguintes apresentam definições, autores, conceitos e perspectivas que se tornaram referência nas investigações sobre os impactos das mídias. Entre as escolas e os pensadores abordados estão a escola de Frankfurt, especialmente no que concerne à caracterização da cultura moderna das sociedades ocidentais, e Edgar Morin, apresentado da ótica da perspectiva da integração da cultura. O livro ainda trata dos estudos de recepção e da relação entre educação e cibercultura. QUESTÃO 01 Língua Portuguesa Conhecimento prático, nº 26, p. 64. Considerando-se as características estruturais, temáticas e o meio de circulação, conclui-se que esse texto é um exemplo de A) conto. B) editorial. C) propaganda. D) resenha. QUESTÃO 02 O título desse texto, relacionado ao seu conteúdo, refere-se A) à importância da mídia no meio social. B) à produção cultural da atualidade. C) ao papel educativo da mídia atual. D) ao papel da educação na mídia atual. QUESTÃO 03 Nesse texto, a expressão Para a autora introduz uma A) crítica. B) definição. C) inferência. D) opinião. 3

6 QUESTÃO 04 De acordo com esse texto, Maria da Graça Setton vê a mídia de modo A) ambíguo. B) descrente. C) positivo. D) questionador. QUESTÃO 05 No trecho O livro ainda trata..., a palavra destacada expressa uma ideia de A) acréscimo. B) explicação. C) oposição. D) tempo. Leia o texto, abaixo, para responder às questões 06 e 07. PREVISÃO DO TEMPO Os índios de uma reserva distante perguntam ao novo chefe se o próximo inverno seria suave ou rigoroso. Como o jovem chefe não havia aprendido as técnicas dos ancestrais, pediu que recolhessem lenha e, enquanto isso, foi telefonar para o Serviço de Meteorologia. O inverno vai ser muito rigoroso? pergunta. Parece que sim é a resposta. E o chefe manda o povo juntar mais lenha. Dali a uma semana, telefona outra vez. Tem certeza de que o inverno vai ser muito rigoroso? Certeza absoluta. O chefe diz ao povo que junte toda a lenha que encontrar. Na semana seguinte, telefona outra vez. Tem certeza? Vai ser o inverno mais rigoroso que já se viu. Por que tem tanta certeza? Porque os índios estão recolhendo lenha feito loucos! Disponível em: <http://www.piadas.com.br/piadas/humor/previsao-do-tempo> Acesso em: 10 mar QUESTÃO 06 Nesse texto, a primeira pergunta feita pelo jovem chefe revela A) crítica. B) irritação. C) insistência. D) preocupação. 4

7 QUESTÃO 07 Nesse texto, o uso da expressão feito loucos indica A) aproximação de significado. B) exagero de expressão. C) mistura de sentidos. D) utilização de neologismos. Leia o texto, abaixo, para responder às questões de 08 a 14. Preferência alimentar das crianças é altamente influenciada pelos desenhos nas embalagens dos produtos Estudo desenvolvido na Universidade da Pensilvânia mostrou que o sabor dos alimentos nem sempre é fator decisório na hora de escolher a marca. Quem faz a melhor embalagem é quem vende mais Redação Época Um estudo feito pela Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, descobriu que as crianças são altamente influenciáveis pelos desenhos contidos nas embalagens de produtos alimentícios e tendem sempre a preferir aqueles que contenham representações de seus personagens preferidos, não importando qual seja o sabor do alimento. Embalagens com desenhos famosos, como Shrek ou os pinguins do filme Happy Feet, fazem as crianças terem hábitos errados de alimentação. Personagens comerciais fazem com que seja mais fácil para as crianças lembrarem e identificarem os produtos. São uma identidade visual, afirma Sarah Vaala, uma das autoras da pesquisa. O problema, diz ela, é que a indústria de alimentos usa isso de forma errada, colocando nas embalagens dos produtos menos saudáveis e nutritivos os desenhos mais populares entre as crianças. As crianças transferem sua preferência pelo personagem para o produto e querem comprá-lo mais (que outro que até tenha um gosto melhor), disse Vaala. O que queríamos saber era se essa preferência se refletia também no sabor do produto; se colocando esses personagens as empresas estavam, na verdade, influenciando subconscientemente o julgamento das crianças. Para comprovar a tese, os pesquisadores convidaram 80 crianças entre quatro e seis anos para fazer um teste de sabor cego. Colocaram, em quatro embalagens, o mesmo cereal um tipo saudável e que não costuma ser vendido em supermercados, sendo que em duas dessas embalagens lia-se flocos saudáveis e, nas outras duas, flocos doces. Também em uma embalagem de cada suposto tipo de flocos foram desenhados personagens do filme Happy Feet. O resultado mostrou que as crianças tendiam a preferir o conteúdo das embalagens com os desenhos e, dentre essas duas, aquela que continha o aviso flocos saudáveis. Segundo os pesquisadores, esse fato talvez seja explicado pelo fato de que, desde muito pequena, a criança é ensinada que comer produtos com mais açúcar faz mal. [...] Disponível em: <http://revistaepoca.globo.com/revista/epoca/0,,emi ,00-preferencia+alimentar+das+criancas+e +ALTAMENTE+INFLUENCIADA+PELOS+DESENHOS+.htm> Acesso em: 10 mar QUESTÃO 08 No trecho...a indústria de alimentos usa isso..., o pronome em destaque refere-se ao fato de A) as crianças terem maus hábitos de alimentação devido às embalagens. B) as crianças lembrarem mais facilmente de personagens comerciais. C) o sabor dos alimentos ser de pouca influência real na escolha infantil. D) o estudo da Universidade mencionada ter descoberto algo lucrativo. 5

