Sugestão de avaliação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sugestão de avaliação"

Transcrição

1 Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno.

2 Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola: PROfessOR: DATA: Texto 1 Art Images Archive/Glow Images/ Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, AUTVIS, Descreva o quadro, observando: a) as cores utilizadas; b) os elementos representados e a organização do espaço. Salvador Dalí. O sono, Óleo sobre tela, cm. Acervo particular. 2. Sono e sonho são temas muito comuns nas pinturas do Surrealismo, movimento de que o artista Salvador Dalí participou. Com base nisso, faça o que se pede. a) Explique de que modo a pintura cria uma paisagem onírica, isto é, que parece saída de um sonho. b) Associe a pintura com o título O sono.

3 Texto 2...das saudades que não tenho Nasci com 57 anos. Meu pai me legou seus 34, vividos com duvidosos amores, desejos escondidos. Minha mãe me destinou seus 23, marcados com traições e perdas. Assim, somados, o que herdei foi a capacidade de associar amor ao sofrimento... Morava numa cidade pequena do interior de Minas, enfeitada de rezas, procissões, novenas e pecados. Cidade com sabor de laranja-serra-d água, onde minha solidão já pressentida era tomada pelo vigário, professora, padrinho, beata, como exemplo de perfeição. [...] Meu pai não passeou comigo montado em seus ombros, nem minha mãe cantou cantigas de ninar para me trazer o sono. Mesmo nascendo com 57 anos estava aos 60 obrigado ainda a ser criança. E ser menino era honrar pai com seus amores ocultos. Gostar da mãe e seus suspiros de desventuras. [...] Tive uma educação primorosa. Minha primeira cartilha foi o olhar do meu pai, que me autorizava a comer ou não mais um doce nas festas de aniversário. Comer com a boca fechada, é claro, para ficar mais bonito e meu pai receber elogios pelo filho contido que ele tinha. E cada dia eu era visto como a mais exemplar das crianças, naquela cidade onde a liberdade nunca tinha aberto as asas sobre nós. Mas a originalidade de minha mãe ninguém poderá desconhecer. Ela era capaz de dizer coisas que nenhuma mãe do mundo dizia, como por exemplo: Você, quando crescer vai ter um filho igual a você. Deus há de me atender, para você passar pelo que eu estou passando. Mãe é uma só. [...] Bartolomeu Campos Queirós. In: Fanny Abramovich (Org.). O mito da infância feliz. São Paulo: Summus, Na abertura do texto, o narrador afirma: Nasci com 57 anos. a) Como o narrador explica essa idade? b) De que modo o narrador caracteriza a vida de seus pais? c) Que herança a relação dos pais deixou para o narrador? d) Relacione a afirmativa com a descrição da infância do narrador. 4. O narrador se refere ao lugar onde viveu a infância: Morava numa cidade pequena do interior de Minas, enfeitada de rezas, procissões, novenas e pecados. a) A descrição da cidade mostra a força do elemento religioso. Transcreva palavras que justifiquem essa afirmativa. b) Que elemento é usado na descrição para mostrar as contradições da cidade? 5. O trecho seguinte reflete sobre a educação recebida na infância. Tive uma educação primorosa. Minha primeira cartilha foi o olhar do meu pai, que me autorizava a comer ou não mais um doce nas festas de aniversário. Comer com a boca fechada, é claro, para ficar mais bonito e meu pai receber elogios pelo filho contido que ele tinha. a) Transcreva o adjetivo usado para caracterizar a educação recebida. b) Como o pai exercia a autoridade sobre o filho? c) Que ação do menino revelava boa educação e rendia elogios ao pai? 6. No texto, a boa educação é associada a: a) amor e sofrimento. b) contenção e obediência. c) solidão e liberdade. d) timidez e desobediência.

4 7. Classifique as seguintes palavras do texto quanto à posição da sílaba tônica. a) ninguém d) vigário b) poderá e) você c) elogios f) exemplo 8. Nas frases a seguir, destaque as locuções adjetivas e os adjetivos. Indique o substantivo a que se referem. a) Gostar da mãe e seus suspiros de desventuras. b) Meu pai me legou seus 34, vividos com duvidosos amores [...]. c) Tive uma educação primorosa. Texto 3 Leia o texto a seguir para responder às questões. Caixa mágica de surpresas É uma beleza, É caixa mágica só de surpresa. parece mudo, mas nele a gente descobre tudo. tem asas longas e leves que, de repente, levam a gente longe, longe. É parque de diversões cheio de sonhos coloridos, cheio de doces sortidos, cheio de luzes e balões. É uma floresta com folhas e flores e bichos e cores. É mesmo uma festa, um baú de feiticeiro, um navio pirata no mar, um foguete perdido no ar, É amigo e companheiro. JOSÉ, Elias. Caixa mágica de surpresas. São Paulo: Editora Paulus, 1997.