8 QUESTÃO 09 No trecho...os pesquisadores convidaram 80 crianças entre quatro e seis anos para fazer um teste de sabor cego., a forma verbal em destaque expressa A) adiamento. B) ação acabada no passado. C) fato certo no futuro. D) possibilidade. QUESTÃO 10 Qual é a frase que sintetiza o conteúdo desse texto? A) A aparência dos alimentos é superior ao seu sabor para as crianças. B) A alimentação infantil é ruim devido à má fé das indústrias de alimentos. C) Os personagens comerciais são capazes de vender qualquer produto. D) Os alimentos com rótulos de informação saudável são mais consumidos. QUESTÃO 11 A oração Para comprovar a tese introduz a A) causa do fato presente na oração seguinte. B) condição do fato expresso na oração seguinte. C) consequência do fato presente na oração seguinte. D) finalidade do fato apresentado na oração seguinte. QUESTÃO 12 Qual é o trecho que apresenta uma oposição de ideias? A) Quem faz a melhor embalagem é quem vende mais. B)...fazem as crianças terem hábitos errados de alimentação.. C)... produtos menos saudáveis e nutritivos os desenhos mais populares.... D)... a criança é ensinada que comer produtos com mais açúcar faz mal.. QUESTÃO 13 Qual é o trecho em que o autor faz uso de linguagem figurada? A)...representações de seus personagens preferidos,.... B) São uma identidade visual. C)...influenciando subconscientemente o julgamento das crianças. D)...fazer um teste de sabor cego.. QUESTÃO 14 O principal objetivo comunicativo desse texto é A) criticar o uso de embalagens com personagens famosos. B) divulgar a descoberta de uma pesquisa e comprová-la. C) estabelecer a preferência alimentar das crianças. D) investigar as causas da má alimentação infantil. 6

9 Leia o texto, abaixo, para responder às questões de 15 a 17. Tudo vai melhorar! Numa feira de agropecuária, um fazendeiro do Mato Grosso do Sul encontrou-se com um fazendeiro do estado do Tocantins. O Fazendeiro do Mato Grosso do Sul perguntou: Cumpadre! Se o senhor não se importa deu perguntar, qual é o tamanho da sua fazenda? O Fazendeiro do Tocantins respondeu: Óia, cumpadre! Acho que deve di dar uns quatrocentos hectare, é piquinina! E a sua? Como o fazendeiro do Mato Grosso do Sul era do tipo meio arrogante e cheio de mania de grandeza, ele foi logo esnobando o outro fazendeiro dizendo: Cumpadre! O senhor sabe que eu nunca me interessei de contá, eu só sei que eu saio de manhã bem cedinho e quando é meio dia eu ainda nem cheguei na metade da propriedade. Eu sei cumpadre!...eu sei! No começo eu também andava de carroça...squenta não!... Guenta firme cumpadre! Tenho certeza que tudo vai melhorar! Edilson Rodrigues Silva Disponível em: <http://recantodacronica.blogspot.com/2011/01/tudo-vai-melhorar-cronicas-pequenas-e.html> Acesso em: 10 mar QUESTÃO 15 Nesse texto, a fala dos personagens se caracteriza como exemplo de linguagem A) literária. B) padrão. C) popular. D) técnica. QUESTÃO 16 Ao final desse texto, compreende-se que o título tem um caráter A) agressivo. B) depreciativo. C) irônico. D) rancoroso. QUESTÃO 17 No fragmento... deve di dar uns quatrocentos hectare,..., constata-se A) uma concordância em desacordo com a norma padrão. B) uma locução verbal em tempo inadequado ao contexto. C) um problema em relação ao uso do regionalismo. D) um desvio referente ao exagero no uso do numeral. 7

10 Leia o texto, abaixo, para responder às questões de 18 a 20. O Eco (Autor Desconhecido) Pai e filho caminhavam por uma montanha. De repente o menino cai e grita: Aaaaaaiii!!! Para a sua surpresa, escuta a voz repetir-se, em algum lugar da montanha: Aaaaaaiii!!!. Curioso, pergunta quem és? e recebe como resposta quem és? Contrariado, grita, covarde! e a resposta é covarde!. Então, olha para o pai e pergunta, aflito: O que é isso? O pai sorri e fala Filho, presta atenção. E grita em direção à montanha: Eu admiro-te!!! e a voz responde: Eu admiro-te!!!.de novo o homem grita: És um campeão! e a voz responde És um campeão!. O menino fica espantado. Não entende. O pai explica: As pessoas chamam a isto eco, mas na verdade isso é a vida. Ela nos dá de volta tudo o que dizemos. Nossa vida é o reflexo de nossas ações. Disponível em: <http://www.via6.com/topico/38684/textos-curtos-de-autores-que-gostamos> Acesso em: 10 mar QUESTÃO 18 Qual é o conflito desse texto? A) O questionamento do filho ao pai. B) O grito do pai em direção à montanha. C) A visão sobre a vida exposta pelo pai. D) A caminhada de pai e filho pela montanha. QUESTÃO 19 Nesse texto, as falas do pai têm a função de A) abordar as relações familiares. B) entreter os leitores. C) incentivar os questionamentos. D) transmitir um ensinamento. QUESTÃO 20 No fragmento Então, olha para o pai e pergunta, aflito:..., a palavra destacada expressa ideia de A) conclusão. B) finalidade. C) proporção. D) tempo. 8

11 Leia o texto, abaixo, para responder às questões 21 e 22. QUESTÃO 21 Teresa A primeira vez que vi Teresa Achei que ela tinha pernas estúpidas Achei também que a cara parecia uma perna Quando vi Teresa de novo Achei que os olhos eram muito mais velhos que o resto do corpo (Os olhos nasceram e ficaram dez anos esperando que o resto do corpo nascesse) Da terceira vez não vi mais nada Os céus se misturaram com a terra E o espírito de Deus voltou a se mover sobre a face das águas. Disponível em: <http://www.revista.agulha.nom.br/manuelbandeira01.html> Acesso em: 26 mar Nesse poema, a ausência de rimas e a simplicidade vocabular caracterizam o período de criação literária do poeta Manuel Bandeira. Esse período é o A) Modernismo. B) Pré-modernismo. C) Realismo. D) Romantismo. QUESTÃO 22 Nesse poema, a forma como a mulher é apresentada demonstra que o poeta A) opta por falar das diferenças. B) opta por idealizar o feminino. C) preocupa-se em falar do divino. D) propõe-se a falar do que é real. QUESTÃO 23 Leia o texto abaixo. Disponível em: <http:// blog.institutouniversal.com.br> Acesso em: 28 mar Esse texto é um poema concreto, porque apresenta A) construção visual, unindo palavra e imagem. B) construção vocabular com ausência de rimas. C) uma estrutura organizacional bastante curta. D) uma linguagem clara e bastante objetiva. 9

12 Leia o texto, abaixo, para responder às questões de 24 a 26. O cortiço Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava, abrindo, não os olhos, mas a sua infinidade de portas e janelas alinhadas. Um acordar alegre e farto de quem dormiu de uma assentada sete horas de chumbo. Como que se sentiam ainda na indolência de neblina as derradeiras notas da última guitarra da noite antecedente, dissolvendo-se à luz loura e tenra da aurora, que nem um suspiro de saudade perdido em terra alheia. [...] Daí a pouco, em volta das bicas era um zunzum crescente; uma aglomeração tumultuosa de machos e fêmeas. Uns, após outros, lavavam a cara, incomodamente, debaixo do fio de água que escorria da altura de uns cinco palmos. O chão inundava-se. As mulheres precisavam já prender as saias entre as coxas para não as molhar; via-se-lhes a tostada nudez dos braços e do pescoço, que elas despiam, suspendendo o cabelo todo para o alto do casco; os homens, esses não se preocupavam em não molhar o pelo, ao contrário metiam a cabeça bem debaixo da água e esfregavam com força as ventas e as barbas, fossando e fungando contra as palmas da mão. QUESTÃO 24 AZEVEDO, Aluísio. O cortiço. 15 ed. São Paulo: Ática, p Nesse texto, a forma como o ser humano é apresentado evidencia a ideologia naturalista, segundo a qual, A) o escritor apresenta um cenário que faz parte, intimamente, das emoções e dos sentimentos dos personagens. B) o escritor apresenta uma descrição minuciosa dos personagens e de suas atitudes, com o intuito de idealizá-los. C) o autor explica os efeitos científicos causados em uma determinada sociedade por meio de exemplificações concretas. D) o autor apresenta seus personagens do ponto de vista instintivo, caracterizando-os com atitudes próprias de animais. QUESTÃO 25 O Naturalismo revela-se importante para a Literatura Brasileira pelo fato de A) apresentar uma literatura engajada, isto é, voltada à denúncia de problemas sociais. B) apresentar uma literatura preocupada com o meio natural, descrevendo cenários bucólicos. C) descrever os traços físicos dos seres humanos, voltando-se ao cientificismo da época. D) descrever o ser humano, apresentando suas tipicidades como sujeito de seu próprio destino. QUESTÃO 26 A prosopopeia, ou personificação, é uma figura de linguagem que consiste em dar características humanas a outros seres. Em qual dos fragmentos desse texto o autor faz uso desse recurso? A) Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava,.... B) Uns, após outros, lavavam a cara, incomodamente,.... C) As mulheres precisavam já prender as saias entre as coxas.... D)...metiam a cabeça bem debaixo da água e esfregavam com força

13 QUESTÃO 27 Leia o texto abaixo. No Simbolismo [...], as palavras conseguem transcender os seus significados, ao mesmo tempo em que apelam para a totalidade de nossa percepção, ou seja para todos os sentidos. Daí a linguagem simbólica e o uso constante de sinestesias e de aliterações. Disponível em: <http://vamospoetar.wordpress.com/simbolismo/> Acesso em: 14 abr Considerando as informações presentes nesse texto, qual dos poemas a seguir é classificado como Simbolista? A) Tu que dormes, espírito sereno, Posto à sombra dos cedros seculares, Como um levita à sombra dos altares, Longe da luta e do fragor terreno. Acorda! É tempo! O sol, já alto e pleno, Afugentou as larvas tumulares... Para surgir do seio desses mares, Um mundo novo espera só um aceno... (A um poeta) B) Oh! que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais! (Meus oito anos) C) Braços nervosos, brancas opulências, Brumais brancuras, fúlgidas brancuras, Alvuras castas, virginais alvuras, Lactescências das raras lactescências. As fascinantes, mórbidas dormências Dos teus abraços de letais flexuras, Produzem sensações de agres torturas, Dos desejos as mornas florescências. (Braços) D) Vou-me embora pra Pasárgada Lá sou amigo do rei Lá tenho a mulher que eu quero Na cama que escolherei Vou-me embora pra Pasárgada Vou-me embora pra Pasárgada Aqui eu não sou feliz Lá a existência é uma aventura. (Vou-me embora pra Pasárgada) 11

14 Leia o texto, abaixo, para responder às questões 28 e 29. MACUNAÍMA (Capítulo I) Uma feita a Sol cobrira os três manos duma escaminha de suor e Macunaíma se lembrou de tomar banho. [...] Então Macunaíma enxergou numa lapa bem no meio do rio uma cova cheia d água. E a cova era que-nem a marca dum pé-gigante. Abicaram. O herói depois de muitos gritos por causa do frio da água entrou na cova e se lavou inteirinho. Mas a água era encantada porque aquele buraco na lapa era marca do pezão do Sumé, do tempo em que andava pregando o evangelho de Jesus pra indiada brasileira. Quando o herói saiu do banho estava branco louro e de olhos azuizinhos, água lavara o pretume dele. E ninguém não seria capaz mais de indicar nele um filho da tribo retinta dos Tapanhumas. Nem bem Jiguê percebeu o milagre, se atirou na marca do pezão do Sumé. Porém, a água já estava muito suja da negrura do herói e por mais que Jiguê esfregasse feito maluco atirando água pra todos os lados só conseguiu ficar da cor do bronze novo. Macunaíma teve dó e consolou: Olhe, mano Jiguê, branco você ficou não, porém pretume foi-se e antes fanhoso que sem nariz. Maanape então é que foi se lavar, mas Jiguê esborrifava toda a água encantada pra fora da cova. Tinha só um bocado lá no fundo e Maanape conseguiu molhar só a palma dos pés e das mãos. Por isso ficou negro bem filho da tribo dos Tapanhumas. Disponível em: <http://www.anjoempoetasbrasileiros.hpg.com.br/marioandrade.htm> Acesso em: 28 mar QUESTÃO 28 O narrador é a entidade ficcional responsável por contar uma história. Nesse fragmento, constata-se que a história é contada sob o ponto de vista de um narrador que A) testemunha os fatos vividos na história. B) sabe tudo sobre as personagens. C) estabelece um diálogo com o leitor. D) é a personagem principal da história. QUESTÃO 29 Qual característica do Modernismo é colocada em evidência nesse texto? A) Crítica social. B) Ênfase no cotidiano. C) Nacionalismo. D) Regionalismo. 12