5 9. Identifique no poema: a) o número de versos e estrofes; b) três imagens usadas pelo narrador para caracterizar o livro; c) a ideia central a respeito do livro, expressa nas diferentes imagens. 10. Transcreva do poema o que se pede a seguir. a) Um substantivo paroxítono, no feminino plural, caracterizado por dois adjetivos simultaneamente. b) Um substantivo oxítono masculino acentuado, caracterizado por uma locução adjetiva. c) Um substantivo paroxítono, no feminino singular, caracterizado por um adjetivo proparoxítono e uma locução adjetiva simultaneamente. d) Um conector que transmite ideia de oposição. 11. Indique a classe gramatical das palavras em destaque nas frases, de acordo com a classificação abaixo. I. Substantivo II. Adjetivo III. Locução adjetiva a) ( ) É uma floresta / com folhas e flores / e bichos e cores. b) ( ) / tem asas / longas e leves. c) ( ) / é parque de diversões. 12. Transcreva as estrofes indicadas a seguir passando o vocábulo livro para o plural e fazendo as adaptações necessárias. a) Terceira estrofe. b) Primeira estrofe, alterando os artigos indefinidos para artigos definidos. 13. Identifique a regra de acentuação dos vocábulos a seguir. a) só b) é c) baú d) mágica

6 Respostas 1. a) As principais cores utilizadas são roxo, amarelo, preto, marrom e variações de azul. b) O quadro mostra uma paisagem com o céu azul. No primeiro plano, uma cabeça gigante dorme apoiada em várias muletas. No segundo plano e ao fundo são retratados pequenos elementos: um cachorro, um barco, uma figura humana e uma casa. 2. a) A cena retratada mistura elementos da realidade com elementos da ficção, em que tudo parece um sonho, uma cena da imaginação. b) O modo como os elementos foram retratados se associa ao tema do sono: a cor e o contorno da cabeça remetem a um lençol, os olhos fechados e a boca entreaberta da cabeça flutuante remetem à expressão de uma pessoa dormindo. Os elementos ao fundo, distantes, com pouca visibilidade, estão associados à falta de clareza que as imagens têm quando sonhamos. 3. a) Essa idade é a soma da idade de seus pais na época de seu nascimento: os 34 anos do pai mais os 23 anos da mãe. b) Seu pai teve a vida marcada por duvidosos amores e desejos escondidos ; a vida da mãe foi marcada por traições e perdas. c) A capacidade de associar amor ao sofrimento. d) O texto descreve uma infância infeliz, solitária e sem liberdade. Ao recordá-la, o narrador percebe que havia deixado de ser criança, por isso afirma ter nascido já com 57 anos. 4. a) Rezas, procissões, novenas. b) O escritor opõe a religiosidade (rezas, procissões) ao pecado. 5. a) O adjetivo primorosa. b) Com um simples olhar, o pai autorizava ou não o filho a comer um doce. c) O fato de o menino comer de boca fechada. 6. Alternativa b. 7. a) oxítona b) oxítona c) paroxítona d) paroxítona e) oxítona f) paroxítona 8. a) Locução adjetiva: de desventuras; refere-se ao substantivo suspiros. b) Adjetivo: duvidosos; refere-se ao substantivo amores. c) Adjetivo: primorosa; refere-se ao substantivo educação.