15 ARTE - QUESTÕES DE 30 A 33 QUESTÃO 30 O termo arte moderna engloba as vanguardas europeias do início do século XX, como, por exemplo, Cubismo, Construtivismo, Surrealismo, Suprematismo, Neoplasticismo e Futurismo. Associe as duas colunas, relacionando os movimentos de vanguarda às suas respectivas características. 1. Cubismo. 2. Surrealismo. 3. Futurismo. 4. Construtivismo. ( ) Volumes e planos geométricos entrecortados reconstroem formas que se apresentam, simultaneamente, em vários ângulos nas telas. ( ) A exaltação da máquina e da beleza da velocidade, associada ao elogio da técnica e da ciência, torna-se emblemática da nova atitude estética e política. ( ) A pintura e a escultura são pensadas como construções, guardando proximidade com a arquitetura em termos de materiais, procedimentos e objetivos. ( ) Trata-se de resolver a contradição vigente na época entre sonho e realidade pela criação de uma realidade absoluta, uma suprarrealidade. A sequência correta dessa associação, de cima para baixo, é: A) 4, 1, 2, 3. B) 1, 3, 4, 2. C) 1, 4, 2, 3. D) 3, 2, 1, 4. QUESTÃO 31 Leia o texto abaixo. Técnica pictórica que se orienta a partir de um método preciso: trata-se de dividir as cores em seus componentes fundamentais. As inúmeras pinceladas regulares de cores puras que cobrem a tela são recompostas pelo olhar do observador e, com isso, recupera-se sua unidade, longe das misturas feitas na paleta. A sensação de vibração e luminosidade decorre da mistura ótica obtida pelos pequenos pontos de cor de tamanho uniforme que nunca se fundem, mas que reagem uns aos outros em função do olhar à distância, tal como descrito por Ogden Rood em seu tratado sobre a teoria da cor, Cromática Moderna, Disponível em: <http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=3642> Acesso em: 22 mar Nesse texto, a técnica de pintura descrita é conhecida como A) grafitismo. B) pictografia. C) pontilhismo. D) serigrafia. 13

16 QUESTÃO 32 Os estímulos que causam as sensações cromáticas estão divididos em dois grupos. O primeiro grupo apresenta a, substância que, conforme sua natureza, absorve, refrata e reflete os raios luminosos. Enquanto, no segundo, a é a radiação luminosa visível que tem como síntese aditiva a luz branca. As palavras que completam corretamente essas lacunas são, respectivamente, A) cor-pigmento e cor-luz. B) luz branca e cor-luz. C) cor-luz e cor-pigmento. D) cor-luz e luz branca. QUESTÃO 33 Os processos artísticos bidimensionais são feitos em um plano, possuindo comprimento e largura. Já os processos artísticos tridimensionais possuem comprimento, largura e altura. Enquanto os processos artísticos digitais não são nem bidimensionais nem tridimensionais, pois estão no plano virtual. São processos artísticos bidimensionais: A) Cinema e vídeo. B) Desenho e pintura. C) Gravura e escultura. D) Tecelagem e instalação. 14

17 EDUCAÇÃO FÍSICA - QUESTÕES DE 34 A 37 Leia o texto, abaixo, para responder às questões de 34 a 36. Dança: esporte, arte e bem-estar Por Kleymara Kopavinick Dança é esporte? Mas não é uma atividade artística?, você pode estar se perguntando. É sim. A dança é indiscutivelmente uma forma de representar a arte, mas pode também se encaixar como modalidade esportiva, simplesmente porque não deixa de ser uma atividade física. Desde que programas de televisão começaram a mostrar competições em que pessoas famosas aprendem a dançar em pouco tempo para se apresentarem, as academias de dança registraram um considerável aumento no número de matrículas. O que a TV vem mostrando é conhecido por dança esportiva, que se diferencia da dança de salão justamente pelo caráter competitivo, em que juízes utilizam critérios objetivos para avaliar e dar notas, como em tantos outros esportes. Mas mesmo antes dessa popularização, algumas pessoas já procuravam as academias interessadas em melhorar a forma física. Segundo profissionais da área, o problema é que como também é inegavelmente uma forma de comunicação, de expressão da arte, a dança não tem como principal objetivo a queima de calorias ou o aumento da massa muscular. Alertam ainda que, dependendo do tipo de dança e da frequência com que se pratica, é possível emagrecer, mas essa não deve ser uma meta. Segundo João Carlos Corrêa, formado em Educação Física e professor de dança há 15 anos, é uma atividade física de moderada para baixa, que proporciona, certamente, melhoria na postura e no tônus. É importante deixar claro que quem procura uma academia de dança pensando em perder peso ou ficar mais forte, provavelmente vai se frustrar. Mas é claro que também é possível aliar boa alimentação e regularidade na prática de dança e obter um ganho físico, explica João Carlos. Na opinião do professor, para quem quer aperfeiçoar a forma física, aliar outra atividade à dança é uma ótima combinação. Dançando é possível melhorar concentração, coordenação, postura e tonicidade muscular e com outra atividade mais puxada, trabalha-se queima de calorias, diminuição de medidas, aumento de força e massa muscular. Disponível em: <http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal86/esporte_danca.aspx> Acesso em: 22 set Adaptado. QUESTÃO 34 A popularização da dança deve-se, principalmente, A) à possibilidade de se conhecerem pessoas novas. B) à criação de programas de dança esportiva na televisão. C) aos benefícios para a saúde mental. D) ao crescimento do número de academias. QUESTÃO 35 De acordo com esse texto, a prática da dança traz diversos benefícios para saúde, dentre eles destacam-se A) a redução de peso e o ganho de massa muscular. B) a melhoria na postura e na tonicidade muscular. C) o aperfeiçoamento da forma física e o aumento de força. D) o aumento da autoestima e a queima de calorias. 15