7 9. a) O poema tem 5 estrofes e 28 versos. b) Respostas variadas: caixa mágica só de surpresas ; parque de diversões ; floresta com folhas e flores e bichos e cores, uma festa ; baú de feiticeiro ; navio pirata no mar ; foguete perdido no ar ; amigo e companheiro. c) O livro representa a possibilidade de sonhar e imaginar, de descobrir novos mundos e encontrar companhia para todas as horas. 10. a) asas / longas e leves b) baú de feiticeiro c) Caixa mágica de surpresas d) mas 11. a) III b) II c) I 12. a) Uns livros têm asas longas e leves que, de repente, levam a gente longe, longe. b) Os livros são belezas, são caixas mágicas só de surpresas. 13. a) São acentuados os monossílabos tônicos terminado em -o. b) São acentuados os monossílabos tônicos terminados em -e. c) São acentuadas as oxítonas terminadas em -u, quando se forma hiato. d) Todas as proparoxítonas são acentuadas.

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 1.1 Conteúdos: Apresentação do Plano Didático Pedagógico; Classificação das orações coordenadas sindéticas e inferência. 1.1 Habilidade:

Leia mais

GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A Sistema de Ensino Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: MANHÃ Data: 24/6/2009 PROVA GRUPO GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A Nome: Turma: Valor da prova: 4,0 Nota: Sou água cristalina Sou água

Leia mais

Série 6 o ANO ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 3º BIMESTRE / 2011

Série 6 o ANO ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 3º BIMESTRE / 2011 Disciplina LINGUA PORTUGUESA Curso ENSINO FUNDAMENTAL II Professor MARIANA Série 6 o ANO ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 3º BIMESTRE / 2011 Aluno (a): Número: 1 - Conteúdo: Substantivos: comum

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 9 ano Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE Análise de textos poéticos Texto 1 Um homem também chora Um homem também

Leia mais

4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Nome:

4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Nome: 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Nome: Olá, amiguinho! Já estamos todos encantados com a sua presença aqui no 4 o ano. Vamos, agora, ler uma história e aprender um pouco

Leia mais

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo Instituto Presbiteriano de Educação Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse Leia o texto abaixo para responder às questões 01 a

Leia mais

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 6º Ano Profª: Margareth Rodrigues Dutra Disciplina: Língua Portuguesa Aluno(a): TRABALHO DE RECUPERAÇÃO Data de entrega: 18/12/14 Questão 1- Leia o texto a seguir. Brasileiros

Leia mais

1ºAno ERA UMA MENINA QUE VIVIA PELO POLO NORTE E ADORAVA URSOS. MENINA DE SORTE, VIA URSO TODO DIA E NÃO ERA EM FOTOGRAFIA.

1ºAno ERA UMA MENINA QUE VIVIA PELO POLO NORTE E ADORAVA URSOS. MENINA DE SORTE, VIA URSO TODO DIA E NÃO ERA EM FOTOGRAFIA. 1ºAno 1.1 LÍNGUA PORTUGUESA 4º período 5 de novembro de 2015 VOCÊ GOSTA DE BICHOS DE PELÚCIA? ACOMPANHE A LEITURA DO POEMA QUE TRATA DESSE ASSUNTO. A INVENÇÃO DO URSO DE PELÚCIA ERA UMA MENINA QUE VIVIA

Leia mais

meu jeito de dizer que te amo

meu jeito de dizer que te amo Anderson Cavalcante meu jeito de dizer que te amo Dedicatória A Tabata, minha esposa, mulher, amante e melhor amiga, que com muito charme, carinho e um pouco de paciência compartilha comigo as descobertas

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se pode imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Aluno (a): Turma: 2º Ano Professora: Data de entrega: Valor: 20 pontos CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Leitura e interpretação de textos

Leia mais

Mensagem Pr. Mário. Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014

Mensagem Pr. Mário. Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014 Mensagem Pr. Mário Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014 VOCÊ RECONHECE ESTES SÍMBOLOS? E ESTES SÍMBOLOS? E ESTES? A BÍBLIA TAMBÉM TEM SEUS SÍMBOLOS ANTIGO TESTAMENTO NOVO TESTAMENTO AO LONGO DA

Leia mais

A formação moral de um povo

A formação moral de um povo É um grande desafio evangelizar crianças nos dias de hoje. Somos a primeira geração que irá dizer aos pais e evangelizadores como evangelizar os pequeninos conectados. Houve um tempo em que nos colocávamos

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015.

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS - 3 ano Semana de 23 a 27 de março de 2015. Leia o texto a seguir para realizar as lições de Matemática da semana. Os alunos do 3º ano foram

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

tradução de edmundo barreiros

tradução de edmundo barreiros tradução de edmundo barreiros Copyright 2013 by Karen Harrington Esta edição foi publicada mediante acordo com Little, Brown and Company, Nova York, NY, EUA. Todos os direitos reservados. título original

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Este livro explica como você pode usar sua realidade para obter autoconhecimento. Boa leitura!

Leia mais

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo.

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Sonhos Pessoas Para a grande maioria das pessoas, LIBERDADE é poder fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Trecho da música: Ilegal,

Leia mais

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação 1ª Etapa 2014 Disciplina: PORTUGUÊS Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

Provão. Português 4 o ano. Vida da gente. Texto

Provão. Português 4 o ano. Vida da gente. Texto Provão Português 4 o ano Texto Vida da gente Todos os dias nós jogamos fora muitas coisas de que não precisamos mais. Para onde será que elas vão? Será que daria para usá-las novamente? Todo dia da nossa

Leia mais

Jimboê. Português. Avaliação. Projeto. 2 o ano. 3 o bimestre

Jimboê. Português. Avaliação. Projeto. 2 o ano. 3 o bimestre Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 5 e 6 do Livro do Aluno. Projeto Jimboê Português 2 o ano Avaliação 3 o bimestre 1 Avaliação Português NOME:

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte

Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte Sticker Art: Uma ferramenta de inclusão e conscientização do valor da arte Priscila de Macedo Pereira e Souza Resumo: Uma experiência numa escola pública de Goiânia, usando da técnica Sticker Art para

Leia mais

INFORMATIVO. Novas Regras de limites. A Datusprev sempre pensando em você... Classificados Datusprev: Anuncie aqui!

INFORMATIVO. Novas Regras de limites. A Datusprev sempre pensando em você... Classificados Datusprev: Anuncie aqui! INFORMATIVO Novas Regras de limites A Datusprev sempre pensando em você... Classificados Datusprev: Anuncie aqui! A Datusprev abre espaço para divulgação. Aqui você pode anunciar compra, venda, troca,

Leia mais

Manoel de Barros Menino do mato

Manoel de Barros Menino do mato Manoel de Barros Menino do mato [ 3 ] SUMÁRIO Menino do mato 7 Caderno de aprendiz 23 [ 5 ] Primeira parte MENINO DO MATO O homem seria metafisicamente grande se a criança fosse seu mestre. SÖREN KIERKEGAARD

Leia mais

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim?

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim? viu? eu não falei pra você? o quê? este ano está igualzinho ao ano passado! foi você que jogou esta bola de neve em mim? puxa, acho que não... essa não está parecendo uma das minhas... eu costumo comprimir

Leia mais

Disciplina: Matemática Data da realização: 24/8/2015

Disciplina: Matemática Data da realização: 24/8/2015 Ficha da semana 4º ano A/B/C. Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam.

Convite. Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. Convite Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam. As palavras não: quanto mais se brinca com elas mais novas ficam.

Leia mais

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Atividade: Leitura e interpretação de texto Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Orientações: 1- Leia o texto atentamente. Busque o significado das palavras desconhecidas no dicionário. Escreva

Leia mais

PORTUGUÊS MEU BICHO, MEU AMIGO

PORTUGUÊS MEU BICHO, MEU AMIGO 12 4º ANO PORTUGUÊS MEU BICHO, MEU AMIGO Leia esta história em quadrinhos, de Ziraldo: 17/ago/12 3º 2 Vocabulário Esguio: magro, fino, longo. Amorzim: expressão demonstrando carinho, ternura. Indefinidas:

Leia mais

Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos

Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos Habilidades: Reconhecer os pronomes demonstrativos como marca em relação à posição, ao espaço e ao tempo no texto; Habilidades: Compreender os pronomes

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

Fábula. Obs: A estrutura das fábulas segue a mesma explicada no gênero anterior Conto. Afinal fazem parte do mesmo tipo textual: Narrativa.