18 QUESTÃO 36 De acordo com esse texto, a dança de salão difere-se da dança esportiva. Considerando essa afirmativa, associe as duas colunas, relacionando as danças de salão e a dança esportiva às suas respectivas características. 1. Dança de salão. 2. Dança esportiva. ( ) Observa-se a utilização do espaço de modo a evitar a interrupção da coreografia. ( ) Utiliza técnica e interpretação artística para produzir performance altamente disciplinada. ( ) Refere-se a um conjunto de danças entre parceiros seguindo um padrão internacional. ( ) Pertence às danças populares, é também conhecida por dança social ou de sociedade. A sequência correta dessa associação, de cima para baixo, é: A) 1, 2, 1, 2. B) 1, 1, 2, 2. C) 2, 1, 2, 1. D) 2, 2, 1, 1. QUESTÃO 37 Leia o texto abaixo. Atividade física frequente e alimentação balanceada são dois dos componentes mais importantes da fórmula para uma vida mais saudável. Estratégia Global / OMS, O que uma pessoa deve fazer para incorporar no seu dia a dia a fórmula indicada nesse texto? A) Retomar os exercícios sempre na entrada do verão. B) Praticar atividade física moderada regularmente. C) Fazer atividade física após notar um ganho de peso. D) Fazer atividade física intensa pelo menos uma vez por semana. 16

19 INGLÊS - QUESTÕES DE 38 A 44 Questions 38 to 42: Choose the correct alternative to answer questions from 38 to 42, according to TEXT 1. TEXT 1 Making the World a Better Place There are so many things each and every one of us can do to help make the world a better place. Whether your goal is to improve the world for one person or to do your part to heal the planet as a whole, here are some lesser-known ideas that might be of interest. This page is intended to be a continually evolving work, adding new ideas on an on-going basis. If you have unique ideas you would like to see reflected on this page, please send mail to Sign a Petition Write a Letter Eat Better Donate (Used) Goods Donate Time Donate money QUESTÃO 38 Available at: <http://naturalhealthcare.ca/better_world.phtml> Access on: March 3 rd, This site invites you to if you want to share different ideas on how to make the world a better place. The correct option to complete the sentence above is A) call people. B) donate time. C) send an . D) sign a petition. QUESTÃO 39 Look at the following fragment: here are some lesser-known ideas that might be of interest. The word might expresses A) ability. B) permission. C) possibility. D) recommendation. QUESTÃO 40 If you are interested in, then this site is recommended for you. The correct option to complete the sentence above is A) fashion. B) mail. C) the country. D) the environment. 17

20 QUESTÃO 41 Look at the following fragment: Whether your goal is to improve the world for one person or to do your part to heal the planet as a whole.... The word or is used to A) express certainty. B) express condition. C) introduce an alternative. D) introduce an idea. QUESTÃO 42 Donate (Used) Goods is a suggestion for you to make the world a better place. The word goods means A) computers. B) food. C) medicine. D) things. Questions 43 to 44: Choose the correct alternative to answer questions 43 and 44, according to TEXT 2. QUESTÃO 43 TEXT 2 What is a shaman? They can be found across the planet, but exactly what they do is a mystery to most people. Where did they come from? Many believe they have a common origin in northern Asia, but this too is a mystery. They have been called by many names doctor, priest, artist, visionary, master of ecstasy. Available at: <http://www.pbs.org/wgbh/nova/shaman/shaman.html> Access on: March 3 rd, In the text above, the word this refers to A) Asia. B) mystery. C) name. D) origin. QUESTÃO 44 The expression across the planet means the same as A) around the world. B) on every planet. C) on other planets. D) opposite the planet. 18

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS 2º ENSINO MÉDIO

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS 2º ENSINO MÉDIO LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS 2º ENSINO MÉDIO Leia a charge a seguir e responda as questões 01, 02 e 03 propostas. Disponível em: .

Leia mais

EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO 1º SEMESTRE / 2011 FOLHA DE RESPOSTAS

EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO 1º SEMESTRE / 2011 FOLHA DE RESPOSTAS EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO 1º SEMESTRE / 2011 FOLHA DE RESPOSTAS Nº DE INSCRIÇÃO DO CANDIDATO NOME DO CANDIDATO DATA DE NASCIMENTO Nº DO DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO SRE MUNICÍPIO ESTABELECIMENTO

Leia mais

IGREJA PENTECOSTAL DO EVANGELHO PLENO Ministério de Avivamento Mundial Maranatha

IGREJA PENTECOSTAL DO EVANGELHO PLENO Ministério de Avivamento Mundial Maranatha TREINAMENTO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÍBLICA INFANTIL Provérbios 22: 6 Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele. Objetivos da EBD Infantil: A EBD infantil

Leia mais

Pingos da Língua Portuguesa...