Fábula. Obs: A estrutura das fábulas segue a mesma explicada no gênero anterior Conto. Afinal fazem parte do mesmo tipo textual: Narrativa. 10 Fábula O que é: Trata-se de um gênero narrativo ficcional bastante popular. É uma história curta, vivida por animais e que termina com uma conclusão ético- moral. As fábulas eram narrativas orais, e

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 8 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao primeiro bimestre escolar ou às Unidades 1 e 2 do Livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA PRIMEIRA PARTE: CONCORDÂNCIA NOMINAL I. Regra Geral II. Casos Particulares I) Regra Geral: Exemplo:

Leia mais

Semeadores de Esperança

Semeadores de Esperança Yvonne T Semeadores de Esperança Crônicas de um Convite à Vida Volume 11 Crônicas de um Convite à Vida Livre d IVI Convidados a Viver PREFÁCIO Estou comovida por escrever este prefácio : tudo o que se

Leia mais

Fotobiografia microcosmo despercebido

Fotobiografia microcosmo despercebido 52 Fotobiografia microcosmo despercebido Pedro Alberto Nacer Zilli Texto e fotos M eu nome é Pedro Alberto Nacer Zilli, nasci no Uruguai em 1942, filho de pais descendentes de imigrantes italianos e libaneses.

Leia mais

Jimboê. Português. Avaliação. Projeto. 4 o ano. 4 o bimestre

Jimboê. Português. Avaliação. Projeto. 4 o ano. 4 o bimestre Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao quarto bimestre escolar ou às Unidades 7 e 8 do Livro do Aluno. Projeto Jimboê Português 4 o ano Avaliação 4 o bimestre 1 Avaliação Português NOME:

Leia mais

Anna Júlia Pessoni Gouvêa, aluna do 9º ano B

Anna Júlia Pessoni Gouvêa, aluna do 9º ano B DEPOIMENTOS A experiência que tive ao visitar o Centro Islâmico de Campinas foi diferente e única. É fascinante conhecer novas culturas e outras religiões, poder ver e falar com outro povo e sentir o que

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: A árvore da vida Coleção: Aldeia Autor: Roni Wasiry Guará Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: Professor da escola CFR Casa Familiar Rural,

Leia mais

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos 2. Lição Bíblica: Daniel 1-2 (Base bíblica para a história e

Leia mais

Existe espaço para os covers mostrarem seus trabalhos? As pessoas dão oportunidades?

Existe espaço para os covers mostrarem seus trabalhos? As pessoas dão oportunidades? A Estação Pilh@ também traz uma entrevista com Rodrigo Teaser, cover do Michael Jackson reconhecido pela Sony Music. A seguir, você encontra os ingredientes da longa história marcada por grandes shows,

Leia mais

Exame de Seleção 2009

Exame de Seleção 2009 2 PARTE II Leia atentamente o texto abaixo, O adolescente, de Mário Quintana, para responder à questão 1. A vida é tão bela que chega a dar medo. Não o medo que paralisa e gela, estátua súbita, mas esse

Leia mais

NOTA: Leia com muita atenção os textos a seguir: Texto 1 Todas as cartas de amor são. Ridículas. Não seriam de amor se não fossem. Ridículas.

NOTA: Leia com muita atenção os textos a seguir: Texto 1 Todas as cartas de amor são. Ridículas. Não seriam de amor se não fossem. Ridículas. GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: Daniel DISCIPLINA: LITERATURA SÉRIE: 1º ANO ALUNO (a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem LISTA DE EXERCÍCIOS - P1 3º BIMESTRE Leia com muita atenção os textos a seguir: Texto

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Respostas: 02. 03. 01. 3º P34 M B 27/08/2008. Esta prova contém 10 questões.

Respostas: 02. 03. 01. 3º P34 M B 27/08/2008. Esta prova contém 10 questões. 3º P34 M B 27/08/2008 Esta prova contém 10 questões. INSTRUÇÕES: Verifique se sua prova está completa. Preencha corretamente todos os dados solicitados no cabeçalho. Resoluções e respostas somente a tinta,

Leia mais

TIPOS DE RELACIONAMENTOS

TIPOS DE RELACIONAMENTOS 68 Décima-Segunda Lição CONSTRUINDO RELACIONAMENTOS DE QUALIDADE Quando falamos de relacionamentos, certamente estamos falando da inter-relação de duas ou mais pessoas. Há muitas possibilidades de relacionamentos,

Leia mais

Cantinhos de fé. arquitetura decoração texto: Paula Ignacio. Ambientações do arquiteto João Mansur

Cantinhos de fé. arquitetura decoração texto: Paula Ignacio. Ambientações do arquiteto João Mansur casa arquitetura decoração texto: Paula Ignacio Fotos: Beto Riginik/Divulgação Ambientações do arquiteto João Mansur Cantinhos de fé De santinhos católicos a anjos, velas, flores, sinos e outros símbolos,