Pingos da Língua Portuguesa... Pingos da Língua Portuguesa... Pequenas doses de Gramática, Literatura e Redação para você... no Rio Branco/Campinas Vol. 7 2011 Você sabe o que é o REALISMO??? Existe, na literatura brasileira, um momento

Leia mais

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor,

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor, Xixi na Cama Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos mais um livro da coleção Revoluções: Xixi na Cama, do autor mineiro Drummond Amorim. Junto com a obra, estamos também

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

ARTES PLÁSTICAS - LICENCIATURA (NOTURNO)

ARTES PLÁSTICAS - LICENCIATURA (NOTURNO) assinatura do(a) candidato(a) ADMISSÃO PARA PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR 2.ª DCS/2011 ARTES PLÁSTICAS - LICENCIATURA (NOTURNO) LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Prova Dissertativa 1 Ao receber

Leia mais

PORTUGUÊS ENSINO MÉDIO. Prêmio Nobel de Química defende maior investimento do governo na ciência

PORTUGUÊS ENSINO MÉDIO. Prêmio Nobel de Química defende maior investimento do governo na ciência Texto 1 PORTUGUÊS Prêmio Nobel de Química defende maior investimento do governo na ciência Por Paulo Floro Em Ciência O Prêmio Nobel de Química, pesquisador norte-americano Martin Chalfie, defende a ciência

Leia mais

Cara Professora, Caro Professor,

Cara Professora, Caro Professor, A olhinhos menina de rasgados Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos um belo livro de narrativa A menina de olhinhos rasgados, do premiado autor mineiro Vanderlei Timóteo.

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

RECADO AOS PROFESSORES

RECADO AOS PROFESSORES RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BS) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BS) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BS) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

Cao Guimarães: "Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i

Cao Guimarães: Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i Cao Guimarães: "Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i O cineasta mineiro Cao Guimarães, 41, terá seu filme mais recente "Andarilho" (2006) exibido pela primeira vez na Quinzena de Realizadores,

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO. Amanda Medeiros Cecília Aragão

CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO. Amanda Medeiros Cecília Aragão CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO Amanda Medeiros Cecília Aragão Mais importante do que a roupa é a vida que se vive dentro da roupa. A gente é mais bonita quando está feliz. Quem se

Leia mais

1ª QUESTÃO MÚLTIPLA ESCOLHA. 7,00 (sete) pontos distribuídos em 20 itens

1ª QUESTÃO MÚLTIPLA ESCOLHA. 7,00 (sete) pontos distribuídos em 20 itens PAG - 1 1ª QUESTÃO MÚLTIPLA ESCOLHA 7,00 (sete) pontos distribuídos em 20 itens Marque no cartão de respostas a única alternativa que responde de maneira correta ao pedido de cada item: PORTUGUÊS Considere

Leia mais

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE TALVEZ TE ENCONTRE Vivaldo Terres Itajaí /SC Talvez algum dia eu te encontre querida Para renovarmos momentos felizes, Já que o nosso passado foi um passado lindo, Tão lindo que não posso esquecer Anseio

Leia mais

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA LENDA DA COBRA GRANDE Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA CRUZEIRO DO SUL, ACRE, 30 DE ABRIL DE 2012. OUTLINE Cena 1 Externa;

Leia mais

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam.

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. Convite Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. As palavras não: quanto mais se brinca com elas mais novas ficam.

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

E quando Deus diz não?

E quando Deus diz não? E quando Deus diz não? 1 Cr 17:1-27 Como é ruim ouvir um não! Enquanto ouvimos sim, enquanto as coisas estão acontecendo ao nosso favor, enquanto Deus está aprovando ou permitindo o que fazemos, enquanto

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

GUIA PARA ESCREVER MELHOR. Saiba que erros evitar para ter um bom desempenho na prova de redação

GUIA PARA ESCREVER MELHOR. Saiba que erros evitar para ter um bom desempenho na prova de redação GUIA PARA ESCREVER MELHOR Saiba que erros evitar para ter um bom desempenho na prova de redação Í N D I C E Capítulo 1 Não exagere nos adjetivos Capítulo 2 Evite o queísmo Capítulo 3 Não seja intrometido(a)

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO

2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO 2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO NOME: Jaguarari, outubro de 2010. CADERNO DO 6º E 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 2010 Numa carta de Papai Noel destinada às crianças, ele comunica que não será

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 ESCOLA DE GOVERNO PROFESSOR PAULO NEVES DE CARVALHO FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO Governo de Minas Gerais CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 2ª ETAPA Provas abertas: Matemática, História e Redação em Língua Portuguesa.

Leia mais

SARESP 2004 Prova de Leitura e Escrita 5ª Série EF - Manhã. Narizinho

SARESP 2004 Prova de Leitura e Escrita 5ª Série EF - Manhã. Narizinho SARESP 2004 Prova de Leitura e Escrita 5ª Série EF - Manhã Narizinho Numa casinha branca, lá no Sítio do Picapau Amarelo, mora uma velha de mais de sessenta anos. Chama-se dona Benta. Quem passa pela estrada

Leia mais

2- Nas frases a seguir estão destacadas quatro formas verbais de um mesmo verbo. Compare-as.

2- Nas frases a seguir estão destacadas quatro formas verbais de um mesmo verbo. Compare-as. FICHA DA SEMANA 5º ANO A / B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

MARK CARVALHO. Capítulo 1

MARK CARVALHO. Capítulo 1 MARK CARVALHO Capítulo 1 Mark era um menino com altura média, pele clara, pequenos olhos verdes, cabelos com a cor de avelãs. Um dia estava em casa vendo televisão, até que ouviu: Filho, venha aqui na

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE CANAÃ DOS CARAJÁS CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 13 de abril de 2014 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO AGENTE DE SERVIÇOS DE ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO, AGENTE DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - PORTUGUÊS - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== BRINCADEIRA Começou

Leia mais

Entendendo o que é Gênero

Entendendo o que é Gênero Entendendo o que é Gênero Sandra Unbehaum 1 Vila de Nossa Senhora da Piedade, 03 de outubro de 2002 2. Cara Professora, Hoje acordei decidida a escrever-lhe esta carta, para pedir-lhe ajuda e trocar umas

Leia mais

Um planeta. chamado Albinum

Um planeta. chamado Albinum Um planeta chamado Albinum 1 Kalum tinha apenas 9 anos. Era um menino sonhador, inteligente e inconformado. Vivia num planeta longínquo chamado Albinum. Era um planeta muito frio, todo coberto de neve.