Leia mais

Texto 2. Julinho, o sapo

Texto 2. Julinho, o sapo Texto 2 Nós vamos ler um texto bem diferente do texto 1. Também tem princesa, sapo, mas o que acontece é difícil de imaginar. Nestes versos você vai encontrar uma pista. Lá no brejo tem um sapo que canta

Leia mais

AULA DE PORTUGUÊS: CRIAÇÃO DE POEMAS

AULA DE PORTUGUÊS: CRIAÇÃO DE POEMAS AULA DE PORTUGUÊS: CRIAÇÃO DE POEMAS Até onde vai a força da Motivação? Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Uma proposta criativa motivadora na sala de aula pode deixar o professor bem impressionado

Leia mais

Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente.

Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente. Olá, que bom que você está aqui no Relaxamento Presente. Um dos grandes dilemas que os pais enfrentam atualmente é em relação à educação dos filhos, e se perguntam constantemente: "Como fazer meu filho

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa Nome: Ano: 3º Ano 2º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Códigos e Linguagens

Leia mais

5º ano. Atividade de Estudo - Português

5º ano. Atividade de Estudo - Português Atividade de Estudo - Português 5º ano O texto que você vai ler abaixo pertence ao gênero crônica. As crônicas transformam um acontecimento comum, do nosso dia a dia, em uma história muito interessante.

Leia mais

Casa Templária, 9 de novembro de 2011.

Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Mais uma vez estava observando os passarinhos e todos os animais que estão ao redor da Servidora. Aqui onde estou agora é a montanha, não poderia ser outro lugar.

Leia mais

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES Silvia Eula Muñoz¹ RESUMO Neste artigo pretendo compartilhar os diversos estudos e pesquisas que realizei com orientação do Prof. Me. Erion

Leia mais

Conteúdos: Linguagem literária e não literária Vivenciando o texto literário

Conteúdos: Linguagem literária e não literária Vivenciando o texto literário Conteúdos: Linguagem literária e não literária Vivenciando o texto literário Habilidades: Compreender a distinção entre linguagem literária e linguagem não literária. Analisar alguns dos mecanismos utilizados

Leia mais

18/11/2005. Discurso do Presidente da República

18/11/2005. Discurso do Presidente da República Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega de certificado para os primeiros participantes do programa Escolas-Irmãs Palácio do Planalto, 18 de novembro de 2005

Leia mais

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR: 10,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO: %

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR: 10,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO: % SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / / 205 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A):

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 3 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Compreensã de texto Nome: Data: A carta é uma forma de comunicação escrita que pode ser endereçada a uma ou a várias

Leia mais

PREGAÇÃO DO DIA 08 DE MARÇO DE 2014 TEMA: JESUS LANÇA SEU OLHAR SOBRE NÓS PASSAGEM BASE: LUCAS 22:61-62

PREGAÇÃO DO DIA 08 DE MARÇO DE 2014 TEMA: JESUS LANÇA SEU OLHAR SOBRE NÓS PASSAGEM BASE: LUCAS 22:61-62 PREGAÇÃO DO DIA 08 DE MARÇO DE 2014 TEMA: JESUS LANÇA SEU OLHAR SOBRE NÓS PASSAGEM BASE: LUCAS 22:61-62 E, virando- se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou- se da palavra do Senhor, como lhe havia

Leia mais

5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º

5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º 5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º 1. Um músico muito importante do nosso país é Milton Nascimento, cantor e compositor brasileiro, reconhecido, mundialmente, como um dos mais influentes e talentosos cantores

Leia mais

Acorda, seu Zé Preguiça, hoje é domingo. Dia do Senhor. A sua mãe tá passando a roupa que você separou ontem, e o seu café já está pronto, só

Acorda, seu Zé Preguiça, hoje é domingo. Dia do Senhor. A sua mãe tá passando a roupa que você separou ontem, e o seu café já está pronto, só Acorda, seu Zé Preguiça, hoje é domingo. Dia do Senhor. A sua mãe tá passando a roupa que você separou ontem, e o seu café já está pronto, só esperando a sua boa vontade. Felipe tentou voltar a dormir,

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES P. O QUE É A PATERNIDADE? R. Paternidade significa ser um pai. A determinação da paternidade significa que uma pessoa foi determinada