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real Alencastro e Patrícia CD: Ao Sentir 1- Ao Sentir Jairinho Ao sentir o mundo ao meu redor Nada vi que pudesse ser real Percebi que todos buscam paz porém em vão Pois naquilo que procuram, não há solução,

Leia mais

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes All You Zombies Wendel Coelho Mendes Versão Portuguesa, Brasil Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959 Esse conto é minha versão sobre a verdadeira história de All You Zombies,

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof.

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CORES EM COMPUTAÇÃO GRÁFICA O uso de cores permite melhorar

Leia mais

VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br

VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br APRESENTAÇÃO A timidez é um problema que pode acompanhar um homem a vida inteira, tirando dele o prazer da comunicação e de expressar seus sentimentos, vivendo muitas

Leia mais

ARTES VISUAIS E LITERATURA

ARTES VISUAIS E LITERATURA Vestibular 2009 1ª Fase ARTES VISUAIS E LITERATURA Instruções Gerais: No dia de hoje (09/11), você deverá responder às questões de Geografia, História, Artes Visuais e Literatura e de Raciocínio Lógico-Matemático.

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa

Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa Técnico Concomitante ou Subsequente ao Ensino Médio Instruções Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno. Assine

Leia mais

Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância [SNIPI]

Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância [SNIPI] Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância [SNIPI] Informação para os pais Estimulando a linguagem das crianças Do nascimento aos 2 anos O bebé recém-nascido tenta comunicar com os pais através

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL II OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA

DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA 1. Use the same 7 letters in the same order to fill the gaps in the sentence below: A _ surgeon was _ to operate because there was _. 2. Four people (A, B, C and D) wanted

Leia mais

Figuras de linguagem

Figuras de linguagem Figuras de linguagem Figuras de estilo / figuras de retórica (Portugal) ou figuras de linguagem (Brasil) são estratégias que o escritor pode aplicar ao texto para conseguir um determinado efeito na interpretação

Leia mais

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a Oração u m a c o n v e r s a d a a l m a 11 12 O Evangelho relata que por diversas vezes, quando ninguém mais estava precisando de alguma ajuda ou conselho, Jesus se ausentava para ficar sozinho. Natural

Leia mais

Histórias Tradicionais Portuguesas. Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO. Autora: Lina. Publicado em: www.escolovar.org

Histórias Tradicionais Portuguesas. Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO. Autora: Lina. Publicado em: www.escolovar.org Histórias Tradicionais Portuguesas Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO DE PINTO PINTÃO VAMOS CONHECER O LIVRO A CAPA A CONTRACAPA A LOMBADA Observa a capa do livro e responde: 1.Título 2. Nome da autora 3.

Leia mais

CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira

CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira INSTRUÇÕES Você está recebendo um caderno de prova com 12 (doze) folhas numeradas. As partes I e II contêm 16 (dezesseis) questões de Língua

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

Tyll, o mestre das artes

Tyll, o mestre das artes Nome: Ensino: F undamental 5 o ano urma: T ata: D 10/8/09 Língua Por ortuguesa Tyll, o mestre das artes Tyll era um herói malandro que viajava pela antiga Alemanha inventando golpes para ganhar dinheiro

Leia mais

PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE O LIVRO, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO

PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE O LIVRO, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE O LIVRO, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO. Atividade 1 Antes de você iniciar a leitura

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS

ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS 1 Confira se este caderno contém uma proposta de redação e 06 questões discursivas, distribuídas conforme o quadro abaixo. TIPO CONTEÚDO Nº DE QUESTÕES E PROPOSTA Redação

Leia mais

O corpo. Lacordaire Vieira

O corpo. Lacordaire Vieira O corpo Lacordaire Vieira Biografia Lacordaire Vieira nasceu em Guapó (GO), em 1946. Passou a infância e parte da adolescência em São Luís de Montes Belos. Vive em Goiânia, desde 1965. Professor da Universidade

Leia mais

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille Água Tu és um milagre que Deus criou, e o povo todo glorificou. Obra divina do criador Recurso

Leia mais

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 03/03/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Versículos para decorar: 1 - O Espírito de Deus me fez; o sopro do Todo-poderoso me dá vida. (Jó 33:4)

Leia mais

PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA SÉRIE: 8 ANO. Candidato (a):

PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA SÉRIE: 8 ANO. Candidato (a): PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA SÉRIE: 8 ANO Data: 12/01/2015 Candidato (a): Valor: 10 Obtido: Analise o cartaz da propaganda. QUESTÃO 1 (1 PONTO) - Observe o texto principal da propaganda. Que estratégia

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 No dia em que Iracema e Lipe voltaram para visitar a Gê, estava o maior rebuliço no hospital. As duas crianças ficaram logo

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Domingo. Acorda, seu dorminhoco, está na hora de levantar! De manhã? Meus pais esqueceram que os zumbis pegam fogo com a luz do sol?

Domingo. Acorda, seu dorminhoco, está na hora de levantar! De manhã? Meus pais esqueceram que os zumbis pegam fogo com a luz do sol? Domingo Cocoricóóó! Acorda, seu dorminhoco, está na hora de levantar! Urrggghhoquefoi? Eu disse que já é de manhã e está na hora de você sair da cama. De manhã? Meus pais esqueceram que os zumbis pegam

Leia mais

A imagem idealizada de uma infância saudável e feliz hoje se

A imagem idealizada de uma infância saudável e feliz hoje se VOZ DO LEITOR ANO 4 EDIÇÃO 30 On/off-line: entreolhares sobre as infâncias X, Y e Z Amanda M. P. Leite A imagem idealizada de uma infância saudável e feliz hoje se prende a uma espécie de saudosismo da

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: Fundamental II 8ª série) DISCIPLINA: Artes PROFESSOR (A): Equipe de Artes TURMA: TURNO: Roteiro e Lista de estudo para recuperação

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Responda às questões 1, 2 e 3, após a leitura de um fragmento do texto Homem no mar, de Rubem Braga. De minha varanda vejo,