Leia mais

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br Guia Prático para Encontrar o Seu Propósito de Vida www.vidadvisor.com.br "Onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação". Aristóteles Orientações Este é um documento

Leia mais

A CURA DE UM MENINO Lição 31

A CURA DE UM MENINO Lição 31 A CURA DE UM MENINO Lição 31 1 1. Objetivos: Mostrar o poder da fé. Mostrar que Deus tem todo o poder. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.14-21; Marcos 9.14-29; Lucas 9.37-43 (Leitura bíblica para o professor)

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

O Boneco de Neve Bonifácio e o Presente de Natal Perfeito

O Boneco de Neve Bonifácio e o Presente de Natal Perfeito O Boneco de Neve Bonifácio e o Presente de Natal Perfeito Era uma vez um boneco de neve chamado Bonifácio, que vivia numa terra distante onde fazia muito frio. Ele era um boneco especial, porque podia

Leia mais

Todos os sonhos do mundo

Todos os sonhos do mundo Todos os sonhos do mundo Desidério Murcho Universidade Federal de Ouro Preto Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. Fernando Pessoa

Leia mais

Ser humano e saúde / vida e ambiente. Voltadas para procedimentos e atitudes. Voltadas para os conteúdos

Ser humano e saúde / vida e ambiente. Voltadas para procedimentos e atitudes. Voltadas para os conteúdos Atividade de Aprendizagem 10 Dengue: aqui não! Eixo(s) temático(s) Ser humano e saúde / vida e ambiente Tema Água e vida / reprodução e ocupação de novos ambientes / saúde individual e coletiva Conteúdos

Leia mais

FICHA DE MATRÍCULA Dados da Criança

FICHA DE MATRÍCULA Dados da Criança FICHA DE MATRÍCULA Dados da Criança Nome: Data de nasc: / / Sexo: Masculino Feminino Dados da Mãe Nome: data de nasc: / / Nacionalidade: Endereço Res.: Tel Res.: Celular: Empresa: Cargo: End. Cml.: RG.:

Leia mais

Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre

Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre língua portuguesa Escola: Nome: Data: / / Turma: 1. Leia o trecho da letra da música a seguir. migrante Tantos sonhos são desfeitos Uma mãe que afaga o peito Seu filho

Leia mais

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas.

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. Pág. 41 1 e 2 1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. c) Delimite as orações. Foi o presente

Leia mais

Todos os dias Leitura: atividades

Todos os dias Leitura: atividades Todos os dias Leitura: atividades 1. Escreva Certo (C) ou Errado (E) para as afirmações a seguir. A) O marido acorda a esposa todos os dias de manhã. ( ) B) Às seis da tarde ele volta para casa depois

Leia mais

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011 CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira São José dos Campos SP Abril de 2011 Apresentação e Formação Acadêmica Meu nome é Eustáquio, estou com sessenta anos, nasci em Minas Gerais,

Leia mais

Quem tem medo da Fada Azul?

Quem tem medo da Fada Azul? Quem tem medo da Fada Azul? Lino de Albergaria Quem tem medo da Fada Azul? Ilustrações de Andréa Vilela 1ª Edição POD Petrópolis KBR 2015 Edição de Texto Noga Sklar Ilustrações Andréa Vilela Capa KBR

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Título: Maricota ri e chora Autor: Mariza Lima Gonçalves Ilustrações: Andréia Resende Formato: 20,5 cm x 22 cm Número de páginas: 32

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

OS MEMORIAIS DE FORMAÇÃO COMO UMA POSSIBILIDADE DE COMPREENSÃO DA PRÁTICA DE PROFESSORES ACERCA DA EDUCAÇÃO (MATEMÁTICA) INCLUSIVA.

OS MEMORIAIS DE FORMAÇÃO COMO UMA POSSIBILIDADE DE COMPREENSÃO DA PRÁTICA DE PROFESSORES ACERCA DA EDUCAÇÃO (MATEMÁTICA) INCLUSIVA. OS MEMORIAIS DE FORMAÇÃO COMO UMA POSSIBILIDADE DE COMPREENSÃO DA PRÁTICA DE PROFESSORES ACERCA DA EDUCAÇÃO (MATEMÁTICA) INCLUSIVA. Fernanda Malinosky C. da Rosa Doutoranda em Educação Matemática Unesp/

Leia mais

Cecília Rocha e Clara Araújo

Cecília Rocha e Clara Araújo Cecília Rocha e Clara Araújo Ilustrações de Impact Storm uma historia do mundo espiritual - miolo.indd 3 26/11/2012 17:40:26 uma historia do mundo espiritual - miolo.indd 4 26/11/2012 17:40:27 Há, no plano

Leia mais

09/09/2004. Discurso do Presidente da República

09/09/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de recepção da delegação brasileira que participou das Olimpíadas de Atenas Palácio do Planalto, 09 de setembro de 2004 Meu caro Grael, Meu querido René Simões,

Leia mais

O IMAGINÁRIO DA CRIANÇA DENTRO DE NÓS. Através da literatura e da arteterapia

O IMAGINÁRIO DA CRIANÇA DENTRO DE NÓS. Através da literatura e da arteterapia O IMAGINÁRIO DA CRIANÇA DENTRO DE NÓS Através da literatura e da arteterapia Coleção PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO Crescer como pessoa, Serafín R. González O imaginário da criança dentro de nós: através da literatura

Leia mais

Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter-

Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter- Algumas definições Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter- relações. O sentido de um termo

Leia mais

A folha e o pirilampo

A folha e o pirilampo Ficha de Avaliação Trimestral (dezembro) PORTUGUÊS Nome Data 10.dez.2013 Classificação O Professor Enc. de Educação I PARTE Lê, com muita atenção, o texto seguinte: A folha e o pirilampo 5 10 15 20 25

Leia mais

SIMULADO/AVALIAÇÃO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO 3º ANO CADERNO DO ALUNO PRIMEIRO SEMESTRE 2012

SIMULADO/AVALIAÇÃO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO 3º ANO CADERNO DO ALUNO PRIMEIRO SEMESTRE 2012 Escola Estadual Professor Manoel Machado Povoado da Serra Verde Virgínia MG CEP 37465-000 SIMULADO/AVALIAÇÃO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO 3º ANO CADERNO DO ALUNO PRIMEIRO SEMESTRE 2012 ESCOLA: NOME: DATA DE

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO - 2º Ano EF- JULHO/ 2014 2º ANO: DATA DE ENTREGA: 31/07/14. Atividade de Férias

ESTUDO DIRIGIDO - 2º Ano EF- JULHO/ 2014 2º ANO: DATA DE ENTREGA: 31/07/14. Atividade de Férias 1 NOME: Nº: 2º ANO: DATA DE ENTREGA: 31/07/14 Atividade de Férias O primeiro semestre está chegando ao final. As férias se aproximam e o merecido descanso vem em boa hora! Período de descontração, lazer

Leia mais

A menina que queria visitar a tia

A menina que queria visitar a tia Cenas urbanas A menina que queria visitar a tia A menina, conversando com a jornaleira, na manhã de domingo, tinha o ar desamparado. Revolvia, com nervosismo, um lenço com as pontas amarradas, dentro

Leia mais

Terra de Gigantes 1 APRESENTAÇÃO

Terra de Gigantes 1 APRESENTAÇÃO Terra de Gigantes Juliana de MOTA 1 Alexandre BORGES Carolina de STÉFANI Emilia PICINATO João Paulo OGAWA Luara PEIXOTO Marco Antônio ESCRIVÃO Murilo ALVES Natália MIGUEL Orientado pelos docentes: João

Leia mais

T.E.R Língua Portuguesa. Professoras: Elisabete e Ana Paula - 6º ano - 1º Bimestre

T.E.R Língua Portuguesa. Professoras: Elisabete e Ana Paula - 6º ano - 1º Bimestre T.E.R Língua Portuguesa Professoras: Elisabete e Ana Paula - 6º ano - 1º Bimestre Frase 1) Assinale as alternativas que formam frases: ( ) No passado a descoberta dos diamantes no Brasil foi. ( ) Um sapatinho

Leia mais

Relatório sobre a minha experiência no Brasil

Relatório sobre a minha experiência no Brasil Relatório sobre a minha experiência no Brasil Oi pessoal! Sou Lucrecia Hang, tenho 24 anos e nasci numa cidade chamada Rosário, localizado no litoral de Argentina. Aqui moro com meus pais e minha irmã

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Compreensão de texto Nome: Data: Leia este texto expositivo e responda às questões de 1 a 5. As partes de um vulcão

Leia mais