Leia mais

José teve medo e, relutantemente, concordou em tomar a menina como esposa e a levou para casa. Deves permanecer aqui enquanto eu estiver fora

José teve medo e, relutantemente, concordou em tomar a menina como esposa e a levou para casa. Deves permanecer aqui enquanto eu estiver fora Maria e José Esta é a história de Jesus e de seu irmão Cristo, de como nasceram, de como viveram e de como um deles morreu. A morte do outro não entra na história. Como é de conhecimento geral, sua mãe

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação I - Proposta de Redação INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação A proposta de redação do vestibular do ITA pode ser composta de textos verbais, não verbais (foto ou ilustração,

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA ESTUDOS HISTÓRIA DA ARTE- 2ª SÉRIE ENSINO MÉDIO

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA ESTUDOS HISTÓRIA DA ARTE- 2ª SÉRIE ENSINO MÉDIO Arte Moderna Expressionismo A busca por expressar os problemas da sociedade da época e os sentimentos e emoções do homem no inicio do século xx Foi uma reação ao impressionismo, já que o movimento preocupou-se

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO. PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO. PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO CARGO: AGENTE DE LIMPEZAS PÚBLICAS, OPERADOR DE MÁQUINA, SERVENTE, VIGIA Nome do Candidato: Nº de

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UNIDADE III PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS

AVALIAÇÃO DA UNIDADE III PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS DA UNIDADE III PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS QUESTÃO 01 (1,0 ponto) Leia atentamente a proposição. O Romantismo era a apoteose do sentimento; O Realismo é a anatomia do caráter. É a crítica do homem. É a arte

Leia mais

MÓDULO 5 O SENSO COMUM

MÓDULO 5 O SENSO COMUM MÓDULO 5 O SENSO COMUM Uma das principais metas de alguém que quer escrever boas redações é fugir do senso comum. Basicamente, o senso comum é um julgamento feito com base em ideias simples, ingênuas e,

Leia mais

Análise Cinematográfica do Curta Metragem Ilha das Flores¹ Jaderlano de Lima JARDIM² Shirley Monica Silva MARTINS³

Análise Cinematográfica do Curta Metragem Ilha das Flores¹ Jaderlano de Lima JARDIM² Shirley Monica Silva MARTINS³ Análise Cinematográfica do Curta Metragem Ilha das Flores¹ Jaderlano de Lima JARDIM² Shirley Monica Silva MARTINS³ RESUMO O premiado Ilha das Flores exibe o percurso de um tomate até chegar a um lixão

Leia mais

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco REDAÇÃO AULA 5 Professora Sandra Franco DISSERTAÇÃO 1. Definição de Dissertação. 2. Roteiro para dissertação. 3. Partes da dissertação. 4. Prática. 5. Recomendações Gerais. 6. Leitura Complementar. 1.

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades: OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL V - 2012 A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

Leia mais

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu

Leia mais

Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto

Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto 15.01.2012 - TARDE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO FALTA PEDREIRO Superinteressante São Paulo, Abril, n. 280 Falta pedreiro, estão reclamando os mestres

Leia mais

De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio de Janeiro / 2001 DRAMATURGIA 1 - Textos Reunidos

De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio de Janeiro / 2001 DRAMATURGIA 1 - Textos Reunidos Fragmentos Fragmentos Insólitos Fragmentos Insólitos Insólitos Fragmentos Fragmentos Insólitos Insólitos Fragmentos Insólitos Fragmentos Insólitos De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio

Leia mais

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor!

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 2º ROTEIRO EUCARISTIA Mistério Pascal celebrado na comunidade de fé! 3º ENCONTRO EVANGELHO Amor para anunciar e transformar o mundo! 1915-2015 SUBSÍDIOS

Leia mais

www.receitasganharmassamuscular.com

www.receitasganharmassamuscular.com Esse e-book é oferecido como bônus na compra do e- book Receitas Anabólicas no site: www.receitasganharmassamuscular.com INTRODUÇÃO Nesse e-book você vai aprender a montar uma dieta para musculação personalizada,

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6 Ai quem me dera 1. Ai, quem me dera, terminasse a espera 2. Retornasse o canto simples e sem fim, 3. E ouvindo o canto se chorasse tanto 4. Que do mundo o pranto se estancasse enfim 5. Ai, quem me dera

Leia mais

Depressão e Qualidade de Vida. Dra. Luciene Alves Moreira Marques Doutorado em Psicobiologia pela UNIFESP

Depressão e Qualidade de Vida. Dra. Luciene Alves Moreira Marques Doutorado em Psicobiologia pela UNIFESP Depressão e Qualidade de Vida Dra. Luciene Alves Moreira Marques Doutorado em Psicobiologia pela UNIFESP 1 Percepções de 68 pacientes entrevistadas. 1. Sentimentos em relação à doença Sinto solidão, abandono,

Leia mais

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A O LIVRO SOLIDÁRIO Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A 1 Era uma vez um rapaz que se chamava Mau-Duar, que vivia com os pais numa aldeia isolada no Distrito de Viqueque, que fica

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO EDITAL N 001 DO IV FESTIVAL DE ARTES DAS ESCOLAS DE PALMAS (FAES-PALMAS) SEMED/PMP/TO, DE 09 DE MARÇO DE 2012. Abertura- A Secretaria Municipal

Leia mais

Cores em Computação Gráfica

Cores em Computação Gráfica Cores em Computação Gráfica Uso de cores permite melhorar a legibilidade da informação, possibilita gerar imagens realistas, focar atenção do observador, passar emoções e muito mais. Colorimetria Conjunto

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

A turma. parte I Língua Portuguesa parte II Matemática

A turma. parte I Língua Portuguesa parte II Matemática parte I Língua Portuguesa parte II Matemática A turma 5 10 15 20 25 Eu também já tive turma, ou melhor, fiz parte de turma e sei como é importante em certa idade essa entidade, a turma. A gente é um ser

Leia mais